Page 82

Leo Maier

Imparável com uma guitarra nas mãos.

Data: 17 de abril (domingo) Local: Ahoy (Rua São Paulo, 2083, Itoupava Seca - Blumenau - SC) Horário: 19h Entrada: R$15 Show de abertura com Cristiano Ferreira. Venda de EP´s no local a R$10 cada. Nós lá estaremos! “Guitar In My Hand” é o novo EP de Leo Maier e não podemos imaginar melhor título para um trabalho seu. É assim que o imaginamos, guitarra na mão, entregue aos devaneios musicais com que cedo aprendeu a perder-se, ou melhor, a encontrar-se, tendo como pano de fundo o grito pungente dos negros do sul dos Estados Unidos. É de Blues que falamos e talvez nunca tanto, como neste “Guitar In My Hand”, com que o já consagrado “bluesman” blumenauense, decidiu prestar tributo a Clarence ‘Gatemouth’ Brown, uma das suas principais referências musicais. Clarence Brown, nascido em 1924 na Louisiana, começou a tocar guitarra com cinco anos de idade e até à sua morte em 2005, nunca mais abandonou a música, com exceção para o tempo em que serviu no Exército Americano, durante a II Guerra Mundial. Exímio tocador de rabeca e violino foi como baterista que começou a percorrer a América, tendo mesmo tocado com algumas Big Bands de Jazz. Porém, era no Blues, com marcadas influências do Cajun e do

82

Bluegrass, que Clarence se sentia em casa, ou não fosse ele filho do mais francês dos estados americanos. Criador de uma sonoridade muito própria, que lhe valeu o epíteto de último dos grandes bluesman da Louisiana, “Gatemouth” encontrou em Leo Maier um digníssimo representante do seu estilo musical, a avaliar pela faixa que dá nome ao EP e que tivemos o privilégio de ouvir em primeira mão. Com uma guitarra virtuosíssima, que a bateria de Dayvk Martins e o baixo de Danilo Brito completam na perfeição, Leo embala-nos numa viagem às planícies do Mississípi, rasgadas por velhas estradas de ferro, pontuadas, de tempos a tempos, por pequenas estações de onde mágicos da guitarra como Clarence, partiam em busca do sonho de uma vida melhor. Porém, é na magistral “Jazzin´The Blues” que o amadurecimento musical de Leo Maier mais se faz sentir. Esta nova música de sua autoria é absolutamente envolvente. Dayvk é irrepreensível na bateria e o “groove” de Danilo extraordinário, mas é o arrepiante

Valeu Março 2016  
Valeu Março 2016  
Advertisement