Issuu on Google+

edição 94 m a r . 14

ano 11 r$ 13,90

Posto EcoEficiEntE Rede Ipiranga inaugura em Lages posto referência na gestão de energia e resíduos. A modelo Arícia Silva trouxe beleza e sensualidade ao evento

ENTREVISTA

Uma conversa franca com a delegada regional Luciana Rodermel

REPORTAGEM

A internet veio para ficar. Mas estamos preparados para tanta informação?

POLÊMICA

Prefeitura pede devolução de parte do terreno do Aviário Moraes


04 05 <para começar

42

08

14

Nesta Edição

24

08 Entrevista

Delegada Luciana Rodermel fala sobre os desafios da profissão e o trabalho da Polícia Civil na região.

14 Reportagem Especial

Mundo virtual: como afeta a vida das pessoas e o que há por traz deste universo de possibilidades?

20 Garota Visão

30 Infovisão

22 Curiosidades

34 Cultura

24 Capa

42 Gastronomia

26 Polêmica

50 Esporte

A ruiva Jéssica Xafranski colore as páginas desta edição com beleza e simpatia.

Lages e suas histórias. Confira algumas!

Posto Ipiranga inaugura em Lages projeto inovador baseado na gestão de energia, água, resíduos e materiais.

Prefeitura de Lages solicita devolução de parte do terreno doado em 2001 ao Aviário Moraes.

revista visão

34

Beatriz Montemezzo assume diretoria do Hospital Tereza Ramos.

Banda Orquídea Negra vai lançar novo CD no Brasil e no exterior.

Saiba como fazer uma deliciosa paella catalana.

Evento Tuiuiú reuniu mais de 650 motociclistas de três estados em Lages.


carta ao leitor>

20

A rede das mil e uma possibilidades

A reportagem Nossa Capa Tema

Posto Ipiranga • Foto

Gugu Garcia Inovação na gestão de resíduos e energia transforma o posto em modelo de sustentabilidade na cidade de Lages. A modelo Arícia Silva participou da inauguração.

Nossa Gente

Diretor Geral Gugu Garcia Diretor de Redação Loreno Siega - Reg. Prof. 2691/165v-PR Repórter Liana Fernandes Gerência Eder Pitz de Lima Direção de Arte Chelbim Michel Poletto Morales Elder Jaisson Pereira Ilustração André Paes Assinaturas Luiz Wolff Vânia Voltolini Comercial Suely Miyake Administrativo Edmara Muniz Distribuição Robinson Marcelino Tiragem 3.000 exemplares

Fale Conosco

Redação Rua Dr. Walmor Ribeiro, 115 Coral CEP 88.523-060 Lages/SC 49 3223.4723 www.revistavisao.com.br | blog.revistavisao.com.br www.facebook.com/revistavisao | www.twitter.com/revistavisao contato@revistavisao.com.br

Não é permitida a reprodução parcial ou total das reportagens, entrevistas, artigos e imagens sem prévia autorização por escrito do editor. A Revista Visão não se responsabiliza pelos conceitos e opiniões emitidos nos artigos assinados.

especial deste mês aborda um assunto atual e revolucionário: a internet. Hoje são poucos os que não conhecem o mecanismo de busca, pesquisa e interação que ainda nem chegou à idade adulta, mas já é febre entre pessoas de todas as idades. Entenda como surgiu e como o meio vem revolucionando a vida das pessoas. Saiba quais os aspectos positivos e negativos deste “mundo virtual”. A capa da edição é sobre a inauguração de um novo posto de combustíveis – da Rede Ipiranga – em Lages – na Av. Duque de Caxias. Com uma série de diferenciais – entre eles o cuidado com o meio ambiente – o empreendimento traz inovação e marca a nova fase de crescimento da cidade. A entrevista deste mês traz a delegada Regional da Polícia Civil de Lages, Luciana Rodermel. Ela nos conta sobre a trajetória profissional e os desafios da carreira. Outro assunto nos informa acerca de um terreno público doado em 2001 à empresa Aviário Moraes. Passados 13 anos daquela data, agora a Prefeitura de Lages pede parte do terreno de volta. Mas o empresário alega que o terreno já pertence a ele. A bela Jéssica Xafranski é a Garota Visão deste mês. Com seus cabelos cor de fogo, ela estampa as páginas da edição e esbanja beleza, confira! Saiba mais sobre a banda lageana de heavy metal: Orquídea Negra. O quarteto soltou a voz e vai lançar novo disco em abril no Brasil e no exterior. Esporte em duas e em quadro rodas. A Revista Visão acompanhou o 14º Tuiuiú, encontro de trilheiros, que reuniu mais de 650 motociclistas. Saiba mais sobre o evento e a prática do esporte, quem são os aventureiros e os tipos de veículos usados. Na seção Vida e Saúde veja quais os tipos e os tratamentos para escoliose. Entenda mais sobre a enfermidade que atinge mais mulheres do que homens. Veja esse e muito outros assuntos de seu interesse. Desejamos a todos uma ótima leitura. Equipe de Redação Revista Visão

revista visão

04 05


Foto do mês

Foto Gugu Garcia

06 07 <leitor online

Obras do Garden Shopping Lages estão a todo vapor

facebook.com.br/revistavisao Lindaaaa *-* Trabalho maravilhoso.

Mas essa Brenda nasceu pra arrassar!

Sandy Morais (Sobre a Garota Visão de Jan/Fev)

Matheus Dalbosco Laus (Também sobre a Garota Visão de Jan/Fev)

facebook curtir amigos

Só vai! Anna Carolina Valente (Sobre as obras do Garden Shopping Lages)

twitter RT

siga-nos: @revistavisao

blog.revistavisao.com.br Proprietário da Imobiliária Adcon e sua esposa morrem em acidente Um trágico acidente ocorrido por volta das 8h40min. da manhã de sábado (15/02), no Km 235,8 da BR-116, próximo ao Posto do Vinho, em Correia Pinto, resultou na morte do casal Jonas Moreira da Silva, 49 anos, e de sua esposa Fátima Piucco da Silva, 48 anos. Os dois iam de Lages para Mafra, com a moto Suzuki 750 cc, placa MEE 4759, de Lages (de Jonas) quando se chocaram frontalmente com o caminhão Ford Cargo, placa MHE 0644, conduzido pelo Sr. Antônio Oliveira da Cruz, de 66 anos. O condutor do caminhão não se feriu. Jonas e Fátima eram proprietários da Imobiliária Adcon, de Lages. Eles tinham dois filhos, Gabriel e Guilherme, que trabalhavam com eles na empresa. Os dois gostavam muito de viajar de moto nos finais de semana, junto com outros colegas. revista visão

www.revistavisao.com.br Acesse nossa revista on-line! Este é um benefício exclusivo para você leitor! Para ver a edição deste mês on-line, basta digitar: Usuário: assinante Senha desta edição: ecologico

rápidas senha www online

Você é a favor ou contra a terceirização da Festa do Pinhão

67+23+10A Resultado / Fevereiro

67,50% A Favor 22,20% Contra 10,30% Indiferente

blog região notícias enquete opinião escolha Vote acessando blog.revistavisao.com.br


editorial>

Que fim levou nossa Bienal do Livro?

Qualquer

professor (a), pai ou mãe ou até mesmo irmão (ã) sabe a importância da leitura no desenvolvimento intelectual de uma criança e de qualquer pessoa, nas mais diferentes fases da vida. Quem lê bastante, livros, revistas, jornais, matérias na internet e até bula de remédios – sobre os mais variados temas – torna-se uma pessoa diferenciada, criativa, madura, com ótima comunicação verbal, com argumentos consistentes para não aceitar as coisas levianas, fúteis e triviais. Quem lê tem o espírito crítico apurado, não se deixa “enrolar” tão facilmente, vê sempre outras possibilidades e caminhos além do óbvio.

Quem lê muito, por fim, não terá outra alternativa na vida senão o sucesso naquilo que faz ou que empreenderá. Só para citar algumas pessoas que gostam muito de ler desde crianças, entre as mais famosas, enumeramos o escritor Luís Fernando Veríssimo (filho do também escritor gaúcho Érico Veríssimo), uma pessoa que desde pequena foi incentivada a ler muito – tanto que virou um dos principais escritores brasileiros da atualidade. Paulo Coelho, o maior escritor brasileiro do momento (pelo menos em número de livros vendidos e publicados pelo mundo afora), também gostava de ler muito desde pequeno. Leonardo Boff, um dos homens mais inteligentes do Brasil (teólogo, filósofo, escritor e conferencista), dá gosto ser ouvi-lo. Em nível estadual, vocês conhecem o comentarista Luiz Carlos Prates (do SBT-SC), que “devora” livros e jornais e que por isso mesmo tem opiniões fortes e consistentes sobre os mais diversos assuntos.

Quem lê muito, por fim, não terá outra alternativa na

vida senão o sucesso naquilo que faz ou que empreenderá

Loreno Siega Diretor de Redação

Aqui em Lages, bem mais perto da gente, o médico e ex-político Dr. Fernando Coruja é um leitor inveterado (é médico e doutor

em Direito). Temos o Raul Arruda Filho (que trabalha na Comunicação da Prefeitura), o Marco Aurélio Cordeiro (nosso mais famoso professor de xadrez), o Paulo Ramos Derengoski (jornalista e escritor), o advogado Dr. Afrânio Camargo, o jornalista e advogado Edson Varela, entre tantos outros e outras que adoram pegar um livro e abrir novos horizontes. Criança que lê muito, tira as melhores notas na escola. Conhece o mundo sem sair do lugar pois aprende com os livros e conhece novas culturas, formas de viver, exercita a criatividade, a imaginação... Torna-se uma pessoa preparada para a vida. E hoje, com a internet e o tablet, pode-se ler grandes obras direto na tela (pagando muito pouco ou nada por isso). Mas, infelizmente, nossos órgãos públicos dão muito pouco valor à leitura. Quando se trata de promover eventos, investe-se muito dinheiro em competições esportivas (que também são importantes, claro), em apoio a eventos dos mais variados tipos (na Festa Nacional do Pinhão e no Natal Felicidade, por exemplo), sem falar na contratação de shows com artistas de talentos duvidosos ou nos “famosos” rodeios e torneios de laço. Mas qual o evento que temos para incentivar, valorizar e estimular a leitura? Onde foi parar a nossa Bienal do Livro de Santa Catarina? Por que não pensar num grande evento para atrair gente aficionada por livros? Em Porto Alegre, por exemplo, na Praça da Alfândega, realiza-se uma das mais belas Feiras do Livro do Brasil – ao ar livre – durante uma semana inteira – atraindo livrarias, escritores, palestrantes e atrações culturais. Em Curitiba, isso acontece várias vezes ao ano, em shopping centers e praças. E aqui em Lages? O que fazemos para incentivar nossos filhos a lerem mais? Quando vão se articular para ressuscitar a nossa Bienal do Livro? Queremos respostas convincentes. De preferência, com a boa notícia de que neste ano vão investir pelo menos R$ 500 mil para “ressuscitar” o ilustre evento de que todos gostávamos. Já de volta nossa Bienal do Livro. revista visão

06 07


08 09

Dra. Luciana Rodermel revista visão

DELEGADA REGIONAL DA POLÍCIA CIVIL


entrevista> 08 09 Dra. Luciana, qual é o maior problema de segurança na região da Serra Catarinense?

LUCIANA FALA DOS DESAFIOS DA POLÍCIA CIVIL DE LAGES E REGIÃO Por Loreno Siega • Fotos Gugu Garcia

NATURAL DE CURITIBANOS, LUCIANA RODERMEL FORMOU-SE EM DIREITO NA UNIPLAC, EM LAGES, EM 1999. É DELEGADA DA POLÍCIA CIVIL DE SANTA CATARINA DESDE 2004. E DESDE 2011 ESTÁ À FRENTE DA DELEGACIA REGIONAL DE LAGES.

Depois

de passar no disputado concurso de delegada, e por várias etapas de formação na Polícia Civil, começou seu trabalho como delegada em Chapecó. Ficou dois anos por lá e logo foi transferida para a Delegacia da Mulher de Lages, onde foi titular durante seis anos, sempre com atuação de destaque. Em fevereiro de 2011 foi nomeada pelo atual Governador Raimundo Colombo para o cargo de Delegada Regional de Lages. A Delegacia Regional tem 20 unidades e abrange 18 municípios. Vai da região de Anita Garibaldi/Celso Ramos/Abdon Batista até Alfredo Wagner, na grande Florianópolis. Trata-se da maior região territorial da Polícia Civil de Santa Catarina. Casada com o também policial civil Carlos Manoel, que atua como relações públicas da Polícia Civil, Luciana é mãe do pequeno Conrado, de quatro anos. Ela nos falou nesta entrevista dos desafios de estar no comando da Polícia Civil da região e dos maiores problemas de segurança que afetam o nosso dia-a-dia.

Infelizmente, a questão mais recorrente nesta região é a violência doméstica, que envolve brigas e desentendimentos entre casais (com agressões por parte dos homens, principalmente), desentendimentos e brigas entre pais e filhos, abuso sexual, entre outras questões. Isso acontece mais no meio urbano. Já no meio rural as questões mais recorrentes são relacionadas aos furtos (gado, equipamentos e utensílios domésticos) e homicídios. A mulher então é a grande vítima desta violência doméstica? As mulheres e as crianças. E há muitos crimes sexuais também, que acontecem com crianças e adolescentes e até com mulheres adultas. Esse tipo de violência vem aumentando ou diminuindo ao longo dos anos? É difícil de mensurar. Isso acontece por que nem todas as pessoas vítimas desse tipo de violência procuram a polícia. Muitas vezes isso só acontece quando a pessoa está desesperada e não tem mais saída. Por isso, fica complicado dizer se esse tipo de violência aumentou ou diminuiu. Nossas estatísticas são feitas apenas com base em quem procura as delegacias. E os números não vêm mudando muito. Há pouco tempo foi divulgada uma pesquisa onde Lages aparecia como a 17ª cidade mais violenta do Brasil contra a mulher e a 1ª em SC. Isso procede? Aqueles dados não são confiáveis. A metodologia incluiu vários tipos de homicídios e crimes comuns como violência doméstica. Além do mais, foram coletados dados estatísticos apenas em cidades com mais de 35 mil eleitores (e não habitantes). Existem cidades menores muito mais violentas do que Lages e que ficaram de fora da pesquisa. Então, os dados não procedem. Mas eu não estou querendo dizer com isso que estamos bem e que não há esse forte tipo de violência por aqui. Isso deve-se muito às questões culturais (machismo exacerbado) e à baixa instrução, principalmente. revista visão


10 11

Todas as delegacias da região receberam viaturas novas do Governo do Estado. Essa era uma questão que nos preocupava, mas que foi equacionada a contento.”

