Page 42

Blumenau Unido era o movimento de manifestação na cidade de Blumenau repudiando a política de desmembramentos realizada pelos governos estadual e federal. Fonte: Arquivo Público Prof.Gelindo Sebastião Buzzi – Timbó – SC.

Entretanto, as camadas populares, incitadas pelas lideranças locais, também manifestaram apoio público contra os diversos desmembramentos na cidade de Blumenau. Ocorreram mobilizações contrárias à separação dos territórios de Gaspar, Hammonia, Indaial e Timbó. A mobilização de alguns segmentos da comunidade ficou conhecida como Movimento “Blumenau Unido”, mas seus esforços foram em vão. Em 1935, a imprensa blumenauense registrou que “o povo de Blumenau não teve grandes dificuldades [...] com referência aos interesses econômicos do município. Já os interesses políticos foram caracterizados por desilusões bem intensas que feriram, por fim, a homogeneidade do povo blumenauense [...]”(A CIDADE DE BLUMENAU, 1935). A suposta homogeneidade do município era alicerçada em justificativas de origem étnica, fator que contribuiu para a quebra dessa situação. Importante mencionar que Blumenau, entre 1934 e 1938, “[...] perdeu cerca de 90% de sua área, limitando-se a 1.160 Km2”,(PETRY; FERREIRA; WEISS, 2000:170) o que, invariavelmente, também ocasionou uma grande perda de eleitores, reduzindo seu poder de decisão frente ao estado.

MUNICIPALIZAÇÃO DE TIMBÓ Dentro deste contexto intervencionista da política nacionalizadora de Vargas ocorre a criação do município de Timbó viabilizada no governo de Aristiliano Ramos, através do Decreto Nº. 527, datado de 28 de fevereiro de 1934. Importante ressaltar que o texto introdutório do Decreto Nº. 527 pretendeu retirar a conotação política do ato, pois Aristiliano Ramos evidencia que a municipalização de Timbó é primeiramente fruto do apelo popular dos distritos, de Benedito-Timbó, Encruzilhada, Benedito Novo e Rodeio. Em seguida, enfatiza a densidade de sua população e a grandeza de seus territórios; e, por fim, o desenvolvimento econômico conquistado pelos distritos, assim como a possibilidade de suas rendas serem aplicadas exclusivamente em seu próprio território, possibilitando “[...] um mais rápido desenvolvimento do seu progresso”.(GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA, 1934) Desta forma o novo município de Timbó passou a ter quatro distritos: Benedito-Timbó, considerado o distrito Sede; Encruzilhada, região de Rio dos Cedros; Benedito Novo e Rodeio. Conforme extrato do decreto que segue a baixo: Art. 1º - Fica elevado à categoria de município, com a denominação TIMBO, o território que compreende os distritos de BENEDITO TIMBÓ, ENCRUZILHADA [Ri o dos Cedros], BENEDITO NOVO e RODEIO, desmembrando do município de Blumenau [...] Art. 2º - A sede do novo município será o atual povoado de BENEDITO TIMBÓ, que é elevado à categoria de vila com a denominação de Timbó. Art. 3º - Fica designado o dia 25 de março vindouro para se proceder a instalação desse município. Art. 4º - Revogam-se as disposições em contrário.

42

Valeu Março 2016