Page 1

Revista Fronteira Rural

Grupo CapitanBado.com AÑO 2 - 7 EDIÇÃO

30.000 Guaraníes 15.00 Reales 8.00 Dólares

Francieli Mendes Zainskoski Nova Esperanza - Canindeyú


Producción: capitanbado.com

Staff Dirección General : Waldir Bofinger capitanbado.com@hotmail.com Celular : 0984 202 944 / 67 9253 8558 Sucursal Brasil Diretor

Andersom R. Menuchi (0971) 212133 Py (67) 91711900 Br. / (11) 098148-868 andersommenuchi@hotmail.com Junior Pacher Editor Politico Social (67) 9100 8503 Br. jrpacher@hotmail.com Vera Struckl Consultora de Marketing (67) 9278 5890 Br.

Empresas do Grupo Capitanbado.com www.capitanbado.com www.grupocapitanbado.com www.revistavip.info www.fronteirarural.com www.asuncionaldia.com www.saltodelguairaaldia.com “Desnudate” La Primera Revista Solo para Adultos en La Frontera www.revistadesnudate.com http://www.capitanbado.com/inmobiliaria/

Revista Fronteira Rural

CAPITANBADO.COM


MARECHAL AUTOPEÇAS

Sempre O Melhor Para Voce. R. Mal. Floriano, 1055 - Centro Ponta Porã MS, 79900-000 (67) 3431-6478


>>>>>>>>> >>>>>>>>>

6

Francieli Mendes Zainskoski Nova Esperanza - CanindeyĂş

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


>>>>>>>>>>>>>>>>>>

7

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


>>>>>>>>> >>>>>>>>>

8

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


>>>>>>>>>>>>>>>>>>

9

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


>>>>>>>>> >>>>>>>>>

Roupas e Acess贸rios: Country Store Katuete /Suc. San Alberto - Cel. 0983-971505

10

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


>>>>>>>>>>>>>>>>>>

11

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Emoção marcou posse de nova patronagem do CTG Querência da Saudade

Cerimônia de posse foi realizada no último domingo no Galão Crioulo do CTG Querência da Saudade

E

o empenho de cada um de nós será grande, para mantermos a entidade forte e orgulhando nossa cidade”, declarou João Cirio Conrad, em seu primeiro discurso como Patrão do CTG Querência da Saudade, falou do desafio de manter o alto nível da entidade e agradeceu o apoio da família. “Será um grande desafio e contando com o apoio de todos os amigos tradicionalistas e familiares, vamos conseguir manter o Querência da Saudade sempre forte. Temos a tradição de promover bons eventos, de sermos fortes nas danças tradicionais e no esporte e vamos trabalhar para nos fortalecer ainda mais. Para isso conto sempre com o importante apoio dos nossos amigos tradicionalistas”, afirmou Um dos momentos marcantes da cerimônia foi quando Maristela “Mana” Dal Molin fez uso da palavra e ao lembrar os dois anos de patronagem, mencionou o trabalho de todos durante os dois anos, das conquistas e do esforço de todos. Não segurou a emoção, levando muitos dos tradicionalistas as lágrimas. O último a falar foi o prefeito Ludimar Novais, que destacou o trabalho dos patrões Elton Jacó Lang e Elza Santa Cruz Lang e desejou sorte ao novo casal de patrões, João Cirio Conrad e Irene Caceres Colman Conrad Patronagem 2014/2015 Patrão de honra: Ivo Cherin. Presidente: João Cirio Conrad.

>>>>>>>>> >>>>>>>>>

m uma cerimônia simples, mas marcada pela emoção, os tradicionalistas e gaúchos do CTG Querência da Saudade realizaram a transmissão de posse da nova patronagem da entidade pontaporanense. O ex Patrão Elton Lang passou o comando ao novo Patrão João Cirio Conrad. A cerimônia de posse do último domingo contou com a presença do prefeito Ludimar Novais e de outras autoridades do município. Elton Lang destacou os dois anos a frente do CTG Querência da Saudade e agradeceu o apoio que recebeu de todos os integrantes e também da comunidade. “Foram dois anos de muita intensidade. Ao lado da minha esposa Elza Santa Cruz Lang e de todos os integrantes do CTG, fizemos um grande trabalho em favor do tradicionalismo e ter a população de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero ao nosso lado foi gratificante. Disputamos um FENART com os nossos quatro grupos de danças tradicionais, um feito antes não alcançado na história do tradicionalismo. Conseguimos títulos importantes em Mato Grosso do Sul em todos os nossos grupos de esportes e campeira. Foram dois anos de muito trabalho, mas de muitas alegrias. Lutas que nos encheu de prazer e elevou o nome do CTG Querência da Saudade e de Ponta Porã em Mato Grosso do Sul e no Brasil. Com certeza o nosso CTG ficará em boas mãos. Muda de Patrão, mas a patronagem é a mesma e com certeza

12

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


FOTO: ED MORENO LEGENDA: Nova patronagem do CTG Querência da Saudade quer manter entidade forte. LEGENDA: Cerimônia de posse foi realizada no último domingo

