Page 1

CONSTRUÇÃO A SECO | PROJETO RESIDÊNCIAL Miguel Skackauskas / Ricardo Lobato

Universidade Federal de Minas Gerais | UFMG | Arquitetura e Urbanismo/Noturno Oficina Temática de Constunção a Seco - TAU041 Profªs.: Cynara Fiedler Bremer / Maria Luiza Castro / Marianna Mattos


CONTEXTUALIZAÇÃO | BAIRRO VILA PARIS

2

Contexto de desenvolvimento do bairro (história e tendências)

Infra estrutura e meso estrutura Hoje com vida própria, o Vila Paris começa na Praça José Cavalini e termina na Avenida Arthur Bernardes. Fica entre os bairros São Bento, Santo Antônio, Luxemburgo e Santa Lúcia, todos de classe média alta, a 10 minutos do centro. As suas principais vias de acesso são as avenidas Prudente de Morais e Raja Gabáglia, além da Rua Conde de Linhares.

A história do Vila Paris, bairro localizado na região Centro-Sul, não é muito diferente da maioria dos outros bairros da cidade. O local onde ele foi construído era no passado uma grande fazenda, ocupada certamente por uma das muitas famílias tradicionais que ali residiram nos primeiros anos da jovem capital. Trata-se de um bairro pequeno, que ocupa uma área de 29,7 hectares, com população aproximada de 5 mil moradores. Vila Paris é um bairro nobre, de classe média-alta de Belo Horizonte. Segundo o Ipead (Instituto de Pesquisas Econômicas Administrativas e Contábeis de Minas Gerais) o bairro se enquadra nos padrões de bairros de luxo de Belo Horizonte. Limites: A oeste com o bairro Luxemburgo (na rua Gentios); A leste com o Santo Antônio (na av. Prudente de Morais); Ao sul com São Bento; Ao norte com Coração de Jesus. Entre o Vila Paris e o bairro Luxemburgo está situado uma das poucas matas urbanas da Zona Sul, o Bosque do Mosteiro, perto do lote que será implantado o projeto da casa. Identificação das características das edificações vizinhas e da vizinhança (Morfologia e tipologia )

O Vila Paris oferece de tudo a seus moradores e seu comércio inclui sacolões, farmácias, agências bancárias, academias de ginástica, supermercados, padarias, butiques e escolas municipais, estaduais e de idiomas, além da proximidade com o BH SHOPPING.

ZA

ZAR-1

ZP-1

Fonte: Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, Lei de Parcelamento, Ocupação e Uso do Solo do Município de Belo Horizonte, 28/agosto/1996

Características da rua e da via, acessos e circulação, condicionantes físicos (Localização, orientação, condições de insolação, ventos dominantes, Níveis de ruídos e poluição) As grandes maiorias das ruas são de calçamento “pé-demoleque” - pedras de mão assentadas e pressionadas sobre o solo. São ótimas para drenagem fluvial, já que os espaços entre elas são permeáveis. A grande desvantagem é a necessidade de manutenção constante por causa do mato que cresce nesse tipo de calçamento. A falta de manutenção das calçadas é evidente, com as árvores danificando a pavimentação.

A Vizinhaça é caracterizada por residências, casas de geralmente dois pavimentos e prédios que variam entre 3 a 10 pavimentos. Durante a visita ao terreno foi possível perceber claramente o limite do zoneamento, onde há uma grande diferença no CA e na Quota. O bairro é dividido em dois zoneamento: ZAR1 e ZA e possui uma área de ZPAM (Bosque do Mosteiro)

Zoneamento

CA

Quota do Terreno

TO

Taxa de permeabilidade

Altura Máxima e na Divisa

Obs:

