Page 1

Explore o estado

Conheça o estádio

Explore the state

Check the stadium

Descubre la provincia

Conoce el estadio

Turismo 2014 REVISTA

Muito mais do que futebol Much more than football Mucho más que fútbol

CUIABÁ mato grosso


Um museu dentro do campo de futebol ou um campo de futebol dentro do museu?


Crédito: Divulgação/Museu do Futebol

O Museu do Futebol, do Governo do Estado de São Paulo, é o único no Brasil 100% dedicado ao esporte. Mais do que a história da paixão nacional, o Museu mostra a história do país e como elas dialogam. Venha conhecer! Para mais informações, acesse: www.museudofutebol.org.br.


É um privilégio receber você! Abrigar uma Copa do Mundo pela segunda vez, definitivamente, não é para qualquer um. Ao mesmo tempo um privilégio, este desafio é proporcional às dimensões continentais do nosso país. Porém, povo apaixonado que somos, sabemos muito bem como superar todos os obstáculos para fazer uma grande festa e receber muito bem aqueles que virão ao Brasil e aqueles que por aqui viajarão . Os sabores, as belezas e a alegria brasileira são os traços marcantes desta nação tão diversificada quanto as seleções que lutarão pelo título de campeão mundial em nosso território. E para você, que vai acompanhar este momento histórico do nosso país, preparamos a “Revista Turismo 2014”, com informações e dicas importantes de como aproveitar da melhor maneira os locais que serão palco da competição. Foi um grande prazer produzir 12 revistas, uma para cada cidadesede da Copa do Mundo. Contamos com uma equipe em cada uma das cidades e também tivemos o privilégio de descobrir um pouco mais sobre o nosso país. Aos turistas, desejamos boa leitura e ótima estadia no Brasil, daquelas de contar para todo mundo, em que fica a vontade de retornar para ficar um pouquinho mais. Aos torcedores, boa sorte nos jogos do seu país – menos contra o Brasil, claro! A Direção

It’s a privilege to have you here! ¡Es un privilegio recibirte! It is a huge responsibility to host the World Cup for the second time. It is, at the same time, a privilege because this challenge is proportional to the continental dimensions of our country. We are passionate people and know how to get over our problems to have a great party and host joyfully those who are coming and travelling in Brazil. Brazilian flavours, beauties and cheerfulness are the features of this nation which is as diverse as the national teams that will fight for the world championship in our territory. And for you that will experience this historic moment in our country, we prepared this magazine with information and tips of how to enjoy the places that are hosting the matches. It was a great pleasure to produce 12 magazines, one for each city that is hosting the World Cup. We had a staff team in each of the cities and had the opportunity to discover a little more about our own country. For the tourists, we wish a good reading and a great time in Brazil. Hopefully it will be one of those trips to tell everyone, one of those that feels like coming back. To the supporters, good luck for your national teams – except when they play against Brazil, of course! 6

BRASIL TURISMO | CUIABÁ

Ser anfitrión del Mundial por segunda vez no es para cualquiera. Al mismo tiempo es un privilegio y también un desafío proporcional a las dimensiones continentales de nuestro país. Los sabores, las bellezas y la alegría brasileña son rasgos que caracterizan esta nación tan diversificada cuanto a los equipos que lucharán por el título de campeón mundial en nuestro territorio. Y para ti, que vas a acompañar este momento histórico de nuestro país, te preparamos la “Revista Turismo 2014” con datos importantes para que disfrutes de la mejor manera nuestro pais. Fue un gran placer producir 12 revistas, una para cada ciudad sede del Mundial. Contamos con un equipo en cada una de las ciudades y también tuvimos el privilegio de descubrir un poco más sobre nuestra tierra. A los turistas les deseamos una buena lectura y excelente estancia en Brasil, que puedan contarle a todos su experiencia y que tengan el deseo de volver y quedarse un poco más en nuestro país. A los aficionados al fútbol, les deseamos suerte en los partidos de su país – menos contra Brasil, ¡por supuesto!


S Í A P UM

O R I E INDETBRAÇOS ABERTOS E T A R PA

. R E B E C E R

SALVADOR – BAHIA

VIAJE PELO BRASIL E DIVIRTA-SE CADA VEZ MAIS.


Mike Bueno / DIVULGAÇÃO

Rai reis / DIVULGAÇÃO

The city: The culture, history, beauties and flavours of the city Ciudad. La historia, la cultura, las bellezas y los sabores de esta sede

24 O estádio: A história, as novidades e a estrutura do palco principal dos jogos

112 Mato Grosso: Descubra o que mais o estado tem a oferecer além dos limites da cidade-sede

Stadium: History, news and structure for the matches

The state: Find out what the state offers beyond the limits of the host

Estadio: La historia, las noticias y la estructura del campo

Provincia: Descubre qué ofrece la provincia, además de la capital

MOWA PRESS / DIVULGAÇÃO

27 O Brasil: Um pouco do país e de cada uma das cidades-sede e de seus estados Brazil: little more of each host city and its states

40 Brasília 42 Distrito Federal

8

BRASIL TURISMO | CUIABÁ

48 Curitiba 50 Paraná canindé soares / DIVULGAÇÃO

44 Cuiabá 46 Mato Grosso gary yim / Shutterstock.com

ostill / shutterstock.com

52 Fortaleza 54 Ceará

34 Belo Horizonte 36 Minas Gerais MENDONÇA JUNIOR / SETUR / DIVULGAÇÃO

rai reis / DIVULGAÇÃO

bruno pinheiro / DIVULGAÇÃO

Brasil: Un poco del país y de cada una de las ciudades sede y sus provincias

Luiz C. Ribeiro / shutterstock.com

12 Cuiabá: A história, a cultura, as belezas e os sabores desta sede

56 Amazônia 58 Manaus

59 Natal 62 Rio Grande do Norte


Revista Turismo 2014 Coordenador Victor Emmanuel Carlson Gerente MERCADO nacional Nilton Aquino Editor-executivo Alexsandro Vanin Editora de arte Sandra Werle

victor carlson

Editora assistente Ana Letícia da Rosa

66 Tabela de jogos: Datas, horários e locais de todos os jogos da competição Matches timetable: Dates, timetable, places of all matches in the competition Grilla de partidos: Fechas, horarios y locales de todos los partidos de la competición

Jota freitas - setur / DIVULGAÇÃO

80 Salvador 82 Bahia 10

BRASIL TURISMO | CUIABÁ

Ilustrações de capa Cláudio Duarte

Fotografia Leo Laps, Rodrigo Rocha/Foto Argus, Shutterstock e Victor Emmanuel Carlson Revisão Elisângela Liberatti

72 Cidade do Rio de Janeiro 74 Rio de Janeiro priscilla vilariño/ DIVULGAÇÃO

69 Recife 70 Pernambuco

Diagramação Cristiane Severino e Rogério Moreira Jr.

Infografia Jonatan Sarmento

Fernando Maia / Riotur

carlos oliveira / PMR / DIVULGAÇÃO

64 Rio Grande do Sul 68 Porto Alegre

Reportagem Bárbara Dal Fabbro (São Paulo/SP); Beatrice Gonçalves (Curitiba/PR); Bruno Balacó (Fortaleza/CE); Carol Herling (Rio de Janeiro/RJ); Celso Gick (Manaus/AM); Frederico Machado (Belo Horizonte/MG, Seleção); Janaina Amaral (Natal/RN); Leda Malysz (Porto Alegre/RS); Lorenzo Falcão (Cuiabá/MT); Maíla Brun (Recife/PE); Nei Duclós (Florianópolis/SC, Blumenau/ SC e Brasil); Patrick Cruz (Salvador/BA); Sandro Waltrich (Balneário Camboriú/SC e Itajaí/SC); Simone Kafruni (Brasília/DF)

Tradução Monique Pfau (inglês) e Noemi Teles (espanhol) Distribuição Marcello Acelino dos Santos / Organiza Eventos Gráfica Posigraf Circulação Junho de 2014 Tiragem das 12 revistas 1.400.000 exemplares

88 Cidade de São Paulo 90 São Paulo

Editora MaisSC Avenida do Antão, 1.857 CEP 88025–150 – Florianópolis/SC (48) 3212–4100


rai reis / DIVULGAÇÃO

Bem-vindos a Cuiabá

Bandeirantes paulistas aqui chegaram, acharam ouro e fundaram Cuiabá em 1719. Resquícios desse passado distante, como o Centro Histórico da cidade, com seu traçado urbano colonial, seu casario e seus monumentos, e as manifestações da cultura popular, como o cururu, o siriri e as festas de santo, que datam de mais de 200 anos, misturam práticas culturais e religiosas dos índios, dos europeus e dos africanos. Além disso, são destaques da programação turística da cidade, localizada bem no centro geodésico da América do Sul, o ponto mais central do continente, cuja localização exata é marcada por um obelisco. A história de Cuiabá teve períodos de isolamento e de grandes migrações, as quais traziam diferentes estilos de vida e valores culturais, gerando intensa miscigenação. Isso vem resultando num perfil cultural em que o antigo e o novo se misturam, enunciando manifestações híbridas e inusitadas. A viola de cocho, por exemplo, instrumento rudimentar utilizado para musicar manifestações antigas, como o cururu e o siriri, atualmente é um dos naipes de instrumentos da Orquestra do Estado de Mato Grosso. Influências dessa viola também estão presentes no moderno rock autoral, que se expande em Cuiabá há mais de uma década. Ritmos tradicionais como o rasqueado e o lambadão fazem parte desse cenário musical. Uma diversificada oferta de música, que se distribui em vários pontos, é o que a cidade oferece. As artes plásticas regionais são influenciadas pela luminosidade regional e pelas cores fortes da natureza do entorno de 12

BRASIL TURISMO | CUIABÁ

Cuiabá. O Museu de Arte de Mato Grosso tem mostra permanente de obras que representam a força pictórica local. São telas tradicionais, antigas, e trabalhos atuais que flertam com a arte contemporânea. Cuiabá tem vários museus com acervos variados. São peças, objetos e utensílios representativos de uma cultura secular. Instalados em prédios históricos, são bons atrativos aos visitantes. Mas, antes de programar suas visitas, recomendase telefonar para conferir os horários de visitação. O rio que cruza a cidade e lhe cede o nome é especial. Com seu traçado cheio de curvas e suas águas barrentas, é uma das principais artérias das águas pantaneiras; personagem da história, da cultura e das lendas locais. Vem dele, por exemplo, o apelo mais nobre da gastronomia da terra: a peixada cuiabana. A culinária é argumento turístico forte de Cuiabá. Peixes fritos, assados e ensopados, arroz com carne seca, farofa de banana, bolos de queijo e de arroz, doces, sorvetes e picolés com sabores regionais. Para fechar um dia cheio de atividades, já de noite, é hora de repor as energias. Hora de um escaldado em um dos pontos mais tradicionais da cidade, o Choppão. Cuiabá é famosa pelas altas temperaturas. São poucos dias de frio ao ano. O calor é também humano, com habitantes hospitaleiros. Afrouxar o nó da gravata e tirar os sapatos para se livrar da quentura nos pés: ordens explícitas do determinismo geográfico. Assim seja e bem-vindo!


Roteiros e programas Festival de Siriri e Cururu Viola de cocho, ganzá e mocho são instrumentos rudimentares que regem os movimentos e as cantorias do siriri e do cururu, manifestações da cultura regional das quais se tem notícias há mais de 200 anos. Tão simples quanto inspiradoras, chegaram até os dias atuais através da oralidade. O 12º Festival de Siriri e Cururu acontece de 19 a 22 de junho, com apresentações a partir das 20h. Sesi Papa – Rua Oátomo Canavarros S/N, bairro Morada do Ouro. Informações: (65) 3624-1829. Siriri and Cururu Festival. Viola de Cocho, ganza and owl are rudimentary musical instruments that lead the singing and its movements. From 19th to 22nd of June Festival de Siriri e Cururu. Viola de Cocho, ganzá y mocho son instrumentos rudimentarios que rigen los movimientos y el canto. Del 19 al 22 de junio.

Cultura indígena Duas instituições são direcionadas aos povos indígenas de Mato Grosso, que hoje somam 42 etnias: o Centro Cultural Ikuiapá, aberto para visitas somente com agendamento (65) 3626-1647, e o Museu Rondon, situado na Universidade Federal do Mato Grosso, (65) 3615-8479. Indigenous culture. Two institutions for indigenous peoples

Welcome to Cuiabá. Bandeirantes, a group of explorers from Sao Paulo, found gold and founded Cuiaba in 1719. You can still see some features of this past as the Old Town with colonial buildings and monuments. Cultural manifestations such as cururu, siriri and religious parties, which are over 200 years old, mingle religious and cultural practices from the Native Indians, Europeans and Africans. The history of the city is divided in periods of isolation and large migrations that brought different life styles resulting in an intense miscegenation and a cultural profile where the past is mixed with the contemporaneous era causing hybrid and unexpected manifestations. And from the river that gives the name to the city, you can have the noblest local gastronomic ingredient: fish. Bienvenidos a Cuiabá. Bandeirantes paulistas (explotadores de riquezas naturales y trabajo esclavo) aquí llegaron, encontraron oro y fundaron Cuiabá en 1719. Resquicios de ese pasado lejano, como el Centro Histórico de la ciudad, con su trazado urbano colonial, sus casas y monumentos; y las manifestaciones de la cultura popular como cururu (desafío de rimas con origen en manifestaciones religiosas populares), el siriri (danza con influencias indígenas y africanas) y fiestas de santo, que se remontan al menos 200 años, mezclan prácticas culturales y religiosas de indígenas, europeos y africanos. La historia de Cuiabá ha tenido periodos de aislamiento y de grandes migraciones, que han traído diferentes estilos de vida y valores culturales, generando intenso mestizaje y perfil cultural donde lo antiguo y lo nuevo se mezclan, enunciando manifestaciones hídridas e inusitadas. Y viene del río que atraviesa la ciudad y le da el nombre al más representativo plato de la gastronomía local: peixada (un guiso de pescado). Marcos Lopes / Secom MT / DIVULGAÇÃO

Cultura indígena. Dos instituciones son dirigidas a los pueblos indígenas.

Artes plásticas As artes plásticas cuiabanas são bastante expressivas. As formas, as cores e a luminosidade da ambiência regional, há tempos, catapultaram os trabalhos dos artistas aqui estabelecidos para além das fronteiras estaduais e nacionais. É possível constatar essa força pictórica em pelo menos dois museus: na Universidade Federal de Mato Grosso está o Museu de Arte e Cultura Popular – MACP, (65) 3615-8355, e no centro de Cuiabá, inaugurado neste ano, está o Museu de Arte/ MT. Rua Barão de Melgaço, (65) 3613-0205. Arts. Two museums show the pictorial style of the city Artes plásticas. Dos museos muestran la potencia pictórica de las artes de Cuiabá.

Artesanato

CUIABÁ | BRASIL TURISMO

13


Marcos negrini / secom mt / DIVULGAÇÃO

Gastronomia local Não por acaso, os cuiabanos também são chamados de “papa-peixe”. Preparam o pescado com arte. E saboreiam com gosto. Quanto aos turistas, não reclamam do peixe da terra e também se deleitam com outros pratos regionais. Não deixe de experimentar a ventrecha (costela) de pacu frita, a mujica de pintado (peixe ensopado com mandioca) e a piraputanga assada e recheada com farofa de couve. Local gastronomy. You should try “ventrecha” of pacu ( fried fish rib). Gastronomía local. No dejes de probar ventrecha de pacu frita (pescado empanado).

Sabores de fora do rio

Flavours outside the river. “João-sujo” is a dish made out of fried cassava flour with green banana and pork stew with green banana. Otros sabores. ¿Qué tal un “joão-sujo”: plato hecho de farofa (harina de yuca) de plátano y plátano verde frito, guiso de carne de cerdo con plátanos verdes?

Mas, e a sobremesa? São muitos os doces típicos de Cuiabá: furrundu (mamão ralado com rapadura), caju cristalizado, goiaba em compota, mangaba ( fruta do cerrado), e por aí vai... Quer algo mais leve, refrescante? Toma lá: picolés e sorvetes de frutas da terra, como bocaiúva, mangaba, cajá-manga, tamarindo... Tem até de piqui, recomendado para quem quiser radicalizar.

Peixada cuiabana

Bom Sucesso Na margem direita do rio Cuiabá está Várzea Grande, vizinha a Cuiabá. A oito quilômetros do centro dessa cidade está a comunidade ribeirinha de Bom Sucesso, que honra as tradições regionais. Tem cerca de 10 peixarias e bom nível de oferta gastronômica, oferecendo a famosa “peixada”, forte atrativo da culinária regional. Visitar Bom Sucesso é como viajar no tempo e nos sabores da terra. Bom Sucesso community. Travel in time with the flavours of the land. Bom Sucesso. Visitar Bom Sucesso es como viajar en el tiempo y en los sabores de la tierra. Edson Rodrigues / secom / DIVULGAÇÃO

Nem só de peixe vive o cuiabano. Delícias preparadas com ingredientes de fora dos rios também fazem parte da culinária local, como o “João-Sujo” (prato composto de farofa de banana, banana verde frita e carne de porco ensopada com banana verde) e a “Marisabel” (arroz com carne seca). Tem ainda paçoca de pilão (carne seca socada no pilão), que combina demais com arroz sem sal e bananinha, e o revirado, fígado bovino em farinha molhada.

Dessert. Try “furrundu”; grated papaya with a peanut sweet. ¿Y de postre?. Prueba el furrundu: papaya verde rallada con rapadura (azúcar moreno)

Lanche da tarde Para aguentar até o horário do jantar, que tal bolos de queijo e de arroz, francisquito e biscoito de polvilho? Afternoon snack. Cakes and biscuits. Merienda. Tortas y galletas. Rio Cuiabá

14

BRASIL TURISMO | CUIABÁ


NOVO BALNEÁRIO SHOPPING. É MAIS QUE UM MALL. É UM FASHION MALL.

43.400 M2 DE ABL UMA DAS MAIORES VENDAS POR M2 DA REGIÃO SUL BALNEÁRIO CAMBORIÚ REGIÃO COM MAIOR POTENCIAL DE CONSUMO DE SC ALTO PODER AQUISITIVO

TRAGA A SUA MARCA PARA O MAIOR GRUPO DE SHOPPING CENTERS DO SUL DO BRASIL. www.almeidajunior.com.br | (11) 3707.3333

LOjAS PREMIUM 100% DE ÂNCORAS LOCADAS INAUGURAÇÃO DA EXPANSÃO: ÚLTIMO TRIMESTRE DE 2014


Marco bergamascos / secommt / DIVULGAÇÃO

São Gonçalo Beira Rio A comunidade São Gonçalo Beira Rio é histórica. Fundada no século XVIII, foi um dos primeiros povoados de Cuiabá. Sua nominação se deve a uma imagem do santo, que foi encontrada dentro do rio Cuiabá em seus primórdios. Fica a 11 quilômetros do centro e é habitada por cerca de 100 famílias, que se dedicam à pesca e ao artesanato. A comunidade é uma espécie de cartão-postal de Cuiabá e se destaca pela fabricação das peças de cerâmica e pelas manifestações da cultura popular tradicional, como o cururu e o siriri, além de contar com várias peixarias. São Gonçalo Beira Rio community. One of the first settlers of Cuiabá. You can check their pottery and popular manifestations such as cururu and siriri. São Gonçalo Beira Rio. Uno de los primeros pueblos de Cuiabá, que se destaca en la fabricación de cerámica y en las manifestaciones de la cultura popular tradicional, como el cururu y el siriri.

