Page 1

Grátis

Ano 18 - Edição 896 - 18 de Janeiro 2019 - www.gazetaderiopreto.com.br

Alex Pelicer/Gazeta de Rio Preto

Ricardo Boni/BoniPeixe Comunicação

Págs. 4 e 5

CULTURA

Riopreto Shopping recebe exposição com o mundo mágico dos unicórnios Pág. 11

POLÍTICA

Assoreada, Represa já perdeu metade da capacidade de armazenamento Págs. 4 e 5

Fazenda fiscaliza oito OPERAÇÃO CONTRA SONEGAÇÃO

empresas de Rio Preto Secretaria investiga omissão de receitas tributadas no setor joalheiro, ação teve apoio da Polícia Civil Pág. 3 POLÍTICA

SOCIAL LIGHT

COLUNA SOCIAL

SAÚDE

ESPORTE

Prefeitura prorroga contrato para corredores de ônibus

José Eduardo e Amanda Rissi durante evento em RP

Frederico Tebar e a badalação da sociedade

Saiba os cuidados para prevenir otite de verão

Jacaré enfrenta Batatais no sábado, na estreia do Paulista

Pág. 6

Pág. 7

Edição diária no portal de notícias www.gazetaderiopreto.com.br

Págs. 8 e 9

Pág. 12

Pág. 14

Sugestões de reportagens 17 3231-3646


2

GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

Editorial

Uma conta pesada

SOBE...

Prefeitura de Rio Preto capacita 700 servidores para ‘Brigada contra o Aedes’

DESCE...

Tio é preso após agredir sobrinha com golpes de barra de ferro em Rio Preto

ARTIGO

Parecer para ser

A A

falta de planejamento e elaboração de projetos técnicos precisos são dois dos maiores entraves para qualquer obra pública no país. Quando o que se coloca no papel não é bem projetado, embasado em números, amplamente discutido e analisado por profissionais, os prejuízos financeiros e de tempo não tardam a aparecer. Em Rio Preto, além da novela envolvendo a conclusão do novo terminal urbano, na Praça Cívica, outra obra que tira o sono dos rio-pretenses são os corredores exclusivos para ônibus. Elaborado pelo governo do ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB), em 2016, e orçados ao valor de R$ 53,7 milhões, com prazo de entrega em um ano, a obra já está na casa do R$ 65 milhões e o contrato com a Constroeste, que executa o serviço, acaba de ser prorrogado por mais sete meses, o que na conta daria até começo de novembro. Os corredores estão sendo construídos nas principais avenidas e ruas da região central. Caso a Prefeitura tivesse observado detalhes no projeto, elaborado pela empresa ATP Engenharia, e fiscalizado rigorosamente a execução pela Constroeste, milhões de reais teriam sido preservados dos cofres públicos. Soma-se a isto o fato do desgaste gerado até o momento junto à população. Como os corredores, nove no total, tiveram vários erros de projeto e execução. Então, o serviço deve de ser refeito. Com isso, caminhões e homens trabalham nas vias de grande circulação, o que inevitavelmente causam enormes transtornos no trânsito dessas regiões, tirando a paciência dos motoristas. Tudo o que as Prefeituras realizam em relação à Mobilidade Urbana, que incluem os corredores exclusivos, novos dispositivos de acesso, ciclovias e anéis viários, por exemplo, acabam por colaborar com um trânsito inteligente. Mas quando falhas, como as detectadas nos obras dos corredores de Rio Preto, são encontradas, o contribuinte acaba pagando duas vezes. E no caso destas obras que somam vultosos valores, a conta fica pesada. Muito salgada!

comunicação diminuiu a distância do mundo. Antes nosso planeta era vasto, com continentes e cenários inexplorados. Hoje estamos todos online e, embora tenhamos sete bilhões de pessoas andando pelo globo, as estradas não parecem tão longas como eram antigamente. Talvez por conta disso, muitos pensadores imaginaram que a comunicação aproximaria as pessoas. Mas, com a era digital, uma nova desconexão surgiu. Não precisamos mais ir até as pessoas. Podemos conversar com qualquer um no mundo através de nossa telinha reluzente. Nosso perfil digital é preenchido com tudo aquilo que gostaríamos de ser e não somos. Citamos frases de efeito para parecermos cultos e fotografamos pratos especialmente preparados para parecerem rotineiros. Percebemos que podemos “parecer” ao invés de “ser” e isso tem economizado um bocado de energia. Pensamos que estamos em uma espécie de palco onde deixamos de viver nossas vidas reais para apresentarmos algo mais parecido com uma peça de teatro. Se o isopor parece pedra e a cartolina parece madeira, não há a necessidade de se investir tão alto no cenário. Isso tem criado um mercado inflacionário de egos. Tentamos provar o quanto estamos bem ou felizes para uma platéia sem rostos definidos. Estamos olhando cada vez mais para nossa imagem e cada vez menos para família e amigos. Invertemos a ordem de coisas básicas. Nos apaixonamos por coisas e usamos pessoas. Quando temos a chance de dar uma “lição de moral” em alguém nas redes sociais, não perdemos tempo. Falamos com arrogância e ferimos com agressividade quem ousa nos contrariar. Nunca nos preocupamos tanto com os outros e, também, nunca nos preocupamos tão pouco com os outros. Queremos que olhem para nós, mas não queremos saber como estão os donos desses olhares. Queremos amor enquanto perdemos a capacidade de amar. Somos detentores de todos os direitos enquanto o resto do mundo herda as obrigações. Saber se colocar no lugar dos outros têm se tornado uma habilidade rara para aqueles que estão sempre ocupados consigo mesmos. Nunca estivemos tão conectados e com tão pouco a dizer uns para os outros. A internet nos proporcionou uma gama de possibilidades incríveis no que se refere à troca de experiências. Mas parece que estamos em uma competição onde nos sentimos cada vez mais cobrados pelos sorrisos dos outros perfis. Uma antiga música dizia que seu beijo só pode existir se você o der a alguém. Seu abraço é lembrado quando você o oferece a outra pessoa. Que nós nos lembremos, de preferência rápido, que já fomos muito mais importantes para os outros do que um amontoado de pixels em uma tela qualquer. Saiba mais sobre o assunto na minha palestra gratuita no Riopreto Shopping, nesta segunda-feira, dia 21, a partir das 19h30.

