Page 28

E

PRODUZIR PRESERVAR

por

Bárbara Belan

Sustentabilidade e solidariedade ganham destaque em projetos universitários Sustentabilidade é a palavra chave. Cada vez mais a defesa do meio ambiente influencia na criação de novos produtos e tecnologias. O profissional que consegue aliar as novas tendências e comodidades da vida moderna à preservação da natureza ganha pontos com a empresa e com os clientes. Pensando nesse Eco capitalismo, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) possui diversos projetos de extensão para orientar os alunos nessa nova tendência mundial. Um exemplo é o Projeto Taquara, que existe há três anos e é baseado no uso e na divulgação do bambu, que pode substituir a madeira e evitar o desmatamento de grandes áreas. O professor e orientador do projeto, Marco Antonio dos Reis Pereira, explica como tudo começou: “O projeto bambu começou em 1990, quando fui fazer meu mestrado. Eu fiz mestrado com tubulação de bambu para

Skates produzidos pela empresa canadense OSF, Oasis Skateboard Factory, com bambu laminado. http://migre.me/5OY0O

conduzir água, substituindo o cano PVC. As primeiras mudas foram plantadas em 1994”. Mas o projeto Taquara veio só mais tarde. A matéria prima foi plantada, estudada, caracterizada, aprovada, e só depois começaram as confecções de produtos. “Foi nessa fase que fizemos uma interação com os alunos de design e arquitetura e surgiu o projeto Taquara, que existe há três anos”, conta o professor. Além de focar na sustentabilidade, o projeto é solidário, pois visa à geração de renda para o assentamento Horto de Aimorés, em Pederneiras. O atual projeto da equipe é construir um barracão de bambu no assentamento com todo o maquinário

Revista Tag #5  

Edição 5 da Revista Tag

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you