Artesanato

Centro Histórico

Centro Histórico O Centro Histórico de Cuiabá, tombado em 1993, reúne o patrimônio remanescente dos séculos XVIII, XIX e XX, abrigando, numa área de 13 hectares, aproximadamente 400 imóveis. Esse patrimônio remete à história da formação da cidade, mantendo a integridade de seu traçado urbano colonial. Autêntica expressão da cultura cuiabana, revela a identidade e a história cultural da cidade. Passeio turístico imperdível para quem se interessa por história e visita a capital de Mato Grosso. Old Town. It gathers the reminiscent heritage from the 18th to the 20th century, around 400 buildings. Centro Histórico. Reúne el patrimonio remanente de los siglos XVIII, XIX y XX, alrededor de 400 construcciones.

Sesc Arsenal Situado no bairro do Porto, em prédio histórico de grande extensão e bastante conservado, o Sesc Arsenal é o mais bonito e atuante espaço cultural de Cuiabá, desenvolvendo, diariamente, uma sofisticada programação cultural que privilegia todas as artes. Rua Treze de Junho, (65) 3616-6900. Sesc Arsenal cultural area. A delightful schedule of cultural events Sesc Arsenal. Sofisticada programación cultural. 16

BRASIL TURISMO | CUIABÁ

Violas de cocho, peças de cerâmica, artes indígenas, redes e biojoias, entre outros, são objetos artísticos e/ou decorativos, utilitários ou não, a compor o vário artesanato feito ou comercializado em Cuiabá, com dimensões e preços variados. São representativos da cultura regional e conquistam visitantes. Situado em um prédio tombado pelo patrimônio histórico, o Sesc Casa do Artesão, no bairro do Porto, reúne toda essa produção artesanal. Rua Treze de Junho, 315, (65) 3611-0500. Handicraft. You can find it at Sesc Casa do Artesão, a historical building that gathers the handicraft production of Cuiabá. Artesanía. Ubicado en un edificio catalogado por el patrimonio histórico, el Sesc Casa do Artesão reúne la producción artesanal de Cuiabá.

Museus Acervos interessantes são encontrados em vários museus pela cidade, dentre eles: Museu do Morro da Caixa D’Água Velha (Rua Nossa Senhora de Santana, 1-105, (65) 3617-1225, Museu da Imagem e do Som de Cuiabá (Rua Voluntários da Pátria, 75, (65) 3617-1288, Museu de Arte Sacra de Mato Grosso (Praça do Seminário, s/n, (65) 3028-6285, Museu da Pré-História (Av. Beira Rio, (65) 3634-4858, Museu Histórico de Mato Grosso (Praça da República, 131, (65) 3613-9234 e Museu do Rio (Av. Beira Rio, s/n, (65) 3617-1286). Museums. There are interesting pieces in many museums such as Museu do Morro da Caixa D’Água Velha. Museos. Colecciones interesantes se encuentran en varios museos de la ciudad, entre ellos el Museu do Morro da Caixa D’Água Velha.


Rai reis / DIVULGAÇÃO

Bares e restaurantes. Bars and restaurants. Bares y restaurantes

Peixaria Popular Rua São Sebastião, 2343 – Popular – (65) 3322-5471

Don Chico Rua 60, 620 – Boa Esperança – (65) 3027-3267

Regionalíssimo Av. Beira Rio, no Museu do Rio – Porto – (65) 3623-6881

Choppão Praça 8 de Abril, 44 – Popular – (65) 3623-5005

Dona Eulália Rua Prof. João Félix, 470 – Lixeira – (65) 3524-5653

Chá com Bolo Rua Senador Metello, 1909 – (65) 3321-9204

Sorveteria Delícias do Cerrado Av. Rubens de Mendonça, 1596 – Bosque da Saúde – (65) 3028-5554

Sorveteria Nevaska Rua Barão de Melgaço, 2169, bairro Porto – (65) 3622-1550

Distâncias aéreas s Belo Horizonte Tempo de voo: 2h30

s Porto Alegre Tempo de voo: 3h50

s Brasília Tempo de voo: 1h30

s Recife Tempo de voo: 3h50

s Curitiba Tempo de voo: 2h05

s Rio de Janeiro Tempo de voo: 3h00

s Fortaleza Tempo de voo: 3h50

s Salvador Tempo de voo: 3h10

s Manaus Tempo de voo: 2h00

s São Paulo Tempo de voo: 1h50

s Natal Tempo de voo: 4h00 Vista noturna

18

BRASIL TURISMO | CUIABÁ


Datas e programação sujeitas a alteração sem aviso prévio.

INVERNO DIVERTIDO. DE 28 DE JUNHO A 27 DE JULHO. CURTA COM OS PERSONAGENS PREFERIDOS DOS SEUS FILHOS: BEN 10, SCOOBY-DOO E FLORZINHA.

TORCIDA VIP COSTÃO

COSTÃO SPA Relaxamento e bem-estar em um dos 3 melhores spas do Brasil.

Venha torcer para o Brasil e acompanhe todos os jogos em um megatelão.

PISCINAS AQUECIDAS Para toda a família mergulhar de cabeça na diversão.

VIP INCLUSIVE

CONSULTE SEU AGENTE DE VIAGENS. CENTRAL DE RESERVAS

HOSPEDAGEM

Garanta já seu pacote. Acesse e PARA 2 CRIANÇAS confira nossas condições ATÉ 11 ANOS* *Válida para pacotes 7 noites superespeciais.

GRÁTIS

COSTAO.COM.BR

0800 48 1000

RESERVAS@COSTAO.COM.BR


DIVULGAÇÃO

EDSON RODRIGUES / SECOM MT / DIVULGAÇÃO

O novo “Verdão” A partir de 2010, Cuiabá se transformou num imenso canteiro de obras, preparando-se para a Copa do Mundo. A Arena Pantanal é a principal delas. Teve sua inauguração em abril deste ano, quando foi testado e aprovado um esquema de mobilidade urbana, com vistas à segurança e à rapidez no acesso. Saiu de cena o Verdão, estádio inaugurado em 1976. Foi demolido em 2010 e, exatamente no mesmo lugar, foi erguida a Arena Multiuso Governador José Fragelli. Orçada em R$ 570 milhões, possui área construída de 107 mil metros quadrados e capacidade para 44 mil expectadores – 41 mil durante a competição. Além disso, tem 97 camarotes, que podem receber 1,6 mil pessoas. O calor peculiar de Cuiabá foi um fator decisivo para os detalhes arquitetônicos e paisagísticos da Arena Pantanal. As arquibancadas não são contínuas, e nos cantos livres, que permitem maior circulação de ar, jardins ajudam a aumentar o conforto térmico. Além disso, a membrana verde da fachada é perfurada para aumentar a ventilação. O cuidado também foi estendido ao seu entorno, onde há áreas verdes e um lago, e as praças de acesso possuem uma pigmentação que diminui em até 40% a reflexão dos raios solares. Outro cuidado no projeto foi o caráter multiuso do estádio. As arquibancadas que ficam atrás dos gols são removíveis, assim como várias estruturas de acabamento, que podem ser modificadas de acordo com a finalidade de uso. Passarelas e choperias também estão disponíveis nos arredores da Arena, uma área de 300 mil metros quadrados idealizada para abrigar diferentes tipos de eventos. 20

BRASIL TURISMO | CUIABÁ

The big green stadium. Demolished in 2010 to gire space to the modern Arena Pantanal on the same spot. The singular heat of Cuiabá city was a decisive element for the architectonic and landscaped details of the stadium. The grandstands are not continuous; they are free at the corners for more air circulation and some gardens enhance a thermal comfort. And the green membrane is pierced on the façade for ventilation. The surroundings were also carefully planned; there are green areas, a lake and the access squares have a special pigmentation that reduces solar reflectance up to 40%. Footbridges and taprooms are also available around the arena projected for different kinds of events. El nuevo “Verdão”. El Verdão ya no existe, el estadio fue demolido en 2010, y exactamente en el mismo lugar se construyó la moderna Arena Pantanal. El calor peculiar de Cuiabá fue un factor decisivo para los detalles arquitectónicos y paisajísticos de Arena Pantanal. Las tribunas no son continuas y en los rincones libres, que permiten una mayor circulación de aire, jardines aumentan el confort térmico. Y la membrana verde de la fachada está perforada para aumentar la ventilación. Em sus alrededores se encuentran zonas verdes y un lago y también las plazas de acceso poseen una pigmentación que reduce hasta un 40% de reflexión solar. Pasarelas y bares también están disponibles en la zona que rodea el estadio, diseñado para albergar diferentes eventos.


SEcopa / DIVULGAÇÃO C

M

Y

Como chegar ao estádio

A Arena Pantanal fica na Avenida Agrícola Paes de Barros, bairro Verdão, a 8 quilômetros do aeroporto e a 6,4 quilômetros da rodoviária. Linhas especiais de coletivos farão o transporte de torcedores com ingressos, saindo dos bolsões de estacionamento e indo até as proximidades do estádio. Uma linha especial de ônibus também sairá do centro da cidade em direção à arena.

Fan Fest O FIFA Fan Fest de Cuiabá será realizado no bairro Morada do Ouro, em local capaz de receber até 60 mil pessoas. A entrada é franca. Além da transmissão das partidas, há uma extensa programação de shows, incluindo apresentações de grupos musicais locais e manifestações da cultura regional.

Jogos na Arena PANTANAL 13 Jun 18h Grupo B 17 Jun 18h Grupo H 21 Jun 18h Grupo F 24 Jun 16h Grupo C 22

Chile X Austrália Rússia X Coreia do Sul Nigéria X Bósnia e Herzegovina Japão X Colômbia

BRASIL TURISMO | MATO GROSSO

CM

How to get to the stadium. Arena Pantanal is at Avenida Agrícola Paes de Barros, in the Verdão district - 8 km far from the airport and 6.4 km far from the bus station. There will be special buses transporting supporters with tickets from parking areas to the stadium. There will also be a special bus line from the city centre to the arena. A venue for tourists, football fans, enthusiasts and local supporters, FIFA Fan Fest de Cuiabá will take place in the district of Morada do Ouro, with capacity of 60 thousand people and free entrance. The games will be broadcasted and there will be an extensive program of performances including local bands and events of folk culture. Cómo llegar al estadio. La Arena Pantanal está en la Avenida Agrícola Paes de Barros, barrio Verdão, a 8 kilómetros del aeropuerto y 6,4 kilómetros de la estación de autobuses. Habrá autobuses especiales que llevarán los hinchas hasta las cercanías del estadio. También habrá transporte colectivo desde el centro hacia la arena. Punto de encuentro de turistas, aficionados al fútbol y hinchas locales, el FIFA Fan Fest de Cuiabá será realizado en el barrio Morada do Ouro, local capaz de recibir hasta 60 mil personas. La entrada será gratuita. Además de la transmisión de los partidos, hay una amplia programacón de shows, incluyendo actuaciones de grupos musicales locales y manifestaciones de la cultura regional.

MY

CY

CMY

K


Arena Pantanal Ano de construção / Año de construcción / Year of construction: 1976 / 2014 Valor da obra / Valor de la obra / Cost of the work: 570 milhões

íc

gr Av. A

Capacidade total / Capacidad total / Total capacity: 44 mil Capacidade na Copa / Capacidad en el Mundial / World Cup capacity: 41.390 Camarotes / Palco / VIP areas: 97 Elevadores de acesso / Ascensores de acceso / Access elevators: 12 Escadas de acesso / Escaleras de acceso / Access stairs: 20

Telões (quantidade/ tamanho) / Paneles (cantidad/ tamaño) / Screens (quantity/ size): 2 de 76 m² Estacionamento (vagas) / Estacionamiento (plazas) / Parking lot (vacancies): 2,5 mil

24

BRASIL TURISMO | CUIABÁ

Paes de Ba rro

Áreas de alimentação (lanchonetes/restaurantes) / Plaza de comidas (cafeterías/ restaurantes) / Eating areas (restaurants/snack bars): 35

Rua Ranulf o

Banheiros / Baños / Toilets: 66

s

Tamanho do gramado / Tamaño del campo / Pitch size: 105X68m Distância do gramado ao público / Distancia del campo al público / Public distance from the pitch: 14,4m

es de a P a ol

os

Barr


Ginásio Aecim Tocantins

Ru

aT raç a

portal da copa / divulgação

ia

Arena tem capacidade para 41.390 torcedores durante a Copa

stilho

R. Oir Ca

CUIABÁ | BRASIL TURISMO

25


Turismo 2014 REVISTA

A viagem da bola

Travelling with the ball El viaje del bal贸n

BRASIL


Gerar energia limpa e renovĂĄvel ĂŠ um compromisso da Eletrobras. A maior parte da energia elĂŠtrica produzida pela empresa vem de fontes assim.

Fotografe o QR Code e saiba mais sobre a Eletrobras.

eletrobras.com


Por meio do Proinfa – Programa de Incentivo às Fontes Alternativas – , projetos de energia eólica saíram do papel e fomentaram o desenvolvimento dessa indústria, que era incipiente no país até então.

41

Também graças ao programa,

19

térmicas de biomassa, ao todo, movidas a partir do bagaço da cana, da casca de arroz e de resíduos da indústria de papel, estão em operação com o apoio da Eletrobras.

Projetos pioneiros como o Megawatt Solar, na Região Sul, e o Xapuri, no Acre, já utilizam a tecnologia de painéis fotovoltaicos.

A Eletrobras é uma das maiores geradoras de energia elétrica do país. Bom saber que boa parte dessa energia provém de fontes limpas e renováveis. Para tanto, além de usar a hidreletricidade, uma das fontes mais limpas que existem, a Eletrobras está envolvida em projetos de geração eólica, solar e da biomassa, diversificando nossas fontes e fomentando essas indústrias. São iniciativas como essa que f izeram da matriz elétrica brasileira uma das mais renováveis do mundo industrializado.

É por isso que o trabalho da Eletrobras tem uma importância do tamanho do Brasil.


MOWA PRESS / DIVULGAÇÃO

Um país continental Conhecer todo o Brasil é um privilégio para poucos. Em geral, quem o faz são pessoas com profissões que exigem circular pelo País, como artistas, esportistas, políticos e jornalistas. Ainda assim, isso não significa ter percorrido todos os recantos do Brasil. A verdade é que a maioria dos brasileiros não conhece pessoalmente as diferentes regiões do País. O Brasil é um país continental, quase do tamanho da Europa, e, por isso, apresenta uma diversidade impressionante de paisagens, climas e culturas. O torcedor que tiver o privilégio de acompanhar sua seleção até a final do torneio terá, provavelmente, visitado as cinco regiões do país. E vai perceber grandes diferenças entre elas, como o clima variado, por exemplo. No ano passado, enquanto nevava em mais de 200 municípios da região Sul, com temperaturas negativas, na região nordeste os termômetros alcançavam os 40ºC – um contraste térmico impressionante. Além disso, o turista vai encontrar uma enorme riqueza e variedade na culinária, um convite para quem gosta de turismo gastronômico, e vai perceber, também, uma grande diversidade de etnias. Gente com diferentes origens, retrato de uma nação que recebeu imigrantes de todo o mundo. Uma mistura de povos 30

REVISTA TURISMO 2014

indígenas, africanos, europeus, asiáticos... Enfim, gente de todos os continentes, pois esse processo de imigração se mantém até hoje. Começou no início das navegações, com a presença de portugueses e espanhóis, continuando durante a colonização e a disputa do território com holandeses e franceses. Também recebemos milhares de negros africanos, trazidos principalmente da região oeste do continente para mão de obra na agricultura. Durante o Império, um amplo incentivo à imigração trouxe centenas de milhares de europeus, principalmente italianos e alemães, mas também austríacos, poloneses, entre outros. Já na República, recebeu sírio libaneses, e japoneses que também imigraram para o Brasil. Hoje, o fluxo é de haitianos e bolivianos. Dizem que o passaporte brasileiro é o mais valioso, pois todas as faces do mundo cabem no Brasil. O mais incrível de todo esse processo é que o Brasil é uma nação integrada, e não apenas pelo idioma. Mesmo com todas as diferenças culturais e de origem, aqui somos todos brasileiros, mesmos para os imigrantes recém-chegados. Um processo sem igual no mundo. Os torcedores privilegiados deste torneio vão percorrer um continente de diferentes culturas e paisagens, como se viajassem por vários países.


Un país continental. Conocer todas las regiones de Brasil es un privilegio para pocos. Tal vez algunas personas lo hagan por tener profesiones que requieren recorrer el país, como artistas, deportistas, políticos, periodistas, entre otros. Aún así, esto no significa haber conocido todos los rincones de Brasil. La verdad es que la gran mayoría de los brasileños no conoce personalmente las diferentes regiones. Brasil es un país continental, casi del tamaño de Europa, y por lo tanto cuenta con una impresionante diversidad de paisajes, climas y culturas. El visitante que tenga el privilegio de acompañar a su selección hasta la final del torneo, probablemente visitará las cinco regiones del país y se dará cuenta de las grandes diferencias, como por ejemplo, en el clima. El año pasado, mientras nevava en más de doscientas ciudades del Sur, con temperaturas bajo cero, en el nordeste los termómetros llegaron a 40ºC – un impresionante contraste térmico. Encontrará también una enorme riqueza y variedad en la culinaria, una invitación para aquellos que disfrutan del turismo gastronómico. También se dará cuenta de una amplia variedad de “rostros”. Personas con diferentes orígenes, retrato de una nación que recibió inmigrantes de todo el mundo. Una mezcla de indígenas, africanos, europeos, asiáticos... Dicen que el pasaporte de Brasil es el más valioso, ya que todos los “rostros” del mundo caben en Brasil. Y lo más sorprendente de todo este proceso es que Brasil es una nación integrada y no es sólo por el lenguaje. Aunque con todas las diferencias culturales y de origen, aquí somos todos brasileños, incluso los inmigrantes recién llegados. divulgação

divulgação

A continental country. Travelling through Brazil is not a privilege for everyone. Usually the athletes, journalists, politicians and artists are the ones who have this opportunity. And they probably haven’t been in every corner of the country. This means that the greater majority of Brazilians have not explored all its different regions. Brazil is a continental country which is almost as large as Europe; here you can experience an astonishing diversity of landscapes, climates and cultures. The privileged supporters who can follow their national teams up to the final match will probably have visited the five regions of the country. They will probably try a wide gastronomic variety with different kinds of ingredients and spices. They will take extreme climate changes. Last year, for example, when it snowed in over two hundred towns in south of Brazil with temperatures below zero, in the northeast the thermometers reached 40°C – beach time! These lucky supporters will also notice a lot of traits: people from different ascendancies, the portrait of a country that has had immigrations from all over the world; a mixture of Natives, Africans, Europeans, and Asians. Whoever holds a Brazilian passport is easily recognized as such, because anyone’s traits is possible in Brazil. The most amazing of all is that Brazil is an integrated country. Not only by the language, but despite so many different cultures and origins, everybody has a Brazilian heart, even foreign residents.

