Page 1


ÍNDICE

capa

Comportamento Economia

Portão Verde, tudo em um só lugar. Há mais de uma década e essa loja continua surpreendendo Taquaritinga e região com suas novidades e variedades. Veja mais na página 10.

Trends Cultura Decoração Momento UP! Humor Up! Sustentabilidade Social

A Revista Up Now! é uma publicação bimestral da empresa D.M. Loschiavo Comunicação ME Projeto Gráfico: w w w. dl4 . com. b r Fotos: Video Arte Estúdio

Jo r n alista Resp on sável : Thiago Rogério Pinto da Cunha - MTB 47492 Tir agem: 2.0 0 0 ex emp l a r es Up Now! Não tem responsabilidade editorial pelos conceitos emitidos nos artigos assinados e informes publicitários. An u n ci e p el o e- m ai l : dan ilo @ r evist a u p n ow. com. br o u pelo telefo n e 1 6 3252. 537 6

04 - www.revistaupnow.com.br

expediente

Impressão: Gráfica Bolsoni

colaboradores desta edição

06 08 12 14 16 18 26 28 30

Gustavo Girotto,

Estela Bieras Gibertoni,

Jornalista

Hairstylist e proprietário do Star Hair Haute Coiffeur.

Mariana da Silva Astolfe,

Amália Passafaro Mársico,

Pscicóloga

Sócia-proprietária da Mi Casa.

Rafael Mársico Loschiavo,

Rafael G. Anselmo,

Biólogo, jornalista e professor.

Graduando em Ciências Econômicas pela UNESP Araraquara.


COMPORTAMENTO

Por que sobra tanto mês em meu salário? Atualmente é muito natural ouvirmos as pessoas queixando-se de dívidas e da constante falta de dinheiro, mas será que é o dinheiro que esta curto ou o nosso consumo que é desenfreado? Visando esclarecer estas dúvidas faremos uma breve análise da relação entra as emoções e a desorganização financeira. Para tal, torna-se necessário falar que a função do dinheiro em nossas vidas é apenas para nos proporcionar conforto e ser uma moeda de troca, ou seja, trabalhamos e em troca recebemos nosso salário, e é com este salário que pagamos as contas do mês e que compramos o que precisamos. Mas então como explicar tantas pessoas endividadas? Se observarmos a minoria deve por conta de um imprevisto, que pode ser um roubo em nossa residência, uma doença na família, um desemprego. Porém, a grande maioria deve pelo consumo desmedido. Para explicar este consumo desmedido, preciso mencionar que o ser humano é movido pela emoção e que este fato interfere diretamente na nossa vida financeira. Vamos entender como funciona a relação entre emoção e finança. tudo começa com um desconforto emocional, que pode ter sido ocasionado por uma briga conjugal, um es-

tresse muito grande ou algo que nos deixa um sentimento ruim, o que caba fazendo com que busquemos uma satisfação imediata, com isso gastamos mais que o nosso orçamento permite. De momento sentimos um grande alivio e satisfação, mas logo vem o remorso ao vermos que gastamos sem poder e que o dinheiro vai ser pouco para todos os outros gastos mensais. Então começamos aquela luta incessante para conseguirmos pagar todos os nossos encargos, e isto nos gera um estresse muito grande. O comportamento descrito, torna-se um ciclo, fazendo com que nos afundemos ainda mais em dívidas. Para evitar que este ciclo se torne rotina em nossas vidas, precisamos sempre usar a nossa razão nos momentos em que vamos efetuar uma compra por impulso. O simples fato de nos perguntarmos se o que estamos comprando é realmente preciso agora, nos traz para nossa realidade e para nossos recursos financeiros, com isso, conseguimos evitar tal compra e por conseguinte uma desorganização em nossa finança. Quando de fato conseguirmos controlar nossas emoções, faremos com que sobre mais dinheiro em nosso mês, passando assim, a utilizar nosso dinheiro de forma correta e vivendo com mais tranquilidade e equilíbrio.

Mariana da Silva Astolfe Pscicóloga - CRP 06/110650 Rua 13 de Maio, 578 - Centro Taquaritinga-SP |16 3252.3370

astolfemariana@hotmail.com

06 - www.revistaupnow.com.br


ECONOMIA

Textos e fotos: Raphael G. Anselmo Estudante de Economia pela UNESP de Araraquara

Desindustrialização, uma armadilha conceitual.

