Issuu on Google+

Bimensal | Edição nº7 |Janeiro de 2014 | Gratuita

REVIVER

A velhice não passa de um estado de espírito

Dicas para afastar a Solidão A REVIVER apresenta-lhe 9 sugestões para afastar a solidão da sua vida e sentir-se feliz

Aromaterapia A terapia que melhora a sua vida

Ginástica em sua casa O seu médico recomendou-lhe aulas de ginástica mas não tem dinheiro? Nós temos a solução.

Do lar para o mundo Optou por viver num lar mas nunca perdeu a sua independência.

Na Esplanada com

Ruy de Carvalho Conheça um pouco melhor o ator que conta com 66 anos de carreira


REVISTA REVIVER Sumário Janeiro de 2014 REVIVER n.º 7

08 Editorial

16

36

Separador

Aromaterapia

António Ramos.

24 Uma frase de Martin Luther King Jr. Uma citação para si.

46 O aroma que melhora a

Separador

Exercícios para fazer em casa Pilates

03 Abutres do drama por

sua vida.

04 Seja a mudança que quer ver. 26 Não tem dinheiro para aulas de 50 Conheça a actividade que

lhe traz qualidade de vida.

Uma citação para si.

ginástica? Nós temos a solução

Portugal Maior 2013

Vantagens em ter um animal No meu tempo...

06 Nove dias dedicados ao públi- 30-6 Vantagens em ter um animal em 55 Gosto de ter chegado até aí

co sénior na FIL. Veja como foi.

sua casa e conselhos de especialistas por Lisa Maria.

Não deixar de trabalhar

Os Benefícios de beber água Breves

08 António Fonseca aos 85 anos

33 Conheça as vantagens de ter o

continua a trabalhar .

seu corpo hidratado.

Informática para Seniores

Receitas de 5 estrelas

12 As vantagens que pode ter ao

34 Conheça as novas receitas do

56 Saiba quais são as breves do momento.

Fotorreportagem: A vida é feita de pequenos nadas

60

Crónica

63

Horóscopo Bimensal

64

nunca perdeu a sua independência. a partilhar as suas palavras sábias.

Agenda Cultural

66

Dicas para afastar a solidão A Estrela da Capital

Passatempos

68

Ficha Técnica

70

frequentar uma aula de informática cozinheiro Pedro Carrilho.

Do lar para o Mundo

Na Esplanada com...

16 Optou por viver num lar mas

36 Ruy de Carvalho. Aos 86 continua

20 Apresentamos algumas dicas e 42 Já caminhou na estrela? Veja como

sugestões para se sentir menos só. pode ser um passeio agradável.


editorial Abutres do Drama Gostaria de poder ser uma pessoa com uma visão positiva do que se passa nos meios de comunicação portugueses, mas poucas vezes me sinto assim. Quando se tem um peso tão importante na passagem de informação, carrega-se uma responsabilidade acrescida pela população. Quem comunica para as massas, como é o caso da televisão, tem nas mãos a cultura e a sabedoria de um povo. Essa fatia da população, fia grande parte dos seus conhecimentos nas informações que lhes transmitem e nem sempre essa responsabilidade é levada em conta. Mas existe uma prática necrófaga nos meios de comunicação portugueses. Uma espécie de atração incontrolável pelas notícias mais mórbidas, e uma subespécie de jornalistas, provavelmente descendentes de abutres ou marabus, que batalham pela maior quantidade de lágrimas derramadas. Uma exploração da vida alheia levada ao extremo que, ao invés de uma prática de recurso tornou-se numa prática recorrente, onde os piores momentos e vivências das pessoas, são espremidas ao máximo até dar um óleo negro e pastoso, digno de ser partilhado com o mundo. Claro que existem pessoas que pelos maiores infortúnios e injustiças do mundo merecem a ajuda dos meios de comunicação. Mas o mal reside quando se alimenta o povo com essas situações e deixa de ser uma simples forma de sensibilização ou ajuda. Nos terríveis incêndios que lavram Portugal todos os anos, por exemplo, abutres, marabus, e fanáticos da desgraça deixam de ter notícias práticas, saturando-as ao ponto de as tornarem quase banais e verem na guerra pelas audiências quem gravou mais pessoas a chorar, como se a desgraça dos outros nunca fosse suficiente. É a diferença de falar de um grande pintor que cegou com os anos e nunca deixou de pintar, para passar a ser um cego que pinta quadros. Uma necessidade de viver a tristeza alheia, que não quer ser a palavra de apoio e esperança mas sim a vizinha cusca que conta para o bairro inteiro o que viu. Esses mensageiros da desgraça esfregam as mãos e hipnotizam as pessoas, e todos os dias o povo engorda, estupidifica e enfraquece com a informação tóxica que lhes transmitem. Várias vezes são ultrapassados os limites aceitáveis da exploração humana, dos seus sentimentos e emoções, ultrapassando-se também o verdadeiro trabalho jornalístico. Quando a fé das pessoas se encontra nos meios de comunicação para que a verdade e o conhecimento lhes sejam transmitidas, deveríamos reformular os objetivos que nós portugueses enquanto povo desejamos alcançar a longo prazo. Relembrar a gloriosa nação que fomos na Era dos Descobrimentos, só faz sentido se estivermos dispostos a atingir de novo a grandeza. Para isso precisamos de mais tigres e leões e menos de abutres e marabus.

António Ramos REVIVER 03


"Seja a mudança que você quer ver no mundo." Dalai Lama

04 REVIVER


REVIVER

05


DIA-A-DIA

Portugal Maior 2013 A FIL recebeu Dezembro com o evento Portugal Maior 2013. Este encontro apresentou plataformas, produtos e soluções para o mercado sénior, que cresce cada vez mais. Durante uma semana, partilharam-se opiniões, emoções e experiências, mas também se deram a conhecer novas oportunidades de negócio em bens de consumo, saúde, turismo, lazer, tempos livres e cultura. Os visitantes tinham vários stands de instituições para visitar. Desde instituições de solidariedade social, a governamentais ou empresariais, podiam aprender, fazer rastreios ou tirar dúvidas. Decorreram workshops de terapia ocupacional, pintura, crochet, tricot e documentários. Entre outras coisas também houve massagens de relaxamento, sessões de terapias alternativas, conselhos nutricionais, sessões de defesa pessoal, teatro, dança e desporto. Decorreu também a entrega do Troféu Português do Voluntariado 2013, entregue a José Maria Gonçalves Martins, na 5ª edição deste prémio, pelo seu trabalho no projeto “Fora de Portas com S.Rafael” da Casa de Saúde São João de Deus em Barcelos. Este projeto tem como objetivo incentivar a participação independente dos doentes nas atividades básicas da vida diária e desenvolver a sua interação social. Visitamos o evento no dia 7, o dia em que o Primeiro Ministro também teve uma palavra a dizer sobre a importância do envelhecimento. Alheios a Pedro Passos Coelho, a REVIVER foi visitando as bancas que por lá se encontravam. Conhecemos novas associações, e também nós partilhamos conhecimentos, experiências e oportunidades de negócio. Assistimos a uma pequena peça de teatro de um grupo sénior de Benfica, mas a atenção foi-nos roubada por uma animada aula de exercício físico, com um ritmo alucinante que começava a reunir não só participantes como público. Até dois polícias representantes da PSP esqueceram o local onde tinham expostos antigas relíquias da autoridade, como carros e uniformes, e juntaram-se à aula. A energia desta aula era cativante, não só pelo professor, como também por alguns dos participantes mais empenhados, que nem sempre eram os mais novos. Decidimos esperar pelo final, para falarmos com Maria de Lurdes Brandão de 72 anos, e que segundo a própria, tinha acabado de chegar e não resistiu em participar na aula, mesmo sem ter visto nada mais no evento. Enquanto o marido que por motivos de saúde não pôde participar, percebemos porque é que Maria de Lurdes se apressou e entusiasmou tanto com os exercícios físicos. ”Eu gosto é destas coisas. Acabei de entrar vi isto e aqui fiquei”. Revela-nos que vive para apoiar os seus próximos sempre que pode e que também ela sente muitas dores. “Eu faço ginástica pela J.F Pena, hidroginástica, yoga, meditação e acupuntura. Tenho muitas dores de ossos e só me sinto bem se fizer desporto e estiver ativa”. É a sua força e vontade de viver que a ajudam a conseguir lidar com o dia a dia e a ser a senhora risonha que ali na FIL não hesitou em se juntar ao grupo e participar. Foram 9 dias dedicados aos seniores portugueses mostrando as melhores maneiras de envelhecer.

06 REVIVER


DIA-A-DIA

“O meu segredo é não deixar de trabalhar” 08

REVIVER


DIA-A-DIA

António Fonseca foi trabalhar com 17 anos na mercearia da Rua Coelho da Rocha, no bairro de Campo de Ourique. Hoje com 85 anos continua a manter a porta aberta para aqueles que ali passam. Confessa que nos dias que correm o seu negócio já não dá lucro, mas continua a mantê-lo ativo, o que é fundamental na sua idade. Nasceu na Beira Alta mas cedo veio morar para a capital. Foi no tempo do racionamento que António chegou àquela mercearia para trabalhar. De empregado para sócio, até ficar como único proprietário passaram vários anos, mas o seu momento acabou por chegar. Já teve empregados, contudo hoje trata de tudo sozinho apenas com a ajuda da sua mulher. “Levanto-me às seis horas da manhã todos os dias e deito-me por volta das onze da noite. Quem tem um negócio destes tem sempre o que fazer, é como uma dona de casa. Eu tenho que ir buscar os produtos para a mercearia, fazer limpezas, colocar tudo para exposição e atender os clientes. A minha esposa vai comprar algumas coisas que faltam e ajuda-me por vezes a atender os clientes”. O Sr. António confessa-nos que existem muitos clientes que ficam espantados com a sua energia e força com aquela idade. “As pessoas ficam parvas quando eu carrego 40 kg, mas eu estou habituado, ninguém o faz por mim. E eu sei que este é o segredo para eu continuar assim, não parar de trabalhar e estar ativo. Se tivesse parado de trabalhar, tenho a certeza que já não estava vivo, parar é morrer”.Enquanto nos vai contando a sua história, vão entrando alguns clientes que compram uma peça de fruta ou rebuçados embrulhado em papel como era a tradição. Enquanto alguns deles fazem contas ao dinheiro, o Sr. António apressa-se a dizer “senão tiver paga-me depois, não se preocupe”. Conta-nos que antigamente a relação com os clientes era diferente, hoje em dia não se criam elos. “Ainda existem aqui algumas pessoas que eu conheço há muitos anos e tenho alguma relação, mas no geral já não existe confiança. As pessoas dantes eram mais unidas, hoje não há elos de ligação, ninguém sabe o nome de ninguém. Os próprios hipermercados estimulam isso e as pessoas habituam-se”. António Fonseca sabe bem qual é o segredo para manter a sua mercearia aberta ao longo de todos estes anos. “A alma deste negócio é a simpatia. É ela que faz voltar o cliente. Embora as pessoas sejam por vezes mal educadas, gostam sempre que as tratem bem. Às vezes até somos mal servidos, mas se formos bem tratados acabamos por voltar. Se nunca nos esquecermos disso, temos sempre alguns clientes”. Naquela mercearia já viu passar várias gerações de algumas famílias. Talvez pela sua generosidade, as pessoas voltem para agradecer certos gestos. “Eu não consigo fixar todas as pessoas que aqui vêm, mas pelos vistos algumas pessoas não se esquecem de mim. Eu costumava dar fruta tocada a alguns miúdos que vinham pedir, só não queria que eles roubassem. Aqui há tempos, entrou um jovem bem parecido vindo da América, a perguntar-me se não me lembrava dele, respondi-lhe que não, não estava a ver. Ele disse-me que se lembrava muito bem de mim, do Sr. António, porque matei-lhe a fome muitas vezes com a fruta que lhe dava. Não estava à espera, mesmo sabendo que nunca neguei comida a quem me pedisse”.


