Page 1

s s a nd nda e v ve o ª C que 2 2 vo o Pr

®

Edição Nº 85 Março | Abril/2017

PUBLICAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DOS DISTRIBUIDORES E ATACADISTAS DO ESTADO DE GOIÁS


04. O futuro do varejo

brasileiro

08. Novas regras para

o cartão de crédito

10. Covendas é sucesso

em edição inclusiva

14. A importância da LIBRAS 16. Ponto-de-venda 18. Outras Histórias Revista Vendas Publicação da Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de Goiás – ADAG CNPJ: 00 420 058/0001-94

Reportagem Marcelle Alves

Presidente Elisandro Alves Rocha

Revisão: Lourena de Souza

Editora Marcelle Alves adagimprensa@gmail.com

Designer Gráfico Ricardo Fernandes ricardo.fernandest@hotmail.com

Fotos: GT Fotografias Shutterstock

Público leitor Este veículo é destinado aos vendedores do setor atacadista e distribuidor, supervisores, gerentes, compradores, profissionais de marketing; às principais empresas do setor varejista dos canais alimentar, farma, food-service e lojas de armarinhos, presentes e papelarias; e aos vendedores e executivos das indústrias.

Contatos Comerciais e Assinaturas Maurília Rezende (62) 99686-3067 vendas.adag@terra.com.br Redação/ Correspondência Rua 26 nº 341, Setor Marista CEP: 74150-080 - Goiânia GO Fone: (62) 3251-5660 Fax: (62) 32518890 adagimprensa@gmail.com Periodicidade: bimestral Distribuição: dirigida MARÇO/ABRIL | 2017 | Revista Vendas

|3


Mercado 4 | Revista Vendas

O futuro do varejo brasileiro Consumidores mudaram hábitos com a crise econômica e empresas precisam se adaptar

| MARÇO/ABRIL | 2017


e Estatística (IBGE), vários sites e lojas físicas de

cheio o varejo e mudou a forma do brasileiro

produtos de segunda mão cresceram na faixa de dois

consumir. Com inflação alta e crédito restrito,

dígitos.

o consumidor passou a comprar menos e, para se

Além do aperto no bolso, a venda de itens

ajustar à demanda, empresas precisaram baixar

reciclados foi impulsionada por uma nova visão de

portas e demitir muita gente.

mundo, isto é, de um consumo mais consciente.

Para Marcos Gouvêa de Souza, fundador da GS&MD, o varejo viveu em 2016 seu pior momento no século. O desempenho ruim é consequência de uma série de fatores: a alta inflação, que corroeu o poder

Mercado

A

recessão que se abateu sobre o país atingiu em

“Reciclar é uma tendência que veio para ficar”, diz Márcia.

Públicos

de compra e a confiança dos consumidores nos primeiros meses do ano, o desemprego e o crédito mais caro e escasso.

Uma tendência identificada para os próximos anos é a do avanço de consumidores com mais de

Para 2017, o cenário previsto ainda é de

60 anos. Em 1997, essa faixa etária reunia 13 milhões

dificuldades, segundo Gouvêa. Prova disso é que o

de pessoas. Neste ano, 26 milhões. Ou seja, em cinco

comércio varejista nacional registrou, em fevereiro,

anos serão 32 milhões de brasileiros na melhor idade.

taxas de -0,2% para o volume de vendas e 0,1% para

Esse público já representa 14% da população,

receita nominal, ambas as taxas em relação a janeiro

detém 22% da renda e é a faixa etária que mais vai

de 2017, na série ajustada sazonalmente.

crescer nos próximos 20 anos. “O varejo trata mal

Com dois anos seguidos de crise e queda nas vendas, Nabil Sahyoun, presidente da Alshop,

esse consumidor, que tem dinheiro e tempo para gastá-lo”, observa a especialista.

explicou que os empresários do setor - sobretudo os

Como até hoje o comércio e a indústria

pequenos, que são a maioria nos shoppings - tiveram

estiveram voltados para o público jovem, salvo raras

de correr atrás de capital de giro para fechar as contas

exceções, não existem produtos adequados para os

do mês.

que têm mais de 60 anos. “Eles querem mais do que

Em função dessa conjuntura complicada, os investimentos em novos segmentos foram deixados

planos de saúde e cruzeiros de navio, querem ser desafiados.”