ZAR-1

1,0

180m2/un

-

20%

5,0m

-

ZA

1,5

40m2/un

-

20%

5,0m

Ver § 4º e 5º do art. 45

ZEIS-1/3

Fonte: Ricardo Lobato / Miguel Skackauskas

Fonte: GoogleMaps, 2012


CONTEXTUALIZAÇÃO | LOTE DO PROJETO

3 Vista do lote em frente ao lote do projeto

Vista permanete

Fonte: Ricardo Lobato / Miguel Skackauskas

Fonte: GoogleMaps, 2012

Vista da frente do lote do projeto

Fonte: Ricardo Lobato / Miguel Skackauskas

Vista interna do lote do projeto

PLANTA DO LOTE Fonte: Ricardo Lobato / Miguel Skackauskas

ESC: 1/200


CONCEITO DO PROJETO | PERSONA FAMÍLIA

1º FASE

4 2º FASE

3º FASE

Casal em meia idade entre 45 e 55 anos

Casal de 3a idade (75 a 85 anos) com filhos adultos e netos

HOMEM: Médico Pediátra O consultório já está consolidado com sócios e outro médicos como funcionários e ele passa mais tempo em casa. Ainda acorda cedo para ir no trabalho pela manha. E volta para casa na hora do almoço. Seu hobby de cozinheiro toma um tempo maior agora que ele tem mais tempo livre, e a tarde ele tem aula de culinária de 14hs às 16hs, faz caminhada 3 vezes por semana na barragem com a esposa para manter-se saudável. Volta para casa às 18hs. Apaixonado por tecnologia. Entra na internet para manter-se atualizado. À noite vê TV com a esposa. Nos fins de semana continua indo ao clube com os amigos e no domingo se dedica à atividades familiares.

HOMEM: Médico Pediátra Vendeu sua parte na sociedade e vive dos rendimentos. Na parte da manha gosta de fazer caminhada na barragem Santa Lúcia. Ainda lúcido e saudável gosta de cozinha e se manter informado. Acessa internet todos os dias pelo notebook.

Jovem Casal entre 25 e 30 anos com dois filhos HOMEM: Médico Pediátra Acorda ás 6hs, toma café da manha com internet no tablet. Sai de casa entre 7h e 7h30min para o consultório próprio. Volta em torno de 12h30min para almoçar com a família e retorna ao trabalho às 13h30. Chega em casa novamente às 19hs. as vezes atende à emergências domiciliares durante a noite. Ao chegar acessa a internet para conferir as noticias do fim do dia e normalmente assiste TV, filmes ou séries. Aos sábados frequenta o clube onde se encontra com o pessoal da peteca. No domingo sai com os filhos. Gosta de reunir a família e cozinhar em datas especiais. Aliás gosta muito de culinária e tecnologia. MULHER: Estilista Acorda junto com o marido e desperta a menina. Toma o café com a família, sai às 6hs30 para levar a garotinha para a escolinha . deixando o filho mais novo com a babá. Vai direto para academia e volta em torno de 8h a 8h30. Trabalha até as 12h em seu ateliê, busca a garotinha na escola e almoça com a família. Normalmente tira a tarde para resolver problemas. Gosta muito de cuidar de flores, natureza e paisagismo em geral. Aos sábados recebe as amigas em casa ou sai para levar o bebê para passear. Aos domingos sai com o marido e os filhos. As vezes recebe familiares em casa. à noite faz questão de ficar com a família, principalmente o bebe que necessita de seus cuidados. FILHOS Menino recém nascido (6 meses) e menina com 5 anos. Ele fica com a baba na parte da manha enquanto a menina vai pra pré-escola . A menina volta na parte da tarde e fica com a babá também.

MULHER: Estilista Estilista e dona de negócio próprio e consolidado - uma loja de roupas. Como a loja é próxima à casa vai a pé e deixa o carro com a filha. Passa mais tempo na loja e o escritório se torna mais parte da casa como sala de estudo e biblioteca. Encontra o marido para a caminhada 3 vezes por semana e nos outros dois dias vai à academia. Chega em casa sempre às 19hs com o marido ou não. Passa mais tempo cuidando do jardim, principalmente nos fins de semana, os quais tambem usa para atividades familiares e com o marido. Passa a noite lendo livros, cuidando das flores, vendo TV com o marido etc. FILHA A filha mais velha estuda medicina, já com 4 anos de faculdade. Acorda às 6hs e vai para a faculdade. Ficando o dia todo, volta às 19hs. já namora a algum tempo e tem ideia de se casar. Muito estudiosa, passa a noite na biblioteca, estudando. Recebe o namorado no fim de sema, é mais caseira e gosta de usar os espaços de descanso da casa (sala de tv e estar). Usa o carro da mãe para ir à faculdade pela manha. FILHO O filho acabou de entrar na escola de arquitetura e optou por estudar à noite para estagiar pela manha. Recebe muito os amigos em casa e gosta de música. Pela manhã sai às 7hs e passa a tarde fazendo trabalhos etc. Chega em casa por volta das 23hs. Ganhou um carro do pai.