Bonito / MS

Praia do Futuro – Fortaleza / CE

REVISTA TURISMO 2014

31


roberta simoni / DIVULGAÇÃO

O bocejo soberano As piadas sobre nós e os estrangeiros servem não para alimentar animosidade, mas para introduzir outro elemento importante de entendimento: o humor. Do deboche escrachado à fina produção de escritores dedicados à graça na imprensa ou no teatro, existe uma longa linhagem de comediantes. Nossa imprensa surgiu no século XIX recheada de charges e piadas políticas: é assim que somos e os séculos seguintes não desmentem. Isso se manifesta na maioria das atividades. Do carioca que tenta convencer a voz gravada de que no elevador cabe mais gente, ao contrário do que a máquina diz, ao drible de Garrincha, somos capazes das mais hilárias situações. Até mesmo nossa soberania não escapa. Todo brasileiro ri do verso “deitado eternamente em berço esplêndido” para destacar o quanto somos descansados, inertes, sem ação, enquanto o autor da letra do Hino Nacional, Osório Duque-Estrada, se referia naturalmente à segurança territorial reconhecida internacionalmente. É nossa soberania que descansa. E, perigosamente, boceja. Perigosamente por quê? Corremos o risco de virarmos todos estrangeiros. Nossa admiração pelo que é de fora das fronteiras atinge a obsessão, o que frequentemente nos leva à imitação – uma das características do brasileiro é imitar os outros, dizia o grande pensador Sérgio Buarque de Holanda. Mas, paradoxalmente, isso serve também para atrair o olhar adventício para nossas qualidades, as que fazem daqui um laboratório internacional de experiências de comportamento e cultura. Cenp / divulgação

Niterói / RJ

Região dos Pampas no Rio Grande do Sul

32

REVISTA TURISMO 2014

The sovereign’s yawn. Brazilians love hilarious situations. We make fun out of a line in our national anthem that says “lying eternally in the splendour” as if we are relaxed people. But the author, Osório Duque Estrada, actually meant the territorial safety that was internationally acknowledged. It is our sovereignty that takes a rest. And, dangerously, yawns. Because we are all in danger of becoming foreigners. However, paradoxically, this attracts our own qualities; the ones that make Brazil a laboratory of behaviour and culture experiments. Bostezo soberano. Somos capaces de las situaciones más hilarantes. Todo brasileño se ríe del verso “umbado eternamente en cuna espléndida” del himno nacional para poner de relieve lo mucho que estamos descansados, mientras que el autor de la letra, Osório Duque Estrada, hace referencia a la seguridad territorial reconocida internacionalmente. Es nuestra soberanía que descansa. Y, peligrosamente, bosteza. Corremos el riesgo de convertirnos todos en extranjeros. Pero, paradójicamente, atraemos una mirada para nuestras cualidades, que hacen aquí un laboratorio de experiencias de comportamiento y cultura.


Um giro pelo Brasil Conheça um pouco das 12 cidades e estados que receberão os jogos da competição

A trip throughout Brazil Learn a little about the 12 cities and states that will host the matches.

Recorriendo Brasil Conoce un poco de las 12 ciudades y provincias que recibirán los partidos de la competición.

Estados que receberão os jogos. States that will host the matches. Provincias que recibirán los partidos

REVISTA TURISMO 2014

33


Exuberância e hospitalidade na cidade que nasceu moderna “Que belo horizonte!”. A frase foi dita pelo Papa João Paulo II de um dos pontos mais altos da capital mineira em uma visita em 1980. O pontífice se encantou com a vista da metrópole erguida entre as montanhas. E quem visitar a cidade tem à disposição muito mais do que a natureza exuberante: um povo hospitaleiro e que se preparou com infraestrutura moderna para receber a principal competição de futebol do planeta. Belo Horizonte nasceu diante da necessidade de uma nova capital para Minas Gerais, visto que Ouro Preto já estava “espremida” entre as montanhas e tinha poucos lados para onde crescer. A solução encontrada foi um vilarejo fundado por bandeirantes, conhecido como Arraial do Curral Del Rey. Com localização estratégica e central para o desenvolvimento, apresentava características naturais ideais: clima ameno em uma altitude de 800 me-

Blessed view. “What a beautiful horizon!”, said the pope John Paul II admiring the view of the city among the mountains. Inspired by Paris and Washington, Belo Horizonte was planned between 1894 and 1897. It grew but has never lost its characteristic life quality. This state capital was projected with several green areas and large avenues set like a chessboard. Unexpectedly, it grew fast and beyond the limits first planned. Escenario Bendecido. “Qué belo horizonte!”, dijo el Papa Juan Pablo II, encantado por la vista de la metrópoli construida entre las montañas. Planificada entre 1894 y 1897, inspirada en ciudades como París y Washington, la capital creció, pero sin perder la calidad de vida que la caracterizó. La capital de la provincia de Minas Gerais fue diseñada con muchas zonas verdes y amplias avenidas, dispuestas como un tablero de ajedrez.

DIVULGAÇÃO

Belo Horizonte

Igreja da Pampulha

34

tros, vários cursos d’água e serras que protegiam dos ventos. Entre 1894 e 1897, um grupo de engenheiros liderado por Aarão Reis planejou a primeira cidade moderna do país, com inspiração em grandes metrópoles mundiais como Paris e Washington. Quarteirões de dimensões parecidas e muitas áreas verdes marcavam presença entre ruas e avenidas dispostas de maneira perpendicular, como em um tabuleiro de xadrez. Mas o que eles não previram é que os limites pensados para a capital logo ficariam pequenos demais e a cidade cresceria muito além da Avenida do Contorno, perímetro inicial a que a capital se limitava. Os anos foram passando e a capital se modernizou, sem perder suas tradições e a qualidade de vida que a caracterizou. Ruas arborizadas e diversos parques ajudam a amenizar os efeitos do crescimento desordenado comum às metrópoles.

REVISTA TURISMO 2014


“Beagá” se tornou a terceira maior cidade do país e a quarta mais rica, com economia baseada no setor de serviços. A hospitalidade e a infraestrutura de primeira tornaram a cidade ponto obrigatório no turismo de negócios, atraindo mais de 4 mil eventos corporativos e congressos por ano. Mesmo não contando com praias, as belezas naturais se destacam na cidade. Não é sem motivo que seu nome remete às belas paisagens que podem ser vistas entre as montanhas que a circundam, com pôr do sol que marca a lembrança. O relevo acidentado chama a atenção dos visitantes, tanto é que na Rua do Amendoim, no bairro das Mangabeiras, um carro desligado aparenta estar subindo a ladeira. Os diversos morros acabaram também por dificultar a instalação de linhas do metrô, por isso o transporte público é quase todo feito por ônibus. Para os amantes da arquitetura, a cidade traz diversos exemplos da genialidade de Oscar Niemeyer, que fez parceria com o então prefeito na década de 1940, Juscelino Kubitschek ( JK), e elaborou o complexo da Pampulha, com construções cheias de curvas e revolucionárias para a época. Como o próprio Niemeyer costumava dizer, “a Pampulha foi o início de Brasília”, já que alguns anos depois, ao lado do mesmo JK, o arquiteto desenharia a capital do País em seu projeto mais audacioso. A Praça da Liberdade, com seus casarões históricos e muita área verde, oferece diversas atrações entre museus e espaços de convivência. A vida noturna da cidade é agitada, com cenário boêmio que lhe rendeu o apelido de “capital dos bares”. Os tradicionais botecos, com cadeiras espalhadas pelas calçadas, oferecem cerveja gelada e diversos petiscos que ajudam a conhecer um pouco da rica culinária mineira. No famoso Mercado Central, os muitos temperos e sabores de Minas estão reunidos e é possível encontrar iguarias bem típicas a preço interessante, uma parada obrigatória para todo turista. Outro bom local para conhecer um pouco da cultura mineira é a Feira de Artes e Artesanato da Avenida Afonso Pena, que reúne mais de 2.500 expositores a cada domingo há mais de 40 anos e é uma das maiores da América Latina. Quando o assunto é futebol, a rivalidade é grande entre dois clubes que dividem a cidade: a metade preta e branca torce pelo Atlético/MG, enquanto a metade azul e branca, pelo Cruzeiro. Todos apaixonados pelo esporte e que esquecem suas diferenças quando torcem pelo Brasil.

DIVULGAÇÃO

Futebol e negócios entre montanhas

Cidade Administrativa

Vanguard. For the architecture lovers, the vanguard of the city brings examples of Oscar Niemeyer’s geniality at Pampulha Complex with curvy constructions which were revolutionary at that time. At Liberdade Square, among the historical building surrounded by a lot of nature, we can find museums and places to socialize. Night life in the city is so bustling and bohemian that is now known as “capital of bars”. Traditional bars with chairs spread over the sidewalks offer cold beer and typical snacks to try a little bit of this rich cuisine of Minas Gerais state. In the famous Mercado Central, a must-see spot, you can find a lot of spices and flavours from Minas for good price. Siempre a la vanguardia. Belo Horizonte tiene varios ejemplos de la genialidad del arquitecto Oscar Niemeyer, quien elaboró el complejo de Pampulha con construcciones revolucionarias y con muchas curvas para la época. Un contraste es la Praça da Liberdade, con sus mansiones históricas, museos y espacios de convivencia con mucha zona verde. La vida nocturna de la ciudad es muy agitada y bohemia, y por eso Belo Horizonte pasó a ser conocida como la “capital de los bares.” Los tradicionales bares, con sillas a lo largo de las aceras, ofrecen cerveza fría y diversos aperitivos que ayudan a conocer un poco la rica culinaria mineira. En el Mercado Central, hay muchos condimentos y sabores de Minas y también es posible encontrar especialidades típicas a buen precio.

REVISTA TURISMO 2014

35


Rossana Magri / DIVULGAÇÃO

Terra do rei e da independência

36

O maior jogador de futebol da história é de Minas Gerais, e o estado do rei Pelé, eleito atleta do século XX e vencedor de três Copas, abre suas portas com atrativos diversificados. Com localização central e estratégica entre as cidadessede, O Estado se configura como boa opção de turismo para os visitantes em trânsito. Minas Gerais é dona do terceiro maior PIB do Brasil e sua economia é diversificada. O setor de serviços vive em constante desenvolvimento, mas a agropecuária, com os tradicionais cultivos de leite, café e cana-de-açúcar, e a indústria, com destaque para o segmento automobilístico (Fiat, Iveco e MercedesBenz possuem fábricas em seu território), seguem representativas. Da mesma maneira, a atividade mineradora sempre esteve presente nas receitas do estado e é um dos vetores da criação de Minas. A formação de Minas Gerais remete aos tempos em que o Brasil era colônia de Portugal e se deve, em grande parte, aos bandeirantes, que se aventuravam cada vez mais minas gerais distante do litoral para desbravar um país ainda desconhecido no século XVI. Sedentos por ouro e pedras preciosas, encontraram na região o local ideal para a exploração desses REVISTA TURISMO 2014


EDUARDO TROPIA / DIVULGAÇÃO

Ouro Preto

recursos, e logo cada vez mais gente passou a habitar o local em busca de riquezas minerais. No início do século XVIII, a região se tornou um importante centro econômico da Colônia, atraindo atenção da Coroa portuguesa, que passava a lucrar muito com o ouro encontrado em abundância. A intensa fiscalização de Portugal sobre essa atividade se fazia pela cobrança de impostos cada vez mais altos, o que acabou por resultar em um dos movimentos políticos mais conhecidos da história do país: a Inconfidência Mineira. Influenciado pelos ideais iluministas que se difundiam pela Europa e que culminaram na independência das 13 colônias americanas, no ano de 1789 um grupo de intelectuais mineiros se reuniu para eliminar a dominação portuguesa e criar um país livre. O movimento fracassou e a punição foi severa por parte dos portugueses, sendo que Tiradentes, um dos revoltosos, foi esquartejado, e pedaços de seu corpo foram expostos em praça pública, em Ouro Preto, para evitar novas tentativas de rebelião. Mas os ideais de liberdade presentes nesse movimento não seriam esquecidos, tanto é que a bandeira do estado traz o dizer “Liberdade ainda que tardia”, em latim. O ciclo do ouro deixou diversas heranças nas chamadas cidades históricas do estado. Ouro Preto, Congonhas, Diamantina, Mariana, Sabará, Tiradentes e São João Del Rei são consideradas museus a céu aberto, com casarões tombados pelo patrimônio histórico e igrejas centenárias recheadas de obras barrocas de talentosos artistas, como o escultor Aleijadinho.

The king’s land of gold. The greatest football player ever is from Minas Gerais state. The king, Pelé, was elected the athlete of the 20th century after winning three World Cups. The state will takes you back to the cycle of gold with memories in its historical towns of the state. Ouro Preto, Congonhas, Diamantina, Mariana, Sabará, Tiradentes and São João Del Rei are considered open-air museums with centenary churches and buildings inscribed on the Heritage List with plenty of Baroque art left by talented artists such as Aleijadinho. In a privileged position, Minas Gerais state has the highest GDP of Brazil with a diverse economy. The service sector has been in constant development followed representatively by the animal agricultural and automobile industries. Tierra del rey y del oro. El mejor futbolista de la historia es de Minas Gerais, y la provincia del rey Pelé, elegido deportista del siglo XX y vencedor de tres Mundiales, abre sus puertas con atracciones diversas. La formación de Minas Gerais se alude a los tiempos del ciclo de oro, que dejó muchos legados en las llamadas ciudades históricas de la provincia. Ouro Preto, Congonhas, Diamantina, Mariana, Sabará, Tiradentes y São João Del Rei son considerados museos al aire libre, con mansiones catalogadas por el patrimonio histórico e iglesias centenarias con muchas obras barrocas de talentosos artistas, como el escultor Aleijadinho. Con una ubicación estratégica, la provincia de Minas Gerais tiene el tercer PIB más grande de Brasil, con una economía destacada por la diversidad. REVISTA TURISMO 2014

37


Um bom café e comida simples, generosa como a natureza

38

REVISTA TURISMO 2014

Generous nature. Their gastronomy tends to delight tourists with ancestral typical recipes. With not much refinement, the ingredients are simple and found in their land, as beans, corn and cassava. Another delicacy is pão de queijo (cheese bread). For adults, cachaça. Nature is very blessed in Minas. Caverns such as Lapinha, Rei do Mato and Maquiné are preserved natural documents. Serra do Cipó National Park and its waterfalls are perfect for those who enjoy ecotourism and adventure sports. There is also Instituto Inhotim, a centre of contemporary art inserted in two biomes, the Atlantic Rain Forest and Cerrado. In south Minas, we detach the “Water Circuit” which are known for its hydro mineral stanzas. Naturaleza generosa. La culinaria mineira normalmente encanta a los turistas con recetas transmitidas de generación en generación. Sin mucho refinamiento, usan ingredientes simples presentes en la región, como los frijoles, el maíz y la yuca. Otra especialidad es el pão de queijo (pan de queso). Para los adultos, el más destacado es la cachaça (aguardiente). La naturaleza ha sido muy generosa con Minas. Las cuevas (Lapinha Rei do Mato y Maquiné) son verdaderos documentos naturales conservados. El Parque Nacional da Serra do Cipó y sus cascadas es ideal para el ecoturismo y deportes de aventura. Otro destino es el Instituto Inhotim, un centro de arte contemporáneo inserido en la Mata Atlántica y el Cerrado. En el sur de Minas Gerais, se destaca el Circuito de las Aguas, con sus estancias hidrominerales. ACERVO SERRA DO CIPÓ / DIVULGAÇÃO

A cultura do café também teve importante papel para o desenvolvimento de Minas Gerais. No início do século XIX, a terra fértil da região passou a ser explorada em grandes plantações, que impulsionaram o desenvolvimento da infraestrutura do estado. Minas quase sempre esteve no centro da tomada de decisões no País. Exemplo disso é a chamada “política do café com leite”, quando a oligarquia local revezava com a paulista a presidência da República no início do século XX. Entre os políticos mineiros de destaque estão o ex-presidente Juscelino Kubitschek, responsável pela construção de Brasília, e Tancredo Neves, primeiro presidente eleito após a ditadura militar, em 1985, mas que morreu antes de assumir a presidência. A culinária mineira costuma encantar os turistas, com receitas típicas transmitidas de geração em geração. Os pratos são feitos com ingredientes simples e presentes na região, como feijão, milho e mandioca. Uma delas é o feijão-tropeiro, que desde o período colonial dá sustância para quem cruza o estado no lombo de burros e cavalos. Outra iguaria que tem a cara de Minas é o pão de queijo, apreciado nos lanches, que costumam reunir as famílias para uma boa conversa ao redor da mesa. No norte do estado, em Salinas, o destaque é a cachaça tradicional de alambique. A natureza foi muito generosa com Minas. As grutas (Lapinha, Rei do Mato e Maquiné) são verdadeiros documentos naturais preservados que ajudam a entender como era a região há milhares de anos e como viveram seus primeiros habitantes. O dinamarquês Peter Lund se encantou pelos parques preservados de Lagoa Santa e acabou descobrindo fósseis e pinturas rupestres essenciais para a paleontologia no País. Próximo a Belo Horizonte, o Parque Nacional da Serra do Cipó, com suas cachoeiras, é um lugar ideal para o ecoturismo e para a prática de esportes de aventura, como a canoagem e o rapel. Outro destino que não pode faltar no roteiro de qualquer visitante é o Instituto Inhotim, um centro de arte contemporânea situado a 60 quilômetros da capital, em Brumadinho, inserido em uma porção florestal remanescente de dois biomas ricos em diversidade, a Mata Atlântica e o Cerrado. No sul de Minas, destaque para o Circuito das Águas, conhecido por suas estâncias hidrominerais com propriedades medicinais e terapêuticas. Cerca de dez cidades, entre elas Caxambu e São Lourenço, oferecem aos turistas diversas fontes e balneários.