de lado pela maioria dos pequenos lojistas. No

Financeiramente mais estáveis, tidos como mais

entanto, Sahyoun acredita que há um potencial de

focados e mais fiéis às marcas, serviços e produtos de

mercado escondido.

que gostam, os idosos são ainda um público bastante

“A crise mudou o comportamento do brasileiro na hora de ir às compras”, observou Márcia Sola,

exigente. Qualidade aliada ao bom preço os atrai e os fideliza de concordo com especialistas de mercado.

diretora de Varejo e Shopping do Ibope Inteligência,

Outro bom motivo para investir em nesse público

apontando para o avanço do consumo de produtos

é que serviços assim - um bom exemplo são as redes

reciclados ou usados.

de cuidadores - são cada vez mais necessários dado

Quando a economia ia bem, lembra, o consumo

o ritmo das famílias.

estava relacionado com artigos novos. Com a crise, o

No polo oposto, Márcia ressalta o avanço do

produto reciclado vem ganhando a cena. Enquanto o

mercado infantil como outra tendência ainda pouco

volume de vendas de mercadorias novas caiu 6,1%

explorada no Brasil. Nos Estados Unidos, por exemplo,

no ano passado, a maior retração da série iniciada

um terço das vendas da Target, a maior rede de lojas

em 2001, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia

de departamento do país, é de itens para crianças. MARÇO/ABRIL | 2017

| Revista Vendas | 5


Diferente do passado, as crianças são hoje o centro das famílias. Elas influenciam a decisão de

Mercado

compra dos pais. Parte dessa mudança, segundo ela, se deve ao fato de o pai e a mãe trabalharem muitas horas por dia e se sentirem culpados pela ausência. Carros, roupas, alimentos, eletrodomésticos, quase tudo dentro de casa tem por trás o palpite de uma criança, salvo decisões relacionadas a planos de seguro, combustível e produtos de limpeza que têm pouca influência dos pequenos. No Brasil, a publicidade na TV e Internet são as principais ferramentas do mercado para a persuasão do público infantil, que cada vez mais cedo é chamado a participar do universo adulto quando e das relações de consumo.

Nichos Outros nichos de mercado também merecem atenção. Hoje, por exemplo, mais da metade dos brasileiros (53%) está acima do peso e 18% são considerados obesos - o que significa um universo 34 milhões de pessoas. “O varejo não faz provavelmente nada com essa informação”, alerta a especialista. Por falta de produtos feitos sob medida para esses consumidores, muitos preferem comprar em sites internacionais. “O futuro é o mercado de nicho, o varejo especializado. O consumidor não quer nada adaptado.” Por fim, é preciso reforçar a velha máxima do bom atendimento – que pode parecer óbvia, mas não é para muitos varejistas. Com o avanço do comércio eletrônico e das redes sociais, quando o consumidor vai a uma loja física, ele já tem muitas informações sobre o produto que deseja comprar. Por conta disso, espera algo a mais. Isto é, ter uma boa experiência de compra. “O vendedor é o embaixador da marca e poucos lojistas estão preparados”.

6 | Revista Vendas

| MARÇO/ABRIL | 2017


Mercado

MARÇO/ABRIL | 2017

| Revista Vendas | 7


Finanças 8 | Revista Vendas

Novas regras para o cartão de crédito Quem não conseguir pagar toda a fatura pode passar, no máximo, um mês no rotativo

| MARÇO/ABRIL | 2017


Cuidados

dinheiro suficiente para pagar toda a fatura do cartão de crédito pode passar, no

Apesar

do

crédito

rotativo

ficar

mais

máximo, um mês no crédito rotativo. Depois disso,

barato para consumidores, ele continua sendo

o valor atrasado deverá ser pago ou parcelado em

um empréstimo caro, segundo especialistas.

uma linha de crédito que cobra taxas de juros mais

“As condições estão melhores do que antes,

baixas. A determinação foi divulgada pelo Banco

mas o rotativo ainda é muito perigoso”, alerta

Central no dia 26 de janeiro.

a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela

Até então, o crédito rotativo era conhecido

Kawauti.