Nestes três anos em que está à frente da Delegacia Regional, quais os crimes que mais te chocaram ou repercutiram? Teve o assassinato de um casal de idosos em Lages que a gente felizmente chegou aos autores e que encontram-se presos aguardando julgamento; teve o crime em Campo Belo do Sul onde o então Secretário da Agricultura mandou matar a esposa e a sogra. Tivemos ainda o sequestro dos gerentes do Banco do Brasil do bairro Coral, com suas famílias, com perseguição policial e a captura dos autores, três dias de intensas operações com várias forças de segurança envolvidas e que resultou na prisão dos responsáveis, uma quadrilha forte e perigosa que agia em nível nacional. Acredito que foram esses crimes os que mais repercutiram. E felizmente, nos três chegamos aos autores. O Departamento de Investigações Criminais (DIC) de Lages é bastante elogiado por sua atuação. E parece que trabalharam muito no último ano na prisão de traficantes e apreensão e drogas... Isso aconteceu porque nós determinamos que eles agissem com rigor, independentemente da quantidade de drogas envolvida. Por isso, foram e estão sendo apreendidas grande quantidade de drogas nos últimos tempos. Apenas no ano passado, o DIC e a Polícia Civil efetuaram 290 prisões. É muita gente presa, dá quase para encher o Teatro Marajoara. Nosso trabalho muitas vezes é silencioso. Mas é contínuo. Nosso objetivo é fazer de Lages e dos municípios próximos, a região mais segura revista visão

de Santa Catarina. E de fato, pelos números de ocorrências de outras regiões, nós ainda somos a região que apresenta os melhores índices de segurança do Estado. A estrutura e condições de trabalho vêm melhorando? Nestes três anos, todas as delegacias da região receberam viaturas novas do Governo do Estado. Essa era uma questão que nos preocupava, mas que foi equacionada a contento. Tivemos também diversas melhorias nas estruturas físicas. Em todas as delegacias houve algum tipo de obra como pintura, reforma, ampliação... Aqui em Lages, em praticamente todas as salas temos ar condicionado. Isso, aliás, foi muito curioso. Eu justifiquei a necessidade do ar condicionado pelo frio rigoroso da região. E neste ano, utilizamos muito os aparelhos em função do excesso de calor, algo inusitado. Está em obras lá próximo ao Colégio Industrial, na Av. Dom Pedro II, o projeto do novo prédio para a Delegacia Regional. Qual o prazo para a entrega daquela obra e o que vai mudar com isso? Esse novo prédio foi uma luta de muitos anos e um pleito que vínhamos esperando ser aten-

dido pela real necessidade da estrutura. A primeira etapa da obra, que são as fundações, já foi concluída. E estão iniciando agora as obras da etapa seguinte, a construção do prédio em si. O prazo de entrega da construtora que ganhou a licitação é de um ano. Lá vai ficar sediada toda a estrutura da Delegacia Regional, que hoje funciona anexo ao 1º DP, incluindo os serviços de documentação e vistorias de trânsito, multas e recursos, emissão de alvarás, etc. E aqui vamos reformar e continuará sendo a sede do 1º DP, além da instalação da Delegacia da Mulher. Hoje temos muitas limitações de espaço físico nesta atual estrutura, sem falar na grande dificuldade de acessibilidade para deficientes físicos e de estacionamento. No novo endereço, isso não vai mais acontecer. Teremos mais espaço e conforto tanto aqui como lá para atender a comunidade. Vez ou outra escutamos ou lemos notícias sobre problemas de relacionamento ou de atribuições envolvendo as polícias Civil e Militar. Isso ocorre de fato? Tanto a Polícia Civil como a Militar foram criadas para ajudar a manter a segurança e a ordem. Só que as duas têm atribuições diferentes. Cabe à Polícia Militar o trabalho mais ostensivo, nas ruas. E à Polícia Civil cabe mais


especificamente as investigações e a instrução dos processos. Mas no dia-a-dia e no calor das situações é comum haver confusão de papéis. Até porque qualquer cidadão, em tese e se quiser, pode prender alguém em flagrante delito e trazer aqui na delegacia para que sejam tomadas as devidas providências. Acontece que em muitas situações a Polícia Militar traz alguém aqui e quer fazer os seus registros ou ouvir os respectivos depoimentos. E em seguida nós temos e somos obrigados – de ofício – a fazer tudo de novo. Nós só queríamos otimizar e desburocratizar as questões para sermos mais rápidos e eficientes. Quem tem de lidar com a papelada, fazer os boletins de ocorrência, ouvir e registrar os depoimentos e instaurar os processos somos nós, Polícia Civil. Neste sentido, há alguma confusão com a Polícia Militar. Mas estamos conversando muito com o comando da PM e buscando atuar de forma parceira e em conjunto. E temos evoluído muito. Vez ou outra a PM também diz que prende os meliantes e traz aqui. E depois o delegado manda soltar. E aí as situações se repetem e isso incentiva a impunidade. Cabe ao delegado determinar em primeira instância quando se pode ou não se pode prender ou manter alguém preso. Isso é assegurado pela nossa legislação. Então, o delegado precisa observar se há os requisitos e situações que determinam que se faça ou se mantenha uma prisão. Além do mais, em algumas situações a Polícia Militar prende e nos encaminha aqui as pessoas. O delegado mantém o elemento preso e encaminha ao promotor e ao juiz,

Tanto a Polícia Civil como a Militar foram criadas para ajudar a manter a segurança e a ordem. Só que as duas têm atribuições diferentes”.

que em algumas situações mandam soltar ou acabam absolvendo a pessoa. Então, isso é muito relativo, já que depende da interpretação de cada instância, que julga ou procede conforme o seu entendimento da lei. Claro que se alguém errar neste processo vai responder por isso. O que temos e buscamos é atuar em conjunto. Afinal, somos todos agentes, instâncias e órgãos que precisam garantir e trabalhar pela segurança geral da população. O fato de ser mulher e estar à frente de uma Delegacia Regional, com vários e muito mais homens como delegados e agentes, já lhe causou algum tipo de problema ou constrangimento? Não. Até hoje nunca sofri nenhum tipo de problema desta natureza. Na minha turma, quando entrei na Polícia Civil, éramos em 50 delegados, sendo 13 mulheres. Então, essa questão de gênero e de preconceito com as mulheres está mudando muito. Você já enfrentou alguma situação mais perigosa em ação? Precisou disparar tiros para prender alguém, por exemplo? Não. Pelo ofício que desempenho, tenho porte de arma. Sei atirar muito bem porque fiz vários cursos e treinamentos para isso. Mas em ação nunca precisei disparar uma arma até hoje, felizmente. Hoje, como delegada regional, essa situação é um pouco mais rara visto que meu trabalho é mais de gestão e de caráter administrativo. É prerrogativa do delegado regional efetuar ou solicitar transferências de delegados e de policiais, por exemplo? Isso não pode lhe gerar problemas com colegas? Os delegados regionais até podem propor transferências. Mas quem executa isso é o Delegado Geral de Polícia, que fica lá em Florianópolis. Essas situações, em geral, geram dissabores. Mas é como se fosse numa empresa que tem várias filiais. Infelizmente, de vez em quando, é necessário deslocar pessoas para outros municípios ou funções. Isso faz parte de quem está no comando. Temos aqui em Lages o Conselho de Segurança – Consel – as várias forças de segurança e lideranças da comunidade sentando junto para discutir problemas de segurança. Como vê a atuação desse conselho?

Eu participo desde quando assumi como delegada regional. Vejo com bons olhos. É uma forma dos vários órgãos e entidades que lidam com o assunto poderem se conhecer melhor, conversar, combinar estratégias. O simples fato da gente tirar um tempo para em conjunto discutir questões pontuais é muito salutar. Do contrário, o que acabava acontecendo é que a gente mal ou nem conhece direito todas as pessoas ou órgãos que lidam com a segurança e cada um acaba fazendo o seu trabalho de forma isolada. O Consel é um bom espaço de articulação e motivação. Eu avalio essa iniciativa como muito positiva e extremamente válida. Qual a expectativa de ação na delegacia regional até o final deste ano? A nossa grande meta é conseguir que o novo prédio da delegacia regional consiga estar pronto ou pelo menos quase concluído. Temos também como meta inaugurar uma Citran em Campo Belo do Sul, com a ampliação do espaço físico e com a transferência dos serviços de documentação de veículos e carteira de motorista que hoje são feitos em Anita para lá; ampliar e reformar a delegacia de Correia Pinto; inaugurar um espaço de vistorias em Otacílio Costa. Enfim, queremos ir melhorando a estrutura de trabalho continuamente, sempre buscando melhores resultados para a sociedade. E os efetivos da Polícia Civil estão adequados? Esse é o grande desafio da Polícia Civil e das várias forças de segurança de Santa Catarina, incluindo Polícia Militar e Bombeiros. Nós até recebemos alguns novos policiais. Mas também tivemos vários agentes que se aposentaram ou que saíram da polícia. E muitos estão para se aposentar logo. Então nós temos uma defasagem grande de gente na Polícia Civil. Nossa expectativa é que neste ano aconteça novo concurso público e que aos poucos o efetivo que tínhamos há alguns anos possa ser recomposto ou aumentado. Para finalizar, quando você não está no trabalho, o que costuma e gosta de fazer? Depois que o Conrado, meu filho de 4 anos nasceu, meu maior prazer é estar e ficar com ele. Eu sou do interior de Curitibanos, onde reside minha família. Então, gosto também muito da vida no sítio, além da minha casa. Sou uma pessoa bastante caseira e curto as coisas simples. revista visão

10 11


12 13

Por

Suely Miyake • Fotos

Gugu Garcia gente@revistavisao.com.br

O que quer dizer “O que quer dizer diz. Não fica fazendo o que, um dia, eu sempre fiz. Não fica só querendo, querendo, coisa que eu nunca quis. O que quer dizer, diz. Só se dizendo num outro o que, um dia, se disse, um dia, vai ser feliz.”

Paulo Leminski foi um dos poetas mais importantes de sua geração, e mesmo depois de 25 anos de sua morte, continua exercendo forte influência nas novas gerações de poetas brasileiros. Nesse poema que escolhi, ele reforça o poder da ação, e lembra que somos os verdadeiros responsáveis por nossa felicidade. Beijos, Suely.

Gustavo não estava resistindo aos carinhos e às cócegas dos papais Joana e Getulio Romagna Filho. Tem fase mais gostosa que essa? revista visão

Guilherme Appel rodeado das avós Maria Pereira e Zélia Appel e da mamãe Letícia Appel

Parabéns ao João Francisco Viel que estava mega animado para comemorar seu aniversário de 4 anos. Os papais Samanta e Alexandre Viel a mana Laura estavam orgulhosos!


12 13

A pequena Isabella é um motivo a mais de felicidade na vida de Edineia Ribeiro e Álvaro Xavier!

Celebrar os laços familiares é um dos melhores jeitos de aproveitar a vida! Mateus Milbradt Bastos vive rodeado pelos papais corujas Viviane e Marcio Douglas Bastos

Christiano Roberto Alves dos Santos acaba de completar seu primeiro aninho! Fevereiro foi o mês de soprar a primeira velinha para Thiago Almeida. Os pais Tatiana e Rodrigo Goetten de Almeida, junto com o irmão Felipe, prestigiaram a festinha! As belas primas Isabella Ramos de Aquino e Rafaela Goulart Ramos

revista visão


14 15 <reportagem

revista vis達o


14 15

Povos, culturas e crenças distintas; celulares, tablets e desktops. Não importa de onde você vem ou qual dispositivo possua, a internet é a nova aldeia global

revista visão


16 17

Ă&#x2030;rico Paes de Campos, professor

revista visĂŁo


Foto Divulgação

16 17

Marina Patrício de Arruda, professora e pesquisadora

Pedro Burgos, escritor

Lilia Kanan, professora e pesquisadora

revista visão


18 19

Tendências

Impressão 3D

O mundo da tecnologia e da internet foi palco de várias novidades durante todo o ano de 2013. Mas o que podemos esperar de 2014? Levantamos aqui alguns temas que prometem serem tendências para os próximos anos.

Internet das coisas

decepcionou boa parte dos usuários por conta de suas limitações técnicas. Por outro lado, o Google Glass ainda não foi lançado oficialmente. Os óculos interativos do Google estão em fase de testes e espera-se que o lançamento comercial ocorra em 2014. Além disso, há empresas desenvolvendo chips para serem inseridos em roupas. Esse recurso permitirá monitorar a localização dos seus filhos ou dos seus clientes.

Aplicativos que mudam a sociedade Já faz algum tempo que ouvimos falar desse conceito e agora ele está cada vez mais perto de se tornar realidade. A comunicação entre aparelhos permitirá uma gama nova de serviços aos usuários. Aplicativos poderão ajudar a controlar o estoque de alimentos de sua casa, o rendimento do combustível do seu carro e a velocidade com que você se transporta na cidade, por exemplo. Com o rápido avanço do mercado de dispositivos mobile, a integração entre os dispositivos pessoais e os objetos que usamos no dia-a-dia será cada vez maior.

Tecnologia vestível Dois grandes lançamentos desse mercado foram anunciados em 2013: o Google Glass e o Galaxy Gear. Contudo, nenhum dos dois se tornou sucesso de público ainda. O relógio inteligente da Samsung revista visão

A tecnologia de impressão 3D evolui a passos largos e ganha cada vez mais espaço entre o público. Com essas impressoras é possível produzir desde brinquedos articulados, a ferramentas e braços mecânicos. A impressão de armamentos também começa a ser testada. No campo da medicina, especula-se que no futuro será possível imprimir tecidos e órgãos humanos, além de próteses e ossos.

