Issuu on Google+

1

a sua revista de inteligĂŞncia e sucesso


SEU EVENTO DE FIM DE ANO JÁ TEM NOME E LUGAR:

2

WET´N WILD, 150.000 M² PRA VOCÊ.

www.revistasermais.com.br


SÃO 150.000 M². 7 MILHÕES DE LITROS DE ÁGUA. CAPACIDADE PARA 7 MIL PESSOAS E 1.400 VEÍCULOS. ATRAÇÕES COMO O KAMIKAZE, O CRAZY DROP E O NOVO CIRCUITO DE ARVORISMO, WET ADVENTURE. AGORA IMAGINE TUDO ISSO DISPONÍVEL PARA O SEU EVENTO DE FINAL DE ANO. E COM INFRA-ESTRUTURA DE PRIMEIRO MUNDO PARA TRANSFORMAR AS SUAS IDÉIAS EM ACONTECIMENTOS MARCANTES. ALÉM DE REALIZAR EVENTOS A PARTIR DE 20 PESSOAS, COM OPÇÕES DE ALIMENTAÇÃO DIFERENCIADAS E ÁREAS EXCLUSIVAS, O WET´N WILD CONTA COM SALAS DE APOIO, CAMAROTES E AINDA A POSSIBILIDADE DE UTILIZAÇÃO PARCIAL OU TOTAL DO COMPLEXO. E PARA TREINAMENTOS EMPRESARIAIS, O WET OFERECE OPÇÕES DE EXPERIÊNCIAS VIVENCIAIS OUTDOOR, COM CONSULTORIA ESPECIALIZADA.

DE JANEIRO A JANEIRO, DE DIA OU À DO FINO AO DESCONTRAÍDO, O WET´N WILD É O LUGAR IDEAL PARA VOCÊ SE SURPREENDER. (11) 4496 8000 VENDAS@WETNWILD.COM.BR WWW.WETNWILD.COM.BRa sua revista de inteligência e sucesso

3

NOITE, DO GLAMOUR AO CASUAL,


+

índice + Coaching para todos

Saiba como os programas de orientação podem ser aplicados em grandes empresas com sucesso

12

18

Mercado e relacionamentos precisam

de pessoas comprometidas Conheça as atitudes de quem realmente tem disciplina

CAPA - Independência financeira para todos os bolsos Descubra como ficar rico em 30 anos

4

25 Teste mapeia quociente emocional

46

Descubra a ferramenta que ajuda a medir o nível de produtividade dos colaboradores

www.revistasermais.com.br


Expediente

» todo mês na SER MAIS

A revista SER MAIS é uma publicação mensal da editora SER MAIS destinada a assinantes. Ano I - Edição 03 Redatora-Chefe: Julyana Rosa Direção de arte: Marcos Rybeznski Conselho Editorial: Presidente: Dr. Jô Furlan Colaboradores desta edição: Paulo Gaudencio, Patrícia Centeno, Tom Coelho, Evaldo Costa, Dr. Jô Furlan, Leila Navarro, Márcia Dolores Rezende, Walter Machado de Barros e Adriano Filadoro. Serviço ao Assinante Ligue: 11 2659 0964 e 11 2659 0968 Internet: assinaturas@revistasermais.com.br Fale com a redação: Cartas para rua das Crisandálias nº 52-A - Brooklin- São Paulo. CEP 04704- 020 e-mail: redacao@revistasermais.com.br Importante: As cartas com opiniões e críticas dos leitores devem vir assinadas, contendo nome e endereço completos, telefone e e-mail do remetente. SER MAIS reserva-se o direito de seleciona-las e resumi-las para publicação. Edições anteriores: Faça seu pedido por carta, fax, telefone ou e-mail, utilizando as informações acima. Será imediatamente atendido desde que haja disponibilidade de estoque.

SER MAIS é a revista oficial da ABDCOM Associação Brasileira de Desenvolvimento Comportamental

a sua revista de inteligência e sucesso

5

Anuncie na SER MAIS: Entre em contato por e-mail publicidade@revistasermais.com.br ou tel: 11 2691 6706 Representante comercial- Região Sul: Beth Meger 41 7812-2898 Rua Candido de Abreu, 140 5. andar /cj. 509 Cep 80530-901 - Curitiba - Paraná

Para SER MAIS Você é do tamanho de suas atitudes por Evaldo Costa – 07 No Alvo – 10 Fronteiras da Responsabilidade por Patrícia Centeno – 16 Por que a confiança é importante para a carreira por Leila Navarro – 20 SeRHumano No Alvo RH – 22 Gaudencio responde – 24 A incompetência das lideranças por Tom Coelho – 32 Pergunte ao Guru por Marcia Dolores Rezende – 34 Invista+em você – 35 Novo produto ajuda diminuir conflitos no contexto corporativo por Maristela Vendramel, Ana Lúcia Fernandes e Adriana Netto – 36 Divirta-se -38 O mercado e o profissional precisam de boas escolas por Antoninho Marmo Trevisan - 37 +Humor – 39 Financeiro e Recursos Humanos: uma aliança lucrativa por Walter Machado de Barros – 40 SerTECH No alvo tech – 42 TI: “cloud computing” é só mais um termo sugestivo? por Adriano Filadoro – 44 + motivado Inteligência do Sucesso por Dr.Jô Furlan - 47 Jogo Rápido Chieko Aoki – 48 +empreendedor Mulheres empreendedoras, nem melhores, nem piores, apenas diferentes por Luiz Fernando Garcia – 49 com a palavra por Reinaldo Polito - 50


+

C

por Julyana Rosa

aro leitor,

É com muita satisfação que escrevo esta primeira carta do ano.

Nesta época, mais um ciclo começa e estamos revigorados para continuar na batalha. Espero que tenha começado o ano bem e que os planos feitos na virada não fiquem no campo das idéias. Sonhar é imprescindível para viver e mais importante do que isso, só realizar o que planejou. Não pense que será difícil, afinal o ano começou agora. Um pouco de esforço nos primeiros meses ajudará a organizar melhor sua vida, não é mesmo? Ter disciplina é fundamental e, para ajudar você nesta tarefa tão importante, esta edição de Ser Mais está recheada de opções para que comece suas atividades com o pé direito. A matéria sobre Coaching é uma boa pedida, profissionais mostram a eficácia do método que em qualquer situação pode ser aplicado. E a matéria de capa? Não é preciso nem falar que o assunto finanças esteja entre as principais preocupações dos brasileiros. Em nossas páginas, você aprenderá a lidar melhor com o que ganha e ainda se livrar daquelas dívidas chatas. Quer ser independente financeiramente? Não importa de quanto dinheiro dispõe, com o método DiSOP é possível. Bom, acho que nem é preciso contar mais, só desejar um ótimo início de ano para todos e uma excelente leitura

+

6

Ser Mais você

carta ao leitor

Julyana Rosa

é redatora-chefe da revista Ser Mais julyana@revistasermais.com.br

www.revistasermais.com.br


para ser mais

Você é do tamanho de suas atitudes

V

coach a empresários de sucesso. Quase sempre que sou solicitado é porque eles não conseguiram resolver sozinhos os seus problemas. Até aí nenhuma novidade, pois é assim mesmo que tem de ser. Afinal de contas, se percebemos o sintoma de uma doença o melhor mesmo é procurar um especialista para diagnosticar, não é? Mas, o que mais chama atenção, é constatar que a maioria das demandas é para corrigir algo que não vem funcionando bem e poucas vezes para otimizar processos que estão fluindo naturalmente. Isso induz a crer que estamos sendo mais corretivos que proativos. Ou seja, como tendemos a zona de conforto, passamos boa parte do tempo apagando incêndios quando poderíamos poupar muito mais energia se estivéssemos sempre realizando pequenos ajustes de rotas em direção as demandas do mercado. Você concorda que não vendemos mais produtos e sim soluções? Se você concordou, e trabalha em uma empresa, vou lançar aqui um desafio: pegue, agora mesmo, enquanto lê esse artigo, papel e caneta e relacione três ações em andamento (não as que gostaria de implementar, mas que esteja realizando hoje) que garantirão

a sua revista de inteligência e sucesso

7

ocê é um profissional com muitos anos de experiência e acha que precisa reciclar seus conhecimentos? É um empresário que conseguiu prosperar, mas encontra dificuldades para manter a empresa nos trilhos do sucesso? Está começando a sua vida profissional e quer saber os desafios que terá pela frente? Respondeu sim a pelo menos uma das questões acima, recomendo que leia esse artigo com atenção, pois ele foi feito sob medida para você. Vivemos uma época de grandes desafios em que tudo evolui muito rapidamente. As pessoas mudaram, os clientes não são mais os mesmos, o modo de gerir empresas e de ganhar dinheiro também não. Muitos dos que prosperaram tentam resistir às evidências, como se manter na zona de conforto, fosse possível. A sabedoria de mudar no tempo e na proporção exata são méritos de poucos. Já os que tentam resistir a esse cenário, pagam, quase sempre, um preço bem alto. Durante mais de três décadas, tenho prestado consultoria a várias organizações em todo o Brasil, entrevistado muitos executivos para posições estratégicas e, em algumas ocasiões, servindo como

+

por Evaldo Costa


+

para ser mais

por Evaldo Costa

8

Ser Mais ágil

“Se a sua atitude for menos que excelente, sugiro repensar a sua estratégia.” Jim Moran

sintonia fina com os anseios dos seus clientes, fornecedores e funcionários. Feito isso, proponho que selecione mais três pessoas da organização (um superior, um subordinado e outro do mesmo nível que você) e peça que façam o mesmo. Daí, recomendo que verifique o seguinte: todos conseguiram identificar os pontos sugeridos? Os itens afloraram com espontaneidade, ou vocês tiveram que pensar um pouco antes de encontrálos? Os tópicos relacionados foram coincidentes ou houve divergências? Se o exercício revelou sintonia perfeita, esteja certo de que há uma força motriz poderosa gerando sinergia para levá-lo aonde deseja, porém se isso não aconteceu é melhor repensar o seu negócio. Vou tentar ajudar na reflexão sobre o assunto. Partindo do pressuposto que todos desejamos ter muitos clientes comprando de nós, que clamamos por

“Não importa qual seja o seu negócio. Ele será sempre um negócio de pessoas e não de produtos ou serviços.”

um negócio rentável e próspero, desejamos clientes para sempre etc, então sabemos que respeitar o tempo deles (principalmente para os que vivem nos grandes centros urbanos) é importante, não é mesmo? Daí, eu pergunto: o que estamos fazendo para poupar o tempo do nosso cliente? Recentemente, fui ao dentista para exames preventivos. Marquei o primeiro horário disponível pela manhã, às 7h30. Foi a forma que encontrei de ter mais tempo livre para minhas atividades. Li quase tudo que havia na sala de espera. Eram 8h30 quando ela entrou elegante, perfumada e com os cabelos ainda molhados para começar o atendimento. Você acha que ela estava preocupada com o meu tempo? Você acha que eu gostei de esperar tanto e, ainda por cima, ter que mudar alguns compromissos? Acredita que eu pretendo ser um cliente fiel dela?

www.revistasermais.com.br


“A felicidade é sempre um resultado da atividade criativa” Dalai-Lama

para nos oferecer um carro? Acertou se respondeu nenhum, até porque somente um dentre todos se interessou em pegar o nosso número de telefone. Eles estavam preocupados com o nosso problema? Acho que não, não é mesmo? Nesses tempos, em que a qualidade dos serviços, o atendimento otimizado e o desejo de manter clientes encantados são as palavras de ordem, ganha aquele cuja atitude seja capaz de transformar visão em ação e desejo em realidade. E, nesse contexto, ser capaz de atrair para o seu lado pessoas proativas, motivadas, bem preparadas e abertas a mudanças podem ser o limite entre o céu e o inferno. Lembre-se que acompanhados vamos mais longe e se pudermos contar com gente talentosa que vê nas dificuldades oportunidades, seguramente, iremos muito mais longe ainda e felizes

+

Evaldo Costa

Escritor, consultor, conferencista e professor. E-mail: evaldocosta@evaldocosta.com.br.

a sua revista de inteligência e sucesso

9

Acertou na mosca se respondeu não à todas as questões. Anualmente, faço uma bateria de exames para saber das minhas condições de saúde. Da última vez que o fiz, de posse dos exames e com antecedência de uma semana, marquei a consulta. Chegando lá, também, tive que esperar quase duas horas para ser atendido. Você acha que aquele médico estava preocupado com as minhas necessidades? Provavelmente, achou que eu fosse seu paciente, mas na verdade tudo que desejava seria ser seu cliente. Infelizmente, ele não entendeu assim e, eu não tive outra escolha, senão cobrar dele as duas horas que fiquei aguardando. Minha esposa precisou trocar de carro e pediu-me que a ajudasse nesta tarefa. Como não dispúnhamos de muito tempo para visitar as lojas, mantivemos contatos, por telefone, com meia dúzia de vendedores no intervalo de uma semana. Adivinhe quantos deles retornaram os nossos telefonemas


+

no alvo E-learning

Com a atual crise financeira que abalou muitos países, as empresas estão buscando treinamento a distância para capacitação profissional de seus funcionários com custos reduzidos. Diante desse cenário, as instituições que oferecem estes cursos foram beneficiadas. Este é o caso da ECID - Educação Continuada Internacional @ Distância, localizada em São Paulo, que oferece mais de 50 cursos e-learning - via internet. Segundo a diretora de e-learning da ECID, Magali Fernandes nos últimos 60 dias a busca pelos cursos foi três vezes maior.