>>>>>>>>>>>>>>>>>>

1º. Vice-Presidente: Liborio Felipe Both. 2º. Vice-Presidente: Cleito Antoniolli. 1º. Secretário: Gisele Benites Flor. 2º. Secretário: Maristela Jussara Dal Molin. 1º. Tesoureiro: Elton Jacó Lang. 2º. Tesoureiro: Paulo Sérgio Vieira. 3º. Tesoureiro: Carlos Ferreira Luzitano Cerimonial:Juliano Corbari, Natália Cardoso Dal Molin, Melina Eich Diretor De Patrimonio: Leomar Celso Dal Molin. Suplente: Rito de Souza Bairros Departamento Jurídico: Elza Santa Cruz Lang, Elton Jacó Lang. Conselho fiscal: Airton geovani Correa. Milton Karts. Cristian Tiago Eidt. 4 Ramão Paes. Suplentes do Conselho Fiscal: Ademar Duarte, Fabio Moresco, Jurema Stonieski. Conselho Deliberativo: Adail de Jesus Ferreira, Alfonso Pedro Eidt, Altair Capristano Freitas, Danilo Angelo Pianezolla, Décio Biolchi, Erly Eberle, Getúlio Martinez, Gilmar Luis Dalla Vechia Biolchi, Giovani Corbari, Iracy Antoniolli, Ivo Cherin, João Luis Cenci, Junival Pacher Angra Junior, Luiz D. Meotti, Nelson Karst, Olávio Luckmeyer, Onofre Balin, Oscar Goldoni, Oscar Walter Kieling. Invernada Cutural, Artística e Social: Diretora De Honra: Cleci Rosa Ferrari Cherin. Diretora Artística: Rosilene Dauzacker Antoniolli, Diretora Cultural: Gisele Benites Flor. Coordenador Artístico. Coordenador Geral: Márcio Benites Flor. Grupo Xiru: Coordenadoras: Leomar Celso Dal Molin, Maristela Jussara Dal Molin. Grupo Adulto: Coordenadores: Juliano Corbari, Cristhiane Perez, Fagner Pereira Ferreira, Natalia Cardoso Dalmolin. Grupo Juvenil: Coordenadoras: Elza Santa Cruz Lang, Elda Tatiana Corbari, Maria Ilaria Garcia. Grupo Mirim: Coordenadoras: Mirta Landolfi Vieira, Sandra Lorenzoni Bello, Cristiane Fortes Moresco. Escolinha: Coordenadora: Rosilene Dauzacker Antoniolli. Comissão De Eventos: Cristiane Fortes Moresco, Fabiana Pereira Ferreira

Corbari, Fagner Pereira Ferreira, Juliano Corbari, Márcio Benites Flor, Natália Dal Molin. Churrasqueira: Adail De Jesus Ferreira, Antonio Vieira Martins, Felisberto de Oliveira (Beto), Danilo Angelo Pianezolla, Elton Jacó Lang, Gilmar Corbari, João Luiz Cenci, José Spohr Werle (Juca), Luiz Vedana. Entregadores De Churrasco: Antonio Vieira Martins, Paulo Sérgio Vieira, Valdecir Bello. Bar: Fagner Pereira Ferreira, George Alex Radecke, Leomar Dal Molin, Sanger Garcia Kersting, Ed Moreno. Cozinha: Elza Santa Cruz Lang, Irene Colman Conrad, Maria Helena Corbari, Maristela Dal Molin, Rita Pacher, Sônia Limonge Paes, Zenilda Both. Invernada Esportiva: Vice Patrões Dos Esportes: Gilmar Corbari, Evaldo Pavão Senger. Diretor De Bocha: Ramão De Deus. Coordenadores: Elemar Haas. Diretor De Bolão: Wagner Vedana. Coordenadores: João Luiz Cenci, Olávio Luckmeyer. Esporte Feminino. Diretora Geral: Rosangela Biolchi De Deus, Sônia Limonge Paes, Zenilda Both. Coordenadora Bolão Feminino: Sônia Limonge Paes. Coordenadora Bocha Feminino: Ilânia Pruinelli Haas, Marilda Blum Senger. Truco, Tava (Jogo Do Osso) e Bocha Campeira. Diretor Truco Português: Gilmar Luis Dallavechia Biolchi. Diretor Truco Espanhol: Ramão Ovelar. Diretor Da Tava: Adail De Jesus Ferreira. Diretor Da Bocha Campeira: Fagner Pereira Ferreira. Campeira Patrão: Osmar De Matos Diretor Geral: Milton Karts. Posteiros: Ernestino Lageano, Rodrigo Karts, Marcos De Matos, Enio Karts. Departamento de Imprensa e Comunicação. Diretor: João Natalício de Oliveira. Membros: Izolina M. De Oliveira, Junival Pacher Agra Junior, Ed Moreno. Secretaria Geral: Rosalina Pavão Bairros. Ecônomo: Ramão Ovelar. Professor De Danças: Eleandro Trindade.

13

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Paula Fernandes vai colocar brasileiros e paraguaios pra cantar na 40ª EXPORÃ

>>>>>>>>> >>>>>>>>>

Milhares de brasileiros e paraguaios estarão presentes no show da cantora Paula Fernandes no sábado 15 de março no Parque de Exposições Alcindo Pereira na 40ª EXPORÃ Evento tem a cobertura do Clube de Imprensa da Região Sudoeste do Mato Grosso do Sul e Clube de Imprensa de Ponta Porã

Paula Fernandes encarou uma multidão para subir em trio elétrico na Bahia. A cantora de fantasiou de Cleópatra e levou os fãs à loucura no Carnaval de Salvador, quando subiu no trio do Asa de Águia para se apresentar. A fantasia, com direito a barriguinha e pernas de fora, mostrou que a cantora está batendo um bolão no quesito boa forma. Paula Farnandes fala sobre posar nua A cantora  Paula Fernandes, revelou que não posaria nua. “Já recebi alguns convites para posar nua. Mas tenho um público infantil muito grande e acho que sou formadora de opinião. Não tenho nada contra, mas não ficaria à vontade. É uma questão de princípio mesmo”, disse. A artista estave de férias em uma praia e compartilhou via rede social um destes momentos. “Quase nunca posto de biquíni. O verão estimula tanto a gente, e me deu vontade de dividir aquele momento mesmo. Sou uma jovem. Não gosto de expor algumas partes do meu corpo. Queria dividir que estava na praia, mas não queria mostrar nada que me incomodasse. Sempre me preservei”, comentou. Paula Fernandes no iTunes A cantora é considerada um símbolo sexual. Sobre o assunto a cantora completa: “Malho quase todos os dias, inclusive nas férias. Mas, eu tenho um jeito mais de menina, sou mignon, não sou uma mulher enorme. As pessoas até podem me achar sensual, mas é discreto”, concluiu.

