__MAIN_TEXT__

Page 1


Guia médico

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Dra. Adriane Okunami Nobrega Radiologia e Diagnóstico por Imagem CRM/MT 3279 | RQE 1017 IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dr. Adriano Bastos Pinho Ortopedia e Traumatologia Cirurgia da Mão CRM/MT 5741 | RQE 2921 | RQE 3842

Hospital Sotrauma - 65 3624-9211 Cuiabá/MT Hospital Santa Rita Várzea Grande - 65 3026-1444

M. Dr. Aires

Dr. Aleixo Petrenko

Médico

Ortopedia e Traumatologia

CRM/MT 4000

CRM/MT 3980 | RQE 1989

Clínica Aires Av. Miguel Sutil, 6274, Cuiabá Lar Shopping - Consil - Cuiabá/MT 65 3642-4000

Centro Médico São Mateus Av. Aclimação, 135 – Bosque da Saúde Cuiabá/MT 65 3051-2250 | 3051-2184 | 3051-2372 3051-2187 | 99914-3006 (WhatsApp)

Dr. Alex Santiago Ortopedia e Traumatologia

Dra. Aline de Alcântara Magnani Bezerra de Oliveira

CRM/MT 4785 | RQE 1476

Psiquiatria CRM/MT 8028 | RQE 4389

Centro Médico São Mateus Av. Aclimação, 135 – Bosque da Saúde Cuiabá/MT 65 3051-2389 | 65 3051-2222

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

Dra. Amanda Garcia de Brito Oftalmologia

Dra. Amanda Mara Callejas de Souza

CRM/MT 5436 | RQE 3099

Pediatria e Nefrologia Pediátrica CRM/MT 7123 | RQE 4511 - RQE 4512

Complexo Hospitalar de Cuiabá (Antigo Hospital Jardim Cuiabá) Avenida das Flores, 843 - Sala 35 Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 99610-1111 | 65 3634-8906

8

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047


Guia médico

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Dra. Ana Caroline Dahmer da Silva

Dra. Ana Paula Ribeiro

Pediatria e Nefrologia Pediátrica

CRM/MT 8153

Médica

CRM/MT 6409 | RQE 3798 - RQE 3799

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

Dr. André Lourenço Ortopedia e Traumatologia Cirurgia da Mão CRM/MT 7244 | RQE 2875 | RQE 2876 Santa Rosa Tower Rua Miguel Sutil, 8000 - Santa Rosa Cuiabá/MT - 65 3054-5544 Av. Dom Aquino, 355 - Centro - Cuiabá/MT Hospital Sotrauma - 65 3624-9211

Dra. Andressa Modanezi Bana de Carvalho Ginecologia e Obstetrícia

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dra. Andréia Athayde Firmiano Casarotto Geriatria CRM/MT 4427 | RQE 1305

Instituto de Cardiologia Av. das Flores, 945 - Térreo do Edifício SBMedical - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3321-0304 | 65 99997-9155

Dra. Angelita Carlotto de Abreu Reumatologia | Acupuntura CRM/MT 3704 | RQE 1371 - RQE 1981

CRM/MT 5435 | RQE 2494

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

Reumacentro Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT 65 3044-0100 | 65 3054-0100 | 65 99995-0101 Santa Rosa Tower Av. Miguel Sutil, 8000 - Sala 1106 - Cuiabá/MT 65 3027-6241 | 66 99650-6241

Dr. Anselmo Verlangieri Carmo

Dra. Beatriz Formighieri

Ultrassonografia | Medicina Fetal

Cirurgia Plástica

CRM/MT 2398 | RQE 1556 - RQE 1421

CRM/MT 7270 | RQE 2902 CRM/SP 141293 | RQE 39424

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

Rua Traçaia, 262- Cuiabá/MT Rua da Begônias, 615- Cuiabá/MT Rua Mamede Untah, 127 Várzea Grande/MT 65 4101-0102 | 98118-0201

rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

9


Guia médico

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Dr. Bernardo C. de Figueiredo

Dr. Bruno Olavarria Aquino

Cirurgia Geral

Médico Dermatologista

CRM/MT 3784 | RQE 1782

CRM/MT 6305 | RQE 2592

Espaço Più Vita Rua Comandante Costa, 1300 Centro - Cuiabá/MT 65 3056-7800

Dr. Carlos Augusto Costa Marques

Dr. Carlos Leonardo Abi Rached Cruz

Ortopedia e Traumatologia

Médico

CRM/MT 8570 | RQE 3670

CRM/MT 6560

Centro Médico São Mateus Av. Aclimação,265 - Bosque da Saúde Cuiabá/MT - 65 3051-2222 | 65 3051-2389 Edifício Santa Rosa Tower Av. Miguel Sutil, 8000 - 9º andar - Sl 906 Cuiabá/MT - 65 2127-1300

Dr. Carlos Renato de Lima Periotto

MedCenter - Tangará da Serra Rua Antônio Hortolani, 327-N - Centro Tangará da Serra/MT 65 3326-0073 | 65 99619-7622

Dr. Cassio Luiz Vieira Cocate

Psiquiatria

Ortopedia e Traumatologia Cirurgia da Mão

CRM/MT 7147 | RQE 2864

CRM/MT 6315 | RQE 2393 | RQE 2749

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

Clínica Genus Rua Topázio, 789 - Bosque da Saúde Cuiabá/MT 65 3648-0700

Dr. Cassius Clay Scofoni F. de Azevedo

Dr. Celso Rodrigues Oliveira Junior

Infectologia | Medicina Tropical

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

CRM/MT 6140 | RQE 3289 - RQE 3724

CRM/MT 3464 | RQE 2512

CEMEDIG Centro de Especialidades em Medicina Diagnóstica e Segurança do Trabalho Edifício SB Medical & Business Center Avenida das Flores, 943 - Sala 406 Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 99314-4880 | 65 2129-6411

10

Clínica Intro Rua Almirante Henrique Pinheiro Guedes, 195 - Setor Duque de Caxias Cuiabá/MT 65 3621 1893 | 65 9 9624 9711

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432


Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Guia médico

Dra. Christina Paesano Marques Garcia Zirondi

Dra. Claudia Maria Gonçalves Preza

Reumatologia | Densitometria Óssea CRM/MT 4370 | RQE 2314 - RQE 4520

Ginecologia e Obstetrícia

Reumacentro Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT 65 3044-0100 | 65 3054-0100 | 65 99995-0101 GastroMT Rua das Begônias, 615, sala 02 - Cuiabá/MT 65 3054-5266 | 65 99646-9100

Dra. Daniela Maria Rossetto Cardiologista Pediátrica

CRM/MT 5211 | RQE 2315

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

Dr. Eduardo Benevides Lindote Filho

CRM/MT 3292 | RQE 92

Reumatologia | Acupuntura CRM/MT 2954 | RQE 971 - RQE 1894

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

Reumacentro Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT 65 3044-0100 | 65 3054-0100 | 65 99995-0101

Dr. Eduardo de Lamare Paula

Dr. Eduardo Sauter

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

Cirurgia Plástica

CRM/MT 6627 | RQE 4334

CRM/MT 4649 | RQE 3436

Imagens Medicina Diagnóstica Avenida das Flores, 553 - Jardim Cuiabá Cuiabá/MT 65 4009-8001 | 65 99249-9026 65 99246-5990

Da Pelle Spa Rua das Papoulas, 281 Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3025-3777 | 65 98117-0076

Dr. Fabio Mendonça Ortopedia e Traumatologia

Dr. Fabrício Lucena de Almeida

CRM/MT 5954 | RQE 6591

Cirurgia Plástica

Edifício Work Tower Rua Barão do Melgaço, 2754, sala 1103 - Cuiabá/MT 65 3622-2005

CRM/MT 7304 | RQE 2939

Centro Médico São Mateus Av. Aclimação, 135 – Bosque da Saúde Cuiabá/MT 65 3051-2389 | 65 3051-2222

Clínica InPelle Rua General Neves, 111 - Duque de Caxias Cuiabá/MT 65 3623-3980 | 65 98468-3418

rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

11


Guia médico

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Dra. Fernanda de Lara Aires Faria Braga Batista

Dra. Fernanda Freire

Clínica Médica | Reumatologia

CRM/MT 7243

Médica

CRM/MT 6772 | RQE 4109 - RQE 4110

Reumacentro Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT 65 3044-0100 | 65 3054-0100 65 99995-0101

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Nutrologia

Dr. Genesio Borges de Andrade Neto

CRM/MT 5862 | RQE 3046

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

Dra. Gabriela Coutinho

CRM/MT 9305 | RQE 4031

Clínica da Mulher Rua G, 10 - Bairro Miguel Sutil - Cuiabá/MT 65 99932-8925

Dra. Giovanna Sant’Ana Petterle Reumatologia CRM/MT 6625 | RQE 2540 Reumacentro Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT 65 3044-0100 | 65 3054-0100 | 65 99995-0101 Clínica Petterle Av. São Sebastião, 3161, sala 104 - Cuiabá/MT 65 3023-9680 | 99283-2727

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dra. Graciele Alves Corrêa Lima Verde Clínica Médica Endocrinologia e Metabologia CRM/MT 6370 | RQE 3491 - RQE 4483

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

Psiquiatria

Dra. Hilda Maria Menna Barreto de Barros

CRM/MT 6088 | RQE 3773

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

Dr. Gustavo Watzel

CRM/MT 2519 | RQE 3662

IPEC - Instituto de Psiquiatria e Estimulação Cerebral Rua dos Lírios, 525, Clínica Nossa Senhora das Graças - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 2127-1275 | 65 99628-3207

12

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá 65 3314 2400 | 65 99670 3432 Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 99992-0851 | 99969-4924


Guia médico

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Dr. Jaime Vinicius Fazio Rossi

Dra. Joizeanne Pedroso Pires Chaves

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

Mastologia | Ginecologia e Obstetrícia

CRM/MT 7040 | RQE 4695

CRM/MT 5145 | RQE 3076 - RQE 3077

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

MAC - Diagnósticos Médicos Rua Marechal Deodoro, 729 - Centro Cáceres/MT 65 3224-2448 | 65 99942-4558

Dr. José Antonio Rogoni Jr.

Dr. José Geraldo Favalesso

Psiquiatra CRM/MT 6338 | RQE 3970

Gastroenterologia | Endoscopia Digestiva CRM/MT 2114 | RQE 1348 - 1349

Consultório Cuiabá Rua i, 105, Ed. Eldorado Hill Office, Sala 16, Jd. Alvorada 65 3623 2116 | 99696 2050 Consultório Cáceres Rua 13 de junho, 199, Clinicor, Centro 65 3223 4444 | 99690 2050 Instituto Mato-Grossense de Eletroconvulsoterapia (IMECT) www.imect.com.br 65 99810 1000

Imagens Medicina Diagnóstica Avenida das Flores, 553 - Jardim Cuiabá Cuiabá/MT 65 4009-8001 | 65 99249-9026 65 99246-5990

Dra. Juliana Liberatti Candeias

Dr. Leandro Rezende dos Santos

Nefrologia

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

CRM/MT 9257 | RQE 4159

CRM/MT 7706 | RQE 3131

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

Dr. Luiz Gonzaga de Figueiredo Filho

CRM/MT 4915 | RQE 2240

Nefrologia

Dra. Lorena Andrade Dias

CRM/MT 6180 | RQE 3211 IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047 rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

13


Guia médico

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Dr. Luiz Guilherme Baster de Figueiredo

Dr. Luiz Philippe Baster Figueiredo

Nefrologia

Nefrologia

CRM/MT 5552 | RQE 2022

CRM/MT 5859 | RQE 4137

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

Dra. Luiza Leontina Radiologia e Diagnóstico por Imagem CRM/MT 2101 | RQE 1307

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047 Av. Flamboyant, 2128 - Jd. Paraíso Sinop/MT - 66 3532-2297

Dra. Mara Cristina da Silva Gonçalves Ortopedia e Traumatologia Cirurgia da Mão CRM/MT 5460 | RQE 3178 | RQE 3179 Hospital Ortopédico Rua Osório Duque Estrada - 15 Araés Cuiabá/MT 65 3314-1219/1215/1200 Hospital São Mateus - 65 3051-2376 Cuiabá/MT

Dr. Marcelo Lobo

Dr. Márcio Canavarros Serra

Ortopedia e Traumatologia Cirurgia da Mão

Cirurgia Geral CRM/MT 932 | RQE 598

CRM/MT 5218 | RQE 2680 | RQE 4012

Complexo Hospitalar Jardim Cuiabá Av. das Flores, 843, sala 5 - Térreo Jd. Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3023-5320 | 3051-3595

14

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

Dr. Márcio José Munhoz Soares de Moraes

Dr. Márcio Morroni

Ortopedia e Traumatologia CRM/MT 5670 | RQE 2064

CRM/MT 4750 - CRM/SP 154485 RQE 4622 - RQE 71566

Hospital São Mateus Av. Aclimação,335 - Bosque da Saúde 4º Andar - Cuiabá/MT 65 99319-5754 | 65 3051-2391

Clínica Luvitte Rua Castelo Branco, 689 - Quilombo Cuiabá/MT 65 99990-6706 - 2127-9799

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

Cirurgia Plástica


Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Guia médico

Patologia

Dr. Marcos Antonio Gonçalves Preza

CRM/MT 5770 | RQE 3222

Ginecologia e Obstetrícia

Dr. Marcos Araújo Chaves Jr.

CRM/SP 148777 - TEGO 0202/2016

MAC - Diagnósticos Médicos Rua Marechal Deodoro, 729, centro Cáceres/MT 65 3224-2448 | 65 99942-4558

Em breve estará atendendo na Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 9999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

Dra. Maria Aparecida Mazutti Verlangieri Carmo

Dra. Mariana Nascimento

Ginecologia e Obstetrícia

CRM/MT 4413 - RQE 2289 | RQE 2290

Nutróloga e Clínica Médica

CRM/MT 2839 | RQE 1386 - TEGO 490/97

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

Espaço Milano Av. Erico Preza, 500 (antiga Av. Itália), Jardim Itália, Cuiabá/MT

Dra. Marina Bezerra de Oliveira

Dr. Mario Ardenes

Dermatologia

CRM/MT 2100 | RQE 1306

65 3621-7879 | 65 98111-3858

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

CRM/MT 7295 | RQE 2913

Espaço Milano Av. Italia, 500 - Cuiabá/MT 65 3023-7700 | 65 9 9977-7879

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dr. Mario Vinicios S. Martello

Dr. Marlon Mendonça

Psiquiatria

Ortopedia e Traumatologia

CRM/MT 5273 | RQE 2731

CRM/MT 4075 | RQE 3301

IPEC - Instituto de Psiquiatria e Estimulação Cerebral Rua dos Lírios, 525, Clínica Nossa Senhora das Graças - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 2127-1275 | 65 99628-3207

CEAC Av. Bosque da Saúde, 888 Edifício Saúde, 2º Andar - Sala 25 Cuiabá/MT 65 2136-4788 | 65 99201-1230

rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

15


Guia médico

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Dr. Marlus Andrade Dias

Dr. Maurício de Araújo Allet

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

Ortopedia e Traumatologia

CRM/MT 6985 | RQE 3122

CRM/MT 3513 | RQE 1011

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Hospital Ortopédico Rua Osório Duque Estrada - 15 Araés Cuiabá/MT 65 3314-1200

Dr. Michel Patrick do Amaral Silva

Dra. Michele Andraus

Cirurgia Plástica

CRM/MT 5758 | RQE 3566

Nefrologia

CRM/MT 4414 | RQE 2714

Instituto Vivan Rua Comandante Costa, 1628, Centro Sul Cuiabá/MT 65 3623-4999 | 65 4104-0175 65 98148-7982

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

Dra. Michelli Massae Saruwatari

Dr. Paulo Custódio

Oftalmologia

CRM/MT 1653 | RQE 946

Ortopedia e Traumatologia

CRM/MT 5866 | RQE 3637

16

Complexo Hospitalar de Cuiabá (Antigo Hospital Jardim Cuiabá) Avenida das Flores, 843 - Sala 35 Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 99610-1111 | 65 3634-8906

Hospital Ortopédico Rua Osório Duque Estrada - 15 Araés Cuiabá/MT 65 3314-1200

Dr. Paulo Márcio Espir da Fonseca

Dr. Paulo Spengler

Ortopedia e Traumatologia CRM/MT 3422 | RQE 907 | TEOT 6473

CRM/MT 3607 | RQE 1214

Hospital Ortopédico Rua Osório Duque Estrada, (próximo a Av. do CPA), 15, Bairro Araés, Cuiabá/MT 65 3314-1200

Hospital Ortopédico Rua Osório Duque Estrada, 15 - Cuiabá/MT 65 3314-1200

Ortoclin Rua 100, Quadra 01, Número 10 Bairro Jardim Imperial, Cuiabá/MT 65 2129-7720

Edifício Santa Rosa Tower Av. Miguel Sutil, 8000 - 9º andar - Sl 906 Cuiabá/MT 65 2127-1300

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

Ortopedia e Traumatologia


Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Guia médico

Dr. Pedro Henrique Pires Wieczorek

Medicina Legal e Perícia Médica

Medicina

CRM/MT 1037 | RQE 2641

Dr. Pedro Henry Neto

CRM/MT 8925

Hiperbárica Santa Rosa: Hospital Santa Rosa - Rua Adel Malouf, 119 - Santa Rosa- Cuiabá/MT 65 3626-3701 | 3626-3698

Hiperbárica Santa Rosa: Hospital Santa Rosa - Rua Adel Malouf, 119 - Santa Rosa- Cuiabá/MT 65 3626-3701 | 3626-3698

Dra. Renata Santos de Souza Massoni

Dr. Ricardo Massarolli

Ginecologia e Obstetrícia

CRM/MT 7337 - RQE 4174

Oftalmologista

CRM/MT 4689 | RQE 1809

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

MedCenter - Tangará da Serra Rua Antônio Hortolani, 327-N - Centro Tangará da Serra/MT 65 3326-0073 | 65 99619-7622

Cardiologia

Dr. Rodolfo Heitor Gomes Fernandes da Silva

CRM/MT 6214 | RQE 2600

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

Dr. Roberto Candia

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

CRM/MT 6583 | RQE 4397 IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Médico

Dr. Rubens Carlos de Oliveira Júnior

CRM/MT 6899

Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dr. Ronny Morais Costa

CRM/MT 3149 | RQE 687 IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Unimed - Cuiabá/MT Rua Barão de Melgaço, 2713 - Centro Sul Cuiabá/MT 65 3612-3100

rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

17


Guia médico

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Ginecologia e Obstetrícia

Dr. Sandro Andrey Nogueira Franco

CRM/MT 3469 | RQE 1491

Cardiologia - Medicina Intensiva

Dr. Salvino Teodoro Ribeiro

CRM/MT 2690 | RQE 1424 - RQE 1423 IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dra. Sarah Louise de Araújo Cabral Ginecologia e Obstetrícia | Medicina Fetal

Hospital São Mateus - Cecord: Avenida Aclimação, 335 Cecord, 4º Andar - Bosque da Saúde Cuiabá/MT 65 3051-2222 | 65 3642-3939

Dra. Sarah de Freitas Novais Reumatologia | Acupuntura CRM/MT 3425 | RQE 1367 - RQE 2254

CRM/MT 7584 | RQE 4506 - RQE 4507

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

Reumacentro Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT 65 3044-0100 | 65 3054-0100 | 65 99995-0101 Consultório Sarah Novais Av. Historiador Rubens de Mendonça, 2368 Cuiabá/MT 65 3052-0094 | 3052-8994

Dra. Sharon Cristine Paroneto de Souza

Dra. Sheila Horst Duque Gripp

Ginecologia e Obstetrícia

Diagnóstico por Imagem Ultrassonografia Geral (atuação exclusiva)

CRM/MT 4048 | RQE 1046

CRM/MT 2672 | RQE 2238

18

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dra. Suelen Perazolo

Dra. Taísa Morete da Silva

Médica Dermatologista CRM/MT 7332 | RQE 2952

Reumatologia CRM/MT 8983 | RQE 4125

Unidade Carlos Chagas Rua Buenos Aires, 458, Bairro Jardim das Américas - Cuiabá/MT 65 9 9670 5568

Reumacentro Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT 65 3044-0100 | 65 3054-0100 65 99995-0101

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br


Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Guia médico

Dra. Tatiane Von Werne Baes

Dr. Thiago Bonato de Amorim

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

CRM/MT 9239 | RQE 4008 | TEOT 14472

Ortopedia e Traumatologia

CRM/MT 9944 | RQE 4623

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

Centro Médico Hospital São Mateus - Sala 11 - Cuiabá/MT 65 3051-2250 | 65 3051-2184 65 3051-2222

Dr. Valeriano Luiz da Silva Filho

Dr. Victor Albuquerque

Pediatria

CRM/MT 8623 | RQE 3790

Cirurgia Plástica

CRM/MT 4233 | RQE 3538

Santa Angela Clínica Pediátrica Rua Júlio Martinez Benevides, s/nº Centro | Tangará da Serra/MT 65 3311-1900

Espaço Milano Av. Érico Preza, 500, Jardim Itália Cuiabá/MT 65 3365-5090 | 9 9605-1985

Dr. Vinicius Andrade

Dr. Vivaldo Naves de Oliveira

Ortopedia e Traumatologia

Ginecologia e Obstetrícia

CRM/MT 5722 | RQE 3531

CRM/MT 1407 | RQE 216

Centro Médico São Mateus Av. Aclimação 135 - Bosque da Saúde Cuiabá/MT 65 3051-2372 | 65 3051-2222 65 99243-8886 (WhatsApp)

Fetal Care Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 99999-0561 | 99992-0851 | 99969-4924

rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

19


Expediente

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

REVISTA TRIMESTRAL Novembro2018 | ANO 4 | Nº 16 | Cuiabá.MT Editora Lopes e Rampani Ltda - CNPJ 07.986.256/0001-69 Impacto Marketing MT Ltda - EPP - CNPJ 21.366.830/0001-07 ESCRITÓRIOS Umuarama (sede): Rua Paulo Pedrosa de Alencar, 4291 - Ed. Manhattan Garden - CEP: 87501-270 | Centro | Tel.: 44 3622-8270 e-mail: revistasaude@sempresaude.com.br - Cuiabá e Rondonópolis: Av. Cuiabá, 1332 - Edifício Montello - Sala 103 CEP: 78700-090 | Centro | Rondonópolis-MT | Tel.: 66 3423-7632 | 66 99670-1899 - e-mail: gerenciamt@sempresaude.com.br COLABORADORES LAYOUT E DIAGRAMAÇÃO: Alison Henrique, André Silva, Bruno Assunção, Dyego Bortoli, Jean Carlos, João Paulo Zequim, Marcio Garcia, Thiago Mantovani CORREÇÃO ORTOGRÁFICA: Lilian Martins FOTOGRAFIAS: Raphael Moraes - 65. 99293-0068 | Real Collor (Cáceres) 65. 3223-5453 Celso Junior (Tangará da Serra) 65. 99964-4089 | Melissa Caroline Rocha Macedo - 65. 99687-7533 | Lamego Photography - 65 3326-9080 JORNALISTA RESPONSÁVEL: Caio Henrique dos Santos Rosa - 0011175/PR CIRCULAÇÃO: Cuiabá, Várzea Grande, Mirassol do Oeste, Cáceres, Campo Verde, Chapada dos Guimarães, Barra do Bugres, Rosário Oeste, Diamantino, Arenápolis, Tangará da Serra, Nova Mutum e Sapezal.

