Page 1

31/12/2017

Retrospectiva 2017


2

Uber conquistou antigos clientes dos tรกxis

3


4

Netflix entrou na briga com tevĂŞs a cabo

5


6

7

Reformas do governo assustaram população


8

9

El Niño e El Niña provocaram secas e inundações


10

11

Gasolina teve aumentos abusivos


12

13

Desemprego atingiu as cidades mineradoras


14

15

Conflitos religiosos agravaram drama dos refugiados


16

17

Papa anunciou o amor e empreendeu viagens


18

19

Apelos a Medjougorje mobilizaram catรณlicos


20

21

PrĂŠcandidatos ocuparam as redes sociais


22

23

População desiludida com a política não saiu às ruas


24

25

Agronegรณcio comandou economia do centrooeste


26

27

Cultura brasileira afro teve ano intenso


28

29

Base curricular nacional de ensino sofreu alteração


30

31

Professores foram desvalorizados e qualidade do ensino refletiu a realidade


32

Temer congelou por 20 anos os investimentos em saúde e educação

33


34

35

Parlamento discutiu a ideologia de gĂŞnero


36

37

Minorias foram atacadas pelo conservadorismo


38

39

Cresceu a intolerância nas redes sociais


40

Editorial Retrospectiva 2017 Um ano atípico, que começou com aparelhamento da operação lava-jato e suas delações premiadas culminando na resistência do parlamento às prisões, potencializando a crise moral e política nacional. A iniciativa privada deixou de gerar receita e empregos, agravando a crise econômica. O desemprego recorde atingiu as cidades mineradoras. O Uber conquistou antigos clientes dos táxis nas metrópoles brasileiras. A Netflix entrou na briga com as tevês a cabo. A reforma previdenciária assustou os trabalhadores assalariados. Os fenômenos El Niño e El Niña provocaram secas e inundações no globo. O governo brasileiro aumentou os preços dos combustíveis de forma abusiva. No mundo, os conflitos religiosos provocaram o drama dos refugiados. O Papa Francisco anunciou o amor e empreendeu viagens. Apelos a Nossa Senhora em Medjougorje comoveu os católicos. Os pré-candidatos às eleições presidenciais de 2018 disputaram espaço na internet com postagens ofensivas. A população brasileira, desiludida em relação às mudanças políticas, ficou em casa. O agronegócio movimentou a economia do centro-oeste, na contramão da crise. A cultura afrobrasileira teve um ano movimentado. A base curricular nacional de ensino sofreu alteração. A desvalorização do professor comprometeu a qualidade da educação. O Presidente Michel Temer, com apoio do parlamento, congelou por 20 anos os investimentos em saúde e educação. O mesmo parlamento brasileiro que discutiu a ideologia de gênero. As minorias foram atacadas pelo conservadorismo e a intolerância cresceu nas redes sociais. A exacerbação do ódio fez zero do bom senso e da argumentação. Para reequilibrar as contas públicas, os governos lançaram taxas e impostos e aumentaram a carga tributária, asfixiando ainda mais a população depauperada. E, apesar das prisões e detenções de políticos corruptos, a sensação de impunidade deixou assanhados os edis de Mariana.

Expediente Insight Empresa Jornalística Jornalista Responsável: Ricardo Guimarães E-mail: ricardoguim@yahoo.com.br WhatsApp: 5531989685443 Edição 5 - 31/12/2017

merakis sumus Anagrama de ano novo

Insight - Revista Eletrônica - Nº 5  

Retrospectiva 2017

Insight - Revista Eletrônica - Nº 5  

Retrospectiva 2017

Advertisement