O Look de Paula Fernandes

14

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Agronegócio brasileiro prevê produção bilionária em 2014 O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou na última segunda-feira (17) dados do VPB (Valor Bruto da Produção) da produção agropecuária do país. Carla Layane A estimativa é de que o setor cresça 4,4% este ano, atingindo 444,5 bilhões. O coordenador de Planejamento Estratégico do Mapa, José Garcia Gasques, revela que um dos destaques do aumento será a soja, passando de R$ 89,5 bilhões para 112,65 bilhões em 2014.

Divulgação/Genética Aditiva Gado Nelore.

Outros produtos agrícolas com perspectiva de alta são o algodão (58,4%), mandioca (64,8%), maçã (26,4%), arroz (7,8%), banana (2,8%), laranja (21,2%), cacau (7,5%), pimenta do reino (28,5%) e uva (14,5%). Quanto à pecuária, com estimativas indicando ligeira redução do valor da produção.

AUTO ELETRICA & BATERIAS Duas Nações

AUTO ELETRICA & BATERIAS DUAS NAÇÕES SERVICOS ELETRICOS EM GERAL AUTOMOVEIS - MAQUINAS DE CAMPO Av.Brasil - 795 - centro - Ponta Pora - MS 67-3431-3822

>>>>>>>>>>>>>>>>>>

SERVICOS ELETRICOS EM GERAL / AUTOMOVEIS - MAQUINAS DE CAMPO Av.Brasil - 795 - centro - Ponta Porã - MS Tel.: 67-3431-3822 Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com

15


Agricultura de cara nova

“Nem sei o que é enxada”, diz jovem produtor rural adepto da tecnologia

Leandro Cesar Tezolin tem 35 anos e trabalha sob o conforto do arcondicionado.

>>>>>>>>> >>>>>>>>>

A

comodado em uma poltrona de couro macio, ele empunha o smartphone e, com poucos toques na tela, analisa a previsão do tempo, vê a cotação do dólar, negocia uma venda e ainda responde aos amigos em uma rede social. O agricultor poderia estar em um escritório ou na casa dele, mas, em vez disso, está dentro de uma máquina de plantio, espalhando sementes de milho em seu sítio, em Maringá, no norte do Paraná. “Eu não sei nem o que é uma enxada. Minha geração vive outra época no campo. Antigamente, a vida era sofrida na roça. Agora, trabalhamos como se estivéssemos em um escritório moderno da cidade”, confirma ele. Tezolin é retrato de uma nova geração de produtores rurais, cuja tecnologia é primordial para o trabalho diário no campo. “Eu saio de casa e já bato nos bolsos para ver se não esqueci o celular. Hoje, não conseguiria trabalhar sem o auxílio dos aplicativos. O celular me leva para cidade, mesmo estando no campo, me liga a ela. Vivo aqui [no campo] como se estivesse lá”, afirma o jovem, por telefone, dividindo a atenção entre responder às perguntas da reportagem e plantar a próxima safra para o inverno. 

lógicos. “Meu avô e meu pai, também agricultores, sofreram bastante. Eu, não. Com a tecnologia, o trabalho na lavoura ficou fácil. Não existe mais aquela figura do trabalhador que sofre, que fica o dia inteiro embaixo do sol forte, fazendo trabalho totalmente manual. Hoje faço, sozinho, o trabalho que faziam em dez pessoas, há algumas décadas”, calcula.

Para o produtor rural, o trabalho agrícola é muito mais digno hoje em dia, com a disseminação dos recursos tecno-

O pai de Chanvenco, de 69 anos, prefere não aderir à tecnologia, segundo o jovem. “Meu pai tem dificuldade para me-

Fábio José Chavenco, de 36 anos, também usa apps na propriedade de 60 alqueires que divide com o pai. Produtor de soja e milho, ele utiliza os recursos do celular para fixar os preços dos produtos que vende e para calcular as áreas de plantio, conforme ele próprio. O agricultor, no entanto, revela dificuldade para ter sinal de internet, por meio do qual os aplicativos do smartphone funcionam. “Ajuda bastante, mas muitas vezes fico sem sinal de internet e acabo ficando sem os aplicativos. Essa é uma das maiores dificuldades. Até pouco tempo atrás, não tínhamos nada disso. Eu, mesmo, uso há só um ano, mas já faz diferença. Temos que nos adaptar ao mercado, né?”, rende-se. 

16

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


xer até com os recursos básicos dos celulares atuais. Então, ainda não dá para obrigar todos os agricultoras a usarem isso [os aplicativos]. Pessoas como ele não têm condições, e nem querem, fazer parte dessa nova geração”, diz o produtor. Empresas investem na criação de aplicativos  Com o novo perfil dos homens do campo, as empresas voltadas à agroindústria, as cooperativas e o próprio governo trabalham, cada vez mais, para o desenvolvimento e a difusão de aplicativos usuais para os agricultores. Os principais sistemas são usados para o controle de pragas no campo, a negociação das produções e informações técnicas sobre as culturas.  A Cooperativa Cocamar, em Maringá, por exemplo, permite que muitos cooperados negociem suas culturas por meio de um aplicativo. Atualmente, mais de mil produtores rurais associados usam o sistema, conforme estatísticas da própria Cocamar. A maioria, confirma a cooperativa, é de homens entre 30 e 40 anos.  O Ministério da Agricultura desenvolveu o Sigla (Sistema de Informações Gerenciais para Laboratórios da Área de Resíduos e Contaminantes em Alimentos). O programa permite que o usuário rastreie pesquisas feitas em produtos dele por fiscais do governo, acompanhando o andamento das análises. O serviço é disponibilizado no site do Ministério. 

