Page 1


EnergyLine oferece

SOLUÇÕES E USO ECONÔMICO DE ENERGIA Em tempos em que o uso consciente da energia passa a ser prioridade no fortalecimento da indústria e do comércio, assim como o convívio social, estar atento às formas de se otimizar o uso deste importante recurso é vital. Foi para atender estas necessidades que Sorriso ganhou em 2017 a Energyline – Energia Solar, que tem sua atuação profissional focada em oferecer solução em energia, com serviço de consultoria e assessoria em contas de energia. A empresa foi fundada por Leopoldo Miranda Souza, consultor em energia solar, eletricista, eletrotécnico e acadêmico do curso de Engenharia Elétrica. Natural de Pontalina/GO, Souza sempre se interessou pela eletricidade e o que ela representa para o desenvolvimento da humanidade. Desde pequeno as vol-

tagens e a forma com que a energia se comporta o cativavam. Por conta desta vocação pelo estudo e uso da energia, Leopoldo iniciou sua atuação como eletricista profissional em 2001, numa trajetória contínua de aperfeiçoamento e fidelização de clientes. Hoje, seu nome é referência regional quanto a profissionais que conquistaram respeito dos clientes por conta da sua atuação e credibilidade. A projeção da carreira de Leopoldo ganhou mais força em 2013, quando ele se mudou para Sorriso. A energia solar passou a estar mais presente no seu cotidiano profissional, tendo em vista o apelo ambiental e econômico que este novo formato na produção de energia vinha ganhando força em todo o Brasil, se apresentando como um mercado em ascensão no País.

O USO CONSCIENTE DA ENERGIA passa a ser PRIORIDADE no fortalecimento DA INDÚSTRIA E DO COMÉRCIO.

SOLUÇÕES Apesar de jovem, a empresa expandiu expressivamente o seu eixo de atuação e contabiliza dezenas de projetos executados, todos com grande satisfação dos clientes. Além da concretização de projetos, outro foco é o gerenciamento de redes elétricas, residenciais ou de empresas, o que se converte e economia e aprimoramento de processos de soluções em energia renovável, proporcionando o melhor uso dos recursos disponíveis.

ENERGYLINE Em 2017 nasce a EnergyLine – Energia Solar, que sempre teve agregada em sua missão o objetivo de tornar a energia fotovoltaica mais presente no cotidiano das pessoas e empresas. A EnergyLine é representante da Balfar – Indústria Fotoelétrica, maior do segmento no Brasil, reconhecida por sua alta tecnologia na produção de painéis de energia solar.


Guia médico

Revista Saúde Edição 25 | Março . 2019 | Norte do Mato Grosso

Dr. Andreas Nogueira Sales Nefrologista CRM/MT 5706 | RQE 4155

CTR - Clínica de Tratamento Renal Av. Flamboyant, 2128 Jardim Paraíso- Sinop/MT 66 3532 2297

Dr. Antonio Geraldo Santana Queiroz Cirurgia Vascular CRM/MT 9980 | RQE 4499 Cimo Pax Av. Porto Alegre, 3144, Centro Sorriso/MT 66 3545 1413 | 66 99916 2962 Clínica Vila Vitalle Av. das Embaúbas, 1593 Bairro Centro - Sinop/MT 66 99916 2962 | 66 3531 6743

Dra. Ariane Vieira Callegari

Dr. Bernardo Ruben Pinto Martins

Médica Pediatra

Oftalmologista

CRM/MT 8981 | RQE 4247

CRM/MT 8617 | RQE 3751

Clínica dos Anjos Avenida Paraná, Número 150 E, Sala 10, Bairro Centro - Lucas do Rio Verde/MT 65 3549 1303 | 65 99648 5330

Focus Oftalmologia Avançada Av. Natalino João Brescansin, 1571 Centro - Sorriso/MT 66 3545 0670 | 66 99913 2012

Dr. David Miarelli Leao

Dr. Diego Aguirre

Pediatra e Medicina Intensiva Pediátrica

Pediatria CRM/MT 9033 | RQE 3933

CRM/MT 9.868 | CRM/MG 38.643 RQE 4552 |RQE 4553 Clínica Pediatrica Dr. David Miarelli Leao Avenida Brasil 160-S - Alvorada Lucas do Rio Verde/MT 65 9 9900 3322

Clínica Minghelli Rua São João, 2194 Villa Romana - Sorriso/MT 66 3544 3783 | 66 99956 6858

Dr. Edgar Stropa Lamas Cardiologista

Dr. Fábio Cristovão da Rocha

CRM/MT 8768 | RQE 3819

Médico CRM/MT 4862

Local de Atendimento Av. Brasil, 2281, Sala 05, Vila Romana - Sorriso/MT 66 99929 6929 | 66 3544 3277

Alliance Medical Center Av. Brasil, 2.174 - Centro - Sorriso/MT 66 3545 1124 66 3545 1026 | 66 99716 5552

Dr. Fábio Massahiro Chinhama

Dr. Herzen Milagres Marcenes Neto

Diagnóstico por Imagem Ultrassonografia

Psiquiatra CRM/MT 8767 | RQE 3812

CRM/MT 4038 | RQE 3472

Alliance Medical Center Av. Brasil, 2.174 - Centro - Sorriso/MT 66 3545 1124 66 3545 1026 | 66 99716 5552 8

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Sincor Clínica Av. Dos Tarumas, 1040 Centro - Sinop/MT 3535 1118 | 3535 1117 66 99904 1117


Revista Saúde Edição 25 | Março . 2019 | Norte do Mato Grosso

Guia médico

Dra. Jacqueline De Marchi

Dr. João F. Dantas Neto

Cirurgia Geral

Ginecologia, Obstetrícia e Acupuntura

CRM/MT 6343 | RQE 3206

CRM/MT 9591 RQE 4210 | RQE 4211 | TEGO 0403/2004

Centro Médico São Mateus Av. Aclimação, 243 - Bosque da Saúde, Cuiabá/MT 65 3051 2222 | 65 99629 6064

Clínica Minghelli Rua São João, 2194 Villa Romana - Sorriso/MT 66 3544 3783 | 66 99607 6565

Dra. Juliana Alves dos Reis

Dr. Lair Tiago de Marchi

Dermatologista CRM/MT 3960 | RQE 4118

CRM/MT 7107 RQE 4434 | RQE 4433

Local de Atendimento Avenida Porto Alegre, 2964 Centro - Sorriso/MT 66 3544 4083 | 66 98102 2107

Clínica Maiorclin Rua das Orquídeas, 682 Sala 01/02 - Térreo - Sinop/MT 66 99726 0500

Dr. Lauro Maiolino Ribeiro

Dr. Leandro Augusto Minghelli

Medicina Hiperbárica Ortopedia e Traumatologia CRM/MT 3232 | RQE 867 TEOT 8437 - SBMH OA313 Alliance Medical Center Av. Brasil, 2.174 - Centro - Sorriso/MT 66 3545 1124 66 3545 1026 | 66 99716 5552 Hospital 13 de Maio Av. Brasil, 2346, Vila Romana, Sorriso/MT 66 3212 4700 | 66 3544 0072

Dr. Leonardo Vieira Costa Gastroenterologia Endoscopia Digestiva CRM/MT 9330 | RQE 4066 | RQE 4067

Urologista - Cirurgião Geral

Ortopedista e Traumatologista CRM/MT 3806 TEOT 7966 | RQE 10906

Clínica Minghelli Rua São João, 2194 Villa Romana - Sorriso/MT 66 3544 3783 | 66 99958 0072

Dr. Luiz Antonio Zanotelli Zanella

Alliance Medical Center Av. Brasil, 2.174 - Centro - Sorriso/MT 66 3545 1124 66 3545 1026 | 66 99716 5552 Instituto de Cirurgia do Aparelho Digestivo (ICAD) Rua Paranapanema, 1819S, Sala 01 Lucas do Rio verde/MT 65 3548 9093 | 65 99622 3037

Ortopedia e Traumatologia CRM/MT 7327 - RQE 2964 Clínica LOT Av. Rio Grande do Sul, 877 S - Bairro Menino Deus - Lucas do Rio Verde/MT 65 3549 5230 Clínica SOT Av. das Itaúbas, 1879 - Jardim Paraíso - Sinop/MT 66 3532 5265

Dr. Luiz Augusto Silva Campos Martinelli

Dr. Luiz Gonzaga de Figueiredo Filho

Médico Oftalmologista

Nefrologista

CRM/MT 5973 | RQE 4654

CRM/MT 6180 | RQE 3211

Centro de Especialidades Santo Antônio Av. dos Flamboyants, 2145 Sinop/ MT 66 3517 1801 | 66 3517 1800

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá 65 3023 2003 | 65 3025 7047

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

9


Guia médico

Revista Saúde Edição 25 | Março . 2019 | Norte do Mato Grosso

Dr. Luiz Guilherme Baster de Figueiredo

Dr. Luiz Philippe Baster de Figueiredo

Nefrologista

Nefrologista

CRM/MT 5552 | RQE 2022

CRM/MT 5859 | RQE 4137

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá 65 3023 2003 | 65 3025 7047

CTR - Clínica de Tratamento Renal Av. Flamboyant, 2128 Jardim Paraíso - Sinop/MT 66 3532 2297 | 66 99912 0808

Dr. Márcio José Munhoz Soares de Moraes

Dr. Marcos Adriani Debiasi

Ortopedia e Traumatologia

CRM/MT 10466 | RQE 4797

Neurologista

CRM/MT 5670 | RQE 2064

Sinop Clínica Rua das Hortências, 1439 - Sinop/MT 66 3531 6466 | 65 99656 3174 65 993195754

Alliance Medical Center Avenida Brasil, 2174 Centro - Sala 215 - Sorriso/MT 66 3545 1026

Dra. Nibsy Coromoto Vegas Rondon

Dra. Priscila Fonseca

Cirurgia Geral

CRM/MT 7172

Médico

CRM/MT 8097 | RQE 4083

Alliance Medical Center Av. Brasil, 2.174 - Centro - Sorriso/MT 66 3545 1124 66 3545 1026 | 66 99716 5552

Dr. Rafael Ramalho Silva CRM/MT 6547

Alliance Medical Center Av. Brasil, 2174, 1° Andar Sala 108 - Sorriso/MT 66 99687 2721 | 66 3545 1909

Dr. Rodrigo Quintino Linhares Médico CRM/MG 61737

Clínica Onodera Av. Sibipirunas 2706 - Sinop/MT 66 99205 3912 | 66 3515 9973

Clínica Sincor Av. dos Tarumãs St. Res. Sul, Sinop/MT 66 3535 1117 | 66 3535 1118 66 99904 1117

Dra. Roberta Peixoto Pedroso Martins

Dr. Rodrigo Peres Pimenta

Nefrologista

CRM MT 4122 | RQE 4225

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

CRM/MT 7330 | RQE 2950

CTR - Clínica de Tratamento Renal Av. Flamboyant, 2128 - Jardim Paraíso Sinop/MT 66 3532 2297

10

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

RP Pimenta Telerradiologia Rua Albuquerque Peixoto, 351 Verdão, Cuiabá/MT 65 98417 8284


Revista Saúde Edição 25 | Março . 2019 | Norte do Mato Grosso

Guia médico

Dra. Rosa Fani Alcara Bogado

Dr. Sávio M. Ferreira

Médica do Trabalho

CRM/MT 7986 | RQE 3338

Oftalmologista

CRM 5317 | RQE 5917

Alliance Medical Center Av. Brasil, 2.174 - Centro - Sorriso/MT 66 3545 1124 66 3545 1026 | 66 99716 5552

Dr. Sérgio Luis Bianchi de Sá Médico Radiologista CRM/MT 6827 | RQE 2690

Clínica UniCeu Av. Natalino João Brescansin, 1439, Esq/ C/ Av. Blumenau - Sorriso/MT 66 3544 3729 | 66 99679 9898

Focus Oftalmologia Avançada Av. Natalino João Brescansin, 1571 Centro - Sorriso/MT 66 3545 0670 | 66 99913 2012

Dra. Silviani Branger Paranhos Ginecologista - Obstetra - Mastologista CRM/MT 9559 | RQE 4192 | RQE 4193

Clínica Dra. Silviani Branger Paranhos Avenida das Embaubas, 1578 - Sala 109 - Centro - Sinop/MT 66 3531 4435 | 66 99697 1602

Dra. Talita Pompermaier

Dr. Victor Albuquerque

CRM/MT 7058

Cirurgia Plástica CRM/MT 8623 | RQE 3790

Clínica Talita Pompermaier Avenida João Batista Frâncio 1613, Bairro Recanto dos Pássaros, Sorriso/MT 66 3544 0978 | 66 99928 4276

Espaço Milano Av. Érico Preza, 500, Jardim Itália Cuiabá/MT 65 3365 5090 | 65 99605 1985

Dr. Victor Maia Marques

Dr. Werner Gruttner Toews

Angiologista e Cirurgião Vascular

Ortopedia e Traumatologia

CRM/MT 5810 | RQE 5373 | 5374

CRM/MT 3399 | RQE 7305

Sorriso/MT Av. Natalino J. Brescansin, 2441 - SL.3 66 3544 7398 | 66 99673 2560 Lucas do Rio Verde/MT Av. Rio Grande do Sul, 193S - SL.2 - Centro 65 3549 6358 | 65 99965 6358

Clínica Promater Av. Tarumãs, 976 - Sinop/MT 66 3533 2128 | 66 99680 9010 66 99985 3946

Dr. Yan Diego de Almeida Castilho Urologista CRM/MT 9993 | RQE 4538

GastroCor Rua Nonoai, 212-S Centro - Lucas do Rio Verde/MT 65 3549 4796 | 65 99908 4545 rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

11


Guia de profissionais

Revista Saúde Edição 25 | Março . 2019 | Norte do Mato Grosso

Andressa Machado Esteticista

BIOMEDICINA ENFERMARIA ESTÉTICA Clínica Andressa Machado 66 99986 4020

Darlyne Inês Ruhoff Naves

Eduarda Pereira

Biomédica

Esteticista

CRBM 8862

New Skin Clínica Estética - Bem estar Av. Sibipirunas, 4002 Setor Residencial Norte - Sinop/MT 66 99600 4229

DermoLaser estética Avançada Av. Perimetral Noroeste, 3275- Vila Romana - Sorriso/MT 66 3544 0644 | 66 99677 5667

Jiandra da Luz

Dra. Lile Dall Astra

Dermatofuncional Estética

Biomédica Esteta

CREFITO 123941-F

CRBM 3-9892

Clínica Jiandra da Luz Emagrecimento Avançado e Estética Rua das Aroeiras, 937 Centro - Sinop/MT 66 99604 2210

Clínica Lile Dall Astra Av. dos Tarumãs, 995 - 1° andar, Sala 13 - Jardim Botânico, Sinop/MT 66 99686 0099 | 66 3520 2812

Enf.ª Luciene da Silva Enfermaria COREN/MT 290.755

Clínica Minghelli Rua São João, 2194 Villa Romana - Sorriso/MT 66 3544 3783 | 66 99958 0072 12

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Revista Saúde Edição 25 | Março . 2019 | Norte do Mato Grosso