A Ultra Definição

As revoluções que aconteceram no Oriente Médio e as manifestações de Junho no Brasil, mostraram que a internet dá um poder muito grande à sociedade. Alguns aplicativos podem ajudar muito na mobilização social, seja para fins revolucionários, seja para avisar a população de uma cidade que um tufão ou um tsunami se aproxima. Espera-se que mais aplicativos desse tipo apareçam no mercado no próximo ano.

No entretenimento, 2014 vai ser palco da expansão do recurso de Ultra Definição para vários gadgets. Computadores, smartphones, tablets e televisores poderão possuir resoluções até 4 vezes maiores do que os de alta definição. Esse recurso também é conhecido como 4k, pelo fato da resolução atingida ultrapassar as 4 mil linhas. Contudo, já existem câmeras capazes de captar em 8k. O futuro do entretenimento vai ser bem nítido.


20 21

Beleza cintilante

O Hotel

Fazenda Pedras Brancas foi cenário do ensaio da Garota Visão do mês de março. A paisagem bucólica do campo e a beleza singular da ruiva Jessica Xafranski Rodrigues compuseram o cenário. Segundo a produtora Ana Lopes, as roupas, maquiagem e o local foram escolhidos para dar mais visibilidade à beleza natural da modelo. Jessica tem 21 anos e é estudante de Computação na UFSC. Ela é lageana, mas há dois anos mora em Florianópolis. A ruiva dos olhos verdes e 1,60 de altura também é modelo da agência Prime Models, liderada pelo irmão, Felipe Xafranski. A bela gosta de praticar esportes e ouvir música. Confira mais fotos e o making off em nosso Site e em nossa Fanpage.

revista visão


20 21

MODELO

MAKE-UP E CABELO

FOTOGRAFIA

PRODUÇÃO E STYLING

LOCAÇÃO

LOOKS

Jessica Xafranski Rodrigues

Gugu Garcia 49 3222.5864

Joice Cabeleireira 49 3225.2180 Ana Lopes 49 9965.3141

Fazenda Pedras Brancas 49 3223.2073

Lojas Charme 49 3223.5533

+fotos e making of

www.revistavisao.com.br

revista visão


22 23

“Os três Vidal” Vidal Ramos (Sênior) foi pai de Belisário Ramos, que era irmão mais velho de Vidal Ramos, este nascido em 1866, quando Belisário tinha 8 anos de idade. Vidal Ramos Junior nasceu em 1908 e era prefeito de Lages no terceiro mandato quando morreu, em 1954.

CURIOSIDA DES

O nome ao tanque

Belisário Ramos O homem que dá nome à Avenida Carahá viveu 99 anos. Ele administrou Lages entre 1902 e 1922.

Tradicional parque de Lages, o Tanque leva o nome de Jonas Ramos. Ele morreu em 1923 por causa de sequelas da gripe espanhola. Era médico, morreu com 28 anos e atuava em Lages.

Tereza Ramos

A mulher que dá nome ao Hospital Tereza Ramos era paulista. Mudou-se para Lages porque o pai, um magistrado, passou a atuar na cidade. Casou com Vidal Ramos, o irmão do Belisário, aos 15 anos e teve 14 filhos. Fonte: Diário Catarinense

É melhor jogar os mesmos números na loteria? Rapidinhas Ouvir música ajuda a manter a mente ativa e as memórias vivas.

Sexo previne celulite, já que ele ativa a circulação dos fluidos linfáticos.

revista visão

O Havai está se movendo em direção ao Japão cerca de 4 centímetros por ano.

75% das mulheres fazem perguntas das quais elas já sabem a resposta.

Touros não enxergam a cor vermelha. Eles são daltônicos.

As chances de ganhar na loteria são iguais se a pessoa joga sempre os mesmos números, se o jogador muda os números ou se usa uma máquina para escolher os números. A diferença é que nesta última alternativa, a da máquina, é mais provável que a seleção de números não seja tão comum, de forma que, se esta aposta for a vencedora, provavelmente não terá que dividir o prêmio com tanta gente.


Princípio da Educação Montessori: Agrupamento de classes em todos os segmentos totalmente alcançado em 2014!

O COLÉGIO SIGMA

abriu suas portas para este letivo com muitas novidades: novas salas, novo espaço da Biblioteca, Laboratório de Ciências Integradas e o último ciclo de Agrupamentos: 8º e 9º Anos. Respira-se produção, aprendizagem, interações e relações. Tudo isso em um ambiente de aprendizagem que gera atitudes pró-ativas, através de propostas inteligentes e instigadoras. Estimular os alunos para uma aprendizagem mais dinâmica com foco na organização pessoal para o estudo é um dos desafios na educação do adolescente. Há mais de um ano preparando-se para o último Agrupamento do ensino Fundamental que reúne as classes do 8º e 9º Anos, o estágio na Prima Escola Montessori de São Paulo, em novembro passado, foi decisivo. Organizou a visão dos Orientadores de Classe acompanhados por Rita Ramos, Assessora Pedagógica do Sigma e pela Coordenadora do Fundamental II, Daniele Melo de Liz, estabelecendo-se, a partir deste estágio, os parâmetros de organização da nova classe e de suas atividades. Este sistema mantém os princípios montessorianos da autonomia e do gerenciamento da aprendizagem pelo aluno, tendo os professores de cada área do conhecimento a função de planejar os módulos de sua competência, de acordo com os níveis do agrupamento (séries) e conforme o currículo, observando e atendendo as competências e necessidades de cada aluno. Seguir o aluno, orientar e tirar as dúvidas em seu tempo de permanência na sala é função do Professor Especialista, que faz uma avaliação imediata do desempenho cognitivo de cada aluno, entre outras habilidades curriculares. Desta forma, o Colégio Sigma fecha o ciclo das Classes Agrupadas em dois níveis (duas idades) que tem seu início no Agrupamento I – 1 e 2 anos, na Educação infantil. O sistema de ciclos permite ao aluno voltar e/ou avançar conforme o grau de competências e habilidades alcançadas ou a conquistar. Este é o Colégio Sigma: uma escola que faz a diferença no que faz. E assim segue para o desafio de mais um ano de muitas possibilidades. Desde o dia 22 de janeiro preparando seus profissionais com vivências (curso de Geometria Sagrada - professores Erik e Liza, do Centro de Estudos Shambala / Florianópolis; palestra Convivência Global: Inevitável ou Necessário? (com Ricardo Caruso, especialista Corporativo Ambiental); Qualificação Pedagógica com Rita Ramos, Assessora Pedagógica e Educacional do Colégio Sigma que encerrou os trabalhos introduzindo estudos sobre o tema: “Montessori e a neurociência: revendo conceitos”. Neste estudo relacionou a teoria e a prática dos fundamentos da Pedagogia Montessori aos conceitos neurocientíficos.

Promover ESTUDO individual e coletivo SIGNIFICA aperfeiçoar a pessoa e o profissional para agir e interagir com a QUALIDADE SIGMA no seu papel de PROFESSOR-EDUCADOR.


24 25 <destaque

Lages ganha primeiro

Posto Ecoeficiente ARQUITETADO VISANDO O USO EFICIENTE DOS RECURSOS NATURAIS, A IPIRANGA ENTREGOU A LAGES O PRIMEIRO POSTO ECOEFICIENTE. A INICIATIVA AUMENTA A EFICÁCIA DA GESTÃO DE ENERGIA, ÁGUA, RESÍDUOS E MATERIAIS UTILIZADOS. A INAUGURAÇÃO FOI NO SÁBADO, DIA 24 DE FEVEREIRO, E CONTOU COM A PRESENÇA DE ARÍCIA SILVA, A BELA DA PRAIA DE FLORIANÓPOLIS, QUE FOI CAPA DA REVISTA PLAYBOY DE JANEIRO DE 2014 E QUE PARTICIPA DE INÚMERAS PROMOÇÕES. Por

Liana Fernandes • Fotos

Gugu Garcia Liana Fernandes

A bela

ficou durante toda tarde no local, tirando fotos com os clientes. A unidade fica na Rua Duque de Caxias, 625 (próximo ao Ibis Hotel) e possui 18 colaboradores. O posto conta ainda com a franquia da rede AM/PM e Jet Oil. Os sócios proprietários são os curitibanos: Rafael Gaboardi, Kleber Caetano de Souza e Salatiel Oliveira. Segundo Rafael, o fato de o posto ser ecoeficiente agrega valor ao negócio e é atrativo, além de conservar o meio ambiente. “Em relação à construção convencional da edificação do posto em si, o uso de concreto é 80% menor. Além disso, a redução de tempo na obra em relação a uma convencional é de 50%”, contou. Os postos ecoeficientes foram projetados para coletarem água da chuva e reutilizá-la nos vasos sanitários e em outras formas possíveis, diminuindo significativamente o consumo de água. Além disso, foram desenvolvidas soluções para um melhor aproveitamento da luz natural, integrando-a com a artificial, além da utilização de lâmpadas e luminárias mais eficientes e sensores

revista visão

de presença para evitar o desperdício de energia. “Com isso, nosso consumo de água é semelhante ao de uma residência”, declarou Kleber. TROCA A GRANEL As trocas de óleo são feita a granel. Segundo Kleber, além de ser bom para o meio ambiente, já que não são utilizados frascos, ainda não há desperdício de óleo. “A quantidade de cada carro é vista digitalmente. Assim não há sobra e o motorista não precisa andar com o frasco dentro do veículo”, destacou. GASOLINA PREMIUM O posto é o único da cidade que oferece ao consumidor a Gasolina Premium. A vantagem do combustível é que gera mais potência para o motor, com menos consumo de combustível. “Ela é um tipo especial de gasolina aditivada. Faz com que não suje os bicos injetores e ainda proporciona uma maior octanagem, gerando mais potência. Ela é uma combinação de maior potência com economia”, descreveu Kleber.


24 25

O posto ecoeficiente fica na Avenida Duque de Caxias, em Lages

Os sócios proprietários do posto, Rafael, Salatiel e Kleber

A unidade possui atendimento AM/PM com conveniência ampla e climatizada

Na inauguração o cliente que tirasse o número da placa ganhava abastecimento grátis

Os representantes nacionais da Ipiranga, Joel Melo Junior e Rogerio Curcio A capa da Revista Playboy, Arícia Silva posou para fotos com os clientes

revista visão


26 27 <polêmica

Prefeitura de Lages solicita

devolução de parte do terreno

Texto e Fotos

Loreno Siega

EMPRESA FOI NOTIFICADA OFICIALMENTE PELO MUNICÍPIO A DEVOLVER AMIGAVELMENTE 141 MIL DOS 161 MIL M² DOADOS. ALEGAÇÃO É DE QUE NÃO HÁ NECESSIDADE DE UM TERRENO TÃO GRANDE PARA UMA ATIVIDADE QUE OCUPA MENOS DE 10 MIL M² DE ÁREA.

Dr. Fabrício Reichert, Procurador do Município

revista visão

doado em 2001 ao Aviário Moraes A empresa

Aviários Moraes, que atua há 38 anos no município de Ponte Alta, em abril de 2001 solicitou ao então prefeito de Lages, Raimundo Colombo, um terreno para se instalar no município. A empresa encontrava-se em expansão e tinha projeto para implantar em Lages, onde havia maior disponibilidade de mão de obra, um incubatório (produção de pintinhos de 1 dia). O projeto foi apresentado e o então prefeito ofereceu um amplo terreno no bairro São Paulo (onde hoje está instalada a GTS do Brasil). O Aviário Moraes respondeu na época que aquele terreno não era adequado para o projeto porque havia muitos moradores nas proximidades. E para a atividade em questão (produção de pintinhos), a área precisava ser mais isolada, sem pessoas e/ou animais por perto. Colombo ofereceu então uma segunda área, também de grandes proporções (com 161 mil m² de área – 16 hectares) no acesso norte (entre o trevo da BR-116 com a Av. Juscelino Kubitchek de Oliveira). O terreno foi analisado e aprovado pela empresa. E o decreto de doação pelo município aconteceu em junho de 2001. De posse do terreno, o empresário Carlos Moraes, proprietário da empresa, imediatamente implantou o projeto em questão. A construção física tem aproximadamente 4 mil m² de área construída. Dentro dela, foram implantados todos os equipamentos necessários para a incubação de até 3 milhões de pintinhos por mês (e isso inclui um gerador próprio de energia elétrica para o caso

de haver queda no fornecimento pela Celesc), além de inúmeros outros equipamentos sofisticados. O investimento total, de acordo com o projeto, deveria chegar a R$ 2 milhões, gerar pelo menos 50 novos empregos e com uma expectativa de faturamento de R$ 6 milhões por ano. BARREIRA DE PROTEÇÃO SANITÁRIA Passados quase 13 anos da data de doação do terreno (o que ocorreu em junho de 2001), a atual administração do município, na primeira semana de fevereiro de 2014, notificou oficialmente o proprietário do Aviário Moraes (Sr. Carlos Moraes) para que devolva 141 mil dos 161 mil m² do referido imóvel. Motivo: o terreno em questão seria muito grande para o empreendimento que utiliza área bem menor do que isso. De acordo com o Procurador Geral do município de Lages, Fabrício Reichert, “a empresa nos procurou em outubro do ano passado para requerer a escritura definitiva do imóvel. Fizemos esse questionamento ao proprietário – o porquê de uma área tão grande para uma atividade que requer bem menos terreno – E ele nos explicou que se tratava de uma exigência do Ministério da Agricultura. Segundo ele, havia necessidade de uma grande barreira de proteção natural com árvores para evitar possíveis contaminações e problemas sanitários para a atividade”, informou Fabrício. Diante da alegação do proprietário, a Procuradoria de Lages foi se informar com o Ministério