CAPA CUIABÁ Imedi - Instituto Médico de Diagnósticos por Imagem

Foto Raphael Moraes - 65 99293-0068

FRANQUIAS Apucarana/Arapongas-PR - Leandro Henrique | Paula Renatha Pontim - comercial@sempresaude.com.br - 43. 99611-5553 | 43. 99611-5563 - Araçatuba/Bauru-SP - Anderson Hernandes | Carol Lopes - aracatuba@sempresaude.com.br - 18. 99740-2777 | 18. 99813-7777 - Balneário Camboriú-SC - Paulo Victor Frasson Cordeiro - balneariocamboriu@sempresaude.com.br - 47. 99282-2021 - Boa Vista-RR - Julio Graziani Carlos boavista@sempresaude.com.br - 95. 99169-4071 - Campina Grande-PB - Everton Barros | Victor Lima - campinagrande@sempresaude.com.br - 83. 99988-0372 | 83. 99988-0429 - Campo Mourão-PR - Rafael Morimoto - rafael@sempresaude.com.br - 44. 99911-8081 | 44. 98811-6206 - ChapecóSC - Fábio Bortolone - chapeco@sempresaude.com.br - 49. 99916-5719 - Cianorte-PR - Paulo Paixão | Andreia Gabriel - cianorte@sempresaude.com. br - 44. 99922-0310 | 44. 3346-4050 - Criciúma-SC - José Carlos Junqueira Alvarenga | Sandra Alvarenga - criciuma@sempresaude.com.br - 48. 99912-5253 | 48. 99914-0810 - Cuiabá-MT - Márcio Costa - cuiaba@sempresaude.com.br - 66. 99683-1899 - Florianópolis-SC - Paulo Victor Frasson Cordeiro - floripa@sempresaude.com.br - 48. 99133-3334 | 48. 99610-5357 - Foz do Iguaçu -PR - Rosana Segovia - rosana@sempresaude.com. br - 45. 99991-2500 - Goiânia-GO - Tiago de Souza Brito | Josiane Vicentim - goiania@sempresaude.com.br - 62. 99649-2036 | 62. 98326-2003 - João Pessoa-PB - José Adriano Danhoni Neves | Ednéia Tenório - joaopessoa@sempresaude.com.br - 83. 98750-7070 | 83. 98812-7080 - JoinvilleSC - Ana Paula de Campos | Bruno Bellio - joinville@sempresaude.com.br - 47. 99930-6364 | 47. 99930-7637 - Londrina-PR - Leandro Henrique | Paula Renatha Pontim - londrina@sempresaude.com.br - 43. 99611-5553 | 43. 99611-5563 - Macaé/Rio das Ostras-RJ - Andreia Garcia | Paulo Cesar Ceranto - macae@sempresaude.com.br - 22. 98847-5455 | 22. 98842-9166 - Maringá-PR - Paulo Paixão | Andreia Gabriel - paulopaixao@sempresaude. com.br - 44. 99922-0310 | 44. 3346-4050 - Natal-RN - Dirceu Filho - natal@sempresaude.com.br - 83. 98788-7070 - Palmas/Araguaína-TO - Fábio Lima - palmas@sempresaude.com.br - 63. 98503-9960 | 44. 99829-0245 - Paranavaí-PR - Paulo Paixão | Andreia Gabriel - paranavai@sempresaude. com.br - 44. 99922-0310 | 44. 3346-4050 - Ponta Grossa-PR - Sérgio Oliveira | Mara Megda - pontagrossa@sempresaude.com.br - 42. 99987-8180 | 42. 98418-1290 - Porto Velho-RO - Arthur Marandola - portovelho@sempresaude.com.br - 69. 99366-1466 | 69. 99366-1470 - Ribeirão Preto-SP - Eduardo Borges - ribeirao@sempresaude.com.br - 16. 99711-7770 - Rio Verde-GO - Marcelo Piai | Verônica Venâncio - rioverde@sempresaude.com. br - 64. 99625-8105 | 64. 99625-8305 - Rondonópolis-MT - Marcio Costa | Fernanda Lima - rondonopolis@sempresaude.com.br - 66. 99683-1899 | 66. 98139-7824 - São José dos Campos-SP - Marcelo Piai | Verônica Venâncio - sjcampos@sempresaude.com.br - 12. 99625.8005 | 12. 99625-1005 - São José do Rio Preto-SP - Renato Dias Renovato | Kelly Renovato - riopreto@sempresaude.com.br - 17. 99669-1700 | 17. 99669-7771 - Sinop/Sorriso/ Lucas do Rio Verde-MT - Emerson do Carmo | Luiz Carlos Rampani - rampani@sempresaude.com.br - 66. 99994-2442 | 66. 99659-7210 - UberlândiaMG - Wander Marcio Rosada - uberlandia@sempresaude.com.br - 34. 99990-2479 | 34. 99967-1225 - Umuarama-PR - Ueslei Rampani | Marcelo Adriano - revistasaude@sempresaude.com.br - 44. 98407-0698 | 44. 99941-9930 | 44. 3622-8270

CAPA TANGARÁ DA SERRA MedCenter

Foto Lamego Photography

DIREÇÃO GERAL

Marcelo Adriano Lopes da Silva

FRANQUEADO DESTA UNIDADE

Ueslei Dias Rampani

EXECUTIVA DE VENDAS

Claúdia Guth (Tangará da Serra)

Marcio Costa

ENTRE EM CONTATO PARA MATÉRIAS E ANÚNCIOS Você também pode ler esta edição pelo aplicativo: REVISTA SAÚDE OFICIAL

Márcio Costa: 66 99683-1899 Cláudia Guth: 65 99911-4994 cuiaba@sempresaude.com.br

www.rsaude.com.br

Facebook/revistasaudecuiaba

As matérias e imagens veiculadas são de responsabilidade dos seus autores.

20

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br


Editorial

A Revista Saúde chega ao final de mais um ano espetacular! Nosso maior presente é saber que fazemos parte das conquistas dos profissionais de saúde que atendemos. Em 2015, a Revista Saúde já era uma referência entre as publicações especializadas na área de saúde no Brasil quando chegamos em Cuiabá. Para além dos receios que costumam acompanhar as grandes mudanças, trouxemos de Umuarama (PR) - cidade natal da Revista Saúde e de nossas famílias - grandes sonhos. O principal deles: fazer com que a publicação fosse a principal revista na área de saúde da região. É com muito alegria que podemos dizer: conseguimos! Nesses anos de trabalho intenso e repleto de realizações, cerca de 400 profissionais foram atendidos por nossa equipe em Cuiabá e região. Pode parecer exagero, mas lembramos de cada um deles com carinho. Isso porque estabelecemos uma relação de amizade no trabalho desenvolvido. Conversas, entrevistas, fotos, informações sobre a repercussão do material... Naturalmente, criamos vínculo e podemos dizer com conhecimento de causa: Cuiabá, Tangará da Serra, Cáceres e suas regiões têm profissionais de saúde de excelência. Nosso maior presente é saber que damos visibilidade para eles. Fazemos um trabalho cuidadoso de distribuição que garante que a revista se faça presente. A publicação, que tem filiais em mais de 40 cidades do país, também se tornou conhecida por aqui. Em recepções, lojas, consultórios e lugares de grande fluxo de pessoas, uma Revista Saúde sempre estará a espera de um publico interessado nos serviços desses profissionais. Para além dos leitores da revista impressa, temos a surpreendente marca de 30 mil acessos mensais no site da revista da região. O próximo passo é fazer com que a revista se torne cada vez mais digital. No YouTube, o canal da publicação tem vigorado com milhares de acessos. Os vídeos com dicas e explicações dos profissionais de saúde são produzidos por nossa equipe e disponibilizados no canal Revista Saúde TV. Nas redes sociais e no WhatsApp, fazemos a divulgação das produções para ampliar ainda mais a visibilidade de nossos anunciantes. Para nós, é uma alegria acompanhar a grande repercussão que ganham esses vídeos. Sabemos que muito está por vir, logo lançaremos o futuro da Revista Saúde. O que nos enche de entusiasmo é saber que o nosso trabalho é instrumento para realização dos sonhos dos profissionais de saúde dessas cidades e suas regiões que nos receberam de braços abertos. Cuiabá e toda região, muito obrigado! Seguimos juntos! Um abraço cheio de carinho a todos que fizeram da Revista Saúde uma referência. 22

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT


Os diretores!

Marcio Costa

Contato: 66 99683-1899

Fernanda Lima Contato: 66 98139-7824 cuiaba@sempresaude.com.br

www.rsaude.com.br

Foto Guilherme Silveira - Los Cuatro Assessoria FotogrĂĄfica

rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista SaĂşde

23


Índice

30

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

O que é Síndrome de Guillain-Barré?

50

de dor na coluna?

Dr. Cassius Clay Scofoni F. de Azevedo

Dor no Ombro Entenda a Lesão do Manguito Rotador

52

Um choque de vida

Dr. José Antonio Rogoni Jr.

Transplante Renal Dr. Luiz Gonzaga de Figueiredo Filho Dr. Luiz Guilherme Baster de Figueiredo

54

Transplante Capilar Decidi fazer. O que devo saber?

56

Dr. Fabrício Almeida

Alinhadores invisíveis

58

Estética e Funcional

+ Viscossuplementação

Dr. Hélcio Ap. Bianchi

Dr. Paulo Márcio Espir da Fonseca

Mamografia e Câncer de Mama

60

Dra. Beatriz Formighieri

da saúde dos mato-grossenses Dr. Mario Ardenes

64

Oxigenoterapia Hiperbárica Tecnologia moderna a serviço da saúde Dr. Pedro Henry Neto

70

Hospital Amecor

Câncer Colorretal - CCR Dr. José Geraldo Favalesso

26

Os 40 anos com modernidade do Hospital Amecor

48

Dietas não são a resposta Dra. Mariana Nascimento

Dr. Pedro Henrique Pires Wieczorek

46

44

IMEDI completa 30 anos de eficiência e dedicação no cuidado

Emagreci com bariátrica, e agora?

72

Judicialização da saúde: panorama de um problema

O que é hipertrofia muscular?

em crescimento

Dra. Gabriela Coutinho

Unimed Cuiabá

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

42

Artrose de Joelho Tratamento com Ondas de Choque

44

38

O futuro da Ortodontia

Dr. Marco Antonio Gonçalves Preza

42

O que são os Bioestimuladores?

40

As doenças cardíacas nas mulheres

M. Dr. Aires

38

36

Dr. Sandro Andrey Nogueira Franco

36

Depressão grave, paciente suicida, surto:

Dr. Márcio Moraes

34

34

CEAC - Centro Avançado de Coluna

32

Quem nunca reclamou

52


Índice

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

74

54

O que é MD Codes?

96

Estética e Harmonização Orofacial

Dra. Suelen Perazolo

Luís Fernando Junqueira Netto Claudia Ap. Monteiro

Dr. Bruno Olavarria Aquino

Debora T. Mazzutti

76

Dra. Joizeanne Pedroso Pires Chaves

64

Como está sua audição ou do seu filho?

Dr. Bernardo c. De figueiredo

102

MedCenter:

processos de seleção de pessoal

com excelência a todos Dr. Carlos Leonardo Abi Rached Cruz Dr. Ricardo Massarolli

Emanuelle Campos Lima Moreira de Melo

104

86

É possível matricular os filhos em diferentes disciplinas no kumon sem sobrecarregá-los

106

nas Dores Crônicas Dr. Igor Vilela Junqueira

Kavix (Ultracavitação) Marta Fanaia Kamila Bena

104

108

um avanço no tratamento da depressão O sonho do colo alto Dr. Mario Vinicios S. Martello

Dr. Michel Patrick do Amaral Silva

Dr. Gustavo Watzel

94

Estimulação Magnética Transcraniana (EMT):

92

Microfisioterapia Importante ferramenta

97

Podologia Especializada Nyvia marques

Ana Carolina Tondolo

90

A avaliação psicológica como um prognóstico imprescindível nos

Atendimentos acessíveis

82

Medicina Integrativa: um novo olhar

82

Escuta mas não entende?

Dra. Priscila de Araújo Lucas

76

Fabi Moraes

100

56

Musculação para mulheres

Mitos da Cirurgia Plástica Atual Dr. Eduardo Sauter

80

98

78

Monique Crestani

Rastreamento Mamográfico Salva Vidas

A importância da Monitoração do Paciente Cirúrgico Thelma M. Galindo

110

RNI lançará residencial Origem VG em novo polo de Várzea Grande

rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

27


Foto: Raphael Moraes

O que é Síndrome de Guillain-Barré? Síndrome de Guillain-Barré é uma doença inflamatória aguda caracterizada por fraqueza muscular relativamente simétrica, cujo déficit motor máximo é atingido em até 4 semanas. Geralmente ascendente e com arrellexia profunda associada à variável perda de sensibilidade que decorre da agressão imunomediada às raízes e aos nervos periféricos.

DR. CASSIUS CLAY SCOFONI F. DE AZEVEDO CRM/MT 6140 INFECTOLOGIA - RQE 3289 MEDICINA TROPICAL - RQE 3724 • Mestrado em Ciências da Saúde – Área de Concentração – Doenças Tropicais e Infecciosas – UFMT; • Residência Médica em Infectologia – UFMT/HUJM; • Residência Médica em Medicina Tropical – UFMT/HUJM; • Pós-Graduado em Vigilância Sanitária; • Pós-Graduado em Gestão em Saúde Pública; • Pós-Graduado em Saúde Mental e Atenção Psicossocial; • Pós-Graduado em Docência no Ensino Superior; • Professor de Ensino Superior do Curso de Medicina na Univag – Centro Universitário; • Membro da Sociedade Brasileira de Infectologia; • Servidor Público Concursado pela Secretaria Municipal de Saúde do Município de Cuiabá/MT; • Servidor Público Concursado pela Secretaria Municipal de Saúde do Município de Várzea Grande/MT.

30

Todas as idades podem ser afetadas, porém a ocorrência é maior em pacientes com idade > 50 anos. Não há preferência de gênero, mas alguns estudos mostram discreto predomínio do sexo masculino. Infecções de vias aéreas superiores ou intestinais podem anteceder em 2 a 4 semanas as manifestações paralíticas (60% dos casos). Quando a identificação ocorre, os agentes mais comuns são Campilobacter jejuni, em até 33%, e citomegalovírus, vírus Epstein-Barr, vírus da varicela-zóster, Mycoplasma ou Borrelia, em 6% dos casos. A manifestação clínica vai depender da topografia (localização) da lesão, porém a grande característica marcante da doença é a Paralisia flácida Aguda, expressão clínica presente em várias doenças que acometem medula, raízes e nervos periféricos (mais comum), junção mioneural ou músculo. Quanto ao diagnóstico, podemos lançar mão de vários exames que podem ser: RNM de coluna (suspeição de lesão medular), punção de líquido cefalorraquidiano, eletroneuromiografia (investigar afecções de nervos periféricos), entre outros. No que diz respeito ao tratamento, a primeira preocupação é em relação à possibilidade de insuficiência respiratória, devendo, portanto, avaliar as vias respiratórias de modo minucioso, padrão respiratório, parâmetros hemodinâmicos e admissão à UTI, além da imunoterapia especifica para a doença.

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

SAIBA MAIS SOBRE A SÍNDROME DE GUILLAIN-BARRÉ

Sintomas Pode causar rouquidão, dificuldade em engolir e em falar, dormência no corpo, sobretudo nas pernas. Nos casos mais graves, pode paralisar o corpo.

Frequência É rara, com média de um caso a cada cem mil habitantes no Brasil.

A síndrome mata? Se a paralisia atingir os músculos respiratórios, o paciente pode necessitar de ventilação mecânica. Sem o suporte, a pessoa pode morrer por asfixia.

Tratamento É feito com a medicação venosa Imunoglobulina. Também é necessária uma avaliação neurológica do paciente e acompanhamento da fisioterapia.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Foto: Raphael Moraes

Dor no Ombro Entenda a Lesão do Manguito Rotador Geralmente, a Lesão do Manguito Rotador ocorre em pessoas acima dos 40 anos. Os sintomas aparecem de forma gradual, sendo a queixa mais habitual a dor que é referida no ombro com irradiação para o cotovelo e para a coluna cervical, podem estar associados à dificuldade de realizar atividades simples como uma troca de roupa ou a higiene pessoal. DR. MÁRCIO MORAES ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA CIRURGIA DO OMBRO E COTOVELO CRM/MT 5670 RQE 2064 - TEOT 10722 • Graduado na Faculdade de Medicina de Jundiaí-SP; • Ortopedia e Traumatologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP - EPM); • Especialização de Cirurgia do Ombro e Cotovelo pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP EPM); • Aperfeiçoamento em Cirurgia do Ombro em San Antonio, Texas-EUA; • Aperfeiçoamento em Cirurgia do Ombro e Cotovelo na Cleveland Clinic em Cleveland, Ohio, EUA; • Título de Especialista de Ortopedia e Traumatologia • Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Ombro e Cotovelo; • Membro Internacional da Academia Americana dos Cirurgiões Ortopédicos.

O termo manguito rotador é um termo simplificado para as funções que quatro tendões existentes no ombro realizam: a rotação do úmero, estabilização do ombro junto à articulação e controle da cabeça do úmero quando o braço é elevado. Geralmente, a lesão do manguito rotador ocorre em pessoas acima dos 40 anos. Quando ocorre em pacientes jovens, ela normalmente ocorre devido a um trauma de alta energia, ou em pessoas que realizam atividades com um braço em constante elevação (como professores, pintores e trabalhadores da construção civil) e esportistas que realizam atividade constante com o ombro acima da cabeça (jogadores de vôlei, nadadores e praticantes de tênis). Também pode ser originada a partir de um trauma, como uma fratura ou luxação. Sintomas Os sintomas podem aparecer de modo repentino ou de modo gradual. Pode ocorrer uma dor de grande intensidade no ombro após uma queda sobre o braço. Normalmente, após o trauma, o paciente segue com dor de grande intensidade associado à diminuição de força muscular e da amplitude de movimento do ombro. Entretanto, os sintomas aparecem de forma gradual, sendo a queixa mais habitual, a dor que é referida no ombro com irradiação para o cotovelo e para o trapézio. Normalmente, queixa-se de dificuldade para dormir sobre o ombro e o paciente acorda no meio da noite com dor. Outros sintomas podem estar associados, como perda de movimento e rigidez articular que podem levar a uma dificuldade de realizar atividades simples, como uma troca de roupa ou a higiene pessoal.

Em alguns casos, o tratamento não cirúrgico pode levar a uma importante melhora da dor e, consequentemente, da função do ombro, o que pode demorar semanas e meses. O tratamento não cirúrgico é considerado apropriado para as lesões parciais do manguito rotador. As lesões totais ou completas devem ser tratadas de modo cirúrgico. Quando ocorre a ruptura do manguito rotador, ocorre também o tensionamento pelo músculo que só leva a um aumento da lesão, impedindo, desse modo, que o tendão cicatrize. Por esse motivo, a lesão completa do manguito rotador é de tratamento cirúrgico. Tratamento cirúrgico Existem vários tipos de tratamento cirúrgico. O tipo de tratamento a ser realizado depende do tipo, tamanho e localização da lesão. A técnica atualmente mais utilizada é o reparo artroscópico, por ser um procedimento que temos uma melhor visualização da lesão e também porque é realizado de modo minimamente invasivo, proporcionando uma recuperação mais rápida, menor dor no pós-operatório e um breve retorno às atividades da vida diária. Reabilitação pós-cirúrgica Um forte comprometimento do paciente no programa de reabilitação é muito importante para se alcançar um bom resultado com o tratamento cirúrgico.

Diagnóstico O diagnóstico é baseado na história clínica do paciente, em manobras realizadas pelo ortopedista e em exames de imagem, como o Raio-X, Ultrassom e a Ressonância Magnética. As opções de tratamento são: • Repouso associado à limitação de atividades com o braço acima da cabeça; • Uso de tipoia; • Uso de anti-inflamatório; • Exercícios de alongamento e fortalecimento. 32

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Foto: Raphael Moraes

Transplante Renal A doença renal crônica se caracteriza como a diminuição progressiva do funcionamento dos rins, levando à diminuição da eliminação das impurezas do organismo e, ao atingir determinados limites, exige uma intervenção, como a diálise ou o transplante de rim.

DR. LUIZ GONZAGA DE FIGUEIREDO FILHO NEFROLOGIA

Foto: Raphael Moraes

CRM/MT 6180 - RQE 3211

DR. LUIZ GUILHERME BASTER DE FIGUEIREDO NEFROLOGIA CRM/MT 5552 | RQE 2022

34

O transplante renal é uma opção de tratamento para os pacientes que sofrem de doença renal crônica avançada. No transplante renal, um rim saudável de uma pessoa viva ou falecida é doado a um paciente portador de insuficiência renal crônica avançada. Através de uma cirurgia, esse rim é implantado no paciente e passa a exercer as funções de filtração e eliminação de líquidos e toxinas. Como a doença renal crônica é silenciosa, muitas vezes, os pacientes só descobrem a doença apenas em fases avançadas, quando não há tempo para programar o tratamento que ele desejaria realizar. É por isso que a maioria das pessoas que apresentam doença renal crônica avançada começa primeiro por hemodiálise ou diálise peritoneal. E, depois, se inscrevem na lista de transplante de rim ou recebem um rim de um doador vivo. Como qualquer procedimento cirúrgico, as condições de saúde do paciente podem impor contraindicações para a realização do transplante renal. Pacientes portadores de alterações hepáticas, cardiovasculares ou infecciosas, que não estejam compensadas, não podem realizar a cirurgia. Existem dois tipos de doadores: os doadores vivos (parentes ou não) e os doadores falecidos. No caso de doadores falecidos, os rins são retirados após se estabelecer o diagnóstico de morte encefálica e após a permissão dos familiares. O diagnóstico de morte encefálica possui critérios muito rigorosos definidos pelo Conselho Federal de Medicina. Inúmeros exames são realizados para que se possa determinar o bom funcionamento dos rins do doador e se certificar que ele não apresenta alguma doença que possa ser transmitida ao receptor. O sangue do doador será cruzado com o sangue dos receptores, e receberá o rim aquele paciente que for mais compatível, ou seja, apresenta o menor risco de rejeição com o órgão que está disponível. Para receber um rim de doador falecido é necessário estar inscrito na Central de Transplantes do Estado onde será feito o transplante, existindo uma lista única de receptores de rim. No caso de rim de doador vivo, tanto os parentes, quanto os não parentes podem ser doadores, desde que haja uma autorização judicial. As condições necessárias para ser um doador vivo é manifestar desejo espontâneo e voluntário de ser doador. A comercialização de órgãos no Brasil é crime e passível de pena. Caso haja o desejo, é necessário que o sangue do doador seja compatível com o sangue do receptor. Após o transplante de rim, o paciente ficará tomando remédios chamados de imunossupressores, que diminuem a chance de rejeição do órgão que ele recebeu, diminuindo a imunidade. Essas medicações devem ser utilizadas durante todo o tempo que forem transplantados. O abandono da medicação pode ter sérias

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

consequências, como a perda do rim transplantado e outras complicações. Como todos os remédios, os imunossupressores apresentam efeitos colaterais. Entre os efeitos colaterais mais comuns, destacam-se a predisposição a infecções virais e bacterianas, principalmente no primeiro ano após o transplante de rim. O rim transplantado pode permanecer funcionando por vários anos (mais de 10 anos), mas, em alguns casos, o tempo de duração de funcionamento do órgão não é tão longa. O uso correto dos imunossupressores é importantíssimo para a manutenção do funcionamento do transplante. Características relacionadas ao paciente que recebeu o órgão, como número de transfusões sanguíneas, transplantes anteriores; intercorrências ocorridas no momento do transplante renal e ao próprio órgão que foi doado terão impacto na duração do funcionamento do órgão. O rim transplantado também pode ser acometido com algumas doenças que poderão alterar sua função, como as infecções urinárias, obstruções na via de saída de urina e rejeições. A rejeição ocorre quando o organismo passa a reconhecer o rim recebido como estranho. Para cada uma dessas situações, existe um tratamento específico e quanto mais cedo for iniciado, maiores as chances de manter o funcionamento do rim. Os pacientes que se submetem ao transplante renal têm uma maior sobrevida ao longo dos anos. Porém, a indicação da melhor estratégia de tratamento depende de vários fatores e deve ser individualizada para cada paciente.

O rim transplantado pode permanecer funcionando por vários anos (mais de 10 anos), mas, em alguns casos, o tempo de duração de funcionamento do órgão não é tão longa.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Transplante Capilar

Decidi fazer. O que devo saber? Atualmente, cerca de 60% dos homens e 40% das mulheres sofrem com o problema de perda dos cabelos.

M. DR. AIRES MÉDICO - CRM/MT 4000

Felizmente, novos e promissores tratamentos com novas drogas têm surgido, bem como exames mais específicos - como os testes genéticos - e também os avanços nas tecnologias dos transplantes. O transplante capilar tem sido cada vez mais buscado nas clínicas especializadas, pela sua praticidade e pelo desejo de ter uma melhor aparência por aqueles que perderam os cabelos. Ele deve ser escolhido nestas situações: • Perda total ou parcial de cabelos, como entradas e coroa; • Falha nos tratamentos injetáveis e orais; • Cicatrizes e falhas de cabelos em algumas áreas.

Para quem está perdendo os cabelos e pensando em fazer o transplante deve-se observar alguns pontos importantes: • A pressa é amiga da perfeição! • Tratamentos precoces impedem a progressão da calvície e trazem melhores resultados; • O fator mais importante para cobrir uma área calva é a presença ainda de uma grande área doadora, geralmente nuca e lateral da cabeça são as áreas doadoras de onde os fios são retirados. Dessa forma, quanto maiores e mais preservadas essas áreas estiverem ainda, maior é a quantidade de fios doados e melhor o resultado. Portanto, a procura precoce por tratamento leva a resultados finais mais satisfatórios. Seja rápido; • Importante também saber que a área que ficou muito tempo calva requer tratamentos. Assim

como uma terra que perdeu seus elementos naturais e se tornou seca, os tratamentos prévios melhoram a vascularização e a consequente melhoria da irrigação dos novos fios transplantados e dos que estão em processo de miniaturização e desaparecimento, resultando, assim, em um melhor resultado final a longo prazo.