MULHER: Estilista Passou a loja para uma sobrinha e ainda tem contato com a moda e a sociedade. Sempre por dentro dos assuntos. Gosta muito de livros e internet. Seu jardim seu jardim continua sendo cuidado e ali passa a maior parte da tarde cuidando de suas flores. Tem dificuldades de locomoção e utiliza uma bengala. Os dois recebem a filha nos fins de semana e sempre fazem um almoço. FILHA A filha se casou e foi morar com o marido, teve dois filhos. Visita os pais todos os fins de semanas. Traz os filhos que as vezes passam o fim de semana na casa dos avós.

FILHO O filho não se mudou de casa preferindo ficar com os pais. Sai pela manha para cuidar do escritório localizado no centro. Volta pela tarde e costumar levar alguns trabalhos para casa.


CONCEITO DO PROJETO | PROGRAMA

5

RESIDENCIA UNIFAMILIAR

RESIDENCIA UNIFAMILIAR

RESIDENCIA UNIFAMILIAR

(casa evolutiva - proposta para 3 fases de vida de família)

(casa evolutiva - proposta para 3 fases de vida de família)

(casa evolutiva - proposta para 3 fases de vida de família)

FASE 1 – Casal com filhos pequenos Ambiente

Quant.

FASE 2 – Casal com filhos jovens

Dimessões

Área (m ) 2

Ambiente

Quant.

Dimessões

Área (m ) 2

FASE 3 – Casal de 3ª idade com vinda ocasional de filhos e netos

Hall

1

3,6

4,8

17,28

Hall

1

3,6

4,8

17,28

Ambiente

Sala de Estar

1

3,4

4,8

16,32

Sala de Estar

1

3,4

4,8

16,32

Hall

1

3,6

4,8

17,28

Sala de Jantar

1

3,4

4,8

16,32

Sala de Jantar

1

3,4

4,8

16,32

Sala de Estar

1

3,4

4,8

16,32

Sala de Tv

1

3,6

4,2

15,12

Sala de Tv

1

3,6

4,2

15,12

Sala de Jantar

1

3,4

4,8

16,32

Cozinha

1

3,4

4,8

16,32

Cozinha

1

3,4

4,8

16,32

Sala de Tv

1

3,6

4,2

15,12

Serviço

1

2,4

3

7,2

Serviço

1

2,4

3

7,2

Cozinha

1

3,4

4,8

16,32

Suíte Casal

1

4,8

4,8

23,04

Suíte Casal

1

4,8

4,8

23,04

Suíte Casal

3,6

4,2

15,12

Quato(s)

2

3,6

4,2

30,24

Quato(s)

2

3,6

4,2

30,24

Banho Casal

3

2,4

7,2

Escritório

1

3,6

4,2

15,12

Escritório

1

3,6

4,2

15,12

Banho Social

1

3

2,4

7,2

Banho Social

1

3

2,4

Banho

1

3

2,4

7,2

Banho

2

3

Garagem Coberta

1

5,4

4,8

25,92

Garagem Coberta

1

Área de Lazer

1

10

10

100

Área de Lazer

1

TOTAL

297,28

TOTAL

Quant.

Dimessões

Área (m2)

Serviço

1

2,4

3

7,2

7,2

Suíte Filho

1

4,8

4,8

23,04

1,2

7,2

2

4,8

4,2

20,16

5,4

4,8

25,92

Cozinha/ Sala de jantar

10

10

100

Escritório/Quarto

1

3,6

4,2

15,12

Banho

1

3

1,2

3,6

Garagem Coberta

1

5,4

4,8

25,92

Área de Lazer

1

10

10

100

297,28

TOTAL

298,72


CONCEITO DO PROJETO | RASCUNHOS

6


ESTUDO DE VIABILIDADE

7

ESTUDO DE VIABILIDADE PARA PROJETO ARQUITETÔNICO EM BELO HORIZONTE LOGRADOURO NOME:

Nº:

CÓDIGO:

Rua Francisco Arantes

sn

C.V.*:

-

L.O.V.P.D*:

-

-

L.F.V.*:

