Page 1

21 º Su Co pe ve ra nd çã as o :

®

Edição Nº 80 Julho/Agosto/2016

PUBLICAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DOS DISTRIBUIDORES E ATACADISTAS DO ESTADO DE GOIÁS

Comportamento Lições do esporte para as empresas

JULHO/AGOSTO | 2016

| Revista Vendas | 1


04. É hora de crescer 08. Lições do esporte

ANUNCIO MARCAÇÃO

12. Covendas:

superação

16. Ponto-de-venda 18. Outras Histórias

Revista Vendas Publicação da Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de Goiás – ADAG CNPJ: 00 420 058/0001-94 Presidente Elisandro Alves Rocha Editora Marcelle Alves adagimprensa@gmail.com 2 | Revista Vendas

| JULHO/AGOSTO | 2016

Reportagem Marcelle Alves Fotos: Edmar Wellington Revisão: Lourena de Souza Designer Gráfico Ricardo Fernandes ricardo.fernandest@hotmail.com

Público leitor Este veículo é destinado aos vendedores do setor atacadista e distribuidor, supervisores, gerentes, compradores, profissionais de marketing; às principais empresas do setor varejista dos canais alimentar, farma, food-service e lojas de armarinhos, presentes e papelarias; e aos vendedores e executivos das indústrias.

Contatos Comerciais e Assinaturas Maurília Rezende (62) 99686-3067 vendas.adag@terra.com.br Redação/ Correspondência Rua 26 nº 341, Setor Marista CEP: 74150-080 - Goiânia GO Fone: (62) 3251-5660 Fax: (62) 32518890 adagimprensa@gmail.com Periodicidade: bimestral Distribuição: dirigida JULHO/AGOSTO | 2016 | Revista Vendas

|3


Mercado

Algumas estratégias podem funcionar bem nesse período e reverter o pessimismo

N

atuação. A sua empresa precisa ser referência para

Existem três opções diante do cenário atual.

as pessoas que consomem o seu tipo de produto ou

Deixar-se contaminar com o pessimismo, se

serviço.

desesperar e quebrar. Assumir uma posição de

Faça um levantamento das dúvidas ou

defesa, cortar investimentos e, talvez, sobreviver à

problemas mais importantes que seu público tem

crise. Ou olhar para as oportunidades que surgem

e produza conteúdo gratuito através de vídeos,

durante qualquer crise e fazer sua empresa crescer.

artigos, PDF’s, respondendo ou solucionando esses

Algumas estratégias podem funcionar. São

problemas e divulgue em várias redes e mídias

elas: investir em conhecer seu público como ninguém; construir sua autoridade; criar ofertas atraentes e investir em qualidade para fidelização de clientes.

Público

sociais. O objetivo é ajudar o seu público eliminando as dúvidas, e com isso, ir preparando as pessoas para uma futura oferta. Sua empresa precisa focar

os últimos meses, o assunto “crise” tomou

percebemos um viés mais otimista. O pessimismo

conta dos noticiários, das conversas e da

que abateu essas economias principalmente em

mente das pessoas. Tanto do consumidor

2015 está gradualmente sendo revertido”, explica

O mundo muda e junto com ele as pessoas.

quanto do empreendedor. Muitos não conseguem

Daniel Maranhão, sócio líder da área de consultoria e

Principalmente em períodos difíceis quando elas

De nada adianta conseguir atrair pessoas

vender como antes e ficam imaginando o que

auditoria da Grant Thornton, que avaliou a expectativa

ficam mais receosas de comprar e procuram rever

se você não consegue se relacionar com elas,

está por vir. Mas existem pessoas que continuam

dos líderes de mercado em 36 economias.

suas prioridades. Isso quer dizer que pra sua

construindo uma relação em que elas passem a

empresa vender será necessário um esforço muito

admirar sua empresa. É preciso conquistar um

maior do que o de costume.

posicionamento específico na mente do consumidor.

Em sua visão, a perspectiva de estabilização

vendendo muito bem ou até aumentaram o negócio nesse período. Isso gera uma dúvida: afinal, a crise existe ou

da atividade econômica, as exportações que podem continuar respondendo positivamente ao câmbio

em engajar o público-alvo através de conteúdo relevante. O engajamento, ou relacionamento, é a chave para aumentar as vendas.

