Page 83

diálogo entre guitarras que entabula com Cristiano Ferreira, que faz deste “Jazzin´The Blues”, um dos temas centrais deste EP e uma música que ficará para a história do Blues nacional.

Watson” (um tributo ao grande Junior Watson), “Drivin´ With The Band” e “Jazzin´ The Blues”, que completam este trabalho de 6 faixas que será lançado dia 17 de abril no Ahoy, na cidade de Blumenau.

Em quase vésperas da apresentação deste novo trabalho, a Revista Valeu conversou com Leo Maier. Aqui fica o resultado desta pequena entrevista:

Revista Valeu – O Dayvk está de novo contigo, não só na bateria, mas também como responsável pela belíssima arte da capa, com foto da Mariana Florêncio. Quem são os outros músicos que colaboraram neste projeto?

Revista Valeu – Tal como prometido aquando da conversa que tivemos por altura do lançamento do teu primeiro EP, dia 17 de Abril, domingo, pelas 19h, apresentas o novíssimo “Guitar In My Hand”. Fala-nos um bocadinho sobre este novo trabalho. Leo Maier - Gravamos este EP em 3 dias. Dois para gravar a parte instrumental e um para os vocais. Revista Valeu – Em Blumenau, como o primeiro? Leo Maier – Não, desta vez o estúdio escolhido foi o Beretta, que fica em Florianópolis. Revista Valeu – Lembro-me que na época já tinhas mais ou menos uma ideia do repertório que iria constar. Como foi a escolha do repertório? Leo Maier - Escolher o repertório nunca é fácil, ainda mais quando você é influenciado por um “mar de mestres” dos mais variados estilos. Assim, como no primeiro EP, resolvi pegar músicas pouco conhecidas até mesmo para fãs de Blues. Revista Valeu – O teu fascínio pelo Lado B. – Risos. – E quais são, pode saber-se? Leo Maier – Sim. Escolhi “You´ve Bee Goofing” do Jimmy Nolen, “Guitar In My Hand” do Clarence ‘Gatemouth’ Brown e “I´ve Got News For You” do Goree Carter. Todos os três, guitarristas e cantores que fazem parte da minha formação musical. O título deste trabalho é “Guitar In My Hand”, uma forma de homenagear o genial Gatemouth Brown, uma das minhas maiores influências na guitarra. É também uma maneira de dizer que às vezes a única coisa que resta nas mãos (ou na vida) de um músico, é seu instrumento, sua música... As letras dos Blues contam belas histórias, trazem uma poesia simples, verdadeira. Todas as músicas escolhidas para este trabalho (assim como no primeiro) trazem histórias do nosso dia-a-dia. Revista Valeu – Mas, segundo sei, tens algumas músicas tuas. Leo Maier: As músicas autorais são, “Shuffle For Mr.

Leo Maier - Os músicos que me acompanharam neste trabalho foram: Dayvk Martins (bateria), Danilo Brito (baixo) e novamente o convidado especial Cristiano Ferreira (guitarra). Um momento muito marcante, para mim, foi no final da música “You´ve Been Goofing”, onde eu e o Cristiano fazemos uma “conversa” através de nossas guitarras e que flui de uma maneira naturalmente incrível. Além de meu amigo e professor, ele é um dos meus guitarristas favoritos de Blues e seu fraseado e timbres únicos enriqueceram ainda mais este EP. O Dayvk é um dos maiores bateristas de Blues da atualidade, um incansável pesquisador, extremamente criativo e com muita identidade na sua maneira de tocar. Ele é uma das pessoas que mais me encorajam para gravar e divulgar meu trabalho e sua bateria soa fantástica neste EP. Thanks, bro! O discreto Danilo Brito é um gigante do contrabaixo e do groove. Trabalhou muito neste disco, pois além de tocar, fez toda mixagem e me auxiliou em diversos momentos. Contar com este time me traz muita confiança e certeza de horas de aprendizado e boas risadas. Sou eternamente grato a vocês! Revista Valeu – Um time e tanto! Vejo que ficou pelo caminho a ideia do quarteto, incluindo o piano. Leo Maier – Por enquanto. Neste segundo EP quis consolidar o som do primeiro. É um EP de continuidade e para isso era importante manter a formação: duas guitarras, um baixo e uma bateria. O piano introduziria uma sonoridade diferente, algo distante do som que pretendia e que vejo como uma continuidade do primeiro EP. Revista Valeu – E para quando o primeiro LP? Leo Maier – Para logo, logo. Esse é o passo seguinte. Revista Valeu – Ainda para este ano? Leo Maier – Se tudo correr bem, sim. Mas, por agora o objetivo é mesmo este novo EP. Aliás, quero convidar a todos para o lançamento do EP “Guitar In My Hand”. por João Moreira.

83

Valeu Março 2016  
Advertisement