Foto Divulgação

da Agricultura, em Florianópolis, sobre tais exigências. “Para nossa surpresa, não encontramos nada neste sentido lá. O Ministério da Agricultura não fez exigência alguma para a empresa aqui de Lages. O que existe é uma portaria técnica falando em barreira sanitária de proteção. Mas nada que chegue perto de área tão grande como o que foi feito naquele terreno, cuja maior parte foi reflorestada com árvores exóticas (eucalipto e pinus)”, explicou Fabrício. O procurador deixa claro, no entanto, que o município de Lages não é contra a empresa e tampouco deseja que suas atividades sejam inviabilizadas em Lages. “Tanto que nossa intenção é doar definitivamente uma área de 20 mil m² (dois hectares) bem no local onde o empreendimento está instalado, sem prejuízo algum para as atividades. Com isso, eles terão inclusive a necessária barreira sanitária alegada. A administração de Lages não vê necessidade de 161 mil m² de área para apenas uma empresa quando muitas outras necessitam de terreno para serem ampliadas e/ou instaladas”, argumentou. PROPRIETÁRIO SE DEFENDE Carlos Moraes, em visita à redação da Revista Visão, trouxe uma série de documentos. Ele nega ter procurado a Prefeitura para solicitar escritura definitiva do terreno. “Nós já temos a escritura do terreno faz tempo”, deixou claro. “Essa doação foi feita há quase 13 anos. E porque só agora estão questionando isso?”, acrescentou. “O Ministério da Agricultura exige sim, através de portaria, que esse tipo de atividade tenha uma ampla barreira sanitária e que haja proteção com árvores. É por isso que protocolamos um terreno bem maior. Inclusive, dos 161 mil metros, em torno de 60 mil não podem ser utilizados. Temos duas redes

de alta tensão que cruzam o terreno e não se pode construir nada sob elas. Temos nascentes e banhado. E temos 15 metros do lado da BR116 que também não podemos utilizar. Além do mais, jamais tivemos intenção de vender o imóvel ou parte dele. E tampouco as árvores que estão lá é para exploração comercial do reflorestamento”, deixou claro. “Todas as nossas unidades, em Ponte Alta e Correia Pinto, também têm essa ampla proteção/barreira sanitária com árvores. Até hoje, investimos R$ 4,5 milhões na unidade de Lages, empregamos diretamente 50 colaboradores. E faturamos em torno de R$ 25 milhões por ano. Quantas empresas em Lages contribuem tanto com a economia do município?”, indaga. Segundo o Procurador do município, Fabrício Reichert, a partir da notificação oficial solicitando a devolução de 141 mil m² da referida área (que no total tem 161 mil m²), há duas possibilidades: 1) A empresa aceita e devolve amigavelmente esse terreno a mais (e continua normalmente com suas atividades na cidade, sem qualquer prejuízo para o projeto já instalado); 2) Não aceita devolver. Neste caso, “vamos abrir um Processo Administrativo apurando uma série de questões”, explicou Fabrício Reichert. “Em primeiro lugar, vamos verificar in loco se tudo o que consta no projeto foi cumprido. E em segundo lugar vamos verificar tecnicamente se há de fato a necessidade de toda aquela área de barreira sanitária, o que já constatamos que não há. A partir deste Processo Administrativo, deverá ser movida uma ação judicial solicitando a reversão de parte ou até de toda a área. Naturalmente que a empresa pode se defender e apresentar os seus argumentos. Neste caso, a decisão judicial final pode demorar bastante tempo”, explicou Reichert.

Carlos Moraes, proprietário

EMPRESA AMEAÇA IR EMBORA Até o dia 19 de fevereiro, quando conversamos pela última vez com representante da empresa Aviário Moraes (Sr. Márcio Moraes), a empresa informava ainda não ter recebido a notificação de devolução de parte do terreno por parte da Prefeitura de Lages. “O que nos surpreende é que no dia 07 de fevereiro de 2014 fez 10 anos que registramos a escritura em cartório e somente agora a Prefeitura está se manifestando através de terceiros. Vale lembrar que durante esse período cumprimos além do que tratamos com a Prefeitura (conforme Decreto). Se eles, de fato, querem que a gente vá embora, não tem problema. É só nos indenizar pelo que investimos na cidade. Nossa atividade não pode funcionar com apenas uma área de 20 mil m², pois esse isolamento que falam ser um reflorestamento, na verdade é uma barreira vegetal de segurança sanitária. Ou será que a prefeitura garantirá a sanidade de nossas aves? Afinal, estamos há 38 anos nesse ramo e sabemos quais os riscos. Por esses motivos a empresa analisa ir mesmo para outro município caso continue essa pressão sem fundamentos. O que nos incentivou à instalação em Lages foi a atenção, dedicação e incentivos oferecidos pelo ex-prefeito e hoje governador, Raimundo Colombo”, deixou claro Márcio Moraes. Pelo visto, o assunto ainda vai render muitos capítulos.

Vista aérea lateral e frontal do terreno, com a construção ao fundo

revista visão

26 27


28 29 <infovisão regional

CTG Anita Garibaldi é Campeão Geral no Rodeio de Vacaria

Entre os dias 1º e 9 de fevereiro, o Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Anita Garibaldi foi um dos representantes de Lages na 30ª edição do Rodeio Internacional de Vacaria. E os resultados obtidos pelos peões e prendas do CTG nas gineteadas e camperiadas renderam o título de campeão geral à Serra Catarinense. O secretário de Desenvolvimento Regional, Gabriel Ribeiro, entregou ao patrão do CTG, Antônio Barbosa, uma placa alusiva à conquista. “Essas pessoas cultivam o tradicionalismo com amor e dedicação. E conseguiram um resultado histórico para a região. Por isso merecem a nossa gratidão. A placa é um pequeno reconhecimento”, disse Gabriel Ribeiro.

Tio Ligas na diretoria da Fecam O prefeito de Otacílio Costa, Luiz Carlos Xavier, o “Tio Ligas”, tomou posse na terça-feira (11/02), como primeiro secretário da diretoria executiva da Federação Catarinense de Municípios (Fecam). O prefeito de Taió, Hugo Lembeck, foi conduzido à presidência da entidade para o exercício 2014. A solenidade realizou-se às 17h40, no Centro de Convenções - CentroSul, em Florianópolis, após a solenidade de abertura do XII Congresso Catarinense de Municípios. Lembeck passou a substituir o prefeito de Gaspar, Celso Zuchi, que vinha comandando a entidade. No total são seis cargos para o Conselho Executivo e 15 para o Conselho Fiscal, sendo oito titulares e sete suplentes, totalizando as 21 Associações de Municípios de Santa Catarina.

Apelo em defesa das agroindústrias familiares

Atleta camponovense representa o Brasil no Sul-Americano

A atleta camponovense Danieli da Silva se destacou mais uma vez. No dia 09 de fevereiro Danieli participou da Copa Brasil/Caixa de Cross Country na categoria menor, na cidade de Timbó, e obteve o 3º lugar. Com este resultado, Danieli foi convocada para a seleção brasileira e participou do Sul-Americano do Paraguai, dia 23 de fevereiro, em Assunção. Vale destacar que a prova de Cross Country possui trajeto de 4 km e a atleta tem seu treinamento voltado para corridas de 1.500 metros. O resultado representa uma grande conquista para o esporte camponovense. Danieli foi a única catarinense a obter classificação na competição. Ela faz parte da escolinha de atletismo oferecida pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Esportes e Lazer. revista visão

Em nome dos 295 municípios catarinenses, o prefeito de Palmeira, José Valdori Hemkemaier, presidente do Consórcio de Meio Ambiente e Sanidade Agropecuária (Cisama) falou para representantes do governo estadual, federal, Ministério Público e Tribunal de Contas de Santa Catarina, sobre o Sistema Único de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa). Convidado para se manifestar no tema Pauta Municipalista, do XII Congresso Catarinense de Municípios, no CentroSul, em Florianópolis, o prefeito enfatizou a necessidade de ampliar a inspeção dos alimentos de origem animal e vegetal. Ele fez um pedido de maior engajamento e investimentos financeiros da União, por meio dos Ministérios envolvidos, para auxiliar os municípios e tornar o sistema mais efetivo e menos burocrático na execução desta política pública. O sistema de defesa agropecuária inclui atividades de sanidade, inspeção, fiscalização, educação sanitária, vigilância de animais, vegetais, insumos, produtos e subprodutos de origem animal e vegetal.


28 29

Expocentro vai acontecer em julho

Morreu aos 41 anos a Diretora Municipal de Cultura de Urupema

A maior festa da região de Curitibanos já tem data para acontecer. Com a experiência de execução do evento em julho aprovada, o mês será mantido em 2014. No entanto, com a final da Copa do Mundo de Futebol agendada para o segundo fim de semana de julho, a Expocentro acontecerá no fim de semana seguinte, entre os dias 17 e 20. As datas foram definidas na terceira reunião do prefeito José Antonio Guidi (Dudão) com a Comissão Central Organizadora (CCO) a respeito da Edição 2014 do evento. Além do secretariado municipal, fazem parte da comissão a primeira-dama Nereide Guidi e o casal Rosélia e Altamir Goetten. Reforçam a equipe o casal Salete e Ruberval Waltrick. A presidência da comissão ainda não foi divulgada. Também aprovada com louvor em 2013, a parceria com a Associação Empresarial de Curitibanos (Acic) está mantida e confirmada para este ano.

O Ministério do Turismo destinou R$ 1 milhão repassado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para um estudo e formulação de plano estratégico de desenvolvimento do turismo. O estudo engloba os municípios de Bom Jardim da Serra; São Joaquim; Lages e Urubici, mas poderá beneficiar outras cidades da região como Urupema e Bom Retiro. No plano também estão incluídas cidades gaúchas do parque Nacional dos Aparados da Serra e da Serra Geral. “Vai ser feito um diagnóstico da região e suas potencialidades. Isso é essencial para a implantação de ações de políticas públicas que visem o desenvolvimento do turismo e da economia da região, gerando emprego e renda para as comunidades locais”, disse o secretário nacional de Políticas de Turismo, Vinícius Lummertz. Entre os resultados que o plano deve trazer está a análise do mercado turístico da região, o perfil dos turistas, o gasto médio e permanência média do turista, tendências de comportamento dos visitantes, número de empregos gerados, número de estabelecimentos e capacidade, entre outros.

Bom Jardim vai sediar evento “Mulheres na Montanha”

Bom Jardim da Serra vai sediar no dia 09 de março o evento denominado “Mulheres na Montanha – Invasão 2014”. Será realizada uma caminhada em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 08 de março. Segundo Maryella Masseli, da Graxaim Ecoturismo e Aventura, o objetivo do evento é reunir mulheres que gostam de estar em contato com a natureza e realizar uma caminhada em comemoração ao seu dia. Na programação do Mulheres na Montanha – Invasão 2014 estão previstos o encontro das mulheres em frente a Igreja de Bom Jardim da Serra e a saída para a trilha às 9h30min. A trilha contará com 7 Km e é considerada de nível fácil. No percurso as mulheres encontrarão muitas cachoeiras e belos campos. Para participar basta fazer a inscrição em Urubici na Graxaim Ecoturismo e Aventura e em Bom Jardim da Serra na Tribo da Serra Ecoturismo. O valor da inscrição é de R$ 30,00, valor que inclui camiseta, seguro individual e acompanhamento de guias. Mais informações podem ser conseguidas pelo e-mail maryella@graxaim.com

revista visão

notícias atualizadas diariamente no blog b l o g . r e v i s t a v i s a o . c o m . b r

Serra Catarinense terá plano estratégico de turismo

A administração Municipal de Urupema esteve de Luto. Ana Paula da Silva Souza (Tia Paula), de 41 anos de idade, Diretora Municipal de Cultura e ex-vereadora (PMDB) do município, faleceu na manhã de terça-feira (04/02). Ela comandava com maestria os principais projetos culturais desenvolvidos no município como Invernada Artística, Canto e coral, Grupo de Flauta Doce, entre outros.


30 31 <infovisão

Prefeito sobrevoa região da Ponte Grande

Hospital Tereza Ramos tem nova diretora Beatriz Montemezzo assumiu a direção geral do hospital Tereza Ramos na segunda-feira (17/02). Ela substitui Luiz Alberto Susin, que exerceu a função durante os últimos 28 meses, e a agora se dedicará integralmente à medicina (ele é Endocrinologista). Beatriz é graduada em Fisioterapia pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali), e pós-graduada em Saúde Pública pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atuou como secretária de Saúde de Urupema, presidiu o colegiado de secretários de Saúde do Planalto Serrano e foi membro titular do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Santa Catarina. Antes de assumir a direção do hospital, Beatriz respondia pela Gerência Regional de Saúde. Em seu discurso, a nova diretora falou sobre o compromisso que está assumindo. “É um grande desafio, e vou dedicar todo o meu tempo a ele, pois a Saúde Pública exige integralidade, afinal, a cada dia surgem novas demandas e o papel do gestor é superá-las”, ressaltou Beatriz.

Premiação no Congresso Catarinense de Municípios

Lages foi um dos municípios destaque no XII Congresso Catarinense de Municípios, no CentroSul, em Florianópolis, realizado em fevereiro. O vice-prefeito Antônio Arcanjo Duarte, “Toni”, recebeu dos organizadores o troféu Índice da Cultura, ao lado de outros municípios que também tiveram reconhecimento em categorias diversas. Essa foi a primeira edição do prêmio que teve como parâmetro, o Sistema do Índice de Desenvolvimento Municipal Sustentável – SIDMS. O objetivo do prêmio é valorizar os municípios que possuem os melhores indicadores, incentivando a cultura do planejamento, monitoramento e da formulação de políticas públicas baseadas nas informações estruturadas que integram o sistema. O IDMS é uma medida que avalia o nível de desenvolvimento sustentável de um município, considerando o equilíbrio no desenvolvimento das dimensões Sociocultural, Ambiental, Econômica e Político-Institucional. revista visão

O início da implantação do Complexo Ponte Grande, quando aconteceram as primeiras reuniões de ponto-controle para resolver pendências, completou em fevereiro um ano. A obra física começou em outubro e os trabalhos seguem em ritmo acelerado. Na quarta-feira (12/02), a convite do prefeito Elizeu Mattos, a imprensa acompanhou a explanação dos diretores das empresas Sulcatarinense e Prosul, que executam a obra e os trabalhos técnico social, representantes da Caixa Econômica Federal e de secretarias municipais envolvidas. Um sobrevoo de helicóptero sobre o trecho que compreende a região permitiu que se visualizasse com mais propriedade a construção. Com um investimento total que ultrapassa os R$ 80 milhões, o Complexo Ponte Grande contempla obras de rede de esgoto, ampliação da estação de tratamento, macrodrenagem, retificação do leito do rio, implantação de um parque linear “beira-rio” e o sistema viário com interligações. Também faz parte do projeto a realocação de 170 famílias que residem às margens do rio e serão encaminhadas ao novo conjunto habitacional, que será construído no bairro Várzea. São 6,3 quilômetros de extensão que ligará o Caça e Tiro ao Guarujá.