DIA-A-DIA

Fala-nos que é um homem que vive um dia de cada vez e não gosta de se lamentar, talvez por isso, algumas pessoas achassem que ele já não era vivo. “Continuo a estar aqui, com 85 anos, porque me sinto bem. A idade até hoje nunca pesou. Mas não sabemos o dia de amanhã. A verdade é que raramente apareço no médico. Há pouco tempo fui lá e ele pensava que eu estava morto. Às vezes tenho umas dores ou falta de ar, mas faz parte do envelhecer.” António Fonseca, não é pessoa para estar sem fazer nada. Até alguns dias a mais de férias tornam-se complicados para este homem que não sabe o que é parar. “Eu gosto mesmo de estar aqui, é assim que eu passo bem o meu tempo. Às vezes vou quinze dias de férias e nos últimos dias já estou meio taralhouco. Quero é regressar para voltar a estar ativo como eu gosto.” Com a entrevista a acabar, o Sr. António terminou com os votos de um melhor 2014 para todos os leitores da REVIVER. “Espero que seja um ano melhor e que este clima de instabilidade e desprezo que paira neste país termine. E que criem mais postos de trabalho, melhores condições e mais humanismo… porque só assim virá o progresso que todos desejamos”.

10 REVIVER


Aula de informรกtica para seniores


VIVER

Eram 11 horas quando a REVIVER chegou à Universidade Sénior do Seixal. Fomos assistir a uma aula da turma de iniciação à disciplina de informática. Ao sermos apresentados à turma, o professor Eugénio Ramos anuncia que a aula de hoje é dedicada à Internet. Enquanto os 14 alunos presentes, na sua maioria mulheres, ligavam os computadores e faziam o login, eram debatidos temas sobre o envelhecimento ativo e como encarar a velhice. Aqueles que já sabem sem hesitar este primeiro passo vão ajudando os que têm mais dificuldade em colocar a password corretamente. Enquanto o professor vai verificando se todos estão prontos, vai explicando o que é a Internet e a sua importância nos dias que correm. Fala do poder de estarmos ligados a uma rede e daquilo que conseguimos fazer nela. Apresenta-lhes o Internet Explorer e informa-os de como podem aceder a uma página. Eugénio pede aos seus alunos que escrevam revista reviver e escolhe entrar através do blog. Diz-nos que é a primeira vez que estão a ver o que é um blog e explica que qualquer um pode ter o seu. Demos uma ajuda às pessoas que estavam com dificuldades, mas rapidamente temos todos os alunos a lerem alguns textos publicados. Durante a leitura de alguns dos temas apresentados pela REVIVER, surgem diversas opiniões em relação ao envelhecimento ativo. Uns falam como o dinheiro é a chave, outros acreditam que é a força de vontade e o espírito positivo que permitem envelhecer melhor. Após inúmeras trocas de ideias demonstramos a facilidade em aceder a uma revista online, mesmo a partir de um blog. A maioria daqueles alunos nunca tinha visto uma revista na internet. Mas o professor mostrou que um simples clique no local certo pode mudar uma página, aumentar o tamanho do texto e simplesmente voltar atrás para ver melhor uma fotografia.

REVIVER

13


VIVER

E assim a aula vai passando. Porque o importante para estes alunos não é sair com um diploma de excelência em informática, é sim aprender a mexer num computador e conviver. Ivone Cunha, de 61 anos, inscreveu-se nas aulas de informática apenas por querer saber um pouco mais. “Estou a gostar muito destas aulas. Sou uma pessoa que gosta de conviver com outras que têm algo para me ensinar. Neste momento já tenho algumas luzinhas e sinceramente não acho que seja um bicho de sete cabeças”. Conta-nos que ainda está no inicio, mas não duvida da importância que esta disciplina vai ter na sua vida. “Eu ainda não tive muitas aulas, não é difícil, apenas temos que ter o nosso tempo para aprender, porque estamos a conhecer uma nova realidade. Sinto que isto é importante, é mais uma aprendizagem e sei que vai ser longa, pois os computadores e a internet têm muito para descobrirmos. Mas o que importa é estar ativa, gosto de tudo aquilo que o professor ensina e hoje gostei muito desta aula, foi diferente e muito interessante.” Enquanto Ivone prepara-se para sair, os restantes alunos agradecem a nossa presença e vão abandonando a sala. Aproveitamos agora para falar com o professor Eugénio, de 66 anos, que está ali a ensinar aquelas pessoas de forma voluntaria. “Reformei-me cedo, com 55 anos. Eu sou geografo, não sou informático. Estou aqui para tentar passar os meus conhecimentos e ensinar algo a estes alunos. Nunca estive parado na minha reforma, esta é apenas mais uma maneira de ser útil à sociedade.” Eugénio fala sobre os desafios que encontra nas turmas de nível 1 e naquilo que conseguem aprender naquele ano letivo. “ O desafio é conseguir coloca-los a interagir com o computador. A maioria já mexeu num computador, mas entretanto passaram alguns anos e já acham que não sabem nada, que é melhor não mexer para não estragar. Eu digo-lhes para não terem medo de mexer no rato e aos poucos começam a ter mais facilidades. Agora nesta altura do ano vão aprender a trabalhar com word, com o excel e powerpoint. E ao longo do tempo vamos ensinando a criar um email, a ter uma conta no facebook e a criar um blog. No final do ano já sabem mexer em quase tudo”. Fala da importância das Universidades Seniores e nas mais valias que trazem para um envelhecer melhor. “Uma das funções da Universidade Sénior do Seixal é incentivar o convívio para além dos conteúdos que vêm cá aprender. Aqui aprendem a alargar os seus horizontes. Temos perto de 600 alunos, mais de 100 turmas e 71 professores. Só eu tenho mais de 60 alunos com as minhas turmas e gosto de mostrar a todas a importância de saírem de casa e estarem ativas. É importante exercitarem o cérebro com muito convívio à mistura nesta idade”. Ao sairmos do edifício da universidade sénior do seixal, não podemos deixar de concluir que foi sem dúvida uma manhã bem passada, digna de ser repetida.

REVIVER 15


VIVER

Do lar para o mundo inteiro

Lídia Figueiredo tem 83 anos e por vontade própria decidiu mudar-se para um lar. Como é uma pessoa que odeia a solidão, arranjou assim maneira de a combater e também uma forma de prevenir caso venha a ter algum problema de saúde. Considera-se uma pessoa independente e não é por estar num lar que deixa de fazer a sua vida como quer, com uma única restrição. Tem de avisar com antecedência, para o caso de contarem ou não com ela para as refeições. “Embora aqui esteja um pouco restrita, tenho a liberdade que quiser. Preciso é de avisar algumas coisas. Eu como sou uma pessoa independente, pego na malinha e vou dar uma volta”. Gosta de passear por Belém, pelo Chiado e quando pode de comer fora. Não é no entanto dada a grandes gastos pois o dinheiro que tem, poupa-o para a sua verdadeira paixão, viajar. O bichinho das viagens vem da infância. Com o pai, viajou quase Portugal inteiro, e como a sua mãe era francesa, visitou várias vezes Paris. Cresceu com uma ligação muito forte ao pai, um homem culto e forte que viveu até aos 105 anos. O seu falecimento deixou Lídia muito abalada, e para que pudesse superar essa fase, foi convencida a dar uma volta pela Europa. “Eu no princípio não queria ir, estava muito triste. Mas desafiaram-me e compraram-me o bilhete mesmo depois de eu dizer que não queria, então lá fui”. Nessa viajem, deu uma volta à Europa de autocarro, visitando Espanha, França, Holanda, Alemanha entre outros. Depois dessa viajem, um amigo convidou-a para ir ao Brasil.

16 REVIVER


VIVER Lídia esqueceu-se que precisava de passaporte, que ainda nem tinha feito e não pôde apanhar o avião. Esse incidente não a demoveu, e nesse mesmo dia foi a Leiria fazer o passaporte. No dia a seguir estava no Brasil em Recife. Do Brasil passou para a Venezuela onde visitou as Cataratas Angel e depois o México. Aí foi definitivo, Lídia estava apaixonada por viajar, por conhecer novos povos e culturas. “Houve um ano em que fiz 4 viagens, e no outro fiz três. Íamos muitas vezes um bom grupo de amigas, e eu acho que aproveitei bem o meu tempo”. Das viagens que fez, sempre procurou tirar o melhor proveito delas e explorá-las ao máximo, nunca deixando que o medo se sobrepusesse à curiosidade. No Egito, a viagem que a marcou mais por causa das diferenças culturais com Portugal, ao contrário da companhia, quis visitar as pirâmides, não só por fora mas também por dentro. Toda a imensidão e grandeza do deserto e das construções egípcias tornaram essa viagem inesquecível. Na sua segunda visita ao Brasil, passou pelo Rio Amazonas, admirando as cabanas construídas sobre a água e à noite, a participar numa caça ao jacaré. Uma experiência que nem todas as pessoas terão coragem de fazer. Dessa segunda vez aproveitou para ter uma nova aventura, regressou de barco num cruzeiro, e o luxo do cruzeiro, que o fez parecer uma cidade ondulante, deixou-a espantada. “Na Ilha de Cápri em Itália, andamos num barquinho que só levava 4 pessoas. Eu entrei numa pequena gruta que só podíamos entrar se nos deitássemos no barco. Mas lá dentro aquilo era magnifico. As minhas amigas não quiseram entrar, ficaram só da parte de fora”. Hoje em dia Lídia faz uma viagem por ano. Como tem tempo livre, aguarda para saber quando é que as amigas estão de férias e combinar. Se voltasse a visitar de novo um país, seria a Grécia, mas se visitasse um novo, seria a Rússia. Lídia Figueiredo é o exemplo claro de como podem haver vários motivos para estar alojada num lar, sem que com isso se perca a sua independência ou personalidade. Já esteve em tantos países que seria escusado enumera-los e todas as suas poupanças alimentam a sua paixão. Certamente mais serão visitados.

REVIVER

19


VIVER

Dicas para afastar a solid達o da sua vida


VIVER

A maioria dos seres humanos não sabem até hoje como lidar com a solidão. É uma palavra que assombra, persegue e deprime grande parte das pessoas. Talvez porque em adultos tenhamos perdido a capacidade de imaginar e criar um mundo melhor ao nosso redor. E não pense que não é normal sentir a necessidade de estar acompanhado no dia a dia, mas não podemos exigir aos outros que preencham o nosso próprio vazio. Por isso, primeiro que tudo, temos que conseguir viver bem connosco, para transmitirmos boas energias ao resto das pessoas. Se viver no presente, colocando de lado as mágoas do passado e as incertezas do futuro, irá perceber que as pessoas ficarão mais recetivas quando estabelece um contacto ou uma conversa. Os principais fatores da solidão nos seniores são as perdas de parentes e amigos próximos, dos companheiros/as de uma vida e do aparecimento de doenças e dores que limitam as atividades do dia a dia. Nessas situações, o ser humano tem tendência a isolar-se e fechar-se dentro da sua própria dor. A solidão não é má quando a usamos para refletir, fazendo um período introspetivo, mas após estarmos de novo mais equilibrados devemos sair desse estado para agarrar de novo o presente. Não existe mal nenhum se não conseguir sozinho. A maioria de nós não sabe lidar com a perda, por isso não hesite em dirigir-se a um especialista se achar necessário. Como a REVIVER já demonstrou inúmeras vezes, a velhice não passa de um estado de espírito. Logo não é obrigatório, mesmo vivendo sozinho, sentir-se completamente só. Deixamos-lhe aqui algumas dicas preventivas e conselhos que você pode aplicar no seu dia a dia, consoante aquilo com que mais se identifica. - Alguns estudos já revelaram que a maioria dos seniores sentem a falta deter um amigo de confiança. Se entrou agora na reforma, não se esqueça daquele pequeno grupo de pessoas que sempre esteve ao seu lado. Promova o convívio com aqueles que gosta, vai ver que a vida é bem mais fácil rodeada de pessoas que gostam de si. - Se vive sozinho e grande parte das pessoas de quem gostava já não estão entre nós, procure conhecer novas pessoas. Nunca é tarde para se fazer um bom amigo. Existem inúmeros locais que promovem o convívio, a sua junta de freguesia pode ser um ponto de partida para conhecer o local indicado para si. - Os vizinhos muitas vezes são o elo mais próximo no dia a dia. Se tem um vizinho que simpatiza, e que está a viver uma situação semelhante à sua, porque não saírem os dois de casa e falarem daquilo que têm em comum e descobrirem novas actividades que ocupem o tempo livre que está a mais nas vossas vidas. - Se estar em casa não é para si e não vive isolado/a, existem inúmeras atividades com que pode preencher a sua semana. As associações de reformados e universidades seniores dispõem de diversas formas de passar o tempo e aprender algo novo. Quanto menos tempo livre temos, menos pensamos naquilo que nos atormenta. - Se até gostava de se deslocar a um desses sítios mas por motivos de saúde não consegue, não pense que não há solução para si. Existem inúmeros tipos de hobbie que pode fazer em casa sem grande esforço. Mantenha o seu cérebro ocupado com coisas estimulantes, pense em coisas que gostava de fazer mas nunca tentou por achar que não tem jeito. Assim estimula o seu lado mais criativo e mantém o cérebro ativo.

REVIVER

21


VIVER

N達o se

desligue

da vida

22

REVIVER


VIVER

- Se é uma pessoa cheia de energia, mas não é dada ao convívio em associações, o desporto talvez seja a opção certa para si. Para além de poder atenuar doenças e dores é uma excelente forma de combater a solidão e livrar-se do stress diário. Até uma simples caminhada tem efeitos benéficos à sua saúde física e mental. - Se tem uma família unida, não dispense em passar tempo com eles. A transmissão de conhecimentos entre gerações faz bem a todos os familiares e permite-nos estar em constante aprendizagem. Os mais novos têm o poder de contagiar-nos com a sua energia, partilhe conhecimentos com os seus netos, ambos sairão a ganhar. - Se vive só e a sua família está longe, existem outros seres vivos capazes de preencher um pouco esse vazio. Ter um animal de estimação, não só fará com que se sinta útil ao cuidar das suas necessidades básicas como irá receber inúmeros gestos de ternura e afeto por parte daquele ser. Na hora de escolher, pense na sua qualidade de vida e na do seu animal de estimação. No caso de achar que não tem condições para ter um animal, opte por uma planta. Ela não requer tantos cuidados, mas não deixa de precisar da sua dedicação. O seu processo de crescimento, fará com que se sinta melhor consigo por ter conseguido que ela crescesse bonita e saudável. - Viva o presente e seja uma pessoa positiva. Procure o seu papel como cidadão na sociedade, aprenda a reconhecer o seus direitos e os seus deveres. Não tenha medo de investir tempo em si, preocupe-se sempre com a sua saúde física e mental, cuide da sua aparência e faça o que poder pela sua autoestima. Valorize as suas capacidades e potencialidades. Encontre o seu lado espiritual, este traz com ele sabedoria e conforto. Nunca deixe de eleger as suas prioridades, defender a sua privacidade e os seus pontos de vista. Se olhar a vida de forma positiva e viver ao máximo o que cada dia tem para lhe oferecer, vai verificar que a sua própria mudança pode melhorar a sua vida.


24 REVIVER


"Mesmo as noites totalmente sem estrelas podem anunciar a aurora de uma grande realização." Martin Luther King


A PENSAR EM SI

Exercícios para fazer em casa Ao longo das nossas edições referimos a importância do exercício físico para mantermos uma mente sã, um corpo são e um espírito jovem. Pode não ser tão fácil como parece porque nem todos temos condições financeiras para frequentar um ginásio ou aulas específicas. Por essa razão contactamos Vitor Guerreiro, Professor de Educação Física, para que nos elaborasse um plano de simples exercícios que pudessem ser feitos em casa por qualquer pessoa. Material necessário: - 1 Cadeira - 1 Cabo de Vassoura - 1 Garrafa de litro e meio - 1 Garrafa de meio litro (Servirá como instrumento de medida) A melhor forma de evitar lesões é fazer os exercícios com calma e fazer sempre alongamentos antes de exercícios de fortalecimento muscular. Alongamentos: Devem ter a duração de 15 a 20 segundos

1 – De pé, estique a perna direita para trás e dobre ligeiramente a esquerda. Aguente 15 segundos faça o mesmo com a perna contrária.

2 – De pé, com o joelho dobrado agarre no pé direito e puxe-o para si. Quando o sentir alongar aguente por 15 segundos. Troque de perna e faça o mesmo.

3 – Sentado, estique uma das pernas e tente agarrar a ponta do pé com ambas as mãos. Aguente 15 segundos e faça o mesmo para a outra.

4 – De costas deitadas, puxe um joelho ao peito com ajuda das mãos e aguente 15 segundos. Repita o mesmo com a perna contrária.

5 – Encoste a cadeira, apoie um dos pés na cadeira, leve o peito ao joelho e estique a perna contrária. Aguente 15 segundos e troque de perna.

6 – De pé, junte as mãos acima da cabeça e estique os braços bem acima. Aguente 20 segundos.

7 – Entrelace as mãos, e estique bem os braços à frente, com as costas das mãos viradas para si. Aguente 20 segundos. 8 – Levante o braço e dobre-o atrás da cabeça. Puxe pelo cotovelo até sentir alongar, aguente 20 segundos e troque de braço.

26 REVIVER


REVIVER 27


A PENSAR EM SI

28 REVIVER


A PENSAR EM SI

Fortalecimento Muscular: Tenha em atenção o nº de repetições. Faça-os de forma calma, com a respiração controlada e dentro dos seus limites.

1 – Deite-se de costas no chão e apoie o cabo da vassoura no seu peito. Estique os braços e segure o cabo acima do peito e repita o movimento. (2x 10 repetições)

2 – Sente-se na cadeira, de costas direitas, eleve o cabo da vassoura acima da cabeça, estique e encolha os braços. Repita o movimento. (2x 10 repetições)

3 – Sentado na cadeira, incline-se para a frente aproximando o peito dos joelhos, sempre com as costas direitas. Leve o cabo da vassoura dos pés ao peito sem dobrar as costas e repita o movimento. (2x 10 repetições)

4 – Em pé, com as costas direitas e os pés à largura dos ombros, segure no cabo da vassoura com as costas das mãos voltadas para si. Dobre os braços e leve o cabo da vassoura ao peito. Repita o movimento. (2x 10 repetições)

5 – De costas no chão, com o pescoço direito e a olhar para o teto, estique os braços e tente tocar com eles nos joelhos. Repita o nº de vezes que achar confortável ou adequado. É importante que mantenha o pescoço direito, e aconselhável que use uma base para as costas, como um colchão de ginástica.

6 – De gatas, com calma, estique e dobre a coluna. Repita o movimento o nº de vezes que achar confortável.

7 – Sente-se na cadeira, com os braços esticados para a frente, levante-se e volte a sentarse. Repita o movimento (2x 15 repetições)

8 – Sentado na cadeira, estique as pernas à frente, e volte a pousá-las no chão. Repita o movimento. (2x 15 repetições) Observações: Ao segurar no cabo da vassoura, as mãos não deverão estar demasiado juntas, a não ser em exercícios específicos. Por agora, é aconselhável que segure um pouco mais do que a largura dos ombros, ou como se sentir confortável. Assim que achar o cabo da vassoura demasiado fácil, poderá utilizar as garrafas de água cheias ou meio cheias, assim como um pacote de arroz ou de açúcar para cada mão. O nº de repetições e de séries poderá aumentá-las também assim que se sentir confortável. Aumente as repetições de 5 em 5. O ideal nos exercícios é fazê-los sempre com segurança, calma e progressivamente.

REVIVER

29


6

Vantagens em ter um animal de estimação

Nem todos nós gostamos do mesmo tipo de animais. Mas será que um animal de estimação não traria nada de novo à sua vida? Seja um gato, um cão, um pássaro, uma chinchila ou até mesmo um cavalo, qualquer um deles consegue sempre trazer inúmeros benefícios aos seus donos e aqueles que convivem com eles. Para além de nos fazerem companhia, fornecerem carinho, conforto, entretenimento e amor incondicional, trazem vantagens à nossa saúde física e mental. Inúmeros estudos já efetuados comprovaram que ter um animal de estimação melhora a vida dos seniores em diversos aspetos.

A REVIVER apresenta-lhe as 6 vantagens em ter um animal de estimação na sua vida. 1. Aumento da socialização. Os animais sempre foram um tema de conversa fácil, pois é um assunto de comum interesse à maioria das pessoas. No caso de ter um cão, o convívio entre ele e outros cães é essencial para a sua qualidade de vida, acabando por oferecer interação social aos donos que se encontram no mesmo local.

2. Elevam a autoestima. Quando temos um animal de estimação é difícil não sentirmos o carinho e o amor daquele ser vivo por nós. Verificamos rapidamente a importância que temos para eles. E isso faz com que nos sintamos importantes e confiantes com as nossas próprias capacidades, visto que aquele animal depende de nós.

3. Combatem a solidão e ajudam aqueles que sofrem de depressões. Ao termos um animal de estimação, a sensação de solidão acaba por ser amenizada. Aquele ser está ao seu lado todo o tempo que tiver disponível para ele, todos os dias da sua vida. Não é por acaso que dizem que o 30 REVIVER


o animal não. A troca de carinho, brincadeiras, apoio e compreensão entre ambos causam um aumento da auto-estima, acabando por estabelecer hábitos positivos e preocupação por outro ser. Coisas simples que ajudam a ultrapassar certos pontos numa depressão.

4. Diminui a pressão arterial. Ao interagirmos com o nosso animal de estimação reduzimos o nível de adrenalina relacionado com o aumento da pressão arterial. Essa interacção tem efeitos num dos nossos neurotransmissores, que leva ao estado de tranquilidade, diminui a pressão arterial, a frequência cardíaca e respiratória. Também desempenha um papel fundamental em algumas funções cognitivas, como é o caso da aprendizagem.

5. Incentiva à prática de atividades físicas e a uma vida não sedentária. Ao termos um animal na nossa vida, especialmente um cão, somos incentivados a fazer duas caminhadas diárias, devido a uma medida sanitária essencial à saúde do seu cão. Esse pequeno exercício, se for uma ida até ao parque mais próximo, poderá criar uma rotina com algumas actividades físicas que são essenciais à nossa saúde, como o caminhar.

6. Sentido de responsabilidade. À primeira vista pode não lhe parecer uma ideia agradável. Mas muitos dos seniores sentem-se descartáveis e inúteis com o passar da idade. Ao ter um animal de estimação, por mais pequeno que seja, existem rituais diários, como a alimentação, manutenção da higiene e passeios. Essa responsabilidade como dono faz com que seja uma pessoa mais ativa e que tenha um ser que depende de si, deixando assim de se sentir incapaz e inútil. A REVIVER falou com a Veterinária Maria Inês Fazenda para saber a sua opinião sobre os seniores terem um animal de estimação nas suas vidas. “Vivemos numa sociedade onde os animais de companhia tomam parte ativa nas nossas vidas e são considerados como um membro de família. Em muitos casos, na população idosa, os animais acabam mesmo por se tornar nos únicos companheiros e amigos com quem partilham o seu quotidiano. Ter um animal de

REVIVER

31


A PENSAR EM SI

companhia promove o envelhecimento ativo. Existem estudos que comprovam que o contacto diário com animais de companhia reduz a pressão arterial, a frequência cardíaca, os níveis de colesterol, assim como a predisposição para a obesidade. Entre outros benefícios, trazem alegria aos seus donos e dão apoio emocional, reduzindo os sentimentos de stress, solidão ou depressão. Resumindo, os animais de companhia estão sempre presentes, ora cultivando a nossa paciência nos momentos de travessura, ora acalorando o nosso coração nos momentos de ternura!” Mas a veterinária não quis deixar de salientar que ao possuirmos um animal de estimação, devemos sempre providenciar-lhe os melhores cuidados de saúde, bem-estar e nutrição. Segundo a Doutora Maria Inês Fazenda não existe um animal de estimação indicado para os seniores mas sim perguntas que temos que fazer a nós próprios. “Para um idoso não existe nenhum animal mais indicado do que outro, mas existem fatores a ter em conta quando se opta por um. No caso de um cão, grande ou pequeno, qual o espaço que o animal tem? Tem tempo disponível para ele? Tem dificuldades na locomoção que o impossibilitam de levar à rua? Se optar por um gato, qual o espaço que o animal tem? Ausenta-se com frequência de casa? Nunca deixe de se questionar, em ambos os casos, se tem condições económicas para o levar ao veterinário. Em caso de dúvida não hesite em contactar com um veterinário.” Para concluir, a médica veterinária acrescenta que “existem inúmeros estudos que visam compreender os processos de envelhecimento que transformam a velhice num período feliz ou doloroso. Dentro dos processos que podem levar a uma velhice infeliz, estão os acontecimentos sobre os quais não exercemos qualquer controlo. Ter um animal é uma iniciativa própria e pode mudar o rumo do seu caminho e dar um sentido à sua vida… Charles Chaplin disse um dia «A vida é maravilhosa, se não se tem medo dela»”.

32 REVIVER


Descubra os benefícios de beber água Vivemos a dizer e a ouvir que beber água faz bem, no entanto, nunca ninguém sabe explicar porquê. É do senso comum que o corpo humano é constituído por cerca de 60% de água, e que o ideal é bebermos 2L por dia. O que para muita gente é um simples hábito, para outras pessoas é quase um sacrifício. Mas quais são realmente os benefícios de ingerir a quantidade certa de água por dia? A REVIVER apresenta-lhe algumas das vantagens de uma hidratação adequada: - Equilíbrio Corporal: Consumir a quantidade ideal de água contribui para a absorção dos nutrientes necessários à estabilidade do corpo. Auxilia também no transporte de nutrientes importantes para fortalecer as defesas do organismo. - Rejuvenescimento da Pele: A pele é uma das melhores maneiras para reconhecer a hidratação do corpo. O consumo de água ajuda na renovação celular e previne a pele seca. Também combate o envelhecimento da pele, pois as fibras de colágeno, presentes em volta dos músculos, tendões e nervos, dão resistência à pele, evitando que ela se rasgue quando é esticada, e dependem da água para se renovarem. - Ajuda a emagrecer: Diminui a retenção de líquidos no corpo e aumenta a redução de peso. Segundo estudos publicados, beber água antes das refeições aumenta este efeito e ajuda a controlar o apetite. O consumo de água também evita o aparecimento de celulite. - Desintoxicação do Corpo: Através da urina e do suor a água carrega as toxinas acumuladas no organismo, eliminando-as. Quanto mais água se beber, mais toxinas são eliminadas. Evita que o sódio, responsável por inchaços no corpo, seja retido no organismo e melhora a circulação. - Aparência Saudável: Todos os benefícios que a ingestão ideal de água traz, manifestam-se no cabelo, pele e unhas. A hidratação, contribui desta forma para uma aparência melhor e mais saudável, que por si, contribui para a autoestima.

Consumo de água em jejum Na internet e nas redes sociais têm circulado artigos relativos a uma prática popular no Japão, que consiste em beber água logo após acordar. Segundo o artigo, para a sociedade médica japonesa, este hábito pode curar até 100% doenças como, dores de cabeça, dores de corpo, artrite, problemas cardíacos, respiratórios, doenças urinárias ou renais, diarreias, hemorróidas, gastrites entre outras. Apresenta o seguinte método de tratamento:

1. De manhã e antes de escovar os dentes, beber 2 copos de água. 2. Escovar os dentes, mas não comer ou beber nada durante 15 minutos. 3. Após 15 minutos, você pode comer e beber normalmente. 4. Depois do lanche, almoço e jantar não se deve comer ou beber nada durante 2 horas. 5. Pessoas idosas ou doentes que não podem beber 2 copos de água, no início podem começar por tomar um copo de água e aumentar gradualmente. 6. O método de tratamento cura os doentes e permite aos outros desfrutar de uma vida mais saudável. Não há provas divulgadas da eficácia a 100% como é mencionado no artigo, mas sabemos no entanto que só traz benefícios não há nada a perder. Todos os benefícios que a hidratação nos dá não devem ser confundidos com o consumo de água em excesso, que pode ter o efeito contrário e ser bastante prejudicial à saúde. Aproveite para cultivar o hábito de beber água, mas evite os excessos.

REVIVER 33


A PENSAR EM SI

Receitas do Cozinheiro Pedro Carrilho

Receitas de 5 estrelas

O cozinheiro Pedro Carrilho apresenta mais uma refeição gourmet. Saiba como confecionar a Sopa Perfeita Harmonia e como prato principal apresentar um Filete de Robalo Braseado com batata doce frita e molho de cebolinho.

Sopa Perfeita Harmonia Ingredientes para 2 pessoas - 1 Cebola - 150g de ervilhas - 2 cenouras - 150g abóbora - Azeite q.b - Sal grosso q.b - Pimenta moída q.b - Água q.b - 1 pedaço de queijo (à escolha, aconselho Brie)

Confecção: Pique meia cebola e coloque num tacho com azeite em lume brando, repita o processo para outro tacho. No primeiro, coloque a abóbora e a cenoura cortadas grosseiramente e tempere com sal e pimenta (cerca de 1 colher de café de sal e ½ colher de pimenta). No segundo tacho, coloque as ervilhas e tempere (cerca de 1 ½ colher de chá de sal e ½ de chá de pimenta). Coloque água quente em cada tacho (cuidado para não ficar demasiado liquida), deixe ferver e cozinhar até os legumes estarem cozidos a ponto de se passar com a varinha para fazer creme. Tente deixar os dois cremes com uma consistência semelhante. Quando servir verta os dois ao mesmo tempo para o prato que não se irão misturar se a consistência estiver parecida. Por fim coloque um triângulo de queijo no meio, uma pitada de orégãos e um fio de azeite para decorar.

34

REVIVER


A PENSAR EM SI

Filete de Robalo Braseado

com batata doce frita e molho de cebolinho

Ingredientes: 1 pessoa - 1 Robalo - 50ml Natas - 10 palitos de Cebolinho - 75g Alho Francês - 8 Rodelas de Batata Doce - Água q.b - Sal fino q.b - Pimenta Branca q.b - 1 colher de chá Vinagre Balsâmico (opcional)

Confeção: Retire os filetes do robalo (se não souber, compre já em filete mas fique com o resto do robalo). Coloque um fervedor com água e uma pitada de sal com o resto do robalo para fazer o caldo e reserve. Para o molho, aqueça em lume brando as natas com o cebolinho picado e adicione 2 colheres de sopa do caldo e o vinagre balsâmico. Tempere com uma pitada de sal e prove se está a gosto, mas não deixe demasiado salgado. Corte em juliana o alho francês com um comprimento de cerca de 7 a 10cm, e frite numa fritadeira com o óleo bem quente cerca de apenas 15 segundos e coloque para absorver o excesso de óleo sobre papel absorvente. Frite a batata doce também em óleo bem quente e não deixe ficarem castanhas, bastam cerca de 30 a 45 segundos e tempere com sal fino. Numa frigideira antiaderente com o azeite bem quente também, coloque os filetes de robalo com a pele virada para baixo para ficar crocante ( os filetes irão empolar ligeiramente mas faça uma pequena pressão com a ajuda de uma colher para ficarem direitos), tempere com sal e pimenta. Quando as extremidades de todo o filete começarem a ter um tom amarelado vire com a pele para cima e bastam cerca de 10 segundos porque o calor acaba por cozinhar os filetes no interior. Para servir coloque primeiro os filetes, depois o molho e por cima o alho francês.

REVIVER 35


NA ESPLANADA COM...