Guia de profissionais Dra. Carla Dente Cachiatori Fisioterapeuta

FISIOTERAPIA

CREFITO 9/149658-F

NUTRIÇÃO Alliance Medical Center Avenida Brasil, 2174 Sala 226, 2° Piso - Sorriso/MT 66 3544 0210 | 66 99605 1234

Dra. Fabiana Eidt

Fernanda Stefene Vital

Nutricionista

Fisioterapia

CRN 4834

CREFITO 87.505/MT

Alliance Medical Center Avenida Brasil, 2174 Centro - Sorriso/MT 66 3544 0210 | 66 98128 7464

REABILITAR Anexo a Clínica do Coração Rua das Amendoeiras, 267 - Centro Sinop/MT 66 3531 3480 | 66 99956 2553 66 99632 9294 | 66 99996 0865

Lahis Marques Adami da Luz

Dra. Pamela Marques

Fisioterapia

CREFITO 242478-F

Fisioterapeuta Dermatofuncional

CREFITO-9.158923-F REABILITAR Anexo a Clínica do Coração Rua das Amendoeiras, 267 - Centro Sinop/MT 66 3531 3480 | 66 99956 2553 66 99632 9294 | 66 99996 0865

Criolaser Rua das Primaveras, 3107 Centro - Sinop, MT 66 3015 2008 | 66 99944 8008

Dra. Maria Cândida da Silva

Dra. Mayra Lovezutte

Fisioterapeuta Dermatofuncional

Nutricionista

CREFITO 269180-F

CRN 1-14552

Clínica Lile Dall Astra Av. dos Tarumãs, 995 - 1° andar, Sala 13 - Jardim Botânico, Sinop/MT 66 99686 0099 | 66 3520 2812

Clínica Lile Dall Astra Av. dos Tarumãs, 995 - 1° andar, Sala 13 - Jardim Botânico, Sinop/MT 66 99686 0099 | 66 3520 2812

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

13


Guia de profissionais

Revista Saúde Edição 25 | Março . 2019 | Norte do Mato Grosso

Dr. Adenir João Biesek Cirurgião BucoMaxiloFacial e Implantodontista CRO/MT 2787

ODONTOLOGIA

CEFF Avenida Blumenau, 4280, SL. 02 Jd. Recanto dos Pássaros - Sorriso/MT 66 3544 8397 | 66 99962 8397 Alliance Medical Center Av. Brasil, 2.174 - Centro - Sorriso/MT 66 3545 1124 | 66 3545 1026 66 99716 5552

Dra. Bruna Caroline Guarnier

Dr. Cleber Cleiton Chiodelli

Cirurgiã-Dentista

CRO/MT4936

Cirurgião-Dentista

CRO/MT 7379

Clínica Odonto Saúde Rua dos Desbravadores, 2515 Centro Norte - Sorriso/MT 66 3545 1897 66 99682 0939

Clínica Odonto Saúde Rua dos Desbravadores, 2515 Centro Norte - Sorriso/MT 66 3545 1897 66 99682 0939

Dra. Cristiane R. Rech Barbosa

Dra. Daniela Fuzinatto Fernandes

Cirurgiã-Dentista

Odontologia

CRO/MT 3211

CRO/MT 5251

Alliance Medical Center Av. Brasil, 2.174 - Centro - Sorriso/MT 66 3545 1124 66 3545 1026 | 66 99716 5552 Centro Estético Odontológico 66 3544 9837 | 66 99958 9837

Odontologia Pais e Filhos Av. Blumenau 3514, SL 02, Sorriso/MT 66 99649 7807 | 66 3544 6832

Dra. Daniele Priscila Guarnier

Dr. Ernesto Miyamoto

Cirurgiã-Dentista

CRO/MT 2941

Implantodontia e Prótese Dentária

CRO/MT 7380

Clínica Odonto Saúde Rua dos Desbravadores, 2515 Centro Norte - Sorriso/MT 66 3545 1897 66 99682 0939

Odontologia Estética Av. Curitiba, 2344, Centro, Sorriso/MT 66 3544 7222 | 66 99654 6712

Dra. Jaqueline Moraes de Souza

Dra. Letícia Biesek

Endodontista

CRO/MT 3092

Ortodontista

CRO/MT 5346

CEFF Avenida Blumenau, 4280, SL. 02 Jd. Recanto dos Pássaros - Sorriso/MT 66 3544 8397 | 66 99962 8397

14

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

CEFF Avenida Blumenau, 4280, SL. 02 Jd. Recanto dos Pássaros - Sorriso/MT 66 3544 8397 | 66 99962 8397


Revista Saúde Edição 25 | Março . 2019 | Norte do Mato Grosso

Guia de profissionais

Dr. Marco Aurélio Barbosa

Dra. Roseli Moia

Odontologia

Cirurgiã Dentista

CRO/MT 1846

CRO/MT 4135

Rua das Caviúnas, 441, Setor Residencial Sul - Sinop/MT 66 3531 6278 | 99908 3600

Av. Tarumas, 730 A - Sinop/MT 66 3531 0706 | 66 99613 6107

Dra. Simoni Herrero

Dr. Tibério Fernando Ost

Ortondontista

Reabilitação Oral e Estética

CRO/MT 4627

CRO/MT 3445

Donti Odontologia Av. Paraná, (Esquina com Av. Goiás) 272-S Lucas do Rio Verde/MT 65 3549 3817 | 65 99815 9160

CEFF Avenida Blumenau, 4280, SL. 02 Jd. Recanto dos Pássaros - Sorriso/MT 66 3544 8397 | 66 99962 8397 Alliance Medical Center Av. Brasil, 2.174 - Centro - Sorriso/MT 66 3545 1124 | 66 3545 1026 66 99716 5552

Dra. Ticiane Joyce Gamez Lamas

Dra. Veroní Salvon Bergmann

Ortodontista e Ortopedia Facial

Cirurgiã-Dentista

CRO/MT 7105

CRO/MT 2895

Local de Atendimento Av. Brasil, 2281, Sala 05, Vila Romana- Sorriso/MT 66 99929 6929 | 66 3544 3277

Alliance Medical Center Av. Brasil, 2.174 - Centro - Sorriso/MT 66 3545 1124 66 3545 1026 | 66 99716 5552 Centro Estético Odontológico 66 3544 9837 | 66 99958 9837

Dr. Vinícius Fernando de Jesus Melo Odontologia CRO/MT CD 7844

Oral Sin Av. Paraná, 392 S - Centro Lucas do Rio Verde/MT 65 3548 1700 rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

15


Guia de profissionais

PSICOLOGIA QUIROPRAXIA

Dra. Cintia Carla Gregory Psicologia CRP/MT 02250

Clínica Minghelli Rua São João, 2194 Villa Romana - Sorriso/MT 66 3544 3783 | 66 99625 9467

Dra. Marilaine Barili Quiropraxista

Centro de Quiropraxia Av. Tancredo Neves, 974 SL.3 - Centro - Sorriso/MT 66 3544 8569 | 66 99972 9253

Dr. Roger Vargas Quiropraxista ABQ 0680

Centro de Quiropraxia Av. Tancredo Neves, 974 SL.3 - Centro - Sorriso/MT 66 3544 8569 | 66 99972 9253 16

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Revista Saúde Edição 25 | Março . 2019 | Norte do Mato Grosso


Índice 20

DIARRÉIA OU CONSTIPAÇÃO: você pode ter Síndrome do Intestino Irritável

Revista Saúde Edição 25 | Março . 2019 | Norte do Mato Grosso

52

5S Estilo de Vida

54

Lesão do manguito rotador

56

Técnicas Odontológicas Avançadas no tratamento de desordens congênitas e adquiridas do sistema estomatognático

Jiandra da Luz

Dra. Jacqueline de Marchi

22

Dra. Juliana Alves do Reis: dermatologia e a função desta importante área da medicina Dra. Juliana Alves dos Reis

24

Disfunção da ATM

26

A ultrassonografia no diagnóstico de doeças

58

Quem deve declarar o IRPF em 2019?

28

Dra. Talita Pompermaier fala à Revista Saúde® sobre Radiofrequência e redução de medidas

59

Será que preciso conversar com um psiquiatra?

30

Especial Capa: Método de emagrecimento Afine-se

60

DESGASTES DENTÁRIOS: Uma nova ameaça à saúde bucal

32

Insuficiência Renal Crônica: uma doença silenciosa

62

O Trabalhador e a Contribuição Sindical

38

Pterígio - a “carninha simples” que pode comprometer a visão

64

Implante dentário Recupere seu sorriso e sua autoestima

40

Quiropraxia tratamento seguro e eficaz

66

O celular, computador… E a Coluna vai bem?

70

Ortodontia contemporânea. Novos paradigmas para novos tempos.

Dr. Sérgio Luis Bianchi de Sá

Eduarda Pereira Camila Eberhardt

Dr. Luiz Philippe Baster de Figueiredo

Dr. Sávio Milbratz Ferreira Dr. Bernardo Ruben P. Matins

Dr. Roger Vargas Dra. Marilaine Barili

42

Luxação e instabilidade do ombro

44

Como tratar os cálculos renais?

Dr. Márcio José Munhoz Soares de Moraes

Dr. Herzen Milagres Marcenes Neto

40

42

Dr. Cleber Cleiton Chiodelli Dra. Bruna Caroline Guarnier Dra. Daniele Priscila Guarnier

Dr. Werner Gruttner Toews

Dra. Ticiane Joyce Gamez Lamas

Cirurgia plástica gengival

48

“O resgate do cérebro sitiado”

88

50

Síndrome de down

89

“Pode ser uma DST? E agora, o que fazer?”

Dr. Edgar Stropa Lamas

Dra. Ariane Vieira Callegari Dr. Ernesto Miyamoto

Dr. Antonio Geraldo Santana Queiroz

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

32

Luis Carlos Nespoli Júnior

Diabetes e Doença Arterial Coronariana

Fernanda Stefene Vital Lahis Marques Adami da Luz

26

Dra. Roseli Moia

Dr. Yan Diego de Almeida Castilho

Violência nas escolas Bullying

24

Thiago Costa Cavenaghi Gesiscarlos Araújo de Souza

71

46

20

Dr. Marco Aurélio Barbosa

Dr. Adenir João Biesek

Dra. Talita Pompermaier

18

Dr. Luiz Antonio Zanotelli Zanella

Dr. Lair Tiago de Marchi Dra. Fabiola Cristina Alves

44 46


Expediente

Revista Saúde Edição 25 | Março . 2019 | Norte do Mato Grosso

REVISTA TRIMESTRAL Março/2019 | ANO 06 | Nº 25 | Norte do Mato Grosso Editora Lopes e Rampani Ltda - CNPJ 07.986.256/0001-69 Franquia do Norte do Mato Grosso - Emerson Jf. Carmo - ME - CNPJ 22.043.612/0001-02 ESCRITÓRIOS Umuarama (sede): Rua Paulo Pedrosa de Alencar, 4291 - Ed. Manhattan Garden - CEP: 87501-270 | Centro | Tel.: 44 3622-8270 e-mail: revistasaude@sempresaude.com.br - Norte do Mato Grosso: Avenida Brasil, 2407 - Vila Romana - Sorriso/MT CEP: 78890-000 | Tel.: 66-9-99942442 | 66-9-9954-2442 - e-mail: rampani@sempresaude.com.br COLABORADORES LAYOUT E DIAGRAMAÇÃO: Alison Henrique, André Silva, Bruno Assunção, Dyego Bortoli, Jean Carlos, Marcio Garcia, Thiago Mantovani CORREÇÃO ORTOGRÁFICA: Professora Tallis Oliveira F Resende e Professora Maria de Fátima dos Santos FOTOGRAFIAS: Silvana Gotardo - Foto Revelação - Tabata Larissa Sinophoto Sinop - Lu Foto Revelação Juara - Marcos Bassegio Mari Bassegio Criativa Studio - Antônio Filho - Camila Sole - Gilson Costarelli - Mellissa Rocha - Welliton Barbosa - Raphael Moraes Léo Matsuda - Anderson Bosio - Paulo Ricardo - Luís Campigotto - Orlando Albuquerque - Wellington Mundim - EM Fotografias Givanildo Silva - Vander Gomes - Anderson Rodrigues Silva JORNALISTA RESPONSÁVEL: Caio Henrique dos Santos Rosa - 0011175/PR CIRCULAÇÃO: Norte, Nordeste do Mato Grosso e Sul do Pará FRANQUIAS Apucarana/Arapongas-PR - Leandro Henrique | Paula Renatha Pontim - comercial@sempresaude.com.br - 43. 99611-5553 | 43. 99611-5563 - Araçatuba/Bauru-SP - Anderson Hernandes | Carol Lopes - aracatuba@sempresaude.com.br - 18. 99740-2777 | 18. 99813-7777 - Boa Vista-RR - Julio Graziani Carlos - boavista@sempresaude.com.br - 95. 99169-4071 - Campina Grande-PB - Everton Barros | Victor Lima - campinagrande@sempresaude.com.br - 83. 99988-0372 | 83. 99988-0429 - Campo Mourão-PR - Rafael Morimoto - rafael@sempresaude.com.br 44. 99911-8081 | 44. 98811-6206 - Chapecó-SC - Fábio Bortolone - chapeco@sempresaude.com.br - 49. 99916-5719 - Cianorte-PR - Paulo Paixão | Andreia Gabriel - cianorte@sempresaude.com.br - 44. 99922-0310 | 44. 3346-4050 - Criciúma-SC - José Carlos Junqueira Alvarenga | Sandra Alvarenga - criciuma@sempresaude.com.br - 48. 99912-5253 | 48. 99914-0810 - Cuiabá-MT - Márcio Costa - cuiaba@sempresaude. com.br - 66. 99683-1899 - Florianópolis-SC - Paulo Victor Frasson Cordeiro - floripa@sempresaude.com.br - 48. 99133-3334 | 48. 996105357 - Foz do Iguaçu -PR - Rosana Segovia - rosana@sempresaude.com.br - 45. 99991-2500 - Goiânia-GO - Tiago de Souza Brito | Josiane Vicentim - goiania@sempresaude.com.br - 62. 99649-2036 | 62. 98326-2003 - João Pessoa-PB - José Adriano Danhoni Neves | Ednéia Tenório - joaopessoa@sempresaude.com.br - 83. 98750-7070 | 83. 98812-7080 - Joinville-SC - Ana Paula de Campos | Bruno Bellio - joinville@ sempresaude.com.br - 47. 99930-6364 | 47. 99930-7637 - Londrina-PR - Leandro Henrique | Paula Renatha Pontim - londrina@sempresaude. com.br - 43. 99611-5553 | 43. 99611-5563 - Macaé/Rio das Ostras-RJ - Andreia Garcia | Paulo Cesar Ceranto - macae@sempresaude.com. br - 22. 98847-5455 | 22. 98842-9166 - Maringá-PR - Paulo Paixão | Andreia Gabriel - paulopaixao@sempresaude.com.br - 44. 99922-0310 | 44. 3346-4050 - Natal-RN - Dirceu Filho - natal@sempresaude.com.br - 83. 98788-7070 - Palmas/Araguaína-TO - Fábio Lima - palmas@ sempresaude.com.br - 63. 98503-9960 | 44. 99829-0245 - Paranavaí-PR - Paulo Paixão | Andreia Gabriel - paranavai@sempresaude.com.br - 44. 99922-0310 | 44. 3346-4050 - Ponta Grossa-PR - Sérgio Oliveira | Mara Megda - pontagrossa@sempresaude.com.br - 42. 99987-8180 | 42. 98418-1290 - Porto Velho-RO - Arthur Marandola - portovelho@sempresaude.com.br - 69. 99366-1466 | 69. 99366-1470 - Ribeirão Preto-SP - Eduardo Borges - ribeirao@sempresaude.com.br - 16. 99711-7770 - Rio Verde-GO - Marcelo Piai | Verônica Venâncio - rioverde@ sempresaude.com.br - 64. 99625-8105 | 64. 99625-8305 - Rondonópolis-MT - Marcio Costa | Fernanda Lima - rondonopolis@sempresaude. com.br - 66. 99683-1899 | 66. 98139-7824 - São José dos Campos-SP - Marcelo Piai | Verônica Venâncio - sjcampos@sempresaude.com. br - 12. 99625.8005 | 12. 99625-1005 - São José do Rio Preto-SP - Renato Dias Renovato | Kelly Renovato - riopreto@sempresaude.com. br - 17. 99669-1700 | 17. 99669-7771 - Sinop/Sorriso/Lucas do Rio Verde-MT - Emerson do Carmo | Luiz Carlos Rampani - rampani@ sempresaude.com.br - 66. 99994-2442 | 66. 99659-7210 - Uberlândia-MG - Wander Marcio Rosada - uberlandia@sempresaude.com.br - 34. 99990-2479 | 34. 99967-1225 - Umuarama-PR - Ueslei Rampani | Marcelo Adriano - revistasaude@sempresaude.com.br - 44. 98407-0698 | 44. 99941-9930 | 44. 3622-8270