Xadrez passa a fazer parte do Jocol Durante as férias coletivas da Prefeitura de Lages, a equipe da Fundação Municipal de Esportes (FME) trabalhou de forma escalonada em plantão e aproveitou para ajustar detalhes desta edição do maior campeonato amador, os Jogos Comunitários de Lages (Jocol). O início se dará com a corrida rústica. As inscrições podem ser feitas entre os dias 17 a 19 de março, tendo a sua realização no dia 22 (sábado) no período da tarde. Já na semana seguinte, um sábado, dia 29, acontece a abertura oficial do Jocol 2014, dando início às competições de futebol de campo (séries A, B e C), futsal (40 +), futsal (séries A e B), futsal feminino, futebol suíço feminino, vôlei de areia, além de bocha, bolão 23 misto (trio), handebol, vôlei, basquete, tênis de mesa e dominó – todos nas categorias masculino e feminino, tranca (casais), truco, suíço (40 +), Jocolzinho (12 a 15 anos), bicicross, mais o Jesc (12 a 14 e 15 a 17 anos) e o Moleque Bom de Bola.

Eleitas as musas da Feijoada da Serra 2014

No sábado, (01/02), na Chácara Battistella, foi lançada a 10ª Feijoada da Serra, com a escolha das musas. No cardápio uma saborosa feijoada executada pelo Chef Ângelo Rocha. Autoridades, patrocinadores e imprensa foram os convidados. Todos puderam prestigiar o tema da Feijoada de 2014, que esse ano será a Copa do Mundo. Vanusa Córdova, através da Multiplik Eventos, é a organizadora da Feijoada da Serra e comenta que esse ano será muito especial para o evento: “A Feijoada da Serra está comemorando 10 anos e queremos fazer o melhor evento até agora. Por isso, minha equipe está trabalhando como nunca para proporcionar dias de muitas alegrias, tudo isso em ritmo de Copa do Mundo”. A 10ª Feijoada da Serra acontecerá nos dias 15 e 16 de março na Chácara Batistella.


Senac Lages lançou MBA em gestão estratégica corporativa Os professores Carlos Alberto Decotelli da Silva (doutor em Administração pela Universidade Nacional de Rosário) e Carlos Wolowski Mussi (Doutor em Ciências Econômicas e Empresariais pela Universidade Complutense de Madri) estiveram na noite da quarta-feira (19/02) no auditório da CDL de Lages no evento de lançamento oficial do MBA em Gestão Estratégica Corporativa, a ser realizado pelo SENAC de Lages a partir do dia 04 de abril deste ano.  O professor Mussi, um dos organizadores do MBA, apresentou detalhadamente a quem se destina, objetivos, relação do corpo docente e a metodologia utilizada pelo curso, “que vai colocar vocês frente a frente com professores de alto nível e qualificação em todos os temas importantes para vossas organizações”, explicou. “A grande diferença do MBA é que será focado em questões práticas do dia a dia. E será ministrado por professores com grande vivência acadêmica e prática, gente que atuou em importantes empresas”, acrescentou.  Já o professor Carlos Alberto Decotelli, proferiu uma esclarecedora palestra sobre cenários e tendências da economia e das finanças do Brasil para 2014. Segundo ele, o

30 31

ritmo de nosso crescimento deverá continuar na faixa de 2,5% ao ano para o PIB. Mas a inflação e a taxa básica de juros (Selic) continuará subindo. “As perspectivas não são as mais animadoras. Mas também não são catastróficas”, frisou. Decotelli e Mussi fazem parte da relação de professores do referido MBA. É um curso voltado a gestores, empresários (as), consultores e líderes de diversos segmentos e organizações. O objetivo é capacitar essas pessoas para o desenvolvimento de uma atitude proativa na avaliação do mercado nacional, internacional e as tendências de negócios, visando à elaboração e implementação de estratégias competitivas no mundo globalizado. O MBA terá apenas um encontro presencial por mês, no SENAC de Lages. Durante a realização do curso, serão realizados também três simpósios internacionais em parceria e com professores da Ashland University (renomada instituição americana), onde o aluno terá uma experiência internacional durante o MBA. Maiores informações sobre o MBA em Gestão Estratégica Corporativa podem ser obtidas no SENAC de Lages.

Benjamin Schultz na Secretaria de Infraestrutura de Lages Na terça-feira (04/02), na Secretaria de Infraestrutura, foi realizada a solenidade de posse do novo secretário Benjamin Schultz, que assumiu o cargo em substituição ao engenheiro Joel Netto Momm, que por motivos pessoais pediu exoneração. O decreto de nomeação foi assinado pelo prefeito Elizeu Mattos e o vice Toni Duarte. Grande parte dos secretários municipais, colaboradores e vereadores acompanharam o ato. Elizeu anuncia novidades para este ano quando várias frentes de trabalho serão intensificadas com a criação de coordenadorias específicas, como a de patrolamento, operação tapa-buracos e macrodrenagem. “A chegada dos novos equipamentos irá facilitar o trabalho. Adotamos um critério para a operação das máquinas, onde cada operador terá que assinar um termo de compromisso. A patrulha rural já iniciou os serviços e a urbana teve sua equipe designada”, afirma.

Fone: (49) 3223-3855 Rua Governador Jorge Lacerda, 123 Galeria Augusta - Sala 16 Centro - Lages

Sandra Docinhos: Prove Felicidade Docinho tem que ter o gosto da infância... De brincadeira de criança... Docinho tem que ter gosto de casa de vó... Colo de mãe... Gosto de um abraço apertado e sabor de namorado... Prove felicidade! Sandra Docinhos.

revista visão


32 33

Câmara de Lages poderá ter transmissões em TV aberta neste ano Segundo o presidente da Câmara de Lages, Anilton Freitas, mudanças devem acontecer no Legislativo Lageano, a começar pelas reuniões plenárias. Em 2013, as segundas e terças-feiras eram destinadas para a discussão e apreciação das matérias legislativas, enquanto sessões especiais, solenidade e audiências públicas aconteciam nas noites de quarta e quinta-feira. Esta rotina, segundo Anilton Freitas, não permitia aos vereadores participarem de reuniões nas comunidades e partidárias, e quando compareciam, gerava um “clima ruim” devido à ausência de alguns nas reuniões da Câmara. Neste ano, cada vereador terá direito a uma sessão especial ou audiência pública por semestre. Em relação às sessões solenes, o vereador pode pedir quantas quiser, no entanto, todas acontecerão no mesmo dia, em local a ser definido. Uma das novidades no Legislativo neste ano é a possibilidade de transmissão em TV aberta dos trabalhos da Câmara de Vereadores. Atualmente com transmissão apenas pela internet pelo próprio site e pelo canal 27 da Transcabo, a TV Câmara, de Lages, deve compartilhar o sinal digital da Assembleia Legislativa. Algumas tratativas ainda precisam ser feitas também com a TV Câmara e Senado para efetivação do serviço.

Senador Luiz Henrique está ajudando a viabilizar voos de Lages para São Paulo Em reunião na manhã de quinta-feira (06/02), em Brasília (DF), o prefeito Elizeu Mattos recebeu a confirmação que falta bem pouco para Lages ter um voo regular diário com São Paulo. O encontro, que teve a presença do diretor Institucional da Azul Linhas Aéreas, Victor Rafael Rezende Celestino, e João Carlos Grando, representando o senador Cassildo Maldaner, foi agendado pelo senador e ex-governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira. Serviu justamente para que o diretor da empresa de aviação prestasse informações sobre o voo diário de Lages a São Paulo. O diretor Institucional da Azul Linhas Aéreas, Victor Rafael Rezende Celestino, afirmou que a empresa aguarda apenas a sinalização do governo federal, que já incluiu Lages no programa de incentivos aos aeroportos regionais dentro do Plano Regional de Aviação do Programa de Investimento em Logística, para que Lages conte com voos diários. “Aguardamos apenas a liberação dos subsídios. Assim que for autorizada, Lages será o primeiro município a ser contemplado”, garantiu.

Senai de Lages vai implantar Centro Automotivo Buscando atender as demandas do setor automotivo da região, o SENAI Lages traz para a Serra Catarinense um Centro de Treinamento Automotivo. O centro está sendo construído em um terreno anexo ao prédio da entidade, com cerca de 1.437 m² de área total e 640 m² de área construída. O ambiente terá capacidade para atender 120 alunos simultaneamente em cada período do dia e o investimento ultrapassa R$ 1,5 milhão. Com equipamentos de ponta, serão implantadas salas de aulas, laboratórios de eletromecânica e suspensão para veículos leves e laboratório de mecânica para motos. O objetivo é aproximar-se da realidade da indústria automobilística no que diz respeito às necessidades de capacitação, qualificação e requalificação profissional dos trabalhadores deste setor. “Lages abriga concessionárias de grandes marcas, além da ASSOVERPLAN (Associação dos Reparadores de Veículos do Planalto). Por isso, precisa de um centro de capacitação que supra todas as suas necessidades”, disse Telmo Coelho, Diretor do SENAI Lages. revista visão

Atualmente a unidade do SENAI oferece cursos de qualificação como mecânica, sistemas de freios, suspensão e pintura automotiva. A meta é ampliar os cursos de

qualificação e implantar também cursos técnicos na área automotiva. A previsão de entrega da nova estrutura, que já está em obras, é para agosto de 2014.


34 35 <cultura

Orquidea Negra Lancara novo CD no Brasil e no exterior

A bAndA lAgeAnA de HeAvy MetAl, OrquídeA negrA, Após uM HiAtO (períOdO Onde nãO está prOduzindO) de nOve AnOs seM sOltAr A vOz cOM MúsicAs inéditAs, vAi lAnçAr nOvO discO. intitulAdO “blOOd Of tHe gOds”, O quArtO cd cOntA cOM A vOltA de André grAebin, O bOcA, nOs vOcAis. OutrA nOvidAde é que AléM dO brAsil, O discO tAMbéM será lAnçAdO nA eurOpA.

O lançamento

oficial será dia 12 de abril, às 20 horas, no Teatro Marajoara e os ingressos poderão ser encontrados na Ótica Universal. No Brasil o trabalho será independente, pago pelos próprios integrantes do grupo. Serão oito músicas inéditas, uma regravação da música “The Darkness” (gravada originalmente em 1992), mas que não entrou no primeiro trabalho da banda e uma cover da música “Flodoardo”, do Expresso Rural. A arte da capa ficou a cargo do artista Neto A. Santos e do fotógrafo Gugu Garcia.

Exterior Todo o trabalho foi gravado no Estúdio Olho da Lua e foi feito por Daniel Dante, o “Banha”. O lançamento será simultâneo no Brasil e na Europa. A tiragem para o exterior possuirá mais três músicas bônus e além do CD, também será lançado um vinil. Segundo o baixista, Robson Anadon, o interesse para o lançamento no exterior partiu de dois produtores de fora. “O disco será lançado na Inglaterra, Alemanha e Portugal”, contou. Segundo o vocalista Boca, o vinil lá fora é ainda muito procurado. “Nós só não vamos lançar aqui no Brasil porque os custos são muito altos”, declarou.

revista visão

Achei tão delicado e ao mesmo tempo pesado e forte. Quando falei para o grupo, todos gostaram.” O vocalista Boca sobre o nome da banda

Por • Foto

Liana Fernandes Gugu Garcia


A banda A banda Orquídea Negra foi formada no ano de 1986, na cidade de Lages, lugar até então dominado pela tradição gaúcha. Inicialmente o grupo fazia covers de outras bandas como Iron Maiden, Accept e Saxon. Aos poucos foram ganhando confiança e compondo material próprio, todo em inglês. O primeiro álbum “Who’s Dead?” foi gravado em 1992 com oito músicas. O segundo trabalho foi gravado dois anos depois, em 1994. Deste segundo, foi enviado o demo para críticos. A banda ganhou espaço na Revista Rock Brigade e se consagrou como uma das maiores revelações, com seu denso heavy metal. Em dezembro de 1995, a banda contribuiu com duas faixas para a coletânea Stars of Rock II, do selo Star Music de São Paulo. As músicas são: Touch Your Dream e Jango Lives. O terceiro disco “More Live Than Never” foi lançado no I Orquídea Rock Festival (festival organizado pela banda), em 2005.

34 35

O nome Quem nomeou a banda foi o vocalista Boca. Segundo ele, fazia um ano que a banda existia, mas nenhum nome havia sido dado. Então, ele leu uma matéria sobre um cientista botânico que desenvolveu uma orquídea negra. “Achei muito interessante o experimento. Achei tão delicado e ao mesmo tempo pesado e forte. Quando falei para o grupo, todos gostaram” relembra.