O Ator Ruy de Carvalho Ruy de Carvalho, aos 86 anos, com 66 de carreira dispensa apresentações. Foi o primeiro ator a atuar na televisão portuguesa e ainda hoje o vemos representar no grande ecrã. Venceu três cancros e as suas palavras e experiência de vida não passam indiferentes à maioria dos portugueses. Conheça melhor o homem por de trás de tantas personagens marcantes, quer na televisão quer no teatro. - Costumamos perguntar no início da entrevista “na esplanada com...” quem é o nosso entrevistado. Neste caso, a pergunta será: O que é que as pessoas ainda não sabem sobre o Ruy de Carvalho? Não sei, eu acho que já sabem muito sobre a minha vida. Há vários tipos de entrevistas e fofoquices sobre mim. Sou um homem pacato, não sou nada de exibições exteriores à minha profissão. A minha profissão já é exibicionista. De mim já viram muito, tanto em teatro como em telenovelas, como em rádio e em todas as outras coisas que eu participo. Sou um cidadão como os outros. - O Ruy diz que viveu sempre a vida de forma feliz e intensa. Aos 86 anos acha que foi um privilegiado ou para atingir a felicidade temos que trabalhar? Sou um homem feliz, já vivi momentos muito bons e momentos menos bons, tanto a nível pessoal como a nível profissional. Profissionalmente, tive momentos económicos difíceis, a minha profissão não é dada a grandes riquezas. As pessoas pensam que eu sou muito rico, mas só se for por me verem a representar esse papel como profissional. Mas sou um homem feliz, tenho muitas recordações, um passado e um futuro não muito longo pela frente. Fui um privilegiado, principalmente na minha vida pessoal. Fui muito bem casado como se costuma dizer e tenho dois filhos ótimos e os meus netos. Somos uma família unida, quando um precisa, o outro está sempre presente. A felicidade tem que estar dentro de nós. Se nós não quisermos ser felizes e formos pessimistas não há nada a fazer. Nós temos que ser otimistas para que a vida nos corra melhor. Temos que sorrir mais, mostrar mais vezes o nosso sorriso. - Ainda se lembra como é que foi a primeira vez que pisou o palco para atuar? Lembro sim, era pequenino, devia ter perto de oito anos. Foi na Covilhã a primeira vez que pisei um palco para fazer qualquer coisa. Era uma história infantil, do género da história da Carochinha, uma coisinha pequenina. Sempre tive contacto com a arte, tinha atores na família, a minha mãe era pianista, por isso sempre tive essa vontade. Depois só aos 15 anos é que comecei a praticar profissionalmente ou com profissionais da arte de representar.

36 REVIVER


NA ESPLANADA COM...

- Qual foi a sensação, depois de 66 anos de carreira e de inúmeros prémios, diversas distinções de mérito e talento, ser afastado do Teatro Nacional por estar reformado? Doloroso, muito doloroso. A insensibilidade de algumas pessoas é uma coisa dolorosa. Eu acho que todo o mundo gosta de preservar os seus velhos. Os ve-lhos no teatro não têm idade de reforma. Há personagens com 80 anos, acho que é preferível nesses casos ser feita por um velho com experiência do que um ator novo. É uma decisão que eu não compreendo. Ainda estou à espera de voltar a entrar no Teatro Nacional da maneira como disseram que entraria outra vez. Mas gosto muito das pessoas que lá trabalham, já tive lá duas vezes com dois grandes amigos e não desejo mal nenhum a ninguém. - Depois de tantas personagens e papéis, qual é que foi o mais marcante? Tenho uma peça que me marcou muito, tive muitas mas esta especialmente. O render dos Heróis de José Cardoso Pires. Foi uma peça que me marcou muito mesmo. Era o povo português, só ouvia quando queria. Marcou-me. Foi uma obra adaptada ao Teatro mas a autoria é de José Cardoso Pires. - Embora não seja uma pessoa muito ativa nas redes sociais, é um homem que não tem nenhum problema em dar a cara por inúmeras causas. Nunca se importou que pudessem deturpar as suas palavras? Estou sempre pronto para tudo o que seja para o bem dos meus semelhantes. De vez em quando sou mal interpretado, com certeza que sou, mas não tenho medo. Já me enganei com coisas que pensava que era o bem mas não eram, mas isso faz parte da vida. Só faço coisas que acho que sejam as corretas para fazer o bem aos meus semelhantes, agora não o faço por me pedirem, faço sim quando sinto realmente. - Foi presidente da comissão executiva do ano internacional das pessoas idosas em 99. Na sua opinião, estamos a caminhar para uma sociedade que irá respeitar mais os seniores ou pelo contrário? Fui sim presidente e foi uma experiência formidável e maravilhosa. Foi uma das melhores coisas que me aconteceu na vida, poder lidar com os rapazes e raparigas do meu tempo. Tentei incutir-lhes o espirito da vontade de viver e exigir o respeito por aquilo que trabalharam para o país, bem ou mal. Tive que fazer trabalho de campo voluntário e estar em algumas comunidades. Foi um trabalho de três anos e tal que gostei muito. É urgente que se respeite os mais velhos, porque as pessoas esquecem-se que também vão ser velhas e um dia envelhecem também. E como tal tem que pensar nisso, que vão ser velhas e que devem preparar a velhice. - A seu ver, o que é necessário para que os portugueses abracem mais a cultura? Não sei… Talvez encararem a cultura como se fosse o futebol. Embora eu respeite e goste de futebol. Apesar de também ser uma cultura, desportiva, devia haver tempo e justiça para tudo. Se por exemplo dois estádios cheios fossem ao teatro durante um ano, estavam sempre casas cheias no teatro. 38 REVIVER


NA ESPLANADA COM...

- Como é trabalhar com estes atores mais jovens. Existe um clima de mútua aprendizagem? Nós, os atores mais velhos reciclamos com os mais novos. Os mais novos trazem sonhos, trazem caos e trazem muitas coisas novas. Nós temos que nos adaptar a isso e evoluir com eles. Tenho colegas novos de que gosto muito e que me tratam como novo, é muito bom. - Sabemos que os animais são uma das suas grandes paixões. Acha que os animais têm o poder de tornar o ser humano melhor? Eu acho que sim, é uma pena quando os seres humanos não gostam dos animais. O próprio Papa Francisco já disse, temos que respeitar todos os seres vivos. E depois é triste, o ser humano é capaz de matar os animais que andam na rua, não tratar e não arranjar uma forma deles fazerem parte da nossa vida e serem úteis. Uma pessoa capaz de fazer mal a um animal é capaz de fazer mal à mãe. Ela (Naná, a cadela de Ruy) para mim é uma convivência útil, dá-me carinho, atenção e amizade. É uma paixão, ela quer ir comigo a todo o lado e vai quando pode. Devemos é educar os nossos animais com amor. - Gostaria de deixar alguma palavra sobre a recente perda de Nelson Mandela? Claro. Era um símbolo da paz. Era um homem extraordinário. Conseguiu acabar com o racismo na terra dele… E continuará a ser admirado por muitas pessoas por tudo o que fez. - Se o mundo inteiro estivesse calado a ouvi-lo o que diria? Vivam e paz. Acho que chega ao mundo todo.

REVIVER 39


"Nada de grande se realizou no mundo sem paix達o." Georg Hegel


MENTE SÃ; CORPO SÃO

A Estrela da Capital A REVIVER foi até ao centro da capital para demonstrar que um passeio agradável de inverno pode ser totalmente gratuito. Foi num domingo, depois de almoço, que nos dirigimos até à zona da estrela para aproveitar o tão especial sol de inverno. Os locais eleitos para conhecermos foi o Jardim e a Basílica da Estrela. Chegamos à entrada do Jardim Guerra Junqueiro, mais conhecido como Jardim da Estrela, para aproveitarmos uma tarde bem passada. Começamos a percorrer alguns dos caminhos possíveis de fazer naquele belo local paisagístico. Embora tenha sido inaugurado em 1852, continuam a ser preservadas grande parte das esculturas e do ornamento daquele tempo. Foram várias as mudanças que sofreu ao longo dos anos, mas o que é certo, é que continua sempre a manter a mesma tranquilidade e sensação de bem-estar, mesmo estando rodeado de estradas movimentadas. Aqui encontramos todo o tipo de pessoas, de todas as faixas etárias a disfrutarem do local de formas diferentes. Uns aproveitam para estar sentados nas duas esplanadas que existem. Grupos de amigos, casais ou familiares ficam sentados na esplanada que tem bem perto um lago com inúmeros patos, gansos entre outros animais. Aqueles que vêm com os mais pequenos têm tendência a ficar na outra esplanada no sentido oposto, pois ao lado existem dois parques infantis. Pessoas de todas as idades aproveitam para dar uma caminhada pelos vários percursos ou até mesmo fazer um pouco de jogging. Do lado oposto à Basílica da Estrela, temos oportunidade de usufruir de certas máquinas colocadas no local para fazer determinados exercícios. Para aqueles que procuram apenas um local tranquilo para passar o tempo e estarem rodeados pela natureza, este é também um jardim ideal. Existem inúmeros bancos de madeira e de pedra e mesas onde se podem sentar. Há quem opte por trazer um livro ou até o jornal e ficar a ler tranquilamente. Um dos elementos a destacar deste espaço é sem dúvida o coreto projectado por José Luís Monteiro em 1893/94. A sua beleza e construção não passam indiferentes aos olhos daqueles que o veem pela primeira vez.


MENTE SÃ; CORPO SÃO

Mas no Jardim da Estrela é fácil agradar a gregos e a troianos. Existem inúmeros locais dentro do próprio jardim que permitem adaptar-se ao seu estado de espírito. Tem locais mais reservados, tem locais interativos e até mesmo um mini campo onde os mais novos costumam estar a jogar futebol ou basquete. Quase a completar a volta ao Jardim, não podemos deixar de referir as inúmeras palmeiras e árvores centenárias que ali pode observar. São diversas variedades de plantas, que também tornam este jardim num pequeno paraíso. Após um agradável passeio, deixamos para trás o Jardim e ficamos com o olhar preso do outro lado do passeio, na majestosa Basílica da Estrela. Esta foi a primeira igreja no mundo dedicada ao Sagrado Coração de Jesus e é ali que pode observar o túmulo de Dª Maria I, que prometeu construir a Real Basílica, concluída em 1790. O estilo barroco final e alguns aspetos do neoclássico são notórios na sua fachada. A sua grandiosidade não é indiferente aos muitos estrangeiros que ali passam para a visitar. Ao entrarmos verificamos várias pinturas magníficas e diversos pormenores que são difíceis de descrever. Estamos no final de Dezembro e às 17 horas o Sol já começa a desaparecer no horizonte. O frio regressa talvez para nos relembrar que são horas de partir. E é com satisfação que deixamos para trás esta tarde bem passada na Estrela da Capital.

44 REVIVER


46 REVIVER


MENTE SÃ; CORPO SÃO

O Aroma que melhora a sua vida Praticada há milhares de anos, a aromaterapia é uma terapia que pode curar através de aromas 100% naturais. Esses aromas que podem ser extraídos de flores, ervas, raízes, sementes e madeiras, são transformados nos conhecidos óleos essenciais. Para aqueles que apreciam vários tipos de aromas esta pode ser a terapia indicada no tratamento de inúmeras doenças físicas e psicológicas. A aromaterapia não é algo de novo na história da civilização humana. As plantas medicinais e aromáticas sempre foram procuradas para perfumar o ambiente, afastar maus espíritos ou mesmo para infusões para curar problemas físicos e mentais. Os romanos utilizam essa terapia nos seus famosos banhos.

Porque funciona a aromaterapia? O olfato é um dos sentidos mais potentes e curiosos, capaz de trazer memórias longínquas. Ao inalarmos óleos essenciais, as nossas células olfativas são estimuladas criando um impulso que é encaminhado para o sistema límbico, o centro emocional do cérebro que está ligado à memória, à respiração, à circulação sanguínea e às hormonas. A aromaterapia é considerada uma forma de auto-cura devido ao seus óleos essenciais terem poderosas ações revigorantes, anti-oxidantes, antibacterianas, anti-virais, anti-inflamatórias, ansiolíticas entre outras. Há que salientar que todas as essências devem ser diluídas em veículos carreadores, como são exemplos o óleo vegetal, cremes e sabonetes neutros, álcool de cereais, sais de banho e sprays.

