__MAIN_TEXT__

Page 1

VOL

15 F E V

REVIVAL

2 0 2 0

REVIVAL COMO MANTER A SAÚDE DA PELE DURANTE O INVERNO AMERICANO

TELMA ABRAHÃO É INDICADA A PRÊMIO EM PARIS

ATIVIDADE FÍSICA X DEPRESSÃO

ANSIEDADE

DEFINIÇÃO, SINTOMAS E CAMINHOS PARA A CURA!

ANGÉLICA EM ENTREVISTA EXCLUSIVA APRESENTADORA FALA SOBRE TRAJETÓRIA E FAMÍLIA www.revistarevival.com

1


2

www.revistarevival.com


“Alcançando lugares altos”

2019 - Ano 3 - #15

CEO & Publisher Fabio Salles Edição & Diagramação Ulisses Gouvêa Editora Chefe Thaís Partamian Victorello Materias e Colunas Paulline Ottero Fabio de Camargo Patrícia Karagulian Thaís Partamian Victorello Leticia Dias Rafael Victorello Michelle Santos Lucas Noia Mário Borges Maykon Oliveira Corral Samantha Alves CAPA Artista: @angelicaksy Fotógrafo: Bruno Rangel Produção: Ma Feitosa Stylist: Ale Duprat Make: Guto Moraes ASSINATURAS comercial@revistarevival.com ANÚNCIOS comercial@revistarevival.com IMPRENSA imprensa@revistarevival.com

Índice 4- TELMA ABRAHÃO: EDUCADORA PARENTAL É INDICADA PARA RECEBER PRÊMIO EM PARIS 6- IGREJA BOLA DE NEVE COMPLETA 20 ANOS E INICIA CÉLULA EM MASSACHUSETTS 8- DANIEL SAN MIGUEL - PILOTO PROFISSIONAL DE FMX|BMX 13- MANNHEIM NA ALEMANHA 16- RAPEL - O SABER GERA ADRENALINA 19- ATIVIDADE FÍSICA X DEPRESSÃO 20- SOBRE PONTES & MUROS 22- ANGÉLICA - APRESENTADORA RELEMBRA TRAJETÓRIA DE SUCESSO E FALA SOBRE A VOLTA PARA A TV 29 - LIVRO 30- ANSIEDADE - DEFINIÇÃO, SINTOMAS E CAMINHOS PARA A CURA! 32- FICA A DICA 34- INVEJA E INVEJOSO - O QUE É A INVEJA? 36- QUAL PÓ FACIAL USAR? 37- DICAS ESSENCIAIS PARA MANTER A BELEZA DURANTE O INVERNO www.revistarevival.com

3


Thaís Partamian Victorello Jornalista Boston-USA

Telma Abrahão: educadora parental é indicada para receber prêmio em Paris

S

A PROFISSIONAL TEM GANHADO CADA VEZ MAIS DESTAQUE COM TRABALHO QUE FAZ A DIFERENÇA NA VIDA DE CENTENAS DE FAMÍLIAS

e você tem filhos pequenos, provavelmente você precisa do auxílio de um educador parental, ainda que não saiba do que se trata o trabalho desenvolvido por esses profissionais. Destaque nas redes sociais e por onde passa ministrando palestras e workshops, a coach e educadora parental Telma Abrahão, é especialista em Disciplina Positiva e Inteligência Emocional e, através desses conceitos, tem conquistado o respeito e a confiança de centenas de pais por todo o Brasil, ao desenvolver com excelência seu trabalho, ajudando famílas a transformarem suas relações. Nascida em em Uberlandia (Minas Gerais), Telma é casada e mãe de dois filhos, Lorenzo de

4

5 anos e Louise de 4 anos. A profissional, que mora com a família no estado americano da Flórida, é graduada em biomedicina no Brasil e se formou em coach nos Estados Unidos há quase 10 anos. “Os desafios que surgiram na minha vida após a maternidade fizeram com que eu buscasse conhecimento para me ajudar a lidar com os meus filhos. Eu tinha muita dificuldade em ser ouvida ou de educar de forma respeitosa. Após a Disciplina Positiva, tudo mudou para melhor em casa, me apaixonei pelos resultados e comecei a formar grupos de pais para falar sobre Disciplina positiva. O crescimento foi enorme e rapidamente decidi me certificar não só em Disciplina Positiva, mas também em análise de perfil comportamental e em Inteligência Emocional”, relata.

www.revistarevival.com


Mesmo residindo nos EUA, Telma tem uma agenda intensa de compromissos no Brasil, onde ministra palestras, atendimentos individuais e workshops sobre as bases de uma educação respeitosa para pais. Com objetivo de compartilhar seu conhecimento e orientar a comunidade no Brasil e nos Estados Unidos, Telma está à frente do programa semanal “Um novo olhar para a infância”, que é transmitido semanalmente pela Rádio Flórida, além ser colunista na revista Brazil USA, na Flórida, e no blog “Macetes de mãe”, produzido no Brasil. Sucesso também nas redes sociais, só no Instagram a educadora soma cerca de 60 mil seguidores que interagem e acompanham o trabalho desenvolvido pela profissional.

RECONHECIMENTO Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido por Telma, a educadora parental foi indicada para receber o renomado prêmio Portuguese Brazilian Awards, que homenageia profissionais que se destacam em diversos setores da sociedade brasileira, no Brasil e ao redor do mundo. A última edição, ocorrida em 2019, premiou profissionais e empreendedores brasileiros que desenvolverem seus trabalhos com excelência nos EUA, além de personalidades de destaque na mídia do Brasil, como a apresentadora Antônia Fontenelle, que esteve em New York especialmente para receber o prêmio pelo seu canal “Na Lata”, no YouTube, além do ator Luigi Baricelli e o youtuber Carlinhos Maia. A próxima edição do prêmio, que tradicionalmente acontece no Castelo de Caras, em New York, e é organizado pela empresária e socialite brasileira Marcília Luzbete, acontece no mês de maio, emParis. Essa será a primeira vez que o evento de gala acontecerá na Europa.

Este ano Telma Abrahão se prepara para lançar o seu primeiro livro e para extender a agenda de palestras, workshops e atendimentos nos estados americanos onde existe uma grande concentração de famílias brasileiras. Quando questionada sobre qual é o seu público alvo, Telma afirma. “Pais, mães ou qualquer pessoa que deseja compreender melhor Com amor e dedicação no que faz, certamente as relações humanas. Já tive pessoas solteiras e este será o primeiro de muitos prêmios que Telma sem filhos fazendo o workshop e que tiveram granAbrahão receberá. des ganhos em seus relacionamentos pessoais.”

www.revistarevival.com

5


Thaís Partamian Victorello Jornalista Boston-USA

Igreja Bola de Neve completa 20 anos e inicia célula em Massachusetts

O

Apóstolo Rinaldo Seixas: fundador da igreja Bola de Neve – Foto: Divulgação

nome pode parecer estranho para quem nunca ouviu falar, mas a igreja Bola de Neve acaba de completar 20 anos de existência, com um trabalho sério de evangelismo e vidas ganhas para Jesus, através de centenas de igrejas espalhadas pelo Brasil e por diversos países. Com sede no bairro da Lapa, zona Oeste de São Paulo (Capital), a igreja evangélica foi fundada pelo Apóstolo Rinaldo Seixas, mais conhecido como Apóstolo Rina, reúne milhares de pessoas durante os cultos que acontecem em três horários aos domingos, além dos horários de as quintas-feiras e sábados.

6

Apesar de inicialmente ser voltada para jovens, a igreja pentecostal que é conhecida do público cristão por ter como púlpito uma prancha de surf, tem membros de todas as faixas etárias e nesses 20 anos de existências, já alcançou milhares de vidas para Jesus, além de desenvolver dezenas de projetos sociais por todo o Brasil, através de ministérios de assistencia social e de ajuda à famílias que passam pelo drama da dependência química.

www.revistarevival.com

Mas se engana quem pensa que, por chamar a atenção de jovens, ter louvores em ritmo de reggae e rock, o ministério tenha uma doutrina “liberal”, pelo contrário, a igreja preza por pregar e vivenciar o evangelho descrito na Bíblia. Assim, no decorrer dessas duas décadas de existência, trazendo milhares de testemunhos de vidas que foram verdadeiramente transformadas pelo Espírito Santo. No Brasil a igreja já despertou curiosidade até mesmo na grande mídia, sendo matérias dos principais jornais e revistas do país, como por exemplo da revista VEJA, o qual o apóstolo Rina foi capa em uma edição de junho de 2006.


ceu por cerca de dois anos. No mês passado a igreja retomou as reuniões semanais na cidade de Marlborough, reunindo brasileiros que estão fora da igreja. As reuniões semanais são ministradas em português e tem como finalidade o estudo da Bíblia, louvor e comunhão. “Todos os que quiserem estudar mais sobre a Palavra de Deus e fazer novos amigos, são muito bem vindos!”, afirma o líder de célula Rafael Victorello.

MINISTÉRIO NOS EUA Com igrejas também em alguns estados americanos,onde há grande concentração de brasileiros, como Flórida, Califórnia e Hawaii, a igreja Bola de Neve também mantém várias células (reuniões em casas) em diversas cidades dos EUA, que são sementes para a implantação de futuras igrejas.

Em 2015 a igreja iniciou sua primeira célula em Massa- O ministério já chegou a ser capa de uma das maiores chusetts, estado que perten- revistas do Brasil - Foto: Reprodução VEJA ce a New England, região com a maior comunidade A ideia é que, num futuro muito breve, a célula de brasileira nos Estados Unidos, as reuniçoes acon- Massachusetts se torne uma igreja. teciam na cidade de Marlborough, onde permane-

www.revistarevival.com

7


Fábio de Camargo

Daniel San Miguel

Piloto Profissional de FMX|BMX

O

s esportes radicais têm ganhado forças a cada dia e despertando interesses de todos os públicos, independente de suas classes sociais. Um dos esportes mais impressionantes e arriscados é o FMX - Free Style Motocross, considerado o 3° esporte mais perigoso do mundo, onde um piloto com uma moto realiza manobras em torneios de saltos ornamentais. Sobre este esporte, convidamos um dos maiores pilotos de FMX, Daniel San Miguel (o Boy).

Sua carreira deu início quando realizou uma viagem para a Califórnia com alguns amigos e trouxeram a cultura do BMX Dirt Jump para o Brasil. Eles desenvolveram uma pista com saltos de terra chamada HTL - Horto Trails Locals, localizada na zona norte de SP. Sua introdução ao FMX foi após uma apresentação de bike dentro do Salão das Duas Rodas para a marca Kona, realizando Back Flips de bike, quando durante o evento conheceu os pilotos de MotoCross Cyro de Oliveira e o Gilmar Flores (Joaninha), que aproveitou e Daniel deu algumas dicas, na qual Joaninha estava a realizar o primeiro Back Flip de moto no Brasil. Conhecido como Boy, começou a praticar BMX aos 13 anos e aos 22 anos mudou sua modalidade após um convite para começar a andar de Freestyle Motocross. Ele sempre admirou esse esporte, e o FMX é um derivado do BMX Dirt Jump, também com manobras radicais. Por incrível que pareça, Daniel nunca pensou em ser atleta profissional, na verdade a cena do BMX era muito mais ligada a um estilo de vida (life style). O atual atleta começou a disputar alguns campeonatos regionais como o Back Flip, que era referência nacional dos melhores pilotos, como Diogo Canina, Leandro Overall, Mike Moura. Daí por diante foi se destacando pela manobra, passando de amador para profissional muito rápido. Correu diversos campeonatos, porém não era o seu maior foco, pois o BMX sempre foi seu estilo de vida.

8

www.revistarevival.com

Publicitário São Paulo, SP - Brasil


Diante de todo um cenário de lifestyle, a se tornar um grande atleta de MotoCross, Daniel teve sua melhor experiência como profissional no ano 2003, quando realizou a manobra Back Flip na sequência, na mesma época em que Mike Metzger, um piloto americano de FMX, havia ganhado o X-Games (evento considerado "Os Jogos Olímpicos dos esportes radicais”) realizando essa manobra. Com isso sua carreira passou a ganhar uma proporção, conquistando o primeiro lugar do podium nesse campeonato.

Começou então a ligar o BMX com o FMX. Disputou campeonatos nacionais de BMX e brasileiros de FMX, e chegou a correr três modalidades diferentes pegando podium em todas e entrando para a história. Esse feito marcou sua vida, fazendo-o alcançar vôos mais altos mudando totalmente o destino de sua vida. “Saltar com sua moto é algo inexplicável. É uma mistura de adrenalina, medo, técnica e concentração diferente de tudo que eu conheço”.

www.revistarevival.com

9


N

ada é fácil, nenhuma carreira e nenhum obstáculo. Qualquer objetivo estabelecido há desafios a serem superados, e para o atleta não foi diferente. No ano 2009, sofreu um grave acidente, quebrando os dois pés. Foi um processo de recuperação muito delicado com dúvidas e incertezas se conseguiria voltar a fazer o que amava, porém permaneceu em fé e força para passar por essa fase. Com pensamentos positivos mantendo seu equilíbrio emocional estável, sua recuperação foi um sucesso. Contou com apoios de médicos, como doutor Alexandre Santa Cruz, um médico que já havia operado o Ronaldi-

10

nho Fenômeno, com uma estrutura de fisioterapeutas e exercícios funcionais com a ajuda de seu primo Rodrigo Espanhol, sócio fundador do centro Articular. Com muito esforço conseguiu superar essa fase, não sozinho, com pessoas que Deus havia preparado para aquele momento. Ser um atleta de MotoCross (FMX), além de ser muito difícil e técnico é necessário um alto investimento de infra estrutura, muito comprometimento e inteligência emocional para conseguir conquistar o seu objetivo. Para Daniel o esporte tem como grande importância, pois vive o mesmo como um estilo de vida. “Ele representa www.revistarevival.com

pra mim uma poderosa ferramenta de transformação para as nossas crianças e jovens, conseguindo nos conectar com eles, trazendo disciplina, foco e propósito. E a melhor parte de ser um atleta profissional é viver fazendo aquilo que se ama. Esse é o grande segredo da vida: viver fazendo aquilo que te faz feliz”. Atualmente Daniel San Miguel esta construindo um CT (centro de treinamento) na Serra da Cantareira em São Paulo, para treinos e para realizações de ações sociais. “Esse centro de treinamento tem um propósito específico de nos conectar com atletas iniciantes e amadores, para que haja uma ascensão em nosso


esporte, trazendo um lifestyle saudável, familiar e radical, longe das drogas, álcool e coisas que foram tão presentes aos atletas radicais da geração passada, trazendo uma cultura transformadora em nosso meio. As ações sociais têm como intuito dar oportunidades a crianças e jovens que tem o desejo de praticar esse esporte, que não possuem recursos necessários. Para que isso aconteça, disponibilizamos nossa estrutura para conseguirmos ajudar essas crianças no dom que nos foi confiado. Desenvolvemos eventos beneficentes, com a arrecadação de cestas básicas e cobertores para que possamos juntos ajudar quem precisa”. Fora das rampas e da mídia, Daniel San Miguel é um homem que encontrou sua identidade em Deus, que ama estar com a sua família, seus cachorros, em sua casa localizada na Serra da Cantareira, curtindo o sossego e a paz da natureza. E para finalizar a matéria recheada de conquistas, superações e experiências Daniel (o Boy) deixa uma mensagem para os atletas dessa nova geração.

“DEDIQUEM-SE 110%, APROVEITEM COM MUITO AMOR E GRATIDÃO PORQUE ESSA FASE PASSA MUITO RÁPIDA. PARA OS APAIXONADOS, QUE CULTIVEM ESSA PAIXÃO E VENHAM REALIZAR ESSE SONHO NO NOSSO PROJETO CT RIDELIFE CANTAREIRA”.

www.revistarevival.com

11


12

www.revistarevival.com


Patrícia Karagulian

Mannheim naAlemanha

Advogada, escritora & scraper Inglaterra

XEQUE-MATE

N

esta edição vamos falar de Mannheim, uma pitoresca cidade no estado de Baden-Württemberg, na Alemanha. O passeio nesta cidade deve ser incluída em seu roteiro de viagem, quando você pensar em ir para a Alemanha. Localizada entre os rios Reno e Neckar, com uma população aproximadamente de 320 mil habitantes, a cidade é a segunda maior de Baden-Württemberg, comemorando este ano 413 anos de sua fundação. Esta incrível cidade detém um conteúdo muito vasto de eventos culturais, além de uma infinidade de pontos turísticos, enfim é uma cidade apaixonante.

Foto: https://www.dw.com/pt-br/1886-carl-benz-obt%C3%A9m-patente-para-ve%C3%ADculo-automotivo/a-420668

Apesar de geralemnte não estar incluída nos principais roteiros de viagens, Mannheim é reconhecida pelo papel fundamental na economia do estado alemão. A cidade é detentora de inúmeras indús-

trias, sendo um grande atrativo para a imigração, orgulhando-se dessa interatividade do povo alemão com os demais estrangeiros. Sua arquitetura deixa a cidade com um delicioso ar cosmopolita.

A HISTÓRIA

No período governado por Karl Theodor Von der Pfalz (1724-1799), a corte apresentou muita arte e ciência, sendo que nesta mesma época foi fundada a orquestra da cidade, com grande reconhecimento internacional.

Construída e projetada no século XVII, como se estivesse inserida dentro de um tabuleiro de xadrez, isso mesmo: um tabuleiro de XADREZ, cada quarteirão é identificado por uma letra e um número, tornando-se conhecida como “a cidade quadrada”. Ao pedir o endereço de um morador de Mannheimer ele vai dizer, por exemplo, "D3" ou "H9", e isso se torna engraçado para o turista, pois fica parecendo aquele jogo a “batalha naval”, mas essa informação é somente de uma rua, tornando-se praticamente impossível se perder.

Mannheim tem a honra de sediar, duas das mais importantes universidades de música da Alemanha: a Faculdade de Música e Artes Cênicas e a Pop Akademie. A cidade também é detentora da invenção do carro, em 1886, Carl Benz obtém patente para veículo automotivo.

www.revistarevival.com

13


TURISMO SAP Arena – Mannheim Fazendo um tour pela cidade, separe um tempo para assistir aos shows e concertos, que ocorrem o ano todo, ah e o melhor... MUITOS DELES COM ENTRADA GRATUITA. A cidade conta também com uma arena super moderna, para grandes eventos e esportes. Segundo muitos amantes do hockey, este espaço pode ser considerado o melhor lugar para assistir aos jogos. A arena tem fácil localização, o acesso às dependências também é muito bom, os assentos são excelentes, e mesmo os valores mais baratos tem ótima visão dos shows e jogos.

UM IMPONENTE CASTELO Uma visita não pode ser completa se não houver uma parada no belíssimo e imponente castelo da cidade, com mais de 500 cômodos, a maior construção barroca da Alemanha. Construído entre os anos de 1720 e 1760, sob as regências de Karl Philipp (1661-1742) e Karl Theodor (1724-1799), infelizmente, esse monumento a arte foi praticamente destruído por bombardeios durante a Segunda Guerra Mundial, mas sua reconstrução terminou em 1968. Atualmente, no castelo acontecem grandes eventos internacionais e ainda parte do edifício é utilizada pela Universidade de Mannheim. A universidade se vangloria, pois seus cursos de direito e economia são considerados os melhores do país.

O palácio de Mannheim está em 7º lugar na lista dos destinos preferidos dos estrangeiros na Alemanha. (fonte https://www. dw.com/pt-br/pal%C3%A1cio-de-mannheim/t-36248665)

Não menos importantes são as faculdades de Design e Moda. Quem puder passar mais tempo na cidade deve conferir as exposições nas inúmeras galerias dos artistas locais. MONUMENTO Encontramos também um majestoso monumento de 60 metros de altura, em formas romanas, apontado para a confluência dos rios Neckar e Reno, sendo este o segundo maior porto fluvial europeu.

14

www.revistarevival.com


No verão, a praça ao redor da torre é uma ótima opção de passeio e ponto de encontro, tanto para passear, como para curtir o sol. No inverno a região se transforma em um movimentado mercado de Natal. PLANETARIUM MANNHEIM

MUSEU KUNSTHALLE MANNHEIM O Kunsthalle Mannheim é um museu de arte moderna e contemporânea, fundado em 1909, abriga as coleções de arte da cidade e exposições temporárias.

Uma visita ao planetário não pode faltar, com uma moderna sala e cadeiras confortáveis e reclináveis, o local é simplismente incrível.

E você ainda encontra na cidade muitos parques, que são um atrativo muito interessante quando visitar o local.

MUSEU Technoseum Mannheim (ehemals Landesmuseum fuer Technik und Arbeit). Esse museu é fantástico, com vários andares e muita tecnologia, onde você pode participar de experimentos. A visita nos remete a réplica da primeira bicicleta do mundo, construída em 1807, por Karl Freiherr von Drais. Nessa visita, você também poderá explorar a linha de montagem do Porche 911, para os apaixonados por carro uma visita incrível e imperdível!

Endereços Castelo: Bismarckstraße, 68161 Mannheim, Alemanha Museu: Museumsstr - 1, 68165 Mannheim, Baden-Wrttemberg, Alemanha aberto das 9am às 5pm. A entrada varia de €6 a €9 - Site: www.technoseum.de Museu: Kunsthalle Mannheim - Friedrichspl. 4, 68165 Mannheim, Alemanha - site: www.kuma.art/ Planetário: Wilhelm-Varnholt-Allee 1, 68165 Mannheim, Baden-Wrttemberg, Alemanha Valor varia entre: 5€ a €9.50. Programação completa no site: www.planetarium-mannheim.de ARENA: An der Arena 1, 68163 Mannheim, Alemanha - Site www.saparena.de

www.revistarevival.com

15


Rapel

S

O saber gera adrenalina

abia que o rapel é “filho” do alpinismo? A prática de descer paredões e vãos com uso de equipamentos adota técnicas de sua prática “pai” para conquistar uma verdadeira legião de adeptos. Normalmente, os praticantes fazem cursos preparatórios. Também precisam da companhia de um instrutor e de um grupo para realizar as descidas. Que tal conhecer alguns lugares para praticar rapel no Brasil? Ele surgiu através de uma necessidade na escalada, ou seja, subiu e como vai descer? Daí por diante criaram métodos de descidas das escaladas se tornando o Rapel. É uma prática derivada da escalada em que o praticante habilitado e com conhecimento técnico utiliza uma corda e um descensor (freio) para de um lugar alto, atinja um patamar mais baixo. Existem alguns tipos de rapel como o Negativo (quando feito em um vão livre sem o apoio do pé, ex: pontes, viadutos e ca-

16

choeiras), o Positivo (quando necessita do apoio do pé na parede, ex: montanhas, prédios e cachoeiras). Obs: no mesmo rapel podem existir partes negativas e positivas. O Rapel guiado (quando o praticante vai de um ponto A a um ponto B utilizando além da corda do rapel uma corda guia ligando esses dois pontos, como se fosse uma tirolesa mas usando os equipamentos onde você consegue controlar sua descida), o Cascading (apenas feito em Cachoeiras) e o Rapel Tático (utilizado por policias e exército pelo mundo, que combina o rapel com armamento para obter um elemento surpresa). A prática também é muito usada para resgates em áreas remotas e difícil acesso. Na Cachoeira é um rapel mais técnico e mais emocionante e qualquer lugar com mais de 15 metros de altura é divertido. Em SP é comum a prática no viaduto Sumaré, no túnel da 9 de julho que chamam de rapel urbano, mas também www.revistarevival.com

Samantha Alves

Jornalista esportivo

TOUR & ADVENTURE

existem na cidade ou próximo, excelentes lugares como Paranapiacaba, Cubatão, Mairiporã, Guarujá, Socorro, Boca da Onça (Mato Grosso do Sul), Cachoeira do Véu da Noiva e a Gruta do Lapão (Bahia). Não existe uma idade específica, o mais importante é a pessoa que está praticando ter o senso de perigo, pois é uma prática que tem uma linha tênue, pois qualquer erro pode ser fatal, então é recomendado a partir dos 10 anos, mas sempre com a supervisão de um responsável. É considerado perigoso quando praticado por leigos, pois muitas pessoas pensam que é só comprar uma corda, fazer um nó e descer, mas infelizmente não é isso, tem que ser praticado por pessoas responsáveis e qualificadas, tornando uma prática bem segura, tanto é que, o Corpo de Bombeiros, Equipes de resgate usam da técnica do rapel para resgatar


pessoas em áreas remotas. Existem vários tipos de ancoragens, a ancoragem mecânica que utiliza de P. Chapeleta tem uma técnica envolvida para furar a rocha para a fixação desses equipamentos, então não é qualquer pessoa que tem esse conhecimento, e também tem a ancoragem natural que você utiliza de elementos da natureza pra amarrar sua corda, ex: árvores, pedras, raízes etc. Há tipos de nós específicos para cada situação, então se a pessoa fizer um curso especializado, em pouco tempo ela estará apta a fazer essa

ancoragem, mas depende de pessoa pra pessoa. Assim como toda prática de esporte, o Rapel também tem seus cuidados, atente-se. Primeiramente procure alguém com conhecimento (estudo) na prática. Segundo, nunca praticar sem os equipamentos de seguranças básicos (capacete, luvas e pra quem tem cabelos longos, sempre dentro do capacete). Nunca praticar sozinho, sempre em dupla ou mais pessoas, nunca compre equipamentos de procedência duvidosa e sempre procure selo do UIAA que é o órgão internacional que regulamenta os equipamentos, e no caso do Brasil, CA ou selo do Inmetro.

APRESENTO ALGUNS NÓS E AMARRAÇÕES: • Bitola: Diâmetro da corda. • Seio: Parte central da corda. • Cocas: Pequenas voltas ocasionais que aparecem nas cordas. • Chicote: É a extremidade livre da corda. • Meia-volta ou nó simples: Sua principal função e servir como base ou parte de outros nós. Muitas vezes, a meia-volta aparece espontaneamente em uma corda mal acondicionada; convém, então, desfazê-la imediatamente, porque, depois de apertada, é difícil de ser desfeita. Uma corda com meia-volta perde mais da metade de sua força. • Voltas: São dadas, com o chicote ou com o seio de uma corda, em torno de um objeto qualquer. • Cote: É uma volta singela em que uma das partes da corda morde a outra; é raramente usado, servindo para rematar outras voltas. • Azelha ou Zelha: Alça que pode ser feita de várias maneiras, dependendo da maneira em que ela será empregada. CURIOSIDADES: Você sabia que um dos maiores responsáveis pelo encurtamento da vida útil de uma corda é o sol? Como sabemos, o sol agride as fibras sintéticas, enrijecendo-as e tornando-as quebradiças. O que devemos evitar é deixar a corda exposta ao sol, principalmente quando queremos secá-la. É melhor deixá-la na sombra, em lugar seco e arejado. O segundo inimigo da corda, por incrível que pareça, a própria rocha. O negócio é evitar o atrito desnecessário. Devemos ter uma atenção especial à técnica conhecida como Top Rope ou Corda de Cima. Apesar de ser uma excelente técnica para quem está iniciando no mundo da escalada

em rocha, é também um agressor fenomenal às cordas, pois devido ao atrito com a rocha, a capa acaba por se desgastar mais que o normal, causando danos irreparáveis e às vezes até danificando permanentemente a corda. Para resolver isso, verifique bem o ponto de ancoragem do Top Rope, e os pontos em que a corda tem contato com a rocha. Se puder, use um protetor de corda, evitando o atrito. Evite o pêndulo, no caso de queda do escalador. Como o fator de queda é praticamente inexistente neste tipo de escalada, dê preferência a cordas mais velhas (mas que estejam em boas condições) e mantenha as novas para escaladas com maior risco de queda.

www.revistarevival.com

17


SUA RÁDIO BRASILEIRA EM NOVA YORK

EM NEW YORK

RÁDIO 9 MINUTOS

WWW.NOVEMINUTOS.COM

18

www.revistarevival.com

/radionoveminutos


Rafael Victorello Personal Trainer SP - Brasil

Atividade física X depressão

V

ivemos num tempo em que, em questão de segundos, sabemos o que está acontecendo do outro lado do mundo. Com uma tecnologia cada vez mais avançada, a informação está na palma de nossas mãos e com um simples “clique”, e uma rápida pesquisa ao Google, sabemos de tudo que acontece em nosso país e em todo o mundo. Porém o que, teoricamente, nos “economizaria” um bom tempo se compararmos ao tempo de leitura de jornais, revistas e outros meios de comunicação, antes mais tradicionais, tem nos “roubado” tempo. Com a agilidade da informação, teríamos que ter mais tempo para cuidar de nossa saúde e convívio com familiares e amigos, mas infelizmente isso não vem acontecendo, pois nunca “temos tempo”, exatamente por que estamos sempre “conectados”. E o mais curioso é que parece que quanto mais acesso à informação temos, menos tempo temos. Nos dias de hoje cada vez mais crianças, jovens, adultos e até mesmo idosos vêm sendo diagnosticados com depressão, doença psíquica que muitas vezes tem como causa a autodesvalorização, desânimo, indisposição, desencorajamento, rejeição, tristeza profunda, estresse, ansiedade, etc. E como para quase toda doença existe um remédio, no caso da depressão praticar atividade física é uma "ótima solução”!

Como a boa maioria saber, a prática der atividades físicas combate não só a depressão, mas também faz bem para manter a saúde, assim evitando diversos tipos de doenças, é excelente para a socialização, além de fazer bem-estar de modo geral. Em todos os casos de depressão os hormônios serotonina, oxitocina e dopamina são encontrados em níveis irregulares. Curiosamente, esse níveis podem ser controlados através da atividade física regular. O que nos leva a entender que muitas desses casos poderiam ter sido evitados com uma a rotina de uma simples caminhada matinal. O ideal é que se tenha uma rotina de treino equilibrada, que ajude a regular esses hormônios, cuidando do corpo por completo. Mas diante da situação atual em que “quase não temos tempo”, 15-20 minutos de exercícios podem ajudar a combater a depressão, desânimo e outros males. Por isso, procure uma atividade física que lhe seja mais agradável, convide um amigo para te acompanhar, encoragem um ao ourtro e evite esse mal, promovendo saúde, disposição e bem estar durante todo o ano que se inicia!! Deus abençoe, boa leitura e até a próxima edição!

www.revistarevival.com

19


Lucas Noia

Cientista Social e Assessor Parlamentar Recife, PE – Brasil

Sobre pontes & muros

H

á 30 anos, partindo de uma grande mobilização popular, o Muro de Berlim caía na Alemanha. A edificação, que possuía 3,6 metros de altura, e uma extensão de 155 quilômetros, separava as Berlins ocidental e oriental. A queda da fortaleza berlinense – que era uma representação física de impedimento do exercício da cidadania e mobilidade –, representou não apenas uma demolição, mas figurou, no cenário geopolítico, como um novo momento representado pela ampliação da globalização e as diminuições de fronteiras criadas pelos homens. O muro que limita o México dos Estados Unidos da América é o que mais chama atenção do mundo contemporâneo. Com sua construção iniciada em 1994, possuindo 1.130 quilômetros de comprimento, a barreira dificulta a entrada de imigrantes ilegais na América. Muitos destes imigrantes vêm de uma origem marcada pela extrema pobreza e negação de direitos. A rota traçada aos Estados Unidos, de forma proibida, é uma das alternativas que este grupo flagelado tem para sair de uma realidade social excludente, indo de encontro ao tão desejado “sonho americano”. Cisjordânia e Israel, Espanha e Marrocos, Grécia e Turquia, Coreias do Norte e do Sul. É importante destacar que os países supracitados são vizinhos, mas possuem construções fronteiriças que os separam geograficamente. Nesta coluna, gentil e exclusivamente abrigada pela Revista Revival, não tenho pretensão de ser um

20

crítico de políticas imigratórias. Meu desejo é formular um entendimento que parte da existência de muros pelo mundo, não me furtando, jamais, da liberdade de ideias que possuo, conseguidas ante duras penas por quem veio antes de mim. Para quem me dá a honra de sua leitura, proponho que pensemos em um muro como algo simbólico, e, ainda no simbolismo, que estes muros não separem apenas marcos geográficos, mas culturas, religiões, ideias e toda sorte de conceitos e valores. Partido deste pressuposto – deveras longo, reconheço, faço a seguinte questão: quantos muros ainda existem na nossa sociedade? Quantos muros ainda existem no mundo? O que estamos fazendo para resolver estas questões?

www.revistarevival.com


Há muros infindos pelo mundo afora. Situações que podem ser mudadas, e que estão sob o nosso alcance. Em muitas destas condições, podemos agir como pontes. A ideia de ponte é algo fascinante. Temos a chance de ser o elo que, muitas vezes, repara e liga, promovendo novas realidades. A história, que nunca há de ser esquecida, nos reserva personagens que agiram como pontes, construindo a partir de suas vidas um legado de fraternidade, solidariedade e justiça: Nelson Mandela, pelo fim da segregação racial na África; Mahatma Gandhi, que lutou pacificamente pela independência na Índia; Martin Luther King Jr., que lutou ativamente, nos Estados Unidos, pela garantia dos direitos civis dos negros.

Muro que separa o México dos Estados Unidos (Foto: Reprodução/Pinterest)

Pessoas fogem, todos os dias, de países ameaçados por guerras para ter a possibilidade de viver uma cidadania digna e plena. Ao chegarem, encontram muros, representados por pessoas que agem sob o manto da xenofobia. Há crenças que procuram exercer, em um regime laico e democrático, o que suas doutrinas pregam. Durante este exercícios encontram muros, representados por grupos que praticam constantes atos de vandalismo e intolerância. Moradores do conjunto de favelas da Maré, que vivem à margem da Linha Vermelha, no Rio de Janeiro, foram isolados por muros – desta vez físicos, para esconder suas realidades sócio-econômicas.

Por vezes, podemos agir através de atitudes solidárias, promovendo ações que resguardem os direitos humanos entre pessoas de diferentes origens, crenças e orientações. Ser ponte requer posições de mudança, exigindo que acessemos áreas que desconhecemos, até então. Muros são fáceis de erigir. Pontes são difíceis de levantar. Requer doses de empatia, união, solidariedade e, sobretudo, diálogo. Nesta edição especial, que comemora dois anos da Revival, tenho orgulho em ser um dos colaboradores desta publicação que, certamente, se consolida como uma ponte legítima, que promove cultura, informação e conhecimento entre o Brasil e os Estados Unidos.

www.revistarevival.com

21


CAPA

Thaís Partamian Victorello Jornalista Boston-USA

ANGÉLICA

apresentadora relembra trajetória de sucesso e fala sobre a volta para a TV Em entrevista exclusiva, Angélica fala sobre sua carreira, família e sonhos.

Q

uem viveu a infância no Brasil no final dos anos 80 e anos 90, certamente se recorda do fenômeno que foram os programas infantis nesse período. Além dos programas de TV, LP’s lançados e shows por todo o Brasil, os artistas que trabalhavam nessa área tinham centenas de produtos licenciados com seu nome, desde brinquedos, até produtos alimentícios. Entre as principais apresentadoras infantis da época, uma se destacava por sua jovialidade, espontaneidade e talento: Angélica. Nascida em Santo André (São Paulo), Angélica viu sua vida ser transformada com apenas 4 anos de idade, quando venceu o concurso da “menina mais bonita do Brasil”, no programa do Chacrinha, outro fenômeno de audiênvcia da época. Dalí pra frente ela não parou mais: foram inúmeros comerciais para TV, catálogos infantis e ensaios de moda, até que aos 13 anos, Angélica estreou no comando do programa infantil “Nave da Fantasia”, na extinta TV Manchete. Tempos depois a loira, famosa pela nítida pinta na coxa esquerda, estava à frente do programa “Clube da criança” e também do musical infanto-juvenil, “Milk Shake”. Ainda na Manchete Angélica participou de especiais, como “Um Sorriso de Criança” e em 1991 atuou como atriz, interpretando a personagem “Ceci”, na minissérie “O Guarani”. A apresentadora também chegou a mostrar

22

Fotógrafo: Bruno Rangel /Produção: Ma Feitosa Stylist: Ale Duprat / Make: Guto Moraes

seu talento como atriz em diversos filmes com “Os trapalhões” e também com Xuxa Meneguel. Em 1993 a loira trocou os estúdios da Rede Manchete pelo SBT, onde estreou o infantil “Casa da Angélica”. Além de apresentar, a versátil artista também atuava em quadros cômicos, divertindo as crianças ao interpretar diversos personagens, inclusive atuando ao lado do, até então desconhecido, Otaviano Costa, na novelinha “Tempestade de lágrimas”. Foi também na emissora de Silvio Santos, que Angélica teve a oportunidade de apresentar os programas juvenis “Passa ou Repassa” e “TV Animal”, ambos que já haviam sido apresentados por Gugu Liberato. Em 1996 Angélica trocou a emissora paulista pelos estúdios da TV Globo no Rio de Janeiro, onde apresentou o programa “Angel Mix”, atuando também como “Fada Bela”, na novelinha infantil “Caça Talentos”, depois comandou o quadro “Video-Game”, no extinto “Vídeo Show” e o programa “Estrelas”, onde mostrava os bastidores da fama ao entrevistar celebridades. Angélica também ter apresentou, ao lado do cantor Toni Gabbido, a primeira temporada po programa “Fama”, que revelava talentos da música, além de ter feito participações em novelas da emissora.

www.revistarevival.com


Após quatro décadas de carreira, Angélica está fora do ar desde abril de 2018. A apresentadora, que é casada com o também apresentador Luciano Hulk, com quem tem três filhos: Joaquim, Benício e Eva, se prepara para estrear um novo programa na emissora carioca. Em entrevista exclusiva para a repórter Thaís Partamian Victorello, Angélica fala abertamente sobre sua trajetória de sucesso, família e o novo programa.

“O CASAMENTO ME TROUXE MATURIDADE, ME TROUXE MUITOS APRENDIZADOS TAMBÉM. EU SOU MUITO FELIZ POR TER FORMADO ESSA FAMÍLIA.” www.revistarevival.com

23


A apresentadora no comando do seu primeiro programa infantil "Nave da Fantasia"- Foto: Divulgação

1

2

Revival: Você teve uma infância muito diferente das crianças da sua época? Angélica: Eu acredito que sim... Comecei a trabalhar aos 4, 5 anos de idade, já fazendo televisão. As minhas brincadeiras eram nos estúdios, os meus brinquedos eram diferentes, mas pra mim nunca fez falta o “jeito clássico de infância”, porque eu não conhecia, então para mim estava tudo bem... Eu fazia dos estúdios e dos lugares que eu trabalhava o meu meu parquinho. Eu me divertia com aquilo que eu fazia. Revival: Qual foi o maior desafio em crescer e passar boa parte do seu tempo nos estúdios de TV? Angélica: Acho que o maior desafio foi realmente ter mantido os “pés no chão”, tendo os valores básicos preservados. Apesar de uma vida muito diferente, eu consigo hoje ver que eu tive muito apoio,

24

eu tive muito amor, muito carinho da minha família e por isso as coisas não me faziam falta. Eles procuravam conciliar tudo para que eu não perdesse as coisas essenciais. O pessoal que trabalhava comigo acabava se tornando os meus amigos. Viajávamos juntos, então tinha aquelas brincadeiras nos hotéis, tinha bagunça pra caramba. 3

Revival: Apesar de boa parte da sua carreira ter sido dedicada ao público infantil, você sempre obteve êxito também no comando de programas juvenis, como “Milk Shake”, “Passa ou Repassa”, “TV Animal” e “Vídeo Game”. Como foram essas experiências? Angélica: Eu acho que eu fui crescendo e o público foi crescendo comigo. A minha forma de apresentar também foi amadurecendo e esses programas foram surgindo. Foi tudo muito natural... Eu gostava muito de fazer o “Milk Shake”, apesar de nessa

www.revistarevival.com


época eu ser mais menina mesmo, era criança, mas eu cantava e por ser um programa musical, também tinha a ver com meu universo. O “Passa ou Repassa”, o “TV Animal” e o “Vídeo Game”, foram sempre muito desafiadores, mas ao mesmo tempo muito natural pelo fato de eu tá crescendo ali, naquele ambiente.