A empresa Monsanto, com sede em São Paulo (SP), criou o Roundup Ready Plus (RR Plus), para informar as melhores práticas agrícolas para o manejo de ervas daninhas. Georgia Palermo, gerente de estratégia de proteção de cultivos da Monsanto, ressalta que o principal objetivo dos aplicativos é levar agilidade de informação para o campo, para que o produtor tenha melhor gestão e, por consequência, tenha mais ganhos. “A agricultura não é mais sobrevivência, é negócio. O ramo vem crescendo baseado na tecnologia, ancorado nas facilidades do mundo moderno. Os aplicativos levam as informações com rapidez para as lavouras. Há a necessidade de se adequar, já que o espaço de terra é o mesmo, mas a demanda sempre cresce. O mercado te obriga a aderir às novidades”, diz a gerente.  O aplicativo, porém, não ensina. Para usá-lo, é preciso ter conhecimento básico de agricultura, reitera Georgia. “O RR Plus serve para acrescentar, para facilitar, não para ensinar. Se for usado de forma adequada, o produtor terá muito mais rendimento, usando apenas os recursos estritamente necessários. O acesso à informação muda e torna o negócio muito mais produtivo”, afirma a especialista. “O mercado está crescendo muito. Com isso, os mais novos estão se interessando e voltando da cidade para o campo. A tendência é que muitos jovens regressem, pouco a pouco, para a zona rural”. 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>

17

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Em Mato Grosso do Sul, crédito rural cresce 112% e chega a R$ 7,25 bi em 2013 Aumento, acima ao da média nacional, relaciona-se à melhoria do desempenho do agronegócio A melhoria no desempenho das atividades agropecuárias de Mato Grosso do Sul estreitou a relação entre produtores e bancos, dobrando o montante do crédito rural em três anos. De 2010 a 2013, o valor financiado aumentou 112%, variação acima a da média nacional, chegando a R$ 7,25 bilhões no ano passado, conforme números do Banco Central do Brasil, segundo mostra reportagem na edição deste domingo (16/02) do jornal Correio do Estado.

“O crescimento da busca por crédito tem relação com o aumento das áreas plantadas e da produção. Também se relaciona ao uso cada vez mais intenso de tecnologias.”, afirmou, acrescentando que as instituições financeiras têm, atualmente, mais tranquilidade nas operações com o produtor rural sul-mato-grossense. “Temos hoje a menor taxa de inadimplência do Brasil”, informou. A reportagem é de Osvaldo Júnior e as fotos de Valdenir Rezende, Álvaro Rezende e Bruno Henrique. Matéria foi destacada pelo jornalista Lile Corrêa, ao vivo na Cidade FM 98.1

>>>>>>>>> >>>>>>>>>

Esse cenário resulta da combinação entre a expansão das áreas das diferentes culturas, uso maior de tecnologias, avanço da produtividade e segurança dos bancos na liberação de recursos, conforme análise do diretor de relações Institucionais da Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul (Famasul), Rogério Beretta.

18

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Governo argentino vai controlar venda de grãos em tempo real

renda gerada pelos cereais, e sobre o embarque dos grãos em até 24h após sair da propriedade. Segundo analistas, o tempo de 24h é curto para contabilizar os grãos e informar ao governo do país.

A Administração Federal de Receitas Públicas da Argentina informou a criação de uma norma para melhorar o controle da venda de grãos no país. Lilian Andréia De acordo com o governo argentino, a medida vai permitir que funcionários públicos federais verifiquem em tempo-real, os estoques de grãos do país, onde eles estão e quem os detém. A medida será decretada oficialmente como lei no dia 1º de abril. As propriedades serão obrigadas a informar as autoridades federais a “existência inicial dos grãos”, o número de grãos na propriedade do início ao fim do dia, a Soja

CLÍNICA DA

VENDAS DE RODAS ESPORTIVAS E ORIGINAIS, NOVAS E USADAS CONSERTOS DE RODAS - DIAMANTAÇÃO - BALANCEAMENTO Fone: (67) 3432 - 1374 email.: clinica.roda@hotmail.com Mono- binno - kromna - Vaska Mangels - Scorro - Pegasus - Tsw

>>>>>>>>>>>>>>>>>>

19

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Maracaju em destaque por Adelia Barros

(67) 91600998 / 9697 0937

Adelia Barros

e-mail: adelia_barrosborges@hotmial.com

Personalidades de nossa Sociedade

O casal de empresários Alex e Vera Tania do badalado Beefnobre

A linda Gabi Freitas filha dos empresários Ludmila e Sergio Freitas

O empresario Edio Muller, assume a presidencia do partido dos trabalhadores (PT), com o apoio do Senador Delcidio.

O grande Valdir de Brito realizador de grandes rodeios e sempre rodeado de grandes amigo

Os dinâmicos empresários Regimar e Marcio da Alto Clima referência em Auto Elétrica na cidade de Maracaju e região


Excesso de chuva já provoca apodrecimento da soja nas lavouras de Mato Grosso

>>>>>>>>> >>>>>>>>>

Chuvas intermitentes provocam perdas de 10% a 15% na safra O excesso de chuva, que tem atingido boa parte no norte e oeste de Mato Grosso, já traz fortes preocupações aos produtores do Estado. Nas últimas 24 horas, o volume chegou a 118 milímetros em Nova Maringá. De acordo com especialistas, “há soja apodrecendo por todos os lados”. – Dos 30% da soja que já estavam aptos a serem colhidos, de 10% a 15% foram perdidos – explica o agrometeorologista, Marco Antônio dos Santos. O atraso na colheita da soja já começa a comprometer a janela de plantio do milho safrinha. O plantio deve ser feito no máximo entre o final de fevereiro e o dia 5 de março para que a lavoura não entre no risco da geada precoce entre os meses de abril e maio, especialmente em Mato Grosso do Sul e Paraná,

que são mais suscetíveis ao avanço das massas de ar de origem polar. A previsão do tempo ainda indica chuvas significativas até 5 de março, com uma janela de tempo mais firme somente na semana que vem em Mato Grosso. Depois disso, a partir da sexta, dia 28, o tempo volta a ficar bastante instável. Várias cidades produtoras já atingiram o volume mensal de chuvas, como é o caso de Sinop, no norte de Mato Grosso, e Campo Verde, no sul do Estado, que tiveram volumes entre 237 e 349 milímetros, respectivamente. Em Campo Novo do Parecis, na parte oeste de Mato Grosso, as chuvas já excederam em 50 milímetros a média e atingem 305 milímetros. Para o norte do Estado, incluindo a região de Sinop, o sábado ainda será de temporais e céu carregado com volumes que podem chegar aos 38 milímetros. Fonte: CANAL RURAL