NORTE DO MATO GROSSO DermoLaser Estética Avançada As sócias Eduarda Pereira e Camila Eberhardt comemoram o sucesso do método de emagrecimento Afine-se Foto Capa Gilson Costarelli - 66 99637 9006

DIREÇÃO GERAL

Marcelo Adriano Lopes da Silva

FRANQUEADOS DESTA UNIDADE

Ueslei Dias Rampani

Luiz Carlos Rampani

Emerson do Carmo

ENTRE EM CONTATO PARA MATÉRIAS E ANÚNCIOS Você também pode ler esta edição pelo aplicativo: REVISTA SAÚDE OFICIAL

Emerson do Carmo: 66 99994-2442 rampani@sempresaude.com.br

www.rsaude.com.br

Revista.Saúde.MT

@revistasaude_nortemt

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

19


DIARRÉIA OU CONSTIPAÇÃO: você pode ter Síndrome do Intestino Irritável

DRA. JACQUELINE DE MARCHI CIRURGIA GERAL CRM/MT 6343 | RQE 3206 • Membro titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica. • Pós graduação de Coloproctologia Hospital Sírio Libanês • Mestrado em Ciências da Saúde, área de Nutrição, Cirurgia e Metabolismo -Universidade Federal de Mato Grosso • Professora auxiliar do Departamento de Clínica Cirúrgica da Universidade Federal do Mato Grosso • Docente do Departamento de Clínica Cirúrgica da Universidade de Cuiabá e coordenadora da liga acadêmica de Coloproctologia • Pós graduada em Preceptoria de Residência Médica, pelo Hospital Sírio Libanês • Fellowship em Cirurgia Coloproctológica no Hospital de Braga, Portugal.

De acordo com a Federação Brasileira de Gastroenterologia, a Síndrome do Intestino Irritável (SII) é um distúrbio funcional do trato digestivo, que apresenta sintomas que modificam a função intestinal, ou seja, mudam o hábito intestinal (constipação e/ ou diarreia), na ausência de patologias orgânicas ou funcionais. Excluindo essas causas, a síndrome pode causar grande incômodo, impactando até mesmo a qualidade de vida do portador. Essa doença acomete entre 10% a 20% da população ocidental, predomina no sexo feminino, qualquer faixa etária, porém mais comum entre 15 a 45 anos. Causas: Os mecanismos que geram os sintomas são controversos, estando relacionada a diversos fatores: anomalias na contratilidade intestinal (aumento da frequência e da intensidade das contrações), hipersensibilidade visceral (consiste no desequilíbrio da resposta das paredes intestinais ao contato com as substâncias oriundas da alimentação) mudanças no eixo formado entre o cérebro e o intestino, alterações na flora intestinal e também no comportamento psicológico. Sintomas mais comuns: • Dor ou desconforto abdominal; • Distensão abdominal “inchaço”; • Diarréia e/ou constipação. Diagnóstico O diagnóstico é clínico e de acordo com os critérios de Roma IV (figura a seguir), publicado em 2017, na ausência de sinais de alarme, o diagnóstico deve ser feito baseado na presença de dor ou desconforto abdominal associado a evacuação, com mudança em hábitos intestinais (mudança na forma das fezes e/ou na frequência das evacuações) por no mínimo uma vez na semana, nos últimos três meses.

Mas caso o paciente apresente um dos sinais de alerta abaixo descritos, temos que prosseguir a investigação para outras doenças: Classificação A SII pode ser classificada de acordo com as características das fezes, sendo definida como: • SII com diarreia predominante (SII-D), • SII com constipação predominante (SII-C), • SII com sintomas mistos (SII-M), • SII sem classificação (SII-U). Tratamento A prática de exercícios físicos regularmente, o estilo de vida (menos estresse), a dieta e o acompanhamento com especialista, são a base para o sucesso do tratamento. Uma dieta com alimentos Low FODMAP (Fermentable Oligosaccharides Dissaccharides Monosaccharides e Polyols, melhoram em 70% a sintomatologia. O início de tratamento farmacológico deve ser discutido com seu médico, levando em consideração os sintomas e classificação da Síndrome do Intestino Irritável.

Critérios de ROMA IV para Síndrome do Intestino Irritável: Paciente tem dor abdominal recorrente (> 1 dia por semana, em média, nos 3 meses anteriores), com início > 6 meses antes do diagnóstico. A dor abdominal está associada a pelo menos dois dos seguintes sintomas: • Dor relacionada à defecação; • Mudança na frequência das fezes; • Mudança na forma (aparência) das fezes. O paciente não possui nenhum dos seguintes sinais de alerta: • Idade > 50 anos, nenhuma triagem prévia do câncer de cólon e presença de sintomas; • Mudanças recentes no hábito intestinal; • Evidência de sangramento GI oculto (melena ou hematoquezia); • Dor noturna ou passagem das fezes; • Perda de peso involuntária; • História familiar de câncer colorretal ou doença inflamatória intestinal; • Massa abdominal palpável ou lipofenopatia; • Evidência de anemia ferropriva em exames de sangue; • Teste positivo para sangue oculto nas fezes. Adaptado de: FORD CA, LACY BE, TALLEY NJ. Irritable Bowel Syndrome. N Engl J Med., Boston, v. 376, p. 25662578, jul. 2017. Disponível em: <http://www.nejm.org/doi/ full/10.1056/NEJMra1607547>

20

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11


Dra. Juliana Alves do Reis: dermatologia e a função desta importante área da medicina

Ainda não dimensionada por muitas pessoas, a dermatologia, que é uma DRA. JULIANA ALVES DOS REIS DERMATOLOGISTA

especialidade que trata da pele e áreas afins, é um dos pilares da medicina moderna e se mostra cada vez mais fundamental no que diz respeito à

CRM/MT 3960 | RQE 4118

promoção da saúde e qualidade de vida. A Dermatologista Dra. Juliana

• Título de Especialista em Dermatogia pela SBD; • Dermatologista Pela Sociedade Brasileira de Dermatologia - SBCD.

Alves dos Reis falou recentemente à Revista Saúde® e destacou alguns pontos importantes sobre a área que escolheu para atuar.

Conforme Dra. Juliana, o propósito do

Relevante ainda é a intervenção da der-

dermatologista é cuidar das alterações ou

matologia no cuidado de doenças e alte-

patologias que acometem o maior órgão do

rações de acordo com a peculiaridade de

corpo humano, que é a pele. Sob sua tute-

cada faixa etária, tendo em vista a idade

la também está o estudo e a intervenção

ser fator relevante na manifestação mais

quanto às alterações em cabelos e unhas. “Além disso, o Dermatologista realiza procedimentos estéticos como toxina botulínica, preenchimento facial, peelings, lasers, procedimentos e cuidados para a melhoria e qualidade da pele”, explica. A médica lembra que o tratamento de acne e o diagnóstico/prevenção de cânce-

22

evidente de certas patologias, como a hanseníase ou cânceres de pele, também tratadas pelo dermatologista. Outro trabalho pouco conhecido do dermatologista se volta ao diagnóstico de doenças internas, capazes de afetar regiões como derme e epiderme da pele por meio do fotoenvelhecimento (envelhecimento da pele por exposição solar excessiva), assim como a ave-

res são outras atuações deste profissional

riguação de possíveis patologias em unhas e

da medicina. “Também está sob nossa res-

cabelos, indicativos de manifestações que

ponsabilidade a realização de biopsias, pro-

podem vir a comprometer a saúde do indiví-

cedimentos cirúrgicos e remoção cirúrgica

duo, evitadas e tratadas com maior eficiência

de cânceres cutâneos”, completa.

com diagnóstico precoce.

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11


Disfunção da ATM As disfunções das articulações temporomandibulares (DTMs) são comuns e apresentam uma variedade de sintomas, incluindo dor de ouvido e no pescoço, cansaço na mastigação, dor de cabeça e limitação da abertura bucal.

DR. ADENIR JOÃO BIESEK CIRURGIÃO BUCOMAXILOFACIAL E IMPLANTODONTISTA CRO/MT 2787

CEFF 66 3544 8397 | 66 99962 8397 Avenida Blumenau, 4280, SL. 02 Jd. Recanto dos Pássaros - Sorriso/MT Alliance Medical Center 66 3545 1124 | 66 3545 1026 66 99716 5552 Av. Brasil, 2.174 - Centro - Sorriso/MT 24

A Articulação Temporomandibular é uma estrutura localizada anteriormente ao ouvido, onde a base do crânio e a mandíbula se encontram. Esta estrutura permite os movimentos e funções mandibulares. As disfunções das articulações temporomandibulares (DTMs) são comuns e apresentam uma variedade de sintomas, incluindo dor de ouvido e no pescoço, cansaço na mastigação, dor de cabeça e limitação da abertura bucal. Sons articulares como estalidos e crepitação, assim como dor durante abertura e fechamento bucal geralmente estão presentes. A DTM (Disfunção Temporomandibular) afeta cerca de 60% das pessoas, apresentando pelo menos um sinal como ruído na Articulação Temporomandibular e em torno de 33% das pessoas está presente a dor na face ou ATM (Leeuw, 2010). Dentre os principais fatores relacionados como causas da DTM incluem: Trauma-que se divide em macrotrauma direto ou indireto (acidentes de modo geral) e microtrauma, realizados de maneira repetitiva, como hábitos parafuncionais (bruxismo, apertamento dental, etc); Fatores fisiopatológicos como fatores sistêmicos - doenças degenerativas, endócrinas, infecciosas, metabólicas, neoplásicas, neurológicas, vasculares e reumatológicas; fatores locais - alteração na viscosidade do líquido sinovial, aumento da pressão intra-articular, estresse oxidativo; fatores genéticos e fatores psicossociais como ansiedade e depressão. É consenso entre pesquisadores e clínicos especializados em Dor Orofacial, que a oclusão dentária não pode mais ser considerada fator primário na etiologia da DTM. Tratamentos da DTM: O objetivo do tratamento da DTM é controlar a dor, recuperar a função do aparelho mastigatório, reeducar o paciente e amenizar cargas adversas que perpetuam o problema, automanejo, intervenção comportamental, utilização de fármacos, placas interoclusais, terapias físicas, treinamento postural e exercícios que compõem a lista de opções aplicáveis a maioria dos casos de DTM. Em alguns casos, faz-se necessária a Viscossuplementação das Articulações Temporomandibulares. Nos casos onde o tratamento clínico não oferece o resultado desejável, ou nos pacientes com dano articular aparente, como nos casos de fraturas (após trauma), anquilose (casos onde ocorre formação óssea na região articular impedindo a abertura bucal), nos casos de reabsorção idiopática da articulação, luxação mandibular recorrente (travamento com boca aberta sucessiva), e lesões pato-

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

lógicas (neoplasias), a cirurgia da ATM pode estar indicada. Os casos cirúrgicos devem ser avaliados por um Cirurgião Bucomaxilofacial, que após a avaliação e estudo de cada caso indica o procedimento mais adequado a ser realizado. Estes incluem: Artrocentese: Lavagem da articulação para remoção de processos inflamatórios. Geralmente realizada em ambiente ambulatorial com uso de sedação endovenosa, esta, realizada por médico anestesista. Artroscopia: Procedimento que permite a visualização direta da ATM, permitindo diagnóstico e tratamento desta estrutura. Possibilita a lavagem e remoção de processos inflamatórios e aderência. É realizada em ambiente hospitalar, sob anestesia geral, como os demais procedimentos a seguir. Discopexia: Cirurgia aberta para reposicionamento do disco articular com deslocamento, na tentativa de reposicioná-lo em posição anatômica funcional. Realizada com auxílio de dispositivos (âncoras) que permitem a sutura para recapturar o disco. Artroplastia: Procedimento onde é realizada plastia, remodelação da estrutura óssea anormal. Geralmente associada à discopexia. Permite obtenção de um formato articular mais adequado, gerando melhor função do sistema mastigatório. Substituição protética total da ATM: Cirurgia onde toda a estrutura articular é substituída por prótese. Realizada em casos mais agressivos, sem resposta aos demais tratamentos.


A ULTRASSONOGRAFIA NO DIAGNÓSTICO DE DOEÇAS A ultrassonografia, também conhecida como ecografia, é um método de diagnóstico por imagem, que se baseia no fenômeno de interação entre som e tecidos, isto é, acima dos limites audíveis do ser humano.

DR. SÉRGIO LUIS BIANCHI DE SÁ MÉDICO RADIOLOGISTA CRM/MT 6827 | RQE 2690 • Médico Radiologista e Especialista em Diagnóstico por Imagem; • Graduação na Faculdade de Medicina em Jundiaí - FMJ - São Paulo; • Residência Médica UNICAMP/SP; • Membro do Colégio Brasileiro de Radiologia.