Os benefícios físicos, mentais e espirituais que pode esperar Ao escolhermos a aromaterapia, devemos sempre procurar um profissional qualificado, apto para melhorar a sua saúde. O terapeuta ao escolher os óleos corretos a aplicar, pode sentir diversos efeitos benéficos em quatro áreas.

O Corpo -

Cicatrização de feridas externas; Melhoram a circulação sanguínea e na drenagem linfática; Eliminam toxinas do corpo; Tratam doenças da pele, perturbações digestivas e desequilíbrios hormonais; Diminuem as dores musculares e de articulações; Aumentam os níveis de energia e o bem-estar geral do dia a dia.

A Mente -

Tratam o cansaço mental, tensão e o stress; Ajuda a diminuir insónias e perturbações do sono; Trata certo tipo de fobias; Aumenta os níveis de concentração, memória e produtividade. .

O Estado emocional -

Estes tipos de óleos também podem funcionar como anti-depressivos Ajudam a aliviar e acalmar estados de nervosismo e tristeza Diminuem o pânico, a ansiedade e a depressão; Aumento da autoestima e de auto-confiança.

Estado espiritual - Aumenta os níveis de consciência e perceção. - Comunhão com a natureza e o Universo.


MENTE SÃ; CORPO SÃO

Como pode ser feita a aromaterapia? A aromaterapia não tem apenas uma forma de aplicação. São quatro as aplicações que podem ser feitas por um terapeuta profissional.

Difusão no ar Estes óleos queimados como incenso são captados pelas células olfativas e encaminhados para o sistema límbico. São muitas as pessoas que já utilizam esse método nas suas casas.

Banhos e Massagens Neste caso os óleos essenciais são inalados mas também são absorvidos pela pele. Ao serem absorvidos entram no sistema circulatório e acabam por chegar aos órgãos e aos restantes sistemas que fazem parte do corpo Humano. Bastante comum nas massagens dadas atualmente.

Externa Este tipo de aplicação é feito diretamente na pele, seja de forma diluída ou não, e normalmente é usado para tratar feridas superficiais ou problemas na pele. Conseguem normalmente matar micróbios e fungos que estão alojados. Este tratamento deve ser efetuado por um profissional.

Interna Normalmente a aplicação consiste em ingerir através da diluição em água ou adicionado à alimentação estes óleos essenciais. Uma das razões mais frequentes é a melhoria do sistema imunitário. Para ingerir qualquer tipo de óleo deve ser consultar o seu médico e procurar um bom terapeuta.

Os óleos e as suas categorias Ao consultar um terapeuta de aromaterapia, este vai aconselhá-lo segundo o seu diagnóstico e aquilo que procura consoante a nota ou o índice de evaporação dos óleos essenciais.

Óleos de índice elevado São os mais estimulantes e revigorantes. De aroma forte mas o seu perfume dura entre 3 a 24 horas. Fazem parte deste grupo o eucalipto, coentro, basílico, salva, laranjeira-amarga, hortelã-pimenta e tomilho.

Óleos de índice médio Ajudam e actuam nas funções corporais e metabólicas. São menos potentes mas a sua fragância dura entre 2 a 3 dias. Pertencem a este grupo a camomila, lavanda, erva-cidreira, o alecrim, o funcho, o gerânio, o hissopo e o junípero/zimbro.

Óleos de índice baixo De aromas doces e calmantes. Estes óleos têm efeitos relaxantes no corpo e a sua fragância é a mais duradoura, pode atingir a duração de uma semana. Destes fazem parte o jasmim, o cedro, o cravinho, o gengibre, o sândalo e a rosa.


É uma terapia segura? Inúmeros estudos comprovam a segurança e eficácia da aromaterapia. Mas se nunca experimentou, peça a opinião do seu médico de clínica geral. Para além de mulheres grávidas e crianças com menos de 5 anos de idade, esta terapia não é aconselhada a pessoas com doenças crónicas, pulmonares, alérgicas ou respiratórias. Não use nenhum tipo de aplicação sem consultar um profissional e esteja atento a reações alérgicas.

Conselhos e Dicas A REVIVER deixa-lhe algumas dicas e informações sobre o efeito de alguns óleos. Para aliviar as dores Destacamos a camomila romana, o gengibre, o cardamomo e o cravo.

Para combater a ansiedade, insónias e a depressão Os óleos de lavanda, bergamota e manjerona são os mais adequados. Em essências florais pode optar por a “Flor de Cristo” e a “Erva Cidreira”.

Aumentar a memória Para reestabelecer as sinapses do cérebro, normalmente é usado o pau-rosa, considerado bastante eficaz no aumento da memória.

Diminuir a carência afetiva O eucalipto e a erva-doce são conhecidos por reduzir carências afetivas.

REVIVER 49


MENTE SÃ; CORPO SÃO

Pilates

Viver com qualidade Muito se tem falado de Pilates nos últimos anos, mas o que é realmente? É um método de alongamento e exercício físico, inventado por Joseph Pilates, onde se utiliza o peso do próprio corpo, com várias técnicas de consciencialização corporal e conhecimento anatómico. O corpo é trabalhado como um todo, orgânico e fluido, em que tanto a mente como a respiração têm um papel fundamental, em exercícios que estimulam desde a musculatura mais profunda à mais periférica. Através desta prática obtém-se um corpo forte, alinhado e elegante. Joseph Pilates nasceu uma criança frágil, com raquitismo, asma e febre reumática. Dedicou-se ao estudo da medicina oriental, da anatomia e fisiologia humana, prevenindo-se de uma vida controlada pela doença. Sozinho, desenvolveu cerca de 500 exercícios que o levaram a uma vida longa e saudável. O Método Pilates é uma atividade de baixo impacto que pode ser praticado por pessoas de todas as idades, mas pelos seus benefícios é bastante aconselhado à faixa etária sénior. Com o passar dos anos perdemos naturalmente as nossas capacidades funcionais, como o equilíbrio, a força e a resistência. O envelhecimento aliado à falta de exercício físico contribuem para o aparecimento de dores nos músculos e articulações, cansaço e dificuldades em executar tarefas diárias. O equilíbrio entre as filosofias de relaxamento, a ligação entre o corpo e a mente com ênfase no fortalecimento muscular, faz do Pilates um forte aliado ao desafio que é a vida.

Para além dos benefícios gerais que uma atividade física traz aos seniores, a REVIVER apresenta-lhe as vantagens que o pilates pode garantir: - Aumento de energia - Aumento do controlo, da força e da estabilidade - Fortalecimento e alinhamento muscular - Melhoria do equilíbrio e coordenação motora - Fortalecimento muscular e articulações - Aumento da concentração e capacidade respiratória - Maior consciência corporal e postural É uma prática aconselhada se quiser melhorar a qualidade da sua vida. Segundo o próprio Joseph Pilates, “Em dez sessões sente-se a diferença, em vinte sessões vê-se a diferença e em trinta sessões o corpo está modificado”. Antes de passar à prática é essencial que se faça uma avaliação médica capaz de identificar limitações físicas naturais de uma idade mais avançada.Os benefícios deste método estão provados e são vários os testemunhos de vidas que melhoraram pela sua prática. Com uma mente sã e um corpo são, viver torna-se mais claro.

REVIVER 51


MENTE SÃ; CORPO SÃO

Joseph Pilates 1883 – 1967

52

REVIVER


REVISTA REVIVER Tem histórias de vida para contar? Se leu as seis edições anteriores da REVIVER, certamente apercebeu-se que dedicamos um espaço exclusivo para os nossos leitores e protagonistas falarem sobre as suas experiências de vida. Se gosta de escrever ou tem algumas histórias que se enquadrem no contexto da nossa revista, não hesite em contactar-nos. Todos os testemunhos e sugestões são importantes para nós. Entre em contacto connosco da maneira mais cómoda para si, seja por carta ou email. Seja qual for o meio que opte, deve indicar sempre o seu nome, morada, contacto, idade e a história que gostaria de ver publicada sobre si na REVIVER, que deve começar sempre por “No meu tempo...”. Contactos Sede Revista REVIVER Rua da Esperança Lote 2B 2835-483 Santo António da Charneca, Barreiro Telefone : 212169069 email : geral.reviver@gmail.com info.reviver@gmail.com Site: www.revista-reviver.wix.com/seniores Siga-nos também no Facebook: https://www.facebook.com/revistareviver E não se esqueça do nosso blog : www.revistareviver.blogspot.pt


NO MEU TEMPO

Gosto de ter chegado até aqui Em Fevereiro deste ano de 2013, no Algarve, num dia bem ensolarado, fui com as minhas netas e o resto da família presente, dar uma volta por algumas lojas de velharias. É sempre um passeio agradável porque, por vezes, encontramos coisas das quais já nem nos lembrávamos que existiram. A uma determinada altura a Tess que tem 7 anos estava (pregada) na frente dum objecto, olhando atentamente e com um ar de dúvida! De repente, ouvimo-la quase gritar! Papá, papá o que é isto? O meu filho perguntou-lhe com ar não menos admirado: o quê? Isto, isto e apontava para a tal coisa que tinha uns 20x18 cm e com uma rodela na frente, com uns quantos buracos e números que eram visíveis através dos mesmos. E o pai respondeu calmamente: É UM TELEFONE! Ela nem queria acreditar que aquele instrumento servisse para telefonar! Sim, porque ela já nasceu no tempo dos telemóveis, do Skype, e dos computadores. Então para a Tess aquilo devia ser do tempo dos dinossauros! Passados uns dias vieram a minha casa, ao Barreiro, e eis senão quando, a Elsa que tem 5 anos olha para uma prateleira onde estava outra coisa muito estranha para ela. Avó, isto é o quê? Isso é uma máquina de escrever! A admiração foi total… e serve para quê, perguntou! - Para escrever… Tirei a máquina do local onde se encontrava e depois de a pôr sobre uma mesa mais baixa, expliquei-lhe como se fazia e foi engraçado ver como se divertiu a carregar nas teclas da minha Olivetti que agora só serve para objecto de exposição! E como isto, existem tantas coisas das quais poderíamos falar, e que mudaram totalmente a nossa forma de viver. Há quem diga que era melhor antigamente, mas eu acho que não… Ainda me lembro de quando se ia a Lisboa, se apanhava um barco imenso, feito de madeira e que levava 40mn para fazer a travessia Barreiro-Lisboa e vice-versa, e apesar de grande e pesado quando o rio estava bravo ele balançava como uma casca de nóz. Agora não…Agora, temos um que escorrega sobre as águas e leva 15 mn para chegar á outra banda. Então não é melhor? Ás vezes sentimos saudade do carteiro que nos entregava aquele postal, ou carta, trazendo notícias de longe dos amigos ou parentes. Era uma alegria, ou tristeza, dependia das notícias. Agora não! Agora temos o Pc, e-mail, skype, etc,etc. e de um minuto para o outro estamos a receber notícias e a ver aqueles que queremos contactar. Perdeu-se o romantismo, mas ganhamos na eficiência! Não tenho saudades do passado, do como era antes, se era melhor ou pior… O que sei, é que hoje é muito mais fácil. Chegamos aonde queremos rapidamente, e temos ainda pela frente outro tanto a descobrir. Gosto do tempo em que vivo, gosto de ter chegado até aqui! Lisa Maria