EXPEDIENTE

Redentora. CEP 15015-100 Redação: 17 3231-3646 Comercial: 17 3353-9780 E-mail: cidades@gazetarp.com.br Diretora executiva Haydeé Tebar Mardegan Editor Luciano Moura

Alexandre Caprio é psicólogo cognitivo-comportamental

Fotografia Nathália Uzum Articulista Thiago Guimarães Projeto Gráfico Marcelo Arede Diagramação Matheus Isso Portal Priscila Silva - Sailor Web

Artigos assinados representam opiniões dos seus autores. “Não jogue este impresso em vias públicas.”

(17) 3229-1606 - 98111-8004

Divulgação

O jornal Gazeta de Rio Preto é distribuído gratuitamente em 400 pontos fixos e também em semáforos de grande fluxo nas principais avenidas de São José do Rio Preto. Redação Redação, Comercial Frederico Tebar, Raphael Ferrari, e Administração Henrique Fernandes e Alex Pelicer Rua Antônio de Godoy, 3822


GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

3

CIDADES cidades@gazetarp.com.br

Empresas de Rio Preto são fiscalizadas durante

Operação Midas Secretaria da Fazenda investiga omissão de receitas tributadas em oito estabelecimentos locais, além de outras 14 no Estado de São Paulo

Fotos: Alex Pelicer/Gazeta de Rio Preto

Por Alex Pelicer

A

Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo deflagrou nesta quintafeira, dia 17, a operação Midas com o objetivo de investigar indústrias do setor joalheiro que são suspeitas de adotarem práticas lesivas. A ação ocorre simultaneamente em 22 alvos espalhados em sete cidades, deste total, oito estão em Rio Preto. As investigações preliminares realizadas pelo Fisco paulista levantaram fortes indícios de que essas empresas estariam omitindo boa parte de suas receitas de vendas, a fim de continuar enquadradas indevidamente no Simples Nacional, como explica o delegado da Secretaria da Fazenda de Rio Preto, Raphael Ranalli. “A partir do cruzamento de dados identificamos que há indícios de sonegação de receita. Então boa parte destas empresas que estariam enquadradas no Simples Nacional, pagando ICMS com uma alíquota 4,7% ao invés de 18%, pode estar omitindo a receita real, ou seja, declarando menos”, diz. Nos últimos cinco anos, as indústrias alvos dessa operação recolheram, juntas, aproximadamente R$ 10 milhões de ICMS. Projeções realizadas pela Secretaria da Fazenda e Planejamento indicam que essas empresas deveriam ter recolhido por volta de R$ 174 milhões. Ou seja, a sonegação praticada pode ter diminuído em 17 vezes o valor do ICMS devido ao Estado de São Paulo. As diligências realizadas nos estabelecimentos dos contribuintes buscam encontrar elementos que robusteçam o conjunto probatório já levantado.“Por enquanto estamos coletando informações, coletando informações, fazendo a extração de documentos digitais para posteriormente serem analisados e confirmar se existe a materialidade dos indícios que nós fizemos a partir do cruzamento” afirma o delegado da Secretaria da Fazenda de Rio Preto. Policiais civis e fiscais estiveram em oito estabelecimentos investigados em Rio Preto. “A parte mais trabalhosa é a extração de dados que é feita nos

computadores dos contribuintes alvos, agora serão verificados todos os cruzamentos de informações e, se constatada a irregularidade, serão lavrados os autos de infração, reclamado o imposto devido, mais as penalidades. E também eles seriam desenquadrados do Simples Nacional” afirma Ranalli. Participam da Operação Midas 86 agentes fiscais de rendas com o apoio de 42 policiais da 1ª, 2ª e 3ª Delegacias da Divisão de Investigações sobre Crimes Contra a Fazenda do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania da Polícia Civil. As ações foram realizadas simultaneamente, além de Rio Preto, nos municípios de Cesário Lange, Cotia, Jarinu, Limeira, Pirassununga e São Paulo.

Delegado da Secretaria da Fazenda de Rio Preto, Raphael Ranalli


4

GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

POLÍTICA cidades@gazetarp.com.br

Alex Pelicer/Gazeta de Rio Preto

Assoreada,

Represa já perdeu metade da capacidade

de armazenamento

Inclusões de áreas e falta de preservação ambiental fazem espelhos d’água encolherem; Semae vai disparar licitação para dragagem Por Raphael Ferrari

A

cena chega a ser curiosa em Rio Preto. Pássaros que deveriam estar no topo de árvores se locomovem tranquilamente, quase a pé enxuto, sobre fina lâmina d’água em parte do Lago 2 da Represa Municipal. Um dos cartões postais da cidade, que é responsável por até 30% do abastecimento de água, está encolhendo drasticamente ano após ano devido ao fenômeno conhecido como assoreamento. Uma das consequências do assoreamento é a formação de bancos de areia, que no caso da Represa chega a formar uma ilha no centro de um dos lagos, onde há vegetação e animais silvestres. É possível andar por esta região já que o nível da água não atinge 15 centímetros. A paisagem chama a atenção de quem passa pelo local. O espaço deveria estar ocupado por água e não por terra. Em 2008, os três lagos, que compõem o sistema, armazenavam 1,156 milhão de metros cúbicos de água. Em 2014, esse volume diminui para 502 mil metros cúbicos de água. Para se ter ideia do problema, o Lago 3 retinha 1,3 milhão de metros cúbicos de água nos anos 1980. O biólogo Arif Cais diz que caso o poder público não reverta a situação o abastecimento de água ficará seriamente comprometido. “Praticamente 1/3 da água consumida vem da Represa. No período da seca sentimos muito. E este ano a seca promete muito”, diz o especialista. Apesar de a origem do assoreamento ser