como o vilão dos empréstimos, por cobrar taxas

Utilizar o cartão de crédito descontroladamente

que chegavam a 490% ao ano, enquanto o crédito

é o primeiro passo para não conseguir pagar a fatura

parcelado, por exemplo, cobrava 160% ao ano, em

integral e cair no rotativo. Segundo uma pesquisa

média. A taxa de juro do rotativo encerrou 2016 em

feita pelo aplicativo de finanças GuiaBolso, os

484,6% ao ano, segundo dados do Banco Central, que

brasileiros pagam 41% de todos os seus gastos

considera a média de todas as instituições financeiras.

com cartão de crédito e estão usando mais o

Contratado

automaticamente

quando

o

cliente não paga o valor total da fatura do cartão,

cartão para pagar as contas cotidianas da casa, o que é um perigo.

o rotativo é um dos grandes responsáveis pelo

“É sempre melhor pagar à vista. As pessoas

endividamento de consumidores. Com a nova

só deveriam usar o cartão em emergências, para

regra, o governo federal obriga as pessoas a saírem

excepcionalmente comprar produtos de alto valor

da bola de neve do crédito rotativo, limitando o

ou quando não dá para pagar de outro jeito, em

período do empréstimo.

compras online, por exemplo”, ensina Thiago

Assim, a expectativa é que os bancos passem a

Alvarez, fundador do GuiaBolso.

cobrar juros menores no rotativo, porque as chances

Marcos Crivelaro, especialista em finanças

de levarem calote diminuem. Agora, cada banco

pessoais e professor da Fiap, avalia que as pessoas

oferece condições diferentes de crédito parcelado,

que têm o costume de, equivocadamente, “usar o

para quem chegar ao limite de 30 dias no rotativo.

rotativo do cartão de crédito como complemento do

Antes dessas novas regras, se o cliente fizesse

salário” podem sentir agora que “o estão privando

uma fatura de R$ 1 mil, mas tivesse apenas R$ 150

dessa liberdade”. No entanto, o educador acredita

para pagar, a dívida poderia se tornar impagável. No

que a nova regra defende o consumidor, já que o

primeiro mês, o saldo devedor saltaria de R$ 850,00

valor da dívida final é menor.

para R$ 948,72. No fim do sexto mês estaria em R$ 1.708,90.

Finanças

D

esde o dia 3 de abril, quem não tem

Se chegou ao ponto de você não conseguir pagar o valor total da fatura, fuja do rotativo.

O Banco Central informou que as novas

Prefira negociar com o banco um empréstimo mais

regras valem para cartões emitidos por instituições

barato para pagar integralmente a fatura, como um

financeiras diretamente ou em parceria com os

consignado ou um empréstimo pessoal.

estabelecimentos comerciais. De acordo com o

“Usar o rotativo não deveria ser uma opção

Bacen, os cartões nos quais não há envolvimento

em nenhum momento. É sempre melhor procurar

de instituições financeiras correspondendo às

uma alternativa com juros menores”, aconselha o

vendas parceladas ou crediário, feitas diretamente

educador financeiro Rafael Seabra, autor do livro

pelo comércio, não irão aplicar a regulamentação.

Quero ficar rico. MARÇO/ABRIL | 2017

| Revista Vendas | 9


ADAG News

22ª Covendas é sucesso com edição inclusiva Interpretação em libras e audiodescrição foram os diferenciais

10 | Revista Vendas

| MARÇO/ABRIL | 2017


Sicoob Crediadag como instituição financeira oficial.

Atacadistas do Estado de Goiás realizou

Com o intuito de reforçar e garantir mais

no dia 11 de março, no Centro de

capacitação e profissionalização aos portadores

Convenções de Goiânia, a 22ª Covendas. Máxima

de necessidades especiais, a novidade deste ano

Sistemas, PC Sistemas, Reposit e Serasa Experian

foi uma edição totalmente inclusiva, que contou

foram os patrocinadores do evento que contou ainda

com interpretação em libras e audiodescrição para

com o apoio da Associação Brasileira de Atacadistas

deficientes visuais e auditivos.

