Page 1


Guia médico

Revista Saúde Edição 1 | Dezembro . 2018 | Jaraguá do Sul.SC

Dr. André Boss Demo Ortopedia e Traumatologia CRM/SC 13542 - RQE 6509

Clínica Centrum Edifício Blue Chip - Rua João Planincheck, 1990 - Sala 504 - Nova Brasília Jaraguá do Sul/SC (47) 3372-3362

Dr. Carlos Eduardo Carniel Beltrami CRM/SC 19065 Cardiologia - RQE 15215 Ecocardiografia - RQE 16008 Medicina Interna - RQE 15214 Rua Barão do Rio Branco, 800 Centro - Jaraguá do Sul/SC 47 3371-4824 | 47 3275-3375

Dr. Giovani Waltrick Mezzalira Cirurgia Torácica CRM/SC 8611 | RQE 5040

Centro Executivo Blue Chip Rua João Planincheck, 1990 - Sala 513 - Jaraguá Esquerdo - Jaraguá do Sul/SC (47) 3276-1499 | 99176-9296

Dr. Guilherme Baldez Pinheiro

Cirurgia da Mão | Ortopedia e Traumatologia CRM/SC 19265 | RQE 12564 | RQE 12665

Clínica São Camilo Rua João Picolli, 348 - Centro - Jaraguá do Sul/SC (47) 3055-0288

6

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

Dr. Angelo Carlotto Zandavalli Cirurgia do Aparelho Digestivo e Gastroenterologia CRM/SC 7308 | RQE 8694 | RQE 8646

Clínica São Camilo Rua João Picolli, 348 - Centro - Jaraguá do Sul/SC (47) 3055-0288

Dr. Claus Dietrich Seyboth Cirurgia de Mão Ortepedia e Traumatologia CRM/SC 20983 RQE 12632 RQE 12314

COT - Clínica de Ortopedia e Traumatologia R. Rio do Sul, 91 - Bucarein, Joinville/SC (47) 98838-0270 cdseyboth@gmail.com

Dr. Gustavo Cerqueira e Silva Acupuntura CRM/SC 15339 | RQE 8127

Clinifert Centro de Reprodução Humana Rua Dom Joaquim, 779 - Centro Florianópolis/SC 48 3224-9117

Dra. Glauce Gaziri Dermatologia CRM/SC 12069 RQE 12941

Rua Artur Gunz, 430 - Vila Nova Jaraguá do Sul/SC (47) 3055-0405 | (47) 98844-8484


Revista Saúde Edição 1 | Dezembro . 2018 | Jaraguá do Sul.SC

Guia médico

Dr. Henrique Diegoli

Dr. João Guilherme Bertoli

Neurocirurgia

Urologia e Cirurgia Geral CRM/SC 16110 RQE 13672 RQE 13017

CRM/SC 19824 - RQE 14967

Clínica Centrum Edifício Blue Chip - Rua João Planincheck, 1990 - Sala 504 - Nova Brasília Jaraguá do Sul/SC (47) 3372-3362

Rua Artur Müller, 105 - Centro Jaraguá do Sul/SC (47) 3374-2571 | 99657-4388

Dra. Kazue Harada Ribeiro

Dr. Leonard Rocha Fonseca de Brito

Ginecologia CRM/SC 2035 | RQE 301 RQE 9014 | 300

Neurocirurgia CRM/SC 21739 - RQE - 12688

Clinifert Centro de Reprodução Humana Rua Dom Joaquim, 779 - Centro Florianópolis/SC 48 3224-9117

Clínica Centrum Edifício Blue Chip - Rua João Planincheck, 1990 - Sala 504 - Nova Brasília Jaraguá do Sul/SC (47) 3372-3362

Dra. Mila Harada Ribeiro Cerqueira

Dr. Mauro César Grüdtner

Ginecologia CRM/SC 15255 | RQE 7600

CRM/SC 9430 - RQE 10481

Clinifert Centro de Reprodução Humana Rua Dom Joaquim, 779 - Centro Florianópolis/SC 48 3224-9117

Neurocirurgia

Clínica Centrum Edifício Blue Chip - Rua João Planincheck, 1990 - Sala 504 - Nova Brasília Jaraguá do Sul/SC (47) 3372-3362

Dr. Marcos Fernando Ferreira Subtil Ortopedia e Traumatologia CRM/SC 4408 | RQE 6930

Clínica São Camilo Rua João Picolli, 348 - Centro - Jaraguá do Sul/SC (47) 3055-0288

rsaude.com.br | Dezembro . 2018 | Revista Saúde

7


Índice

12

Revista Saúde Edição 1 | Dezembro . 2018 | Jaraguá do Sul.SC

18

A eficácia da vídeo cirurgia nos dias atuais

32

Cirurgia para Espondilolistese Dr. Mauro César Grüdtner

Dr. Giovani Waltrick Mezzalira

14

Conheça a história da

33

Problemas de leitura e escrita: Como prevenir, Identificar e tratar

Clínica São Camilo

Dra. Andrea Cristina R. Grüdtner

Clínica São Camilo

22

16

Por que consultar um

Sâmia Abreu Leutprecht

22

36

38

prevenção e tratamentos

42

Sinais de perda auditiva Fga. Karyny Mendonça de Souza

46

30

Especial Capa CENTRUM: Centro de Neurocirurgia

O sonho de ser mãe através

Dra. Mila Harada R. Cerqueira

48

Alongamento Ósseo Dr. Claus Dietrich Seyboth

Jaderson Menezes

50

Centrinho - USP

Dr. André Boss Demo Dr. Leonard Rocha Fonseca de Brito Dra. Andrea Cristina R. Grüdtner Dr. Henrique Diegoli

8

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

52

32

Fissura Labiopalatina: O que é importante saber seo

e Fonoaudiologia de Jaraguá do Sul Dr. Mauro César Grüdtner

30

Dra. Kazue Harada Ribeiro

Letícia Soberanski

Liderança

28

da Reprodução Assisitida

Saiba a diferença entre AIDS e HIV

26

Alimentação x Ansiedade Mirtes Petter

28

24

Jefferson Wilson Simm Filho

26

O que são implantes dentários?

Cálculos renais: causas, Dr. João Guilherme Bertoli

24

Conheça mais sobre Terapia Capilar Indianara Madureira Pereira

Quero me alimentar melhor, mas por onde começo?

Bem-Estar - Você é única Jaqueline Uber

cardiologista? Dr. Carlos Eduardo Carniel Beltrami

18

34

Doe Sangue e faça alguém nascer de novo Hemocentro

38


Expediente

Revista Saúde Edição 1 | Dezembro . 2018 | Jaraguá do Sul.SC

REVISTA TRIMESTRAL Dezembro/2018 | ANO 01 | Nº 1 | Jaraguá do Sul.SC Editora Lopes e Rampani Ltda - CNPJ 07.986.256/0001-69 Franquia de Jaraguá do Sul - Campos e Bellio - Edição de Revistas LTDA - CNPJ 24.336.483/0001-68 ESCRITÓRIOS Umuarama (sede): Rua Paulo Pedrosa de Alencar, 4291 - Ed. Manhattan Garden - CEP: 87501-270 | Centro | Tel.: 44 3622-8270 e-mail: revistasaude@sempresaude.com.br - Maringá: Av. Humaitá, 452 - Centro Empresarial Dalla Costa - Sala 303 CEP: 87014-200 | Zona 4 | Tel.: 44 3346-4050 - e-mail: artemaringa@sempresaude.com.br COLABORADORES LAYOUT E DIAGRAMAÇÃO: André Silva, Alison Henrique, Bruno Assunção, Dyego Bortoli, Jean Carlos, João Paulo Zequim, Marcio Garcia e Thiago Mantovani. CORREÇÃO ORTOGRÁFICA: Professora Tallis Oliveira F Resende e Professora Maria de Fátima dos Santos FOTOGRAFIAS: Gabriel Richartz - 47 9 9710-0648 - Davi Vendramin - 47 9.9103 7378 JORNALISTA RESPONSÁVEL: Caio Henrique dos Santos Rosa - 0011175/PR CIRCULAÇÃO: Jaraguá do Sul e Região TIRAGEM: 5.000 Exemplares FRANQUIAS Apucarana/Arapongas-PR - Leandro Henrique | Paula Renatha Pontim - comercial@sempresaude.com.br - 43. 99611-5553 | 43. 99611-5563 - Araçatuba/Bauru-SP - Anderson Hernandes | Carol Lopes - aracatuba@sempresaude.com.br - 18. 99740-2777 | 18. 99813-7777 - Boa Vista-RR - Julio Graziani Carlos - boavista@sempresaude.com.br - 95. 99169-4071 - Campina Grande-PB - Everton Barros | Victor Lima - campinagrande@sempresaude.com.br - 83. 99988-0372 | 83. 99988-0429 - Campo Mourão-PR - Rafael Morimoto - rafael@sempresaude.com.br 44. 99911-8081 | 44. 98811-6206 - Chapecó-SC - Fábio Bortolone - chapeco@sempresaude.com.br - 49. 99916-5719 - Cianorte-PR - Paulo Paixão | Andreia Gabriel - cianorte@sempresaude.com.br - 44. 99922-0310 | 44. 3346-4050 - Criciúma-SC - José Carlos Junqueira Alvarenga | Sandra Alvarenga - criciuma@sempresaude.com.br - 48. 99912-5253 | 48. 99914-0810 - Cuiabá-MT - Márcio Costa - cuiaba@sempresaude. com.br - 66. 99683-1899 - Florianópolis-SC - Paulo Victor Frasson Cordeiro - floripa@sempresaude.com.br - 48. 99133-3334 | 48. 996105357 - Foz do Iguaçu -PR - Rosana Segovia - rosana@sempresaude.com.br - 45. 99991-2500 - Goiânia-GO - Tiago de Souza Brito | Josiane Vicentim - goiania@sempresaude.com.br - 62. 99649-2036 | 62. 98326-2003 - João Pessoa-PB - José Adriano Danhoni Neves | Ednéia Tenório - joaopessoa@sempresaude.com.br - 83. 98750-7070 | 83. 98812-7080 - Joinville-SC - Ana Paula de Campos | Bruno Bellio - joinville@ sempresaude.com.br - 47. 99930-6364 | 47. 99930-7637 - Londrina-PR - Leandro Henrique | Paula Renatha Pontim - londrina@sempresaude. com.br - 43. 99611-5553 | 43. 99611-5563 - Macaé/Rio das Ostras-RJ - Andreia Garcia | Paulo Cesar Ceranto - macae@sempresaude.com. br - 22. 98847-5455 | 22. 98842-9166 - Maringá-PR - Paulo Paixão | Andreia Gabriel - paulopaixao@sempresaude.com.br - 44. 99922-0310 | 44. 3346-4050 - Natal-RN - Dirceu Filho - natal@sempresaude.com.br - 83. 98788-7070 - Palmas/Araguaína-TO - Fábio Lima - palmas@ sempresaude.com.br - 63. 98503-9960 | 44. 99829-0245 - Paranavaí-PR - Paulo Paixão | Andreia Gabriel - paranavai@sempresaude.com.br - 44. 99922-0310 | 44. 3346-4050 - Ponta Grossa-PR - Sérgio Oliveira | Mara Megda - pontagrossa@sempresaude.com.br - 42. 99987-8180 | 42. 98418-1290 - Porto Velho-RO - Arthur Marandola - portovelho@sempresaude.com.br - 69. 99366-1466 | 69. 99366-1470 - Ribeirão Preto-SP - Eduardo Borges - ribeirao@sempresaude.com.br - 16. 99711-7770 - Rio Verde-GO - Marcelo Piai | Verônica Venâncio - rioverde@ sempresaude.com.br - 64. 99625-8105 | 64. 99625-8305 - Rondonópolis-MT - Marcio Costa | Fernanda Lima - rondonopolis@sempresaude. com.br - 66. 99683-1899 | 66. 98139-7824 - São José dos Campos-SP - Marcelo Piai | Verônica Venâncio - sjcampos@sempresaude.com. br - 12. 99625.8005 | 12. 99625-1005 - São José do Rio Preto-SP - Renato Dias Renovato | Kelly Renovato - riopreto@sempresaude.com. br - 17. 99669-1700 | 17. 99669-7771 - Sinop/Sorriso/Lucas do Rio Verde-MT - Emerson do Carmo | Luiz Carlos Rampani - rampani@ sempresaude.com.br - 66. 99994-2442 | 66. 99659-7210 - Uberlândia-MG - Wander Marcio Rosada - uberlandia@sempresaude.com.br - 34. 99990-2479 | 34. 99967-1225 - Umuarama-PR - Ueslei Rampani | Marcelo Adriano - revistasaude@sempresaude.com.br - 44. 98407-0698 | 44. 99941-9930 | 44. 3622-8270