A formacao atual Ao longo dos anos, passaram inúmeros músicos pela banda. Nomes como: André Lisboa, Marcos Cesar, Fernando Tavares, Marcelo Menegotto, Jean Varela e Samuel Vargas. Os integrantes (foto abaixo) com mais tempo de banda e que continuam firmes são: André Graebin (voz), Vinicius Porto (guitarra) e Robson Anadon (contrabaixo). O baterista Raphael Marini integra o time há três anos. São esses quatro músicos que constituem atualmente a banda Orquídea Negra.

revista visão


36 37 <tecnologia

As profissões “mais ameaçadas” pela tecnologia

A crescente

informatização, porém, continuará a eliminar profissões, principalmente aquelas que não exigem habilidades criativas, sociais e percepção espacial mais sofisticada. São atividades em áreas como vendas, produção industrial, suporte administrativo, transporte e construção civil. Os pesquisadores Carl Benedikt Frey, do Departamento de Filosofia, e Michael A. Osborne, do Departamento de Engenharia, analisaram 702 profissões segundo a probabilidade de perdas de postos de trabalho devido aos avanços tecnológicos. Aplicando fórmulas estatísticas, eles deram notas entre 0 e 1 para essas profissões – quanto maior a classificação, maior o risco de desaparecimento. A fórmula aplicada levou em conta o quanto essas atividades demandam criatividade, interação social, percepção espacial e atividades manuais complexas. O artigo explica que a criatividade depende de valores humanos que variam muito no tempo e em diferentes culturas, o que torna difícil reproduzi-los em uma máquina. AVANÇO DAS MÁQUINAS Já as habilidades sociais que não podem, ao menos por enquanto, ser informatizadas incluem a capacidade de perceber a reação das pessoas e entender suas causas,

Fonte BBC Brasil

CARGOS NAS ÁREAS DE EDUCAÇÃO, SAÚDE, ARTE, MÍDIA, GESTÃO, NEGÓCIOS E FINANÇAS SÃO OS QUE TÊM MAIOR PROBABILIDADE DE SOBREVIVER AOS AVANÇOS NA TECNOLOGIA, APONTA ESTUDO DA UNIVERSIDADE DE OXFORD.


36 37

de negociar, reconciliar e persuadir e de cuidar dos outros, dando suporte emocional e médico. A limitação atual de computadores e robôs de lidar com formas e espaços não padronizados reduz também as possibilidades de substituição de algumas funções, notam os pesquisadores. Outros avanços tecnológicos, porém, têm permitido substituir mais atividades humanas por máquinas, detalha o estudo. Antes, a mecanização estava restrita a atividades manuais mais padronizadas. O desenvolvimento de sensores cada vez mais modernos e o aumento da capacidade de armazenamento e processamento de dados estão permitindo, no entanto, que mesmo atividades menos “ensaiadas” possam ser executadas por máquinas. É o caso, por exemplo, do carro autônomo desenvolvido pelo Google, que é conduzido por seu próprio sistema, prescindindo do motorista. Esses avanços tecnológicos também vêm permitindo mecanizar atividades cog-

nitivas, notam os pesquisadores. Oncologistas do Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, em Nova York, já usam tecnologia da IBM para fazer diagnósticos. Escritórios de advocacia também usam softwares para fazer pesquisas em leis e decisões judiciais antes dos julgamentos, o que reduz a necessidade de pessoal, embora não ponha em risco a existência da profissão que exige, por exemplo, a capacidade de persuadir. MAIS QUALIFICAÇÃO Os trabalhos mais ameaçados com a contínua evolução tecnológica são trabalhos de baixa qualificação. Entre eles estão o telemarketing, caixas e corretores de imóveis. No caso da construção civil, por exemplo, os pesquisadores de Oxford acreditam que o aumento do uso de partes pré-

-fabricadas vai eliminar algumas etapas do processo. O principal desafio para evitar o aumento do desemprego com a perda dessas vagas, portanto, é o investimento na educação para desenvolver as habilidades criativas e sociais das pessoas, diz Osborne. O estudo se baseou em 702 profissões categorizadas pelo Departamento de Trabalho dos Estados Unidos. Embora os pesquisadores não calculem quantos postos devem ser fechados, eles estimam que haja risco elevado de perda de vagas em 47% das atividades nas próximas duas décadas. Para Osborne, essa é uma tendência mundial, mas que deve ser mais lenta nos países pobres, onde a mão de obra é mais barata e há menos recursos para investimentos em informatização.

Profissões mais ameaçadas Profissões com maior probabilidade de serem informatizadas, segundo o estudo: 1. avaliador de riscos em seguradoras;

Outras profissões (com notas entre 0 e 1 – quanto maior a classificação, maior o risco de desaparecimento) 1. Médicos e cirurgiões

0,004

15. Cientistas ambientais

0,033

2. Dentistas

0,004

16. Advogados

0,035

4. reparador de relógios;

3. Psicólogos

0,004

17. Designers

0,037

5. operadores de telemarketing.

4. Nutricionistas

0,004

18. Gestores financeiros

0,069

5. Analista de sistemas

0,006

19. Personal trainers

0,085

6. Clero

0,008

20. Policiais

0,098

7. Antropologistas

0,008

21. Repórteres

0,11

8. Professores

0,009

22. Tradutores

0,38

9. Gerente de vendas

0,013

23. Historiadores

0,44

10. Engenheiros

0,014

24. Pilotos comerciais

0,55

11. Gerente de marketing

0,014

25. Trabalhadores de construção

0,88

12. Executivos-chefes

0,015

26. Taxistas

0,89

13. Compositores

0,015

27. Padeiro

0,89

14. Arquitetos

0,018

28. Modelos

0,98

2. técnicos em matemática; 3. costureiros manuais;

Profissões com menor probabilidade de serem informatizadas, segundo o estudo: 1. terapeutas recreacionais; 2. supervisores mecânicos, instaladores e que fazem consertos; 3. diretores de gerenciamento de emergências; 4. Assistentes sociais especializados em saúde mental e abuso de drogas; 5. profissionais de saúde auditiva.


38 39 <beleza

ÁGUA TERMAL HIDRATA E REFRESCA MAIS NO VERÃO A ÁGUA TERMAL TEM FEITO A CABEÇA DE QUEM ACOMPANHA O MUNDO DOS COSMÉTICOS. E POR MAIS QUE NO RÓTULO INFORME QUE ELA SÓ CONTÉM ÁGUA, A COMPOSIÇÃO DO LÍQUIDO É O FATOR MAIS IMPORTANTE E QUE JUSTIFICA INCLUSIVE O PREÇO DO COSMÉTICO.

Ela conta

com uma composição específica, pois passa por um processo de filtração próprio, que mantém seus minerais em ótimas condições e não apresenta bactérias. Além disso, a água termal tem menos sódio em sua composição e é mais rica em selênio, cálcio e manganês, quando comparada à água mineral. Esse diferencial ocorre devido à temperatura mais alta da água termal, que normalmente é encontrada entre 37 e 50 graus. Ela é normalmente comprada em spray, e deve ser borrifada sobre a pele antes de passar ou retocar o filtro solar, para não anular essa proteção. Alguns cremes e loções hidratantes podem vir enriquecidos com água termal para otimizar sua ação calmante e suavizante na pele. O ideal é passar o suficiente para cobrir a área do corpo, mas não há problema no uso excessivo, já que o produto é apenas água com concentrações relevantes de minerais.

REFRESCA Por conter uma maior quantidade destes minerais e oligoelementos, a água termal refresca muito mais do que a água comum, mas depende do solo em que essa água foi filtrada. Para sentir os benefícios da água termal, é necessário usar o produto entre duas e três vezes ao dia, aplicando antes do filtro solar pela manhã, no meio do dia, antes de reaplicar o filtro e antes de dormir.

revista visão

HIDRATA A água termal pode inclusive servir como hidratante para pessoas que tenham pele oleosa e não conseguem se beneficiar tanto com cremes e outros tipos de loções. Afinal, seus nutrientes também ajudam a fazer com que ela hidrate bem mais do que a água mineral ou de torneira.

REPÕE MINERAIS PERDIDOS Com o suor, perdemos vários minerais não só da nossa pele como do corpo. E além do uso de isotônicos para recarregar o corpo, a água termal ajuda a revitalizar a cútis ao repor esses minerais, pois ela contém principalmente magnésio, cálcio, ferro e zinco. Sem isso, a pele pode ficar desvitalizada, sem viço, com aspecto cansado.

PROPRIEDADES CICATRIZANTES A vermelhidão causada por cicatrizes e problemas de pele também podem ser amenizadas pela água termal, já que ela ajuda na cicatrização da pele. Para ação cicatrizante é importante conter enxofre e zinco, pois esses dois minerais participam do processo de reparo tecidual. Alguns chegam inclusive a indicar esse produto para problemas como rosácea, psoríase e eczema. Mas nesses casos são mais indicados tratamentos mais completos nas estações de águas termais.


40 41 <decoração

AS COR ES

TENDÊN QUE SERÃO CIA EM 2014

TONS FECHADOS DE CINZA, ROXO E VERDE ESTARÃO EM ALTA. CONHEÇA AS PALETAS QUE GUIARÃO O TRABALHO DE DECORADORES E DESIGNERS NESTE ANO.

O início

do ano pede uma renovação no visual da casa. Pensando nisso, grandes marcas prepararam estudos sobre as tendências de cores em 2014. Mesmo a paleta se mostrando bastante diversa, é possível observar o predomínio de nuances como azul e verde. Mas nada de brilho ou excessos. As cores deste ano buscarão trazer equilíbrio e tranquilidade, o que torna os tons fechados mais presentes nos ambientes da casa. Reunimos abaixo as apostas de cinco grandes empresas fabricantes de tintas– Coral, Suvinil, Sherwin-Williams, Eucatex e Pantone. Confira.

revista visão


40 41

Sherwin-Williams Cinza arroxeado

Coral - Azul esverdeado A aposta da Coral para o ano de 2014 é o azul esverdeado. A cor suave “Lagoa Particular” se mostra versátil nas combinações e permite trazer equilíbrio aos ambientes. “É possível combinar o azul com delicados tons de rosa e ocre quente, além dos verde-menta e esmeralda. Para conseguir um visual mais moderno, o ideal é combinar o azul esverdeado com outras tonalidades próximas, criando um efeito de tom sobre tom”, afirma Renato Panzuto, gerente de marketing.

O cinza continua mostrando força na decoração da casa. A Sherwin-Williams elegeu a cor “Exclusive Plum” pela sensação de frescor que ela proporciona, além da perspectiva neutra levada aos ambientes. A tonalidade escolhida pela marca é destaque ainda no mundo das passarelas. “A cor aparece na moda, traz uma sensação clássica e sua versatilidade transmite algo de mistério e luxo”, afirma Carol Derov, diretora de marketing.

Suvinil - Azul claro A cor escolhida pela Suvinil é o azul claro, marcado pela sensação de tranquilidade vinda de um dia com céu limpo. A cor “Curaçau Blue” carrega também um sentimento de confiança e compreensão. “A paleta de 2014 será repleta de nuances dentro das famílias dos verdes, amarelos e azuis. Saem de cena as tonalidades óbvias da bandeira para a chegada das mais tranquilas”, diz Ana Kreutzer, designer de cores.

Eucatex - Laranja A cor “Tangerina” foi escolhida pela Eucatex como tendência em 2014. A marca usou pesquisas, realizadas pelo Comitê Brasileiro de Cores (CBC), para selecionar a tonalidade que mais transmitisse sensação de alegria e movimento. “O laranja é uma cor quente e vibrante que pode ser combinado com o amarelo e o vermelho. É uma opção muito interessante no momento de decorar”, diz Elizabeth Wey, presidente do CBC e consultora da marca.

Pantone - Roxo O clima de mistério e encanto também invadiu a cor “Orquídea Radiante”, escolhida pela americana Pantone como a tonalidade de 2014. O roxo desperta criatividade e pode ser combinado facilmente com nuances rosadas.

revista visão


42 43

revista vis達o


gastronomia> 42 43

PAELLA catalana A PAELLA, POR SEU SABOR INSTIGANTE, COMPLEXO E CHEIO DE SURPRESAS, É PROVAVELMENTE UM DOS PRATOS MAIS CONHECIDOS E POPULARES DA RICA GASTRONOMIA ESPANHOLA. EXISTEM VÁRIAS VERSÕES DA RECEITA, UMA MELHOR QUE A OUTRA. NESTA EDIÇÃO DELICIE-SE COM A VERSÃO CATALÃ DESTA IGUARIA.

A paella

(pronuncia-se “paelha”) tem sua origem, como o arroz, no extremo oriente. A Índia, China e Indonésia possuem vários pratos que misturam carnes, verduras e frutos do mar com arroz. A genialidade da paella está na acertada combinação de várias carnes e verduras temperadas com azeite de oliva espanhol e açafrão. A paella, como é hoje conhecida no mundo, teve sua origem na zona de Valência, onde além dos grandes arrozais existe uma grande produção de verduras frescas. Era só um passo para misturar as carnes

INGREDIENTES • 150g de bacon defumado • 300g de lombo de porco em cubos • 300g de peito de frango em cubos • 300g de chouriço espanhol (ou calabresa defumada) • 2 cebolas picadas • 1 pimentão vermelho picado • 6 dentes de alho picado • 10 camarões grandes descascados e cortados no meio • 300g de lulas em rodelas • 300g de filé de cherne (ou outro peixe de carne firme) • Polvo cozido e cortado em cubos • 1 litro de um bom caldo de peixe ou camarão • 150 ml de molho de tomate • 500g de arroz para paella ou arroz parboilizado • 100g de vagem picada • 200g de ervilhas frescas • Sal e pimenta • Açafrão em estigmas • 2 colheres de sopa de páprica doce • 1 colher de sopa de páprica picante • 10 camarões grandes e inteiros • Mexilhões cozidos dentro da casca • Azeite extra virgem • Pimentão vermelho sem casca para decoração • Limão siciliano em fatias para servir • Salsa picada

disponíveis (frango, coelho, porco) com as verduras (cebolas, tomates, ervilhas, vagens, etc.), refogá-las em azeite de oliva, temperá-las com açafrão e adicionar um punhado de arroz. O recipiente para cozinhá-las não é outro que a paella propriamente dita! Na língua valenciana, a frigideira é chamada paella e é daí que vem o nome prato. Mas, o que faz uma boa Paella? Sem dúvida, a qualidade de todos os ingredientes. Arroz, carnes, verduras, e sobretudo o uso de açafrão e de um bom azeite de oliva espanhol extra virgem. Acompanhe a receita.