Concorrido

Dados mostram pela USP (Universidade de São Paulo) revelaram que o curso de Audiovisual é o 5º procurado entre os 10 mais concorridos do vestibular. A relação candidato/vaga ficou em 33,86 este ano, ficando atrás de profissões tradicionais como Medicina e Jornalismo.

Português

10

O Centro Latino de Línguas (CLL) oferece um curso de português para estrangeiros diferenciado. A instituição, que está há mais de 15 anos no mercado, não ensina somente a língua portuguesa, mas os usos e hábitos do povo brasileiro, muitas vezes não explícitos em uma apostila comum. No centro, a preocupação é que o estrangeiro aprenda e se adapte à realidade do país e da língua, sem ficar preso a frases feitas e decoradas. As aulas são oferecidas in company e para pequenos grupos. Mais informações em www.cll.com.br

Mercado Pesquisas realizadas pelo Dieese e pela Fundação Seade apontam que a taxa de desemprego em seis regiões metropolitanas caiu de setembro para outubro deste ano. Em São Paulo, Distrito Federal, Salvador, Belo Horizonte, Recife e Porto Alegre aproximadamente 2.968 mil pessoas estão desempregadas, 141 mil a menos que na pesquisa anterior. A taxa de desemprego diminuiu de 14, 1% (setembro) para 13,4% (outubro). Não existem ainda dados mais atualizados, pós-crise.

www.revistasermais.com.br


Verde Seguindo a tendência adotada por empresas preocupadas com o meio ambiente, o McDonald’s inaugurará este mês em Bertioga, litoral norte paulista, seu primeiro restaurante verde. A nova unidade privilegiará o emprego da energia limpa, fontes de grande eficiência energética, reutilização e consumo consciente de água, além do uso de materiais naturais, renováveis e reciclados. Haverá a redução de 50% do consumo de água potável e 14% do consumo de energia com as novas instalações. O dia da inauguração ainda não foi confirmado.

Trainee

O Hospital Nove de Julho, de São Paulo, está com inscrições abertas para o seu programa de Trainee em Enfermagem. O público-alvo do programa são os recémformados nas principais faculdades de enfermagem do Brasil (entre dezembro de 2006 e dezembro de 2008), com bons conhecimentos de informática, proatividade para as demandas da área e perfil de cuidador profissionalizado. Os interessados podem se inscrever pelo site do Hospital (www.h9j.com.br), no link Trabalhe Conosco (cargo pretendido: enfermeiro). O processo de seleção para as 14 vagas oferecidas é dividido em 6 etapas, todas eliminatórias.

Oportunidade

+

a sua revista de inteligência e sucesso

11

A Whirpool, fabricante de eletrodomésticos, procura 10 pessoas portadoras de necessidades especiais, física, motora ou auditiva, para atuar em São Paulo, nas regiões do Brooklin Novo e Via Anchieta. O salário varia de acordo com a vaga e grau de escolaridade. Mais informações em www.whirpool.com.br


+

por Julyana Rosa

Coaching para todos Como os programas de orientação podem ser aplicados em grandes empresas com sucesso

12

Ser Mais dinâmico

para ser mais

www.revistasermais.com.br


A

Estruturação O Pograma de Desenvolvimento de Lideranças (PDL) foi dividido em etapas presenciais e telefônicas, em que os funcionários, primeiramente participaram de workshops em grupo, tiveram encontros individuais com seus coaches e, depois, deram continuidade

à orientação por telefone. Você deve estar pensando, mas e a interação, o contato, o olho-no-olho? Essa primeira necessidade foi suprida pelos encontros, no começo do programa. Imagine mandar coaches todos os dias para diversas regiões do país e que orientarão uma pessoa diferente a cada duas horas, isso durante um ano. Para atender a demanda do banco e para resolver este problema, foram escolhidas quatro capitais para realizar a primeira parte do processo. Os gerentes se deslocaram para São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Recife. Enfrentaram as etapas presenciais, continuaram as orientações por telefone e, em 12 meses, estavam preparados para influenciar e mobilizar funcionários, desenvolver pessoas, planejar suas vidas e carreiras, e enfrentar dilemas. Um dos participantes do PDL, no caso a segunda edição do programa, que contou com 1.284 colaboradores, foi Edvaldo Reis, gerente comercial da Agência Banco Real de Bragança Paulista. Na época, sua agência estava entre as últimas colocadas das gincanas promovidas pelo banco (sede) para motivar funcionários. Após receber a orientação de coaches e participar do programa, conseguiu motivar seus colaboradores e saiu da estaca zero. Sua agência passou para a primeira posição do ranking e, nas últimas Olimpíadas, foi para a China, viagem ganha em uma das ações de incentivo do banco. “Mudei completamente após o Programa de Desenvolvimento de Lideranças, aprendi a orientar melhor meus funcionários assumindo a postura de coach. Dei abertura para mais diálogos, mostrei alguns caminhos, que eles mesmos decidiram seguir. Além da melhora na agência, consegui emagrecer dez quilos, cuidar melhor da minha saúde e família.”, comentou. Para o gerente, um dos principais

a sua revista de inteligência e sucesso

13 13

o ouvir a notícia de que um dos maiores bancos do país conseguiu encorajar e melhorar a produtividade de seus funcionários, em pouco tempo e dipersos por todo território nacional, algumas pessoas ficariam espantadas. Como uma grande organização, que busca a excelência e deseja cativar mais clientes, pode mobilizar, treinar e motivar quase dois mil funcionários, obtendo resultados satisfatórios? Existe uma alternativa, aplicar o Coaching em larga escala. Para contextualizar os que não estão lembrados, ou não leram a edição anterior da Ser Mais, que destrinchou o assunto, o Coaching é uma espécie de “treinamento” para atingir resultados, em que o coach (treinador) permanece com a pessoa até ela atinja seus objetivos. No case de sucesso comentado acima, o Banco Real conseguiu, juntamente com os coaches do Instituto EcoSocial, entidade voltada para desenvolvimento humano, capacitar lideranças para que os seus objetivos fossem alcançados em larga escala. A idéia era criar experiências educativas que facilitassem o desenvolvimento dos potenciais de liderança dos indivíduos, fortalecendo o papel dos mesmos como engajadores. O Programa de Desenvolvimento de Lideranças foi desenvolvido, de modo que seguisse os princípios do banco, mostrando o ser humano como o protagonista de um mundo sustentável.


+

para ser mais

por Julyana Rosa

14 14

Ser Mais dinâmico

“Percebi que eu estava fazendo tudo errado. Trabalhava o dia todo e ainda levava muito serviço para casa.”

ganhos do programa foi aprender a conciliar melhor seus horários, conseguindo o equilíbrio entre vida pessoal e profissional. “Percebi que eu estava fazendo tudo errado. Trabalhava o dia todo e ainda levava muito serviço para casa. Não tinha tempo para ficar com a família. Hoje consigo ficar com eles e ainda trabalho um pouco em casa, estabelecendo limites, existe hora para cada tarefa”. O programa continua dando frutos no banco e o intuito é atingir cinco mil colaboradores até a sua última edição.

Treinamento na Universidade e até no aprendizado de idiomas Não existem barreiras para o Coaching, dos grandes conglomerados aos estabelecimentos de ensino, há sempre alguém que já ouviu falar do método, ou sabe que estes lugares são propícios para o seu desenvolvimento. Alguns dos motivos podem ser citados de antemão. Para os coaches, as Universidades são os grandes celeiros de seus futuros disseminadores, onde é preciso ter muita resiliência e orientação para enfrentar as adversidades. Nas empresas os quesitos conflito e insatisfação falam mais alto e, por isso, existe espaço. Vicki Escudé, coach americana, com mais de vinte anos de profissão, é um exemplo que atua nas universidades da terra do Tio Sam. Pessoalmente e por telefone, ajuda estudantes entrarem nos eixos, escolhendo o próprio caminho. É uma das pioneiras do método e

possui a mais alta certificação da Federação Internacional de Coaches (International Coach Federation). Segundo ela, os resultados alcançados com o coaching em estudantes são muito satisfatórios, a ponto da orientação ajudar os que estavam perdidos, iam mal nos estudos, concluírem seus cursos. Nas empresas, ela já assessorou e orientou executivos dos mais altos postos como Siemens, Mary Kay, entre outros. Os resultados alcançados, apesar de dificilmente mostrados em números, para Vicki, muitas vezes, ultrapassam grandes barreiras. “O coaching pode ser aplicado em empresas de qualquer porte e costuma atingir resultados que extrapolam a corporação, melhorando as relações pessoais e até a vida espiritual de quem passa pelo processo”, comenta. Se existem grandes ganhos, nos mais diferentes âmbitos da vida de uma pessoa, ao passar por um processo de Coaching, porque o método ainda é pouco difundido? Segundo os coaches e estudiosos da área, ainda é preciso vencer principalmente a do preconceito. Aqui no Brasil, por exemplo, são poucos os profissionais credenciados ao órgão máximo internacional que certifica os coaches, tanto que o mesmo há pouco tempo disponibilizou uma página em português, ainda em endereço estrangeiro, intitulada Chapter Brazil, ou seja, capítulo Brasil (www.icfbrasil.org). Ainda que sejam grandes as dificuldades para disseminar o Coaching no país, existem pessoas determinadas a levar orientação

www.revistasermais.com.br

para quem precisa. É o caso de Ana Passarela, que trabalha com Coaching Educacional há oito anos em escolas de idiomas. Seu dia-a-dia é ajudar pessoas que não conseguiram proficiência e atingiram metas,

relativas ao aprendizado de uma nova língua, alcançarem seus objetivos. “Instrumentalizo o aluno para que ele siga por conta-própria, faço todo um trabalho de desbloqueio para o aprendizado de idiomas”, explica. Em alguns casos, a coach disse que os alunos não precisam mais frenqüentar escolas, passam a ser autodidatas, aprendem sozinhos

+


15

a sua revista de inteligĂŞncia e sucesso


+

para ser mais

por Patrícia Centeno

Fronteiras da Responsabilidade de sustentabilidade. Aos poucos, a postura de confidencialidade das informações em outras áreas, que não a financeira, foi se alterando a partir da cobrança dos stakeholders por mais transparência e responsabilidade em relação aos impactos causados por ações das empresas. Atualmente, existem corporações que destinam parte do seu orçamento para a preservação e manutenção do desenvolvimento sustentável da sociedade. Empresas que se preocupam com as gerações futuras respeitando as desigualdades sociais e a diversidade. A preocupação com a melhoria no ambiente de trabalho vem se mostrando como fator de grande importância no meio corporativo. Essa constatação é o reconhecimento de que o público interno é um dos

16

Ser Mais comunicativo

A

cada ano que passa podemos»constatar o quanto o assunto responsabilidade social corporativa ganha mais aderência e visibilidade no cotidiano das empresas brasileiras, seja na consciência ou no modo de atuação de seus gestores. Esses líderes, com o passar do tempo, mostram-se mais envolvidos e preocupados com os diversos segmentos que fazem parte do tema, considerando-o importante instrumento para a tomada de decisão. É uma mudança cultural. Antes, havia apenas a prestação de contas para os acionistas, através das demonstrações contábeis, hoje existem os relatórios

www.revistasermais.com.br

stakeholders fundamentais para as empresas. Durante os últimos três anos pudemos acompanhar os avanços da responsabilidade social corporativa baseados em estudos que desenvolvemos ao longo deste período. Em um universo de 330 empresas de diversos segmentos e setores da economia brasileira, obtivemos números que nos permitiram desenhar um panorama da visão do mercado brasileiro no campo da sustentabilidade. Para se ter uma idéia, 58% das empresas ouvidas nas pesquisas, entendem que a responsabilidade social corporativa ou a publicação de relatórios de sustentabilidade, são formas de governança e têm de estar inseridos no planejamento estratégico das empresas.