Serra do Cipó


IncentIvador ofIcIal do empreendedor BrasIleIro

Futebol é com o tite. Pequenos negócios, com o sebrae.

preendedores Todos os dias, milhares de em o sucesso nos entram em campo para buscar ste para que suas seus negócios e o Sebrae exi a vez maiores. chances de vitória sejam cad tas

Procure o Sebrae, especialis em pequenos negócios.

0800 570 0800

/sebrae

@sebrae


1

PEDRO VENTURA / divulgação

Voo pela moderna e arrojada capital do país

Brasilia

Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade desde 1987, Brasília foi o primeiro monumento moderno incluído na lista de bens materiais da humanidade. Construída há 54 anos, a capital do Brasil foi planejada pelo arquiteto Oscar Niemeyer e pelo urbanista Lucio Costa a partir de uma decisão ousada do então presidente Juscelino Kubitschek (JK). Brasília foi criada em formato de avião, com o Eixo Rodoviário, bem ao centro, levando às asas Sul e Norte, e o Eixo Monumental, corpo da aeronave, iniciando na Praça dos Três Poderes e seguindo na direção oeste, onde novos bairros surgem na cidade em expansão. Passear pelas ruas arborizadas e pelas superquadras das asas, unidas por quadras comerciais com variados estabelecimentos, é uma boa pedida para quem quer conhecer como pulsa a cidade. O urbanismo e a arquitetura se associam ao paisagismo de Burle Marx e obras de arte de grande expressão estão nos diversos prédios-monumentos. Destacam-se o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal, a Catedral Metropolitana, o Museu Nacional e o Teatro Nacional, em formato de pirâmide. Com uma moderna rede de hotéis, restaurantes e serviços, Brasília é o quinto destino mais procurado no Brasil por turistas que querem desvendar os diferentes sotaques, ritmos e tradições da rica cultura do País. A capital é lar também de milhares de estrangeiros que trabalham nas embaixadas ao longo do Lago Paranoá, que circunda a cidade e abriga pontes célebres, como a JK, reconhecida mundialmente por seu design arrojado e moderno. Audacious capital. World Historic and Cultural Heritage since 1987, Brasilia is the capital of Brazil. Built 54 years ago, the city was designed by the architect Oscar Niemeyer, the urbanist Lucio Costa and the landscaper Burle Marx. With modern hotels, restaurants and services, Brasilia is the fifth most visited area in Brazil. The capital also shelters a lot of foreigners working at the embassies next to the lake that surrounds the city.

Memorial JK

40

REVISTA TURISMO 2014

Tarjeta postal de Brasil. Patrimonio Histórico y Cultural de la Humanidad desde 1987, Brasília es la capital de Brasil. Construida hace 54 años, la ciudad fue planificada por el arquitecto Oscar Niemeyer y el urbanista Lucio Costa, con paisajismo de Burle Marx. Con una moderna cadena de hoteles, restaurantes y servicios, Brasília es el quinto destino más buscado en Brasil. La capital sigue siendo el hogar de muchos extranjeros que trabajan en embajadas, cerca del Lago Paranoá, que rodea la ciudad.


COMPLEXO EÓLICO DE TRAIRI. AGORA 100% EM OPERAÇÃO, PRODUZINDO ENERGIA 100% RENOVÁVEL. A Tractebel colocou em operação o último dos quatro parques do Complexo Eólico de Trairi, no Ceará. Ao todo, agora, são 115,4 MW de capacidade instalada, o suficiente para abastecer uma cidade de 200 mil habitantes. Mas os benefícios do complexo vão além, refletindo-se na melhoria da infraestrutura, do turismo e nos projetos sociais da região. É a Tractebel contribuindo para o aumento da oferta de energia renovável e para o desenvolvimento do Brasil.


bruno pinheiro / Divulgação

Terra dos poderes Encravado bem no centro do Brasil, o Distrito Federal (DF) é uma das 27 unidades federativas do país e abriga a capital federal, Brasília. Criado há 54 anos para receber o novo centro do poder, o DF é um retângulo inserido no território do estado de Goiás. Como faz divisa com a cidade mineira de Cabeceira Grande apenas em sua ponta sudeste, grande parte de suas atrações turísticas está em de Goiás, cuja capital, Goiânia, fica a 209 quilômetros de distância de Brasília. Por não ser nem estado nem município, o DF tem peculiaridades únicas. É o menor território autônomo do Brasil, com apenas 5,8 mil quilômetros quadrados, o equivalente a 26% da área de Sergipe, o menor estado brasileiro. Atualmente, abriga uma população de 2,7 milhões de habitantes. O DF é reconhecido no mundo inteiro pela moderna arquitetura de Brasília que, vista de cima, é semelhante a um avião. distrito Fundada em 1960, a capital federal ocupa todo o território do federal DF, mas as aglomerações urbanas fora do Plano Piloto – traçado em forma de aeronave e que abriga as zonas centrais –, que são chamadas regiões administrativas ou cidades-satélites, podem ser consideradas bairros da capital. Monumento dos Candangos – Praça dos Três Poderes

42

REVISTA TURISMO 2014


BRUNO PINHEIRO / DIVULGAÇÃO

Catedral Metropolitana de Nossa Senhora Aparecida

O clima é bastante previsível, com verão úmido e chuvoso e inverno seco. A temperatura média anual é de cerca de 20°C, mas pode chegar a 30°C, nas máximas em setembro, e a 10°C nas mínimas, nas madrugadas de julho. A seca vai de maio a outubro e, no trimestre que engloba o período da competição, a umidade relativa do ar cai para menos de 20%. Hidratar-se é fundamental para aguentar a secura típica de deserto. Uma das principais atrações turísticas do DF é um passeio cívico pelos diversos monumentos espalhados pela cidade. Mas para quem prefere as belezas naturais, o Distrito Federal e Goiás também revelam gratas surpresas. No Parque Nacional de Brasília, conhecido pelo apelido de “Água Mineral”, piscinas naturais, formadas a partir dos poços d’água, são um convite a um banho refrescante. O Parque Ecológico Olhos D’Água, localizado na Asa Norte, preserva a vegetação típica da região, o cerrado. Trilhas, cachoeiras e grutas são outras atrações. Os amantes de esportes contam com o Lago Paranoá, onde é possível praticar windsurfe, vela e stand up paddle. Rapel, mountain bike e voo livre também estão na lista de possibilidades oferecidas na região. O Distrito Federal também é farto em representações religiosas. São mais de 800 templos. Dos sete monumentos considerados patrimônios históricos do DF, três são ligados à religião: a Catedral de Brasília, o santuário Dom Bosco e o templo piramidal da Legião da Boa Vontade. Outro local bastante visitado é o Vale do Amanhecer, uma comunidade com 52 anos de práticas religiosas.

Land of the powers. The Federal District was created 54 years ago to receive Brasilia, an internationally famous capital for its modern architecture. Tourists enjoy sightseeing the several monuments spread over the city. But, for those who prefer natural beauties, there is the National Park of Brasilia where natural pools invite us for a refreshing bath. Olhos D’Água Ecological Park keeps the typical vegetation of the region, “Cerrado”. Trekking, waterfalls and caverns are plenty in the region. For sport lovers, there is Lago Paranoá, a good lake for windsurfing, sailing and stand up paddling. Rappel, mountain bike and free flight are also radical sports available in the region. Tierra de los poderes. El Distrito Federal, creado hace 54 años para recibir Brasilia, es reconocido mundialmente por la arquitectura moderna de la capital. Uno de sus principales atractivos turísticos es un paseo cívico por los diferentes monumentos presentes en la ciudad. Pero para aquellos que prefieren la belleza natural, se encuentra el Parque Nacional de Brasília, donde las piscinas naturales son una invitación a un baño refrescante. El Parque Ecológico Olhos D’Água conserva la vegetación típica de la región, el cerrado. Senderos, cascadas y grutas son otras atracciones. Los amantes de deportes cuentan con el Lago Paranoá, donde se puede practicar windsurf, vela y stand up paddle. Rappel, mountain bike y vuelo libre también están en la lista de posibilidades que se ofrecen en la región. REVISTA TURISMO 2014

43


RAÍ REIS / DIVULGAÇÃO

, Cuiaba

O calor de um povo e de uma cidade antiga e moderna É quase sempre calor em Cuiabá, cidade fundada em 1719 e que caminha para os seus 300 anos. Antiga e moderna ao mesmo tempo, hoje com mais de um milhão de habitantes em sua área metropolitana, em junho vivenciará grande demanda turística com sua hospitalidade peculiar. A cidade surgiu das incursões de bandeirantes paulistas no final do século XVII que vieram em busca de índios para mão-de-obra. Acharam ouro e partiram para o garimpo. Assim, Cuiabá teve seu primeiro fluxo migratório. O ouro acabou e foram longos anos de estagnação pela sua distância. Isolamento é palavra típica na história local. Em 1818, tornou-se a capital de Mato Grosso. A cana-de-açúcar e o extrativismo aqueceram a economia até o começo do século XX. Em 1930, Cuiabá voltou a estagnar. Mas, nas últimas décadas do século passado, a capital passou a viver um novo 44

REVISTA TURISMO 2014

ciclo de crescimento econômico e demográfico com o agronegócio. Hoje sua economia é baseada na indústria e no comércio, com o turismo se evidenciando. Suas opções turísticas são muitas. Vão desde a exuberância da natureza do entorno da cidade – destaque para o Pantanal e a Chapada dos Guimarães – até o casario histórico e as manifestações culturais, de origem popular, mas que flertam com o acadêmico, sendo a maior parte dos artistas locais autodidatas na formação. A arte cuiabana canta sua aldeia, mas tem paladar universal. E a gastronomia regional, cuja base são os peixes, merece destaque neste contexto. O rio Cuiabá, que atravessa a cidade e lhe cede o nome, de origem indígena, é capítulo à parte nesta ambiência cultural que pesca sua ancestralidade nas influências do negro, do índio e do europeu, desaguando numa cultura híbrida e única.

Tradition and modernity. In Cuiabá, touristic options may vary from national parks such as Pantanal and Chapada dos Guimarães to the historical architecture and cultural events. Its art and cuisine are regional but with universal taste. This place has the history of African, Native and European influences draining in a diverse and single culture that gathers more than one million of inhabitants in the metropolitan area. Tradición y modernidad. Las opciones turísticas de Cuiabá van desde la exuberante naturaleza del entorno – destaque para el Pantanal y Chapada dos Guimarães – hasta las casas históricas y manifestaciones culturales. El arte cuiabano encanta a su pueblo, pero tiene un gusto universal, así como cocina regional. Con más de un millón de habitantes, Cuiabá mezcla influencias de raíces negras, indígenas y europeas, originando una cultura diversificada y única.


cat Downie / shutteRstock.com

Aves do Pantanal

Biodiversidade

RobeRto tetsuo okamuRa / shutteRstock.com


Mike Bueno / DIVULGAÇÃO

Um mosaico de povos e biomas

Nas andanças primevas do homem dito civilizado pela região onde hoje se localiza o Mato Grosso, os metais preciosos que os habitantes nativos, os indígenas, apresentaram aos europeus despertaram interesses variados. A Espanha, através dos jesuítas, e Portugal, com os bandeirantes, disputaram a região. Em 1680, os primeiros, fracos na vocação bélica, cederam aos bandeirantes, hábeis na força bruta. Em 1718 foi criada a capitania de Mato Grosso pelos portugueses, garantindo a nova fronteira. Mato Grosso tem, atualmente, uma população de 3,2 milhões de pessoas distribuídas em 141 municípios. Quem aqui nasceu ou para lá se mudou (41% dos habitantes não são naturais do estado). Com origens, costumes e culturas diferenciados, o povo mato-grossense compõe rico mosaico, que combina com a paisagem cênica diversa do estado. Há uma forte biodiversidade na grande área matoMato grossense. A vegetação contempla campos, cerrados, floresta grosso amazônica e uma extensa planície inundável, o Pantanal mato-grossense. O que ver e apreciar é o que não falta neste

46

REVISTA TURISMO 2014


samuel melim / DIVULGAÇÃO

Parque Estadual Cristalino

lugar, também conhecido como “Estado das Águas”. Mato Grosso abriga o divisor de águas das duas principais bacias hidrográficas da América do Sul: a bacia do Prata e a bacia Amazônica. Atravessam o estado grandes rios como o Juruena, o Teles Pires e o Araguaia, que correm para o Norte, e os rios Paraguai, São Lourenço e Cuiabá, que vão para o Sul. Lá estão as cidades pantaneiras como Poconé, Barão de Melgaço e Cáceres. Ao Norte, está Alta Floresta, embrenhada na Floresta Amazônica, às margens do Rio Cristalino. O relevo mato-grossense também tem papel de importância na paisagem regional, com serras e formações rochosas singulares. A misteriosa Serra do Roncador, ao leste do estado, envolve histórias como a do Coronel Fawcett, arqueólogo inglês que desapareceu neste local, próximo ao município de Barra do Garças, em 1925. A Serra do Roncador é, ainda, famosa por histórias envolvendo óvnis, assim como a Chapada dos Guimarães, localizada a apenas 67 quilômetros da capital e dona de uma paisagem única com seus cânions, cavernas, nascentes e sítios arqueológicos. Muitas manifestações culturais de Mato Grosso são seculares, como folguedos, danças e cantorias como o cururu, o siriri, a cavalhada, a dança dos mascarados e a do congo. As festas religiosas são muito populares, manifestações originárias de costumes e práticas culturais dos primeiros habitantes do estado, pessoas simples. Têm influências dos índios, dos negros e dos europeus. Essa mistura de ecossistemas, que sempre existiu na região, e de pessoas que já a habitavam ou depois chegaram fez do Mato Grosso um lugar de intercâmbio cultural, em meio a uma rica natureza.

A rich mosaic. Having different origins, habits and cultures, people from Mato Grosso compose the rich mosaic fitting with the scenic and diverse landscape in the state that is combined by a strong biodiversity. The vegetation presents fields, cerrado (like savannah), Amazon rain forest and the extensive wetlands, Pantanal Mato-Grossense. The relief also plays an important role in the regional landscape with mountains and peculiar rock formations like Chapada dos Guimarães with its canyons, caves, springs and archaeological sites giving us a singular landscape. We also detach the mountain Serra do Roncador. Several of its cultural manifestations are secular; they are influenced by Natives, Africans and Europeans.

Un rico mosaico. Con orígenes, costumbres y culturas diferentes, la gente de Mato Grosso compone un rico mosaico, que se armoniza con el paisaje escénico de la provincia. Existe una fuerte biodiversidad en la vasta zona de Mato Grosso. La vegetación tiene campos, cerrados, selva amazónica y la extensa llanura inundable, el Pantanal. El relieve también tiene un papel importante en el paisaje regional con montañas y formaciones rocosas singulares, como la Chapada dos Guimarães, paisaje único con sus cañones, cuevas, manantiales y yacimientos arqueológicos. Otro punto a destacar es la Serra do Roncador. Muchas manifestaciones culturales de Mato Grosso son seculares, con influencias de indígenas, negros y europeos. REVISTA TURISMO 2014

47


DIVULGAÇÃO

Preocupação com a sustentabilidade desde suas origens

C u ri t i b a

Curitiba, que em guarani significa grande quantidade de pinheiros, é considerada pela ONU modelo de economia verde e de planejamento urbano. E essa preocupação com a sustentabilidade não é recente. Teve origem em 1721, durante a visita do ouvidor Raphael Pires Pardinho, quem primeiro instituiu uma política de proteção ao meio ambiente, limitando o corte de árvores e exigindo a limpeza dos rios da cidade. Durante aquela época, a base da economia era a erva-mate e a madeira. No fim do século XIX, Curitiba passou por uma série de transformações. Chegaram os imigrantes poloneses, ucranianos e italianos, somando-se aos negros e mestiços que viviam na cidade. A agricultura começou a dar lugar à indústria ao longo do século XX, mas os cuidados ambientais permitiram que a cidade mantivesse uma boa qualidade de vida. A capital foi a primeira no país a contar com coleta seletiva de lixo, ainda em 1989, e atualmente está entre as cidades brasileiras que mais reciclam lixo. A natureza exuberante continua presente em seus pontos turísticos, entre eles, 30 parques, como o Barigui, o Tanguá e o Tingui, e também o Jardim Botânico e a Pedreira Paulo Leminski. Outras referências para o turista são a Ópera de Arame e o Museu Oscar Niemeyer. A cidade também é modelo em transporte público. Um sistema integrado por meio de terminais e baseado em vias exclusivas para ônibus permite ao usuário percorrer longas distâncias pagando a mesma tarifa. Green economy. Curitiba is a model of green economy and urban planning according to the UN. The exuberant nature is found in touristic sites and parks such as Barigui, Tanguá and Tingui as well as the Botanical Garden and Paulo Leminski quarry. A referential place in public transportation and recycling, Curitiba has several tourist options. Economía Verde. Curitiba es modelo de economía verde y de planificación urbana, de acuerdo con la ONU. La exuberante naturaleza sigue presente en sus puntos turísticos, como los parques Barigui, Tanguá y Tingui, en el Jardim Botânico y en la Pedreira Paulo Leminski. Además de ofrecer varias opciones a sus visitantes, Curitiba es también referencia en el tema del transporte público y del reciclaje de basura. 48

REVISTA TURISMO 2014

Parque Tanguá


Det-anan / shutterstock.com Marcio Jose Bastos Silva / shutterstock.com

Catedral BasĂ­lica Menor Nossa Senhora da Luz

Mercado Municipal

REVISTA TURISMO 2014

49


bruno tomaz / DIVULGAÇÃO

Maravilhas de uma natureza persistente Palavra de origem tupi, Paraná quer dizer “semelhante ao mar”, “grande como o mar”. É assim o rio que empresta o nome ao estado e acolhe grande parte das águas que correm por seu território, formado por extensos planaltos outrora cobertos por campos e infinitas florestas de araucárias, árvoresímbolo dos paranaenses. Poucas resistiram, no entanto, à exploração da madeira e à abertura de espaço para a agricultura e a pecuária. O Paraná é, atualmente, um dos estados mais ricos do país. Está entre os maiores produtores de grãos, chegando a produzir, anualmente, mais de 36 milhões de toneladas de soja, milho, trigo e feijão. O setor industrial também se destaca no segmento automotivo, de máquinas e de equipamentos e produtos químicos. Mas, teimosa, a natureza continua exuberante no estado. No Oeste do Paraná, a mais de 600 quilômetros da capital, está uma das Novas Sete Maravilhas da Natureza, as Cataratas do Iguaçu, Paraná sequência de quedas d’água de até 80 metros de altura no rio que leva o mesmo nome. O turista pode chegar próximo das cascatas

Cataratas do Iguaçu

50

REVISTA TURISMO 2014


TAKAO TAKAYAMA / DIVULGAÇÃO

Ilha do Mel

através de passarelas ou em barcos que navegam pelo Iguaçu. O Paraná tem 68 Unidades de Conservação, sendo que 29 delas estão abertas à visitação. O Parque Estadual de Vila Velha, localizado em Ponta Grossa, a 116 quilômetros da capital, é o mais visitado. Nele, o turista pode observar formações rochosas em arenito e observar animais da fauna local, como quatis, gatos-do-mato e pica-paus. No litoral paranaense destaca-se a Ilha do Mel, onde belas praias dividem a atenção dos turistas com o Farol das Conchas e a Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres. Para chegar até lá é preciso pegar um barco em Pontal do Sul, a 97 quilômetros de Curitiba, via BR–277. Outra rota para o litoral é a Estrada da Graciosa, construída no século XIX. O caminho passa por áreas intocadas da Mata Atlântica e, por conta da riqueza da vegetação, a rota é considerada Reserva da Biosfera da Mata Atlântica pela Unesco. Em Morretes, no fim do trajeto, o turista não pode deixar de experimentar o barreado. O prato é feito com carne de boi desfiada e cozida em panela de barro e é servido com farinha de mandioca e banana. É possível também chegar ao litoral em um belo passeio de trem que parte de Curitiba para Morretes e Paranaguá, uma das cidades mais antigas do Paraná, a 93 quilômetros da capital. A ferrovia passa por túneis e viadutos dentro da Reserva Ecológica da Serra do Mar e o turista tem uma vista privilegiada da Mata Atlântica. No fim do trecho, uma dica é pegar um barco para o Parque Nacional de Superagui, onde há diversas praias desertas e espécies em extinção, como o mico-leão-da-cara-preta.