REVIVER

55


BREVES

Previna Doenças Analisando As Suas Unhas

Existem várias doenças que podem ser reconhecidas através do aspeto das unhas. Este conhecimento é essencial para que possa recorrer a um médico e encontrar o tratamento adequado. A REVIVER dá-lhe a conhecer 7 aspetos que podem indicar o aparecimento de uma doença. Unhas Amareladas: Este tipo de descoloração pode ser o resultado de problemas respiratórios como por exemplo a bronquite crónica. Pode indicar outros sintomas como doenças no fígado, pulmões, rins ou deficiências nutricionais como a falta de zinco ou ferro. Unhas Esburacadas: Pequenos buracos nas unhas podem dever-se a uma doença inflamatória da pele chamada Psoríase, agradava por stress, frio, ingestão de álcool ou tabaco. Unhas Inchadas: Um extremo inchaço da ponta dos dedos e um brilho anormal das unhas podem indicar uma inflamação no intestino, doença cardíaca ou no fígado. Unhas Acolheradas: Se as suas unhas fizerem uma cova em forma de colher, pode indicar que está com uma anemia por falta de ferro. Uma simples análise ao sangue determinará a sua condição. Unhas Opacas Com Faixa Escura: Normalmente é um sintoma da idade, mas pode indicar doenças como diabetes, doença no fígado ou má nutrição. Recuos Horizontais nas Unhas: Pode indicar uma simples lesão na unha, mas também pode ser um sinal de doenças como diabetes não controlados ou problemas circulatórios. Unhas Soltas: Se as suas unhas se estiverem a soltar, pode ser o sinal de uma infeção, doença de tiroide, reação a um medicamente ou reação a um verniz..

56

REVIVER


BREVES

Aos 80 anos escala o Monte Evereste

Yuichiro Miura tornou-se o homem mais velho a escalar até ao topo do Monte Evereste. O alpinista japonês, que já tinha conquistado a montanha mais alta da Terra por duas vezes, com 70 e 75 anos, voltou a conquista-la aos 80 anos. Ao passo que a subida foi extremamente difícil, a descida quase que o matou. Segundo Miura, depois de chegar ao cume, sentiu-se incrivelmente fraco e perdeu a força nas pernas. Com a ajuda do seu filho, também ele um alpinista experiente, conseguiu chegar a um acampamento onde se hidratou e alimentou para recuperar as suas forças. O Monte Evereste localiza-se na cordilheira do Himalaia entre o Tibete e o Nepal, e trata-se do pico mais elevado do Mundo, a 8850 metros de altitude.

58

REVIVER


BREVES

Verba para remodelar Residenciais Seniores

O Governo de Navarra aprovou o financiamento de 44 milhões de euros, destinados a obras para remodelação de 462 residenciais para seniores. Inserido no programa “ResideN” o executivo chegou a um acordo com 12 centros, cujos contratos terão a duração de 4 anos. Este programa prevê o arranjo de 1607 casas, distribuídas por 51 centros. Este novo sistema tem como principais novidades a possibilidade de arranjar residenciais de forma temporária e aplicar medidas de cobertura a seniores não dependentes mas que estejam em risco de exclusão social. Nestes novos serviços são incluídos de forma voluntária deficientes seniores que tenham necessidades de atenção semelhantes a pessoas com dependência.

REVIVER

59


“A vida é feita de pequenos nadas” Fotografias por Jorge Almeida


FOTO-REPORTAGEM

REVIVER 61


crónica No país do “parece mal” Num país plantado à beira mar, de área pequena, vive-se tentando encobrir aquilo que está aos olhos de todos, mas parece mal dizer ou fazer. A evolução trouxe consigo novas tecnologias mas não veio com ela a mudança de mentalidades. Ainda há dias ouvi comentários que me fazem crer, que a felicidade individual de cada um pode parecer mal. “Uma mulher daquela idade e esteve sempre de bikini na praia este ano. Mas deve ser de família, que a irmã tem quase 80 anos e anda aos beijos com o marido para todos verem. Deviam ter vergonha, naquela idade parece mal”. Realmente, não posso deixar de lado a ironia, claro que parece mal alguém demonstrar o amor que tem pelo seu companheiro, e quanto mais ousar vestir um bikini na praia depois dos 50 anos. Sinceramente não compreendo qual a necessidade de criticarmos compulsivamente a vida dos outros, principalmente quando se resume à satisfação e realização pessoal de alguém, quando essa não influencia em nada a nossa. No que diz respeito ao envelhecimento, não acredito que exista um padrão de comportamentos a seguir. Não está escrito na lei que é proibido ser feliz com o passar da idade. Será que quando envelhecemos não temos o direito a vestir o que queremos? Cantar, dançar e namorar já não pode fazer parte da nossa vida? Ou melhor, será que perdemos a capacidade de aprender coisas novas? Talvez não, mas por estes lados parece mal. A mim parece-me mal os cortes nas pensões e reformas de quem trabalhou e descontou toda uma vida. Também não acho apropriado uma pessoa de 80 anos ter que sustentar três gerações, porque por aqui vivemos tempos difíceis. Enquanto perdermos tempo a criticar a felicidade alheia, não vamos conseguir focarmo-nos naquilo que realmente importa. A nossa sociedade atual é composta por mais de dois milhões de pessoas com mais de 65 anos. Acho que está na altura de agradecermos, porque em breve teremos uma geração de seniores bem mais ativa e saudável, com outro tipo de conhecimentos e muito menos preocupada com o que os outros vão pensar. Isso é um motivo de orgulho e respeito, após todas penalizações que estão a sofrer. Deixemo-nos de viver de aparências, de boas etiquetas e costumes. Contribuam para que o país do “parece mal” se torne um local mais unido, para remarmos em direção a um futuro mais risonho. Natacha Figueiredo

REVIVER

63


Tarot Horóscopo Bimensal Rodolfo Miguel de Figueiredo Carneiro

Touro

De 21/03 a 20/04 Cartas do Mês de Janeiro

De 21/04 a 20/05 Cartas do Mês de Janeiro

O Sol e o Oito de Copas

O Louco e o Três de Copas

Gémeos De 21/05 a 20/06 Cartas do Mês de Janeiro A Roda da Fortuna e o Rei de Copas

Amor – A felicidade no amor resulta da iniciativa. Não fique à espera, lute pela pessoa que ama.

Amor – Invista em momentos de lazer e de alegria. Os relacionamentos precisam de uma dedicação constante.

Amor – O egocentrismo é inimigo do amor. Esteja atento, pois o seu parceiro pode precisar de ajuda.

Saúde–Descanse e recarregue as baterias.

Saúde – Evite as bebidas alcoólicas.

Saúde - Vigie a sua tensão arterial.

Dinheiro – Espera-se um crescimento profissional e financeiro. Mostre o que vale e será recompensado.

Dinheiro – Terá alguma dificuldade em concentrar-se no trabalho. Tenha cuidado com os gastos supérfluos.

Dinheiro – Lembre-se que a compaixão é essencial para um líder. Aprenda a ouvir os seus colegas.

Cartas do Mês de Fevereiro A Estrela e o Dez de Espadas

Cartas do Mês de Fevereiro

Cartas do Mês de Fevereiro

O Diabo e o Três de Espadas

A Lua e o Nove de Ouros

Amor – Um relacionamento pode estar a terminar. Não desespere, pois o amor, em breve, entrará na sua vida.

Amor – A paixão inicial pode estar a esmorecer. Lembre-se que nem todas as relações são duradouras.

Amor – Uma boa situação financeira não garante a felicidade no amor. Estabeleça prioridades.

Saúde– Vai superar um período débil.

Saúde Cuidado. Uma gripe pode agravar-se.

Saúde - Fique atento aos estados depressivos.

Dinheiro – Se estiver desempregado, uma oportunidade pode bater-lhe a porta quando menos espera. Aproveite.

Dinheiro – Tenha muita atenção com os seus gastos. Despesas inesperadas podem abalar as suas finanças.

Dinheiro – A sua criatividade pode ajudálo a alcançar uma promoção ou um aumento de rendimentos.

Caranguejo

Leão

Virgem

De 21/06 a 21/07 Cartas do Mês de Janeiro

De 22/07 a 22/08 Cartas do Mês de Janeiro

De 23/08 a 22/09 Cartas do Mês de Janeiro

A Morte e o Dois de Espadas

A Estrela e a Rainha de Espadas

O Sacerdote e o Quatro de Paus

Amor – Não pode arrastar mais uma situação que o deixe infeliz. Vai ter de fazer uma escolha.

Amor – Acredite no amor e faça algumas cedências. Nem tudo pode girar à sua volta. O amor é uma dádiva.

Amor – Uma fase menos boa está no fim. Abrace a estabilidade e invista no futuro. Tenha fé e confie em si.

Saúde Não desleixe as consultas de rotina.

Saúde - Vai sentir-se saudável e enérgico.

Saúde - Pode ter algumas dores nas costas.

Dinheiro – Não tema a mudança. Começar algo de novo pode trazer-lhe um rendimento inesperado.

Dinheiro – Seja astuto e confie na sua intuição. Pode mudar os acontecimentos se acreditar em si.

Dinheiro – Vai conseguir uma grande solidez financeira. As dificuldades vão ser superadas.

Cartas do Mês de Fevereiro

Cartas do Mês de Fevereiro

Cartas do Mês de Fevereiro

A Força e o Cinco de Ouros

O Louco e o Nove de Copas

A Temperança e o Quatro de Ouros

Amor – Pode não conseguir conquistar a pessoas que deseja. Aceite as escolhas dos outros e abrace o futuro.

Amor – Está a descurar o seu companheiro. O tempo com os amigos está prejudicar o seu relacionamento.

Amor –Período de grande harmonia. Evite as rotinas e deixe que a novidade entre na sua vida. Renove-se.

Saúde - Faça exercício e ocupe a sua mente.

Saúde - Evite alimentos muito calóricos.

Saúde Beba água e evite as bebidas açucaradas.

Dinheiro – Se está à espera de uma promoção, esta pode não acontecer. Não desista, continue a trabalhar.

Dinheiro – Não se desleixe. A estabilidade profissional não é eterna. Vigie as suas finanças e controle despesas.

Dinheiro –Vai ter alguma folga financeira. Aproveite para se mimar. Seja mais organizado no seu trabalho.


Balança

Escorpião

Sagitário

De 23/09 a 22/10 Cartas do Mês de Janeiro

De 23/10 a 21/11 Cartas do Mês de Janeiro

De 22/11 a 21/12 Cartas do Mês de Janeiro

A Força e o Sete de Espadas Amor – Não confunda uma atracção sexual com amor. Esteja atento às segundas intenções. Não se iluda.

A Imperatriz e o Rei de Paus

O Eremita e o Cinco de Paus

Amor – Seja criativo e aposte no erotismo. A paixão precisa de ser renovada. O romantismo está no ar.