no campo, a situação se agravou a partir da ocupação imobiliária às margens da Represa e do córrego dos Macacos, um dos principais afluentes, ao lado do rio Preto e do córrego da Lagoa. Obras como a duplicação da rodovia BR-153, o novo trevo e os inúmeros condomínios e loteamentos que surgiram nos arredores, completam a lista dos responsáveis pelo assoreamento. O professor Arif não tem dúvidas ao afirmar que o crescimento acelerado e sem planejamento de Rio Preto ao longo dos últimos 50 anos levou ao quadro atual, que não se resolverá enquanto o poder público não fizer o que ele define como “lição de casa”. Segundo ele, um trabalho que deveria ser permanente e que envolve ações de proteção do manancial, dragagem (que é o serviço de remoção da terra do fundo da represa), educação ambiental e um plano efetivo de contenção de perdas da água produzida. “Desde a construção da rodovia, passando pelas inclusões de áreas e obras a montante do córrego dos Macacos a situação ficou seríssima. Esses condomínios que foram abertos na cabeceira da Represa e os que ainda vão ser abertos são terríveis para a questão do assoreamento”, explica o biólogo. Como a Represa Municipal serve para “estocar” parte da água que os rio-pretenses diariamente consome, a queda drástica no volume retido é alarmante . O índice de água da Represa chega a 30% em um sistema que produz 4,49 milhões de m³ por mês de água

tratada, sendo 25% originários da ETA e os demais 75% divididos entre os 278 poços do aquífero Bauru e os oito poços profundos do aquífero Guarani. A quantidade é suficiente para abastecer os 430 mil moradores de Rio Preto, mais a população flutuante da cidade, que somados aproximam-se dos 500 mil habitantes. A dragagem, que é o serviço de remoção da terra do fundo da represa, seria uma solução para o problema. Na opinião do especialista é preciso tomar uma medida urgente para que a cidade não sofra no futuro com problemas no abastecimento de água. “Dragar a Represa causa muito impacto ambiental porque retira toda a fauna de fundo. A última vez que foi feita saiu uma enormidade de caranguejos. Eles são os lixeiros da Represa porque comem restos de animais e vegetais mortos no fundo. Porém, a dragagem é justificável porque temos o interesse social”, diz Arif. O vereador Renato Pupo (PSD) vai protocolar no dia 30 deste mês na Câmara pedido para realizar a dragagem do fundo da Represa Municipal. À Gazeta de Rio Preto o vereador diz que todos os anos tem feito a cobrança junto ao governo Edinho. “Um absurdo porque chega ao período da seca e temos o problema da falta de água. E agora que é o período das águas, a natureza faz a parte dela só que nós não estamos represando. Aquilo ali não é mais uma represa, é um espelho d’água. A água bate e corre”, diz Pupo.


GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

5

Semae vai disparar licitação para dragagem Alex Pelicer/Gazeta de Rio Preto

Por meio de nota, o Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae) afirma que “para o segundo semestre deste ano está previsto o início dos trabalhos de desassoreamento da Represa Municipal, com a retirada de 450 mil m3 de sedimentos de material depositado no fundo da Represa. Serão 40 mil viagens de caminhão”, consta na nota. Para isto será necessário, segundo a autarquia, a abertura de licitação para definir a empresa que ficará responsável pelo serviço. O valor que envolve a contratação de dragagem do fundo da Represa não foi informado. A Gazeta apurou que o trabalho de desassoreamento da Represa Municipal custaria pelo menos R$ 25 milhões, com duração prevista de dois anos e meio. A Represa foi construída na década de 1950. De acordo com o último levantamento realizado o Lago 1 tem 100 mil metros quadrados de áreas, seguido do Lago 2 com 138 mil metros quadrados e o Lago 3 com 384 mil metros quadrados. A área total da Represa de Rio Preto é de 622 mil metros quadrados. Esta área estaria capacitada para abrigar o volume de 2,27 bilhões de litros d’água. A profundidade em maior nível que deveria ser de 4,5

metros, hoje não passa de um metro, segundo o biólogo, e como revelado pela reportagem, nos pontos mais assoreados é possível caminhar pelo fino espelho d´água. Sobre a inclusão de áreas ao redor da Represa e a falta de preservação das áreas ambientais, o Semae esclarece que “o município vem realizando o reflorestamento às margens dos córregos,

principalmente nos córregos na bacia de captação, que abastecem as represas da cidade. A recuperação das matas ciliares não só aumenta a capacidade de vazão desses córregos (plantando árvores, colhe-se água), mas também agem como um filtro, retendo grande quantidade de material que são carreados pelas águas de chuva”, consta na nota da autarquia. (RF)


6

GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

POLÍTICA

Por Raphael Ferrari

POLITICANDO

cidades@gazetarp.com.br

Prefeitura prorroga

AUFERVILLE 1

A Prefeitura de Rio Preto e a Aufer Construtora & Engenharia Ltda terão de regularizar cinco loteamentos do Auferville. Decisão judicial deu prazo de três anos para que os loteamentos estejam com toda a infraestrutura necessária. São quatro loteamentos próximos à região da Vila Azul e um perto do distrito de Talhado. Os moradores sofrem com o abastecimento de água, asfalto precário, mato alto e falta de linhas transporte coletivo.

contrato para entrega

dos corredores de ônibus

AUFERVILLE 2

Os loteamentos Auferville foram lançados pelo empresário Aureo Ferreira, que morreu em 2004. Inicialmente seriam comercializados sete mil lotes. A Câmara deu o aval para o empreendimento em dezembro de 1997. Ao todo foram incluídos no perímetro urbano 139 alqueires permitindo que Aureo iniciasse a venda dos lotes. Mesmo com todo o impasse judicial, o Auferville é composto por loteamentos em situação regular, ou seja, com edificações e comercializados com autorização da Prefeitura.