Persistent nature. From Tupi language, Paraná means resemblance to the sea. That is the name of the territory given by river that runs over the state, formed by extensive mountains that were once covered by fields and endless forests of araucaria, the three that symbolizes the state. However, not many have resisted the timber harvest and the pressure of agriculture and livestock opening up spaces. But the nature there is stubborn and keeps wonderful. In the west, is one of the New Seven Wonders of Nature, Iguassu Falls with a sequence of falls up to 80 metres high. On the coast, the treasure is Ilha do Mel, an island with beautiful beaches, a lighthouse, Farol das Conchas and a Fort, Fortaleza Nossa Senhora dos Prazereres. Naturaleza persistente. Palabra de origen indígena tupi, Paraná significa “semejante al mar”. Así es el río que da nombre a la provincia y recibe gran parte del agua que corre a través de su territorio, formado por extensas llanuras, que en otras épocas, eran cubiertas por campos e infinitos bosques de araucaria, árbol símbolo de Paraná. Pocos árboles han resistido debido a la explotación de la madera y a la apertura de espacio para la agricultura y la ganadería. Pero, la naturaleza continúa exuberante en la provincia, que alberga una de las Nuevas Siete Maravillas de la Naturaleza, las Cataratas do Iguaçu, secuencias de caídas de agua de hasta 80 metros de altura. En la costa se encuentra la Ilha do Mel, con sus hermosas playas, el Farol das Conchas y la Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres. REVISTA TURISMO 2014

51


Dias e noites animados

Conhecida como Terra do Sol, Fortaleza possui dias ensolarados na maior parte do ano. O clima tropical é um convite a um banho de mar em seus 25 quilômetros de costa. Entre a Praia de Iracema e a Praia do Mucuripe, o turista pode apreciar a paisagem litorânea com uma caminhada no calçadão, tomar um banho de mar, beber uma água de coco, comer caranguejo e camarão nas barracas de praia ou simplesmente desfrutar de uma visão panorâmica da orla na Ponte dos Ingleses. Um dos cartões-postais da cidade é a Avenida Beira-Mar. Um de seus pontos tradicionais é a Feirinha do Náutico, com suas barraquinhas de produtos do artesanato cearense, como rendas, bolsas de couro e de palha, biquínis, calçados, esculturas, objetos para decoração do lar e cerâmicas. Lá, é possível encontrar também grande parte das iguarias da culinária local: castanha, rapadura, doces,

Centro Dragão do Mar

52

REVISTA TURISMO 2014

cachaças, licores e manteiga da terra. Outro ponto onde todos esses itens são encontrados é o Mercado Central, no centro. Quem deseja fazer compras também pode ir à Avenida Monsenhor Tabosa, que concentra um extenso corredor de lojas de calçados, bolsas e confecções. A vida cultural da cidade é movimentada por atividades artísticas no Centro Dragão do Mar e no Teatro José de Alencar. A noitada é garantida em barzinhos na Praia de Iracema e no bairro Varjota, além das casas de espetáculos na Avenida Washington Soares. Outro atrativo em alta na noite fortalezense são os shoppings e os shows de humor, uma vez que a cidade reúne o maior celeiro de comediantes do Brasil. Os humoristas se apresentam diariamente em estabelecimentos espalhados ao longo da Avenida Beira-Mar.

Sunny land. Known as “Land of the Sun”, Fortaleza is sunny almost all year long. You shouldn’t miss the pleasure of swimming in its 25 km of coast with coconut water and crabs or prawns sold in the tends on the beach. From Beira Mar avenue you can have a beautiful view. With uncountable breathtaking landscapes, Fortaleza has a diverse option of restaurants in Mercado Central and a very lively culture. Días y noches divertidos. Conocida como la “Tierra del Sol”, Fortaleza tiene días soleados la mayor parte del año. Una invitación irresistible para un baño de mar en sus 25 km de costa, beber agua de coco, comer cangrejo y camarones en los quioscos de playa. Una de las postales de la ciudad es la Avenida Beira Mar. Además de hermosos paisajes, la ciudad ofrece opciones gastronómicas en el Mercado Central y una vibrante vida cultural. divulgação

Fortaleza


ANĂšNCIO pĂĄg 53

visitbrasil.com /visitbrasil /visitbrasil


divulgação

Das dunas à beira-mar às praças nas cidades serranas Situado no Nordeste, o Ceará possui clima semiárido, com tempo ensolarado em praticamente todos os dias do ano. Consolidado destino turístico nacional, oferece grandes opções de lazer no litoral, na serra e no sertão. Com uma costa de 573 quilômetros, o estado é dotado de algumas das praias mais visitadas do País. Em Fortaleza, destaque para a Praia de Iracema, com o seu extenso calçadão propício para passeios, e para a Praia de Futuro, a preferida dos banhistas, devido à estrutura e aos serviços oferecidos pelas barracas situadas à beira-mar. A 16 quilômetros da capital fica um dos principais pontos turísticos do Ceará: o parque aquático Beach Park. Com estrutura de resort, hotel e praia, o local possui inúmeros toboáguas, piscinas Ceará e tobogãs, o que garante um dia inteiro de diversão. Outras praias que os turistas não podem deixar de visitar são as de Cumbuco (em Caucaia), Morro Branco (em Beberibe), Canoa Quebrada (em Aracati) e Flexeiras (em Trairí), donas de uma beleza única e famosas pelos passeios de buggy nas dunas e pela

54

REVISTA TURISMO 2014


Ceará / divulgação

Culinária local

prática de esportes radicais. Um pouco mais distante, a 300 quilômetros de Fortaleza, está aquela que é considerada uma das 10 praias mais belas do mundo: Jericoacoara, onde ficam a Lagoa do Paraíso e a Pedra Furada, rocha de cerca de cinco metros de altura com um grande buraco esculpido pela ação da natureza. Para quem curte o clima de temperatura mais amena, o Ceará possui a encantadora cidade serrana de Guaramiranga, a 94 quilômetros da capital. O ecoturismo é um dos grandes atrativos de “Guará”, florida e cercada de trilhas ecológicas, cachoeiras, esportes de aventura e um pesqueiro. À noite, nos fins de semana, a praça do teatro Rachel de Queiroz é o ponto de encontro, onde centenas de pessoas ocupam mesas para bater papo, jantar ou tomar um drinque. Algumas das especialidades dos bares da praça são chocolate quente e fondue com morangos. Tudo isso ao som de música ao vivo. Outra serra bastante frequentada é a de Ibiapaba, rica em cachoeiras e trilhas. Os destaques ficam por conta do mirante da Igreja do Céu, em Viçosa do Ceará (a 365 quilômetros de Fortaleza), e do Parque Nacional de Ubajara (a 329 quilômetros da capital), com suas grutas e bondinho teleférico. A religiosidade é um traço marcante da cultura cearense. No Sertão, destacam-se as cidades de Juazeiro do Norte (a 493 quilômetros de Fortaleza), com o seu Horto do Padre Cícero, venerado na região como um santo, e Canindé (a 120 quilômetros da capital), que atrai milhares de romeiros ao longo do ano. Canindé é cercada de igrejas e sua principal atração é a estátua de São Francisco, com 30 metros de altura e situada no ponto mais alto da região

Charming Ceará. Ceará is sunny almost every day. On the coast, we find Jericoacara, one of the 10th most beautiful beaches of the world with its lagoon, Paraíso, and the rock, Pedra Furada. There are other beautiful beaches such as Cumbuco, Morro Branco, Canoa Quebrada, and Flexeiras where you can have buggy rides on the dunes. For those who prefer mild temperatures, there is the charming town of Guaramiranga surrounded by hiking options and waterfalls. On the weekends, the tables in the square are used for chatting, dining or having a drink with live music in the evenings. On the backwoods, there is religious tourism in Juazeiro do Norte, land of Priest Cícero, venerated as a saint.

Hermosa y encantadora. En la provincia de Ceará, el clima es soleado en la mayor parte de los días del año. En la costa se encuentra Jericoacoara, considerada una de las 10 playas más bellas del mundo, con su Lagoa do Paraíso y la Pedra Furada. También se destacan las playas de Cumbuco, Morro Branco, Canoa Quebrada y Flexeiras, de belleza única y famosa por paseos de buggy en las dunas. Para aquellos que disfrutan de temperaturas más suaves, está la encantadora ciudad montañosa de Guaramiranga, rodeada de senderos ecológicos y cascadas. Por la noche, en los fines de semana, las mesas de las plazas están reservadas para charlar, cenar o tomar una copa escuchando música en vivo. En el Sertão, se destaca el turismo religioso en Juazeiro do Norte, tierra del Padre Cícero, venerado como un santo. REVISTA TURISMO 2014

55


Amazonas / DIVULGAÇÃO

Exuberância sem limites

O estado do Amazonas, localizado na região Norte do país, mantém 98% da cobertura florestal preservada. Com território de 1,6 milhão de quilômetros quadrados (se fosse um país, seria um dos 20 maiores do planeta), abriga uma das maiores biodiversidades do mundo e o rio Amazonas, rio com maior volume d’água da Terra e, no mínimo, o segundo em extensão – estudos colocam em questão se ele não teria curso mais longo do que o Nilo. Com essas características, o estado possui uma natureza exuberante, com incontáveis rios, áreas alagadas e florestas densas, onde vivem cerca de 30% das espécies já catalogadas no mundo. O Pico da Neblina, ponto culminante do Brasil, também se situa em território amazonense. Esses atrativos permitem aos visitantes opções como ecoturismo, Amazonas observação da fauna e da flora, turismo de aventura, pesca esportiva e contato com manifestações culturais. O portal de entrada do Amazonas é a capital Manaus, com boa infraestrutura para receber os turistas e opções de entretenimento para todo tipo de público. A cidade dispõe de variada rede de

56

REVISTA TURISMO 2014


KEYNES BREVES / DIVULGAÇÃO

Igarapé

hotéis (urbanos e de floresta), restaurantes, cinemas, teatros, galerias, agências de viagem e shopping centers. Além da capital amazonense, os turistas podem conhecer os encantos de cidades próximas, como Parintins, que celebra anualmente o Festival Folclórico de mesmo nome; Barcelos, a capital da pesca esportiva, que possui uma das maiores concentrações de tucunarés da região; e Novo Airão, onde os visitantes têm a oportunidade de observar botos-cor-de-rosa e navegar pelo arquipélago de Anavilhanas. Também podem visitar Presidente Figueiredo, com suas cachoeiras, grutas e florestas densas; Maués, a “Terra do Guaraná”, com suas praias e rios de águas escuras; Manacapuru, com prédios históricos, banhos em igarapés e vista para o Rio Solimões; Careiro da Várzea, com suas vilas flutuantes e habitações de palafitas; e Itacoatiara, com atrativos históricos, culturais e naturais. O Amazonas tem 62 municípios e população estimada em 3,8 milhões de habitantes. Como na Amazônia as principais vias de transporte são os rios, a maioria das cidades pode ser acessada somente por meio fluvial ou aéreo. As sedes dos municípios mais antigos estão instaladas nas margens dos rios, enquanto as dos mais recentes estão próximas a rodovias. Manaus tem ligações rodoviárias com as cidades de sua região metropolitana e, pela BR–174, com Boa Vista (RR) e com a fronteira da Venezuela. A região apresenta duas estações bem distintas: a chuvosa, de dezembro a maio, e a seca, de junho a novembro. Os rios da região atingem o maior nível em meados de junho, quando começa a vazante.

Endless exuberance. In northern Brazil, Amazonas state keeps 98% of its forest preserved. There we can find one of the greatest world biodiversities. Amazon River is the most voluminous of the world and the second largest – some theories question if it is larger than Nile, in Egypt. The state has an exuberant nature, numerous rivers, flooded areas and dense forests where 30% of the world’s catalogued species live in. You can decide for ecotourism by observing its fauna and flora, adventure tourism, and sport-fishing. You can also join some cultural manifestations like Festival Folclórico de Parintins, on the last weekend of June. The place presents two kinds of weather in the year: the drought from June to November and the rainy season from December to May. Exuberancia sin límites. La provincia de Amazonas conserva el 98% de la cobertura forestal preservada. Alberga una de las mayores biodiversidades del mundo y el río Amazonas es el mayor con volumen de agua del planeta y por lo menos el segundo en extensión – estudios cuestionan si el Amazonas no tiene un curso más largo que el Nilo. Con estas características, la provincia posee una naturaleza exuberante, un sin número de ríos, humedales y bosques densos, donde viven alrededor de un 30% de especies vegetales y animales ya catalogadas en el mundo. Sus visitantes pueden optar por el ecoturismo, observación de flora y fauna, turismo de aventura, pesca deportiva y el contacto con manifestaciones culturales como, por ejemplo, el Festival de Parintins, que se realiza en el último fin de semana de junio. REVISTA TURISMO 2014

57


MTUR / DIVULGAÇÃO

Ma naus

Portal de entrada para a Amazônia brasileira Manaus é considerada o portal de entrada para a Amazônia ocidental brasileira. Situada na margem esquerda do rio Negro, a capital do estado do Amazonas oferece aos turistas opções culturais, lazer e contato direto com a maior floresta do mundo. As atrações vão desde passeios pelo centro histórico, shows, parques ecológicos e culinária regional até o chamado turismo de selva. Os visitantes podem participar de excursões e navegar pelos rios da região para observar a fauna e a flora amazônica. Fundada há 345 anos por portugueses preocupados em defender a região de invasores, a capital amazonense se expandiu a partir da instalação do Forte de São José da Barra do Rio Negro, em 1669, intercalando épocas de desenvolvimento e de crise. O período áureo da borracha se refletiu na construção de prédios imponentes em Manaus, como o Teatro Amazonas e a Biblioteca Pública. Porém, após o declínio da extração do látex, ocasionado pelo contrabando da seringueira, a cidade entrou em forte retração, fase que começou a ser superada com a instalação da Zona Franca, em 1967. Nas décadas seguintes, as atividades econômicas passaram de extrativismo, pesca e manufaturas incipientes para turismo, serviços e produção industrial. Nos últimos 19 anos, a população cresceu 78,1% e hoje, com quase 2 milhões de habitantes, Manaus recebe um fluxo crescente de turistas e se transformou em um destino do ecoturismo nacional e internacional. Portal for the jungle. Manaus is the entrance to Brazilian Amazon. Settled at the left bank of Negro River, the city with 2 million people offers cultural events, leisure and a direct contact with the largest rain forest of the world. With different kinds of tourist options, you can go sightseeing in the Old Town, go to concerts, parks, try the regional cuisine or have trips to the jungle to appreciate Amazon’s flora and fauna.

Monumento no Largo São Sebastião

58

REVISTA TURISMO 2014

Portal de Amazonía. Manaus es la puerta de entrada para la Amazônia brasileña. Ubicada en la margen izquierda del Rio Negro, la ciudad con casi 2 millones de habitantes ofrece opciones culturales, de ocio y de contacto directo con el mayor bosque tropical del mundo. Las atracciones van desde recorridos por el centro histórico, espectáculos, parques ecológicos, cocina regional y el llamado turismo de la selva.


DIVULGAÇÃO

Natal

Ponte Newton Navarro e o Rio Potengi

História e natureza na terra do sol sempre presente Natal, capital do Rio Grande do Norte, é conhecida pelo Morro do Careca, paisagem que brinda os visitantes da bela praia de Ponta Negra, local onde se concentra a maior parte da rede hoteleira da cidade, formada por charmosas pousadas e também por hotéis de luxo, além de restaurantes de cozinha típica e internacional. No roteiro, obrigatório para quem não quer uma estadia apenas de praias, encontram-se pontos turísticos como o Barreira do Inferno (centro de lançamento de foguetes da Aeronáutica), o Museu Câmara Cascudo, o Farol de Mãe Luiza e o Parque das Dunas. Um local imperdível é o Forte dos Reis Magos. Com construção em formato de estrela, a fortaleza recebeu esse nome em função da data de início de sua construção, 6 de janeiro de 1598, dia de Santos Reis pelo calendário católico. A visita é uma verdadeira viagem à história, não apenas do Rio Grande do Norte, como também da

colonização brasileira. Quem vai ao local também não pode deixar de contemplar a vista para a ponte Newton Navarro e para as praias da Redinha e do Forte. O rio Potengi, o mais importante da região, é outro cartão-postal que pode ser observado da cobertura do prédio histórico. Saindo do Forte dos Reis Magos é possível seguir em linha reta até a Via Costeira. A estrada, construída entre uma área de preservação da Mata Atlântica, os luxuosos hotéis e o mar proporcionam um espetáculo de belas paisagens ao longo de nove quilômetros. Para os mais aventureiros, a pedida é um voo panorâmico de parapente. O sol é marcante em Natal, onde arrefece apenas entre março e julho, período das chuvas. Tanto que a didade é conhecida como “Cidade do Sol”. Outra marca registrada são as dunas, que não por acaso serviram de inspiração para a arena que sediará jogos da competição.

