__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 32

Disfunção Erétil A disfunção erétil tem por característica principal, a falha repetida em obter ou manter ereções durante as atividades sexuais. Numa definição mais abrangente podemos considerar o transtorno erétil como sendo a incapacidade persistente, total ou parcial, de iniciar e/ ou manter uma ereção suficiente para efetuar a penetração e a realização do coito até a ejaculação.

RICARDO VIEIRA TERAPEUTA SEXUAL NA SAÚDE E EDUCAÇÃO E PALESTRANTE • Terapeuta Sexual - CEFATEF / DOCTUM-SP; • Especialista em Sexualidade Humana; • Especialista em Inteligência Emocional - SBie; • Consultor em Sexualidade na Saúde e Educação; • Graduado em Ciências Contábeis; • Pós-graduado em Finanças (PUC-RJ); • Filiado a ABRASEX; • Pós-graduado em Gestão Escolar (RJ).

Os homens que apresentam fracassos ocasionais não devem ser considerados portadores de disfunções eréteis, mas podem se tornar disfuncionais, caso não saibam elaborar o fracasso momentâneo. Isso ocorre quando, preocupados com a falha, eles criam uma situação psíquica de expectativa de um novo insucesso (Ansiedade por Temor de Desempenho) que o leva a considerar o ato sexual seguinte um “teste de virilidade”, adotando um duplo papel: de ator e de expectador do próprio desempenho. Essa situação altamente ansiogênica pode inibir facilmente o reflexo erétil. É precisamente o medo de não ter ereção que fará com que o indivíduo não a tenha. Dessa forma ingressa-se num processo disfuncional com falhas permanentes. Por sinal esse é o mecanismo mais comum das disfunções eréteis em que apenas os determinantes psicológicos estão presentes.

LEILA CAMPOS TERAPEUTA SEXUAL NA SAÚDE E EDUCAÇÃO E PALESTRANTE • • • •

Terapeuta Sexual - CEFATEF/DOCTUM-SP; Especialista em Sexualidade Humana; Especialista em Inteligência Emocional-SBie; Consultora em Sexualidade na Saúde e Educação; • Filiada à ABRASEX – Associação Brasileira dos Profissionais de Saúde, Educação e Terapia Sexual e Professora de Pompoarismo; • Graduada em Gestão de RH (Estácio - RJ); • Pós-graduada em Gestão Empresarial (FGV-RJ).

Rua Dr. Luíz Belegard, 555 Imbetiba - Macaé/RJ 22 3084 7849 | 99816 0552 99911 9275 Sexualidade em Ação sexualidade_em_acao www.sexualidadeemacao.com contato@sexualidadeemacao.com

32

O cérebro desempenha um papel fundamental no desencadeamento dos eventos físicos responsáveis pela ereção, começando com sentimentos de excitação sexual. Entretanto, vários fatores podem interferir negativamente nesse processo e causar ou agravar a disfunção erétil. Estresse, ansiedade, depressão, comunicação não assertiva entre o casal ou mesmo outras disfunções, como é o caso do DSH - Desejo Sexual Hipoativo, estão entre os fatores psicológicos que podem contribuir para a disfunção erétil. Dentre os fatores fisiológicos, devem ser investigadas as causas associadas à hipertensão arterial, diabetes, problemas cardiovasculares, obesidade, como também, a utilização de medicamentos, incluindo antidepressivos, anti-histamínicos e medicamentos para tratamento de câncer. A visita

Revista Saúde | Março . 2018 | rsaude.com.br

regular ao seu médico é de suma importância para a prevenção de problemas de origem urológicas, endócrinas, vasculares e neurológicas. Afastadas as causas orgânicas, deve-se procurar um profissional especializado em terapia sexual capaz de elucidar e solucionar os problemas de ordem emocional desencadeadores da disfunção erétil. A melhor maneira de prevenir a disfunção erétil é fazer escolhas saudáveis de estilo de vida e gerenciar quaisquer condições que possa comprometer sua saúde sexual. Faça exames regulares, pare de fumar e limite ou evite o consumo de álcool e não faça uso de drogas. Exercite-se regularmente e adquira hábitos saudáveis que possam reduzir o estresse e a ansiedade.

Profile for Revista Saúde

Revista Saúde Macaé - Edição 7 - 03/2018  

Revista Saúde Macaé - Edição 7 - 03/2018  

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded