Issuu on Google+

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

1


ANUNCIANTE SUPRA DESDE SET/02


Acessórios esportivos ......................................14,31

Lâmpada p/ projetor...............................................21

Agenda escolar..................................................27,32

Lavadoras de alta pressão......................................24

Armário multiúso.....................................9,12,22,24

Lousa................................................................12,22

Áudio equipamentos.........................................10,21

Lousa interativa................................7,11,21,3ª capa

Balanço para bebê.................................................14

Marketing Digital..................................................20

Banda.....................................................................25

Materiais pedagógicos...........................................17

Bebedouro.........................................................29,30

Modelo anatômico.................................................34

Berço.................................................................14,24

Móveis de aço.............................................12,22,23

Brinde....................................................................22

Móveis escolares.........................1ª capa,9,11,22,23,

Brinquedos educativos / Pedagógicos.........14,15,17

24,28,33,3ª capa,4ª capa............................................

Brinquedoteca...................................................15,31

Móveis para escritório.................................12,22,23

Brinquedos...................................................14,15,17

Móveis para refeitório.................................12,22,33

Caderno personalizado.....................................27,32

Organizador de brinquedos...................................16

Cama elástica..........................................14,15,16,17

Papel de parede......................................................10

Cama empilhável.........................................11,15,16

Papel pet................................................................22

Cantina / Alimentação...........................................25

Persianas................................................................10

Canudos para diplomas.........................................30

Piso de borracha....................................................13

Capacitação de docentes........................................29

Piso esportivo...................................................14,31

Capacho.................................................................24

Piso........................................................................10

Capelo....................................................................30

Placas de E.V.A.....................................................17

Casinha de boneca............................................17,31

Playground com espuma.......................................15

Cine educativo.......................................................33

Playground em tronco de eucalipto.......................17

Circuito de Atividades...........................................16

Projetor multimídia...........................................10,21

Claviculário...........................................................22

Projetor interativo..................................................21

Climatizadores.......................................................29

Protetor de coluna p/ quadras................................10

Construções esportivas.....................................27,32

Protetor de parede..................................................10

Cobertura de policarbonato..............................26,27

Purificador de água...........................................29,30

Colchonete.............................................................17

Quadra poliesportiva........................................14,31

Copiadora: equipamento digital.......................12,31

Quadro branco/ magnético....................................22

Cortina...................................................................10

Quadro de aviso.....................................................22

Diário de classe.................................................27,32

Rede de proteção...................................................10

Editora..............................................................27,32

Sala de aula interativa............................................21

Elevadores........................................................18,19

Software administrativo........................2ª capa, 9,34

Ensino a distância..................................................30

Sonorização...........................................................10

Espelho de Acrílico...............................................24

Tabela de basquete............................................14,30

Estante para biblioteca...........................................12

TNT.......................................................................17

Fanfarra..................................................................25

Tapetes personalizados..........................................24

Filtro de água...................................................29,30

Tatame...................................................................17

Gaveteiro.....................................................12,22,23

Tecnologia educacional.........................................29

Gráfica..............................................................27,32

Tela de projeção...........................................10,21,22

Grama sintética.................................................14,17

Tenis de mesa...................................................14,17

Instrumentos musicais...........................................25

Toldos...............................................................26,27

Jogos gigantes espumados.....................................15

Ventilador..........................................................24,29

Laboratório: equipamentos....................................34

Vidraria para laboratório.......................................34

Laboratório: Produtos............................................34


COMPORTAMENTO POR DÉBORA CARVALHO

Valores que mudam o mundo Escola também é lugar de aprender cidadania e solidariedade.

N

ão é de hoje que a escola deixou de ser um ambiente para se aprender unicamente o conteúdo básico para a faculdade. No mundo moderno, saber ser solidário, proativo, gentil, e tomar decisões em benefício de todos os envolvidos ao invés de apenas ganhar vantagem, tem o mesmo peso de boas notas, habilidades na função e conteúdo. E já que os estudantes passam cada vez mais tempo sob os cuidados da escola, é de extrema importância que os gestores trabalhem em parceria com o corpo docente e discente, juntamente com as famílias e a comunidade do entorno da escola, para cultivar valores que podem ser diferenciais para a vida, como cidadãos, e também destaques para cargos de