Funciona a partir da transmissão e do grau de absorção de ondas sonoras. Vem evoluindo de forma muito rápida nos últimos anos e está assumindo um papel importante no diagnótico de doenças. Passou a ser um equipamento extremamente importante para área da saúde. Os equipamentos de ultrassom recebem informações e as transformam em imagens, tudo isso em tempo real. A imagem é obtida no mesmo instante e, a partir da interpretação de um médico especialista, o exame possibilita um diagnóstico rápido. Esses equipamentos estão sendo aperfeiçoados progressivamente, tanto na qualidade da imagem, quanto nos programas que permitem análises objetivas de diversas doenças. Esses aprimoramentos estão possibilitanto a visualização de pequenas alterações dos órgãos, cada vez mais precocemente. A utilização do ultrassom se faz necessária no diagnóstico de doenças, principalmente por seu caráter preventivo que auxilia na compreensão dos diferentes mecanismos fisiopatológicos. Praticamente toda área da medicina, quando precisa descobrir algum problema de saúde, faz uso deste método de diagnóstico por imagem. Quando inclui a análise pelo doppler colorido e pelo doppler pulsado, é superior ao ultrassom simples, pois fornece importantes informações adicionais. De acordo com o médico radiologista o doutor Sergio Luis Bianchi de Sá (CRM/MT 6827 - RQE 2690), o ultrassom é um método na medicina amplamente difundido e de fácil acesso. “É um exame de rápida execu-

ção e de baixo custo, além de não oferecer riscos ao paciente, podendo ser repetido quantas vezes for necessário, é muito seguro, pois não utiliza a radiação ionizante”, explica. “É possível o diagnóstico precoce de más formações, alterações cardíacas, síndromes cromossômicas, hidrocefalia, entre tantas outras implicações. Como a ultrassonografia é um exame relativamente simples e de fácil acesso, ele pode ser utilizado nas urgências e emergências e nos exames de rotina”. Em resumo, o ultrassom é um método de exame de imagem que utiliza ondas ultrassônicas (daqui vem o seu nome) que, ao atravessarem os tecidos dos órgãos estudados, retornam em forma de ecos e, assim, é possível ter imagens instantâneas durante o exame. A frequência de som que o ser humano escuta varia entre 20 e 20.000 Hertz. Acima desta faixa está o ultrassom, por isso, a qualidade de sua amplitude. Para realizar o ultrassom, é necessário ter um conhecimento específico e um treinamento especializado. Quem conduz o procedimento deve ser capaz de identificar anormalidades clinicamente suspeitas e explicar claramente tudo o que acontece no local que está sendo avaliado, pois o diagnóstico depende de experiência e conhecimento de anatomia, fisiologia e patologia. Dr Sérgio é graduado na faculdade de medicina de Jundiaí – FMJ-SP, com especialização em Campinas – Unicamp e membro do Colégio Brasileiro de Radiologia.

Os equipamentos de ultrassom recebem informações e as transformam em imagens, tudo isso em tempo real.

26

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11


INFORME PUBLICITÁRIO

Dra. Talita Pompermaier fala à Revista Saúde® sobre

No anseio do bem estar físico e a

Radiofrequência e redução de medidas

por mulheres e homens. Além do

Para conhecer melhor as opções de tratamentos modernos na redução de medidas, a Revista Saúde® publica nesta edição a entrevista especial com a médica Dra. Talita Pompermaier, que fala sobre novos métodos de se trabalhar a eliminação de gordura usando da tecnologia como principal aliada neste processo. Dra. Talita enfatiza que os aparelhos de radiofrequência com pulso eletromagnético são alguns dos mais precisos equipamentos destinados à redução de gordura localizada, flacidez e celulite. “Máquinas de grande eficiência, projetadas com alta tecno-

28

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

boa aparência, cada vez mais os procedimentos estéticos são aderidos rejuvenescimento, o combate à gordura localizada, flacidez e celulite também tem lugar garantido na lista das intervenções mais procuradas nas clínicas estéticas, já que são os relatos mais comuns em clínicas estéticas de todo o mundo.

logia e que são utilizadas em múltiplas aplicações, alcançando os resultados mais precisos da indústria estética. A ciência vem oferecendo avanços expressivos para a medicina estética, o que favorece o nosso trabalho”, completa Dra. Talita. Não são apenas os resultados que têm chamado a atenção no tratamento com uso de aparelhos de radiofrequência. O conforto do paciente é outro ponto relevante, já que se trata de um tratamento indolor, sem cirurgia e para todos os tipos de pele, proporcionando a melhor experiência de remodelação corporal. Mais um ponto salientado pela médica diz respeito à credibilidade e segurança dos aparelhos equipados com tecnologia de radiofrequência. Ela alerta que existe apenas uma marca que atende a todas as exigências do FDA (órgão regulador americano), sendo este o único aprovado pela entidade. “É uma tecnologia muito eficiente, mas, pode causar danos irreversíveis se aplicada de forma incorreta, ou, com equipamento sem certificação”, acrescenta. Questionada se em sua clínica ela dispõe desta tecnologia, e, se a mesma é certificada, Dra. Talita é categórica ao afirmar que sim. Ela diz que este e outros aparelhos utilizados nos tratamentos estéticos de sua clínica atendem a todas as exigências legais quanto ao seu uso e manutenção. “Nossa principal preocupação é garantir a maior segurança nos procedimentos, e, por isso, a manutenção regular e a certificação são prioridade”.

PROCEDIMENTOS De volta aos questionamentos relativos ao uso de aparelhos no tratamento estético, Dra. Talita Pompermaier explica que radiofrequência multipolar usa campos eletromagnéticos pulsados e a sucção controlada. A energia flui por vários eletrodos e o resultado é uma aplicação mais segura, confortável e homogênea, que facilita manter a temperatura ideal para cada tipo de tratamento, até mesmo em partes maiores do corpo. Por sua vez, o pulso magnético reconstrói a matriz da pele com fibroblastos e células endoteliais. Ao longo das aplicações, se estimula a síntese de novas fibras de colágeno, melhorando a nutrição da área, vascularização, agindo no ataque das células de gordura, o que promove a lipólise e redução de medidas. O processo é simples, com a duração de 45 minutos a sessão. Distribui um aquecimento homogêneo na pele que vai de acordo com a resistência de cada paciente. Além de áreas do corpo como braços, abdome, costas, glúteos e pernas, o aparelho também pode ser utilizado na face e submento. “Assim, é possível tratar a papada, melhorando o contorno facial. Também é possível tratar a flacidez do pescoço, que incomoda muitas pessoas”, pontua a médica.


Insuficiência Renal Crônica: uma doença silenciosa Os rins são órgãos nobres do nosso corpo, que fazem o extraordinário trabalho de filtragem do sangue (em torno de 120 litros de sangue a cada 24 horas, o que equivale a limpar todo o sangue mais de 40 vezes por dia), sendo responsáveis pela a DR. LUIZ PHILIPPE BASTER DE FIGUEIREDO NEFROLOGISTA CRM/MT 5859 | RQE 4137 • Formado em Medicina pela Universidade de Cuiabá; • Especialização em Nefrologia pelo Hospital Federal de Bonsucesso; • Título de Especialista em Nefrologia pela Sociedade Brasileira de Nefrologia; • Membro da Sociedade Brasileira de Nefrologia.

eliminação de toxinas e de substâncias que estejam em excesso no nosso organismo.

A insuficiência renal acontece quando essa filtragem fica comprometida. As principais causas da insuficiência renal crônica são a diabetes e a hipertensão e, hoje, esta doença já é considerada um sério problema de saúde pública, pois sua incidência está aumentando aceleradamente nas últimas décadas. As estimativas do Brasil são de que mais de 3 milhões de brasileiros sejam portadores de insuficiência renal crônica. A situação mais grave e séria é que a maioria dessas pessoas nem desconfia que é portadora dessa doença, sendo que boa parte dos indivíduos só descobrirá a doença quando for tarde demais, tendo como únicas opções a diálise ou o transplante renal. Por que isso ocorre? Na maioria dos casos, a insuficiência renal crônica não provoca sintomas até fases bem avançadas. Não há dores nos rins, nem alterações na aparência da urina que possam chamar a atenção para alguma anormalidade.

Sendo uma doença assintomática, a única forma de prevenir este mal é fazer o exame de dosagem da creatinina no sangue e a análise da urina. Qualquer pessoa pode solicitar esses procedimentos ao fazer o check-up médico, eles são essenciais na rotina dos exames de pacientes com diabetes, hipertensos, idosos e quando há histórico de insuficiência renal na família. Vale lembrar que a expectativa de vida está cada vez maior, isso implica em se ter mais cuidados com a saúde na terceira idade. É muito importante que as pessoas estejam mais conscientes dos órgãos vitais de seu corpo e sejam pró-ativas na hora de solicitarem seus exames de rotina. Peça ao seu médico para incluir o exame da Creatinina. O procedimento é simples, de baixo custo e não precisa fazer mais nada além da coleta de sangue que já vai ocorrer de qualquer modo pela necessidade de averiguar outras dosagens.

O diagnóstico precoce é essencial para o tratamento e a manutenção de uma vida mais saudável, podendo assim, evitar e também retardar o aparecimento da doença renal.

32

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11


Pterígio - a “carninha simples” que pode comprometer a visão

DR. SÁVIO MILBRATZ FERREIRA OFTALMOLOGISTA CRM/MT 7.986 | RQE 3.338 • Título de Especialista pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO-AMB); • Título de Especialista pelo International Council of Ophthalmology; • Residência Médica em Oftalmologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). • Fellowship em Glaucoma pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). • Fellowship em Córnea, Catarata e Cirurgia Refrativa pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

DR. BERNARDO RUBEN P. MATINS OFTALMOLOGISTA CRM/MT 8.617 | RQE 3.751 • Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); • Título de Especialista pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia ( CBO-AMB); • Residência Médica em Oftalmologia na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); • Fellowship em Retina e Vítreo Clínica e Cirúrgica pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

38

O que é o pterígio? Pterígio, popularmente conhecido com “carne crescida” ou “catarata externa”, é uma fina membrana de tecido que cresce a partir da conjuntiva (a parte branca do olho) em direção à córnea (parte escura do olho). Quando está mais elevado, o pterígio pode inflamar, causando uma “carne crescida inflamada”, geralmente no canto do olho mais próximo do nariz. Essa inflamação pode causar olho vermelho, ardência, coceira e irritação. Então o pterígio é só uma “carne” que inflama e irrita? NÃO! O objetivo desse artigo é justamente atentar para o leitor o seguinte: O pterígio pode comprometer a visão de maneira irreversível, ou seja, em alguns casos, o pterígio leva a uma piora visual e essa piora pode se manter, mesmo após uma cirurgia de pterígio bem sucedida. Tenho pterígio. Como saber se o meu pterígio pode comprometer minha visão? De maneira geral, quanto mais o pterígio se aproxima da região mais central da córnea, também chamada de eixo visual (ver Figura 2 – área do círculo amarelo), maior a chance de comprometer a visão de maneira irreversível. Se o pterígio for mais espesso, ao olhar no espelho, pode-se perceber se o pterígio está próximo ou não do eixo visual. No entanto, em alguns casos em que o pterígio é fino, isso só pode ser observado através de exame pelo microscópio, realizado pelo médico oftalmologista. Então, se o pterígio crescer além do círculo amarelo, é garantido que a visão será comprometida? Não. Quando o pterígio cresce, ele pode deformar a visão. Ao removê-lo cirurgicamente, em alguns casos, pode permanecer uma cicatriz (invisível aos olhos, mas detectada por exames como a topografia de córnea). Essa cicatriz não é possível de ser removida através de cirurgia, a não ser que seja realizado um transplante de córnea. Em outros casos, a cicatriz pode não ocorrer e, após a remoção, a visão pode ficar boa. É importante saber que não é possível prever em quais casos a cicatriz do pterígio permanecerá.

nesta fase. A remoção do pterígio em estágio inicial garante que a visão não será comprometida. Tenho pterígio. Como saber se o meu pterígio está começando a atrapalhar minha visão? Existem alguns sinais. O primeiro é pelo tamanho, observado através da visualização no espelho ou por exame no microscópio, realizado por médico oftalmologista. Outro sinal de piora é o aparecimento de astigmatismo, que é um tipo de grau, observado no olho com pterígio. Este último é uma evidência bem sensível que mostra que o pterígio está começando a comprometer a visão e, portanto, deve ser removido o mais breve possível. Fiz a cirurgia do pterígio, mas minha visão permanece ruim. Óculos podem melhorar minha visão? Infelizmente, se a deformação da cicatriz causada pelo pterígio for significativa, mesmo o uso de óculos não ajudará a melhorar a visão. Em casos em que a cicatriz é leve, os óculos podem ajudar. Se o óculos não melhora minha visão, após a retirada de um pterígio que atingiu o eixo visual, há alguma outra forma de melhorar? Sim. A visão pode ser melhorada através de adaptação de lentes de contato especiais, que precisam ser usadas para dar boa visão. Em casos mais graves, pode ser necessária a realização de um transplante de córnea para que o paciente volte a ter boa visão. Sempre é melhor prevenir do que remediar. Leve o pterígio a sério!

É possível prevenir que o pterígio comprometa a visão? Sim. O ideal é que ele seja removido antes de atingir o eixo visual. Em casos de pterígios menores, que não tenham crescido além do círculo amarelo na figura 2, geralmente, não há comprometimento da visão

Se o pterígio cresce até o eixo visual (área delimitada por círculo em amarelo), mesmo após a cirurgia, a visão pode permanecer ruim.

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11


Quiropraxia tratamento seguro e eficaz Nesta edição

DR. ROGER VARGAS

preparamos uma

QUIROPRAXISTA ABQ 0680

leitura fácil e dinâmica para você ficar ainda mais por dentro dos benefícios da Quiropraxia em sua vida.

DRA. MARILAINE BARILI QUIROPRAXISTA

A Quiropraxia é segura? Existem muitos estudos científicos publicados demonstrando a segurança e eficácia da Quiropraxia quando exercida por profissionais qualificados e competentes, por isso a importância de você conhecer o profissional que irá atendê-lo. O que a Quiropraxia trata? A Quiropraxia trata e previne as disfunções nervosas causadas por subluxações, ou seja, desalinhamentos vertebrais que acarretam dores de cabeça, dores nas costas (cervical, torácica, lombar, sacral), hérnias discais, formigamentos, dormência, insônia, cólicas, problemas respiratórios, enfim, vários decréscimos na saúde que vão ocorrendo devido a interferência no fluxo nervoso.

66 3544 8569 66 9 9972 9253 Av. Tancredo Neves, 974 S/3 Centro Sorriso/MT www.abq.org.br quirosorriso@gmail.com

40

Depois da consulta, já me sentirei melhor? Embora muitas pessoas sentem-se aliviadas após a primeira consulta, a Quiropraxia tem um objetivo ainda maior que é o de restaurar a boa saúde e ajudar a mantê-la. Para tal fim, o tratamento geralmente surte melhores resultados quando os pacientes seguem o tratamento correto recomendado pelo quiropraxista.

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Estou me sentindo bem. Que benefícios a Quiropraxia me oferece? A Quiropraxia também atua na prevenção e promoção da saúde e vitalidade. Mantendo atendimentos regulares de Quiropraxia, pode-se prevenir muitos sintomas e enfermidades, como problemas degenerativos da coluna. Quem poderá ser beneficiado com a Quiropraxia? A Quiropraxia é recomendada a todo o indivíduo que deseja manter o ótimo funcionamento do seu organismo, evitando assim futuros problemas de saúde ou da coluna vertebral. Podem se beneficiar do tratamento, de recém-nascidos a idosos, de atletas a gestantes, casos crônicos e agudos de dor. Dessa maneira, lembramos você leitor, que a Quiropraxia não somente deve ser procurada quando já houver algum problema instalado, não espere a dor fazer parte da sua vida e achar que isso é normal. O nosso corpo a todo o momento nos dá sinais. Então previna-se, permita seu sistema nervoso estar completamente conectado com você.


Luxação e instabilidade do ombro

DR. MÁRCIO JOSÉ MUNHOZ SOARES DE MORAES CRM/MT 5670 | RQE 2064 ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA • Graduado na Faculdade de Medicina de Jundiaí-SP; • Ortopedia e Traumatologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP - EPM); • Especialização de Cirurgia do Ombro e Cotovelo pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP - EPM); • Aperfeiçoamento em Cirurgia do Ombro em San Antonio, TexasEUA; • Aperfeiçoamento em Cirurgia do Ombro e Cotovelo na Cleveland Clinic em Cleveland, Ohio, EUA; • Título de Especialista de Ortopedia e Traumatologia • Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Ombro e Cotovelo; • Membro Internacional da Academia Americana dos Cirurgiões Ortopédicos.

Quando o lábio e / ou os ligamentos estão alongados ou rompidos, o ombro tem a tendência à luxação ou à subluxação. Isso é conhecido como instabilidade, que é um quadro doloroso e que leva a uma impotência funcional do membro superior e limitação das atividades diárias. A lesão labral recebe o nome de lesão de Bankart. O ombro é uma articulação estabilizada por duas estruturas principais que são o lábio da glenóide e a cápsula articular. O lábio da glenóide é uma parte da cartilagem que fica ao redor da glenóide. A cápsula é formada por vários ligamentos que conectam o úmero à glenóide. A instabilidade do ombro significa que o ombro pode luxar (sair do lugar) ou subluxar repetidamente durante o movimento ou exercício. Subluxação significa que a articulação se move mais do que o normal, mas ela não chega a luxar (sair do lugar). Existem inúmeras razões para isso acontecer e isso é que vai determinar o tipo de tratamento. Nós podemos dividir a instabilidade com três tipos: • Traumático: quando o ombro sofre um trauma que possui uma força suficiente para o ombro luxar. Habitualmente, no primeiro episódio, o ombro necessita ser reduzido. E, normalmente, o pacien-

te utiliza uma tipoia simples durante um período e depois o paciente é encaminhado para fisioterapia. Devido à força do trauma, acaba ocorrendo uma lesão do lábio (Lesão de Bankart) e, normalmente, isso leva à instabilidade do ombro e a outros episódios de luxação. A lesão de Bankart é, habitualmente, um tratamento cirúrgico. • Atraumática: esta ocorre quando o ombro precisa de uma força mínima para o paciente ter uma luxação do ombro. Normalmente, o paciente refere que consegue realizar a redução do ombro sozinho. Esse tipo de instabilidade está associado à pacientes que possuem uma frouxidão ligamentar em outras articulações. Os episódios de luxação ocorrem, geralmente, durante o dia com atividades simples, como pegar um objeto leve. O tratamento não cirúrgico, com a fisioterapia, é iniciado e a conduta em relação ao tratamento depende muito da história clínica do paciente, do exame físico e dos exames de imagem. • Misto: quando o paciente possui componentes de instabilidade traumática e atraumática associados. O tipo de tratamento deve ser individualizado, podendo ser optado por tratamento não cirúrgico ou cirúrgico.

A instabilidade do ombro significa que o ombro pode luxar (sair do lugar) ou subluxar repetidamente durante o movimento ou exercício. Subluxação significa que a articulação se move mais do que o normal, mas ela não chega a luxar (sair do lugar).

42

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11


Como tratar os cálculos renais? São várias as opções de tratamento desta patologia: cirurgia convencional (aberta), litotripsia extracorpórea (LECO), terapias minimamente invasivas DR. YAN DIEGO DE ALMEIDA CASTILHO UROLOGIA CRM/MT 9993 | RQE 4538

como Nefrolitotripsia Percutânea e ureterorrenolitotripsia semi rígida e flexível. A formação de cálculos renais é uma patologia comum, que acomete cerca de 15 % da população. Pode ter diversas composições e ocorrer por inúmeros motivos. É constituída por uma massa sólida formada por pequenos cristais, que podem ser encontrados em todo sistema urinário. Uma pessoa que teve cálculo renal possui 50% de chance de desenvolver novos episódios em 10 anos. Os sintomas variam de acordo com o tamanho e a localização dos cálculos, variando de microcálculos até cálculos coraliformes (molda o sistema coletor do rim). As opções terapêuticas dependem ainda do tamanho, localização e densidade do cálculo. São várias as opções de tratamento desta patologia: cirurgia convencional (aberta), litotripsia extracorpórea (LECO), terapias minimamente invasivas como Nefrolitotripsia Percutânea e ureterorrenolitotripsia semi rígida e flexível. Atualmente, as modalidades de tratamento minimamente invasivas são as opções mais escolhidas pelos Urologistas, haja vista a melhor recuperação do paciente e segurança com que esses procedimentos podem ser realizados, deixando assim, os procedimentos convencionais (abertos) para casos extremamente selecionados.

44

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

É constituída por uma massa sólida formada por pequenos cristais, que podem ser encontrados em todo sistema urinário.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11


Violência nas escolas

Bullying O Bullying, se refere aos comportamentos agressivos e antissociais repetitivos, em que o DRA. ARIANE VIEIRA CALLEGARI MÉDICA PEDIATRA CRM/MT 8981 | RQE 4247 • Título de Especialista em Pediatria pela Associação Médica Brasileira; • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Pediatria.

agressor, tem o desejo consciente de maltratar a vítima. Podendo acontecer na presença das vítimas, ou quando elas estão ausentes, podendo associar a outras manifestações da violência no ambiente escolar e microviolências (atos de falta de respeito) contra colegas ou professores.

Apesar de ser uma situação bastante estressante, as vítimas levam tempo para revelar ou nunca o fazem. Assim, o bullying deve sempre ser indagado nas consultas, podendo a vítima negar ou confirmar, muitas vezes após longo período. Os agressores devem ser investigados sobre transtornos psíquicos e violência doméstica. Portanto, é preciso estar atento nas mudanças de comportamento, como fobia escolar (desejo de abandonar ou recusa em ir à escola), ansiedade antecipatória (elevação do estresse em véspera de aulas ou final das férias), insônia ou pesadelos, isolamento ou quadro depressivo, choro fácil, sintomas psicossomáticos (dores de cabeça, no abdome ou mal localizadas, enjoos e indisposições, especialmente em dias de aula), ter pertences “perdidos” ou danificados sem explicação plausível, queda do rendimento escolar e até sinais de agressão física (equimoses, incisões, perfurações). Nos casos mais graves, a vítima pode apresentar atitudes de automutilação (ferir-se com estiletes, canivetes), adotar medidas drásticas de vingança portando armas, ideação ou tentativa de suicídio.

46

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

A atuação do pediatra ajuda na identificação precoce de pacientes de risco para bullying, no aconselhamento das famílias e encaminhamento a especialistas, na participação ativa do trabalho em rede para executar programas voltados ao enfrentamento do problema com escola, Conselho Tutelar, Ministério Público e outros. A redução do bullying como uma das metas prioritárias na rede escolar prevê adoção de relacionamentos sociais positivos e fortalecimento da resiliência dos alunos. Assim, as escolas devem desenvolver pactos de convivência saudável, dispor de serviço de apoio psicológico e realizar encontros informativos sobre o tema durante todo o ano letivo. As medidas preventivas eficazes devem ser articuladas entre escola-família-sociedade. Essa iniciativa pode minimizar as dificuldades de crianças, adolescentes e suas famílias em procurar ajuda; proporcionar mudança da concepção de escola como espaço autoritário, para atitudes adequadas à sua verdadeira missão.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11


“O resgate do cérebro sitiado”

DR. ANTONIO GERALDO SANTANA QUEIROZ CRM/MT 9980 | RQE 4499 CIRURGIA VASCULAR • Tratamento Arterial e Venoso; • Escleroterapia; • UltrassoM Dopler Arterial / Venoso.

Tudo começa na formação humana, no momento em que o nosso corpo é dotado de um “quartel general” (cérebro), onde o “Capitão Neurônio”, por se tratar do ponto mais estratégico da nação humana, arquiva neste “quartel” todas as informações relevantes. Os soldados de elite em seus batalhões, sempre estão em alerta, até mesmo nos momentos de repouso e de sono profundo. Para manter salva toda essa informação, o quartel foi projetado como uma fortaleza, com apenas quatro acessos, duas vias principais, as carótidas, e duas secundárias, as vertebrais, que seguem pelos túneis junto a coluna vertebral. O quartel é abastecido com 20% de todos os nutrientes despachados pelo centro responsável por este serviço vital, o coração. O que todos não sabiam, é que a mesma gangue que atacou a nossa amiga artéria na edição anterior, “O Fumaça”, chefe dessa facção, decidiu destruir o “Capitão Neurônio” e seus comandados. Só para relembrar, essa quadrilha é formada pelo açúcar, que até parece um docinho, mas ele é um DIABETES, tudo bem, um trocadilho horrível, porém verdadeiro! O gorduroso LDL e “O Fumaça” são sujeitos bem difíceis de se prender, pelo fato de serem quase invisíveis. Bastou um deslize pessoal, para que a facção decidisse iniciar uma guerra contra o “Capitão Neurônio”. Para conquistarem a vitória, decidiram sitiar o quartel general, o que ninguém esperava, era que esses mal feitores fossem capazes de planejar algo grandioso, digno de Hollywood. Os malfeitores arquitetaram uma cilada atacando pontos espalhados em todo corpo humano, enquanto se infiltravam nas linhas de defesa do cérebro. Sabe como fizeram isso? Eu vos respondo, caros leitores! Eles sabiam que não eram capazes de realizar um ataque direto e, portanto, decidiram sitiar o quartel, fazendo com que a cada dia chegasse menos nutrientes para manter o cérebro funcionando.

Ao infiltrar-se na periferia da artéria carótida, a deixavam gradativamente mais estreita, ou seja, estenosada. Esse processo demanda tempo, consequentemente, o plano dos Malfeitores não apresenta consequências imediatas. E, é justamente por este motivo, que pessoas acima de 65 anos precisam fazer um CHECK UP VASCULAR, uma vez que já podem estar expostas e sofrendo silenciosamente com o ataque dessa quadrilha, até que um dia o quartel sofre a primeira baixa de nutrientes, que pode ser tão grave, capaz de deixar sequelas ou levar o indivíduo a óbito. Essa baixa de nutrientes no cérebro, é o famoso AVC (Acidente Vascular Cerebral). E agora, quem poderá nos ajudar? Os maiores de 30 anos ou aqueles que assistem programas das décadas de 70/80, estariam esperando como resposta: “O Chapolin Colorado”, mas neste caso, é o CIRURGIÃO VASCULAR que entra em ação promovendo um contra-ataque, capaz de quebrar ou arrancar essa barreira da carótida. O CIRURGIÃO VASCULAR é o médico responsável por cuidar da saúde prevenindo doenças que podem lesionar as artérias do corpo. Quando é identificada a lesão na carótida, o vascular consegue planejar o tratamento cirúrgico convencional (endarterectomia) ou a cirurgia endovascular (angioplastia), respeitando a indicação e as particularidades de cada paciente. Portanto, pessoas acima de 65 anos, diabéticos, hipertensos, dislipidêmicos (com colesterol alterado), ou seja, indivíduos que apresentam fatores de risco de formação de “placas de gordura” arteromatose que estenosam as carótidas, PRECISAM FAZER UM ACOMPANHAMENTO COM UM CIRURGIÃO VASCULAR.

MORAL DA HISTÓRIA: Procure o cirurgião vascular de sua confiança e mantenha seu check up em dia, garanta a sua qualidade de vida por mais tempo!

48

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11


Síndrome de down A síndrome de down não é uma doença e sim uma condição genética, portanto, não tem cura, mas, se a pessoa for submetida a uma série de cuidados médicos protagonizados por uma equipe multidisciplinar de especialistas, as chances de desenvolvimento cognitivo e mental aumentam de acordo com os estímulos.

FERNANDA STEFENE VITAL CREFITO 87.505/MT • Fisioterapeuta especializada em Neurologia infantil • Cursos de formação- - Método Neuroevolutivo – BOBATH • Estimulação precoce; • Kinesio tape; • Recurso terapêutico em integração sensorial; • Fisioterapia Respiratória Pediátrica; • Terapeuta Pediasuit; • Curso em Estimulação Precoce Voltada a Prematuro.

Dentre os 365 dias do ano, o dia 21/03 foi inteligentemente escolhido porque a Síndrome de Down é uma alteração genética no cromossomo 21 que deve ser formado por um par, mas no caso da criança com a síndrome, aparece com 3 exemplares (Trissomia do 21). Podendo ser classificado em 3 tipos: • Trissomia livre (simples): é o mais comum das alterações, acontece a triplicação do cromossomo 21. • Translocação: acontece em média de 3 a 4 % dos casos. O cromossomo extra do par 21 fica “grudado” em outro cromossomo. Mesmo tendo 46 cromossomos acontece a síndrome de Down. • Mosaico: a alteração genética compromete apenas parte da célula.

LAHIS MARQUES ADAMI DA LUZ CRE ITO-9.158923• Fisioterapeuta especializada em Neurologia Infantil • Pós graduada em Neurofuncional Pediátrica e Saúde Pública; • Cursos de formação- Método Neuroevolutivo – BOBATH; • Estimulação precoce; • Kinesio tape; • Gametherapia; • Equoterapeuta; • Pediasuit básico e avançado; • Cursos especializando em Autismo; • Recurso terapêutico em integração sensorial; • Terapeuta Cuevas Medek Exercises (CME), especializada pelo criador da Técnica Senhor Ramon CuevasChile- Santiago, sendo capacitada anualmente pelo mesmo. • Acupuntura Auricular

ALGUMAS CARACTERÍSTICAS DA SÍNDROME DE DOWN Crianças com Síndrome de Down podem apresentar deficiência intelectual ou não, e algumas características físicas específicas, olhos amendoados, devido às pregas nas pálpebras e em geral são de menor estatura, as mãos apresentam uma única prega na palma, em vez de duas. Os membros são mais curtos, o tônus muscular é

66 3531 3480 | 66 99956 2553 66 99632 9294 | 66 99996 0865 Anexo à Clínica do Coração Rua das Amendoeiras, 267 Centro - Sinop/MT 50

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Crianças com Síndrome de Down podem apresentar deficiência intelectual ou não, e algumas características físicas específicas, olhos amendoados, devido às pregas nas pálpebras e em geral são de menor estatura, as mãos apresentam uma única prega na palma, em vez de duas.

mais fraco, causando uma hipotonia característica, e a língua é protusa, mais do que o normal. Podem ser acompanhado com cardiopatias e outras complicações. TRATAMENTO É importante destacar que a síndrome de Down não é uma doença e sim uma condição genética, portanto não tem cura, mas como foi dito, se a pessoa for submetida a uma série de cuidados médicos protagonizados por uma equipe multidisciplinar de especialistas, como: Neuropediatra, Pediatra, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Terapeuta Ocupacional, Psicólogo e Psicopedagogo, as chances de desenvolvimento cognitivo e mental aumentam de acordo com os estímulos. Acima de tudo é importante saber que, ter um filho especial significa um universo de novos desafios, e dificuldades podem ser superadas com acesso à informação e esclarecimento, além do apoio dos familiares e da equipe médica. Possuir alguma necessidade especial, seja genética ou não, não é atestado de incapacidade. Pessoas com síndrome de Down são conhecidas por serem extremamente carinhosas e perseverantes. Se estimuladas podem levar uma vida social e profissional igual a de qualquer pessoa.