»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»» A harmonia entre os pilares econômico, ambiental e social é de extrema importância para o contínuo sucesso das empresas, o que torna cada vez mais necessário que a responsabilidade social corporativa passe a ser incorporada ao planejamento estratégico de cada empresa. O esforço para que o relacionamento entre a empresa e os seus diversos stakeholders seja aprimorado e, cada vez mais, transparente é de suma importância para que as necessidades e expectativas possam ser conhecidas e entendidas, objetivando que as

ações e metas sejam traçadas da melhor maneira para atender a estas necessidades, tendo como finalidade a sustentabilidade. Os constantes problemas ambientais, o efeito estufa, as alterações climáticas constantes têm sido responsáveis pelo engajamento de muitas empresas preocupadas em investir parte de seus recursos em ações que, além de beneficiar o que está ao seu entorno, poderão garantir a sustentabilidade e perenidade dos negócios. Esta visão está cada vez mais clara entre os

gestores e investidores do mundo todo. Alguns empresários defendem que nenhuma corporação deve ficar de fora das ações de responsabilidade social. O foco de todas as empresas será o econômico, mas sempre há como equilibrar os resultados econômicos com o fator ambiental e social, com ética e transparência. Isso é ser socialmente responsável

+

Patrícia Centeno

é gerente sênior e especialista da Área de Sustentabilidade da BDO Trevisan. E-mail: patricia.centeno@bdotrevisan.com.br

17 17

a sua revista de inteligência e sucesso


+

para ser mais

por Julyana Rosa

Mercado e relacionamentos precisam de pessoas comprometidas

18

Ser Mais comprometido

Conheça as atitudes de quem realmente tem disciplina

P

ostergar prazeres imediatos para atingir metas. Esta é uma das atitudes das pessoas comprometidas, atualmente em falta nas diversas esferas do relacionamento humano. Tanto no trabalho, como na vida pessoal, há sempre alguém reclamando da falta de comprometimento, no serviço e no namoro. Este quadro, apesar de soar contemporâneo, não é novo. Desde que o homem existe, ele tenta suprir primeiro os seus desejos, deixando o dos outros para depois. Trabalhar é seguir a vontade de uma outra pessoa, realizando tarefas para as quais se é remunerado e que, algumas vezes, não se encaixam nos principais desejos do ser humano. Muitos empresários, chefes e presidentes, quando são questionados sobre o que desejam em seus colaboradores, respondem, mais comprometimento. Com as pessoas, ao perguntar o que mais sentem falta em seus relacionamentos, a resposta é a mesma. Tais dados são fruto de anos de pesquisa e consultoria da Antrhopos Consulting, empresa pioneira na utilização da Antropologia no estudo e desenvolvimento empresarial.

www.revistasermais.com.br


Comprometer-se é ter foco e seguir adiante, concluindo aquilo ao que se propõe. Para isso, é preciso ter disciplina, saber dominar as vontades. “A vida oferece à todas as pessoas muitas opções. Quase sempre sabemos o que devemos fazer. O problema é a disciplina para fazer e permanecer fazendo, com foco, durante o tempo necessário para se obter resultado”, explica Luiz Marins, presidente da Antrhopos Consulting. Controlar os próprios desejos depende da utilização da Inteligência Emocional. Este tipo de inteligência é um conjunto de aptidões, utilizadas no processamento e conhecimento das informações relacionadas à emoção. Quem possui um bom autocontrole, não tem problemas em se comprometer

+

19

a sua revista de inteligência e sucesso


+

para ser mais

por Leila Navarro

Por que a confiança é importante para a carreira

20

Ser Mais dinâmico

V

ocê está a caminho do trabalho, dirigindo sossegadamente seu carro, quando de repente tem um insight brilhante para a solução de um complicado problema da empresa. O que acontece depois? 1. Super entusiasmada, compartilha a idéia para os colegas mais próximos assim que chega ao escritório. 2. Pede uma reunião com seu superior para falar da solução e não comenta absolutamente nada até lá. Vai que algum espertinho “rouba” sua idéia... Eu não me surpreenderia que você tenha escolhido a segunda alternativa. As empresas são ambientes altamente competitivos, onde o colega da mesa ao lado é, em última análise, um concorrente em potencial ao cargo que você almeja. Sendo assim, por que entregar de bandeja uma idéia sensacional para alguém que poderia usá-la para levar algum tipo de vantagem sobre você, não é mesmo? Pelo mesmo motivo, você talvez preserve só para si certas “informações estratégicas” que possui e conhecimentos e experiências que adquiriu com muito esforço. Compartilhar aquilo que você tem de mais precioso significaria anular seu “diferencial competitivo”, certo? Pois é. Talvez você, como aliás muita gente, pense assim. Mas não é assim que as coisas deveriam ser. Deveria haver mais confiança entre

as pessoas. É verdade que, neste mundo competitivo e cheio de ameaças à nossa segurança, ninguém é desconfiado porque quer. As circunstâncias nos levam a estar sempre na defensiva para não ser prejudicadas. Mas você já parou para pensar o quando a falta de confiança pode afetar sua carreira? Garanto a você que afeta, não só a carreira como a vida em geral. Esse é o tema de meu mais novo livro, Confiança – A Chave para o Sucesso Pessoal e Empresarial, em co-autoria com o consultor espanhol José María Gasalla, da Integrare Editora. Hoje, as empresas precisam que as pessoas interajam intensamente, troquem informações e compartilhem conhecimentos. Isso é uma das condições necessárias para a construção do aprendizado contínuo e do ambiente favorável à inovação, fatores decisivos para o sucesso no mundo dos negócios. Agora, se você vive de pé atrás com as pessoas e não interage plenamente com elas, o quanto participará desse intercâmbio? O quanto poderá se desenvolver com ele, já que intercâmbio é por definição uma via de mão dupla, na qual a gente dá e também recebe? Você talvez esteja questionando: “Mas por que eu tenho de confiar enquanto o resto do mundo desconfia? Serei

www.revistasermais.com.br

eu a ovelha no meio dos lobos?” Esse raciocínio tem lá a sua lógica, mas é por causa dele que ninguém ousa confiar mais. Um não confia no outro por achar que o outro não confia no um, e assim se vai. Mas se ninguém quebrar esse círculo vicioso, jamais sairemos dele. Que tal encarar o desafio de confiar mais? Comece a fortalecer vínculos de confiança aos poucos, com pequenas coisas, com pessoas mais próximas. Abra-se cada vez mais para compartilhar o que sabe e colaborar com os outros. Tenha certeza de que muitas pessoas retribuirão essa atitude e passarão a confiar mais em você, compartilhar o que sabem e colaborar com você. E você será muito enriquecida com isso – além, é claro, de se sentir muito mais confiante! A propósito, se você compartilhar com os colegas aquela idéia brilhante, é possível que alguém veja um ponto fraco nela e ajude você a aprimorá-la. Ou quem sabe alguém complemente a idéia e ela fique ainda melhor. Então você não irá sozinha à direção da empresa, mas acompanhada de colegas, e aquela idéia não será apenas uma idéia, mas o projeto de uma equipe

+

Leila Navarro

é palestrante comportamental, empresária e autora.

E-mail: atendimento@leilanavarro.com.br


21

a sua revista de inteligĂŞncia e sucesso


+

no alvo - rh Novidade para o RH

A Build Up, empresa da Accor Services especializada em serviços para o setor de Recursos Humanos, reformulou o site www.buildup.com.br. Entre as novidades estão as informações relevantes para os profissionais da área, como calendário de obrigações fiscais, cases de sucesso em outsourcing de RH, simulador para contratação de serviços e programas de responsabilidade social. A reformulação foi feita em parceria com a agência Site X, e está alinhada com o padrão visual da Accor Services, que integra as empresas Ticket, Ticket Seg e Accentiv.

Programa de Aprendizes A Caixa Econômica Federal assinou um acordo de cooperação técnica com o Ministério do Trabalho e Emprego, com o objetivo de ampliar a inserção de adolescentes aprendizes no mercado por meio do programa Adolescente e Jovem Aprendiz. Com isso, a CAIXA implantará o programa de forma gradativa e atenderá jovens de 14 a 24 anos que estejam cursando o nivel médio ou já tenham concluído.O programa terá jornada diária de seis horas - de segunda a sexta-feira - sendo, quatro dias destinados às atividades práticas e um dia para capacitação teórica. O contrato de aprendizagem terá vigência de dois anos.

Emprega São Paulo

22

Está mais fácil para contratar e procurar vagas no estado de São Paulo. O governo do estado acabou de lançar o Emprega São Paulo, um portal de oferta e busca de empregos. No endereço www.empregasaopaulo.gov.br, é possível se cadastrar tendo em mãos apenas dados básicos, como endereço, CPF, RG, endereço e informações profissionais. Os usuários cadastrados poderão ser notificados quando houver uma vaga compatível por e- mail e, futuramente, por celular. As empresas precisam se cadastrar também para buscar candidatos. O serviço é gratuito.

Palestras on-line O site www.metodoquantum.com.br disponibiliza aulas e palestras em vídeo, gratuitamente, de consultores e palestrantes renomados. A mais recente do acervo é a 6ª Aula Magna realizada por Wellington Nogueira, ator e fundador do Doutores da Alegria, sobre a quebra de paradigmas a partir do riso. Para ter acesso ao conteúdo é necessário se cadastrar no site. Estes vídeos fazem parte da videoteca da Universidade Quantum uma Universidade Livre, associada ao grupo Quantum Assessment.

www.revistasermais.com.br


Dança das cadeiras Paulo Setuain assume a vice-presidência de Publicidade do MercadoLivre.com. O executivo é oriundo do portal Amazon.com, onde esteve por oito anos. A Service IT Solutions, empresa de consultoria e infra-estrutura em tecnologia, acaba de contratar uma nova responsável pela área de Recursos Humanos. Adriane Silveira possui mais de 14 anos na área e tem como meta estruturar a área para melhor atender a demanda dos colaboradores da empresa em São Paulo. Ricardo Viâna é o novo diretor de Pós-Vendas da Nissan Brasil. O executivo assumiu a diretoria de pós-vendas, reportando-se a Tai Kawasaki, vice-presidente comercial. A Editora Gente acaba de contratar Henrique Farinha para o cargo de diretor geral. Farinha foi diretor editorial universitário e de negócios da Editora Saraiva. Nesta nova fase, pretende aumentar o catálogo e a participação da editora na área de gestão. Aurélio Polizelli é o novo controller da Editora Gente. Seu é desafio é promover ações estratégicas focadas na administração adequada dos recursos financeiros, na gestão do plano orçamentário e no fluxo de caixa. A Rhodia, grupo químico internacional, está com uma nova vice-presidente de Assuntos Jurídicos para a América Latina. Denise Nader Porcelli possui ampla experiência na área e passou por empresas como Pirelli Pneus S/A, onde esteve por quatro anos como diretora jurídica e Elevadores Schindler SA, em que ocupou o mesmo cargo por sete anos. Marcelo Cataldi, diretor de publicidade da Fox Latin American Channels, foi promovido a diretor geral de vendas publicitárias da empresa. A divisão .FOX Networks, comandada por Bernardo Hohagen e responsável pelas vendas online, agora se reportará a Cataldi.

Prêmio A General Motors do Brasil ganhou, pela segunda vez, o “Prêmio DCI- Empresas do Ano 2008”, na categoria “Veículos e Autopeças” realizado pelo Diário do Comércio, Indústria e Serviços de São Paulo. Entre 20 de novembro do ano passado e outubro deste ano, 2145 executivos e empresários participaram da pesquisa que classifica as empresas participantes. Esta foi a sexta edição do prêmio. A escolha levou em conta as grandes estratégias e os enormes desafios que colocaram as empresas, em 2008, em novos patamares de investimento e receita.

