Page 1

Switchfoot:

Conheça a banda gospel de maior sucesso nos EUA.

Thalles Roberto:

O cantor que foi destaque no cenário gospel nacional.

Bíblia no celular: Tenha a Palavra de Deus sempre em suas mãos.

Entretenimento. Cultura. Informação Nº 01 . Dezembro 2011

Natal Comemorar ou não!?

Retrospectiva 2011: relembre os shows que marcaram o ano!


Entretenimento. Cultura. Informação Nº 01, Dezembro 2011 Expediente Editora-chefe Tariâna Rodovalho Diretora de Arte e Design Tariâna Rodovalho Diretora de Marketing, Vendas e Circulação Juma de Oliveira Colaboradores Asafe Luz Cláudia Rocha Thiago Pereira Obadias Herrera

assine grátis:

www.revistaselo.com/sobre/assine

Contato:

Tariaâa Rodovalho (62) 3639-1248 (62) 8210-1258 faleconosco@revistaselo.com


conteúdo

Dezembro 2011

SWITCHFOOT

Um ano após sua primeira vinda ao Brasil, a banda lança seu novo álbum: Vice Verses, para o delírio dos fãs.

FERNANDINHO

Natal: Comemorar ou não, eis a questão!? Descubra sobre a origem e o significado do Natal.

NOTÍCIAS Cotidiano:

O exemplo do Egito Retrospectiva 2011

Tecnologia: Bíblia no celular Deezer

COLUNAS

Carreira: Cineastas - Luz, câmera, ação Pensamentos & Afins: Um Feliz e Genuíno Natal!

“Sou Feliz”apresenta uma releitura moderna de hinos consagrados da Harpa Cristã .

NEEDTOBREATHE

Espaço do Fã: Mais que um fã, um Switchfã Devocional

SEÇÕES Cultura:

A banda da Carolina do Sul foi a grande revelação no rock gospel americano em 2011.

França, além da Torre Eiffel...

ANÁLISES & NOVIDADES

REFERÊNCIAS

Álbuns: Os lançamentos de Natal de 2011 PRÓXIMA EDIÇÃO

THALLES ROBERTO

Cinema: Os 10 melhores filmes de Natal

Na Sala do Pai, o lançamento de Thalles Roberto no gospel nacional.


Editorial Natal é tempo de fé, de alegria e de esperança. É o momento em que pessoas no mundo inteiro reúnem-se em família para celebrar um nascimento que ocorreu há 2000 anos e que trouxe ao mundo a esperança de dias melhores, pois Jesus Cristo nasceu cumprindo-se a primeira parte da Promessa. Essa é também uma época para refletirmos sobre o ano que se passou e mostrarmos nossa gratidão a Deus. É com esse sentimento de esperança e gratidão que apresentamos a 1ª edição da Revista Selo, resultado de mais de um ano de planejamentos. E presenteamos você, nosso leitor, com um conteúdo criativo e inovador, diferente do que se vê no jornalismo brasileiro. Nossa proposta é informar e divertir, apresentando notícias sobre músicas, cinema, literatura, política, comportamento, sempre à luz da Palavra de Deus. Ante a impossibilidade, e a inviabilidade, de isolarmo-nos do mundo, acreditamos que seja possível conviver em santidade nele, adotando-se uma postura crítica, e fundamentada nos ensinamentos de Jesus, acerca do que vemos e ouvimos. Nesta edição oferecemos o melhor do Natal. Selecionamos os melhores filmes, álbuns e livros sobre o tema. E ainda preparamos uma Retrospectiva dos principais acontecimentos de 2011. Lembre-se de comentar e compartilhar este presente com seus amigos e familiares. Desejamos a você e sua família um Feliz Natal, repleto da paz e da alegria da comunhão em Cristo!

Tariâna Gomes Rodovalho

Editora-chefe da Revista Selo. Graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Maranhão. Especialista em Cinema pela Faculdade Cambury/Go.

www.twitter.com/RevistaSelo www.facebook.com/revistaselo

colaboradores desta edição Asafe Luz

Frequenta os cultos da Igreja Filadélfia, em Alfenas/MG. Estudante de História na Universidade Federal de Alfenas. É compositor, tem sua própria banda e escreve também para o blog cristodeallstar.blogspot. com

Cláudia Rocha Membro da Igreja Batista do Calhau, em São Luís/MA. Estudante de Jornalismo na Universidade Federal do Maranhão. É uma Switchfã de carteirinha e está sempre pronta para falar sobre a banda.

Thiago Pereira É membro da Igreja Presbiteriana do Mutuá, no Rio Janeiro. Graduado em Recursos Humanos. Responsável pela Seção Cristo da Revista Selo.

Obadias Herrera Membro da Igreja Renascer, no Rio de Janeiro. Sendo um pai de família,dedica seu tempo ao trabalho, aos estudos e a família, e o pouco que sobra empenha-se à sua paixão pelo jornalismo, escrevendo para a Revista Selo sobre a música cristã brasileira.


A Revista Selo deseja a vocĂŞ e sua famĂ­lia um Feliz Natal!


pensamentos & afins

Um Feliz e Genuíno Natal! POR OBADIAS HERRERA

É fácil dizer que o natal é em 25 de dezembro... Que é belíssimo, as cores são encantadoras, a neve cai lá fora e enche-nos de ternura e bla, bla, bla... Sim, é fácil dizer isso. Afinal, há um ‘quê’ de nobreza em alguém se vestir de papai Noel nessa data que tanto nos norteia, há graça nisso, há importância no ato; é singelo o momento, encantador o brilho, ofuscante as luzes são, nesse terno acontecimento. Pessoas e mais pessoas se abraçam, se presenteiam, deixando a ternura dessa festa aquecer os corações... Fato é que eu nunca acreditei em ‘santa claus’, o famigerado papai que se veste de vermelho que sobe nos telhados e desce pela chaminé, com um saco cheio de presentes, a fim de entregá-los às crianças que se comportaram bem ao longo do ano; se um desses entra pela minha chaminé, vou pensar que é um ladrão. Chamo a polícia! Mas, na real: o que o natal significa para nós? O que ele é verdadeiramente? O que ele nos traz? Que fundamentos nos ensina? Que verdade nos inspira? O que ele representa? Sei que a beleza comercial dessa data é encantadora, arrebatadora (nossos bolsos que o digam), mas será que é só isso? Será que ele é apenas o abrir presentes, bebidas finas ou nem tão finas assim? Do amigo oculto ou amigo secreto? Será isso? Não! Afirmo-lhe categoricamente que não, afinal, tudo isso é válido, porém, ante a magnitude do verdadeiro natal, é supérfluo, deveras, supérfluo... Ouvi dizer de um homem, que um dia resolveu sair de sua casa, sua belíssima casa. Sua zona de conforto era total e ele a deixou com um propósito, um sentimento, um desígnio a ser cumprido. Seu Pai precisava que algo fosse feito por seus filhos adotivos de um país distante, mas não encontrou ninguém apto a realizar tal tarefa, então seu filho legítimo, primaz, que estava com Ele desde a fundação daquela casa, se dispôs a ir, mas para que isso acontecesse, para que essa viagem fosse realizada, havia uma necessidade e uma conseqüência. Necessidade: que ele se desfizesse de suas roupas finas, belíssimas, como nunca se viu igual, a fim de que ele se tornasse como esses irmãos distantes. 6 SELO

Conseqüência: que ele fizesse um sacrifício por essa família que sequer o conhecia. Mas ele não se intimidou, ao contrário, se entregou e, ao despir-se de suas lindas vestes ele trouxe a existência o natal, não o natal dos shoppings, metrópoles lotadas, embriaguez e erros, mas sim, o natal da criação, do novo e real, sentimento abstrato, porém palpável, o natal da entrega, da transformação, da união incondicional, da humildade... O natal do amor... Amor ao próximo; Amor à família; Amor a Deus. Ele tornou-se o presente, o melhor que já existiu e depois dEle, nenhum outro haverá igual, nem antes dEle houve jamais. Esse homem, é Cristo e Ele sim, é o verdadeiro natal. Veio mostrar-nos o maior sentimento que já existiu, veio tornar-nos como um só, por intermédio dEle, e por Ele e para Ele. Mostrou aos seus irmãos dessa terra distante de sua casa, que é possível despir-se de tudo o que nos cerca, arrogâncias, erros, mentiras, superficialidades, mesquinhez, temores, deslizes... Afinal, Ele deixou sua glória, por nós e ao fazêlo, ao se tornar como nós a ponto de nascer como um ser humano comum sem aparência nem formosura, rude, humilde, Ele fez-nos belos ante sua presença e à vista do mundo todo. Chamou-nos de amigos. Chamou-nos de irmãos. Dividiu conosco sua herança. Dividiu consigo nossas dores, a ponto de até morrer, cruelmente, por nós, insignificantes, previsíveis e pecadores irmãos... Para que hoje pudéssemos viver em família, fazendo aquela festa, dividindo aqueles presentes, foi necessário um ato de amor, um ato de natal do amor, pois Ele no PASSADO tornou-se nosso PRESENTE para que tivéssemos um FUTURO feliz, com forças para vencer a cada dia e isso amigos, não tem preço. Por isso, esse sim, meus caros é o verdadeiro natal: “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.” Filipenses 2:5-8 Tenhamos todos um genuíno e feliz natal!!! h


Cotidiano

O exemplo do Egito Cristãos e Muçulmanos esquecem de suas diferenças e se unem para lutar pelo Egito. POR TARIÂNA RODOVALHO

O ano de 2011 foi marcado por grandes acontecimentos. O primeiro ano do Governo Dilma Roussef no Brasil, primeira mulher a governar o país. A morte de Bin Laden. O casamento real de William e Kate. E o despertar do Oriente Médio contra anos de regime ditatorial, movimento que teve início na Tunísia, com a derrubada do presidente Ben Ali, que governara o país por 23 anos, e que logo se espalhou para outros 10 países da região: Argélia, Mauritânia, Egito, Sudão, Iêmen, Omã, Arábia Saudita, Iraque, Jordânia e Irã. No Egito, os manifestantes se reuniram na Praça Tahir, no Cairo, para pedir a renúncia do governo de Hosni Mubarak, que há 30 anos liderava o país. Após 18 dias de protesto, que segundo a ONU deixaram 300 mortos e mais de 5mil feridos, decorrência dos confrontos com a polícia de Mubarak, o vicepresidente Omar Suleiman, anuncia, no dia 11 de fevereiro de 2011, que Mubarak entregara o poder ao exército. E uma semana após a renúncia, os manifestantes se reunem novamente na Praça Tahir para celebrar o Dia da Vitória. A cena mais marcante do levante no Egito estão, no entanto, retratadas nestas imagens (acima e abaixo), noticiadas sem muita repercussão nos principais veículos de comunicação do Brasil. Elas mostram o momento em que grupos religiosos que vivem em constante conflito deixam suas diferenças de lado e se unem em prol de um bem em comum. Reunidos na praça Tahir, manifestantes muçulmanos se ajoelham para realizar suas orações enquanto cristãos coptas, que representam 10% da populaçao, fazem uma corrente humana em torno deles, protegendo-os dos ataques da polícia. Em outro

momento, muçulmanos guardaram as igrejas coptas enquanto os cristãos se congregavam nelas em oração. Porém, meses após a revolução, cristãos coptas são atacados na mesma praça por islâmicos radicais, enquanto protestavam contra o incêndio de uma igreja ao sul da capital egípcia. Os confrontos ocorreram durante a

reunião do novo gabinete de governo para estudar uma lei que incriminaria a incitação ao ódio. Coincidência? A atitude dos manifestantes no início deste ano demonstra que é possível a coexistência pacífica entre as religões, e revela que os interesses político muitas vezes se disfarçam de motivações religiosas.h

7 SELO


espaço do fã

Mais que um fã, um Switchfã! POR AYSTEM OLIVEIRA

Minha história com o Switchfoot começou mais ou menos há seis anos e eu tinha acabado de conhecer a Deus e tudo mais. Fui apresentado à banda por um amigo cheio de fome de revolução e vontade de lutar por algo e ele me mostrou a música Dare You to Move, quando eu ouvi a música simplesmente fiquei pasmo, sem saber o que fazer. Naquele momento senti como se eu estivesse achado para realmente sentir desafiado a me mexer. Logo depois de ouvir essa música pesquisei muito sobre a banda e me encantei com todas as letras e toda aquela fome de questionar questões sociais, religiosas e pessoais. Pouco tempo depois me tornei um fã, daqueles que pesquisam tudo sobre a banda. Conheci o pensador por trás de toda aquela distorção nas guitarras... Jon Foreman, pra mim um cara muito sábio, um cara que consegue transpor as palavras de Deus de acordo com suas próprias experiências. Um cara que colocou a face para ser batida sem medo da dor. Passou um tempo e eu pesquisando mais e mais, encontrei a música que me deixou simplesmente sem palavras, uma música que não é daquelas de te fazer chorar, mas é

8 SELO

daquelas que te fazem repensar tudo. Hello Hurricane é uma das músicas mais lindas que eu já conheci em toda a minha vida, ela me mostrou o verdadeiro motivo por trás de todos os motivos pelo que eu devo lutar: o amor, que em minha opinião é o mesmo que Deus. E deixando a palavra amor ser trocada por Deus você percebe o que o Foreman realmente quis dizer... A meu ver, Switchfoot é bem mais que música, é bem mais que uma reunião de sons bem organizados (ou desorganizados). Switchfoot é o grito que muitos gostariam de soltar, é a forma de confrontar as pessoas à ver a vida aqui de outro jeito, de um jeito “menos carne e mais espírito”. Deus usa o Switchfoot sim, independente do que muitos dizem, mas aquelas letras não saíram de um ser humano qualquer e sim de um ser humano usado por Deus. E como Jon Foreman disse: “Porque a cada dia/Um mundo é feito/A chance de mudar/Mas eu sinto o mesmo/E eu me pergunto por que eu iria esperar até que eu morra/ Para vir vivo/Estou pronto agora/Eu não estou esperando por vida após a morte” Afterlife – Vice Verses h


Cotidiano

RETROSPECTIVA 2011 Os shows que marcaram o cenário cristão nacional em 2011. POR TARIÂNA RODOVALHO

No Brasil, o ano de 2011 foi o ano da música cristã internacional. Num espaço de apenas um ano (Setembro 2010-Setembro 2011) o país recebeu a visita de músicos e bandas de grande sucesso dos Estados Unidos, sendo a 1a turnê dessas bandas no país, como Switchfoot, Jeremy Camp, Third Day e Jars of Clay. Com uma média de três apresentações de cada banda, em diferentes cidades do país, o grande destaque foi a cidade de Goiânia, que recebeu três das quatro bandas.

Jeremy Camp exibe presente que ganhou em sua turnê em Goiânia, em Maio de 2011. Ele se apresentou ainda no Rio de Janeiro e em São Paulo.

A banda Third Day em apresentação no Brasil em Junho de 2011. Devido às dificuldades com as produtoras, a turnê que deveria ter ocorrido em 6 cidades do país limitou-se à São Paulo e Curitiba.

Jars of Clay em apresentação em Goiânia. A banda passou também por Belo Horizonte e Recife, em Setembro de 2011. Switchfoot em sua 1ª turnê pelo Brasil, em Setembro de 2010, com shows em Ribeirão Preto, São Paulo e Goiânia.

SELO 9


cultura

França:

além da Torre Eiffel e das galerias de arte...

Descubra deque forma a música cristã tem se desenvolvido na França e a luta de seus compositores para torná-la conhecida em seu país. POR TARIÂNA RODOVALHO 10 SELO


Torre Eiffel, perfumes, alta costura e gastronomia, no que mais “Paris” te faz lembrar? A música francesa também tem seus ícones dentro e fora do mundo cristão. Você já parou para pensar o que pode estar acontecendo com os cristãos da França? De que forma Deus está se comunicando e se manifestado para eles? Considerando que 65% dos franceses são católicos e 7% são muçulmanos, os protestantes contam uma minoria de 1,6%, dentre luteranos, batistas e pentecostais. Algumas regiões, entretanto, são marcadas pela presença de cristãos, como Alsácia, Cévennes, o Sudoeste e o Norte do país. Nominalmente católico e com forte humanismo secular, o crescimento da música cristã na França ocorre devagar. Dentre os pioneiros da música francesa destacam-se Charles Roda e Gérard Peilhon, além de alguns pequenos grupos. As tentativas de pequenas gravadoras, como a Sema e a Trinité, de encorajar as igrejas a aceitarem a música cristã contemporânea proporcionou em pouco tempo de o surgimento artistas como Les Témoins, Les Reflets, Jean-Paul André, Jean-Paul Aymé, Les Commandos Du Seigneur, Vent D’Espoir e Naissance. Nesse período os artistas cristãos relacionavam-se com sua arte como um hobby ou um emprego de meio período. Apenas Gil Bernard atuava como músico de tempo integral, graças às suas excelentes ligações no showbiz antes de sua conversão. E ainda hoje Bernard se faz presente nesse cenário, junto ao grupo Trinité. Nos anos 70 houve uma expansão de tais produções, com o surgimento da maior gravadora francesa do segmento, a Séphora Music, como um ato de fé de seu fundador, Marc Brunet, que vendeu sua guitarra para lançar o primeiro catálogo de música da gravadora. Nos dias atuais, a Séphora Music opera também na Bélgica, Suíça e Canadá, lançando centenas de artistas e possibilitando que Nicolas Ternisien, Théozed, Selah e Jean-Jaques Leprince compartilhem as prateleiras das lojas ao lado de artistas como Michael W. Smith

e Matt Redman. Durante dez anos, a gravadora foi também responsável pelo Festival Séphora, que apresentava artistas nacionais e internacionais, abrindo as portas para o surgimento de outros festivais cristãos, como o Festival Gospel Internacional de Paris e de Bordeaux. A maioria dos artistas cristãos provém da minoria protestante. Todavia desde 2002 nota-se o surgimento de artistas católicos. Enquanto Glorious e Steven Gunelli lançam a CCM, católicos de destaque na música pop francesa incluem Daniel Facérias, Les Frères Martineau, e No’l Colombier. A igreja Protestante conseguiu desenvolver vários artistas cristãos de tempo integral, destacando-se Pierre Lachat e Den-Isa, Daniel Pialat, Pat Berning, Jean-Jacques Leprince, representantes de diversos estilos musicais – pop, folk, infantil e rock. Mas há ainda uma resistência das igrejas para o desenvolvimento de alguns estilos musicais, como o rap e o hip hop. Com exceção do gospel tradicional, que obtém grande destaque no mercado musical francês, a maioria das produções é vendida em pequenas livrarias protestantes. Para promover suas músicas, as gravadoras e artistas apóiam-se em estações de rádio locais e em dois sites franceses: www. muzikparadise.org e www.etv.com. Numa comparação com a música brasileira, nota-se que estamos um pouco à frente no que se refere à produção e representação de diversos estilos, além da difusão nos meios de comunicação. Porém ao avaliarmos o fato de que a difusão da música cristã contemporânea restringe-se às emissoras de rádios e TVs associadas a alguma instituição religiosa, é possível afirmar que a produção brasileira também é limitada. E assim como no caso francês, a venda de tais produtos no Brasil também está centralizada em pequenas lojas de produtos evangélicos, com fraca inserção no mercado secular. Confira a seguir os artistas de maior destaque no cenário cristão francês. 11 SELO


Pat Berning Nascido na África do Sul, Pat Berning começou a compor ainda jovem junto aos colegas de sua escola. Trabalhando num escritório de advocacia enquanto estudava Direito, Berning conhece uma igreja Metodista. Ele começa a freqüentar e participar do coro da igreja e aos poucos compõe suas próprias canções, abandonando seus estudos e emprego para seguir o curso de Teologia. Mais tarde, Berning muda-se para a França para trabalhar como músico e pastor, e apesar das dificuldades iniciais, logo ele alcança destaque dentro do cenário cristão francês, sendo convidado para apresentar-se por toda a França. Hoje o favorito dos franceses, e com cinco álbuns lançados, Berning é também o ilustrador da capa de seus próprios CDs. Suas canções inspiram encorajamento e refletem o seu multiculturalismo. Melodicamente, assemelha-se às canções do início do grupo Koynonia. As letras exploram textos de Salmos e do Novo Testamento.

Pat Berning e banda em gravação de seu álbum ao vivo (acima), e uma de suas aquarelas (à direita).

Daniel Pialat Nicolas Ternisien Cantor, autor e pastor, Ternisien deu início a sua carreira jovem, no ministério de louvor de sua igreja. A música era apenas um hobbie. Mudando-se para a Dinamarca, Nicolas começa a compor e conhece Bob Fitts, um dirigente de louvor estadunidense. A convivência com Fitts lhe ensina mais sobre ministração de louvores. De volta à França, a Séphora Music lança um concurso para novos talentos e Nicolas envia suas composições, atraindo a atenção do diretor artístico da gravadora. Com 3 álbuns lançados, Nicolas afirma sentir prazer em conduzir as pessoas à presença de Deus através das canções que o Espírito Santo lhe deu. Misturando rock agitado e baladas mais intimistas, suas letras são jovens e algumas canções lembram Toque no Altar, Koinonya e Asaph Borba. SELO 12

Cantor e compositor, Pialat nasceu no Sul da França e deu início à sua formação musical no conservatório de Béziers. Ao mudar-se para Paris, trabalhou em diversas rádios. Em 1991 tornou-se o responsável artístico pela Master Music, tomando a iniciativa sobre a produção de vários álbuns e concertos musicais, em conjunto a uma equipe de centenas de coristas e cantores da música cristã, o New Gospel Family. Em 1999, Pialat inicia sua carreira solo, compondo canções ao seu estilo pop rock e melodias calmas e resignadas, marcadas pela forte presença do piano. Hoje o cantor tem três álbuns lançados.


Jean-Jacques Leprince Músico, cantor, ventríloquo e escultor de balões, Leprince já se apresentou na Bélgica, na Suíça, no Líbano e no Caribe. Seus trabalhos em animação abriram espaço para que expressasse sua fé publicamente, dedicando-se ao evangelismo para crianças. Em seus 25 anos de carreira, Leprince lançou 7 álbuns, 1 vídeo e 1 DVD. Ele também se apresenta em escolas, adaptando seus espetáculos para uma versão laica, visto que são proibidas manifestações religiosas em locais públicos da França.

Pierre Lachat

Com uma melodia calma, Lachat compõe canções que falam de vida e de fé, com um tom doce e ao mesmo tempo mordaz, criando um repertório profundo e rico. Lachat iniciou sua carreira musical ainda jovem e ao longo do tempo seu estilo musical foi evoluindo, tomando um som mais moderno. O Pierre Lachat tem hoje vinte anos de carreira, com dois álbuns solo e dois álbuns de Natal, os últimos em parceria com Den-Isa. Juntos, a dupla também possui alguns álbuns com música infantil, de ritmos variados.

Glorious Formada por Thom e Jam Pouzin, a dupla católica tem apenas um álbum lançado, mas promete muito sucesso. Seu estilo assemelha-se ao grupo australiano Hillsong.

Théozed Com estilo independente, variando entre os Blues e o Electro-punk e apoiado na voz agressiva e no violão, o repertório de Théozed, composto por três álbuns, com selo da Shephora Music, apresenta ternura e bom humor, explorando o relacionamento com Deus.

Clique e ouça a lista de reprodução que preparamos com o melhor da música gospel francesa!

SELO 13


tecnologia

BÍBLIA NO CELULAR Descubra como ler a Bíblia em seu dispositivo móvel. POR TARIÂNA RODOVALHO

São diversos os tamanhos, formatos e versões disponíveis no mercado, contudo nem sempre é possível estar com a Palavra de Deus em mãos. Ou não era. A tecnologia de dispositivos móveis permite acessar a Bíblia através do celular ou smartphone. Para isso é necessário entender que existem dois tipos de celulares: os celulares comuns, com funções básicas de fazer ligações e alguns outros caprichos; e os smartphones, aqueles celulares grandes com teclado qwerty, acesso à wifi e sistema operacional próprio (Android, iOS, Windows), igual a um computador. Observe o tutorial sobre como instalar a Bíblia completa num dispositivo móvel, celular ou smartphone. Mas esteja alerta! Algumas Bíblias estão com o texto

modificado, deturpando a Palavra de Deus. Recomenda-se que ao baixar a versão desejada, faça uma pesquisa pelo texto de Filipenses 1:11 e confira se o texto diz corretamente “frutos de justiça” ao invés de “frutos de injustiça” (este último é incorreto). Não foram detectados problemas desse tipo na YouVersion nem na GoBible, mas aconselha-se verificar logo após instalar.

Bíblia para Celulares Java Para celulares comuns o processo é um pouco complicado. Ainda que a YouVersion tenha versões Java, elas são compatíveis apenas com telas de tamanho 240x320 ou 320x240. Para saber o tamanho da tela do seu aparelho confira o Manual de Instruções. Confirmada a compatibilidade, acesse o site youversion.com/ download, baixe a versão Java e solicite a instalação no dispositivo. Para os demais tamanhos de tela, tem-se a GoBible. O serviço, no entanto, restringe-se ao texto bíblico. Para instalar, acesse pelo celular o site http://7online. com.br/biblia-para-celular e baixe

o arquivo JAD da versão desejada: AR – Almeida Revisada ARA – Almeida Revisada e Atualizada ARC – Almeida Revisada e Corrigida ARCA – Almeida Revisada, Corrigida e Atualizada Depois é só clicar no arquivo JAD baixado e confirmar a instalação. O usuário pode ainda baixar o arquivo JAR, acessando o site pelo computador e transferindo o arquivo através do cabo USB. E então clicar no ícone para instalação.

Bíblia para Smartphones Existem inúmeros aplicativos, mas o de maior destaque é o da YouVersion. Além de compatível com a maioria dos aparelhos, o serviço conta com Planos de Leitura, Devocionais, Marcações e várias versões, em diversos idiomas. E o melhor: é gratuito. Para instalar a Bíblia do YouVersion, basta acessar pelo aparelho o site youversion. com/download e baixar o programa. Ou ir direto à Loja de Aplicativos do seu aparelho, pelo computador ou Smartphone, e fazer o download por lá. Após a instalação é solicitada a criação de uma conta. Para ter acesso à Bíblia Offline (sem acessar a internet), é necessário baixar a versão desejada para o dispositivo: Configurações > Administrar Versões Off-line > {Nome da Versão}.

DEEZER Ouça suas músicas favoritas à vontade, sem baixar nem pagar nada.

Você já ouviu falar do Deezer? Com 20 milhões de membros de todo o mundo e mais de 13 milhões de canções de diferentes gêneros musicais. O site francês permite ouvir suas canções favoritas à vontade, por quanto tempo desejar, sem precisar baixar nem pagar nada. Mas isso vale apenas para os 3 primeiros meses, depois desse período o site apresenta limite 40 minutos diários. Ainda assim dá pra aproveitar bastante. Acesse o site, faça o seu cadastro e conheça mais da música cristã francesa: http://www.deezer.com/en/index.php. 14 SELO


Vem aí...

