Page 11

tags: perfil, entrevista, Luiza Possi, Bons Ventos Sempre Chegam

entrevista: Natasha Bin edição: Bianca Camargo fotos: Rodrigo Bassan

Acha que isso tem a ver com sua família e seu berço musical? Luiza: “Isso ajudou, mas não foi determinante. Fica mais claro e mais forte pra mim quando eu componho. Porque aí não dá pra falar que é DNA, afinal, a música é minha, feita por mim, não é? Claro que tem influência, mas sempre há aquelas chances. Pode ser, pode não ser...”

Quais são suas influências na sua formação musical?

Luiza: “Meu pai é músico. Como ele e minha mãe são separados, sempre ouvi um estilo de cada lado. Na casa do meu pai, era James Taylor, Steve Wonder, Michael Jackson, Prince... Já minha mãe ouvia Barbara Streisand, Rita Pavone. Nunca tive preconceito com relação a algum estilo musical. Por este caminho, fui descobrindo o meu som.”

Como você se definiria? Luiza: “Sou muito determinada, ansiosa, uma pessoa de boa índole. É muito engraçado, porque sinto um preconceito muito louco!

11

Revista Tag #4  

Edição 4 da Revista Tag

Advertisement