22

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Showtec aposta em tecnologias para elevar rentabilidade do agronegócio de informações e produtos que irão aumentar a produção e renda no agronegócio. “Já temos a 5° área plantada no Brasil, temos que investir e melhorar a produção destas culturas no Estado, com estratégias e tecnologias de manejo que aumentem a produtividade e ainda consigam manter esta rotatividade de culturas”, apontou ele. Renato revelou que hoje se obtém em média 50 sacas de grãos por hectare e que com estas novas técnicas poderá se chegar a 80 sacas, na mesma área. “Este é o nosso objetivo, Discurso do Senador Moka defensor da agricultura e na produção do MS

A feira tecnológica voltada para o agronegócio começou,foi dia 22/24 de janeiro, em Maracaju, com a promessa de oferecer uma série de produtos, informações e tecnologias que irão aumentar a produtividade e rentabilidade do produtor rural. A 18ª edição do Showtec conta com 130 expositores atingiu um público de 13 mil pessoas. Na Feira apresentou exposição de máquinas tecnológicas, insumos e variedades de soja, milho e outros produtos do setor

maior rentabilidade ao produtor”, ressaltou. O diretor ponderou que as palestras e tecnologias apresentadas durante a feira irão permitir que o produtor possa aplicar estas inovações em suas propriedades. “Esta é a primeira Feira Tecnológica do ano no país, deve trazer produtores de muitos estados diferentes”. Tema - Nesta edição o tema principal será “Inovação tecnológica nas mãos do produtor rural”, com palestras e orientações sobre o assunto. Também será debatido o impacto do javali na agricultura do Estado.

do agronegócio. Além de palestras, pesquisas e análises técnicas que serão voltados para acadêmicos e produtores rurais. A abertura do evento teve a participação de diversos políticos do Estado, entre eles o senador Waldemir Moka (PMDB) e a governadora em exercício, Simone Tebet (PMDB). A organização é feita pela Fundação MS em parceria com a Famasul ((Federação da Agricultura e Pecuária de MS), Sistema OCB/MS e Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul), além de contar com a presença de diversas entidades. Aposta – O diretor executivo da Fundação MS, Renato Ros-

A Governadora do MS em exercício Simone Tebet

coe, ressaltou que o objetivo é aliar a produção dos cultivos

>>>>>>>>> >>>>>>>>>

de soja, milho, eucalipto e cana de açúcar, com apresentação

24

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Momento especial da Showtec 20114 Autoridades e personalidades do agronegócio junto por um Brasil mais produtivo

“Foi um assunto colhido depois de reclamações na região de Dourados, onde tem grande safra de milho e soja, faremos uma discussão e painel para apontar soluções a esta questão”, disse Roscoe. Os javalis têm causado tem causado prejuízos em lavouras e até na pecuária. Os ataques estão ocorrendo com freqüência e foram intensificados nos últimos anos. Exemplo – O produtor Antônio Carvalho, de 48 anos, que possui uma área de pequeno porte, na região de Sidrolândia, ressaltou que foi até o local para expandir sua produção e ainda se prevenir de “pragas” na produção de soja.

Autoridades no ato da entrega das maquinas

“Espero contar com novas formas para aumentar a produção e ainda proteger meu cultivo de soja com produtos novos”. Negócios – Pela primeira vez haverá uma rodada de negócios No Showtec, que está sendo feita em parceria com o Sebrae/ MS. O objetivo é apresentar oportunidades e aproximar o setor empresarial aos negócios do campo. De acordo com a organização do evento, não há como apontar no momento a movimentação financeira resultante das negociações, já que só será feito o levantamento depois do término das atividades. O Sebrae/MS também irá divulgar no Personalidades de todo país prestigiaram a Showtec 2014

>>>>>>>>>>>>>>>>>>

final os valores da primeira rodada de negócios.

25

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


FOI UM SUCESSO A

SHOWTEC 2014

A

18ª edição da Showtec, em Maracaju (MS), recebeu

gócios movimentaram quase R$ 3 milhões neste ano.

cerca de 13 mil pessoas nos três dias do evento neste

O evento é o principal instrumento de difusão de novas tecno-

ano de 2014. Segundo a Fundação MS, realizadora

logias agropecuárias desenvolvidas pela Fundação MS e por

do evento, mil pessoas estavam nos estandes trabalhando e

institutos de pesquisa mais atuantes no Brasil e no mundo em

as outras 12 mil passaram pelo parque no período de 22 a 24

torno da produção de alimentos e energia.

de janeiro, visitando 130 estandes ou ouvindo palestras. Com o tema “Inovação tecnológica nas mãos do produtor rural”, o evento teve a participação de 130 expositores nos 16 hectares da feira. Eles apresentaram novas soluções para os sistemas produtivos, incluindo aproximadamente 600 tecnologias direcionadas para o campo. Neste ano, novos espaços foram oferecidos para os setores de pecuária, leite, sucroenergia e agricultura familiar. A estimativa dos organizadores da Showtec é que o evento vem crescendo 20% nos últimos anos, tanto em investimento

>>>>>>>>> >>>>>>>>>

das empresas quanto em tamanho de área. As reuniões de ne-

26

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Com crescimento nas exportações,

Showtec irá debater agronegócio no Brasil Com exportações brasileiras chegando a US$ 99,97 bilhões

200 milhões, tendo um crescimento de 5,2% em relação

em 2013, Showtec debaterá o cenário do agronegócio

à última safra. Fava Neves afirmou que o Brasil pode ser o

brasileiro e as perspectivas para o setor em 2014. A feira

maior produtor de soja do mundo, caso chegue aos 91 mi-

tecnológica acontece entre os dias 22 e 24 de janeiro em

lhões de toneladas do grão.

