Issuu on Google+

Outubro 2008

1


4

Outubro 2008

Acessórios para limpeza .............................5,6,7,27,28 Acolchoados para elevador .........................................7 Alambrados .........................................................18,22 Alarmes .....................................................13,22,32,33 Antena coletiva ...........................................................3 Areia colorida ..............................................................9 Artigos esportivos ...............................................22,27 Aspirador de pó ..........................................................6 Audiovisual .....................................................15,25,27 Audiovisual: locação ............................................15,25 Auditório ...................................................................25 Balde espremedor .....................................................28 Banco lápis .................................................................8 Barras anti-pânico .....................................................14 Baterias ......................................................................3 Bebedouro ...........................................................10,27 Bolinhas p/ piscina de bolinhas ...................................9 Brinquedos ...............................................8,9,10,11,27 Caixas de correio ......................................................13 Câmera de segurança ........................3,13,22,26,32,33 Câmera filmadora.................................................25,27 Câmera fotográfica digital .....................................25,27 Capacho ..................................................................6,7 Carpete .....................................................................11 Carrinho de compras.................................................28 Carro funcional ......................................................6,28 Casinha de boneca..............................................8,9,11 Cerca elétrica ..........................................3,13,22,32,33 Circuito fechado de TV .......................3,13,22,26,32,33 Claviculário ............................................................5,19 Cobertura em policarbonato ......................................24 Construtora...............................................................23 Conteiner ..................................................................28 Controlador de iluminação para garagens .............13,22 Controle de acesso ............................3,13,22,26,32,33 Copiadora: equipamento digital....................................5 Cortina rolo...............................................................24 Dispenser para papel higiênico ...............................7,28 Dispenser para papel toalha....................................7,28 Dispenser para sabonete liquido .............................7,28 DVD: aparelho ...........................................................27 Elétrica ................................................................12,19 Elevador: equipamentos ..................................15,30,31 Elevador: manutenção .....................................15,30,31 Enceradeira .......................................................6,27,28 Exaustor ...................................................................27 Filtro .........................................................................10 Flip Chart ...............................................................5,19 Grama sintética .................................................8,10,11 Guarita ......................................................................23 Hidráulica ............................................................18,19 Holofote com sensor .................................................13 Impermeabilização ..........................................18,19,23 Impressora .................................................................5 Insul film ...................................................................23 Interfonia digital ................................................3,13,22 Jardinagem ................................................14,32,33,34

Lâmpada p/ projetor ........................................15,25,27 Lavadora automática de piso ....................................5,6 Lavadora de alta pressão................................5,6,27,28 Lixeira ....................................................................7,28 Lousa .......................................................................19 Luminária com sensor...............................................13 Luminária..................................................................12 Manutenção predial ...............................18,19,21,22,23 Máquinas para limpeza...................................5,6,27,28 Mármores / Granitos ................................................6,7 Mesa de pebolim / Totó .............................................11 Mesa de ping pong....................................................11 Mesa de snooker ......................................................11 Módulos psicomotores...........................................8,10 Molas aéreas ............................................................14 Notebook ..................................................................25 Películas de proteção solar ........................................23 Pintura predial ......................................18,19,21,22,23 Piscina de bolinhas ..................................................8,9 Piso de borracha ............................................8,9,10,11 Piso esportivo ..............................................8,10,11,22 Piso social ..........................................................6,7,11 Piso: restauração .....................................................6,7 Placas sinalizadoras ...............................................7,28 Playground em madeira ...........................................8,9 Playground em plástico .............................8,9,10,11,27 Porta corta fogo........................................................14 Porta corta fogo: manutenção ...................................14 Portão automático................................................12,13 Projetor de slides ......................................................27 Projetor multimídia ..........................................15,25,27 Purificador de água ...................................................10 Quadra poliesportiva ..................................10,18,22,27 Quadro branco magnético .........................................19 Quadro branco .......................................................5,19 Quadro branco: digital ..........................................15,25 Quadro de aviso .....................................................5,19 Radiocomunicação: assistência técnica..................3,22 Radiocomunicação: locação ..................................3,22 Radiocomunicação: venda .....................................3,22 Rede de proteção .................................................22,27 Refresqueira .............................................................27 Restauração de fachadas ......................18,19,21,22,23 Retroprojetor .............................................................27 Segurança/Medicina no trabalho................................29 Sensores ..................................................................13 Sistema de segurança: projeto .3,13,14,22,26,32,33,34 Tapete personalizado ................................................6,7 Tela de projeção ..............................................15,19,27 Televisor ..............................................................15,27 Terceirização de serviço .............................14,32,33,34 Toldos.......................................................................24 Tratamento de água.....................................................3 Triturador de alimentos ................................................7 Varredeira .................................................................28 Ventilador..................................................................27 Vídeo: aparelho .........................................................27


Outubro 2008

5


6

Outubro 2008


Outubro 2008

7


8

Outubro 2008


Outubro 2008

9


10

Outubro 2008


Outubro 2008

11


Artigo

Dispositivo de proteção contra surto: um investimento que vale a pena É só acabar a energia elétrica ou ocorrer descargas atmosféricas (raios) que começam os problemas com equipamentos danificados, principalmente os eletrônicos, como computadores, câmeras, monitores de vídeo, e outros. Além de o equipamento ficar inoperante, o que já é um transtorno de bom tamanho, ainda é necessário acionar a concessionária e o seguro ou na pior das hipóteses, arcar com os custos de reparo ou substituição do mesmo. O que ainda é pouco difundido, apesar de ser recomendado pela norma NBR 5410 (Instalações de Baixa Tensão), é que existe um dispositivo que protege a instalação contra surtos de tensão, isto é, descarga atmosférica, sobre tensão gerada por manobras na rede, falhas no sistema de distribuição e outros. Esse dispositivo é chamado “Dispositivo de proteção contra surto”, ou simplesmente DPS. A maioria dos DPS`s disponíveis no mercado brasileiro utilizam a tecnologia MOV (varistor de óxido de zinco) associado a um dispositivo de desconexão controlado por temperatura (super aquecimento) ou por corrente (sobrecorrente). Em linhas gerais, o DPS começa a atuar sempre que a tensão da instalação ultrapassa sua tensão de atuação e desvia o “excedente” de tensão, permitindo que somente a tensão nominal chegue aos equipamentos. Um exemplo prático pode ser uma instalação comum de 127V e um DPS com tensão de atuação de 130V. Se ocorrer algum problema na rede elétrica e a tensão de 127V passar a ser de, por exemplo, 140V, o DPS irá 12

Outubro 2008

desviar os 10V excedentes e o restante da instalação receberá 130V, tensão suportada por todos os equipamentos sem risco de danos. Caso ocorra algo mais sério, como pico extremamente alto (alguns milhares de volts) e rápido (alguns microssegundos) de tensão, o DPS pode não conseguir desviar a tensão e com o objetivo único de proteger a instalação, ele se sacrifica, ou seja, queima. Os DPS`s devem ser instalados nos painéis de entrada e nos de distribuição e o seu modelo deve ser escolhido de acordo com classe (conforme o tipo de painel) e a tensão que ele distribui. Basicamente, os DPS`s de classe I são utilizados nos painéis de entrada, os de classe II são utilizados em painéis intermediários e os de classe III nos painéis “finais”, ou seja, aqueles que ficam bem próximos das “cargas” que ele controla. A tensão de atuação do DPS deve ser escolhida após a medição da tensão entre as fases e o terra/neutro que existem no painel, por exemplo, para uma tensão de 127V, deve-se optar por um DPS de 130Vac/170Vcc. Como a queima faz parte do funcionamento do dispositivo, os DPS`s devem ser verificados periodicamente e os que estiverem queimados devem ser substituídos o mais rápido possível. A verificação do funcionamento é feita visualmente e não leva mais que alguns segundos: alguns fabricantes utilizam leds – o led apagado significa que o dispositivo está inoperante e deve ser substituído – e outros utilizam visor com fita – se o visor mostrar a fita vermelha, o DPS está queimado. Para garantir total segu-

rança na instalação, além do uso do DPS, todo o restante da instalação deve estar de acordo com as normas, utilizando dispositivos dimensionados corretamente – nunca superdimensionados, com o aterramento perfeito, etc. Atenção: este é um texto informativo e não contempla todos os detalhes técnicos do dispositivo. As especificações e a instalação dos DPS’s devem ser feita somente por um profissional qualificado. Ana Regina N. Bergamini Engenheira Eletricista


Outubro 2008

13


14

Outubro 2008


Outubro 2008

15


16

Outubro 2008


Outubro 2008

17


18

Outubro 2008


Outubro 2008

19


Artigo

FACHADAS – COMO MANTER? Conforme matéria divulgada no site do SECOVI – MS Sindicato da Habitação, Fachadas valorizam imóvel em até 40%. Este elemento é importante, pois tem funções maiores que as comerciais, por exemplo: a impermeabilização das habitações e requer uma manutenção periódica. Esta prática não é só necessária e também é obrigatória por diversos aspectos técnicos e jurídicos. As infiltrações nos apartamentos ocasionadas pela má conservação da fachada são passíveis de indenização por processo civil como já se pode observar nas jurisprudências disponíveis no site http:// www.jusbrasil.com.br. Desta forma surge a questão que embasa esta curta matéria. Curta por que o assunto é tema para reflexões maiores, aqui a matéria aborda de forma sucinta os tópicos mais relevantes do assunto. A falta de manutenção coforme o perito Jerônimo Cabral Pereira Fagundes Neto no livro Perícias de fachadas em edificações – editora Atlas cita que a demora na manutenção ocasiona danos irreversíveis, encurta a vida útil e aumenta os custos de manutenção. É primordial que o condomínio busque uma empresa para realização dos trabalhos. Profissionais que trabalham na informalidade, não só realizam um trabalho de baixa qualidade que se executado gera danos irreversíveis salvo uma nova aplicação dos sistemas de revestimento com materiais novos. Tais profissionais não tem a estrutura necessária para terminar o trabalho no caso de quaisquer dificuldades. Estes podem trazer responsabilidades ao condomínio no âmbito trabalhista e criminal no caso de acidente de trabalho fatal ou não. Quando é tratado do assunto: trabalho em altura, logo se pensa em acidente fatal, porém os acidentes que não ocasionam morte e sim lesão parcial que impossibilite o trabalhador de realizar trabalho remunerado traz ao condomínio o risco de um passivo judicial por vezes de longo prazo como se tem observado também nos casos de jurisprudência. A recomendação é que antes de orçar os trabalhos se observe alguns dados em relação à empresa. O exemplo de um item é o das empresas que pedem dados do cliente e apresentam processos bem definidos para atendimento, por mais incomodo que pareça traz a tona o reflexo de uma organização séria que tem processos pré-estabelecidos e provavelmente não desperdiçarão o tempo do cliente. Alguns artigos observados por este autor sugerem a contratação de empresas especializadas

20

Outubro 2008

em laudos e inspeções prediais. Porém também foi observado que existe uma prática de convênio de comissões por apontamento de obra. Desta forma entende-se que para o cliente que não tem condições técnicas de avaliar e realizar um processo justo de contratação o ideal é buscar a formação de uma comissão de obra. Ainda que precise contratar a consultoria de terceiros pode-se manter o processo de concorrência e seus preços declarados em domínio exclusivo da comissão de obras. Na fase de orçamento: As empresas solicitadas para orçamento deverão apresentar certidões negativas pertinentes ao caso dentre elas cita-se: CRF – relativa ao depósito do fundo de garantia; Débitos civis e criminais da empresa e dos sócios; Dívida ativa da união que reflete a forma que a empresa lida com os tributos federais; Registro no CREA - certifica que a empresa está autorizada a trabalhos técnicos. Pode-se ainda pedir outras certidões que tragam a ciência do condomínio que a empresa é idônea. Ter na empresa uma frota grande ou uma sede própria, este item é observado em diversos anúncios como um diferencial. A escritura de um imóvel ajuda a concluir que a empresa não se mudará facilmente e a posse de automóveis ilustra uma falsa ideia de poder aquisitivo da empresa. Nada impede de uma empresa idônea operar em imóvel alugado, basta-se solicitar a cópia de aluguel do imóvel. A prática da contratação de frete é uma prática sustentável e racional do uso de recursos e a posse de veículos em abundância pode significar reflexo de desorganização e necessidade de compra de materiais de última hora. Portanto cuidado é necessário para avaliar a empresa pelos seus ativos, é recomendado que o cliente em havendo o interesse, peça para conversar com clientes daquela empresa e verifique os processos realizados em obras passadas. Verificar se houveram materiais atrasados por motivo desconhecido e ainda se faltaram materiais por falta de recursos físicos em meio à obra e quais foram os seus motivos reais, sempre é válido ouvir as duas partes. Os procedimentos de segurança do trabalho são importantes para garantir que os funcionários sejam treinados, que tenham os equipamentos necessários e que o condomínio não é conivente com situação de risco desnecessário. Uma prática boa é pedir cópia dos documentos de segurança de trabalho que foram realizados em obras passadas. Isso irá refletir a organização e