4

Supra Ensino

gerência ou vagas de emprego. Como dizia Mahatma Gandhi, “Quem não vive para servir não serve para viver.” Servir é a função básica de qualquer empresa ou emprego, apesar do salário e das metas de vendas, dos lucros pelo serviço e dos impostos obrigatórios recolhidos. Que tal reunir todos os colaboradores e estudantes para criar projetos que renovem a imagem da escola? Projetos que reforcem comportamentos positivos, que criem um ambiente recheado de gentileza, solidariedade, boas ações - com ou sem segundas intenções. Segundo o educador e gestor de empreendedores jovens Luiz Carlos Mateus, tais medidas podem até mesmo zerar a incidência de comportamentos

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

negativos como o bullying, a rejeição, e ainda fortalecer o empreendedorismo baseado na premissa de suprir a necessidade de alguém. “Seja empreendedorismo social ou negócio lucrativo, ou apenas o desenvolvimento da trabalhabilidade, os valores que transformam o mundo tornam os negócios mais propensos ao sucesso, ao reconhecimento da sociedade, e o clima de trabalho fica muito, muito mais interessante”, explica Mateus. VOLUNTARIADO Aprender a dedicar parte do seu tempo como voluntário em projetos sociais também pode ser um diferencial no currículo. As empresas já estão aprendendo a enxergar esses


“Solidariedade na

escola ensina que se algo muito ruim acontecer alguém vai ajudar. Isso cultiva a esperança e destrói o egoísmo.” Luiz Carlos Mateus, Educador, autor do livro Reescreva sua História.

candidatos como melhor capacitados para funções de liderança. É o que conta o empresário e palestrante Denilson Shikako, criador da ONG Vida Nova, no Jardim IAE, zona Sul de São Paulo. Ele relata que uma das jovens voluntárias no projeto, em um processo seletivo para trabalho, ficou com a vaga, em detrimento de outra candidata com o currículo idêntico e que fora tão bem quanto nas dinâmicas. Então, perguntou ao recrutador por que havia sido escolhida. - Eu realmente estava com dúvidas, porque o currículo de vocês é muito semelhante, e o desempenho nas dinâmicas também. E a outra candidata já tinha mestrado enquanto você só tinha a pós. Ambas são fluentes em inglês, estudaram em boas instituições, excelentes notas. Mas eu concluí que o fato de você atuar como voluntária em um projeto social com crianças a colocava numa posição mais apta ao cargo do que um mestrado, já que vai lidar com pessoas e não com livros. Seja bem-vinda! A rede social de currículo online e network LinkedIn, já incorporou no sistema o espaço para atividades voluntárias, atuação em ONGs, lista do tipo de instituição que o candidato tem interesse e como prefere servir.

DICAS DE PROJETOS >> Ao aprenderem sobre a pirâmide alimentar e alimentação saudável, as crianças podem fazer uma campanha de alimentos trazendo de casa ou recoltando na vizinhança da própria casa e da escola, e doar para um orfanato.

>> Química e Física pode ficar mais divertida se os alunos do Ensino Médio forem engajados em um projeto de reforma da casa de uma família carente, ou uma simples faxina na casa de um enfermo ou no asilo da cidade.

>> As aulas de educação artística podem ganhar uma nova perspectiva se a escola agendar uma mostra do coral, ou uma peça de teatro, ou ainda um dia de pintura ou escultura numa instituição de crianças especiais ou hospital.

FOTO: GREYCI CARVALHO | COLÉGIO MÁXIMO

O presidente da Adra - Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (regional sul), Ivo Suedekum, explica que a dificuldade em encontrar voluntários se dá pela falta de educação solidária que deve acontecer em casa e na escola. “Fazer o bem ao próximo, dedicar um pouco do seu tempo para dar atenção a quem precisa é algo que deve ser ensinado desde a infância. Isso ajuda a desenvolver o amor pela humanidade, o respeito às diferenças, a vontade de fazer algo para transformar o mundo. Não precisa ter dinheiro. Basta ter vontade e dedicar tempo”.

E não é só no Natal que a solidariedade é bem-vinda. Para cultivar o hábito tem que ser constante. Durante o ano todo é possível integrar o conteúdo didático a uma atividade social. Por exemplo, como atividade de português as crianças podem visitar um asilo ou orfanato e ler histórias, ou ainda gravar audiobooks para crianças cegas, integrando português, informática e artes. Na aula de ciências e biologia, a coleta de óleo de cozinha usado pode virar sabão para ser doado ou vendido para arrecadação de fundos. Um viva para a cidadania!

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

5


DICA DE LEITURA DA REDAÇÃO

Equipe mais gentil em 2014 Con�ira nossa dica de leitura para presentear seus colaboradores e desenvolver um trabalho inspirador no próximo ano letivo.