Maracajú.

Showtec – A feita anual é destinada a produtores e em-

Um dos palestrantes da feira será o professor de Estratégia

preendedores rurais, técnicos agrícolas, acadêmicos, entre

e Planejamento da Universidade de São Paulo (USP), enge-

outros, onde são apresentados produtos, inovações tecno-

nheiro agrônomo e especialista em agronegócio, Marcos

lógicas, palestras técnicas e resultados de pesquisas que

Fava Neves, que irá explicar como a exportação chegou a

contribuem para a sustentabilidade do agronegócio brasi-

este valor, crescendo 4,3% em relação a 2012.

leiro.

Segundo assessoria de imprensa, serão discutidos os pro-

O evento acontece entre os dias 22 e 24 de janeiro em Ma-

blemas relacionados ao agronegócio brasileiro. “Poderia

racajú. A Showtec é realizada pela Fundação MS. Para mais

ser melhor, caso tivéssemos o câmbio de fechamento de

informações acesse o site: www.portalshowtec.com.br.

2013 já no início do ano e se os problemas estruturais de logística não fossem tão fortes no ano que passou”, contou o palestrante. O Brasil teve um saldo de US$ 83 bilhões em 2013, sendo US$ 31 bilhões com faturamento da soja. “Os sojicultores tiveram a façanha de exportar 10 milhões de toneladas a mais em 2013”, destacou Fava Neves. Em 2014 a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) prevê uma safra de 197 milhões de toneladas e, se o clima colaborar, pode chega as >>>>>>>>>>>>>>>>>>

27

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Porto no Paraguai pode ser utilizado para escoar produção do estado

L

ideranças e empresários sul-mato-grossenses que fazem parte do setor do agronegócio pretendem fazer uma visita ao Porto de Concepcion no país vizinho Paraguai, com o objetivo de buscar rotas distintas para o escoamento da produção do Estado. Lilian Andréia

A utilização do porto paraguaio como opção de escoamento da produção do Centro-Oeste tem sido avaliada ao longo dos últimos anos. Uma das considerações de uso surgiu no projeto “Corredor de Exportação – MS Concepcion”, onde considera a hidrovia Paraguai/Paraná, iniciando no Porto de Cáceres, Mato Grosso, e terminando no Porto de Nueva Plamira, no Uruguai. O que é consideravelmente favorável ao uso do porto é a redução da distância, considerando que a região Centro-Sul de Mato Grosso do Sul fica à aproximadamente 400 km de Concepcion, em linha reta, enquanto que a rota até Santos ou Paranaguá é cerca de 1,2 mil km.

>>>>>>>>> >>>>>>>>>

Esta visita está prevista para março e é resultado do desenvolvimento da reunião entre o governador do Estado, André Puccinelli, e o presidente do Paraguai, Horacio Cartes, no Paraguai que ocorreu esta semana. A visita contou com a participação do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Eduardo Reidel e outras lideranças. “O objetivo é avaliar tecnicamente a estrutura portuária”, explicou Riedel. O encontro com o presidente paraguaio determinou a formação de uma

comissão permanente integrada por representantes dos dois países, entre eles a Federação da Indústria de MS (Fiems), para tratar de projetos de integração.

28

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Em Mato Grosso do Sul, exportações do agronegócio somam US$ 4,7 bilhões Crescimento é o maior entre os principais exportadores; celulose e soja são os destaques

Ajudado pela disparada das vendas de celulose, Mato Grosso do Sul encerrou 2013 com crescimento de 24,80% nas exportações do agronegócio, conforme reportagem na edição desta terça-feira (21/01) do jornal Correio do Estado, destacada pelo jornalista Lile Corrêa, ao vivo na Cidade FM 98.1.  Trata-se da maior variação entre os principais exportadores brasileiros. No ano passado, a receita somou US$ 4,75 bilhões e, em 2012, US$ 3,81 bilhões. A balança estadual foi positiva em US$ 4,35 bilhões. Os dados foram divulgados ontem pela Secretaria de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SRI/Mapa).

Segundo a reportagem de Osvaldo Júnior, o complexo soja, principal setor exportador de Mato Grosso do Sul, respondeu por 29% das vendas externas. As exportações desse complexo somaram US$ 1,4 bilhão em 2013, 37% acima dos US$ 1,02 bilhão de 2012. A comercialização da soja em grãos resultou receita de US$ 1,2 bilhão, alta de 68% sobre os US$ 714,54 milhões exportados no ano anterior.

>>>>>>>>> >>>>>>>>>

O avanço de 24,80% foi o maior entre os dez estados brasileiros que mais exportam produtos do agronegócio. Com essa variação, Mato Grosso do Sul

supera a Bahia (com recuo de -15,64%) em receita das vendas externas, elevando sua participação na exportação nacional de 3,98% para 4,95%. Em valores absolutos, a maior contribuição para a balança comercial do agronegócio sul-mato-grossense continua vindo da soja. No entanto, em crescimento relativo, o destaque são os produtos florestais.

30

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


>>>>>>>>>>>>>>>>>>

31

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


País deve atingir 37 bi de litros de leite em 2014 A produção leiteira no Brasil deve aumentar 5% em 2014, de acordo com a projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Lilian Andréia

Úbere de vaca em lactação

>>>>>>>>> >>>>>>>>>

A produção deve chegar a 36,75 bilhões de litros em um ano. Em 2013, a produção leiteira foi de 35 bilhões de litros, 35% a mais que os 26 bilhões produzidos em 2007. Segundo o boletim do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o alto valor pago pelo produto neste ano deve motivar os criadores de gado leiteiro a investirem na expansão dos negócios.

