Page 74

Férias

Provinciano e cosmopolita no

mesmo lugar Conheça Montevidéu, cidade que preserva o passado sem deixar os dias atuais caírem no marasmo Osmar Régis

R

epousando confortavelmente entre o Brasil, a Argentina e o Oceano Atlântico, o Uruguai é uma grata surpresa para quem resolve explorar suas paisagens. O país é desconhecido por muitos gringos que ignoram sua existência ou localização no mapa múndi. Apesar de possuir um território pequeno, a terra do Rio da Prata pode proporcionar entretenimento de todos os tipos. Nesta edição, a revista ZELO leva você para o agito da capital, Montevidéu, e mostra com detalhes a mistura entre o provinciano e o cosmopolita que essa cidade oferece ao turista. Montevidéu tem uma localização estratégica: não está no centro geográfico do território uruguaio, mas está a um pulo de todas as praias e principais cidades do país, e também da Argentina – com menos de 3 horas de barco você consegue chegar, pelo Rio da Prata, até Buenos Aires. E por ficar tão bem posicionada no mapa, foi considerada a capital administrativa do Mercosul. Fundada em 1726, uma praça e 13 famílias oriundas das Ilhas Canárias deram início à formação da cidade. Ao final do período colonial, ela começou a receber os europeus, que estenderam o território para além das muralhas de pedra que cercavam o pequeno território. Italianos e, principalmente, espanhóis deixaram profundas marcas que podem ser observadas até hoje. Daquela época é possível encontrar em um passeio pelas ruas da Ciudad Vieja alguns dos monumentos que resistiram bravamente à passagem do tempo. Quer um exemplo? Não deixe de conhecer a antiga porta da cidade (o arco de entrada), o centro colonial e as delícias do Mercado del Puerto, local perfeito para degustar a famosa carne uruguaia. Esta é a zona que detém a maior parte da riqueza histórica de Montevidéu. Para quem gosta de fazer uma viagem no tempo, o lugar é um prato cheio. Percorrendo ruas como Bartolomé Mitre, você encontrará o famoso Teatro Solís, inaugurado em 1856, onde já se apresentaram grandes nomes do teatro mundial. Descendo em direção ao rio, existe a Iglesia Matriz, erguida em 1799, e o Cabildo, um prédio colonial deslumbrante, de 1808, onde aconteciam as reuniões políticas mais importantes da época. Hoje o lugar abriga o Museu e Arquivo Histórico Nacional.

74

Prédios históricos, praias, restaurantes e uma vida noturna agitada são alguns dos atrativos de Montevidéu

Plaza independencia: prédios convidam a uma viagem no tempo

Zelo 22  

Vigésima segunda edição da Revista Zelo

Advertisement