Universidade Corporativa

+

a sua revista de inteligência e sucesso

23

A CPFL Energia, grupo privado do setor elétrico nacional, criou a sua Universidade Corporativa. O objetivo da nova empreitada é assegurar que o aprendizado dos funcionários esteja alinhado com a estatégia e objetivos do negócio. A Universidade previlegiará três correntes de desenvolvimento: Especialização, com a promoção de competências e conhecimentos específicos dos processos de trabalho; Cliente e o Mercado, com a ampliação da visão de mercado e de relacionamento com o consumidor; e Liderança, com o desenvolvimento de competências de liderança e gestão


+

seRHumano

por Paulo Gaudencio

Gaudencio Responde

24

Ser Mais Independente

T

enho 36 anos e com muito esforço conclui meu primeiro curso superior. Comecei a faculdade porque a cobrança era no sentido de que, sem curso superior, eu não seria ninguém. Apesar de trabalhar como gerente de vendas de uma empresa de consórcios, optei e conclui o curso de jornalismo, pois tenho paixão por essa área. Percebo agora que o curso não vai me ajudar a crescer na empresa que trabalho, e que para iniciar-me como jornalista já estou um pouco “velho”. Outro complicador é que não existe campo de trabalho na minha cidade, Catanduva- sp. O grande doutor Gaudencio poderia orientar-me? Devo fazer outro curso superior, ou quem sabe uma pósgraduação em administração de empresas ou marketing e batalhar para crescer onde já sou profissional, ou devo arriscar-me e mudar para uma grande cidade, focando-me na realização do sonho de ser um bom jornalista? Adriano Celotto

Paulo Gaudencio é psiquiatra e dedica-se há cerca de 40 anos à psicoterapia de grupo, coordenando uma equipe de terapeutas e pesquisa científica. Tire suas dúvidas sobre vida profissional e liderança, escreva para redacao@revistasermais.com.br

Claro que não posso responder simplesmente “fique em Catanduva” ou “mude para um centro maior”. A vida é sua. Se eu der conselho e der certo, a glória é minha. Se der errado, o azar é seu. Que posso fazer então? Tentar ajudar você a pensar. Como não sou você, não sei o que sente. Esta é uma desvantagem. Mas, não sendo você, posso observar como age. Esta é uma vantagem. Se eu mostrar isso a você, eu o estarei ajudando a saber o que sente. O que estamos tentando evitar? Uma dupla mensagem. O que é isso? O homem é um animal racional. Sente e pensa portanto. Tem dois discursos. Fala o que pensa e age de acordo com o que sente. Quando não sabe o que sente, fala uma coisa e faz outra. Isto é dupla mensagem. Você fala em ser jornalista. Age sendo gerentes de venda de uma firma de consórcios.

www.revistasermais.com.br

Você fala que a primeira faculdade que fez foi jornalismo. E a fez por obrigação, tendo escolhido jornalismo por paixão. Mas não se arriscou a exercê-la. E nessa época você era mais jovem. Tenho o direito de perguntar: por acaso entrar em jornalismo era mais fácil do que entrar em administração de empresas? Existe um complicador. Você se diz “velho” para reiniciar. Casado ou solteiro? Com ou sem dependentes? Tudo isto tem importância na opção entre o que você pensa e fala e o que sente e age. Vendo de fora, a impressão que dá é que você fala jornalismo e age administração. Se isto for verdade, indica uma nova faculdade ou uma pós. Com integridade. Sentir-pensaragir-falar da mesma forma

+


+

capa por Julyana Rosa

IndependĂŞncia Financeira para todos os bolsos

Ser Mais inspirado

Descubra como ficar rico em 30 anos

25

a sua revista de inteligĂŞncia e sucesso


+

capa por Julyana Rosa

»»»»»»»»»»»»»»»»»»» financeira que, se desmembrada a sigla, significa Diagnosticar, Sonhar, Orçar e Poupar. Estes são os quatro pilares que ajudaram em suas conquistas, e tem difundido pelo livro “Terapia Finaceira”. O método é simples e consiste basicamente na reeducação das pessoas, da forma como lidam com o dinheiro. Não existem grandes fórmulas ou planilhas complicadas para deixar ninguém confuso. “Eu não inventei a roda. Só mostro de maneira simples como qualquer um pode tomar as rédeas da sua vida financeira. Não importa se tem dívidas ou não, com dedicação é possível superá-las e conseguir realizar os próprios sonhos”, explica. O terapeuta mostra, através de apontamentos diários, conforme serão explicados mais abaixo, onde estão os verdadeiros gastos dos quais muita gente não tem controle. Você já não olhou para a sua conta bancária e levou um susto no fim do mês? Por acaso não se perguntou para onde teria ido o dinheiro? É por causa deste descontrole que muitos se endividam e não se dão conta de que suas despesas poderiam ser pagas à vista, ou até, que parte do salário poderia estar aplicada.

Alguém já testou o método?

26

Ser Mais inspirado

A

os 12 anos, Reinaldo Domingos, o terapeuta financeiro criador do método financeiro que está nesta matéria, descobriu que poupar ajudaria a realizar os seus sonhos. Queria uma bicicleta, mas se não trabalhasse, jamais a teria. De origem humilde, sua família não poderia realizar a vontade. Sozinho, mas esperto o suficiente para entender que precisaria fazer alguns esforços, conseguiu um emprego como auxiliar de camelô no interior de São Paulo. Começava às 4h da manhã e trabalhava até o meio da tarde, quando ia para a escola. Em pouco tempo, juntou dinheiro suficiente para comprar a tão sonhada bicicleta, recompensa que só o fez sonhar mais. A primeira conquista norteou muitos outros sonhos, entre

eles a independência financeira, conquistada aos 37 anos. Hoje, só trabalha por prazer. Domingos é o criador do método DiSOP de educação

Se estiver com dúvidas de que o método funciona, conheça um pouco da história da consultora imobiliária Sandrette Costa. Por ironia, apesar de trabalhar com imóveis, quando resolveu comprar um apartamento, percebeu que não tinha dinheiro suficiente. Deixava parte do dinheiro no salão de beleza e só descobriu isso ao conhecer o DiSOP. Com a reeducação financeira, aprendeu a dar mais valor ao dinheiro. Renegociou os valores gastos mensalmente no salão, conseguiu descontos, voltou a morar com a mãe e agora anota todos os gastos em uma caderneta. “È preciso saber para onde vai o dinheiro, você tem que visualizar em algum lugar”, comenta.

www.revistasermais.com.br


“É preciso saber para onde vai o dinheiro, você tem que visualizar em algum lugar”

Outras pessoas que mudaram após conhecer o método foram Carlos Gomes e Enedina. Quando ele ficou desempregado, o casal precisou controlar melhor os gastos. Pararam de comprar pizza todas sextas-feiras e sábados e, hoje, estão com o orçamento em dia.

Ao anotar, você terá a noção real do que possui e e das dívidas (se as tiver). Assim, poderá passar ao próximo passo. Caso tenha dificuldades nesta tarefa, não desista, ela é fundamental para atingir os seus objetivos. O carro ou casa dos sonhos podem estar mais próximos do que imagina.

DiSOP

Sonhar

Agora que você já conheceu a história de algumas pessoas que aplicaram o método. Pode entender um pouco melhor como ele funciona. Como dito anteriormente, funciona sob quatro pilares: Diagnóstico, Sonho, Orçar e Poupar. Veja agora o que cada um deles compreende.

Sem o sonho, a realização de seus projetos não será possível. Dê bastante atenção à este pilar. “Sonhar é essencial para guardar dinheiro e até se esforçar para quitar dívidas. Sem ele, o ser humano fica sem propósito e as chances de desistir no meio do caminho são grandes”, diz Domingos.

Diagnóstico

1. Ganhos bruto e líquido 2. Gastos mensais (separe por tipo de gasto) 3. Bens móveis (carros) e imóveis (casas) 4. Dinheiro guardado até hoje 5. Dívidas (se as tiver)

Os principais passos aqui são: 1. Refletir sobre a sua vida 2. Registrar os sonhos de curto, médio e longo prazos 3. Levantar quanto custa a realização dos sonhos 4. Definir no orçamento financeiro quanto de dinheiro disponibilizará para que sejam alcançados 5. Pirorizá-los antes de gastar o dinheiro do qual dispõe

a sua revista de inteligência e sucesso

27

Nesta primeira etapa é feita uma fotografia da sua vida financeira hoje. Não tenha medo das dívidas, aqui será necessário relacioná-las para que sejam futuramente liquidadas. Em uma caderneta aponte os seguintes dados:


+

28

Ser Mais inspirado

capa por Julyana Rosa

“Sem o sonho, a realização de seus projetos não será possível. Dê bastante atenção à este pilar.”

Orçar

Poupar

Descobrir o seu verdadeiro eu financeiro tem a ver com o orçamento, nesta etapa seus gastos reais estarão mais detalhados, podendo ser confrontados com os do primeiro exercício.

Guardar o dinheiro para conquistar a independência financeira está neste último passo. Com determinação dá para poupar uma boa quantia até para a aposentadoria. Faça este cálculo, extraído do livro de Domingos. Se você conseguir guardar R$ 300 por mês, durante 30 anos, aplicados em um fundo de investimentos com juros de 1% ao mês, quanto terá ao final? Lembre-se que são juros sobre juros. O valor real de rendimento da primeira parcela deverá ser acrescido do que você depositou mais R$ 3, e deverá

Veja o que o método propõe: 1. Registrar diariamente seus gastos por trinta, sessenta e noventa dias 2. Adotar o orçamento DiSOP que prioriza seus sonhos 3. Analisar suas despesas e reduzilas ou mesmo eliminar as que forem desnecessárias 4. Reservar dinheiro para os seus sonhos, priorizando-os 5. Quando parcelar despesas, lançálas em uma planilha de controle 6. Se tiver dívidas, estabelecer quanto poderá destinar da renda para saldá-las 7. Após ter o valor do qual dispõe para pagar as dívidas, renegociar os valores das parcelase juros 8. Seu padrão de vida deverá respeitar no máximo 80% de gastos em relação aos seus ganhos

www.revistasermais.com.br

ser calculado durante os 12 meses do ano. Pode parecer pouco, mas ao fazer o cálculo dos juros sobre juros, ao fim de 30 anos você terá acumulado um milhão de reais. Que tal se aposentar e viver dos rendimentos? Dez mil reais por mês é o suficiente para descansar na melhor idade? Este é só um exemplo, como o terapeuta já explicou em algumas dicas acima, cada um deverá adaptar o que pode poupar ao seu orçamento. Se não dá para guardar este valor, guarde menos, se não puder guardar dinheiro, foque nas dívidas e após liquidá-las, pense em realizar os seus sonhos.


»»»»»»»»»»»»»»»»»»» Confira as etapas necessárias neste último passo do método DiSOP: 1.Definir o destino do dinheiro guardado a longo, médio e curto prazos 2.Poupar valores diferentes para cada sonho 3.Buscar seu perfil como investidor, de preferência sempre conservador 4.Poupar entre 10% e 30% dos seus ga nhos 5.Fazer um seguro de vida que garanta seu padrão de vida na maturidade 6.Descobrir o quanto de dinheiro deveria ter guardado até hoje 7.Descobrir quanto dinheiro será necessário para a sua aposentadoria ou quando decidir parar de trabalhar

Apoio

DiSOP de Educação Financeira. Lá existem cursos de capacitação e para futuros palestrantes do método. As informações estão no site citado ao lado.

Educação financeira começa cedo Pensando na educação financeira dos pequenos, Reinaldo Domingos lançou um livro que ensina, logo nos primeiros anos da vida, a poupar. A publicação surgiu de uma deficiência observada pelo autor no sistema educacional brasileiro. “Não temos hoje uma disciplina que eduque as

crianças, ensine o quão importante é saber lidar com o dinheiro. Nem os próprios pais ensinam, mostram desde cedo que é necessário trabalhar e ter um bom emprego, mas não o que fazer com o salário”, comenta. Em O Menino do Dinheiro, conta para os pequenos histórias fáceis, com linguagem simples e de fácil absorção.

como podem pegar o dinheiro do cofrinho, suas moedinhas e colocar no banco, para, por exemplo, comprar um brinquedo. “O banco tem um cofre grande. Se você colocar as suas moedas lá, todo mês ele te ajudará e colocará uma moeda também. Assim será mais fácil e rápido conquistar o seu sonho”, explica. A publicação está disponível nas grandes livrarias do país e tem preço sugerido de R$ 29,90. Há um site também com o conteúdo do livro, acesse www. omeninododinheiro.com.br

a sua revista de inteligência e sucesso

+

29

Se ainda ficou alguma dúvida sobre os procedimentos do método DiSOP. No site www.DiSOP.com.br, você encontra mais informações e as tabelas necessárias para apontamentos e cálculos. No livro Terapia Financeira, que já está em sua terceira edição, Domingos fala mais detalhadamente como você pode assumir o controle do seu orçamento, para ter uma vida

financeira saudável. Pode valer a pena o investimento. Preço sugerido R$ 29,90. Caso tenha interesse em aprender e disseminar os benefícios da Terapia Financeira, há o Instituto


+

Teste por Reinaldo Domingos Teste de Educação Financeira para mulheres

Descubra se você tem controle sobre seus gastos!

O consultor e terapeuta financeiro, Reinaldo Domingos, autor do livro “Terapia Financeira”, criou este teste com o intuito de ajudar você, mulher, a se conhecer financeiramente e a aprender a estabelecer metas para a sua vida.