dos

Distribuidores

e Distribuidores (Abad) e da 3T Systems e teve a

ADAG News

A

e

Associação

Com o tema “Provoque vendas e alcance resultados”, a 22ª Covendas contou com a presença de autoridades, parceiros de negócios, colaboradores, empresários, associados e diretoria, imprensa, representantes de entidades de classe e associações além, é claro, de inúmeros profissionais de vendas. A automotivação foi o foco do evento, principalmente para enfrentar o momento difícil que passa a economia do país. Para isso, foram convidados experts do mercado para compartilhar conhecimento prático e teórico com os participantes. Em seu discurso de abertura, o presidente Elisandro Rocha relembrou a história do atacado em Goiás, reforçando a importância da ADAG – fundada em 1995 – para o crescimento do setor. De acordo com ele, o segmento tem uma função muito importante na vida das pessoas, ao abastecer todas as cidades do país, e um evento com esse – em tempos de internet – é essencial para disseminar conhecimento e preservar o calor humano.

Palestras A primeira palestra ficou por conta do primeiro surfista bi-amputado no mundo. Pauê tornouse triatleta e ao longo de sua carreira conquistou inúmeros títulos. Ele trouxe para o público sua lição de determinação e capacidade de superação frente às adversidades da vida. Em uma palestra emocionante falou sobre a importância da motivação. “Quem não cria metas, fica estático. É importante parar de reclamar! Pois o que importa é a maneira como você reage aos MARÇO/ABRIL | 2017

| Revista Vendas | 11


ADAG News

acontecimentos da vida. No meu caso, o trem que

inteligência”, pontuou, com dicas sobre como

me atropelou foi o mesmo que me abriu caminhos

enfrentar os momentos mais difíceis. Para ele, um

para crescer”.

terço do sucesso de vendas baseia-se em cuidar

Em seguida, o diretor do Instituto Brasileiro de

das emoções.

Vendas (IBVendas), Carlos Cruz, trouxe o desafio de

O encerramento ficou com o humorista global

compartilhar o que muitas pessoas demoram anos

Gabriel Louchard. Usando a mágica como um

para aprender e realizar. Ele falou sobre indicadores

instrumento de atuação, ele mesclou textos com

de resultados, processos de vendas e fatores

muito humor no estilo stand up comedy e envolveu

motivacionais que levam o vendedor a adquirir

a participação da plateia.

sucesso na profissão.

Ele discutiu situações cotidianas da área de

Para ele, é necessário ter foco em momentos

vendas com muito bom humor e arrancou risadas

difíceis para se alcançar o sucesso em qualquer

dos participantes no encerramento do evento, que

área. “Não dê justificativas. Encontre alternativas.

ainda contou com vários sorteios de brindes.

São as nossas metas que direcionam os caminhos que vamos seguir”, ressaltou. Após o intervalo para almoço, um dos melhores

O público ainda pode apreciar a área de degustação e fixação de marcos durante os intervalos. Este ano estiveram presentes com stands

e mais assistidos conferencistas da atualidade,

as empresas:

Alfredo Rocha, abordou uma diversidade de temas,

D’Casa, Fante, FIMTPODER, IPOG, Loja Ampla

não deixando de lado o bom humor e a emoção

Visão, Mary Kay, Máxima Sistemas, Moinho Brasília,

para abordar os novos tempos na área de vendas.

Néctar Naturais, Ovos Josidith, PC Sistemas by

Crise? Segundo ele, sempre existiram e já passamos por todas elas. “São desafios à nossa

12 | Revista Vendas

| MARÇO/ABRIL | 2017

Biblioteca Braille, Condor Blanco,

TOTVS, Planmed, Roan Bonomilho, Rosa de Ouro, Senac, Sorvemio e Vila São Cottolengo.


ADAG News

MARÇO/ABRIL | 2017

| Revista Vendas | 13


Social

A importância da LIBRAS Inclusão social ainda é desafio para deficientes auditivos riada para promover a inclusão social de

C

O que a diferencia das demais línguas usadas

deficientes auditivos, a LIBRAS – Língua

hoje é que, em vez do som, utiliza os gestos como

Brasileira de Sinais – é uma forma de

meio de comunicação. Nela, os sinais são marcados

linguagem natural. Como qualquer outra, ela apresenta

por movimentos específicos realizados com as mãos

uma estrutura gramatical própria, com seus aspectos

e combinados com expressões faciais e corporais.

semânticos, sintáticos, morfológicos, etc.

