Page 1


Guia médico

Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

Dra. Ana Cláudia Amaral Vilela Pediatra Endocrinologia Pediátrica CRM/MT 6977 | RQE 2994 | RQE 4317 Clínica Aurora: Av. Sotero Silva, 1342, Vila Aurora Rondonópolis/MT 66 3421-6430 | 3026-0111 66 99909-2010

Dr. Altemar Lopes da Silva Médico Neurologista Neurocirurgião CRM/MT 3858 | RQE 1974 | RQE 1975

Ortopedia e Traumatologia CRM/MT 3980 | RQE 1989

Centro Médico São Mateus: Av. Aclimação, 265, Bosque da Saúde - Cuiabá/MT 65 3051-2250 | 3051-2184 65 3051-2130 | 3051-2187 65 99914-3006 (WhatsApp)

Dr. André Lopes M. A. Munhoz Cardiologista CRM/MT 5321 | RQE 2466

Clínica Kairos Medicina Integrada Avenida Sagrada Família, 755 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3421-3093 | 9925-2013

Centro Médico Jardim Urupês: Rua Otavio Pitaluga, 1349 - Centro 66 3423-1906 | 3421-2530

Dr. André Luiz M. Aguiar

Dra. Beatriz Formighieri

Otorrinolaringologia CRM/MT 4442 | RQE 1260

Cirurgia Plástica CRM/MT 7270 | RQE 2902 CRM/SP 141293 | RQE 39424

Clínica São João Av. João Ponce de Arruda, 1601 66 3421 8499 | 3421 5884 66 99601-9992

Rua Traçaia, 262- Cuiabá/MT Rua da Begônias, 615- Cuiabá/MT Rua Mamede Untah, 127 Várzea Grande/MT 65 4101-0102 | 98118-0201

Dra. Dayse Ribeiro Bertinetti

Dra. Dheyce Daiane Inácio Cinat

Radiologia e Diagnóstico por Imagem CRM/MT 5745 | RQE 3061

Ginecologia e Obstetrícia

Cedir: Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600 10

Dr. Aleixo Petrenko

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

CRM/MT 8112 | RQE 3489 Clínica Suprema Rua Fernando Corrêa da Costa, 2906, Jardim Guanabara II, Rondonópolis-MT 66 3423-4175 | 99989-1001


Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

Dra. Dieynne Saugo Médica CRM/MT 6818 | CRM/SP 172982 Clínica L. Oppermann Alameda dos Aicás, 258 - Moema/SP 11 94355-3545

Guia médico Dr. Diógenes Garrio Carvalho Medicina do Trabalho CRM/MT 4142 | RQE 3463

Espaço Dra. Dieynne Saugo Av. José Rodrigues do Prado, 252 Santa Rosa, Cuiabá/MT 65 98124-3545

Gera Medicina e Segurança do Trabalho/Perícia: Rua Afonso Pena, 809, Rondonópolis-MT 66 3424-0035 | 3426-5085

Dr. Edilson Marques

Dr. Eduardo Maciel Narvaes

Neurologia | Neurocirurgia CRM/MT 4284 | RQE 1187 | RQE 1188

Urologista

Clínica Dr. Edilson Marques Rua Dom Pedro II, 1490 Rondonópolis-MT 66 3423-7229 | 99629-7229

Urolaser Rua José Salmen, 603 - Vila Birigui, Rondonópolis-MT 66 3426-8651

Dr. Eduardo Soares Bettin

Dr. Elemar dos Santos Bertinetti

Médico CRM/MT 5514

CRM/MT 7718 | RQE 3230

Radiologia e Diagnóstico por Imagem CRM/MT 1107 | RQE 1976

Cedir: Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427 2600

Cedir: Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Dra. Éthel Barbosa Raunheitti de Souza

Dr. Everton de Mello

MÉDICA

Radiologia e Diagnóstico por Imagem CRM/MT 5925 | RQE 3347

CRM/MT 8237

Dermo Estetic Av. Jose Salmen, 557 - Vila Birigui, Rondonópolis/MT 66 3423-3208 | 66 9991-1011

Cedir: Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600 rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

11


Guia médico

Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

Dr. Fernando Borges Ribeiro Urologista CRM/MT 4737 | RQE 1713

Radiologia e Diagnóstico por Imagem CRM/MT 9048 | RQE 3942

Urolaser Rua José Salmen, 603 - Vila Birigui, Rondonópolis-MT 66 3426-8651

Cedir: Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Dr. Flaviano Carvalho Moreno Neto

Dra. Flavia Gomes Pessoa

Clínica Médica | Cardiologia

Endocrinologia Pediátrica

CRM/MT 7180 | RQE 416 | RQE 4236

CRM/MT 6516 | RQE 3770 | RQE 3927

Avenida Governador Júlio de Campos, 1562, Bairro Residencial Sagrada Família - Rondonópolis-MT 66 99963-5777 | 3302-5777

Clínica Suprema Rua Fernando Corrêa da Costa, 2906, Jardim Guanabara II, Rondonópolis-MT 66 3423-4175 | 99989-1001

Dra. Franciane S. Pasqualotto Simão

Dr. Gabriel Chaves da Silva

Pediatria Gastroenterologista e Hepatologista Pediátrica

CRM/MT 9881 | RQE 4445

CRM/MT 5447 | RQE 2634 | RQE 2635 Clínica Vivere Rua Presidente João Goulart, 957 Vila Aurora, Rondonópolis-MT 66 3023-6404 | 9 9939-1828

Dr. Gustavo Escobar Ramos Médico CRM/MT 8431

Essenza Av. Governador Júlio José Campos, 174, Sagrada Família - Rondonópolis-MT 66 3022-9127 | 99909-9127 12

Dr. Fernando Gakiya

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Pediatria

Neurologia | Neurocirurgia

Clínica Kairos Medicina Integrada Avenida Sagrada Família, 755 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3421-3093 | 9925-2013

Dr. Helio Cavalcanti Garcia Neto Gastroenterologista CRM/MT 5971 | RQE 3953

Endoclinica Rua Acyr de Rezende Souza e Silva, 1962 - Vila Birigui - Rondonópolis/MT 66 3426-9298


Guia médico

Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

Dr. Helil Faria de Queiroz Radiologia e Diagnóstico por Imagem CRM/MT 2911 | RQE 1956

Dr. Henrique Manuel de B. Oliveira Endoscopia CRM/MT 6115 | RQE 2491

Cedir: Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rodonópolis-MT 66 3427-2600

Cedir: Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rodonópolis-MT 66 3427-2600

Dr. Higor de Assis

Dr. Hygnas Goulart Jorge

Médico

Cirurgia Geral | Cirurgia Torácica

CRM/MT 7300

CRM/MT 10197 | RQE 4673 | RQE 4674

Multiclínica Rua Otávio Pitaluga - 1063 Centro - Rondonópolis/MT 66 3423-7045 | 99676-7045

Clínica Santé José Salmen, 573, Vila Birigui, Rondonópolis/MT 66 3427-0278

Dr. João Celso Garcia Cruvinel

Dr. João Moraes

Oftamologista

CRM/MT 1839

Médico

CRM/MT 9874 | RQE 4737 HOP - Hospital de Olhos de Primavera Avenida dos Lagos, 2892 Parque das Águas, Primavera do Leste-MT 66 99676-8885

Multiclínica Rua Otávio Pitaluga - 1063 Centro - Rondonópolis/MT 66 3423-7045 | 3421-1818 66 99682-5005

Dr. José Arturo Llobet Malala

Dr. José Felipe Horta Jr.

Pediatra

Ginecologia - Obstetrícia CRM/MT 3598 | RQE 1573

CRM/MT 7390 - RQE 4387

Av. Lions Internacional, 239 - Parque Real - Rondonópolis/MT 66 3026-0102 | 98155-0254

Life Centro Médico Rua Acyr Rezende Souza e Silva, 2004 - Vila Birigui, Rondonópolis-MT 66 99935-6086 | 3022-4647

Dr. José Soares de Sousa

Dr. José Valter Braga

Endoscopia CRM/MT 2893 | RQE 2491

Neurocirurgia

Cedir: Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Clínica Jardim Urupes Rua Otávio Pitaluga, 1349 Rondonópolis-MT 66 3421-5222 | 3423-5617

CRM/MT 1328 | 1922

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

13


Guia médico

Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

Dra. Larissa Fonseca dos Santos Ginecologia e Obstetrícia CRM/MT 6843 | RQE 2612 | RQE 2945

Cirurgia do Aparelho Digestivo Cirurgia Geral Cirurgia Videolaparoscópica

Clínica Suprema Rua Fernando Corrêa da Costa, 2906, Jardim Guanabara II, Rondonópolis-MT 66 3423-4175 | 99989-1001

CRM/MT 9035 | RQE 4283 | RQE 4338 | RQE 4339 Clínica Nutec Rua Efrem Caminschi - 499 Vila Birigui, Rondonópolis-MT 66 3022-9004 | 3022-9005

Dr. Leandro Mrozinski

Dra. Leiliane Moura Matos

Cirurgia geral

Médica CRM/MT 7031

CRM/4751 | RQE 2057

Clínica Nutec Rua Efrem Caminschi - 499 Vila Birigui, Rondonópolis-MT 66 3022-9004 | 3022-9005

Essenza Av. Governador Júlio José Campos, 174, Sagrada Família - Rondonópolis-MT 66 3022-9127 | 99909-9127

Dra. Luciana Lage V. G. Munhoz

Dr. Marcelo Cerceau

Ginecologia e Obstetrícia CRM/MT 5336 | RQE 1844

CRM/MT 2304 | RQE 1955

Centro Médico Jardim Urupês: Rua Otavio Pitaluga, 1349 - Centro 66 3423-1906 | 3421-2530

Dr. Marcelo R. Jabur Endoscopia e Cirurgia Geral CRM/MT 4694 | RQE 3293 | RQE 3628

14

Dr. Leandro Dutra Peres

Cirurgião Plástico

Rua José Salmen, 497 - Vila Birigui, Rondonópolis/MT 66 3426-8786

Dr. Marcio Bertocco Meirelles Cirurgia Vascular CRM/MT 4681 | RQE 3936

Endogastro Rua José Salmen, 603 - Vila Birigui Rondonópolis/MT 66 3421-9115 | 9 9670-7005

Clinica Preservar: Av. Ary Coelho, 482 - Vila Birigui Rondonópolis/MT 66 3421-1505 | 99911-9465

Dra. Melissa Giraldi Faria

Dra. Patricia Gaião Chaves

Médica Dermatologista CRM/MT 6377 | RQE 20643

Médica CRM/MT 6995

Clínica Vitalle: Rua Armando Farjado, 397 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3422-1649 | 98406-0408

Clínica Spazio Av. Lions Internacional, 51, Rondonópolis-MT 66 3422-9630

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Guia médico

Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

Dr. Pedro Luiz Carvalho e Silva

Dr. Rafael Costa Jomah

CRM/ MT 7779 | RQE 3876

Cirurgia Geral Coloproctologia CRM/MT 9279 | RQE 4022 | RQE 4023

Gênese Rua Dom Pedro II, 3090, Jardim Santa Marta - Rondonópolis-MT 66 3423-2333

Cedir: Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Dr. Reisson Fabrício Abra de Paula

Dr. Renato Costa Jr.

Cirurgião Plástico CRM/MT 4743 | RQE 1577

CRM/MT 6585 | RQE 2485 | RQE 123

Ginecologia e Obstetrícia

Plastic Derm: Av. Lions Internacional, 380, Rondonópolis/MT 66 3422-9696 | 3422-0004

Cardiologista e Ecocardiografista

Multiclínica Rua Otávio Pitaluga - 1063 Centro - Rondonópolis/MT 66 3423-7045 | 99657-8080

Dr. Ricardo Campos Contó

Dr. Rodrigo Kubo

Médico CRM/MT 9147

Medicina Nuclear CRM/MT 7619 | RQE 3280

Essenza Av. Governador Júlio José Campos, 174, Sagrada Família - Rondonópolis-MT 66 3022-9127 | 99909-9127

Cedir: Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Dra. Sissy Helena Zancanaro Carniel

Dr. Thiago Guimarães Ferreira da Costa

Ginecologia e Obstetrícia CRM/MT 7607 | RQE 3181

Oftamologista

Cedir: Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Dr. Victor Albuquerque

CRM/MT 7949 | RQE 3434 HOP - Hospital de Olhos de Primavera Avenida dos Lagos, 2892 Parque das Águas, Primavera do Leste-MT 66 99676-8885

Cirurgia Plástica

Dr. Victor Machado Mendes Leão

CRM/MT 8623 | RQE 3790

Pediatria CRM/MT 7601 | RQE 4392

Av. Érico Preza, 500, Espaço Milano, Jardim Itália, Cuiabá-MT 65 3365-5090 | 99605-1985 Rua São Salvador, 621, Campo Verde-MT 66 3419-4748 | 99699-0135

Clínica Suprema Rua Fernando Corrêa da Costa, 2906, Jardim Guanabara II, Rondonópolis-MT 66 3423-4175 | 99989-1001

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

15


Editorial

Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

UMA EDIÇÃO PARA INICIAR O ANO! Estamos em 2019 e a Revista Saúde chega à sua 19ª edição em Rondonópolis, Primavera do Leste e toda região! São mais de quatro anos produzindo informação de qualidade para a sua empresa e sua família. E continuamos focados em nossa meta que é levar bons conteúdos para um número cada vez maior de pessoas. Nesta edição, nossas matérias Especiais de Capa que vão apresentar a nova Clínica Gênese Medicina Materno Fetal em Rondonópolis e a Clínica Suprema Odontologia Avançada de Primavera do Leste, com os eficientes trabalhos desses profissionais além das especialidades de atuação de cada um, você terá a oportunidade de conhecê-los melhor, através das entrevistas exclusivas que narram suas trajetórias e destacam os métodos de trabalho de excelência nos serviços que prestam em nossos municípios e região. Ainda nesta edição, os leitores poderão buscar orientação e informações nos artigos de diversos profissionais das áreas de Cirurgia Plástica, Nutrologia, Odontologia, Ortopedia, Dermatologia, Cirurgias, Psicologia e Esportes, dentre outras. A Revista Saúde é uma publicação com exitosa trajetória em outras cidades brasileiras e, em Rondonópolis, Primavera do Leste e toda região, essa caminhada se amplia. Isso graças a você, nosso leitor e também graças aos profissionais da área da saúde que contribuem, a cada edição, com seus saberes, conhecimentos e serviços. Boa leitura!

Márcio Costa e Fernanda Lima Diretores da cidade de Rondonópolis e Primavera do Leste-MT 18

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Roupa: Colcci Rondonópolis Produção: Kelly Rezende Foto: Josué Pereira


Expediente

Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

REVISTA TRIMESTRAL Março/2019 | ANO 05 | Nº 19 | Rondonópolis, Primavera do Leste e Região.MT Editora Lopes e Rampani Ltda - CNPJ 07.986.256/0001-69 Franquia de Cuiaba e Rondonopolis/MT- IMPACTO MARKETING MT LTDA-EPP - CNPJ 21.366.830/0001-07 ESCRITÓRIOS Umuarama (sede): Rua Paulo Pedrosa de Alencar, 4291 - Ed. Manhattan Garden - CEP: 87501-270 | Centro | Tel.: 44 3622-8270 e-mail: revistasaude@sempresaude.com.br - Maringá: Av. Humaitá, 452 - Centro Empresarial Dalla Costa - Sala 303 CEP: 87014-200 | Zona 4 | Tel.: 44 3346-4050 - e-mail: artemaringa@sempresaude.com.br - Cuiaba e Rondonópolis - R. Barão do Rio Branco, 310 Vila Aurora, Rondonópolis - MT, CEP: 78.740-021

CAPA RONDONÓPOLIS

COLABORADORES

Humanização significa Individualização É preciso entender a necessidade da mulher e apoiar suas escolhas. Foto Capa Clever Freitas

LAYOUT E DIAGRAMAÇÃO: Alison Henrique, André Silva, Bruno Assunção, Dyego Bortoli, Jean Carlos, João Zequin, Marcio Garcia, Thiago Mantovani CORREÇÃO ORTOGRÁFICA: Suellen Barbosa FOTOGRAFIAS: Josue Pereira - 66 3422-9894 | Guilherme Silveira - 66 99974-4004 | Denis Lopes - 66 9 9974-4046 Rodolfo Roca Fotografia - 66 99940-2222 | Eduardo Araújo - Ciranda da Fotografia 66 9 9954-0199 | Sérgio Simões - 66 99973-0320 Paulo Yoshihara - 66 9 9682-2149 | Sayllon Ferreira - 66 98127-1491 | Valter Arantes - 66 99994-8550 | Carol Chiarello - 66 99628-5676 Fares Rames - 66 99986-1091 | Clever Freitas - 66 99647-9616 JORNALISTA RESPONSÁVEL: Caio Henrique dos Santos Rosa - 0011175/PR | JORNALISTA: Lilian Juliana Martins - MTB 0049457/SP CIRCULAÇÃO: Rondonópolis, Primavera do Leste e Região FRANQUIAS

CAPA PRIMAVERA DO LESTE Suprema Odontologia Avançada Referência em alta tecnologia, formação contínua e tratamento humanizado. Foto Capa Carol Chiarello

Apucarana/Arapongas-PR - Leandro Henrique | Paula Renatha Pontim - comercial@sempresaude.com.br - 43. 99611-5553 | 43. 99611-5563 - Araçatuba/Bauru-SP - Anderson Hernandes | Carol Lopes - aracatuba@sempresaude.com.br - 18. 99740-2777 | 18. 99813-7777 - Boa Vista-RR - Julio Graziani Carlos - boavista@ sempresaude.com.br - 95. 99169-4071 - Campina Grande-PB - Everton Barros | Victor Lima - campinagrande@sempresaude.com.br - 83. 99988-0372 | 83. 99988-0429 - Campo Mourão-PR - Rafael Morimoto - rafael@sempresaude.com.br - 44. 99911-8081 | 44. 98811-6206 - Chapecó-SC - Fábio Bortolone - chapeco@sempresaude.com.br - 49. 99916-5719 - Cianorte-PR - Paulo Paixão | Andreia Gabriel - cianorte@sempresaude.com.br - 44. 99922-0310 | 44. 3346-4050 - Criciúma-SC - José Carlos Junqueira Alvarenga | Sandra Alvarenga - criciuma@sempresaude.com.br - 48. 99912-5253 | 48. 99914-0810 - Cuiabá-MT - Márcio Costa - cuiaba@sempresaude.com.br - 66. 99683-1899 - Florianópolis-SC - Paulo Victor Frasson Cordeiro - floripa@sempresaude.com.br - 48. 99133-3334 | 48. 99610-5357 - Foz do Iguaçu -PR - Rosana Segovia - rosana@sempresaude.com.br - 45. 99991-2500 - Goiânia-GO - Tiago de Souza Brito | Josiane Vicentim goiania@sempresaude.com.br - 62. 99649-2036 | 62. 98326-2003 - João Pessoa-PB - José Adriano Danhoni Neves | Ednéia Tenório - joaopessoa@sempresaude. com.br - 83. 98750-7070 | 83. 98812-7080 - Joinville-SC - Ana Paula de Campos | Bruno Bellio - joinville@sempresaude.com.br - 47. 99930-6364 | 47. 999307637 - Londrina-PR - Leandro Henrique | Paula Renatha Pontim - londrina@sempresaude.com.br - 43. 99611-5553 | 43. 99611-5563 - Macaé/Rio das Ostras-RJ Andreia Garcia | Paulo Cesar Ceranto - macae@sempresaude.com.br - 22. 98847-5455 | 22. 98842-9166 - Maringá-PR - Paulo Paixão | Andreia Gabriel - paulopaixao@sempresaude.com.br - 44. 99922-0310 | 44. 3346-4050 - Natal-RN - Dirceu Filho - natal@sempresaude.com.br - 83. 98788-7070 - Palmas/Araguaína-TO - Fábio Lima - palmas@sempresaude.com.br - 63. 98503-9960 | 44. 99829-0245 - Paranavaí-PR - Paulo Paixão | Andreia Gabriel - paranavai@sempresaude.com. br - 44. 99922-0310 | 44. 3346-4050 - Ponta Grossa-PR - Sérgio Oliveira | Mara Megda - pontagrossa@sempresaude.com.br - 42. 99987-8180 | 42. 98418-1290 - Porto Velho-RO - Arthur Marandola - portovelho@sempresaude.com.br - 69. 99366-1466 | 69. 99366-1470 - Ribeirão Preto-SP - Eduardo Borges - ribeirao@ sempresaude.com.br - 16. 99711-7770 - Rio Verde-GO - Marcelo Piai | Verônica Venâncio - rioverde@sempresaude.com.br - 64. 99625-8105 | 64. 99625-8305 Rondonópolis-MT - Marcio Costa | Fernanda Lima - rondonopolis@sempresaude.com.br - 66. 99683-1899 | 66. 98139-7824 - São José dos Campos-SP - Marcelo Piai | Verônica Venâncio - sjcampos@sempresaude.com.br - 12. 99625.8005 | 12. 99625-1005 - São José do Rio Preto-SP - Renato Dias Renovato | Kelly Renovato - riopreto@sempresaude.com.br - 17. 99669-1700 | 17. 99669-7771 - Sinop/Sorriso/Lucas do Rio Verde-MT - Emerson do Carmo | Luiz Carlos Rampani - rampani@sempresaude.com.br - 66. 99994-2442 | 66. 99659-7210 - Uberlândia-MG - Wander Marcio Rosada - uberlandia@sempresaude.com.br - 34. 99990-2479 | 34. 99967-1225 - Umuarama-PR - Ueslei Rampani | Marcelo Adriano - revistasaude@sempresaude.com.br - 44. 98407-0698 | 44. 99941-9930 | 44. 3622-8270

DIREÇÃO GERAL

Marcelo Adriano Lopes da Silva

FRANQUEADOS DESTA UNIDADE

Ueslei Dias Rampani

Marcio Costa

Fernanda Lima

ENTRE EM CONTATO PARA MATÉRIAS E ANÚNCIOS Você também pode ler esta edição pelo aplicativo: REVISTA SAÚDE OFICIAL

Marcio Costa: 66 99683-1899 Fernanda Lima: 66 98139-7824 gerenciamt@sempresaude.com.br

www.rsaude.com.br

Facebook/ Revista Saúde Rondonópolis

As matérias e imagens veiculadas são de responsabilidade dos seus autores.

22

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Índice

26

Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

Banha de porco faz mal para a saúde?

46

Dr. Andre Lopes M. A. Munhoz

28

Laser na odontologia Dr. Ulisses Genari Filho

Vacina da febre amarela e alergia ao ovo Dra. Éthel Barbosa Raunheitti de Souza

50

Dicas para evitar os cálculos renais Dr. Fernando Borges Ribeiro Dr. Eduardo Maciel Narvaes

32

30

Varizes e vasinhos Como evitar e eliminar? Dr. Marcio Bertocco Meirelles

32

Labirintopatias (Labirintite) Diagnóstico e Tratamento

52

34

O que é gengivite? Como prevenir e tratar?