LICITAÇÃO MILIONÁRIA

Alex Pelicer/Gazeta de Rio Preto

Falhas no projeto e execução deixaram obra R$ 11 milhões mais cara; no total são nove corredores Por Raphael Ferrari A empresa Constroeste terá mais sete meses, a partir de abril, para concluir a implantação dos nove corredores exclusivos de ônibus nas principais avenidas de Rio Preto. A Prefeitura publicou no Diário Oficial do Município, na terça-feira, dia 15, ato permitindo que a empresa execute todo o serviço até outubro. Orçado inicialmente em 2016, durante o governo Valdomiro Lopes (PSB), a um custo de R$ 53,7 milhões, o contrato já prevê gastos de quase R$ 65 milhões. Pelo contrato, os corredores que serão destinados ao transporte coletivo deveriam ter sido entregues em fevereiro de 2017, primeiro ano do novo governo de Edinho Araújo (MDB). Depois do prazo, a Prefeitura vem concedendo aditivos. No início do ano passado o governo concedeu aditivo de R$ 8,4 milhões a empresa. O aumento foi classificado como “correção” de falhas na execução do serviço. A última correção de prazo foi concedida pela Prefeitura em setembro do ano passado, por mais sete meses. A conclusão deveria ocorrer em abril deste ano. Ao todo foram oito aditivos no contrato assinado entre a Prefeitura e a Constroeste.

Falhas e demora

A Gazeta de Rio Preto mostrou em duas reportagens veiculadas no ano passado a demora e as falhas na execução dos corredores de ônibus. Foram erros apontados no projeto, desde a falta de obras de acessibilidade, desnível entre a massa asfáltica das vias com as guias das calçadas ou canteiros centrais das avenidas, até mesmo a execução equivocada na pavimentação da faixa de rolamento, por onde será destinado o trafego exclusivo dos ônibus. Bombardeado por críticas em

relação às obras de Mobilidade Urbana, projetadas e iniciadas por Valdomiro, o governo Edinho anunciou no início do ano passado a intenção de realizar perícia para detectar os culpados pelas falhas na execução do projeto dos corredores e o gasto além do previsto em contrato.

Na Andaló

O único corredor entregue para operação até o momento é o da avenida Alberto Andaló. A Constroeste teve de realizar a adequação da altura do canteiro central da avenida em relação ao nível do asfalto. O canteiro central foi elevado, para que a guia ficasse mais alta do que o pavimento asfáltico. Os novos corredores previram um novo recapeamento na avenida Andaló, porém o asfalto foi sobreposto ao já existente, com isso a camada ficou mais alta que a guia, o que atrapalhou a passagem de pedestres, impedindo a acessibilidade para pessoas com deficiência, e ainda prejudicando o escoamento das águas das chuvas. O mesmo serviço está sendo feito ao longo da avenida Bady Bassitt. As obras de adequação seguem também em ruas do Centro, como a Antonio de Godoy e a Bernardino de Campos. Até então a Prefeitura apontava que a responsabilidade das falhas era da ATP Engenharia, empresa responsável pelo projeto da obra de mobilidade urbana. A Constroeste, por sua vez, sempre afirmou que apenas executou o que estava previsto em contrato. Mesmo com a nova prorrogação contratual, a Prefeitura acredita que não será necessário todo o tempo excedente para concluir todos os corredores. Uma das justificativas para o atraso seria o período de chuvas que teria causado interrupções no serviço.

A empresa Noromix vai recorrer de decisão da Prefeitura de Rio Preto que a desclassificou em licitação de R$ 64 milhões para serviços de recape. A empresa ofereceu menor valor, R$ 53,1 milhões, mas foi desclassifica por apresentar “composição incompleta” de preços. Outras duas empresas também foram desabilitadas. Na disputa permanecem a Ellenco, em primeiro lugar com valor de R$ 61, 5 milhões, e a Constroeste, com R$ 61,9 milhões.

PREPARE O BOLSO

Os boletos de IPTU começam a ser enviados aos moradores pelos Correios a partir de fevereiro. O pagamento pode ser feito à vista, com desconto de 10%, ou parcelado em dez vezes. A data de vencimento para pagar à vista ou quitar a primeira parcela é 29 de março. A última parcela vence no dia 29 de dezembro. Segundo a Prefeitura, serão encaminhados 225 mil boletos. Para este ano o reajuste no valor foi de 3,74%, que corresponde ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), medido de janeiro a dezembro de 2018. Há desconto total ou parcial em determinados casos previstos em lei.

BEBIDAS EM POSTOS

O governador de São Paulo, João Doria, sancionou um projeto de lei na quarta-feira, dia 16, que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nas dependências dos postos de combustível de todo o Estado. A ingestão de álcool fica autorizada no interior das lojas de conveniência e restaurantes, além de áreas restritas e delimitadas que não se confundam com a pista de abastecimento de veículos. A medida já está em vigor. Os postos de gasolina deverão afixar avisos de proibição em pontos de ampla visibilidade e advertir os infratores sobre a proibição.

FORÇA-TAREFA

A Acirp está liderando uma força-tarefa, com apoio da Prefeitura, para atender pessoas em situação de rua. Na segunda-feira, uma reunião com representantes de diversas entidades debateu o assunto. A ideia é conscientizar os comerciantes das ruas do Centro a não dar comida pronta aos pedintes, e sim encaminhá-los para atendimento da Assistência Social e instituições parceiras de atendimento a esse público.


GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

7

SOCIAL - CULTURA - ENTRETENIMENTO

www.GAZETADERIOPRETO.com.br

José Eduardo Rissi *No sábado, dia 12, José Eduardo Rissi recepcionou os colaboradores da empresa e convidados no Buffet Félix Petrolli para a festa do 5º Encontro Rissi Contabilidade Médica, que já virou tradição e se supera a cada ano.

Foto: Leandro Augusto

*José Eduardo e equipe tiveram muito o que comemorar pelo ano de 2018, que como os anteriores foi de crescimento e destaque no mercado, do qual a Rissi é líder, atendendo a clientes de todo o Brasil.