O Pré e Pós-Transplante Realizar o transplante não é garantia de ficar bem de novo na foto. Sim, isso mesmo! O acompanhamento médico nas primeiras semanas, como em qualquer cirurgia, é muito importante para tratar e prevenir qualquer problema com o transplante. Os fatores que levaram à calvície não cessam com a cirurgia e interferem no resultado final também. Tratar as causas da calvície é muito importante, pois um grande transplante hoje pode ser dor de cabeça no futuro. Isso porque o uso exagerado da área doadora na juventude e a progressão da calvície te impedirão de tratar novas áreas calvas quando estas surgirem. Escolha uma equipe médica que te trate e te prepare na fase pré-transplante, que você tenha fácil acesso nas primeiras semanas e que acompanhe a evolução da sua calvície em todos os anos de sua vida, assim como se faz em doenças crônicas como diabetes e hipertensão. Dessa forma, conseguirás melhorar a longevidade da sua saúde capilar e resultado final da sua cirurgia.

E agora qual técnica escolher? Atualmente, duas técnicas são praticadas no mundo: • FUT, onde se faz uma excisão cirúrgica na região posterior de onde retiram os fios. Foi abandonada por nós, da Clínica Aires, há alguns anos. • FUE, técnica que utiliza modernos equipamentos de alta precisão óptica e cirúrgica, que remove fio a fio e transplanta fio a fio. É uma técnica menos traumática e de fácil recuperação. Esta técnica aqui em Cuiabá passou por aperfeiçoamentos na Clínica, sendo denominada de TICAP-FUE, que significa Transplante Imediato Capilar– FUE. Ela é fruto de estudo e das inúmeras viagens pela Ásia, Europa e EUA realizadas pelo Dr. Aires, onde ele juntou o que cada país tem de melhor na realização da cirurgia e adaptou às características do desenho capilar do homem brasileiro. Os resultados das duas técnicas são parecidos e dependem muito da habilidade manual médica na extração, da expertise e do tamanho da equipe envolvida na cirurgia, produzindo, assim, uma maior quantidade de fios. Agora que está mais informado, esperamos ter ajudado a tomar tua decisão.

36

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Foto: Raphael Moraes

Alinhadores invisíveis

O futuro da Ortodontia Estética e Funcional

DR. HÉLCIO AP. BIANCHI ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR E DOR OROFACIAL CRO/MT 1631 • Especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial; • Especialista em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial; • Mestre em Ciências da Saúde UFMT; • Doutorando em Ciências Odontológicas; • Professor da Universidade de Cuiabá.

Seguindo a linha da descrição e conforto que todos buscam atualmente, a Ortodontia moderna nos traz um tratamento que utiliza uma abordagem inovadora, com exclusiva tecnologia: os ALINHADORES INVISÍVEIS como uma alternativa ao aparelho convencional. Estes são um conjunto de placas transparentes, removíveis, com a finalidade de realizar a movimentação gradual dos dentes. Seu design é parecido com uma moldeira e são tão discretos que ficam praticamente imperceptíveis no sorriso. Há vários sistemas de alinhadores, sendo o INVISALIGN considerado inovador, tecnológico e fabricado pela Align Technology, que investe fortemente em pesquisas para contínuo aprimoramento da técnica, utiliza um moderno sistema de imagens 3D para planejar individualmente cada caso, visualizar resultados almejados e, assim, programar a sequência de alinhadores para cada paciente. É importante lembrar que, da mesma maneira que o aparelho fixo convencional, o sucesso final do tratamento depende não apenas do planejamento e condução do caso, mas em grande parte da cooperação do paciente seguindo adequadamente as instruções fornecidas pelo Ortodontista. Para que o tratamento tenha seus resultados potencializados, é indicado que o alinhador seja usado ao menos 20-22 horas/dia.

Do analógico ao digital, do metal ao plástico, nossa clínica dispõe da mais alta tecnologia visando eficiência e melhor experiência ao nosso paciente. Venha conhecer esta abordagem de tratamento ortodôntico e tire suas dúvidas, transforme seu sorriso sem mudar a sua rotina.

Principais VANTAGENS do uso do INVISALIGN para o paciente: • Estética: o aparelho é transparente e quase imperceptível; • Conforto: não machuca lábios, bochecha, língua. • Melhor higienização: São removíveis, dando liberdade às refeições, além de possibilitar a perfeita escovação dos dentes e uso de fio dental regularmente; • Previsibilidade: será realizado um plano de tratamento 3D personalizado que possibilitará “visualizar” a posição final dos dentes e também estimar a provável duração do tratamento; • Consultas rápidas: A maioria das consultas são curtas, com uma rápida verificação do progresso uma vez a cada 6 semanas em média, de acordo com o planejamento do caso.

65 3627-1020 Av. Tancredo Neves, 300 - Jd. Kennedy - Cuiabá/MT Instituto Bianchi de Odontologia Instituto Bianchi www.institutobianchi.com.br

38

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br


Foto: Raphael Moraes

Mamografia e Câncer de Mama O câncer de mama é doença de elevada mortalidade no Brasil e no mundo. A evolução na terapêutica com técnicas cirúrgicas mais conservadoras, esquemas de radioterapia e tratamentos sistêmicos, quando indicados, culminaram com diminuição de mortalidade e melhora significativa na qualidade de vida das pacientes. Porém, o diagnóstico e tratamento precoces continuam sendo ferramentas fundamentais para o aumento nas taxas de sobrevida, possibilitando cura e redução das taxas de mortalidade pela doença.

DR. MARCO ANTONIO GONÇALVES PREZA CRM/SP 148777 - TEGO 0202/2016 GINECOLOGISTA E OBSTETRA MASTOLOGISTA • Residência em ginecologia e obstetrícia no hospital Vila Nova Cachoeirinha SP • Residência em mastologia no Hospital Pérola Byington SP • Trabalha no Hospital e maternidade Santa Joana e no Hospital Santa Marcelina Itaquaquecetuba SP

Dentre os exames de rastreio e diagnóstico por imagem destaca-se a mamografia, exame radiológico que delimita as estruturas anatômicas, sua composição, densidade e detecta alterações como nódulos, microcalcificações, assimetrias mamárias, dentre outras lesões. É realizada através do mamógrafo, que comprime as mamas visando melhora da imagem para detectar tais achados. Há duas possibilidades de obtenção dessas imagens radiológicas: através da mamografia analógica (onde o registro da imagem é no próprio filme) e a mamografia digital (onde o registro da imagem é feito no filme e em armazenamento digital), com qualidade de imagem consideravelmente superior. Recentemente, esta última modalidade pode ser adquirida no formato 3D, permitindo estudo mais acurado e detalhado da mama. Tradicionalmente, a mamografia é considerada método padrão para o rastreio e detecção do câncer de mama, pois obteve-se redução efetiva na mortalidade. A detecção de alterações no rastreamento é precoce evidenciando-se lesões antes dos primeiros sinais clínicos da doença. • Mamografia de rastreio: detecção precoce do câncer de mama, indicada para pacientes acima dos 40 anos;

Realizado com diferentes projeções na mama estática, produz dados que formam imagens mais definidas, reconstituídas em computador. Estudos mais recentes apontam melhora importante no desempenho da mamografia, porém ainda está por ser mais difundido em protocolos pelo mundo.

Rastreamento na população geral: Mamografia • anual com início aos 40 anos. • 70 anos: quando boas condições clínicas e expectativa de vida maior de 7-10 anos. Mamografia digital • mamas densas, associada a ultrassonografia das mamas População alto risco: • 35 anos de idade ou 10 anos antes da idade do diagnóstico do parente de primeiro grau afetado (não antes dos 30 anos); • Diagnóstico prévio de câncer de mama - Mamografia + ressonância magnética anual.

• Mamografia diagnóstica: realizada em pacientes sintomáticas, para avaliação de alteração clínica já existente.

Tomossíntese digital (mamografia 3d): São imagens fatiadas para melhor visualização e na detecção do câncer mama e representa evolução da mamografia digital. Enquanto a mamografia produz imagem em modo bidimensional (2D), onde o parênquima mamário é comprimido com o objetivo de se detectar alterações, causando sobreposição das imagens o que pode dificultar a visualização de lesões (falso-negativo) ou ainda produzir imagens suspeitas (falso-positivo).

A incidência CC privilegia os quadrantes mediais. Mostram a papila centrada e perfilada (A) e a gordura retroglandular nos quadrantes central e medial. (fonte: fcm.unicamp.com.br)

Vantagens: • Aumento da detecção do câncer de mama de 25% a 30%; • Equipamento extremamente confortável, com bandejas côncavas, com melhor ajuste da mama e menor desconforto a compressão; • Possibilidade da própria paciente fazer a compressão mamária; • Não há necessidade de reconvocação de pacientes em caso de distorção, assimetria e áreas mais densas equivocadas nas mamas; • Mesma dose de radiação mamografia convencional 2D. 40

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

A incidência MLO mostra a papila (A); o músculo peitoral maior identificado na linha retro papilar (B) e o sulco infra mamário (C). (fonte: fcm.unicamp.com.br)

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Foto: George Dias

Emagreci com bariátrica, e agora? Saiba que é possível remodelar o corpo depois de perder o excesso de gordura. A cirurgia bariátrica diminui radicalmente o tamanho do estômago e, de alimentos. Isso leva a uma grande

Existem algumas opções para melhorar a forma corporal, como:

perda de peso, principalmente no pri-

• Back Lift: retira o excesso de pele da

meiro ano, quando o paciente pode

região dorsal (costas), associada à li-

perder cerca de 30% do seu peso total.

poaspiração, em homens e mulheres;

Quando a cirurgia faz com que o

• Dermolipectomia 360º: indicada para

paciente perca muito peso, pode sur-

pacientes com excesso de pele tanto

gir um excesso de pele em partes do

no abdômen quanto nas laterais e no

corpo, como abdômen, braços, pernas e

dorso, possibilitando também fazer

nádegas, já que, com o emagrecimento

lifting de glúteos;

consequentemente, reduz a absorção DRA. BEATRIZ FORMIGHIERI CRM/MT 7270 CIRURGIA PLÁSTICA - RQE 2902 CRM/SP 141293 CIRURGIA PLÁSTICA - RQE 39424 • Graduação em Medicina pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná- PUCPR; • Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário Cajuru - Curitiba –PR; • Especialização em Cirurgia Geral Avançada pelo Hospital Universitário Cajuru - Curitiba – PR; • Residência Médica em Cirurgia Plástica no Serviço de Cirurgia Plástica Oswaldo Cruz-MandaquiSão Paulo- SP; • Membro Associado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP); • Título de Especialista pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) e AMB ( Associação Médica Brasileira); • Membro Internacional da ISAPS (Internacional Society of Aesthetic Plastic Surgery); • Fellow em Cirurgia de Contorno Corporal Pós Grandes Perdas Ponderais pela Universidade da Califórnia, USA, Irvine; • MBA Executivo em Gestão de Saúde com Ênfase em Clínicas e Hospitais pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP).

rápido, a pele tende a ficar flácida, ainda

• Dermolipectomia de Braços: melhora o

mais depois de ter se esticado por muito

contorno dos braços e trata o excesso

tempo. Nestes casos, é indicado fazer

de pele e a flacidez em conjunto;

uma cirurgia reparadora para remoção.

• Dermolipectomia de Coxas: retira o

O ideal e recomendado é que as ci-

excesso de pele e gordura da parte

rurgias plásticas sejam realizadas após

interior das coxas.

a estabilização do peso pós-bariátrica, o que normalmente acontece em até dois anos depois da cirurgia. A cirurgia plástica reparadora auxilia a recuperação do paciente e contribui também para que os resultados da cirurgia bariátrica sejam mais efetivos. Além disso, pode-se contribuir na prevenção de problemas posturais e de equilíbrio que o excesso de pele resultante da bariátrica possa ocasionar. Antes de dar início ao processo cirúrgico de reparação do contorno corporal, o cirurgião plástico deve trabalhar em colaboração com o cirurgião bariátrico e com a equipe multidisciplinar, não só para avaliar o estado geral de saúde do paciente e todas as condições préexistentes ou fatores de risco, mas também para auxiliar o paciente a entender a sua nova constituição física.

42

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Foto: Raphael Moraes

Oxigenoterapia Hiperbárica

Tecnologia moderna a serviço da saúde “A Oxigenoterapia Hiperbárica é um tratamento auxiliar que permite aos profissionais de saúde acelerar a cura de seus pacientes.”

DR. PEDRO HENRY NETO

Foto: Raphael Moraes

CRM/MT 1037 – RQE 2641

Provocando uma hiperoxigenação nos diversos tecidos e órgãos, uma série de efeitos terapêuticos se manifestam no organismo, determinando reações que facilitam a cura de diversas doenças. O Oxigênio Hiperbárico, administrado através de uma Câmara Hiperbárica - onde o paciente é completamente introduzido - pode elevar a pressão de oxigênio no sangue em até 20 vezes os valores normais, provocando um “stress oxidativo” que determina uma série de efeitos benéficos no organismo. Assim, tecidos ou órgãos que estejam em sofrimento, quer pela falta de oxigenação (hipóxia), por traumas, por inflamação, por isquemias (falta de irrigação sanguínea) ou por infecções, podem receber tensões maiores de oxigênio, melhorando sua performance e permitindo o restabelecimento de suas funções de forma mais rápida e eficiente.

Tratamento auxiliar

DR. PEDRO HENRIQUE PIRES WIECZOREK CRM/MT 8925

44

Excetuando-se as doenças provocadas pela elevação na concentração de gazes no organismo humano, como na Doença Descompressiva dos mergulhadores, Embolias aéreas, Intoxicação por Monóxido de Carbono (fumaça) e Gangrena gasosa, onde a Oxigenoterapia Hiperbárica é o principal tratamento a ser instituído, nas demais utilizações dessa tecnologia, tem característica adjunta, pois ajuda as demais tratamentos reco-

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

mendados, potencializando e abreviando seus efeitos, melhorando as condições de vida e a capacidade de resposta dos pacientes. Muito usada no tratamento de feridas de difícil controle, a OHB tem auxiliado inúmeros pacientes que sofrem de úlceras há muitos anos a encontrar sua cura e o fechamento das lesões. Os diabéticos, de uma forma geral, que sempre desenvolvem ulcerações conhecidas como “pé diabético”, têm se beneficiado do uso adjunto da OHB para promover a cicatrização de suas lesões e o controle das infecções secundárias que normalmente estão associadas.

Infecções Muitas infecções com alta mortalidade têm na OHB um poderoso aliado para controle da evolução e recuperação do paciente. A Síndrome de Fournier por exemplo, uma fasciite necrosante muito agressiva, que se não tratada convenientemente leva a morte mais da metade dos acometidos, responde muito bem ao tratamento com antimicrobianos, cirurgia higiênica e oxigenoterapia hiperbárica, recuperando a maioria dos pacientes. As complicações cirúrgicas com isquemia dos tecidos, infecção e deiscência de suturas encontram na OHB um aliado que possibilita a salvação de tecidos e tem evitado a amputação de membros e preservado vidas.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Foto: Raphael Moraes

Câncer Colorretal - CCR O câncer colorretal é uma doença heterogênea no que se refere ao desenvolvimento e comportamento biológico e causada pela interação de fatores genéticos herdados ou não e de fatores ambientais.

DR. JOSÉ GERALDO FAVALESSO CRM/MT 2114 | RQE 1348 - 1349 GASTROENTEROLOGIA ENDOSCOPIA DIGESTIVA • Gastroenterologista pela Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG); • Endoscopista pela Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED); • Gastropediatra pela Federação Brasileira de Gastroenterologia/ Sociedade Brasileira de Pediatria FBG/SBP); • Médico-chefe do serviço de endoscopia digestiva da Imagens Medicina Diagnóstica.

46

Nos EUA, o CCR corresponde a 10% de todas as neoplasias. No Brasil, o índice é semelhante. Nos homens, é a terceira causa de morte, ficando atrás apenas dos cânceres de próstata e pulmão. Já nas mulheres, é o segundo câncer que mais mata, ficando atrás somente do câncer de mama. Estima-se que 5% das pessoas irão desenvolver o CCR em algum momento de suas vidas. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), no ano passado, surgiram mais de 34 mil casos no Brasil. Segundo dados do A.C Camargo Câncer Center, há um crescimento preocupante entre jovens, antes dos 40 anos, em torno de 20% do total de casos.

As formas mais avançadas de câncer colorretal devem ser avaliadas também por exames de tomografias, ressonâncias magnéticas, PET SCAN para detecção de situações de metástases e definição de tratamentos cirúrgicos e paliativos.

Em breve, o câncer será domado, se não abatido O avanço da tecnologia e o domínio da genética, nos próximos dez anos, tornará uma doença fatal em uma doença crônica, como hipertensão e diabetes.

O corpo dá sinais e é essencial dar a devida importância a eles Os sintomas mais frequentes vão desde a perda de peso, alterações do ritmo intestinal, anemia, dor abdominal, cansaço frequente e chegam até ao sangramento via anal. Na presença destes sinais, procure um médico. O objetivo é identificar os pacientes de maior risco, sem sinais e/ou sintomas que devem ser submetidos a um rastreamento pela colonoscopia, que é a endoscopia do intestino. O tabagismo aumenta as chances em 51%, assim como o sedentarismo e a obesidade aumentam as chances em 33%, dieta rica em carne vermelha e processada com baixo teor de fibra; vírus HPV, doença inflamatórias intestinais e álcool também são fatores que influenciam no desenvolvimento da doença. A história natural mostra que, geralmente, esse tipo de câncer tem início na camada da mucosa onde existem os pólipos ou áreas de displasia. Esta associação entre adenoma (pólipo) e o câncer foi descrita por Morson, em 1978 e, por isso, a Sociedade Americana de Câncer orienta que os exames para detecção precoce iniciem a partir dos 45 anos de idade, nos casos de existência de pólipos. A colonoscopia é o principal exame para a detecção precoce e/ou diagnóstico e tratamento de câncer colorretal, exame este realizado de forma segura e confortável, por equipes multidisciplinares. O exame permite uma visualização completa de todos os segmentos do intestino. Na dinâmica, a colonoscopia permite a abordagem das lesões, realiza biópsia para classificação microscópica e possibilita a definição das formas de tratamento. Existem procedimentos complementares terapêuticos complexos, feitos conjuntamente com a colonoscopia, como a polipectomia e a mucosectomia, que permitem a retirada de lesões benignas e malignas precocemente, durante o procedimento. Permitem, ainda, realizar a marcação (tatuagem) para identificar os locais para futuras cirurgias.

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

Entenda melhor os níveis e quais são fatores de risco: • Risco médio - idade maior ou igual a 50 anos; • Risco intermediário - hereditariedade (157% a mais de incidência do CCR), parentes de primeiro grau de pessoas com pólipos (adenoma ou serrilhado) ou câncer intestinal; • Risco alto - mulheres com câncer de mama, ovário ou útero; aqueles que já tiveram câncer de intestino; portadores de doenças inflamatórias, como Crohn e retocolite;

Crescimento preocupante

20%

Do total de casos de Câncer Colorretal ocorrem entre jovens com menos de 40 anos.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Foto: George Dias

O que é hipertrofia muscular? A hipertrofia muscular é uma resposta fisiológica caracterizada pelo aumento do volume dos músculos decorrentes de estímulos gerados pelo exercício físico. Esta resposta é uma adaptação ao estresse decorrente do aumento de tensão e/ou ph gerados no tecido muscular. A musculação é a forma mais eficiente de obter hipertrofia muscular.

DRA. GABRIELA COUTINHO CRM/MT 5862 NUTRÓLOGA - RQE 3046 • Formada pela Faculdade de Cuiabá - UNIC; • Pós-Graduação em Nutrologia; • Título de Especialista em Nutrologia pela Associação Médica de Nutrologia - ABRAN; • Especialização em Nutrologia Esportiva.

A hipertrofia não se deve somente à musculação. Se deve, primeiramente, pela genética do indivíduo. Com um bom exame físico e pela bioimpedanciometria podemos avaliar o tipo de fibra muscular predominante no paciente. Isso pode nos mostrar se o paciente tem predominância de fibras de forças ou de energia, sendo que as de forças são mais propícias a hipertrofiar. Porém, com mudanças hormonais e metabólicas, essa predominância genética pode ser alterada pelos treinos e por equilíbrio hormonal adequado. É necessária dieta e suplementação adequada para suprir a perda de energia e possibilitar a construção do músculo, com as quantidades adequadas de carboidratos e proteínas necessários para cada taxa metabólica basal do paciente. Uma dieta inapropriada acompanhada de musculação pode resultar em perda de conteúdo proteico no tecido muscular, pois o corpo utilizará as proteínas dos músculos para suprir as demandas energéticas. Por isso, a necessidade de uma dieta adequada de carboidratos e proteínas, além de suplementos vitamínicos e minerais para melhora da performance e rendimento do paciente Ingerir menos calorias do que as necessidades diárias é muito comum principalmente no público feminino que tem o receio de engordar. Mas, veja bem, para hipertrofiar os músculos, é preciso ingerir mais calorias do que se gasta, incluindo proteínas de boa qualidade, carboidratos inte-

grais, gorduras boas, mas em doses certas!!! Caso contrário, poderá haver perda de massa muscular. O sono também é muito importante, pois é durante ele que ocorre a hipertrofia muscular. Durante este período, ocorre maior liberação de hormônios anabolizantes e, assim, os músculos se regeneram (cicatrizam) dos esforços submetidos nos treinos. Por isso, “virar noites” atrapalha completamente o processo de hipertrofia muscular!!! Já durante o treino, o músculo que está sendo solicitado é degradado pelos esforços, mas aumenta de tamanho (incha), devido ao fluxo sanguíneo que se dirige para o mesmo. A água - hidratação - não pode ser esquecida. Mais de 70% do nosso corpo é água e, se você está desidratado, seus músculos não crescem. Após treinos longos e intensos, é necessário repor não só água, mas também os sais minerais e os carboidratos perdidos. Com uma genética favorável, alimentação equilibrada, hidratação apropriada, sono restaurador, e principalmente equilíbrio mental e hormonal podemos ter bons resultados de hipertrofia muscular. E quando necessário o uso de suplementos bem indicados como Whey Protein ou proteína isolada, Aminoácidos de cadeia ramificada – BCAA, Creatina, Glutamina, Waxi Maize, entre outros indicados pelo médico nutrólogo ajudam no resultado do paciente

Com uma genética favorável, alimentação equilibrada, hidratação apropriada, sono restaurador e, principalmente, equilíbrio mental e hormonal podemos ter bons resultados de hipertrofia muscular

48

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Quem nunca reclamou de dor na coluna? Segundo dados do IBGE, as dores nas costas (lombalgia, hérnia de disco lombar, hérnia de disco cervical e discopatia degenerativa) são a terceira causa de aposentadoria precoce e a segunda em licença ao trabalho. No Brasil, já existem mais de 5,2 milhões de portadores de hérnia de disco. A maior parte desse público consegue amenizar ou eliminar as dores com medicação e com a prática de exercícios físicos, como pilates ou sessões de fisioterapia. Mas, um pequeno contingente precisa se submeter a um procedimento cirúrgico. Até tempos atrás, a única opção era a cirurgia convencional, com corte que chega a 20 centímetros, dependendo do problema, e com pós-operatório delicado. Atualmente, no entanto, já é possível tratar artrodese lombar e hérnia de disco por meio da cirurgia minimamente invasiva, aquela realizada com pequenos cortes ou incisões, através de instrumentos cirúrgicos longos que são introduzidos até o local e acompanhados por câmeras e monitores de vídeo.

mento e infecção é menor, haja visto que os cortes são menores e, em muitos destes procedimentos, até mesmo inexistentes, pois podem ser feitos com agulhas ou com auxílio de endoscópio.

O que é cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna?

De forma geral: menor tempo de cirurgia, menor risco de sangramento ou de infecção, sem necessidade de anestesia geral, retorno mais rápido às atividades habituais e profissionais, menos dor pós-operatória, já que o corte é menor ou até mesmo inexistente e a musculatura é discretamente mobilizada e separada, ao contrário do que acontece nas cirurgias convencionais na qual a musculatura precisa ser “descolada” do osso.