Michael W. Smith 11.01.2012 12.01.2012 13.01.2012 14.01.2012 18.01.2012

São Paulo, SP Goiânia, GO Recife, PE Vila Velha, ES Paulínea, SP

Assine nosso Boletim Informativo e concorra a um ingresso para o show. Clique para mais informações!


carreira

Luz, câmera, ação POR TARIÂNA RODOVALHO

Surgindo no final do século XIX, o cinema marcou o início de uma era de predominância da imagem. O que antes era só mais um tipo de atração em pavilhões e feiras de exposições, logo tomou vida própria, conquistando para si prédios no centro das principais cidades. O motivo de tamanho sucesso, segundo Ismael Xavier, está em que “o cinema é a arte de narrar uma história através de sons e imagens, com o objetivo de retratar as emoções”. O advento da televisão e mais tarde do videocassete expandiu a atuação do cinema, que até então se limitava às salas de exibição, para a sala ou o quarto de quase todas as residências do mundo. Dessa forma é notável a relevância do cinema na formação e disseminação da cultura, moldando comportamentos e determinando estilos de vida. No cenário cristão, vemos surgir novos produtores de longa-metragem, com destaque para: Alex Kendrick (Desafiando Gigantes, Prova de Fogo), Paul e Peter Lalonde (responsáveis pelos três filmes da série Deixados para Trás), Chad Kapper (Sarah’s Choice), David A. R. White (Holyman Undercover), David Nixon (Prova de Fogo, Letters to God), e a recente adesão de Ryan Smith, filho do cantor Michael W. Smith. Entretanto, tais produções são limitadas. Ainda que com histórias emocionantes, seus produtores fracassam em conquistar o público não-cristão. E a razão é simples: faltam recursos. E não é só dinheiro. Há escassez de criatividade artística e de técnica, tanto pelo desconhecimento, ou conhecimento superficial, das teorias de cinema, quanto pela conformação no uso de técnicas consagradas, que garantem a resposta emocional do público. Assim, falta experimentação e improvisação. O que vemos são filmes com histórias comoventes, mas que mal conseguem cativar os cristãos. Isso porque o próprio processo de produção não considera a possibilidade

16 SELO

de que os não-cristãos seja um público mais seletivo. Não afirmo que os cristãos não sejam seletivos, o que ocorre é que esses não se importarão tanto com a qualidade técnica, pois tem interesse na história. Enquanto que os não-cristãos dificilmente se sentirão atraídos por uma narrativa cujo foco esteja em Deus. Portanto, qualidade técnica é o modo mais apropriado para cativar tal público. Nota-se que aos produtores, roteiristas e diretores do recente cinema cristão, falta-lhes a ousadia de arriscar-se. Aos atores, falta-lhes a dedicação ao papel, a experiência com a câmera, a pesquisa. Quanto aos problemas financeiros, considerando que grande parte das produções artísticas e midiáticas cristãs é apoiada financeiramente pelas igrejas, é possível dizer que as disputas existentes entre milhares de denominações espalhadas pelo país é o principal empecilho para o desenvolvimento dessas produções. Infelizmente as instituições religiosas ainda não perceberam o quão lucrativo pode ser (em termos financeiros e espirituais) a formação de parcerias para a produção, distribuição e comercialização cinematográfica. Minha proposta aos cineastas, e aspirantes, é que evitem o sentimentalismo, os clichês, os simplismos, o comodismo e a previsibilidade. O motivo é simples: tais coisas não atraem o homem secular, humanista e pós-moderno. Evitem o apelo emocional e recorram ao desafio à forma como a audiência vê a vida e o mundo. Criem histórias reais, com diálogos reais e perigos reais. Mantenham a mente crítica e aberta. Observem os erros e os acertos, próprios e dos outros, e não se conformem. Estudem mais, experimentem mais. E estejam atentos para não recriar preconceitos. O dia que os produtores resolverem seus problemas técnicos, e as igrejas despertarem para as vantagens das parcerias, tais produções serão finalmente relevantes para o mundo cristão e não cristão.


música

Switchfo A FAMA DO DESCONHECIDO

POR ASAFE LUZ E CLÁUDIA ROCHA

18 SELO


oot

Switchfoot? Sim, Switchfoot! Não, não é comida, não é tutti-frutti, é uma banda! Juntos desde 1996 como Switchfoot, os irmãos de San Diego, Jon e Tim Foreman, e seu amigo de escola Chad Butler sonhavam em gravar um CD. O sonho se realiza um ano depois, quando o trio fecha contrato com a gravadora Re:think. O primeiro álbum, Legend of Chin, fazia homenagem a seu amigo Willis Chin e traziam Concrete Girl, Home e Youcomo destaques. Apesar de simples, o álbum apresentava uma mistura de punk com gospel, que de imediato não agradou o produtor Charlie Peacock, confessando que o que despertou seu interesse pela banda foram as letras de suas músicas. Dois anos mais tarde, a banda lança seu segundo álbum New Way to be Human, com composições melhor trabalhadas, destacando-se o uso de sintetizadores

e teclados, revelando um maior amadurecimento do trio. Only Hope, tema do filme Um Amor para Recordar, é uma das preferidas dos fãs, pois apresenta uma musicalidade bem trabalhada e letra profunda, o que chama a atenção pelo fato de que na época de seu lançamento o grupo era considerado inexperiente. Destacam-se também Company Car e Under the Floor. Em 2000, Jerome Fontamillas se junta ao trio formando o quarteto, e lançam seu terceiro álbum:Learning to Breathe, que era o que faltava para a banda despontar no cenário gospel, ao apresentar dois dos maiores sucessos da banda - I Dare You To Move e Learning to Breathe. As canções também compõem a trilha sonora do filme Um Amor para Recordar. Logo após o lançamento do quarto CD, The Beautiful Letdown, em 2003, o quarteto torna-se um quinteto, com a adição Drew Shirley, que de início apenas acompanhava a banda durante as turnês. SELO 19


“Não estamos mais inserindo amigos na banda. Estamos felizes com a formação de 5 integrantes”

Jon Foreman sobre a entrada oficial de Drew Shirley à banda, em 2005. Com letras que abrangem assuntos em geral não tratados em músicas cristãs, desde política e religião à problemas e dúvidas do homem moderno, The Beautiful Letdown tornou-se o divisor de águas na história do Switchfoot, no qual a banda se distanciou do gospel para entrar no meio secular, conquistando vários prêmios a exemplo de O Switchfoot hoje é composto pelo vocalista e guitarrista Jon Foreman, o baixista Tim Foreman, o Melhor Música de Rock do tecladista Jerome Fontamillas, o guitarrista Drew Shilery e o bateirista Chad Butler. Ano (Ammunition) e Melhor CD de Rock Contemporâneo destaque para Free, Bullet Soul e Your inserção da banda no mundo secular e a do Ano. O álbum traz ainda uma Love is a Song. Hello Hurricane mudança de gravadora, o que na época repaginação da música Dare You to Move conferiu à banda domínio sobre as levou muitas pessoas a acreditarem que e o single Meant to Live, inserida na premiações do DOVE Awards (prêmio eles haviam se corrompido. trilha sonora do filme Homem-Aranha 2. americano de música gospel) e no “Acredito, sobretudo, que toda Em 2005 a banda define seu Grammy, recebendo neste último o essa jornada leva-nos a fé em Deus. Se estilo e identidade musical ao lançar título de Melhor Música Gospel de 2010. esta divindade criou os céus e as estrelas Nothing Sound, um dos melhores Em setembro de 2010 mais e ainda assim se preocupa comigo, logo, álbuns da banda, ao misturar o rock um sonho da banda, e de seus fãs, se eu abrir mão de mim por Ele, haverá alternativo à pegada punk e grunge. realizou-se. A banda esteve no Brasil uma esperança além de qualquer Esse experimentalismo se completa pela primeira vez e apresentou-se em esperança de que eu irei encontrá-lo com o lançamento de Oh! Gravity três cidades: São Paulo, Ribeirão Preto por conta própria. Eu tentarei alcançar (2007), influenciando cada novo CD. e Goiânia, cumprindo a agenda de sua as coisas que quero por meio da Awakening, Yesterday e Head Over turnê pela América Latina, promovendo minha música que significa muito pra Heels e principalmente Dirty Second o álbum então recém-lançado e mim, mas, em contrapartida, isso será Hands são exemplos do alternativismo tocando os sucessos que marcaram a feito com a única intenção de estar explosivo da nova fase do Switchfoot. história da banda. A passagem aproveitando e amando cada segundo da banda pelo país foi como um furacão que enlouqueceu os fãs e comoveu a banda, que prometeu voltar em breve para promover o próximo álbum: Vice Verses, lançado em setembro deste ano. confessa o principal compositor e vocalista Switchfoot pode ser definida da banda, Jon Foreman. como uma banda que não se rotula como gospel, por mera O sétimo álbum da banda, sabedoria; que usa de inteligência e Hello Hurricane, chega às prateleiras criatividade para compor e escrever; em 2009 com músicas bem elaboradas e que destaca-se na distorção de suas e muitos sintetizadores e inserção de guitarras e na voz sincera de seu novos instrumentos. Mess of Me e The vocalista, considerado poeta de alta Sound estão entre as mais pesadas e classe: “Nós nunca nos encaixamos em agitadas da compilação, enquanto as nenhum tipo de lista de gêneros de demais, apesar de um ritmo mais lento, música”, afirmou Jon Foreman sobre a possuem letras mais marcantes, com 20 SELO

“Pode parecer egoísta, mas eu escrevo essas canções para mim mesmo. Nós nunca pensamos em ser famosos”

de minha vida”- Jon Foreman acerca de sua fé.h

Vice Verses, o mais recente álbum da Switchfoot.


música

FERNANDINHO Sou Feliz! POR THIAGO PEREIRA

Dono de uma voz potente e inconfundível, sete álbuns, 4 DVDs e mais de dez anos de carreira, o cantor Fernandinho é sem dúvida um dos cantores gospel mais conhecidos do país.

Além de cantor, Fernandinho também é compositor, arranjador, produtor músical e pastor evangélico. Com um estilo músical associado ao pop e ao rock ele mudou a forma tradicional dos louvores da igreja sem fugir do foco principal no que tange a música cristã: a Adoração a Deus. Nos seus louvores também é muito comum vermos versículos da bíblia transformados em canções como ocorre na música Nada além do sangue. Ele se tornou mais conhecido após o lançamento do CD Faz chover, lançado no ano de 2003 da qual fazem parte do repertorio os louvores Nada Além do Sangue e Faz chover. Em abril de 2011 ele lançou seu mais novo CD intitulado Sou Feliz que em menos de uma semana bateu a marca das 50 mil cópias vendidas, rendendo ao álbum um disco de ouro. O Cd Sou Feliz tem em seu repertório músicas que fazem parte da Harpa Cristã, hinos tradicionais e históricos que recebem uma nova roupagem adaptados à voz e ao estilo do cantor. A canção tema, escrita por Horatio Spafford, traz ao ouvinte o questionamento: Você seria capaz de dizer que é feliz com Jesus em qualquer circunstância? Cristão presbiteriano, Horatio

Spafford era casado, pai de cinco filhos e próspero advogado na cidade de Chicago. Durante um período da sua vida ele passou por grandes abalos pessoais, como a morte de um dos seus filhos e uma grande perda financeira causada por um dos maiores incêndios ocorridos na história dos EUA. Como se não bastasse, Horatio programou uma viagem com a esposa e filhas para a Europa através do navio S.S. Ville Du Havre. Devidos a alguns compromissos de negócios ele não pode seguir a viagem na data programada, mas enviou a esposa e as filhas no navio com o intuito de encontrá-las alguns dias depois. Acontece que naquele dia, durante o percurso, o navio sofreu um acidente e naufragou resultando na morte de 226 pessoas e 90 sobreviventes. Dentre os sobre viventes estava a esposa de Hora tio, porém suas quatro filhas não tiveram a mesma sorte, e morreram. Após chegar a um lugar seguro, sua esposa enviou um telegrama ao marido com a seguinte mensagem: “Salva, porém só”. Imediatamente Horatio pegou um navio e foi ao encontro da esposa. Durante o percurso da viagem, ao ser avisado que estava passando próximo ao local onde ocorreu o acidente, ele sentiu

“Oh seja o que for tu me fazes saber, que feliz com Jesus sempre sou!” trecho do hino Sou Feliz.

profundamente tocado e retornou a sua cabine onde começou a escrever este hino. A pergunta que devemos nos fazer neste momento é: Se fossemos nós no lugar de Horatio seríamos capazes de proferir as mesmas palavras de adoração a Deus em meio a toda esta turbulência? Gravado ao vivo, na Segunda Igreja Batista em Campos dos Goytacazes/RJ, o álbum Sou Feliz conta ainda com a participação de Stu G, guitarrista da banda Delirious?. Recentemente Fernandinho foi um dos noves cantores evangélicos convidados a integrar o elenco de artistas gospel que fará parte do Festival de Promessas, evento organizado pela Rede Globo que será realizado no dia 10 de dezembro e fará parte da grade especial de fim de ano da emissora. h 21 SELO


música

NEEDTOBREATHE

Desconhecidos (por enquanto) no Brasil, a banda que veio da pequena cidade na Carolina do Sul, “Possum Kingdom” no EUA, tem sido a grande revelação no rock gospel americano. POR ASAFE LUZ

Apesar de sua formação datar de 1999, contando com os irmãos Bear (vocal) e Bo Rinehart (guitarra), Seth Bolt (baixo) e Joe Stillwel (bateria) como integrantes, o reconhecimento parcial à Needtobreathe aconteceu apenas em 2006 com o álbum Daylight, e no ano seguinte, com o lançamento do álbum The Heat. Mas o reconhecimento real só ocorreu em 2010, quando a banda levou três DOVE Awards com o álbum The Outsiders (2009). Com seu rock alternativo, variando entre as influências do rock dos anos 70 e o simples folk, Needtobreatheapresenta um repertório musical com letras que se voltam para experiências próprias misturadas a um louvor subjetivo, e algumas vezes direto. O The Heat (2007), CD que firmou o grupo no cenário musical cristão, traz um som maduro para um segundo álbum, misturando o rock à pegada country e um toque de grunge, proveniente da própria voz de Bear. Os 36 segundos de voz e violão de Spare the Time, que introduz o álbum são logo quebrados com a pesada bateria de Restless, a canção mais rock n’roll 22 SELO

do CD. Again e Return se esquivam para o estilo de baladas, conduzidas pelo violão com a adição de novos instrumentos. We Could Run Away é a melhor canção do álbum, com um excelente refrão e impressionante jogo de vozes acompanhadas por um órgão encorpado na medida certa. Destaca-se também o single More Time, incluída na trilha sonora do filme PS: Eu te Amo. As canções Signature of Divine e Looks Like Love possuem uma dinâmica de adoração mais intensa, assemelhandose ao som da Hillsong United. O que é marcante em The Heat são os refrões simples, de fácil assimilação, o que explica o sucesso crescente da banda, lançando-se nesse estilo as composições Moving On, Washed by the Water e Second Chances. Apesar de tantas baladas, o Needtobreathe conseguiu mesclar no CD o rock, o country e o gospel evitando que a compilação se tornasse cansativa e fundamentando o som que dois anos mais tarde lhes garantiria o premiado The Outsiders.h


música

THALLES ROBERTO O lançamento de Thalles Roberto no cenário gospel nacional POR ASAFE LUZ

Nascido na cidade de Passos, interior de Minas Gerais, essa potente voz com raízes no Soul é considerada a grande revelação nacional da música gospel brasileira 2010/2011. Não apenas sua música, mas como o seu testemunho vem marcando as cidades por onde passa. Apesar de nascido em lar cristão, seu talento musical o conduziu por outros caminhos, sobre os quais ele mesmo afirma “Me corrompi, não consegui manter a santidade em meio a tudo o que vivi. Os ensinamentos de meu pai, a Palavra, deixei tudo para trás, infelizmente”. O cantor que já passou por bandas como Jota Quest e Jammil e Uma Noites, alavanca sua carreira solo com personalidade e qualidade sonora acompanhada de suas letras que mesclam adoração às diversas fases de sua vida. Seu primeiro CD solo, Na Sala do Pai, com selo da Graça Music, apresenta uma sonoridade acústica e alternativa, girando em torno da sua voz agressiva e suave, conforme a dinâmica exige. Deus da Minha Vida, primeiro single de seu álbum, mostra toda a força da voz do cantor e ainda ganhou um videoclipe, algo não muito comum no cenário

gospel nacional. Arde outra Vez e Pela Graça não ficam atrás do single citado, carregadas de guitarras com swing e a mescla da potente voz de Thalles com seus falsetes. Na Sala do Pai transcende uma tranqüilidade e descontração musical, influenciado pela interpretação de Thalles, fazendo-se sentir a sinceridade de suas composições, como em Deus do Impossível e Casa do Pai. Deus da Força lembra a genuína música gospel norte-americano, que seguida por Amor Maravilhoso, nitidamente influenciada por seu tempo de Jota Quest, agitam o álbum. As próximas cinco músicas seguem o estilo voltado à adoração serena e íntima, o que pode soar um pouco cansativo ao ouvido mais jovem. Quero as Águas, ainda que pouco atrativa, revela um excelente arranjo de violão. O álbum terminacom Não pare, Não voltando ao ânimo do swing e de um som mixado e remixado do início do CD, proporcionando um agradável resultado. No geral, é um trabalho que começa bem, mas que aos poucos se perde, não conseguindo definir uma identidade e estilo musical, todavia comparado com as outras opções de mercado, Na Sala do Pai é um dos melhores lançamentos de 2011.H SELO 23


atitude

Natal Comemorar ou não, eis a questão!

Entenda o que é o Natal, sua evolução e de que forma você pode tornar sua celebração centrada em Cristo. 24 SELO

POR TARIÂNA RODOVALHO


O Natal não nasceu do dia para a noite. Ao longo dos anos vários acontecimentos contribuíram para que o Natal se tornasse a celebração que conhecemos. Festa cristã, o Natal celebra o nascimento de Cristo, o Messias. Por não haver uma especificação bíblica sobre a data em que nascera Jesus, o dia 25 de Dezembro foi tomado como data oficial e simbólica pela maioria das igrejas cristãs ocidentais. Tal dia, no entanto, não foi escolhido por acaso. Por volta de 354 d.C. os líderes da igreja estabeleceram a comemoração do Natal próxima ao antigo Festival Romano de Saturnália (17 a 21 de Dezembro), uma festividade tradicionalmente pagã que celebrava Saturno (Cronos), o pai dos deuses romanos e gregos e Senhor do Tempo. Durante essas comemorações, eram servidos banquetes e os servos trocavam de posição com seus patrões, e estes tornavam-se os empregados enquanto aqueles se tornavam os donos da casa. Uma lenda afirma que o Festival de Saturnália começara com Adão: ao perceber que os dias estavam ficando mais curtos ele pensou que era por causa de seu pecado. Então Adão se sentou e comeu por oito dias seguidos, até se dar conta que esse era o ciclo natural da terra: dias mais longos no verão e mais curtos no inverno. Assim, a Saturnália comemorava também a proximidade da Primavera, a apenas uma estação de distância. Com a chegada do Cristianismo, a Igreja tentou por várias vezes acabar com o Festival, mas o povo insistia na comemoração. Assim, determinou-se a proximidade da comemoração do Natal ao Festival, de forma a desviar a atenção das pessoas para aquilo que a Igreja considerava ser puro e santo. A escolha da data e seus motivos, no entanto, não tornam o Natal pagão ou menos importante. Com exceção da troca de presentes, a celebração do Natal era diferente da Saturnália, assim como seu significado. As pessoas queriam celebrar algo, e por que não celebrar o nascimento daquele que veio para salvar o mundo. No entanto, o Natal estabelecido pelos líderes das primeiras igrejas em nada se parecia com a celebração como conhecemos hoje. Nosso Natal é derivado principalmente da Inglaterra Vitoriana, que vemos descrita em

estórias como Um Conto de Natal, de Charles Dickens. O uso da árvore de Natal tem origem na Alemanha. O verde da árvore lembrava a chegada da primavera e dava um ânimo novo para o inverno. Várias histórias afirmam que a incorporação da árvore ao Natal ocorreu quando São Bonifácio (672-754 d.C.) cortou a árvore sagrada de Thor, substituindo-a por um pinheiro (sempre-verde). As referências mais antigas da decoração remontam o século XV, através da Irmandade das CabeçasNegras. Esse grupo consistia em mercadores e estrangeiros cristãos que lutaram em defesa de Tallinn (cidade da Livônia, atual região da Estônia e Latva) quando os nativos da Estônia tentaram sem sucesso exterminar todos os estrangeiros e erradicar o cristianismo da região. A Irmandade criou o costume de montar uma árvore para o Natal e dançar e cantar em torno dela. Usavam-se maçãs, nozes, flores de papel e doces para decorar, a favor das crianças da irmandade, que colheriam os itens na manhã de Natal. Porém, a popularização da decoração da árvore de Natal ocorreu apenas em 1841, quando o Príncipe Albert montou uma árvore no Palácio de Windsor como presente para a Rainha Vitória e seus filhos. As cantatas natalinas também remontam à Idade Média, quando grupos de trovadores saiam a cantar pelas ruas da cidade, batendo de porta em porta. A maior parte das canções de Natal que conhecemos foi, no entanto, composta no século XIX. O Pai Natal, como é conhecido na Inglaterra, é uma figura tradicional do folclore Inglês cujo ancestral se identifica com a crença na antiga divindade Woden, que significa “fúria, poesia, inspiração”. Assim, o Pai Natal é apresentado como um senhor velho e bonachão, tipificando o espírito de bom ânimo do Natal. A partir da Era Vitoriana, a figura do Pai Natal foi associada a São Nicolau, cujo folclore afirma ter o costume de presentear as pessoas secretamente, tornando-se então o Papai Noel da forma que conhecemos. A figura do Pai Natal é retratada no livro Um Conto de Natal, de Charles Dickens, como o Espírito do Natal Presente. A troca de presentes é uma tradição associada tanto à Saturnália, quanto à Papai Noel, a decoração da árvore e também a chegada dos Reis

Magos à manjedoura trazendo ouro, incenso e mirra como presentes para Jesus. Embora não haja nenhuma referência bíblica quanto às festividades do Natal e à forma como deve ser comemorado, a Bíblia está repleta de menções acerca do nascimento de Cristo, demonstrando a importância do acontecimento para a humanidade. Assim, não importa quando, como e onde, mas que seja celebrado com muitas risadas e cantorias, manifestando a alegria e o amor de Cristo. h

8 Passos para uma comemoração centrada em Cristo: 1. Mantenha um clima de paz, amor e alegria, independente do stress de comprar presentes e preparar o banquete. 2. Faça as compras e prepare o banquete com antecedência, a fim de evitar a correria de última hora. 3. Se for montar uma árvore de Natal, busque enfeitá-la com elementos que representam os 9 Frutos do Espírito reafirmando sua importância. Exemplo: as bolas vermelhas simbolizam o amor, harpas e sinos são símbolos de gozo, a pomba branca é a paz, a estrela no ápice representa a fé, cordeirinhos figuram mansidão, fios de prata para a temperança, cruz e flores são para bondade e benignidade, e guirlandas para a longaminidade. E a árvore com suas folhas sempre verdes apesar do inverno, é Cristo, com quem vencemos todas adversidades. 4. Incorpore o espírito de comunhão e convide aquele amigo ou parente que está sozinho para celebrar com sua família. 5. Se você passou o ano todo sem lembrar sobre o que é o Natal, aproveite o momento para redimir-se. Compartilhe amor e alegria. Divida o pouco que tem com aqueles que mais precisam. E se comprometa a celebrar o Natal todos os dias no próximo ano. 6. Antes de devorar o banquete, ore e agradeça pelo maior presente que Ele nos deu: Cristo. 7. Separe uma passagem bíblica para ser lida antes da oração e explique aos presentes o verdadeiro significado do Natal. Você pode usar as seguintes referências: Isaías 7:14, Isaías 9, Mateus 1:21-23, Mateus 2, Lucas 2, Hebreus 1:6, Gálatas 4:4-5, I Coríntios 15:47-49. 8. Fique atento para não exagerar na comilança, evitando o pecado da gula e do desperdício. SELO 25


música

Tocam os sinos de Belém...

Preparamos uma lista com os melhores álbuns de Natal, nacional e internacional, para aqueles que amam Cantatas de Natal e para aqueles que não suportam. POR TARIÂNA RODOVALHO

Lançamentos 2011

WOW Christmas

The Heart of Christmas

A compilação de Natal do WOW traz dois CDs recheados de muita música, com canções originais e regravações de clássicos de Natal, interpretadas por artistas consagrados da música cristã internacional, o que garante ao álbum uma sonoridade eclética. O primeiro CD traz belas canções, a distribuição das faixas prejudica a qualidade da produção, com uma canção agitada intercalada por uma mais calma. Já o segundo CD tem um início e fim espetacular, abrindo-se com a versão da banda Newsboys para o Jingle Bell Rock, e encerrando-se com Winter Snow, de Chris Tomlin e interpretada por Audrey Assad. Destacam-se no álbum as canções de Toby Mac (CD1) e Barlow Girls (CD2).

The Heart of Christmas é o que o próprio nome infere “o coração do natal”. Matthew West conseguiu atribuir sua própria assinatura em clássicos que marcaram época, sem que esses perdessem sua grandiosidade. E suas próprias composições não ficam atrás da qualidade musical de Bing Crosby. O álbum conta com a participação de Vince Gill, Amy Grant e Mandisa, e é certamente um dos melhores álbuns de Natal já produzidos. Soando moderno e aconchegante, The Heart of Christmas é perfeito para o clima de adoração e deslumbre de uma típica noite de Natal.

Vários (2011)

Matthew West (2011)

A Very She & Him Christmas She & Him (2011)

O ano de 2011 trouxe grandes lançamentos de álbuns natalinos fora do cenário gospel, com destaque para Michael Bublé e Justin Bieber. Mas nenhum se compara ao do dueto formado pela cantora e atriz Zooey Deschanel e Matthew Ward. A Very She & Him Christmas apresenta clássicos de natal com uma pitada de indie e de pop, e um pouco de jazz ao estilo Norah Jones, como em I’ll Be Home for Christmas, o que confere ao álbum uma sonoridade divertida, diferente, serena e reconfortante. Destaque para as faixas Christmas Day, Rockin’ Around the Christmas Tree.

Outros lançamentos de 2011

Ouça nossa seleção de Natal! 26 SELO


Álbuns que não podem faltar na sua prateleira

Glory in the Highest

The Very Best of Bing Crosby Christmas

Chris Tomlin (2009)

Bing Crosby (1999)

Christmastime

Michael W. Smith (1998)

Chris Tomlin é um dos artistas de maior sucesso na música cristã internacional, e um dos mais desconhecidos. Contraditório mas é um fato, assim como seu talento. Contando com a participação de Christy Nockels (Hillsong), Matt Redman e outros, Tomlin apresenta um álbum de Natal em clima de adoração. Glory in the Highest traz uma mistura de regravação de clássicos e composições do próprio Tomlin, destacando-se a canção com Audrey Assad, Winter Snow, que desperta no ouvinte um sentimento de graça e mansidão.

Esta compilação traz o melhor de Bing Crosby, ator, compositor e cantor, ícone da era de Ouro de Hollywood e responsável pela trilha do filme Duas Semanas de Prazer (1942) e Natal Branco (1954). Ele também aparece como ator principal em tais filmes. Suas composições são tão marcantes que se fazem ainda hoje presentes em filmes como Férias Frustradas de Natal (1989), Prenda-me se for Capaz (2002) e O Expresso Polar (2004). E são com frequência regravadas em álbuns de natal de outros artistas.

Neste álbum de Natal, Michael Smith, com a ajuda da London Symphony reaviva grandes clássicos natalinos imprimindo nelas sua própria assinatura e o resultado é arrebatador. Christmastime apresenta canções divertidas e cerimoniosas, animando a celebração e conduzindo o ouvinte a um estado de reflexão e paz. Destaque para a releitura da canção Jingle Bells de Kay Thompson, que soa como uma espetacular fanfarra natalina. Michael Smith tem ainda dois outros álbums de Natal: Christmas Album (1993) e It’s a Wonderful Christmas (2007).

Christmas Offerings

Tiempo de Navidad

Clássicos de Adoração

Embora regravação de clássicos, há algo que soa moderno e agradável neste álbum, tornando-se uma opção perfeita para aqueles que não são fãs de músicas de Natal. O baixo intenso e a voz de Mac Powell harmonizam com perfeição ao tom melódico das composições, criando algo novo, que lembra o som do Third Day.

Divertido e grandioso, Tiempo de Navidad é o 2o álbum de Natal de Marcos Witt. A coletânea consiste em regravações de clássicos e de composições do próprio cantor, apresenta uma mistura de ritmos criativa, ora soando como Bing Crosby, ora como música mexicana. Destaque para o Medley ao animado estilo mexicano.

Apresentando composições clássicas da música cristã brasileira, como Tu és Fiel e Grandioso és Tu, além de algumas canções de natal como Noite Santa e Vinde e Cantai. O álbum traz a participação de vários artistas do início da formação do Koinonya e hoje consagrados no cenário nacional como Ludmila Ferber, Kleber Lucas e Alda Célia.

Third Day (2006)

Marcos Witt (2004)

Vários

Clique e ouça nossa Cantata de Natal! 27 SELO


cinema

A magia do natal em Hollywood Papai Noel, renas voadoras, milagres de Natal, em Hollywood tudo é possível.

Não são apenas os cristãos que se sentem tocados pela Magia do Natal. Por vários anos Hollywood tem buscado essa data para faturar e ao mesmo tempo redimir-se de seus pecados, fazendo-nos lembrar da real importância de comemorar o Natal. Confira a seguir a lista das 10 melhores histórias de Natal produzidas para a Telona.

A Felicidade Não se Compra (It’s

Os Vegetais em A Estrela de Natal

O Grinch (How the Grinch Stole

George Bailey é um homem que vive o Natal todos os dias. George sempre colocou a necessidade de sua família e daqueles ao seu redor à frente de sua própria. Essa atitude o manteve preso em sua cidade natal, enquanto via seu irmão e amigos realizarem o seu sonho de sair viajando pelo mundo em busca de grandes aventuras, mas ao mesmo tempo possibilitou que a cidade crescesse e seus moradores tivessem uma boa vida. Frustrado, George descobrirá a importância de seus atos e as grandes aventuras que vivera apesar de nunca ter saído de sua cidade, quando, numa noite de Natal, um anjo lhe mostra como seria a vida de sua cidade se ele nunca tivesse nascido. A história de George Bailey é certamente um exemplo de amor e desprendimento, e de como os planos de Deus podem ser diferentes dos nossos próprios, mas que isso não quer dizer que seja pior. Bailey é um exemplo de cristão a ser seguido, e por isso A Felicidade Não se Compra é o melhor filme de Natal já produzido.

Essa série americana apresenta um grupo de vegetais em diversas situações divertidas e que trazem uma mensagem sobre o amor de Deus e valores morais e éticos. Diversas estórias já foram desenvolvidas com o bando e é claro que não poderia faltar um Conto de Natal. Em A Estrela de Natal, Larry o Pepino e Bob o Tomate decidem criar um megaespetáculo teatral, entitulado A Princesa e o Encanador, a ser apresentado na noite de Natal, com o objetivo de mostrar aos londrinos o que é o amor. Mas eles vêem seus planos ameaçados quando a igreja local resolve colocar em exposição durante sua Cantata Natalina a Estrela de Natal, que há 72 anos não é vista pelo público. Larry e Bob resolvem roubar a estrela e usá-la em seu espetáculo, porém o teatro pega fogo e eles são presos na noite de Natal. Os acontecimentos seguintes ensinarão Larry e Bob a verdade sobre o amor, o perdão e o Natal. Simples e divertido, a história consegue se comunicar com as crianças.

Que melhor maneira redescobrir a essência do Natal senão ante a presença do antinatal? Baseado na obra O Grinch que roubou o Natal, do Dr. Seuss, a adaptação para o cinema da Universal Pictures promete muita magia e risadas, revelando a importância de amar e ser amado. O Grinch era um Quem diferente dos outros. Enquanto todos os outros eram apaixonados pelo Natal, o Grinch sempre teve dificuldade para entender o motivo de tanta agitação a respeito da data. Verde e peludo, ele era criticado com freqüência por seus colegas de escola. Um dia, ao ser muito humilhado, o Grinch arruína a comemoração de Natal de sua escola e foge para as montanhas, onde passa a viver isolado de tudo e de todos, planejando sua vingança contra os moradores da cidade: roubar o Natal. E ele realmente consegue. Mas a atenção de uma garotinha devolverá ao Grinch a gostosa sensação de ser amado e o libertará dos sentimentos de vingança, aprendendo a alegrar-se com o Natal.

a Wonderful Life, 1946) Livre

(The Star of Christmas, 2002) Livre

Christmas, 2000) Livre

Férias Frustradas de Natal (Christmas Vacation, 1989) 12 anos Continuação da franquia de sucesso Férias Frustadas, a versão de Natal traz a família Grimswold em novas situações hilariantes. Clark tem altas expectativas para o Natal em família, mas tudo começa a dar errado quando as luzes de sua decoração de Natal insistem em não acender, e piora com a chegada do seu primo Eddie. A estória retrata todo o stress das comemorações de Natal, fazendo-nos avaliar o verdadeiro sentido dessa festa: celebrar o nascimento do Cristo junto à família, não importa quão complicada ou estressante seja.

28 SELO

Clique e assista aos trailers!


Um Anjo Caiu do Céu

Duas Semanas de Prazer

Um Duende em Nova Iorque

O que é mais importante: sua igreja ou sua família? Um Anjo Caiu do Céu é um clássico de Hollywood que apresenta o verdadeiro sentido do Natal, mostrando que por vezes até um homem religioso pode se perder no meio de tanto apelo comercial. A estória apresenta um pastor dedicado ao seu serviço e sua esposa negligenciada e infeliz. Surge então um anjo que se coloca como rival do pastor na conquista da atenção da esposa, fazendo-o perceber a importância da família e de separar um tempo para ela, por mais sagrado e bem-intencionado seja o seu trabalho.

Mais um clássico de Hollywood, Duas Semanas de Prazer é referência em filmes natalinos. O filme ainda inspirou a criação da famosa cadeia de hotéis americanos Holiday Inn. A narrativa gira em torno de um artista que resolve abrir uma pousada que funcione apenas nos feriados. Em meio as reviravoltas para gerenciar sua pousada, o artista descobre o valor da amizade, do amor e seu contraste com o sucesso. O musical traz Bing Crosby no papel principal, acompanhado de e ,e promete muita magia através de suas maravilhosas composições e muito sapateado.

Buddy passou a vida pensando ser um dos elfos do Papai Noel, mas um dia a verdade vem à tona. Seu pai elfo explicalhe sua verdadeira origem e o envia para Nova Iorque para viver com os “seus”. Chegando lá, ele encontra Jovie, uma jovem fantasiada de ajudante de Papai Noel, e se apaixona por ela. Ele também encontra seu verdadeiro pai, o que gera muitas confusões e desencontros, incluindo um trenó do Papai Noel sem combustível, e uma cantata de Natal em meio ao Central Park. O filme promete muitas risadas e faz querer voltar a ser criança e acreditar na Magia do Natal.

(The

Bishop’s Wife, 1947) Livre

Esqueceram de Mim (Home

Alone, 1990) Livre

Kevin, 11 anos, conseguiu que seu sonho de ficar sozinho em casa se realizasse. Mas o sonho torna-se em pesadelo quando dois assaltantes resolvem roubar sua casa. Na confusão Kevin conhece o estranho e solitário vizinho, e entende a importância do perdão e de estar com a família no Natal. A mensagem é clara: famílias têm problemas, mas uma família saudável busca soluções enquanto uma família enferma tentará camuflar seus problemas. Não importa quão defeituosa sua família seja, é ela que estará lá por você quando você precisar. O filme é diversão garantida, repleto de frases de efeito.

(Holiday Inn, 1942) Livre

O Natal do Charlie Brown

(Elf, 2003) Livre

Os Fantasmas do Scrooge

(A Charlie Brown’s Christmas, 1965) Livre

(Disney’s Christmas Carol, 2009) Livre

Charlie Brown está atrás do verdadeiro significado do Natal enquanto todos se rendem aos apelos comerciais da data. Alguns de seus amigos acreditam que o significado está na decoração, outros nos presentes, outros nos projetos que nos dispomos a fazer nessa Natal, como organizar uma Cantata de Natal. Quando sua árvore de Natal é criticada por seus amigos, Charlie Brown finalmente perde as esperanças de entender o significado da comemoração. M a s Linus esclarece tudo fazendo uma breve narrativa do nascimento de Jesus e do que ele significou.

Um velho ranzinza que não gosta do Natal tem sua vida mudada quando é visitado pelos três espíritos do Natal: do passado, representado por uma chama, do presente, na figura do Pai Natal, e do futuro, ilustrado pela Morte. Tais espíritos revelam como a vida de alegrias do velho Scrooge foi devastada por sua ganância e o rumo que ela o conduz: solidão, tristeza e miséria. Baseado na obra Um Conto de Natal de Charles Dickens, a adaptação da Disney por vezes amedronta e outras comove. A animação traz uma bela e comovente canção de Andrea Boccelli. 29 SELO


devocional

“Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel.” Isaías 7:14 Questionamentos: Você já refletiu sobre o verdadeiro sentido de celebrar o Natal? A maioria de nós sabe que Natal é uma data para comemorar o nascimento de Cristo. Mas quem é Cristo? E por que celebrar seu nascimento quando Deus nunca determinou um dia específico para isso? Talvez porque naquela época não fosse comum realizarem festas de aniversário, o fato incontestável é que a Bíblia está repleta de referências ao seu nascimento, entre profecias e o próprio acontecimento. Situação: Embora para muitos, na época do nascimento de Cristo, o Natal tenha sido apenas mais um dia, essa não foi uma data comum. Apontado em Mateus 1:19 como um momento de santidade e alegria, o natal foi o dia em que Deus nos permitiu sermos testemunhas de Sua glória. E por saber que muitos não dariam importância a tal acontecimento, Ele enviou seu anjo aos pastores, pessoas ordinárias, e lhes declarou algo extraordinário (Lucas 2:1-52). Ele poderia ter recorrido à elite ou aos teólogos da época, mas não o fez, pois sabia que os primeiros estariam muito ocupados com sua popularidade, enquanto que os segundos recorreriam às suas ciências para testificar a veracidade do fato. E assim Cristo veio ao mundo, como um de nós (Hebreus 2:14), sob a testemunha de pobres pastores. Interpretação: Ele escolheu os pastores porque Ele é o pastor (Salmos 23:1). Nós somos como as ovelhas tolas que precisam de Sua direção. E Ele nos guia para perto Dele. Como seu pastor, ele não vai te deixar passar fome, frio, nem ser devorado, Ele é louco por você (Salmos 18:1-50) e Ele é tudo que você precisa. Ainda que você tenha dificuldades para clamar por Ele, Ele nunca se esquece de você, Ele sabe seu nome (João 10:14). E em tantos lugares que Ele poderia escolher para morar, Ele escolheu o seu coração. Ele permitiu

30 SELO

que pastores temerosos se tornassem testemunhas destemidas (Lucas 2:17) ao presenciarem a glória de Seu nascimento. Ele quer fazer o mesmo com você! Reprovação: Por que você comemora o Natal? O que/quem tem sido a prioridade em sua celebração? De que forma você o tem celebrado? Quando foi a última vez que você se dispôs a ajudar alguém? Onde está o seu coração? Faça este Natal a celebração do EU. Deus é um grande filantrópico, afinal Ele é dono de tudo e compartilha tudo conosco, pelo simples motivo de que Ele é louco por você! Correção: Prepare seu coração para receber Cristo neste Natal (Isaias 62:11). Ouça Sua voz e confie Nele (Josué 7:13). Pondere em Sua Palavra e descubra de que forma você pode agradar a Cristo. Veja Cristo (João 1:23) e celebre sua alegria com os amigos e familiares (João 10:10, Marcos 1:34-35, Salmos 68:169:36, 2 Samuel 6:11-15). Divirta-se (João 2:1-25). Exalte-se no Deus que abriu mão do céu por você, que percorreu toda a distância até a terra para dar-se a você (Hebreus 1:1-14 e 2 João 1-13). Aprofundamento: • Maria gostava de ponderar sobre os ensinamentos de Deus (Lucas 2:19 e 33), e por isso Deus fez morada e moveu-se dentro dela (Lucas 1:1-80). • Cristo te dá veste de salvação, paz e visão (Salmos 46:10, Provérbios 29:18, Gálatas 3:26-27, Isaias 61:10). • Cristo era humano. Ele vivenciou problemas e frustrações, mas ainda assim, esquecendo-se de si mesmo, demonstrou compaixão e ternura a todo tempo (Efésios 2:45). Ele é o maior exemplo de servidão e abnegação (Filipenses 2:5-7). h


Vem aí...

Michael W. Smith 11.01.2012 12.01.2012 13.01.2012 14.01.2012 18.01.2012

São Paulo, SP Goiânia, GO Recife, PE Vila Velha, ES Paulínea, SP

Assine nosso Boletim Informativo e concorra a um ingresso para o show. Clique para mais informações!


Referências Todo material apresentado nesta edição é de propriedade intelectual de seus autores e distribuidores. A Revista Selo não têm como intenção de infringir qualquer direito de propriedade intelectual. Caso você possua o direito sobre qualquer conteúdo desta edição e sente-se de alguma forma lesado, por favor contate-nos pelo endereço eletrônico faleconosco@revistaselo.com para que possamos tomar as devidas providências. Segue-se uma lista de referências gráficas usadas nesta edição, acompanhadas dos créditos de seu autor e o site onde o material foi obtido, e cuja imagem não está diretamente ligada ao site de seus responsáveis. PAGEFLIP CAPA Three Kings. Catholic Care, Christmas Card Collection 2011. Arte de Karen Byram. Disponível em: http://www.catholiccare.org.uk/support_us/christmas_cards.php. Contato: karen.byram@catholic-care.org.uk. Modificado: céu CONTEÚDO Christmas Balls Wallpaper. Disponível em: http://freewallpaper2010.blogspot.com/2010/04/christmas-balls-wallpaper. html PÁGINA 5 - CARTÃO DE FELIZ NATAL Webvista. Disponível em: http://www.web-vista. com/?attachment_id=487 PAGINA 6 - UM FELIZ E GENUÍNO NATAL The nativity. Asmi.org. Disponível em: http://www.asmsi. org.ph/asmsi_reflections.php?id=110 PÁGINA 7 - O EXEMPLO DO EGITO Images of solidarity as christians join hands to protect muslims as they pray during Cairo protests. Imagens de Nevin Zaki. Disponível em: http://www.dailymail.co.uk/news/article-1353330/Egypt-protests-Christians-join-hands-protectMuslims-pray-Cairo-protests.html PÁGINA 8 - ESPAÇO DO FÃ Music Scrapbook album. Disponivel em: http://www.etsy. com/listing/54419797/5x7-music-scrapbook-album PÁGINA 10 E 11 - FRANÇA World Travel Destinations. Eiffel Tower at night. Disponível em: http://world-travel-pictures-blog.blogspot.com/2011/01/ eiffel-tower-paris-pictures.html PÁGINA 12 E 13 - FRANÇA (CONT) Bandeira. Disponivel em: http://questao-dos-universais. blogspot.com/2007_07_01_archive.html PÁGINA 16 - CARREIRAS Claquete. Disponivel em: http://images.quebarato.com.br/ T440x/antigo+cinema+claquete+sao+paulo+sp+brasil__5DD 7EB_1.jpg PÁGINA 18 E 19 - SWITCHFOOT Neuland Concerts. Disponível em: http://www.neulandconcerts.com/press/57/documents/Switchfoot 33 SELO

PÁGINA 20 - SWITCHFOOT (CONT.) Disponivel em: http://www.switchfoot.com/images/slideshows/bandfarm/17/images/newsite08.jpg PÁGINAS 24 E 25 - ATITUDE Wallpaperhd. Christmas Wallpaper. Disponível em http:// www.wallpaperhd.info/2011/11/christmas-navidad-wallpaper-01-101/ PÁGINA 30 - DEVOCIONAL Mrs Maguire’s Candles. Disponível em: http://www.mrsmaguirescandles.com/Christmas-Range.html SITE MONTE SUA ÁRVORE VIRTUAL. Xmas Fun-warm Holiday Wishes. Disponível em: http:// wallpapers-diq.com/wp/57__Xmas_Fun_-_Warm_Holiday_ Wishes.html COMEMORAR OU NÃO Traditional Tree Fire. Disponível em: http://www.christmaswallpapers.co.uk/christmas/christmas_wallpaper_snowmen FONTES SWITCHFOOT Clarendon - Disponivel em: http://www.font-zone.com/ download.php?fid=2331 CAPA, ATITUDE, PENSAMENTOS E AFINS Middlesaxonytext. Disponivel em: http://www.dafont.com/ middlesaxonytext.font


próxima edição ARTISTA DO MÊS: Michael W. Smith Conheça a trajetória do maior ícone da música cristã internacional atual. CULTURA: Espanha Conheça as canções e os artistas que fazem sucesso no cenário cristão espanhol. ATITUDE: Ano novo, vida nova Descubra de que forma as promessas de fim de ano poem se tornar realidade. TECNOLOGIA: Administração do tempo Conheça as ferramentas que vão te auxiliar a tirar o máximo de proveito de 2012. E muito mais em Janeiro. Aguarde!

Dezembro 2011 - 1a Edição  

1a Edição da Revista Selo, lançada em 04 de Dezembro de 2011. A revista cristã digital que traz informação, cultura e entretenimento.