Dra. Karina Aguirre

54

Displasia broncopulmonar no bebê prematuro

34

Dr. José Arturo Llobet Malala

Dr. André Luiz M. Aguiar

Vulvodínia

58

Dra. Nádia Janzkovski C. de Mello Dr. Guilherme Sfier de Mello

Nova clínica Gênese Acolhimento e trabalho multidisciplinar no cuidado com a saúde da mulher

36

38

Dr. Pedro Luiz Carvalho e Silva

36

Constipação Intestinal Infantil Dra. Franciane S. Pasqualotto Simão

64

Preenchimento labial: Nova tendência Dra. Beatriz Formighieri

50

Dra. Katiuscia Soares Wurzius

38

A microfisioterapia Tratando corpo e mente

66

Olheiras Dra. Melissa Giraldi Faria

40

Você já ouviu falar do “Pescoço de Texto ou Text Neck? Dr. Aleixo Petrenko

68

Tratamento de rejuvenescimento vaginal Dra. Luciana Lage V. G. Munhoz

42

Dores na coluna e má postura tem tratamento: RPG Souchard Dra. Valéria Karoline Bender

72

ODONTOLOGIA Cirurgia Ortognática Dr. Rafael Conte Dra. Alinne Almeida Conte

24

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Projeto Saúde em Movimento®: por uma vida mais saudável Débora Jubilini Elielcio Novaga

44

54

74

Câncer de estômago Dr. Helio Cavalcanti Garcia Neto

52

66


Índice

Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

76

Por que as crianças sentem medo? Priscila Leiva duarte

100

DMRI Dr. João Celso Garcia Cruvinel Dr. Thiago Guimarães Ferreira da Costa

78

68

O que é um implante dentário? Dr. Haliffe Martins Dra. Luana Crestani Martins

102

80

74

Tratamento para a infertilidade de baixa complexidade

A escolha dos Instrumentos em Avaliação Neuropsicológica como condição fundamental para o sucesso dos resultados Regiane Picão Moura

Dr. José Felipe Horta Jr.

76

82

80

Aneurisma Cerebral Dr. Gabriel Chaves da Silva Dr. Altemar Lopes da Silva Dr. Edilson Marques Dr. José Valter Braga

84

104

Uma corrida atemporal acerca da ansiedade Rhaysa Pina Oliveira

106

Vitamina D - Quando e como dosar?

Hiperidrose Dr. Hygnas Goulart Jorge

Dr. Flaviano Carvalho Moreno Neto

86

86

88

Saiba o que é escoliose e o melhor tratamento!

108

Dra. Patricia Gaião Chaves

Dra. Raquel Martinelli Lins

88

Depressão na Adolescência: Como identificar e o que fazer?

110

Marlucia Teixeira Castilho Antônio Marcos Lima Vieira

90

O papel da medicina na prevenção de doenças Dra. Dieynne Saugo

108 116

Beleza masculina: HARMONIZAÇÃO facial

92

Marcus Victor Prudêncio Gonçalves Mário Rosa

112

Você tem sido o profissional que a empresa tem prazer de pagar? Alexsander César de Oliveira Alisson Fernandes Coutinho Lins

Nódulos no figado Dr. Leandro Dutra Peres Dr. Leandro Mrozinski

96

Dores musculares? Como solucionar com apenas uma medida:

Suprema Odontologia Avançada Quando atendimento humanizado, alta tecnologia e formação constante trabalham juntos Dra. Suellen C. Scalssavara Dr. Lauro Sirena Neto Dra. Jessyka Schwartz

114

A importância da atividade física para pessoas com deficiência Tatiane Pará

116

O que eu devo saber sobre a Bichectomia? Dra. Ariane Paredes

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

25


Banha de porco faz mal para a saúde? DR. ANDRE LOPES M. A. MUNHOZ CRM/MT 5321 - RQE 2466 CARDIOLOGISTA

Essa é uma pergunta frequente e a resposta divide opiniões. A gordura é a favorita de muitas cozinheiros, principalmente na produção de pães e tortas.

Seu sabor suave e sua resistência às altas temperaturas fazem com que, para muitas pessoas, ela seja a gordura preferida na hora de cozinhar. Além disso, muitos acreditam que ela é melhor que os óleos vegetais para a saúde. Mas, com base nas suas características, podemos afirmar: A banha de porco não é recomendável no uso diário. Vinda de várias partes do tecido adiposo do animal, a gordura de porco é um dos alimentos mais ricos em colesterol. Há cerca de 40 % de gordura saturada e 45 % de gordura monoinsaturada na sua composição. As gorduras saturadas estão associada às doenças cardiovasculares. Sérios problemas de saúde - como o câncer de mama, de colo e de ovário também estão relacionadas ao consumo excessivo da gordura saturada. Sem contar que a grande quantidade de calorias em uma única porção de banha de porco pode levar a um ganho de peso significativo. São 115 calorias e quase 13 gramas de gordura total (5 gramas de gordura saturada) em uma única colher. 26

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Apesar da banha de porco ter gordura insaturada em sua composição, uma gordura considerada boa, a quantidade não é alta o suficiente para anular os riscos associados à gorduras saturadas. Se considerarmos a banha de porco produzidas industrialmente, os malefícios são maiores ainda. A banha vendida em supermercados é processada a partir de uma mistura de fontes de gordura de alta e baixa qualidade de todo o porco. Para estabilizar a temperatura dessa mistura, a banha é hidrogenada, fazendo que a gordura trans, um perigo para a saúde, também apareça na combinação. Há sempre opções saudáveis e muito gostosas à disposição para substituir esse e outros alimentos que devem ser evitados. A busca por um médico ou um nutricionista sempre é importante para saber qual é a alimentação mais adequada para o equilíbrio entre o que se gosta de comer e o que se deve comer sem perder de vista o mais importante: o cuidado com sua saúde. MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Laser na odontologia DR. ULISSES GENARI FILHO CRO/MT 4444 CIRURGIÃO-DENTISTA

O laser de baixa potência é utilizado pela odontologia desde 1989.

• Especialista em Cirurgia Bucomaxilofacial; • Implantes Dentários; • Fellow em Harmonização Orofacial pela Harvard Medical School.

Entre suas principais aplicações, está o tratamento de aftas, herpes simples, paralisia facial de Bell, língua geográfica, parestesia, pois além de estimular a cicatrização e inibir o processo inflamatório, é um poderoso anestésico, que age diretamente no controle da dor. O laser terapêutico estimula a formação de células sadias, acelerando o processo de cicatrização. Além disso, não possui efeito térmico, ou seja, não causa dor por aquecimento nem queimaduras. Dr. Ulisses Genari, já trabalha com laserterapia há 2 anos e explica que seus resultados melhoraram muito, bem como a recuperação mais rápida de suas cirurgias. Hoje conseguimos sarar uma afta em apenas duas aplicações de LASER e pacientes com Herpes Labial que sofriam duas semanas, com o uso do laser estão livres desse mal em apenas 4 dias. É fantastico!

Clínica Gama:

66 3421-4313 66 99694-2001

Recém-chegado do Congresso Internacional de Odontologia de Sao Paulo, Dr Ulisses adquiriu para sua clínica o mais novo Laser com luz ULTRAVIOLETA, onde se realiza clareamento dental com ausência total de sensibilidade pós-clareamento.

Rua Humaitá, 1837, Vila Birigui, Rondonópolis/MT

28

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

TRATAMENTOS

• Aftas; • Dores na Atm; • Bioestimulação óssea após cirurgias de enxerto, implantes e extrações; • Herpes labial; • Nevralgias; • Edemas; • Paralisias; • Clareamento dental; • Estimulo de colágeno.


Foto: Josué Pereira

VARIZES E VASINHOS Como evitar e eliminar?

DR. MARCIO BERTOCCO MEIRELLES CRM/MT 4681 - RQE 3936 CIRURGIA VASCULAR

REFERÊNCIAS Figura 1 http://3.bp.blogspot.com/-CFc5DHfET-I/ Ug7RhTWxuTI/AAAAAAAAALk/YNaML5CTq-E/ s1600/sentidos+pele.jpg Figura 2 Arquivo pessoal Figura 3 https://www.google.com/url?sa=i&source =images&cd=&ved=2ahUKEwi6t5-5tNXgAhVrFLkG HfWyDyEQjRx6BAgBEAU&url=http%3A%2F%2Fw ww.angiolifeclinica.com.br%2Fblog%2Fpanturrilhasimportancia-como-fortalecer%2F&psig=AOvVaw38Kw tSzfyt0RcYsA9UqTBO&ust=1551133401409426 Figura 4 http://www.hcfmb.unesp.br/wp-content/ uploads/2018/06/Varizes-nas-pernas.jpg

30

Com a popularização da internet os vídeos de tratamento dos vasinhos (teleangectasias) estão sendo muito mais assistidos e pode-se observar que ocorre o desaparecimento quase “instantâneo” desses vasos com a injeção de medicamentos. Isso ocorre porque o que vemos quando olhamos os vasinhos, na realidade, é o sangue dentro deles, com a injeção de material ou incolor ou branco (como é o caso da espuma) há o deslocamento desse sangue e consequentemente deixamos de enxerga-los. Para que haja o desaparecimento definitivo desses vasos é necessário que ocorra uma reação inflamatória e desse modo a diminuição do calibre desses vasos. Dependendo do diâmetro, da localização, da resposta individual e da medicação utilizada para o tratamento desses vasos a reação inflamatória terá intensidade diferente e a resposta não será a mesma para todos os paciente, desse modo, para se evitar o aparecimento de manchas, lesões da pele e até mesmo tromboses é necessário conhecimento anatômico, fisiológico e farmacológico, todos itens que fazem parte da formação somente dos Cirurgiões Vasculares. O principal fator para o aparecimento dos vasinhos e das varizes é a genética (hereditariedade), ou seja, quem tem familiares (pai, mãe, avós, irmãos) com vasinhos ou varizes tem uma chance maior de também os ter. Outros fatores que também contribuem para a sua ocorrência são: a permanência por longos períodos ou em pé ou sentado, obesidade, aumento da pressão intra-abdominal tais como gravidez, ascite (líquido no abdome). Como mostra a (figura 1) as veias estão localizadas abaixo da pele, no tecido subcutâneo (adiposo) e os vasinhos (teleangectasias) são mais superficiais, porém em quase todos os casos de teleangectasias haverá uma veia nutrícia (ou veia reticular) o que pode alterar a escolha do tratamento a ser realizado. Não haverá bom resultado se a veia nutrícia também não for tratada. Para a identificação desses casos usamos a realidade aumentada (figura 2), fleboscopia e também o ultrassom doppler. Uma pergunta também muito frequente é se há como evitar o aparecimento desses vasos e veias. Como dito acima a inatividade é uma das grandes causas do seu aparecimento isso ocorre porque quando estamos sem fazer movimentos há uma certa dificuldade para o sangue retornar ao coração fazendo com que a pressão exercida sobre a parede das veia seja aumentada predispondo a sua dilatação, dessa forma, ao fazermos exercícios que ajudem o retorno venoso estaremos contribuindo para a diminuição da pressão sobre as veias. (figura 3)

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

1

2

3

4

Todas as vezes que contraímos a musculatura da pantorrilha (batata da perna) fazemos a compressão das veias profundas, se as válvulas estiverem funcionando bem (figura 4), vai ocorrer um bombeamento do sangue em direção ao coração, desse modo a movimentação dos pés, como se estivéssemos apertado o acelerador de um carro, por exemplo, faz com que haja a contração dessa musculatura. Da mesma forma, quando estamos em pé e ficamos na ponta dos pés também a musculatura fará o seu efeito de bomba. Por esse motivo a musculatura da pantorrilha também é conhecida como coração periférico ou segundo coração. Essas manobras, que são simples, se realizadas com frequência podem nos ajudar muito no dia a dia, diminuído a sensação de peso, o edema e prevenindo o aparecimento de vasos e varizes. MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Diagnóstico por Imagem

• Ressonância Magnética • Tomografia Computadorizada Multislice • Mamografia Digital • Ultrassonografia Geral e Doppler Colorido • Densitometria Óssea • Radiologia Digital (RX) • Biópsia Guiada por Ultrassom (Tireoide e Fígado)

Endoscopia

• Endoscopia Digestiva Alta • Colonoscopia • PH-Metria e Manometria Esofágica • Endoscopia em Cirurgia Bariátrica • Gastrostomia Endoscópica • Broncoscopia • Colangiopancreatografia Endoscópica Retrógrada • Papilotomia Endoscópica

Medicina Nuclear • Cintilografia Cardíaca • Cintilografia Óssea • Cintilografia Pulmonar • Cintilografia Cerebral • Cintilografia da Tireoide • Cintilografia Oncológica • Cintilografia com Gálio-67 • Cintilografia do Corpo Inteiro com Iodo-131 • Pesquisa de Refluxo Gastroesofágico • Cintilografia para Determinação do Tempo de Esvaziamento Gástrico

Laboratórios • Laboratório de Análises Clínicas • Laboratório de Anatomia Patológica

Convênios e parceiros comerciais que atendemos: • Unimed • São Francisco • Serv Saúde • Cassi • Prudential • Fusex • Sindicato do Comércio • Capesesp • RR Card • Perpétuo Socorro • União Familiar

• Plano Vida • Postal Saúde (Correios) • Agemed • Funerária Bom Jesus • Bradesco Saúde • Sindspen – Sind. dos Serv. Penitenciários • Geap • Amil • Cdl • Saúde Caixa • Sul América

• Economy Brasil • Carmed • E-Vida • E-Pharma • Funeraria Parque das Rosas • Life Saude • Mediservice • Parmed • Prevent • Vale Saude • Sindicato Rural de Rondonópolis

• Sindicato Rural de Pedra Preta • Sindicato de Agricultura Familiar Pedra Preta • Sindicatos Bares e Restaurantes • Independence Card • Sitiar • Pax São Judas Tadeu • Pax São Francisco • MT Plano Familiar • Cesta de Ouro + Saúde • Leste Vida


Credito foto: Josue Pereira

Labirintopatias (Labirintite) DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DR. ANDRÉ LUIZ M. AGUIAR CRM/MT 4442 - RQE 1260 OTORRINOLARINGOLOGIA • Membro da ABORL-CCF.

A labirintite é um termo inadequado, mas popularmente usado, para nomear as labirintopatias, que são problemas que acometem o equilíbrio, porque prejudicam o labirinto, estrutura da orelha interna.

São sintomas comuns das labirintopatias o desequilíbrio, tonturas rotatórias ou não rotatórias, náuseas, vômitos, sensação de flutuação e até quedas. O médico, especialista ou não, deve valorizar esses sintomas na medida que apresentam comorbidades, principalmente após os sessenta anos. As condutas mais corriqueiras que se observam nesses casos é de se tratar tais manifestações com medicamentos clássicos, pelo tempo que contemple a remissão dos sintomas, ou seja, não realizando o diagnóstico claro a respeito da real patologia do paciente, mas tratando-a de uma forma geral. Os indivíduos que são encaminhados ao consultório do otorrinolaringologista, normalmente, já tomaram três, quatro ou mais tipos de medicamentos para corrigir os sintomas, que às vezes por tal conduta até já obtiveram êxito, mas a taxa de reincidência é muito alta. Para um diagnóstico mais preciso dependemos de uma HISTÓRIA CLÍNICA E EXAME FÍSICO BEM FEITOS, valorizando provas posturais e de posicionamento para localizarmos qual labirinto está acometido.

32

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

EXAMES DE SANGUE SÃO IMPORTANTES para avaliar o estado metabólico do paciente, que deve ser corrigido para eliminar uma das causas frequentes de afecções do labirinto, a Doença de Ménière. Igualmente são as PROVAS AUDIOLÓGICAS, que nos mostram o funcionamento da cóclea, já que está intimamente ligada ao labirinto, e nos dão indícios de como está o ouvido interno com suas conexões neurais. O padrão ouro para se diagnosticar a etiologia do problema labiríntico está na VECTOELETRONISTAGMOGRAFIA, exame que avalia o sistema vestibular, pois nos permite saber qual o lado que está prejudicado; como está a sensibilidade dos labirintos aos estímulos calóricos quentes e frio; e nos possibilita verificar se os sintomas do paciente são reproduzidos através desta. Com um diagnóstico mais exato, a possibilidade de sucesso no tratamento é maior, tanto com medicamentos, quanto por REABILITAÇÃO VESTIBULAR, que também é realizado por profissionais capacitados que minimizam efeitos de algumas patologias, tais como a Vertigem Postural Paroxística Benignas (VPPB).

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Fotos: Clever Freitas

O que é gengivite? Como prevenir e tratar? DRA. NÁDIA JANZKOVSKI CARDOSO DE MELLO CRO/MT 5335 CIRURGIÃ-DENTISTA

Gengivite é a inflamação da gengiva, que corresponde ao estágio inicial da doença gengival e é a mais fácil de ser tratada.

• Especialista em Prótese Dentária; • Mestre em Lasers em Odontologia.

DR. GUILHERME SFIER DE MELLO CRO/MT 5334 CIRURGIÃO-DENTISTA • Especialista e Mestre em Ortodontia e Ortopedia Facial.

A causa direta da doença é a placa bacteriana - uma película viscosa e esbranquiçada de bactérias que se forma, de maneira constante, nos dentes e na gengiva. Se a placa não for removida pela escovação e uso de fio dental diário, ela produz toxinas (ácidos) que irritam a mucosa da gengiva causando a gengivite. Neste estágio inicial da doença gengival, os danos podem ser revertidos, uma vez que o osso e o ligamento periodontal que seguram os dentes no lugar ainda não foram atingidos. Entretanto, se a gengivite não for tratada, ela pode evoluir para uma periodontite e causar danos permanentes aos dentes.

Normal

Os sintomas clássicos da gengivite incluem: gengiva vermelha, inchada e sensível que sangra durante a escovação e o uso do fio dental. Para prevenir a gengivite uma boa higiene bucal é essencial. A escovação correta e o uso apropriado do fio dental para remover placa e restos de alimentos são fundamentais. Além disso, evitar cigarros e outras formas de tabaco e ir ao dentista regularmente são as melhores formas de prevenção.

@ortolaserodonto

66 3421-9956 66 99203-6173 Rua Barão do Rio Branco,153 Centro, Rondonópolis-MT

34

Para o tratamento da gengivite a limpeza profissional (profilaxia) também é extremamente importante, pois uma vez que a placa se acumula e endurece (ou torna-se tártaro), apenas o dentista pode removê-la. Marque sua avaliação! Cuide de sua saúde! Seu sorriso é a nossa especialidade!

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Gengivite


Foto: Clever Freitas

Constipação Intestinal Infantil

DRA. FRANCIANE S. PASQUALOTTO SIMÃO CRM/MT 5447 PEDIATRIA - RQE 2634 GASTROENTEROLOGIA E HEPATOLOGIA PEDIÁTRICA RQE 2635

A constipação Intestinal infantil é um problema de saúde frequente, apresentando uma prevalência no Brasil 17,5% e no mundo de 38,4%.

Na maioria das crianças a Constipação Intestinal é funcional, não existe causa subjacente estrutural nem doença endócrina ou metabólica que a justifique. Grande parcela das crianças inicia a constipação precocemente já no primeiro ano de vida. Estima-se que 10% das crianças requerem atenção médica por constipação, em alguma época da vida. Em Serviços de Gastroenterologia Pediátrica, 20 a 25% das consultas são devidas à Constipação intestinal. A Constipação Intestinal é definida pela ocorrência de ao menos uma das seguintes manifestações habitualmente e por mais de 2 semanas, independentemente da frequência das evacuações: eliminações de fezes duras, na forma de cíbalos, cilíndricas com rachaduras profundas, dificuldade ou dor para evacuar, eliminação esporádica de fezes muito calibrosas que entopem o vaso sanitário, ou menos que 3 evacuações por semana, exceto em crianças em aleitamento natural. Os sintomas variam de leves e de curta duração a graves e crônicos como impactação fecal e encoprese. Há três períodos em que a criança é propensa a desenvolver constipação. 1. Após a introdução de cereais e alimentos sólidos na dieta do bebê; 2. Com o treinamento do toalete; 3. Durante o começo da escola. Cada uma dessas etapas representa potenciais desafios e um sentimento de con36

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

quista, por outro lado, cada um tem o potencial para converter a defecação em uma experiência desagradável. A Constipação Intestinal pode ainda apresentar alguns sintomas gerais: Diminuição do apetite, cefaléia, inquietação, flatulência, dor abdominal, Dispepsia e sintomas secundários aos aspectos obstrutivo/doloroso. As complicações mais frequentes são o escape fecal e dor abdominal recorrente, presentes em ate 77 a 74% das crianças. O diagnóstico é essencialmente clínico com história clínica detalhada e exame físico cuidadoso. O tratamento da Constipação Funcional consiste em quatro principais fases: 1. Educação; 2. Desimpactação; 3. Prevenção de reacumulação de fezes com uso de medicações corretas; 4. Recondicionamento e treinamento para hábitos intestinais normais. Atividade física e reeducação alimentar são pilares importantes no manejo do tratamento. As taxas de cura chegam a 75% quando um tratamento correto é realizado. Desta forma os pais devem ficar atentos e procurar um especialista para o diagnóstico e tratamento precoce e adequado, evitando desconforto gastroeintestinal, transtornos psicológicos e todas as complicações que a Constipação Intestinal possa trazer a vida de uma criança. MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Foto: George Dias

Preenchimento labial: Nova tendência A mais nova tendência no mundo dos procedimentos estéticos é o preenchimento labial. Blogueiras famosas estão optando pela técnica, a fim de deixar os lábios mais delineados e o rosto mais harmônico.

DRA. BEATRIZ FORMIGHIERI CRM/MT 7270 CIRURGIA PLÁSTICA - RQE 2902 CRM/SP 141293 CIRURGIA PLÁSTICA - RQE 39424 • Graduação em Medicina pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná- PUCPR; • Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário Cajuru - Curitiba –PR; • Especialização em Cirurgia Geral Avançada pelo Hospital Universitário Cajuru - Curitiba – PR; • Residência Médica em Cirurgia Plástica no Serviço de Cirurgia Plástica Oswaldo Cruz-MandaquiSão Paulo- SP; • Membro Associado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP); • Título de Especialista pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) e AMB ( Associação Médica Brasileira); • Membro Internacional da ISAPS (Internacional Society of Aesthetic Plastic Surgery); • Fellow em Cirurgia de Contorno Corporal Pós Grandes Perdas Ponderais pela Universidade da Califórnia, USA, Irvine; • MBA Executivo em Gestão de Saúde com Ênfase em Clínicas e Hospitais pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP).