É um conjunto de procedimentos que visa o tratamento das doenças da coluna de uma forma menos agressiva para o corpo e, desta forma, traz uma recuperação mais ágil, um retorno mais rápido às atividades profissionais e habituais, e também apresenta menor risco de complicações cirúrgicas e pós-operatórias. Por exemplo, o risco de sangra-

As principais doenças tratadas com estas técnicas são as doenças degenerativas da coluna, que incluem as famosas hérnias de disco e os famosos bicos de papagaio. Outras doenças - como fraturas, tumores e deformidade - também podem, muitas vezes, serem tratadas por técnicas minimamente invasivas da coluna. Porém, os principais alvos são aqueles problemas relacionados à hérnia de disco.

Quais são as vantagens da cirurgia endoscópica da coluna, quando comparada com a cirurgia convencional?

Já é possível tratar artrodese lombar e hérnia de disco por meio da cirurgia minimamente invasiva, aquela realizada com pequenos cortes ou incisões

50

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Depressão grave, paciente suicida, surto:

Um choque de vida Sabe quando seu computador dá aquele tilt e o técnico pede para que você reinicie a máquina? Você aperta o botão certo e parece que a solução sempre esteve lá. Há recomeços que salvam máquinas, outros salvam vidas. Vamos falar de eletroconvulsoterapia – ECT e esse restart. Em 2018, Mato Grosso ganhou o Instituto Mato-Grossense de Eletroconvulsoterapia – IMECT, o primeiro centro de eletroconvulsoterapia para tratar de questões de saúde relacionadas à mente, como: depressões (grave, refratária, gestacional); pacientes suicidas; sintomas psicóticos agudos (esquizofrenia e mania ou depressão bipolar); doenças neurodegenerativas de difícil controle (doença de Parkinson e doença de Alzheimer), entre outros quadros com baixa resposta à terapia medicamentosa. Apesar de mais divulgada nas últimas décadas, a ideia nuclear da ECT é mais antiga do que se imagina. Há relatos do uso de correntes elétricas desde 43 depois de Cristo, Scribonius Largus, médico do imperador romano Claudius – o qual sofria de intensas crises de enxaqueca – nas encíclicas 11 e 42 de seu manual de medicina, relata o emprego do peixe torpedo (um peixe de água salgada, capaz de gerar uma descarga elétrica na ordem de 50 volts), como forma de “eletroanalgesia” para o tratamento de dor de cabeça e gota. Na medicina encontramos, com mui-

ta frequência, medidas heroicas - e até curiosas - sendo adotadas com o objetivo de aliviar e curar determinado mal. Meduna, um médico húngaro, observando o antagonismo entre epilepsia e esquizofrenia (esquizofrenia seria rara em pacientes epilépticos e vice-versa), induziu convulsão em pacientes esquizofrênicos e obteve uma significativa melhora do quadro. Desde então, diversas técnicas para induzir a convulsão foram testadas visando melhora clínica de diversas doenças: cânfora oral e injetável, choque insulínico, febre malárica e outras mais. Porém, todas essas, apresentavam dificuldades no controle da intensidade e duração das crises convulsivas. Em 1938, dois neuropsiquiatras italianos, Ugo Cerletti e Lucio Bini, usaram pela primeira vez um equipamento bastante rudimentar, capaz de aplicar o estímulo elétrico diretamente sobre o escalpo do paciente e provocar uma convulsão –lembrando que para ‘silenciar o cérebro’, ou reiniciá-lo é necessário provocar uma convulsão. Desde então, inúmeros métodos se valendo do uso de energia elétrica foram criados como

A ECT promove neurogênese, neuroplasticidade, aumento dos fatores de crescimento neuronal e diminuição dos fatores responsáveis pela apoptose neuronal (morte do neurônio), como a proteína TAU. Então aquela ideia de que a ECT está matando neurônios é uma lenda

52

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

a eletroconvulsoterapia, a estimulação magnética transcraniana e a estimulação por corrente contínua. Porém, apenas os dois primeiros possuem aprovação para uso clínico. A Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) para o tratamento da depressão teve início em 1987, na Europa. À época, chegamos a nos perguntar: será que vamos conseguir, apenas com ondas magnéticas, os mesmos resultados que obtemos com a ECT? Caso isso ocorresse, todos migrariam para esse tratamento, uma vez que ele é indolor; dispensa anestesia, relaxamento muscular, jejum e todo o aparato de monitorização do paciente durante o procedimento. Acontece que, muito rapidamente, a EMT também se mostrou ineficaz para muitos casos graves e gravíssimos. Logo, percebemos que são tratamentos diferentes, com indicações diferentes, com respostas diferentes e que a ECT continua sendo a principal indicação terapêutica para inúmeros diagnósticos, inclusive, e principalmente, as depressões graves de qualquer etiologia, especialmente as que carregam o risco de suicídio. Cabe ressaltar que a cautela e a prudência são indispensáveis e ponderar custo-benefício dos tratamentos deve determinar qual caminho seguir. Em Mato Grosso, o tratamento de ECT tem recebido destaque desde que um grupo de médicos decidiu investir na aquisição do equipamento, a fim de tratar casos graves e gravíssimos da doença. Para disseminar o conhecimento sobre a técnica e desmistificar o tratamento, a psiquiatra Mercêdes Jurema Alves, membro da comissão de Defesa Profissional da Associação Brasileira de Psiquiatria, esteve em Cuiabá, no dia 29 de setembro, em uma palestra aberta a todos os profissionais da área da saúde. Ela falou do estigma histórico sobre o tratamento, dos resultados comprovados e dos avanços científicos em busca de trazer qualidade de vida para quem sofre da doença. A presente matéria se baseia na entrevista que a médica citada concedeu, na ocasião, à jornalista Caroline Pilz Pinnow.


Para ilustrar a abrangência de efeitos da técnica, devemos lembrar que a depressão vai muito além da tristeza e sintomas associados ao quadro. O cérebro é afetado não apenas em suas estruturas químicas, mas também nas físicas. O hipocampo é a estrutura cerebral que mais sofre com a depressão. Dez anos de depressão mal tratada ou não tratada acarretam a perda de até 75% do volume dessa nobre estrutura e perder massa cerebral gera grave deterioração clínica. A ECT promove neurogênese, neuroplasticidade, aumento dos fatores de crescimento neuronal e diminuição dos fatores responsáveis pela apoptose neuronal (morte do neurônio), como a proteína TAU. Então aquela ideia de que a ECT está matando neurônios é uma lenda. É de extrema relevância lembrar que a ECT se torna o tratamento de primeira linha em casos de depressão grave na gestação ou no pós-parto, assim como em surtos psicóticos. O que demonstra o incontestável papel do método nos transtornos de humor nos quais não se pode lançar mão ou em que haja a ineficácia das intervenções farmacológicas. Em que pesem as evidências científicas que comprovam o êxito da ECT, infelizmente, o que permeia o imaginário coletivo é o estereótipo disseminado pelo cinema – como no hollywoodiano “Um estranho no ninho”, ou até mesmo pelo icônico longa nacional “O bicho de sete cabeças”. O estigma se reforça ainda, pelos relatos históricos de uso abusivo de correntes elétricas como método de tortura em inimigos políticos discordantes dos governos totalitários. É necessário combater o preconceito que ainda existe sobre a ECT, quanto mais requinte e cuidado forem aportados aos tratamentos, mais reconhecimento, confiança e êxito. Continuaremos a luta por buscar o reconhecimento da Agência Nacional de Saúde, fazendo com que a ECT seja incluída no rol de procedimentos dos Planos de Saúde e do SUS, para que pacientes carentes e menos abastados possam acessá-la. Sabemos que somente por meio da informação que esse paradigma poderá ser transposto e que recomeços poderão acontecer. Os verdadeiros recomeços, os mais importantes, o recomeço de uma vida com qualidade.

Foto : Natália Martinello

De modo simples, se pode definir ECT como uma técnica altamente eficaz e segura, baseada na estimulação cerebral, por meio da eletricidade. Com isso, é promovida uma reorganização do funcionamento neuronal. O estímulo provoca a liberação maciça de inúmeros neurotransmissores e culmina no chamado ‘silêncio cerebral’. Acredita-se que esse silêncio seja o responsável pela melhora clínica e recuperação do paciente. Daí decorre a analogia com um computador em mau funcionamento: a primeira medida sugerida pelos técnicos de informática seria a reiniciação, ou seja, desligar e ligar novamente. O método da ECT é amparado, aprovado e regulamentado pelo Conselho Federal de Medicina e pela Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA). O procedimento é tutelado por um psiquiatra, com o apoio de uma equipe composta basicamente por um anestesista e um enfermeiro. Essa pode ser complementada por diversos outros especialistas (cardiologista, arritimologista, obstetra...) a variar caso a caso. A ECT moderna ganhou contornos de estudos científicos, atingindo graus elevados de eficácia e segurança, chegando ao ponto de valer-se de estímulos ultrabreves (o estímulo elétrico que vai para cada paciente dura 0,2 segundos, ou seja, 1/5 de segundo), similares aos do funcionamento cerebral e passou a adotar a ‘onda quadrada’, que substituiu completamente a onda elétrica senoidal (desenho da onda elétrica original, disponibilizada pelas companhias de energia elétrica). Essa substituição do desenho da onda conseguiu minimizar os efeitos colaterais desagradáveis da ECT. Para que ocorra a sessão de ECT, o paciente deve partir de uma indicação médica. Ao buscar o IMECT, é realizada uma avaliação que antecede o procedimento, na qual o paciente receberá informações detalhadas sobre a técnica, bem como terá um momento para sanar todas as dúvidas a respeito do tratamento. Serão solicitados exames complementares em consonância com a necessidade particular de cada paciente, bem como haverá explicações sobre jejum, vestimentas e demais preparos pertinentes. Em geral, o tratamento é constituído por uma média de oito a doze sessões, realizadas de duas a três vezes por semana. A resposta clínica costuma ocorrer após a terceira sessão.

DR. JOSÉ ANTONIO ROGONI JR. PSIQUIATRA - CRM/MT 6338 RQE 3970 • Médico Graduado pela Universidade de Cuiabá; • Residência Médica em Psiquiatria pela Universidade Federal de Juiz de Fora (MG); • Pós-Graduado em Psicanálise: Subjetividade e Cultura pela Universidade Federal de Juiz de Fora (MG); • Professor Colaborador nas Cadeiras de Psiquiatria e Clínica Médica - Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), Campus Cáceres; • Psiquiatra Clínico - Consultórios em Cuiabá e Cáceres; • Membro-fundador do Instituto Mato-Grossense de Eletroconvulsoterapia (IMECT).

O estímulo provoca a liberação maciça de inúmeros neurotransmissores e culmina no chamado ‘silêncio cerebral’. Acredita-se que esse silêncio seja o responsável pela melhora clínica e recuperação do paciente.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19

rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

53


Foto: Raphael Moraes

As doenças cardíacas nas mulheres Dados da Organização Mundial de Saúde mostram que as doenças cardiovasculares já são responsáveis por 30% das mortes de mulheres no mundo. São 3 mortes por segundo em consequência, principalmente, do infarto e do AVC - Acidente Vascular Cerebral. O Brasil tem a maior taxa de mortalidade por cardiopatias em mulheres da América Latina e os números não param de crescer.

DR. SANDRO ANDREY NOGUEIRA FRANCO CRM/MT 2690 RQE 1424 | RQE 1423 CARDIOLOGIA E MEDICINA INTENSIVA • Cardiologista pela Sociedade Brasileira de Cardiologia-SBC; • Intensivista da Associação de Medicina Intensiva – AMIB; • Coordenador da UTI do Hospital São Mateus.

Existe um menor compromisso das mulheres no controle dos fatores de risco que levam ao Infarto Agudo do Miocárdio e ao Acidente Vascular Cerebral e está também associado a uma menor taxa de investigação desse conjunto de doenças, bem como a maior negligência no seu tratamento, determinando mais sequelas nas mulheres e uma pior qualidade de vida. Os principais fatores de risco cardiovascular são a Hipertensão Arterial Sistêmica, Diabetes mellitus, LDL-colesterol elevado e tabagismo, porém o estresse que a mulher moderna se submete é um dos fatores agravantes para as doenças cardíacas. A mulher está mais presente no mercado de trabalho, mas continua tendo a maior parte da responsabilidade sobre as tarefas de casa. Ela vive pressionada e ansiosa para dar conta de tantas atividades e isso tem reflexo direto na sua saúde. A maioria das mulheres se queixa de algum sintoma importante até um ano antes de um infarto. Esse sintoma podem ser fadiga, transtorno do sono e falta de ar, ansiedade, indigestão, períodos de dormência nos braços e dor em algum ponto do peito, do maxilar, das costas, dos braços ou das pernas. O infarto se dá geralmente pela presença de obstruções causadas por placas de gordura nas artérias coronárias. A ruptura dessas placas ou a obstrução por coagulo é que causa o infarto na maioria de homens e mulheres. No entanto, descobertas mais recentes mostram que a doença pode ter outras causas, como vasos sanguíneos do coração estreitados ou enrijecidos a ponto de restringir o fluxo de sangue: a chamada disfunção microvascular coronariana (doença das pequenas artérias do coração) e isso justifica porque cerca

de 50% das mulheres com dor no peito, falta de ar e mau resultado na prova de esforço não apresentam obstruções em angiografias comuns. Chegam a ter angina de peito ou até infarto do miocárdio com as grandes artérias coronárias normais, porque a doença está nas pequenas artérias (na microcirculação). Por causa do efeito protetor do estrogênio, a maioria das mulheres sofre infartos sete a dez anos depois dos homens, porém nas últimas duas décadas, o número de infartos em mulheres de meia-idade (entre 40 e 65 anos) vem aumentando, enquanto o número de infartos em homens da mesma idade vem diminuindo. Essa mudança pode estar ligada ao aumento da incidência dos principais fatores de risco cardiovasculares: tabagismo, diabetes, pressão alta, obesidade e vida sedentária. E as mulheres têm alguns fatores de risco importantes que os homens não têm. As complicações da gravidez, principalmente a pré-eclâmpsia, aumentam de forma substancial o risco cardiovascular. Outros fatores de risco são diabetes gestacional, restrição do crescimento intrauterino do bebê, menopausa precoce (antes dos 40 anos), momento no qual a mulher perde a proteção hormonal cardiovascular natural. E essa proteção não pode ser garantida com a reposição hormonal. Para melhorar esse quadro é fundamental que as mulheres levem mais a sério os fatores de riscos e valorizem mais o sintoma de dor torácica. Mais de 75% das mulheres com o conhecido sintoma de dor no peito não valorizam o sintoma e acham que não pode ser infarto. Ressaltando que, em números totais, “a mulher infarta menos que os homens, porém quando infarta elas morrem mais”.

Há sete vezes mais chances de uma mulher morrer em decorrência de um Infarto Agudo do Miocárdio do que de um Câncer de Mama.

54

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19

75% das mulheres com o conhecido sintoma de dor no peito não valorizam o sintoma e acham que não pode ser infarto.


Foto: Raphael Moraes

O que são os Bioestimuladores? Com o passar do tempo a pele vai ganhando flacidez. Isso acontece na face e também no corpo devido à perda de colágeno, que ocorre gradualmente e pode ser agravada pela perda de peso.

DR. FABRÍCIO ALMEIDA CIRURGIÃO PLÁSTICO CRM/MT 7304 - RQE 2939 • Graduação em Medicina na UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro) Uberaba - MG; • Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo; • Residência Médica em Cirurgia Plástica no Hospital SOBRAPAR, em Campinas - SP; • Estágio de Aprimoramento em Cirurgia Craniofacial na UCLA (University of California at Los Angeles), nos Estados Unidos; • Pós-Graduação em Reconstrução de Mama no Hospital Pérola Byington, em São Paulo - SP; • Título de Especialista pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), AMB (Associação Médica Brasileira) e MEC (Ministério da Educação e Cultura); • Membro Internacional da ASPS (American Society of Plastic Surgeons); • Professor da Faculdade de Medicina da UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso), em Cuiabá - MT.”

Com esse problema nas mãos, pesquisadores nas áreas da cirurgia plástica e dermatologia desenvolveram tecnologias que resultaram no surgimento de produtos que estimulam a produção de colágeno e são chamados de Bioestimuladores. As substâncias mais conhecidas são o Ácido Poliláctico (Sculptra®), a Policaprolactona (Ellansé®) e a Hidroxapatita de Cálcio (Radiesse®). Esses produtos são injetados sob a pele e absorvidos pelo nosso corpo. Durante esse processo de absorção, ocorre a estimulação da produção de colágeno, restabelecendo a estrutura da pele e reduzindo a flacidez. Dependendo do produto que se utiliza, além da melhora do “viço” e consistência da pele, podemos ter um efeito volumizador, melhorando o contorno da região tratada. Classicamente, esses produtos são utilizados em tratamentos faciais, melhorando o contorno das “maçãs do rosto” e da mandíbula, reduzindo rugas e sulcos, além da flacidez do pescoço. Alguns produtos podem ainda ser empregados no tratamento de flacidez corporal do abdome, coxas e bumbum.

O procedimento normalmente é feito no consultório e o paciente pode retornar às suas atividades diárias sem problemas. O tempo de duração do resultado varia de acordo com o produto e são necessárias aplicações de manutenção periodicamente, pois o produto é absorvível e, portanto, tem efeito temporário. Pode-se associar o bioestimulador a outros tipos de tratamento para se obter melhores resultados. Cada produto tem suas particularidades no preparo, no uso e na técnica de aplicação. Portanto, para sua segurança, devem ser utilizados por cirurgiões plásticos e dermatologistas bem treinados.

O tempo de duração do resultado varia de acordo com o produto e são necessárias aplicações de manutenção periodicamente, pois o produto é absorvível e, portanto, tem efeito temporário.

56

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Foto: Mellissa Rocha

Artrose de Joelho Tratamento com Ondas de Choque + Viscossuplementação A artrose, conhecida também como osteoartrose ou ostetoartrite, é uma doença de caráter inflamatório e degenerativo das articulações (juntas) do organismo que ocorre em função do desgaste das cartilagens que revestem as extremidades ósseas. Além de causar dor, pode levar a deformidades. DR. PAULO MÁRCIO ESPIR DA FONSECA ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA CRM/MT 3422 TEOT 6473 – RQE 907 • Especialista Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT); • Membro Titular da Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé (ABTPé); • Membro Titular da Associação Brasileira de Avaliação Óssea, Osteoporose e Osteometabolismo (ABRASSO); Artrose de Joelhos e Patologias da Coluna Vertebral; • Membro da Sociedade Médica de Terapia por Ondas de Choque; • Membro da Sociedade Brasileira para estudo da dor (SBED); • Tratamento da Dor Musculoesquelética Crônica (Fibromialgia, Tendinites, Bursites, “Esporão”); • Atua na Área de Longevidade e Ortogeriatria.

As articulações mais atingidas são as que suportam peso, como a coluna vertebral, os quadris e os joelhos. Quando o assunto é artrose de joelhos, estimativas apontam que mais de 80% das pessoas acima de 75 anos são acometidas pelo problema, que costuma aumentar com a idade. As mulheres têm o dobro de chances de desenvolver a doença, que pode ser classificada como primária (quando não tem uma causa identificável) e secundária (quando há identificação). As causas incluem o excesso de peso e lesões crônicas de menisco e ligamento. A artrose pode ser prevenida com hábitos saudáveis, como controlar o peso, manter uma alimentação variada e equilibrada e mudar de postura com frequência, visando evitar posições que sobrecarreguem as articulações. A prática de exercícios, como caminhar, nadar, pedalar e fazer ginástica a um ritmo moderado, também contribuem para prevenir a doença.

As radiografias simples são indispensáveis para o diagnóstico e classificação das artroses. Outros exames de imagem, como a tomografia computadorizada, a ressonância magnética e o ultrassom auxiliam no diagnóstico diferencial de lesões por outras doenças. Entre as técnicas modernas utilizadas para melhoria da artrose, está o Tratamento por Ondas de Choque (ESWT) associado à viscossuplementação ( Aplicação de Ác. Hialurônico ) . A aplicação de ondas de choque auxilia no controle da dor, promovendo aumento da circulação de células de defesa no local, o que ajuda na melhora do processo inflamatório e restaura parcial ou quase totalmente, a função da articulação doente. A infiltração com Ácido Hialurônico, além de ter um efeito lubrificante na articulação, também possui ação anti-inflamatória e estimula a produção dessa substância pela própria articulação, ajudando no controle da dor e na mobilidade do joelho.

O procedimento é feito com anestesia local, em consultório, e dura cerca de 15 minutos. Trata-se de um procedimento simples, com baixíssimos índices de complicações. Seus efeitos colaterais são raros, bem menores que os de uso de remédios anti-inflamatórios por via oral.

58

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


ESPECIAL CAPA

IMEDI completa 30 anos de eficiência e dedicação no cuidado da saúde dos mato-grossenses Trabalho, seriedade, foco, disponibilidade, qualidade, eficiência, fé em Deus e a predisposição para vencer os desafios compõem a receita do sucesso que mantém o Imedi há 30 anos no mercado cuiabano. São três décadas de dedicação que tornaram a empresa referência no diagnóstico por imagem. Conforme Mario Ardenes, radiologista e fundador do Imedi, os percalços sempre existem na construção de qualquer ideal, porém a condição é amenizada por uma equipe sempre disposta a sair da zona de conforto para a construção da vitória. Para o empresário, o que torna o empreendimento único e garante a longevidade por tantos anos é a preocupação com a qualidade, a presteza e a eficiência em todos os segmentos do trabalho, desde o agendamento até a entrega de resultados aos pacientes. “Os nossos profissionais são competentes, eficientes e realizados com o seu trabalho, o que traduz elevado grau de confiabilidade e segurança, tanto para os médicos solicitantes, quanto para os pacientes examinados”, afirma. Tamanho empenho e zelo em oferecer o melhor aos pacientes rendeu ao Imedi Selos de Acreditação da Organização Nacional de Acreditação (ONA) e Diamante da Unimed, atestados de certificação da qualidade do serviço prestado na área da saúde.

Estas conquistas deixam toda a equipe IMEDI sensibilizada e realizada

Ardenes atribui o reconhecimento ao serviço de excelência ofertado. Tanto os Selos de Qualidade da ONA, Diamante da Unimed de Cuiabá, como todos os outros emitidos em outras modalidades pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e Abrasso, comprovam que atingimos a meta buscada. “Estas conquistas deixam toda a equipe IMEDI sensibilizada e realizada, por ser fruto de um trabalho em conjunto”, declara orgulhoso o fundador da empresa. Além de grande investimento em recursos humanos para oferecer o atendimento mais humanizado e seguro ao paciente, o Imedi investe fortemente em equipamentos de última tecnologia, como é o caso da Ressonância Magnética de 3 Tesla (RM 3T), que é usada nas grandes clínicas de imagem em todo o mundo e conhecida por sua eficiência nos resultados. Com a máquina, Mato Grosso torna-se um importante centro de diagnóstico. “O IMEDI não mediu esforços para vencer as barreiras das dificuldades para obtê-los, relembrando ainda a chegada em nossa cidade de Cuiabá, de novos e competentes profissionais especialistas em radiologia, capazes de operá-los, pois os equipamentos sozinhos, por melhor que sejam, não elaboram o diagnóstico”, conta Ardenes. Nessas três décadas de cuidados com os mato-grossenses, Mario Ardenes ressalta o empenho e o compromisso dos profissionais, que fazem parte do Imedi, em tornar a empresa cada vez mais forte e reconhecida por sua qualidade e segurança. “Quando dizemos Imedi, vemos uma ótima equipe que não mede esforços para que esta empresa possa permanecer forte e importante no mercado, mantendo o sucesso cujo ponto máximo é a satisfação dos clientes, motivo único da sua existência como instituição, que atendidos de forma humanizada, única e especial, sentem-se felizes e satisfeitos no momento em que cuidam de sua saúde e bem-estar”, completa.

DR. MARIO ARDENES CRM/MT 2100 | RQE 1306 RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM PRESIDENTE DA IMEDI

60

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


ESPECIAL CAPA


Foto: Raphael Moraes

Dietas não são a resposta Quantas vezes ao longo da vida você já fez dieta, perdeu peso e depois ganhou tudo de novo? Se essa sequência vem se repetindo na sua vida, saiba que você não está sozinho.

DRA. MARIANA NASCIMENTO NUTRÓLOGA | CLÍNICA MÉDICA CRM/MT 4413 RQE 2289 | RQE 2290 • Médica Formada pela UFMT; • Residência em Clínica Médica pela Santa Casa de São Paulo; • Residência em Nutrologia pela USP; • Mestre e Doutoranda em Ciências da Saúde pela UFMT; • Professora da Faculdade de Medicina do Centro Universitário UNIVAG.