A grande questão é que as empresas definem

As pessoas têm medo de errar. Então, elas

não? Sim, ela existe e afeta todas as empresas do

real mais favorável e uma

seu público-alvo de forma muito genérica e superficial.

irão buscar o máximo de informação e vão optar por

país porque afeta o consumidor. Mas não é a crise

melhora no consumo

O que precisa ser feito é um detalhamento para criar

aquilo em que se sentem mais seguras. É seu papel

que determina o resultado de cada empresa. Ela

doméstico têm sido

uma mensagem altamente impactante.

passar tranquilidade para essas pessoas. O Google,

tem, porém, o poder de influenciar dois fatores vitais

fundamental

em qualquer negócio: a mente do empreendedor e a mudança de estratégias. Muitos estão tão envolvidos que se revoltam

Imagine um cliente ideal para o seu negócio. A

que é o maior mecanismo de busca do mundo,

para a volta da

partir daí, responda às seguintes perguntas: qual é o

diz que 70% das pessoas admitem ler análises de

confiança

sexo e idade dele? Onde ele mora? Do que ele tem

produtos antes de fazerem uma compra.

do

medo? O que deixa ele feliz? O que ele secretamente

com o aumento dos preços e cortam todo tipo de

deseja? Qual problema ele precisa resolver? O que

custo e investimento possíveis. Por outro lado,

ele perde caso não tenha seu produto ou serviço?

outros procuram novas estratégias para alcançar crescimento mesmo durante um período tão ruim. “Olhando para a

Se sua empresa vende vários tipos de produtos crie um cliente ideal para cada um deles. Pode parecer abstrato, mas é sabendo e usando essas

América Latina,

informações que sua empresa poderá construir uma

sobretudo Brasil,

mensagem que terá o poder de atrair as pessoas

México e

certas e gerar mais vendas.

Argentina,

Mercado

É hora de crescer (mesmo) com a crise

empresariado. Ainda assim, são possibilidades.

Autoridade Após conhecer o seu público profundamente, é hora de construir sua autoridade na sua área de

4 | Revista Vendas

| JULHO/AGOSTO | 2016

JULHO/AGOSTO | 2016

| Revista Vendas | 5


Mercado

Ofertas

Sócio-fundador do Bambuza Capital, Valim

sua empresa crie uma oferta irresistível para ele.

traz visões interessantes sobre a crise e dá dicas de

Mas isso não significa apenas fazer um anúncio com

como desenvolver uma estratégia de crescimento,

as especificações técnicas e preço. A oferta é como

independente do momento do país. Vindo de um

você vende o seu produto/serviço.

executivo que já enfrentou inflação de 100% ao

Por exemplo, uma academia não vende aula de

mês e implementou grandes reestruturações no

spinning, aparelhos de musculação ou um personal

mundo corporativo, é garantido encontrar conselhos

trainer. Ela vende beleza, bem-estar e o sonho

bastante valiosos.

realizado de se sentir bem. O cliente tem que perceber

“Se a gente parar para discutir a crise,

que o que você está vendendo tem um valor muito

a gente desiste. É algo que eu sempre evitei.

maior do que o preço que ele tem que pagar.

Como empreendedor, você não gere variáveis

Uma empresa que conquista seus clientes

macroeconômicas, você gere um grupo de pessoas.

através de produtos e serviços de qualidade

É saudável participar da discussão da crise, mas não

é capaz de gerar valor para a sua marca. Ter

levá-la para a empresa”, diz.

clientes satisfeitos é um fator propulsor para novas

Para ele, ainda existe oportunidade de

negociações e quanto mais essas pessoas retornam

crescimento no Brasil em muitas áreas, além

para comprar e continuam sendo satisfeitas, mais

de termos uma classe média muito robusta. “No

valor sua empresa terá para elas.

ecossistema empreendedor americano, por exemplo,

Procure satisfazer seus clientes através de um

seria muito mais difícil se diferenciar. Aqui, há um

bom atendimento, produtos e serviços de qualidade

menor contingente de pessoas tentando atingir os

e um suporte diferenciado que sua empresa irá

mesmos mercados”.

longe! Claro que tudo vai depender do mercado, mas

Valim completa que o empreendedor só tem que

mesmo com os preços mais baixos, qualidade e bom

se preocupar com uma coisa: não ter caixa. É a única

atendimento são essenciais.

coisa que mata a empresa. De forma bem básica,

Não deixe que a crise determine os seus

estratégia é alocação de recursos: gente e dinheiro.

resultados mas, sim, suas ações. Essas ações

É preciso estabelecer objetivos para as pessoas,

nada mais são do que buscar novas oportunidades

com recursos financeiros alocados para isso. Se der

e estratégias para o momento atual. Não coloque a

errado, você tem guardado pra outro investimento.