14 | Revista Vendas

| MARÇO/ABRIL | 2017

Somente em 2002, por meio da sanção da


valorização da língua de sinais e para a capacitação

(Libras) foi reconhecida como segunda língua

dos futuros profissionais.

oficial no País. Segundo o Censo de 2010 realizado

No entanto, Vera Balbino, presidente da

pelo IBGE, 9,7 milhões de pessoas têm deficiência

Associação das Mulheres Deficientes Auditivas

auditiva no Brasil. Desses, 2.147.366 milhões

e Surdas de Goiás – AMDASGO, ressalta que

apresentam deficiência auditiva severa, situação

atualmente, no mercado de trabalho, ainda são

em que há uma perda entre 70 e 90 decibéis (dB).

poucas as empresas acessíveis para o surdo.

Cerca de um milhão são jovens até 19 anos.

Social

Lei n° 10.436, que a Língua Brasileira de Sinais

De acordo com ela são poucos os profissionais

Uma lei do ano de 2005 determinou que as

qualificados de acordo com a Lei. Ou seja, aqueles

universidades que oferecem cursos de formação de

que são graduados ou especialistas no assunto.

professores e de Fonologia devem ter a disciplina

“Existe um número grande de pessoas que sabem

de ensino de LIBRAS em suas grades curriculares.

a Libras por convívio, mas não são habilitadas”,

Essa medida representou um grande avanço para a

explica. À medida que aparecem mais vagas de trabalho para esses profissionais, ela ressalta que a procura aumenta. “Para isso basta olhar o crescente número de alunos no curso de Letras/ Libras da UFG”. Sobre

as

dificuldades

que

os

surdos

enfrentam, Vera diz que são sempre as mesmas. “Falta acessibilidade na comunicação”.

Covendas Sobre a experiência na convenção de vendas da Adag, Vera avalia como um evento de sucesso. “Basta ver o número de surdos que compareceram”. E acrescenta que a falta de eventos inclusivos na cidade só demonstra que a sociedade em geral ainda não pensa de forma inclusiva. “Precisamos

pensar

na

pessoa

com

deficiência como um cidadão comum, que tem suas dificuldades, mas que são passíveis de serem superadas. Não pensem como um coitado”. E com esse recado, ela deixa o convite para todos aprenderem Libras. A associação oferece o curso, em diversos níveis, no Setor Leste Vila Nova. O público-alvo são profissionais da área de educação, saúde, atendimento social e empresarial, e pessoas que desejam se comunicar melhor com familiares e amigos que apresentam surdez. MARÇO/ABRIL | 2017

| Revista Vendas | 15


Ponto-de-venda

Nestlé traz cereal Cheerios ao Brasil Reconhecida por todo o mundo, a marca CHEERIOS® conta com 74 anos de história e já é sucesso de vendas em 45 países da Europa, América do Norte, América Latina e África. CHEERIOS® Mel é um cereal matinal ideal para toda a família, que conta com quatro tipos de cereais integrais em sua composição – milho, trigo, arroz e aveia – além de um delicioso sabor de mel e textura crocante. O produto possui fibras, vitaminas, minerais e cálcio, tornando-o uma ótima opção para começar o dia de forma prática e equilibrada. O preço médio sugerido para venda é de R$ 8,99.

Triunfo lança Salpet aperitivo Triunfo, marca do portfólio da Arcor do Brasil, apresenta uma novidade irresistível: Salpet Aperitivo. Assado e crocante, o novo snack é uma opção prática com três sabores: Cheddar e Bacon, Picanha com Alho e Pizza Pepperoni. Redondinho e em tamanho menor que o biscoito tradicional, Salpet Aperitivo vem em embalagem de 70g. Prático, o novo Salpet Aperitivo é ideal para assistir um futebol com os amigos, acompanhar um churrasco de domingo ou mesmo um lanche da tarde. O produto tem preço sugerido de venda de R$ 1,49.