I

nspirado pelo sábio José Datrino, o Profeta Gentileza, conhecido pela frase “Gentiliza Gera Gentileza”, o empresário e palestrante Luis Gabriel Tiago decidiu usar os conceitos e frases do Profeta em um projeto para gerar mudanças no ambiente de trabalho - onde ele próprio fora vítima de hostilidade. “O homem do futuro é o homem gentil”, dizia Datrino. O autor acredita que a gentileza no trabalho é uma ferramenta indispensável para o sucesso. Tiago relata que em seu livro tenta levar as pessoas a pensar em empresas mais humanas e justas, com um ambiente de trabalho harmonioso, onde colegas e líderes estejam prontos a escutar e desculpar. “Busco incentivar profissionais que sejam capazes de se relacionar com outras pessoas”, comenta. O leitor entenderá a importância de uma transformação individual e que atos gentis sinceros e independentes são indispensáveis para a humanização do clima organizacional. “Ninguém pode esperar que as mudanças aconteçam, em primeiro lugar, por parte dos diretores, presidentes ou líderes. A gentileza começa com o próprio “eu”, ou seja, devemos

6

Supra Ensino

O autor é o atual vencedor do prêmio Ser Humano Oswaldo Checchia 2012, contemplado com o Troféu de Ouro pelo seu programa de gestão de pessoas Gentileza no Trabalho - a ferramenta do século XXI. nos comprometer a assumir uma postura baseada em valores, independentemente de qualquer iniciativa alheia”. O livro serve como base para que todos os profissionais possam associar a gentileza, não somente ao trabalho, mas também à sua vida pessoal, social e emocional. “A Gentileza no Trabalho torna o relacionamento interpessoal mais leve, saudável e pautado em valores. As empresas deveriam se atentar a esse tema de forma mais esclarecida. Muitos problemas de relacionamento poderiam ser evitados ou minimizados se acreditassem e aplicassem esse método. Os resultados são eficientes, rápidos e transformadores”, afirma o autor. Ele destaca que o ato deve se estender também para vida pessoal:

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

“A única forma de conciliar a vida profissional à vida pessoal é associando o trabalho aos nossos valores pessoais. Todos nós possuímos crenças, opiniões e valores que são transmitidos por nossos pais, professores e pessoas importantes. Por exemplo: a solidariedade é um valor que, muitas vezes, praticamos em grupos religiosos ou por iniciativa própria, mas nem sempre transportamos ao trabalho. Assim como ser bem-humorado com colegas de equipe e mal-humorado em casa. Esse antagonismo deve ser trabalhado de forma que as pessoas se conscientizem, de uma vez por todas, sobre a necessidade de sermos “únicos” em todos os ambientes em que vivemos, seja na empresa, seja no convívio familiar, social, em tudo.”


ANUNCIANTE SUPRA DESDE NOV/13

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

7


INVESTIMENTO POR DÉBORA CARVALHO

Pesquisa aponta o di�ícil acesso dos professores e alunos à cultura.

U

ma pesquisa-ação inédita realizada pelo Ministério da Cultura (MinC) e pela organização social Casa da Arte de Educar aponta grande dificuldade de diálogo entre professores brasileiros com as demais instituições educativas, como museus e bibliotecas. Eles entendem cultura como sinônimo de “cultura letrada”, aquela encontrada somente nos livros. O levantamento também revela que escolas e demais equipamentos culturais precisam de apoio técnico e financeiro. O MinC realizou diversos encontros chamados pesquisa-ação em todas as regiões brasileiras em 2012. Como parte do projeto nacional Um Plano Articulado para Cultura e Educação, o objetivo é elaborar uma nova política pública que faça da escola um grande espaço de produção e circulação da cultura brasileira, com acesso aos bens culturais e respeito à diversidade. O orçamento é de R$ 80 milhões para a realização de diversas ações entre as duas pastas, cultura e educação. É preciso investir em canais constantes entre educação e cultura”, destaca Sueli de Lima, pesquisadora da Faculdade de Educação da USP e coordenadora da pesquisa. “São muitas as iniciativas de parcerias entre escolas e equipamentos culturais no país, no entanto, estas iniciativas são instáveis e necessitam de investimentos técnicos e financeiros para se efetivarem como parceiros reais para as escolas”, explica Sueli. RESULTADOS Os encontros reuniram, além de professores, representantes de museus, bibliotecas, pontos de cultura, educadores, estudantes, artistas e lideranças comunitárias para debater as dificuldades e apresentar propostas de articulação entre Cultura e Educação. No total foram ouvidos 1.664 atores, em 165 municípios

e 26 estados, para investigar as condições práticas do acesso à cultura entre professores e estudantes. “Com esta pesquisa não serão apenas leis que poderão alterar as relações entre escolas, cultura e demais práticas educacionais. Só uma construção coletiva, dentro e no entorno da escola, amparada por uma legislação democrática, poderá implementar mudanças necessárias”, conclui a pesquisadora da USP.