Natural beauties and a lot of history. Natal is known by Careca Hill, a beautiful view of Ponta Negra beach where most hotels and typical and international restaurants are, with a lot of sea food and sun dried meat. We also detach the fort, Rei Magos. Via Costeira is the road that runs through a natural reserve of the Atlantic Rain Forest where sophisticated hotels and beautiful landscapes are spread over nine kilometres. Bellezas naturales y mucha historia. Natal es conocida por el Morro do Careca, paisaje que ofrece a los visitantes la hermosa playa de Ponta Negra, donde hay hoteles y restaurantes de cocina internacional y típica, con muchos frutos del mar y carne seca. Otro punto a destacar es el Forte dos Reis Magos. En la Via Costeira, carretera que pasa por una área de preservación de la Mata Atlántica, están los hoteles de lujo y los hermosos paisajes. REVISTA TURISMO 2014

59


GENTE DECENTE RESPEITA O TRABALHO DECENTE.

Trabalho Decente é o trabalho com remuneração adequada e que oferece condições de liberdade, segurança, equidade e sem discriminação. Isso significa: • • • • • •

NÃO ao trabalho infantil. NÃO ao trabalho análogo ao escravo. NÃO ao assédio moral ou sexual. SIM ao respeito à jornada de trabalho. SIM à segurança e saúde no trabalho. SIM à carteira de trabalho assinada.

Trabalhador, você tem direito ao Trabalho Decente. Saiba mais: www.mte.gov.br

APOIO:


Canindé Soares / DIVULGAÇÃO

Litoral de cinema, interior de tradição

Forte dos Reis Magos – Natal

62

REVISTA TURISMO 2014

Dunas e praias belíssimas, cenários dignos de cinema, história, vida noturna agitada e tranquilidade para quem busca dias de lazer e contemplação da natureza. É isso e muito mais o que o visitante que chega ao Rio Grande do Norte encontra. De Norte a Sul e de Leste a Oeste, o estado oferece opções para todos os gostos. Do Farol de Touros, passando pelas dunas de Genipabu, onde é possível andar de buggy e dromedário (já que o visual lembra um deserto), pelo Morro do Careca, na praia de Ponta Negra, e pelo maior cajueiro do mundo, na praia de Pirangi, até a badalada Pipa (praia cosmopolita, outrora reduto de hippies), com suas falésias e praias, onde banhistas dividem a água morna com golfinhos, não faltam atrações nos 400 quilômetros de extensão do litoral potiguar. Interior adentro, destaque para Mossoró (a 285 quilômetros de Natal), famosa pela resistência ao bando do cangaceiro Lampião e por seu mês inteiro Rio grande de festa junina, do norte Acari e Caicó (a cerca de 200 quilômetros da capital),


DIVULGAÇÃO

Genipabu – Extremoz

na região do Seridó, famosa por sua história e comida sertaneja, e Lajedo de Soledade, em Apodi (a 420 quilômetros da capital), onde há um importante sítio arqueológico. O clima, com temperatura média de 28oC ao longo de todo o ano, favorece os passeios às praias que a região oferece e também a prática de esportes radicais. Em contraste com o clima predominante, as cidades de Martins (a 377 quilômetros de Natal), Serra de São Bento (a 128) e Cerro Corá (a 146) se tornaram pontos de referência em festivais de inverno. Localizadas no alto das serras, nesta estação costumam registrar temperaturas mais baixas, entre 16 e 18oC, e têm sido bastante procuradas para turismo rural e de aventura. O turismo religioso também vem ganhando destaque. A 111 quilômetros da capital, na cidade de Santa Cruz, é grande o fluxo de turistas para conhecer a imagem de Santa Rita de Cássia, a estátua católica mais alta do mundo, com 56 metros. O complexo de Nossa Senhora dos Impossíveis, na Serra do Lima, em Patú (a 317 quilômetros de Natal), e o Memorial aos Mártires de Uruaçu, em São Gonçalo do Amarante, a apenas 17 quilômetros da capital, são outros destaques do gênero. Em Natal não deixe de ir ao Centro Histórico, com suas belas igrejas, casarões coloniais e marcos históricos que remetem à sua fundação, no fim do século XVI. Visite também a casa de Câmara Cascudo, o maior folclorista do Brasil. A localização estratégica no continente, um dos pontos mais próximos da África e Europa (a cidade está a apenas seis horas de voo de Lisboa, capital de Portugal), somada aos seus belos atrativos, faz do turismo a segunda fonte.

Nature and traditions. From Touros lighthouse to Pipa, a funky cosmopolitan beach today and a hippie corner yesterday, passing through Genipabu dunes where we can ride a buggy or a dromedary, Careca hill at Ponta Negra beach, or Pirangi beach with the biggest cashew tree of the world, there are several attractions on the 400km of coast with cliffs and beaches where bathers share the cosy water with dolphins. And towards the country is not different. Mossoró is famous for Lampião and his cangaço (social banditry), the region of Seridó for its history and country food; and Lajedo de Soledade in Apodi, with an important archaeological site. The cities in the mountains are attractive by their winter festivals. Naturaleza y tradición. Del Farol de Touros, pasando por las dunas de Genipabu, el Morro do Careca, en la playa de Ponta Negra, y el árbol de anacardo más grande del mundo, la playa de Pirangi hasta la conocida Pipa (playa cosmopolita, otrora reducto de hippies), con sus acantilados y playas, donde los bañistas comparten agua tibia con delfines, no faltan atracciones en los 400 km de extensión de la costa de Rio Grande do Norte. En el interior, se destaca la ciudad de Mossoró, famosa por la resistencia contra la pandilla del cangaceiro Lampião y por la Fiesta Junina, y la región de Seridó, por la historia y comida del Sertão, y Lajedo de Soledade, en Apodi, donde existe un importante yacimiento arqueológico. Ya las ciudades montañosas atraen muchos turistas con sus festivales de invierno. REVISTA TURISMO 2014

63


governo do rio grande do sul / DIVULGAÇÃO

Inverno que aquece

Ruínas de São Miguel

O outono se despede e o Rio Grande do Sul começa a viver uma das suas estações mais charmosas: a partir de junho, o frio do extremo sul do Brasil dá margem a dias aconchegantes, paisagens de geadas e nevoeiros e passeios regados a vinhos, queijos e comida colonial. O clima convida a caminhadas sob o céu azul, a banhos rejuvenescedores em águas termais e a se esquentar sob o sol, tomando chimarrão. O estado com terceiro maior fluxo internacional de estrangeiros, atrás de São Paulo e Rio de Janeiro, guarda identidades culturais com “los hermanos” uruguaios e argentinos. Além do mate, há o pala e termos como “tchê” e até mesmo o gentílico “gaúcho”, que designa quem nasce no Rio Grande do Sul e também aqueles que se dedicam à criação de gado nos pampas sul-americanos. Mas suas tradições também estão fortemente ligadas aos italianos e alemães, maiores grupos de imigrantes no estado. Uma volta assinala a formação, as belezas e a história gaúcha.

64

REVISTA TURISMO 2014


VITORIANO JUNIOR / SHUTTERSTOCK.COM

Parque do Caracol – Canela

Ao norte, a origem histórica com os Sete Povos das Missões. No nordeste, índios, colonos e centros de águas termais. Na fronteira oeste estão as estâncias com as genuínas lidas no campo. No centro, produção de leite, queijos e vinhos e a região alemã de Santa Cruz do Sul. Na serra, que de repente acaba em abruptos cânions, os melhores vinhedos e cantinas do estado, fundados por italianos. No sul, o comércio do porto e as reservas naturais. As Missões eram aldeias de índios comandadas pelos jesuítas espanhóis, que chegaram a formar sociedades pacíficas e produtivas, sustentadas pela produção de rebanhos e desenvolvidas pela fé, pelo conhecimento e pela arte. Formadas a partir do século XVII, foram dizimadas no início do século XIX. Vale a pena uma visita às ruínas, especialmente as de São Miguel Arcanjo, em São Miguel das Missões, consideradas Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Os missioneiros deixaram legados primordiais no estado sulino: a criação de gado, a luta por liberdade, a produção de charque e a cultura gaúcha. O Rio Grande do Sul tem fortes laços com o agronegócio, que faz girar o setor de serviços – o mais representativo de todos – e também com a indústria. No campo, produz soja, trigo, arroz e milho. E destaque especial para as charmosas vinícolas do Vale dos Vinhedos, muitas delas centenárias, abertas à visitação para conhecimento dos modernos procedimentos de produção e para degustação de vinhos e espumantes. Entre as atividades industriais, as principais são couro, calçados, metais, químicos e madeira. Nas últimas décadas, o Estado tem se fortalecido nos polos tecnológicos e de tecnologia da informação.

Winter that warms. Autumn is leaving the state to make space for its most charming season: frosty and foggy landscapes with wine, cheese and homemade food; an invitation to walk under a blue sky, to take rejuvenating baths in thermal waters, and to get warmer under the sun drinking “chimarrão”, a typical hot infused drink. There is history and beauty everywhere. In the north, the historical origin with “Sete Povos das Missões” shows Indian reductions headed by Spanish Jesuits. In the northeast, thermal waters. In the western border, the genuine farms with their labours. In the central area, cheese and milk. In the mountains, which dramatically end in canyons, vineyard and cantinas, founded by Italian immigrants. In the south, natural reserves. Invierno acogedor. El otoño se despide y Rio Grande do Sul comienza a vivir una encantadora estación: paisajes helados y niebla densa, en paseos regados con vino, queso y comida colonial. Invita a un paseo bajo el cielo azul y a baños rejuvenecedores en las aguas termales. A calentarse bajo el sol, tomando chimarrão (mate). Por toda la provincia hay bellezas e historia. Hacia el norte, el origen con los Sete Povos das Missões, las reducciones indígenas comandadas por jesuitas españoles. En el nordeste, están los centros de aguas termales. En la frontera occidental, estancias con genuinos trabajos en el campo. En el centro, producción de leche y quesos. En la región montañosa hay cañones, viñedos y cantinas fundadas por italianos. En el sur, las reservas naturales. REVISTA TURISMO 2014

65


hora

jogos - Primeira Fase

Grupo A

12.06.2014 – QUI 13.06.2014 – SEX 17.06.2014 – TER 18.06.2014 – QUA 23.06.2 014 – SEG 23.06.2014 – SEG

17:00 13:00 16:00 19:00 / 18:00* 17:00 17:00

Brasil X Croácia São Paulo México X Camarões Natal Brasil X México Fortaleza Camarões X Croácia Manaus Camarões X Brasil Brasília Croácia X México Recife

Grupo b

13.06.2014 – SEX 13.06.2014 – SEX 18.06.2014 – QUA 18.06.2014 – QUA 23.06.2014 – SEG 23.06.2014 – SEG

16:00 19:00 / 18:00* 16:00 13:00 13:00 13:00

Espanha Chile Espanha Austrália Austrália Holanda

X X X X X X

Holanda Salvador Austrália Cuiabá Chile Rio de Janeiro Holanda Porto Alegre Espanha Curitiba Chile São Paulo

Grupo c

14.06.2014 – SAB 14.06.2014 – SAB 19.06.2014 – QUI 19.06.2014 – QUI 24.06.2014 – TER 24.06.2014 – TER

13:00 Colômbia 22:00 C. do Marfim 13:00 Colômbia 19:00 Japão 17:00 / 16:00* Japão 17:00 Grécia

X X X X X X

Grécia Belo Horizonte Japão Recife C. do Marfim Brasília Grécia Natal Colômbia Cuiabá C. do Marfim Fortaleza

Grupo d

14.06.2014 – SAB 14.06.2014 – SAB 19.06.2014 – QUI 20.06.2014 – SEX 24.06.2014 – TER 24.06.2014 – TER

16:00 Uruguai 19:00 / 18:00* Inglaterra 16:00 Uruguai 13:00 Itália 13:00 itália 13:00 Costa Rica

X X X X X X

Costa Rica Fortaleza Itália Manaus Inglaterra São Paulo Costa Rica Recife Uruguai Natal Inglaterra Belo Horizonte

Grupo e

15.06.2014 – DOM 15.06.2014 – DOM 20.06.2014 – SEX 20.06.2014 – SEX 25.06.2014 – QUA 25.06.2014 – QUA

13:00 16:00 16:00 19:00 17:00 / 16:00* 17:00

X X X X X X

Equador Brasília Honduras Porto Alegre França Salvador Equador Curitiba Suíça Manaus França Rio de Janeiro

Grupo f

15.06.2014 – DOM 16.06.2014 – SEG 21.06.2014 – SAB 21.06.2014 – SAB 25.06.2014 – QUA 25.06.2014 – QUA

19:00 Argentina X Bósnia Rio de Janeiro 16:00 Iran X Nigéria Curitiba 13:00 Argentina X Iran Belo Horizonte 19:00 / 18:00* Nigéria X Bósnia Cuiabá 13:00 Nigéria X Argentina Porto Alegre 13:00 Bósnia X Iran Salvador

Grupo g

16.06.2014 – SEG 16.06.2014 – SEG 21.06.2014 – SAB 22.06.2014 – DOM 26.06.2014 – QUI 26.06.2014 – QUI

13:00 Alemanha X Portugal Salvador 19:00 Gana X Estados Unidos Natal 16:00 Alemanha X Gana Fortaleza 19:00 / 18:00* Estados Unidos X Portugal Manaus 13:00 Estados Unidos X Alemanha Recife 13:00 Portugal X Gana Brasília

Grupo h

data

17.06.2014 – TER 17.06.2014 – TER 22.06.2014 – DOM 22.06.2014 – DOM 26.06.2014 – QUI 26.06.2014 – QUI

13:00 Bélgica 19:00 / 18:00* Rússia 13:00 Bélgica 16:00 Coreia do Sul 17:00 Coreia do Sul 17:00 Argélia

*Horário local em Manaus/Cuiabá (-4GMT).

Suíça França Suíça Honduras Honduras Equador

X Argélia Belo Horizonte X Coreia do Sul Cuiabá X Rússia Rio de Janeiro X Argélia Porto Alegre X Bélgica São Paulo X Rússia Curitiba


pontos - Primeira Fase grupo a

1

2

3

4

5

6

7

8

9

grupo E

grupo B

1

2

3

4

5

6

7

8

9

grupo F

Espanha Holanda Chile

Argentina Bósnia Iran

Austrália

Nigéria

grupo C

1

2

3

4

5

6

7

8

9

grupo G

Colômbia Grécia Costa do Marfim Japão 1

2

3

4

5

6

Belo Horizonte

28 - Jun - 17h 1C 2D

QUARTAS

SEMIFINAL

30 - Jun - 17h 1G 2H

Porto Alegre

6

7

8

9

1

2

3

4

5

6

7

8

9

1

2

3

4

5

6

7

8

9

7

8

9

grupo H

1

2

3

4

5

6

7

8

9

FINAL

SEMIFINAL

QUARTAS

5 - Jul - 17h

1º e 2º lugares Fortaleza

4 - Jul - 13h Rio de Janeiro

Salvador

13 - Jul - 16h 8 - Jul - 17h

Rio de Janeiro

9 - Jul - 17h

Belo Horizonte

12 - Jul - 17h

São Paulo

Brasília

3º e 4º lugares Vice-Campeão

OITAVAS

29 - Jun - 13h

4 - Jul - 17h

30 - Jun - 13h Brasília

5

campeão

Rio de Janeiro

1E 2F

4

Bélgica Argélia Rússia Coreia do Sul

28 - Jun - 13h 1A 2B

3

Alemanha Portugal Gana Estados Unidos

Uruguai Costa Rica Inglaterra Itália OITAVAS

2

Suíça Equador França Honduras

Brasil Croácia México Camarões

grupo D

1

1B 2A

Fortaleza

29 - Jun - 17h 1D 2C

Recife

1 - Jul - 13h 5 - Jul - 13h Brasília

1F 2E

São Paulo

1 - Jun - 17h 1H 2G

Salvador


JOEL VARGAS / PMPA / DIVULGAÇÃO

Tradição e cultura à beira das águas do lago Porto Alegre cresceu através da confluência das águas e de um povo múltiplo. Mais de 80% da área do município se encontra na bacia do lago Guaíba, que compreende o Delta do Jacuí, e o restante está na bacia do rio Gravataí. A ligação do Guaíba à Lagoa dos Patos mostrou-se estratégica para o crescimento de um importante centro comercial no século XIX, baseado na exportação de trigo e charque. Os primeiros europeus – portugueses e espanhóis – chegaram à região no século XVI, já habitada por índios guarani e charrua. Mas a fundação da cidade se deve à instalação de casais açorianos à beira do Guaíba na metade dos anos 1700. Só depois vieram os alemães, com sua cultura manufatureira que deu origem à indústria na região. Na zona central de Porto Alegre, a Praça da Alfândega é o embrião da cidade, coração afetivo e histórico. Aproveitando-se do movimento do porto, quitandeiros e comerciantes vendiam ali seus produtos. Hoje, a praça acolhe a famosa Feira do Livro, é rodeada de museus e galerias e vizinha da Bienal do Mercosul. Com 1,5 milhão de habitantes, Porto Alegre tem vias largas e grandes parques e cultua o valor da amizade e do encontro social ao ar livre. Em uma mostra de amor à cultura campeira, muitos homens usam bombacha e chapéu. Visitar a cidade é circular por “velhas novas histórias”, andarilhar pelas ruas, ficar de papo com o camarada na praça, ler, tomar chimarrão ou simplesmente admirar o pôr do sol tão amado por quem vive lá. Tradition by the lake. Porto Alegre has grown through the confluence of Guaíba and Patos waters and plural people. With 1.5 million inhabitants, the city has large streets, great parks and breathes friendship in open air social meetings. Visiting the city is walking through new and old stories that we find on the streets, on people in the square, reading, wearing regional costumes and appreciating the beautiful sunset. Tradición a la orilla del lago. Porto Alegre ha crecido a través de la confluencia de las aguas del Guaíba a la Lagoa dos Patos y de gente múltiple. Con 1,5 millones de habitantes, cuenta con calles anchas, grandes parques y cultiva el valor de la amistad y del encuentro social al aire libre. Visitar la ciudad es conocer “nuevas viejas historias”, conversar con alguien en la plaza, leer, tomar chimarrão (mate) o simplemente admirar la puesta de sol de Porto Alegre. 68

REVISTA TURISMO 2014

Porto Alegre


Uma cidade única, com direito a ponto de exclamação

andréa rêgo barros / DIVULGAÇÃO

No livro “O Recife, sim! Recife, não!”, o sociólogo Gilberto Freyre defende o uso do artigo para se referir à capital pernambucana. Não à toa: os quase 500 anos de história fazem dela uma cidade única. As três ilhas do centro – Santo Antônio, Recife Antigo e Boa Vista – são pontos de partida para se conhecer a região, onde se encontram museus, arquitetura histórica e casas de cultura acessíveis até para quem percorre o local a pé. Mas também é possível ver parte da riqueza cultural da “Veneza brasileira” a partir de passeios de catamarã pelas águas do Rio Capibaribe, ou até mesmo de bicicleta. Uma visita obrigatória é Boa Viagem, uma das praias urbanas mais limpas do Brasil. As piscinas naturais formadas por barreiras de corais, o clima sempre quente e as águas verdes e calmas atraem os banhistas. Só não se arrisque além dos arrecifes: a presença de tubarões é comum. Em pontos seguros, porém, é possível a prática de mergulho. A “capital brasileira dos

naufrágios” chama a atenção pelas embarcações encontradas no fundo do mar e pela rica vida marinha. Quem procura um contato mais terreno com a natureza pode conhecer o Jardim Botânico e o Parque Dois Irmãos, que oferecem trilhas e atividades educativas em Mata Atlântica. A cidade é um importante polo gastronômico. No cardápio, pratos de influência indígena, africana e portuguesa. O resultado são delícias como o arrumadinho, a buchada, o guaiamum, o bolo de rolo e o caldinho, famoso tira-gosto dos bares locais. Durante as festas juninas, que coincidirão com o período da Copa, também é possível encontrar comidas como pamonha, pé-de-moleque, canjica, munguzá, bolo de milho e de macaxeira. A música e a dança também encontram um terreno fértil no Recife. O movimento manguebeat nasceu na cidade, bem como o frevo, declarado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela ONU.