A previsão é que para o próximo ano os preços continuem em alta. A redução nas importações do leite e seus derivados, por conta do aumento do dólar que encarece as compras internacionais, será responsável pela valorização. A demanda vai continuar aquecida para os próximos anos.

32

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Import Export S.A.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Pedro Juan Caballero – Amambay - Paraguay / Tel: 0336 275379

33

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Moranga de 48 kg é colhida na Linha Dois Irmãos em Santa Helena Recentemente, uma moranga de 18kg da variedade Cabotiá, surpreendeu e atraiu até a RPC que fez uma matéria em Sub-Sede, na propriedade de José Antônio Gazola. Outro produtor do interior de Santa Helena, diz ter 8 morangas de mais 20kg cada num pé só, cujas fotos ainda não foram trazidas para o CL.

Uma moranga pesando 48 quilos foi colhida recentemente na Linha Dois Irmãos, entre a Esquina Céu Azul e Santa Helena Velha.

>>>>>>>>> >>>>>>>>>

O exemplar foi levado para Sub-Sede na casa de Nini Seben e é a maior moranga já registrada pelo Correio do Lago.

34

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


HIERRO - PERFILADOS - CHAPA GALVANIZADA

Py: Francisco - 0982-921892

Les deseas a clientes y amigos feliz navidad y próspero 2014!!!

Oscar: 0982-921902 Cristhian: 0982-921708 Eduardo: 0982-921826 Jonhy: 0982-921586

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com

>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Direccion: Cerro Cora” i / Pedro Juan Caballero - Py Tel.Br: 67-3431-3318

35


Festa do Laço em Ponta Porã foi um sucesso público

Show de Milionário e José atraiu uma grande multidão de fãs

>>>>>>>>> >>>>>>>>>

A diretoria do Clube do Laço Lino do Amaral Cardinal juntamente com a empresa LP eventos ainda não finalizaram os número com exatidão, mas já se comenta que esta festa recebeu o maior público já visto em uma festa de laço em toda região de fronteira nos últimos tempos. Nos quatro dias de festa passaram pelos portões do clube, de acordo com a empresa de segurança, em torno de 4.800 (quatro mil e oitocentas pessoas), que foram assistir as laçadas e participar do baile Carapé que teve o seu encerramento nas primeiras horas da madrugada de hoje. No show da dupla Milionários e José Rico que aconteceu no sábado (18), eram esperadas em torno de 4 mil pessoas, mas até agora os números já apontam para mais de 4 mil e 200 pessoas e os organizadores sentiram que o público não foi maior devido a dificuldade das pessoas chegarem até o recinto da festa, uma vez que o acesso é pela BR 463, que recebe um fluxo muito grande de veículos e carretas com direção a Dourados e isso

veio a prejudicar o acesso das pessoas, tanto que algumas preferiram voltar para casa. Com relação a estacionamento, o clube disponibilizou vaga para 2 mil e oitocentos veículos, o que não foi suficiente, uma vez que a nossa reportagem pode estar acompanhando o andamento da festa e tinha veículos estacionados até as imediações da UEMS, além de toda extensão da BR 463. No encerramento da festa, após a entrega da taça de Ouro, que foi conquistada pela equipe de Maracaju, o patrão Antônio Joaquim Mendes Gonçalves da Motta fez um agradecimento a todas as pessoas que trabalharam para a realização da festa, desde o pessoal do manejo do gado, passando por locutores, pessoal da limpeza, seguranças, eletricistas, encanadores e toda a diretoria que trabalhou unida para que tudo desse certo. Fez agradecimento especial aos seus familiares, seu pai e sua mãe e também ao público que esteve presente todos os dias no recinto de festas do Lino do Amaral Cardinal: “ A presença de todos vocês foi importante para mostrar que o nosso esporte, o laço comprido, cresça a cada dia mais e mais em nosso estado, e este ano ainda teremos mais festas aqui na sede do clube”, finalizou. Confira a classificação final da festa: Vice Campeão: peão público- Alcir Mendonça - Bela Vista Campeão público: Vereador Som - A Carreta Vice-campeão letrado: Antônio Jorge - Aimoré Campeão letrado: Cássio Yule Vice-campeão Mirim: Tahanzinho - Lino do Amaral Cardinal Campeão Mirim: Alisson Bia - A Carreta Vice-campeã bandeira: Gabriel Cheres - Lino do Amaral Cardi-

36

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


nal Campeão Bandeira: João Victor - Acatama Vice-campeã amazona mirim: Bianca Bueno Campeã amazona mirim: Larissa Cardinal - Lino do Amaral Cardinal Vice-campeã amazona adulta: Tita Marques - Lino do Amaral Cardinal Campeã amazona adulta: Caroline Ferraz - Lino do Amaral Cardinal Vice-Campeã amazona equipe: Milene Cabral - Portão Campeã amazona equipe: Luana Vicentim - Acatama Vice-campeão Casal Laçador: Gilmar Araujo e Natália Marques - Carreta Campeão casal laçador: Willian Magno e Luana Vicentim - Acatama Vice-Campeão Veterano: Inácio Rocha - Aimoré Campeão Veterano: Agostinho Sousa Vice-campeão avô e neto: Inácio Rocha e Robson Junior- Aimoré Campeão Avô e neto: Delcir Cavalheiro e Eduardo Oliveira - Flor

de Bela Vista Vice-campeão dupla de irmãos: Lucas Alves e Mateus Alves Rancho e Carreta Campeão dupla de irmãos: Adãozinho e Emerson Rolim - Carreta e união Vice-campeão pai e filho mirim: Alexandre Cardinal e Larissa Cardinal - Lino do Amaral Cardinal Campeão Pai e Filho Mirim : Tahan Mustafa e Tahanzinho - Lino do Amaral Cardinal Vice Campeão Pai e Filho Bandeira: Getulio Cheres e Gabriel Cheres Lino do Amaral Cardinal Campeão Pai e Filho Bandeira: Joaldo Vieira e João Vítor (visitante) Vice Campeão Pai e Filho Adulto: Antonio Carlos e Carlinhos Rancho e Acriban Campeão Pai e Filho adulto: Inácio rocha e Robson Rocha - Aimoré Vice- Campeão Bagualhada: Joaldo Vieira e João Carlos - A Carreta Campeão Bagalhada; Milciades e Morinigo - Passo Bravo