zelo que a empresa tem com a questão. Tais procedimentos devem ser exigidos em contrato desde a fase de orçamento, especificando com clareza que irá fornecer os equipamentos. O atendimento deve ser feito por pessoa habilitada ou treinada tecnicamente. O envio ao condomínio de pessoa desqualificada reflete não só a deficiência da empresa em realizar um orçamento adequado como retrata a falta de interesse pelo serviço. Procure saber quem é e onde estão os responsáveis técnicos pela empresa durante o orçamento, assim minimiza-se surpresas técnicas que podem aumentar o preço dos trabalhos durante a obra ou ainda a frustração gerada quando a empresa recusar a contratação do serviço por ter errado no orçamento. A contratação de obras de reformas é uma venda relacional onde o contratado tem que ter clima e condições ideais de trabalho. O produto a ser entregue será fabricado no local e preços muito abaixo da média de mercado devem ser supervisionados com atenção. O caso é que se a empresa cobrou errado por motivo de mau atendimento ou incapacidade técnica muito provavelmente não terminará a obra mesmo com contrato rígidos e bem redigidos. A melhor prática neste caso é fazer a conta inversa e com ajuda do conselho de obra entender o custo para realização do trabalho por parte da empresa. O contador ou administradora do condomínio pode auxiliar nesta questão e ainda pode-se pedir à empresa que “abra” seu orçamento, explanando detalhadamente os custos previstos, números de pessoas e prazo de execução. Tendo observado estes fatores, pode-se escolher o orçamento a ser contratado. É aconselhável que a empresa esclareça todas as dúvidas do cliente antes da elaboração do contrato, pois detalhes como alimentação no local podem mudar o preço informado trazendo a anulação daquela escolha. A próxima fase é o contrato, onde serão apontados prazos, condições de execução e pagamento dentre outras que são tema para mais matérias como esta. Por hora fica a recomendação que se procure um advogado para celebração do contrato. Engº Vitor Facciolli Pinto é administrador da PROA ENGENHARIA e cursa MBA em gestão empresarial na FIA- USP. Agradece a oportunidade e atenção e espera ter contribuído de forma clara e coloca-se a disposição para esclarecimentos e orientações sobre o tema pelo email: vitor@proavip.com.br


Outubro 2008

21


22

Outubro 2008


Outubro 2008

23


24

Outubro 2008


Outubro 2008

25


26

Outubro 2008


Outubro 2008

27


28

Outubro 2008


Artigo

“A importância do serviço de medicina e segurança do trabalho para seu condomínio: cumpra a lei e evite multas e problemas trabalhistas” Todos os funcionários do condomínio, em seu ambiente de trabalho, estão expostos a várias situações que podem comprometer a sua saúde e integridade física, como, por exemplo, manuseio de produtos de limpeza, iluminação deficiente, problemas de ergonomia, umidade, entre outros agentes agressores, assim como o fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual - EPIs. Além da Constituição que é nossa Lei maior, existe uma Portaria do Ministério do Trabalho - Portaria 3.214/78 - que determina todas as obrigações que o empregador, no caso o condomínio, cujo síndico é o responsável direto, deve tomar para tornar o ambiente de trabalho de seus funcionários mais agradável e ao mesmo tempo. Uma vez que o trabalhador é protegido por Lei, que dá a ele o direito de quando mandado embora, procurar seus direitos através de um advogado trabalhista, com certeza as despesas do condomínio irão aumentar, já que terá de pagar uma indenização para cobrir a irresponsabilidade cometida. Então sempre é melhor a prevenção, para evitar transtorno com a Justiça do Trabalho ou mesmo correr o risco de ter um funcionário doente. Afinal, funcionário doente não produz! O Condomínio também terá despesas em dobro, uma com o funcionário afastado e outra com o salário daquele que irá substituí-lo. Para saber