NOSSA CAPA Centrum Centro de Neurocirurgia e Fonoaudiologia de Jaraguá do Sul Dr. Mauro César Grüdtner CRM/SC 9430 | Neurocirurgia - RQE 10481 Dra. Andrea Cristina R. Grüdtner CRFª-SC 5831 | Fonoaudiologia

Foto Capa Gabriel Richartz - (47) 9 9710-0648

DIREÇÃO GERAL

Marcelo Adriano Lopes da Silva

FRANQUEADOS DESTA UNIDADE

Ueslei Dias Rampani

Ana Paula de Campos

Bruno Bellio Soares

ENTRE EM CONTATO PARA MATÉRIAS E ANÚNCIOS Você também pode ler esta edição pelo aplicativo: REVISTA SAÚDE OFICIAL

Ana Paula de Campos: 47 99930.6364 Bruno Bellio Soares: 47 99930.7637 revistasaudejaragua@gmail.com

www.rsaude.com.br

Revista Saúde Jaraguá do Sul

As matérias e imagens veiculadas são de responsabilidade dos seus autores. rsaude.com.br | Dezembro . 2018 | Revista Saúde

9


Editorial

Revista Saúde Edição 1 | Dezembro . 2018 | Jaraguá do Sul.SC

É com orgulho, satisfação e respeito que chegamos a Jaraguá do Sul para mostrar a saúde de uma forma diferente e com a seriedade que ela merece.

A Multiplataforma Revista Saúde é

seguindo as orientações dos órgãos e

o maior veículo sobre saúde de Santa

conselhos de classe de cada profissio-

Catarina.

nal da Saúde.

Em 2015 trouxemos de forma defi-

Através de um modelo exclusivo e

nitiva a Revista Saúde® para o Estado

único de multiplataformas, a Revista

de Santa Catarina.

Saúde® leva o conteúdo de cada edi-

No estado, estamos presentes na grande Florianópolis, Joinville, Chapecó, Criciúma, Tubarão, Balneário Camboriú e Itajaí e neste momento,

de divulgação: 1º Revista Impressa – alto padrão de impressão e padronização a nível

com muito orgulho e satisfação, inau-

nacional, seguindo as orientações e

guramos mais uma base no estado, na

regras dos órgãos e conselhos de clas-

cidade de Jaraguá do Sul.

se dos profissionais da Saúde. A distri-

Com uma história de pioneirismo,

buição é feita com estratégia para que

empreendedorismo e foco na área de

a informação possa se multiplicar para

Saúde, a Revista Saúde® completou 14

o maior número de pessoas.

anos neste ano de 2018, e está presente em mais de 40 cidades pelo Brasil.

10

ção através de quatro grandes pilares

2º Portal www.rsaude.com.br – todo conteúdo fica disponível no por-

A Revista Saúde® segue um pa-

tal da Revista Saúde®, que tem altís-

drão na formatação de seu conteúdo,

sima compatibilidade com o Google,

que geralmente é escrito pelos pró-

proporcionando ranqueamento orgâ-

prios profissionais da Saúde, sempre

nico para nossos clientes.

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

O portal possui mais de 10 mil acessos mensais nas cidades em que atua, e justamente através deste modelo híbrido com um portal ultramoderno, com guia de profissionais da saúde sempre atualizado e mantendo um trabalho de alta qualidade no impresso é que a Revista Saúde se tornou o maior veículo sobre Saúde no estado de Santa Catarina.


3º Facebook/Instagram Revista Saúde – usamos as mídias sociais amplamente na divulgação dos profissionais que estão presentes nas edições da Revista Saúde. Impulsionamos diversos conteúdos com objetivo de alcançar o maior número de pessoas, mantendo o foco no resultado dos nossos clientes, gerando maior número possível de leeds em nosso Portal. 4º Aplicativo Revista Saúde® Oficial – um aplicativo exclusivo, gratuito, onde nossos leitores poderão ter as três últimas edições na íntegra em seus smartphones. As matérias dos profissionais, Guia médicos e demais Profissionais da Saúde também ficam disponíveis. A Revista Saúde® é uma marca patenteada e registrada, garantindo exclusividade em seu conteúdo, impressão e divulgação dos profissionais da Saúde com a credibilidade e seriedade que esta categoria merece. Fica aqui nosso muito obrigado a todos os profissionais e a toda população, pelo carinho e respeito que nos receberam, esperamos retribuir trazendo o melhor conteúdo da área da saúde e seus avanços, agregando com muita informação de primeira. Amamos o que fazemos, amamos ser Revista Saúde! Desejamos a todos uma ótima leitura.

Diretores das Franquias de Joinville e Jaraguá do Sul Ana Paula de Campos 47 99930 6364 Bruno Bellio 47 99930 7637 revistasaudejaragua@gmail.com rsaude.com.br | Dezembro . 2018 | Revista Saúde

11


A eficácia da vídeo cirurgia nos dias atuais A vídeo cirurgia torácica proporciona maior segurança por ser uma técnica menos invasiva, considerada menos dolorosa, com incisões mínimas e com uma execução facilitada pela ampla visão que as óticas de última geração oferecem. Proporcionam ao paciente uma recuperação mais rápida com uma diminuição do período de internação, retorno muito mais rápido para o seu dia a dia, menor taxa de infecção pós-operatória comparada com as cirurgias convencionais. Devido a sua eficiência e ao baixo risco, torna-se possível realizar procedimentos em pacientes mais críticos, seja pela idade (octogenários) ou por apresentar doenças associadas. Quando aplicada em pacientes sem doenças e jovens, então nem se fala. A vídeo cirurgia torácica é realizada em variados tipos de casos, abrangendo inclusive as ressecções radicais para o câncer até o tratamento para o Péctus Escavatun.

Áreas possíveis de aplicação: No esôfago torácico, nas doenças benignas quanto nas malignas, oferecendo um tratamento curativo ou realizando biópsias, ajudando com rapidez a elaboração de um plano para o tratamento destas doenças. No pulmão, nas doenças benignas quanto nas malignas; é comum ser utilizada durante uma investigação ou para o próprio tratamento destas lesões; como os nódulos pulmonares indefinidos, o câncer de pulmão, o enfisema pulmonar, o pneumotórax espontâneo, as bolhas pulmonares e doenças infecciosas diversas.

Na pleura, nas doenças benignas e nas malignas; facilitando o manejo dos derrames pleurais complicados, pois proporciona realizar o tratamento e o diagnóstico em um único procedimento. No mediastino nas doenças benignas e nas malignas; quando o manejo cirúrgico esta indicado para o tratamento das doenças como o timona ou a miastenia gravis, ele pode ser feito usando a técnica menos invasiva como a vídeo toracoscopia. O diagnóstico e o tratamento dos tumores e dos gânglios aumentados ganharam um aliado com uma enorme especificidade, as doenças infecciosas podem ser tratadas antes que se tornem letais devido a um tratamento postergado. Com a vídeo é possível ver mais profundamente com uma mínima invasão. O mediastino, área central do tórax, pode ser abordada por duas vias, uma delas acontece pela parede torácica, com incisões pequenas ou com uma única incisão (como é feito em Jaraguá do Sul, técnica chamada Uni portal) ou pela região cervical. Nesta abordagem se faz necessário um equipamento específico, sendo que somos um dos únicos do sul do país e o único de Santa Catarina a ter o equipamento para realizar a Vídeo Mediastinoscopia Linfática Assistida. Equipamento este que permite, por uma incisão de 2 cm, a realização de cirurgias complexas podendo usar múltiplas pinças e desta maneira obter uma grande segurança. Procedimento este que em 98% dos casos pode ter alta no mesmo dia ou em 24 horas. No diafragma nas doenças benignas quanto nas malignas; o tratamento das paralisias diafragmáticas que causam desconforto respiratório devido a res-

trição do movimento respiratório, a reestruturação das hérnias traumáticas ou congênitas, biópsias diversas. No pericárdio, nas doenças benignas quanto nas malignas; o manejo do derrame pericárdico recidivante pode necessitar de diagnóstico e tratamento cirúrgico a fim de evitar que o liquido acumulado pressione o coração e impeça a sua eficiência, nos cistos pericárdicos, a vídeo possibilita a resolução com 3 incisões de 1 cm cada. Na síndrome do desfiladeiro torácico causadora de uma dor, formigamento, mudança de coloração do braço, sintomas estes só conhecidos por aqueles que são portadores desta condição, hoje pode ser feita inteiramente por vídeo cirurgia, evitando a agressão que a cirurgia aberta pode causar sobre o plexo braquial já danificado. Não se pode esquecer que este método também é utilizado para o tratamento de hiperidrose – suor excessivo palmar, axilar ou crânio facial; para o tratamento da bromidrose - odor axilar, e do rubor facial – vermelhidão no rosto, através do vídeo cirurgia sobre o nervo simpático torácico. Considerada uma das melhores técnicas existentes para a diminuição destes sintomas incomodativos, apresentando resultados de 95% de eficácia. A vídeo cirurgia ocupa um espaço de destaque em grande parte das doenças torácicas, sendo uma técnica sempre pensada como primeira escolha nos tratamentos. O SERVIÇO DE CIRURGIA TORÁCICA atua há mais de 17 anos em Jaraguá do Sul - SC, oferecendo aos pacientes um dos mais eficazes métodos para a realização de diagnósticos, biópsias e tratamentos das doenças da região cervical, parede torácica, pulmonar e mediastinal.

DR. GIOVANI WALTRICK MEZZALIRA CRM/SC 8611 CIRURGIA TORÁCICA - RQE 5040

• Presidente da Sociedade Catarinense de Cirurgia Torácica; • Cirurgião Torácico da Oncologia e da Alta Complexidade em Ortopedia; • Coordenador do programa da Residência Médica da Cirurgia Geral, pertencente ao Hospital São José de Jaraguá do Sul/SC; • Médico Preceptor do programa da Residência Médica, pertencente ao Hospital São José de Jaraguá do Sul/SC; • Mestre em Cirurgia Torácica pela PUC-PR

12

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6 E 7


INFORME PUBLICITÁRIO

Conheça a história da Clínica São Camilo Comemorando 30 anos de história, o fundador da Clínica São Camilo em Jaraguá do Sul, Dr. Marcos Fernando Ferreira Subtil confessa: É difícil sintetizar tantos momentos que marcaram a carreira do profissional. “A clínica foi fundada em agosto de 1987. Vim com a minha família para o município diretamente do Espírito Santo. Quando cheguei na cidade, a população era de 45 mil habitantes e já possuía 42 médicos. Hoje em dia, Jaraguá do Sul conta com 200 mil habitantes e 200 médicos, um crescimento notável. Iniciei meus serviços no hospital São José, na área de plantão. Trabalhei também como médico do trabalho e em atendimento na Prefeitura Municipal. No começo conseguia administrar a minha rotina trabalhando no plantão e também no meu consultório, mas conforme a demanda ia aumentando, decidi focar apenas no meu serviço, montando aos poucos a Clínica São Camilo, nome originado em homenagem ao santo São Camilo, reconhecido por ser o amigo dos pobres enfermos, consagrou a vida inteira ao cuidado de doentes. Atualmente posso afirmar que a evolução da clínica só trouxe benefícios. Contamos com profissionais muito competentes, alguns ficaram na nossa história e outros estão comigo até hoje”, conta Dr. Marcos Fernando Ferreira Subtil. Às vezes a saúde do aparelho locomotor, como ossos, músculos, ligamentos e articulações depende de cui-

14

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

dados simples, que podem evitar uma série de complicações no futuro. É o que garante os ortopedistas, Dr. Guilherme Baldez Pinheiro e o Dr. Marcos Fernando Ferreira Subtil. Conta com um time integrado por profissionais conhecidos por sua excelência em atendimento e recursos, a clínica também oferece serviços de endoscopia e videolaparoscopia com o Dr. Angelo Carlotto Zandavalli, que salienta a importância do diagnóstico das mais diversas doenças, como inflamação (esofagite, gastrite, colite), tumores, focos e sangramentos. Já para quem procura cuidados com o lado emocional, reconhece que um atendimento psicológico é primordial em momentos conturbados, onde as pessoas não sabem qual caminho seguir e por onde percorrer. Com esta reflexão, os serviços oferecidos pela psicóloga Lúcia Helena Lopes visam promover o bem-estar e expansão da consciência através do atendimento clínico na abordagem da Gestalt-terapia. Outro serviço prestado é o de Coaching, onde o coach auxilia o coachee a definir rotas mais acertadas na conquista de seus objetivos pessoais e profissionais, partindo do seu estado atual de vida para o estado desejado através de técnicas específicas. O local também oferece a acupuntura com a farmacêutica Julia Subtil Sequinel, um método de tratamento na qual trata o paciente como um todo, respeitando suas características pessoais e o ponto de equilíbrio. Serve para tratamento de várias pa-

tologias entre elas: ansiedade, stress, TPM, enxaqueca, fibromialgia e dores em geral. Clínica São Camilo se destaca com tratamento não-invasivo contra a tendinite Apresentando um novo procedimento médico, indicado nas inflamações crônicas dos tendões e calcificações no ponto de inserção dos músculos e no retardo da consolidação óssea, as ondas de choque são de acústica baixa, média ou alta energia, que se propagam até a região afetada. Dessa forma, o tratamento com as ondas de choque pode ser usado para acelerar a recuperação ou aliviar a dor no caso de inflamações crônicas como tendinite calcárea do ombro, epicondilite, fascite plantar, tendinite aquileana, tendinite patelar, bursite trocantérica, pseudo-artrose, retardo de consolidação de fraturas, síndrome miofascial - pontos de gatilho, síndrome medial da tíbia e lombalgia. Tipicamente, são necessárias 3 a 6 sessões em torno de 5 a 15 minutos para a redução da dor e reparar a lesão. A pessoa pode voltar para casa logo após o procedimento. Vale lembrar que o tratamento é bastante seguro, porém, deve-se evitar as ondas de choque por cima de locais como os pulmões, olhos ou cérebro. Além disso, deve ser evitado a região da barriga em grávidas ou por cima de locais com câncer, uma vez que pode estimular o crescimento do tumor.


Por que consultar um cardiologista? Indicação da prática de atividade física Inúmeras evidências embasam a importância da prática de atividade física regularmente para promover a saúde, melhorando o bem estar, sono e até reduzindo o risco de doenças crônicas. Atualmente a recomendação é para realização de atividades preferencialmente aeróbicas, de moderada intensidade (como andar rápido no plano) com duração mínima de 2 horas e meia/semana associado a alguma outra atividade de fortalecimento muscular por pelo menos 2 dias por semana. Mesmo aqueles com alguma doença crônica (p. ex. infarto do miocárdio) ou deficiência física também se beneficiam da prática de atividade física regular, mas devem ser avaliados por um cardiologista para definir o tipo e intensidade da atividade recomendada. Diagnóstico e tratamento da hipertensão arterial A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma doença habitualmente silenciosa (não produz sintomas), multifatorial, caracterizada pela elevação sustentada dos níveis pressóricos ≥140 e/ou 90 mmHg e frequentemente associada a outros distúrbios metabólicos como dislipidemia, obesidade e diabetes melito (DM). No Brasil, a HAS atinge aproximadamente 30% da população, com maior incidência na população idosa e naqueles com obesidade. Recomenda-se a inves-

tigação de HAS para todo indivíduo com >18 anos a cada 3-5 anos e anualmente para pessoas com >40 anos. A HAS possui forte correlação com as principais causas de morte, como o AVE (acidente vascular encefálico), IAM (infarto agudo do miocárdio) e doença renal crônica (DRC), por isso seu diagnóstico precoce e tratamento efetivo podem prevenir tais complicações. Investigação da doença aterosclerótica A aterosclerose (acúmulo de gordura no interior dos vasos sanguíneos) é um processo inflamatório crônico das paredes dos vasos, secundário a vários fatores de risco, dentre eles: DM, HAS, tabagismo e principalmente a dislipidemia (colesterol elevado). Existem vários tipos de colesterol, o mais conhecido é o LDL (também chamado de “colesterol ruim”) e é importante ressaltar que seu nível adequado varia de acordo com o risco cardiovascular de cada pessoa com base na idade, história familiar e outros fatores de risco e que sua origem na idade adulta geralmente decorre 50% da genética e 50% de fatores ambientais como dieta e atividade física. Atualmente não há dúvidas que níveis elevados do colesterol LDL é um dos principais responsáveis pelo acúmulo de gorduras nos vasos sanguíneos, levando à obstrução dos mesmos e eventualmente ao infarto, reforçando a necessidade do controle deste fator de risco.

Existem vários tipos de colesterol, o mais conhecido é o LDL (também chamado de “colesterol ruim”) e é importante ressaltar que seu nível adequado varia de acordo com o risco cardiovascular de cada pessoa com base na idade, história familiar e outros fatores de risco e que sua origem na idade adulta geralmente decorre 50% da genética e 50% de fatores ambientais como dieta e atividade física.

DR. CARLOS EDUARDO CARNIEL BELTRAMI CRM/SC 19065 CARDIOLOGIA - RQE 15215 ECOCARDIOGRAFIA - RQE 16008 MEDICINA INTERNA - RQE 15214

• Faculdade na Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUC-PR; • Residência em Medicina Interna pela Universidade Federal do Paraná – UFPR; • Residência em Cardiologia pela Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto – USP-FMRP; • Título de especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia – SBC; • Residência em Ecocardiografia Adulta pela Universidade Federal do Paraná – UFPR; • Título de especialista em Ecocardiografia Adulta pelo Departamento de Imagem da Sociedade Brasileira de Cardiologia – SBC-DIC.

16

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6 E 7


Quero me alimentar melhor, mas por onde começo?

O processo de Reeducação Alimentar é a mudança na forma como a pessoa se alimenta, através da aprendizagem por meio de orientações nutricionais específicas onde o indivíduo conhece e introduz novos hábitos alimentares.

Já é sabido que dietas restritivas não geram mudança de comportamento duradoura, e que ao fim de cada uma destas dietas volta-se aos antigos hábitos, afinal, as pessoas não reaprendem a comer. O processo de Reeducação Alimentar é a mudança na forma como a pessoa se alimenta, através da aprendizagem por meio de orientações nutricionais específicas onde o indivíduo conhece e introduz novos hábitos alimentares. Envolve o como, o que, onde, com quem e porque se come. No sentido de “o que” se come, a Reeducação Alimentar circunda a substituição de alimentos nocivos à saúde, processados, ricos em gordura, sódio e açúcar, por alimentos in natura, repletos de nutrientes, vitaminas e minerais. Para que este processo seja duradouro, a troca de velhos hábitos por novos é necessária. A começar pela organização, através da compra de alimentos saudáveis com frequência. Para facilitar esta tarefa, segue aqui uma lista de dicas e alimentos que garantem variedade e qualidade na alimentação: • Troque a farinha de trigo refinada por: farinha de coco, farinha de arroz integral, farelo de aveia, farinha de linhaça, fécula de batata, farinha de grão de bico, farinha de banana verde, quinoa, amaranto, semente de abóbora, semente de girassol, etc. • Escolha alimentos que fornecem vitaminas e minerais para lanches entre as refeições: castanhas (Castanha do pará, castanha de

• •

caju, amêndoa, amendoim, nozes, macadâmia, etc) e Frutas desidratadas (Damasco, ameixa, uva passa, tâmara, etc). Substitua o açúcar refinado e bebidas açucaradas por alimentos naturalmente doces: banana, morango, mamão, abacaxi, melão, melancia, ameixa, laranja, maçã, pêra, cacau, canela, baunilha, mel, etc. Troque o uso de temperos prontos e excesso de sal por temperos naturais: alho, cebola, salsinha, açafrão, pimenta, cominho, manjericão, alecrim, orégano, louro, noz moscada, cravo da índia, suco de limão, páprica, etc. Melhore a qualidade das proteínas consumidas: peixes, ovos caipira, carne de frango, boi e porco (preferência orgânicas), feijão, lentilha, grão de bico, ervilha, etc. Consuma boas fontes de gordura: azeite de oliva extra virgem, óleo de coco, abacate, óleo de linhaça, etc. Aumente a ingestão de legumes/ vegetais e tubérculos: abobrinha, abóbora, alface, couve flor, beterraba, cenoura, aipim, batata doce, berinjela, brócolis, rabanete, repolho, rúcula, tomate, pepino, etc.

Por se tratar de um processo de aprendizagem, ao final do acompanhamento o paciente saberá fazer escolhas saudáveais por conta própria, sem deixar de incluir o que faz parte da sua própria cultura. Para mudar seus hábitos alimentares, procure o acompanhamento de um profissional nutricionista.