Ao se deparar com reportagens sobre desindustrialização nos cadernos de economia dos principais jornais do país, inevitavelmente pensamos que nosso país está perdendo força industrial, ou então que as industrias aqui existentes estão partindo para outras regiões do globo terrestre. O termo nos induz a pensar e acreditar nisso, mas o significado do termo é bem diferente que aparenta ser. Na literatura econômica, o termo desindustrialização é definido como sendo uma situação de redução persistente da participação do emprego industrial frente ao emprego total de um país ou região. Uma economia não se desindustrializa quando a produção industrial está estagnada ou em queda, mas quando o setor industrial perde importância como fonte geradora de empregos e/ou valor adicionado para uma determinada economia. A desindustrialização pode vir acompanhada por um aumento da participação de produtos com maior conteúdo tecnológico e maior valor adicionado na pauta de exportações. Se um país passa a se desenvolver e abrigar novas indústrias de setores que demandam alto engajamento tecnológico na sua linha produtiva, portanto produtos com maior 08 - www.revistaupnow.com.br

valor agregado, diminuindo relativamente à proporção com industrias de setores que se utilizam duma elevada carga de mão de obra no processo, esse país ou região estará sofrendo uma desindustrialização – notem que neste caso não há o efeito desemprego. Ou então se as industriais tornarem-se mais eficientes produtivamente, será, também, um caso de desindustrialização. Em ambos os casos, em termos industriais, a desindustrialização é classificada como “positiva”. O contrário também é verdadeiro, ou seja, se a desindustrialização vier acompanhada por um processo de reversão nas exportações na direção de commodities, produtos primários ou manufaturados com baixo valor adicionado, esta será classificada como “negativa”. O fenômeno em questão também pode estar (e muitas vezes está) ligado a fatores externos, isto é, ao grau de integração comercial produtiva das economias, ou se preferirem, o processo de globalização. Nota-se, portanto, que o conceito a que somos induzidos pelos vários meios de comunicação sobre desindustrialização pode ser (e corriqueiramente é) um termo indutor e equivocado da política de condução industrial no país.


CAPA

Moda Feminina

Lindas semi-jóias

Decoração

Variedades de brinquedos

10 - www.revistaupnow.com.br

Cristais Murano

Moda infantil


Os melhores chocolates

Deliciosas cestas

Bebidas importadas

Perfumes importados

Moda masculina

Chocolates importados

Equipe do Port達o Verde


TRENDS

Textos e fotos: João Marcos Scardoelli

Moda homem

Foi se o tempo em que HOMEM não era modista, não tinha padronagens diferenciadas, e era o reflexo do pai /avô. Hoje o mercado vendo essa mudança, lança marcas especializadas somente nesse setor, pois é fato que hoje muitos homens se vestem melhores do que muitas mulheres por ai! A moda hoje é subdividida em vários estilos, desde o homem “Inglês ao Metrosexual”. DICAS O que mais se vê nas vitrines de marcas francesas e pelas ruas das grandes capitais são os coletes (virou coringa), tanto do estilo britânico como os de safári. As calças hoje vem com corte mais reto, estilo alfaiataria, podendo abusar das barras francesas, dando até uma virada a mais (se você for estiloso), o algodão cru e o linho são tecidos que já viraram febres do verão 2013 e garantia para o inverno, (podem investir, pois vai rolar durante todo o ano). O branco deixa de ser peça de final de ano e vira mania entre os gossip urban, então não fique por fora, nem que seja uma ida a praia não esqueça de usar seu panamá branco, (claro esse belo chapéu somente em momentos de relax e calor, NADA de chapéu no inverno). Não podemos esquecer jamais de falar de ternos, afinal esse nunca vai cair de moda, o homem que pode usa-lo sempre que possível é considerado por si só de extrema elegância, e em festas hoje a gravata borboleta entra em cena como as mais pedidas, com estampas de “bolinhas brancas”. Os óculos de acetato ainda é cool, então para dar uma mudada nas fotos do profile, nada mais legal do que você ir ao aniversário de uma amigo com um belo óculos retro (sempre escolhendo o melhor formato para o seu rosto). 12 - www.revistaupnow.com.br


CULTURA

Reportagem Especial: Gustavo Girotto é jornalista e taquaritinguense

Arte, cor e sabor: Cartagena das Índias é a esmeralda do Caribe

Cartagena das Índias é uma cidade que o faz olhar para o horizonte, durante longas horas, sempre com uma expectativa: quem sabe emerge um corsário fantasma com bandeira pirata – cena típica de filme hollywoodiano. O famoso e lendário pirata inglês, Sir Francis Drake, por aquelas águas caribenhas navegou e até residiu em solo por algum tempo. A cidade antiga está na região noroeste da Colômbia – entre picos da Cordilheira dos Andes e parte da Floresta Amazônica – banhada pelo mar do Caribe e dispõe de clima sedutor como narrado nos romances de Gabriel García Márquez, prêmio Nobel de literatura que lá conserva uma residência. Ainda pouco explorada pelos brasileiros, Cartagena é cercada por uma muralha de 11 quilômetros em sua parte antiga, onde quebra totalmente a imagem de um território que um dia foi dominado pelas Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia). Admirar a Catedral da velha cidade, passeando pelas pracinhas, Palácio da Inquisição, observar algumas danças típicas, Museu do Ouro, a escultura ‘Gertrudis’ de Fernando Botero, na Plaza de Santo Domingo, além de seus artesanatos - são algumas das imperdíveis atrações. O pôr de sol em um dos bares 14 - www.revistaupnow.com.br

sobre a muralha, andar de charrete à noite, e comer em um dos bons restaurantes com música cubana ao vivo, integra a lista de ‘coisas para se fazer’. O Castillo de San Felipe, fortaleza e maior obra bélica da América Latina, desenhada pelo engenheiro holandês Richard Carr e construído em 1657 pelos espanhóis com função de proteger dos ataques de piratas, enquanto os espanhóis enviavam ouro para a Europa, também compõe a paisagem ao lado da Colina de La Popa, que oferece maravilhosa vista de Cartagena e seu porto. Na parte de fora das muralhas, a cidade cresce com renomados hotéis no bairro de Bocagrande. As típicas chivas rumbeiras – réplicas dos primeiros transportes coletivos colombianos que carregavam animais domésticos e outros penduricalhos – dão alegria na noite com suas cores berrantes e músicos afinados. Além da riqueza cultural, a ciudad vieja também encanta pelas belezas naturais. Playa Blanca e o Arquipélago do Rosário são imperdíveis. Esse último formado por 27 ilhas e, apenas uma hora do “molhe” de Cartagena, têm a água na tonalidade verde-azulada dos sonhos do Caribe. A cidade das esmeraldas proporciona mais que alegria aos visitantes, no momento de partir, ainda lhe presenteia gratuitamente com lágrimas de saudades.


.com.br


DECORAÇÃO

Textos e fotos: Amália Passafaro Mársico

No clima do Natal. Um clima diferente já está no ar. E você, já decorou a sua casa? É hora de preparar uma linda decoração, em especial, para a noite de Natal para receber familiares e amigos e se encher de paz e alegria! Primeiramente, é preciso escolher as cores. Verde, vermelho e dourado são as cores tradicionais; tons terrosos, prata e branco também fazem bonito na ceia de Natal. Porém, há também tonalidades mais inovadoras, como o azul e o amarelo, que podem surpreender seus convidados. Ao optar por toalha, jogo americano ou sousplat, deve-se atentar à louça a ser usada: se aquelas peças tiverem estampas natalinas ou cores fortes, prefira as louças claras e neutras; se tiverem cores lisas, mais neutras, abuse das combinações de cores nas louças, taças e guardanapos. Os talheres podem ser dispostos da forma tradicional, fazendo desenhos sobre a mesa ou postos lado a lado. Os pratos, por sua vez, são responsáveis por boa parte da elegância

16 - www.revistaupnow.com.br

da mesa e devem garantir a harmonia do visual, podendo-se colocar um enfeite sobre eles. Copos e taças de cor são bem vindos nesta ocasião e o aplique de laços e fitas pode dar um toque personalizado. Guardanapos de tecido, bolas de natal, cupcakes ou biscoitos com motivos natalinos, velas, laços, fitas, castiçais e flores garantem o glamour da sua festa. Frutas secas e pinhas podem complementar a decoração. Além do mais, pequenas caixinhas com presentes, lembranças ou mensagens são algumas opções para deixar a sua mesa de natal ainda mais bonita e personalizada. Portanto, evite misturar diferentes estilos de enfeites e cores e lembre-se de que, além da decoração, os pratos principais também estarão dispostos neste mesmo espaço. Libere a sua criatividade e inove na sua decoração de natal, demonstrando não só capricho, mas que estará recebendo seus convidados com muito carinho para a Ceia de 2012. Vejam abaixo algumas sugestões:


.com.br


MOMENTO UP!

18 - www.revistaupnow.com.br


“Vista-se mal e notarão o vestido. Vista-se bem e notarão a mulher.” Coco Chanel

La Provence

Av. Paulo Roberto Scandar, 956 | Taquaritinga - SP 16 3252.8325 | www.laprovenceboutique.com.br


20 - www.revistaupnow.com.br


“A moda sai de moda. O estilo jamais.” Coco Chanel

Momento Up! Modelo: Rafaela Ruiz Direção: Lara D. M. Loschiavo | Manuela Gonzales Produção: João Marcos Scardoelli (16) 3252.7434 Fotos: Beto Bruzadin


HUMOR UP!

26 - www.revistaupnow.com.br


SUSTENTABILIDADE

Textos e fotos: Rafael Mársico Loschiavo

A importância de cada ser vivo

É comum encontrarmos na natureza associações

Pessoal, vale lembrar que existe também relações

entre organismos para aumentar suas chances de

desarmônicas, como a herbivoria. Mas estamos fa-

sobrevivência. Estas associações podem ser entre

lando aqui sobre as associações harmônicas. E

organismos de espécies diferentes (interespecifico)

mesmo na herbivoria existe uma relação global de

ou da mesma espécie (intraespecifico).

necessidade e equilíbrio.

Tais relações harmônicas entre os seres são mu-

Um exemplo bem brasileiro de relação harmônica

tualisticas e muitas vezes simbióticas, ou seja, sem

de mutualismo entre uma Angiosperma e um mamífe-

elas, ambas as espécies não sobreviveriam. Logo

ro é encontrado na floresta amazônica que ocorre

é uma relação obrigatória.

com a Castanheira - do- Pará (Bertholletia excelsa)

Um exemplo clássico de associação simbiótica é o que ocorre com o Líquen: Nesta simbiose entre

e a Cutia, que é um mamífero roedor do gênero (Dasyprocta).

fungos e algas o fungo consegue seu carboidrato

A Castanheira-do-Pará produz um fruto de casca

para se alimentar com a alga que o produz através

muito espessa a base de celulose conhecido como

da fotossíntese, e a alga consegue um ambiente

ouriço. Ele chega a pesar 1,5 kg e é do tamanho e

adequado e seguro, já que o fungo forma a es-

semelhança a um coco seco e pode conter até 15

trutura rígida e produz umidade para que a alga

castanhas (semente do fruto) a Cutia consegue abrir

possa sobreviver. Em alguns casos o fungo liquefaz

o ouriço e alimentar-se da semente, no entanto, en-

o substrato que mineral, assim a alga pode absorver

terra algumas delas em outra região para consumir

nutrientes necessários para sobreviver.

futuramente, mas algumas sementes germinam dando

Relações harmônicas foram à chave para o sucesso das plantas Angiospermas na competição por luz solar e nutrientes.

origem a novas arvores. Percebam a importância ecológica de cada ser vivo. Esta arvore chega a 15 metros de altura e a

As Angiospermas (do grego angeo = bolsa, e

castanha é extremamente valiosa nutricionalmente

sperma = semente) são as plantas que produzem

contendo altos níveis de proteínas, carboidratos e

flores verdadeiras e tem a semente envolvida pelo

principalmente de gordura saturada. Dela também

fruto. Assim que elas chegaram e apresentaram tais

pode ser extraído um óleo que é amplamente usado

características, que lhes foram vantajosas em seu

na indústria farmacêutica e cosmética.

meio ambiente, conseguiram se perpetuar. As flores e os frutos propiciaram uma relação mutualistica com outros seres e em alguns casos até simbióticas.

A castanha é um produto valioso exportada para todo o mundo e sua produção é extrativista, com a colheita feita por povos da floresta, que de maneira

Geralmente ela “entra” com os nutrientes (néctar

sustentável, garante o suprimento pela demanda mun-

ou fruto) e o animal “entra” com a dispersão de suas

dial. A exploração de exemplares nativos desta árvore

sementes ou com a proteção.

é protegida por lei (Decreto 1282 de 19 de outubro

Dessa forma as sementes podem ser espalhadas e

de 1994).

colonizar um novo ambiente evitando a competição

Acompanhe a revista UP NOW! em suas próximas

da plântula por luz solar e nutrientes com a planta

edições para saber mais sobre a cadeia econômica en-

Rafael Loschiavo,

mãe.

volvendo esta magnífica árvore.

Biólogo, jornalista e professor.

28 - www.revistaupnow.com.br


SOCIAL

Fotos: Jota Be Lima | Vídeo Arte

1º Petit Comitê da Mi Casa. No dia 26 de outubro de 2012, a Mi Casa realizou o 1º Petit Comitê para Noivas, onde noivas e profissionais trocaram experiências e dicas, e se deliciaram com degustações de doces, petiscos, frisantes e batidinhas, além das lembrancinhas e brindes sorteados para as noivas. Pelo grande sucesso da noite, a Mi Casa, que desde a sua inauguração vem encantando e trazendo novidades para nossa cidade e região, anuncia que está marcado o 2º Petit Comitê para Noivas para o início de 2013. Entre em contato e reserve o seu lugar!

30 - www.revistaupnow.com.br


Parceiros deste evento maravilhoso.

“Somos todos anjos de uma só asa, e só podemos voar quando abraçados uns aos outros.” Profissionais do 1º Petit Comitê

As proprietárias da Mi Casa Mariana e Amália

Irma Rodrigues Noivas (16) 3253-6596

Taty Especialidades Artesanais (16) 3252-2353 e (16) 9700-3153

Pio Limousines (16) 3384-1263 e (16) 9708-5790

Vídeo Arte Estúdio (16) 3252-3592

Elleganza Cerimonial e Organização de Eventos (16) 3204-9305

DJ Wolverine (16) 8123-9866 e (16) 8115-1336

Jota Be Lima (fotógrafo) (16) 9726-7108

Batucha Pastore

Daiana Biscuit (16) 3252-7926 e (16) 9767-5358

Cia de Eventos (16) 9187-8947 (Tiago) e (16) 9713-1330 (Calil)

Bartender’s Miau (16) 9722-3267 e (16) 9240-1456

Buffet Arleti Art (16) 3252-2713 e (16) 3253-4596

Empório Gourmet (16) 3252-8621

Patrícia Doces Finos (16) 3252-4699 e (16) 9768-1356

Brindes Mi Casa com Revista Cláudia Noivas, oferecida por Débora Nunes Raymo

Sweet Cake (16) 9746-4067

Sgarbi Bebidas (16) 32523168 e (16) 9783-6994 Rua Visconde do Rio Branco, 406-B | Centro Taquaritinga.SP | 16 3252.0076 www.micasadecore.com.br

Florat Decorações (16) 9607-3840


SOCIAL

Chega o entardecer em Taquaritinga, para muitos o trabalho do dia está cumprido, isto exige momentos de descontração com os amigos, em um local agradável, com bebida, aperitivo e pratos de qualidade, além, claro, de um ambiente acolhedor, mas ao mesmo tempo surpreendente. Um local que integra de forma cativante e harmoniosa as características dos pubs londrinos, o desconcertante ambiente dos bares nova-iorquinos, a intensidade de um bistrô francês, e a alegria sempre contagiante do barzinho brasileiro. A boa música sempre está presente, para atender a todos os gostos, de forma atraente e in-

32 - www.revistaupnow.com.br

tegrada ao espaço, cuidadosamente criado pelo Beto, em todos os detalhes, desde o balcão de bate-papo que desafia os transeuntes a participarem da conversa animada de balcão, às mesas dispostas sob a meia-luz, prontas para ouvirem os segredos dos namorados. O Terrabruza consegue oferecer um local eclético, sempre pronto para seguir as novas tendências, seja para o encontro dos amigos, ou para agradar os diversos gostos das famílias, ou para os segredos dos casais, todos, acabam por encontrar no cardápio do Terrabruza o que há de melhor nas tardes e noites da cidade, para satisfazê-los em seus desejos.

Av. Paulo Roberto Scandar, nª 1066 Telefone 16 3253.6507.


Fotos: Renata Iria

Mais uma noite agradabilĂ­ssima no Terrabruza CafĂŠ

www.revistaupnow.com.br - 33


SOCIAL

Por Jota Be Lima w w w. j o t a b e l i m a. m e facebook.com/ Jota.Be.lima 16 9726.7108

Mais uma noite beneficente com o 1Âş Buteco do Rotary e muito chopp do PinguĂ­m

26 - www.revistaupnow.com.br 34


Ano 3 Edição 13