8

GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

FREDERICO TEBAR fred@fredericotebar.com.br

NOS EUA A empresária Sarita Junqueira Rodas, CEO do Grupo Junqueira Rodas, um dos maiores produtores de laranja e cana-de-açúcar no estado de São Paulo, está nos Estados Unidos, expandindo seus conhecimentos em um curso de gestão financeira e liderança até o fim deste mês na Universidade de Illinois. NA DINAMARCA Por falar em exterior, a médica fisiatra Regina Chueire está na Dinamarca para participar do Congresso Mundial da Associação Internacional de Neurotoxinas (INA), em Copenhague. Médica do Hospital de Base de Rio Preto, professora da Famerp e diretora do Instituto Lucy Montoro, Regina é uma referência no Brasil no tratamento de disfunções musculoesqueléticas utilizando a toxina botulínica.

Foto: Leandro Augusto

NO VILLA CONTE E por falar em evento com a chancela da Aldeia Sonora, o Revéillon da Aldeia 2019, realizado no Villa Conte Buffet, se consagrou como o maior evento da tradicional virada de ano de Rio Preto e região, reunindo público de 3,2 mil pessoas. O agito foi até altas horas e com certeza fidelizou muitos convidados por conta da organização e atrações que enalteceram a pluralidade musical.

Bruna, Amanda, Luana e Cassia Ismael durante festa badalada

* E, claro, que o tema central do congresso faz parte da sua rotina: Toxina: Aspectos Básicos da Ciência e dos Aspectos Clínicos da Toxina Botulínica e Outras Neurotoxinas. A última edição deste evento, no ano passado, reuniu mais de mil cientistas, médicos e demais profissionais de saúde de 57 países. PLANEJAMENTO Este mês segue de planejamento para os sócios da empresa Aldeia Sonora, em Rio Preto. Além das badaladas festas às quintas-feiras, no Pub London 567, o grupo já bateu o martelo para as datas dos próximos eventos: Juntas Turmas – Encontro Universitário (16 de fevereiro), Union Sunset (6 de abril), Aldeia Open Air (18 de abril) e Interfacu Inverno (8 de junho).

Renata Furukawa, Marcus Lyra, Janaina Oliveira, Fábio Faria e Fausto Milani no Réveillon da Aldeia 2019

Foto: Lincoln Costa

VIRALIZOU Os rio-pretenses “mergulharam” de vez na nova tendência na internet: o desafio #10YearsChallenge, ou seja, “Desafio dos 10 anos”. As pessoas têm de postar duas fotos no feed das redes sociais, uma tirada em 2009 e outra imagem atual, comparando assim a fisionomia e o estilo que tinham antes e o que mudou nestes últimos dez anos. As montagens têm rendido boas gargalhadas. Para alguns os anos fizeram muito bem! UMA DÉCADA E já que o assunto é 10 anos, quem não escolhe a alegria de completar neste mês uma década na arte de fotografar é Amanda Ramos. Especialista em fotos de casamentos e ensaios pré-wedding e Trash the Dress, a fotógrafa já contou, por meio de fotos, emocionantes histórias de casais apaixonados. O segredo? Amanda confessa à coluna que é uma boa dose de criatividade, ousadia e enquadramento certo! Claro que o amor pela profissão e a dedicação da fotógrafa faz jus ao reconhecimento do mercado. Desde o ano passado, Amanda está com escritório na Redentora, um dos bairros mais tradicionais e movimentados de Rio Preto.


GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

Foto: Divulgação

AOS PÉS DO CRISTO Um dos assuntos mais comentados na internet foi o casamento do DJ Alok e Romana Novais, no alto do Corcovado, aos pés do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, por volta das 6h20 de terça-feira, dia 15, com vista para o sol nascendo. O DJ apostou em uma produção total white, o que deve virar tendência. Já a noiva usou um vestido romântico com detalhes contemporâneo criado pelo estilista Samuel Cirnansck. O que rendeu também o que falar! NO ESTADÃO A leitora do jornal O Estado de S.Paulo Elvira Soares encaminhou o sonho em ter sua suíte para a coluna Meu Projeto. A surpresa foi que ela ganhou um ousado projeto assinado pela rio-pretense Bárbara Jalles Guimarães Maia e publicado na edição de terça-feira, dia 15, do veículo de comunicação. A arquiteta criou ambientes integrados, com toques rústico e despojado. EM RIO PRETO A coluna acaba de confirmar a presença da atriz, escritora e palestrante Bruna Lombardi, no dia 20 de março, a partir das 19h30, no Riopreto Shopping, no evento que realizo tradicionalmente em parceria com a minha tia Haydeé Tebar. Além de homenagearmos expressões femininas de Rio Preto e região, trazemos sempre uma personalidade para um descontraído bate-papo com as homenageadas, convidados e imprensa. Nesta edição, será a vez de Bruna Lombardi que irá falar sobre a carreira profissional e felicidade. Dois assuntos que rendem várias reflexões. Anota aí, então!

9

JUBILEU DE PRATA Os empreendedores Elcio e Lena Bernardo vão anunciar em breve a programação de eventos do CNA Rio Preto para 2019, um ano muito especial. A escola de inglês e espanhol dirigida pelo casal comemora Jubileu de Prata. Há 25 anos eles montaram a primeira unidade na cidade. Atualmente são referência da franquia de idiomas figurando entre as 10 maiores e melhores escolas CNA no Brasil.