SÂMIA ABREU LEUTPRECHT CRN10-7015P NUTRICIONISTA

Rua Guilherme Weege, 98 - centro - Jaraguá do Sul/SC

(47)99692-4161 | 99224-1811 18

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br


Cálculos renais: causas, prevenção e tratamentos O Cálculo Renal, também chamado de urolitíase ou nefrolitíase, é uma doença causada pela presença de pedras dentro dos rins ou do trato urinário. Ele é composto de substâncias urinárias normais, mas que, por diferentes razões, foram concentradas e solidificadas em fragmentos maiores ou menores. Sua dimensão pode ser milímétrica, do tamanho de um grão, mas também pode atingir vários centímentros. Apresenta geralmente uma cor castanha ou amarelada, podendo ser um ou mais cálculos renais ao mesmo tempo. Causas Uma das principais causas de pedras nos rins é o aumento da concentração de cálcio, ácido úrico ou outros minerais na urina. No entanto, mesmo com essas substâncias em níveis normais, pode haver formação de pedra nos rins se a urina estiver muito concentrada. Com um volume de urina baixo, não há líquido suficiente para dissolver os sais, que se acumulam no rim sob a forma de cristais até formarem a pedra. Sintomas Um paciente pode ter pedras nos rins por anos e não apresentar nenhum sintoma. De fato, não é incomum detectar o problema em exames de rotina, como em um Raio-X, solicitado por outros motivos. Entre os sintomas mais comuns estão dor aguda nas costas, abdomen ou

virilha, presença de sangue na urina, necessidade constante de urinar, dor ao urinar, incapacidade para urinar e urina com forte odor. Prevenção Uma das maneiras de evitar o problema é a correção de qualquer excesso de cálcio, fosfato e outros minerais no organismo. Além disso, uma alimentação saudável permite um melhor controle da doença, bem como o aumento da ingestão de líquidos, preferencialmente a água. Também é essencial seguir uma dieta baixa em calorias, com pouco sal, limitando proteínas animais, açúcares e álcool. Tratamento O tratamento dos cálculos renais depende de alguns fatores como o tamanho e onde estão localizados. Quando as pedras estão nos rins, o problema pode ser tratado a partir da Litotripsia Extracorpórea para Ondas de Choque, que é considerado um procedimento não invasivo, ambulatorial e com baixo índice de complicações. Ainda nos rins, outra técnica é a Nefrolitotripsia Percutânea, na qual as pedras são fragmentadas e retiradas através de uma pequena incisão, ou também Ureterorrenolitotripsia Flexível, uma técnica endoscópica e também minimamente invasiva. Já quando o cálculo está localizado no ureter, o tratamento pode ser medicamentoso expulsivo em caso de pedras pequenas. Para cálculos maiores, há a Ureterorrenolitotripsia Rígida que fragmenta as pedras por método endoscópico, sem necessidade de incisões ou cortes.

Uma das principais causas de pedras nos rins é o aumento da concentração de cálcio, ácido úrico ou outros minerais na urina.

DR. JOÃO GUILHERME BERTOLI CRM/SC 16110 CIRURGIA GERAL - RQE 13017 UROLOGIA - RQE 13672

22

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6 E 7


Sinais de perda auditiva Ouvir é fundamental para o adequado desenvolvimento da linguagem oral. Por isso ao nascer o recém-nascido já é submetido ao teste da orelhinha com o objetivo de identificar perdas auditivas de grau moderado a profundo hereditárias e riscos de desenvolvimento de perda auditiva tardia. Aqueles que não ouvem, não irão adquirir a fala porque não irão ouvir os sons para que possam reproduzi-los. Todo e qualquer problema auditivo deve ser detectado o mais precocemente possível para que seja devidamente tratado. Quando o tratamento dos transtornos da audição começam antes dos seis meses de idade o bebê tem uma grande chance de ter um desenvolvimento global muito próximo do normal, caso contrário, os danos podem ser definitivos. Já nos adultos, estudos recentes mostram evidências científicas dos danos cerebrais causados pela perda de audição. Segundo tais estudos, além da tendência ao maior isolamento que prejudica o contato familiar e social, a diminuição dos estímulos cerebrais causados pela surdez seria mais um agravante na saúde desses pacientes. A diminuição dos estímulos auditivos afetaria enormemente não só as áreas responsáveis pelo processamento sonoro e de linguagem – os giros superior, médio

e inferior do lobo temporal (esses dois últimos também implicados no aparecimento do mal de Alzheimer) – mas o cérebro como um todo. A privação sonora poderia acelerar a perda de massa encefálica em mais de um centímetro cúbico por ano, em comparação com os idosos com audição normal. A perda auditiva deve sempre ser diagnosticada por um profissional, como um fonoaudiólogo ou um otorrinolaringologista. O profissional irá testar a audição para determinar o tipo e grau da perda. Esta avaliação inicialmente é realizada pelo exame de audiometria que é um exame simples e indolor, onde são reproduzidos sons e que devem ter a resposta auditiva confirmada pelo paciente. As respostas obtidas geram um gráfico que mostra a condição atual de sua audição, normal ou há sinal perda auditiva. Para os fonoaudiólogos envolvidos em reabilitação auditiva, esses dados são extremamente importantes. Não podemos mais considerar apenas “uma opção” o uso de aparelhos auditivos ou implantes cocleares em pacientes com perda de audição. Estes recursos podem ajudar a manter o cérebro em dia por muito mais tempo. Se você tem problema de audição ou conhece alguém que está passando por isso nos procure.

O profissional irá testar a audição para determinar o tipo e grau da perda. Esta avaliação inicialmente é realizada pelo exame de audiometria que é um exame simples e indolor, onde são reproduzidos sons e que devem ter a resposta auditiva confirmada pelo paciente.

FGA. KARYNY MENDONÇA DE SOUZA FONOAUDIOLOGIA - CFRª 9171

Centro de especialidades Rua: Motorista de 1936 - 120 - Czerniewicz - Jaraguá do Sul/SC (Anexo ao hospital Jaraguá)

47 99737-3700 | 47 3274-3007 24

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br


Saiba a diferença entre AIDS e HIV A AIDS, também conhecida como síndrome da imunodeficiência adquirida, é causada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), que ataca o sistema imunológico do paciente. Falar que todo portador de HIV apresenta a AIDS é completamente errado, o paciente só vai apresentar a AIDS quando realmente sofrer a perda da capacidade de proteção do sistema imunológico, dificultando a luta do corpo frente a outras doenças. Por esse motivo é de suma importância que o diagnóstico da sorologia positiva seja feito da forma mais rápida possível. Atualmente os testes para sua detecção são cada vez mais completos e rápidos, possibilitando a diferenciação entre os dois principais tipos de vírus do HIV, o HIV tipo 1 e o HIV tipo 2, que respondem melhor a esquemas terapêuticos diferentes. E é importante ressaltar que ser portador do HIV não restringe a vida do paciente e suas relações, ambas podem ser seguidas de forma saudável e completa quando tomados alguns cuidados. E também ressaltar que atos como beijos no rosto e abraços, não são responsáveis pela transmissão do vírus, são apenas tabus ainda levados pela sociedade.

LETÍCIA SOBERANSKI CRBM 4220 BIOMÉDICA

Com 42 anos de tradição, o Laboratório Ceaclin se tornou referência na cidade de Jaraguá do Sul e região. Recentemente entrou em fusão com o Laboratório Gimenes de Joinville, aonde possuí o mais moderno laboratório do Estado de Santa Catarina ao adquirir, o sistema Workcell da empresa Siemens Health Care Diagnósticos. Este sistema automatiza por completo o laboratório de análises clínicas, trazendo como benefícios uma redução significativa no tempo de entrega de resultados, redução na possibilidade de erros e padronização de todo o processo e fluxo do laboratório. Aliado aos experientes profissionais do Laboratório Ceaclin e Gimenes, o sistema trará aos nossos clientes a rapidez e segurança necessárias em exames críticos de toda a plataforma de imunoquímica.

Av. Mal. Deodoro da Fonseca, 1114 - Centro - Jaraguá do Sul/SC

(47) 3275-0466 26

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br


Liderança Atualmente em nosso dia a dia enfrentamos vĂĄrios obstĂĄculos, compromissos e responsabilidades. Precisamos saber lidar com nossos compromissos com MOTIVAĂ‡ĂƒO e ATITUDE! A ATA martial arts JaraguĂĄ do Sul tem um papel importante na vida dos alunos, ensinando LIDERANÇA para crianças, adolescentes e adultos, tornando-os LĂ?DERES na vida pessoal e profissional. Com o treinamento das Artes Marciais o aluno adquire AUTOCONFIANÇA, DETERMINAĂ‡ĂƒO, ATITUDE E RESPONSABILIDADE, atravĂŠs das LIÇÕES DE VIDA (PROGRAMA EXCLUSIVO) importantĂ­ssimas para ser uma pessoa de sucesso em todas as ĂĄreas da vida! Ensinamos os alunos a atingirem o seu potencial, com humildade, a ser competente e a auxiliar as pessoas com mais dificuldades. Um LĂ?DER EXTRAORDINĂ RIO ĂŠ aquele que alĂŠm de ser competente, dedicado e motivado, MOTIVA e ajuda as demais pessoas. BenefĂ­cios na vida pessoal: • Auxilia e prepara o aluno para o mercado de trabalho ensinando PROATIVIDADE; • Aprender a como se comportar em situaçþes de TENSĂƒO e NERVOSISMO; • Melhora a postura e comportamento para ser um LĂ­der Motivado. O nosso objetivo ĂŠ “Transformar o mundo em um lugar melhor, formando um faixa preta por vez.â€? Devemos ser faixas pretas nĂŁo somente nos tatames, mas tambĂŠm, faixa preta na vida! A LIDERANÇA SERĂ A NOSSA LIĂ‡ĂƒO DE VIDA DESTE TRIMESTRE!