Vigor ganha iogurte ultracremoso de bandeja A Vigor lança seu primeiro iogurte ultracremoso de bandeja, disponível em 6 potes, com 90g cada, nos sabores tradicional e morango e frutas vermelhas, com preço sugerido de R$ 8,99. Para Anne Napoli, diretora de marketing da Vigor, o ultracremoso surge com a oportunidade de ser o melhor iogurte de bandeja do mercado, uma categoria que atualmente corresponde a 55% das vendas de grego no Brasil. “Usamos toda nossa expertise em fazer o iogurte mais cremoso do mercado e agora o levamos para uma versão familiar”.

Florestal Alimentos investe em nova categoria Com um investimento de R$ 8 milhões, a Florestal Alimentos, indústria do segmento de doces do Brasil, amplia suas atividades e cria uma nova unidade de negócios com produtos dedicados ao canal farmacêutico. A empresa anuncia o desenvolvimento de uma nova marca comercial, definida por FLOFARMA. Sob esta marca serão lançados inicialmente 17 produtos, incluindo principalmente suplementos de vitaminas e minerais, em diferentes configurações. Toda a linha de produtos será comercializada com a marca FLÓPI. A empresa pretende gerar um faturamento em torno de R$ 10 milhões já no seu primeiro ano de atuação. 16 | Revista Vendas

| MARÇO/ABRIL | 2017


Ponto-de-venda

Aurora lança queijo processado cheddar cremoso A Aurora Alimentos lança o novo Queijo Processado Sabor Cheddar Cremoso. A embalagem, de 200g, vem com um visual bem chamativo – um laranja bem intenso. Uma parte muito legal é o rótulo com visor transparente, permitindo que o consumidor veja a aparência e consistência do produto. Segundo a marca o produto traz à mesa do consumidor mais uma opção para o café da manhã, lanche e para as receitas. O Queijo Processado sabor Cheddar da Aurora vem para compor o restante da linha que já possui: Requeijão Cremoso Aurora e o Requeijão Cremoso Light Aurora.

Doritos apresenta duas versões da tortilha Está na essência de Doritos ser ousado e inovador. Por isso a marca disponibilizou nas gôndolas dos principais pontos de venda do país as edições limitadas de tortilhas Doritos Mystery. A linha irá desafiar a lógica do que é esperado pelos consumidores e não terá seus sabores revelados. Doritos Mystery estará disponível nos pontos de venda de todo o país com dois sabores de 86g cada, pelo preço sugerido de R$6,00. A edição limitada poderá ser encontrada nos PDVs até o final de maio, com identidade visual minimalista, nas cores preto e branco.

Água de coco Obrigado lança novas embalagens A marca de água de coco Obrigado, que produz uma água de coco integral, 100% pura, sem adição de açúcar e com o teor de sódio igual da fruta, licenciará o novo filme da Disney Moana. De acordo com a empresa, a personagem do filme tem uma vida saudável e os elementos naturais como a água de coco fazem parte dos seus dias, dialogando com a identidade da Obrigado, que traz em seu portfólio também sucos especiais como jabuticaba, pera com abacaxi, capim santo e gengibre e detox, todos com água de coco. As novas embalagens chegam em todos os pontos de venda do país no mês de abril. Devassa lança harmonização de chope com sachê Inspirada na coquetelaria e na mixologia, a Cervejaria Devassa, em suas unidades espalhadas pelo país, lança uma experiência de harmonização de chope com sachês, as Tropicalices. São cinco pós saborizados, para harmonizar com os estilos da marca: menta, gengibre, chocolate, doce de leite e pimenta. O consumidor terá a opção de receber o chope pronto, com o sabor escolhido já aplicado, ou ainda acompanhar o preparo na mesa se a escolha for um dos estilos disponíveis em versão cerveja – Loura (Lager), Ruiva (Red Ale) e Negra (Dark Ale) – vendidos em embalagens longneck de 355ml. MARÇO/ABRIL | 2017

| Revista Vendas | 17


10 hábitos dos líderes excepcionais *Travis Bradberry

S

e você quer ser um líder seguido com absoluta convicção, excepcionais levam as coisas a sério. Eles não são obcecados pelo próprio você deve ser um líder de quem as pessoas gostam. Tiranos e umbigo. Eles experimentam o sucesso sem deixar que suba à cabeça, cavalgaduras com visão brilhante podem liderar seguidores e admitem prontamente as falhas sem perder tempo lamentando.

relutantes por um tempo, mas nunca dura. Eles destroem as pesosas Aprendem nas duas situações e seguem em frente. Os melhores líderes são infalivelmente generosos em relação

antes de ver do que elas são capazes.

