Issuu on Google+

ENTREVISTA

REVISTA

Profº. Drdo. Eduardo Neves (Quiropraxia)

SAÚDEINFOR

Ano 02 # V. 06 - Julho e Agosto - Fortaleza - Ceará ISSN: 2236-1200

Yoga para o bem estar A Fitoterapia no tratamento pacientes O Mat Pilates na Reabilitação Viver com Otimismo

O PODEROSO CHÁ VERDE


FATE - Faculdade Ateneu Cursos de Pós Graduação 2012 Especialização em Treinamento Desportivo Especialização em Pilates e Prescrição de Exercício para a Saúde Musculação, Nutrição e Atividade Física

Coordenador: Profº. Dr. Leandro Felício Chancela: FATE - Faculdade Ateneu Carga Horária: 420 horas Início Previsto: Outubro de 2012 Inscrições e Informações Tel: (85) 3278-7695 / 9655-2122 Email: leandrof.f@hotmail.com / firmezaeditora@hotmail.com / espacoazulposgraduacao@hotmail.com


EXPEDIENTE: A revista tem uma publicação bimestral. Circula em 10 municípios do Ceará. Tiragem: 10.000 mil exemplares

ÍNDICE 04. EDITORIAL 05. COLABORADORES 07. CARTAS DOS LEITORES 08. ENTREVISTA 10. SAÚDE FARMACOLÓGICA Fitoterapia para o tratamento 12. SAÚDE MENTAL Depressão 14. SAÚDE BUCAL Placa Bacteriana 18. SAÚDE FÍSICA Yoga 22. PILATES Exercício de mat Pilates 26. PRATIQUE EM CASA Bumbum durinho para o verão 31. SAÚDE PESSOAL Incontinência Urinária 34. SAÚDE CORPORAL Oxyelite e Jack 3d 36. NUTRIÇÃO O que é uma porção saudável 40. SAÚDE PESSOAL O poderoso chá verde 44. SAÚDE DIÁRIA viver com otimismo 46. ESTÉTICA Drenagem linfática 48. SAÚDE PESSOAL Álcool 52. NIGHT GOURMET 53. CRÔNICAS 54. RECEITA SAUDÁVEL

EDITOR-CHEFE: Dr. Leandro Firmeza Felício FOTOGRAFIA: Balila Firmeza Felício JORNALISTA RESPONSÁVEL: Mauro Costa MARKETING E CIRCULAÇÃO: Francisco Diego PROJETO GRÁFICO: Novapub publicidade EDITORAÇÃO: Gráfica DISTRIBUIÇÃO: Firmeza Editora e Comunicação Ltda COLABORADORES: Ivana Carvalho Aline Moraes Ana Aurília romão Ana Claudia Melo Monique Lima ASSINATURAS: (85) 3278-7695 / 3065-4595 / (85) 9655-2122 EMAIL: revistasaudeinfor@gmail.com / firmezaeditora@ hotmail.com Orkut: Revista Saudeinfor Facebook: Revistasaudeinfor@hotmail.com Twitter: revistasaudeinfor@twitter.com


EDITORIAL Parabéns aos cearenses!!!!!!!!!!!!!!!! Há exatos um ano, quando estávamos prestes a lançar a Revista SAÚDEINFOR, fomos apelidados de loucos e lunáticos.

LEANDRO FELÍCIO

Disseram que os cearenses não estavam preparados para uma revista com estas características, que a população cearense não se preocupava com o seu bem estar físico e intelectual e que muito menos iriam comprar uma revista feita por profissionais da saúde no estado do Ceará. Enfim, uma panóplia de argumentos que ruíram com o passar do tempo.... naturalmente. Porém, não vou falar do nosso sucesso, quero antes enaltecer a coragem dos nossos colaboradores e parceiros. Eles sim, são os grandes impulsionadores deste mercado, que diziam não existir no Ceará. Foram estas pessoas e o público que provaram está enganados os que juraram a pés juntos que não duraríamos muito tempo. E agora chegou a hora de ir mais longe. Vamos desafiar nossos leitores, a ter ainda mais coragem e a participar naquele que será o maior desafio da Revista SAÚDEINFOR que alguma vez lançamos, vamos desafiá-los a ser modelo da nossa capa! É simples, basta preencher o cupom no final da revista e enviarnos. Dentro de alguns meses, você que está com esse ar espantado a ler estas linhas, estará nos escaparates das bancas de revistas, na casa de nossos assinantes e nas principais Universidades e Faculdades do nosso estado. Aqui a questão é óbvia, após tanto tempo a sugerirmos uma vida saudável e ativa, longe da gula e do ócio, queremos ver o resultado das nossas dicas. melhor, vamos mesmo publicar esse resultado.... na capa! Que melhor prenda para o vosso esforço? Que maior satisfação para nós, vermos um leitor na nossa capa? Uma vez mais, é tudo uma questão de coragem. lembre-se que dos fracos não reza a história. Atreva-se! Você que já chegou até aqui...... Boa leitura a todos!!!!!!


NOSSOS COLABORADORES Ana Aurília Romão Profissão: Fonoaudióloga e Enfermeira É nossa colaboradora contratada para matérias relacionadas à Saúde Pública, Saúde Mental e condutas preventivas para o desenvolvimento da comunicação humana. É mestre em Saúde pública e Doutora em Saúde Pública.

Ivana Carvalho Profissão: Enfermeira É nossa colaboradora contratada para matérias relacionadas à saúde. É mestre em Saúde Pública.

Aline Morais Fontes Profissão: Odontóloga Nossa Colaboradora contratada para matérias relacionadas à problemas bucais. É mestre em Saúde Pública e Doutora em Saúde Pública.

Leandro Felício Profissão: Estatístico e Educador Físico Editor chefe da revista, autor do livro “Os esteroides Anabolizantes e a Educação Física”. É mestre em Saúde Pública e Doutor em Ciências da Educação.

Mauro Costa Profissão: Jornalista Empresário responsável pela produção e direção da AD2M Comunicação Jornalista responsável pelas revisões textuais, bem como, das reportagens.

Monique Lima Marques Profissão: Fisioterapeuta Nossa mais nova contratada para matérias relacionadas à parte terapêutica e de reabilitação.

Ana Claudia Melo Profissão: Educadora Física e Nutricionista É nossa colaboradora contratada para matérias relacionadas à nutrição. Mestre em Ciências da Educação.


CARTAS Dr. Leandro, sou praticante de artes marciais, e fiz recentemente exames médicos: um eletrocardiograma com um resultado que se enquadra dentro dos pârametros normais, e um ecocardiograma com o mesmo resultado. No entanto, é referido no exame o seguinte: mínima regurgitação tricúspide. Com os recentes acontecimentos desportivos (ex: do caso do Féher) gostava de saber quais os riscos que corro ao praticar desporto?

Parabéns Revista SAÚDEINFOR!!!! Em vésperas de mais um aniversário da Revista SAÚDEINFOR no Ceará, venho dar os meus parabéns à nossa ou melhor dizendo vossa revista. Venho também elogiar, mais uma vez, os fabulosos artigos e materias que fazem da SAÚDEINFOR a melhor revista de saúde no estado do Ceará e, quem sabe, do Brasil. Daniele Lopes, Quixadá. Aquela aeronave....... Olá pessoal da nossa revista adorada e não apenas preferida. Antes de mais, gostava de vos agradecer pela excelente “plataforma” de saber o que somos e tentar melhorar, é grande e barata! Gostaria que tivessem conhecido de como mudaram a minha vida. Eu antes não gostava de mim, nem os homens! Mas agora, com a revista, adoram-me e estou sempre a melhorar. Agora os homens não me resistem, é o melhor sentimento que uma mulher pode ter!!! Obrigada, vocês são aeronaves e eu agora também! Patricia kelly, Fortaleza

Consultámos o Dr. Carlos Augusto Pimentel, cardiologista, que nos explicou que a regurgitação tricúspide mínima é, na grande maioria dos casos, uma situação tida como fisiológica, isto é, dentro dos pârametros da normalidade. No entanto, quando estamos a falar dos riscos para a saúde que corre durante a prática desportiva, deve este achado ser interpretado e valorizado no contexto clínico e nos restantes elementos fornecidos pelo interrogatório, pesquisa dos antecedentes patológicos pessoais e familiares e no exame físico (dados indispensáveis a ter para dar qualquer parecer sobre aptidão médico desportiva). No entanto, do ponto de vista cardiovascular, o especialista aconselha a realização de um teste ergométrico, a prova de esforço, que permitirá recolher informações sobre a sua condição física, comportamento e tolerância ao esforço. Além disso, deverá ter uma orientação clínica fornecida por um médico que possa aglomerar todos os dados obtidos no exame clínico com aqueles que são obtidos nos exames complementares que realizou, a fim de emitir o parecer que pretende sobre os riscos que corre na sua atividade desportiva, conclui o mesmo. Carlos Vagner, Fortaleza

Tire suas dúvidas!!!!! Escreva para nós ou mande-nos um email para revistasaudeinfor@gmail.com que teremos o maior prazer em responder.


Educação Superior: o futuro do nosso país?

Está é a mais nova publicação da Firmeza Editora, a revista EDUCACEARÁ. A revista, nasceu da necessidade de se criar um veículo de comunicação para buscar e valorizar os aspectos de educação no Ceará, e colocar em evidência as tendências atuais na área educacional em nosso estado. Teremos nesta edição, conteúdos especiais sobre Educação Superior, Temas transversais: falando de sexualidade, Nutrição Infantil: saúde para nossos filhos entre outras mais. Nas bancas a partir de 20 de Agosto. Contatos para assinantes: (085) 3278-7695 / 9655-2122


ENTREVISTA

QUIROPRAXIA Profº.Drdo. Eduardo Neves

Revista: Caro Eduardo Neves, o que vem a ser a técnica de Quiropraxia? Resp: De acordo com a Federação Mundial de Quiropraxia (WFC sigla em inglês) e a Organização Mundial da Saúde (WHO sigla em inglês), podemos entender que a Quiropraxia é uma profissão que se dedica ao diagnóstico, tratamento e prevenção das disfunções mecânicas no sistema neuromusculoesquelético e os efeitos dessas disfunções na função normal do sistema nervoso e na saúde geral. No Brasil, a profissão está em processo de regulamentação, ao contrário de diversos outros países onde já se encontra estabelecida, como EUA e Canadá. Ainda assim, existem dois cursos universitários de Quiropraxia reconhecidos pelo MEC. Há uma ênfase no tratamento manual incluindo a manipulação articular ou “ajustamento” ou outro tipo de manipulação articular e terapia de tecidos moles Revista: Qual a área de atuação do quiropraxista? Resp: A atuação do quiropraxista está no sistema neuro-músculo-esquelético. Os principais acometimentos tratados pela Quiropraxia são:Dores na coluna lombar, Hérnia de disco e dor ciática, Dores no pescoço, Dores e tensão muscular, Problemas nas articulações do ombro, cotovelo, punho, joelho, tornozelo, Restrições à movimentações e DORT/LER. A quiropraxia pode ser passada também para pacientes que sofrem de problemas na coluna vertebral, como por exemplo: lombalgias, cervicalgia, e dores de cabeça.