 JARAGUĂ DO SUL

JADERSON MENEZES INSTRUTOR FAIXA PRETA - ATA MARTIAL ARTS

Rua Leopoldo Veloso nÂş 41 Vila lenzi - JaraguĂĄ do sul - SC - (47) 98820-0619 ATA JaraguĂĄ do Sul - www.atabr.com.br 28

Revista SaĂşde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br


CENTRUM

Centro de Neurocirurgia e Fonoaudiologia de Jaraguá do Sul Localizada na região central de Jaraguá do Sul, a clínica oferece aos seus clientes ambientes acolhedores, instalações modernas, seguras e confortáveis e conta com uma equipe de profissionais qualificados na área da saúde A CENTRUM foi inaugurada em abril de 2016, no moderno edifício Blue Chip, Bairro Vila Nova em Jaraguá do Sul. A clínica agrega ao seu conjunto de profissionais, as áreas médicas de Neurocirurgia, Neurologia, Ortopedia e Traumatologia. Também oferece serviços na área da Fonoaudiologia. No escopo de profissionais que ali atuam, o Dr. Mauro César Grüdtner CRM/SC 9430, RQE 10481, neurocirurgião, graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1995, realizou especialização no Hospital São José – Complexo da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, Membro Titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia e Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Coluna, se dedica a realização de cirurgias neurológicas, para tratamento de Tumores do Sistema Nervoso Central e Hipófise, Aneurismas Cerebrais, Malformações Vasculares, Hidrocefalia, Cranioestenoses e Traumatismo Crânio Encefálico (TCE). Dentre as doenças da coluna vertebral tratadas cirurgicamente, destaca-se as doenças degenerativas como hérnia de disco lombar e cervical, estenoses do canal medular, mielopatias compressivas e Traumatismo Raque medular (TRM), como as fraturas de coluna e traumas que acometem a medula espinhal. Também contamos com o neurocirurgião Dr. Leonard Brito CRM/ SC 21739, RQE 12688, que além de realizar cirurgias neurológicas e das 30

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

patologias da coluna vertebral, é pós-graduado em Neuro-oncologia pelo instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio Libanês/SP e atua como professor adjunto do Curso de Medicina da Faculdade Estácio de Sá, em nossa cidade. É recentemente especializado em medicina intervencionista no manejo da dor pela Clínica Singular (Campinas/SP). A intervenção em dor consiste em procedimentos minimamente invasivos no diagnóstico e tratamento da dor na coluna, dor no câncer, nevralgias, entre outras. Na área de Neurologia Clínica, o neurologista Dr.Henrique Diegoli CRM/SC 19824 possui experiência na avaliação emergencial e ambulatorial de doenças neurológicas. Além de realizar o tratamento de pacientes no

consultório, também atua no Hospital São José e Hospital Jaraguá, em Jaraguá do Sul e no Hospital São José, em Joinville. Atua no ensino de médicos nas especializações de clínica médica, em Jaraguá do Sul, e Neurologia, em Joinville. Também atua como pesquisador voluntário no Registro de AVC em Joinville (JOINVASC). A Neurologia Clínica abrange doenças como enxaqueca, AVC, Alzheimer, Parkinson, epilepsia, distúrbios do sono e doenças dos nervos. O diagnóstico e tratamento precoce destas doenças pode ser importante para prevenir ou retardar a evolução para formas mais graves, assim como para melhorar a qualidade de vida dos pacientes. Na ocorrência de sintomas como dores de cabeça, perda de memória, perda


da força ou formigamento em braços ou pernas, tremores, crises de perda da consciência, insônia ou sonolência excessiva, tontura, entre outros, a avaliação com o neurologista é importante para a investigação diagnóstica e exclusão ou confirmação de doenças neurológicas, sendo o tratamento indicado caso a caso. Nos casos de Ortopedia e Traumatologia, o Dr. André Boss Demo, CRM/ SC 13542 é Ortopedista e Traumatologista pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e Cirurgião de Coluna e Deformidades pela Sociedade Brasileira de Coluna (SBC) também integra o grupo de profissionais que na CENTRUM atua. Na Fonoaudiologia a Dra. Andrea Cristina Rizzotto Grüdtner CREFONO 3/SC 5831, é Especialista em Linguagem pela Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia e Mestre em Letras

pela PUCRS. Além da experiência clínica de mais de 20 anos de atuação, a Dra. Andrea atua como docente junto ao Curso de Fonoaudiologia da UNIVALI de Itajaí/SC, há 16 anos. O atendimento é voltado à crianças e adultos com queixas relacionadas à linguagem e áreas afins, entre estas, atraso no desenvolvimento da linguagem, trocas na fala, distorções de sons na fala, dificuldades de comunicação decorrentes de eventos neurológicos (traumas cranianos, acidentes vasculares encefálicos, doenças neurológicas), disfluências (fala acelerada, atrapalhada e gagueira), queixas relacionadas ao processo de aquisição da linguagem escrita (atrasos, dislexia) com consequências na alfabetização, entre outras comorbidades associadas (Dislexia, Déficit de Atenção, Hiperatividade, Distúrbios do Processamento Auditivo Central). A abordagem pro-

fissional é voltada à entrevista inicial realizada, em geral, com a família do paciente, avaliação fonoaudiológica voltada à queixa inicial e possíveis alterações associadas à queixa e reabilitação terapêutica fonoaudiológica. Os atrasos no desenvolvimento da linguagem tem sido uma busca frequente pelo atendimento, assim como as dificuldades no processo de alfabetização. Para ambas as dificuldades, a busca imediata diante do aparecimento dos primeiros sintomas, tem se mostrado significativo no prognóstico do caso, uma vez que, as dificuldades na fala, podem repercutir na aquisição da linguagem escrita (leitura e escrita). Esta última, por sua vez, quando acontece permeada por dificuldades, também apresenta resultados importantes diante do fechamento de um diagnóstico preciso e uma abordagem correta no processo de reabilitação.

DR. LEONARD ROCHA FONSECA DE BRITO

DR. HENRIQUE DIEGOLI

ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA CRM/SC 13542 - RQE 6509

NEUROCIRURGIA

CRM/SC 19824 - RQE 14967

DR. ANDRÉ BOSS DEMO

NEUROLOGIA

CRM/SC 21739 - RQE - 12688

DR. MAURO CÉSAR GRÜDTNER

DRA. ANDREA CRISTINA R. GRÜDTNER

NEUROCIRURGIA

FONOAUDIOLOGIA

CRM/SC 9430 - RQE 10481

CRFA-SC 5831

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6 E 7

rsaude.com.br | Dezembro . 2018 | Revista Saúde

31


Cirurgia para Espondilolistese Dentre algumas condições clínicas dolorosas da coluna lombar atendidas pelo cirurgião de coluna estão os casos de Espondilolistese, que diz respeito ao deslizamento ou escorregamento entre uma vértebra superior e uma vértebra inferior. Segundo a classificação de Wiltse e Rothman, as mais frequentes são as do tipo degenerativa e a do tipo ístmica. Embora não seja uma regra, a do tipo degenerativa ocorre mais frequente em mulheres entre a 4ª e 5ª vértebras lombares e acima dos 60 anos de idade. Na ístmica, por sua vez, os homens são os mais afetados e o local mais acometido se situa entre a 5ª vértebra lombar e o primeiro segmento do osso sacro. Dentre os sintomas percebidos pelos pacientes estão a dor lombar baixa, dor irradiada para as pernas e a claudicação. O paciente assintomático ou pouco sintomático deve ser tratado de forma conservadora por meio de medicações, fisioterapia, perda de peso, órteses externas, etc. E quanto aos pacientes sintomáticos? Quais devem se submeter a cirurgia e quais devem receber tratamento conservador? Qual a melhor técnica?

O European Spine Journal publicou o artigo Surgery for adult spondylolisthesis: a systematic review of the evidence, no qual os autores selecionaram 18 artigos destacando a baixa incidência de estudos clínicos controlados que serviram de base para responder as questões acima, apesar do grande número de cirurgias realizadas para esta patologia. Em adultos com listese do tipo ístmica, a cirurgia parece ser a melhor opção em relação a melhora funcional e redução de dor do que o tratamento conservador (baixa evidência). Nos casos de listese degenerativa, a cirurgia parece ser a melhor indicação em relação a capacidade funcional e redução da dor do que o tratamento conservador (boa evidência). Na listese degenerativa associada a estenose espinhal, a fusão

instrumentada com descompressão parece ter mais sucesso no controle da dor em relação a descompressão (baixa evidência). Por fim, em ambos os casos de ístmica ou degenerativa, redução e fusão instrumentada, não parece ter tido mais sucesso em relação a função e dor quando comparada a técnica de fusão instrumentada sem redução (evidência moderada). A cada dia novas teorias, técnicas e propostas de tratamento para a espondilolistese vão surgindo, assim como novos estudos com aplicação de técnicas diversas e seus resultados vão sendo publicados. A conversa franca com o cirurgião poderá mostrar ao paciente qual o melhor caminho a seguir, baseado em seu histórico, experiência pessoal do especialista e na medicina baseada em evidências.

DR. MAURO CÉSAR GRÜDTNER NEUROCIRURGIA CRM/SC 9430 - RQE 10481

32

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6 E 7


Problemas de leitura e escrita: Como prevenir, Identificar e tratar Nos anos iniciais do Ensino Fundamental, em que a criança aprende a ler e a escrever, é necessário que a mesma domine uma série de conhecimentos, sendo um destes, a “escrita das palavras”.

Considerada um dos indicadores da aprendizagem, a aquisição das regras para aprender a ler e escrever impõe um conjunto considerável de desafios, o que pode gerar insegurança e uma série de erros na produção escrita das crianças. Muitas dificuldades apresentadas pelas crianças são decorrentes do processo natural de maturação da linguagem oral e de maturação neurológica, ou seja, as crianças precisam superar etapas do desenvolvimento linguístico e neurológico/cognitivo para que o aprendizado da leitura e da escrita se concretize na época certa. A hipótese de que a aquisição da leitura e escrita é função da maneira como lidamos com os sons da fala, tem sido amplamente aceita. Assim, para

aprender a ler e escrever, é fundamental que a criança tenha um pleno desenvolvimento da linguagem oral, o que nos faz compreender que os sons que a criança usa para falar são utilizados para ensinar correspondências entre os sons falados e as letras escritas. Entre os erros mais comuns apresentados pelos escolares, no momento de estabelecer tais correspondências, encontramos: representações múltiplas (“sebola” para “cebola”; “masaneta” para “maçaneta”), apoio na oralidade (“baude” para “balde”; “mulier” para “mulher”), omissões (“baco” para “barco”), junção vocabular (“euvou” para “eu vou”), confusão “am” x “ao” (“sabãm” para “sabão”), trocas surdos e sonoros (“pola” para “bola”; “sepra”

para “zebra”), entre outros. Quando os problemas acontecem, são facilmente identificados pelo professor e, na maioria das vezes, pelos pais. Crianças com histórico de distúrbios na oralidade são mais suscetíveis a quadros de alterações na linguagem escrita, por outro lado, crianças sem dificuldades na oralidade, também podem na época da alfabetização, demonstrar sinais de alterações nesse processo. A avaliação fonoaudiológica munida de exames complementares (neurológico, auditivo, processamento auditivo central, oftalmológico, psicopedagógico, entre outros) é capaz de oferecer subsídios para o tratamento adequado de crianças com dificuldade na leitura e escrita. Crianças que não aprendem, mais do que ter um possível problema, representam um grande problema, tanto para a família, quanto para a escola.