INFORME PUBLICITÁRIO

Estilo de Vida Em um mundo cada vez mais acelerado e tecnológico, o 5S nasceu com uma nova perspectiva, um novo jeito de viver a vida. “Inspiramos o autoconhecimento, a superação de limites, a confiança nos próprios potenciais”. “Incentivamos o resgate dos bons hábitos alimentares, valorizamos a relação com a comida de verdade, produzida com alimentos frescos, saudáveis e saborosos.”

JIANDRA DA LUZ CRE ITO 123941• Especialista no Tratamento da Obesidade e suas afeccções • Fisioterapia na Universidade UNIJUÍ - RS • Acupunturista • Especializada em Fisioterapia Dermato funcional e Tecnologia avançada em Estética • Terapeuta Ortomolecular • Coaching em Emagrecimento Consciente • Formação em Neurociência e Saúde Integral • Licenciada do Método de Emagrecimento 5s

Emagrecimento Avançado e Estética 66 99604 2210 Rua das Aroeiras, 937 Centro - Sinop/MT JiandraDaLuz @jiandradaluz ji.fisio@hotmail.com

Mentora do 5s estilo de vida Edivana Poltronieri

Bárbara Castro-RJ

Somos mais que uma escolha, somos o caminho para uma vida sociável, saudável, sustentável, simples e saborosa.

SOMOS UM ESTILO DE VIDA, SOMOS O 5S E NOSSO ÚNICO PROPÓSITO É NUTRIR A SUA FELICIDADE. Único método do brasil com certificação de aprovação em pesquisas O 5S Estilo de Vida Saudável, que já foi comprovado por 27 mil pessoas e é um sucesso em centros de estética de todo o Brasil, agora também foi reconhecido cientificamente! Nossa primeira pesquisa científica foi publicada recentemente pela Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento (RBONE), uma das mais conceituadas no segmento, reconhecendo eficácia, segurança e confiança do nosso estilo de vida.

Acreditamos que inspirar pessoas a adotar um estilo de vida saudável é o segredo para que vivam com mais leveza e equilíbrio.

Pilares do tratamento

Clínica Leticia Berger 5S Estilo de Vida Saudável - ES

• Terapia motivacional em grupo; • Coaching 5S; • Alimentação saudável e saborosa; • Desintoxicação metabólica exercício físico; • Suplementação exclusiva.

O estudo revela que é possível emagrecer e ganhar qualidade de vida em curto prazo, com a reeducação dos hábitos diários. A análise foi realizada com 1017 pacientes do 5S em 2 anos, resultando em mudança positiva dos perfis de composição corporal com redução de peso e percentual de massa gorda, ganho de massa magra, redução do IMC, redução da circunferência abdominal, e, consequentemente impactando diretamente a qualidade de vida dos pacientes para melhor!

Clínica Spazzio RS.

Único método cientificamente comprovado de sua eficácia no controle do peso e redução de gordura


54

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Técnicas Odontológicas Avançadas no tratamento de desordens congênitas e adquiridas do sistema estomatognático As cirurgias oral e a maxilofacial englobam área da odontologia que atua no tratamento de desordens congênitas ou adquiridas do sistema estomatognático. DR. MARCO AURÉLIO BARBOSA CRO/MT 1846 DENTISTA • Mestre Prof. Ortodontia

A família L-PRF atende às necessidades dos aplicativos em cirurgia oral e maxilofacial, como coágulos L-PRF e membranas, apresentando volume e forma fácil de combinar com a maioria das técnicas cirúrgicas. Nesta conjuntura, o enxerto ósseo é realizado para aumentar a altura e espessura óssea, possibilitando a instalação de implantes dentais. O fragmento ósseo do próprio paciente é o mais utilizado e tido como padrão-ouro. A Aplicações clínicas do L-PRF e biomateriais em odontologia conta com preenchimento de alvéolos frescos após exodontias. Na implantodontia, nos casos em que se faz a instalação do implante no mesmo ato cirúrgico da extração dentária, ou em casos e extração de dentes, como o terceiro molar, se utiliza a membrana de L-PRF no auxílio da formação do osso alveolar. Por sua vez, a cirurgia de Sinus Lift ou Levantamento de Seio Maxilar é um procedimento utilizado para enxerto quando não há osso, objetivando aumentar a quantidade óssea em altura para permitir a colocação de um implante dentário mais longo, utilizando enxerto ósseo e membranas de L-PRF na forma de “Sticky Bone”.

Clínica OralFace Rua das Caviúnas, 441, Setor Residencial Sul - Sinop/MT

66 3531-6278 | 99908-3600 56

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Outro procedimento é a utilização de Tela ou Tenda de Titânio, que visa aumentar o volume ósseo tanto em mandíbula como em maxila. Procedimentos como tratamento de Disfunções Temporomandibular voltam-se para pacientes que apresentam estalidos na articulação, quando no ato da mastigação. A forma injetável (i-PRF) entra como coadjuvante, enquanto o Tratamento de Retrações Gengivais se utiliza dos agregados em forma de membrana e biomaterias à base de metais, polímeros (naturais e sintéticos) e cerâmica, associado a técnicas indicadas para cada caso, o que confere excelentes resultados. Os fatores de crescimento são mediadores biológicos naturais ou sintéticos, que regulam importantes eventos celulares envolvidos no processo de regeneração tecidular, como proliferação, diferenciação, quimiotaxia e síntese de matriz. No entanto, continua a ser importante não esperar pelas virtudes miraculosas dos biomateriais, já que é um adjuvante cirúrgico que não pode substituir o controle correto da terapêutica convencional.


Informe Publicitário

Quem deve declarar o IRPF em 2019? CRITÉRIOS

De acordo com a Instrução Normativa RFB nº 1.871, de 20 de fevereiro de 2019, está

Renda

• Recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma anual foi superior a R$ 28.559,70; • Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00.

Ganho de capital e operações em bolsa de valores

• Obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas; • Optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja destinado à aplicação na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias, contados da celebração do contrato de venda, nos termos do art. 39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005.

obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física referente ao exercício de 2019, a pessoa física residente no Brasil que, no anocalendário de 2018:

QUANDO COMEÇA O IMPOSTO DE RENDA 2019?

CONDIÇÕES

Relativamente à atividade rural: a. Obteve receita bruta anual em valor superior a R$ 142.798,50; Atividade rural b. Pretenda compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2018.

Bens e direitos

• Teve a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro de 2018, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00.

Condição de residente no Brasil

• Passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição se encontrava em 31 de dezembro de 2018.

A partir do dia 07 de março de 2019 a 30 de abril de 2019.

COMO CALCULAR O IRPF? Após o preenchimento da declaração, o contribuinte deve escolher o regime de tributação: Regime de tributação FORMAS DE TRIBUTAÇÃO Utilizando as deduções previstas na legislação tributária.

REGRAS O contribuinte pode utilizar todas as deduções legais a que tem direito e que possa comprovar.

Utilizando o desconto de 20% Este desconto substitui todas do valor dos rendimentos as deduções legais, sem a tributáveis na declaração, necessidade de comprovação. limitado a R$ 16.754,34.

Thiago Costa Cavenaghi Gesiscarlos Araújo de Souza

QUAL O VALOR DO IMPOSTO DE RENDA EM 2019? A tabela progressiva anual para o cálculo do imposto é a seguinte: BASE DE CÁLCULO (R$)

ALÍQUOTA (%)

PARCELA A DEDUZIR DO IRPF (R$)

Até 22.847,76

-

-

De 22.847,77 até 33.919,80

7,5

1.713,58

De 33.919,81 até 45.012,60

15

4.257,57

De 45.012,61 até 55.976,16

22,5

7.633,51

Acima de 55.976,16

27,5

10.432,32

A empresa possui uma equipe-multidisciplinar para melhor atender os clientes (contadores, administradores, economistas).

IFCT - Inteligência Fiscal Contabilidade Tributária 66 3515 9940 | 66 3015 1531 Rua Das Castanheiras, 545, Centro, Sinop/MT


Será que preciso conversar com um psiquiatra? A psiquiatria é a especialidade com as maiores peculiaridades dentre as diversas a serviço da medicina moderna. Falo isso tendo em vista o inusitado, a gravidade e a intensidade que os adoecimentos, que citarei a seguir, podem alcançar contrastando com o preconceito que muitas pessoas ainda nutrem, tornando mais difícil e atrasando a procura pelos profissionais da área.

DR. HERZEN MILAGRES MARCENES NETO PSIQUIATRA CRM/MT 8767 | RQE 3812

Quem tem pressão alta, vai ao cardiologista... Quem tem dor no joelho, vai ao ortopedista... E assim por diante, mas quem sofre do ponto de vista da saúde mental diz que não precisa, que é frescura, que é falta de Jesus no coração, que vai resolver com força de vontade, etc. É bem verdade que a atenção em saúde mental viveu num passado não muito longínquo épocas tenebrosas de violação de direitos civis, de tratamentos que beiravam a tortura, conivência com maus tratos, de ausência de resposta adequada ou abundância de efeitos colaterais advindos dos fármacos utilizados. Atualmente, considero um erro técnico alguém ter problemas com uso ou abuso de substâncias, dificuldades de colocar limite no prazer com compras, alimentação ou sexo e não discutir tais hábitos com um profissional capacitado em contribuir farmacologicamente, clinicamente e psicologicamente na redução do dano causado. Os adoecimentos que cursam com redução da capacidade de apreender da reali-

dade algo próximo dela ou que cursam com perturbação dos sentidos são coloquialmente chamados psicóticos. Normalmente estes não vêm - são trazidos ao psiquiatra - em função do vulto da estranheza ou perturbação que alterações delirante-alucinatórias trazem para o comportamento. Todos podemos ficar tristes em função de um falecimento, estressados por uma separação ou problemas financeiros, ansiosos por uma prova importante dentre diversos outros exemplos, mas quando essa emoção extrapola e impacta negativamente no funcionamento laboral, sócio-familiar, acadêmico ou manifesta-se no corpo como sinais e sintomas físicos, quase sempre mal interpretados pelas outras clínicas, que utilizam termos como tensional, nervosa, irritável ou psicogênica, a consulta com o psiquiatra se impõe. Mantendo o cuidado de não transformar o cotidiano do comportamento humano em doença, o psiquiatra é o profissional comprometido com o funcionamento geral das pessoas e indicado para o alívio do sofrimento emocional.

Especialidade médica sub utilizada aumenta sofrimento da população.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

59


DESGASTES DENTÁRIOS: Uma nova ameaça à saúde bucal

DRA. ROSELI MOIA CIRURGIÃ DENTISTA CRO/MT 4135

Com a expectativa de vida aumentada e o declínio da doença cárie, as pessoas vêm mantendo a dentição natural por mais tempo. Assim, os problemas relacionados aos desgastes dentários tornaram-se mais evidentes e suas estatísticas não param de crescer. Esse processo pode ocorrer em pacientes nas mais diversas idades, desde a infância com os dentes de leite, até a fase adulta com dentes permanentes. Ao longo dos anos, ocorre um desgaste normal causado pela mastigação. No entanto, o que vem ocorrendo em uma taxa muito alta, são desgastes dentários ocorridos devido a hábitos parafuncionais (que não faz parte da normalidade) relacionados ao estilo e qualidade de vida atuais. Os desgastes geralmente são multifatoriais e podem estar relacionados ao fator emocional (estresse e ansiedade), má posição dentária, perda de dentes, efeitos colaterais de medicações, apneia obstrutiva do sono, hábitos alimentares, refluxos gástricos e higiene oral. Os sintomas mais frequentes são sensibilidade nos dentes, dores de cabeça, dores musculares na face, região cervical e também na ATM (Articulação Temporomandibular). Os sinais se apresentam como perda da estrutura dentária, que primeiro ocorre no esmalte e sem seguida na dentina, nesta fase começa a sensibilidade. É possível perceber trincas, ranhuras nos dentes e a frequente fratura de restaurações e dentes, além de perdas ósseas e retrações gengivais. Estes desgastes podem se apresentar na forma de erosão, causado por uma alimentação ácida ou refluxo, também pode ser de forma abrasiva que está relacionada a um agente, e está presente em pacientes que escovam com força excessiva e usam pastas abrasivas. Mas sem dúvida, a forma de desgaste mais frequente que encontramos no dia a dia é a atrição, que provoca desgastes das cúspides (pontas dos dentes) e a abfração que é uma perda da estrutura dentária na região cervical (próxima a gengiva). Esses dois últimos tipos de desgastes estão relacionados ao APERTAMENTO E BRUXISMO, muito comum na população e

altamente prejudicial à saúde bucal. Pode ocorrer durante a noite e também durante o dia, de forma consciente ou inconsciente. Os danos estéticos causados pelos desgastes modificam não apenas o sorriso, mas também a percepção harmônica da face e podem ser resolvidos em restaurações de resina, laminados cerâmicos (lentes de contato) ou em casos mais severos, onde há muitos desgastes, há necessidade de reabilitação oral para devolver toda a estrutura perdida. Já as dores podem ser tratadas com a utilização de placa miorrelaxante, para proteger os dentes e atua como desprogramador, dependendo o caso, há necessidade de aplicação de toxina botulínica para atuar juntamente na atividade muscular. A melhor maneira de prevenir o desgaste dentário é a prevenção, visitas regulares ao dentista podem facilitar um diagnóstico precoce e minimizar os prejuízos causados, sem que haja danos maiores e comprometimento da estética e função dos dentes. Sinais e sintomas que podem indicar a presença de bruxismo e apertamento. Faça o teste e descubra: Faz barulho durante a noite devido a ranger os dentes. Apresenta desgastes na ponta dos dentes ou na região perto da gengiva. Tem alta carga de estresse diária. Acorda com os dentes ou a musculatura facial dolorida. Tem dores na ATM (articulação temporomandibular). Possui sensibilidade nos dentes. Possui bordas laterais da língua marcada pelos dentes. A resposta positiva para dois ou mais itens acima tem indicação para uma avaliação odontológica e estabelecimento do diagnóstico.

DESGASTES DENTÁRIOS

ATRITO 60

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

ABFRAÇÃO

EROSÃO

ABRASÃO


Informe publicitário

O Trabalhador e a

Contribuição Sindical Desde a promulgação da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT - em 1943, o recolhimento da Contribuição Sindical era obrigatório pelos empregados, em regra, de um dia de trabalho por ano, descontado em folha de pagamento, destinado à manutenção e custeio das entidades sindicais e categorias de classe de todo país, independentemente de estarem ou não filiados.