30

Ser Mais inspirado

1. Você controla seus ganhos e gastos? a) ( ) Registro periodicamente todos os pequenos e grandes gastos e ganhos detalhadamente por tipo de despesas / rendimentos. b) ( ) Registro somente os grandes ganhos e despesas. c) ( ) Começo o mês anotando, mas não concluo, ou deixo alguns itens sem anotar. d) ( ) Não registro meus gastos e ganhos em nenhum período do ano. 2. Você já parou para pensar em seus sonhos e objetivos de curto, médio e longo prazo? a) ( ) Sim, sempre faço essa reflexão e registro em um lugar que vejo freqüentemente (agenda, caderno ou arquivo no computador). b) ( ) Sim, sempre faço esta reflexão mas não registro. c) ( ) Somente faço planos de curto prazo. d) ( ) Não tenho claramente meus sonhos de curto, médio e longo prazo. 3. Você já fez um diagnóstico financeiro de sua vida? a) ( ) Uma vez por ano faço essa análise (diagnóstico) e registro o que eu ganho e o que eu gasto e faço uma reunião familiar mensal. b) ( ) Faço a análise, mas não registro em nenhum lugar. c) ( ) Faço essa análise quando estou em situação de desequilíbrio financeiro. d) ( ) Nunca fiz a análise de diagnóstico financeiro, nem me reúno com a família para falar sobre dinheiro. 4. Quando recebe seu salário e ganhos mensais, você: a) ( ) Reservo (guardo) de 10% a 20% dos meus ganhos mensais para realização dos meus sonhos b) ( ) Reservo (guardo) 10% dos meus ganhos, mas ainda não sei como vou utilizar essa reserva. c) ( ) Não costumo guardar dinheiro, porém estou equilibrada financeiramente. d) ( ) Não guardo dinheiro porque não consigo pagar todas as minhas despesas do mês.

5. Quando vai ao supermercado, você: a) ( ) Faço uma lista, pesquiso os preços antes de ir ao supermercado e levo encartes da concorrência para baixar preços. Sempre respeito o meu orçamento mensal para a alimentação. b) ( ) Às vezes faço lista de compras e costumo pesquisar alguns preços e marcas mais baratas no próprio supermercado. c) ( ) Tenho uma idéia do que comprar, mas não costumo pesquisar preços. d) ( ) Não faço lista e compro os produtos que mais gosto. Geralmente compro alguns lançamentos. 6. Ao ir ao shopping center, como você se comporta? a) ( ) Vou ao shopping para passear, mas me contenho, só compro o que está previsto em meu orçamento. b) ( ) Gosto de passear no shopping e, quando há promoções, geralmente compro. c) ( ) Passeio no shopping aos finais de semana, quando gosto de algum produto da vitrine, experimento e compro. d) ( ) Adoro shopping. Vou, mais de três vezes por semana e sempre compro o que me agrada. 7. Como você costuma pagar suas compras? a) ( ) Sempre pesquiso o preço a vista do produto, peço desconto ou parcelo sem juros sempre observando a disponibilidade do meu orçamento. b) ( ) Sempre pesquiso o preço do produto e faço o pagamento parcelado. c) ( ) Costumo usar cheque pré-datado, crediário e parcelamento no cartão, mas somente quando compro mais do que deveria. d) ( ) Sempre opto pelo parcelamento, crediário e pelo cheque pré-datado por falta de disponibilidade financeira.

www.revistasermais.com.br


8. Você utiliza um orçamento financeiro que prioriza uma reserva de dinheiro mensal para a realização de seus sonhos? a) ( ) Sim, reservo dinheiro mensalmente para meus sonhos de curto, médio e longo prazo. b) ( ) Faço orçamento mensal financeiro mas não priorizo meus sonhos. c) ( ) Utilizo orçamento, mas não preencho todos os meses. d) ( ) Não faço orçamento financeiro. 9. Onde você investe o seu dinheiro guardado? a) ( ) Guardo dinheiro aplicando no mercado financeiro (bancos, bolsas, previdência privada etc). Sempre com perfil conservador. b) ( ) Invisto em imóveis para alugar e para aumentar meu patrimônio. c) ( ) Invisto em títulos de capitalização e ações com perfil arrojado. d) ( ) Nunca sobra dinheiro para investir. 10. Se hoje ficar desempregada, por quanto tempo você consegue manter seu mesmo padrão de vida? a) ( ) Por 20 ou 30 anos. b) ( ) Por até 10 anos. c) ( ) Por menos de 01 ano. d) ( ) Por apenas 01 a 03 meses.

RESULTADOS A = 20 B = 15 C = 10 D = 05 De 160 a 200 Parabéns! Suas respostas mostraram um elevado grau de educação financeira. A forma com que você lida com seu dinheiro e controles financeiros está correta. Continue se aprimorando e cada vez mais priorizando seus sonhos e reservando um valor mensal para a conquista deles, que certamente você atingirá rapidamente seus sonhos e objetivos. De 110 a 155 Você está em um bom caminho para alcançar a independência financeira, porém necessita estruturar melhor seus controles financeiros, estabelecer e priorizar seus sonhos. Invista em sua educação financeira para a realização de todos os seus desejos de curto, médio e longo prazo. Para isso, aconselho a implantar o orçamento DiSOP (www.DiSOP.com.br) para melhor organização de suas finanças. De 70 a 105 Muito cuidado! Seu desequilíbrio financeiro está muito próximo. Você necessita imediatamente de implementar uma operação de guerra em suas finanças. Oriento ler o livro “Terapia Financeira” e utilizar a metodologia comportamental DiSOP que contempla Diagnosticar, Sonhar, Orçar e Poupar. Seguindo estes pilares da metodologia, você conseguirá visualizar e estabelecer metas e controles que possibilitarão a realização dos seus sonhos e conquista de sua tão sonhada independência financeira. Baixe uma planilha de orçamento e utilize em seu dia a dia imediatamente.

a sua revista de inteligência e sucesso

31

De 50 a 65 Sua situação é muito grave! Mas sempre existe uma saída. Você precisa imediatamente fazer um diagnostico financeiro, levantando o quanto ganha, o quanto gasta, o que você tem de bem móveis e imóveis, dívidas etc. Em seguida deverá estabelecer prioridades em seus sonhos e objetivos, e para tanto deverá saber o quanto gasta mensalmente o quanto gasta com cada tipo de despesa, como exemplo até mesmo gorjetas, café, presentes, cabeleireiro, roupas etc, descobrindo seu verdadeiro “EU Financeiro”. Para finalizar deverá guardar parte do que você ganha mensalmente para atender seus objetivos, entre eles pagamento de suas dívidas e buscar seu equilíbrio financeiro e conseqüentemente alcançar sua independência financeira. Fonte: Reinaldo Domingos - consultor e terapeuta financeiro. Também é autor do livro “Terapia Financeira -(Editora Gente) (www.terapiafinanceira.com.br), e presidente do DiSOP Instituto de Educação Financeira.


+

seRHumano

por Tom Coelho

32

Ser Mais motivado

A Incompetência das Lideranças

C

hego de viagem, após quase uma semana fora de casa, e encontro meu telefone inoperante – mudo, como se costuma dizer. Além da linha, o serviço

de conexão à internet por banda larga também está indisponível. Ligo para o suporte da Telefônica, maior operadora de telefonia fixa de São Paulo, e sou atendido por um

www.revistasermais.com.br

“inovador sistema de reconhecimento de voz”, em verdade, uma invencionice irritante e pouco pragmática. Após alguns minutos, consigo chegar ao “atendimento humano”, quando


“Um líder é, antes de tudo, um bom ouvinte e um ótimo observador.” (Rodrigo Rocha Loures)

dos “planos de expansão”, quando aguardávamos 24 meses pelo direito de receber um tronco telefônico. Entretanto, a empresa é reputada pelo seu fracasso no atendimento, liderando seguidamente o ranking de reclamações no Procon. Mas, ao contrário do que se poderia postular, o problema não está nos indivíduos que fazem o primeiro atendimento, profissionais de telemarketing, em geral, mal remunerados, carentes de preparo, que trabalham sob extrema pressão e em condições laborais estressantes. Falam seguindo um script padronizado, usam do famoso gerundismo para se comunicar, anotam as ocorrências em um sistema informatizado e, sobretudo, raramente gostam do trabalho que exercem. A partir daí, o que temos é uma legião de coordenadores, supervisores e gerentes que, em sua maioria, escondem-se covardemente atrás destes atendentes, negando-se a falar com os clientes mesmo quando solicitados. De que adiantam palestras, cursos e treinamentos de capacitação e desenvolvimento gerencial quando as lideranças não se mostram dignas de respeito? A lição básica

consiste em liderar pelo exemplo, mas o que vemos é a falta de bom senso, profissionalismo e ética. O pior é constatar que algumas decisões são meramente atuariais. Investir em infra-estrutura para evitar problemas sistêmicos e ampliar o quadro de funcionários para agilizar o atendimento são expedientes mais custosos do que lidar com clientes descontentes, em especial quando são poucos os que levam suas reclamações às vias de fato. É por isso que finalizo convidando você, leitor, a telefonar periodicamente para sua própria empresa ou departamento sob sua responsabilidade para checar a qualidade do atendimento. Disfarce a voz, assuma o papel de consumidor e simule um problema que precisa ser resolvido. Observe não apenas como age sua recepcionista, mas em especial como atuam as lideranças para a solução do caso. Talvez você se surpreenda. E negativamente...

+

Tom Coelho

é consultor, professor universitário, escritor e palestrante. E-mail: tomcoelho@tomcoelho.com.br

a sua revista de inteligência e sucesso

33

sou informado de que o reparo será efetuado “em até 48 horas”, como se este prazo fosse desprezível para quem tem na internet um instrumento de trabalho. Resignado, aguardo as tais 48 horas. E nada. A partir daí, e ao longo de mais uma semana, o que se sucede é um conjunto de eventos lamentáveis. Um verdadeiro elogio à omissão, negligência, inépcia e incompetência. Outros três protocolos de atendimento são abertos. Um quarto chamado é feito à ouvidoria, um departamento com a suposta missão de atuar como uma corregedoria, mitigando as tantas falhas de atendimento processadas nos estágios anteriores. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) também é acionada. Por duas vezes um técnico chega a comparecer em minha residência, porém abandona o local sem concluir o conserto ou prestar qualquer satisfação convincente. A solução que encontrei foi cancelar o serviço. Este relato é apenas mais um em meio a esta selva de desatendimento que assola as organizações. Os produtos estão comoditizados, a tecnologia está acessível e os sistemas de gestão se assemelham. Mas as companhias continuam pecando naquele que é o único e sustentável diferencial competitivo: a qualidade do atendimento. Conheço a Telefônica. É uma empresa que tinha tudo para ser admirada pelo trabalho realizado após a privatização da telefonia pública, democratizando o acesso à comunicação. Em apenas sete anos, o número de terminais fixos instalados dobrou e o índice de digitalização da rede atingiu a marca de 100%. Um novo pedido de ligação é cumprido em até cinco dias úteis, um grande avanço em relação aos tempos


+Pergunte ao guru seRHumano

por Marcia Dolores Rezende

E

34

Ser Mais inspirado

stou para receber uma promoção no serviço, mas não sei se continuarei na empresa. Para outras pessoas esta novidade seria maravilhosa, mas para mim significaria ter que trabalhar ao lado de um gestor que não suporto. Sou formado em Adminstração e estou nesta companhia há mais de três anos. Sempre tive um bom relacionamento com todos, mas só de pensar em ter que trabalhar com um sujeito que não simpatizo, sou capaz de deixar tudo. Ele é sem educação e não aceita a opinião dos outros. Não sei se em uma conversa franca com meu chefe seria possível falar deste problema, para que, ao menos, alguém desse um toque para o outro funcionário. Sei que é difícil mudar as pessoas, mas gostaria de ter uma alternativa antes de abandonar a empresa. Preciso de uma sugestão. Walter Dias Ribeiro

É muito valiosa a sua vontade para lidar com essa situação, afinal profissionais resilientes têm mais valor no mercado e você tem a oportunidade de desenvolver sua flexibilidade. Você está recebendo uma promoção que evidencia sua capacidade e, ao mesmo tempo, o reconhecimento do seu potencial, abrir mão disso é minimizar suas conquistas. Muitas vezes, uma pessoa é estereotipada a partir de suas ações em uma dada situação, o que pode gerar uma miopia, reproduzindo em todas as experiências atitudes que julgamos inadequadas. Esse gestor pode ter suas limitações nas competências voltadas para o relacionamento interpessoal, no entanto, essa pode ser sua oportunidade de destacar-se e construir uma relação profissional produtiva. Outro dado favorável é a sua habilidade nas relações com as pessoas, você faz isso com facilidade, tem bons relacionamentos na

organização e possivelmente o que favoreceu as interações é o seu olhar desprovido de julgamentos. Quando nos relacionamos com uma pessoa observando o que ela tem de pior, a relação se torna um transtorno, quando há uma abertura para observar o que há de melhor, o relacionamento desenvolve-se como um processo e os participantes têm condições de voltar à atenção para o objetivo. Todo relacionamento possui um objetivo que une as partes envolvidas e aqui o mesmo ocorre, a empresa espera uma determinada atitude da

www.revistasermais.com.br

sua parte e o mesmo é esperado do seu gestor, alicerçar a relação nesses pilares é uma estratégia de grande utilidade para obter resultados. Canalizar nossa Inteligência Emocional no ambiente profissional para manter o foco nos nossos objetivos também é uma competência que proporciona destaque. Aproveite essa experiência para desenvolvê-la antes de puxar a toalha, essa situação irá se repetir em qualquer lugar que você atue, pois é uma variável fora das suas mãos responder pelo perfil de cada profissional contratado

+

Marcia Dolores Rezende é psicóloga, Trainner Advanced em PNL, especialista em desenvolvimento e Coaching Eficaz Pessoal e Executivo, além de Diretora do Instituto Saber. www.institutosaber.com.br telefone 11-3262-5272 e-mail relacionamento@institutosaber. com.br Você tem dúvidas sobre carreira, mande suas dúvidas para um de nossos gurus, redacao@revistasermais.com.br


+

invista + em você!