>>>>>>>>>>>>>>>>>>

37

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


>>>>>>>>> >>>>>>>>>

Vice-Campeão Trio: Luana, Wilian, José - Acatama Campeão Trio: Diogo, Laércio, João - Az de Ouro Vice- Campeão Capataz - Adriano dos Anjos Campeão Capataz: Diogo Brescovit - Az de Ouro Vice-Campeão Fecha Rosca: Buguinho - Lino do Amaral Cardinal Campeão Fecha Rosca: Manoel Viegas - visitante Vice- Campeão Capitão: Antônio Jorge - Aimoré Campeão Capitão - Macos Nates - - Lino do Amaral Cardinal Vice- Campeão Individual - Chiquinho Melo - az de Ouro Campeão Individual - Reginaldo Buguinho - - Lino do Amaral Cardinal Vice-Campeão Taça Bronze - Aimoré - Paulo Preto , Mauricio, Juliano Olegário, Junior Martins, Eder Vieira Campeão Taça Bronze - Sentinela Amambai Gugu, Ramão Capataz, Douglas Marques, Marco Antonio, Edy Carlos Vice-campeão da taça de Prata - Lino do Amaral Cardinal, com Paulo Aguiar, Virgílio Rosa, Joari, Walter júnior e Reginaldo Buguinho. Campeão da Taça de Prata - A Carreta de Tacuru, com Gilmar

Araújo, Claudio Siqueira, Alexa Azevedo, Tiago Cardinal e Adãozinho. Vice Campeão da Taça de Ouro - Rancho do Laço de Dourados, com Gino Ferreira, Paiakan Rocha, Lourenço Correia, Antônio Carlos e Adriano Anjos. Campeão da Taça de Ouro - Maracaju com Jean Paes, Luana Vicentim, Willian Mahno, José Milton e João Carlos. Após entrega da premiação o patrão da Federação dos Clubes do Laço do Grupo C, Pompilio Junior, informou que como o clube de laço de Maracaju pertence ao outro grupo e conquistou a taça de Ouro, os pontos como campeão da festa vai ficar para o Clube Rancho do Laço da cidade de Dourados e a segunda colocação para o Lino do Amaral Cardinal de Ponta Porã.

38

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


>>>>>>>>>>>>>>>>>>

39

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


>>>>>>>>> >>>>>>>>>

40

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


>>>>>>>>>>>>>>>>>>

41

Cel.: 0984 202 944 / (67) 925 385 58 / www.fronteirarural.com


Produtores investem em tecnologia e garantem produtividade recorde no Paraná Agricultura de precisão e rotação de culturas foram armas inclusive contra a forte seca que atingiu o Estado. No Paraná, produtores rurais que investiram em agricultura de precisão e rotação de culturas estão colhendo ótimos resultados. Na região de Mamborê, há registros de produtividade superior a 70 sacas por hectare. Os números impressionam, já que o Estado foi muito atingido pela escassez de chuvas e altas temperaturas na safra 2013/2014. A tecnologia aplicada na lavoura fez a diferença para alguns agricultores, que já comemoram os bons resultados. Murilo Menin Flores é um jovem agricultor da região de Mamborê. Nos últimos três anos ele começou a aplicar mais tecnologia nas lavouras e a produtividade da soja aumentou. Uma das áreas deve render mais de 80 sacas por hectare. – O trabalho baseado em dois pontos de rotação de cultura e, principalmente, agricultura de precisão com correção em profundidade tem dado diferencial muito grande em relação a outras fazendas ao redor da nossa fazenda. A condição foi atípica. Muita seca e calor extremo. Como o solo está bem corrigido, a raiz buscou água e deu suporte para planta. O resultado vai ser em torno de 80 sacas por hectare. O grande investimento está em calcário e gesso e traz beneficio tremendo para a lavoura – conta. O consultor agronômico Carlos Henrique Backes está contente com o resultado da lavoura em Mamborê. Ele desenvolveu os trabalhos de agricultura de precisão junto com a família Flores, e hoje colhe a recompensa.

– É um conjunto de práticas aliadas à agricultura de precisão, que consegue ter esses resultados no Paraná. Com a vinda do milho safrinha tem tido muito problema sem rotação de cultura e problemas de compactação de solo e o manejo ficou incorreto. A gente conseguiu ver na prática o resultado e mostrado em palestras e implantando no campo você começa a ver e começa a passar para os produtores. Nessa safra estamos conseguindo resultados na media por hectare, bem acima das propriedades que não têm implantado o sistema – explica o especialista. Mas os rendimentos da lavoura em Mamborê não servem de referência para este ano safra no Paraná. – Infelizmente o agricultor paranaense em função do clima vai colher 15 sacas, 20 sacas por hectare. Regiões como essa tem soja de mais de 80 sacas, mas não é a realidade do Paraná este ano. O produtor paranaense investe em tecnologia, investe em rotação de cultura. Esse ano tivemos aumento da área e migração do milho verão e feijão. E mesmo assim não teremos a safra recorde tão esperada e o prejuízo para o agricultor paranaense vai ser pesado – afirma o presidente da Aprosoja Paraná, Zeze Sismeiro. A colheita de soja no Estado continua e segue revelando números bastante contrastantes. Enquanto em fazendas do norte há rendimentos médios de 30 sacas por hectare, na região central há áreas com recorde de rendimentos acima de 82 sacas. De acordo com o Departamento de Economia Rural do Estado do Paraná (Deral), o Estado deve ter uma safra recorde de 16,5 milhões de toneladas, uma alta de 4% em relação ao ano pa

Lado brasil rural  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you