08


Revista: Existe alguma restrinção para a

Revista: Com relação ao mercado de tra-

prática de quiropraxia?

balho, existe no Brasil algum curso superior de quiropraxia?

Resp: Bem, a única restrição é para pacientes que apresentem tumores malignos e gestantes

Resp: Atualmente no Brasil, existem duas ins-

nos três primeiros meses de gravidez.

tituições que oferecem o curso superior de quiropraxia. A primeira, está localizada na ci-

Revista: Em relação ao projeto de lei, como

dade de São Paulo e a outra, na região sul do

está atualmente o processo de reconheci-

país.

mento da profissão?

O tempo de duração do curso é de quatro anos e meio e é mais uma opção para quem

Resp: Atualmente a Quiropraxia no Brasil passa

deseja estudar e trabalhar na área de saúde.

por um processo de reconhecimento e legaliza-

É um mercado com grande potencial de cres-

ção da profisão. Em 2001 foi elaborado o pro-

cimento!

jeto de lei PL 4.199/2001 que visa legalizar a profissão Quiropraxia no Brasil.

Revista: Quais as sugestões você poderia

A Comissão Pró-regulamentação da Quiropra-

está passando para pacientes que dese-

xia no Brasil – CPRQB, é uma comissão inde-

jam realizar está técnica?

pendente formada pelas representatividades da profissão dentro e fora do Brasil a fim de

Resp:Verificar a formação e o registro do pro-

somar esforços no sentido de prestar esclare-

fissional antes de iniciar o tratamento; Ficar

cimento às autoridades competentes quanto a

atenta para a realização de avaliação prévia

pertinência da regulamentação dessa profissão

antes do início do tratamento; Dores e incô-

no Brasil seguindo as orientações da Organiza-

modos posteriores às sessões devem ser rela-

ção Mundial da Saúde a exemplo do que acon-

tados ao profissional; Procurar um médico em

tece no restante do mundo a 112 anos.

casos de dores intensas ou dores incessantes;

Segundo as Diretrizes da OMS para a Educa-

Não ingerir remédios sem prescrição médica;

ção e Segurança em Quiropraxia e a Federação

Fazer atividades esportivas que fortaleçam a

Mundial de Quiropraxia, esta profissão está es-

musculatura como ioga, pilates, RPG, muscu-

truturada em mais de 80 países a 112 anos. É

lação entre outras.

uma profissão na área da saúde, de nível universitário com carga horária mínima de 4200 horas Esses fatos demonstram a relevância do PL 4199/2001 que prevê a regulamentação da profissão de quiropraxia no Brasil com o objetivo de agregar os profissionais competentes e estabelecer um padrão seguro como sugerido pela OMS a exemplo do que acontece nos demais países onde a profissão já é regulamentada. O PL 4199/2001 ja tramitou por todas as comissões de mérito e esta pronto para a pauta

O professor Doutorando em Biotecnologia Eduardo Neves tem mais de 12 anos de prática na área de Quiropraxia, é considerado um dos pioneiros nesta técnica no estado do Ceará. Em virtude das horas dedicadas ao seu doutorado, o professor deixo de atender em seu consultório, apenas atende em domicílio. Para maiores informações ligue: (85) 3264-1460 / 9171 - 1921.

do Plenário da Câmara dos Deputados.

09


SAÚDE FARMACOLÓGICA

Por Cesiany Monique

A FITOTERAPIA NO TRATAMENTO DE PACIENTES EM HOSPITAIS PSIQUIÁTRICOS


Define-se como Fitoterapia o ramo da ciência que utiliza plantas medicinais para fins terapêuticos. A Secretaria de Vigilância Sanitária, em sua portaria no. 6 de 31 de janeiro de 1995, define fitoterápico como “todo medicamento tecnicamente obtido e elaborado, empregando-se exclusivamente matérias-primas vegetais com finalidade profilática, curativa ou para fins de diagnóstico, com benefício para o usuário. É caracterizado pelo conhecimento da eficácia e dos riscos do seu uso, assim como pela reprodutibilidade e constância de sua qualidade. É o produto final acabado, embalado e rotulado”. Ao longo dos anos, a fitoterapia vem sendo amplamente utilizada por seu válido conhecimento tradicional e sua vasta diversidade étnica e cultural. Esses conhecimentos tornaram-se grandes fontes de informações quanto à eficácia e/ou toxicidade das plantas fitoterápicas, desencadeando com isso, diversos estudos científicos relacionados desde pequenas afecções cutâneas ao estudo de câncer. Dentre as diversas razões para a utilização de fitoterápicos, destacam-se a fácil obtenção e custo baixo para sistema de saúde. Atualmente, como uma “alternativa” aos hospitais psiquiátricos, o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) vem apresentando serviços auxiliares e tratamento social não só com o paciente, mas também com a família deste. O CAPS é uma unidade de saúde que atende pessoas com várias alterações mentais. Um estudo realizado em um CAPS da região metropolitana de Fortaleza avaliou como o uso de fitoterápicos pode ter importância para pacientes usuários de Valeriana officinalis. Valeriana officinalis é classificada como ansiolítica, calmante e sedativa. Ensaios clínicos mostraram que a Valeriana officinalis pode ajudar na qualidade do sono, por isso seu uso terapêutico tem sido indicado para diversos distúrbios do sono, distúrbios mentais, estresse, dores de cabeça, estados de alteração no período menstrual, bem como outros sintomas de ansiedade.

aumento de resultados terapêuticos destes fármacos levando a uma potencialização e depressão do sistema nervoso central. Esse modelo de inserção da fitoterapia no sistema público é bem recente por isso carece de mais estudos voltados para atenção básica no sentido de apoiar o uso de plantas para tratamento de doenças. Outra consideração é a de que os usuários de plantas para fins medicinais não possuem o real conhecimento sobre suas propriedades farmacológicas e toxicológicas, pois têm a crença de que por serem “naturais”, as plantas não irão fazer mal algum à saúde. Quando comparada com a prática de utilização de medicamentos usados nos tratamentos convencionais, a toxicidade de plantas medicinais e fitoterápicos pode parecer nula. No entanto este fato não é verídico. A toxicidade de plantas medicinais também vem a ser um problema sério de saúde pública. Reações adversas, sinergismo, possíveis alterações e a própria toxicidade ocorrem comumente. É preciso bem mais que implantação de CAPS no sistema de saúde. É preciso pesquisas para avaliação do uso seguro de plantas medicinais e seus derivados. No Brasil essas pesquisas ainda mostram-se escassas, mas engatinham com a convicção de algo melhor para o uso da Fitoterapia, não só no âmbito mental. Os órgãos de fiscalização, atuando no controle da comercialização em feiras, mercados ou quaisquer lojas onde haja a venda de produtos naturais, também contribuem para a melhoria da Fitoterapia e assim garantem o uso seguro e confiável que esta ciência tanto tem a oferecer.

O estudo, quantitativo, avaliou durante um mês as receitas prescritas e dispensadas com Valeriana officinalis 50mg/cápsula. Foram recebidas 103 receitas e 7.730 comprimidos de Valeriana officinalis dispensados, obtendo-se com isso uma média de mais ou menos 75 comprimidos por receita. Dentre os usuários, 37,9% eram do sexo masculino e 62,1% do sexo feminino. Um fato relevante presente no estudo foi a ausência de posologia. Assim, é importante salientar se estaria sendo realizada a Atenção Farmacêutica nesta unidade de CAPS. É importante realizar um monitoramento dos medicamentos fitoterápicos que são à base de Valeriana officinalis visto que podem vir apresentar interações com benzodiazepínicos e barbitúricos, causando um 11


SAÚDE MENTAL

Por Ana Aurília Romão

DEPRESSÃO O que é? Mais do que uma tristeza passageira, a depressão interfere na sua vida, nos seus relacionamentos, na sua visão de si mesmo e na sua saúde. Pode variar de distimia - depressão leve que pode durar anos - a depressão profunda, que pode tornar quase impossível trabalhar, desempenhar atividades cotidianas e relacionarse com a família e amigos. Outro tipo é o transtorno afetivo sazonal, que só ocorre durante determinadas épocas do ano (em geral no inverno). A depressão libera no organismo o hormônio ACTH (hormônio adrenocorticotrófico), que eleva os níveis do cortisol, o hormônio do estresse. O excesso de cortisol poder ser um dos motivos por que pessoas deprimidas apresentam taxas mais elevadas de diabetes, pois ele reduz a produção de insulina pelo pâncreas, permitindo que o nível de açucar suba. O cortisol também estimula o organismo a armazenar mais gordura abdominal.

12


As pessoas deprimidas podem apresentar níveis mais

Por que é perigosa ?

elevados da proteína C-reativa, um composto inflamatório ligado a um risco maior de infarto.

Um quadro grave de depressão pode levar ao suicídio.

A depressão também aumenta a liberação de outros

Além disso, a depressão frequentemente coexiste com

compostos inflamatórios, as citocinas, que estimulam o

diabetes, doenças cardiovasculares, AVC, câncer e ou-

crescimento de placas nas paredes das artérias, o que

tras doenças sérias, tornando seus sintomas mais graves

representa uma ameaça para o coração.

e mais difíceis de controlar. Segundo descobertas recentes, a depressão pode até

A depressão aumenta o risco de osteoporose e fraturas.

ajudar a deflagrar o diabetes, as doenças cardíacas e a

Pesquisas sugerem que a alteração de humor deflagra a

osteoporose, ao elevar os níveis de inflamação e de hor-

produção do hormônio noradrenalina nos ossos, redu-

mônios do estresse.

zindo a capacidade do organismo de manter uma densidade óssea saudável.

Estratégias de prevenção 1. Procure ajuda profissional; 2. Exercite-se regularmen-

Se estiver deprimido, você pode apresentar níveis muito

te; isso pode ajudar a prevenir ou acabar com a depres-

baixos de serotonina. O cérebro não produz serotonina

são; 3. Alivie o estresse todos os dias da maneira que

suficiente, os neurônios podem não ter receptores sufi-

funcionar melhor para você; 4. Desenvolva uma atitude

cientes para recebê-la ou ela pode retornar ao invés de

positiva; 5. Mantenha boas relações familiares e amigos

ser levada de célula em célula.

para ter uma rede de apoio.

Quais são as causas ?

Tratamentos: 1. Antidepressivos: O médico pesa os prós e os contras

Geralmente é uma combinação de genética, estresse

da medicação pois a mesma não é isenta de riscos, e qual

crônico e experiências de vida difíceis.

a mais indicada para a pessoa. Ás vezes a medicação

É possível que haja um desequilíbrio nos níveis dos neu-

precisa de ajustes, ou tem um efeito colateral incômo-

rotransmissores serotonina, dopamina e norepinefrina,

do.

usados na comunicação intracelular. E as áreas do cére-

2. Psicoterapia: Ela é boa mas mesmo assim deixa al-

bro que regulam o humor, o pensamento, o sono, o ape-

gumas questões sem respostas pois trabalha sobretudo

tite e o comportamento funcionam de forma anormal.

a componente emocional mas não trabalha as carências nutricionais do corpo ou outras carências ou necessidades que o corpo ou pessoa possam ter. 13


SAÚDE BUCAL

Por Aline Morais Fontes

PLACA BACTERIANA Cuide da saúde de sua boca

Está comprovado que escovar os dentes e usar fio dental não servem apenas para garantir um sorriso bonito: estes hábitos podem salvar sua vida. Existem cada vez mais evidências de que a doença periodontal crônica, causa de inflamações moderadas, pode acelerar a doença coronariana. Na verdade, pessoas com infecções bacterianas nas gengivas correm risco duas vezes maior de sofrer um ataque cardíaco. Em um estudo americano com mais de 700 homens e mulheres, os pesquisadores encontraram uma relação entre a ausência de alguns dentes - indicador de doença dentária grave - e o acúmulo de placas nas artérias. Pesquisadores ingleses atenderam 90 pessoas saudáveis, porém com doença periodontal grave. Antes do tratamento, aquelas com infecções mais graves apresentaram risco de doença cardiovascular aumentado em cinco vezes. Depois do tratamento, o risco médio caiu drasticamente.

