Page 12

Tudo por ser loirinha, ter olho azul e nariz empinado. As pessoas me conhecem e dizem: ‘nossa, que surpresa! Você é legal!’. Isso me choca um pouco. Então, se você pede pra eu me definir, digo: sou gente boa.”

E a sua música, como define? Luiza: “É minha! [Risos]. É meu jeito de fazer, de pensar, de me expressar. Dizem que passeio pelo rock, MPB... Mas não é uma coisa, nem outra. A gente é tudo. O dia tem um monte de oscilações de temperatura, umidade, humor... Por que a gente não? Por que a música não? Não tem que ser de um jeito só.”

Como é sua relação com o palco?

Luiza: “Ele é meu habitat natural, onde eu me sinto completa, segura, desafiada. Eu decidi cantar quando ganhei um concurso para abrir o show dos Paralamas do Sucesso no Credicard Hall. Eu tinha 15 anos e cantei para 11 mil pessoas. Fiquei tão calma... O pessoal da minha banda me perguntava se eu estava nervosa. Não acreditavam que estivesse calma. Então resolvi que era ali mesmo que eu ia ficar.”

E como você lida com o assédio em cima de você? Luiza: “Tranquilo. Minha meta é ter sempre bom humor. Moro perto da praia no Rio de Janeiro (RJ). É muito chato. Minha

Revista Tag #4  

Edição 4 da Revista Tag

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you