Exemplo

| JULHO/AGOSTO | 2016

nada tenha a ver com isso.

Após fazer com que seu público engaje com

culpa na crise. Busque maneiras de vencê-la.

6 | Revista Vendas

outras empresas a crescer e acredita que a crise

Por

fim,

a

criação

de

uma

cultura

organizacional que permite a inovação deve ser um processo constante. “Quanto mais as pessoas sabem o que é esperado delas, mais eficiente

Quando empreendeu pela primeira vez, aos

é o processo. Você precisa deixar tudo bem

22 anos, Francisco Valim criou um CRM e um

transparente. A pessoa se sente ‘autorizada’ a

marketplace – termos que ninguém nem sabia o que

correr riscos. Se ele erra, a pergunta deve ser ‘ok,

significavam – para venda de arroz a granel. Ex-

erramos, o que vamos fazer agora?’. Se você fala

CEO de empresas como Oi, Net e Serasa Experian,

‘seu burro, por que não conseguiu?’, já era – da

hoje ele investe seus recursos na missão de ajudar

próxima vez, ele não tenta”.

JULHO/AGOSTO | 2016

| Revista Vendas | 7


Comportamento

Habilidades como espírito de equipe e foco no longo prazo são apreciadas nas empresas

E

com a vitória dos atletas que se dedicaram tanto tempo para participar do maior evento

Ele traz um dado assombroso: nove entre

esportivo do mundo. Para alcançar as tão sonhadas

dez startups falham. O segredo consiste não em se

medalhas, eles investiram em um conjunto de

recusar ser uma das nove, mas em aprender porque

habilidades. Essas lições, inclusive, podem servir de

você eventualmente cai. E aprender a se levantar

inspiração para o crescimento profissional.

até encontrar uma oportunidade para vencer.

Cumprir longas jornadas, sacrificar-se em

Não é nada fácil. Falhar é “um saco”, diz

nome da equipe e saber esperar resultados de longo

Yasuda, mas não tanto quanto levar um belo ippon.

prazo são características comuns a esportistas

Antes de voltar a lutar, ele realmente temia a derrota.

valorizadas também pelas empresas.

Hoje, a aceita como parte do processo.

Se você pensar bem, as modalidades têm

Com o instrutor de luta, Yassuda aprendeu

muito a ver com a operação de um negócio. Existem

que ao perder o controle das emoções, o

muitos artigos, livros e até cursos dedicados a isso.

empreendedor se transforma em um lutador

Além de semelhanças, elas têm muitos aprendizados

horrível. Desde então, percebeu que, também no

a oferecer.

universo empreendedor, surtar quando as coisas

Quer

exemplos?

Preparar-se

para

o

| JULHO/AGOSTO | 2016

não dão certo só piora tudo.

fechamento de uma venda, estudar as fraquezas

Sem dúvida há muitas frustrações e episódios

e as forças dos concorrentes, conhecer as suas

constrangedores ao longo do trajeto na vida

próprias potencialidades e fragilidades, escolher a

corporativa. Mas explosões emocionais só vão

melhor estratégia, saber cair e se levantar, defender

piorar a cultura organizacional de uma empresa –

e atacar na hora certa.

e dificultar que ela se erga e retorne competitiva

O judô, por exemplo, é uma arte marcial em

8 | Revista Vendas

Falhas

Comportamento

Lições do esporte

m clima de Olimpíada, é difícil não vibrar

ao combate.

que os combatentes dispõem de pouquíssimas

Atualmente, a ex-nadadora Maria da Penha

oportunidades para atacar. O judoca deve pensar

Cruz, mais conhecida como Pepenha, faz parte do

com agilidade e rapidez, pois outras chances

Corpo de Bombeiros. Ela conta que as lições que

podem demorar muito a surgir. Não se parece com

aprendeu na natação transformaram a vida dela para

o seu cenário?