Estudos recentes vêm mostrando que dietas restritivas não são eficazes no controle de peso em longo prazo e podem, inclusive, aumentar o risco de comer compulsivamente depois de cada ciclo de dieta. Não é à toa que, após seguir uma dieta da moda, cerca de 70% das pessoas reganham mais peso do que perderam. Tudo indica que o sucesso em conservar a perda de peso após uma dieta seja a exceção e não a regra. Por que será que isso acontece? Simples... Para a maioria das pessoas, a abordagem tradicional em dar foco somente para O QUE se come é superficial demais para sustentar a perda de forma definitiva. Este contexto não promove a mudança de comportamento e não torna as pessoas mais saudáveis. Estar acima do peso é consequência de uma série de fatores. É lógico que o fator biológico é importante e por isso precisamos prescrever medicações quando necessário. No entanto, trabalhar de forma individual o COMO e o PORQUÊ se come é fundamental para promover mudanças efetivas na relação que se tem com a comida. Essa é a ideia que fundamenta a abordagem em nutrição comportamental e coaching nutricional.

As mais recentes evidências científicas já demonstraram que o emagrecimento temporário não representa uma cura para a obesidade. Então, se você tem a sensação de que fazer dieta é como entrar numa bolha por alguns meses, emagrecer com as privações e engordar novamente, assim que a rotina volta ao normal, reavalie sua estratégia. Talvez seja a hora de se perguntar se há algum sentido em esperar resultados diferentes fazendo sempre a mesma coisa. Se o seu objetivo é ADQUIRIR e MANTER hábitos saudáveis por toda a vida, vale a pena entrar no universo da nutrição comportamental e do coaching nutricional. O Programa ACOMPANHA que desenvolvo com pacientes em meu consultório é todo fundamentado em auxiliar a busca individual por uma alimentação mais intuitiva, respeitando os sinais de fome e saciedade, conectando-se com a comida e libertando-se de sentimentos usuais relacionados a dietas, como culpa, exageros, preconceitos e mitos. Abra sua mente para novas estratégias que possibilitem mudanças reais e consistentes no seu comportamento alimentar. Lembre-se que uma grande jornada começa com apenas um passo.

Após seguir uma dieta da moda, cerca de 70% das pessoas reganham mais peso do que perderam. 64

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


50 anos

Tradição e Inovação

a serviço dos

Matogro�enses.


A nossa trajetória é feita de desafios e de um desejo enorme de servir as pessoas com qualidade e excelência. Por isso, entregamos mais do que serviços e resultados, entregamos dedicação, carinho, respeito e gratidão.

GENÉTICA Dispomos da análise de DNA para mutações ou predisposições a doenças hereditárias, câncer, preparação nutricional, alterações hormonais, sexagem fetal com tecnologia de primeiro mundo.

WHATSAPP E CALL CENTER Por meio de ligação ou mensagem receba: ● Orientações de preparação para exames; ● Esclarecimentos sobre procedimentos; ● Agendamento de coleta em domicílio ou empresarial; ● Pré cadastro para atendimento; ● Orçamentos. Salve o LabCC em sua agenda e interaja conosco: (65) 3901-4700 / 9 9210-0032.

(65) 3901-4700 ● Av. das Flores, 503, Jd. Cuiabá ● Cuiabá/MT ● www.carloschagas.com.br


Judicialização da saúde: panorama de um problema em crescimento Unimed Cuiabá debate pelo terceiro ano consecutivo com autoridades do Judiciário e especialistas questão que tem contribuído para o encarecimento da saúde suplementar É cada vez mais comum que as questões ligadas à saúde suplementar sejam levadas aos tribunais. O aumento da judicialização tem obrigado operadoras de saúde e o Poder Judiciário a debaterem o assunto de forma comum, com o objetivo de entender as causas e identicar caminhos contra o problema que aumenta custos e

MINISTRO DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA (STJ), DR. LUIS FELIPE SALOMÃO

72

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

trabalho das duas pontas. De acordo com o ministro Luís Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), os altos índices de ações judiciais que tratam apenas sobre questões ligadas à saúde são consequência do ativismo judicial. Até 2016 o judiciário tinha mais de 1,3 milhões desse tipo de ação. O fenômeno da judicialização ocorre quando uma pauta de grande relevância é discutida e regulamentada, não pelo legislativo ou pelo executivo, mas pela justiça que sustenta seus vereditos com as leis que já estão em vigor, mas sob

uma interpretação um tanto mais abrangente. Esse tipo de ação normalmente leva em consideração o contexto e as personagens do caso pelo julgador. Uma análise de decisões judiciais sobre saúde realizada por pesquisadores do Programa de Direito Sanitário da Fiocruz, em Brasília, indica que de cada dez solicitações, oito tem resultado favorável ao paciente. O presidente da Unimed Cuiabá, Dr. Rubens Carlos de Oliveira Jr., acredita que além do diálogo, a principal providência a ser adotada pelas operadoras é eliminar as possibilidades de falhas nos atendimentos. “Nós acreditamos que é preciso trabalhar para eliminar eventuais falhas em nossas operações. Temos o compromisso


declientes honrar nossos clientes prática, de honrar nossos prática, legisla por meiolegisla por meio das decisões judiciais. cotidianamente,cotidianamente, mas enquanto mas enquanto das decisões judiciais. operadora, consideramos Outro ponto Outro ponto operadora, consideramos quetrazer é nosso dever trazer à luz que é nosso dever à luz destacado pelodestacado pelo que trazem impactos ministro Salomão discussões que discussões trazem impactos ministro Salomão na sustentabilidade na sustentabilidade da operação”, da operação”, foi o estado de foi o estado de declarou. desapego dos tribunais declarou. desapego dos tribunais brasileiros pelos Em sua palestraEm sua palestra brasileiros pelos “Sustentabilidade do setor precedentes.MINISTRO Nos DO SUPERIOR “Sustentabilidade do setor precedentes. Nos MINISTRO TRIBUNAL DO SUPERIOR DE JUSTIÇA TRIBUNAL DE JUSTIÇA (STJ), DR. PAULO DE TARSO (STJ), DR. VIEIRA PAULO SANSEVERINO DE TARSO VIEIRA SANSEVERINO defrente saúdeàprivada frenteEstados à Estados de saúde privada Unidos, por Unidos, por Judicialização da Saúde”,exemplo, a Suprema exemplo, a Suprema Judicialização da Saúde”, promovidapela em setembro, pelase debruça Corte se debruça sobre um promovida em setembro, Corte sobre um encontrem amparo em precedentes encontrem amparo em precedentes Cuiabá, o magistrado número reduzidoe,de processos e, Unimed Cuiabá,Unimed o magistrado número reduzido de processos diversos. diversos. Luís Felipe Salomão abordou geralmente, a sua decisão passa Luís Felipe Salomão abordou geralmente, a sua decisão passa A maiorque dasseobjeções A maior das objeções pode que se pode temas como o ativismo ajudicial, a denir sentenças de casos temas como o ativismo judicial, denir as sentenças deascasos fazer ao ativismo judicial, segundo fazer ao ativismo judicial, segundo o risco trazido pela politização semelhantes aos julgados quase que o risco trazido pela politização semelhantes aos julgados quase que o ministro Salomão, o ministro Salomão, é a alegação deé a alegação de decisões de ea automaticamente. das decisões dedas magistrados e amagistrados automaticamente. décit de representatividade, uma décit de representatividade, uma imparcialidade Além disso, os tribunais imparcialidade do julgador. do julgador.Além disso, os tribunais vez que magistrados vez que magistrados não são eleitos não são eleitos contrário da judicialização, superiores o hábito Ao contrário daAo judicialização, superiores brasileiros têmbrasileiros o hábito têmpor pormas voto popular, mas contratados voto popular, contratados emestá que o veredito está amparado de mudar as decisões colegiadas em que o veredito amparado de mudar as decisões colegiadas mediante concurso público. É mediante concurso público. É emem leisvigor, que estão no frequência,com frequência, geralmente sempre em leis que estão no em vigor,com geralmente sempre justamente a representatividade que justamente a representatividade que judicial decisões dos que hána uma mudança na composição ativismo judicialativismo as decisões dosas juízes que hájuízes uma mudança composição confereeao congresso e à presidência confere ao congresso à presidência e dos tribunais extrapolamdas a chamada dasacaba turmas, e dos tribunais extrapolam a chamada turmas, o que poro que acaba por República o alterar poder de criar, alterar da República o da poder de criar, entre os poderes” e, na que ospermitir os tribunais inferiores “harmonia entre“harmonia os poderes” e, na permitir tribunaisque inferiores e vetar leis. e vetar leis.

ANS E O EQUILÍBRIO ANS E O EQUILÍBRIO DE INTERESSES DE INTERESSES A boa-fé objetiva, A boa-fé um dos objetiva, pontosum fundamentais dos pontos fundamentais Sanseverino ressaltou Sanseverino que na ressaltou jurisprudência que na jurisprudência do do do direito privado, do direito foi o tema privado, da palestra foi o tema do da palestraSTJ, do o princípioSTJ, da boa-fé o princípio objetiva da boa-fé busca objetiva um ponto busca um ponto ministro Pauloministro de TarsoPaulo Sanseverino de Tarso(STJ) Sanseverino (STJ) de equilíbrio entre de equilíbrio os interesses entredos os interesses planos de saúde dos planos de saúde no Seminário sobre no Seminário Judicialização sobre Judicialização da Saúde da Saúde e proteção da con e proteção ança dodausuário, conança respeitando do usuário, respeitando promovido pela promovido Unimed Cuiabá. pela Unimed Segundo Cuiabá. Segundosempre os princípios sempreindicados os princípios pela indicados Agência pela Agência Sanseverino, éSanseverino, esse princípio éo esse responsável princípio o por responsável por de Saúde Nacional Nacional Suplementar de Saúde(ANS). Suplementar (ANS). fazer com que fazer um cidadão com que atue umcom cidadão lealdade atue com lealdade Por sua vez, o ministro Por sua vez, Ricardo o ministro Villas Bôas Ricardo Cueva Villas Bôas Cueva para com seuspara semelhantes. com seus“Porém, semelhantes. quando “Porém, quando (STJ) tratou do(STJ) poder tratou da agência do poder regulatória da agência e sobre regulatória e sobre envolvemos relações envolvemos de consumo, relaçõesade boa-fé consumo, torna-a boa-fé torna- do contrato a validade a validade estabelecido do contratoentre estabelecido operadora entre operadora se uma estradasedeuma doisestrada sentidos. de Pois dois temos sentidos. o lado Pois temos o ladoe cliente. de saúde de saúde e cliente. de quem comercializa de quemum comercializa produto e oum deproduto quem e o de quem Villas Bôas Cueva Villas tomou Bôaspor Cueva basetomou decisões por base decisões consome”, disse. consome”, disse. marcantes do STJ marcantes e a lei 9.656/98, do STJ e aque lei 9.656/98, regulamenta que regulamenta a operação desse a operação tipo de empresa. desse tipo Ode ministro empresa. ainda O ministro ainda fez uma análisefez deuma temas análise ligados deàtemas cobertura ligados e à cobertura e manutenção dos manutenção planos de aposentados dos planos deeaposentados demitidos, e demitidos, além de mensalidades além deemensalidades custeio dos serviços. e custeio dos serviços. Por m, destacou Porapossibilidade m, destacou ade possibilidade rescisão de rescisão unilateral do contrato unilateral pela dooperadora, contrato pela além operadora, da além da exibilização das exibilização punições tomadas das punições contratomadas estas contra estas organizações com organizações o objetivocom de evitar o objetivo a ruína de evitar a ruína MINISTRO DO SUPERIOR MINISTRO DO SUPERIOR nanceira nanceira “tendo da empresa em vista“tendo o papel em social vista o papel social TRIBUNAL DE JUSTIÇA TRIBUNAL (STJ), DR.DE JUSTIÇA (STJ), DR. da empresa RICARDO VILLAS BÔAS RICARDO CUEVAVILLAS BÔAS CUEVA relevante dessas relevante operadoras”. dessas operadoras”.

rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

73


Foto: RaphaelMoraes

O que é MD Codes? O MD Codes é uma técnica de rejuvenescimento que promete revolucionar os tratamentos estéticos faciais, restaurar e prolongar a beleza.

DRA. SUELEN PERAZOLO MÉDICA DERMATOLOGISTA CRM/MT 7332 | RQE 2952

Foto: RaphaelMoraes

• Residência em Dermatologia na Faculdade Federal do Rio de Janeiro (Unirio); • Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD); • Membro da American Academy of Aesthetic Medicine (AAAM) • Fellow em Dermatoscopia; • Fellow no Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay; • Atua em Consultório Médico Exclusivo na Cidade de Cuiabá/ MT desde o início de 2014 até o presente momento.

Trata- se de uma técnica inovadora criada pelo Dr. Maurício de Maio e apresentada no Brasil há 2 anos, mas que se encontra em constante aprimoramento. Diferentemente dos preenchimentos, o MD Codes não se baseia em um tratamento de vincos ou sulcos. Com a técnica conseguimos melhorar uma determinada área do rosto através do tratamento de uma região vizinha ou mesmo distante da área alvo, pois com este tratamento conseguimos realizar efeito lifting da face (“elevação”) o que nos proporciona resultados mais naturais. O MD Codes compreende um mapeamento facial e estabelecimento de códigos que promovem a sustentação, remodelamento e reestruturação da face através da aplicação de ácido hialurônico em específicos e estratégicos pontos de suporte. A inovadora técnica proporciona um efeito lifting, tratando e ao mesmo tempo prevenindo o envelhecimento. Ao restaurar o suporte facial, evitamos os efeitos da gravidade e retardamos o processo de envelhecimento. É possível também com esse procedimento afinar o rosto, promovendo o embelezamento e emagrecimento, o que chamamos de Beautification. O produto escolhido para a técnica é o áci-

do hialurônico. Para cada ponto de aplicação, ou seja, para cada código, um tipo específico de ácido hialurônico deve ser escolhido pelo profissional assim como a técnica de aplicação (que pode ser em leque, pontos, bolus) e o plano de aplicação (que pode ser ósseo, subdérmico ou mucoso). Desta forma, os resultados são dependentes de uma indicação correta, escolha do produto correto e aplicação correta, assim como quantidade de produto satisfatória. O procedimento pode ser realizado em etapas com intervalos mensais, já que mais de 30 pontos podem ser tratados. Desta forma, é de suma importância um planejamento adequado que deve ser feito pelo seu dermatologista, baseado nas expectativas e necessidades do paciente. Após o procedimento, o paciente pode imediatamente retornar as suas atividades, necessitando apenas de afastamento das atividades físicas durante 2 dias. Seus resultados podem ser mantidos por até 2 anos após a realização do procedimento. O procedimento MD Codes é realizado em consultório e pode apenas ser realizado por médicos (MD Codes - medical codes, códigos médicos). Os médicos especialistas na área são os Dermatologistas e Cirurgiões Plásticos.

DR. BRUNO OLAVARRIA AQUINO MÉDICO DERMATOLOGISTA CRM/MT 6305 | RQE 2592 • Graduação na Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP); • Especialista em Dermatologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO); • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD); • Membro da Academia Americana de Dermatologia (AAD); • Fellow na Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ); • Fellow no Hospital Menino Jesus; • Assistente na Clínica Dr. André Braz no período de 2010 a 2012; • Faz parte do Corpo Clínico da Clínica Intro.

74

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Rastreamento Mamográfico Salva Vidas Comissão do Colégio Brasileiro de Radiologia reforça a realização de mamografia anual a partir dos 40 anos.

DRA. JOIZEANNE PEDROSO PIRES CHAVES CRM/MT 5145 MASTOLOGIA | RQE 3076 GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA RQE 3077 • Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade Federal de Cuiabá – UFMT; • Residência Médica em Mastologia pelo Hospital São Cristóvão – SP; • Título de Ginecologista e Obstetra pela Sociedade Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia; • Título de Mastologia pela Sociedade Brasileira de Mastologia; • Título de Habilidade de Mamografia pelo Colégio Brasileiro de Radiologia; • Especialização de Oncoplastia no Instituto Europeu de Oncologia, Milão-Itália; • Preceptora da Faculdade de Medicina da Universidade do Estado de Matogrosso (UNEMAT).

A redução da mortalidade pelo câncer de mama registrada inicialmente nos Estados Unidos e na Europa é fruto de décadas de investimentos voltados para o diagnóstico precoce e acesso da população ao tratamento adequado. A detecção precoce beneficia as mulheres com cirurgias menos mutilantes, aumenta as possibilidades de cura, reduz os custos finais do tratamento e mantém economicamente ativa uma faixa importante da população feminina. A importância da mamografia na detecção precoce do câncer de mama foi confirmada através de grandes estudos populacionais há mais de quatro décadas. Duas metanálises recentes demonstraram um benefício absoluto da mamografia para a redução da mortalidade pelo câncer de mama em 15% (variando de 7 a 23%). Dessa forma, a mamografia atualmente é considerada o método de rastreamento padrão para o câncer de mama, pois é o único que comprovou que pode reduzir a taxa de mortalidade quando aplicada de forma sistemática em uma população de mulheres assintomáticas. O câncer de mama ainda é um dos tumores mais frequentes entre as mulheres e um dos que mais mata. No mundo, somente no ano de 2008, foram diagnosticados cerca de 1 milhão e 200

A importância da mamografia na detecção precoce do câncer de mama foi confirmada através de grandes estudos populacionais há mais de quatro décadas.

76

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

mil novos casos. Nesse mesmo período, somente nos Estados Unidos ocorreram cerca de 40 mil mortes e no Brasil cerca de 9 mil. De acordo com os dados atuais de incidência e mortalidade, uma em cada 8 mulheres poderão desenvolver o câncer de mama ao longo da vida e uma em 35 irá morrer em decorrência da doença. Assim, como membros da Comissão Nacional de Qualidade em Mamografia do Colégio Brasileiro de Radiologia e médicos especializados no diagnóstico mamário, temos a obrigação de reforçar a importância da realização da mamografia anual a partir dos 40 anos para todas as mulheres, assim como o autoexame mensal e exame clínico anual realizado por um profissional treinado e uma ultrassonografia, quando necessária. Para as pacientes de alto risco, tais como as portadoras de mutação genética, parentes de primeiro grau de pacientes com mutação documentada ou com risco estimado de desenvolver câncer de mama acima de 20%, recomenda-se realização de mamografia anual associado à ressonância magnética, podendo ser substituída pela ultrassonografia na impossibilidade da realização desta, a partir dos 30 anos de idade ou dez anos antes do parente mais próximo (porém, não antes dos 25 anos). Também para mulheres com história de irradiação da parede torácica recomenda-se iniciar com mamografia e ressonância magnética anual após 8 anos do tratamento, porém não antes dos 30 anos.

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Foto: Raphael Moraes

Mitos da Cirurgia Plástica Atual Frequentemente, no consultório, deparamos-nos com pacientes que chegam com ideias prontas e relativamente erradas sobre o que podem esperar das cirurgias plásticas que pretendem fazer.

DR. EDUARDO SAUTER CRM/MT 4649 CIRURGIA PLÁSTICA | RQE 3436

O pior dos equívocos é o de comparar resultados ou desejar o resultado obtido por outra paciente, por exemplo: “eu gostaria de ter um nariz assim”; “ uma cintura assim”; “um glúteo com este formato”. O primeiro objetivo da cirurgia plástica é o de melhora do visual e isto pode acontecer em um ou mais procedimentos, não necessariamente com uma cirurgia só. A resposta mais adequada para as pacientes que desejam tais buscas, muitas vezes infundados ou impossíveis de serem alcançados, é que a cirurgia plástica é responsável por 60% do resultado e os outros 40% estão diretamente ligados às suas características pessoais, genéticas, tipo de pele, idade e outras tantas variáveis que existem e influenciam positiva ou negativamente no resultado final. Também é importante salientar que a paciente terá o melhor resultado que seu corpo, com suas características pessoais puderem ter frente ao melhor estímulo que o cirurgião puder dar. Em síntese, não se escolhe “ aquela mama”, “ este nariz” e sim podemos nos basear nisto para tentarmos nos aproximar o máximo possível. Outro mito extremamente comum é a paciente que chega com algumas convicções totalmente equivocadas, como a inclusão de implante mamário atrás do músculo é melhor por que não cai a mama mais. Na verdade, o músculo segura a

prótese no lugar, mas a glândula mamaria que está na frente do músculo continuará caindo sempre. Então as melhores pacientes para implantes submusculares são aquelas com glândulas mamárias bem pequenas, sem flacidez e sem estrias, pois a probabilidade desta glândula cair precocemente é menor. No caso de uma glândula mais pesada ou com flacidez, esta glândula continuará caindo, às vezes, antes de 6 meses, já se observa uma queda. Cada corpo tem sua indicação da técnica mais adequada e, por isso, receitas de bolo não funcionam para todos os pacientes, o cirurgião indicará o melhor para cada caso. Cirurgias plásticas apresentam evoluções negativas em 5% dos casos, não importando quão bom e cuidadoso seja o cirurgião. Ninguém que faz uma plástica espera ter uma cicatriz hipertrófica, uma rejeição de um implante, um hematoma, uma necrose de pele, porém elas podem acontecer e, se acontecerem, faça todos os tratamentos que seu cirurgião orientar, pois o pós-operatório dura 6 meses e você ficará bem, mesmo que precise fazer mais de uma cirurgia, para tal. Atitude positiva frente ao pós-operatório, siga as orientações e confie no seu cirurgião, pois ele tem o treinamento correto para fazer o melhor por você e confie nas indicações cirúrgicas. Maravilhosas cirurgias a todos.

A cirurgia plástica é responsável por 60% do resultado e os outros 40% estão diretamente ligados às suas características pessoais, genéticas, tipo de pele, idade e outras tantas variáveis.

78

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


Foto: Gilberto Galdino

Escuta mas não entende? Como está sua audição ou do seu filho? Você ouve bem, mas muitas vezes não consegue compreender o que as pessoas dizem? Tem dificuldade de se concentrar, ler e escrever? Precisa pedir constantemente para repetirem o que é dito? Fique atento porque você pode estar sofrendo de Transtorno do Processamento Auditivo Central. Os portadores deste distúrbio detectam os sons, mas não conseguem interpretar as informações contidas nele. Saiba mais sobre a importância do processamento auditivo.

DRA. PRISCILA DE ARAÚJO LUCAS FONOAUDIÓLOGA - CRFa 6-6650-5 • Especialista em Audiologia Clínica pela USP-Bauru; • Mestre em Fisiopatologia Experimental pela USP (São Paulo); • Doutora em Ciências da Reabilitação pela USP-São Paulo; • Docente do Curso de Fonoaudiologia do Centro Universitário de Várzea Grande (Univag).

O que é o Transtorno do Processamento Auditivo Central? Para entender o transtorno do processamento auditivo central, é preciso saber como funciona o processamento da audição. A capacidade que o sistema nervoso tem para traduzir as informações enviadas pela audição é chamada de processamento auditivo central. Por que o Transtorno do Processamento Auditivo Central acontece? O transtorno do processamento auditivo pode ser provocado por múltiplas causas. As mais comuns são os problemas de origem genética, lesões cerebrais por anóxia ou traumatismo craniano, além da presença de outros distúrbios neurológicos, atraso maturacional das vias auditivas do Sistema Nervoso Central, infecções de ouvido recorrentes ou por envelhecimento natural do cérebro. A maior parte dos diagnósticos da doença costuma ser feita em crianças e idosos. Quais são os sinais do Transtorno do Processamento Auditivo? Para pessoas com transtorno de processamento auditivo central, realizar algumas tarefas simples pode ser praticamente impossível. As dificuldades de concentração provocada pelo problema pode ser facilmente confundida com transtornos de atenção, falta de interesse, por isso, é preciso prestar atenção aos sinais do transtorno. Conheça alguns dos sinais: • Dificuldade de aprendizagem; • Dificuldade de memorização e desatenção; • Cansaço rápido e agitação ao assistir aulas; • Dificuldade para ouvir e prestar atenção em lugares barulhentos; • Necessidade constante de pedir para repetir; • Parecer não ouvir/entender bem; • Demora para escutar e/ou compreender o que foi dito; • Dificuldade em conversas com muitas pessoas ao mesmo tempo;

Hospital Otorrino Rua Tenente Eulálio Guerra, 51 Bairro Araés | Cuiabá/MT 65 2128-8083

80

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

• Dificuldade para localizar de onde o som está vindo; • Dificuldade para realizar uma sequência de tarefas que lhe foi solicitada; • Dificuldade para entender conceitos abstratos. Diagnóstico do Transtorno do Processamento Auditivo Normalmente, uma equipe multidisciplinar, composta, em geral, por neurologistas, psiquiatras, otorrinolaringologistas, audiologistas, fonoaudiólogos, psicólogos, pedagogos e profissionais da educação, deve analisar o caso para conduzi-lo a um diagnóstico e ou a uma conduta médica e planejamento terapêutico. Com essa abordagem multidisciplinar, é possível descartar problemas parecidos. Uma avaliação específica do processamento auditivo é realizada por um fonoaudiólogo da área audiológica. A testagem é realizada em cabine acústica, onde o indivíduo é colocado com fones auriculares através dos quais são aplicados testes gravados em CD e padronizados por faixa etária. Como é o tratamento para o Transtorno do Processamento Auditivo? Após os exames, é possível ter um relatório com resultados obtidos: desde as habilidades preservadas e as com desempenho abaixo do esperado para a idade, o impacto efetivo das mesmas na vida do indivíduo nos níveis, social, acadêmico e familiar, possível local da disfunção no sistema nervoso auditivo central. Com esses testes sobre o desempenho do processamento auditivo, fica mais fácil identificar o tipo de alteração que precisa ser trabalhado. A boa notícia é que, com o treinamento auditivo adequado, é possível minimizar e reverter os problemas causados pelo transtorno do processamento auditivo central.