Lançamentos

SORRIA, VOCÊ ESTÁ SENDO CURADO! Este livro tem o objetivo de apresentar os benefícios e o poder do riso como cura de diversos males. Nele, o doutor Risadinha defende a idéia de que o bom humor é o segredo para uma vida melhor e mais leve. Marcelo Pinto – Editora Gente – R$ 24,90

MANUAL DE DISCIPLINA PARA INDISCIPLINADOS A verdadeira disciplina é a unidade entre o pensar, o querer, o sentir e o agir. Este livro trata do caminho da plenitude e do alinhamento do indivíduo com sua própria essência. Essa autodescoberta é a forma de desenvolver uma disciplina para toda a vida. A disciplina sem rigor e com transformação. Dulce Magalhães – Editora Saraiva - R$ 29,90

Ser mais culto

MINUTOS DE LIDERANÇA Com estilo, confiança, clareza e encorajamento, suas marcas registradas, Maxwell aborda neste livro, dividido em 52 semanas, uma série de assuntos vitais, incluindo sucesso, trabalho em equipe, comunicação e resolução de conflitos. Cada semana explora uma faceta de liderança em um formato ideal para líderes atarefados. John Maxwell – Thomas Nelson Brasil – R$ 29,90

35

GENTE, GESTORES E EMPREENDEDORES Neste livro, o autor fala sobre capacitação, com reflexões e dicas para o desenvolvimento pessoal, profissional e empresarial. Na essência, mostra que o conceito do Empreendedorismo não é uma definição de ação, mas de respostas, as mesmas como resultado da integração ideal entre pessoas, modelos de negócios e uso adequado da inteligência. Sérgio Dal Sasso – Editora ThreeC – R$ 19,90

a sua revista de inteligência e sucesso


+

seRHumano

por Maristela Vendramel Ferreira, Ana Lúcia Fernandes e Adriana Netto

Novo produto ajuda diminuir conflitos no contexto corporativo “A comunicação verdadeira, o diálogo, o ver e tratar o outro como ser humano traz vida nova para as pessoas e para as organizações.”

36

C

lareza, objetividade, segurança, capacidade de argumentação, convencimento, desenvoltura e boa compreensão são características esperadas em executivos que ocupam cargos estratégicos de liderança nas empresas. Desenvolver ou ter todas essas habilidades é essencial para a gestão de equipes, para negociar com clientes, fornecedores, etc.. O executivo utiliza, portanto, suas habilidades comunicativas para se relacionar com pessoas de sua própria empresa ou fora dela. Quando lidamos com pessoas um fator fundamental se coloca : a subjetividade. Como seres humanos, todos nós, independentemente do cargo que ocupamos, de estarmos ou não no trabalho, temos emoções, expectativas, uma história de vida a partir da qual nos constituímos, crenças, e pontos de força e fragilidade em nossa personalidade. Em nossa comunicação e na relação com o outro esses aspectos que fazem parte de nós atuam tanto de modo consciente quanto inconsciente, tanto a nosso favor como algumas vezes contra nós.Poder lidar com a própria subjetividade, conhecendo mais sobre o modo pessoal e único que percebo meu ambiente, como reajo em situações de pressão, como minhas ações estão condicionadas às minhas crenças e até questionar para onde vou e em que direção quero me desenvolver, é fundamental para um líder.A possibilidade de sucesso sem estresse, sem perda da saúde e de si mesmo, passa pelo autoconhecimento. Observamos em nosso trabalho com grupos de executivos que ao conhecer-se, ao levar em consideração sua subjetividade, ao personalizar-se e ao tratar de modo mais humano a si mesmo e ao outro, os resultados na gestão de equipes e na melhoria da qualidade de vida são surpreendentes.

Executivos que aprendem a lidar com os aspectos subjetivos envolvidos na comunicação no ambiente de trabalho, tornam-se líderes mais eficazes, com maior capacidade de gestão de equipes, maior autoconfiança, auto-estima e melhor instrumentados para perceber e lidar com conflitos.Com o principal objetivo de disponibilizar uma metodologia de trabalho para o desenvolvimento das habilidades comunicativas e da subjetividade de executivos e gestores no contexto das organizações, foi desenvolvido um produto que permite melhorar a comunicação, compreender e mais eficientemente lidar com conflitos, obtendo uma melhor interatividade no contexto corporativo. Este, a partir de um serviço de consultoria, propõe o desenvolvimento de um trabalho integrado com a equipe da empresa, tendo-se como principais objetivos a apropriação das questões afetivo-emocionais conscientes e inconscientes envolvidas no processo de comunicação, compreensão da construção do sistema de crenças que é responsável pelo padrão de comunicação atual, ampliação do repertório perceptivo e tornar possível a estruturação de um plano individual de desenvolvimento. A comunicação verdadeira, o diálogo, o ver e tratar o outro como ser humano traz vida nova para as pessoas e para as organizações. As pessoas passam realmente a participar, comprometer-se com os objetivos da empresa, gerar vitalidade e saúde às corporações. Esse diálogo e essa política mais humana e cidadã é possível através de líderes capazes e comprometidos com seu próprio desenvolvimento e com ficará seu desenvolvimento, de sua empresa e equipe

+

Maristela Vendramel Ferreira, Ana Lúcia Fernandes e Adriana Netto consultoras e empreendedoras da área de comunicação. E-mail: maristelavendramelferreira@gmail.com

www.revistasermais.com.br


seRHumano

+

por Antoninho Marmo Trevisan

O

Brasil, como o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), percebe-se que, em nosso País, o principal problema reside na questão da excelência, levando-se em conta a grande expansão do número de faculdades nos últimos anos. O Brasil tem excelentes instituições de ensino superior, mas em quantidade insuficiente para atender à demanda do mercado porprofissionais altamente

qualificados. Assim, é importante a ampliação do número de boas escolas, em nível de graduação, pós-graduação e cursos de MBA. Trata-se de algo importante para o País, o universo corporativo e os profissionais. Sob o ponto de vista do mercado, empresas inteligentes são as que recrutam colaboradores devidamente preparados. Afinal, contar com um quadro de profissionais competentes é imperioso; é o requisito que mais valor

agrega às empresas, considerando que o talento humano é o fator exponencial de desequilíbrio num cenário em que todos têm acesso a tecnologias semelhantes. No início do Século XX, o genial norte-americano Henry Ford, grande propulsor da indústria moderna, cunhou frase antológica sobre o significado da boa formação: “Se o dinheiro é a sua esperança para independência, você nunca a terá; a única segurança real que um homem pode ter neste mundo é uma reserva de conhecimento”. Se tal exigência já era decisiva num mundo que ainda procurava soluções para a simples produção em série de automóveis e outros bens industriais, o que dizer do presente, quando as tecnologias tornam informação, cultura e saber os mais importantes valores de qualquer organização? A resposta a esse desafio contemporâneo pode ser encontrada numa velha aliada dos indivíduos e povos vencedores: a sala de aula! É aí que experiência, conhecimento do mercado, conteúdo adequado e bons professores mudam o destino de pessoas, empresas e países

+

Antoninho Marmo Trevisan

é presidente da Trevisan Consultoria e Outsourcing e diretor da Trevisan Escola de Negócios. E-mail: antoninho@trevisan.com.br

a sua revista de inteligência e sucesso

37

primeiro Mapa de Estudos Superiores na América Latina e no Caribe (Mesalc), elaborado pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), revela que somente 13,8% das escolas de terceiro grau, dentre as mais de nove mil instituições do gênero existentes na região, têm avaliação positiva quanto à qualidade. O índice é preocupante para as nações do Continente, considerando que a formação acadêmica constitui-se em requisito fundamental à conquista do desenvolvimento. Sob o ponto de vista das carreiras profissionais, o estudo também significa importante alerta: é essencial buscar escolas gabaritadas, pois diplomas e títulos universitários são diferenciais efetivos na luta pelo sucesso somente se forem a garantia e o “selo” de um ensino de excelência. A seriedade, credibilidade e competência da Unesco sugerem ser prudente considerar o conteúdo desse inédito relatório, produzido sobre substantiva base de dados e estatísticas de 28 dos 33 países membros da organização na América Latina e Caribe. O trabalho evidencia a necessidade de ampliar não só o acesso, mas também a qualidade da educação superior. Cruzando suas conclusões com outros estudos e processos de avaliação realizados no

Ser Mais moderno

O mercado e o profissional precisam de boas escolas


divirta-se

Contracenou com Clint Eastwood no filme “As pontes de Madison”. ____ Streep

2

Nome oficial da Ilha de Páscoa, localizada no Pacífico Sul

Idealizada pelos EUA (Área de Livre Comércio das Américas). Prevê a isenção de tarifas alfandegárias.

Inglês Absorver, incorporar

11

Personalidade (1643 - 1727) Físico e matemático inglês inventor do telescópio de reflexão. Foi o primeiro a estudar a separação da luz e das cores do espectro por meio de um prisma. ______ Newton

Inglês Sentimento ou estado de espiríto. Cabisbaixo, sem alegria.

8

Inglês Amplo, Largo

Cruzada

Pico da _____ Plano de estabilização econômica criado em 1994 quando Rubens Ricupero era Ministro da Fazenda de Itamar Franco. O projeto foi elaborado pelo seu antecessor FHC. Plano ______

9 10 11 12 13

Respostas

Localizado próximo a floresta amazônica. É o ponto mais alto do Brasil, alcançando a marca de 2993,78 m de altitude.

Rapa ___

8

1 2 3 4 5 6 7

C A

6

10

Maior estância hidrotermal do mundo. A temperatura de suas águas oscilam entre 20º a 60º. Sua principal fonte de renda gira em torno do turismo. ______ Novas

L E M NI K E I S O V E Y O U L A N E P R L TI L E TA R B M E A R O M A N

Sigla / Inglês Caixa usada nas eleições. Caiu em desuso com o voto eletrônico.

U

38

4

12

L B E N

Texto de uma publicação em que o conteúdo expressa a opinião da empresa. Os jornais tem espaços prédeterminados para eles nas primeiras páginas.

Oficina de pintor, fotógrafo, costureiro, etc.

Música Compositores: Seu Jorge/ Gabriel Moura/ Pretinho da 5 “TôSerrinha namorando aquela mina Mas não sei se ela me ______ Mina maneira do condomínio Lá do bairro onde moro...”

R U S A D LA C I N C U BA C AO I A R R O

1

Jogo viciante Seu cálculo mais baixo alcança trinta milhões de reais em apostas. Faz parte da rotina de muitos brasileiros. Jogo do ___ Uma das etapas do processo criativo em que nossa mente trabalha idéias mesmo que não estejamos conscientes. Robert B. Dilts, autor da PNL, referiu-se a esse processo como "gestação inconsciente".

Empresa que investiu R$ 175 milhões em WiMAX esse ano.

Demonstrativo publicado anualmente pela empresa visando tornar público um conjunto de informações e indicadores dos investimentos e das ações realizadas no cumprimento de sua função social junto aos seus funcionários, ao governo e às comunidades com que interagem, direta e indiretamente.

D

Governante que apoiou o programa ferroviário e o serviço militar. Afonso _____

Charada

B I C H O

7

9

Inglês Expressar o sentimento de amor.

Coloque as letras desses quadrantes na charada e encontre a resposta.

A N I

______ Winfrey

Produto que obteve em setembro de 2008 um crescimento em sua exportação 4 vezes maior do que 13 no mesmo período do ano passado.

2

Alguns quadrantes da cruzada estão numerados.

A

3

Raciocínio: 1

AE R A E D I T O R I A L

Deusa grega da vitória, que se tornou o nome da mais famosa marca de artigos esportivos do mundo.

Categoria de empresa que surgiu no final do século XIX, mas só conseguiu se firmar após a Segunda Guerra Mundial. Hoje, esse tipo de empresa, opera em dois ou mais paises e exerce grande influência no comércio mundial.