sempre. “Com o esporte eu aprendi a ter disciplina,

Mas o esporte tem ainda outra particularidade

responsabilidade, ser pontual. Na profissão que

que o aproxima do universo do empreendedorismo:

escolhi, também pratico a dedicação, persistência,

o fato de que um lutador pode usar o peso do

cooperação e altruísmo”.

adversário a seu favor. Não deixa de remeter às

Outro ponto que pode ser observado nos

milhares de startups que, mesmo sendo “pesos

atletas é a inteligência emocional. Segundo a

penas”, conseguem enfrentar (e até derrubar) pesos

coach de carreira e professora de cursos de MBA

pesados do mercado.

da Fundação Getúlio Vargas, Daniela do Lago, o

Jeff Yasuda, fundador e CEO da empresa

espírito esportivo pode contribuir para o crescimento

especializada em conexões via música Feed.fm, diz

do profissional em diferentes aspectos. Isso significa

que o fato de saber que ia perder para o instrutor

conhecer os seus limites e potencialidades.

nos primeiros treinos era muito importante. Segundo

“Não tem medalha de ouro para todos os

o empreendedor, entrar em situações em que tudo

atletas. Na empresa também não existe cargo

conspira contra você ajuda a construir seu caráter.

de diretor e presidente para todo mundo. A forma JULHO/AGOSTO | 2016

| Revista Vendas | 9


Comportamento

trabalhar duro. Treinar suas habilidades, aprimorar

posteriormente vendida à operadora de telefonia Oi,

gestão por resultados de seu primeiro empregador,

sacada. O fracasso deve fazer você levantar a

seus talentos e estudar.

e hoje é o “capitão” de uma equipe de 75 pessoas

o extinto Banco Garantia.

Invista nos seus pontos fortes um tempo ainda

na Freeddom. A empresa está desenvolvendo um

“Acredito no sistema de meritocracia, em que

Ainda de acordo com Daniela, o espírito de

maior do que se você estivesse jogando, ou melhor,

projeto de pagamento por celular na Nigéria, em

as pessoas com boa performance têm de virar sócias.

liderança no esporte também tem relação com o do

trabalhando. Você não sabe quando sua hora irá

associação com o UBA, o maior banco daquele país.

E também defendo a lógica do revezamento. Se uma

trabalho. O líder de um time é aquele que agita o

chegar, e quando chegar você estará pronto para dar

Em sua empresa, o ex-nadador diz tentar

equipe foi mal, é preciso entender quais foram os

restante dos atletas ou então o técnico da equipe.

a resposta que o mercado está buscando.

cabeça”, conta.

combinar o espírito de equipe do esporte com a

Muitas vezes, eles carregam a culpa dos erros. “Se

Para finalizar, Lisandro aconselha a treinar sua

uma pessoa quer esse cargo terá que lidar com os

habilidade de comunicação. Os atletas, quando são

conflitos e pode até ser demitido”.

entrevistados, têm um discurso cuidadoso. Diante de uma entrevista, é preciso estar atento aos sinais que

Sucesso

o entrevistador envia. Perceber o estilo da entrevista fará com e

que você se sobressaia ainda mais sobre seus

empresarial, Lisandro Zanotto, a primeira lição a se

concorrentes. “Entenda a cadência do jogo, assim

tirar do esporte é de como manter relacionamentos

você reduzirá seu gasto energético”, diz.

Para

o

educador,

coach

executivo

saudáveis no ambiente de trabalho. No mundo do esporte, cada vez mais o glamour dá o seu tom. No mundo corporativo, não é diferente. Saber administrar vaidades e entender que

Futuro E

se

o

esporte

tem

lições

para

os

cada um precisa dar o seu melhor em prol do

empreendedores, o caminho contrário também

todo é o primeiro aprendizado. Muitas vezes os

acontece. A consultoria portuguesa Adecco ajuda

coadjuvantes, grande parte do time, precisam suar

atletas que já passaram da idade de competição a

um pouco mais para que a estrela apareça. Estar

encontrar um lugar ao sol no mundo corporativo.

ciente e tranquilo que isto acontece faz parte do sucesso da companhia.