4

Revival: Como cantora, no final dos anos 80 e nos anos 90 você emplacou diversos hits nas rádios, chegando a receber discos de ouro e platina. Você gostava de cantar ou a música era apenas consequência do trabalho infantil que você desenvolvia? Angélica: Eu sempre gostei muito de show, de viajar, de interpretar no palco, de estar em contato com o público e a música me proporcionava isso. Eu não sei se eu gostava tanto de cantar ou se o que eu gostava mesmo era daquele ambiente que a música proporcionada para mim. Eu acho que o mais gostoso é que a música me levava para outros lugares, para estados diferentes, para conhecer o Brasil inteiro. A música me aproximava do público que me via na televisão, então realmente era complementar e eu gostava muito, mas o meu lance era mesmo a TV. Angélica como "Ceci", na minisserie "O Guarani", na TV Manchete - Foto: Internet

"NÓS ESTAMOS EM UM PROCESSO ONDE A TELEVISÃO ESTÁ MUDANDO E VAI MUDAR MAIS AINDA. TÁ TODO MUNDO SE ADAPTANDO A UMA NOVA REALIDADE AUDIOVISUAL"

5

Revival: Você chegou a ter centenas de produtos licenciados, desde cadernos, brinquedos, perfumes, bonecas, até produtos alimentícios. Você tem um acervo com esses produtos? Angélica: Eu tenho todos esses produtos guardados... Foi uma época muito incrível, de muito licenciamento. Quando surgiu essa história de licenciamento, em um determinado período, eu era a pessoa que mais teve licenciamento no Brasil e era um barato, tinha até a pinta da perna, boneca, roupa, material de higiene... Era bem divertido.

6

Revival: Você teve a sua irmã e sua mãe por perto durante boa parte da sua trajetória profissional. Você acredita que as escolhas acertadas que fez se deu por conta desse cuidado que elas sempre tiveram com você? Angélica: Sim, eu sempre tive a minha mãe e depois a minha irmã passou a me acompanhar, pois minha mãe já tava cansada dessa vida louca de estrada e tal.. Eu acho que foi fundamental ter pessoas que eu confiava cegamente do meu lado, que tinham um amor incondicional. Essa segurança foi fundamental para a minha carreira.

www.revistarevival.com

25


O casal Luciano e Angélica com os filhos: Joaquim, Benício e Eva - Foto: Redes Sociais

7

26

Revival: Você acredita que os programas infantis, no formato que você apresentava, acabaram por que a fórmula ficou desgastada ou pela chegada “era digital”? Angélica: Acredito que teve o tempo dela... As coisas vão mudando mesmo, as pessoas, as crianças foram mudando... Os programas infantis foram acabando bem antes da internet, então eu acho que é a evolução disso tudo... Os programas ficaram realmente pra trás e apareceram outras coisas interessantíssimas. Os programas infantis que eu apresentava e que as outras apresentadoras faziam, realmente ficaram numa memória gostosa e saudosa. Outras coisas apareceram, outras coisas interessantes desapareceram... Nós estamos em um processo onde a televisão está mudando

e vai mudar mais ainda. Tá todo mundo se adaptando a uma nova realidade audiovisual. 8

Revival: As suas participações como atriz em seriados, filmes, novelas e até mesmos quadros dos seus programas, sempre foram muito elogiadas. Você se tinha algum tipo de preparação para atuar? Angélica: Eu sempre gostei muito de interpretar, mesmo nos meus programas... Foi muito natural para mim. Eu nunca tive nenhum trabalho, nenhuuma preparação, mas também nunca tive um personagem muito sério. Eu sempre fiz eu mesma ou uma personagem muito semelhante a mim, então nunca tivesse esse cuidado, mas eu acho que é muito espontâneo... Eu gosto de atuar. www.revistarevival.com

9

Revival: Você fez uma transição muito tranquila entre o público infantil, jovem e adulto, conquistando todas as faixas etárias. Você sente falta de um programa com auditório? Angélica: Eu já apresentei programa com auditórios, em auditório... De todo tipo. Realmente eu gosto muito de ter esse contato mais direto com o público. Eu gosto de ser uma animadora e não só apresentadora de auditório. Realmente o programa com auditório me proporciona essa alegria, mas eu acho que são fases. Hoje eu não tô com a minha cabeça voltada para o auditório não, só voltada para um projeto novo que não tem essa necessidade do auditório. Quem sabe mais para frente eu consiga matar essa vontade... Hoje as prioridades são outras.


10

Revival: Apesar de já não mais apresentar programas infantis e não lançar mais CD’s, você ainda tem um público que cresceu te acompanhando e que é fiel até os dias de hoje. Como é o seu contato com esses fãs? Angélica: O meu contato com os fãs é maravilhoso! É muito gostoso ver alguns trabalhando na própria Globo. Tem pessoas trabalhando lá que falam que eram meus fãs, que tem foto comigo pequenininhos... Até mesmo na rua, no aeroporto, em todos os lugares que eu vou, encontro pessoas que já foram nos programas, em shows... É mui-

to emocionante... É muito gostoso ter feito parte dessa geração. É gostoso quando eu vejo eles com seus filhos... Eu fico emocionada, fico feliz. Eu recebo sempre muitos depoimentos de pessoas falando que eu fiz parte da infância, que eu fiz parte de um momento importante aqui ou ali... Isso me deixa muito grata, por que eu acho que a nossa passagem por aqui é isso... A gente está aqui para deixar uma marca, seja ela pequena grande, então eu tenho tento manter um contato, tento manter esse carinho vivo.

“EU FAZIA DOS ESTÚDIOS E DOS LUGARES QUE EU TRABALHAVA O MEU MEU PARQUINHO. EU ME DIVERTIA COM AQUILO QUE EU FAZIA.” Aos 5 anos Angélica venceu um concurso de beleza infantil, no programa do Chacrinha - Foto: Internet

11

Revival: O que mudou após o casamento e a maternidade? Angélica: Acho que o casamento mudou bastante coisa... Na verdade não só o casamento, mas os filhos, né? A família que a gente vai formando, vai mudando a cabeça, as responsabilidades... Depois que vem os filhos você aprende a dividir ... Eu não gosto de generalizar, mas eu me tornei uma pessoa melhor porque eu passei a olhar mais para o lado. Isso é muito legal e foi muito importante para mim, que sempre fui uma pessoa que era “o centro das atenções”, sempre o foco em algum lugar e, de repente, o foco não sou mais eu. Então pra mim realmente a maternidade foi fundamental. O casamento me trouxe maturidade, me trouxe muitos aprendizados também. Eu sou muito feliz por ter formado essa família.

12

Revival: Seus filhos assistem aos programas que você apresentou ou aos filmes que você atuou no início da carreira? Angélica: Eles assistem quando passa reprise dos filmes... Eles acham estranho, fazem uns comentários e tal... Os programas eles assistiam quando eram menores. Eles tem um misto de ciúme e de encantamento, porque eu acho que eles me viam com outras crianças e existia um pouco de ciúme. Para eles também, de alguma forma, o trabalho sempre tirou a mamãe muito deles, então não sei se eles tem essa “alegria toda” não (risos). Agora que eles estão maiores eles têm orgulho, mas quando eles eram menores eu acho que eles tinham um pouco de ciúme do meu trabalho.

www.revistarevival.com

27


A loira no comando do Vídeo Game, na TV Globo Foto: Divulgação

No comando do infantil "Casa da Angélica", no SBT Foto: Divulgação

13

14

Revival: Qual é a melhor e a pior parte da fama? Angélica: Pra mim a pior parte da fama eu acho que é ter que ficar longe da minha família... São as renúncias da rotina do dia a dia. A melhor parte é conhecer gente, é trocar, é mudar o instante de uma pessoa, a vida de uma pessoa com um sorriso, com uma palavra... Isso é maravilhoso! Revival: Tem alguma curiosidade ou mania que boa parte do público desconhece? Angélica: Olha eu comecei tão cedo e as pessoas me conhecem tanto e há tanto tempo, que é tão difícil dizer alguma coisa que ninguém sabe... Minha vida sempre foi muito aberta mesmo, mas uma coisa que eu não sei se todo mundo sabe é que eu sou uma pessoa muito dorminhoca.