D A S

Direito dado aos trabalhadores que desenvolvem suas atividades em condições que o expõem a agentes nocivos à saúde, acima dos limites de tolerância fixados pelo ministério do trabalho. O adicional varia de 10% a 40% calculado sobre o salário mínimo.

Charada Unidade de medida agrária. Equivale a 100 metros.

www.revistasermais.com.br

L

I

C

O

Ç

L

A

A

O

S

N

A

B


+ humor

+

39 39

´

a sua revista de inteligĂŞncia e sucesso


+

seRHumano

por Walter Machado de Barros

40

Ser Mais motivado

Financeiro e Recursos Humanos:

E

uma aliança lucrativa

m um passado não muito longínquo, muitas empresas estavam divididas em pequenos “feudos”, gerenciadas por um “grande senhor feudal”. Havia dois grandes e perfeitamente identificáveis grupos: os geradores de receitas, provindas das atividadesfim, e os geradores de custos e despesas, oriundos das atividades de suporte. A área de Recursos Humanos, antes chamada de “Departamento Pessoal”, pertencia

ao segundo bloco, sendo responsável pela folha de pessoal, encargos sociais, entre outros pagamentos. Neste cenário, a principal atribuição da área financeira, após suas funções de tesouraria, era a apuração do custo total da atividade empresarial, seu controle, gerenciamento e conseqüentes ações corretivas, perante um orçamento financeiro rígido, projetado com premissas históricas. Não eram consideradas as alterações da tecnologia, as demandas

www.revistasermais.com.br

do mercado, a busca da sociedade por melhor qualidade de vida, o progresso social. Essa era a cultura dominante. A expressão “versus” era a mais adequada para definir essa relação conflituosa entre as Finanças e os Recursos Humanos. Uma visão atualmente arcaica e ultrapassada, que começou a ser modificada a partir dos anos 70, quando se instalou no Brasil, por meio das escolas de ponta, nos cursos de administração, um importante movimento


“Finanças e Recursos Humanos, uma aliança lucrativa. Este é o caminho.”

se constatou ser uma boa ferramenta para profissionalizar as empresas familiares, facilitando o acesso ao capital e contribuindo para sua perenidade. Recentemente, com o desenvolvimento do Mercado de Capitais, as empresas foram buscar recursos financeiros de longo prazo, por meio da abertura de seu capital ao mercado de ações. Nos últimos dois anos, a maioria abriu capital no Novo Mercado, modalidade criada pela Bovespa para abrigar companhias com as melhores práticas de governança corporativa. O nome do jogo passou a ser “Criar Valor” para a Empresa, seus acionistas, clientes e governo. Atendendo a este cenário corporativo, Finanças e Recursos Humanos reforçaram suas atuações complementares, como supridoras de recursos financeiros e de pessoas, integrando a “Rede de Valor”. Suas atuações passam a ser estratégicas e inovadoras. Por fim, finanças reconhecem que os Custos provenientes da área de Recursos Humanos são preços pagos pelo “Cliente Interno” (unidades de negócios) pelos serviços prestados, tais como: treinamento e desenvolvimento de pessoas, gestão de clima organizacional e os

tradicionais serviços de administração de pessoal. Acrescentem-se os recém serviços de “coaching” (serviço individual de treinamento), serviços de “mentoring” (orienta, aconselha, aponta direções), entre outros. Neste mercado globalizado e altamente competitivo, acirrado, sobretudo a partir da abertura da economia para o mundo, o custo total dos salários tem desafiado cada vez mais os gestores. Neste desafio, incluem-se também os executivos de finanças e recursos humanos inseridos em estratégias competitivas para manter a empresa no mercado local e global por meio de uma operação rentável, adicionando valor aos acionistas, clientes e governo. Retomando o uso da palavra versus para definir a relação entre as áreas de Finanças e Recursos Humanos, penso que, neste contexto, ela já não é mais apropriada. Ambas devem atuar em conjunto. Portanto, hoje, a expressão que melhor caracteriza essa parceria é: Finanças e Recursos Humanos. Uma aliança lucrativa. Este é o caminho

+

Walter Machado de Barros

é presidente do Conselho de Administração do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças IBEF. E-mail: wmachado@ibef.com.br

a sua revista de inteligência e sucesso

41

conhecido como “Administração por Objetivos”, rapidamente difundido pelas empresas multinacionais e alcançando poucas companhias nacionais que, na época, já zelavam pela boa técnica de gestão. Foi o inicio de uma tímida, porém importante transição nessa cultura. A chegada do “Planejamento Estratégico”, nos anos 80, provocou grande revolução corporativa, pois levou as empresas a “pensarem sua gestão” de forma global, onde todas as áreas funcionais se faziam presentes para discutir, avaliar e traçar objetivos estratégicos para períodos em torno de três a cinco anos. Uma prática que sabiamente vigora até hoje. Esse grande esforço de pensar a empresa promoveu a união das diversas áreas em torno de sua Missão, Objetivos Estratégicos e Planos de Ação. Os departamentos passaram a ser células integradas em torno de uma única finalidade. Neste contexto, iniciou-se uma parceria entre as áreas de Finanças e Recursos Humanos, com planos de ações complementares, otimizando meios para alcançar resultados comuns. A partir dos anos 90, as empresas familiares começaram um tímido processo de profissionalização de suas cúpulas diretivas. Esse movimento se consolidou na segunda metade desta década com o advento da Governança Corporativa, quando


+

no alvo - tech Ponto

A El Movil, empresa de entretenimento e marketing pelo celular, acaba de criar um aplicativo para celular que facilitará a comunicação entre empresas e funcionários sem ponto fixo de trabalho. O aplicativo pode exercer funções como a de cartão de ponto, envio de informações atualizadas sobre produtos, relatórios, avisos, gráficos e permite a realização de treinamentos, pesquisas e consultas on-line. A função de relógio de ponto, por exemplo, permite ao funcionário tirar uma foto que registra com data e hora o momento de chegada ao local de trabalho e enviar, pelo telefone, aos recursos humanos da empresa. O software também possibilita que a empresa mande ao empregado planilhas personalizadas com formulários, tarefas do dia e avisos. O sistema é compatível com Windows, Macintosh e Linux, permitindo que os dados armazenados no aparelho sejam descarregados em qualquer computador.

Desktop

Cansado do papel de parede do seu computador? Então aproveite para conhecer um site que facilitará a sua vida na hora de escolher o tema da sua área de trabalho. O site http://marcogomes.com/wallpapr, desenvolvido pelo empreendedor web, Marcos Gomes, possui um mecanismo de busca de imagens no Flickr, álbum virtual do Yahoo! Pela busca do Wallpapr é possível determinar quantos resultados serão mostrados na tela do site, 20, 40 ou 100.

42

Buscapé e Iphone

O Grupo Buscapé, site de comparação de preços presente na América Latina, anunciou o lançamento de um aplicativo de comparação de preços voltado para iPhone e iPod Touch. A partir dele, os usuários poderão comparar preços em qualquer lugar, inclusive em lojas e shoppings, aumentando as chances de realizar o melhor negócio. Para baixar o dispositivo, é necessário ter acesso ao iTunes e criar uma conta na loja virtual da Apple. A solução inédita é gratuita e está disponível em inglês, português e espanhol para Brasil, México, Argentina, Chile, Colômbia e Peru.

www.revistasermais.com.br


Internet interplanetária A NASA realizou com sucesso, há cerca de dois meses, testes em uma rede de comunicações interplanetária, projetada com base no modelo da Internet, utilizando o protocolo DTN (Disruption Tolerant Networking), desenvolvido há dez anos. Os testes foram divulgados recentemente e os dados transmitidos entre a Terra e uma nave, localizada a 32 milhões de quilômetros, levaram entre três e vinte minutos para percorrer o trajeto.

Pen drive

A Kingston, empresa fabricante de produtos de memória, está lançando mundialmente o DT150, um pen drive com capacidade de 64GB. O assessório é emborrachado e possui encaixe para a tampa na extremidade oposta ao leitor. É compatível com os Windows 2000, Vista e XP, além de , Linux e Mac OS. Possui garantia de cinco anos e tem preço sugerido de R$ 733,70.

Revistas eletrônicas

A USP (Universidade de São Paulo) está com um novo portal que dá acesso, via internet, ao texto completo das revistas produzidas pela Universidade e credenciadas pelo Programa de Apoio às Publicações Científicas Periódicas da Instituição. Trata-se do Portal de Revistas da USP (www.revistasusp.sibi.usp.br), uma biblioteca eletrônica com acesso gratuito.

Animações on-line 43

O portal IG acaba de lançar, em parceria com o site Pinpix, um conjunto de ferramentas interativas para que os usuários possam criar animações online e editar fotos para a divulgação em redes sociais e blogs. Sem exigir conhecimento técnico, a página mostra como utilizar cada serviço. Acesse as ferramentas em www.ig.com.br/pinpix

+

a sua revista de inteligência e sucesso


+

SerTECH

por Adriano Filadoro

44

Ser Mais resiliente

TI: “cloud computing” é só mais um termo sugestivo?

O

setor de tecnologia da informação tem sofrido inúmeras mudanças nos últimos 15 anos. De sistemas computacionais que ocupavam grandes salas dentro das empresas, hoje temos laptops e podemos fazer quase tudo com um bom aparelho celular. Até mesmo o aparelho de fax, que surgiu nesse meio tempo,

quase não é lembrado pelos que estão cursando a universidade. Tudo mudou muito rapidamente e para melhor. Enquanto algumas pessoas têm ressalvas em relação aos profissionais responsáveis diretamente por essas transformações, os apelidando de ‘nerds’, temos de concordar que esses ‘professores pardais’ dão nomes cada vez mais interessantes para as inúmeras aplicabilidades

www.revistasermais.com.br

tecnológicas. Primeiro vieram as siglas, que ainda não caíram em desuso e ainda são empregadas sempre em Inglês, independentemente de você estar em Taiwan ou ter um termo correspondente em seu país de origem. Atualmente, todos estão mais poéticos, ou talvez mais espertos. Tanto é que o termo “TI verde” pegou na hora, ainda que realmente


“De sistemas computacionais que ocupavam grandes salas dentro das empresas, hoje temos laptops e podemos fazer quase tudo com um bom aparelho celular.”

elas sejam o melhor caminho para banco de dados, redes e desktops, a estratégia de crescimento da não foi completamente percebida e empresa. Pelo menos, não sem o aproveitada em sua totalidade pela conhecimento das reais necessidades, maioria das empresas brasileiras, por objetivos e de tudo o que isso significa exemplo, certamente ainda levará em termos de investimento. Isso um tempo para a “cloud computing” justifica, em parte, a alta rotatividade cair no completo entendimento e de CIOs dentro das empresas. aproveitamento. Certamente que são competentes, Além disso, os métodos mais comuns mas às vezes se deixam influenciar utilizados hoje em dia para proteger pelo deslumbre dos novos termos, o ambiente virtual não oferecem criando necessidades onde elas não exatamente as mesmas garantias existem e investimentos em elefantes de segurança dos ambientes físicos. brancos. Isso vem exigindo aperfeiçoamento O termo “cloud computing” já foi constante, como investimento em definido de várias formas, certamente Data Center para se ter um backup até pelo seu próprio autor – ainda automatizado, pronto para acelerar incógnito. A explicação mais plausível os processos de armazenamento é que, ao contrário daquela imagem e recuperação das informações sugestiva de computadores voando com baixa movimentação, ou até pelos ares, se trata de formas de mesmo a virtualização do backup. rodar sua base de serviços ‘nos ares’, Portanto, antes de permitir que seus utilizando um espaço já bastante pensamentos voem nas ‘nuvens explorado pelas operadoras de da computação’, a medida mais telefonia móvel. A idéia é permitir que acertada é investir em uma infraalguém tenha acesso aos seus dados estrutura tecnológica viável e pronta ou aos dados da sua empresa sem para dinamizar os negócios da sua necessariamente estar fisicamente empresa próximo. Total interação remota. Se a virtualização, que propõe a Adriano Filadoro multiplicação não é consultor de TI e sócio-diretor da On-line só de servidores, Brasil (www.onlinebrasil.com.br) mas de outros recursos de TI, como

+

a sua revista de inteligência e sucesso

45 45

ele sugira, em alguma medida, os benefícios do uso responsável e racional dos recursos naturais. Mas o mais curioso, nos últimos tempos, é ver um CIO indagando a outro sobre o significado de “cloud computing”. Afinal, se o termo vem sendo pronunciado pelos altos executivos da Microsoft, Apple, IBM e Dell, alguma coisa importante vem pela frente. Bem, nem sempre isso é uma verdade absoluta. Sabemos que a capacidade gerencial é um item crítico dentro de uma empresa. O gestor à altura do cargo que exerce certamente vive se questionando sobre a performance e a funcionalidade dos recursos de TI da companhia. Ele sabe que há sempre novidades em TI, seja no segmento de hardware, software ou de serviços capazes não só de suportar as operações rotineiras, mas de se transformar em uma verdadeira vantagem competitiva diante de seus concorrentes. E que isso tudo significa mais dinheiro no caixa da empresa. Portanto, hoje em dia ele está atento a termos como ‘virtualização’, ‘cloud computing’ – mesmo sem saber ao certo o que é – e nas próximas inovações divulgadas na mídia e no mercado. Uma coisa é certa: estar a par das inovações não é garantia de que


+

SerTECH

por Julyana Rosa

46

Ser Mais resiliente

Teste mapeia quociente emocional

CEO da consultoria. Os resultados dos testes realizados são entregues para a empresa contratante junto com um seminário de até quatro horas, em que a interpretação dos gráficos é realizada e direcionada

I

dentificar características de funcionários que sejam mais adequadas para a realização de determinadas tarefas e até descobrir o perfil dos futuros contratados são algumas das aplicações do EQ Map. O teste, de autoria de Robert Cooper, aplicado e adaptado ao perfil brasileiro pela Gauss Consulting, é uma ferramenta que também ajuda a medir os níveis de produtividade em que se encontram os colaboradores. Em 258 questões objetivas, múltiplaescolha, que compõem o EQ é gerado um mapa emocional que faz uma análise do comportamento profissional e pessoal de quem o responde, nos últimos dois meses.