Associando-se

a

entidades

esportivas,

como o Comitê Paralímpico Brasileiro e o Comitê

“Quando eu era atleta, sabia que não era

Olímpico Português, a empresa tem o objetivo de

excelente tecnicamente. Por mais que eu quisesse

conscientizar os esportistas sobre a importância da

melhorar neste quesito, eu seria um jogador mediano.

manutenção da educação em paralelo à carreira

Jamais alcançaria a excelência, não era um talento

nas quadras e piscinas.

nato. Porém, eu sabia que as minhas valências físicas eram ótimas”.

O trabalho com esses profissionais precisa começar por noções básicas sobre o trabalho em

Conhecer suas limitações e suas fortalezas é

uma corporação. “Ensinamos esses profissionais a

fundamental para tornar-se excelente naquilo que

falar sobre habilidades e elaboramos currículos. São

você faz. Invista em seus pontos fortes e administre

pessoas que nunca antes foram a uma entrevista de

suas limitações. Ninguém constrói uma base sólida

emprego”, explica Paulo Canôa, vice-presidente da

focando em pontos a melhorar.

Adecco para a América Latina.

A falta de reconhecimento é outro ponto

O nadador Cicero Torteli foi à Olimpíada de

importante a se discutir. No momento de transição

Seul, em 1988, representando o Brasil em três

de carreira, é normal se sentir sozinho. Na linguagem

categorias. Aos 45 anos, ele está em sua segunda

do jogador: “não estou jogando”. É o momento de

história como empreendedor. Ele fundou a Paggo,

10 | Revista Vendas

pontos fracos e quem foi que prejudicou a equipe.”

Comportamento

como você lida com a frustração é a grande

| JULHO/AGOSTO | 2016

JULHO/AGOSTO | 2016

| Revista Vendas | 11


Treinamento

Treinamento

Superação!

pública. Mas é certo que precisamos reconhecer e enfrentar isso. É por isso que estamos aqui. Para

Covendas completa 21 anos em mais um evento de sucesso

falar de superação. Pois só os profissionais mais ousados não se intimidam diante deste panorama de incertezas”.

C

Ele

reforçou

que

uma

das

principais

características da visão empreendedora é justamente om um público superior a 40 mil pessoas

A edição deste ano, que veio com o tema

saber identificar boas oportunidades em situações

e mais de 100 palestrantes de renome

“Superação”, aconteceu no Teatro Rio Vermelho

adversas. “Há inúmeras lições a serem aprendidas.

nacional

Covendas

do Centro de Convenções de Goiânia, contou

E o primeiro passo é adotar um posicionamento

comemorou mais uma edição de sucesso no dia 11

com a apresentação do irreverente Paulo Pagani,

pessoal positivo. Isso vocês já estão fazendo

de junho. A convenção, que é uma realização anual

além da presença de autoridades, parceiros de

ao estarem aqui, em pleno sábado, buscando

da Associação dos Distribuidores e Atacadistas do

negócios, colaboradores, empresários, associados

desenvolver o potencial de cada um”.

Estado de Goiás (Adag), teve o patrocínio de PC

e diretoria, imprensa, representantes de entidades

Sistemas, Máxima Sistemas e Serasa Experian; apoio

de classe e associações além, é claro, de inúmeros

do Sebrae, da Associação Brasileira de Atacadistas

profissionais de vendas.

e

internacional,

a

Palestras

e Distribuidores (Abad), da Reposit, empresas

No discurso de abertura, o presidente da

Professor de MBA da Fundação Getúlio

Vitamedic, Coca-Cola Refrescos Bandeirantes, 3T

Adag, Elisandro Alves Rocha, falou dos desafios

Vargas, com mais de 30 anos de atuação em

Systems, Red and White Solutions e Faculdades

diante

“Sobra

marketing e vendas, Cláudio Tomanini reforçou

Alfa; além do Sicoob Crediadag como instituição

pessimismo por parte das empresas diante dos

esse posicionamento com a palestra: “Crise, e

financeira oficial.

escândalos de corrupção e ineficiência da gestão

daí?”, apontando pensamentos para superar as

do

cenário

econômico

atual.