O bailarino e coreógrafo Marcello Nogueira em um “Pas de Deux” com a aluna Amanda Freitas

Fabiana Kinjo e Camila Lima esbanjam simpatia

Foto: Leandro Augusto

EM FORTALEZA O rio-pretense Renato Nasser, que é especialista em festivais de churrasco e sócio da marca “O Braseiro”, acaba de ser confirmado para o time de mestres churrasqueiros que vão comandar em Fortaleza o BBQ Show, primeiro festival de churrasco do Ceará, no dia 16 de fevereiro. O rio-pretense vai comandar a estação de cortes de búfalo. Vale ressaltar que o festival segue o formato de “O Braseiro – Entre Cortes”, realizado em Rio Preto, que conta com estações de diferentes tipos de carnes e técnicas à base de fogo. Lá em Fortaleza, o festival será realizado no Marina Park Hotel, das 13h às 21h. PATO FU A banda mineira Pato Fu, com 26 anos de estrada, retorna a Rio Preto. O grupo, que já se destacou nas principais premiações da música nacional, conquistou um Grammy Latino e ganhou três discos de ouro, fará um show no Ginásio do Sesc Rio Preto, no dia 31 deste mês. Os ingressos já estão a venda e podem ser comprados online ou na bilheteria do Sesc. Os valores vão de R$ 12 a R$ 40 e a entrada de menores de 16 anos será permitida apenas se acompanhados do responsável.


10

GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

ESPECIAL

5º Encontro Rissi Contabilidade Médica reúne colaboradores e convidados em Rio Preto

Confira a cobertura fotográfica do 5º Encontro Rissi Contabilidade Médica que foi realizado no sábado, dia 12, no Buffet Félix Petrolli: Foto: Leandro Augusto

Foto: Leandro Augusto

Amanda, José Eduardo Rissi e a filha Catharine

Foto: Leandro Augusto

Eder Rissi e Mirella Martins

Foto: Sergio Isso

Luanna Ismael e Vinicius Machado

Julio Andrade

Jancler Pantaleão e Pamela Felício

Cassia Ismael e Dijalma Pirillo

Foto: Leandro Augusto

Foto: Sergio Isso

Marcelo Fioravante e Carlos Cesar

Foto: Leandro Augusto

Thainá Oliveira e Maisa Tavares

Foto: Leandro Augusto

Foto: Sergio Isso

Tereza, José Eduardo e Antônio Rissi

Foto: Sergio Isso

Edvan Rodolfo e Giovanna Domenico

Foto: Leandro Augusto

Willliam Miguel e Gabriela Cardoso

Foto: Sergio Isso

Bruna Ramalho, Ana Paula Venturelli, Camila Lima, Rebeca Gomes e Edvan Soares Foto: Sergio Isso

Diego Muller

Foto: Leandro Augusto

Willian e Marcela Machado


GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

11

CULTURA

Riopreto Shopping recebe exposição

inédita com o mundo mágico dos unicórnios Atração segue o horário de funcionamento do shopping, sendo assim, de segunda-feira a sábado, das 10h às 22h e aos domingos, das 12h às 20h Da Redação

U

dos anos, várias foram as descrições deste ser mitológico. Os valores dos ingressos variam conforme as atrações, sendo a Torre Mitológica e o Carrossel R$ 8, o Play Kids R$ 25 cada 30 minutos, as oficinas infantis com pintura facial R$12 e o combo com as quatro atrações R$ 49,90. A atração Unicórnios segue o horário de funcionamento do shopping, sendo assim, de segunda-feira a sábado, das 10h às 22h e aos domingos, das 12h às 20h. O Riopreto Shopping é o primeiro do Brasil a receber essa exposição Unicórnios

Fotos: Ricardo Boni/BoniPeixe Comunicação

nicórnio é uma criatura mitológica representada pela forma de um cavalo com um grande chifre em espiral no centro da cabeça. Esta figura encanta públicos de todas as idades. Pensando nisso, o Riopreto Shopping conta com o evento inédito “Unicórnios” na Praça 3 de Eventos. Criado pela D32 Entertainments, o evento traz o mundo mágico desses seres mágicos com cinco animais animatrônicos que interagem com as crianças, além de Carrossel, Playkids, Oficinas infantis e uma Torre mitológica de seis metros de altura. É o primeiro shopping do Brasil a receber essa exposição. Também conhecido por licórnio ou licorne, este ser fantástico é considerado um símbolo de pureza e força, aparecendo nas narrativas medievais como um animal extremamente dócil. Etimologicamente, a palavra “unicórnio” se originou a partir do latim unicornis, que significa literalmente “um único chifre”. Assim como na Idade Média, a figura mítica dos unicórnios continua fascinando as pessoas na literatura e arte contemporânea. Livros famosos como a série Harry Potter, da escritora J. K. Rowling, e de outros escritores conhecidos, como Peter S. Beagle, Lewis Carroll e C.S. Lewis retratam a lenda dos unicórnios no universo criado para as suas histórias. Ninguém sabe ao certo quando a lenda do unicórnio surgiu, mas a sua popularidade cresceu a partir do período medieval. O unicórnio alcançou grande popularidade na China Antiga e na Europa, e tornou-se um mito e símbolo de boa sorte. Ao longo


12

GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

SAÚDE cidades@gazetarp.com.br

Saiba os cuidados para prevenir otite de verão

Da Redação

Casos de inflamação nos ouvidos crescem durante a estação mais quente do ano devido ao contato frequente com a água do mar e piscina

A

estação mais quente do ano é ideal para os banhos de mar, piscinas e cachoeiras, que amenizam o calor. Mas um descuido como a entrada de água nos ouvidos pode provocar a otite, uma infecção no ouvido médio, que fica atrás do tímpano. Também é conhecida como otite dos nadadores ou de verão. “Muitos pacientes chegam ao consultório achando que otite é uma coisa só, o que não é verdade. Cada tipo de inflamação afeta uma parte diferente da orelha (que é dividido em interno, médio e externo) e pode ser crônica ou aguda. No caso da otite de verão, a infecção é na região mais superficial, no canal que liga nossa orelha ao tímpano. A infecção costuma ser causada por bactérias e fungos”, afirma o otorrinolaringologista Marcelo Castrequini Galhardo, que tem consultório na Redentora, um dos bairros mais tradicionais e movimentados de Rio Preto.