28

“A GENTE ESTÁ AQUI PARA DEIXAR UMA MARCA, SEJA ELA PEQUENA GRANDE, ENTÃO EU TENHO TENTO MANTER UM CONTATO, TENTO MANTER ESSE CARINHO VIVO.” Eu preciso dormir pelo menos oito, nove horas por noite, se não eu fico mal... Se me deixar dormir onze eu vou fico bem feliz (risos).

15

Revival: Tem algum sonho que você ainda não realizou? Angélica: Eu não tenho nenhum sonho grande sonho assim que eu fico programando não... Hoje o que eu tenho é que agradecer muito, por tudo que eu já conquistei, tudo que eu já sonhei e realizei... Eu não fico pensando em outras coisas. Meu sonho na verdade, como cidadã, como mulher, é de ver um mundo mais justo, mais igual... Com com menos diferenças de homens e mulheres, com mais tolerância. Esse é meu sonho, porque eu quero esse mundo para os meus filhos e para os filhos dos meus filhos. www.revistarevival.com

Angélica chegou a ser a personalidade com mais produtos licenciados no Brasil – Foto: Internet

16

Revival: Quais são os seus projetos para este ano? O que podemos esperar do programa que você irá estrear em breve? Angélica: O meu projeto para 2020 é um programa que a gente idealizou durante esse último ano... É um projeto de um programa comportamental, um programa aos sábados e que eu espero que todo mundo goste bastante. Tem muito a ver com o momento que eu estou vivendo hoje.

“MEU SONHO NA VERDADE, COMO CIDADÃ, COMO MULHER, É DE VER UM MUNDO MAIS JUSTO, MAIS IGUAL... COM COM MENOS DIFERENÇAS DE HOMENS E MULHERES, COM MAIS TOLERÂNCIA.”


Mario Borges

Colunista,poeta e compositor Belo Horizonte, MG - Brasil

Livro

As linhas do livro me absorvem, Destas folhas impressas sou integrante, Pensamentos escritos que desenvolvem, Sou ator principal ou coadjuvante, Os estágios na estante do coração, As páginas satisfatórias do viver, São conceitos da verdadeira razão, Que enriquecem a alma do saber, O livro sobre o criado mudo, Que nos falam palavras plenas, Nossas formações, nossos canudos, A vida, o mundo e seus dilemas, São travesseiros confidentes, Contendo na capa, título, gravura, São reveladores, são irreverentes, Expondo a verdade nua e crua, Livros novos ou envelhecidos, Que amadurecem os nossos dias, Seus dizeres são papeis decisivos, Livro, a permanente tecnologia! www.revistarevival.com

29


Maykon Oliveira Psicólogo SP - Brasil

ANSIE DADE DEFINIÇÃO, SINTOMAS E CAMINHOS PARA A CURA!

D

e acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo inteiro e o quinto em casos de depressão. Conforme o levantamento da OMS, 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade e a depressão afeta 5,8% da população. A ansiedade é uma reação que ocorre com todos os indivíduos diante de algumas situações do dia a dia, como falar em público, expectativa para datas importantes, entrevistas de emprego, vésperas de provas, entre outras.

transtorno de ansiedade caracteriza-se por um conjunto de sinais e sintomas somáticos e psicológicos que interferem no funcionamento cognitivo e comportamental. Este, por sua vez, também influencia o surgimento e a manutenção daquele. Acompanhe o quadro abaixo sobre os sintomas físicos e psicológicos.

É de extrema importância para a sobrevivência, funciona como um sinal de alerta que faz o sujeito ficar atento e o prepara para lutar ou fugir em uma situação de perigo. O grande problema é quando ocorre em excesso, traz consequências comprometedoras para a vida do indivíduo. Neste caso, ela passa de reação natural a transtorno. O 30

www.revistarevival.com


NÃO SÃO OS FATOS QUE PERTURBAM AS PESSOAS, MAS COMO ELAS INTERPRETAM ESTES FATOS! Foto: Pexels

Os tratamentos nos casos de Ansiedade, mais eficazes e através da abordagem cognitiva comportamental nos casos de ansiedade, pois foca na psicoeducação, identificação dos pensamentos automáticos e das emoções, a identificação das crenças centrais e intermediárias, a reestruturação cognitiva, a resolução de problemas e a avaliação do processo.

Se você está nesta condição, ou sente mais de 4 destes sintomas citados no quadro acima, procure ajuda, é possível vencer este gigante.

Seja senhor de suas emoções, se torne inabalável, procure um profissional que te ajudara a se reeducar, identificando as suas crenças nucleares e limitantes, seus pensamentos automáticos, e através da gestão de pensamentos, você se tornara Não podemos nos esquecer, que tanto a ansie- inabalável e não precisara mais se esquivar e nem dade como outros transtornos como depressão e fugir de situações que pareçam impossíveis de enestresse, são decorrentes de mas interpretações frenta-las. realizadas pelo individuo, através de pensamentos disfuncionais, por isso a importância de se avaliar Não são os fatos que perturbam as pessoas, mas os pensamentos que geram as emoções e regem como elas interpretam estes fatos! as nossas ações, para não cairmos na armadilha da nossa mente, que permite que sejamos governados através de atitudes, que foram geradas por pensamentos disfuncionais.

www.revistarevival.com

31


Letícia Dias

Fica a Dica

A

s referências dos anos 80, trouxeram de volta uma tendência que promete atrair todos os olhares. Com volumes e proporção a trend são as mangas bufantes. Elas podem ser vistas em camisas, blasers e vestidos. Se você ainda "torce o nariz" pra essa tendência, separei algumas dicas para você se inspirar:

1. Camisas: a dica e combiná-las com peças mais "sequinhas": saias, calça jeans, etc.

32

www.revistarevival.com

Modelo SP - Brasil


2. Vestidos :Uma opção pra quem pretende aderir a tendência, mas ainda está com medo: uma peça única e ficará perfeito!

3. Blazer:O blazer também ganhou uma adaptação com elas... E segue essa tendência pro verão 2020.


Paulline Ottero

INVEJA E INVEJOSO

E

ntende-se por inveja o desejo exagerado, desenfreado e as vezes até mesmo, violento, de possuir o que a outra pessoa tem; ao ver que a outra pessoa, por exemplo, um carro, um bom emprego,

O que é a inveja? ou até mesmo um casamento feliz, você passa a fazer tudo para ter algo ‘igualzinho’ ao que a pessoa tem. Conta-se de mulheres que ‘morrem’ de inveja da gravidez de outra e ate mesmo pessoas obesas que dese-

O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE A INVEJA? A Bíblia trata a inveja como um pecado, embora relate casos de invejas, não a elogia, muito menos a aprova; é preciso sempre lembrar que os erros, mesmo dos personagens mais querido, estão na Bíblia para nos servir de exemplo, de parâmetro para que não cometamos os mesmos. A Bíblia não esconde erro de ninguém, nem mesmo dos maiores vultos de sua historia. Por exemplo: 34

jam tão invejosamente serem como seus conhecidos magros. Um outro desdobramento que tem a inveja é quando o invejoso, ao perceber que não consegue ter o que o outro

Foto: Pexels

tem, passa a desejar que o outro ‘perca’ o que tem. Um exemplo seria uma pessoa obesa que passa a ‘torcer’, e até absurdamente ‘orar’ para que a outra pessoa passe a ser obesa como ela.

• Abraão – É o Pai Da Fé – A Bíblia o mostra mentindo – Gn 12.10-20 – Para nos ensinar com as conseqüências de seu erro; • Moisés – O amigo de Deus – A Bíblia o mostra matando – Ex 3.11-15 – Para mostrar que não é pela nossa força que conquistaremos o que Deus tem para nós. • Davi – Homem segundo o coração de Deus – A Bíblia o mostra adulterando – II Sm 11.1-27 – Para nos ensinar a cerca da família, de fato Davi perdeu o controle de sua casa como ‘conseqüência’ de seus atos.

www.revistarevival.com


De forma conclusiva então fica claro que a Bíblia é contra a inveja, relata casos de inveja para fins educativos. Veremos a seguir o que de fato fala a Escritura sobre isto.

riza o status de outra pessoa no lugar do próprio crescimento espiritual

• Proibida – Sl 37,1 – Pv 3,31 – 23,17 – Gl 5,26 • Faz mal até mesmo a saúde – Pv 14,30 • A inveja só se manifesta na ausência do amor – I Cor 13,4. • Está entre as proibições dos 10 mandamentos – Ex 20,17 - Cobiça é um desejo por riqueza material, ganância, um sentimento de avareza de querer possuir bens materiais independente se para isto outra pessoa seja prejudicada.