-

TERRENO 42-90-h

CADASTRO DE PLANTA (CP): SETOR:

QUADRA:

9

390,85

ÁREA DO TERRENO: ADE:

2230

-

ZONEAMENTO:

ZAR - 1

PROJETO IDENTIFICAÇÃO:

Residência unifamiliar Centro sul

BAIRRO:

Vila Paris

REGIONAL:

LOTE:

11

QUARTEIRÃO:

9

USO:

residencial

-

TÍTULO: CONTEÚDO:

ÍNDICE IPTU:

126009 011 001

-

EDIFICAÇÃO ÁREA LÍQUIDA RESIDENCIAL MÁXIMA (m²):

-

ÁREA LÍQUIDA ADQUIRIDA (m²):

297,28 COEFICIENTE DE APROVEITAMENTO:

ÁREA UTILIZADA PELAS SALAS (m²):

1,0

TAXA DE OCUPAÇÃO:

-

-

N° DE VAGAS DE ESTAC.: N° DE UNIDADES RESIDENCIAIS: ÁREA PERMEÁVEL:

1 78,17

DADOS DA LEI COTA POR UNIDADE

180

HABITACIONAL:

AFASTAMENTO FRONTAL

3

AFASTAMENTO DE FUNDOS:

1,5

AFASTAMENTO LATERAL:

1,5

ALTURA MÁXIMA NA DIVISA:

5

FORMATO DO TERRENO

RESPONSÁVEIS

EA | UFMG ARQUITETURA E URBANISMO NOTURNO OT DE CONTRUÇÃO A SECO Mª LUIZA DE CASTO, CYNARA FIEDLER BREMER E MARIANNA MATTOS ALUNO(S): MIGUEL H. SKACKAUSKAS E RICARDO LOBATO BELO HORIZONTE ABRIL DE 2012

CUB mar/12

Preço de venda médio

R$/m² 1495,77 1213,48 994,46

R$/m² 5.329

Padrão ALTO MÉDIO BAIXO

Custo Básico total (R$) 444662,51 360743,33 295633,07

Preço de venda total 1584205,12


1.520

175

779

B

428

E-02

E-03

i = 8%

A i = 8%

A

1.020

i = 8%

740

i = 8%

L.P.I.

E-04

i = 10%

320

94

ento tam Afas

Terraço L.P.I.

336

Afastamento 296

E-01

174

530

B

Quadro de Parãmetros urbanísticos Parâmetros urbanísticos Observações 390,85 Área do terreno (m) Zona ZAR - 1 Coef. de Aprov. Básico (CAb) 1,0 Coef. de Aprov. Máximo (CAm) 1,3 Potencial Construtivo (m) 390,85 Quota por unidade (m²/un.) 180 Taxa de ocupação Taxa de Permeabilidade 20% Altura Max. Na Divisa (m) 5,0 Altura da Edificação (m) 4 Afast. Frontal 3,0 Afast. Laterais e de Fundos 1,5 Número maximo de unidades 2,17 habitacionais Área construída total do 297,28 empreendimento Área das unidades habitacionais separar por tipo, caso haja mais de um Total de desconto por pavimento tipo - ver art. 46 da Lei n° 7166/96. Área total dos descontos da edificação - ver art. 46 da Lei n° 7166/96. Área líquida edificada - área total do empreendimento menos os descontos Exigida: 78,17 Área permeável Praticada: Altura total na divisa Altura total da edificação Exigidos: 3,0 Afastamento frontal Praticados: Exigido: 1,5 Afastamento lateral Praticado: Exigido: 1,5 Afastamento de fundos Praticado: Exigidas: Vagas de estacionamento Praticadas: Possível: Área total dos estacionamentos Praticada: -

500

340

440

Rua Padre Fancisco Arantes

Implantação

OT de Constução a Seco Profs Maria Luisa e Cynara Proposta

Implantação esc: 1:200

1|8

Miguel H. Skackauskas e Ricardo Lobato

163

N

1:200


B

ento tam Afas

150

E-02

ento tam Afas

ACIMA

480

300

5

3

4

2

360

Gel.