Segundo ele, a otite externa pode surgir de lesões na pele da orelha provocadas por pequenos traumas devido o uso inadequado de objetos como cotonetes, grampos ou unhas. Atritos durante crises de coceira ou a secagem da orelha pode ter o mesmo efeito e, assim, dar início a uma inflamação. Outra razão, e a mais comum, segundo Galhardo, para a otite externa é o contato com a água. “Conforme nosso ouvido interage com o líquido, a cera, que é um importante agente de defesa contra fungos e bactérias, vai se desprendendo. A partir daí, você já conhece o resto da história, não é?”, questiona o otorrinolaringologista Há simples cuidados que podem evitar a otite de verão como quando nadar ou entrar na água, fazer o uso de protetores de silicone especializados para ouvido. No término da atividade aquática é recomendado que enxugue o canal do ouvido com a ponta

DÊ ADEUS À RODOVIÁRIA! Conheça o buser, o app do ônibus.

de uma toalha macia, porém sem esfregar. “Também evite inserir qualquer objeto na parte interna da região. Isso pode ferir a pele e contribuir para o aparecimento de inflamações. Hastes flexíveis, em especial, não devem ser utilizadas. Eles retiram uma porção da camada protetora de cera, além de empurrar um pouco para dentro do ouvido, o que também facilita as infecções”, ressaltou.

Tratamento

O otorrinolaringologista explica que o tratamento da otite de verão pode ser feito com analgésicos via oral, antibióticos e antifúngicos. Quando houver coceira intensa ou secreção, é necessário eliminar os resíduos do local para diminuir a pressão sobre o tímpano. No caso de dores, não recorrer a métodos caseiros, mas sim procurar um otorrinolaringologista.

use o cupom

BUSEROFF

E GANHE

R$ 10 DE DESCONTO

SÃO PAULO leito por até R$ 119,90

Como funciona? O aplicativo reúne pessoas interessadas no mesmo trajeto, freta um ônibus e rateia o valor da viagem. Assim, você viaja melhor pagando menos! Não é preciso enfrentar o caos da rodoviária e, no dia da viagem, é só embarcar no local combinado. E tem mais: você ganha 50% de desconto na primeira compra! Acesse: www.buser.com.br Baixe o app e descubra uma nova forma de viajar!


GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

13

GAZETA INDICA

Bruna Lombardi vem a Rio Preto para evento do Dia Internacional da Mulher Atriz fará palestra na 19ª edição de evento promovido por Haydée e Frederico Tebar, no Riopreto Shopping, no dia 20 de março

Foto Divulgação

Por Luciano Moura

A

atriz, escritora e palestrante Bruna Lombardi vem a Rio Preto no dia 20 de março, a partir das 19h30, para fazer uma palestra sobre “Felicidade” durante evento realizado pelos colunistas Haydée e Frederico Tebar, do jornal Gazeta de Rio Preto, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, no Riopreto Shopping. Considerada a homenagem mais tradicional do Noroeste Paulista, o evento “Mulheres de Sucesso” chega à 19ª edição com uma festa para 400 convidados na Praça 3 do centro de compras. “Na mesma data será realizada também a abertura de uma exposição fotográfica que irá contar, por meio de imagens e textos, a trajetória de pelo menos 40 expressões femininas de Rio Preto e região. As fotos da mostra serão em PB, técnica que une o clássico com o contemporâneo da fotografia”, disse Haydeé. De acordo com Frederico Tebar, a exposição permanecerá por uma semana no Riopreto Shopping, que atraiu um público de 1,5 milhão de pessoas ao mês, além de ser considerado um dos maiores e principais centros comerciais do interior paulista. Além da mostra fotográfica, haverá palestra com Bruna Lombardi para convidados e imprensa. Ícone da televisão brasileira, a atriz falará sobre carreira profissional, empoderamento, qualidade de vida, atitude positiva e autoconhecimento. “Será uma noite de aprendizado em que vamos reverenciar mulheres que atuam com amor e ética em diferentes segmentos da sociedade. O evento Mulheres de Sucesso já faz parte do calendário rio-pretense de eventos sociais”, afirma Haydée. A homenagem “Mulheres de Sucesso” já trouxe figuras emblemáticas para o Riopreto Shopping como Vera Fischer, Monique Evans, Helô Pinheiro, Paola de Orleans e Bragança, Angelita Feijó, Narcisa Tamborindeguy, Tarsilinha do Amaral, Beth Szafir, Myrian Rios, Rosane Malta, Hortência Marcari, Val Marchiori e Aparecida Liberato. Ao longo de 18 edições, os colunistas Haydée e Frederico Tebar homenagearam as personalidades femininas que mais se destacaram em todos os setores da sociedade.

Sobre Bruna

Formada em jornalismo e marketing, Bruna Lombardi é dos nomes que fazem parte da história da te-

A palestra com a Bruna Lombardi será no dia 20 de março, no Riopreto Shopping

levisão brasileira. Uma mulher multifacetada: atriz, poeta, escritora, apresentadora, roteirista, produtora, palestrante e ativista ambiental. Já publicou mais de 10 livros, entre os mais recentes, “Clímax” e “Poesia Reunida”. Já fez novelas, minisséries, peças de teatro, apresentou por uma década o programa “Gente de Expressão”, viajando o mundo e entrevistando personalidades

de várias áreas. Recentemente criou a plataforma digital “Rede Felicidade”, onde compartilha experiências que inspiram e motivam pessoas a viverem mais felizes. Seguida por milhões de fãs nas redes sociais, está engajada em movimentos e causas sociais, além de participar ativamente de campanhas pela qualidade de vida.


14

GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

ESPORTE

GIRO ESPORTIVO

henrique@assessiva.com.br

Jacaré enfrenta Batatais

no sábado, dia 19, na estreia do Paulista A-3

Por Henrique Fernandes

BASE FORTE

Os times Sub-20 de Rio Preto EC e Mirassol fizeram ótima campanha na Copa São Paulo de Futebol Júnior. As duas equipes da região conseguiram chegar nas oitavas de final da competição nacional, despachando adversários difíceis pela frente. Só pararam nos grandes Cruzeiro, que derrotou o Jacaré, por 6 a 0, e o São Paulo, que acabou batendo os mirassolenses, por 3 a 0. Parabéns aos dois times do interior que fizeram bonito.