Esse procedimento é feito através de aplicações de ácido hialurônico nos lábios, a fim de preenchê-lo, delinear o contorno ou aumentar o volume. É indicado para casos em que as pessoas se incomodam com: • Lábios finos; • Lábios superiores e inferiores de tamanhos desproporcionais; • Trauma ou acidente nos lábios; • Falta de contorno labial; • Linhas de expressão ao redor dos lábios. O ácido aplicado atrai moléculas de água, melhorando a sustentação da pele e mantendo os lábios hidratados, por um tempo específico, sendo necessário reaplicar a substância posteriormente, caso desejar.

38

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Essa técnica, não é indicada para: • Pessoas alérgicas ao ácido hialurônico; • Pessoas que tenham doenças auto-imunes; • Feridas ou herpes nos lábios ativas no momento do procedimento; • Doenças oncológicas; • Gravidez. Após as aplicações, é indicado não tomar sol, não tocar os lábios, que apresentarão inchaço, evitar usar batons e cosméticos e não aplicar cremes ou pomadas na região, por um período de 48 horas. É importante consultar um especialista confiável antes de optar por qualquer procedimento cirúrgico ou estético. MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Você já ouviu falar do “Pescoço de Texto ou Text Neck? Foto: Raphael Moraes

• Dor no ombro; • Rigidez muscular (em geral resultante de um espasmo muscular e ombro dolorido); • Formigamento ou dormência de membros superiores (em casos mais graves).

Tratamentos e prevenção

DR. ALEIXO PETRENKO CRM/MT 3980 | RQE 1989 ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA

Também conhecida como “text neck”, a síndrome do pescoço de texto é uma nova doença da coluna vertebral, causada principalmente pelo uso excessivo de celulares e dispositivos móveis. A má postura com que manuseamos esses aparelhos, em geral com a cabeça flexionada, na direção do queixo, faz com que uma grande quantidade de peso seja depositada sobre toda a coluna, gerando dor no pescoço, tensão muscular e RIGIDEZ. A procura para o tratamento das cervicalgias e dores na região superior dos ombros aumentou nos últimos anos nas clínicas de ortopedia. Diante do crescente número de usuários de smartphones, estudos recentes têm demonstrado uma correlação entre as cervicalgias e o uso do telefone celular. Em casos mais graves, a síndrome do pescoço de texto pode levar a uma compressão dos discos intervertebrais cervicais, responsáveis por alterações como a hérnia de disco. É importante tomar cuidado e buscar corrigir sua postura o quanto antes, para evitar que um nervo cervical seja comprimido. Isso pode provocar sintomas neurológicos como formigamento ou dormência nos braços e nas mãos.

Até o presente momento, o tratamento da cervicalgia devido à síndrome do pescoço de texto segue as recomendações tradicionais, que deve preconizar o tratamento conservador com medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) ou relaxantes musculares, associados com a fisioterapia. Prevenir casos de síndrome do pescoço de texto consiste basicamente em manter uma boa postura corporal. Esteja atento ao modo como você usa o seu celular. O ideal é levantar o aparelho na altura dos olhos, ao invés de abaixar o pescoço em direção ao dispositivo. Ter uma musculatura firme e boa amplitude de movimentos são fatores importantes para que consigamos manter uma postura adequada por mais tempo. Fazer exercícios físicos regulares é outra medida eficiente na prevenção à síndrome do pescoço de texto, uma vez que fortalece os músculos. Também é recomendável fazer alongamentos específicos para o pescoço ao longo do dia, em especial se você trabalha sentado, em frente ao computador ou faz uso intenso do celular. Se as dores são frequentes no pescoço ou tem algum dos sintomas aqui citados, é bom procurar um médico ortopedista especialista em coluna que poderá solicitar exames e fornecer um diagnóstico mais preciso sobre o desequilíbrio biomecânico, identificando fatores (além da postura) que podem estar perpetuando a dor.

Sintomas mais frequentes:

• Dor no pescoço; • Cefaleia (dor de cabeça); • Dor cervical; • Dor nas costas - pode ser desde uma pequena dor crônica, que incomoda constantemente, até espasmos musculares graves na coluna cervical e torácica (pescoço e região superior das costas);

Relação entre inclinação do pescoço e peso sobre a coluna A cabeça adulta pesa de 4,5 a 5,5 quilos - peso que é naturalmente distribuído ao longo da coluna vertebral, quando estamos na posição normal. Ao flexionarmos o pescoço , ela fica mais “pesada”: em um ângulo de 15°, seu peso passa a equivaler a 12 KG; a 30°-18 KG; a 45°- 22 kg; e a 60°, a impressionantes 27 kg. 40

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

0º 6 kg

15º 12 kg

30º 18 kg

45º 22 kg

60º 27 kg

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Dores na coluna e má postura tem tratamento: RPG Souchard DRA. VALÉRIA KAROLINE BENDER CREFITO 9/80248-F FISIOTERAPEUTA • • • •

Fisioterapia; Pilates; Neopilates; RPG Souchard.

@fisioclinroo

RPG Souchard é um método de Reeducação Postural Global que se baseia no diagnóstico postural, bem como no tratamento de várias patologias e prevenção da saúde e revalorização da função estática dos músculos. Solicitados em permanência, estes podem encurtar-se e perder sua flexibilidade, freando os movimentos e deformando o corpo.

66 3422-3888 66 9 9996-3888 Avenida Sagrada Família, 975 Vila Aurora - Rondonópolis - MT

42

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

A RPG Souchard é um método fisioterapêutico, nascido da obra “O Campo Fechado”, publicado por PH. Souchard em 1981, na França após 15 anos de pesquisa no domínio da biomecânica. O RPG Souchard é um método estabelecido e reconhecido de diagnóstico e tratamento, tendo como ênfase principal, a integridade estrutural e funcional do corpo, reconhece que a maior parte da dor e incapacidade que sentimos, advém de disfunções da estrutura corporal e de sua postura. A RPG Souchard baseia-se em três princípios fundamentais: • Individualidade: Cada ser humano é único e reage de forma diferente; • Causalidade: A verdadeira causa do problema pode estar distante do sintoma (causa/ consequência); • Globalidade: Deve-se tratar o corpo como um todo, buscando identificar as responsabilidades das retrações musculares nas patologias musculoesqueléticas. A RPG Souchard é um método manual com indicação para dores na Coluna de diferentes causas, indicada também para Cefaleia Tensional, além de outras patologias ou Disfunções relacionadas a Dores, Desconfortos, Limitações de movimento e Redução na Qualidade de Vida. O programa de tratamento normalmente é direcionado segundo a necessidade do indivíduo, levando em consideração a avaliação prévia realizada pelo fisioterapeuta, além do diagnóstico médico específico, da consulta deve-se esperar que o fisioterapeuta faça uma história clínica cuidadosa e um exame postural exaustivo. Normalmente, as sessões são individuais, com duração de 1 hora por sessão, sendo realizadas as Autoposturas e manipulações, trazendo condições para um melhor aproveitamento do método e como consequência maiores benefícios às pessoas.


ODONTOLOGIA Foto: Josué Pereira

Cirurgia Ortognática DR. RAFAEL CONTE CRO/MT 5807 CIRURGIÃO-DENTISTA • Especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial; • Mestrando em Disfunção das Articulações Temporomandibulares e Dor Orofacial.

O QUE É CIRURGIA ORTOGNÁTICA? Cirurgia Ortognática é o tratamento para correção das deformidades dentofaciais, que são as diferenças de tamanho e proporção entre os maxilares e/ou em relação ao crânio.

Foto: Josué Pereira

Quando está indicado fazer Cirurgia Ortognática? A Cirurgia Ortognática está indicada quando não é possível corrigir a posição dos dentes apenas com tratamento ortodôntico, necessitando de correção da posição dos ossos maxilares.

DRA. ALINNE ALMEIDA CONTE CRO/MT 5348 CIRURGIÃ-DENTISTA • Especialista em Endodontia e Ortodontia.

66 3023 3006 66 99930 0234 Rua Treze de Maio 2065 Térreo, Jardim Guanabara, Rondonópolis/MT

44

É preciso usar aparelho ortodôntico para Cirurgia Ortognática? Sim. Na maioria dos casos, é necessário corrigir o posicionamento dos dentes em relação a suas arcadas dentárias para maior estabilidade durante e após a cirurgia. Em alguns casos, é possível realizar a cirurgia e depois seguir com o tratamento ortodôntico para posicionamento dos dentes. Por quais motivos um paciente procura por Cirurgia Ortognática? Os pacientes procuram Cirurgia Ortognática por motivos funcionais e/ou estéticos. A desproporção entre os maxilares pode causar desequilíbrio da musculatura da mastigação, dor e cansaço nas articulações temporomandibulares (ATMs), dificuldades na fala, respiração bucal e obstrução das vias aéreas (Ronco e Apneia do Sono) e desarmonia da face (rosto torto). Quanto tempo é preciso usar aparelho ortodôntico após a cirurgia? Após a Cirurgia Ortognática, o tratamento ortodôntico é mantido por um tempo curto, para finalização e acabamento quanto à posição dos dentes nas arcadas dentárias. Para mais informações, agende sua consulta!

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Vacina da febre amarela e alergia ao ovo Foto: Cléver Freitas

Paciente ingere ovo sem reação?

DRA. ÉTHEL BARBOSA RAUNHEITTI DE SOUZA CRM/MT 8237 MÉDICA

Administra vacina conforme rotina

Quadro clínico de natureza e tempo de início constante com reação IgE-mediada leve ou moderada em um único sistema (ex.: urticária, angioedema, prurido, rash, etc.) após ingerir ovo ou derivado?

Adimistrar a vacina em ambiente com recursos para reanimação e observar por, no mínimo, 30 minutos

Quadro clínico de natureza e tempo de início consistentes com anafilaxia a ovo ou derivado e/ou dose prévia ou outros componentes?

Realizar protocolo de investigação com especialista em alergia

FIGURA 2 - Protocolo de investigação e conduta em pacientes com história de anafilaxia a ovo e/ou derivado que necessitam receber a vacina frebre amarela. Adaptado de Munoz-Cano et al.25

A febre amarela é uma doença febril aguda de curta duração (máximo 12 dias) e de gravidade variável, cujo agente etiológico é um arbovírus. Tem início súbito, com sintomas gerais como febre, calafrios, dor de cabeça, dor lombar, dores musculares generalizadas, prostração, náuseas e vômitos. A forma grave caracteriza-se por apresentar insuficiência hepática e renal. Em muitos casos, evolui para óbito em aproximadamente 1 semana. A vacinação é a medida de proteção mais eficaz contra esse agravo. Os pacientes com alergia alimentar ao ovo, os pacientes com imunodeficiências primárias ou secundárias e os idosos constituem populações especiais que devem ser analisadas de maneira individual no momento de indicar ou contraindicar a vacina contra febre amarela. A vacina é recomendada nas seguintes situações: • Todos residentes das áreas com recomendação para vacinação com idades entre 9 meses e 59 anos de idade • Indivíduos não vacinados, que deslocam para essas áreas • Em viagens para países que exigem a vacinação. A vacina febre amarela está disponível para uso clínico desde 1930, e já foram aplicadas mais de 540 milhões de doses no mundo. A maioria dos efeitos adversos pós-vacinais relatados são dor local, mal-estar, cefaleia, dores musculares e febre baixa em 2-5% dos vacinados, e ocorrem entre o quinto e décimo dia após a vacinação. No Brasil, no período de 2007 a 2012, a ocorrência de efeitos adversos graves (EAG) à vacina foi 0,42/100.000 doses administradas. Os principais EAG associados à vacina febre amarela são: anafilaxia, doença neurológica associada à vacina febre amarela e a doença viscerotrópica associada à vacina febre amarela. A vacina febre amarela é cultivada em ovos embrionados de galinha. A vacina não é aqueRevista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

SIM

NÃO

Realizar testes com a vacina febre amarela: •Realizar teste cutâneo de puntura (prick test) com a vacina pura (1:1) (Considerar a diluição de 1:10 em caso de história de reações graves com ameaça à vida)

Sem necessidade de realizar testes (veja Figura 1)

Positivo? • Avaliar falso-positivos por possível irritação inespecífica. Recomenda-se fazer o mesmo teste em indivíduos sãos (ex.: a mãe ou acompanhante)

FIGURA 1 - Algoritmo para condução de casos suspeitos de alergia a ovo e aplicação da vacina febre amarela. Adaptado de Kelso et al., 201020

46

Quadro clínico de natureza e tempo de início consistentes com anafilaxia a ovo ou derivado?

Negativo? • Teste intradérmico: 0,02 mL da diluição 1:100 da vacina. POSITIVO?

Usar vacina alternativa, se disponível, ou dessensibilizar em ambiente seguro: • diluição 1/10: 0,05 mL e após 30 minutos; • vacina pura 1/1 a cada 30 minutos: 0,05 mL; 0,15 mL; 0,30 mL

NEGATIVO?

Administrar a vacina completa. Observar por, no mínimo, 30 minutos

Opcional: testes para alergia ao ovo • Teste cutâneo de puntura (prick test) com extratos comerciais e/ou prick-to-prick com clara de ovo crua e cozida • IgE sérica específica para clara de ovo e/ou componentes

cida em nenhum momento de sua produção, assim, quantidades residuais de proteína do ovo podem estar presentes. Além da ovoalbumina (proteína do ovo), podem ser considerados como possíveis causadores de reação de hipersensibilidade à vacina febre amarela: o próprio agente vacinal (vírus vivo atenuado da febre amarela), gelatina bovina, eritromicina, canamicina, látex (esses quatro últimos presentes em algumas apresentações da vacina), e proteína da galinha. A ocorrência de anafilaxia é muito baixa, variando de 0,8 a 1,8 casos /100.000 doses aplicadas. O questionamento sobre alergia a ovo é considerado adequado para todas as pessoas que irão receber a vacina febre amarela. Se o indivíduo tem diagnóstico ou suspeita clínica de alergia a ovo, deve ser encaminhado ao alergologista para realização de investigação de possível sensibilização a ovo pelos testes cutâneos de hipersensibilidade imediata ou quantificação de IgE específica sérica (Figura 1). Se o teste for negativo, a vacina será administrada e o indivíduo mantido sob supervisão por algum tempo. Caso resultado seja positivo, confirmada a sensibilização a ovo, o paciente será dessensibilizado empregando-se a vacina em doses fracionadas, conforme algoritmo sugerido (Figura 2). A experiência clínica com o uso da vacina febre amarela é vasta no Brasil. Entretanto, publicações são necessárias para avaliar o risco real entre a associação de alergia a ovo e a vacina febre amarela. Talvez, no futuro, possamos chegar às mesmas conclusões já alcançadas sobre o uso da vacina influenza nos pacientes alérgicos a ovo. No Brasil, a maior parte do território é considerada área endêmica ou área de risco para a febre amarela. Frente a isso, temos que ser cautelosos ao contraindicar a vacinação contra a febre amarela, uma doença com alta letalidade, para a qual não há tratamento específico. A vacinação continua sendo a forma mais eficaz de proteção contra a doença. MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Fotos: Paulo Yoshihara

Dicas para evitar os cálculos renais

DR. FERNANDO BORGES RIBEIRO

O cálculo renal é muito comum de acontecer. Cerca de 8% das mulheres e 15% dos homens vão apresentar cálculo renal em algum momento da vida. Seu tratamento nem sempre é fácil. Além disso, as chances de uma pessoa que já teve cálculo renal vir a ter novamente é de cerca de 50% em cinco anos. Por isso, após o tratamento, é muito importante a prevenção da formação de novos cálculos. Para isso, as orientações nutricionais são muito importantes.

CRM/MT 4737 UROLOGISTA - RQE 1713 • Pós-Graduação em Cirurgia Urológica Minimamente Invasiva pelo Hospital Sírio Libanês/SP; • Residência Médica em Urologia e Cirurgia Geral pela Universidade Estadual de Londrina - UEL/PR; • Membro da Endourological Society; • Membro da Sociedade Brasileira de Urologia - SBU; • Membro da Sociedade Brasileira de Videocirurgia - SOBRACIL; • Membro da Confederação Americana de Urologia - CAU.

Fotos: Paulo Yoshihara

A formação de cálculos renais pode aumentar em função de alguns fatores nutricionais, tais como: ganho de peso e obesidade, excesso de sal na comida e o consumo reduzido de líquidos, dentre outros. Não existe receita mágica, bons hábitos alimentares com uma dieta balanceada e sem exageros, costumam ser suficientes para evitá-los. Desta forma, alguns cuidados no seu dia a dia devem ser tomados: DR. EDUARDO MACIEL NARVAES CRM/MT 7718 UROLOGISTA - RQE 3230 • Graduação pela Universidade Federal de Santa Catarina UFSC; • Residência em Cirurgia Geral pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto SP; • Residência em Urologia pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto SP; • Título de Especialista em Urologia pela Associação Médica Brasileira (AMB); • Membro da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU); • Professor do Curso de Medicina da UFMT.

50

Procure ingerir no mínimo 2 a 3 litros de ÁGUA por dia: Tome água, limonada com adoçante e chás de ervas (camomila, erva-doce, cidreira, hortelã) ao natural ou com adoçante. Consuma quente ou gelado e de preferência, adicionado de limão. Evite adoçar com açúcar, mel ou açúcar mascavo, pois aumenta a quantidade de calorias da bebida. Evite refrigerantes ou sucos em pó e artificiais, pois aumentam os riscos de cálculos. Prefira os sucos naturais e sem adição de açúcar. Lembre-se: Para avaliar se a quantidade

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

de líquidos consumida está adequada, observe a urina, que sempre deve estar clara e límpida. Caso contrário, a quantidade de líquidos ingerida deverá ser aumentada. Cuidado com o SAL! Use o mínimo de sal possível no preparo dos alimentos e não adicione sal na comida. Prefira temperos naturais de ervas para dar sabor e aroma: orégano, salsinha, cebolinha, limão, coentro, salsão ou outros de sua preferência e evite alimentos condimentados e industrializados que contenham sódio. Carnes Magras sem excesso Consuma uma porção de carne ou substitutos (peixe, frango sem pele ou ovo), no almoço e jantar, evitando excessos. Prefira as carnes magras. EVITE CHURRASCOS, pois contém muita gordura e excesso de sal. Não utilize suplementos de vitaminas ou minerais, sobretudo a vitamina C sem a prescrição do médico, pois podem propiciar a formação de cálculos.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Vulvodínia Foto: Clever Freitas

Vulvodínia, também chamada de vestibulodínia, é a dor em queimação na entrada da vagina, ou seja, na região da vulva. Em geral essa dor tem duração superior a três meses, e a mulher sente como se tivesse queimando ou ardendo a vagina quando há toque no local. Os exames clínicos estão normais, mas há essa dor “inexplicável”. DRA. KARINA AGUIRRE CREFITO 9 2448 12 F FISIOTERAPEUTA UROGINECOLÓGICA • Fisioterapeuta Pélvica

As relações sexuais são quase sempre a base de muito desconforto, se não forem impossíveis. Isso traz sofrimento à mulher e a seu parceiro, afetando o relacionamento do casal. Algumas mulheres não conseguem nem mesmo vestir roupa íntima devido à dor. Outras tem a dor apenas quando há penetração, seja do pênis ou de absorventes internos, por exemplo. A causa da vulvodínia ainda é obscura, mas o tratamento existe: a Fisioterapia Pélvica é um deles! Como a fisioterapia pode ajudar? Primeiramente deve-se fazer uma diferenciação da vulvodínia para outras doenças ou disfunções: por isso a importância de buscar um profissional da área, alguns testes serão realizados no consultório com o fisioterapeuta para identificar o diagnóstico na região vulvar.

@karinaguirrefisioterapeutapelvica @karina_aguirre20 @karinaaguirre_fisio Fisioclin Fisioterapia

66 3422-3888 66 9 9996-3888 Rua Sagrada Familia, 975 - Vila Aurora Rondonópolis - MT

52

A fisioterapia pélvica trabalha com a dessensibilização da região dolorosa, relaxamento do assoalho pélvico e realiza orientações à paciente. Podem ser utilizados aparelhos de eletroterapia (aparelho com eletrodos que emitem uma corrente elétrica), biofeedback eletromiográfico, vibradores, massagem perineal, dilatadores vaginais e outros recursos. Tudo depende da avaliação da paciente realizada pelo fisioterapeuta pélvico. Apesar de bem chata, a vulvodínia não é transmissível e não gera infertilidade.

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Foto: Josué Pereira

Displasia broncopulmonar no bebê prematuro DR. JOSÉ ARTURO LLOBET MALALA CRM/MT 7390 - RQE 4387 PEDIATRA

A displasia broncopulmonar é uma doença pulmonar crônica que afeta bebês, principalmente o bebê prematuro, que permanecem em aparelhos respiratórios por muito tempo. Isso porque o excesso de ventilação desses aparelhos pode causar danos nos tecidos dos pulmões.

54

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Quais são os sinais da displasia boncopulmonar no bebê prematuro? • O prematuro respira rápido e com dificuldade; • O bebê prematuro faz um som de assobio ao respirar; • Pele azulada ao redor dos lábios ou das unhas; • Crescimento deficiente; • Infecções pulmonares frequentes. Como a displasia broncopulmonar é tratada no bebê prematuro? Bebês prematuros e bebês a termo diagnosticados com displasia broncopulmonar permanecem internados na UTI Neonatal até o momento em que conseguem respirar sem a ajuda de aparelhos. E após a alta, são tratados com diferentes tipos de medicamentos, que tem por objetivo minimizar os danos nos pulmões causados pela complicação, tais como broncodilatadores (para manter as vias áreas abertas), diuréticos (para reduzir o acúmulo de líquidos nos pulmões) ou antibióticos (para combater infecções). MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


NOVA CLÍNICA GÊNESE

Acolhimento e trabalho multidisciplinar no cuidado com a saúde da mulher Texto: Lilian Martins

A clínica Gênese está em novo endereço e com novo projeto de atendimento integrado para mulheres. Gestantes podem contar com respaldo de diferentes profissionais.

É difícil abrir a porta da nova clínica Gênese e não se encantar. A luz natural que entra no espaço ilumina a sala de espera cheia de almofadas aconchegantes. De qualquel lugar que se olha, é possível ver o jardim e a piscina ao fundo. Plantas e flores recepcionam as pacientes que chegam para ser atendidas. Acolhimento é a palavra que sintetiza a atmosfera do novo espaço da Gênese. A sensação é de estar em casa. Para o Dr. Pedro Luiz Carvalho e Silva, ginecologista e obstetra que conduz a clínica, esse sentimento é verdadeiramente real. O novo espaço da Gênese foi sua casa da infância. “Morei aqui até meus 14 anos. É um lugar muito especial para mim”, conta o médico. A energia maternal está em cada ambiente. Foi a mãe do Pedro, inclusive, que pensou em todos os detalhes da decoração da nova clínica.

Projeto integral no cuidado com a mulher

Parto humanizado: respeito à individualidade da gestante Uma das referências na cidade no assunto, Dr. Pedro explica que a humanização começa respeitando as escolhas individuais. “Humanização significa individualização. É preciso entender a necessidade da mulher e, dentro das possibilidades médicas baseadas em evidências, apoiar suas escolhas. A mulher precisa se sentir confortável e amparada”. Com base em todas as informações disponibilizadas pela equipe da clínica, a mulher pode tomar uma decisão consciente. Decidir sobre o parto normal ou pela cesárea, por exemplo, está dentro desse preceito. “Por isso, o respaldo psicológico que a clínica oferece também é fundamental”, completa o obstetra.

Um encontro com o cuidado de cada gestação

Foi com todo esse carinho que a Gênese abriu suas portas no começo de fevereiro. Idealizada por Dr. Pedro, a acolhedora clínica têm uma proposta inovadora no atendimento ginecológico e obstétrico na cidade: o trabalho conjunto com outras especialidades.

Dr. Pedro é filho do também ginecologista e obstetra Dr Manoel da Silva Neto. Inspirado pelo pai, especializou-se na mesma área. Fez medicina no Rio de Janeiro (Universidade Gama Filho), residência em São Paulo (Unifesp e Hospital e Maternidade Vila Nova Cachoeirinha) e voltou para Rondonópolis, em 2016, especialista em medicina fetal.

Fisioterapia obstétrica, nutricionista, psicologia, esteticista, fonoaudiologia e doulas - que oferecem cursos sobre gestação e maternidade - estão à disposição das mulheres que procuram a clínica em busca dos cuidados para sua saúde e, no caso das grávidas, do parto humanizado. “É uma equipe muito coesa, que pensa parecido. Nós estamos juntos por afinidade”, ressalta o médico.

Quando descobriram que o médico preconizava o parto normal, as pacientes começaram a procurá-lo. Em pouco tempo, Dr. Pedro tornou-se conhecido por ser um obstetra que acolhe a gestante em suas necessidades. “Hoje, minha especialidade em a medicina fetal me dá respaldo no pré-natal, mas é no trabalho para que o parto humanizado aconteça que eu me encontrei”, finaliza o médico.

A Clínica Gênese é hoje o espaço desse encontro.

58

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

Dr. Pedro Luiz Carvalho e Silva

Foto: Cléver Freitas

GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA CRM/ MT 7779 | RQE 3876

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

59


60

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


NOVA CLÍNICA GÊNESE A Clínica Gênese está em novo endereço e com novo projeto de atendimento integrado para mulheres.

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

61


Foto: Sérgio Simões

EQUIPE GÊNESE: atendimento integral e personalizado para as mulheres

DOULAS

Daiane Souza Regis e Josiane da Costa e Silva De origem grega, a palavra Doula significa “mulher que serve”. As doulas são profissionais capacitadas para oferecer apoio físico e emocional para as gestantes durante a gestação, no trabalho de parto, no nascimento do bebê e também na adaptação ao puerpério e à amamentação. Elas atuam transmitindo segurança e tranquilidade às mulheres em cada uma dessas etapas. Na clinica Gênese, as doulas oferecem um atendimento humanizado para que toda mulher possa vivenciar a experiência do parto de forma mais positiva e memorável. Além dos atendimentos individualizados, encontros e cursos preparatórios para o parto, amamentação e sobre os cuidados com o bebê também estão à disposição.

62

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

FISIOTERAPIA OBSTÉTRICA

Darçone Pexe Plens Essa especialidade da fisioterapia engloba o cuidado da mulher na gestação, no parto e no pósparto. Considerando a condição física e o estilo de vida de cada mulher, é elaborado um programa de exercícios para cada fase do período gestacional. A preparação dos músculos íntimos (assoalho pélvico), foco importante do trabalho, ajuda a mulher a desenvolver a percepção e as funções necessárias para a hora do parto, aumentando a autoconfiança e diminuindo possíveis lesões, independente do parto escolhido. Depois do nascimento, a fisioterapia atua para reabilitar o corpo que sofreu impactos das modificações gestacionais e no momento do parto.


Conheça um pouco das profissionais e de suas especialidades.

PSICÓLOGA

Denise Fonseca de Oliveira Sabemos o quanto a gestação é um período de alterações físicas, emocionais. A chegada de um bebê traz grandes mudanças na vida de uma “recém-mãe”. O medo do parto, da dor, as inseguranças quanto ao pós-parto, as habilidades para lidar com o recémnascido e se reintegrar à vida social estão entre os muitos receios desse período. Por isso, tão importante quanto o pré-natal obstétrico, é o pré-natal psicológico, no qual a gestante é acompanhada por um profissional capacitado para orientá-la no gerenciamento das emoções Pensando nessa fase tão linda e delicada, a Gênese disponibiliza acompanhamento psicológico. Os atendimentos podem ser individuais ou grupais na clínica. As puérperas (recém-mães) também podem optar pela modalidade home care.

A Gênese coloca à disposição de suas pacientes profissionais que trabalham juntas para o atendimento integral de cada mulher que chega à clínica. Mulheres com diferentes necessidades recebem atenção e acolhimento dessa gabaritada equipe.

NUTRICIONISTA

FONOAUDIÓLOGA

Neolly Dantas Rocha

Nicole Galvão

A saúde e alimentação da mulher durante a gestação podem influenciar diretamente a saúde do bebê. Portanto, deve-se buscar uma boa alimentação e sanar possíveis carências nutricionais antes mesmo da gestação acontecer. O cuidado com a nutrição acontece desde a preparação para a concepção. Durante a gestação, a alimentação adequada minimiza náuseas e vômitos e, em situações mais complexas, atua sobre o excesso de peso, diabetes gestacional e hipertensão. Após a gestação, o acompanhamento nutricional também é fundamental para que a mãe consiga amamentar adequadamente e considere seus objetivos pessoais, como atingir seu peso ideal, mantendo-se saudável.

Fala, voz, audição e funções responsáveis pela deglutição, respiração e mastigação estão entre os campos de atuação da fonoaudiologia. No que diz respeito à saúde e ao cuidado da mulher em gestação, a atuação acontece principalmente no puerpério (período pós-parto). A fonoaudiologia auxilia a mulher com a amamentação, quando existem dificuldades no processo. A profissional também realiza exames convencionais nos recém-nascidos, como o teste da orelhinha, que avalia a capacidade auditiva, e o teste da linguinha ou avaliação do frênulo lingual, garantindo que nenhuma alteração comprometa as funções de sucção, deglutição e, futuramente, a mastigação e a fala da criança.

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

63


A microfisioterapia Tratando corpo e mente Foto: Eduardo Araújo

Você alguma vez se perguntou por que algumas doenças tem quadros tão recorrentes (como rinites alérgicas, sinusites ou crises de amigdalites)? Ou por que, de repente, os distúrbios emocionais ou dores volta e meia tornam a aparecer?

DRA. KATIUSCIA SOARES WURZIUS CREFITO 9/49023-F FISIOTERAPEUTA • Microfisioterapia -P1,P2,P3,P4,P5,P6,P7,P8,P9 e Evolutivo MKE; • Leitura Biológica.

66 3023-1019 66 99692-1019 @clinicavitalleroo Rua Armando Farjado, 397 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT

64

Esses quadros clínicos podem estar relacionados á antigas lesões vividas e não superadas pelo organismo, que por sua vez, utiliza um mecanismo de defesa (através desses sintomas) para tentar superar o trauma. Como acontece o registro celular da lesão? Você ja observou que algumas sensações (não muito boas) tornam a se repetir depois que você passa por um evento traumático? Por exemplo, quem ja passou por grande susto, como um acidente de carro, muitas vezes se vê sentindo a mesma emoção ou dor quando escuta uma freada brusca no trânsito. Dessa forma, quando o organismo passa por uma agressão primária, há um registro na memória celular ou tecidual, por uma deficiência de eliminação do corpo-mente junto ao agressor (traumas físicos, emocionais ou tóxico)que deixam marcas que atrapalham a vitalidade celular ou tecidual do organismo. Você ja ouviu falar em microfisioterapia? Saiba como funciona a técnica e os benefícios que pode oferecer ao paciente. A técnica de terapia manual desenvolvida, em 1983, na França, pelos fisioterapeutas osteopatas Daniel Grosjean e Patrice Benini que tem como embasamento teórico estudos da embriologia, filogênese e ontogênese. Que através de mapas específicos, procura-se no corpo do paciente os registros (pontos mais rígidos) que representam as lesões vividos e não superados pelo organismo. Uma vez identificado a causa primaria da lesão através dos toques específicos no corpo usamos mapas da microfisioterapia que nos ajuda a mostrar ao corpo o caminho para buscar as auto-correções. E com isso o paciente vai tendo uma melhora gradativa dos seus sintomas. Após a sessão é indicado que tenha um tempo de mais ou menos 30 dias entre uma sessão e outra, para que o paciente pos-

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

sa ser atendido novamente e continuar o tratamento. O número de sessões varia de acordo com cada paciente mas geralmente de 3 a 4 sessões. É uma terapia que podemos associar a outros tratamentos como à psicologia, à psiquiatria, ortopedia, entre outras diversas terapias, pois abrange um leque de indicações de tratamento. Como sendo indicado para: dores físicas, traumas emocionais, medos e fobias, distúrbios de sono, ansiedade, enxaquecas, agressividade, déficit de atenção, entre outras, até mesmo para prevenção de doenças, e em muitas vezes uma técnica que complementa os tratamentos medicamentosos e psicológicos. É indicada em todas as idades, desde recém-nascidos até idosos. Não tem contra-indicações e nem idade específica para iniciar o tratamento.


Foto: Valter Arantes

Olheiras

DRA. MELISSA GIRALDI FARIA CRM/MT 6377 - RQE -20643 MÉDICA DERMATOLOGISTA • Médica Formada pela Universidade Luterana do Brasil–RS; • Residência/Especialização em Dermatologia pela Faculdade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; • Pós Graduação em Dermatologia Estética pela International Association of Aesthetic Medicine; • Título de Especialista em Dermatologia pela SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIASBD e AMB (Associação Médica Brasileira); • Membro EFETIVO da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

66

A hiperpigmentação periorbital(HPO), hiperpigmentação peri-palpebral, “dark eyelids”, “dark eye circles”, “dark circles” ou, simplesmente, “olheira”, pode provocar importante impacto na qualidade de vida de uma pessoa, proporcionando à face de quem a possui aspecto de cansaço e envelhecimento. Sua prevalência é maior em indivíduos de pele, cabelos e olhos mais escuro e acomete indivíduos de qualquer idade, independente do sexo, mas é evidente a maior queixa por parte das mulheres. Existem dois tipos de olheiras: vascular e melânica, porém, acredita-se que a maioria possua componente misto, sendo a melanina e a quantidade de vasos encontrados em maior ou menor grau. As olheiras de características vasculares tem padrão de herança familiar autossômico dominante. Costuma aparecer ainda na infância ou na adolescência. Pode apresentar diversas causas, mas a causa mais comum do aparecimento da HPO seja devido aos depósitos de melanina na derme, que pode ser causado por envolvendo fatores intrínsecos(causa primária), determinados pela genética do indivíduo, e fatores extrínsecos ou ambientais(causa secundária), tais como exposição solar, tabagismo, estresse, etilismo, distúrbios de sono, deficiência nutricional e reações alérgicas. Outras causas citadas para o aparecimento das olheiras são a hiperpigmentação pós-inflamatória secundária à dermatite atópica e de contato, privação de sono, respiração bucal, etilismo, tabagismo, uso de

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

medicamentos (anticoncepcionais, quimio - terápicos, antipsicóticos e alguns colírios), presença de flacidez palpebral pela perda de gordura(envelhecimento) e de doenças que cursam com retenção hídrica e edema palpebral (tireoidopatias, nefropatias, cardiopatias e pneumopatias), que ocasionam piora do aspecto inestético da olheira. O tratamento das olheiras tem melhorado e muito a qualidade de vida e aparência destes indivíduos que nos procuram em consultório médico, no entanto ainda não há cura para o problema e sim conseguimos amenizar seu aspecto.

As principais abordagens terapêuticas são:

• Medicação tópica com produtos despigmentantes; • Peelings químicos; • Dermabrasão; • Criocirurgia; • Luz intensa pulsada; • Lasers de CO2, argônio, ruby e excimer; • Preenchimentos com ácido hialurônico.

Com as técnicas atuais de Harmonização facial e MD Codes há uma melhora incrível quando tratamos o rosto como um todo. Pois devolvendo volume em pontos estratégicos, temos consequentemente a diminuição das olheiras pelo reposicionamento das estruturas faciais. Seu Médico Dermatologista de confiança deve estar APTO a realizar o diagnóstico de seu problema e identificar a causa de suas olheiras, podendo então orientar o tratamento adequado e individualizado para cada paciente. MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Foto: Cléver Freitas

Tratamento de rejuvenescimento vaginal DRA. LUCIANA LAGE V. G. MUNHOZ CRM/MT 5336 - RQE 1844 GINECOLOGISTA E OBSTRETA

Alterações hormonais típicas do envelhecimento da mulher levam a mudanças que dificultam o ato sexual e o prazer, diminuem a lubrificação, deixam as paredes vaginais finas e flácidas, aumentam o PH vaginal, o que pode aumentar a frequência de infecções como: candidíase e vaginose e diminuem a elasticidade da vagina, o que deixa a pelve menos funcional e leva a incontinência urinaria. A síndrome genito urinária da menopausa (SGM) pode incluir diversos sintomas genitais como: • Secura vaginal e no vestíbulo vulvar; • Ardor; • Desconforto e irritação vulvovaginal; • Falta de lubrificação; • Dispaurenia; • Urgência e aumento da frequência miccional (disúria); • Infecções do trato urinário recorrentes; • Incontinência de esforço (IUE). Um novo tratamento não invasivo, que usa radio frequência, traz à luz todas esses problemas, muito comuns, mas ainda pouco discutidos. O aparelho estimula a produção de colágeno e é uma alternativa mais confortável que a opção cirúrgica tradicional e mais prática e de fácil adesão que a fisioterapia urogenital e o uso contínuo de géis vaginais. A radiofrequência é feita por corte e/ou coagulação dos tecidos biológicos por meio de corrente alternada de alta frequência, que instantaneamente eleva a temperatura a 100ºC, levando à expansão e ruptura da membrana celular. Essa forma não ablativa da radiofrequência promove um aquecimento da derme, camada intermediária da pele, estimulando a produção de colágeno e favorecendo o rejuvenescimento da vulva e da vagina, melhorando a lubrificação e elasticidade da mesma. Assim, a técnica de radiofrequência genital além de melhorar a aparência da vulva, traz muitos benefícios para a saúde feminina. Rejuvenescimento vaginal não é uma questão estética, mas de saúde. A ideia é dar conforto e melhorar questões do dia a dia, como a incontinência urinária e o ressecamento vaginal, mas acabam, num segundo plano, aumentando a autoestima e até o libido. A radiofrequência vaginal é um tratamento minimamente invasivo, não é cirúrgico, seguro e rápido para essas questões.

68

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Como é a técnica? O tratamento é feito por meio de ondas eletromagnéticas convertidas em calor, que promove um estímulo na produção de colágeno. • Cuidados prévios: depilação íntima 2 dias antes, exames ginecológicos em dia. • Cuidados posteriores: Abstinência sexual de 07 dias, a paciente pode voltar imediatamente às atividades diárias. • Efeitos: Formação de novo colágeno, estimulação de fibroblastos, síntese de fibras eláticas, regeneração epidérmica pela migração de queratinócitos. • Tempo de tratamento: 03 sessões com intervalo de 30 a 60 dias. Uma sessão anual de manutenção. (a durabilidade da resposta ao tratamento vai de 12 a 18 meses). • Contra indicações: Dispositivos cardíacos, próteses metálicas, uso de DIU de cobre, gestação, dor pélvica crônica, DST, distúrbio de coagulação, verrugas vaginais recentes, corrimento vaginal em vigência, câncer ginecológico, doenças do colágeno. • Principais indicações do Fraxx: Flacidez vaginal, atrofia genital, dispareunia (dor nas relações sexuais), ressecamento vaginal, incontinência urinária, flacidez de pequenos e grandes lábios.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


RONDON PL AZ A S HO P P I NG | (6 6 ) 9 92 03 - 872 0 @CIAMARITI M ARO ND O NO P O L I S


A UNIPRIME CENTRO-OESTE DO BRASIL INAUGURA SUA MAIS NOVA E MODERNA AGÊNCIA EM

Fotos: Cléver Freitas

UNIPRIME

RONDONÓPOLIS Para nós da Uniprime Centro-Oeste do Brasil é uma satisfação estarmos inaugurando uma nova agência nesta cidade rica e promissora. A Cooperativa possui uma gama enorme de produtos e serviços, podendo oferecê-los aos mais diversos segmentos da sociedade. Não somos mais uma instituição financeira, mas sim, a Cooperativa de Crédito que é referência em atendimento e prestação de serviços financeiros aos seus associados. Nossas agências são dotadas de toda estrutura para trazer conforto, agilidade e um ambiente aconchegante a todos os associados. A inauguração dessa moderna unidade de atendimento, ratifica o compromisso da Uniprime em continuar avançando na participação do progresso e

desenvolvimento do Centro-Oeste do Brasil, colocando à disposição da comunidade e dos setores produtivos, serviços e produtos que vão alavancar negócios da região. Compartilhar este modelo de negócio com os cidadãos de Rondonópolis é um privilégio que poucas empresas têm. Nossa motivação é a cooperação e nossa inspiração vem da força de trabalho da nossa gente, com o compromisso básico de uma cooperativa que conquista e partilha os resultados. Trabalhamos muito na conquista de mais uma agência e temos a convicção na solidez dos nossos princípios, marcados pela ética e transparência dos negócios e por isso, somos conhecidos por ser uma empresa sólida na atuação e prime no relacionamento.


• 67 3317 • 672323 3317 2323 CampoCampo GrandeGrande Atendimento Atendimento 67 3317 • 672348 3317 2348 Santa Santa Fé • Fé 10h às10h 16hàs 16h • 67 3317 • 674016 3317 4016 AfonsoAfonso Pena Pena • 67 3241 • 673030 3241 3030 Aquidauana Aquidauana • 67 3232 • 67 3232 1717 1717 Atendimento Corumbá Corumbá Atendimento 9h às 15h • 67 3521 • 672300 3521 2300 9h às 15h Três Lagoas Três Lagoas • 66 •3439 66 3439 8200 8200 Rondonópolis Rondonópolis

Agência Agência Rondonópolis Rondonópolis - R. Fernando - R. Fernando Corrêa Corrêa da Costa, da Costa, 19471947 - Vila- Birigui Vila Birigui Telefone: Telefone: (66) (66) 3439-8200 3439-8200 facebook.com/uniprimecentrooeste facebook.com/uniprimecentrooeste instagram.com/uniprimecentroeste instagram.com/uniprimecentroeste uniprimecentrooeste.com.br uniprimecentrooeste.com.br

Revista Uniprime Revista CO.indd Uniprime 8CO.indd 8

15/02/201915/02/2019 18:45:51 18:45:51

Re


Fotos: Josué Pereira

P r oj e t o S a ú d e e m ® Movimento : por uma vida mais saudável

DÉBORA JUBILINI CREF 018453 MG • Graduada em Educação Física pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH). Pós-graduada em “Exercício físico aplicado à reabilitação cardíaca e aos grupos especiais” pela Universidade Gama Filho, Rio de Janeiro. • Mestre em “Educação em Diabetes”, pela Instituto de Ensino e Pesquisa da Santa Casa de Belo Horizonte/MG.

ELIELCIO NOVAGA CREF. 0628 MT • Graduado em Educação Física – Bacharel e Licenciatura, pela Escola Superior de Educação Física de Assis/SP. Pós-graduado em “Metodologia da Atividade Física Personalizada – personal trainer” pela FMU, São Paulo/SP.

72

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

O exercício físico possui um papel cada vez mais importante na busca por uma vida mais saudável. Atualmente, são várias as evidências que comprovam os benefícios da prática regular de atividade física: reduzir dores, perder peso, controlar a pressão arterial, diminuir os níveis de glicose são alguns dos grandes resultados que o exercício físico pode te proporcionar. É sabendo destes benefícios e da importância de termos uma vida mais ativa, que a Elielcio Academia apresenta o Projeto Saúde em Movimento®. Nele, os participantes se exercitam de forma personalizada e segura com acompanhamento atento da educadora física Débora Jubilini (CREF 018453 MG), responsável pela execução do projeto. Antes de iniciar os treinos, todos os participantes passam por Avaliação Física para se verificar possíveis riscos cardiovasculares, bem como, hábitos alimentares, medidas antropométricas, presença de dores articulares, valores de glicemia, colesterol e triglicérides, dentre outros aspectos. Tudo para garantir que os exercícios e as orientações estejam de acordo com o estado de saúde de cada pessoa, evitando excessos e realizando atividades que vão de encontro ao objetivo do participante. Além disso, no decorrer do projeto, são realizadas as Rodas de Conversa, com temas sobre saú-

de, hábitos saudáveis e bem estar. Trata-se também da importância da regularidade ao exercício, dos hábitos básicos de alimentação, e de como o exercício físico pode ser um grande aliado na busca por uma vida mais saudável. A personal Débora Jubilini explica que o Projeto Saúde em Movimento® é diferenciado porque trata o exercício físico de maneira ampla e com foco em saúde. As aulas são planejadas com todo cuidado e atenção, respeitando a condição física, clínica e a faixa etária de cada pessoa. Professor Elielcio aponta que o Projeto Saúde em Movimento® vem de encontro com o propósito de trabalho da Elielcio Academia, que sempre esteve voltado a promoção da saúde e da qualidade de vida das pessoas.


• Público: adultos e jovens a partir de 14 anos. Grupos especiais. Idosos. Gestantes. • Aulas coletivas: até 10 pessoas, com duração de 1hora. • Aulas individualizadas: atendimento personalizado, com duração de 1hora. • Avaliação Física periódica. • Rodas de Conversa sobre saúde, hábitos saudáveis e bem estar.

Fotos: Josué Pereira

Projeto Saúde em Movimento®

ALUNOS: Danniela Ribeiro Fernando Rodrigo de Camargo

ELIELCIO ACADEMIA Localizada na Av. Sothero Silva, 807, Vila Aurora, a Elielcio Academia conta com uma estrutura ampla e climatizada, ideal para a prática de exercício físico com segurança e conforto. Nosso horário de atendimento é de 5h as 21h, segunda a sexta-feira e de 7h as 11h aos sábados. Agende uma visita, ligue 99657.3007 ou 3422.5746. rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

73


Foto: Josué Pereira

CÂNCER DE ESTÔMAGO DR. HELIO CAVALCANTI GARCIA NETO CRM/MT 5971 GASTROENTEROLOGISTA RQE 3953 • Membro da Federação Brasileira de Gastroenterologia. • FBG e Membro da Sociedade Brasileira Motilidade Digestiva e Neuroendócrino - SBMDN.

O câncer de estômago é um dos tumores malignos mais comuns, chegando a ser, em alguns países o câncer mais frequente e a principal causa de mortalidade oncológica. Os pacientes costumam procurar assistência médica tarde demais, porque os sintomas iniciais são mínimos ou inexistentes.

No Brasil, excetuando-se o câncer de pele, é a terceira causa de câncer em homens e a quinta entre as mulheres. Qual a população mais acometida pelo câncer de estômago? É mais frequente no sexo masculino, com pico de incidência entre 50-70 anos para ambos os sexos. Raro antes dos 35 anos. • Quais fatores de risco relacionados ao câncer de estômago? • Consumo de alimentos conservados no sal, defumados ou mal conservados; • Baixo consumo de frutas e vegetais; • Baixo consumo de proteínas e gorduras animais; • Tabagismo; • História familiar de câncer de estômago; • Grupo sanguíneo A; • Infecção pela bactéria h. Pylori; • Anemia pernciciosa. Quais as manifestações clínicas do câncer de estômago? Os sintomas mais precoces do câncer gástrico costumam ser inespecíficos e raramente indicam diagnóstico precoce da doença. O tumor torna-se sintomático, na grande maioria dos casos, em uma fase avançada. Perda de peso, desconforto abdominal insidioso, dor no abdome, perda de apetite e náuseas são os sintomas mais comuns. Como é feito o diagnóstico? Os exames laboratoriais geralmente demonstram anemia, presença de sangue oculto nas fezes, alterações da função hepática. A endoscopia digestiva alta com biópsias possui alta especificidade para o diagnóstico. Há alguma prevenção para esse câncer? Acredita-se que o tratamento para gastrite e erradicação da infecção pela bactéria H. pylori sejam estratégias que possuam reduzir o surgimento do câncer. Qual o tratamento? O tratamento, geralmente, é cirúrgico. Entretanto, deve-se realizar um estudo detalhado do tumor com relação ao seu tamanho, linfonodos acometidos e a presença de metástase. Apenas o cirurgião é capaz de definir qual melhor abordagem para essa patologia.

74

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Foto: Clever Freitas

Por que as crianças sentem medo?

PRISCILA LEIVA DUARTE CRP 18/003314 NEUROPSICÓLOGA • Atendimento Clínico Infantil; • Avaliação Neuropsicólogica Infantil, Adolescente; • Método ABA, Método Denver e Terapia Cognitivo Comportamental; • Neuropsicologa pela Universidade de Araraquara/SP; • Especialista em Reabilitação Neuropsicologica e treino Cognitivo.

O medo faz parte da natureza humana. É um estado emocional que ativa os sinais de alerta do corpo diante dos perigos e uma importante etapa do amadurecimento afetivo de bebês. A tarefa dos pais é ajudá-los a lidar com os próprios temores, que tendem a florescer ainda mais nos primeiros aninhos de vida. Mas qual o limite entre o medo normal e o exagerado? O que fazer quando o pequeno começa a sofrer? O saudável é buscar o equilíbrio, a falta de medo expõe a criança ao risco e o excesso dele faz com que ela se feche, numa espécie de prisão sentimental, o ideal é ajudar a criança a identificar o medo ‘amigo’ e o medo ‘inimigo’. O primeiro ela deve obedecer, e o segundo, desobedecer.” Sintomas O medo excessivo causa reações fisiológicas e comportamentais na criança. Coração palpitante, calafrios, suor nos pés e nas mãos, sono intranquilo, descontrole para fazer xixi, diarreia e dor de barriga são alguns dos indícios do problema. Quando esse quadro se instala, a saúde da criança pode ser prejudicada por causa de uma desidratação ou anemia, por exemplo. As reações comportamentais – inibição e agressividade – por sua vez prejudicam a rotina da criança, mas podem se agravar e virar fobias, caracterizadas por reações exageradas que fogem ao controle da criança. Para detectar essas situações o quanto antes, conheça os principais tipos de medo. Tipos de medo comuns na infância O medo costuma surgir diante de alguns elementos reais na vida de uma criança: o médico, a creche ou escola, a alimentação, a violência e a dor recorrente. Essas causas reais geram um medo verdadeiro, mas também podem derivar para estados secundários (medo de escuro, de monstros etc.).

66 99216-8983 Avenida Dom Wunibaldo, 1271, Centro, Sala 204, Rondonópolis/MT Atendimentos em Rondonópolis e Primavera do Leste (consultar dias e horários)

76

Medos comuns por idade • 0 a 18 meses • Barulhos estranhos ou altos, luzes intensas, pessoas estranhas e riscos de quedas. O bebê chora ou fica irritadiço e agitado. • 18 a 36 meses • Água, pessoas mascaradas (Papai Noel), escola e tudo o que for estranho à sua rotina. É importante saber que a zona de conforto do bebê está ligada à ordem. • 3 a 5 anos • Fantasias assustadoras, como monstros e fantasmas. É a fase da imaginação fértil, que pode se intensificar na hora de dormir. Ela acontece por causa do desenvolvimento da massa cinzenta. Vale lembrar que a capacidade de imaginação aumenta à medida que ocorre o desenvolvimento biológico do cérebro. • A partir dos 6 anos • Medos mais vinculados à realidade, como o de ladrões e o de acidentes em geral. A família deve transmitir a malícia necessária para a criança ter segurança. Nessa hora, é importante demonstrar como agir em uma piscina ou, então, o que fazer diante do assédio de estranhos.

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Como lidar com o medo infantil • Dê atenção, questione e estimule a criança a enfrentar o medo irreal (ou inimigo): ela encontrará sozinha uma solução para suas fantasias. Exemplo: a sombra na parede pode se transformar em uma aliada no confronto dos medos (em vez de causá-los). • Não gaste tempo demais falando sobre o assunto para evitar que a criança fique ainda mais ansiosa. Mude de tópico, distraia. • Fale a verdade sobre os medos reais (ou amigos) para que a criança construa noções de perigo. Exemplo: ela tem de saber que escadas, piscinas e animais presos representam riscos. Mas faça isso sem aterrorizá-la. • Brinque com seu filho e entre na fantasia dele (a do bicho-papão, por exemplo): experiências lúdicas ajudam os pequenos a lidar com seus anseios. • Bonecos e brinquedos treinam a criança para a vida. Os pequenos costumam representar em brincadeiras o sentimento de medo frente a uma situação real, como a ida a um hospital. • Avalie a intensidade do medo e fique atenta para o limite da normalidade, que é a rotina saudável de vida. • Faça a apresentação formal das pessoas para que a criança saiba que aquele estranho tem autorização do pai para se aproximar. É verdade que nem sempre isso funciona. Nesse caso, é preciso ter paciência e saber dar tempo ao tempo. Essa fase passa. Mas é importante não confundir o choro da criança que fica sem a mãe a semana inteira e não quer largar o colo no fim de semana do choro de medo de estranhos. • Ofereça objetos para ela se sentir mais segura, principalmente na hora de dormir sozinha. São os chamados objetos transicionais, que reduzem a ansiedade da criança durante a passagem da vida desperta para o sono. Pode ser o famoso ursinho, o naná, a boneca e até a mantinha. O importante é que ele tenha algo familiar à mão para enfrentar os temores na hora de dormir. • Jamais use o medo da criança como meio de poder: além de cruéis, ameaças de deixar o filho sozinho ou no escuro reforçam o medo inimigo.


O que é um implante dentário?

DR. HALIFFE MARTINS CRO/MT 6703 CIRURGIÃO DENTISTA ESPECIALISTA EM CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCOMAXILO FACIAL IMPLANTES DENTÁRIOS

DRA. LUANA CRESTANI MARTINS CRO/MT 8186 CIRURGIÃ DENTISTA CLÍNICA GERAL

66 3022-4647 66 99979-8201 @HaliffeMartins haliffe_@hotmail.com Life Centro Médico Rua Acyr Rezende de Souza e Silva, 2004, Vila Birigui - Rondonópolis/MT

78

O Implante Dentário nada mais é uma estrutura de Titânio que simula a raiz dentaria. A escolha do titânio como material utilizado nos implantes é facilmente justificada: além de não causar rejeição em contato com os ossos e o tecido gengival, esse metal é altamente resistente e não sofre corrosão. E é em cima dessa estrutura de Titânio que será confeccionada uma prótese dentária. QUANDO ESTÁ INDICADO O USO DO IMPLANTE DENTÁRIO? O implante dentário é indicado para as situações em que há perda de um ou mais dentes, quando há insatisfação com a mastigação e má adaptação de próteses ou uso de próteses esteticamente desfavoráveis. QUANTO TEMPO DEMORA O TRATAMENTO COM IMPLANTE DENTÁRIO? A formação do osso em torno do implante depende de diversos fatores, como qualidade óssea no local da cirurgia, marca do implante utilizado, idade, técnica utilizada, além de condições individuais de cada paciente. Em geral, a fase de osseointegração dura até 4 meses na mandíbula e até 6 meses no maxilar. A prótese leva cerca de um mês para ser preparada. Já a reabilitação do paciente depende de uma série de fatores, e cada caso tem um tempo de adaptação individual. SOBRE A CIRURGIA PARA A COLOCAÇÃO DOS IMPLANTES A cirurgia para a instalação do implante dentário não dói, ela é feita com anestesia local e não dura mais do que 20 min. Claro que se formos realizar trabalhos de reabilitações mais complexos na mesma cirurgia ou enxertos ósseos simultâneos, o tempo de procedimento será maior. IMPLANTE E PRÓTESE IMEDIATA Com muita cautela, podemos decidir pela colocação dos implantes e a confecção de uma prótese provisória imediata tudo na mesma consulta, porém devemos: Escolher implantes de boa qualidade, termos uma região óssea de boa qualidade e que não necessite de reforço com enxertos, ter um paciente com bom estado de saúde geral e sem hábitos nocivos locais, executar uma boa técnica cirúrgica obtendo um travamento inicial adequado do implante ao osso e aliviar a prótese de quaisquer pressão

por dentes da arcada oposta. Nessas condições poderemos realizar o implante e a colocação do dente no mesmo momento. OS BENEFÍCIOS DO IMPLANTE DENTÁRIO Os benefícios gerados pelos implantes dentários vão além da estética e também permitem melhora funcional, fonética, nutricional e emocional aos pacientes. O paciente volta a se alimentar com qualidade, pois a performance e a eficiência mastigatória aumentam expressivamente quando comparada aos casos nos quais há ausência de dentes ou o uso de próteses removíveis. O restabelecimento da dicção, pois os dentes são estruturas importantes para a pronúncia de algumas silabas. Do ponto de vista estético o resultado é o mais evidente, pois os implantes permitem que os dentes substituídos tenham uma aparência natural, destacando o cartão de visita de qualquer pessoa, “o sorriso”. A união de todos os benefícios mencionados melhora a auto-estima e contribui para o equilíbrio emocional. ENXERTOS ÓSSEOS Os enxertos ósseos são recursos que utilizamos para repor osso no local onde queremos colocar implantes. Muitas vezes, sem esses enxertos, não temos estrutura óssea suficiente para fixarmos nosso implante e, se insistirmos, ocorrerá o insucesso do tratamento. Existem muitos tipos de enxertos ósseos, cada qual tem sua aplicação e indicação. Os chamados enxertos em bloco, são pedaços de ossos mais robustos, que buscam repor maior quantidade de osso faltante e deve ocorrer 6 a 8 meses antes da realização dos implantes dentários. Também existem os enxertos particulados que são grânulos de osso e devem ser utilizados para repor pequenas quantidades de tecido ósseo ou cavidades como o alvéolo dentário e o seio maxilar.

Não tenha medo, invista em sua saúde, invista em você e melhore sua qualidade de vida.

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Foto : Clever Freitas

Tratamento para a infertilidade de baixa complexidade DR. JOSÉ FELIPE HORTA JR. CRM/MT 3598 GINECOLOGIA - OBSTETRÍCIA RQE 1573 - TEGO - 0437/05 • Curso de Estética Genital e Cosmetoginecologia (Brasília); • Fertilização de Baixa Complexidade Instituto Gera de Ensino e Pesquisas (São Paulo).

O casal quando procura um médico não procura um tratamento especifico, ele quer a tão sonhada gravidez! Por isso, um dos principais desafios da Reprodução Assistida é encontrar as causas da infertilidade de cada casal e individualizar o tratamento para aumentar as probabilidades de gravidez. Saiba um pouco mais sobre os principais tratamentos disponíveis. A Inseminação Artificial (IA) ou Inseminação Intrauterina (IIU) é um tratamento de infertilidade que envolve a colocação de espermatozoides dentro do útero da mulher. Isso vai facilitar a fertilização, ou seja, o encontro do óvulo com o espermatozoide. O objetivo deste tratamento é aumentar o número de espermatozoides que irão chegar às trompas uterinas e, subsequentemente, aumentar a probabilidade de fecundar o óvulo para formar o embrião. As razões mais comuns para se indicar a IA são as alterações leves ou moderadas do sêmen, com baixa contagem e diminuição da movimentação dos espermatozoides. Pode ser aplicável nas demais condições, como: infertilidade inexplicada, má condição do colo uterino, incluindo problemas do muco cervical, disfunção da ejaculação, endometriose mínima ou leve, uso de sêmen de doador, casais homoafetivos, ovários policísticos e falhas de coito programado. Este procedimento não é recomen-

80

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

dado para as mulheres que têm comprometimento severo das trompas uterinas, mulheres com história de infecções pélvicas, mulheres com endometriose moderada a grave e em alterações severas no sêmen. É um procedimento de fácil execução e os riscos são bem pequenos. Com a inseminação aumenta a chance de gravidez múltipla (gêmeos). O ideal é que o casal com problemas para engravidar procure ajuda de um especialista. As mulheres com menos de 35 anos deverão iniciar a pesquisa básica da causa da infertilidade com um ano de tentativas de gravidez e aquelas com mais 35 anos, procurar ajuda com 6 meses. O avanço da idade da mulher tem impacto negativo nas chances para conceber um bebê. Quando houver contraindicação para a Inseminação Artificial, pode-se aplicar técnicas de alta complexidade como a Fertilização in Vitro (FIV) ou bebê de proveta.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


ANEURISMA CEREBRAL Sobre o aneurisma cerebral. Um aneurisma cerebral, muitas vezes referido simplesmente como um aneurisma, é um ponto fraco na parede de uma artéria cerebral, que produz um saco em forma de balão na parede da artéria. Aneurismas cerebrais ocorrem mais comumente em mulheres do que homens, e ocorrem principalmente em adultos, sendo raros em crianças. Sintomas Um pequeno aneurisma, não roto pode não produzir sintomas. No entanto, os aneurismas estão em risco de ruptura e causam hemorragia no cérebro. Quando há uma ruptura do aneurisma, o paciente pode sentir uma dor de cabeça súbita e geralmente grave (“pior dor de cabeça da minha vida”), náuseas, problemas de visão, vômitos e perda de consciência. O início é geralmente repentino e sem aviso. Quando há uma ruptura do aneu`risma, 50% das pessoas morrem por causa dela, e daquelas que vivem, muitas ficam com sequelas graves. Por isso, tentamos tratar cirurgicamente os aneurismas, sempre que possível, antes do rompimento. Diagnóstico O diagnóstico de um aneurisma cerebral é geralmente por angio-TC, angio-RNM e angiografia cerebral por cateter. Se um aneurisma é suspeito de ruptura, uma tomografia computadorizada da cabeça pode diagnosticar o sangue. A punção lombar pode ser necessária para confirmar a suspeita de sangue de uma ruptura de aneurisma. O tratamento de aneurisma roto Quando há uma ruptura do aneurisma, o paciente é internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Hidrocefalia (exces82

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

so de líquido no cérebro) se desenvolve em alguns pacientes por causa do sangue que obstrui os canais de absorção de fluido no cérebro normal. A colocação de um cateter ventriculostomia (um tubo de plástico inserido no cérebro) é um tratamento que salva vidas para drenar o excesso de fluido do cérebro. O aneurisma cerebral é tratado para impedir que sangre novamente. Um segundo sangramento está associado com uma taxa de mortalidade de 79%. Aneurisma cerebral pode ser tratado com cirurgia, que envolve a craniotomia (abertura do crânio) e colocação de um clip de titânio para excluir o aneurisma da circulação cerebral. Há outro método de tratamento que é a embolização, um tratamento minimamente invasivo, em que pequenas “molas” de platina são colocados no interior do aneurisma para ocluí-lo. Vasoespasmo Um em cada cinco pacientes com ruptura de aneurisma cerebral desenvolve uma condição com risco de vida chamado vasoespasmo. Os vasos sanguíneos do cérebro “fecham” devido à irritação e pode causar acidentes vasculares cerebrais e morte. Vasoespasmo é tratado por aumento da pressão sanguínea do paciente com medicamentos. Tratamento do aneurisma não-roto Alguns pacientes têm o diagnóstico de um aneurisma cerebral antes do seu rompimento. Muitas vezes, esses pacientes são aconselhados a tratar cirurgicamente o seu aneurisma para evitar que ele se rompa. O aneurisma é tratado com uma neurocirurgia ou o procedimento de embolização, ambos realizados pelo neurocirurgião. MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


DR. ALTEMAR LOPES DA SILVA

CRM/MT 9881 NEUROLOGIA NEUROCIRURGIA RQE 4445

CRM/MT 3858 MÉDICO NEUROLOGISTA RQE 1974 NEUROCIRURGIÃO RQE 1975

• Formado pela Universidade de Marilia; • Neurocirurgia pelo hospital regional de Presidente Prudente; • Titulo de especialista na area de neurocirurgia; • Membro titular da sociedade Brasileira de Neurocirurgia.

Clínica Kairos Medicina Integrada

66 3421-3093 66 9925-2013 Avenida Sagrada Família, 755 Vila Aurora - Rondonópolis-MT

DR. DR. JOSÉ EDILSON VALTER MARQUES BRAGA CRM/MT 4284 NEUROLOGIA RQE 1187 NEUROCIRURGIA RQE 1188 • Graduação em Medicina pela UNICAMP – Campinas -SP; • Residente em Neurologia e Neurocirurgia pela UNICAMP – Campinas - SP; • Especialização em cirurgia de base crânio - Medizinische Hochschule Hannover (MHH)- Alemanha; • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia; • FELLOW da World Federation of Neurosurgical Societies.

Clínica Kairos Medicina Integrada

Clínica Dr. Edilson Marques

66 3421-3093 66 9925-2013

66 3423-7229 66 99629-7229

Avenida Sagrada Família, 755 - Vila Aurora Rondonópolis-MT

CRM/MT 1328 NEUROCIRURGIA RQE 1922 • Especialização em Neurologia; • Neurocirurgia e Eletroencefalografia pelo Serviço de Neurocirurgia da Santa Casa de Belo Horizonte (Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais), com título obtido pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (membro efetivo e titular) e ex-presidente da Sociedade Matogrossense de Neurocirurgia biênio 20152016.

Clínica Jardim Urupes

Rua Dom Pedro II, 1490 Rondonópolis-MT

66 3421-5222 66 3423-5617 Rua Otávio Pitaluga, 1349 Rondonópolis-MT

Fotos: Sérgio Simões

DR. GABRIEL CHAVES DA SILVA


Vitamina D Foto: Josué Pereira

Quando e como dosar? DR. FLAVIANO CARVALHO MORENO NETO CRM/MT 7180 CLÍNICA MÉDICA - RQE 4161 CARDIOLOGIA - RQE 4236

Os seres humanos conseguem obter vitamina D a partir da exposição à luz solar, da dieta e de suplementos vitamínicos.

Ao incidir sobre a pele, a banda B da radiação ultravioleta converte um precursor em pré-vitamina D, que é rapidamente transformada em vitamina. As fontes alimentares são pobres, pequenas quantidades da vitamina D podem ser obtidas pela ingestão de peixes oleosos (salmão, atum, sardinha), sucos e cereais enriquecidos artificialmente. A exposição de braços e pernas ao sol num período de cinco a trinta minutos (segundo a pigmentação cutânea), duas vezes por semana, produz níveis adequados de vitamina D. De acordo com a associação americana de dietética, além de ser essencial na proteção dos ossos, a vitamina D também previne o câncer, enfarto e derrame. Doses maiores de vitamina D atuam contra a depressão, diabetes tipo 2 e doenças autoimunes, como artrite reumatoide e esclerose múltipla. Na gestação, as futuras mamães devem ter a vitamina D medida no início da gravidez, e as que apresentarem níveis baixos devem receber suplementação. Segundo os médicos, existe uma relação direta, bem estabelecida entre a deficiência de vitamina D materna e a presença de deficiência de vitamina D fetal, bem como os níveis de cálcio e o raquitismo na infância. São vários os estudos que demonstram também a relação direta 84

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

da deficiência da vitamina D e a pré-eclampsia, a hipertensão arterial, maiores taxas de cesarianas e maior número de nascimentos prematuros. Também há estudos mostrando a relação direta dos níveis de vitamina D e o risco de diabetes gestacional. Para os especialistas, a deficiência de vitamina D deve ser tratada como um relevante problema de saúde pública. A reposição desta vitamina é eficaz, efetiva e de baixo custo, bem como sua dosagem é de fácil acesso em laboratórios de análises clínicas. Além das gestantes, a deficiência de vitamina D é comum em todas as faixas etárias, em especial em idosos. Decorre de vários fatores, entre eles o fato de poucos alimentos conter quantidades significativas desta vitamina, a recomendação de evitar a exposição ao sol e/ou uso de bloqueadores solares, presença de doenças ósseas, renais e gastrointestinais e uso de determinados medicamentos. A realização de dosagem de vitamina D está indicada em todos os indivíduos em risco, sendo a medida da 25 (OH) vitamina D recomendada como rastreamento. A deficiência é definida pela presença de 25(OH) vitamina D inferior a 20 ng/ml, insuficiência de 21 a 29 ng/ ml. O uso de suplementos de vitamina D devem sempre ser prescritos e orientados pelo seu médico. MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Foto: Cléver Freitas

Saiba o que é escoliose e o melhor tratamento!

DRA. RAQUEL MARTINELLI LINS CREFITO-9/72139-F FISIOTERAPEUTA • • • • •

Pilates; RPG; Fisioterapia; Massoterapia; Liberação Miofacial.

A frequência de crianças nos consultórios médicos com queixas de dores nas costas é cada vez maior. Um problema que até pouco tempo atrás era considerado de incidência majoritária em pessoas adultas. Em muitos casos, esse excesso de dor nas costas em crianças pode estar associado a desvios posturais, como a escoliose. O que é escoliose? Consiste é um desvio da coluna vertebral que costuma aparecer ainda na infância. A deformidade forma uma espécie de “S” na coluna vertebral e, dependendo de determinados graus, gera um incômodo bastante intenso e doloroso. Uma vez não tratada, a escoliose na criança pode ser agravada com a progressão do desvio, comprometendo as funções cardiopulmonares. Tipos de escoliose: Existem diferentes tipos de escoliose, mas a idiopática é a mais habitual (cerca de 80% dos casos). A causa hereditária é uma das mais apontadas para esse tipo de escoliose, embora não seja possível identificar a causa nos quadros de escoliose idiopática. No caso de crianças e adolescentes, muitas vezes a escoliose não tem sintomas visíveis e isso perdura até que a curva progrida significativamente. Entretanto, alguns sinais físicos podem evidenciar o problema: • A cintura pode parecer desigual; • Os ombros ou os quadris se mostram assimétricos; • Um lado da caixa torácica ou uma perna pode parecer menor que a outra; • O corpo se inclina mais para um lado.

Lembrando que quanto mais cedo o tratamento for iniciado, melhores serão os resultados. Observe sempre os seus filhos, os sinais irregulares do corpo: como a criança se senta, deita ou mesmo se as roupas utilizadas estão bem alinhadas ao corpo.

Desvio postural de risco: Alguns desvios posturais que causam assimetrias na criança, como ombros desalinhados, costas e cintura, por exemplo, podem ser corrigidos mais espontaneamente ou, quando preciso, tratamentos simples e rápidos. Entretanto, o problema surge quando as tentativas de esforços mais simples para o tratamento do desvio não produzem efeitos positivos. O tratamento: O tratamento vai depender do grau de deformidade da coluna de cada criança. Inicialmente, o paciente deve ser submetido a uma minuciosa avaliação funcional, radiológica e estética, para que depois seja traçada uma linha de tratamento adequada. A Reeducação Postural Global é uma forma de tratamento que pode ser utilizada com resultados efetivos, mas está reservada para pacientes com desvio inferior a 40º. Trata-se de uma técnica bastante utilizada para correções posturais e tem por objetivo reabilitar todo o sistema muscular, restabelecer uma postura adequada e os movimentos naturais da infância. É um tratamento muito agradável que utiliza manobras específicas para corrigir a postura com manipulações na coluna, braços e pernas.

saúde e bem estar 66 99984-0308 66 99996-7640 raquel_pilates@hotmail.com Av. João Ponce de Arruda, 1132, Rondonópolis-MT

86

Dra. Simone Maristela Rigol Fisioterapeuta - Crefito-9/167040-F

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Dra. Raquel Martinelli Lins Fisioterapeuta - Crefito-9/72139-F


Sua saúde é o seu bem mais precioso. Por isso, deixe os seus exames laboratoriais nas mãos de profissionais especializados, que prezam, acima de tudo, pela agilidade e precisão dos resultados.

O maior valor de sua vida! O Cedirlab possui 3 unidades em Rondonópolis, realiza mais de 3 mil exames e conta com os melhores parceiros de referência em medicina laboratorial no Brasil: Instituto Hermes Pardini, DB Diagnósticos do Brasil, Fleury, CTN Diagnósticos, Laboratório Álvaro.

URINÁLISE GENÉTICA BIOQUÍMICA HEMATOLOGIA IMUNOLOGIA MICROBIOLOGIA HORMÔNIOS TESTE DE PATERNIDADE TESTE DO PEZINHO TOXICOLOGIA SEXAGEM FETAL

Cedirlab. Resultados com amor. Unidade Matriz R. Cafelândia, 319-Bairro La Salle

Espaço La Sofie R. Elenita Castro Cardoso, 527-Vila Aurora

Unidade Vila Birigui R. Humaitá, 531-Vila Birigui

Unidade Lions EM BREVE Rua Dom Pedro II, 1171 - Jd. Mato Grosso

66 3427-2600

9 9996-3700

www.cedirlab.com.br cedirlab_rondonopolis Cedirlab - Laboratório de Análises Clínicas


DEPRESSÃO NA ADOLESCÊNCIA:

Foto: Sérgio Simões

Como identificar e o que fazer? MARLUCIA TEIXEIRA CASTILHO

A depressão na adolescência é uma doença que muita das vezes é compreendida pelo meio familiar e outros grupos como uma forma de chamar atenção.

CRP/MT 18/03047 PSICÓLOGA • Psicóloga formada pela faculdade UNIC – Rondonópolis; • Pedagoga formada pela faculdade UFMT; • Formação em Abordagem Centrada na Pessoa pelo Espaço Viver de Florianópolis / SC; • Formação em Terapia Familiar Sistêmica e Saúde das Relações Humanas.

66 99984-2890

ANTÔNIO MARCOS LIMA VIEIRA CRP/MT 18/03359 PSICÓLOGO • Psicólogo formado pela faculdade UNIC – Rondonópolis • Especialista em Diversidade e Educação Inclusiva pela UFMT; • Pós-Graduando em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela faculdade RHEMA; • Formação em Ludoterapia Centrada na Criança e Adolescente pelo Espaço Viver; • Formação em Abordagem Centrada na Pessoa pelo Espaço Mente e Saber Psicologia.

66 99967-6842 www.antoniolima.psc.br

Se você pensa ou já pensou assim fique atento, à depressão na adolescência é coisa seria e se não for tratada adequadamente pode causar consequências como suicídio, abuso de drogas e outros problemas sérios na vida dos adolescentes. Em uma rápida busca pela internet podemos encontrar inúmeros significados para a palavra adolescência que está sempre associada às palavras: “transição” e “crescimento”. Este período é marcado por inúmeras alterações psíquicas e físicas, sempre acompanhada de muitas dúvidas e medos do que está por vir. Porque esta é a fase que este adolescente busca uma independência, autonomia e maturidade. É neste período onde estes jovens e adolescentes se distanciam do grupo familiar e buscam a compreensão, aceitação e segurança de indivíduos com a mesma faixa etária. Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) define a adolescência como a faixa etária de 12 aos 18 anos de idade, porém, recentemente alguns cientistas têm defendido a adolescência até os 24 anos de idade. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) um a cada cinco adolescentes enfrenta desafios de saúde mental. A OMS ainda afirma que a grande maioria dos transtornos mentais entre adolescentes não é diagnosticada nem tratada e que consequentemente isso colabora para o crescimento dos índices de suicídios e abuso de substâncias psicoativas. Alguma das características clínicas da depressão na adolescência podem ser a ir-

ritabilidade constante, falta de autoestima, tristeza, sentimento de inutilidade e incompreensão, afastamento ou isolamento de atividades sociais, baixo rendimento escolar, insônia e distúrbios de sono, extrema angustia, pensamentos pessimistas, pensamentos frequentes sobre a morte entre outros sintomas. Estas características podem ajudar professores, pais, e amigos próximos a identificar o problema. Vale ressaltar que não existe uma causa única para a depressão. Este distúrbio normalmente sempre aparece com a combinação de diversos fatores internos e externos como a dificuldade em lidar com situações desafiadoras, histórico de depressão na família e até distúrbios hormonais. O tratamento geralmente é feito por meio da psicoterapia (onde este adolescente pode conversar abertamente com um psicólogo e tratar de seus medos, angustias e dilemas) combinado com atendimento psiquiátrico que se faz necessário porque a doença também afeta o cérebro e as conexões neurais dos jovens, levando a um bloqueio nas regiões responsáveis pelas sensações de prazer, felicidade e satisfação, por exemplo. Provavelmente você pode ter um adolescente que é seu filho, amigo, aluno ou conhecido. Caso note algo diferente converse, ampare, ouça o que ele tem a dizer, ofereça seu apoio e jamais trate a depressão como frescura. A compreensão, apoio, amor e respeito fará toda a diferença no processo de acolhimento deste adolescente que está em vulnerabilidade psíquica.

Espaço Mente e Saber

66 3022-3844 Rua João Pessoa, 941, Centro Rondonópolis/MT

88

(Este texto não tem como objetivo diagnosticar e sim apenas de alertar a população dos riscos da depressão na adolescência. Qualquer dúvida procure um psicólogo ou um psiquiatra para melhor avaliação.) Referencias: https://nacoesunidas.org | https://www.paho.org/bra/

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


O papel da medicina na prevenção de doenças Foto: Mellissa Rocha

Muitos pensam que ter saúde é apenas não ser portador de nenhuma doença, mas na verdade é muito mais que isso, saúde é o completo bem-estar físico, mental e social e não a simples ausência de doença.

DRA. DIEYNNE SAUGO MÉDICA CRM/MT 6818 - CRM/SP 172982 • Atendimento qualificado e personalizado na assistência aos pacientes que procuram assessoria em emagrecimento saudável, melhora da composição corporal, performance esportiva, saúde, qualidade de vida e longevidade, potencializando disposição, vitalidade, equilíbrio mental e físico.

Ter uma vida saudável significa praticar bons hábitos que ajudam a manter o equilíbrio físico, mental e emocional, que são essenciais para uma boa qualidade de vida. Na nossa formação de base acadêmica na faculdade de medicina, aprendemos a enxergar apenas o que é perceptível por meio de sinais e sintomas. Desse modo, a incidência e transcurso de doenças, em sua grande parte, acabam sendo compreendidas como circunstâncias ou fenômenos pouco susceptíveis a modificações, sob o prisma essencialmente curativo da medicina. No entanto, a ação de uma gama de fenômenos que podem atuar de modo combinado ou isolado como: a alimentação incorreta, o sedentarismo, o tabagismo, o etilismo, o estresse, o estilo de vida inapropriado, múltiplos e cumulativos declínios nos nossos sistemas produtores de hormônios, a excessiva produção de radicais livres e um profundo desequilíbrio na bioquímica cerebral, podem contribuir para ativação, controle e manutenção da atividade inflamatória subclínica. Sabemos hoje que pelo menos 90% das doenças associadas ao envelhecimento tem como principal fator

etiológico a inflamação crônica subclínica, principalmente a obesidade. As doenças do envelhecimento, na sua maior parte, eram compreendidas como um processo previsível e muitas vezes inevitável. Novos conceitos em fisiopatologia nos ensinam que o envelhecimento acelerado e as doenças a ele associadas devem-se à ação crônica, recorrente e combinada de fatores multivariados, que hoje já podem ser amplamente mensurados, de forma precoce e, principalmente, ainda em fase assintomática, qualquer que seja a idade cronológica do indivíduo. O foco do tratamento médico passa a ser, deste modo, bem mais amplo e integrado, contemplando não apenas o tratamento dessas disfunções, mas, sobretudo, a sua detecção precoce e prevenção. O objetivo maior deve ser dar qualidade à quantidade de vida, intervindo na vida dos pacientes antes que os problemas se manifestem. Estamos adentrando em uma nova era, onde o bom médico deverá mostrar-se capaz não apenas de tratar da melhor forma possível as doenças, mas, principalmente, de tratar prioritariamente a saúde.

Curar a doença depois que ela aparece é como cavar um poço quando se tem sede, ou forjar armas com a guerra já iniciada Nei Jing, século II A.C

90

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Nódulos no figado Foto: Josué Pereira

Durante a uma ultra-sonografia abdominal o médico encontra um ou mais nódulos no seu fígado. E agora, o que fazer?

DR. LEANDRO DUTRA PERES CRM/MT 9035 CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO - RQE 4283 CIRURGIA GERAL - RQE 4338 CIRURGIA VIDEOLAPAROSCÓPICA RQE 4339

Foto: Josué Pereira

• Membro da Associação Internacional de Cirurgia Hepatobiliopancreatica (IHPBA).

DR. LEANDRO MROZINSKI CIRURGIA GERAL CRM/4751 | RQE 2057

92

Um dos principais motivos que levam pacientes a procurar clínicos, hepatolologistas, cirurgiões de fígado e outras especialidades médicas no consultório é a presença de nódulos hepáticos, especialmente pelo temor de se tratar de câncer. Sabemos que o fígado é o órgão que apresenta mais frequentemente implantes secundários de neoplasias malignas de outros órgãos do aparelho digestivo, além de desenvolver tumores primários (que surgem do próprio fígado). Felizmente a maioria dos nódulos no fígado são tumores benignos que podem surgir espontaneamente sem fatores de risco conhecidos ou por influência de anticoncepcionais orais, por exemplo. Geralmente não causam sintomas, e na imensa maioria das vezes são achados de exames de imagem como ultrassom, tomografia computadorizada e ressonância magnética. Alguns sintomas podem sugerir a presença de câncer no fígado como icterícia (olhos e pele amarela), coceira, náuseas e vômitos, dor abdominal, aumento do volume abdominal, perda de peso e falta de apetite. A cirrose hepática, tanto causada por álcool, vírus da hepatite e por esteatose hepática (gordura no fígado) é um fator de risco para tumores do fígado, especialmente o hepatocarcinoma. Os principais tipos de tumores benignos do fígado são: hemangioma, adenoma hepatocelular, hiperplasia nodular focal e cistos. E quase sempre não são tratados com cirurgia, mas apenas com acompa-

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

nhamento clínico, laboratorial e por exames de imagem como a tomografia e a ressonância. Existem critérios bem estabelecidos pela literatura médica para indicar o acompanhamento ou cirurgia para retirada desses nódulos que pode ser através de cirurgia convencional ou por laparoscopia (cirurgia com pequenos furos no abdome por onde entram microcâmera e pinças). Em alguns casos pode se indicar apenas biopsia do nódulo. É fundamental a avaliação por um especialista para também diferenciar esses nódulos hepáticos de tumores malignos primário do fígado (como hepatocarcinoma e colangiocarcinoma) ou secundários de outros locais, que são chamados neste caso de metástase, por exemplo tumores provenientes do intestino. Já dispomos, nos principais centros de radiologia de Rondonópolis, de um contraste hepatoespecífico usado na ressonância magnética que pode definir importantes diferenças entre esses nódulos. Este contraste pode auxiliar com mais precisão a conduta a ser tomada, podendo definir o diagnóstico e evitar exames invasivos. O diagnóstico precoce e o acompanhamento clínico e radiológico dos nódulos do fígado são fundamentais para definir o melhor tratamento. Caso seu exame tenha detectado um nódulo no fígado é importante que passe em avaliação com um médico especialista para que este realize a investigação e orientação apropriada para seu caso. MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


ESPECIAL CAPA

Quando atendimento humanizado, alta tecnologia e formação constante trabalham juntos Texto: Lilian Martins

Nas fotos que acompanham esse e outros textos, ela, a Dra. Jéssyka Schwartz e Dr. Lauro Sirena Neto, com toucas divertidas e jalecos coloridos, aparecem dedicados aos pacientes. Não à toa, o trio é extremamente elogiado em Primavera do Leste e região, desde que a clínica foi inaugurada, em outubro de 2017. Dra. Suellen e Dr. Lauro se conheceram na faculdade e se casaram (acompanhe eles no Instagram: casal_odontologia). Quando o casal encontrou a Dra. Jéssyka em Primavera do Leste perceberam que tinham muitas afinidades profissionais. “Nós compartilhávamos dos mesmos ideais. Tínhamos o mesmo sonho, em poder proporcionar para a região um atendimento Odontológico que cuida da saúde do paciente como um todo, com muito respeito e ética. E assim surgiu a Suprema Odontologia Avançada”, conta Dra. Suellen. De lá para cá, os profissionais têm se tornado referência em tratamentos odontológicos e estéticos. A endodontista Dra. Jéssyka explica porque os pacientes gostam tanto do trabalho realizado na Suprema: “Aqui nós adotamos um atendimento humanizado. Nosso conceito é que o acolhimento e o bem-estar são essenciais e indissociáveis para a promo-

ção da saúde bucal. Isso proporciona a criação de vínculo entre o paciente e a equipe odontológica”. Além desse atendimento acolhedor, aparelhos de alta tecnologia como RX digital, laser terapia e equipamentos de última geração para harmonização facial e procedimentos cirúrgicos dão segurança aos pacientes atendidos pela clínica. Se contarmos a formação dos profissionais da clínica, o quadro de confiança necessário fica completo. Tratamento multidisciplinar para cada caso Todo esse conhecimento é aplicado caso a caso. Dra. Jésskya explica como é o trabalho dos três profissionais: “Assim que o paciente chega na Suprema, ele é avaliado por exames clínicos e de imagens. Em seguida, nossa equipe planeja todo o tratamento que o paciente precisa”. Dra Suellen completa e finaliza: “Estamos sempre trabalhando de forma multidisciplinar e discutindo entre nós os casos clínicos. Entendemos que trabalhando em equipe podemos proporcionar um atendimento mais completo para os nossos pacientes”. Na Suprema Odontologia, não restam dúvidas: o trabalho é feito mesmo com o coração.

Fotos: Carol Chiarello

SUPREMA ODONTOLOGIA AVANÇADA

“A sua tarefa é descobrir o seu trabalho e, então, com todo coração, dedicar-se a ele”. É com a famosa frase de Buda que a Dra. Suellen Scalssavara decidiu fazer um post no Instagram sobre o trabalho da Suprema Odontologia.

Dra. Suellen C. Scalssavara 96

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Dr. Lauro Sirena Neto

Dra. Jessyka Schwartz


ESPECIAL CAPA

Dra. Suellen C. Scalssavara CRO/MT 6552 • Clínica Geral; • Ortodontia; • Reabilitação Oral; • Harmonização Facial; • Ozonioterapia; • Membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE). • Habilitação em Venopunção e I-PRF.

Dra. Suellen possui diversos cursos de Pós-Graduação, tais como: Ortodontia, Prótese fixa e Laminados Cerâmicos (Lentes de contato e facetas), Cirurgia Oral Menor e Harmonização Orofacial. A Dra Suellen Voltou recentemente dos Estados Unidos trazendo novidades na aérea da estética e rejuvenescimento facial. No mês de novembro e dezembro esteve fazendo dois cursos nos EUA. O Primeiro em Miami no Marc Institute e o segundo em Boston no Joseph Martin at HARVARD MEDICAL. SCHOOL. Em 2019, Dra. já começou com tudo: ‘’fiz habilitação em Ozonioterapia e I-PRF (Fibrina Rica em Plaquetas) para associar às minhas técnicas na Harmonização Orofacial. E não vou parar por aqui. Quero sempre estar em busca do que há de melhor e mais moderno para os meus pacientes’’. DIVERSOS CURSOS NO BRASIL E EXTERIOR

66 3495-0128 |

99917-9505

Avenida Paraná, 760, Pva II Primavera do Leste/MT rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

97


ESPECIAL CAPA

Dra. Jessyka Schwartz CRO/MT 6673 • Clínica Geral; • Aperfeiçoamento em endodontia; • Capacitação avançada em endodontia; • Especialização em endodontia. Cursando atualmente especialização em: • Radiologia e Imaginologia; • MBA em Finanças e Mercado Capital.

66 3495-0128 |

99917-9505

Avenida Paraná, 760, Pva II Primavera do Leste/MT 98

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


ESPECIAL CAPA

Dr. Lauro Sirena Neto CRO/MT 6400 • Clínico Geral; • Residência em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo Hospital Universitário do Oeste do Paraná -HUOP/UNIOESTE; • Pós-Graduação em Venopunção e L-PRF (Fibrina Rica em Plaquetas e Leucócitos); • Pós-Graduação em Cirurgia Guiada sem cortes para Implantodontia; • Cirurgia Plástica Periodontal.

Atualmente Dr. Lauro é Concursado como Cirurgião Buco-maxilo Facial pelo Município de Primavera do Leste, atendendo também no Hospital e Maternidade São Lucas/ Primavera do Leste.

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

99


Foto: Carol Chiarello

DMRI

DR. JOÃO CELSO GARCIA CRUVINEL CRM/MT 9874 - RQE 4737

Foto: Carol Chiarello

OFTAMOLOGISTA

DR. THIAGO GUIMARÃES FERREIRA DA COSTA CRM/MT 7949 - RQE 3434 OFTAMOLOGISTA

Introdução A degeneração macular relacionada à idade (DMRI) é uma doença multifatorial, com prevalência crescente em todo o mundo e morbidade significativa. A DMRI é a principal causa de cegueira legal no mundo ocidental em pessoas com mais de 50 anos. Apenas nos Estados Unidos (EUA), 9,2% da população acima de 40 anos apresenta sinais de DMRI . Na França, a DMRI apresenta prevalência de 8,50%, atingindo até 27,9% em pessoas com mais de 75 anos. Com o envelhecimento da população, espera-se um aumento de 50% no número de indivíduos afetados pela DMRI até 2020. Causas A idade é o principal fator de risco para a DMRI. A doença pode ser desencadeada por uma série de fatores genéticos, metabólicos e ambientais. A exposição excessiva à radiação solar está associada ao desenvolvimento da doença. Indivíduos de pele e íris mais clara, assim como tabagistas, estão mais vulneráveis à DMRI. Fatores genéticos e hereditários, bem como uma dieta rica em gorduras e doenças cardiovasculares também estão relacionados às causas dessa patologia. Tipos de degeneração macular relacionada à idade: DMRI seca A DMRI seca é a forma mais comum de degeneração macular relacionada à idade e corresponde à cerca de 90% de todos os casos. Ela é causada pelo envelhecimento e desgaste dos tecidos da mácula e normalmente afeta menos a visão do que a DMRI úmida. DMRI úmida A DMRI úmida ou exsudativa representa cerca de 10% dos casos de degeneração macular relacionada à idade. Apesar de 90% dos pacientes apresentarem a forma seca, a DMRI úmida é responsável por 90% da perda de visão relacionada a esta doença.Na DMRI úmida, vasos sanguíneos anormais começam a crescer sob a retina. A DMRI úmida pode progredir rapidamente e causar perda substancial da visão central.

Sintomas Nos estágios iniciais da maculopatia relacionada à idade, os pacientes podem ser assintomáticos, entretanto, nas formas avançadas podem apresentar graves disfunções na visão central. Os sintomas mais comuns de DMRI são embaçamento da visão central, metamorfopsia (distorção da imagem) e visão reduzida, podendo levar a um escotoma central e importante perda de visão.

Visão normal

Estágio inicial da DMRI

Estágio avançado da DMRI

Diagnóstico O exame de fundo de olho com pupilas dilatadas (fundoscopia ou mapeamento de retina) é a abordagem inicial recomendada para o diagnóstico da DMRI e, portanto, deve ser realizado em toda avaliação oftalmológica de rotina. A angiografia fluoresceínica e a OCT (Tomografia de Coerência Óptica) são exames complementares que auxiliam tanto no diagnóstico quanto no seguimento dos pacientes com DMRI. A OCT é imprescindível no acompanhamento do tratamento da DMRI úmida. Tratamento da DMRI Atualmente, existem tratamentos capazes de barrar a progressão da DMRI e, em alguns casos, recuperar parte da visão perdida. Determinados medicamentos anti-VEGF, por exemplo, foram aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) especificamente para o tratamento da DMRI e para o uso injetável intraocular, pois oferecem segurança e eficácia aos pacientes. Um ensaio clínico randomizado multicêntrico, projetado para avaliar o efeito de altas doses de zinco, vitaminas antioxidantes selecionadas (dentre as quais vitaminas E, C e betacaroteno administradas 5 a 15 vezes a dose diária recomendada) no desenvolvimento das formas avançadas de maculopatia relacionada à idade em pacientes idosos (55 aos 80 anos de idade), demonstrou diminuição na probabilidade de progreção para as formas avançadas da doença, após cinco anos de acompanhamento. Prevenção A prevenção e o tratamento da DMRI são realizados por meio de vitaminas, antioxidantes e óculos escuros ou claros com proteção UVA e UVB. Uma dieta rica em vegetais de folhas verdes e pobre em gorduras é benéfica na prevenção à DMRI. Como já mencionado, o tabagismo aumenta a incidência da Degeneração Macular, portanto deve ser evitado. O diagnóstico precoce é essencial no tratamento e prognóstico da DMRI.

100

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Fotos: Carol Chianello

DR. THIAGO GUIMARÃES FERREIRA DA COSTA

DR. JOÃO CELSO GARCIA CRUVINEL

CRM/MT 7949 - RQE 3434

CRM/MT 9874 - RQE 4737

OFTAMOLOGISTA

66 99676-8885

OFTAMOLOGISTA

www.hoppva.com.br |

@hoppva

Avenida dos Lagos, 2892, Parque das Águas, Primavera do Leste-MT


INFORME PUBLICITÁRIO

A escolha dos Instrumentos em Avaliação Neuropsicológica como condição fundamental para o sucesso dos resultados

REGIANE PICÃO MOURA CRP 18/1006 PSICÓLOGA • Formação: Psicóloga, Neuropsicóloga, Mestre pela Anahanguera, especialista em avaliação psicológica.

Atualmente, a neuropsicologia está sendo fortemente explorada, principalmente pelos avanços nos exames neurológicos e de imagem. É uma área da psicologia que utiliza conceitos da Neurologia, Pedagogia, Fonoaudiologia, Linguística, Psiquiatria, Pediatria, Geriatria, Psicologia, entre outras áreas. Podemos dizer que a avaliação neuropsicológica inicialmente pretendia chegar à identificação e localização de lesões cerebrais focais, enquanto que atualmente a avaliação neuropsicológica é um método para investigar as funções cognitivas e o comportamento, relacionando-os com o funcionamento normal ou deficitário do sistema nervoso (Haase et. Al, 2012, in Mansur Alves, 2018). Hoje, o processo de avaliação, realizado por neuropsicólogos, auxiliam na verificação e no diagnóstico precoce, principalmente dos distúrbios cognitivos, e assim consegue mensurar a evolução do quadro, bem como perceber quais regiões do cérebro podem ter sido aferradas. (Azambuja, 2007). O Neuropsicólogo precisa dispor, além das habilidades técnicas, das seguintes competências: conhecimentos dos aspectos históricos, legislação e resoluções do Conselho Federal de Psicologia, normatizações dos testes, referencial teórico, metodologia de aplicação, planejamento da avaliação de acordo com objetivo, público alvo e contexto, habilidades na condução da entrevista psicológica, integração das informações advindas de todos os processos de avaliação, elaboração de laudos e documentos psicológicos, aptidão na comunicação dos resultados, promoção dos encaminhamentos e orientações a respeito de intervenções de forma individualizada, bem como conduta ética. Dentre as competências supracitadas, des-

VISION Soluções em RH e Psicologia 66 3498-3694

Rua Maringá, 669 – Centro Primavera do Leste/MT

102

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

taca-se a escolha dos instrumentos para o desenvolvimento da avaliação, onde o avaliador deve deter propriedade no assunto para escolher os melhores testes psicológicos e neuropsicológicos para a demanda em questão e, portanto, conduzir o processo de forma eficiente e coerente com os preceitos da neuropsicologia. Na avaliação neuropsicológica são analisadas as seguintes funções: • Inteligência; • Velocidade de processamento; • Organização perceptual; • Memoria curto e longo prazo (visual e verbal); • Atenção de forma geral, sendo importante avaliar atenção concentrada, dividida, alternada, sustentada; • Linguagem escrita, oral e compreensão • Funções executivas, dentre elas: memória operacional, planejamento, auto monitoramento, controle inibitório, flexibilidade, entre outros; • Praxias; • Visuoconstrução; • Aspectos emocionais. Após a interpretação destes aspectos individualizados, cabe ao neuropsicólogo processar a conciliação e análise dos dados para fins de levantamento de hipóteses diagnósticas, visando a compreensão do funcionamento dos sistemas cognitivos cerebrais.


Foto: Josué Pereira

Uma corrida atemporal acerca da ansiedade RHAYSA PINA OLIVEIRA PSICANALISTA • Formação em Psicanálise - NEP (Núcleo de Estudos Psicanalíticos).

66 99989-1822 Rua Francisco Félix, 255, Centro

104

Ao tentar descrever um fator marcante no mundo contemporâneo, é muito válido destacar algo que pulsa: a pressa! A tecnologia está avançando a olhos vistos, os jovens entram no mercado de trabalho e já visam o seu crescimento profissional, as pessoas vivem e buscam suas satisfações com muita pressa. É importante salientar que algumas características psíquicas sempre existiram, ou que, já existem há muito tempo. Mas, ao olhar, ou num termo psicanalítico, escutar as queixas e/ou indagações feitas pela sociedade nos dias atuais, algumas caraterísticas não são as mesmas, algo se (re)construiu para dar suporte e condições de sustentação da própria existência. A depressão, como exemplo, tem permitido e proporcionado um movimento psíquico considerável nas pessoas, fazendo com que elas procurem os consultórios em busca da cura de algo que nem elas sabem a raiz do que tem causado tamanho sofrimento. E, ao passo que uma análise vai se estabelecendo e criando transferência, nota-se que muitos casos clínicos de depressão tiveram em seu percurso algo da ansiedade, esta que, não é o diagnóstico final de uma depressão, mas que em seu início teve uma grande participação. As pessoas se tornam ansiosas por algo que elas talvez nem saibam o motivo ao certo. A ansiedade destaca-se como sendo multifacetada, através de um conjunto de sintomas: Somáticos: se manifestam através do aumento da sudorese, tremores, dores que se deslocam pelo corpo, náuseas, taquicardia, dispneia (dificuldade de respirar), inquietude, agitação, sensação de vulnerabilidade, de perigo eminente. Psíquicos: pensamentos de impotência, de limitação, negativismo, falta de concentração, perda da noção do tempo, dificuldades com o sono (dorme pouco ou dorme demais), alterações na alimentação. Ao dizer sobre os casos de ansiedade, vale a pena declarar sobre a velocidade da contemporaneidade, o mundo se tornou veloz, as pessoas precisam estar em alerta, enfatizaram-se desregulamentações onde pais que há três gerações saberiam como educar os filhos, hoje já não sabem quais atitudes tomar, professores precisam vender aos alunos o sucesso do futuro, os jovens se sentem pressionados ao ter que decidir cada vez mais cedo qual a profissão vão escolher e ainda precisam enfrentar a indecisão, entre outros assuntos que estão sufocando. Fazer análise não traz respostas, mas possibilita um remanejo de uma questão que tanto traz desconforto e insegurança. A busca pelo equilíbrio, se faz latente, onde o sujeito estabelece seus próprios caminhos de escolhas, caminhos esses em que ele sabe que precisa trilhar, não se desvencilhando de obstáculos, mas com capacidade psíquica e emocional de passar por cada um deles, de forma consciente das consequências de seus próprios atos.

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

A ansiedade surge por uma transformação da tensão acumulada. (Sigmund Freud 1894)


Hiperidrose VOCÊ SOFRE COM SUOR EXCESSIVO? Saiba que existe tratamento definitivo e você não vai mais precisar se constranger a um aperto de mãos ou com as indesejadas manchas de suor em suas axilas.

DR. HYGNAS GOULART JORGE CRM/MT 10197 CIRURGIA GERAL - RQE 4673 CIRURGIA TORÁCICA - RQE 4674

A hiperidrose é uma condição caracterizada pela transpiração aumentada além do exigido para a regulação da temperatura corporal. Geralmente acomete as mãos e axilas, porém outras partes do corpo também podem vir a sofrer com o excesso de suor. Um dos sintomas mais estressantes da hiperidrose é quando ela acomete a face. Quando o indivíduo aumenta seus níveis de ansiedade tem sudorese fácil além de vermelhidão que podem estar acompanhadas de prurido no couro cabeludo (coceira) que indiretamente pode predispor a seborreia. Outro fator que vemos no cotidiano é o constrangimento diante do toque em outras pessoas. Por exemplo, o simples fato de querer cumprimentar alguém se torna um desconforto. A hiperidrose pode ter consequências fisiológicas tais como: mãos frias e úmidas, desidratação e maceração de pele que podem evoluir para infecções cutâneas secundárias. A doença pode também ter efeitos emocionais devastadores sobre a vida do indivíduo. As pessoas afetadas estão constantemente conscientes da sua condição e tentam modificar seu estilo de vida para se acomodar a esse problema. Isso pode ser incapacitante na vida profissional, acadêmica e social do indivíduo, causando constrangimentos. Muitas tarefas rotineiras tornam-se impossíveis, o que pode esgotar psicologicamente as pessoas portadoras do distúrbio. A transpiração excessiva das mãos interfere com muitas atividades de rotina, como pegar objetos de forma segura. 106

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Algumas pessoas que sofrem de hiperidrose evitam situações em que elas entrarão em contato físico com outras pessoas como: cumprimentar uma pessoa com um aperto de mão, disfarçar embaraçosas manchas de suor nas axilas, e outras situações que limitam os movimentos da pessoa. Em casos graves, as camisas devem ser trocadas várias vezes durante o dia. Além disso, a ansiedade causada pela autoconsciência da transpiração pode agravar o quadro. A transpiração excessiva dos pés dificulta os pacientes andar descalços ou de calçado aberto, visto que os pés deslizam em torno do sapato por causa do suor. Além disso, algumas carreiras apresentam desafios para quem sofre de hiperidrose. Por exemplo, as carreiras que exigem o uso hábil de uma faca não podem ser realizadas com segurança por pessoas com sudorese excessiva nas mãos. Funcionários, tais como pessoal de vendas, que interagem com muitas pessoas novas podem ser negativamente afetados pela rejeição social. E ainda, o risco de desidratação pode limitar a capacidade de alguns doentes em trabalhar em locais muito quentes (especialmente se forem também úmidos). Até mesmo tocar instrumentos musicais pode ser desconfortável ou difícil, devido ao excesso de suor nas mãos. Nesses casos, o tratamento padrão ouro é a Simpatectomica realizada por vídeotoracoscopia, ou seja, duas pequenas incisões não maiores que 1 cm. Informe-se. Abraço a todos! MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Marcus Bordado - PhotoArt Fotografia

Beleza masculina: HARMONIZAÇÃO facial

DRA. PATRICIA GAIÃO CHAVES CRM/MT 6995 MÉDICA

A preocupação em cuidar da beleza não é mais uma questão exclusivamente feminina. Os homens estão cada vez mais vaidosos e preocupados em melhorar a aparência e como consequência disso tem aumentado a cada ano a procura por procedimentos estéticos.

Entre as características mais desejadas pelos homens está o rosto “quadrado”, com queixo marcado e mandíbula bem definida. Esta estrutura facial transmite aspecto de segurança, autoconfiança e virilidade. Se você busca ter um rosto com ângulos e contornos bem marcados, a harmonização facial pode ser a solução para você! A harmonização facial nada mais é do que um conjunto de procedimentos estéticos que consistem em técnicas avançadas de preenchimentos faciais combinados para melhorar a harmonia dos traços do rosto. Ou seja, a técnica permite aumentar, diminuir e/ou corrigir tamanho e forma das diferentes partes do rosto para que haja uma proporcionalidade integral da face. O preenchimento facial rata-se de uma técnica minimamente invasiva, com anestesia local, que permite a criação ou reconstrução de ângulos e contornos do rosto. Utiliza implantes de biomateriais compatíveis com o nosso organismo, como o ácido hialurônico ou a hidroxiapatita de calcio para obter os resultados. Através do preenchimento facial é possível, por exemplo, corrigir o contorno da mandíbulanos casos de pouca definição, destacando a linha que divide a face do pescoço. A anestesia é local e o procedimento é realizado pelo médico no consultório depois de uma avaliação médica. O profissional faz diferença para o bom resultado, por isso sempre procure por um profissional médico capacitado e experiente. 108

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 10 A 15


Foto: Josué Pereira

Dores musculares? Como solucionar com apenas uma medida: DORES MUSCULARES MARCUS VICTOR PRUDÊNCIO GONÇALVES CREFITO 207553F FISIOTERAPEUTA • Formado pela Universidade Federal Mato Grosso do Sul; • Pós-Graduado em terapia intensiva; • Formação em Liberação Miofascial Método Myofascial Release; • Cofundador “Maos de Herói”

66 99951-1499

Primeiro, é preciso compreender o sistema de cicatrização do organismo depois dos exercícios. Quando você treina, pode forçar a musculatura ao máximo, causando micro lesões das fibras musculares. Resultando então na dor muscular tardia, que ocorre de 24 a 72 horas após um forte treino. A intensidade dessa dor está relacionada com o acúmulo de ácido lático nos músculos.

Foto: Josué Pereira

Através de técnicas como: • Liberação Miofascial; • Massagem desportiva (terapia manual); • Ventosa terapia; • Manipulação articular

MÁRIO ROSA CREFITO 9-231720 FISIOTERAPEUTA • Graduado em Fisioterapia, especialista postura pela escola francesa (RPG souchard) e terapia manual aplicado ao esporte, Fisioterapeuta Primavera Rugby, Cofundador “Maos de Herói” e integrante do Projeto Atleta “VooSportler”.

66 99615-9588

Dentro essas e outras técnicas os Fisioterapeutas Mário e Marcus eliminam os efeitos da dor muscular e devolve a você a capacidade de evoluir nos treinos, aumentar seu desempenho sem sentir dores e o principal evitar o afastamento do seu esporte predileto por conta de uma lesão. Mais informações procura a equipe de fisioterapeutas, eles saberá aconselhar qual tratamento terá mais resultados para uma recuperação muscular rápida. Sobretudo a prática dos fisios Mário e Marcus e equipe vivenciam tudo isso diretamente nas competições, para ter a certeza das causas e comportamento do corpo diante ao esforço.

Participações: Clínica Evelin Voos Rua padre Anchieta, 1413 , Vila Aurora

110

• Ultra Macho • MID WEST Open Games (Crossfit) • RHINOS GAMES (Crossfit)

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

• Volta dos diamantes • Corrida ACIR • Taça Pantanal (Rugby) • Entre outros

Fisioterapia unindo forças com você, atleta


VOCÊ TEM SIDO O PROFISSIONAL QUE A EMPRESA TEM PRAZER DE PAGAR? ALEXSANDER CÉSAR DE OLIVEIRA CRP 18/03100 PISICÓLOGO • Diretor Administrativo.

ALISSON FERNANDES COUTINHO LINS CRP 18/01836 PISICÓLOGO • Diretor Comercial

Encontre-nos grupopsiquemt.com.br @grupopsique /psiquerondonopolis 66 3022-1038 99928-3108 Avenida João Ponce de Arruda, 1976, Centro - Rondonópolis-MT

112

Contratar pelo currículo foi uma prática muito comum durante muito tempo em todas as empresas. Acreditava-se que a partir dele conseguiríamos informações suficientes a respeito das competências dos candidatos. Hoje, a metodologia e, principalmente, o foco, mudaram.

“As empresas investem para identificar características da personalidade e do comportamento dos candidatos, que contribuirão para sua melhor adaptação e desempenho no cargo. Isso porquê antes contratava-se pelo currículo e demitia-se pelo comportamento.” (Alexsander Oliveira) Em 2018, a Catho publicou uma pesquisa que revela que o maior entrave na contratação de jovens é o comportamento inadequado deles (48%), que supera a falta de qualificação (25%) e de experiência (16%). A mesma pesquisa apontou que os jovens acreditam que a falta de oportunidade (75%) é o maior desafio na busca por um emprego, seguido por falta de experiência (48%) e, menos importante, o comportamento (1%). Algumas características são amplamente procuradas nos candidatos e sua ausência pode fazer com que o candidato sinta dificuldades em se adequar ao mercado e mesmo não consiga identificar-se com alguma empresa. Dentre as características mais procuradas citamos: 1. Proatividade: capacidade de iniciar uma atividade sem necessitar de comando; 2. Comunicação: comunicar-se de forma clara e objetiva e ouvir com atenção e empatia; 3. Flexibilidade: adaptar-se às mudanças bruscas que o mundo moderno exige; 4. Resolutividade: resolver problemas com desenvoltura e segurança; 5. Foco: concentração na atividade desenvolvida para entrega de resultados; 6. Liderança: capacidade de gerar confiança, influenciar e conduzir pessoas; 7. Resiliência: tolerância às frustrações e as pressões do dia-a-dia; 8. Trabalho em equipe: capacidade de lidar com diferentes pessoas para o mesmo objetivo.

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Em uma escala de 0 a 10, qual nota (sincera e justa) você se daria para cada um dos comportamentos citados?

0

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

• Precisa desenvolver urgente • Mediana/Precisa melhorar • Desenvolvido/Continue • Padrão Psiquê

Adeus a forma antiga de se contratar. “O Grupo Psiquê atua no Recrutamento e Seleção de Pessoas para empresas de todo Estado do Mato Grosso e, para identificar estes comportamentos, utilizamos vários instrumentos como: testes psicológicos, simulações, dinâmicas de grupo, provas gerais, entrevistas pessoais e até mesmo examinamos o comportamento dos candidatos nas redes sociais.” (Alisson Lins) Em resumo, há vagas no mercado de trabalho para aqueles que desejam atuar. O impedimento, na visão das empresas é o comportamento inadequado dos candidatos e, na visão dos candidatos, a falta de oportunidade e exigência de experiência das empresas. Dica do Grupo Psiquê: Para as empresas: arrisquem mais ao contratar candidatos sem experiência para algumas funções. Foco na avaliação de seu comportamento. Muitas vezes, o que ele espera é a oportunidade ideal para dar o seu melhor na carreira. Para os candidatos: se comportamento é um problema, ele também pode ser a solução para você. Avalie-se, constantemente, e busque melhorias. De acordo com os comportamentos que citamos, sinceramente, o quanto você é empregável no mercado de trabalho?


Foto: Josué Pereira

A importância da atividade física para pessoas com deficiência TATIANE PARÁ CREF 002707-G/MT EDUCAÇÃO FÍSICA • Professora de Educação Física; • Graduanda em Fisioterapia.

@tati_para13 66 99627-4442

Atendimento personalizado 114

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

A prática de atividade física regular traz vários benefícios para a saúde física e mental. As pessoas com deficiência tem ganhos maiores e satisfatórios. Aprimorando sua força, agilidade, coordenação motora, equilíbrio, entre outros. No ponto de vista do aspecto social, possibilita a interação e socialização entre pessoas com e sem deficiência, auxiliando na independência no dia a dia, mostrando que apesar da sua limitação física pode ter uma rotina normal e saudável. Já no aspecto psicológico, a atividade física melhora a autoestima, autoconfiança, fazendo com que eles se sintam mais seguros para alcançar seus objetivos.

BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE FÍSICA: • Melhora o sistema circulatório, respiratório, digestório; • Desenvolvimento de habilidades motoras e funcionais; • Aumento da velocidade, ritmo e reabilitação; • Interação com outras pessoas; • Melhora a autoestima e autoimagem; • Auxilia na independência e autonomia; • Ajuda na promoção e manutenção da saúde; Lembrando sempre que é de suma importância respeitar as limitações de cada individuo, seguindo regras e normas para evitar possíveis acidentes, estimulando o seu desenvolvimento e crescimento, mostrando que tem capacidade e potencial para realizar alguma atividade física. “Através de adaptações na execução de exercícios, um indivíduo com alguma limitação é capaz de fazer e praticar atividade física.” Tatiane Pará


O que eu devo saber sobre a Bichectomia? Fotos : Denis Lopes

A bichectomia é a remoção cirúrgica da bola de Bichat ou corpo adiposo da bochecha.

DRA. ARIANE PAREDES CRO/MT 7064 – CRO/SP 97.864 CIRURGIÃ-BUCOMAXILOFACIAL • Cirurgiã-Dentista pela Faculdade de Odontologia de Araçatuba (FOAUNESP) – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; • Residência em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo Hospital Regional Sul de São Paulo – São Paulo – SP; • Professora de Odontologia na Universidade de Cuiabá (UNIC – Rondonópolis); • Estudante de P.h.D em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pela Universidade Internacional da Catalunya (UIC) – Barcelona – Espanha; • Doutoranda em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pela PUCRS - Porto Alegre - RS; • Fellowship em Cirurgia Ortognática pelo Instituto Maxilofacial – Teknon Medical Center – Barcelona Espanha; • Fellowship em Traumatologia Facial pela Universität Klinikum Freiburg – Freiburg – Alemanha; • Fellowship em Patologia, Cirurgia e Artroscopia de ATM pelo Hospital Clínico San Carlos – Madrid – Espanha; • Fellowship em Traumatologia e Reconstrução Facial pelo Hospital Universitário 12 de Octubre – Madrid – Espanha.

66 3022-6010 66 99607-1016 Clínica La Sofie Rua Elenita de Castro Cardoso, 527 Vila Aurora – Rondonópolis – MT

116

Trata-se primariamente de um procedimento funcional que visa aumentar o corredor bucal diminuindo trauma em pacientes que costumam ‘morder’ a mucosa jugal. A redução do volume das bochechas aumenta a evidência da proeminência zigomática e o contorno da mandíbula tornando a face mais harmônica. O procedimento é realizado sob anestesia local e o pós-operatório é bem parecido com a extração do terceiro molar. Os resultados começam a aparecer aproximadamente em 15 a 20 dias e a sua remodelação total em 90 dias. Muitos falam dos perigos de realizar a bichectomia. A bola de Bichat é um tecido gorduroso localizado na região das bochechas na frente do músculo masseter e superficial ao músculo bucinador. Age como um coxim mecânico entre os músculos faciais e acredita-se que, mesmo sendo um tecido gorduroso e seu volume pouco varia com a oscilação de peso. Devido a sua localização, a bola de Bichat apresenta íntima relação com elementos muito importantes da face como: ramos terminais

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

do nervo facial, ducto parotídeo e vasos sanguíneos. Com a utilização da técnica cirúrgica correta pode-se trabalhar com margem de segurança destas estruturas o que reduz o risco de intercorrências trans e pós-operatórias. Além de ser um procedimento que envolve riscos, a bichectomia precisa ser muito bem indicada. É preciso que o profissional tenha treinamento não só para realizar a cirurgia da melhor maneira possível, mas também para saber avaliar qual a real necessidade do paciente. Indivíduos nos quais a gordura de Bichat realmente se projeta para a frente e que possuem um rosto bastante ovalado seriam eventuais candidatos. O procedimento encontra-se contra-indicado para pacientes submetidos à radioterapia ou quimioterapia; infecções locais ou sistêmicas; trismo; cardiopatias severas; pacientes sistemicamente não compensados; deficiência de fatores de coagulação; problemas hepáticos e renais graves; dificuldade em alcançar o que o paciente deseja, além de pacientes menores de idade e gestantes.


#curtas |

Revista Saúde Março . 2019 Rondonópolis . MT

DR. RAFAEL CONTE Dr. Rafael Conte e Dr. Fábio Cerqueira participando do Programa de Educação Continuada da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bucomaxilofacial em São Paulo.

PERSONAL GREGÓRIO Em São Paulo o Personal Gregório Ribeiro tirou uma selfie, para registrar o encontro com o Edgar Corona, fundador da Smart Fit.

FONOAUDIÓLOGA JANAINA A fonoaudióloga Janaina Salgado Martins participou na cidade do Rio de Janeiro, em outubro de 2018, do mais novo lançamento da linha de aparelhos auditivos recarregáveis Pure Charge and go.

MÉDICO LEANDRO PERES Em dezembro de 2018, primeiro simpósio de cirurgia hepatobiliopancreatica em Cuiabá. Organizado pela associação internacional de cirurgia hepatobiliopancreatica (IHPBA). Dr Leandro Peres realizou duas palestras: Exploração laparoscopica de vias biliares e como evitar lesões iatrogenicas da colecistectomia laparoscopica. O evento contou com a participação de especialistas nacionais e internacionais. Realizou uma das cirurgias ao vivo do evento.

#estounocurtasdasaúde 120

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


#social |

Revista Saúde Março . 2019 Rondonópolis . MT

INAUGURAÇÃO DA MAIS NOVA E MODERNA AGÊNCIA UNIPRIME No dia 12 de fevereiro, foi realizado, em Rondonópolis, o coquetel de inauguração da mais nova e moderna agência Uniprime - Cooperativa de Crédito. A missão é ser a referência em Instituição Financeira dos Cooperados no Centro-Oeste do Brasil, norteada pelos princípios cooperativistas, proporcionando soluções e excelência de resultados. A Revista Saúde deseja a Cooperativa muito sucesso. Fotógrafo: Cléver Freitas. 122

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Revista Saúde Março . 2019 Rondonópolis . MT

| #social

INAUGURAÇÃO DA MAIS NOVA E MODERNA AGÊNCIA UNIPRIME

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

123


Casamento Debora e Pedro

Gestantes | Newborn |Aniversรกrios | Casamentos eventos empresariais

99914-9961 99914-9961

Rua Ariadne Feltrim Campos, 244, Vila Aurora - Rondonรณpolis-MT (66) (66)


facebook.com/iJosuePereira www. j os ueperei ra. com. br


#social |

Revista Saúde Março . 2019 Rondonópolis . MT

INAUGURAÇÃO NOVA CLÍNICA GÊNESE No dia 15 de fevereiro, foi inaugurado a nova clínica Gênese em Rondonópolis-MT. O local com um amplo espaço, conforto e comodidade que os clientes merecem. No evento reuniu profissionais e seus familiares, para comemorar em uma noite agradável e cheia de harmonia. A Revista Saúde parabeniza e deseja todo sucesso a clínica. Fotógrafo: Sérgio Simões. 126

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br


Revista Saúde Março . 2019 Rondonópolis . MT

| #social

INAUGURAÇÃO NOVA CLÍNICA GÊNESE

rsaude.com.br | Março . 2019 | Revista Saúde

127


Guia de profissionais CARDIOLOGIA

DERMATOLOGISTA

Dr. André Lopes M. A. Munhoz

Dra. Melissa Giraldi Faria

Centro Médico Jardim Urupês: Rua Otavio Pitaluga, 1349 - Centro 66 3423-1906 | 3421-2530

Clínica Vitalle Rua Armando Farjado, 397 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3422-1649 | 98406-0408

Dr. Flaviano Carvalho Moreno Neto Avenida Governador Júlio de Campos, 1562, Bairro Residencial Sagrada Família - Rondonópolis-MT 66 99963-5777 | 3302-5777

Dr. Renato Costa Jr. Multiclínica Rua Otávio Pitaluga - 1063 - Centro - Rondonópolis/MT 66 3423-7045 | 99657-8080

CIRURGIA PLÁSTICA

Dra. Beatriz Formighieri Clínica Formighieri Rua Traçaia, 262- Cuiabá. Rua da Begônias, 615- Cuiabá. Rua Mamede Untah, 127- Várzea Grande. 65 4101-0102 | 98118-0201

Dr. Marcelo Cerceau Rua José Salmen, 497 - Vila Birigui - Rondonópolis/MT 66 3426-8786

Dr. Reisson Fabrício Abra de Paula Plastic Derm Av. Lions Internacional, 380, Rondonópolis/MT 66 3422-9696

Dr. Victor Albuquerque Av. Érico Preza, 500, Espaço Milano, Jardim Itália, Cuiabá-MT 65 3365-5090 | 99605-1985 Rua São Salvador, 621, Campo Verde-MT 66 3419-4748 | 99699-0135

CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO

Dr. Leandro Dutra Peres Clínica Nutec Rua Efrem Caminschi - 499, Vila Birigui, Rondonópolis-MT 66 3022-9004 | 3022-9005

CIRURGIA GERAL

Dr. Leandro Mrozinski Clínica Nutec Rua Efrem Caminschi - 499, Vila Birigui, Rondonópolis-MT 66 3022-9004 | 3022-9005

CIRURGIA TORÁCICA

Dr. Hygnas Goulart Jorge Clínica Santé José Salmen, 573, Vila Birigui, Rondonópolis/MT 66 3427-0278

CIRURGIA VASCULAR

Dr. Marcio Bertocco Meirelles Clínica Preservar Av. Ary Coelho, 482 - Vila Birigui - Rondonópolis/MT 66 3421-1505 | 99911-9465

COLOPROCTOLOGIA

Dr. Rafael Costa Jomah Cedir Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

128

Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

ENDOCRINOLOGIA PEDIÁTRICA

Dra. Ana Cláudia Amaral Vilela Clínica Aurora Av. Sotero Silva, 1342, Vila Aurora, Rondonópolis-MT 66 3421-6430 | 3026-0111 | 99909-2010

Dra. Flavia Gomes Pessoa Clínica Suprema Rua Fernando Corrêa da Costa, 2906, Jardim Guanabara II, Rondonópolis-MT 66 3423-4175 | 99989-1001

ENDOSCOPIA

Dr. Henrique Manuel de B. Oliveira Cedir Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Dr. José Soares de Sousa Cedir Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Dr. Marcelo R. Jabur Endogastro Rua José Salmen, 603 - Vila Birigui - Rondonópolis/MT 66 3421-9115| 9 9670-7005

GASTROENTEROLOGIA E HEPATOLOGISTA PEDIÁTRICA

Dra. Franciane S. Pasqualotto Simão Clínica Vivere Rua Presidente João Goulart, 957Vila Aurora - RondonópolisMT 66 3023-6404 | 9 9939-1828

GASTROENTEROLOGISTA

Dr. Helio Cavalcanti Garcia Neto Endoclinica Rua Acyr de Rezende Souza e Silva, 1962 - Vila Birigui Rondonópolis/MT 66 3426-9298

GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

Dra. Dheyce Daiane Inácio Cinat Clínica Suprema Rua Fernando Corrêa da Costa, 2906, Jardim Guanabara II, Rondonópolis-MT 66 3423-4175 | 99989-1001

Dr. José Felipe Horta Jr. Life Centro Médico Rua Acyr Rezende Souza e Silva, 2004 - Vila Birigui, Rondonópolis-MT 66 99935-6086 | 3022-4647

Dra. Larissa Fonseca dos Santos Clínica Suprema Rua Fernando Corrêa da Costa, 2906, Jardim Guanabara II, Rondonópolis-MT 66 3423-4175 | 99989-1001

Dra. Luciana Lage V. G. Munhoz Centro Médico Jardim Urupês Rua Otavio Pitaluga, 1349 - Centro 66 3423-1906 | 3421-2530

Dr. Pedro Luiz Carvalho e Silva Gênese Rua Dom Pedro II, 3090, Jardim Santa MartaRondonópolis-MT 66 3423-2333

Dra. Sissy Helena Zancanaro Carniel Cedir Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

MEDICINA

Dra. Dieynne Saugo Clínica L. Oppermann Alameda dos Aicás, 258 - Moema/SP 11 94355-3545 Espaço Dra. Dieynne Saugo Av. José Rodrigues do Prado, 252 - Santa Rosa, Cuiabá/MT 65 98124-3545

Dr. Eduardo Soares Bettin Cedir Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Dra. Éthel Barbosa Raunheitti de Souza Dermo Estetic Av. Jose Salmen, 557 - Vila Birigui - Rondonópolis/MT 66 3423-3208 | 66 9991-1011

Dr. Higor de Assis Multiclínica Rua Otávio Pitaluga - 1063 - Centro - Rondonópolis/MT 66 3423-7045 | 99676-7045

Dra. Leiliane Moura Matos Essenza Av. Governador Júlio José Campos, 174, Sagrada Família Rondonópolis-MT 66 3022-9127 | 99909-9127

Dr. Gustavo Escobar Ramos Essenza Av. Governador Júlio José Campos, 174, Sagrada Família Rondonópolis-MT 66 3022-9127 | 99909-9127

Dr. João Moraes Multiclínica Rua Otávio Pitaluga - 1063 - Centro - Rondonópolis/MT 66 3423-7045 | 3421-1818 | 99682-5005

Dra. Patricia Gaião Chaves Clínica Spazio Av. Lions Internacional, 51 - Rondonópolis-MT 66 3422-9630

Dr. Ricardo Campos Contó Essenza Av. Governador Júlio José Campos, 174, Sagrada Família Rondonópolis-MT 66 3022-9127 | 99909-9127

MEDICINA DO TRABALHO

Dr. Diógenes Garrio Carvalho Gera Medicina Rua Afonso Pena, 809, Rondonópolis-MT 66 3424-0035

MEDICINA NUCLEAR

Dr. Rodrigo Kubo Cedir Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600


Guia de profissionais NEUROLOGIA

Dr. Altemar Lopes da Silva Clínica Kairos Medicina Integrada Avenida Sagrada Família, 755 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3421-3093 | 9925-2013

Dr. Edilson Marques

Dr. Everton de Mello

Dr. Marcus Victor Prudêncio Gonçalves

Cedir Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Clínica Evelin Voos Rua padre Anchieta, 1413 , Vila Aurora 66 99951-1499

Dr. Fernando Gakiya

Clínica Dr. Edilson Marques Rua Dom Pedro II, 1490 - Rondonópolis-MT 66 3423-7229 | 99629-7229

Cedir Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Dr. Gabriel Chaves da Silva

Dr. Helil Faria de Queiroz

Clínica Kairos Medicina Integrada Avenida Sagrada Família, 755 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3421-3093 | 9925-2013

Cedir Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Dr. José Valter Braga Clínica Jardim Urupes Rua Otávio Pitaluga, 1349 - Rondonópolis-MT 66 3421-5222 | 3423-5617

OFTALMOLOGIA

Dr. João Celso Garcia Cruvinel HOP - Hospital de Olhos de Primavera Avenida dos Lagos, 2892 Parque das Águas, Primavera do Leste-MT 66 99676-8885

Dr. Thiago Guimarães Ferreira da Costa HOP - Hospital de Olhos de Primavera Avenida dos Lagos, 2892 Parque das Águas, Primavera do Leste-MT 66 99676-8885

ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA

Dr. Aleixo Petrenko Centro Médico São Mateus Av. Aclimação, 265 - Bosque da Saúde - Cuiabá/MT 65 3051-2250 | 3051-2184 | 3051-2130 | 3051-2187 65 99914-3006 (WhatsApp)

OTORRINOLARINGOLOGIA

Dr. André Luiz M. Aguiar Clínica São João Av. Ponce de Arruda, 1601 66 3421 8499 | 3421 5884 | 99601-9992

PEDIATRIA

Dr. José Arturo Llobet Malala Av. Lions Internacional, 239 - Parque Real - Rondonópolis/MT 66 3026-0102 | 98155-0254

Dr. Victor Machado Mendes Leão Clínica Suprema Rua Fernando Corrêa da Costa, 2906, Jardim Guanabara II, Rondonópolis-MT 66 3423-4175 | 99989-1001

RADIOLOGIA

Dra. Dayse Ribeiro Bertinetti Cedir Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

Dr. Elemar dos Santos Bertinetti Cedir Rua Cafelândia, esq. com Arnaldo Etevan, 1776, La Salle, Rondonópolis-MT 66 3427-2600

130

Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

UROLOGIA

Dr. Eduardo Maciel Narvaes Urolaser Rua José Salmen, 573 - Vila Birigui, Rondonópolis-MT 66 3426-8651

Dr. Fernando Borges Ribeiro Urolaser Rua José Salmen, 573 - Vila Birigui, Rondonópolis-MT 66 3426-8651

EDUCAÇÃO FÍSICA

Tatiane Pará Atendimento personalizado 66 99627-4442

FISIOTERAPIA

Dra. Cláudia Tsukamoto Arantes Acqua Fisio Rua Rosa Bororo, 1187, Bairro São Francisco Rondonópolis-MT, Anexo Academia Hidrolife 66 99954-2396 Clínica Vitalle Rua Armando Farjado, 397 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3023-1019 | 99692-1019

Dra. Érica Pepelisk Of Acqua Fisio Rua Rosa Bororo 1187 Bairro São Francisco - Rondonópolis Anexo Academia Hidrolife 66 99978-0827

Dra. Katiuscia Soares Wurzius Clínica Vitalle Rua Armando Farjado, 397 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3023-1019 | 99692-1019

Dra. Isadora Moterani Marques Acqua Fisio Rua Rosa Bororo 1187 Bairro São Francisco - Rondonópolis Anexo Academia Hidrolife 66 99640-5757

Dra. Isabella L. Gatto Essenza Av. Governador Júlio José Campos, 174, Sagrada Família Rondonópolis-MT 66 3022-9127 | 99909-9127

Dra. Mariellen Kintof da Rocha Clínica Vitalle Rua Armando Farjado, 397 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3023-1019 | 99692-1019

Dr. Mário Rosa Clínica Evelin Voos Rua padre Anchieta, 1413 , Vila Aurora 66 99615-9588

Dra. Priscilla Vitor Backes Acqua Fisio Rua Rosa Bororo 1187 Bairro São Francisco - Rondonópolis Anexo Academia Hidrolife 66 99214-9868

Dra. Raquel Martinelli Lins Espaço Pilates Av. João Ponce de Arruda, 1132, Rondonópolis-MT 66 99984-0308

Dra. Simone Maristela Rigol Espaço Pilates Av. João Ponce de Arruda, 1132, Rondonópolis-MT 66 99996-7640

Dra. Valeria K Bender Costa Fisioclin Avenida Sagrada Família, 975 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3422 3888 | 99996-3888

FONOAUDIOLOGIA

Clariana Garcia Cestari Pachioni Clínica João e Maria Rua Domingos de Lima, 874, Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3422-4064 | 9 8402-6139

Janaina Salgado Martins Áudios Soluções Auditivas - Anexo IOR Av. João Ponce de Arruda, 2326, Centro - Rondonópolis -MT 66 99668-8893 | 3026-2553

Luciana Aguiar Multiclínica Rua Otávio Pitaluga - 1063 - Centro - Rondonópolis/MT 66 3423-7045 | 99605-3355 | 99915-3335

Jhonatta Alves Moreira Comunicar Fonoaudiologia Avenida Marechal Dutra, 99 - Centro A - Rondonopolis/MT 66 3022-1020 | 99998-0585

NEUROPSICÓLOGA

Priscila Leiva duarte Avenida Dom Wunibaldo, 1271, Centro, Sala 204, Rondonópolis/MT 66 99216-8983

NUTRICIONISTA

Dra. Karina Aguirre

Dra. Valéria Neris

Fisioclin Fisioterapia Rua Sagrada Familia, 975 - Vila Aurora - Rondonópolis - MT 66 3422-3888 | 9 9996-3888

Clínica Vitalle Rua Armando Farjado, 397 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3023-1019 | 99692-1019


Guia de profissionais ODONTOLOGIA

Dra. Alinne Almeida Conte Instituto Nova Face Rua Treze de Maio 2065 Térreo, Jardim Guanabara, Rondonópolis-MT 66 3023-3006 | 99930-0234

Dra. Ariane Paredes Clínica La Sofie Rua Elenita de Castro Cardoso, 527 - Vila Aurora – Rondonópolis – MT 66 3022-6010 | 66 99607-1016

Dra. Clenira Mazza Multiclínica Rua Otávio Pitaluga - 1063 - Centro - Rondonópolis/MT 66 99969-4736 | 99918-8861 | 3421-9658

Dr. Fábio Cerqueira Multiclínica Rua Otávio Pitaluga - 1063 - Centro - Rondonópolis/MT 66 3423-5102 | 99984-8304

Dr. Rafael Conte

Sarah Basso

Instituto Nova Face Rua Treze de Maio 2065 Térreo, Jardim Guanabara, Rondonópolis-MT 66 3023-3006 | 99930-0234

Clínica João e Maria Rua Domingos de Lima, 874, Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3422-4064 | 9 8402-6139

Dra. Suellen C. Scalssavara SUPREMA Odontologia Avançada Avenida Paraná, 760, Pva II Primavera do Leste/MT 66 3495-0128

Dr. Ulisses Genari Filho Clínica Gama Rua Humaitá, 1837, Vila Birigui, Rondonópolis/MT 66 3421-4313 | 99694-2001

PERSONAL TRAINER

Gregório Ribeiro Atendimento personalizado 66 99986-5125

PSICANALISTA

Dr. Glauber Willian Borges Xavier

Rhaysa Pina Oliveira

GN Saúde Integrada Rua Ariadne Feltrin Campos, 445 -Vila Aurora-Rondonópolis-MT 66 3026-1237 | 99628-1588

Rua Francisco Félix, 255, Centro 66 99989-1822

Dr. Guilherme Sfier de Mello Ortolaser Odontologia Rua Barão do Rio Branco,153, Centro, Rondonópolis-MT 66 3421-9956 | 99203-6173

Dr. Haliffe Martins

PSICOLOGIA

Alexsander César de Oliveira Grupo Psiquê - Avaliação Psicológica e Gestão de Pessoas Avenida João Ponce de Arruda, 1976, Centro-Rondonópolis-MT 66 3022-1038 | 9 9928-3108

Life Centro Médico Rua Acyr Rezende de Souza e Silva, 2004, Vila Birigui Rondonópolis/MT 66 3022-4647 | 99979-8201

Alisson Fernandes Coutinho Lins

Dr. José Marques da Silva Neto

Ana Maria Anghinoni

Clínica Aurora Av. Sotero Silva, 1342, Vila Aurora, Rondonópolis-MT 66 3421-6430 | 3026-0111

Dra. Jessyka Schwartz SUPREMA Odontologia Avançada Avenida Paraná, 760, Pva II Primavera do Leste/MT 66 3495-0128

Dr. Lauro Sirena Neto SUPREMA Odontologia Avançada Avenida Paraná, 760, Pva II Primavera do Leste/MT 66 3495-0128

Dra. Luana Crestani Martins Life Centro Médico Av. Rotary Internacional, 1757, São Sebastião-Rondonópolis/MT 66 3422-7316

Dra. Marcia Aparecida Abrantes US Enfermagem Rua Manoel Dionísio Sobrinho, 262 S, Centro - Tangará da Serra/MT 65 3325-3038 | 99688-6108

132

Revista Saúde Edição 19 | Março . 2019 | Rondonópolis.MT

Grupo Psiquê - Avaliação Psicológica e Gestão de Pessoas Avenida João Ponce de Arruda, 1976, Centro-Rondonópolis-MT 66 3022-1038 | 9 9928-3108

Clínica Vitalle Rua Armando Farjado, 397 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3023-1019 | 99692-1019

Antônio Marcos Lima Vieira Espaço Mente e Saber Rua João Pessoa, 941, Centro - Rondonópolis/MT 66 3022-3844 | 99967-6842

Juliana Franchi Clínica João e Maria Rua Domingos de Lima, 874, Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3422-4064 | 9 8402-6139

Marlucia Teixeira Castilho Espaço Mente e Saber Rua João Pessoa, 941, Centro - Rondonópolis/MT 66 3022-3844 | 99984-2890

Paula Rosana Sartori Multiclínica Rua Otávio Pitaluga - 1063 - Centro - Rondonópolis/MT 66 3423-7045 | 99975-6870

Dra. Nádia Janzkovski Cardoso de Mello

Renata C.Sousa

Ortolaser Odontologia Rua Barão do Rio Branco,153, Centro, Rondonópolis-MT 66 3421-9956 | 99203-6173

Clínica João e Maria Rua Domingos de Lima, 874, Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3422-4064 | 9 8402-6139

Dra. Noélia Gomes dos Santos e Silva

Regiane Picão Moura

GN Saúde Integrada Rua Ariadne Feltrin Campos, 445 -Vila Aurora-Rondonópolis-MT 66 3026-1237 | 3421-4194 | 99628-1588

VISION Soluções em RH e Psicologia Rua Maringá, 669 – Centro Primavera do Leste/MT 66 3498-3694

Revista Saúde | Março . 2019 | rsaude.com.br

Silmara Soletti Clínica Vitalle Rua Armando Farjado, 397 - Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3023-1019 | 99692-1019

PSICOPEDAGOGIA

Keila Ferreira Pinto Damasceno Clínica João e Maria Rua Domingos de Lima, 874, Vila Aurora - Rondonópolis-MT 66 3422-4064 | 9 8402-6139


Profile for Revista Saúde

REVISTA SAÚDE PRIMAVERA DO LESTE - EDIÇÃO 19 - 25/03/2019  

REVISTA SAÚDE PRIMAVERA DO LESTE - EDIÇÃO 19 - 25/03/2019