DRA. ANDREA CRISTINA R. GRÜDTNER FONOAUDIOLOGIA CRFA-SC 5831 MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6 E 7

rsaude.com.br | Dezembro . 2018 | Revista Saúde

33


BEM-ESTAR - Você é única

É comprovado que

Você é única. Assim como a sua

descreve. Após esse primeiro estudo,

pele, sua beleza, sua personalidade. Se

é montado um protocolo de atendi-

ninguém é igual, porque os tratamen-

mento de acordo com a real necessi-

tos estéticos deveriam ser padroni-

dade da pessoa.

zados? De nada adianta gastar tempo

Entre os tratamentos disponíveis

e dinheiro em protocolos preestabe-

na clínica se destacam os procedi-

lecidos. É comprovado que para ter

mentos faciais de rejuvenescimento,

resultados e, por consequência, satis-

clareamento de manchas, limpeza de

fação, é preciso realizar uma análise

pele, peeling e microagulhamento. Na

individual, atenciosa e preocupada.

parte corporal, o espaço conta com

Em Jaraguá do Sul, isso é possível na

massagens modeladora e relaxantes,

Jaque Uber Estética Personalizada,

eletroterapia, drenagem linfática, pré

que chega com o objetivo de mudar a

e pós operatória e para gestantes. A

vida das pessoas para encontrar a sua

alta tecnologia também está presente

melhor versão.

com aparelhos estéticos de última ge-

Com 14 anos de experiência, a es-

ração como a criofrequência, radiofre-

teticista Jaqueline Uber, percebeu que

quência, ultracavitação e luz pulsada.

os tratamentos padronizados, muitas

O local possui ainda completo serviço

para ter resultados

vezes, não atendiam aos anseios do

de depilação (definitiva, com cera ou

e, por consequência,

cliente. Então, ao empreender na área,

linha) e design de unhas (alongamen-

satisfação, é preciso

resolveu utilizar o conceito de anam-

to, manicure e pedicure).

realizar uma análise

nese (ato de trazer algo à memória),

Uma das premissas da empresa é

ou seja, realiza uma análise completa

promover um encontro consigo mes-

e aprofundada. Somente depois dis-

mo e momentos de completo relaxa-

so recomenda o tratamento estético

mento. “É muito importante se sentir

mais adequado para atingir o melhor

Jaque Ubere Estética Personalizada bem. Se olharManual no espelho gostar da-

resultado possível. “Nessa avaliação

quilo que vê. Mas principalmente se

personalizada é considerada cada

aceitar do jeito que é. Além de estar

pessoa como um ser único. Esse olhar

num ambiente que proporciona sen-

individualizado é o nosso diferencial”,

sação de bem-estar”, convida.

individual, atenciosa e preocupada.

JAQUELINE UBER ESTETICISTA

Blue Chip Centro Executivo Rua João Planincheck, 1990 - Sala 515 - Jaraguá Esquerdo - Jaraguá do Sul/SC

(47) 99193-5307 34

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

-

Jaque Uber Estética - jaqueuberestetica@gmail.com


Conheça mais sobre Terapia Capilar É cada vez mais comum pessoas apresentarem prematuramente problemas capilares gerados por estresse, má alimentação, utilização de procedimentos químicos nocivos aos cabelos, entre outros fatores. A Terapia Capilar surgiu para responder a esta demanda e assim potencializar a ação dos tratamentos capilares convencionais. Trata-se de uma área profissional relativamente nova e que tem como objetivo reparar ou preservar, através de uma sequência de procedimentos e técnicas combinadas, as condições ideais de saúde da fibra capilar e couro cabeludo. Segundo a terapeuta capilar Vanessa Rodrigues, as terapias capilares incluem avaliação, entrevista com o cliente e, em determinados tratamentos, o terapeuta capilar atua conjuntamente com profissionais de saúde com a atribuição de executar as técnicas e procedimentos complementares especificados por este profissional. Viviane Fagundes, biomédica e docente da Academia Brasileira de Tricologia (ABT), afirma que todo bom terapeuta capilar deve estar apto a reconhecer diferenças de desempenho e resultados que podem ser proporcionados em cada tratamento. São usadas tecnologias específicas e cosmecêuticos para tratar e prevenir problemas capilares. Onde encontrar formação profissional em Terapia Capilar A Academia Brasileira de Tricologia (ABT) é uma das mais importantes organizações que atuam no segmento educacional voltado à Terapia Capilar. Esta instituição reúne importantes pro-

fissionais da comunidade técnica e científica brasileira que trabalham no estudo da Tricologia, a ciência dos cabelos. Em 2019, os cursos de Formação em Terapia Capilar da ABT estarão em 28 cidades brasileiras, em 12 estados da federação mais o Distrito Federal. Desde 2015 já foram emitidos mais de 1000 certificados destes cursos ocorridos no Brasil e também em Portugal. Em quase todas as cidades o curso acontece semestralmente em cinco módulos, cada um possui dois dias do mês. No caso específico de Santa Catarina e São Paulo (capital) os interessados fazem o curso em um único módulo intensivo, com duração de uma semana. O Instituto Linuetto Centro Técnico Capilar (distribuidora das marcas Grandha e Tricho-RES em SC), através de seu braço educacional, a Escola de Formação em Terapia Capilar (EFTC), é a instituição escolhida para ministrar os cursos da Academia Brasileira de Tricologia no estado de Santa Catarina. A coordenadora nacional da ABT Indianara Madureira Pereira ressalta a importância de procurar cursos de formação com conteúdos pedagógicos abrangentes, promovidos por instituições sérias e com docentes que comprovadamente possuam sólidas formações acadêmicas, além de experiência profissional que os habilitem a ministrar o curso.

...todo bom terapeuta capilar deve estar apto a reconhecer diferenças de desempenho e resultados que podem ser proporcionados em cada tratamento. São usadas tecnologias específicas e cosmecêuticos para tratar e prevenir problemas capilares.

INSTITUTO LINUETTO Av. Marechal Deodoro da Fonseca, 1188 Edifício Marcatto Center, Sala 202 Centro, Jaraguá do Sul - SC (47) 3017-9921 Instituto Linuetto - Centro Técnico Capilar @institutolinuetto Cursos EFTC - (47) 3373-0599

www.tricologia-abt.com.br Viviane Fagundes Biomédica esteta; docente da ABT e mestranda em Biociência.

Vanessa Rodrigues Terapeuta Capilar formada pela Academia Brasileira de Tricologia.

Indianara Madureira Pereira Coordenadora da ABT; diretora do Instituto Linuetto; e gestora comercial do CAECI e da Certificação Internacional em Tricologia da IAT (International Association of Trichologists).


O que são implantes dentários? Os implantes dentários são colo-

É possível que a prótese dentária

cados, a depender de avaliação pro-

seja instalada logo após a colocação

fissional e exames, com a finalidade

dos implantes. Porém, em alguns casos,

de substituir dentes que foram per-

é necessário aguardar o período de os-

didos ou que, embora ainda estejam

seointegração, que é de 4 a 6 meses.

em boca, sejam irrecuperáveis e ne-

Para a confecção da prótese, o ci-

cessitem ser extraídos, conferindo ao

rurgião dentista efetuará a moldagem

paciente a aparência e a função masti-

e será necessária a atuação de um la-

gatória dos dentes naturais.

boratório, com posterior realização de

O implante é uma pequena peça

A implantodontia é a especialidade da odontologia que tem como objetivo reabilitar a função mastigatória e melhorar esteticamente o sorriso, em caso de perda de um ou mais dentes.

de titânio semelhante a um para-

Após a finalização dos procedi-

fuso, que será instalada no osso do

mentos em consultório, é necessá-

paciente no lugar da raiz do dente

rio que o paciente mantenha alguns

perdido. Por ser colocado no osso, é

cuidados, em especial relacionados à

necessário que as condições ósseas

higiene bucal e ao acompanhamento

do paciente sejam favoráveis e que

profissional regular, a fim de garan-

haja quantidade suficiente para sus-

tir o sucesso do tratamento a longo

tentar o implante.

prazo.

Após a instalação, o implante será

Os reflexos da colocação de im-

integrado ao osso do paciente e fun-

plantes dentários podem ser vistos

cionará como suporte à prótese. Essa

não apenas no sorriso, na mastigação

circunstância permite que o dente

e na fala do paciente, mas também em

artificial tenha maior estabilidade e

sua autoestima e qualidade de vida,

firmeza, sem risco de mobilidade ou

especialmente porque, na atualidade,

deslizamento, gerando mais conforto

é a técnica odontológica que permite

ao paciente e segurança nas ativida-

a maior aproximação com a aparência

des cotidianas como falar e comer.

e a sensação de dentes naturais.

JEFFERSON WILSON SIMM FILHO CIRURGIÃO DENTISTA - CRO/SC 14366

• Especialista em Implantodontia; • Especialista em Cirurgia Bucomaxilofacial.

38

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

uma ou mais provas em consultório.


Alimentação x Ansiedade

Alguns alimentos se mostram importantes auxiliares no tratamento da ansiedade, devido a estimulação da produção e liberação de neurotransmissores.

Ansiedade é um sentimento vago e desagradável de medo, apreensão, caracterizado por tensão ou desconforto derivado de antecipação de perigo, de algo desconhecido ou estranho. Com a tensão constante, não apenas o estado de nervos se altera, mas o peso corporal também. A explicação é que a ansiedade e o estresse a níveis altos, favorecem a produção de cortisol, um hormônio associado ao estresse e ao acúmulo de gordura abdominal. Alguns alimentos se mostram importantes auxiliares no tratamento da ansiedade, devido a estimulação da produção e liberação de neurotransmissores. Os três principais neurotransmissores ligados ao nosso estado de espírito são a serotonina, com ação sedativa e calmante, a dopamina e a noradrenalina, que resultam em energia e disposição. Estes estão totalmente relacionados à alimentação. A produção de serotonina depende da ingestão de alimentos ricos em triptofano, aminoácido precursor da serotonina, enquanto a dopamina e a noradrenalina são sintetizadas com o auxílio da tirosina. Porém, vitaminas do complexo B e alguns minerais também estão envolvidos na modulação do humor e ansiedade. Alimentos que auxiliam no controle do estresse e ansiedade: • Cereais integrais (aveia, quinoa, amaranto, arroz integral);

• Leguminosas (feijões, lentilha, grão de bico, soja, amendoim); • Oleaginosas (castanha de caju, nozes, avelã, amêndoas, castanha do Brasil); • Frutas (Banana, goiaba, kiwi, morango, mamão); • Chás com ação ansiolítica (camomila, passiflora, valeriana, centelha asiática); • Outros alimentos como Ovos (principalmente a gema), cogumelos, brócolis, espinafre, também fazem parte do grupo de controle. Outros responsáveis pelo controle da ansiedade são a prática de atividade física, e tratamentos alternativos como meditação e yoga. Além disso, é de extrema importância a redução do consumo de bebidas alcoólicas, alimentos industrializados, gordura saturada e carboidratos refinados (farinhas brancas e açúcares), pois estes aumentam a inflamação e os níveis de cortisol podendo atrapalhar na absorção de vitaminas e minerais. É bom que se diga, porém, que não existem alimentos milagrosos, capazes de alterar, por si só, nosso estado de espírito. O indicado é apostar em um equilíbrio de nutrientes e adotar um plano nutricional apropriado com um profissional capacitado.