ALGUMAS CONCLUSÕES - Os professores têm demonstrado muita dificuldade no diálogo com saberes não instituídos, os saberes do cotidiano, e muitas vezes entendem cultura como sinônimo de cultura letrada e que se aprende na escola. - É necessário investimento para a conquista de práticas pedagógicas e de gestão democrática nas escolas. Sem condições de diálogo e participação não será possível a conquista da intersetorialidade entre as politicas de cultura e educação. - É preciso investir em uma maior aproximação dos cursos de pedagogia e das licenciaturas com os estudos culturais, com a sociologia e a antropologia, a fim de fortalecer a dimensão cultural das práticas educativas. A mediação cultural é prática distante das licenciaturas e podem auxiliar muito o trabalho de sala de aula. - Os equipamentos culturais também precisam conquistar e efetivar a dimensão educativa de suas práticas. Bibliotecas com espaços exclusivamente de consultas ou museus voltados somente para contemplação já não possuem mais lugar na sociedade de hoje. Vale destacar que os professores reclamam por identificação e mapeamento das iniciativas e equipamentos culturais no Brasil, assim como maior diálogo entre as práticas culturais e as universidades.

A íntegra da pesquisa pode ser consultada no site da Casa da Arte de Educar, no link abaixo:

http://www.artedeeducar.org.br/blog/2013/09/30/relatorio-2013-pesquisa-acao-um-plano-articulado-para-cultura-e-educacao/

8

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS


ANUNCIANTE SUPRA DESDE JUN/13 ANUNCIANTE SUPRA DESDE OUT/97

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

9


10

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

ANUNCIANTE SUPRA DESDE SET/13

ANUNCIANTE SUPRA DESDE NOV/01

ANUNCIANTE SUPRA DESDE JUL/13


ANUNCIANTE SUPRA DESDE SET/96

ANUNCIANTE SUPRA DESDE FEV/12

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

11


ANUNCIANTE SUPRA DESDE JAN/13

ANUNCIANTE SUPRA DESDE JUN/11

12

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS


ANUNCIANTE SUPRA DESDE JUN/02

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

13


14

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

ANUNCIANTE SUPRA DESDE JAN/99

ANUNCIANTE SUPRA DESDE NOV/13

ANUNCIANTE SUPRA DESDE ABR/13

ANUNCIANTE SUPRA DESDE OUT/13


O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

15

ANUNCIANTE SUPRA DESDE JAN/09

ANUNCIANTE SUPRA DESDE JAN/08 ANUNCIANTE SUPRA DESDE SET/04


ANUNCIANTE SUPRA DESDE NOV/12

16

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS


O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

17

ANUNCIANTE SUPRA DESDE DEZ/03

ANUNCIANTE SUPRA DESDE JUL/03

ANUNCIANTE SUPRA DESDE JUN/12


ANUNCIANTE SUPRA DESDE SET/13 ANUNCIANTE SUPRA DESDE SET/13

18

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS


O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

19


Análise de desempenho

do Professor

os professores ensinam corretamente e os alunos aprendem de verdade. Na reunião de monitoramento é onde ocorre a construção social do conhecimento e representa o principal momento que a coordenação tem para desenvolver suas equipes de trabalho através do feedback semanal ou quinzenal. Com o feedback diretivo, o professor sabe exatamente onde e o que está errado e recebe a orientação de como deve proceder. Desta forma, as chances de mudanças de atitudes dentro do processo comportamental são muito maiores. Isso somente acontecerá se a coordenação assistir às aulas e, de preferência, utilizar um modelo de análise de desempenho. Esta estratégia funciona bem quando se trata de intervenções no que se refere à postura, relação interpessoal, disciplina, comunicabilidade e até certo ponto na didática, porém não supre a demanda

de alguns professores que precisam de mais repertório (conjunto de conhecimentos). Reuniões de autoaprendizagem Reuniões com constância e periodicidade destinadas ao aumento de repertório, onde os conteúdos são aprofundados para que se forme uma base de conhecimento significativo e em constante evolução. O ideal é definir o conteúdo programático a cada bimestre ou trimestre, porque as dificuldades mudam conforme os conteúdos curriculares apresentados durante o ano letivo. Segundo os preceitos andragógicos*, os adultos aprendem com mais facilidade quando vivenciam os conceitos e quando têm autonomia e liberdade para aprender. Os professores promovem a autoaprendizagem com supervisão e orientação da coordenação através das sugestões:

Apresentação de seminários – para os próprios professores e de outros segmentos; Apresentação de estudos de casos; Grupos de estudos; Oficina e apresentação de resultados; Fórum de debates; Psicodramas e peças de teatro

ANUNCIANTE SUPRA DESDE AGO/11

Uma das maiores dificuldades que os coordenadores e diretores encontram é mapear de forma concreta como está o nível do seu corpo docente, o que precisa ser aprendido e mensurar os resultados advindos das ações de treinamento. Vários indicadores, ao longo do ano, fornecem à coordenação subsídios para análise de seu corpo docente, como as avaliações, simulados, dificuldades dos alunos, conversas com as famílias etc. Dentre tantos, vale destacar os principais: Autoavaliação de desempenho Ninguém melhor que o próprio professor para saber quais são suas dificuldades, o que precisa melhorar e o que gostaria e tem interesse em aprender. Esta ferramenta deverá ser aplicada no início do ano, na semana de planejamento pedagógico e, se a escola achar necessário, na reunião de virada do semestre. Assistir às aulas Nenhuma atividade da coordenação é mais importante que o monitoramento em sala de aula, pois é nela que o ensino e a aprendizagem acontecem. A coordenação precisa assistir às aulas com constância e periodicidade para verificar se

*Os principais preceitos facilitadores da educação de adultos são: -Segurança - Quando monitorado, o adulto sentese confiante em sua capacidade de experimentar ou adquirir um novo hábito, pois não está sozinho nesta empreitada. Ao seu lado existe uma pessoa com conhecimento e liderança para acompanhá-lo, ensiná-lo e apoiá-lo ao longo de uma nova experiência. -Autonomia - O adulto motiva-se quando participa da tomada de decisão. -Aprendizado experiencial - VIVENCIAR - Análise das experiências externas e do seu próprio cotidiano. -Objetivos definidos - Saber aonde se quer chegar (objetivo), como conseguir (metas) e se o caminho está certo (análise de desempenho). -Autoestima e satisfação - Reconhecimento formal (elogios), ganhos por méritos (premiações) e divulgação dos trabalhos realizados (endomarketing). -Visão do todo - Visão holística do processo e ciência do planejamento estratégico. -Valorização da empresa - Motiva-se quando faz parte de uma equipe de ponta, que alcança seus objetivos e é reconhecida.

A análise de desempenho do professor ocorre nas reuniões de autoaprendizagem, através da observação do coordenador, da avaliação da própria equipe e a da sua autoavaliação, tendo um caráter processual e inclusivo. Christian Rocha Coelho Especialista em Andragogia Diretor do Grupo RABBIT Gestão, Comunicação, Marketing e Pesquisa Educacional

www.rabbitmkt.com.br

20

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS


ANUNCIANTE SUPRA DESDE JUL/97

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

21


ANUNCIANTE SUPRA DESDE FEV/09 ANUNCIANTE SUPRA DESDE JUN/12

22

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS


ANUNCIANTE SUPRA DESDE JAN/97

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

23


24

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

ANUNCIANTE SUPRA DESDE MAI/09

ANUNCIANTE SUPRA DESDE MAI/13

ANUNCIANTE SUPRA DESDE NOV/07


ANUNCIANTE SUPRA DESDE SET/10

ANUNCIANTE SUPRA DESDE JAN/13

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

25


26

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS


ANUNCIANTE SUPRA DESDE JUN/13 ANUNCIANTE SUPRA DESDE ABR/99

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

27


ANUNCIANTE SUPRA DESDE SET/96

28

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS


O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

29

ANUNCIANTE SUPRA DESDE JUL/13

ANUNCIANTE SUPRA DESDE SET/13

ANUNCIANTE SUPRA DESDE MAI/98


ANUNCIANTE SUPRA DESDE JAN/97

ANUNCIANTE SUPRA DESDE JAN/97

30

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS


ANUNCIANTE SUPRA DESDE NOV/12

ANUNCIANTE SUPRA DESDE NOV/98

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

31


32

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS


ANUNCIANTE SUPRA DESDE OUT/12 ANUNCIANTE SUPRA DESDE MAI/13

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

33


ANUNCIANTE SUPRA DESDE JUL/01

34

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS


ANUNCIANTE SUPRA DESDE FEV/98

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS

Supra Ensino

35


ANUNCIANTE SUPRA DESDE AGO/05

36

Supra Ensino

O MELHOR GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA ESCOLAS


Supra Ensino