Amor – Uma discussão pode tornar-se grave. Vai sentir-se só, mas não esqueça a sua responsabilidade.

Saúde – Faça um electrocardiograma.

Saúde - Não descure a ida ao ginecologista.

Saúde Pode sentir um cansaço inexplicável.

Dinheiro – Não se deixe levar por impulsos. Mantenha a calma e tudo se resolverá. Não confie em demasia.

Dinheiro – A sorte beneficia os audazes. Invista na sua carreira e não se contente com o que já alcançou.

Dinheiro – Evite os atritos. Faça o que tem a fazer e não dê confiança a quem não merece. Seja coerente.

Cartas do Mês de Fevereiro

Cartas do Mês de Fevereiro

Cartas do Mês de Fevereiro

A Morte e o Ás de Paus

O Dependurado e o Três de Copas

O Sacerdote e o Valete de Paus

Amor – O seu relacionamento vai entrar numa nova fase. Dê mais de si e mime o seu parceiro.

Amor – Abrande um pouco o seu ritmo profissional e deleite-se com momentos românticos a dois.

Amor – Pode sentir-se atraído por alguém mais novo. O seu relacionamento pode estar saturado pela rotina.

Saúde - Uma maleita persistente vai ter o seu fim.

Saúde – Precisa de descansar mais.

SaúdePode ter de mudar a graduação dos óculos.

Dinheiro – Esperam-se grandes mudanças na sua vida profissional. Invista no seu futuro e na sua carreira.

Dinheiro – Pode gastar mais do que estava à espera em momentos de lazer. Não se preocupe e deixe fluir.

Dinheiro – Uma notícia inesperada vai fazer com que tenha de viajar. As negociações estão favorecidas.

Capricórnio

Aquário

De 22/12 a 21/01 Cartas do Mês de Janeiro

De 22/01 a 19/02 Cartas do Mês de Janeiro

Os Amantes e o Cavaleiro de Ouros

O Julgamento e o Rei de Espadas

Peixes De 20/02 a 20/03 Cartas do Mês de Janeiro O Mago e o Rei de Ouros

Amor – Para alcançar a estabilidade no amor Amor – Não deixe que a sua família intervai ter de fazer escolhas. O seu companheiro fira no seu relacionamento. Proteja a pesprecisa de atenção. soa que ama.

Amor – Saiba reconhecer o apoio do seu companheiro. Os objectivos para futuro são partilhados. Acredite.

Saúde – Tenha cuidado com o que come.

Saúde -Faça exercício e gaste a sua energia.

Saúde - Recorra a medicinas alternativas.

Dinheiro – Não descure as suas responsabili- Dinheiro – As suas capacidades naturais dades profissionais. Proteja-se de despesas podem determinar o seu sucesso. Invista inesperadas. as suas poupanças.

Dinheiro – Vai sentir uma enorme força de vontade. Invista nos seus projectos. Vai ter o apoio necessário.

Cartas do Mês de Fevereiro

Cartas do Mês de Fevereiro

Cartas do Mês de Fevereiro

O Imperador e o Ás de Copas

O Eremita e o Dois de Copas

A Torre e o Dois de Espadas

Amor – Um namoro pode transformar-se em Amor – Se está sozinho, pode vir a iniciar algo mais sério. Bom período para iniciar um novo relacionamento. Não deixe que o uma vida em comum. passado o atormente.

Amor – Evite as discussões. O seu parceiro não tem de estar sempre de acordo consigo. Aceite mais o outro.

Saúde – O seu estômago vai estar fragilizado.

Saúde – Uma doença pode agravar-se.

Saúde – Tenha cuidado com as quedas.

Dinheiro – Se está a pensar em iniciar um Dinheiro – Neste mês, pode ter de trabalnegócio por conta própria, então este é um har em grupo. Este é um bom período bom momento. para fazer um pé-de-meia.

Dinheiro – Vai ter de tomar decisões. Não desanime, mesmo que as coisas não corram como espera.


Agenda Cultural Janeiro e Fevereiro de 2014 8 de Janeiro

9 de Janeiro

10 de Janeiro

11 de Janeiro

12 de Janeiro

Goya @ Museu Nacional de Arte Antiga

Coriolano, Shakespear @ Teatro Nacional D. Maria II

Artistas Portugueses @ Fundação Arpad SzenesVieira da Silva

O Sôtor é que sabe @ Teatro Rápido

Cildo Meireles @ Fundação de Serralves

16 de Janeiro

17 de Janeiro

13 de Janeiro Um Bocado de Carne @ Teatro Rápido

18 de Janeiro O Fascismo dos Bons Homens @ ACERT

23 de Janeiro Sapato Branco em Janeiro @ Teatro Rápido

28 de Janeiro Tarja @ Aula Magna da Universidade de Lisboa

2 de Fevereiro Pet Festival – Salão dos animais de estimação @ FIL

66 REVIVER

14 de Janeiro

15 de Janeiro

Ahlam Shibli – Casa Fantasma @ Fundação de Serralves

Reiki Para Animais @ Espaço Dharma (Por Donativo)

Home Work @ Galeria Bangbang

19 de Janeiro

20 de Janeiro

21 de Janeiro

Brites de Almeida! A Padeira de Portugal @ Teatro Rápido

Vamos Lá Então… @ Cinema São Jorge

24 de Janeiro

25 de Janeiro

Esta Vida é uma Cantiga @ Coliseu dos Recreios

Miguel Poveda @ Casa da Música

29 de Janeiro Nós de Ariadne @ Teatro Rápido

30 de Janeiro Aline Frazão @ São Luiz Teatro Municipal

3 de Fevereiro

4 de Fevereiro

Identity Parade @ Casa Fernando Pessoa

Poetas Como Nós @ Museu Bordalo Pinheiro

Fernando Lopes Graça @ Museu da Música Portuguesa

26 de Janeiro Dê um passeio de Domingo pelo Jardim da Estrela

31 de Janeiro Janeiro Rima Com…Solteiro @ Teatro Rápido

5 de Fevereiro Jorge Molder @ Museu da Electricidade

Saudades @ Teatro Rápido

22 de Janeiro Joaninha dos Olhos Verdes @ Teatro Nacional D. Maria II

27 de Janeiro Mallu Magalhães @ Centro Cultural de Belém

1 de Fevereiro Corações de Argila @ Galeria Olga Santos

6 de Fevereiro Cabaret Vicente @ São Luiz Teatro Municipal


Fevereiro e Março de 2014 7 de Fevereiro O Exótico Nunca Está em Casa @ Museu Nacional do Azulejo

12 de Fevereiro Encontros Prováveis? @ Galeria João Pedro Rodrigues

17 de Fevereiro Artistas Brasileiros e Poesia Concreta @ Fundação Serralves

22 de Fevereiro Bill Callahan @ Cinema São Jorge

27 de Fevereiro

8 de Fevereiro Sombras da Ásia @ Museu do Oriente

13 de Fevereiro Discover Art Made In Portugal @ Airport Business Center

18 de Fevereiro Quad Quartet @ Casa da Música

23 de Fevereiro Roteiro de Sabores e Saberes @ Exponor

28 de Fevereiro

9 de Fevereiro Met Opera Live em HD @ Culturgest

14 de Fevereiro Mler If Dada @ Centro Cultural de Belém

10 de Fevereiro Faça uma visita à Estufa Fria no Parque Eduardo VII

15 de Fevereiro Horta Comigo @ Exponor

11 de Fevereiro Marlene Dietrich @ Casa da Música

16 de Fevereiro Rui Chafes – O Peso do Paraíso @ Fundação Calouste Gulbenkian

20 de Fevereiro

21 de Fevereiro

Mostra Espanha 2013 @ Centro Português de Fotografia

Glenn Miller Orchestra @ Centro Cultural de Belém

Casa Tomada @ Teatro Maria Matos

24 de Fevereiro

25 de Fevereiro

26 de Fevereiro

19 de Fevereiro

Manoel de Oliveira, 105 Revistas @ Museu Nacional da Imprensa

Duo.pt @ Casa da Música

Tigran Hamasyan @ Centro Cultural de Belém

1 de Março

2 de Março

3 de Março

Essência do Vinho – Porto 2014 @ Palácio da Bolsa

Arrábida 50 @ Centro Português de Fotografia

Orfeu e Eurídice @ Teatro Camões

Giselle @ Teatro Camões

Warpaint @ Aula Magna da Universidade de Lisboa

4 de Março

5 de Março

6 de Março

7 de Março

8 de Março

Mascare-se e aproveite o Carnaval

PortoCartoon – 25 de Abril, 40 anos @ Museu Nacional da Imprensa

Galeria de Graffitis @ Fundação Escultor José Rodrigues

Loucura dos 50 @ Teatro Sá da Bandeira

Alentejo Resende @ Fundação Júlio Resende

REVIVER

67


Passatempos

Descubra as 5 diferenรงas em cada imagem

68 REVIVER


Sudoku Nível Médio

Anedotas A Mulher desconfia que o seu marido a está a trair com a empregada. Então resolve preparar-lhe uma armadilha. Dispensou a empregada no fim de semana e não contou ao marido. À noite, quando iam para a cama, o marido contou a mesma história de sempre:- Desculpa querida, mas estou mal do estômago outra vez. Vou tomar um ar e já volto. Enquanto ele vai ao WC, a mulher sai rapidamente pelo corredor, sobe as escadas e deita-se na cama da empregada. Mal ela tinha apagado a luz, veio ele, em silêncio.E, sem perder tempo, saltou para a cama e fez amor com ela. Ambos gemiam de prazer. Quando terminaram, a mulher disse cansada: -Não estavas à espera de encontrar-me nesta cama, não é querido? E ligou a luz. -Sinceramente, não minha senhora, disse o jardineiro!

REVIVER

69


REVISTA REVIVER Janeiro 2014 . Edição nº7

Ficha Técnica Fundadores António Ramos Natacha Figueiredo Director Geral António Ramos Editor António Ramos Directora Artística Natacha Figueiredo Redacção António Ramos Natacha Figueiredo Sede de Redacção Rua da Esperança Lote 2B 2835-483 Barreiro Contactos geral.reviver@gmail.com Telefone: 212169069 www.revista-reviver.wix.com/seniores facebook e blog link: https://www.facebook.com/revistareviver www.revistareviver.blogspot.pt Comunicação e Publicidade dep.publicitario.reviver@gmail.com dpt.comunicacao.reviver@gmail.com

70

REVIVER

Redacção info.reviver@gmail.com Distribuição Nacional Nota : Isenta de registo na ERC ao abrigo do decreto regulamentar 8/99 de 9/6 artigo 12º nº1 - A Locais de distribuição Gratuita Juntas de Freguesia Câmaras Municipais Centros de dia Centros de Convívio Universidades da Terceira Idade Associações de Reformados Associações recreativas Lares de idosos e Casas de repouso Bibliotecas Espaços Internet Santa Casa da Misericórdia Para particulares Devem efectuar o pedido através do email geral.reviver@gmail.com Sugestões e participações Devem ser efectuadas para os contactos gerais da revista, ou através do nosso facebook e do site integrado nesse.


Revista reviver 7ªedição