CONTRATOS FECHADOS

Uma dança das cadeiras ocorreu no mercado de patrocínios esportivos na região, nos últimos dias. A gigante de refrigerantes, Poty, de Potirendaba, decidiu sair da camisa do Rio Preto EC e fechou contrato com o Corinthians nos últimos dias e a Kodilar, de Rio Preto, que já patrocinava o Flamengo, também se acertou com o Santos. A direção do Jacaré agiu rápido e fechou com a Arco Iris e a Kinino.

CAROL GATTAZ

Jogo será nesta sexta-feira, dia 11, a partir das 16h, válido pela segunda fase da competição de futebol júnior Por Henrique Fernandes

O

Rio Preto EC inicia neste sábado, dia 19, a caminhada no Campeonato Paulista A-3. O time encara o Batatais, às 16h, no estádio Anísio Haddad, com promoção de ingressos para os torcedores neste ano do seu centenário. Mulheres e crianças até 12 anos não pagam e os ingressos são vendidos por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). O técnico Paulo Cézar Catanoce espera uma partida difícil pela frente, mas acredita no potencial do seu time para conseguir a primeira vitória no torneio. “É jogo difícil, equilibrado, mas acredito no nosso elenco. Respeitamos o time deles, mas vamos buscar a vitória”, afirmou o comandante do Jacaré. O Rio Preto EC briga pelo acesso ao Paulista A-2 e neste ano do seu centenário não mede esforços para conquistar esse objetivo. “A diretoria não mediu esforços e faz tudo pelo bem do time, do elenco. Os jogadores acreditaram no propósito e estão se entregando também, bem focados. Trabalho não vai faltar e vamos em busca do acesso”, afirmou o treinador. Catanoce falou sobre a expectativa para a estreia no Paulista. “Temos alguns jogadores experientes, com uma mescla com jovens, mas o frio na barriga sempre existe, aquela ansiedade. Todos aqui estão focados no projeto que foi planejado, fazer uma grande partida e um bom cam-

peonato. Sabemos das condições do time deles, e não vai ser fácil. É preciso tomar cuidado. E numa estreia sempre é importante largar na frente. É bom para dar confiança ao grupo, deixar o elenco mais tranquilo para as próximas rodadas”. Ele falou também do trabalho até aqui. “Fizemos uma boa pré-temporada, bem planejada. Agora é buscar a autoafirmação na competição. Trabalhar com aproveitamento de 60, 70% dos pontos. Primeiro classificar e depois brigar pelo acesso. Um passo de cada vez. O campeonato é difícil, requer muito comprometimento de todos, determinação. É ir pra campo agora e mostrar trabalho”. O treinador comentou sobre o apoio da torcida neste ano. “Precisamos sempre do incentivo do nosso torcedor. Quanto mais torcedores forem ao campo no sábado, melhor. Precisamos dessa energia positiva vinda das arquibancadas. Os jogadores darão o retorno no campo”. SERVIÇO: Rio Preto EC x Batatais, pelo Paulista A-3 No estádio Anísio Haddad, neste sábado, dia 19, às 18h Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Mulheres e crianças até 12 anos não pagam Mais informações pelo (17) 3226-6889

O Minas Tênis Cube, da central rio-pretense Carol Gattaz, já pensa no segundo turno da fase de classificação da Superliga Feminina Cimed. E, nesta sexta-feira, dia 18, o time volta à quadra em busca de mais uma vitória na competição nacional. Às 20h, a equipe do técnico Stefano Lavarini recebe o BRB/ Brasília Vôlei, na rodada de abertura do returno. O Minas é o vice-líder da Superliga, com 29 pontos, um a menos que o líder, Praia Clube.

CLÍNICA DE TÊNIS

O centro de treinamento Alves & Oliveira Tennis Team realiza clínica de tênis no dia 26 deste mês, no Harmonia Tênis Clube. A clínica é destinada para crianças de cinco até 10 anos. No dia, será realizada também gincana e sorteio de brindes. “É muito bom para desenvolver habilidades motoras nas crianças”, afirmou o treinador, Edvaldo Oliveira. Mais informações pelo 1799775-4544.

INÍCIO DE TEMPORADA

Os tenistas da Alves & Oliveira Tennis, de Rio Preto, disputam a partir a próxima segunda-feira, dia 21, a Copa São Paulo, no Paineiras do Morumby, e na sequencia jogam a Copa Kirmayr, em Barueri, no dia 28. São dois torneios que abrem a temporada de 2019. Os atletas competem em várias categorias e são observados de perto pelos treinadores do treinamento. “É início de temporada, mas nossos alunos estão bem preparados e va mos com tudo para esse Brasileiro”, afirmou o treinador, Edvaldo Oliveira.


GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

15

TURISMO

TURISMO

A MAGIA DO

CIRQUE DU SOLEIL SAÍDA 26/04

EM SÃO PAULO

A RODOJET LEVA VOCÊ PARA O NOVO ESPETÁCULO OVO

Nosso pacote inclui: Ida e volta saindo de Rio Preto, em ônibus privativo; Guia Rodojet; 2 noites de hospedagem; Ticket no setor Premium;

R$1.470 por pessoa

17 3214-5700 @rodojet rodojetviagenseturismo www.rodojet.com.br Avenida da Saudade, 3730 São José do Rio Preto

Credenciamentos: EMBRATUR/ ABAV/ AVIESP

“Garantia de credibilidade internacional”


16

GAZETA DE RIO PRETO | 18 DE JANEIRO 2019

Profile for Social  Light

Gazeta de Rio Preto - 18/01/2019  

A Gazeta de Rio Preto configura-se como um dos mais fortes veículos impressos do Noroeste Paulista. Está embasada num projeto de grande circ...

Gazeta de Rio Preto - 18/01/2019  

A Gazeta de Rio Preto configura-se como um dos mais fortes veículos impressos do Noroeste Paulista. Está embasada num projeto de grande circ...

Advertisement