Brazilian Venice. The three central islands are the starting point to understand almost 500 years of Recife. The “Brazilian Venice” may be seen by Catamaran through Capibaribe River. Music and dance are also rich, like “frevo”. The city is an important gastronomic hub. You will find Indigenous, African and Portuguese products. Try “bolo de rolo” (roulade) and “caldinho”, a famous stew served as a snack in local bars. Venecia brasileña. Las tres islas del centro son puntos de partida para conocer casi 500 años de historia de Recife. La “Venecia de Brasil” se puede conocer a través de paseos de catamarán por el Río Capibaribe. Hay mucha riqueza también en la música y en la danza, como el frevo (danza típica de la región). En el menú hay platos de influencias indígenas, africanas y portuguesas. Un buen ejemplo son los exquisitos bolo de rolo (torta) y el caldinho (caldo de pescado), famoso aperitivo de bares en la ciudad.

Recife

REVISTA TURISMO 2014

69


luiz antônio mendes – creative commons / DIVULGAÇÃO

Pernambuco das dez letras

“Pernambuco tem dez letras e nenhuma é repetida”. Ao dizer essa frase, o cineasta Lírio Ferreira se referia à diversidade do cinema local. Mas é possível estender seu significado para a pluralidade de atrações de cada uma das regiões pernambucanas, onde há lugar para o calor e as temperaturas amenas, a seca e as chuvas abundantes, as praias paradisíacas e a árida caatinga. A vida agitada da região metropolitana contrasta com as pequenas cidades do interior e suas tradições. A costa, agraciada por águas transparentes e areias brancas, é o carrochefe do turismo. Baía do Sancho, em Fernando de Noronha, foi considerada a mais bela praia do mundo no site Trip Advisor. O arquipélago compõe um santuário onde é possível conhecer uma natureza praticamente intocada. As piscinas naturais cheias de peixes coloridos de Porto de Galinhas já renderam à praia o título de mais bonita do Brasil. A Ilha de Itamaracá e as praias de Calheta, no Cabo de Santo pernambuco Agostinho, e de Carneiros, em Tamandaré, também figuram na lista de encantos do litoral pernambucano. Cidades serranas como Triunfo registram temperaturas de até 8oC nos meses mais frios. No Planalto da Borborema, o clima ameno Igreja Nossa Senhora dos Prazeres – Jaboatão dos Guararapes

70

REVISTA TURISMO 2014


Secret. Turismo – Governo de Pernambuco / DIVULGAÇÃO

Papangus de Bezerros

de Garanhuns ambienta um dos maiores eventos musicais do estado, o Festival de Inverno. Caruaru tem a maior feira livre do mundo e animadas festas de São João. Já em Gravatá, na região do Agreste, há produção de móveis, artesanato e moda, além da vida no campo e da gastronomia de inverno. Caso a pedida seja um contato mais intenso com a natureza, o Agreste e a Zona da Mata também são referências em turismo natural e em esportes ao ar livre. Quedas d’água como as de Bonito fazem dela o melhor destino de ecoturismo do estado. A fé cristã se revela em inúmeras procissões, festas e construções imponentes. O Sítio Histórico de Igarassu abriga o templo católico mais antigo do Brasil, a Igreja Matriz dos Santos Cosme e Damião, de 1535. As igrejas dos séculos XVI e XVII em Olinda justificam o título da cidade de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade. Mas a multiplicidade cultural também se reflete na variedade de crenças. No Recife é possível conhecer a primeira sinagoga das Américas, a Kahal Zur Israel, de 1637, bem como o terreiro Obá Ogunté, referência nacional na tradição afro-brasileira. Já a região de Petrolina é famosa pela produção vinícola, um caso de sucesso nas culturas de irrigação da caatinga. Nos caminhos percorridos pelo Rio São Francisco, pululam ilhas fluviais, pinturas rupestres, reservas biológicas e tradições conservadas pelos moradores. O sertão não deixa esquecer as histórias do tempo do cangaço e a valentia do vaqueiro. As vivências viram versos em páginas de cordéis e nas cordas da viola, dizendo ao visitante que Pernambuco não se esgota: há sempre um novo lugar a descobrir.

Plural state. Pernambuco is hot and mild, rainy and dry with paradisiacal beaches and deserted dry caatinga. The restless life of the metropolitan region contrasts with the quiet towns and their traditions in the countryside. The coast, blessed by clear waters and white sands, is the main tourist attraction. If you go up the mountains, you’ll find towns like Triunfo with 8°C in the coldest months. Christian faith is also representative through events and buildings such as Igarassu Historical Site, sheltering the oldest catholic temple in Brazil. But there is also a variety of beliefs. In Recife, we can see the first synagogue of Americas, Kahal Zur Israel, from 1637, and Terreiro Obá Ogunté, an Afro-Brazilian tradition.

Tierra múltiple. En la provincia de Pernambuco hay lugar para el calor y temperaturas suaves, sequías y lluvias intensas, playas paradisíacas y árida caatinga (vegetación). La vida agitada de la zona metropolitana contrasta con los pequeños pueblos y sus tradiciones. La costa afortunada con aguas cristalinas y arenas blancas es el gran destaque del turismo. Subiendo las montañas, ciudades como Triunfo registran temperaturas de hasta 8 grados en los meses más fríos. La fe cristiana se manifiesta en numerosos eventos y construcciones imponentes, como el Sítio Histórico de Igarassu que alberga la iglesia católica más antigua de Brasil. Pero hay también variedad de creencias. En Recife es posible conocer la primera sinagoga de las Américas, la Kahal Zur Israel, de 1637, y el terreiro Oba Ogunté (sitio donde se practican religiones afrobrasileñas). REVISTA TURISMO 2014

71


RIOTUR / divulgação

R i o de J a n e ir o

O cartão-postal do Brasil espera de braços abertos Destino turístico mais procurado no país, o Rio de Janeiro prepara-se ainda mais para receber turistas do mundo todo. Nos últimos dez anos, o Rio viveu uma verdadeira revolução. Em todos os sentidos. Os investimentos na cidade para receber grandes eventos trouxeram uma série de melhorias em termos de infraestrutura, segurança e transportes. O Rio de Janeiro está no imaginário coletivo mundial e conhecê-lo é desejo de milhares de pessoas. As atrações vão desde belezas naturais a museus, monumentos e restaurantes para todos os gostos e bolsos. É possível, com criatividade e muito charme, fazer uma viagem inesquecível e se aventurar, literalmente, por terra, céu e mar. Quem escolheu a cidade para acompanhar o “maior espetáculo da Terra” poderá aproveitar não só as partidas de futebol no maior estádio do país como também tudo o que a capital turística do Brasil tem a oferecer. Passeios a pé ou de bicicleta por toda a orla da Zona Sul, desde o Leme até São Conrado, são uma boa pedida. Além das praias, internacionalmente conhecidas (Leme, Copacabana, Ipanema, Leblon e São Conrado), os calçadões contam com quiosques com opções gastronômicas variadas, além, é claro, do chopinho gelado e da água de coco. Vale a pena, certamente, atravessar a rua no Leme e em Copacabana, pois nesses dois bairros a concentração de restaurantes na Avenida Atlântica é grande. As ruas transversais convidam a uma exploração sem limites para compras, restaurantes e até mesmo cinemas de rua, como o icônico Roxy, em Copacabana, fundado na década de 1930. Outras boas pedidas são o Jardim Botânico, a Cobal do Humaitá (que concentra bares, restaurantes variados e comércio de gêneros alimentícios), o Aterro do Flamengo – com paisagismo de Burle Marx – e o monumento aos pracinhas mortos em combate na Segunda Guerra Mundial. Todos esses passeios também são feitos na Zona Sul, e o acesso a esses locais é simples, com fartas opções de transporte urbano. Agora, se a ideia é ver a cidade de cima, por que não voar de asa delta ou parapente? Você pode fazer um voo duplo, junto a um instrutor, da Pedra da Gávea à Praia de São Conrado.

72

REVISTA TURISMO 2014


The Brazilian postcard. Rio is part of the world collective imagination and thousands of people wish to visit it. Tourism attractions vary among nature, museums, history and restaurants of all tastes and prices. With creativity and elegance, you can have an unforgettable trip. You can walk or ride a bike through all south shore, from Leme to São Conrado, for example. There is also the Botanic Garden, Cobal do Humaitá, Aterro do Flamendo with landscape gardening of Burle Marx. The city is internationally known for several cultural and landscape icons such as the Sugar Loaf and its cable car, and Corcovado Hill with the Christ of Rendeemer. La postal de Brasil. Rio de Janeiro está en el imaginario colectivo del mundo y conocerla es un deseo de miles de personas. Las atracciones van desde las bellezas naturales hasta los museos, monumentos y restaurantes para todos los gustos y bolsillos. Es posible, con creatividad y estilo, hacer un viaje inolvidable. Caminar o ir en bicicleta por toda la orilla de la Zona Sur, desde el Leme hacia São Conrado, son una buena opción. Otros atractivos son el Jardim Botânico, el Cobal do Humaitá y el Aterro do Flamengo, paisajismo de Burle Marx. La ciudad es conocida internacionalmente por muchos íconos culturales y paisajísticos, como el Pão de Açúcar y su teleférico, y el Morro do Corcovado con la estatua del Cristo Redentor. ALEXANDRE MACIEIRA – RIOTUR / DIVULGAÇÃO

Mas o Rio não se limita somente às praias da Zona Sul. Ao contrário, a cidade é internacionalmente conhecida por diversos ícones culturais e paisagísticos, tais como o Pão de Açúcar e seu teleférico, o Morro do Corcovado com a estátua do Cristo Redentor, as praias da Zona Oeste (Barra da Tijuca), o Theatro Municipal, o Parque Nacional da Tijuca, a Pedra Branca, o Paço Imperial, a Catedral Metropolitana, a zona boêmia de Santa Teresa, o Outeiro da Glória, o bairro da Lapa, a Quinta da Boa Vista, o Real Gabinete Português de Leitura, a Biblioteca Nacional, a Saara (centro de compras popular no Centro), o Mercadão de Madureira (centro de compras popular da Zona Norte), a Feira de São Cristóvão e a ilha de Paquetá, só para citar alguns exemplos. Todos esses locais merecem uma visita durante uma estadia na cidade – tendo um bom mapa em mãos, basta se programar, pois esses pontos são bem estruturados e preparados para atender bem os turistas. Quem quer conhecer a vida nas favelas cariocas pode fazê-lo de duas formas: através de um jeep tour ou indo pessoalmente às comunidades da Rocinha (São Conrado), do Vidigal (Leblon) ou de Santa Marta (Botafogo). Esta última conta com um plano inclinado, espécie de bondinho que dá acesso à parte alta do morro, cujo acesso é gratuito. Todas as comunidades contam com bares, restaurantes e infraestrutura para receber o turista.

Morros do Pão de Açúcar, Urca e Babilônia

REVISTA TURISMO 2014

73


ALEXANDRE MACIEIRA – RIOTUR / DIVULGAÇÃO

Um universo de opções Para quem vem curtir a Copa do Mundo na sede da grande final do torneio, saiba que o Rio de Janeiro não é apenas uma cidade maravilhosa. A capital do estado é só a porta de entrada para quem quer fazer passeios inesquecíveis por lugares marcantes, charmosos e muito diferentes entre si. O Estado é repleto de possibilidades, e numa única estadia é difícil contemplar tantas maravilhas que tem a oferecer. Os municípios do litoral sul, da região dos lagos e da serra surpreendem até mesmo os turistas mais exigentes, que buscam desde natureza esplêndida e aventura até paz e tranquilidade. Atravessando a baía da Guanabara, chega-se a Niterói – a travessia pode ser feita pela Ponte Rio-Niterói ou por barcas, uma boa opção de passeio devido às lindas paisagens. Na cidade, destacase a Fortaleza de Santa Cruz, com suas muralhas de pedras Rio de cortadas e assentadas à mão, 45 canhões dos séculos XVIII janeiro e XIX, além de uma capela datada de 1612. Está localizada ao lado do canal de entrada da baía de Guanabara, por onde passam

74

REVISTA TURISMO 2014


divulgação

Museu de Arte Contemporânea – Niterói

todas as embarcações que chegam ao porto do Rio de Janeiro. Com visão privilegiada das duas cidades, é um ótimo local para se admirar as belezas naturais da região. Outra atração é o Museu de Arte Contemporânea, projetado por Oscar Niemeyer. Em seu acervo, encontra-se a coleção de João Satamini, uma das mais importantes do país. E, por fim, vale um giro pelas praias oceânicas, duas delas imperdíveis: Itaipu, a única que apresenta águas sempre calmas e que possui uma colônia de pescadores, uma igreja do início do século XVIII e um Museu de Arqueologia, e Camboinhas, uma extensão da Praia de Itaipu, muito procurada pelos amantes da pesca de arremesso, pelos velejadores e pelos praticantes de windsurfe. Para os amantes dos esportes náuticos, mas que preferem fugir do tumulto, perto de Niterói fica a cidade de Maricá. Suas praias de mar aberto são aproveitadas para a pesca submarina e para o surfe. Destaque para Ponta Negra, de águas transparentes. Continuando pelo litoral, chega-se a Saquarema. Conhecida como a “Capital Nacional do Surfe”, tem muito a oferecer para quem procura lazer, natureza e esportes radicais. Não deixe de visitar as cachoeiras da Serra do Roncador, um local plenamente preservado (o acesso é feito por trilhas, com guias especializados). Já quem deseja fazer um passeio repleto de rock-and-roll deve visitar o Museu do Rock, mantido na residência do lendário músico brasileiro Serguei.

A universe of options. For those who come for the final of the World Cup, Rio is not only a wonderful city. The state capital is the door for everyone who wants to have unforgettable trips in charming and different places. On the other side of Guanabara Bay there is Niterói – you can cross it either through the bridge or by boats, a good option regarding the beautiful landscape. There, you can visit Fort of Santa Cruz and the Museum of Contemporary Art, designed by Oscar Niemeyer. Next city is Maricá, good for submarine fishing and surfing. Saquarema is an excellent choice for surfing, too.

Universo de opciones. Para los que vienen a disfrutar del Mundial en la sede de la gran final del torneo, sepan que Rio de Janeiro no sólo es una ciudad maravillosa. La capital de la provincia es sólo la puerta de entrada para aquellos que quieren hacer paseos inolvidables por lugares increíbles, encantadores y muy diferentes entre sí. Cruzando la baía da Guanabara, se llega a la ciudad de Niterói – la travesía se puede hacer por un puente o por barcas, una buena opción debido a los hermosos paisajes. Se destacan la Fortaleza de Santa Cruz y el Museu de Arte Contemporânea, diseñado por Oscar Niemeyer. La próxima ciudad es Maricá, muy solicitada para la pesca submarina y para el surf, deporte también muy practicado en Saquarema (ciudad a 100 km de la capital). REVISTA TURISMO 2014

75


Muitas ilhas e história preservada Já no extremo sul do litoral fluminense fica Paraty, uma cidade histórica e pitoresca. A região foi um importante porto e centro comercial do Brasil durante os ciclos do ouro e do café, e é Patrimônio Histórico Nacional, tombada pelo Iphan em 1958 – seu centro histórico é considerado pela UNESCO como “o conjunto arquitetônico colonial mais harmonioso”. As ruas, protegidas por correntes para impedir a passagem dos carros, ainda preservam o encanto do Brasil Colônia, aliado a um variado comércio e a expressões culturais e artísticas muito intensas. Seus casarões abrigam muitas lojas, ateliês, pousadas e restaurantes, e à noite os turistas se encontram para passear, curtir, comer e fazer compras. A Casa de Cultura é um local imperdível: você pode assistir a shows, peças teatrais, exposições e eventos. Em Paraty é possível, ainda, visitar ilhas, fazer trilhas ecológicas e conhecer os parques, as reservas ambientais, as cachoeiras e os alambiques da cachaça artesanal produzida na região.

Preserved islands and preserved history. Towards the south coast, we reach Angra dos Reis with many historical monuments and also see some of the 365 islands: most of them are private properties. Ilha Grande is the main attraction. If we keep going south on the coast, we reach Paraty. National Historic Heritage, UNESCO considers its old town “the most harmonious colonial architectonic set”. We can also see the islands around, go trekking, visit parks, reserves, waterfalls, and handmade cachaça distilleries produced in the region. In the Old Town, cars are forbidden in the streets to preserve the features of Colonial Brazil. The buildings offer a wide variety of shops and galleries with culture and art intensively expressed.

Islas e historia conservada. Siguiendo la costa de la capital hacia el sur, se llega a la ciudad de Angra dos Reis. Además de los numerosos lugares de interés histórico que ofrece la ciudad, se puede hacer también un recorrido por las islas: son más de 365 – en su mayoría de propiedad privada. Ilha Grande es la principal isla. Ya en el extremo sur de la costa de Rio se encuentra la ciudad de Paraty . Patrimonio Histórico Nacional, su centro histórico es considerado por la UNESCO como “conjunto arquitectónico colonial más armonioso.” Otra opción es visitar las islas, hacer senderos ecológicos y conocer parques, reservas ambientales, cascadas y alambiques de cachaça (aguardiente) artesanal.

roberta simoni / DIVULGAÇÃO

Seguindo pelo litoral, a partir da capital, ao sul, chega-se a Angra do Reis. Para muita gente, é só uma praia. Mas para quem quer aprender um pouco da história do Brasil, pode ser um passeio inesquecível. Entre as inúmeras opções históricas que a cidade oferece, é possível admirar a arquitetura de casarões do século XVII e XVIII, dezenas de igrejas (a mais antiga construída em 1593), o Convento de São Bernardino de Sena, a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, o Cruzeiro (doado em 1758 por D. José I de Portugal) e a Igreja da Lapa e da Boa Morte, onde atualmente funciona o Museu de Artes Sacras da cidade. Outro atrativo são as ilhas: nada menos do que 365 – a maioria de propriedade particular. Ilha Grande é a principal delas, considerada a atração mais notável de Angra. Um dos pontos principais é a Vila do Abraão, onde se concentra o maior núcleo de população, hotéis, pousadas, campings e restaurantes. Do Abraão saem diariamente saveiros para passeios em diversos pontos da ilha.