ESPECIALCAPA

MEDCENTER - TANGARÁ

MedCenter:

Atendimentos acessíveis com excelência a todos É possível conciliar atendimentos acessíveis para consultas e exames com excelência médica? Dr. Carlos Cruz e Dr. Ricardo Massarolli, à frente da MedCenter de Tangará, mostram que sim.

82

A MedCenter, desde a sua concepção e fundação, há quase dois anos, tem como objetivo principal ser acessível à população de Tangará da Serra e região. “Nós queríamos trazer mais especialidades para a população, facilitar o acesso e diminuir o tempo de espera para se agendar uma consulta, sem perder a qualidade no atendimento médico. Com muito trabalho e muita dedicação de nossos profissionais, estamos conseguindo conciliar as duas metas”, explica Dr. Carlos Cruz, que divide a diretoria da MedCenter com o Dr. Ricardo Massarolli.

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

Diferentes especialistas em um só lugar O oftalmologista, e também diretor da clínica, Dr. Ricardo destaca o tratamento integrado proporcionado pela MedCenter. “Como nosso corpo clínico na área de saúde é bem abrangente, podemos proporcionar aos pacientes diversas especialidades em um só lugar. Isso traz muita comodidade às pessoas que nos procuram. De acordo com a disponibilidade, os pacientes podem agendar atendimento com diferentes profissionais no mesmo dia. Ou ainda, conciliar o agendamento de diferentes pessoas da mesma família na mesma data”.


ESPECIALCAPA

MEDCENTER - TANGARÁ

Nós queríamos trazer mais especialidades para a população, facilitar o acesso e diminuir o

Fórmula que dá certo: Atendimento humanizado

tempo de espera

Quando perguntado sobre como é possível conciliar essa busca constante de qualidade com atendimento acessível, Dr. Carlos explica: “O corpo clínico da MedCenter trabalha bastante e tem em mente que estamos atendendo muitas pessoas que, possivelmente, de uma outra forma, não teriam facilidade e agilidade para fazer um tratamento de qualidade. Esse ideal é motivador”.

para se agendar uma consulta, sem perder a qualidade no atendimento médico.

Fotos: Lamego

Já são mais de 20 especialidades à disposição da população de Tangará da Serra e região. Além das diferentes especialidades médicas, a MedCenter também conta com odontologia, fisioterapia, fonoaudiologia e psicologia. Os diretores reforçam que pretendem ampliar ainda mais esse quadro de especialistas. “Estamos buscando, a cada dia, novos profissionais, ampliando ainda mais nossa rede de colaboradores”, completa Dr. Ricardo, que convida novos profissionais a conhecerem o trabalho da MedCenter. Para que os pacientes sejam ainda melhor acolhidos na clínica, a equipe de recepção e de atendimento também está sendo ampliada.

Estamos buscando, a cada dia, novos profissionais, ampliando ainda mais nossa rede de colaboradores

DR. CARLOS LEONARDO ABI RACHED CRUZ CRM/MT 6560

DR. RICARDO MASSAROLLI OFTALMOLOGISTA - CRM/MT 7337 - RQE 4174 MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19

rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

83


INFORME

É possível matricular os filhos em diferentes disciplinas no kumon sem sobrecarregá-los Um dos principais lemas do kumon é que toda criança tem um potencial ilimitado. Cabe a nós, adultos, fornecer os recursos necessários para ela se desenvolver. Ao oferecer um estudo individualizado, o kumon respeita o ritmo e a necessidade de cada criança, não se apegando a critérios como idade ou série escolar. Muitos pais se perguntam se, ao matricular os filhos em duas ou mais disciplina do kumon, não estariam sobrecarregando as crianças com atividades demais. É um questionamento totalmente compreensível, já que sempre queremos o melhor para os nossos pequenos. Mas a realidade é que cada criança não se cansa por fazer duas ou mais disciplinas. Aliás, nossa experiência mostra exatamente o contrário: ela aprende a se organizar e desenvolver o hábito de estudar todos os dias, desenvolver o senso de organização e, por ser individualizado, pode estudar no próprio ritmo.

Vejam só que exemplo incrível! As irmãs Fernanda, de 10 anos, e Amanda, de 5 anos.

Moram na cidade de Barra do Bugres-MT e viajam 70 km toda semana para estudarem português e matemática na unidade kumon de Tangará da Serra, além das tarefas diárias feitas em casa. Mas as atividades delas não param por aí. A Fernanda pratica pilates e a Amanda balett, já que seus pais entendem que uma atividade física é fundamental para o desenvolvimento das crianças. Fernanda está no 5° ano do Ensino Fundamental na escola, ela está três anos adiantada nas duas disciplinas no kumon, ou seja, estuda conteúdos três anos além de seu ano escolar. Já a Amanda foi alfabetizada aos 4 anos no método kumon e faz adições mentalmente, com alto tempo de concentração! Por isso, não perca tempo, inspire-se no exemplo das irmãs Amanda e Fernanda e corra para o kumon desenvolver seu potencial! O kumon Tangará oferece as disciplinas de Matemática, Português e Inglês. Não importa quais combinações você irá escolher. Todas elas trazem inúmeros benefícios para o desenvolvimento do seu filho, tornando-o mais confiante para o que deve e vier!

ANA CAROLINA TONDOLO ORIENTADORA PROPRIETÁRIA

65 3326-2816 MATEMÁTICA - PORTUGUÊS - INGLÊS

86

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

65 99668-7605

Av. Ismael José do Nascimento, 52- N, Centro Tangará da Serra/MT


Foto: Lamego

Kavix (Ultracavitação) A Ultracavitação é uma das técnicas mais eficazes para tratar a gordura localizada, redução de culote, gordura nas costas (altura do soutien) e a celulite. A técnica é uma excelente alternativa à lipoaspiração já que não necessita de internação, anestesias ou cortes. Em que consiste a Cavitação?

MARTA FANAIA TÉCNICA EM ESTÉTICA TÉCNICA EM ENFERMAGEM • Gerneticiana (habilitada tratamento Gernetic) • Cursos em peelings químicos • Microagulhamento nas disfunções estéticas. • Eletroterapia avançada das disfunções estéticas. • Pós-operatório (atuação da esteticista após os procedimentos de cirurgia plásticas) • Limpeza de pele à Francesa

KAMILA BENA ESTUDANTE DE FISIOTERAPIA.

A Cavitação é um tratamento não invasivo que oferece resultados mensuráveis de redução nos contornos do corpo já nas primeiras sessões e nos tratamentos para celulites. É um procedimento seguro e indolor. Após o tratamento, o paciente pode retornar imediatamente a sua rotina.

Qual o objetivo do tratamento? Redução de tecido adiposo e celulite, criando melhores formas para seu corpo através de remoção efetiva do excesso de células de gordura, sem cirurgia e pós-operatório.

A gordura reaparece? Como também ocorre na lipoaspiração tradicional, se o paciente ganhar peso, poderá acumular gordura novamente na região. Hábitos saudáveis de alimentação e atividade física contribuem para manter os resultados. Os alimentos que acumulam gordura devem ser evitados.

Como se processa a eliminação da gordura? A gordura é eliminada pelo sistema linfático, não trazendo riscos de aumento de gordura no sangue.

Que cuidados devemos ter após o tratamento? O paciente deve ingerir bastante líquido nos três primeiros dias após o tratamento,

Spa do Corpo Rua 5, 520 - W Centro Tangará da Serra

65 3326-2946 65 99986-4226 90

além de evitar alimentos muito gordurosos. Pode-se associar outros tratamentos, como a corrente russa, drenagem linfática, manthus, radiofrequência e exercícios físicos para acelerar a eliminação da gordura e ajudar na perda de medidas.

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

Número de sessões

Até 10 sessões (dependendo de cada caso).

Quantidade de vezes na semana De 1 a 2 vezes na semana.


O sonho do colo alto Um dos principais desejos das pacientes que vêm em nosso consultório para colocar próteses mamárias é ter um colo marcado, alto, para ousar no decote! Contudo, nem todas as pacientes vão conseguir alcançar esse objetivo. Uma pena, mas, é a realidade! São vários os fatores que interferem nesse sonho. O principal deles é o genético: o tipo de pele e o tamanho da mama. Assim, uma paciente que não tem quase nada de DR. MICHEL PATRICK DO AMARAL SILVA CIRURGIÃO PLÁSTICO CRM/MT 4414 | RQE 2714 • Pós-Graduação em Reconstrução de Mama no Hospital Pérola Byington, em São Paulo - SP; • Pós-Graduação em Dermatocosmiatria na Faculdade de Medicina do ABC, em Santo André - SP; • Título de Especialista pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), AMB (Associação Médica Brasileira) e MEC (Ministério da Educação); • Médico Cirurgião Plástico do Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande; • Professor da Faculdade de Medicina da UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso), em Cuiabá-MT.

mama e uma pele com boa resistência é mais fácil de obtermos um colo elevado, marcado. Basta usarmos algumas próteses maiores e com melhor projeção. Por outro lado, uma mama grande, com muito tecido mamário e gordura, além de pele fina, sem muita resistência, dificilmente conseguiremos ter um colo alto e marcado no pós-operatório. Como eu sempre digo às pacientes: ma-

Como diz o grande pensador, Carl Ravazzi: Adoro os dias, assim como pessoas são únicas e irrepetíveis. Todos diferentes uns dos outros. Cada oportunidade de convencê-las oferece a mim crescimento e enriquecimento.

mas diferentes, resultados também diversos. Não se iluda com resultados de outras pacientes. Cada qual tem o seu, e você nunca vai ser igual a ninguém! Que bom que somos assim, né? Que graça teria se todos fôssemos iguais!

92

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


INFORME PUBLICITÁRIO Foto: Lamego

A importância da Monitoração do Paciente Cirúrgico A monitoração do paciente que passa por um procedimento anestésico/cirúrgico é definida como o ato de vigiar e observar, para certificar que todos os sistemas do animal permaneçam funcionando com total equilíbrio, garantindo uma recuperação anestésica confortável, sem danos aos órgãos vitais e sem dor. THELMA M. GALINDO MÉDICA VETERINÁRIA CRMV/MT 4590

Durante a anestesia geral, o animal propositalmente perde a consciência e as suas funções sensitivas e cognitivas. Portanto, esses fármacos interferem no sistema nervoso central, sistemas respiratórios e circulatório, essenciais para a manutenção da vida, gerando reflexos sobre os sistemas renal e hepático do paciente. Neste período, em que o corpo entra em dormência, podem ocorrer desequilíbrios, como o aumento ou diminuição da pressão arterial. Esses desiquilíbrios interferem na função renal, na oxigenação, na nutrição celular e na diminuição da temperatura corpórea - algo comum em procedimentos anestésicos. Eles podem gerar complicações deletérias aos órgãos, diminuição da oxigenação do sangue, arritmias cardíacas e paradas cardiorrespiratórias. Visando evitar, prever ou tratar estas alte-

Todos os nossos pacientes submetidos à anestesia geral passam pela intubação orotraqueal e por monitoração multiparamétrica

94

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

rações, todos os nossos pacientes submetidos à anestesia geral passam pela intubação orotraqueal e por monitoração multiparamétrica - por meio de eletrocardiograma em tempo real - oximetria de pulso, frequências cardíaca e respiratória, aferição da temperatura corpórea e da pressão arterial até a que o paciente retome seu estado de consciência de forma confortável, assegurando uma recuperação com menores danos metabólicos possíveis. Anestesia também envolve o controle da dor, que se inicia no período pré, trans e pós-operatório. Pois a dor não reflete somente em alterações comportamentais, mas em mecanismos de homeostase, podendo gerar desequilíbrios metabólicos e interferir drasticamente na recuperação do paciente, além de acarretar alterações sensitivas e psicológicas no mesmo.


Foto: Lamego Photography

Estética e Harmonização Orofacial LUÍS FERNANDO JUNQUEIRA NETTO

A Odontologia está ganhando, a cada dia, mais espaço na área de estética e harmonização orofacial. De fato, o mercado cresceu 5 vezes entre 2011 e 2017 e, segundo a Consultoria Internacional Euromonitor, o Brasil deve se tornar o segundo maior mercado de estética facial até 2021. A quantidade de novos serviços, técnicas, variações de técnica e equipamentos disponíveis já é muito grande, e todos os anos surgem mais e mais.

CIRURGIÃO-DENTISTA

Foto: Lamego Photography

CRO/MT 3780

CLAUDIA AP. MONTEIRO CIRURGIÃ-DENTISTA

Foto: Lamego Photography

CRO/MT 5999

DEBORA T. MAZZUTTI CIRURGIÃ-DENTISTA

Foto: Lamego Photography

CRO/MT 2560

MONIQUE CRESTANI CIRURGIÃ-DENTISTA CRO/MT 6206

65 3326-2004 Rua Arlindo Lopes da Silva (03), 122-W Centro - Tangará da Serra/MT

96

Hoje, não curamos apenas a dores físicas, mas também pensamos na doença como algo que, além de tudo, promove o desenvolvimento psicológico e social. Quando fazemos um procedimento em Odontologia, por menos invasivo e menor que seja, muitas das vezes, devolve, além de estética, autoestima e qualidade de vida, e isso é um grande foco atual da área. E é pensando nisso que a Harmonização Orofacial Funcional se fez de grande importância nos tratamentos odontológicos, afinal, quem mais entende de cabeça e pescoço, senão Cirurgiões-dentistas? A harmonização orofacial nada mais é do que o equilíbrio entre a parte funcional e estética do conjunto da face. Para poder atuar nesse ramo, o cirurgião-dentista deve passar por uma pós-graduação ou uma especialização no assunto. Nesses cursos, é necessário que ele aprenda os diversos procedimentos que podem ser feitos e suas indicações, juntamente com as técnicas. O dentista deve dominar as recomendações e contraindicações de cada procedimento, saber lidar com as intercorrências e ter a clareza de explicá-las ao paciente. Mas, o que envolve a área da harmonização orofacial? Hoje, podemos contar com tratamentos feitos com Ácido Hialurônico e Fios de Sustentação - Ambas as técnicas visam o preenchimento e sustentação de partes do rosto, melhoram a estética orofacial e promovem a simetria da face. Já a poliodioxanona, o melhor dos fios de dermossustentação, são reabsorvíveis. Estimulam a produção de colágeno, auxiliam na estruturação da pele e definição do contorno dos lábios, é o “lifting facial” sem a necessidade de cirurgia. A Toxina Botulínica - mais conhecida como botox, é uma neurotoxina que pode ser utilizada em casos de assimetria facial, rangimento ou apertamento dos dentes, dores de cabeça causadas por tensão e eliminação de rugas. Também pode ser aplicada em pessoas com sorriso gengival para melhorar a estética. A Bichectomia - É uma cirurgia simples de recuperação rápida, consiste na retirada das chamadas bolas de bichat. Recomendada para pessoas que mordem as bochechas, deixa o rosto mais alongado e dá efeito de blush, entre outros procedimentos. Esses são alguns exemplos de procedimentos que podem ser grandes aliados de um procedimento funcional que já praticávamos nos nossos consultórios. Seja após uma

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

reabilitação oral, onde precisamos de lábios com maior suporte e sustentação para alcançarmos um resultado ainda mais satisfatório, seja para eliminar rugas de expressão por conta de um estresse muscular, causados, muitas vezes, por um distúrbio de articulação. Hoje, é possível lançar mão de diversos procedimentos para agregar a um trabalho que não chegava à completa satisfação porque estávamos limitados quanto à finalização. Além disso, para uma harmonização completa muitas vezes, faz-se necessário outros tratamentos odontológicos, a fim de combinar face e sorriso. Dentes amarelados, desalinhados, cáries, oclusão dental inadequada, ausências dentárias, doenças gengivais, entre outros inúmeros problemas bucais contribuem para o envelhecimento precoce, diminuem a qualidade de vida e prejudicam a autoestima. Uma saúde bucal comprometida pode ser indicador de muitas outras doenças sistêmicas, são elas: diabetes, doenças coronárias, HPV, ansiedade, entre outras. Por esse motivo, é muito importante realizar consultas periódicas a cada 6 meses com o seu cirurgião-dentista. É importante ressaltar que harmonia facial, dental, beleza e autoestima são consideradas percepções subjetivas, já que cada um de nós tem um senso estético e crítico muito diferente para qualificar padrões, quer sejam eles funcionais ou estéticos. O importante é se sentir bem, se sentir harmônico e equilibrado!


rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista SaĂşde

97


Foto: Raphael Moraes

Musculação para mulheres Mulheres não ficam masculinizadas treinando musculação todos os dias ou muito menos três vezes por semana. Quando uma mulher decide iniciar a prática da musculação, a balança geralmente aumenta os dígitos na primeira semana. Logo, elas se desesperam! “Estou engordando ao invés de emagrecer”, o primeiro pensamento da mulher que inicia a prática e a balança responde de maneira inesperada.

FABI MORAES PERSONAL TRAINER CREF/MT 3371

Atendimento Personalizado 65 99223-0211 98

O que acontece é que a fibra muscular é mais densa que a gordura, logo, a balança aumenta quando existe ganho de massa muscular. As mulheres produzem menos testosterona e o percentual de gordura é maior quando comparados com os homens. A musculação aumenta a massa muscular e isso, por si só, faz com que o metabolismo fique mais rápido. E, se o treino for intenso, o corpo demorará mais tempo para se recuperar, aumentando, assim, o gasto calórico total. Além disso, a musculação traz um aumento na secreção de hormônios, como o GH (hormônio do crescimento) e a testosterona que fazem com que o corpo utilize mais gordura como fonte de energia. Resumindo, musculação EMAGRECE! Muitas mulheres têm desvio postural, principalmente após uma gravidez ou um desvio oriundo de um mau posicionamento durante as atividades diárias. O fortalecimento muscular reduz as instabilidades articulares, principalmente da coluna vertebral, melhorando consideravelmente a postura, reduzindo as dores, como a lombalgia, que têm sido as maiores queixas das mulheres, melhorando a qualidade de vida. A musculação também pode trazer benefícios para as mulheres na menopausa. Tanto nas mulheres acima dos 50 anos (naturalmente menopausadas), como nas mulheres cirurgicamente menopausadas (geralmente devido à excisão do útero) tornam tais mulheres mais vulneráveis a osteoporose e atrofia muscular. O exercício tem demonstrado ser eficaz para a manutenção da densidade mineral óssea, independente da ação hormonal. Também tem demonstrado resultado positivo sobre os riscos de fraturas osteoporóticas. Mudanças fisiológicas e anatômicas ocorrem no corpo da mulher durante o período gestacional, como, por exemplo, a curvatura lombar, gerando lombalgia em aproximadamente 50% das gestantes. Com o aumento do útero, ocorre a compressão dos vasos pélvicos que reduzem o retorno venoso, aumentando a retenção de líquidos nos membros inferiores. A inclusão do exercício pode trazer benefícios como a redução do estresse, melhora da postura, prevenção do ganho de peso, prevenção do Diabetes Gestacional, auxiliar na recuperação mais rápida no pós-parto, além de ajudar na autoimagem e controle da ansiedade.

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

E, por último, muitas mulheres procuram a prática da musculação pela estética corporal. É preciso persistir por um bom tempo, para alcançar o “corpo desejado”. Os resultados vêm de forma progressiva e com acompanhamento de uma alimentação saudável. O processo de “esculpir” o corpo é lento, gradual e requer paciência. Disciplina é a palavra chave para quem quer trilhar esse caminho. A mulher que decide treinar musculação pela estética, deve treinar de 4 a 5 vezes por semana. A prática de musculação como fim estético é, na realidade, um ESTILO DE VIDA, ou seja, uma combinação de alimentação saudável e treinos regulares. Consulte um profissional que seja Bacharel em Educação Física e registrado no CREF.

A prática de musculação como fim estético é, na realidade, um ESTILO DE VIDA, ou seja, uma combinação de alimentação saudável e treinos regulares.


Foto: Mellissa Rocha

Medicina Integrativa: um novo olhar Uma mulher de 35 anos sai do seu trabalho no início da tarde e vai ao Pronto Atendimento por estar com uma dor no estômago. Ela tem gastrite desde a época do vestibular, mas dessa vez a dor está mais forte. Estava com pressa pois ainda tinha muito serviço no trabalho. Precisava de um atendimento rápido.

DR. BERNARDO C. DE FIGUEIREDO MÉDICO – CRM/MT 3784 CIRURGIA GERAL - RQE 1782 • Médico Formado pela UFMS; • Residência Médica em Cirurgia Geral pela UFMT.

Na consulta, o médico pergunta: - Boa tarde. O que lhe traz aqui? - Uma gastrite, doutor!!! Estou com dor no estômago e preciso de um remédio para melhorar a dor e de um pedido para fazer uma endoscopia. - Onde está doendo? A paciente aponta para a barriga. Rapidamente, o médico examina o abdome e volta ao computador. - Vou te passar um medicamento pela veia e ficará em observação por uma hora. Se não melhorar, avise o enfermeiro para me chamar. Vou te dar o pedido da endoscopia e um medicamento para tomar em casa nos próximos dias. Alguns minutos depois... - Seus papéis estão prontos. Você tem alguma dúvida? Isso é um exemplo relativamente comum na atualidade. Nesta história, observa-se um paciente e um médico apressados. A paciente acredita que a irritação do estômago será resolvida com medicação. O médico procurou atender o pedido da paciente ao passar um remédio para alívio e solicitar um exame para confirmar o diagnóstico.

Conheça mais sobre medicina integrativa no youtube:

Os dois personagens não perceberam que havia alguns DETALHES envolvidos: • A paciente é mãe de uma adolescente de 13 anos. Está com conflitos de relacionamentos com ela. Sente a filha mais afastada, estranha e pouco comunicativa. Gostaria de lhe dar mais atenção, mas o tempo está apertado; • Está insatisfeita com seu corpo. Ela pensa em fazer uma cirurgia plástica para levantar os seios e uma lipo para afinar a cintura. Afinal, o marido não tem mostrado tanto interesse;

• No trabalho, as coisas estavam tensas. Muitos funcionários tinham sido demitidos, mas ela era o braço direito do chefe, tinha a confiança dele, mas também tinha muito trabalho a fazer; • Em relação à sua saúde, estava sedentária há vários anos. Não é fácil cuidar de uma casa, ter um trabalho e ser mãe. Além disso, ela nunca gostou mesmo de fazer exercícios. Sua alimentação também não era das melhores. Saía muito cedo de casa, sem tomar café da manhã. No almoço, comia perto do trabalho, sempre com pressa e só iria comer melhor no jantar. Fica evidente que um medicamento por si só não irá resolver o problema da paciente, e nem esse médico sentirá satisfação em fazer um atendimento mecanizado. Por histórias similares a essa, nasceu a Medicina Integrativa. A Medicina Integrativa propõe uma parceria entre o paciente e o médico, de tal forma que o médico busca ajudar o paciente a tomar as rédeas da sua saúde. O paciente é o ator principal no processo de cura. É o verdadeiro tutor de sua saúde. A função do médico é orientar, estimular, incentivar o paciente a sair da passividade do tratamento e se tornar o principal cuidador. Sai de cena a mulher que recebe passivamente comprimidos para gastrite e deseja uma solução “mágica”. Entra em cena uma pessoa que recebe esclarecimentos de como a gastrite se manifesta e compreende que é necessário mudar velhos hábitos e conquistar novos mais saudáveis, se quiser realmente melhorar. Compreende que é necessário ter tempo para cuidar não só do corpo, como também da mente e dos relacionamentos que vivencia.

Curiosidade

Este texto foi inspirado no livro Bases da Medicina Integrativa (2ª edição, 2018) - Coordenador Paulo de Tarso Ricieri Lima 100

A Medicina Integrativa não é uma especialidade médica. Trata-se de uma nova forma de olhar a medicina que já é praticada, mas agora de uma forma mais completa e integral do ser humano. Os grandes divulgadores desta ideia não aspiram que ela se torne uma especialidade no futuro. Eles aspiram que todos os médicos, cada um dentro de sua especialidade, atuem de forma integrativa.

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


INFORME PUBLICITÁRIO Foto: Fares Rames

A avaliação psicológica como um prognóstico imprescindível nos processos de seleção de pessoal Dos aspectos da personalidade às condições perceto-racionais levantados na seleção de competentes profissionais, proporcionando competitividade à empresa.

EMANUELLE CAMPOS LIMA MOREIRA DE MELO CRP 18/00845 PSICOLOGA • Bacharel e Licenciada em Psicologia desde 2005, com Pós-Graduações em: Análise do Comportamento Aplicada; • MBA em Gestão de Pessoas; • Psicologia do Trânsito; • Administração com Ênfase em Cooperativismo pela FGV.

O papel do psicólogo no recrutamento e seleção é justamente encontrar candidatos que estejam alinhados aos objetivos da empresa, de forma assertiva, com avaliações calcadas em métodos cientificamente sustentados, chegando a respostas mais confiáveis que opiniões leigas no assunto ou o puro acaso. Na VISION, prestamos serviços de recrutamento e seleção totalmente customizados, visando conciliar a cultura e valores da empresa, o perfil da vaga e as competências técnicas e comportamentais dos candidatos. Somos uma empresa que trabalha com seleção de pessoal focada em competências e que oferece a maior bateria de testes psicológicos em um processo seletivo. Os testes avaliam construtos relacionados com a capacidade de desempenho, objetividade, controle geral e emocional, integração humana, dinâmica afetiva, perfil motivacional, neuroticismo, extroversão, abertura, amabilidade, conscienciosidade, entre outros fatores. Também são avaliadas questões relacionadas à administração do tempo, produtividade, condições percepto-racionais, como funcionamento do pensamento lógico, habilidades cognitivas, indicadores relacionados à memória, raciocínio verbal, raciocínio numérico e aos diversos tipos de atenção. Para os cargos de gestão, avaliamos a liderança situacional, que permite a avaliação dos estilos preferidos e de julgamento de um líder em uma série de contextos de tomada de decisão, possibilitando medir a precisão do

VISION Soluções em RH e Psicologia 66 3498-3694 Rua Maringá, 669 – Centro Primavera do Leste/MT

102

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

julgamento ao se defrontar com situações de liderança. O impacto da avaliação psicológica nos processos seletivos constitui-se do fato de que a empresa consegue, através da avaliação psicológica, filtrar os candidatos de acordo com as necessidades e exigências do cargo, podendo assim realizar um prognóstico do desempenho do novo colaborador. Há situações em que o candidato apresenta conhecimentos e habilidades potenciais à vaga ofertada, contudo sinaliza atitudes e comportamentos divergentes da cultura da organização, podendo acarretar dificuldades na realização do seu trabalho. Contudo, a seleção de profissionais competentes proporciona competitividade à empresa, além de reduzir rotatividade, perdas financeira, administração de tempo e clientes. Também, um bom processo seletivo reflete na qualidade de vida do profissional, pois, como dizemos, “não só a empresa seleciona o candidato, como o candidato seleciona a empresa”, ou seja, deve-se haver uma conciliação entre a vaga e o candidato. Se o mesmo se adaptar, ele irá executar as atividades com eficiência, diminuindo a probabilidade do burnout ou outras doenças correlacionadas ao desencadeamento de má qualidade ou stress no trabalho. Embora seja um processo complexo, percebe-se a necessidade e a importância de uma avaliação psicológica realizada por profissionais qualificados para um resultado positivo e efetivo para candidatos e empresas.


em breve

inovação em customização!

65 3326-7062 | 3329-1238 LOJADAVIBEOFICIAL@HOTMAIL.COM RUA EUCLIDES GERALDO DE MEDEIROS, 367-S CENTRO - TANGARÁ DA SERRA-MT


INFORME PUBLICITÁRIO Foto: Gilberto Galdino

Podologia Especializada A Podologia é a ciência da área da saúde que estuda, previne, diagnostica e trata as alterações dos pés e as suas repercussões no corpo humano.

NYVIA MARQUES PODÓLOGA QUIRODATILOGISTA REFLEXOTERAPEUTA ACADÊMICA DE BIOMEDICINA INSTRUTORA DE CURSOS • • • • • • • • • • •

Podologia Clínica; Podopediatria (pé infantil); Podogeriatria (pé do idoso); Podologia Desportiva (pé do atleta); Podoposturologia (podologia postural); Pé de risco (podologia do pé diabético); Podologia laboral (quem faz o uso de coturno, botas, saltos etc); Ortoplastia; Laserterapia; Hálux Valgo (Joanete); Biossegurança Clínica.

A podóloga e empresária Nyvia Marques hoje é a profissional da área da podologia mais especializada e reconhecida do estado do Mato Grosso, com mais de 30 cursos de especializações técnicas na área, acadêmica de biomedicina, e com formação em Quirodatilogia (tratamento dos membros superiores, mãos, braços e ombros), sendo a única profissional desta área do estado do Mato Grosso. Ela vem crescendo e sendo reconhecida a cada dia pelo seu trabalho como podóloga e instrutora de cursos em Cuiabá e região. Atualmente, abriu o seu próprio instituto de qualificação profissional, onde vem qualificando profissionais com competência e excelência. Por ter especializações técnicas, ela tem a competência para tratar casos específicos, em todas as áreas podológicas como: podologia geriátrica (pé do idoso), podologia desportiva (pé do atleta), podopediatria (pé infantil), pé de risco (pé diabético), podologia laboral (pé do profissional que trabalha fazendo o uso de botas, saltos e coturnos), entre outros. Nossos pés, apesar de serem muito delicados com seus 26 ossos, 33 articulações e 112 ligamentos, são nossa base de sustentação, são eles que suportam o peso do corpo, ficando sujeitos a uma enorme tensão e desgaste. Quando nossos pés e unhas estão malcuidados podem trazer desconforto e afetar inclusive nosso humor. O podólogo trata os pés, mas outros sinais e incômodos podem aparecer em outras partes do corpo do paciente. A perícia e o cuidado ao fazer as intervenções também são muito importantes, pois é preciso ter delicadeza e muita atenção ao manusear o bisturi e outros instrumentos. Um bom podólogo precisa ter um olhar que vai além dos pés das pessoas. Muitas vezes, os pés dão um sinal de um problema de saúde muito mais complexo, ele deve ter essa visão mais holística ao examinar uma pessoa, ele também deve exercitar a escuta, por meio do levantamento de informações de saúde e hábitos de vida do paciente.

Nossos pés, apesar de serem muito delicados com seus 26 ossos, 33 articulações e 112 ligamentos, são nossa base de sustentação, são eles que suportam o peso do corpo, ficando sujeitos a uma enorme tensão e desgaste.

Atendimento de Podologia e Quirolatilogia: Studio LEBLÕ by Marcelo Santos, Rua dos Miosótis 465 Jardim Cuiabá, Cuiabá/MT | 65 99626-0950

104

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

Avaliação Biomecânica para confecção de palmilhas personalizadas (Confecção de palmilhas)

Onicoórteses para tratamento de uma unha encravada (Tratamento com Órteses)

Tratamento com KinesioTaping para correção de Hálux Valgo (Correção de Joantes)

O LED e o LASER são, atualmente, as técnicas mais modernas, mais rápidas e mais eficazes para promover a terapia fotodinâmica na podologia, que consiste em tratar as afecções cutâneas dos pés.

Instituto Nyvia Marques qualificação profissional: Edifício Barão Center, R. Barão de Melgaço, 2350 Centro Sul - Cuiabá/MT | 65 99626-0950


Foto : Rogério Porto

Microfisioterapia Importante ferramenta nas Dores Crônicas Você sabia que seu corpo é capaz de armazenar todas informações necessárias e, muitas vezes, transformar isto em dores físicas, ósseas, musculares, articulares, alterações metabólicas e orgânicas, como também alterações somatoemocionais.

DR. IGOR VILELA JUNQUEIRA CREFITO-9 104785-F FISIOTERAPEUTA • Fisioterapeuta Formado pela Universidade de Cuiabá; • Formação em Microfisioterapia P1-P9; • Formação Internacional em Leitura Biológica; • Formação Internacional em memórias ciclos de uma vida; • Formação Internacional em Posturoterapia Neurossensorial; • Formação Internacional em Terapia Integrativa; • Formação Internacional integração Clínica; • Formação Internacional em homeopatia detox; • Curso Internacional em homeopatia detox método Ton Jansen.

Dr Igor Vilela - Saúde Integral @drigorvilela

65 98427-6001 65 98163-0000 Rua Bogota, 366 Jd. das Américas - Cuiabá/MT

Clínica Reabilita: 66 3498-2563 Rua Juscelino Kubistchek, 757 Bairro Castelândia - Primavera do Leste/MT.

Spa Relancer: 62 3928-4350 62 99948-5262 Rua 1130, 360 - ST. Marista, Goiânia/GO

106

Este entendimento é possível graças às compreensões e o modo de trabalho da Microfisioterapia, uma técnica de terapia manual desenvolvida na França nos anos 80 e presente no Brasil há pouco mais de uma década. Por meio destes estudos, desenvolveram mapas corporais específicos que refletem os traços de uma disfunção causada por um agente agressor e que o organismo não conseguiu recuperar. Esta informação está armazenada na memória do tecido, atrapalhando o bom funcionamento corporal. As alterações somatoemocionais foram entendidos com estudos filogenéticos (evolução das espécies) das estruturas cerebrais: arqueocórtex, paleocórtex e neocórtex, cujas funções são vitais, sensoriais e somatoemocionais. Esta técnica manual terapêutica trabalha no corpo, em pontos específicos sobre a pele, para investigar a causa de um sintoma. Nesta forma de tratamento, busca-se principalmente identificar a causa do que gerou os sintomas, além de aliviá-los e eliminá-los. Os conhecimentos sobre o sistema nervoso e suas comunicações entre órgãos e músculos e a embriologia dão pistas importantes para entender as disfunções e como estas podem ser acessadas via pele. Durante a palpação sobre o corpo, o fisioterapeuta irá perceber onde há uma restrição do movimento corporal ou da vitalidade, que pode manifestar-se em músculos, órgãos ou estruturas neurais. Constatando esta restrição ou bloqueio, há a evidência de que ali existe uma memória de um evento que causou este bloqueio. Esta memória é chamada de cicatriz patológica e é o resultado da ação de um agente agressor devido a uma falha no sistema imunológico e autoregulador. A partir deste ponto e pela identificação do tecido acometido, o Fisioterapeuta pode informar o tipo de dor ou alteração que corpo passou em uma determinação situação e que culminou na patologia e ou alteração apresentada. Neste mesmo momento, o Fisioterapeuta irá estimular a correção desta memória tecidual. A base da correção da Microfisioterapia é pelo mecanismo da autoregulação ou autopoiese, ou seja, o corpo é capaz de identificar e eliminar um determinado agressor quando ele “entende” que a informação guardada por ele está alterando o seu equilíbrio e funcionamento. A capacidade de um corpo de autorregular e se adaptar a um meio são as condições sistêmicas para a vida.

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

As Dores crônicas prejudicam e muito a vida de quem convive com elas. A Microfisioterpia tem mostrado na prática que traz benefícios consistentes para quem sofre, por exemplo, com lombalgias crônicas. Daniel Grosjean (um dos criadores da técnica) e Didie Poquin fizeram uma pesquisa com 237 pacientes que tinha essa queixa na França. Eles passaram por uma sessão de microfisioterapia e depois foram avaliados por questionário para saber como estavam passados três dias e também seis dias da sessão. 209 afirmaram que tiveram 88% de melhora dos sintomas no sexto dia após a aplicação. O grande diferencial da microfisioterapia é que ela atua na origem primária da disfunção, identificando a real causa. Ressalta-se que o tratamento da Microfisioterapia em conjunto com as outras áreas da saúde são de extrema importância para a melhora da saúde integral do nosso paciente.

Algumas indicações que surgem com frequência em nosso consultório: • Dores físicas; • Lombalgias; • Cervicalgias; • Ciatalgias; • Hérnias de disco; • Enxaquecas; • Fibromialgias; • Todas as alterações e patologias do sistema osteomuscular.


rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista SaĂşde

107


Foto: Melissa Rocha

Estimulação Magnética Transcraniana (EMT): um avanço no tratamento da depressão Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) apresenta melhor resultado e menos efeitos colaterais que o tratamento convencional.

DR. MARIO VINICIOS S. MARTELLO MÉDICO PSIQUIATRA CRM/MT 5273 | RQE 2731

Foto: Melissa Rocha

• Membro Titular da Associação Brasileira de Psiquiatria; • Especialista em Estimulação Magnética Transcraniana; • Especialista em Dependência Química pela UNIFESP/SP.

DR. GUSTAVO WATZEL MÉDICO PSIQUIATRA CRM/MT 6088 | RQE 3773 • Graduação pela UFMT • Residência em Psiquiatria pela SES/MT; • Membro da Associação Brasileira de Psiquiatria.

O mundo vive, hoje, uma epidemia de depressão. Em nosso país, as estimativas são de que pelo menos 15% da população vai apresentar algum episódio depressivo durante a vida, e esse número cresce ano a ano. A doença já é considerada a maior causa de afastamento do trabalho em todo o planeta, segundo dados da OMS, e causa de imenso sofrimento para o deprimido, seus familiares e todos à sua volta. Seus sintomas são tristeza, apatia, falta de prazer ou de interesse na realização das atividades diárias, cansaço extremo, isolamento, alterações do sono e do apetite, prejuízos na memória e concentração. Irritabilidade, dores pelo corpo e pensamentos suicidas também são frequentes. O tratamento tradicional, constituído de medicações antidepressivas, alivia os sintomas em uma parcela dos pacientes, mas muitos não apresentam melhora com as medicações ou sofrem com os efeitos colaterais do tratamento, como ganho de peso, sonolência e perda da libido. Há décadas, os cientistas têm se debruçado sobre essa questão, buscando novas alternativas para o tratamento da depressão. A Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) é uma técnica desenvolvida para o tratamento de transtornos mentais por meio da estimulação de áreas específicas do cérebro, relacionadas à depressão e outras doenças. Essa estimulação se dá por pulsos magnéticos gerados pelo aparelho e transmitidos ao

paciente durante a sessão. O tratamento é composto por uma série de sessões conduzidas por um médico psiquiatra, com duração de vinte a trinta minutos. Durante a sessão, o paciente fica acordado, totalmente consciente e sentado confortavelmente em uma poltrona. A grande vantagem é que a técnica não é invasiva e praticamente não apresenta efeitos colaterais. Apenas uma pequena porcentagem dos pacientes (3%) queixa-se de dor de cabeça passageira entre as sessões, que passa com o uso de analgésicos comuns. A taxa de melhora dos sintomas é superior à do tratamento medicamentoso, chegando a 70% dos pacientes, e as únicas contraindicações relativas são: neurocirurgia com clipe metálico implantado, uso de marca-passo e epilepsia. O tratamento é indicado para todos que sofrem de depressão, especialmente aos pacientes que não tiveram melhora com as medicações antidepressivas, ou que não toleraram seu uso. A estimulação magnética está aprovada para tratamento, desde 2008, pelo FDA nos Estados Unidos e, desde 2012, pela ANVISA no Brasil. Nos últimos anos, diversos estudos reafirmaram a eficácia da estimulação magnética no tratamento da depressão e a técnica é, hoje, considerada nível A de eficiência terapêutica. Além da depressão, a EMT também apresenta bons resultados no tratamento de dores crônicas, fibromialgia, transtorno bipolar, esquizofrenia e dependência química.

A grande vantagem é que a técnica não é invasiva e praticamente não apresenta efeitos colaterais.

108

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA DAS PÁGINAS 8 A 19


rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista SaĂşde

109


RNI lançará residencial Origem VG em novo polo de Várzea Grande Condomínio de casas no Chapéu do Sol oferecerá imóveis de dois e três dormitórios, com ampla estrutura de lazer

A região do Chapéu do Sol, em Várzea Grande, consolidou-se como novo polo de desenvolvimento. Escolhido para receber investimentos públicos como complexo jurídico e universidades, o bairro tornou-se opção para moradias com ampla infraestrutura. A incorporadora RNI, uma empresa Rodobens, realizará na região o pré-lançamento do condomínio horizontal Origem VG, no dia 10 de novembro. O projeto oferece casas de dois e três dormitórios (com uma suíte) e mais de dez itens de lazer nas áreas comuns. “Esse condomínio residencial oferece conforto e também tem grande potencial de valorização porque está localizado em um vetor de desenvolvimento e em um bairro planejado na cidade de Várzea Grande”, diz Alexandre Mangabeira, copresidente da RNI. Serão comercializadas 442 unidades no Origem VG, com metragens de 60,20 m² e 76,40 m². A área comum do condomínio, segundo o executivo, foi desenvolvida para proporcionar qualidade de vida, conforto e exclusividade aos moradores reunindo os principais espaços de lazer, como: quiosque com churrasqueira, espaço fitness, minicampo gramado, piscinas adulto e infantil, pista de caminhada, playground, praça, quadra esportiva e salão de festas.

A região foi escolhida para receber o Novo Fórum de Várzea Grande, um prédio de três pavimentos com capacidade para receber 22 varas. O bairro também abriga o novo Campus de Várzea Grande da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT). “São complexos que impulsionam os investimentos na região”, diz Carlos Bianconi, copresidente da RNI. O Origem VG é o segundo empreendimento da incorporadora na cidade – o primeiro foi o Terra Nova Várzea Grande, no bairro 23 de Setembro. A RNI atua em Cuiabá há mais de 20 anos e foi a responsável pelo desenvolvimento do Complexo Rios de Cuiabá, projeto de sete condomínios na região do Jardim Imperial, Rios Manso, Cachoeirinha, Jangada, São Lourenço, Claro, Coxipó e Reserva Rio Cuibá), que reúne mais de 2,7 mil unidades. Além desses lançou e entregou o Golden Green Residence, apartamentos de 3 quartos, próximo ao Clube Monte Líbano. A incorporadora lançou também o Residencial Allegro Sinop, com unidades de dois e três dormitórios, na cidade de Sinop, o Green Club Residence, em Rondonópolis, com apartamentos de dois e três dormitórios, ambos em obras.

UMA EMPRESA RODOBENS

Serviço:SOBRE A RNI

Fundada em São José do Rio Preto há mais de 27 anos, a construtora e incorporadora tem 174 empreendimentos lançados em todo o Brasil e atuação em 55 cidades de 12 estados brasileiros. Com capital aberto desde 2007, lançou mais de 64 mil unidades, somando 6,3 milhões de m² construídos, e faz parte das Empresas Rodobens, um dos maiores grupos empresariais do país, com atuação nos segmentos financeiro e de varejo automotivo – Banco, Consórcio, Corretora de Seguros, Leasing & Locação, Automóveis e Veículos. Com atuação nacional, o grupo tem tradição de mais de 69 anos. www.rni.com.br.

Perspectiva Ilustrada da Portaria

Informações: www.rni.com.br/origemvg

Central de Vendas: 0800 042 4231

110

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

Já entregamos mais de 4,5 mil unidades no Mato Grosso, distribuídas em condomínios horizontais e verticais. O estado tem alto potencial de crescimento e cidades com excelentes oportunidades para o mercado imobiliário, que abrangem diferentes perfis de consumidores. Carlos Bianconi


PRÉ-LANÇAMENTO - SÁBADO 10/11

Imagem ilustrativa

Sua nova casa, pronta e com espaço para reunir os melhores momentos da sua vida.

CASAS EM CONDOMÍNIO

2 e 3 QUARTOS (1 SUÍTE) Mais que o seu condomínio, toda uma região com atmosfera de bairro planejado. Perto do trabalho Ministério Público OAB Poder Judiciário Defensoria Pública

Facilidade para estudar UFMT Instituto Federal do Mato Grosso UNEMAT Faculdade Damásio

Rápido acesso

Lazer Shopping Parque Mãe Bonifácia

A 10 min da Av. Miguel Sutil

Vias agradáveis para passear e correr ao ar livre

Av. Universitária, esquina com Av. Chapéu do Sol rni.com.br/origemvg | 0800 042 4231 |

17 9 8128 2414 Realização:

O empreendimento objeto do presente material publicitário somente terá unidades comercializadas após o efetivo Registro da Incorporação Imobiliária perante o oficial de registro de imóveis competente. Até a efetivação do referido registro, apenas serão prestadas informações a respeito do futuro empreendimento. Quaisquer dúvidas, contatar a empresa na Av. Francisco das Chagas de Oliveira, 2.500, Higienópolis, São José do Rio Preto/SP. As imagens são prévias e ilustrativas, e poderão sofrer alterações sem aviso prévio. *Áreas comuns entregues equipadas e decoradas conforme as especificações do Memorial Descritivo do empreendimento. Impresso em outubro/2018.

UMA EMPRESA RODOBENS


#curtas |

Revista Saúde Novembro . 2018 Cuiabá . MT

48ª JORNADA PAULISTA DE RADIOLOGIA

MANAGING AESTHETIC PATIENTS (MAP) 2.0.

A empresária Valquíria Duarte Gomes Freitas, da Next Equipamentos, marcou presença na 48ª Jornada Paulista de Radiologia (JPR’2017), que aconteceu entre os dias 04 e 07 de maio de 2018, no Transamérica Expo Center, em Santo Amaro, São Paulo. Este ano o tema abordado foi o “SPR e RSNA: Transformando a Educação na Radiologia”.

A dermatologista Dra. Marina Bezerra participou no MAP 2.0 Galderma #Managing Aesthetic Patients#, curso que aconteceu nos dias 31 de agosto e 1º de setembro de 2018 em São Paulo. O evento reuniu dermatologistas convidados que trocaram experiências para aprimoramento de suas técnicas.

HEPATOLOGIA DO MILÊNIO

CURSO MD CODES YOURSELF

Entre os dias 12 a 14 de setembro, a Gastroenterologista Dra. Suzana Carla Pereira de Souza, do IGPA (Instituto de Gastro e Proctologia Avançado), esteve em Salvador, Bahia, para participar do evento Hepatologia do Milênio - 2018 e trocar experiências com especialistas da área.

O dermatologista Dr. Bruno Olavarria Aquino realizou, em São Paulo, o curso MD Codes Yourself com Mauricio de Maio, cirurgião plástico que desenvolveu a técnica que está revolucionando os tratamentos de rejuvenescimento facial.

#estounocurtasdasaúde 112

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br


Revista Saúde Novembro . 2018 Cuiabá . MT

| #curtas

12º CONGRESSO BRASILEIRO DE PERSONAL TRAINING

XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE NUTROLOGIA

Em busca constante de aprimoramento, a personal trainer Fabi Moraes participou do congresso que reúne profissionais da área de todo país. Este ano, o congresso aconteceu em São Paulo, entre os dias 28 e 30 de setembro. Fabi Moraes fez a certificação e aguarda sua titulação como Membro da Sociedade Brasileira de Personal Trainer.

A nutróloga Dra. Gabriela Coutinho esteve presente no XXII Congresso Brasileiro de Nutrologia, realizado entre os dias 27 e 29 de setembro, em São Paulo. O Congresso reúne grandes nomes da área para a troca de experiências e divulgação de novas pesquisas em nutrologia.

ANIVERSÁRIO DO DR. MICHEL PATRICK!

IMEDI NO COMATEM

O cirurgião plástico Dr. Michel Patrick fez aniversário no dia 02 de outubro. A comemoração também marcou a participação da clínica na campanha Outubro Rosa. Na foto com o doutor, da esquerda para a direita, estão a nutricionista Myrela, a secretária Tatiane, a massoterapeuta Eliane, a enfermeira Paula e os dois filhos do médico, Arthur e Heloísa. Parabéns, Dr. Michel!

A Dra. Lorena Andrade Dias, Diretora Clínica do Imedi, ministrou a palestra “Imagem Avançada em Neurorresonância”, no Congresso Matogrossense dos Estudantes de Medicina (COMATEM). O Congresso aconteceu entre os dias 14 e 15 de setembro em Cuiabá e contou com grandes nomes da medicina do Mato Grosso, de São Paulo, de Goiás e até mesmo do Johns Hopkins Hospital, de Baltimore, EUA.