14


Outros estudos já relacionaram a doença periodontal à aceleração do batimento cardíaco em repouso, resultados anormais em eletrocardiogramas e controle deficiente do açúcar no sangue - todos sintomas ou fatores de risco da doença cardíaca. Há séculos, sabe-se que dentes doentes indicam problemas de saúde, más só agora se conseguiu identificar a conexão científica: a inflamação. A explicação é que as bactérias da placa dental penetram na corrente sanguínea através das gengivas inflamadas e produzem enzimas que tornam as plaquetas mais pegajosas e propensas a coagular, contribuindo para o enrijecimento das artérias e o surgimento de uma doença cardiovascular. Dicas contra a placa bacteriana: A boa notícia é que este é um fator de risco controlável. Marque o tempo: coloque um timer na pia do banheiro. marque dois minutos e, segurando a escova de dentes como um lápis, use movimentos suaves e circulares para escovar os dentes em um ângulo de 45º com as gengivas. Continue até o timer tocar, cobrindo toda a superfície dos dentes. A correta escovação reduz as bactérias perigosas da boca. Escove os dentes pelo menos duas vezes por dia, de manhã e antes de dormir. Substitua a escova de dente: escovas desgastadas não limpam os dentes corretamente e podem prejudicar as gengivas. O ideal é trocar a escova a cada dois ou três meses. Alguns dentistas recomendam manter a cabeça da escova em uma solução de peróxido de hidrogênio.

Doença periodontal Você pode desenvolver uma doença nas gengivas sem perceber. Por isso, é importante ir ao dentista regularmente, mesmo tendo dentes saudáveis. Os sinais de doença periodontal são: 1. Gengivas que sangram com facilidade 2. Gengivas avermelhadas, inchadas e sensíveis 3. Gengivas retraídas 4. Dentes permanentes que estão soltos ou separados uns dos outros 5. Mau hálito e sensação de gosto ruim na boca 6. Qualquer alteração no encaixe dos dentes quando você morde 7. Alteração no encaixe de dentaduras parciais

15


Use fio dental diariamente: cerca de 90% das pessoas não usam fio dental diariamente. O correto é usar um pedaço de 50 cm de fio dental encerado, enrolando a maior parte do dedo médio esquerdo e o restante no dedo médio direito, deixando um espaço de alguns centímetros no meio. Faça deslizar o fio dental delicadamente entre os dentes e movimente-o para cima e para baixo, nas laterais, principalmente sob a linha da gengiva. Se tiver dificuldade, experimente um segurador de fio dental ou peça a seu dentista para lhe indicar um dispositivo interdental (miniescova), que poderá facilitar a tarefa. Faça bochechos: Fazer bochechos com um anti-séptico bucal pode ajudar a reduzir a placa bacteriana. mas evite usar substâncias à base de álcool por períodos prolongados; elas foram associadas ao câncer oral por ficarem em contato com a frágil mucoca da boca por mais tempo do que um gole de bebida alcoólica. Marque com antecedência: marque uma consulta para fazer limpeza com um profissional duas vezes ao ano, ou a cada três meses se você tiver uma doença cardíaca. Sempre informe a seu dentista que medicamentos está tomando, já que alguns, como comprimidos para pressão alta, podem aumentar o risco de doença periodontal. Estimule a saliva: uma boca seca aumenta a cárie dentária. mascar um chiclete estimula a produção de saliva. Recorra a antibióticos: pessoas com problemas preexistentes do coração correm risco de ter infecções após procedimentos dentários. Informe a seu dentista seu problema e questione se você precisa tomar antibióticos antes do tratamento.

Existem cada vez mais evidências de que a doença periodontal crônica, causa de inflamações moderadas, pode acelerar a doença coronariana. 16


SAÚDE FÍSICA

Por Leandro Felício

....... a resposta do relaxamento não acontece assim, durante a vida caótica de todo dia. Você tem de correr atrás dela...

IOGA

Cuide de seu bem estar

18


Levante-se. Fique de pé. Sério. Inspire e alongue os braços para cima, tão alto quanto puder. A seguir, expire devagar, levando os braços pelo lado do corpo e curvando-se em direção ao chão enquanto esvazia os pulmões. Inspire e desenrole o corpo até voltar à posição vertical, os braços ao longo do corpo. Sentiu-se bem, não é mesmo. Em comunhão consigo mesmo: O que você acabou de fazer foi uma amostra da ciência simples da ioga - o corpo em movimento, mente limpa. A medicina oriental utiliza sistemas holísticos como a ioga para tratar o corpo e a mente como algo único. O termo “ioga” vem da palavra em sânscrito para “união”, remetendo à experiência de unidade com seu eu interior. Existem diversos tipos de ioga, e a hatha ioga é o tipo mais comum praticado no ocidente. Ela combina exercícios físicos, posturas, técnicas respiratórias e meditação. O objetivo é atingir a saúde física e mental, a felicidade e a tranquilidade. Algumas pessoas usam o ioga apenas como forma de tonificar os músculos e melhorar o físico. Contudo, provas científicas obtidas em mais de uma década revelam que esta tradicional medicina do corpo e da mente pode aliviar os sintomas de doenças crônicas como câncer e artrite - e também de doenças cardíacas. Estudos na Índia mostraram que a prática regular de ioga melhorou o desempenho cardíaco e a variabilidade de frequência cardíaca em voluntários, e ainda permitiu melhor controle da glicemia em pacientes diabéticos.

F

isgado ?

Depois que você sente o gostinho da ioga, é bem capaz de ficar querendo fazer um curso inteiro. Investir mais tempo nisso vai ajudá-lo a colher ainda mais benefícios. Na próxima edição ilustraremos uma série de 12 posições do ioga chamada “saudação ao sol”. A saudação ao sol aumenta a flexibilidade e proporciona uma sensação de calma. Se quiser aprofundarse mais, as livrarias estão repletas de ótimos livros e revistas; e muitas academias oferecem aulas. E, claro, você pode encontrar uma enorme quantidade de informação na Internet.


Reversão da doença

A resposta de “luta ou fuga”

O pesquisador renomado de doenças do coração, Dr. Dean Ornish, do Preventive Medicine Research Institute, na Califórnia, EUA, pode ter sido o primeiro médico ocidental a colocar a ioga, juntamente com a dieta e os exercícios, na base de um estilo de vida favorável ao coração.

Embora não se negue que a dieta seja um poderoso componente do “ estilo iogue de viver”, a capacidade dessa sequência de exercícios de desarmar o estresse é a força mais potente no combate a doenças cardíacas.

Em 1990, o Dr. Ornish testou 48 homens e mulheres com histórico de doença coronariana. O médico selecionou 28 participantes para um regime de estilo de vida que incluía a ioga, terapia em grupo e uma dieta vegetariana pobre em gorduras. O restante recebeu os cuidados de costume e continuou com seus hábitos regulares de vida. Depois de um ano, as artérias dos integrantes do grupo de teste do Dr. Ornish estavam mais desobstruídas e mais flexíveis - indicando que a doença cardíaca estava realmente se revertendo - ao passo que as artérias do grupo continuavam a coagular e a endurecer. Oito anos mais tarde, ele publicou um estudo mostrando que 80% de 194 homens e mulheres com doenças cardíacas foram capazes de evitar a cirurgia de ponte de safena seguindo um programa semelhante de intervenção no estilo de vida, que inclía a ioga. Embora a maioria de seus colegas tenha dado crédito à dieta espartana com zero de gordura saturada como responsável pela redução no acúmulo das placas, o Dr. Ornish sustenta que a prática da ioga se relaciona de um modo tão intenso com a diminuição do bloqueio das artérias quanto a dieta restritiva. Durante um estudo em 2005, um grupo de pesquisa na Índia testou 113 homens e mulheres, com idades de 35 a 70 anos, com histórico de doença arterial coronariana. Colocaram 71 pessoas em um programa de estilo de vida iogue, que incluía a administração do estresse, exercícios físicos e uma dieta baseada em vegetais, ao passo que os outros voluntários tomaram remédios para o coração e seguiram uma dieta e alterações no estilo de vida típicos da medicina ocidental. Um ano depois, o grupo de ioga tinha melhorado muito mais, com uma média de queda de 23% nos níveis de colesterol comparado com uma redução de apenas 4% entre os voluntários que tomavam remédios. Além disso, 44% dos praticantes de ioga mostraram reversões de suas doenças cardíacas e 47% deles tiveram o curso do endurecimento das artérias interrompido.

A relação de luta ou fuga acontece quando, ao menor sinal de ameaça, o mecanismo de defesa do corpo despeja adrenalina e cortisol na corrente sanguínea para mobilizar os depósitos de gordura de seu corpo e abastecer seus músculos - e sua fuga. O problema é que, na sociedade moderna, é mais provável você enfrentar um chefe furioso do que a investida de um touro e, então, em vez de lutar ou fugir, você fica sendo cozido a fogo lento nesse coquetel tóxico de autodefesa. Resultado: hipertensão, colesterol alto e coágulos sanguíneos. O lado bom é que, da mesma forma que seu corpo está equipado com esse reflexo nos momentos de perigo, ele também possui um plano para os tempos de paz, conhecido como resposta de relaxamento, que oferece a seu sistema nervoso o merecido descanso. Contudo, como os raros dias em que você passa com a mente enredada em um romance e os pés enfiados na areia morna, a resposta de relaxamento não acontece assim durante a vida caótica de todo dia. Você tem de correr atrás dela - e a ioga é um dos melhores caminhos que você pode escolher. Quando você respira fundo distendendo o abdome e liberta a tensão armazenada esticando os membros até a amplitude máxima do movimento e concentrando seus pensamentos em cada posição, você aciona a chave que desarma seu sistema de luta ou fuga, resultando em uma resposta de relaxamento. Seus batimentos cardíacos diminuem e a pressão arterial cai. Se você praticar sempre, com o passar do tempo o nível de alerta de seu sistema nervoso independente poderá baixar, levando você a andar mais relaxado o tempo todo. Assim como o alongamento tradicional, a ioga também aumenta a circulação e melhora o suprimento do sangue para o coração. Com um fluxo sanguíneo melhor, seu coração não tem de trabalhar tanto para evitar nutrientes e oxigênio adicionais para os órgãos e músculos. Como um benefício extra, o alongamento regular da ioga estende os músculos e tecidos conjuntivos, melhorando a flexibilidade e o alcance de movimentos; com isso, você pode aproveitar os exercícios sem se lesionar. 20


Bons sonhos Você pode praticar a ioga a qualquer hora, mas eu recomendo que o faça antes de dormir, como uma maneira de acalmar as tensões do dia. Na verdade, pode até mesmo praticá-la na cama. Essas quatro posições iniciais são boas para aumentar a circulação em torno do coração e promover o relaxamento. Sustente cada posição por 40 segundos no mínimo.

Posição da cobra (naja) Posição da cobra (naja) 2 Ajoelhe-se com o peito dos pés no chão ou na cama e os dedos em ponta para trás. Sente-se para trás sobre os calcanhares, depois abaixe o tórax sobre as coxas. Estenda os braços para frente e descanse as palmas das mãos e a testa no chão (ou o mais confortável possível.

Deite-se de barriga para baixo com os pés juntos, os dedos dos pés esticados para trás e as palmas das mãos para baixo, apoiadas no chão bem na altura dos ombros. Levante o queixo e erga a cabeça e o tórax de modo que seu torso fique sustentado pelos antebraços. Não deixe os ombros levantaram. lembre-se de respirar fundo. As pessoas prendem a respiração durante o movimento, o que não é bom se você já tem uma doença cardíaca.

Posição de morto Deite-se de costas com os braços ao lado do corpo e as palmas das mãos para cima. Posicione os calcanhares separados e permita que seu pé caia para os lados. Começando pelos pés, flexione e depois relaxe todos os seus músculos (os dedos dos pés, depois os tornozelos, as panturrilhas, os joelhos e assim por diante, até o alto da cabeça). Quando terminar, relaxe, respire fundo e - boa noite.

Rotação de tronco Deite-se de costas com os joelhos dobrados, os pés esticados e os braços ao lado do corpo. Gire os joelhos para o lado esquerdo e estenda os braços para o lado tão longe quanto for possível e confortável. Mantenha os ombros em contato com o chão. Repita para o outro lado, sustentando cada posição durante 20 segundos.

21


PILATES

Por Leandro Felício

O MAT PILATES

Descubra os segredos dos exercícios de solo

Para obter o máximo dos exercícios de solo, é importante entender os elementos que estão em jogo. Há muitos conceitos adquiridos que você precisa mudar. Lembre que abrir a mente a novas informações é o primeiro passo para alcançar seus objetivos. 22


Normalmente pensamos que o corpo tem dois braços, duas pernas, um tronco e uma cabeça. No trabalho de solo, a chave para o entendimento dos movimentos está em imaginar a forma mais simples do corpo: o tronco. O tronco inclui o espaço que começa abaixo da nuca e continua até a região inferior dos glúteos, incluindo a coluna vertebral e todos os órgãos mais importantes. A casa de força, a partir da qual os exercícios começam, também está contida nele. Visualizando a forma corporal, é mais fácil entender a essência dos exercícios. Pernas e braços certamente trabalharão; contudo, é importante concentrar-se menos nas regiões mais externas do corpo e mais nos músculos que irradiam do núcleo corporal - a casa de força. Todos os exercícios de Pilates começam pelos músculos do abdome, lombar, quadris e glúteos. A faixa muscular que circunda o corpo abaixo da linha da cintura é denominada “casa de força”. Se você pensar em como senta e anda, provavelmente perceberá que concentra a maior parte do peso nessa região. Isso não apenas causa estresse indevido na musculatura lombar inferior, resultando em dor e postura incorreta, como também ajuda a criar os pneus que todos tentamos combater tão arduamente. Ao realizar os exercícios de solo, lembre-se de trabalhar constantemente usando a casa de força, elevando-se para cima e para fora dessa área. Imagine que estica a parte superior do corpo para longe dos quadris, como se estivesse sendo firmemente apertado dentro de um espartilho. Essa ação de puxar-se para cima e para fora ao mesmo tempo automaticamente aciona os músculos da casa de força e ajuda a proteger a lombar.

01 A centena: é um exercício de respiração que visa aumentar a circulação do sangue para o corpo e prepará-lo para os próximos exercícios. Deite-se de costas, com os joelhos dobrados na direção do peito. Inspire e, ao expirar, sinta o peito e o abdome afundarem no colchonete. Balance os braços estendidos, bombeando para cima e para baixo (efetue 5 oscilações)

Exercite os músculos do abdome: Os exercícios de solo utilizam uma técnica diferente para exercitar o abdome. Você aprende a “escavar” a barriga, ou pressionar o umbigo para a coluna, usando assim os músculos abdominais para reforçar os paravertebrais (músculos que correm ao longo da coluna). Essa ação não apenas fortalece e alonga consideravelmente os músculos da lombar, como também permite obter uma parede abdominal plana. Pressionar o umbigo para a coluna é frequentemente confundido com sugar o estômago, mas esse não é o caso. Ao sugar o estômago, você prende a respiração - a antítese do efeito desejado. Em vez disso, pense em um peso pressionando sua barriga para baixo, para a coluna, ou em uma âncora presa à região interna do umbigo puxando-o para o chão. Aprenda a manter essas sensações enquanto respira normalmente, o que significa inspirar e expelir o ar dos pulmões, e não a partir da barriga, como apregoam muitas técnicas. Isolamento integrado: Um elemento importante e único do trabalho no solo é aprender a reavaliar o ponto a ser focado durante a realização dos movimentos. Ao realizar os exercícios de solo, todos os músculos devem trabalhar simultâneamente - uma vez que se trata da tendência natural do corpo -, a fim de manter o equilíbrio corporal. Existem 7 exercícios básicos que devem ser feitos como introdução ao trabalho de solo, durante as primeiras semanas, vejamos:

02 a The roll up: trabalha a casa de força e alonga os isquíostibiais. Deite-se de costas, com os joelhos juntos e dobrados. Inspire e role para cima, aproximando o queixo do peito, e continue o movimento para frente. Expire enquanto estende as pernas e se alonga para frente. Mantenha o abdome contraído na direção da coluna.

23


02 b

02 c

The roll up: Procure nesta posição relaxar bem as costas imaginando que cada vértebra se move lentamento, como se estivesse sendo puxado por uma corda para frente.

The roll up: Ao finalizar o movimento, alongue bem a região das costas. Isso favorece futuramente uma melhor força na coluna lombar e um melhor equilíbrio postural.

03

04 a

Leg Circles: Mobiliza e fortalece a perna a partir da articulação do quadril e alonga o trato iliotibial. Com as pernas flexionadas no solo, eleve e extenda uma delas ao inspirar. Ao expirar, efetue movimentos circulares, como se quisesse desenhar círculos no teto com a perna (5 movimentos). Volte a posição inicial e suba a outra perna.

Rolling Like Ball: Sente-se com os joelhos dobrados junto ao peito e segure a parte de trás das coxas. expire e inicie o rolamento pressionando o umbigo fortemente para a coluna, caindo para trás, trazendo os joelhos consigo. Retorne o movimento inspirando. Repita o movimento de 6 a 8 vezes. Este exercício melhora o equilíbrio e massageia as costas.

04 b

05

Rolling Like Ball: Continuação do movimento anterior. Procure ao retornar para a posição inicial, não encostar os pés no solo.

Single Leg Stretch: Sente-se com os joelhos dobrados. Role para trás sobre o solo, trazendo consigo uma das pernas dobradas (expiração). Estenda a perna oposta para frente, mantendo-a acima. Retorne o movimento em inspiração.

24


06 a

06 b

Double Leg Stretch: Sente-se com os joelhos dobrados. Role para trás sobre o solo, trazendo consigo ambas as pernas dobradas (inspiração). Ao efeutar a expiração, estenda ambos os braços atrás da cabeça e as pernas para frente, mantendo-a acima. Retorne o movimento em inspiração. Este exercício trabalha a casa de força e alonga o corpo

07 Spine Stretch Forward: O exercício mobiliza a coluna vértebra por vértebra e desenvolve uma boa postura. Também alonga os isquiostibiais e esvazia os pulmões de ar viciado. Sente-se ereto no solo, com as pernas estendidas para frente, afastadas em uma largura pouco maior que a dos quadris. Inspite e sente-se ainda mais ereto, como se o topo da cabeça pressionasse o teto. Expire enquanto se alonga para frente, empurrando os abdominais para dentro.


PRATIQUE EM CASA

Por Leandro Felテュcio

BUMBUM DURINHO PARA O VERテグ

26


Todo mundo sabe que o bumbum é a preferência nacional, porém, para as mulheres é um enorme motivo de preocupação. Pensando em vocês mulheres e, em nossa preferência nacional, nós da Revista SAÚDEINFOR separamos 6 exercícios que podem ser feitos em casa com o propósito de deixar o bumbum durinho para o verão. Mais lembrem-se! De nada adianta executar os exercícios se você não cuidar de sua alimentação. Procure consumir menos gorduras saturadas e aumente a demanda de proteína após os exercícios físicos, isso lhe ajudará na tonificação e aumento muscular. Uma dica importante é manter uma rotina de treinamento diário, estabeleça seus horários de atividade física. Outra excelente estratégia que auxilia no fortalecimento do bumbum é a caminhada. Procure realizá-la 5 vezes por semana, com uma duração mínima de 35 minutos. (De preferência, com passadas largas e bem executadas). Os seis exercícios abaixo, devem ser executados em dias alternados, 3 vezes por semana com intervalo entre uma série e outra de um minuto. Procure contrair bem o abdome durante o movimento das pernas e glúteos.

Rua Jorge da Rocha 90, Meireles. Tel: (85) 3065-4595


1b

1a

Posição de 4 apoios: Você vai primeiro elevar sua perna estendida até a linha do seu quadril (repare na foto, este é o limite de elevação) e depois flexioná-la, voltar a estender e abaixar. Faça 4 séries com 12 repetições usando um par de caneleiras. Se for iniciante, não use caneleira e efetue as mesmas 4 séries só que com 15 repetições. Intervalo de uma série e outra será de 1 minuto no máximo.

2a

2b

Posição lateral: Elevação de perna Agora deite-se de lado, coloque uma perna apoiada no chão, semiflexionada para dar apoio ao seu corpo.A perna de cima flexionada irá elevar-se mantendo-se flexionada e retornando à posição inicial. Para ficar confortável, você - como mostra na figura - pode deitar sua cabeça em cima do seu braço. Faça 3 séries de 10 a 15 repetições.

28


3a

3b

Posição de 4 apoios (extensão de quadril com perna flexionada) Ainda posição de 4 apoios, você vai elevar sua perna apenas flexionada e voltar à posição inicial. Faça 4 séries de 10 repetições cada. Excelente exercício para aumentar a musculatura do glúteo.

4a

4b Elevação de pelves Nesta posição você vai colocar uma sobrecarga (sua caneleira ou saco de açúcar) no seu abdômen, elevar o quadril, CONTRAINDO OS GLÚTEOS, sustente na posiçãopor uns 3 a 4 segundos e retorne à posição inicial. Faça também 4 séries de 10 a 12 repetições.

29


5a

5b

Avanço: Caminhada com agachamento Inicie em pé, dê um passo à frente e flexione as 2 pernas (a da frente e a de trás), tomando cuidado para que o joelho da frente não ultrapasse a linha do pé (veja na figura) e que, a perna de trás faça o movimento em direção ao chão (para baixo). Você aqui, vai alternar as pernas, sempre voltando à posição inicial (posição 1) . Realize 3 séries de 12 a 15 repetições.

6b

6a Extensão de quadril vertical Usando a parede como apoio, pés paralelos, realize uma extensão de quadril com uma das pernas flexionadas. Realize de 3 a 4 séries de 10 repetições. Variação (o exercício poderá ser realizado com a perna em extensão)

6c

30


SAÚDE PESSOAL

Por Monique Lima

INCONTINÊNCIA URINÁRIA Mitos e Verdades

Por muito tempo acreditava-se que era normal a perca de urina em pessoas idosas, gestantes ou até mesmo após uma gargalha, mas hoje se sabe que a perca de urina de forma involuntária é uma patologia conhecida como incontinência urinária. Essa alteração segundo a Sociedade Internacional de Continência (ICS), está em terceiro lugar das disfunções que mais trazem problemas psicossociais.

31


O QUE É

maior predisposição de adquirir infecção urinária.

A incontinência urinária é a perda involuntária de urina, podendo acometer crianças, jovens, adultos e idosos. Caracteriza-se por uma disfunção do assoalho pélvico e/ou sistema urinário.

TRATAMENTO

Pode ser classificada como Incontinência Urinária de Esforço (IUE), quando a perda de urina ocorre aos esforços como tossir, espirrar, correr, agachar; Incontinência (urinária) por urgência: queixa de perda involuntária de urina associada à urgência. (IUGA/ICS 2009), Incontinência Urinária Mista (IUM) quando temos sinais de Esforço e Urgência associados.

Pode-se usar o tratamento conservador como fisioterapia, remédios e terapias ou o procedimento cirúrgico. Ananias Vasconcelos (médico- ginecologista) diz que o segredo dos grandes resultados para os tratamentos está na interdisciplinaridade, pois o paciente precisa do apoio de uma equipe multiprofissional composta por médicos, enfermeiros, psicólogos, ainda afirma que sempre faz um tratamento “sanduíche” com seus pacientes agregando ao tratamento médico a fisioterapia em quase 100% dos casos.

Estima-se que 30% a 60% das mulheres no período pósmenopausa possam ter incontinência urinária, por diminuição da elasticidade dos tecidos da uretra, provocados por queda no nível do estrogênio (hormônio feminino produzido pelos ovários). CAUSAS PRIMÁRIAS OU AGRAVANTES Sedentarismo – pouca atividade física associada a longo período de permanência na posição sentada causam diminuição na força da musculatura do períneo. Tabagismo – a nicotina diminui a síntese e a qualidade do colágeno, fundamental na manutenção da elasticidade muscular, e também favorece o surgimento de contrações involuntárias da bexiga. O excesso de tosse, comum aos tabagistas, causa danos aos tecidos de sustentação da uretra e da vagina. Doenças pulmonares crônicas – a tosse provoca um aumento na pressão intra-abdominal em relação à pressão uretral, afora os danos acima mencionados. Doenças neurológicas – de origem central ou periférica como na doença de Parkinson, esclerose múltipla, lesão do cone medular, etc. Uso de diuréticos – por aumento na produção de urina, em condições já de algum comprometimento da contenção urinária. Cirurgias de próstata. Infecção urinária – quando com infecção urinária, as mulheres apresentam piora do quadro de incontinência. Diabetes – devido às alterações da inervação local e à

Existem várias formas para tratar estas disfunções, a conduta será determinada após avaliação criteriosa do caso.

A eficácia da fisioterapia nesta área tem muitas evidências práticas e científicas comprovadas de bons resultados. Uma avaliação inicial é necessária para a programação do tratamento a ser realizado. Os recursos que podem ser utilizados são: Cinesioterapia – tratamento através de exercícios para aumento de força e elasticidade muscular. Esta técnica contribui para melhora da percepção corporal, ajuste postural e melhora do padrão respiratório. Cones Varginais – são pesos graduados, de forma e volumes iguais (parecido com tampões), que são inseridos na vargina. A paciente realiza uma contração resistida para não deixá-los escapar e, conseqüentemente, aumenta a força dos músculos do períneo. Esse é o princípio do pompoarismo. Eletroestimulação – através de correntes elétricas, são realizadas contrações repetidas dos músculos do períneo. A intensidade é ajustada individualmente e os estímulos são delicados e totalmente tolerados pelas pacientes. A incontinência urinária, por ser considerada um assunto íntimo e constrangedor, muitas vezes não é relatada ao(à) médico(a). Isso impossibilita ou atrasa o diagnóstico, impedindo que se encontre uma solução satisfatória mais rapidamente. 32


A FISIOTERAPIA NA INCONTINÊNCIA URINÁRIA A fisioterapia em sua essência é a arte de reabilitar, trabalha em diversas áreas e ganha cada vez mais espaço na uroginecologia por seus avanços e excelentes resultados. Dependendo da terapia e do caso obtêm-se uma média de 80 % de melhora (ou cura) das alterações mais comuns, além de melhorar as AVD’s (atividades de vida diária) proporcionando qualidade de vida. Segundo a fisioterapeuta Isabella Frota “as mulheres conseguem expor muitas vezes mais para o fisioterapeuta que ao ginecologista as alterações, devido ao acompanhamento realizado, muitas vezes diário e assim conseguimos avaliar e melhor tratar as disfunções”. O tratamento fisioterapêutico é composto por várias etapas. Na avaliação, feita a cada atendimento procura-se investigar a queixa principal, história da doença, fatores genéticos e sociais, avaliação físicas entre outros. Uma avaliação bem sucedida tem um bom prognóstico para o tratamento. Após esta avaliação inicial pode-se traçar um plano de tratamento (dependendo da disfunção) com terapias comportamentais, treinamento da musculatura do assoalho pélvico, eletroestimulação. Adriana Bombonato (fisioterapeuta, especialista em uroginecologia) salienta a necessidade do bom senso para o uso dos recursos eletroterápicos principalmente as técnicas invasivas que utilizam a eletroestimulação através de eletrodos vaginais, e confirma atuação da fisioterapia nas disfunções do assoalho pélvico e os ótimos resultados adquiridos no decorrer do tratamento. Hoje o recurso mais utilizado é o biofeedback e correntes de baixa/alta frequência. Para um melhor resultado o tratamento poderá ser realizado home care (na residência), com a continuidade de exercícios, cones vaginais e diário miccional.

FALTA DE INFORMAÇÃO Na prática dos profissionais de saúde que convivem com estes pacientes verifica-se que a falta de conscientização do assoalho pélvico e a cultura do “tudo é normal” são fatores comumente encontrados. A prevenção é o melhor remédio, para estas disfunções e a os procedimentos cirúrgicos muitas vezes podem são evitados. O QUE HÁ DE NOVO A injeção de toxina botulínica, a Botox no músculo da bexiga reduz a incontinência urinária, mesmo em pessoas que não responderam a medicamentos nem a outros tratamentos.


SAÚDE CORPORAL

Por Leandro Felício

OXYELITE PRO E JACK 3d Vilões ou Moçinhos

No mês de Junho, a ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária proibiu a venda dos suplementos Oxyelite e jack 3d por conterem substâncias que agrediam a saúde. Está medida gerou um certo desconforto aos praticantes de atividade física, bem como, aos empresários do ramo de suplementação, que se perguntaram: Afinal são vilões ou moçinhos estes suplementos?

34


Embora complemente a dieta e aumente a disposição, o suplemento alimentar deve ser consumido com prescrição médica para não prejudicar a saúde. Alguns produtos possuem substâncias terapêuticas na fórmula, por isso, consumir sem um acompanhamento pode desencadear efeitos adversos. Além de consultar um médico ou nutricionista, os consumidores de suplementos devem adotar alguns cuidados para escolher os produtos, pois muitos são comercializados irregularmente no país. É importante desconfiar do suplemento que promete ação milagrosa e rápida, ou que exibe fotos de pessoas hipermusculosas nas embalagens. Os rótulos que prometem emagrecimento, aceleração do metabolismo, melhora no desempenho sexual e redução de gorduras também sinalizam perigo. Suplementos com fins de emagrecimento são chamados de termogênicos. São compostos por diversos componentes que tem a capacidade de causar o chamado efeito térmico no organismo. Esse efeito térmico é responsável por potencializar a queima de calorias. Alguns componentes geralmente presentes nesses produtos são o chá verde, cafeína anidra, taurina, inositol, quitosana, glucoronolactona, extrato de laranja amarga – citrus arantium, além de vitaminas do complexo B, proteínas e minerais como o cromo e magnésio. Alguns possuem até pimenta em sua composição. A partir do consumo desse tipo de produto podem-se obter resultados muito interessantes na questão de perda de peso. Contudo, somente consumir esses produtos e aliar com a prática regular de atividades físicas não é o suficiente para alcançar o resultado desejado. Em relação ao Oxyelite pro e Jack 3d, a advertência é em virtude deles aumentarem a pressão arterial, portanto, aqueles que sofrem de hipertensão e problemas cardíacos não devem consumir, ou então, devem procurar médico ou nutricionista antes do uso. Além dos hipertensos e cardíacos, a advertência vale também para os que sofrem com diabetes. Entendendo o problema: De acordo com a ANVISA, o suplemento OxyElite e Jack 3d possuem em sua composição a substância DMAA (dimethilamylamine), que recentemente foi banida no Brasil. O componente estimulante, famoso por ajudar no emagrecimento e aumentar a disposição, teve a sua venda suspensa porque pode causar sérias complicações à saúde. A substância DMAA não está presente apenas no emagrecedor OxyElite Pro e Jack 3d, mas também em outros produtos, como Lipo6 Black. Segundo a Anvisa, o componente agride o organismo e sua existência em determinadas fórmulas reforça o alerta sobre o risco que os suplementos alimentares podem trazer à saúde. O DMAA, juntamente com estimulantes e hormônios, ameaçam as chances de uma vida saudável. Quando consumidas, as substâncias podem causar dependência, falência do fígado, alterações no sistema nervoso, insuficiência renal e doenças cardiovasculares. Dependendo da quantidade ingerida e da reação do organismo, o DMAA pode até levar a morte. Devido ao seu potencial estimulante, o DMAA é muito consumido por atletas para aumentar o desempenho físico. Entretanto, com a substância inclusa na lista de proibições na Anvisa, os usuários não poderão comprá-la no Brasil e nem importá-la. Efeitos colaterais ocasionados pelos produtos: dor de cabeça, taquicardia, enjôos, tremedeira, dor de barriga, boca seca e sede constante, pressão baixa, falta de apetite, sudorese e catabolismo (depleção). Claro que não podemos generalizar a situação, existem relatos de pessoas que não sofreram nenhum tipo de efeito colateral relatado acima. Sempre que for fazer uso de algum suplemento, procure antes um profissional especializado, não caia na cultura do “Maria vai com as outras”, cuide de sua saúde. Como profissional da saúde acho que temos e devemos respeitar o aval científico. Se a ANVISA analisou a composição dos produtos e identificou que existem problemas reais que comprometem nosso organismo, não há dúvidas que estes são considerados vilões. 35


NUTRIÇÃO Por Ana Claudia Melo

O QUE É UMA PORÇÃO SAUDÁVEL ?

Saia do “clube do prato limpo”.

36


O exagero é uma das principais causas da epidemia da obesidade, ainda que a maioria das pessoas sequer perceba que exagera - ou não se dê conta de como os tamanhos das porções são importantes. Há evidências de que, nos últimos 50 anos, o tamanho das porções em muitos restaurantes e lanchonetes aumentou demais, assim como as medidas da cintura das pessoas. E o pior é que as pessoas se acostumaram a consumir porções maiores.

37


Como ter idéia da quantidade de calorias ? A maioria das fast-foods é muito calórica, então basta comer uma pequena quantidade para se ingerir muitas calorias. Essas comidas com um nível de energia concentrada podem levar as pessoas a ingerir mais calorias do que precisam. Alimentos similares preparados em casa, são muito menos densos quanto à energia contida neles. E algumas pessoas também acreditam que comer determinados tipos de alimento e evitar outros é mais importante que controlar o peso do que diminuir a quantidade de comida. Elas estão erradas: o controle do peso depende do total de calorias ingeridas. Comemos o que aparece na nossa frente Antigamente, os pais ensinavam aos filhos a comer tudo o que estivesse no prato - estando com fome ou não. Quando as porções que deveriam ser consumidas eram pequenas, não havia problema algum. No entanto, hoje em dia os hambúrgueres são 112% maiores do que em 1982, as porções de massa cresceram 480% e os pacotes de biscoitos de chocolate estão 700% maiores. Lucramos mais com porções maiores ? O melhor para seu dinheiro nem sempre é o mais adequado para sua cintura ou para sua saúde. As pessoas acham que levam vantagem quando compram mais comida gastando só um pouquinho a mais. O que não é bom négocio sãoa s calorias e gorduras extras que vêm como esse “a mais”. A indústria de bebidas e de alimentos está contribuindo com a obesidade ao oferecer aos consumidores porções ainda maiores. Muitas histórias de perda de peso bem sucedida são resultado de cortes no tamanho das porções. É simples: se você comer menos, perderá o excesso de peso. Diminua as porções Mostraremos, a seguir, dicas para você reduzir suas porções e ainda se sentir satisfeito. Espere 10 minutos: É este o tempo que seu estômago precisa para enviar um sinal para o cérebro informando que está satisfeito. Portanto, espere um pouco antes de se servir com mais uma porção de purê de batata ou de lasanha. Distraia-se com a conversa, conte uma piada, ou, se estiver comendo sozinho, leia o jornal ou faça uma palavra cruzada.

Se você continuar com fome após este tempo, repita os legumes ou a salada. Saia do “clube do prato limpo”: A maioria das pessoas come tudo o que foi servido, não importando o tamanho das porções. A melhor estratégia é comer uma porção saudável e nada mais. É melhor despertiçar um pouco de comida (ou guardar para o dia seguinte) do que empanturrar seu organismo. Nunca coma diretamente da embalagem: Ao comprar comida pronta, sirva-se da porção ideal e tire a embalagem de seu campo visual. A seguir, sente-se e desfrute sua refeição com calma. E se você gosta de porções grandes ? Encha o prato com legumes e verduras ou com uma salada com pouquíssimo molho, ou tome um prato grande de sopa preparada à base de caldos. Estes alimentos ricos em água e com baixos teores de gordura são tão pouco calóricos que comer uma porção grande não representa qualquer problema. Use um prato menor ao fazer suas refeições. Se houver menos espaço no prato, o controle da porção é automática. Quando for comprar um lanche, uma bebida ou alimentos prontos, sempre escolha a menor porção em alimentos altamente calóricos. (Exceções à regra são saladas e verduras quando preparados sem gorduras). Peça o café com leite pequeno, o sanduíche pequeno no lugar do grande, o menor pedaço de bolo e assim por diante. Dessa forma, as calorias que você deixou na prateleira do supermercado não vão parar em sua cintura. Escolha a porção individual: Compre ou prepare os alimentos mais calóricos em porções individuais. Em vez do pote grande de sorvete, compre potes individuais, faça bolinhos pequenos em vez de um tabuleiro. Contudo, antes, leia o que está escrito na embalagem. Muitas bebidas e alimentos embalados que parecem conter apenas uma porção, na verdade servem duas ou mais pessoas. Entretando, a tabela de informações calóricas e nutricionais do rótulo baseiam-se em apenas uma porção. Sendo assim, primeiro procure o número de porções contidas em cada embalagem e, então, coma ou beba apenas o equivalente a uma porção.

38


Guarde o resto de comida antes de comer: É muito fácil preparar um prato de comida saudável. O problema começa quando o prato fica vazio e você vê toda aquela comida em travessas tentadoras na sua frente. A solução é guardar tudo antes de se sentar para comer. Desse modo, repetir a refeição fica bem mais trabalhoso e um ato mais consciente. Complete o prato com frutas, legumes e verduras: À medida que você começa a comer porções mais modestas, talvez sinta uma vontade enorme de ver mais comida no prato. Nesse caso, acrecente uma porção grande de aipos, cenouras ou pimentões crocantes, ou um tomate fatiado a sua refeição. E não há modo mais saudável para aumentar uma refeição do que comer uma maça, uma laranja ou um bom pedaço de melancia ou de melão como sobremesa. Guia das porções ideais A maioria das pessoas subestima as porções e as calorias em pelo menos 25% - o que significa que consomem centenas de calorias a mais todos os dias, sem perceberem. Veja, abaixo, um sistema simples para calcular o tamanho ideal de uma porção. Nós oferecemos dois métodos de comparação: o primeiro usar objetos comuns como parâmetro para o tamanho de uma porção, e o segundo, partes da sua mão.

A PORÇÃO IDEAL 75 g de carne 75 g de peixe 3 a 4 colheres de sopa de feijão 40 g queijo 2 colheres de sopa arroz 1 porção purê batata 1 bolinho de 25 g 1 pão francês pequeno 1 pedaço de bolo 1 colher de chá manteiga 1 colher de sopa de óleo batatas fritas nozes ou frutas secas

SE PARECE COM OU COM um pacote de lenços de papel a palma da mão aberta um talão de cheques a palma da mão aberta uma bola de tênis a mão fechada em forma xícara 3 dados seu polegar um bolinho industrializado uma das mãos fechada descanso para copo a palma da mão uma barra de sabonete metade da palma da mão a parte redonda da lâmpada metade do seu pulso um bloco de post-it 3/4 palma mão um selo a ponta do polegar base de uma xícara chá o centro da mão em forma xícara uma bola de tênis a mão em forma de xícara cheia uma bola de golfe a mão em forma de xícara cheia

39


SAÚDE PESSOAL Por Ivana Carvalho

O PODEROSO CHÁ VERDE O gosto dele não é dos melhores, contudo a ciência já comprovou que vale a pena usufruir de seus benefícios para a sua saúde. “Ele contém quantidades consideráveis de manganês, potássio, ácido fólico, vitamina C, vitamina K, vitamina B1 e a vitamina B2, nutrientes que são essenciais para o bom funcionamento do organismo”. Diversos estudos sugerem que o chá verde é um forte aliado do coração. Um estudo japonês, desenvolvido ao longo de 12 anos, constatou que os homens que bebiam pelo menos 900 ml de chá verde por dia tinham 42% menos risco de morrer por causa de uma doença cardiovascular. As catequinas, um antioxidante presente no chá verde, são muito importantes para reduzir os efeitos negativos do “mau” colesterol, diminuir os níveis de triglecerídeos e aumentar a produção do colesterol “bom”. O chá produzido a partir das folhas da planta Camellia sinensis (C. sinensis) é, depois da água, a bebida não alcoólica mais consumida no mundo. Durante séculos, o chá tem sido considerado pelos orientais como uma bebida saudável, sendo utilizado na China há aproximadamente 3.000 anos, sendo este país o seu principal produtor. A C. sinensis é amplamente cultivada no sul da Ásia, incluindo China, Índia, Japão, Tailândia, Sri Lanka e Indonésia.

A medicina chinesa tradicional recomenda o consumo do chá, pois o considera uma bebida benéfica à saúde, devido às suas propriedades antioxidantes, antiinflamatórias, anti-hipertensivas, antidiabéticas e antimutagênicas. Estudos recentes relataram que o chá verde tem propriedades funcionais e que, quando incluído na alimentação diária, pode trazer benefícios fisiológicos específicos, devido aos seus componentes.

40


O Chá Verde como Alimento Funcional: Na área da pesquisa com alimentos funcionais, a planta Camellia sinensis tem sido amplamente investigada devido ao seu conteúdo específico de flavonóides, que lhe confere inúmeras propriedades terapêuticas. Dependendo do processo de produção utilizado, suas folhas são a base para a produção de três principais tipos de chás: chá verde, oolong e preto, sendo que a diferença entre estes depende do grau de inativação das enzimas foliares durante o processamento. O chá verde é produzido das folhas frescas da planta, após uma rápida inativação da enzima polifenol oxidase, pelo emprego de vaporização e secagem, o que mantém preservado seu teor de polifenóis e o torna mais rico em catequinas que os demais. De acordo com os compostos bioativos do chá verde e a sua potencial capacidade de promover benefícios a saúde, diversos estudos demonstram que o mesmo deve ser considerado um alimento funcional. A composição química do chá verde inclui diversas classes de compostos fenólicos ou flavonóides, tais como flavonóis e ácidos fenólicos, além de cafeína, pigmentos, carboidratos, aminoácidos e certos micronutrientes como as vitaminas B, E, C e minerais como o cálcio, magnésio, zinco, potássio e ferro. Os principais flavanóis presentes no chá verde são os monômeros de catequinas. As catequinas do chá verde incluem, por exemplo, a catequina (C), a galocatequina (GC), a epicatequina (EC), a epigalocatequina (EGC), a epicatequina galato (ECG) e a epigalocatequina galato (EGCG). A EGCG corresponde a mais abundante catequina do chá verde (50-60%). O teor de catequinas no vegetal depende de alguns fatores externos, tais como forma do processamento das folhas antes da secagem, localização geográfica do plantio e condições de cultivo. O chá verde para o emagrecimento Garanto que você já ouviu falar que o chá verde acelera o metabolismo e queima gordura mais rápido. Pois bem, os créditos devem ser dados as catequinas que elevam o gasto energético, inibindo as enzimas que atrapalham a queima de gordura. Faça o teste, tome 2 xícaras de chá verde por dia durante uma semana e veja a diminuição em seu perfil adiposo. Caso você pratique alguma atividade física, procure tomar o chá no lanche da manhã e 30 minutos antes da prática de atividade física. Saúde e qualidade de vida sempre!!!!!!!


Mostrando um novo conceito em saúde !!!

“Aqui, a verdadeira qualidade de vida começa pela sua saúde”

Venha nos conhecer e faça uma aula experimental inteiramente grátis !

Horário de funcionamento: Segunda a sexta das 05:30h às 19h Sábados de 7h às 15h


- Treinamento Funcional

- Pilates de Solo

- Atendimento Personalizado

- Grupos de corridas

- JumpDance

- Fitball

- Ginástica Localizada

- Avaliação Física

- Condomínio Ativo

- Grupos Caminhada

Av.

Coronel Cícero Sá, nº 40

Tel: 85 - 9681- 5079 / 8837-8787 Horario:

8:00 - 18:00 hs


SAÚDE DIÁRIA

Por Monique Alencar

VIVER COM OTIMISMO As pessoas com senso de humor conseguem rir, pois sempre vêem algo positivo, inclusive nos lados obscuros da vida. A verdadeira serenidade é sinal de maturidade pessoal. “Só sei que nada sei.” Essa frase do pensador grego Sócrates encerra não só uma grande verdade filosófica, mas também um enorme senso de humor. Quem é capaz de caçoar de si mesmo tem perspectiva suficiente para rir das suas próprias deficiências. O verdadeiro humor apresenta uma dimensão filosófica. 44


Os conteporâneos de Sócrates não compreenderam a perspectiva humorística, em especial a do grande pensador, e o acusaram de heresia e corrupção.

Pela mesma razão, existem piadas sobre determinados grupos de uma população, como advogados, médicos, vagabundos e mulheres loiras.

A ausência de tolerância de seus comtemporâneos associada à falta de sendo de humor custoulhe a vida.

SENTIDO PARA O CONTRADITÓRIO No verdadeiro humor, sempre há alguma criatividade.

O que distingue uma pessoa com senso de humor? Graças a sua vida-cidade de espírito, ela capta instintivamente as situações engraçadas.

Geralmente, as pessoas que pensam com uma lógica severa não conseguem rir das coisas absur-

Sua inteligência a ajuda a detectar as cômicas disparidades entre o ideal e a realidade. Ela possui, além disso, a qualidade de saber se manifestar sutil e acertadamente. UM ALEMÃO E UM RUSSO SE ENCONTRARAM................... Atualmente, os conceitos relativos à comicidade parecem globalizar-se; apesar disso, em todo o mundo continuam existindo claras diferenças nacionais e regionais. As coisas das quais rimos dependem do contexto cultural, político e social no qual estamos inseridos. Por isso, há piadas que perdem a graça se forem traduzidas, e as pessoas costumam rir da suposta ignorância estupidez de outros povos e religiões, sejam portuguêses, americanos ou russos. www.granjaregina.com.br

O humor revela as pequenas deficiências com ironia e sátira carinhosa. Mostra às pessoas sua verdadeira imagem, sem desmascará-las totalmente.

das. Isso leva os cientistas a acreditar que o humor reside no hemisfério direito do córtex cerebral, onde estão localizadas as funções criativas. Por outro lado, parece que o senso de humor não é inato, mas que se estabelece na infância: quanto mais feliz e alegre for a criança, mais acentuado será seu senso de humor na vida adulta. O processo de amadurecimento do humor evolui de acordo com a idade e a maturidade mental. Pessoas em diferentes estágios de desenvolvimento não costumam rir das mesmas coisas, e mentes mais simples apresentam um humor pouco sutil. As crianças, por exemplo, não costumam reconhecer o aspecto cômico de livros e filmes. As pessoas maduras não vêem o mundo com tanta ingenuidade, pois são conscientes do sofrimento, da dor e da maldade, ainda que não desanimem por isso. O humor é o sinal de seu otimismo. O humor negro é o último refúgio dos que não aceitam os golpes irremediáveis do destino.

Pode-se dizer que pessoas com senso de humor, em geral, não se dobram tão facilmente aos imprevistos e superam melhor as turbulências da vida. O riso minimiza situações desagradáveis Chegou o Banquete Granja Regina, o maior lançamento do ano. da vida, dando lugar a leveza e Nobre, prático e ideal para celebrar a vida em família alegria do corpo e da alma. 45


ESTÉTICA Por Ivana Carvalho

DRENAGEM LINFÁTICA Drenagem Linfática!!!!! Hoje, é considerada um dos principais pilares no tratamento do linfedema. Os criadores desta técnica foram o biólogo dinamarquês Emil Vodder e sua esposa Estrid Vodder, em 1936. Tal técnica baseou-se na longa experiência adquirida por Emil Vodder e sua esposa com técnicas de massagens em Cannes, Riviera Francesa. A técnica surgiu da observação de ambos com pacientes que apresentavam linfonodos na

46


Obtiveram a melhora desses quadros com determinados tipos de movimento de estimulação física (massagem) realizados na região envolvida.

A drenagem linfática manual contribui para a defesa do corpo e sua ação antiinflamatória, promove relaxamento reduzindo a ansiedade do dia a dia.

A partir dessas observações, desenvolveu-se a técnica de drenagem linfática manual, com a sistematização de alguns tipos de movimentos e da orientação do sentido de drenagem.

Recomenda-se que a técnica de drenagem linfática deve ser realizada por profissionais com amplos conhecimentos sobre fisiologia (funcionamento) e anatomia do sistema linfático, pois existem contra indicações e cuidados. Geralmente, os indicados para esse tipo de técnica são os fisioterapeutas.

Em 1936, a técnica foi publicada em Paris, e, a partir dessa divulgação, vários grupos assimilaram esses conceitos, que são utilizados até os dias atuais. Inicialmente, a técnica foi divulgada nos congressos de estética, sendo realizada por esteticistas, biólogos e outros profissionais adeptos. Nos últimos anos, com a incorporação da drenagem linfática manual como parte importante do tratamento do linfedema, os médicos passaram a estimular sua prática por parte de fisioterapeutas fisioterapeutas e outros profissionais afins, como terapeutas ocupacionais e enfermeiros. Em 1999, Godoy & Godoy descreveram uma nova técnica de drenagem linfática, utilizando roletes como mecanismos de drenagem; com esta técnica, passouse a questionar a utilização dos movimentos circulares preconizados pela técnica convencional e sugeriu-se a utilização dos conceitos de anatomia, fisiologia e hidrodinâmica7-13. Os vasos linfáticos são condutores de fluidos (linfa) e, portanto, devem seguir as leis da hidrodinâmica. Para o deslocamento de qualquer tipo de fluido, devemos empre gar uma diferença de pressão entre as determinadas regiões que contêm esse fluido – no caso do sistema linfático, os vasos linfáticos. Qualquer tipo de compressão externa que promova um diferencial de pressão entre as extremidades pode deslocar o fluido contido num conduto, o que pode ter como resultado final a redução da pressão no seu interior e, assim, a facilitação da entrada de novo conteúdo por diferente pressão. Diversos materiais, além das mãos, podem ser utilizados como instrumentos facilitadores para exercer a pressão externa.

Em mulheres grávidas uma técnica mal executada pode estimular as contrações uterinas e causar até a antecipação do parto a partir do sexto mês de gravidez. O profissional deve verificar a fisiologia do corpo do paciente em questão e antes de dar início a sessão, observar se o útero não está contraído. Além do mais, dependendo do caso, pode prejudicar a circulação causando hematomas. Contudo, a drenagem não deve ser realizada se a pessoa estiver com febre, processos infecciosos, trombose, insuficiência cardíaca congestiva descompensada, hipertensão arterial não controlada e neoplasias malignas (câncer). Não perca tempo! Se você está com retenção de líquidos, ou quer ter saúde e obter uma boa forma, vale à pena recorrer à drenagem linfática manual. E lembre-se! mantenha exercícios regulares e alimentação saudável, seu corpo e organismo agradecerão.

A drenagem na atualidade Atualmente a drenagem linfática é indicada em diversos casos como no tratamento pré e pós- operatórios de lipoaspiração, cirurgias plásticas, micro lipoaspiração, combatendo a gordura localizada. A drenagem linfática também atua no tratamento do fibro edema gelóide (celulite), pós-traumatismos, retenção de líquidos, cansaços e desconforto muscular que comumente ocorre durante a gestação, em certos períodos de TPM, insônia e pós- mastectomia.

47


SAÚDE PESSOAL Por Ana Aurília Romão

ÁLCOOL

O hábito de ingerir bebidas alcoólicas varia de uma pessoa para outra. Algumas gostam de beber um vinho no jantar e outras de uma cerveja gelada enquanto assistem ao jogo de futebol. Outros preferem não beber, enquanto alguns bebem demais. As pessoas vêm se deliciando com bebidas fermentadas há 10.000 anos e debatido os prós e contras para a saúde por quase o mesmo tempo.

48


O fato é que o álcool tanto pode ser medicinal quanto venenoso. A diferença entre os dois efeitos está na dose.

Se você já consome bebidas alcoólicas regularmente, conheça algumas maneiras de obter mais benefícios para seu coração.

Consumido com moderação - não mais do que uma ou duas doses por dia - o álcool fornece muitos benefícios. Estudos mostram que quem o consome moderadamente não só vive mais do que os que exageram ou do que os abstêmios, mas possui um coração mais saudável.

A boa e velha uva

Anos de pesquisas, que reuniram mais de 750.000 homens e mulheres, têm mostrado que o consumo moderado de bebidas alcoólicas reduz de 30% a 40% o risco de doenças cardíacas e ou morte relacionada a doenças cardiovasculares.

Uma pesquisa com 12.321 médicos britânicos nascidos entre 1900 e 1930 descobriu que, em 1991, a taxa de mortalidade era menor entre os médicos que bebiam de 8 a 14 doses de bebidas alcoólicas por semana. A taxa de mortalidade entre eles era menor do que entre os médicos que não ingeriam e do que aqueles que ingeriam menos de oito doses por semana, ao passo que a taxa de mortalidade crescia à medida que a quantidade era superior a 21 doses por semana.

Consumidores conscientes também tendem a ter hábitos de vida saudáveis. São mais propensos do que os abstêmios e os beberrões a manter um peso saudável, a dormir de 7 a 8 horas por noite e a se exercitar regularmente. Eles também relatam desfrutar de uma vida social satisfatória e relaxada. Em resumo, possuem um coração alegre - emocional e fisicamente. Pode-se dizer o oposto em relação aos que bebem demais. O etanol, ingrediente ativo das bebidas alcoólicas, prejudica a função cognitiva e causa uma devastação em todos os órgãos do corpo quando consumido em excesso. Beber em demasia pode levar a hipertensão, obesidade, cardiomiopatia (grave fraqueza do músculo cardíaco), insuficiência cardíaca, arritmia (batimentos irregulares) e infarto do miocárdio. Outros riscos incluem o alcoolismo e acidentes de automóvel. Como os riscos superam em muito os benefícios, se você deseja começar a beber, limite-se a uma taça por dia durante o jantar. Segundo pesquisas britânicas, uma ou duas doses de vinho por dia podem ajudar a proteger o coração de infartos do miocárdio em homens acima dos 40 anos e em mulheres que já estão na pós-menopausa. Porém, quantidades maiores de bebidas alcoólicas podem elevar a pressão arterial e contribuir para o ganho de peso e outros problemas médicos e sociais graves.

Quer você prefira gim com tônica, cerveja ou uma taça de vinho, todas as bebidas alcoólicas protegem um pouco o coração.

Embora qualquer bebida ofereça benefícios ao coração, o vinho parece ser a melhor opção. É o que explica o “paradoxo francês” - a descorberta de que embora muitos franceses fumem e tenham alimentação rica em gorduras saturadas, são poucos propensos a desenvolver doenças cardíacas. Os cientistas costumam atribuir a saúde cardíaca dos franceses a sua paixão pelo vinho tinto, mas parece mais provável que sua dieta mediterrânea - rica em frutas, veduras e legumes frescos, azeite, alho e peixe - também exerça uma grande influência. Outros fatores encontrados na vida dos franceses, como atividade física diária e um estilo de vida mais descontraído, também fazem bem ao coração, mas não há dúvida sobre o fato de que o vinho contém substâncias que combatem agentes agressores do coração. Estudos também afirmam que nos países em que há maior consumo de vinho as taxas de doenças cardíacas são mais baixas que nos países onde a cerveja e os destilados são preferidos. O vinho contém antioxidantes conhecidos como polifenóis, incluindo um flavonóide chamado quercetina e o composto resveratrol, que, aparentemente, ajudam a prevenir a oxidação do perigoso colesterol LDL. Isso torna o colesterol menos propenso a aderir às paredes das artérias

Segundo pesquisas britânicas, uma ou duas doses de vinho por dia podem ajudar a proteger o coração de infartos do miocárdio 49


Os cientistas agora estão estudando outro grupo de compostos, as saponinas. Elas são encontradas nas cascas das uvas e parecem promover a saúde do coração ao envolver o colesterol e impedir sua absorção do sangue. Elas também podem ajudar a reduzir inflamações. Pense quando beber Se você decidiu beber, escolha sabiamente. As dicas a seguir vão ajudá-lo a apreciar o álcool enquanto ajuda seu coração. 1. Prefira os encorpados: Desculpem, fãs dos chardonnay, mas quando se trata de benefícios para a saúde, os vinhos brancos perdem se comparados aos tintos. Isso acontece porque os vinhos brancos são feitos sem casca das uvas (ou a mistura das cascas maceradas é removida no início do processo), que é a fase em que os compostos mais protetores se encontram. Quando escolher um tinto, prefira variedades encorpadas, ricas nas substâncias químicas mais saudáveis para o coração. 2. Beba durante o jantar: Alguns estudos sugerem que os poderes anticoagulantes e controladores do colesterol do vinho ficam mais pronunciados quando você saboreia às refeições. Um benefício a mais é que o vinho reduz os riscos de intoxicação alimentar. Uma pesquisa de pesquisadores britânicos, avaliando as chances de contração de infecções por via oral ao se compartilhar o mesmo copo, descobriu que o vinho possuía efeito bactericida sobre a maioria dos microrganismos testados - em outras palavras, matou a maioria dos germes. 3. Tome suplemento: O álcool bloqueia a absorção do ácido fólico e o torna inativo na corrente sanguínea. Isso é ruim, porque essa substância ajuda a livrar o corpo da homocisteína - mas o álcool por si só reduz os níveis de homocisteína, o que poderia contrabalançar o efeito negativo. Mas muitos de nós não obtêm ácido fólico suficiente na alimentação. Tomar um suplemento pode ajudar a eliminar a deficiência. 4. Obtenha benefícios sem álcool: Você pode obter alguns dos benefícios das uvas sem o álcool, tomando suco da fruta, que contém muitos dos ingredientes ativos presentes no vinho. mas lembre-se de que o álcool fornece sua própria proteção para o coração e, portanto, as bebidas não alcoólicas não geram o smesmos benefícios.

açúcar, e evite coquetéis feitos com licores doces ou ingredientes calóricos, como polpa de frutas, creme de leite ou leite de coco. 6. Um pouquinho por dia: Beber uma média de uma a duas doses por dia não é o mesmo que não beber durante a semana e tomar um porre no fim de semana. Pesquisam mostram que os homens que bebem um pouco todos os dias correm menos risco de um infarto do miocárdio do que aqueles que bebem muito com menor frequência.

Na dose certa Se você bebe, provavelmente bebe mais do que pensa. A maioria das pessoas não sabe quanto é uma dose e, além disso, o teor alcoólico de muitas bebidas aumentou nos últimos anos. Por exemplo, uma cerveja Heineken continha 3,4% de álcool há três anos; atualmente são 5%. O mesmo acontece com os vinhos - muitos tinham teor alcoólico de 9% ou 10%, hoje o comum varia entre 13% e 14%. Veja, abaixo, as doses de algumas bebidas: 500 ml de cerveja comum = 2 doses 500 ml de cerveja forte = 3 doses 500 ml de sidra = 2 doses 175 ml de vinho = 2 doses 1 medida do bar de run, gim, ou uísque = 1 dose garrafa de vinho = 7 a 9 doses garrafa de vodca = 32 doses Xerez = 1 dose Os homens não devem consumir mais do que 3 ou 4 doses por dia e as mulheres, 2 a 3 doses por dia.

5. Cuidado com as misturas: Muitos ingredientes misturados nos coquetéis contêm açúcar e muitas calorias. Opte por água natural ou gasosa, ou suco de frutas sem 50


PROMOÇÃO: CORAGEM ! SEJA O MAIS NOVO MODELO DA CAPA Para concorrer, basta preencher o cupom abaixo, responder a pergunta e enviá-lo para Rua jorge da Rocha 90 - Meireles.

NOME: _________________________________________________________________________________ ENDEREÇO:____________________________________________________CEP:_______-_____________ COMP:__________________________________________CIDADE:________________________________ TELEFONE:(

)_____________________EMAIL:_____________________________________________

PERGUNTA: Porque você deve ser o escolhido para a próxima capa da revista SAÚDEINFOR ?

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

www.granjaregina.com.br

Chegou o Banquete Granja Regina, o maior lançamento do ano. Nobre, prático e ideal para celebrar a vida em família


NIGHT GOURMET

Por Leandro Felício

PERSONALIDADES CEARENSES Ola a todos! Nesta edição a revista SAÚDEINFOR visitou o Ristorante italiano “La Bella Italia” na companhia do músico e fisioterapeuta Eduardo Neves. Em um bate papo pra lá de descontraído, Eduardo nos falou sobre seus projetos profissionais envolvendo o lado da saúde, bem como, seu lado artistico. Para quem busca o encontro com a verdadeira tradição italiana, não pode deixar de visitar o restaurante recomendado pelo nosso convidado, de propriedade de Luca Lunghi e Andrea Antonucci. É sem dúvida, uma viagem gastronômica nos autênticos sabores da cozinha italiana, na qual, envolve os mais requintados paladares. Em sua decoração, o espaço apresenta uma decoração clássica mas despojada, onde podemos observar quadros que relembram locais mundialmente conhecidos da Itália e alguns que retratam fatos importantes na história do país. Todos os ambientes foram projetados para proporcionar conforto, aconchego e privacidade aos seus clientes. Entre os pratos mais conhecidos do restaurante, fomos agraciados com o “Spaghetti ai Frutti di Mare” (frutos do mar, azeite extra virgem com molho de tomate) e o “Rigatoni ai Funghi Porcini Gratinari” (creme de leite, molho de tomate, funghi porcini e especiarias). O restaurante é comandado pelo chefe Agostino Veneziano, italiano, formado na escola de gastronomia Fate Bene Fratelli, de Caltanissetta, Sicília. Com mais de 20 anos de experiência, atuou em diversos locais de renome, como a “Enoteca Pinchiorri” de Frorença. Os proprietários da casa afirmam que o conceito do Ristorante La Bella Italia, é trazer as verdadeiras raízes da cozinha italiana para Fortaleza, fazendo com que os clientes passem a conhecer, a apreciar e distinguir os autênticos sabores desta culinária. O Ristorante fica localizado na Avenida Almirante Barroso, 812, Praia de Iracema. Telefones para contatos e reserva: (85) 3219- 2166. 52


CRÔNICAS DE UM XUXU COM PIMENTA Por Leandro Felício

COZINHAR

É COISA DE HOMEM?

Janeiro de 1998, lançei-me de corpo inteiro a um projeto que a muito tinha vontade de concluir, mas que devido ao medo e insegurança tinha deixado um pouco de lado. Que projeto era esse? Aprender os dotes da gastronomia. Isto mesmo, uma paixão que surgiu ainda em minha adolescência mas, tinha ficado de lado por questões de preconceito e valores errados da sociedade na época, mais que hoje transformouse em um verdadeiro robby e porque não dizer prazer. Imaginem um sábado à noite, em sua casa juntamente com sua amada esposa e filhos e convidar casais de amigos para um noite de se jogar conversa fora, tomar alguns drinks, escutar uma música e aproveitar para saborear uma boa culinária, feita pelo chefe da casa. Pensou? Pois é amigos, momentos como estes ficam marcados na vida de qualquer pessoa, ainda mais para aqueles que organizam tudo isso. A sensação de satisfação ao observar que suas receitas foram bem aceitas pelos convidados é o maior troféu para um culinarista. As horas dedicadas aos ingredientes, as criações de pratos mais exóticos e, a arrumação dos pratos na hora de servir dão o toque de charme e cuidado do cozinheiro. Vivemos em uma sociedade que atualmente vem mudando um pouco seus valores em relação as questões do homem ir para a cozinha. Se voltassemos no tempo, isso com certeza seria recebido como coisa de mulherzinha ou algo até pior. Então caro leitor, não perca mais tempo, deixe de lado sua visão errado de que cozinha é local de mulher e faça você mesmo um jantar de gala para pessoa que você ama ou simplesmente tem um carinho especial. Tenha certeza, que homens de cozinha sempre saem na frente em relação a uma boa conquista amorosa. Saúde a todos!!!!!!!!!!!!! 53


RECEITA Por Leandro Felício Ingredientes: 8 Camarões grandes sem casca 3 colheres de sopa Morangos cortados em tiras ¼ taça de vodca (flambar) ½ Alface roxa em tiras ½ Alface crespa em tiras 2 colheres de sopa de avelã 2 colheres de sopa de azeite Balsâmico

Salad Shrimp flambeed of Strawberry

½ limão Pimenta do reino branca e sal a gosto Modo de preparo: Tempere os camarões com o limão, pimenta do reino branca e sal (deixe marinar por 15 minutos). Em uma frigideira, coloque os camarões e doure por cerca de 40 segundos de ambos os lados, acrescente a vodca e flambe-os ate a vodca evaporar (reserve). Corte as folhas de alface em tiras e pique a avelã em pedaços pequenos. Finalização do Prato: Em um prato, coloque primeiro as folhas de alface com as avelãs e em seguida os camarões flambados. Nas bordas do prato coloque os morangos cortados também em tiras e sobre toda a salada acrescente as duas colheres de azeite balsâmico. Para finalizar o prato, insira um ramo de cebolinha no centro.

54


PARTICIPE DO GRANDE SORTEIO

TABLET SAMSUNG GALAXY

Grande sorteio a ser realizado dia 30 de Novembro de 2012 Participe: Envie este cupom para o endereรงo: Rua Jorge da Rocha nยบ 90, Bairro: Meireles NOME: _________________________________________________________________________ ENDEREร‡O:____________________________________________________CEP:_______-_____ COMP:__________________________________________CIDADE:________________________ TELEFONE:(

)_____________________EMAIL:_____________________________________



REVISTA SAÚDEINFOR