MIRTES PETTER CRN10 - 6694P NUTRICIONISTA

(47) 99733-5962 42

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

mirtespetter@gmail.com -

@nutrimirtes


O sonho de ser mãe através da

Reprodução Assisitida ‘’A infertlidade é um problema mais comum do que se imagina atingindo cerca de 15 a 20% dos casais. Cerca de 30% dos casos, a infertilidade é atribuída a problemas femininos, 30% a alterações exclusivas do homem e em quase 40% a associação de ambos’’. Quanto tempo uma mulher pode esperar para ter filhos? Diversos problemas podem prejudicar a capacidade reprodutiva do casal, entretanto nenhum é tão ameaçador à fertilidade quanto a idade da mulher. As chances de engravidar diminuem conforme a idade avança, porque a mulher possui um relógio biológico responsável pelo declínio gradual da quantidade e qualidade dos óvulos, que se acentua muito após os 35 anos. Para se ter uma ideia, a probabilidade de engravidar espontaneamente entre 35 e 39 anos é 50% menor do que entre 30 e 34 anos. Quando procurar um especialista? Todo casal que não consiga engravidar no período de um ano de tentativa deve procurar um especialista para iniciar uma investigação, entretanto, em determinadas situações, como idade da mulher acima de 35 anos, ou quando houver alguma condição já conhecida que possa causar infertilidade, como endometriose, ovários policísticos, cirurgias ovarianas e tabárias prévias, deve procurar um especialista antes. Mulheres saudáveis, com 36 anos ou mais, devem tentar engravidar num período de 6 meses. Mulheres acima de 40 anos devem procurar o especialista o mais cedo possível para uma investigação. Quais as principais causas de infertilidade? Na mulher, podemos citar disfunções hormonais, obstruções tubárias, endometriose, ovários policísticos, inflamações pélvicas, tumores uterinos, abortamentos de repetição, idade avançada, falência ovariana pre-

coce, entre outros. Nos homens, a diminuição da quantidade, vitalidade e forma dos espermatozoides são responsáveis por 90% dos casos de infertilidade. Diversos fatores podem ocasionar a baixa ou até mesmo ausência total de espermatozoides, como infecções e inflamações, varicocele, tumores, uso de medicamentos, vasectomia, distúrbios genéticos hormonais e imunológicos. Em 5 a 10% dos casais não se consegue descobrir nenhuma causa específica de insucesso para engravidar. São os casos chamados de infertilidade sem causa aparente. Avanços tecnológicos e o tratamento da infertilidade Alguns problemas de infertilidade podem ser tratados com sucesso por meio de procedimentos simples, como medicamentos hormonais, antibióticos, pequenas cirurgias e coito programado. Porém, em casos mais difíceis ou de insucesso, as técnicas de reprodução assistida, conhecidas como inseminação artitifical e fertilização In Vitro, são a melhores alternativas para engravidar. Qual a diferença entre inseminação artificial e fertilização In Vitro? A inseminação artificial ou intrauterina é um procedimento mais simples, indicado, preferencialmente, em mulheres mais jovens, com problemas ovulatórios ou masculinos leves. A mulher é submetida a uma estimulação ovariana, sob controle seriado de exames de ultrassom para identificar o momento ideal da ovulação.

Realiza-se o processamento de capacitação de sêmen, permitindo a seleção dos melhores espermatozoides e através de um cateter delicado, o semen é colocado dentro do útero. A fertilização IN VITRO é o procedimento de maior eficácia, popularmente conhecido como ‘’bebê de proveta’’ em que o óvulo é fertilizado no laboratório e posteriormente o embrião é transferido para o útero. Atualmente, a técnica de fertilização In Vitro mais utilizada é a injeção Intracitoplasmatica do espermatozoide (ICSI), que consiste na injeção de um único espermatozoide dentro do óvulo por meio de um sofisticado equipamento de micromanipulação e microscópio de alta resolução. Devido a excelentes taxas de fertilização, a técnica ICSIS pode ser indicada em quase todos os casos de infertilidade. Mesmo pacientes com azoospermia, ou seja, ausência total de espermatozoides, podem conseguir gravidez, utilizando-se de espermatozoides obtidos diretamente do testículo. Gravidez Tardia: Congelamento de ovúlos Nos últimos anos, o desenvolvimento da inovadora técnica denominada vitrificação abre novas perspectivas para driblar o relógio biológico e preservar a fertilidade feminina, com resultados promissores. Não existe uma idade específica para utilização dessa técnica, porém a idade em que a mulher decide congelar os óvulos é primordial para o sucesso do tratamento, portanto, antes dos 35 anos, se obtém os melhores resultados.

DRA. KAZUE HARADA RIBEIRO CRM/SC 2035 GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA / REPRODUÇÃO HUMANA - RQE 300/301/9014

DRA. MILA HARADA R. CERQUEIRA CRM/SC 15255 GINECOLOGIA - RQE 7600

46

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6 E 7


Alongamento Ósseo

Um Método para Reconstrução de Perdas Ósseas, Correção Progressiva de Deformidades Ortopédicas e Tratamento de Osteomielites

• Ressecção do Osso Infectado e com falha óssea

• Alongamento Ósseo em andamento: Note a “nuvem” de osso regenerado

• Osso reconstruído e regenerado consolidado

• Fratura de tíbia tratada com haste intramedular. Deformidade no plano frontal e sagital. Correção da deformidade com fixador externo monolateral. Alinhamento de Frente e Perfil normalizados.

DR. GAVRIL ABRAMOVICHILIZAROV

Na década de 50, o médico russo Dr. Gavril AbramovichIlizarov, responsável pelo centro de tratamento ortopédico de Kurgan, ao sudoeste da Rússia, aprimorou o já conhecido método de fixação externa de segmentos ósseos, desenvolvendo um modelo de fixador externo circular.

Ao inspirar-se na observação do funcionamento de uma “roda de bicicleta”, Prof. Ilizarov criou um modelo de fixação externa versátil e de ampla aplicação para estabilizar segmentos ósseos: um núcleo central (segmento ósseo estabilizado), fios sob tensão para estabilização e suporte de carga (“raios da roda da bicicleta”), apoiados em um arco maior, dando seu suporte externo (roda da bicicleta). Ao estudar o comportamento de cicatrização do osso com o seu método de fixação externa circular, o Dr. Ilizarov verificou que o tecido ósseo em cicatrização poderia ser manipulado e alongado. Esse tecido ósseo em cicatrização, que pode ser alongado e manipulado (osso resistente porém amolecido), é chamado de osso regenerado. Através de ajustes lentos e progressivos, a cicatrização do osso é alongada e com o osso passivo de ser moldado, podemos manipular as deformidades ósseas, alongar ossos e corrigir de forma progressiva deformidades de tecidos ao redor do osso também. A esse processo de manipulação e modelagem do osso em

DR. CLAUS DIETRICH SEYBOTH

cicatrização, chamamos de alongamento ósseo. Por meio dessa técnica, a correção de deformidades ortopédicas, discrepância de comprimento ósseo e tratamento de infecções ósseas são realizadas, com altos índices de sucesso e resolução. O fixador externo circular, idealizado pelo Prof. Ilizarov até hoje se mantém atual, com algumas versões mais modernas. Existem ainda outros tipos de fixadores externos como os monolaterais, o qual tem uma configuração mais enxuta. Os fixadores circulares e monolaterais (cada um com sua exigência técnica e indicação) são utilizados para executar os mesmos princípios do alongamento ósseo e tratar diversas deformidades ortopédicas, como fraturas, deformidades ósseas pós-trauma, deformidades congênitas e tumorais, discrepância de comprimentos, infecção ósseas (osteomielites) e deformidades combinadas ósseas e de partes moles. Esse método amplia de forma considerável as opções de tratamento das diversas e variadas patologias ortopédicas e traumáticas.

CRM/SC 20983

CIRURGIA DA MÃO - RQE 12632 | ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA - RQE 12314

• Reconstrução e Alongamento Ósseo

48

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

MAIS INFORMAÇÕES CONSULTE NOSSO GUIA NAS PÁGINAS 6 E 7


Fissura Labiopalatina: FOTOS: SHUTTERSTOCK

O QUE É IMPORTANTE SABER.

Popularmente conhecida como “lábio leporino”, a fissura labiopalatina é uma malformação mais comum do que se imagina. Segundo o médico otorrinolaringologista Helder de Aguiar, chefe técnico de Serviços Médicos do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da USP em Bauru (SP) – referência internacional em tratamento e pesquisa –, a incidência pode variar de acordo com a população estudada, mas, de forma geral, a fissura atinge uma a cada 700 crianças nascidas. Apesar de ser cada vez mais frequente sua descoberta durante a gestação, a chegada de um bebê com fissura ainda provoca um choque e angústia aos pais e familiares. Portanto, é essencial saber que existe tratamento e que o indivíduo poderá ter uma vida normal! “No primeiro momento, é importante conhecer o que é a fissura, identificar os locais especializados e optar pelo centro de referência onde o tratamento será realizado. Quando não está associada a síndromes e ou-

tras anomalias, a fissura não impedirá que a criança se desenvolva intelectualmente, podendo frequentar a escola, ter atividade social e depois profissional”, salienta a fonoaudióloga Giovana Brandão, chefe técnica da Divisão de Apoio Hospitalar do Centrinho-USP. “A fissura resulta da falta de fusão dos processos faciais entre a quarta e oitava semana de gestação. Pode atingir diferentes estruturas, além de variar em forma e extensão. Pode ser uma fenda somente no lábio, atingindo ou não o nariz e a região dos dentes, acometer somente o palato (céu da boca) ou simultaneamente lábio e palato”. As causas não estão ainda totalmente esclarecidas. “A fissura pode ter causa genética e pode estar associada ou não a outras anomalias. Pode estar relacionada ainda a fatores ambientais como obesidade e deficiência de vitaminas na mãe, ou ao uso de determinados medicamentos, cigarro e álcool no início da gestação”, observa Helder de Aguiar. “Deficiência nutricional da mãe, exposição da gestante a agentes tóxico-infecciosos, estresse e radiação ionizante, durante o período de formação do bebê, também são fatores ambientais que podem estar associados”, acrescenta Giovana Brandão.

As principais implicações que as fissuras podem trazer ao indivíduo são dificuldade na alimentação, alterações na arcada dentária e na mordida, comprometimento do crescimento facial e do desenvolvimento da fala e audição. Ao longo dos anos, essa condição pode inclusive trazer impactos sociais e emocionais, como o bullying.

A reabilitação

O tratamento é um processo longo que envolve a atuação de equipe interdisciplinar. Inicia-se desde o nascimento, seguindo durante o período de desenvolvimento e, dependendo do acometimento, até a fase adulta. “As áreas de cirurgia plástica, odontologia e fonoaudiologia são consideradas o tripé do tratamento da fissura, no entanto, a equipe de apoio é indispensável para a reabilitação. Envolve áreas e especialidades como pediatria, genética, otorrinolaringologia, psicologia, fisioterapia, enfermagem, nutrição, serviço social, entre outras”, pontua Giovana Brandão. No Centrinho-USP, as cirurgias primárias para a reparação do lábio (queiloplastia) e do palato (palatoplastia) acontecem normalmente aos três e 12 meses de vida, respectivamente. “A medicina atua ainda na correção das demais alterações, como as cirurgias nasais, funcionais ou estéticas após a definição do crescimento, entre os 16 e 18 anos”, destaca Helder de Aguiar.

FOTO: ADAUTO NASCIMENTO / HRAC-USP


Você Sabia? • A fissura pode ser identificada por ultrassom, geralmente entre a 15ª e a 22ª semana de gestação; • O diagnóstico pré-natal favorece o planejamento dos cuidados com o bebê e o aconselhamento e orientação dos pais por equipe especializada tranquiliza a família; • Após o nascimento, o foco principal é o cuidado nutricional, visando ganho de peso e um bom desenvolvimento global que favoreça condições para as primeiras cirurgias.

Diretor Técnico Médico: Dr. Helder de Aguiar - CRM/SP 48749

Quando não está associada a síndromes e outras anomalias, a fissura não impedirá que a criança desenvolva intelectualmente, podendo frequentar a escola, ter atividade social e depois profissional

vimento da linguagem ou para a correção de possíveis erros articulatórios e hipernasalidade (‘voz fanhosa’). A fonoaudiologia também contribui para o processo de alimentação e na reabilitação da audição”, complementa. “O tratamento da pessoa com fissura engloba aspectos funcionais, estéticos e emocionais. O objetivo é a inserção do indivíduo no contexto social, educacional e profissional. Para isso, não basta somente a atuação da equipe interdisciplinar, a participação da família no processo é fundamental para a qualidade de vida do paciente e para o sucesso da reabilitação”, finaliza Giovana Brandão.