17 x 18 x 28

7 8

Cozinha

9 10

Serviço

A

420

6

11 12

320

14

projeção do mezanino

540

A

Sala de TV

13

150

360

240

Horta

1

1500

15 16

480

300 240

Sala de Jantar

480

240

360

Garagem

120

Escritório

740

420

480

Afastamento

150

B

Rampa i = 20%

300

Afastamento

deck

1020

1020

360

Sala de Estar

1a Fase

1o Pavimento

1:100

OT de Constução a Seco Profs Maria Luisa e Cynara Proposta

Implantação e 1o Pavimento esc: 1:100

2|8

Miguel H. Skackauskas e Ricardo Lobato


B E-02

5

3

4

2

1

1500

Banho

420

6 7

Closet

360

17 x 18 x 28

8 9 10

300

11

240

Suite

360

320

A

vazio

13

Quarto

14 15 16

480

360

300

Circ.

Banho

240

120

ABAIXO

480

A

12

cobertura da garagem

Quarto Terraço

360

540

B

740

480

1020

420

1a Fase

2o Pavimento

1:100

OT de Constução a Seco Profs Maria Luisa e Cynara Proposta

2o Pavimento esc: 1:100

3|8

Miguel H. Skackauskas e Ricardo Lobato


B E-02

5

3

4

2

1

1500

Banho

420

6 7

Closet

360

17 x 18 x 28

8 9 10 11

300

vazio

240

Suite

360

320

A

13

Quarto

14 15 16

480

360

300

Circ.

Banho

120

120

ABAIXO

480

A

12

Banho 120

cobertura da garagem

Quarto Terraço

360

540

B

740

480

1020

420

2a Fase

2o Pavimento

1:100

OT de Constução a Seco Profs Maria Luisa e Cynara Proposta

2o Pavimento esc: 1:100

4|8

Miguel H. Skackauskas e Ricardo Lobato


B E-02

1500

Closet vazio

300

Suite 360

Circ.

Gel.

Banho 3

6 7

120

cobertura da garagem

E-04

480

4

120

Cozinha

5

E-03

A

240

480

320

A

420

480

Banho

Sala de Jantar

2

8

1 ABAIX 16O

9

15

11

13

14

12

10

Terraço

Escritório/ Quarto 360

540

B

740

480

1020

420

E-01

3a Fase

2o Pavimento

1:100

OT de Constução a Seco Profs Maria Luisa e Cynara Proposta

2o Pavimento esc: 1:100

6|8

Miguel H. Skackauskas e Ricardo Lobato


B

ento tam Afas

150

E-02

ento tam Afas

1500 420

480

300

360

Gel.

Horta

360

240

Cozinha Serviço

A 320

150

projeção do mezanino

540

A

Sala de TV/ Quarto

480

300 240

Sala de Jantar

Banho

6

3

480

5

Garagem

4

360 7

2

8

1

9

16 ACIM A 15

11

13

14

12

10

Suite

740

480

Afastamento

150

B

Rampa i = 20%

300

Afastamento

420

deck

1020

1020

360

Sala de Estar

3a Fase

1o Pavimento

1:100

OT de Constução a Seco Profs Maria Luisa e Cynara Proposta

Térreo

esc: 1:100

5|8

Miguel H. Skackauskas e Ricardo Lobato


200 800

300

Piso +7,50

300

2o Pavimento +4,50

1o Pavimento +1,50 Garagem

Corte AA

1:100

Piso +7,50

300

20

A

2o Pavimento +4,50

300

770

620

Quarto

Escritório 150 150

Hall

1o Pavimento +1,50 Garagem +1,00 Passeio ±0,00

B

Corte BB

1:100

OT de Constução a Seco Profs Maria Luisa e Cynara Proposta

Cortes

esc: 1:100

7|8

Miguel H. Skackauskas e Ricardo Lobato


180

110

650

620

800

800

70

150

Elevação Frontal - Sudeste

1:100

E-3

1:100

E-04

Elevação Lateral - Sudeste

1:100

620 345

650

620

800

800

E-01

E-02

Elevação Posterior - Noroeste

Elevação Lateral - Nordeste

OT de Constução a Seco Profs Maria Luisa e Cynara Proposta

Elevações esc: 1:100

8|8

Miguel H. Skackauskas e Ricardo Lobato

1:100


PERSPECTIVAS

16

Construção a Seco - 1ª Etapa  

Projeto Acadêmico da disciplina TAU041 (Construção a Seco) da Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG