Page 80

QUAL A TRILHA Parte 5 – Lado A… Lado B! SONORA DA SUA VIDA? UOON 1 do album VRIOON… nomes que parecem sair de um filme de ficção científica, de nada extraterrestre há, muito pelo contrário, pois é uma estrutura musical singular para nomes, da mesma forma, singulares. Uma viagem sonora que gera quase transe pelas batidas repetidas, camadas de sintetizador introspectivo e um piano, marca registrada do fenomenal Ryuichi Sakamoto, que nos direciona para um caminho também singular criado na mente de cada um que escuta esta obra na íntegra. No último texto comentei como a trilha sonora para um filme pode ser importante para reforçar a história que sendo apresentada. Da mesma forma a trilha VRIOON, que escolhi para escrever esta texto, tem a mesma responsabilidade. Estou escrevendo no meu estúdio, portas fechadas, meia luz, o ar aromatizado pelo café preto fresco passado na hora sempre descansando à esquerda inferior da minha visão periférica. Pela estrutura da sala, a única coisa que consigo escutar é a música e o som do teclado do computador ao receber o impulso dos meus dedos direcionados pelos estímulos do meu pensamento. Este é o meu filme e esta é a trilha sonora deste momento da minha vida. Ryuichi Sakamoto, nascido em 1952 (Nakano - Japão), mestre com ênfase em música eletrônica e música étnica é um colecionador de Oscar, Grammy e Globo de Ouro. Ícone do seu meio, colaborou com os mais diversos artistas de renome mundial que vão de David Bowie até Caetano Veloso, passando pelos também mestres Iggy Pop e David Byrne. Versatilidade em vida e da mesma forma é um artista que tem a competência de permitir que suas músicas sejam versáteis ao ponto de poder ser ouvida em qualquer tipo de ambiente. O que quero dizer é que a mesma música pode ser fundo da sala de espera do consultório do seu dentista, seu companheiro de rádio no trânsito ou mesmo ser o enfatizador para cenas de um filme de qualquer natureza. Esta é a beleza! Permitir que frequências arranjadas sejam refletidas pelos objetos sonoros e se transformem em ondas que são percebidas como música. O mais importante é tentar perceber o que há por trás destas notas musicais. Por mais belas, felizes ou introspectivas que possam parecer, elas refletem um pensamento ou sentimento criado pelo artista. Na realidade, se formos mais ao fundo, costumo dizer que qualquer música já existe… ela está ali... pronta para ser capturada a centímetros de distância do seu criado e o homem sendo nada mais que um catalizador criativo em traduzi-la do mundo etéreo para o mundo físico. Por isto “lado A e lado B, oriundo do dos discos de vinil. O lado A do disco historicamente continha músicas mais comerciais e o lado B músicas experimentais, diferentes ou alternativas. Muitos artistas inclusive apresentam como “seu verdadeiro Eu” ao apresentarem obras neste lado do disco. Da mesma forma, convido você leitor a criar seu próprio lado B dentro da existente e vasta possibilidade sonora que temos hoje a disposição. Para ajudar, deixo ao final deste texto sugestões como pontapé inicial para sua lista Lado B. Lista de trilhas sonoras para ouvir: 1) Uoon 1 - Ryuichi Sakamoto 2) Orpheus - David Sylvian 3) They Being Dead Yet Speak - Jóhaan Jóhannsson 4) The Promise - Michael Nyman 5) Waves - Japanese Wallpaper 6) Old Crown - Yuko Nishiyama 7) Heidi Bruehl - Tosca 8) Spheres - Mike Oldfield 9) Monk´s Dream - Thelonious Monk 10) Jupiter George – Dauwd

80

Para ouvir mais sobre trilhas sonoras e outras pesquisas musicais, basta procurar por Esdras Floriani Holderbaum no Spotify, aplicativo para smartphones, e seguir várias das listas que diariamente eu atualizo. Lá criei uma lista exclusiva para a Revista VALEU com as sugestões apresentadas nos meus textos. Aproveite e tenha bons momentos!

Valeu Março 2016  
Valeu Março 2016  
Advertisement