quais as obrigações que o condomínio deve ter para com seus funcionários, o mesmo deve procurar um Profissional especializado na área de Segurança do Trabalho, que pode ser: Engenheiro de Segurança, Técnico de Segurança ou Empresa especializada. Destacamos aqui que: É importante que o condomínio elabore o seu PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais), ele é de fundamental importância para o condomínio e principalmente para seus funcionários, é uma determinação da Portaria 3.214/78 e, com certeza, será cobrado quando o condomínio passar por uma vistoria do Ministério do Trabalho. No entanto, não basta apenas elaborá-lo; tem que ser colocado em prática. Caso contrário será apenas mais um documento na gaveta da mesa do síndico. É de obrigação do condomínio também, a realização de exames médicos admissionais periódicos e demissionais em todos os funcionários, sendo que é necessário a elaboração do Programa, conforme NR-7 desta portaria. A Brigada de Incêndio também é obrigatória e é de extrema importância para prevenção de incêndios, entre outras normas, por exemplo, a CIPA, mesmo que não há a necessidade de compor, mas é necessário um designado participar do curso anualmente para o condomínio cumprir a norma. As obrigações que um condomínio deve ter para com a Segurança de seus funcionários e

moradores são grandes e determinadas pelos órgãos competentes. O não cumprimento dessas diretrizes acarretarão certas conseqüências, como ações trabalhistas, indenizações para os funcionários, autuações por parte dos fiscais das prefeituras, ministério do trabalho e emprego, corpo de bombeiros e podendo ser responsável por acidentes ocorridos com funcionários de terceiros e finalmente o que ninguém deseja, acidentes de trabalho e incêndios.

Outubro 2008

29


30

Outubro 2008


Outubro 2008

31


TERCEIRIZAÇÃO C É MELHOR A terceirização é uma tendência que vem crescendo dia a dia. Direcionando o foco do tomador de serviços para sua atividade fim, com a eliminação da administração de pessoal, horas extras, 13º salário, férias, rescisões de contrato, uniformes, vale transporte entre outros, além de proporcionar custos fixos e redução considerável de encargos, tributos, etc. Ao contratar um serviço terceirizado

para seu condomínio residencial, comercial ou empresa, deve-se levar em conta principalmente sua estrutura, conhecer suas bases, tirar informações de clientes além de solicitar as principais certidões negativas. O Grupo RV Segurança Patrimonial atua há mais de 15 anos em diversas áreas relacionadas á segurança e a Prevenir Serviços Empresariais Terceirizados, atua nas áreas de controladores de acesso (porteiros), limpeza e conservação, copeiras, recepcionistas, telefonistas, jardinagem, bombeiros etc. Para diversos segmentos tais como: Condomínios Residenciais e Comerciais, Indústrias, Comércios, Hospitais, Bancos, Universidades, Escolas e Shoppings. Hoje a necessidade é outra, o

32

Outubro 2008


COM SEGURANÇA PREVENIR Contratante necessita de planejamento, estrutura, profissionais qualificados e treinados tanto na área operacional como administrativa, com acompanhamento de supervisão e monitoramento 24 horas. Com o avanço da tecnologia, as ferramentas de proteção foram aperfeiçoadas como: profissionais qualificados, sistema de controle de acesso, sistema de intrusão, CFTV digital com gravação em

HD (permite visualização via internet), rastreamento por satélite, sistemas de sensoriamento entre outros. Em função dos altos índices de criminalidade e sequestros que afligem nosso país, e em geral toda a sociedade brasileira, os condomínios tem necessidades diferentes de planos de melhoria. Uns precisam implantar sistema de segurança eletrônica CFTV digital, que visa diminuir os riscos existentes, complementando ao fator humano, outros de controle de acesso, bloqueios (eclusas) em determinados pontos do condomínio, com tudo o investimento em treinamento constante atrelado a tecnologia é a melhor forma de Prevenir.

Outubro 2008

33


34

Outubro 2008


Outubro 2008

35


36

Outubro 2008


Revista Supra Condomínio