Tornar-se um líder mais agradável é algo que está àqueles que conhece, o que eles sabem e os recursos a que têm completamente sob seu controle, e é uma questão de Inteligência acesso. Eles querem, acima de tudo, que os outros se saiam bem, Emocional (QE). Ao contrário de características inatas, fixas, como porque entendem que esse é seu trabalho como líder e porque são inteligência (QI), QE é uma habilidade flexível que pode ser melhorada autoconfiantes o suficiente para nunca se preocuparem com o sucesso com esforço.

alheio. Na verdade, eles acreditam que o sucesso dos outros é seu

Confira abaixo dez comportamentos-chaves que líderes com próprio sucesso. Eles demonstram integridade, inspiram confiança e admiração

inteligência emocional desenvolvem para se tornarem excepcionais.

Mesmo em uma sala lotada, líderes agradáveis fazem as através de suas ações, não apenas palavras. Os melhores líderes sabem ler pessoas através da comunicação

pessoas se sentirem como se estivessem em uma conversa pessoal com ele. Eles se comunicam em um nível extremamente emocional.

não-verbal, que muitas vezes é mais importante do que aquilo que

Eles são acessíveis. Líderes excepcionais acreditam que todos, é dito. Eles percebem expressões faciais, linguagem corporal e o tom a despeito de seu cargo ou habilidades, valem o tempo e atenção da voz para entender o que realmente está acontecendo. Em outras dedicados a eles. Tais líderes fazem com que essas pessoas se sintam palavras, eles têm uma alta consciência social, uma habilidade crítica valorizadas porque eles acreditam que todos têm seu valor. Poucas coisas são tão prejudiciais a um líder como a arrogância.

de QE. Segundo Robert Brault, “carisma não se trata de fazer as

Líderes excepcionais não agem como se fossem melhores do que seus pessoas gostarem de você, mas de fazer as pessoas gostarem delas subordinados porque eles não acreditam que são. Ao invés de ver sua próprias quando você está por perto”. Líderes agradáveis não apenas própria posição como fonte de prestígio, eles enxergam a liderança veem o melhor no seu pessoal, mas também garante que todos vejam. como uma responsabilidade a mais por servir aqueles que o seguem.

Eles descrevem os talentos das pessoas para que todos melhorem a si

Eles sempre mantêm uma perspectiva positiva na maneira próprios e seus resultados. como descrevem as coisas. Não se sentem obrigados a fazer uma

Líderes excepcionais entendem que seu conhecimento e

apresentação para a diretoria; querem compartilhar suas visões e experiência são fatores críticos para o sucesso de todos aqueles que ideias com os diretores. Não se sentem no dever de vistoriar fábricas; o seguem. Portanto, eles regularmente se conectam com pessoas que querem visitar e conhecer as pessoas que fazem os produtos da compartilham sua substância. empresa. Mesmo em situações evidentemente negativas, esse tipo de líder emana uma esperança entusiasmada pelo futuro.

Os melhores líderes não fingem ser quem não são, porque eles não precisam disso. Eles têm substância e compartilham isso com as

Quando se trata de suas próprias conquistas e falhas, líderes pessoas.

*Travis Bradberry é co-autor do best-seller n° 1 nos EUA, Emotional Intelligence 2.0, e também co-fundador da TalentSmart, uma das empresas líderes do mundo em fornecimento de testes e treinamentos em inteligência emocional.

18 | Revista Vendas

| MARÇO/ABRIL | 2017


VOCÊ ENTENDE DO SEU NEGÓCIO COMO NINGUÉM E NINGUÉM ENTENDE DE GESTÃO ÁGIL, FÁCIL E INTELIGENTE COMO O WINTHOR

Conheça o software de gestão líder em distribuição que vai simplificar seus processos e tornar sua empresa mais produtiva.

Solicite uma demonstração e descubra tudo o que WinThor pode fazer pelo seu negócio.

www.pcsist.com.br

0800 707 2 707

Mais de 4 mil clientes 53 mil entidades acessando as soluções PC Sistemas em todo o país

Vendas 85  

Revista Vendas n 85