PREPARO Esquente com azeite uma panela grande e baixa (própria para paella) e frite o bacon, depois reserve-o. Tempere todas as carnes com sal e pimenta e dourar nessa ordem: linguiça, lombinho e frango. Retire as carnes e tempere o peixe e os frutos do mar com sal e pimenta. Na mesma panela, deixe dourar os peixes e frutos do mar nessa ordem: camarões, polvo, lula e peixe. Junte as carnes e coloque cebola e alho e deixe suar. Junte o arroz e misture. Em seguida, adicione o molho de tomate, as pápricas e o caldo até cobrir e mexa bem. Dissolva o açafrão em um pouco de água do caldo e adicione à paella, deixando cozinhar, por 10 minutos, coberto com papel-alumínio. Em seguida, junte as vagens e ervilhas e misture bem. Disponha por cima os camarões inteiros e os mexilhões. Tampe com papel-alumínio novamente e cozinhe por mais 10 a 15 minutos. Regue com azeite, gotas de limão, coloque o pimentão sem casca e a salsinha picada. Rendimento: 15 porções.

revista visão


44 45 <automotivo

Contra o giro Sabemos que se deve evitar esterçar a direção hidráulica com o carro parado a fim de aumentar sua vida útil. O mesmo vale para a direção elétrica?

Mudança em marcha Se há uma crescente demanda por economia de combustível, por que as montadoras não instalam câmbios manuais com seis marchas, como fez a Fiat com o Siena no passado? Mais marchas requerem mais engrenagens e mecanismos de engate mais complexos. Isso aumenta o preço do veículo (algo mais sensível em modelos de entrada) e eventualmente o peso, sem a garantia de que o consumo será menor ao se considerarem todas as condições de uso – especialmente nos veículos de menor torque, caso do Siena 1.0 6 Marchas, lançado em 1998. Na busca por economia, os engenheiros têm investido mais na otimização do gerenciamento do motor, na desativação de cilindros, na injeção direta e em outras soluções com maior garantia de sucesso. O aumento do número de marchas acaba sendo uma segunda etapa.

Com direção elétrica ou hidráulica, o potencial de dano é o mesmo, porque não são a bomba e as mangueiras de fluido que sofrem com a sobrecarga, mas sim as barras de direção, os terminais e os pneus que são submetidos a mais esforço quando estão parados. Quando a direção hidráulica ainda não estava disponível ou não era tão popular, os motoristas aprendiam rapidamente que deveriam mover um pouco o veículo para esterçar o volante, poupando assim todo o sistema de direção.

Pé torto Rodas de liga leve podem empenar? Sim, e elas também podem sofrer outros tipos de dano severo, como amassados profundos nos aros ou até mesmo trincas. A boa notícia é que algumas dessas avarias podem ser reparadas com sucesso por especialistas, que conseguem avaliar quais os casos passíveis de recuperação e quais condenam a roda. As ligas metálicas usadas atualmente são mais resistentes que as usadas no passado, em função do acréscimo de magnésio e silício, que permite esse retrabalho.

Assunto arrastado Em qual situação o pneu tem o menor desgaste: o carro com ABS ou o mesmo veículo com freios comuns? Em uma situação normal, sem frequentes freadas repentinas ou muito fortes, o desgaste dos pneus é igual nos dois sistemas. Se o motorista for do tipo pé de chumbo, com perfil muito agressivo, o carro com freios ABS gastará menos os pneus (ou pelo menos o desgaste será mais homogêneo), pois o sistema evita que as rodas travem a toda hora. A mesma lógica vale para a comparação de um veículo com controle eletrônico de tração ou estabilidade.


Auto Mecânica Ouro Preto Luz no olhar É verdade que os faróis do tipo projetor têm um facho de luz mais preciso e, por isso, não oferecem risco de ofuscamento? Sim. Esses faróis são mais precisos e, por isso, o risco de ofuscamento é reduzido. Eles são formados por um refletor elipsoidal, uma lente plano-convexa (a parte de dentro da lente é plana, a externa é convexa) e, aí está o truque, um bloqueador de luz com uma missão bem específica: ele não deixa passar luz para a parte superior da lente, evitando assim um facho alto desnecessário, que poderia ofuscar o motorista no sentido contrário.

Duas marcas, uma medida Posso misturar duas marcas diferentes com a mesma especificação na troca de óleo? Pode, mas não deve. Misturar óleos de marcas diferentes não é recomendado pelos fabricantes de motores, pois cada lubrificante pode ter uma variedade diferente de aditivo. Por outro lado, em situações emergenciais, quando é necessário completar o nível do lubrificante caso ele esteja abaixo do mínimo, é possível fazer a mistura, mas tendo o cuidado de manter a viscosidade recomendada. Depois, assim que chegar a uma oficina ou autorizada, faça logo a substituição completa do óleo.

Velhice saudável Por que os carros ficam mais econômicos com o passar do tempo? De fato, com o acúmulo de quilometragem, o motor tende a ter seu desempenho e consumo melhorados por causa da redução de atritos das peças móveis internas. Em geral, estima-se uma melhora que varia de 5% a 7%. Nos carros de longa duração, registrou-se variações parecidas com essas após rodar 60 000 km, mas nada parecido com seus 22% relatados em tão pouco tempo. O mais provável é que tenha havido variações entre as medições iniciais e as atuais, como mudança no estilo de dirigir, alteração na qualidade do combustível e imprecisões na aferição ao abastecer o tanque, entre outros.

MECÂNICA OURO PRETO ESPECIALIZADA EM GNV A Mecânica Ouro Preto está há mais de 60 anos no mercado. Sérgio Montemezzo, o Chico, está à frente dos negócios desde 1988. Ele conta que herdou o gosto pela mecânica do pai. A empresa é especializada em GNV e manutenção do kit gás e manutenção e reparação de carros da linha leve (multimarcas). Segundo Chico, a empresa preza pela qualidade e a sustentabilidade nos serviços. Por este motivo todos os carros que passam pela mecânica ganham inspeção de gases (poluentes), para avaliar se o veículo está dentro das normas determinadas. “Aqui ainda não é exigido isso, como nos grandes centros, mas logo será e meus clientes já estão se adequando a essa realidade”, destacou. Outro procedimento que visa o bem do meio ambiente é a instalação de GNV. Chico afirma que o gás natural veicular produz 90% menos gás carbônico que a gasolina. Outro diferencial da Mecânica é o sistema de injeção eletrônica que é feito com equipamentos de última geração. A mecânica é credenciada pelo INMETRO e passa por inspeções periódicas. Tudo para verificar se os equipamentos estão em boas condições e os funcionários capacitados. Hoje a empresa emprega oito colaboradores. Ela fica localizada na Rua Carolina Batalha Ribeiro, Centro. Telefone (49) 3222-4809, e-mail: mecanicaouropreto@hotmail.com


46 47 <vida e saúde

ESCOLIOSE

ATINGE PRINCIPALMENTE AS MULHERES Dores nas costas sempre causam muito incômoDo na viDa De qualquer pessoa e são originárias De Diferentes motivos como a má postura no trabalho e o sobrepeso corporal. porém, em algumas pessoas esses incômoDos poDem ser provenientes Da escoliose, um problema que afeta, em sua maioria, o público feminino.

Sabemos

que a coluna vertebral, também denominada de espinha dorsal, estende-se do crânio até a pelve. Sua finalidade é dar sustentação para outras partes do esqueleto e possui algumas curvaturas que são consideradas normais. No caso de pessoas que sofrem de escoliose, a coluna vertebral apresenta um encurvamento anormal no meio ou nos lados. Devido a essa deformidade na coluna, os ombros ou quadris apresentam um desnível ou inclinação para o lado esquerdo ou direito. Diante disso, normalmente um dos ombros fica mais alto do que o outro – descreve o médico neurocirurgião, Dr. Paulo Porto de Melo formado pela UNIFESP e colaborador do Departamento de Neurocirurgia da Universidade de Saint Louis (Missouri, EUA). Esse desalinhamento da coluna está presente em até 3% da população, podendo ser classificado como curva simples, quando está para a direita ou esquerda (escoliose em “C”) ou curva dupla (escoliose em S”). Esse desvio é progressivo e a a curvatura da escoliose varia, principalmente, em relação à idade.

este desalinhamento cervical é presente em até 3% da população mundial. ocasiona má postura e nos casos mais severos, dificuldades respiratórias


46 47

a escoliose é classificaDa em quatro tipos:

CURVA ANORMAL DA COLUNA

Escoliose congênita: Decorrente de um problema com a formação dos ossos da coluna vertebral no nascimento. Essa má formação ocorre durante o desenvolvimento do feto no útero da mãe. Escoliose neuromuscular: é causada por uma anormalidade dos músculos ou nervos, ocasionando fraqueza e descontrole dos músculos em crianças que têm o sistema neurológico em desordem ou decorrente de paralisia cerebral, distrofia muscular, espinha bífida e pólio. Escoliose sindrômica: seu acometimento é associado a outras doenças como síndrome de Marfan e síndrome de Rett. Escoliose idiopática: é o tipo mais comum que acomete as pessoas, principalmente em adolescente do sexo feminino. Sua causa é desconhecida. Ela normalmente é dividida em quatro grupos: 1) Do nascimento aos 3 anos de idade - escoliose infantil; 2) De 3 a 9 anos de idade - escoliose juvenil; 3) De 10 a 18 anos - escoliose do adolescente; 4) Após 18 anos – escoliose do adulto. A avaliação médica precoce é essencial para que o tratamento seja eficaz.

COSTELAS

PÉLVIS

Na medida em que a curvatura se agrava (acima de 25 a 30 graus em crianças em fase de crescimento), o uso de órteses é geralmente recomendado para auxiliar a retardar a progressão da curva. Existem muitos tipos de coletes utilizados. Em alguns casos, interferência cirúrgica é recomendada.


48 49


48 49


50 51

0 quilometros de muita adrenalina Lages foi sede de um grande evento para os amantes do motocross e quadcross. mais de 650 piLotos, vindos de 47 cidades de santa catarina, rio grande do suL e paraná participaram do 14º tuiuiú no início de fevereiro. foram dois dias de competições. Texto e Fotos

Liana Fernandes

revista visão

No sábado

(08/02), as motos e quadriciclos saíram do Posto Palmeiras (anexo ao Hotel Planalto, na Cidade Alta), mato adentro, seguindo por uma trilha de mais de 80 quilômetros, até a chegada na região de Cerro Pelado, interior da cidade. No domingo (09/02) foi o dia das provas de enduro, com tomadas de tempo em pista fechada, onde os melhores das duas modalidades levaram troféu. Segundo um dos organizadores, Reni Scheuermann, o evento foi um sucesso. “Nós abrimos inscrições para 500 pessoas e nos surpreendemos quando esse número esgotou em menos de um mês. Por isso tivemos que abrir mais vagas. Este já é um evento consagrado em Lages e pretendemos a cada ano aprimorá-lo”, declarou.

marcos roberto piza, de Blumenau, participou do evento

Participantes Adolescentes e adultos, todos buscando liberar adrenalina, afastar o estresse e sentir emoção. Este é o quinto ano que o empresário Marcos Roberto Piza, de Blumenau, participa do evento. “Vim com o pessoal do motoclube ‘Só na Trilha’ e cada ano nos surpreendemos mais com a estrutura e a organização. A intenção aqui é acelerar e colocar pressão”, comentou. Ao contrário de Marcos, que já tem experiência nas trilhas do Tuiuiú, o lageano Gabriel de Liz, de 16 anos, participou pela primeira vez. O jovem diz que essa é a primeira de muitas trilhas que ainda pretende fazer. “Emoção e lama são duas coisas que me motivam”, disse o garoto.

o lageano gabriel de Liz, de 16 anos, participou pela primeira vez


esporte>

Moto e acessorios Quando se fala em motos para a prática de motocross e supercross, verificamos a existência marcante dos japoneses no mercado, cada marca com sua vedete, diferenciada inicialmente pelo visual colorido. As Hondas são vermelhas, Suzukis amarelas, Yamahas azuis e as Kawasakis verdes. Apesar das fábricas japonesas, uma empresa europeia é destaque nas competições, que é a KTM. Do início do esporte até os dias atuais, as motos foram totalmente modificadas nas suspensões, quadros, motores e outros itens, em função da radicalização do esporte, com provas mais agressivas, curtas e com mais obstáculos. Os gastos com a moto são elevados, podendo aumentar ainda mais dependendo da voracidade e velocidade do piloto na pista. R$ 1 mil por mês é uma cifra normal para quem leva uma vida tão radical.

CATEGORIAS Motocross

Os acessórios, como capacete, luvas, botas, calça, camisa, joelheira, colete e óculos são fundamentais para a proteção do piloto nos treinos e nas corridas. São esses acessórios que muitas vezes ajudam o piloto a não sofrer arranhões, torções, nem mesmo a fraturar alguma parte do corpo. Como o

mercado oferece várias opções de marcas, os valores dos acessórios variam muito. Uma roupa completa com todos os acessórios pode variar de R$ 500,00 a R$ 5 mil, uma diferença significativa para quem procura o melhor preço ou proteção para a prática desse esporte.

Quadriciclo O veículo que mistura a segurança das 4 rodas, típico dos carros, com a força e agilidade das motos, é diversão garantida nas praias e matas. Nas competições esportivas, o quadriciclo está presente com destaque em diversas modalidades como rally de velocidade, rally de regularidade, quadcross, superquad, quad freestyle e quad trial. O lazer é outra finalidade interessante que o veículo proporciona. O quadriciclo é usado em variadas atividades que buscam diversão. É comum o passeio de quadriciclo em trilhas, fazendas, terrenos montanhosos, praias, estradas de terra e condomínios fechados. Empresas de eventos e hotéis fazem locação de quadriciclo com passeios programados em rotas turísticas e há diversos encontros e desfiles promovidos por aficionados mundo afora.