dificuldades do mercado. “Na nova economia está cada vez mais difícil entender as preferências dos nossos clientes, mantêlos se relacionando com a empresa e, principalmente, gerando lucros. É preciso superar os desafios do novo mercado e transformar as oportunidades em resultados”, diz. Para ele, o profissional de vendas dos novos tempos tem que unir duas capacidades básicas: a de pensar estrategicamente a partir de um profundo conhecimento do consumidor e do mercado, e a capacidade de implementar novas ferramentas e fazer o melhor uso possível delas. Vendedor, Bacharel em Administração de Empresas, Pós-graduado em Marketing e Pósgraduado em Propaganda, Claudio Diogo falou sobre a reinvenção das vendas. A partir de sua história, ele elencou assuntos importantes

como

as

tendências

da

venda

estratégica, como os vendedores podem se conectar 12 | Revista Vendas

| JULHO/AGOSTO | 2016

JULHO/AGOSTO | 2016

| Revista Vendas | 13


Treinamento

com seus clientes, o que realmente é vender, quem

Treinamento

venderá com sucesso neste novo cenário e como vender sem usar preço baixo e desconto. “O valor é mais importante que o preço. Preço não determina sucesso. Vender é ajudar pessoas a tomarem a melhor decisão para as duas partes. Entendam o que o consumidor realmente busca e o dinheiro vai ser uma consequência natural de ajudá-lo”. Durante os intervalos, o público apreciou a área de degustação e fixação de marcas, que contou com stands das empresas: Creme Mel; Máxima Sistemas; Moinho Brasília; Ovos Josidtih; PC Sistemas; Sicoob Crediadag e Vinhos e Sucos Quinta do Morgado. Foram homenageados os senhores Julio Penha Peres e Geraldo Rosseti pela brilhante trajetória de sucesso como representantes comerciais. E também Marco Antônio Ferreira, o vendedor mais antigo da empresa Goiás Atacado pela sua dedicação, empenho e responsabilidade em prol do segmento e da instituição. E a maior delegação presente no evento também recebeu um troféu pela sua participação, sendo a Aportt Distribuição e Logística a contemplada. Para encerrar o ciclo de palestras, um dos profissionais de rodeio mais requisitados do Brasil, Marco Brasil fez uma emocionante apresentação, ao lado de seu filho, reforçando a importância da família em uma trajetória de sucesso. Eles destacaram o valor da sucessão em uma

empresa

familiar,

explicando

que

esse

processo deve ser muito bem planejado, levando em consideração as particularidades de cada grupo familiar e empresarial. É preciso que haja, durante todo o processo, um clima de diálogo para tratar dos conflitos já existentes e dos que podem surgir. E os herdeiros devem ser conscientizados de que não vão herdar uma empresa, mas uma sociedade composta por pessoas. Assim, é preciso separar

claramente

os

conceitos

de

família,

propriedade e empresa. 14 | Revista Vendas

| JULHO/AGOSTO | 2016

JULHO/AGOSTO | 2016

| Revista Vendas | 15


Ponto-de-venda

| JULHO/AGOSTO | 2016

Risqué apresenta seus novos esmaltes

A Arcor do Brasil amplia a linha de Bon o Bon, marca de bombons consolidada mundialmente no portfólio da fabricante, com um lançamentos exclusivo no mercado brasileiro: Mousse de Limão. O novo sabor chega para integrar a linha já composta por beijinho, brigadeiro, amendoim, mousse de chocolate e mousse de maracujá. A refrescância do limão combinada com a suavidade do chocolate branco oferece uma combinação única para a categoria. Como uma sobremesa prática, o lançamento explora a característica mousse e já está disponível nos pontos de venda. Além de unitário, o produto também estará disponível em embalagens de 750g.

A marca líder em esmaltes no país apresenta cinco novos tons de nudes. A partir desse lançamento, os esmaltes Grão de Arroz, Gota dos Anjos, Lágrimas de Vênus, Doce Pérola e Joia das Águas irão completar o portfolio da marca, entregando mais opções de tons para quem gosta de esmaltes claros. O nude se consolidou como um novo clássico, ao lado do vermelho e do branquinho. Delicado e elegante, o tom é continuamente desfilado nas mãos de celebridades e se tornou um dos preferidos das brasileiras. Nos últimos anos, o grupo dos esmaltes nudes é o que mais cresce dentro da categoria e já é a cor de esmalte mais buscada no Google.

3 Corações tem embalagem para Olimpíadas

Havaianas lança coleção de óculos

O café 3 Corações conquistou o selo de fornecedor oficial de café torrado e moído dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016. Com a iniciativa, a empresa irá servir mais de 3 milhões de doses de café na Vila dos Atletas. Para comunicar a novidade aos consumidores, as embalagens das versões Extraforte e Tradicional ganharam uma edição especial para o período, com o selo de fornecedor oficial. Além da edição especial da embalagem, entre os meses de julho e setembro a marca também usará a hashtag “#EsporteSaborPaixão” nas redes sociais, ação que dialoga diretamente com o mote da campanha “Sabor que Apaixona” da marca.

A Havaianas lança sua primeira linha de óculos de sol, em parceria com a marca italiana Safilo. A coleção chega às lojas próprias com preços que vão de R$ 199 à R$ 399. Os óculos são produzidos com materiais mais flexíveis e cada modelo é batizado com os nomes de famosas praias brasileiras. Além dos quatro modelos, a marca também criou um especialmente para homenagear o Brasil, com as cores da bandeira nacional. As lentes possuem proteção UVA/UVB, com as cores preto, marrom e também a opção espelhada. Junto com os óculos, vem uma capinha de neoprene com seis cores.

Docile Gelatines cresce com balas de pés

Snoopy estampa nova coleção da Condor

Com a proposta de aliar criatividade e tecnologia, a Docile apresenta sua nova criação: as balas de gelatina Pezinho e Pezão, um lançamento lúdico para misturar sabor e brincadeira. Esse é mais um formato exclusivo e inovador desenvolvido pela empresa para a linha Docile Gelatines, idealizado para atender a adultos e crianças. Os formatos de pé em dois tamanhos vêm misturados na mesma embalagem. As cores são variadas conforme os sabores: banana, morango, tangerina e tutti-frutti, além do solado, de baunilha. O produto será vendido em embalagens de 80g e 300g e não contém glúten ou lactose.

Para tornar a hora do banho e da higiene bucal das crianças mais gostosa e divertida, a Condor, empresa líder no segmento, lança a nova linha de produtos exclusiva do Snoopy. Entre as novidades estão a escova para cabelo e o pente para meninos e meninas, esponja para banho e a escova e creme dental. A Baby Dent Snoopy é indicado para bebês com até seis meses de idade. De silicone extramacio, limpa e massageia a gengiva proporcionando alívio para a coceira provocada pela erupção dos primeiros dentes. O gel dental sem flúor é indicado para crianças de até dois anos, com sabor de morango.

Mais uma novidade da Piracanjuba nas gôndolas

Santher apresenta novos absorventes da Sym

Os apreciadores da bebida láctea Piracanjuba Quinoa e Linhaça contam com mais um lançamento. O produto passou a vir com o cereal Chia e ganhou novos sabores: mocaccino (café, chocolate e leite) e camomila. Além disso, o leite usado em sua composição é semidesnatado. É uma ampliação da linha, que agora conta com mais opções saudáveis e saborosas. Trata-se de um produto de fácil manuseio e prático, já que vem em embalagem de 200ml. Além dos lançamentos, o produto está disponível em dois sabores: banana e mamão + maçã. Na versão zero açúcar, é encontrado no sabor frutas vermelhas e mamão + maçã.

Focada em manter a higiene e saúde da região íntima feminina, a Santher apresenta os novos absorventes Sym Total Protect que garantem ainda mais conforto e segurança às mulheres durante o ciclo menstrual, pois contam com 10 cápsulas de absorção, que ajudam a distribuir o fluxo rapidamente, bloquear vazamentos e proteger por todos os lados. A nova linha traz como principal inovação a tecnologia Odor Block, composta por agentes neutralizadores, possui o exclusivo sistema abre-fácil e chega nas versões: Suave com Abas, Seca com Abas, Suave com Abas Transparentes, Suave Fio Dental, Suave sem Abas, Suave Girl e Suave Noite&Dia.

Ponto-de-venda

16 | Revista Vendas

Arcor amplia linha de Bon o Bon

JULHO/AGOSTO | 2016

| Revista Vendas | 17


Não fuja da luta

Parceiro Oficial

Por João Paulo Mendonça Santos*

Aos 18 anos, sem experiência nenhuma no

Antes de encerrar a apresentação um dos

mercado de trabalho, participei de um processo seletivo coordenadores olhou diretamente para mim e

VOCÊ ENTENDE DO SEU NEGÓCIO COMO NINGUÉM

para formação de técnicos em química e celulose. perguntou se eu tinha algo a acrescentar. Meu Pouco me recordo sobre o curso e tão pouco concluí o Deus! Como assim? Até então não tinha dito nada. mesmo. Porém, me recordo do momento da atividade Era o mais novo, o menos experiente e já tinha sido em grupo no processo de seleção dos participantes. Dividiram-se as 40 e poucas pessoas em

barrado pelo líder do grupo. Neste momento era hora de separar os homens

alguns grupos e os coordenadores da atividade dos meninos! Ou comprava a briga ou desistia pediram que fosse elaborado o esboço da “fábrica da luta. Pois bem, eu não só comprei a luta como

E NINGUÉM ENTENDE DE GESTÃO ÁGIL, FÁCIL E INTELIGENTE COMO O WINTHOR

perfeita”. Meu grupo formado por quatro a seis lutei contra os 40 e poucos presentes. A vitória era pessoas iniciou os trabalhos.

difícil, mas coloquei minha ideia na mesa, discordei

Tinha um rapaz com seus 40 e poucos anos de todos os trabalhos apresentados e aproveitei a que tentou liderar o grupo e tentou estabelecer sua oportunidade para dar uma alfinetada no “líder” do ideia da “fábrica perfeita”. Como foi dito, eu não tinha nosso grupo! experiência, mas tentei discutir com o grupo uma

Sério, que momento fascinante. Todos me

nova forma de pensar. Neste momento o então “líder” olhavam com a perplexidade embutida em seus do grupo vetou meu pensamento.

pensamentos: “quem é esse garoto pretensioso que

Os coordenadores visualizaram esse momento tá peitando todo mundo?” Quando terminei de falar de discussão das ideias. Por fim, a ideia do líder e de observei um dos coordenadores anotando alguma seus seguidores prevaleceu. Até a presente data ainda não concluí se

coisa na prancheta. Abri um sorriso. Depois desse momento, cada grupo foi

foi ineficiência dos participantes ou alguma força encaminhado a uma sala específica para discutir sobrenatural agindo sobre aquelas mentes, mas junto aos coordenadores sobre o projeto da fábrica. o fato é: todo mundo apresentou a mesma ideia. Era o momento do confronto direto. O líder começou Talvez algum trabalho mais enfeitado que o outro, um falando, atacando a minha falta de experiência e detalhe aqui ou outro acolá. Aqui - tenho quase certeza que o sobrenatural

minha pessoa. A minha estratégia? Não ataque a pessoa,

Conheça o software de gestão líder em distribuição que vai simplificar seus processos e tornar sua empresa mais produtiva.

Mais de 4 mil clientes 53 mil entidades acessando as soluções PC Sistemas em todo o país

ajudou - meu grupo ficou por último na hora ataque a ideia. 7x1 para o garoto. Fim da atividade. de apresentar! Nosso líder todo bem arrumado Ao chegar em casa, fui questionado: “como foi?” (uma postura quase que intimidadora) começou e eu respondi “passei.” (O resultado só sairia no a dissertar sobre a ideia do grupo, apresentou a mês subsequente). “fábrica perfeita” e concluiu de forma coerente sobre a ideia, assim como todos os grupos fizeram.

Ao iniciar o curso, notei que eu tinha sido aprovado e o líder não. Não fuja da luta!

*João Paulo é administrador de empresas, pós-graduado em Finanças pela FGV e coordenador do curso de Administração no instituto CINTEP.

18 | Revista Vendas

| JULHO/AGOSTO | 2016

Solicite uma demonstração e descubra tudo o que WinThor pode fazer pelo seu negócio.

www.pcsist.com.br

0800 707 2 707 JULHO/AGOSTO | 2016

| Revista Vendas | 19

Revista Vendas n80