A inveja não pode por si só fazer mal a ninguém, o que de fato prejudica não é simplesmente ser alvo de uma inveja, mas sim, ser alvo dos ataques de invejosos. Por exemplo: • Alguém ter inveja de mim não me prejudica – Alguém por inveja falar mal de mim, prejudica; • Alguém ter inveja de meu carro, não me prejudica - Alguém por inveja destruir meu carro, prejudica; • Alguém ter inveja de meu trabalho, não prejudica – Alguém por inveja tentar me tirar do meu trabalho ou destruir minha imagem no trabalho, prejudica.

A inveja é considerado pecado porque uma pessoa invejosa ignora suas próprias bênçãos e prio-

MALEFÍCIOS DA INVEJA

EM RESUMO: O que me prejudica não é a inveja, mas o invejoso. Ao saber, notar, perceber que alguém me tem inveja, não devo permitir que isto, esta descoberta me deprima ou me faça recuar em minhas realizações, pelo contrário, a Bíblia conta que: • Quando José sonhou seus irmãos o invejaram e tentaram lhe prejudicar, ele por sua vez, teve ainda outro sonho – Gn 37.5-9. • Quando Isaque percebeu a inveja dos que entupiram os poços que ele cavou, foi lá e cavou outro poço – Gn 26.18-22

NINGUÉM É VITIMA DE INVEJA, E SIM VÍTIMA DE INVEJOSO

Uma observação importante é relembrar que o que prejudica-nos é o invejoso, portanto ele pode planejar e maquinar coisas terríveis para nos destruir. Nunca então subestime o poder de um invejoso.

www.revistarevival.com

35


Corral

Maquiador Trabalha há 7 anos nas áreas de fotografia e noivas.

Qual pó facial usar?

Fotógrafo: Caio Ragonha /Modelo: Eduarda Custódio Makeup: Corral

U

m dos itens mais famosos da maquiagem, o pó facial, é também um dos que mais pode levantar dúvidas na hora do uso. Isso porque os tipos de produtos disponíveis são no mercado são muitos e as possibilidades de uso também são diversas, servem tanto para ajudar a disfarçar algumas imperfeições, como espinhas e manchas claras, como para tirar o brilho e a oleosidade da pele. Embora pareça simples e não tenha o objetivo de causar grandes contrastes ou ser imediatamente percebido no rosto, o pó pode fazer toda a diferença na maquiagem. Para isso, a aplicação precisa ser feita de modo que ele “se misture” à pele, ficando com um aspecto natural, independente do tipo ou finalidade do produto.

Nesse processo é importante descobrir qual o produto funciona melhor em você. Uma das principais diferenças entre modalidades de pó é entre: pó compacto e pó solto O pó compacto é um item importante na necessaire. Ele serve para dar acabamento à maquiagem, após a aplicação da base e do corretivo, tirando o brilho excessivo do rosto e garantindo que a produção dure por mais tempo. Tem um acabamento intenso e, muitas vezes, não deixa com aspecto natural. Indicado para pele com oleosidade excessiva. Para um acabamento mais natural o ideal é usar o produto com pincel duofiber e para um acabamento mais intenso, aplicar com esponja. O pó solto é um pó facial que ajuda a definir o acabamento da base, contribui para tirar aquele brilho indesejado, característico da pele deixando com aspecto natural. Esse tipo de pó ajuda a fixar o colorido (sombra, batom, blush, etc…), além de se adaptar a todos os tipos de pele. Indicado também para as chamadas “peles maduras”, que são as peles de mulheres não tão jovens. Me conta qual é o pó facial que você mais gosta de usar?

36

www.revistarevival.com


Michelle Santos

BELEZA & CIA

Esteticista Massachusetts - USA

Dicas essenciais para manter a beleza durante o inverno

E

stamos em pleno inverno americano. Em especial no estado de Massachusetts, temos um frio bem rigoroso que pode chegar a -25º C, com sensação térmica de -35ºC, o que pode ser prejudicial para a pele e a beleza de modo geral, se não levarmos em consideração alguns cuidados essenciais para essa estação. O frio intenso resseca a derme, causando um aspecto esbranquiçado na pele. Isso ocorre devido a redução das proteínas, especialmente na região do rosto e nas extremidades como mãos, cotovelos e calca-

Fuja da exposição contínua no aquecedor Sim, o nesse período de frio extremo precisamos utilizar o aquecedor em casa, no carro e nos estabelecimentos comerciais, é uma questão de “sobrevivência”, em locais onde as temperaturas são negativas, porém a exposição prolongada com o aquecedor muito intenso pode ressecar a pele e as mucosas dos lábios,

nhares. Mas, em contra partida, o inverno é a estação ideal para cuidar da beleza de forma ainda mais especial, afinal não precisamos nos preocupar com os efeitos do sol, da praia e da piscina, e assim podemos “usar e abusar” dos tratamentos que impedem a exposição solar. Tendo os cuidados básicos e investindo em bons tratamentos, podemos chegar no primavera com uma pele linda e bem cuidada. Papel e caneta nas mãos e vamos as 5 precisosas dicas que eu separei para vocês!

nariz e olhos. Prefira não deixar o aquecedor muito quente, preferindo usar agasalhos também dentro de casa, carro ou comércios. Essa dica também evita que o seu corpo sofra com a exposição extrema do frio e do calor em um curto espaço de tempo, ajudando na manutenção da sua imunidade.

www.revistarevival.com

37


Use e abuse de hidratantes Com a pele exposta ao frio, o ideal é que você sempre tenha na bolsa um bom hidratante para passar nas regiões mais expostas, tais como rosto e mãos. Cremes ou loções à base de ureia, alantoína, glicerina, ceramidas e pantenol são as melhores opções para hidratar o corpo. O ideal é aplicar o produto sobre a pele ainda úmida, logo depois do banho, o que facilita a entrada dos ativos na derme. E capriche nas áreas naturalmente mais ressecadas como cotovelos, joelhos e calcanhares. Para o rosto prefira cremes enriquecidos com ácido hialurônico e antioxidantes, respeitando sempre o seu tipo de pele. Lembre-se sempre de proteger também os lábios com uma manteiga de cacau em bastão. Evite banhos muito quentes Nesse friozinho temos a tendência de tomarmo banho com água bem quente, porém, em qualquer estação essa atitude não é indicada, pois a ágia em temperaturas muito elevados, contribui para alte-

38

rar a composição do manto hidrolipídico, a barreira hidratante formada por lipídeos e água que recobre a pele e que tem a função de protegê-la. Por isso nada de banhos quentes muito prolongados. Beba água Com as temperaturas mais baixas, é muito comum diminuirmos o consumo de água, porém o consumo de pelo menos 2 litros por dia é extremamente importante para mantermos a hidratação da pele e do organismo que fica naturalmente debilitado com o clima frio. Invista em tratamentos dermatológicos Essa á a época do ano mais favorável aos tratamentos rejuvenescedores, como por exemplo os peelings químicos para clareamento de manchas e melhora da rosácea, pois tratamentos estéticos utilizados para minimizar cicatrizes, acne, manchas e rugas, exigem a ausência de sol sobre a pele, sendo, portanto, perfeitos para o inverno.

www.revistarevival.com


www.revistarevival.com

CLIQUE AQUI

39

Profile for Revista Revival

Revival - Fevereiro 2020 - Edição #15  

A Revista da Comunidade Brasileira. "Alcançando Lugares Altos!"

Revival - Fevereiro 2020 - Edição #15  

A Revista da Comunidade Brasileira. "Alcançando Lugares Altos!"

Advertisement