O Motocross (frequentemente encurtado para (MX)) é uma modalidade desportiva de motovelocidade, praticada sobre motocicletas de estilo off-road (fora da estrada). São várias as categorias do motocross, como:

• Arenacross (existe há 11 anos e é disputado em 04 estados brasileiros: SP, RJ, SC e PR. Nas pistas, disputas emocionantes empolgam as arquibancadas sempre lotadas. As arquibancadas formam uma arena); • Supercross (as corridas são fortemente divulgadas e são eventos de esporte a motor, televisionados dentre as maiores cidades. As pistas são mais técnicas, não são tão rápidas como as de motocross, mas possuem um nível de dificuldade muito mais elevado, acrescentando ainda o fator do risco de lesão); • Trial (é uma prova de baixa velocidade onde o piloto deve controlar sua moto de maneira a transpor os obstáculos mais diversos, em terrenos muito acidentados, sem cair ou apoiar o pé no chão); • Enduro (é uma prova de regularidade que se realiza num percurso de veredas, pistas ou estradas abertas à circulação normal. Integradas ao percurso, encontram-se várias provas classificatórias – organizadas em locais fechados ao tráfego normal, sob quaisquer condições do tempo – nas quais o desempenho do piloto é determinante para sua classificação no enduro). revista visão

50 51


52 53 <culturarte Por

Marco Cordeiro • marco@revistavisao.com.br

Poder mesmo é poder concentrado

Totalitarismo

éo Regime de Governo sem controverso, sem oposição, sem outra proposta. Nenhum contraponto é ouvido diante de um regime totalitário e toda reflexão é logo vista como um corpo inimigo, algo a ser anulado em nome da “ordem” vigente e da lei. Nos regimes democráticos representativos, esse que vivemos hoje (ainda), onde elegemos nossos comandantes por um período de tempo pré-acordado e damos carta branca para que decidam o que melhor fazer com setores vitais da sociedade civil, existe um tripé de forças que justificam o pilar da democracia: Executivo, Legislativo e Judiciário, que bem ou mal, permitem e impedem alterações e inovações na sociedade, a menos que sejam pelo interesse da população. Como ainda não evoluímos o bastante para uma Democracia Direta (ao menos é o que nos fazem pensar os eleitos), onde a comunidade toma as decisões e elenca suas prioridades, esperamos que os representantes o façam o melhor possível, destituídos de vaidades e imbuídos de espírito público, procurem fomentar setores fundamentais que atendam o maior número de pessoas e que transformem a realidade da comunidade em que foram eleitos. Mesmo que seja utópico e mágico, é o pensamento e o discurso de todos, sem exceção, em campanha e nos palanques no processo eleitoral. Fazer cumprir o prometido cabe a uma corrente de forças que passam pelo orçamento disponível, musculatura moral do grupo vencedor, fiscalização do Legislativo, acompanhamento do Judiciário e vigilância da sociedade civil, da imprensa e inclusive do grupo derrotado nas urnas.

revista visão

Como regra, o modelo do “Príncipe”, personagem nefasto criado por Nicolau Maquiavel em seu livro homônimo, cartilha da Política Moderna, que orienta como chegar ao poder, manter o poder e perder o poder é seguido no Brasil. O Príncipe, como primeira medida, anula o legislativo, compondo com vereadores e deputados, atingindo com isso a governabilidade. Com um legislativo consciente e colaborativo, o projeto anda, argumenta o Príncipe. “Fazer o mal de uma vez só e o bem a conta gotas” era outra receita de Maquiavel, observado num Governo que traz uma Copa do Mundo, uma Olimpíada, gasta um bilhão de reais por ano em publicidade e nega necessidades básicas ao seu povo. Comanda o ódio estatal através de cotas raciais, sexismo histérico e esquerdismo patológico, mas segue o governo executando tudo o que sempre lutou contra, em nome da liberdade, do “bem” e do social. Depois disso vem o segundo e decisivo passo, anular o Judiciário, colocando-o contra a população e vice-versa, forçando a criação de leis absurdas e confusas, indicando autoridades confiáveis e instaurando o caos jurídico, subjetivando qualquer julgamento, tal o caráter gelatinoso das leis. No entanto, é no simulacro circulante desse sistema que se logra o êxito, pois o espírito revolucionário é a base desse raciocínio, ou a favor, ou contra determinadas correntes, dependendo do que melhor se condensar no discurso da moda, mobilizando o coletivo e informando-o de maneira epitelial. Os engenheiros sociais sabem disso e o processo está em andamento, inevitável e logo ali na esquina.


54 55 <panorama Por

Paulo Ramos Derengoski • jornalista e escritor derengoski@revistavisao.com.br

Praias de Florianópolis

Ingleses do Rio Vermelho tem águas azul-esverdeadas

A ilha

de Florianópolis tem 43 praias. Algumas, de águas mansas são voltadas para o Continente e adquirem a cor plúmbea das calmarias. Outras, de frente para o grande Atlântico, espumas brancas se mesclando com o verde-esmeralda das grandes ondas. No norte da ilha, o vento cálido que vem dos trópicos deixa as águas azul-celestiais, quentes, calmas, límpidas e rasas. É a região preferida dos turistas do Prata: argentinos, uruguaios e até paraguaios. Tempos atrás a praia de Canasvieiras era a mais procurada, mas o “point” atual é a dos Ingleses.

revista visão

Águas tranquilas, mas com o vento, permitem a natação e o “wind surf”, (o turista do vento, aliás, será o filão do futuro). É uma praia extensa, com larga faixa de areia branca, com dunas e ondas regulares. Cercada nas extremidades por montanhas ainda cobertas de mata atlântica, ela não tem uma avenida na orla, onde os novos hotéis de três ou quatro andares, encostam diretamente na areia. Por permitir atividades náuticas, esportivas e pesqueiras, está se transformando num dos principais polos de atração da Ilha de 23 praias. Apesar de um bando de chatos que sempre por lá aparecem, de alguns políticos horrorosos e meia dúzia de pés-rapados metidos a milionários.


56 57 <almanaque Por

Almirante Soares Filho • comerciante e ensaísta almirante@revistavisao.com.br

O carnaval de Lages

Um

dos primeiros carnavais de rua em Santa Catarina aconteceu em Lages. As primeiras manifestações carnavalescas em Lages datam da década de 1880 e mesmo que timidamente, já apresentavam algumas fantasias. Os bailes eram realizados em casas particulares. As duas orquestras existentes já apresentavam em seu repertório o barulhento e famoso “Zé Pereira”.

Os “usos e abusos” com o lança-perfume já eram problemas para as autoridades no final da década de 1890 Exemplo disto eram as festividades de “entrudo” com lançamento de água de cheiro, que era prática costumeira no Carnaval de Lages (...). O evento passa a ser remodelado com a utilização da polícia. O tenente Ernesto Neves é consagrado pela imprensa e pelo Jornal O Lageano, como um dos remodeladores do carnaval, declarando que: “sendo condenado o jogo do entrudo por meio d’água como nocivo e prejudicial à saúde, conforme se acha determinado no Regulamento Sanitário do Estado, fica expressamente proibido no Carnaval o uso de água sob qualquer forma, sendo aplicado aos infratores as penas da lei e destruídos os revista visão

limões, laranjinhas e quaisquer outros veículos adotados a tal jogo e autuados e multados”. O jornal abraçava a política de remodelação dizendo que “é digna de louvores o ato enérgico proibindo rigorosamente este péssimo sistema de aplaudir o carnaval”.

Os clubes e os primeiros bailes Só em 1896, com a fundação do Clube 1º de Julho, a sociedade foi se restabelecendo com promoção de carnavais com grande êxito. Os desfiles eram compostos por carros alegóricos e fogos de bengala, fazendo com que todo o trajeto fosse ocupado. Na época os espaços onde aconteciam os desfiles e folias ficavam todos lotados. Posteriormente as festividades carnavalescas também foram promovidas no Teatro São João. No início do século XX surgiram duas importantes sociedades carnavalescas: Vae ou Racha (1917) e o Cravo Preto (1919). Também em meio à efervescência das sociedades carnavalescas, o Clube Cruz e Sousa era fundado em 22 de setembro de 1918, consolidando o espaço dos negros na época diante dos movimentos sociais e principalmente o carnaval com a Escola de Samba Unidos do Ritmo Castro Alves.


58 59 <visões do ozóide

Por

Ozóide • Alienígena, intelectual e olheiro ozoide@revistavisao.com.br

Natal Felicidade Com muito menos dinheiro envolvido do que a Festa do Pinhão, o Natal Felicidade foi um evento que marcou o final de ano em Lages. O balanço completo da iniciativa foi apresentado no dia 13/02, na CDL. E Flavinho Agustini, secretário de Turismo e principal responsável pela retomada da programação natalina em Lages, era só sorrisos. Segundo ele, foram 400 mil pessoas que participaram das atividades durante o mês de dezembro

(movimento médio de 17 mil pessoas por dia no centro, envolvendo todas as ações). A programação teve vários destaques positivos como o túnel encantado na Rua Pres. Nereu Ramos, projeções mapeadas em 3D na Catedral e prédio da Prefeitura, o Balé Bolshoi e as demais apresentações artísticas e culturais, a volta das famílias ao centro, o aumento nas vendas e o movimento do comércio, entre outros.

Tudo é culpa da “burocracia” Em ano de eleições, as “negociatas” políticas começam a pipocar para o “ajeitamento” de alianças. No âmbito federal, a Presidente Dilma andou trocando ministros (alguns até bons e com grande atuação) para “acomodar” a voracidade dos partidos por cargos e/ou as prováveis candidaturas. E colocou no lugar pessoas desconhecidas que provavelmente terão poucos meses de gestão e que ainda têm de provar capacidade para tal. O mesmo deve acontecer em

FIQUE DE

OLHO! revista visão

seguida nas esferas estaduais. Em Lages, o PMDB emitiu nota queixando-se de mau tratamento que estaria recebendo da SDR de Lages. O Governador Colombo fez que não escutou. Mas andou se queixando de Elizeu Mattos para o senador Luiz Henrique da Silveira. Ou seja, o clima começa a esquentar no “arranjo” eleitoral. Enquanto isso, as obras, ações e benefícios à população que aguardem mais um pouco. Afinal, tudo é culpa da “burocracia”, né?

Esse espaço também é para você leitor. Alguma coisa está errada na sua rua? Na sua cidade? Com as lideranças políticas? Denuncie! Envie um e-mail para: ozoide@revistavisao.com.br

Serra do do Corvo Corvo Branco Branco Serra Quase no apagar das luzes de seu atual mandato, o Governador Colombo assinou a ordem de serviço para pavimentar a Serra do Corvo Branco, que liga Urubici a Grão Pará. Se Esperidião Amin ficará na história da região e de SC por ter asfaltado a Serra do Rio do Rastro, Colombo ficará marcado por essa importante obra, de grande apelo turístico e econômico. Resta saber quanto tempo levará para a pavimentação ficar pronta e se será Colombo a inaugurá-la. Tomara que sim.


58 59

Nós vamos repassar os recursos para o cabeamento subterrâneo da Av. Duque de Caxias através da Celesc”.

Governador Raimundo Colombo, na abertura da Festa do Pinhão de 2013

A responsabilidade pela retirada dos postes da Av. Duque de Caxias é do órgão solicitante (no caso, a Prefeitura de Lages). Até o momento, não há formalização alguma de investimento da Celesc nesta obra”.

A instalação da Sinotruk

em Lages é irreversível. A

empresa já foi até criada

em Lages, tem CNPJ”.

Empresário Mauro Wolfart, sócio lageano da empresa, no Correio Lageano do dia 16/02/2014.

Etamar Eger - Gerente Regional da Celesc

Obras da Av. Ponte Grande, que vai interligar 14 bairros de Lages, com várias frentes de trabalho em andamento; Prefeitos da região se encontrando várias vezes para torneios de laço – o Torneio da Integração (não teriam eles outras prioridades?);

Semasa implantando três novos equipamentos (booster) para melhorar o bombeamento de água para vários bairros de Lages;

Vereador de Ponte Alta preso na praia porque viajou sem autorização da justiça (ele precisava disso já que havia sido preso no ano passado). E ainda por cima postou fotos se exibindo;

Sinotruk protocolou no Governo Federal o projeto de implantação da fábrica em Lages (mas não dizem quando vão começar as obras);

Ninguém mais fala sobre o cancelamento da Festa Mundial do Lambari, no Salto Caveiras; Prédio do Mercado Público de Lages continua fechado e abandonado (e só se fala no prédio do Aristiliano Ramos); Rodovias estaduais da região continuam uma coleção de buracos e crateras (e as novas obras não avançam e nem aparecem); Perseguições políticas de pessoas, “puxação” de tapete e brigas por cargos e poder acontecendo a torto e a direito nas várias esferas de governo; Secretaria Regional até hoje não repassou os R$ 200 mil à Prefeitura de Lages para o Natal Felicidade.

Continuidade do Projeto Carbono Social em Rede – em desenvolvimento pelo Centro Vianei – de Lages – tem novo patrocínio da Petrobrás; Novos cursos de graduação na Uniplac e na Unifacvest – dando mais opções aos jovens da região e até de fora; Arrecadação própria do Estado de SC deverá chegar a R$ 2 bilhões por mês em 2014; Empresa Azul prestes a ter voos regulares entre Lages a São Paulo. Agora só depende dos prometidos subsídios do Governo Federal; CTG Anita Garibaldi mais uma vez “abocanhou” a maior parte dos prêmios no Rodeio Internacional de Vacaria (campeão geral).

revista visão


60 61 <passatempo

(DEZ)AFIO Embora sejam muitos semelhantes, estas duas imagens apresentam 10 pequenas diferenças. Tente encontrá-las. Boa sorte!

Vanusa Córdova, através da Multiplik Eventos, é a organizadora da Feijoada da Serra 2014

Resultado da edição 93

revista visão


CONSÓRCIO NACIONAL HONDA

MAIS VANTAGENS PRA QUEM PENSA NA FRENTE

O consórcio é a modalidade de compra que mais cresce no Brasil, as parcelas são pequenas, o prazo é flexível, e no final das contas o seu veículo custa muito mais barato. Sim, você pode comprar o seu Honda e economizar muito!

HONDA FIT EM 72X APENAS R$19,27 AO DIA MELHORES TAXAS DE ADMINISTRAÇÃO SEM INCIDÊNCIA DE JUROS MENORES PARCELAS PRAZOS MAIS LONGOS

Fit / Plano Master / 72 meses / 07 contemplações / Valor do crédito R$ 35.118,00 (65% do valor do bem)  / Taxa administrativa 12% no total do Plano (0,17% ao mês) / Valor da parcela R$578,00 ao mês / Planos sujeitos a alterações pelo Consórcio Nacional Honda sem aviso prévio.

RIO DO SUL

LAGES

AL. ARISTILIANO RAMOS

AV. DUQUE DE CAXIAS

47 3531-7100

49 2101-0770



Revista Visão - Março 2014 - Edição #94