#estounocurtasdasaúde rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

113


#social |

Revista Saúde Novembro . 2018 Cuiabá . MT

XIX CONGRESSO DE CARDIOLOGIA E IX SIMPÓSIODE HIPERTENSÃO ARTERIAL O Imedi esteve presente no XIX Congresso de Cardiologia SBC/MT e no IX Simpósio de Hipertensão Arterial. Realizado entre os dias 27 e 29 de setembro em Cuiabá, o evento reuniu cardiologistas, médicos de outras especialidades, profissionais da área de saúde e estudantes de Cuiabá e do interior do estado. Durante o evento foram realizadas palestras, mesas redondas, sessões de debates e conferências com diversos temas relacionados à cardiologia. 114

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br


#social |

Revista Saúde Novembro . 2018 Cuiabá . MT

2º SIMPÓSIO DE ONCOLOGIA DO HOSPITAL DE CÂNCER DE MT: ONCOLOGIA DE PRECISÃO Pioneiro no Estado, o Hospital de Câncer de Mato Grosso realizou, no dia 14 e 15 de setembro de 2018, o 2º Simpósio de Oncologia do Hospital de Câncer de MT: Oncologia de Precisão, que trouxe inúmeras inovações e propostas de maior interação profissional no Estado e contou com a participação de aproximadamente 200 profissionais e acadêmicos da área de saúde. rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

115


Fotos: Thiago Bergamasco - BR Comunicação e Jedai Strobel de Freitas - Agência Live

#social |

Revista Saúde Novembro . 2018 Cuiabá . MT

DIA DO MÉDICO O Dia do Médico, comemorado no dia 18 de outubro em todo país, é motivo de festa bonita entre os médicos em Cuiabá. Com 66 anos de tradição, a Comissão Festeiros São Lucas organiza, anualmente, uma série de atividades para festejar a data comemorativa. Entre os dias 12 e 27 de outubro, foram realizados seis eventos pela Comissão: Dia das Crianças, Almoço da Família, Baile de Abertura, Missa e Festa de Encerramento. 116

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br


| #social

Fotos: Thiago Bergamasco - BR Comunicação e Jedai Strobel de Freitas - Agência Live

Revista Saúde Novembro . 2018 Cuiabá . MT

DIA DO MÉDICO A Revista Saúde marcou presença nos eventos como patrocinador.”A comissão da Festa de São Lucas 2018 agradece a presença de todos os médicos, médicas, familiares e amigos. Agradecemos muito aos patrocinadores pela confiança para a realização dos 66 anos da confraternização médica”. Para nós da Revista Saúde foi uma alegria fazer parte das festividades. Parabéns a todos os médicos de Cuiabá, Tangará da Serra e região! rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

117


Guia de profissionais CARDIOLOGIA

CIRURGIA GERAL

ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA

Dr. Roberto Candia

Dr. Márcio Canavarros Serra

Dra. Graciele Alves Corrêa Lima Verde

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561 99992-0851 | 99969-4924

Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia

Dr. Sandro Andrey Nogueira Franco Hospital São Mateus - Cecord: Avenida Aclimação, 335 - Cecord, 4º Andar - Bosque da Saúde 65 3051-2222 | 65 3642-3939

CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA

Dra. Daniela Maria Rossetto Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561 99992-0851 | 99969-4924

CIRURGIA DA MÃO

Dr. Adriano Bastos Pinho Hospital Sotrauma - 65 3624-9211 Hospital Santa Rita - Várzea Grande 65 3314-1200

Dr. André Lourenço Santa Rosa Tower Rua Miguel Sutil, 8000 - Santa Rosa 65 3054-5544

Hospital Sotrauma - 65 3624-9211

Dr. Cassio Luiz Vieira Cocate Clínica Genus Rua Topázio, 789 - Bosque da Saúde - Cuiabá/MT 65 3648-0700

Dra. Mara Cristina da Silva Gonçalves Hospital Ortopédico Rua Osório Duque Estrada - 15 Araés 65 3314-1200

Hospital São Mateus - 65 3051-2376

Dr. Marcelo Lobo Complexo Hospitalar Jardim Cuiabá Av. das Flores, 843, sala 5 - Térreo - Jd. Cuiabá 65 3023-5320 | 3051-3595

CIRURGIA PLÁSTICA

Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561 99992-0851 | 99969-4924

ENDOSCOPIA DIGESTIVA

Dra. Beatriz Formighieri

Dr. José Geraldo Favalesso

Clínica Formighieri Rua Traçaia, 262- Cuiabá. Rua da Begônias, 615- Cuiabá. Rua Mamede Untah, 127- Várzea Grande. 65 4101-0102 | 98118-0201

Imagens Medicina Diagnóstica

Dr. Eduardo Sauter

Dra. Andréia Athayde Firmiano Casarotto

Da Pelle Spa Rua das Papoulas, 281 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3025-3777 | 65 98117-0076

Dr. Fabrício Lucena de Almeida

Av. das Flores, 553 - Jardim Cuiaba, Cuiabá/MT 65 4009-8001 | 65 99249-9026 | 65 99246-5990

GERIATRIA

Instituto de Cardiologia Av. das Flores, 945 - Térreo do Edifício SBMedical Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3321-0304 | 65 99997-9155

Clínica InPelle Rua General Neves, 111 - Duque de Caxias 65 3623-3980 | 65 98468-3418

Dra. Andressa Modanezi Bana de Carvalho

Dr. Márcio Morroni

Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia

Clínica Luvitte Rua Castelo Branco, 689 - Quilombo - Cuiabá/MT 65 99990-6706 - 2127-9799

Dr. Michel Patrick do Amaral Silva Instituto Vivan Rua Comandante Costa, 1628, Centro Sul - Cuiabá/MT 65 3623-4999 | 4104-0175 | 98148-7982

Dr. Victor Albuquerque Espaço Milano Av. Érico Preza, 500, Jardim Itália, Cuiabá/MT 65 3365-5090 | 9 9605-1985

CLÍNICA GERAL

GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561 99992-0851 | 99969-4924

Dra. Claudia Maria Gonçalves Preza Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561 99992-0851 | 99969-4924

Dra. Joizeanne Pedroso Pires Chaves MAC - Diagnósticos Médicos Rua Marechal Deodoro, 729, centro - Cáceres/MT 65 3224-2448 | 65 99942-4558

Dr. Marco Antonio Gonçalves Preza

M. Dr. Aires

Em breve estará atendendo na Fetal Care - Medicina Fetal

Clínica Aires Av. Miguel Sutil, 6274, Cuiabá Lar Shopping - Consil Cuiabá/MT 65 99630-7007 | 3642-4000

e Ultrassonografia

DERMATOLOGIA

Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 9999-0561 99992-0851 | 99969-4924

Dra. Maria Aparecida Mazutti Verlangieri Carmo Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia

Dr. Maurício de Araújo Allet

Dr. Bruno Olavarria Aquino

Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT

Hospital Ortopédico Rua Osório Duque Estrada - 15 Araés 65 3314-1200

Clínica Intro Rua Almirante Henrique Pinheiro Guedes, 195 Setor Duque de Caxias Cuiabá/MT 65 3621 1893 | 65 9 9624 9711

65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561

Dr. Paulo Custódio Hospital Ortopédico Rua Osório Duque Estrada - 15 Araés 65 3314-1200

CIRURGIA GERAL

Dr. Bernardo C. de Figueiredo Espaço Più Vita Rua Comandante Costa, 1300 - Centro - Cuiabá/MT 65 3056-7800

118

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br

Dra. Marina Bezerra de Oliveira Espaço Milano Av. Italia, 500 - Cuiabá/MT 65 3023-7700 | 65 9 9977-7879

Dra. Suelen Perazolo Unidade Carlos Chagas Rua Buenos Aires, 458, Bairro Jardim das Américas - Cuiabá/MT 65 9 9670 5568

99992-0851 | 99969-4924

Dra. Renata Santos de Souza Massoni Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561 99992-0851 | 99969-4924

Dr. Salvino Teodoro Ribeiro IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432


Guia de profissionais

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

NEFROLOGIA

ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA

Dra. Sharon Cristine Paroneto de Souza

Dra. Juliana Liberatti Candeias

Dr. Aleixo Petrenko

Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

Centro Médico São Mateus

99992-0851 | 99969-4924

Dr. Luiz Gonzaga de Figueiredo Filho

3051-2187 | 99914-3006 (WhatsApp)

Dr. Vivaldo Naves de Oliveira

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

Dr. Alex Santiago

Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561

Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561

Dr. Luiz Guilherme Baster de Figueiredo

99992-0851 | 99969-4924

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

INFECTOLOGIA

Av. Aclimação, 135 – Bosque da Saúde 65 3051-2250 | 3051-2184 | 3051-2372

Centro Médico São Mateus Av. Aclimação, 135 – Bosque da Saúde 65 3051-2389 | 3051-2222

Dr. Carlos Augusto Costa Marques Centro Médico São Mateus

Dr. Cassius Clay Scofoni F. de Azevedo

Dr. Luiz Philippe Baster Figueiredo

CEMEDIG - Centro de Especialidades em Medicina

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

65 3051-2222 | 3051-2389

Av. Flamboyant, 2128 - Jd. Paraíso - Sinop/MT 66 3532-2297

66 2127-1300

Diagnóstica e Segurança do Trabalho Edifício SB Medical & Business Center Avenida das Flores, 943 - Sala 406 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/ MT 65 99314-4880 | 65 2129-6411

MEDICINA

Dra. Ana Paula Ribeiro IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT

Dra. Michele Andraus CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

NEFROLOGIA PEDIÁTRICA

Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT

Dra. Amanda Mara Callejas de Souza

3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dr. Carlos Leonardo Abi Rached Cruz MedCenter - Tangará da Serra Rua Antônio Hortolani, 327-N - Centro - Tangará da Serra/MT 65 3326-0073 | 65 99619-7622

Dra. Ana Caroline Dahmer da Silva CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

Dra. Fernanda Freire IMEDI

Dra. Gabriela Coutinho

Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT

Clínica da Mulher Rua G, 10 - Bairro Miguel Sutil - Cuiabá/MT 65 99932-8925

65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dr. Ronny Morais Costa IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

MEDICINA LEGAL

Dr. Pedro Henry Neto Hiperbárica Santa Rosa: Hospital Santa Rosa - Rua Adel Malouf, 119 Santa Rosa- Cuiabá/MT 65 3626-3701 | 3626-3698

MEDICINA FETAL

Dra. Sarah Louise de Araújo Cabral

Dra. Mariana Nascimento Espaço Milano Av. Erico Preza, 500 (antiga Av. Itália), Jardim Itália, Cuiabá/MT 65 3621-7879 | 65 98111-3858

OFTALMOLOGIA

Dr. Fabio Mendonça Centro Médico São Mateus Av. Aclimação, 135 – Bosque da Saúde 65 3051-2389 | 3051-2222

Dr. Marlon Mendonça CEAC Av. Bosque da Saúde, 888 - Edifício Saúde, 2º Andar - Sala 25 65 2136-4788 | 99201-1230

Dr. Marcio José Munhoz Soares de Moraes Hospital São Mateus Av. Aclimação,335 - Bosque da Saúde - 4º Andar - Cuiabá/MT 65 99319-5754 | 65 3051-2391

Hospital Ortopédico Rua Osório Duque Estrada, (próximo a Av. do CPA), 15 Bairro Araés, Cuiabá/MT 65 3314-1200 Ortoclin Rua 100, Quadra 01, Número 10 Bairro Jardim Imperial, Cuiabá/MT 65 2129-7720

Dr. Paulo Spengler Hospital Ortopédico Rua Osório Duque Estrada, 15 65 3314-1200

Complexo Hospitalar de Cuiabá - (Antigo Hospital Jardim Cuiabá) Avenida das Flores, 843 - Sala 35 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3634-8906 | 65 99610-1111

Edifício Santa Rosa Tower

Dra. Michelli Massae Saruwatari

Dr. Thiago Bonato de Amorim

Complexo Hospitalar de Cuiabá - (Antigo Hospital Jardim Cuiabá) Avenida das Flores, 843 - Sala 35 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3634-8906 | 65 99610-1111

Centro Médico Hospital São Mateus - Sala 11

Dr. Ricardo Massarolli

Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT

MedCenter - Tangará da Serra Rua Antônio Hortolani, 327-N - Centro - Tangará da Serra/MT 65 3326-0073 | 65 99619-7622

99992-0851 | 99969-4924

Av. Miguel Sutil, 8000 - 9º andar - Sl 906

Dra. Amanda Garcia de Brito

Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561

Edifício Santa Rosa Tower

Dr. Paulo Márcio Espir da Fonseca NUTROLOGIA

Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT

Av. Aclimação,265 - Bosque da Saúde

Av. Miguel Sutil, 8000 - 9º andar - Sl 906 66 2127-1300

65 3051-2250 | 65 3051-2184 65 3051-2222 | 65 99938-1984 (WhatsApp)

Dr. Vinicius Andrade Centro Médico São Mateus Av. Aclimação 135 - Bosque da Saúde 65 3051-2372 | 65 3051-2222 | 65 99243-8886 (WhatsApp) rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

119


Guia de profissionais PATOLOGIA

Dr. Marcos Araújo Chaves Jr. MAC - Diagnósticos Médicos Rua Marechal Deodoro, 729, centro - Cáceres/MT 65 3224-2448 | 65 99942-4558

PATOLOGIA CLÍNICA

Dr. Rubens Carlos de Oliveira Júnior Unimed - Cuiabá/MT Rua Barão de Melgaço, 2713 - Centro Sul - Cuiabá/MT 65 3612-3100

PEDIATRIA

Dr. Valeriano Luiz da Silva Filho Santa Angela Clínica Pediátrica Rua Júlio Martinez Benevides, s/nº - Centro | Tangará da Serra/MT 65 3311-1900

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

Dr. Celso Rodrigues Oliveira Junior

Dr. Marlus Andrade Dias

IMEDI

IMEDI

Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT

Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT

Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT

Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT

3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT

3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT

65 3314 2400 | 65 99670 3432

65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dr. Eduardo de Lamare Paula

Dr. Rodolfo Heitor Gomes Fernandes da Silva

Imagens Medicina Diagnóstica

IMEDI

Av. das Flores, 553 - Jardim Cuiaba, Cuiabá/MT

Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT

65 4009-8001 | 65 99249-9026 | 65 99246-5990

Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT

Dr. Genesio Borges de Andrade Neto

65 3314 2400 | 65 99670 3432

IMEDI

Dra. Sheila Horst Duque Gripp

Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT

Dra. Hilda Maria Menna Barreto de Barros

65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dra. Aline de Alcântara Magnani Bezerra de Oliveira

IMEDI

Dra. Tatiane Von Werne Baes

Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561 99992-0851 | 99969-4924

Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT

Dr. Carlos Renato de Lima Periotto

Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT

PSIQUIATRIA

Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561 99992-0851 | 99969-4924

Dr. Gustavo Watzel IPEC - Instituto de Psiquiatria e Estimulação Cerebral Rua dos Lírios, 525, Clínica Nossa Senhora das Graças Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 2127-1275 | 99628-3207

Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561 99992-0851 | 99969-4924

Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 9999-0561 99992-0851 | 99969-4924

REUMATOLOGIA

Dr. Eduardo Benevides Lindote Filho Reumacentro

Dr. Jaime Vinicius Fazio Rossi

Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT

IMEDI

65 3044-0100 | 65 3054-0100 | 65 99995-0101

Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT

Edifício Work Tower

Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT

Rua Barão do Melgaço, 2754, sala 1103 - Cuiabá/MT

3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT

65 3622-2005

65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dra. Fernanda de Lara Aires Faria Braga Batista

Dr. Leandro Rezende dos Santos

Reumacentro

Dr. José Antonio Rogoni Jr.

IMEDI

Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT

Consultório Cuiabá Rua i, 105, Ed. Eldorado Hill Office, Sala 16, Jd. Alvorada 65 3623 2116 | 99696 2050

Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT

65 3044-0100 | 65 3054-0100 | 65 99995-0101

Consultório Cáceres Rua 13 de junho, 199, Clinicor, Centro 65 3223 4444 | 99690 2050 Instituto Mato-Grossense de Eletroconvulsoterapia (IMECT) www.imect.com.br 65 99810 1000

Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dr. Mario Vinicios S. Martello IPEC - Instituto de Psiquiatria e Estimulação Cerebral Rua dos Lírios, 525, Clínica Nossa Senhora das Graças Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 2127-1275 | 99628-3207

RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

Dra. Angelita Carlotto de Abreu Reumacentro Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT

Dra. Lorena Andrade Dias

65 3044-0100 | 65 3054-0100 | 65 99995-0101

IMEDI

Santa Rosa Tower

Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT

Av. Miguel Sutil, 8000 - Sala 1106 - Cuiabá/MT

Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT

65 3027-6241 | 66 99650-6241

3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

120

RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

Dra. Sarah de Freitas Novais Reumacentro

Dra. Luiza Leontina

Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT

IMEDI

65 3044-0100 | 65 3054-0100 | 65 99995-0101

Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT

Consultório Sarah Novais

Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT

Av. Historiador Rubens de Mendonça, 2368 - Cuiabá/MT

3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT

65 3052-0094 | 3052-8994

65 3314 2400 | 65 99670 3432

Dra. Christina Paesano Marques Garcia Zirondi

Dra. Adriane Okunami Nobrega

Dr. Mario Ardenes

Reumacentro

IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

IMEDI

Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT

Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT

65 3044-0100 | 65 3054-0100 | 65 99995-0101

Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT

GastroMT

3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT

Rua das Begônias, 615, sala 02 - Cuiabá/MT

65 3314 2400 | 65 99670 3432

65 3054-5266 | 65 99646-9100

Revista Saúde | Novembro . 2018 | rsaude.com.br


Guia de profissionais

Revista Saúde Edição 16 | Novembro . 2018 | Cuiabá.MT

REUMATOLOGIA

MEDICINA VETERINÁRIA

ODONTOLOGIA

Dra. Giovanna Sant’Ana Petterle

Bibiana Felix da Silva

Marcia Abrantes

Reumacentro Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT 65 3044-0100 | 65 3054-0100 | 65 99995-0101

É O Bicho - Pet Shop & Veterinária Rua Benedito Pereira de Oliveira, 730-W - Centro Tangará da Serra/MT 65 99617-5653 | 65 3326-2359

Manoel Dionisio Sobrinho, 262 S - Centro Tangará da Serra/MT 65 3326 2091 | 99935-2381

Clínica Petterle Av. São Sebastião, 3161, sala 104 - Cuiabá/MT 65 3023-9680 | 99283-2727

NUTRIÇÃO

Dra. Taísa Morete da Silva

Karoline Aparecida Ferreira Morini

Reumacentro Travessa Léo Edilberto Griggi, 75 - Cuiabá/MT 65 3044-0100 | 65 3054-0100 | 65 99995-0101

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

ULTRASSONOGRAFIA

ODONTOLOGIA

Dr. Anselmo Verlangieri Carmo

Adriana Crepaldi

Fetal Care - Medicina Fetal e Ultrassonografia Rua Ouro Fino, 324 - Cuiabá/MT 65 3644-5948 | 3634-9872 | 3634-6887 | 99999-0561 99992-0851 | 99969-4924

Instituto Crepaldi Av. das Flores, 75, Jardim Cuiabá, Cuiabá/MT 65 3623-4108 - 65 99997-9230

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Adriana de Almeida Espírito Santo Andrade CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

ENFERMAGEM

Ana Paula de Aguiar Instituto Crepaldi Av. das Flores, 75, Jardim Cuiabá, Cuiabá/MT 65 3623-4108 - 65 99997-9230

Andressa Carvalho Bianchi Instituto Bianchi de Odontologia Av. Tancredo Neves, 300 Jardim Kennedy - Cuiabá/MT 65 3627 1020

Sulwey de Oliveira Costa Lopes

Claudia Ap. Monteiro

CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

Rua Arlindo Lopes da Silva (03), 122-W - Centro Tangará da Serra/MT 65 3326-2004

ESTÉTICA

Marta Fanaia Spa do Corpo Rua 5, 520 - W Centro - Tangará da Serra 65 3326-2946 | 65 99986-4226

Cyra Maria P. Carvalho Bianchi Instituto Bianchi de Odontologia Av. Tancredo Neves, 300 Jardim Kennedy - Cuiabá/MT 65 3627 1020

Debora T. Mazzutti

Igor Vilela Junqueira

Rua Arlindo Lopes da Silva (03), 122-W - Centro Tangará da Serra/MT 65 3326-2004

Rua Bogota, 366 Jd. das Américas - Cuiabá/MT 65 98427 6001 | 98163-0000

Francielle C. Pichinin Crepaldi

FISIOTERAPIA

Clínica Reabilita Rua Juscelino Kubistchek, 757 - Bairro Castelândia Primavera do Leste/MT 66 3498 2563 Spa Relancer Rua 1130, 360 - ST. Marista, Goiânia/GO 62 3928-4350 62 99948-5262

FONOAUDIOLOGIA

Priscila de Araújo Lucas Hospital Otorrino Rua Tenente Eulálio Guerra, 51 | Bairro Araés | Cuiabá/MT 65 2128-8083

MEDICINA VETERINÁRIA

Thelma M. Galindo É O Bicho - Pet Shop & Veterinária Rua Benedito Pereira de Oliveira, 730-W - Centro Tangará da Serra/MT 65 99617-5653 | 65 3326-2359

Instituto Crepaldi Av. das Flores, 75, Jardim Cuiabá, Cuiabá/MT 65 3623-4108 - 65 99997-9230

Graziele Valeria da Silva Manoel Dionisio Sobrinho, 262 S - Centro Tangará da Serra/MT 65 3326 2091 | 99935-2381

Hélcio Ap. Bianchi Instituto Bianchi de Odontologia Av. Tancredo Neves, 300 - Jd. Kennedy | Cuiabá/MT 65 3627-1020

Marcia Aparecida Abrantes US Enfermagem Rua Manoel Dionísio Sobrinho, 262 S Centro - Tangará da Serra/MT 65 3325-3038 | 99688-6108

Marcus Crepaldi Instituto Crepaldi Av. das Flores, 75, Jardim Cuiabá, Cuiabá/MT 65 3623-4108 - 65 99997-9230

Michelly Karim Rua Três, 818 - Boa Esperança (ao lado do Colégio Master Júnior) - Cuiabá/MT 65 3057-9500 | 99670-9500

Monique Crestani Rua Arlindo Lopes da Silva (03), 122-W - Centro Tangará da Serra/MT 65 3326-2004

Railson Carvalho de Abreu Manoel Dionisio Sobrinho, 262 S - Centro Tangará da Serra/MT 65 3326 2091 | 99935-2381

PERSONAL TRAINER

Fabi Moraes Atendimento Personalizado: 65 99223-0211

PSICOLOGIA

Ana Raphaella Hugueney Queiroz CTR - Clínica de Tratamento Renal Rua das Orquídeas, 399 - Jardim Cuiabá - Cuiabá/MT 65 3023-2003 | 65 3025-7047

Emanuelle Campos Lima Moreira de Melo Vision - Soluções em RH e Psicologia Rua Maringá, 669 - Centro - Primavera do Leste/MT 66 3498-3694

Larissa Andrade Dias IMEDI Santa Rosa Tower - Av. Miguel Sutil, 8000 Térreo - Cuiabá - MT Av Fillinto Muller, 370 - Jd Aeroporto - Várzea Grande - MT 3T - Av. Miguel Sutil, 9880 - Cuiabá - MT 65 3314 2400 | 65 99670 3432

Leonardo Cappi Manzini Clínica Ethos Rua Antônio José da Silva, 561-w - Centro - Tangará da Serra/MT 65 98407-1867

PODOLOGIA

Karina Nunes Morais

Nyvia Marques

Rua Três, 818 - Boa Esperança (ao lado do Colégio Master Júnior) - Cuiabá/MT 65 3057-9500 | 99670-9500

Atendimento de Podologia e Quirolatilogia: Studio LEBLÕ by Marcelo Santos, Rua dos Miosótis 465 Jardim Cuiabá, Cuiabá/MT 65 99626-0950

Luis Fernando Junqueira Netto Rua Arlindo Lopes da Silva (03), 122-W - Centro Tangará da Serra/MT 65 3326-2004

Instituto Nyvia Marques qualificação profissional: Edifício Barão Center, R. Barão de Melgaço, 2350 Centro Sul - Cuiabá/MT 65 99626-0950 rsaude.com.br | Novembro . 2018 | Revista Saúde

121


Profile for Revista Saúde

Revista Saúde Tangará da Serra - Edição 18 - 11/2018  

Revista Saúde Tangará da Serra - Edição 18 - 11/2018  

Advertisement