Com o passar dos anos, muito se discutiu sobre sua constitucionalidade, especialmente com o advento das Constituições de 1946 e 1967, sendo finalmente recepcionada pela Constituição Federal de 1988. Para alguns, a Constituição Federal assegura o direito (faculdade) ao empregado a filiar-se ou não à entidade sindical de sua categoria, razão pela qual sua compulsoriedade caminha na contramão dos princípios norteadores da Carta Magna. Por outro lado, sempre houve os que defendessem que as entidades sindicais desenvolvem um papel importante na defesa dos direitos dos trabalhadores frente aos interesses patronais, sendo indispensável para o equilíbrio nas relações empregatícias. Esse tema causou polêmica no Congresso Nacional após aprovação da Lei 13.467, de 2017 – dita Reforma Trabalhista - a qual, dentre inúmeras mudanças, aboliu de vez a obrigatoriedade da contribuição sindical pelos empregados, sendo devida apenas para aqueles que prévia e expressamente autorizassem (Art. 582). As entidades sindicais e os apoiadores da compulsoriedade do recolhimento da contribuição propuseram 19 (dezenove) Ações Diretas de Inconstitucionalidade em face do dispositivo supramencionado, objetivando, em síntese, que o STF o declarasse inconstitucional e, por conseguinte, o retorno da obrigatoriedade dos descontos em folha de pagamento. Mas os esforços foram em vão. Na data de 29 de junho de 2018, por 6 votos a 3, o STF decidiu pela constitucionalidade do dispositivo da reforma trabalhista (art. 582), ou seja, prevaleceu o entendimento de que a obrigatoriedade da contribuição sindical só seria possível após prévia e expressa autorização do trabalhador.

Não obstante todos esses contratempos vivenciados pelas entidades sindicais – afinal, a contribuição que passou a ser voluntária representava cerca de 80% da fonte de renda das entidades, o que corroborou ao longo do tempo para criação de mais de 16 mil sindicatos em todo país -, no último dia 01/03/2019 o atual Governo editou a MP n. 873/2019, a qual definitivamente chancela a não obrigatoriedade da contribuição sindical, trazendo ainda nova redação ao dispositivo, asseverando que além de prévia e expressa autorização, seu recolhimento será feito “exclusivamente por meio de boleto bancário ou equivalente eletrônico, que será encaminhado obrigatoriamente à residência do empregado ou, na hipótese de impossibilidade de recebimento, à sede da empresa.” Por certo, tal medida não agradou as entidades sindicais e muito menos os apoiadores de esquerda, os quais buscam reverter a situação, politicamente, perante a Câmara dos Deputados, no intuito de obter meios para criar uma nova estrutura sindical no país. Impende ressaltar que, muito embora a Medida Provisória em comento possua força de Lei, é necessária a aprovação do Congresso Nacional, que terá o prazo de 60 (sessenta) dias, prorrogáveis por igual período, para discipliná-la, do contrário, perderá sua eficácia, voltando a vigorar o entendimento da reforma trabalhista. De qualquer modo, tem-se que a discussão está longe de ter um ponto final, razão pela qual, necessário aguardarmos o prazo constitucional do poder legislativo face à Medida Provisória editada pelo poder executivo, que certamente influenciará na estrutura organizacional e manutenção dos sindicatos e, principalmente, nos acordos e convenções coletivas de trabalho.

LUIS CARLOS NESPOLI JÚNIOR • Advogado com experiência no Direito do Trabalho Patronal - Membro da Equipe da Empresa Ferreira, Marques e Louzich Advogados Associados.

62

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Implante dentário Recupere seu sorriso e sua autoestima A perda dos dentes compromete a DR. CLEBER CLEITON CHIODELLI

estética e diminui a autoestima, tendo relação direta com a mastigação, distúrbios gastrointestinais e

CRO/MT4936

envelhecimento facial. Mas com o implante dentário estas situações podem ser solucionadas.

DRA. BRUNA CAROLINE GUARNIER CRO/MT 7379

DRA. DANIELE PRISCILA GUARNIER CRO/MT 7380

• Implantodontia • Ortodontia • Endodontia • Odontopediatria • Clínica Geral • Harmonização Facial Clínica Odonto Saúde

66 3545 1897 | 66 99682 0939 Rua dos desbravadores, 2515 Centro Norte - Sorriso/MT 64

O implante dentário é a opção ideal para quem deseja repor dentes perdidos, seja na reposição de um ou de vários elementos, como no caso da substituição de próteses parciais ou totais “dentaduras”. Os implantes dentários são constituídos de titânio, material que não apresenta risco de rejeição, sendo inseridos diretamente na região do osso onde o dente está ausente. Desta maneira, muito além de uma raiz artificial, o implante vem sendo considerado como uma terceira dentição. Na cirurgia para implante de dentes, como o paciente está sob o efeito da anestesia, não sente dor alguma. No pós-operatório, a dor pode variar de pessoa para pessoa, pois a resposta à dor é individual. É importante ressaltar que o paciente que vai se submeter ao implante dentário recebe medicamentos como: analgésico, anti-inflamatório e antibiótico. O pós-operatório é, geralmente, satisfatório e a maioria dos pacientes não relata incômodo maior. Por esta e outras razões, a procura por tratamentos com implante vem aumentando significativamente nos últimos anos. Pesquisas indicam que mais de 500 mil implantes dentários são realizados no mundo anualmente, e que as taxas de sucesso são de, aproximadamente, 98%. Mas, para isso, uma série de fatores importantes precisa ser analisada para que o resultado do implante seja satisfatório. Cuidados com a estrutura óssea Para obtenção de implantes dentários saudáveis, com bons resultados estéticos e

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

funcionais, a qualidade óssea é fundamental, ou seja, é necessário que os ossos da arcada dentária deem suporte para a colocação do implante. Segundo o Dr. Cleber Chiodelli, cirurgião-dentista, nem sempre o paciente tem volume e qualidade óssea ideais. “Nestes casos é necessário realizar o enxerto ósseo e criar condições para que estes implantes tenham um bom alicerce ósseo para um futuro duradouro”, explica. Na maioria dos casos, os enxertos ósseos são realizados na clínica odontológica com anestesia local. Em casos de enxertos de grande extensão, o procedimento deve ser realizado em centro cirúrgico hospitalar sob anestesia geral. Para implantes duráveis Tal como os dentes naturais, os implantes também necessitam de um controle regular. Os cuidados adequados contribuem para a longevidade dos implantes. É fundamental que o paciente siga à risca as instruções do profissional, seguindo alguns cuidados especiais, tais como, realizar escovação adequada e utilizar diariamente o fio dental, visitar periodicamente o dentista e cuidar de sua saúde geral. Além desses cuidados, os avanços na área da implantodontia permitem a realização de implantes com mais qualidade e durabilidade. “Hoje os implantes são uma realidade de sucesso e saúde para os pacientes. Estamos sempre preocupados com a longevidade dos implantes e com a saúde e satisfação do paciente”, diz Dr. Cleber.


O celular, computador…

E a Coluna vai bem? A sociedade está cada dia mais informatizada, até na hora do lazer, que deveria ser um momento para se mexerem, pessoas ficam presas a videogames, celulares e computadores.

DR. WERNER GRUTTNER TOEWS CRM/MT 3399 | RQE 7305 ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA • Formado pela Faculdade de Medicina de Jundiaí SP; • Residência em Ortopedia e Traumatologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo; • Título de especialista pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia; • Residente em Sinop há mais de 20 anos.

Essa falta de movimento é responsável por um número cada vez maior de adultos e crianças com dores nas costas e vícios de postura. Estudos recentes explicam que são as crianças as mais suscetíveis aos problemas de postura. A postura adequada na infância ou a correção precoce de desvios posturais, nessa fase, possibilitam padrões posturais corretos na vida adulta, pois esse período é o de maior importância para o alinhamento da coluna, com maior probabilidade de prevenção e tratamento dessas alterações posturais. A coluna vertebral apresenta curvaturas fisiológicas (normais), que chamamos de cifose torácica e lordose lombar. Por se tratar de distúrbios no crescimento, os desvios da coluna surgem na infância ou adolescência. A suspeita é feita pelos próprios pais, pelo pediatra ou, às vezes, pelo professor de educação física, que notam um desnivelamento dos ombros da criança, ou que a postura do (a) garoto (a) é ruim quando fica em pé ou mesmo sentado. Enfim é muito importante estar atento e, sempre que possível, observar seu filho (a) sem camisa, pois qualquer destes sinais acima pode ser indicativo de desvio na coluna. Um detalhe importante é que os desvios da coluna vertebral na criança, em geral NÃO causam dor. É muito importante o médico diferenciar os reais desvios da coluna daqueles desvios que chamamos de “posturais”, na qual a postura da criança ou adolescente é ruim, porém a coluna é normal.

Através do exame radiográfico é possível medirmos esses desvios, o que é muito importante para separarmos os casos leves dos casos mais graves e também para o acompanhamento da criança após a instituição do tratamento. Pobre pescoço contorcido Da mesma forma, os adultos e adolescentes prejudicam a coluna com o celular. O aparelho fica posicionado tão baixo — na altura do peito — que é necessário curvar demais o pescoço, o que pode causar lesões sérias na coluna. De acordo com estudo publicado no fim do ano passado na revista científica Surgical Technology International, essa inclinação do pescoço promove um impacto de até 30 kg na coluna. É como se houvesse esse peso pendurado no pescoço. Dores de cabeça fortes é um forte indício de que algo vai mal. Como cuidar e tratar a coluna? A musculatura das costas protege a coluna; portanto, fazer exercícios que a deixem bem desenvolvida também é uma forma de prevenção. O tratamento, como na maioria das afecções ortopédicas, será individualizado. Porém, de forma geral, para as crianças ou adolescentes que apresentem desvios leves e que ainda tenham potencial de crescimento, serão tomadas medidas que evitem a progressão deste desvio, fortalecendo a musculatura da coluna (paravertebral). As mais comumente utilizadas são: Fisioterapia, RPG e/ou Natação.

O pescoço faz parte da coluna, que preserva a medula espinhal, de onde saem os nervos para todo o corpo. Para se proteger, é preciso evitar que ele fique abaixado para olhar o celular, ou seja, o pescoço deve estar alinhado, pois além de dor, pode causar o chamado bico de papagaio (formação de ossos na coluna na tentativa de estabilizar a coluna diante das lesões), hérnia de disco e artrose. Em casos mais sérios, podem ocorrer problemas neurológicos.

66

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11


Ortodontia contemporânea. Novos paradigmas para novos tempos.

A ortodontia em consonância com DRA. TICIANE JOYCE GAMEZ LAMAS CRO/MT 7105 ORTODONTISTA E ORTOPEDIA FACIAL • Cirurgiã-Dentista Graduada pela Universidade de Mogi das Cruzes-SP (UMC); • Especialista em Ortodontia e Ortopedia pela Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)São Paulo; • Capacitação e Credenciamento curso clínico Bráquetes Autoligados “Conceito Linea”Grupo Carinhena- São Paulo; • Invisaling doctor; • Habilitada em Odontologia Hospitalar e Intensiva pelo IBROI- Hospital Heliópolis – São Paulo; • Capacitada em Botox e Preenchimento Facial pela Apcd Vila Mariana-São Paulo.

66 99929 6929 66 3544 3277 Av. Brasil, 2281, sala 05, Vila Romana Sorriso/MT 70

o presente traz atualmente aos pacientes ferramentas que aliam precisão, eficiência, tempo e custoefetividade. Neste cenário destacam-se o aparelho autoligado e o aparelho “invisível”(Invisalign®)

Tratam se de dispositivos de alta tecnologia que proporcionam resultados eficientes e com melhor comodidade para os pacientes. A tecnologia Invisalign® traz de imediato um melhor resultado estético e maior conforto pela ausência de bráquetes (peças do aparelho ortodôntico que são coladas ao dente). Utiliza-se de placas alinhadoras transparentes removíveis, permitindo ao paciente utilizar um aparelho ortodôntico praticamente imperceptível, trazendo pouco impacto e desconforto nas atividades do dia a dia. Já, o aparelho autoligado utiliza bráquetes especiais que não necessitam de ligadura seja elástica ou metálica. Desta forma, entrega ao paciente um tratamento mais rápido, eficaz e com maior conforto. Estudos que comparam as duas tecnologias não constataram diferença estatisticamente significativa em relação à duração do tratamento. Porém, quando comparados ao aparelho com bráquetes convencionais, ambos mostraram tempo de tratamento e eficácia superiores. Desta forma, a escolha pelo autoligado ou Invisalign® depende de características específicas de cada paciente e principalmente pela demanda estética apresentada, cenário em que o Invisalign® ou outros modelos “invisíveis” se destacam.

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

O aparelho autoligado tem duas apresentações: metálico e o estético. A grande vantagem é ausência de “borrachinhas”. Para segurar o fio ao braquete há um dispositivo com mecanismo de abre e fecha, facilitando a higienização e reduzindo o acúmulo de resíduos. Esta característica também reduz o atrito entre o fio, permitindo uma maior movimentação dos dentes e menor trauma, culminando com maior conforto e eficiência. Na programação de tratamento, quando da escolha pelo Invisalign®, pode ser realizado processamento de imagens em 3D da arcada dentária. Isto permite ao profissional planejamento virtual, levando a maior previsibilidade em relação ao resultado e tempo de tratamento. Tanto o aparelho autoligado como o Invisalign® exigem menos visitas dos pacientes ao consultório odontológico. Isto significa menos tempo reservado para esses tratamentos e, portanto, maior comprometimento. Bons resultados, eficiência do tratamento e satisfação do paciente demandam uma avaliação clínica e radiológica completa, específica para cada paciente. Desta forma, uma visita a um profissional especializado com domínio destas tecnologias é fundamental para a conquista do sorriso tão desejado.


Diabetes e Doença Arterial Coronariana O diabetes mellitus é uma condição extremamente prevalente no mundo ocidental com perspectiva de aumento de sua incidência. Estima-se que em até 2045, o número de indivíduos diabéticos aumente em 48% na população mundial. Pacientes diabéticos têm chances 2 a 4 vezes maiores de desenvolver doença arterial coronariana e infarto agudo do miocárdio. Cerca de 70% dos paciente diabéticos acima de 65 anos morrem por condições cardíacas. O impacto do diabetes na saúde cardiovascular ocorre devido a diversos mecanismos de agressão, principalmente a nível endotelial (superfície do vaso sanguíneo). Essa agressão leva ao surgimento de lesões nas artérias do coração propiciando o surgimento da doença coronária e ocorrência de infarto agudo do miocárdio Na maioria das situações o início do desenvolvimento da doença cardíaca é silencioso. Desta forma, a detecção precoce do surgimento de placas coronarianas é pedra fundamental. Uma das ferramentas que tem auxiliado de forma significativa neste cenário é a angiotomografia das coronárias, que pode ser utilizada em indivíduos com sintomas e em algumas situações, em pacientes assintomáticos. Uma vez detectada a doença cardíaca, algumas metas devem ser estabelecidas a fim de minimizar complicações. Além do bom controle do diabetes, faz–se necessário excelente controle da pressão arterial, dos níveis de colesterol, atividade física regular, bons hábitos alimentares, além de determinadas classes de medicações que trazem impacto benéfico.

Naqueles pacientes diabéticos, após infarto ou nos com sintomas ou exames sugestivos de doença coronária mais extensa, de maneira geral necessitarão de avaliação pelo cateterismo cardíaco. O cateterismo consegue avaliar de forma precisa a presença de placas obstrutivas, sua respectiva extensão e ajudar na decisão da melhor forma de tratamento, que além das medicações, pode ser feito com angioplastia, com implante de stents e eventualmente cirurgia cardíaca. Nos últimos cinco anos, houve incorporação de novas medicações capazes de impactar de forma significativa a doença coronária no paciente diabético. Antidiabéticos orais como os inibidos do contransportador sódio-glicose 2 (SGLT2), drogas para controle agressivo do colesterol, dentre outros, trouxeram enormes avanços neste contexto. Diante destes fatos e conhecendo a natureza diversa, às vezes agressiva e silenciosa do diabetes, faz se necessário avaliação clínica regular com médico cardiologista e/ou endocrinologista a fim de detectar a presença do diabetes, e em se confirmando o diagnóstico, avaliar sua extensão e iniciar de imediato as medidas terapêuticas e preventivas pertinentes.

DR. EDGAR STROPA LAMAS CRM/MT 8768 | RQE 3819 HEMODINÂMICA E CARDIOLOGIA INTERVENCIONISTA • Graduação pela Universidade Federal de Juiz Fora; • Cardiologia e Hemodinâmica/Cardiologia Intervencionista pelo Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. São Paulo-SP; • Título de especialista pela Sociedade Brasileira de Cardiologia/AMB; • Certificado de área de Atuação em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista pela SBHCI/AMB.

Cabe destacar, que como em outras situações da cardiologia, a prevenção é sempre a melhor estratégia. Bons hábitos de vida, como prática esportiva, alimentação equilibrada e saudável, abandono do tabagismo e visita regular ao seu médico de confiança são medidas fundamentais para sua melhor saúde cardiovascular e qualidade de vida.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

71


#social |

Revista Saúde Março . 2019 Norte do Mato Grosso

INAUGURAÇÃO DE CONSULTÓRIO MÉDICO E ODONTOLÓGICO EM SORRISO-MT Na noite do dia 28 de Fevereiro, Edgar e Ticiane abrem as portas do seu consultório juntamente com Alexandre e Andreia. Muita alegria no coquetel de inauguração com a presença dos amigos.

72

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Revista Saúde Março . 2019 Norte do Mato Grosso

| #social

REINAUGURAÇÃO DA NOVA LOJA ÓTICA DILLANE Os Proprietários da Ótica Dillane realizaram, no dia 04 de março, a reinauguração da nova loja com a benção do padre, a presença de amigos, parentes e fornecedores. Valkirio e Irenice agradecem a todos pela presença.

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

73


#social |

Revista Saúde Março . 2019 Norte do Mato Grosso

CENTRO DE BEM-ESTAR FEMININO DRA. BEATRIZ & DR. ANTÔNIO É INAUGURADO Tinha que ser em um 8 de março. Com muita honra e alegria de abrir nossa nova clínica, um espaço exclusivo em Lucas do Rio Verde para atender mulheres e mamães. Ambiente moderno e confortável com equipamentos de ponta para acompanhar a saúde e desenvolvimento delas e de seus bebês com segurança e assertividade. 74

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Revista Saúde Março . 2019 Norte do Mato Grosso

| #social

INAUGURAÇÃO WIZKIDS E REINAUGURAÇÃO WIZARD BY PEARSON! É com muito orgulho e satisfação que inauguramos a Wizkids, uma escola onde seu filho vai viver experiências inesquecíveis no inglês; e reinauguramos a Wizard by Pearson em novo espaço no município de Sorriso - MT, trazendo uma estrutura ampla, moderna e exclusiva para o ensino de adolescentes e adultos. rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

75


#social |

Revista Saúde Março . 2019 Norte do Mato Grosso

A FELICIDADE EM FAMÍLIA Dr. Lair Tiago de Marchi e sua noiva Fabiola Cristina Alves em um noivado “surpresa” no Chalé do Italiano em 18 de dezembro de 2018.

76

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Revista Saúde Março . 2019 Norte do Mato Grosso

CONGRESSO DE ODONTOLOGIA COM DR KINA. Dra. Roseli Moia, cirurgiã dentista de Sinop participou do Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo (CIOSP) com o Dr. Kina.

CONGRESSO DE ORTOPEDIA DA ACADEMIA AMERICANA Dr Márcio Moraes especialista em Ombro e Cotovelo mantendo-se atualizado, participou do congresso de ortopedia da Academia Americana. Realizado na cidade de Las Vegas no mês de março.

| #curtas

INÍCIO DO 2° CURSO DEFESA PESSOAL PARA MULHERES!

Quero parabenizar cada Mulher guerreira por sair dos seus lares e do conforto em busca de conhecimento. Agradecimentos à Secretária de Esporte e Lazer da Prefeitura Municipal de Sorriso e ao Senhor Secretário Junior Brandão, junto com o coordenador Renato Silva. Gratidão a minha amiga Cleane Lima, atleta da equipe Avos Sinop / Dojo Junior Lobo Rutiele que se deslocou de Sinop, para obter o conhecimento. E também agradecer aos meus auxiliares Pablo Vitor e Aline Minosso.

DOJO CÊNIO KARATÊ SHOTOKAN O Instrutor Cênio Marques realiza aulas gratuitas de karatê Shotokan no Ginásio Flor do Cerrado, e convida você a fazer parte da equipe AVOS/DOJO Cênio.

#estounocurtasdasaúde rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

77


#curtas |

Revista Saúde Março . 2019 Norte do Mato Grosso

CURSO DE ESTÉTICA EM SORRISO Dra. Roseli Moia participou do Curso de Estética em Sorriso com as professoras Ivone Pacheco e Edina Gazone.

FELLOWSHIP DE CIRURGIA COLORRETAL Drª Jacqueline De Marchi esteve, nos meses de outubro e novembro de 2018, participando de um Fellowship de Cirurgia Colorretal, no Hospital de Braga em Portugal. Na foto, Dr. Joaquim Costa Pereira, chefe do serviço.

PESCARIA NO PANTANAL Dr. Adenir Biesek Bucomaxilofacial em pescaria no Pantanal.

FARMÁCIA ALIFARMA, UMA ALIANÇA COM A SUA SAÚDE Proprietários Alceu José Santana Queiroz e Aline Gwozdz comemoram os 9 anos da empresa a serviço de Sorriso -MT, Unidade em frente ao UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e ao Hospital Regional de Sorriso.

#estounocurtasdasaúde 78

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Revista Saúde Março . 2019 Norte do Mato Grosso

| #curtas

CLÍNICA PLENITUDE A Clínica Plenitude é um centro especializado em despertar o amor e a consciência através do cuidado humanizado. Para isto, conta com uma equipe multiprofissional onde enfermeira obstetra e doula, esteticista, psicóloga, nutricionista, médicos ginecologistas e obstetras, terapeutas holística e sistêmica trabalham em prol do bem-estar e de uma vida plena e em equilíbrio.

MEDICINA NUCLEAR EM SINOP O Centro de Medicina Nuclear de Sinop é o precursor na realização de exames de Cintilografia em toda região Norte do Estado do Mato Grosso. Com um aparelho moderno, equipe qualificada e atendimento humanizado, a clínica está preparada para auxiliar seus clientes e médicos solicitantes, na busca por um diagnóstico rápido e preciso.

PASSEIO NA CIDADE DE BARILOCHE ARGENTINA O casal Luciene e Leandro Minghelli fizeram um maravilhoso passeio na cidade de Bariloche Argentina.

DOJO CÊNIO KARATÊ SHOTOKAN Abriu o Curso Defesa Pessoal Feminina, que teve início dia 15 de janeiro 2019, sendo realizado no Ginásio Flor do Cerrado, com uma palestra da Delegacia da Mulher sobre os direitos da Mulher entre outros conteúdos, com o MAJ PM Inácio, Sub CMD 12° BPM Sorriso, tema: atuação da PM

frente à violência doméstica e familiar contra a mulher.

#estounocurtasdasaúde rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

79


Cirurgia plástica gengival A gengivectomia é a mais indicada para casos de pacientes que possuam sorrisos gengivosos, onde ao sorrir, destaca-se a gengiva no sorriso.

DR. ERNESTO MIYAMOTO IMPLANTODONTIA E PRÓTESE DENTÁRIA CRO/MT 2941 • • • •

Estética; Implantes; Reabilitação Oral; Cirurgia Plástica Gengival.

Odontologia Estética 66 3544 7222 | 66 99654 6712

1. O que são as cirurgias plásticas gengivais e quais são os objetivos desse tipo de procedimento? São procedimentos cirúrgicos realizados em tecido gengival, relativamente pouco invasivos, que têm como objetivos principais, dependendo do caso: recobrir áreas de raízes dentais que não possuam gengiva de proteção, diminuindo a sensibilidade à alimentos gelados, quentes e ácidos; aumentar o volume da gengiva nas regiões de pouca gengiva ceratinizada (gengiva de proteção), propiciando melhora nas condições clínicas de dentes e próteses ou implantes dentários; melhorar a estética do sorriso, em casos nos quais os pacientes possuam excesso de gengiva (sorriso gengivoso) e dentes encurtados devido ao grande volume de tecido gengival.

casos, causa certo constrangimento para alguns pacientes.

2. Quais são as cirurgias mais comumente realizadas na gengiva para quem busca diminuir a sensibilidade nos dentes ou para quem busca um sorriso mais harmonioso? Atualmente, as cirurgias mais comumente procuradas são os recobrimentos radiculares (cirurgia que visa cobrir áreas de raízes expostas e que causam sensibilidade) e os aumentos de coroas clínicas como a gengivoplastia e gengivectomia (remoção de excesso de tecido gengival para aumentar a altura das coroas dos dentes, com ou sem remoção de tecido ósseo, dependendo do caso). A gengivectomia é a mais indicada para casos de pacientes que possuam sorrisos gengivosos, onde ao sorrir, destaca-se a gengiva no sorriso, que em alguns

4. Qual o período de cicatrização dessas cirurgias e como é o pós-cirúrgico? O pós-cirúrgico, é relativamente tranquilo para o paciente caso sejam seguidas as orientações do cirurgião. Os principais cuidados que o paciente deverá ter durante o pós-cirúrgico são: evitar traumatizar o local operado com a escova de dentes ou qualquer outro objeto, evitar alimentos muito ácidos por um breve período, tomar os medicamentos conforme prescrito e realizar as higienizações bucais de acordo com um protocolo que será passado pelo profissional. O período de cicatrização vai variar de paciente para paciente, mas espera-se que em 3 semanas, a cicatrização esteja bem adiantada, entretanto, o resultado final será obtido em média em torno de 3 a 6 meses dependendo do caso.

Recobrir áreas de raízes dentais que não possuam genviva de proteção, diminuindo a sensibilidade à alimentos gelados, quentes e ácidos.

Av. Curitiba, 2344, Centro, Sorriso/MT 88

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

3. Em quais outras situações, pacientes necessitam de procedimentos cirúrgicos na região da gengiva? Pacientes que perderam dentes e não foram reabilitados com implantes dentários e suas respectivas próteses dentárias, podem necessitar de enxertos de conjuntivo (enxerto de tecido interno da gengiva que tem o objetivo de devolvê-la mais volumosa e que seja mais ceratinizada (mais “espessa”), propiciando maior proteção aos implantes dentários e às coroas protéticas, melhorando o conforto durante as escovações e evitando dor durante a higienização e inflamações nesta área.


“Pode ser uma DST? E agora, o que fazer?” As doenças sexualmente transmissíveis (DST) levam muitos homens a procurarem um Urologista, principalmente na faixa de 20 a 30 anos. Devido a gama de sintomas e tratamentos, além da fácil transmissibilidade, é sempre importante a avaliação médica para o tratamento correto e eficaz. A prevenção é realizada através do uso de preservativos e da coleta de sorologias (exames de sangue) para detectar doenças assintomáticas inicialmente, como as Hepatites B e C e o HIV. Uretrites e Corrimento Uretral Referido como ardência para urinar intensa associada ou não à presença de corrimento ao apertar o canal da urina, além de aumento da frequência e diminuição do volume urinário. Tem como causa principalmente a gonorreia e a clamídia (em parte dos casos, ocorrem simultaneamente). O tratamento inicial é feito com antibióticos em dose única, mas devido o aparecimento de resistências, pode necessitar de tratamento mais longos. Ùlceras Genitais A apresentação se dá pelo surgimento de feridas, precedidas ou não por bolhas (vesículas), podendo ser única ou múltiplas com duração desde alguns dias até sema-

nas, e podem associar-se com dor e/ou inchaço na região da virilha. As principais doenças nessa categoria são a herpes genital, o cancro duro (sífilis) e o cancro mole. No caso da herpes genital, não há cura, mas há controle das crises. Sobre os cancros, o tratamento é feito com uso de antibióticos em dose única ou até o desaparecimento das lesões. Pode necessitar de biópsia, se a duração da lesão for maior que 4 semanas. Verrugas Genitais Revelam-se como verrugas na região genital, podendo ser única ou múltiplas, altas ou rasas, com preferência na base do pênis, na base da glande e no prepúcio. A mais relevante, e comum, é o HPV, que é fator de risco para os cânceres de pênis no homem e de colo uterino na mulher. O tratamento baseia-se na eliminação das verrugas visíveis - através de cauterização química, térmica, elétrica e por laser - e aprimoramento da imunidade local.

DR. LAIR TIAGO DE MARCHI RO O I TA - CIR R I O

ERA

CRM/MT 7107 RQE 4434 | RQE 4433 • Médico pela Universidade Federal do Mato Grosso (2012); • Residência Médica em Cirurgia Geral pela Santa Casa de Campo Grande (2015); • Residência Médica em Urologia pelo Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (2018).

Lesões de pele Existem outras lesões de pele na região genital, que podem ser desde fungos, como a candidíase e a tinea, até câncer. O olhar clínico do médico pode determinar o diagnóstico, embora em algumas situações possa ser necessária a realização de biópsia.

DRA. FABIOLA CRISTINA ALVES

A prevenção é realizada através do uso de preservativos e da coleta de sorologias (exames de sangue)

BIOMÉDICA • Formada pelo Curso de Biomedicina da FASIPE (2017) • Instrumentadora pela Santa Casa de Campo Grande (2018) • Auxiliar de Consultório

para detectar doenças assintomáticas inicialmente, como as Hepatites B e C e o HIV.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 8,9,10 e 11

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

89


Profile for Revista Saúde

REVISTA SAÚDE SORRISO - EDIÇÃO 25 - 03/04/2019  

REVISTA SAÚDE SORRISO - EDIÇÃO 25 - 03/04/2019