ESTE ANÚNCIO FOI GENTILMENTE CEDIDO PELA REVISTA SAÚDE AO CENTRINHO - USP

De acordo com a ortodontista Rita Lauris, chefe técnica da Divisão de Odontologia do Centrinho-USP, o cirurgião-dentista também participa da reabilitação desde o nascimento até o final do crescimento. “Todas as especialidades da odontologia se interagem para promover uma reabilitação adequada ao indivíduo, devolvendo-lhe a estética do sorriso e as funções mastigatórias tão necessárias para a boa qualidade de vida”, ressalta. Giovana Brandão explica que o ideal é que a criança inicie a produção da fala com o palato já operado. “Posteriormente, o tratamento fonoterápico pode ser indicado caso ocorra atraso do desenvol-


DOE SANGUE E FAÇA ALGUÉM

nascer de novo É importante que você saiba que a quantidade de sangue retirada não afeta a saúde do doador, porque a recuperação é imediata. É pouco para quem doa e muito para quem precisa. Na hora de doar, todos passam por uma entrevista que tem o objetivo de dar mais segurança a você e aos pacientes que receberão a doação. Por isso, é muito importante que seja sincero nas respostas. Tudo o que você disser será mantido em sigilo. Condições básicas para doar sangue: • Sentir-se bem, com saúde; • Apresentar documento com foto, emitido por órgão oficial e válido por todo o território nacional; • Ter entre 18 e 65 anos de idade; • Pesar acima de 50kg.

Ju, 31 anos. Complicações no parto. Ela recebeu sangue e nasceu de novo.

Não existe nada que substitua sangue. A doação é uma atitude pela vida, que pode ser tomada por todos. E quando você se torna um doador ajuda outros brasileiros, porque cada vez que alguém doa sangue, salva a vida de até quatro pessoas.

Recomendações para o dia da doação: • Nunca vá doar sangue em jejum; • Repouso mínimo de 6 horas na noite anterior; • Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores; • Evitar fumar por pelo menos 2 horas antes da doação; • Evitar alimentos gordurosos. Quem não pode doar? • Quem teve diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade; • Mulheres grávidas ou que estejam amamentando; • Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue, como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas; • Usuários de drogas; • Aqueles que tiveram relacionamento sexual com múltiplos parceiros nos últimos 12 meses. O que acontece depois da doação? O doador recebe instruções referentes ao seu bem-estar e cuidados que deverão ser tomados, tais como: • Beber bastante líquido, nas primeiras 6 horas, e alimentar-se normalmente; • Não fumar nas primeiras 2 horas; • Não praticar esportes radicais ou atividades de risco. O que acontece com o sangue doado? Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (como hemácias, plaquetas, plasma e outros), e assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma doação. Os componentes são distribuídos para os hospitais e clínicas da cidade para atender casos de emergência, pacientes internados e pessoas com doenças hematológicas. Isso é importante Embora realizados exames no sangue coletado (hepatites, sífilis, doença de chagas, HIV e outros), há um perído chamado JANELA IMUNOLÓGICA, que é o espaço de tempo entre a contaminação e a positividade do teste, significando que a pessoa pode ter sido contaminada por um agente infeccioso e este não ser detectado através dos exames realizados. Por isso, é fundamental que você seja sincero na entrevista.

Segunda a Sexta das 07:00h às 16:00 (Informações e agendamento) Segunda a Sexta das 07:00h às 11:30 (Coletas com horário agendado) Hemocentro: Rua Dr. Waldemiro Mazurechen, 80 - Centro | (47) 3055-0454 Jaraguá do Sul - SC 52

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br

Honestidade também salva vidas. Diante de um teste positivo ou inconclusivo, o doador será convocado por meio de carta para realização de um novo exame.


#social |

Revista Saúde Dezembro . 2018 Jaraguá do Sul . SC

COQUETEL DE LANÇAMENTO DA 11ª EDIÇÃO DA REVISTA SAÚDE JOINVILLE Os diretores da Revista Saúde Joinville e Jaraguá do Sul reuniram clientes e parceiros para o lançamento de mais uma edição, realizado na loja Natuzzi Editions de Joinville. Com intuito de confraternizar e gerar um network entre todos os convidados.

54

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br


#social |

Revista Saúde Dezembro . 2018 Jaraguá do Sul . SC

ABERTURA DA 30ª SCHÜTZENFEST A maior Festa de Atiradores do Brasil. Realizada no Parque Municipal de Eventos, a festa reúne competições de tiro, atrações culturais, gastronomia germânica, chopp, bandas típicas, bailes, desfiles das sociedades e apresentações de grupos folclóricos. 56

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br


#social |

Revista Saúde Dezembro . 2018 Jaraguá do Sul . SC

DESFILE DA 30ª SCHÜTZENFEST O tradicional desfile da Schützenfest encantou e divertiu o público. As sociedades levaram para a Rua Walter Marquardt toda a beleza e tradição da cultura germânica.

58

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br


Guia de profissionais ACUPUNTURA

Revista Saúde Edição 1 | Dezembro . 2018 | Jaraguá do Sul.SC

NEUROLOGIA

Dr. Gustavo Cerqueira e Silva

Dr. Mauro César Grüdtner

Fga. Karyny Mendonça de Souza

Akus Centro de Acupuntura Médica

Clínica Centrum

Centro de especialidades

Rua Dom Joaquim, 779 - Centro - Florianópolis/SC

Edifício Blue Chip Rua João Planincheck, 1990 - Sala 504

Rua: Motorista de 1936 - 120 - Czerniewicz -

48 3225-0008

Nova Brasília - Jaraguá do Sul/SC

Jaraguá do Sul/SC (Anexo ao hospital Jaraguá)

(47) 99193-5307

47 99737-3700 | 47 3274-3007

CARDIOLOGIA

Dr. Carlos Eduardo Carniel Beltrami Rua Barão do Rio Branco, 800 - Centro - Jaraguá do Sul/SC 47 3371-4824 | 47 3275-3375

CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO

Dr. Angelo Carlotto Zandavalli Clínica São Camilo Rua João Picolli, 348 - Centro - Jaraguá do Sul/SC (47) 3055-0288

CIRURGIA TORÁCICA

ORTEPEDIA E TRAUMATOLOGIA

NUTRICIONISTA

Dr. André Boss Demo

Mirtes Petter

Clínica Centrum

mirtespetter@gmail.com

Edifício Blue Chip Rua João Planincheck, 1990 - Sala 504

(47) 99733-5962

Nova Brasília - Jaraguá do Sul/SC (47) 99193-5307

Sâmia Abreu Leutprecht Rua Guilherme Weege, 98 - centro - Jaraguá do Sul/SC

Dr. Claus Dietrich Seyboth COT - Clinica de Ortopedia e Traumatologia R. Rio do Sul, 91 - Bucarein, Joinville/SC

(47)99692-4161 | 99224-1811

ODONTOLOGIA

Dra. Carolina Fiamoncini Fagundes

Dr. Giovani Waltrick Mezzalira

(47) 98838-0270

Centro Executivo Blue Chip

Dr. Marcos Fernando Ferreira Subtil

Rua Emmerich Ruysam, 214 - Vila Nova - Jaraguá do Sul/SC

Clínica São Camilo

47 3275 3404

Rua João Planincheck, 1990 - Sala 513 - Jaraguá Esquerdo Jaraguá do Sul/SC (47) 3276-1499 | 99176-9296

DERMATOLOGIA

Dra. Glauce Gaziri Rua Artur Gunz, 430 - Vila Nova - Jaraguá do Sul/SC (47) 3055-0405 | (47) 98844-8484

GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

Dra. Kazue Harada Ribeiro Clinifert Rua Dom Joaquim, 779 - Centro – Florianópolis/SC 48 3224-9117

Luciano Drechsel

Rua João Picolli, 348 - Centro - Jaraguá do Sul/SC (47) 3055-0288

Dra. Mila Harada Ribeiro Cerqueira Clinifert Rua Dom Joaquim, 779 – Centro – Florianópolis/SC

48 3224-9117 NEUROLOGIA

Dr. Eduardo Chueire Okuyam Clínica Oral Fun

Dr. Guilherme Baldez Pinheiro

Rua Coronel Procópio Gomes de Oliveira, 463 - Sala 02 - Cen-

Clínica São Camilo

tro - Jaraguá do Sul/SC (47) 3373-3030 / (47) 99107-3737

Rua João Picolli, 348 - Centro - Jaraguá do Sul/SC (47) 3055-0288

UROLOGIA

Dr. João Guilherme Bertoli

Dra. Thais Luana Klitzke Luciano Drechsel Rua Emmerich Ruysam, 214 - Vila Nova - Jaraguá do Sul/SC 47 3275 3404

Rua Artur Müller, 105 - Centro - Jaraguá do Sul/SC (47) 3374-2571 | 99657-4388

BIOMEDICINA

Letícia S.

Dra. Kelly Rangel Bertoldi Luciano Drechsel Rua Emmerich Ruysam, 214 - Vila Nova - Jaraguá do Sul/SC 47 3275 3404

Av. Mal. Deodoro da Fonseca, 1114 - Centro Jaraguá do Sul/SC

Dr. Leonardo Augusto Mazurek

(47) 3275-0466

Clínica Oral Fun

ESTÉTICA

Rua 28 de Agosto, 1640 - Sala 04 - Centro - Guaramirim/SC (47) 3370-7847 / (47) 99154-6197

Dr. Henrique Diegoli

Jaqueline Uber

Clínica Centrum

Rua João Planincheck, 1990 - Sala 515 - Jaraguá Esquerdo -

Dr. Luciano Drechsel

Edifício Blue Chip Rua João Planincheck, 1990 - Sala 504

Jaraguá do Sul/SC

Luciano Drechsel

Nova Brasília - Jaraguá do Sul/SC

(47) 99193-5307

Rua Emmerich Ruysam, 214 - Vila Nova - Jaraguá do Sul - SC

(47) 99193-5307

62

FONOAUDIOLOGIA

FONOAUDIOLOGIA

47 3275 3404

Dr. Leonard Rocha Fonseca de Brito

Dra. Andrea Cristina R. Grüdtner

Jefferson Wilson Simm Filho

Clínica Centrum

Clínica Centrum

Oral Renove Reabilitação e Estética

Edifício Blue Chip Rua João Planincheck, 1990 - Sala 504

Edifício Blue Chip Rua João Planincheck, 1990 - Sala 504

R. Bernardo Dornbusch, 753 - Vila Baependi -

Nova Brasília - Jaraguá do Sul/SC

Nova Brasília - Jaraguá do Sul/SC

Jaraguá do Sul/SC

(47) 99193-5307

(47) 99193-5307

(47) 3017-8104

Revista Saúde | Dezembro . 2018 | rsaude.com.br


Profile for Revista Saúde

REVISTA SAÚDE JARAGUÁ DO SUL - EDIÇÃO 1 - 12/2018  

REVISTA SAÚDE JARAGUÁ DO SUL - EDIÇÃO 1 - 12/2018