Nas análises em que são levantados os quesitos para desenvolver um trabalho, a Gauss define o gráfico ideal do Mapeamento Emocional para confrontar com o resultado das respostas do participante. A partir da comparação, a empresa pode começar um programa de desenvolvimento humano para o colaborador. “O processo de especificação do mapeamento do Gráfico IDEAL para cada função demanda um trabalho de Mapeamento dos Processos Organizacionais como forma preliminar, para conhecer 100% das atividades das pessoas e mapeálas adequadamente as habilidades emocionais desejáveis de um eventual ocupante.”, explica Orlando Pavani Jr,

www.revistasermais.com.br

também aos participantes. Segundo Pavani, não existem limitações para a aplicação do EQ Map, o teste não demanda nenhum tipo de prévio conhecimento para o preenchimento adequado do mesmo. www.gaussconsulting.com.br

+


+ motivado

+

por Dr. Jô Furlan

Inteligência do sucesso

Tomar a decisão que nos aproxima daquilo que desejamos. Passo-a- passo a realização de um sonho se torna realidade. Conseguir realizar nossos objetivos e metas, aí está a essência da inteligência comportamental humana.

“Só o permanente confronto com a responsabilidade gera resultados”

A

com essa habilidade não conseguem realizar seus projetos, pois não têm esse tipo de inteligência tão desenvolvida. Por outro lado, quando conseguem focar em resultados, vemos realizações fantásticas e realizadores extraordinários. Uma questão importante é que a maioria dos grandes realizadores nunca foram descritos desde cedo como prodígios, mas normais. O quanto é normal realizar aquilo que você deseja, seus sonhos objetivos e metas, isso, para mim, é uma questão importante. Saber que podemos aumentar nosso nível de realização, baseado nos princípios da inteligência comportamental, a escolha que leva você ao resultado que deseja. Esse principio é utilizado dentro dos estudos da inteligência artificial(IA),

pois assim que uma máquina for capaz de tomar suas decisões e por elas atingir seus objetivos, estaremos diante de uma forma de IA. Não estamos falando de programação, mas de escolhas e tomada de decisão. Foi essa umas das razões que me inspirou a criar esse conceito de inteligência, a inteligência de quem faz acontecer, do realizador. Ser responsável pelas suas escolhas e, assim, poder mudar de estratégia com objetivo de atingir o resultado desejado. Isso é ter êxito. Isso é ter inteligência do sucesso. E o mais importante, podemos a desenvolver todos os dias

+

Dr. Jô Furlan

é especialista em liderança e precursor da inteligência comportamental. Site: www.drjofurlan.com.br

a sua revista de inteligência e sucesso

47 47

cho relativamente difícil afirmar ser a primeira e única, mas com certeza é fundamental. Em nossa edição de outubro, comentei que uma das principais dicas para melhorar a sua inteligência do sucesso é assumir o controle da própria vida, ter autoliderança. Estamos falando em assumir a responsabilidade pela sua vida, e observando dessa forma, fica claro a importância do conceito acima. Se o que você deseja é obter um certo resultado, estabelecer um processo de verificação constante auxilia o andamento. As descrições e o entendimento da Inteligência, que são abordadas antes do desenvolvimento do conceito da inteligência comportamental humana, descreve talentos e habilidades natas, em alguns casos com grande potencial de desenvolvimento e treino, como no caso da inteligência emocional. Quando tomamos como referência testes de QI tradicionais, estamos avaliando habilidades especiais. Muitas pessoas, porém,

Ser Mais rmotivado

Recentemente, durante uma revisão bibliográfica, li essa frase de Bern Wheeler, defendida como a primeira e única lei do sucesso.


+

jogo rápido Chieko Aoki

A imigrante japonesa que mudou a história da hotelaria no Brasil

48

N

o ano da comemoração do centenário da imigração japonesa, entrevistamos uma imigrante naturalizada que tem feito história. Chieko Aoki comanda a Blue Tree Hotels, rede hoteleira presente em 16 cidades do país , duas da Argentina, com serviços de qualidade internacional. Padrões que refletem sua essência e conduta.“Respeito sempre está em primeiro lugar, principalmente com os nossos clientes”, afirma. Alta qualidade e respeito são lemas respirados pelos funcionários, treinados e capacitados para levar o melhor aos hóspedes. Estes são apenas alguns segredos da administração de Chieko que podem ser revelados. Afinal, não dá para contar em poucas linhas a história e dedicação, que fizeram a árvore azul crescer. Blue Tree significa árvore azul em inglês, e é o sobrenome de Chieko, traduzido do japonês (Aoki). * Texto editado de entrevista realizada pelo Dr. Jô Furlan, palestrante e especialista da área de Desenvolvimento Comportamental.

www.revistasermais.com.br


+ empreendedor

+

por Luiz Fernando Garcia

A

cuidado com detalhes, além de valorizarem a cooperatividade. Apesar de incluírem certa dose de sentimentalismo a suas decisões, têm maior facilidade para desenvolver atividades intelectuais, inverso ao homem, que é mais ágil e prático. Nesse sentido, posso citar o caso da

empresária Silvia Patriani, que afirma que as mulheres empreendedoras devem manter o foco; ter poder de análise do mercado, manter sempre os olhos voltados para o futuro, com arrojo e persistência. Empreendedora por natureza, Silvia montou uma empresa de Educação Executiva, para levar conhecimento a vendedores, gerentes, líderes de todos os segmentos empresariais.

Um trabalho intenso e constante, onde é muito complicado conciliar trabalho, família e lazer.As empreendedoras são assim: com forte tendência a perceber seus negócios como difíceis, porém elas os vêem muito mais como um desafio do que um fardo, o que contraria crenças muito difundidas, de que as mulheres não conseguem manter tantas responsabilidades – lar, marido, filhos, trabalho - os negócios tendem a ser vivenciados sem culpa, em harmonia com o lar, vantajosos para a família, não se constituindo, portanto, como oposições. Quando critérios como auto-realização, eficiência e lucros foram utilizados para avaliar o sucesso feminino, concluiu-se que mulheres empreendedoras quebraram o pensamento estereotipado e hegemônico já existente. Fatores internos e típicos das mulheres, como o sucesso interior, foram considerados quesitos de maior importância. Características femininas que sempre foram vistas de forma preconceituosa, por serem associadas a fragilidades, acabaram virando vantagens no mundo corporativo atual. Toda essa sensibilidade faz das empreendedoras o grande diferencial no meio dos impulsos masculinos

+

Luiz Fernando Garcia

é consultor especialista em manejo comportamental e empreendedorismo em negócios. Site: www.rendercapacitacao.com.br

a sua revista de inteligência e sucesso

49

s diferenças entre os homens e as mulheres sempre foram motivo de discussões. Metaforicamente, a mulher agüenta quinze assaltos e ganha uma luta por pontos. Já o homem agüenta apenas cinco e ganha por nocaute, buscando o resultado final. Enquanto as mulheres persistem a longo prazo e vencem justamente por isso, os homens são resolutos. Essa e outras tantas características tipicamente femininas fazem a diferença. Se os homens foram os heróis da Era Industrial, as mulheres têm um grande papel a desempenhar na era dos Serviços, que precisa de facilidade de relacionamento com clientes e com comunidades, característica feminina por excelência. Mas afinal, qual o perfil da mulher empreendedora? Para elas, possuir um negócio próprio parece ser uma estratégia de vida e não meramente uma ocupação ou um meio para ganhar dinheiro. Ambivalentes, as mulheres tendem a valorizar mais o trabalho do que os filhos ou a família em geral, mas, ao confrontar o dilema trabalho x marido, as empreendedoras optam por uma alternativa que expressa a valorização combinada de ambos. Assim, têm como meta atingir um equilíbrio entre a vida profissional e a pessoal, utilizando diferentes estratégias para lidar com as demandas do negócio e da família. Essas mulheres têm mais facilidade para compor equipes, persistência,

Ser Mais moderno

Mulheres empreendedoras nem melhores, nem piores, apenas diferentes


+

com a palavra

por Reinaldo Polito

Dicas para você falar muito

50

Ser Mais humano

1. Seja natural A naturalidade pode ser considerada a melhor regra da boa comunicação Se você cometer alguns erros técnicos durante uma apresentação em público, mas comportar-se de maneira natural e espontânea, tenha certeza de que os ouvintes ainda poderão acreditar em suas palavras e aceitar bem a mensagem. Se, entretanto, você usar técnicas de comunicação, mas apresentar-se de forma artificial, a platéia poderá duvidar de suas intenções. 2. Use recursos de apoio Para se sentir mais seguro, use um roteiro com as principais etapas da exposição e frases que contenham a essência das idéias. Se a memória falhar o roteiro estará à mão para socorrê-lo. 3. Acerte na gramática Cuidado com equívocos gramaticais grosseiros que poderão prejudicar a sua imagem e a da instituição que estiver representando. 4. Conheça bem os ouvintes Cada público possui características e expectativas próprias, que precisam ser consideradas em uma apresentação. Procure saber qual é o nível intelectual das pessoas, até que ponto conhecem o assunto e a faixa etária predominante dos ouvintes. Assim poderá se preparar de maneira mais conveniente e com maiores chances de se apresentar bem. 5. Organize o raciocínio Tenha começo, meio e fim. Guarde essa regrinha simples e muito útil para organizar uma apresentação: anuncie o que vai falar, fale e conte sobre o que falou.

bem

6. Capriche na expressão corporal Evite os excessos, inclusive das regras que orientam sobre postura. Assim, cuidado com o “não faça”, “não pode”, “está errado” e outras afirmações semelhantes. Prefira seguir sugestões que dizem “evite”, “é desaconselhável”, “não é recomendável” e outras semelhantes. Cuidado com a falta de gestos, mas seja mais cauteloso ainda com o excesso de gesticulação. 7. Use o humor e a presença de espírito Embora nenhum estudo tenha comprovado que o bom humor consegue convencer ou persuadir os ouvintes é óbvio que um orador bem-humorado consegue manter a atenção dos ouvintes com mais facilidade. Cuidado, entretanto, para não exagerar. 8. Esteja bem preparado Saiba o máximo que puder sobre a matéria que irá expor. Como regra, saiba pelo menos o dobro do que precisará falar. 9. Conte com recursos audiovisuais Um bom visual deverá atender a três grandes objetivos: destacar as informações importantes, facilitar o acompanhamento do raciocínio e fazer com que os ouvintes se lembrem das informações por tempo mais prolongado. Não use o visual como “colinha”, só porque é bonito, para impressionar, ou porque todo mundo usa. Observe sempre se o seu uso é mesmo necessário. 10. Fale com entusiasmo Fale sempre com energia, envolvimento, emoção. Se nós não demonstrarmos interesse pelo assunto que estamos abordando, como é que poderemos pretender que os ouvintes se interessem pela mensagem?!

Reinaldo Polito

é mestre em Ciências da Comunicação, palestrante, professor de Expressão Verbal e autor de 15 livros. www.polito.com.br

www.revistasermais.com.br


motivu15

“Estudante, solte

o braço para a solidariedade.”

Ex-Jogadora da Seleção Brasileira de Vôlei

Info

Estudante Doador Voluntário de Sangue 58

6.72

: 217

se rme-

2008 EM PROL DO HEMOCENTRO DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO PAULO

51

8

6.725

7 11 21

Apoio Institucional

a sua revista de inteligência e sucesso

Cadastre-se no Programa de Estágio: www.viadeacesso.org.br - 11 3809.9400


52

www.revistasermais.com.br


Sermais edicao 03