Parati

76

REVISTA TURISMO 2014


Para quem busca tranquilidade e conforto, uma boa pedida é a Região dos Lagos, que combina serra, lagoa e mar. Se o interesse é por esportes náuticos, a dica é Araruama. Com sua lagoa, ventos constantes e temperatura agradável o ano todo, é considerada a segunda melhor praia do mundo para a prática de esportes náuticos. Algumas pousadas oferecem cursos de windsurfe e de kitesurfe. O turismo rural é uma opção em conta para quem quer relaxar. Os roteiros geralmente incluem visitação ao Museu Arqueológico no segundo distrito, onde se encontram algumas peças descobertas nos sítios do município. Com algumas das mais belas praias do litoral brasileiro, Cabo Frio é privilegiada por abrigar parte da Lagoa de Araruama e o mar. As praias do Forte e do Peró são as mais visitadas. A primeira, mais urbana e de águas mais calmas, é ótima para diversão. A outra atrai por seu ar rústico e suas águas agitadas. Já quem curte a prática do surfe procura a praia das Dunas. Rio das Ostras, por sua vez, oferece festivais de todos os tipos, que mantêm a cidade em pleno movimento durante todas as épocas do ano. A maioria dos shows é gratuita e com artistas de renome. Destaque para o Rio das Ostras Jazz Blues Festival, classificado como o melhor do país, obtendo destaque mundial. Dentre as praias mais conhecidas está a Costa Azul. São Pedro da Aldeia tem como destaque as praias do Sol, do Balneário, da Baleia e do Boqueirão. Outro ponto interessante é a Casa Flor, construída por Gabriel dos Santos, pedreiro-escultor que a ergueu utilizando restos de todo tipo de material que encontrava, baseado em um sonho que teve. Realizou uma obra que atualmente é comparada à arquitetura de Antoni Gaudí, excêntrico arquiteto catalão de Art Noveau. E como não falar das 26 praias de Búzios, local que ficou mundialmente famoso nos anos 1960 graças à atriz francesa Brigitte Bardot? A cidade é o ponto de encontro da qualidade hoteleira, da gastronomia diversificada e dos turistas estrangeiros. Atualmente, Armação de Búzios é um dos municípios fluminenses com melhor infraestrutura turística, contando com hotéis e pousadas de categoria internacional. Os passeios de barco pelas ilhas arredores são indispensáveis. E as trilhas para exploração da região também são imperdíveis. Procure fazer um roteiro que leve a Poças das Tartarugas, entre as praias da Ferradura e da Ferradurinha, local com piscinas onde é possível observar as tartarugas marinhas. Vá ao Mirante do Forno e à Rua das Pedras, grande centro de movimentação noturna do balneário.

roberta simoni / DIVULGAÇÃO

Região dos Lagos, um oásis de paz

Praia do Siqueira – Cabo Frio

Peaceful oasis. For those looking for tranquillity and comfort, “Região dos Lagos” is a good combination of mountains, lagoons and sea. If you are interested in nautical sports, you should go to Araruama. Cabo Frio has the privilege of sheltering part of Araruama Lagoon and the sea. Rio das Ostras is famous for its Jazz Blues Festival. São Pedro da Aldeia has Casa Flor, a piece of architecture compared to Antoni Gaudí style. And Búzios with its 26 beaches; an internationally famous place because of the French actress Brigitte Bardot. The town is a venue for foreign tourists with great hotels and diverse gastronomy. Boat trips to the surrounding islands are amazing. Oasis de tranquilidad. Para aquellos que buscan tranquilidad y confort, se recomienda la Região dos Lagos (región de cuenca litoraleña de Rio), que combina montañas, lagos y mar. Si el interés es por los deportes náuticos, se recomienda la ciuda de Araruama. La ciudad de Cabo Frio es privilegiada por acoger parte de la Lagoa de Araruama y el mar. En la ciudad de Rio das Ostras se destaca el Rio das Ostras Jazz Blues Festival. La ciudad de São Pedro da Aldeia tiene la Casa da flor, obra comparada a la arquitectura de Antoni Gaudí. ¿Y cómo no hablar de las 26 playas de Búzios, de fama mundial gracias a la actriz francesa Brigitte Bardot? La ciudad es el punto de encuentro de calidad hotelera, de la variada oferta gastronómica y de turistas extranjeros. Senderos y paseos en barco por las islas son indispensables. REVISTA TURISMO 2014

77


bandarts / DIVULGAÇÃO

Clima ameno e ares imperiais da serra

Dedo de Deus – Teresópolis

78

É hora de subir a serra. Teresópolis tem seu nome em homenagem à imperatriz Teresa Cristina, mulher de D. Pedro II. A Família Imperial Brasileira era fã das belezas naturais e do clima da região serrana, onde podiam escapar do calor do verão carioca. As origens de Teresópolis datam, portanto, da primeira metade do século XIX. Em “Terê”, como a cidade é carinhosamente chamada, visite a Cachoeira dos Frades, o Castelo Montebello, o Mirante do Dedo de Deus, a Feira de Artesanato, o Mirante do Soberbo, o Orquidário Aranda, o Palacete Granado e o Palácio Teresa Cristina. E não perca as piscinas naturais do Parque Nacional da Serra dos Órgãos. Petrópolis, a cidade que encantava D. Pedro II, ainda fascina pelo seu charme e pela beleza natural da região. Hoje, o local é um centro gastronômico e importante polo turístico do estado. Entre as atrações estão o Palácio de Cristal, a Catedral de São Pedro de Alcântara (que abri-

ga a cripta da Família Imperial), o Museu Imperial (com móveis, joias e vestimentas), os passeios de charrete pelo lindo Centro Histórico e a Casa de Santos Dumont. Outro lugar que vale a visita é o Hotel Quitandinha. Inaugurado em 1944 por Joaquim Rolla e Antônio Faustino para ser o maior hotel cassino da América Latina, o local foi fechado em 1946 após a proibição do jogo no País. Atualmente, é usado para eventos, congressos e shows, sendo mantido pelo SESC. O distrito de Itaipava também merece ser visitado, com seus shoppings de alto nível e deliciosos restaurantes típicos. E, por fim, Penedo. Como não falar da única colônia finlandesa do Brasil? O local, distrito do município de Itatiaia, é extremamente pitoresco. Concentra diversas lojas, pousadas e hotéis mantidos por finlandeses e seus descendentes, que ajudam a manter a tradição do país em terras tão distantes. Impossível não se apaixonar. E viajar...

Royal air. The Brazilian Royal Family loved nature and climate of this region where they managed to escape from the heat of Rio de Janeiro. You can visit historical buildings and belvederes in Teresópolis. There are also waterfalls and natural pools in National Park Serra dos Órgãos. Petrópolis was the emperor’s enchant, D. Pedro II. It still fascinates for its charm and nature. You can have a cart trip through the Old Town and Santos Dumont House. Today, it is an important tourist hub and a gastronomic centre. There is also Penedo in Itatiaia, a picturesque Finnish colony in Brazil. You can’t avoid falling in love. And travelling...

Atmósfera imperial. A la Familia Imperial Brasileña le gustaban las bellezas naturales y el clima de la región montañosa, donde podían escapar del calor del verano de Rio. En la ciudad de Teresópolis, visita las contrucciones históricas y no deje de conocer los miradores, cascadas y piscinas naturales del Parque Nacional da Serra dos Órgãos . A D. Pedro II le encantaba la ciudad de Petrópolis, que hasta hoy sigue fascinando por su magia y belleza natural. Vale la pena un paseo en carruaje por el hermoso Centro Histórico y Casa de Santos Dumont (pionero en la aviación). Actualmente, Petrópolis, es un centro gastronómico e importante destino turístico de la provincia.

REVISTA TURISMO 2014


FERNANDO MAIA / RIOTUR / DIVULGAÇÃO

Cristo Redentor e o Pão de Açúcar

REVISTA TURISMO 2014

79


RITA BARRETO / SETUR / DIVULGAÇÃO

Salvador

Elevador Lacerda e Baía de Todos os Santos

Identidade multicultural do país explícita numa cidade Se uma lista com cinco cidades brasileiras precisasse ser elaborada para apresentar a diversidade do país a um visitante de primeira viagem, Salvador certamente estaria entre elas. De poucas cidades brasileiras se pode dizer o que é verdade para Salvador: não há cidade como ela no Brasil. E isso não se limita a um único aspecto. Ainda nos tempos de Brasil Colônia, Salvador foi a primeira capital do País. A cidade é, ainda hoje, aliás, a que mais tempo se manteve nessa condição: foram 233 anos como capital do Brasil, entre 1530 e 1763, até a transferência do comando do território colonial para o Rio de Janeiro. O Rio exerceu o papel de capital por 197 anos, até 1960, quando Brasília foi inaugurada. Mas a curiosidade histórica diz menos sobre o aspecto ímpar de Salvador do que sua demografia. Mais da metade dos habitantes de sua região metropolitana (quase 52% do total) é negra ou parda, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa fatia, que corresponde a 1,4 milhão de pessoas, faz de 80

REVISTA TURISMO 2014

Salvador a cidade com o maior número de pessoas de ascendência africana fora da África. É, em resumo – e como a população local gosta de ratificar –, a maior cidade africana fora da África. E esse fator ajuda a explicar outros aspectos únicos da capital baiana. Vê-se em Salvador, mais que em qualquer outra cidade brasileira, a contribuição dos africanos – que chegaram ao Brasil nos navios de traficantes de escravos – para a cultura e os costumes. Descendentes especialmente do grupo étnico iorubá (dominante no oeste do continente, em pontos onde hoje estão os territórios de países como Nigéria, Togo, Benin e Gana), os “africanos de Salvador” disseminaram o uso do azeite de dendê na culinária e a prática da capoeira – uma mistura de dança e luta – e do candomblé, religião que cultua as divindades conhecidas como orixás. No cotidiano da cidade estão hábitos que são fruto dessa herança. Na gastronomia, pratos como caruru, vatapá e bobó de camarão exemplificam as fortes


A piece of Africa in Brazil. More than half of the population who lives in the metropolitan region of Salvador (almost 52%), the first capital of Brazil, are black or brown. This corresponds to 1.4 million people that make Salvador the city with the highest amount of people with African ascendance outside Africa. There you can see African contribution in habits and culture more than any other Brazilian city – they came through ships of slave traffic. The “Africans of Salvador” disseminate the use of dendê palm oil in their cuisine like caruru, vatapá, bobó de camarão and other dishes; they developed this dance and fight called capoeira, and also candomblé, the religion that venerates orishas. In music, you can see the afro blocks – such as Olodum, Muzenza and Didá; this one is only composed by women. It is the cultural DNA of Salvador. Una parte de África en Brasil. Más de la mitad de los habitantes de la Región Metropolitana de Salvador (casi el 52% del total), la primera capital de Brasil, son negros o mestizos. Este porcentaje, que corresponde a 1,4 millones de personas, hace de Salvador la ciudad con el mayor número de personas de ascendencia africana fuera de África. Se nota en Salvador, más que en cualquier otra ciudad de país, la contribución de los africanos – que llegaron a Brasil en barcos esclavistas – para la cultura y las costumbres. “Los africanos de Salvador” extendieron el uso del aceite de palma en la culinaria en platos como caruru (cocido de quiabo – legumbre), vatapá (puré con una mezcla de ingredientes: pan, castaña, leche de coco, entre otros) y bobó de camarão (camarones cocidos, con una consistencia cremosa). Expandieron la práctica de capoeira – una mezcla de danza y luta – y también del candomblé – religión que rinde culto a las divinidades conocidas como orixás. En la música, la identidad cultural de Salvador está en blocos Afro como Olodum, Muzenza y Didá (este último formado sólo por mujeres). JOTA FREITAS – SETUR / DIVULGAÇÃO

origens africanas da cidade. Outros, como acarajé e abará, são não apenas pratos típicos, vendidos em bancas espalhadas pela cidade, mas também são oferendas de rituais de candomblé. Na música, o atestado do DNA cultural de Salvador está principalmente nos blocos afro – como Olodum, Muzenza e Didá (este, formado apenas por mulheres). Mesmo costumes que aparentemente não têm relação alguma com as origens da cidade reiteram sua impressão digital. A frase “hoje é dia de branco” é habitual às sextas-feiras em Salvador. No candomblé, a cor branca representa a divindade Oxalá. Esta, por sua vez, foi, no sincretismo religioso tão característico da cidade, associada ao Senhor do Bonfim, também ele representado pela cor branca. Como Oxalá e o Senhor do Bonfim são reverenciados na sexta-feira e são representados pela mesma cor, sexta-feira virou dia de branco – mesmo para quem não é adepto do candomblé ou de sua simbiose com o catolicismo. Isso é Salvador em estado puro. Segundo um dos clichês mais disseminados sobre os baianos em geral – e sobre os soteropolitanos, os nascidos em Salvador, em particular –, os filhos da terra são pessoas festivas e de um bom humor perene. Esse lugar-comum tem relação direta com o renomado Carnaval de Salvador, um dos mais famosos e concorridos do País. A festa atrai 2 milhões de pessoas todos os anos. Os foliões acompanham os trios elétricos nos circuitos Barra-Ondina (na orla) e Campo Grande, os dois mais conhecidos da festa, mas também percorrem as ruas do Pelourinho atrás de blocos famosos, como o Ilê Aiyê (um dos grupos percussivos mais famosos da cidade) ou atrás de pequenos blocos amadores. Estes encaram as ladeiras do circuito do centro histórico com poucos integrantes, o que não diminui sua empolgação, movida pelo simples fato de seus integrantes se sentirem parte da festa. O Pelourinho é, aliás, um dos locais que dão a Salvador sua identidade única. O bairro, também chamado pelos soteropolitanos apenas de Pelô, concentra um conjunto de prédios de arquitetura colonial barroca que é um dos cartões-postais mais famosos da cidade. Em 1985, o Pelourinho foi considerado patrimônio cultural da humanidade pela Unesco, braço da Organização das Nações Unidas voltado às questões de educação, ciência e cultura. No Pelourinho ficava uma coluna de pedra (ou pelourinho) onde os escravos eram castigados. O bairro tem ainda tesouros históricos e arquitetônicos como a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, erguida no século XVIII e ao fundo da qual existe, ainda hoje, um cemitério de escravos. Muito da história da capital baiana explica-se no Pelô – e grande parte da identidade multicultural do Brasil fica ainda mais explícita em Salvador.

Baianas no Pelourinho

REVISTA TURISMO 2014

81


GABRIEL CARVALHO / SETUR / DIVULGAÇÃO

82

Um mundo de atrações Não, não é invenção: a Bahia tem, sim, 514 anos de experiência na recepção de visitantes. Foi o litoral do estado, afinal, o ponto de chegada dos portugueses ao território que viria a formar o Brasil. É claro que, cinco séculos atrás, o desembarque dos estrangeiros não tinha o caráter turístico de hoje, mas receber forasteiros certamente está no DNA do estado. E seu vasto litoral explica muito dessa boa fama que tem entre os visitantes. A costa baiana é a maior do país, com 932 quilômetros de extensão. Não por acaso, estão na faixa litorânea do estado alguns de seus principais “produtos” turísticos. Para apresentar o estado a visitantes – e também a potenciais investidores – de maneira mais bem dirigida, a geografia turística do estado foi dividida em 13 regiões diferentes, seis delas litorâneas. A mais conhecida é a Baía de bahia Todos os Santos – não só por vir dela o nome do estado como também porque a capital, Salvador, é uma das cidades que a compõe. Ao norte de Salvador, ao longo da rodovia conhecida como Linha Verde, fica a Costa dos Coqueiros, um dos roteiros mais procurados do estado.

REVISTA TURISMO 2014


João Ramos / Bahiatursa / divulgação

Cacau

Nessa área estão destinos conhecidos, como a Praia do Forte e a Costa do Sauípe, o maior conjunto de resorts do país. A partir de Salvador, mas na rota oposta do mapa, fica a Costa do Dendê, área que concentra a cultura da palma, árvore da qual se extrai o óleo de dendê, quase um sinônimo de culinária baiana. Ao sul da Costa do Dendê fica a Costa do Cacau. Além de ter sido por muitos anos a maior produtora mundial da fruta que dá origem ao chocolate, a área ganhou fama internacional nas obras do escritor Jorge Amado, que ambientou muitas de suas histórias na região – Itabuna, cidade natal do escritor, fica nessa faixa. A Costa do Descobrimento, mais ao sul, é, como seu nome sugere, o ponto em que os portugueses desembarcaram no território brasileiro pela primeira vez. Há muita história nessa região, a qual preserva casarões que contam um pouco sobre as origens do País. Mas não é só isso que faz dessa parte da costa baiana a segunda mais procurada pelos turistas no estado. Servida pelo aeroporto de Porto Seguro, a área concentra praias, falésias, manguezais e, ainda, três parques nacionais – o do Descobrimento, o do Monte Pascoal e o do Pau-Brasil –, com alguns dos trechos mais bem preservados de Mata Atlântica do País. E, no extremo sul do litoral baiano, fica a Costa das Baleias, conhecido ponto de observação das baleias-jubarte, que migram para a região para a temporada de acasalamento, que vai de julho a novembro. Do litoral norte, com seus sofisticados resorts, ao sul, com o turismo de observação de baleias, fica evidente como é vasta, rica e eclética a costa baiana. Mas que fique claro: longe do litoral, ainda há um estado inteiro a ser explorado.

A universe of activities. Bahia is highly experienced at receiving visitors for 514 years. On its coast the Portuguese navigators arrived in this territory for the first time. Bahia’s coast is the largest in Brazil with 932 km. That’s why some of its main tourist “products” are found on the coast, like Baía de Todos os Santos, for example. In north of Salvador, there is Costa dos Coqueiros where Praia do Forte and Costa do Sauípe are. In south, Costa do Dendê and Costa do Cacau, the land of Jorge Amado, a Brazilian contemporary writer, Costa do Descobrimento and Costa das Baleias. We would also like to say that towards the countryside there is a whole universe to be explored.

Un mundo de atracciones. No, no es mentira: Bahia tiene 514 años de experiencia en recibir visitantes. Eso porque fue en la costa de la provincia el punto de llegada de los portugueses al territorio brasileño. La costa de Bahia es la mayor del país, con 932 kilómetros de extensión. No por casualidad se encuentran en la región costera algunos de sus principales "productos" turísticos, como por ejemplo, Baía de Todos os Santos. Al norte de Salvador, está la Costa dos Coqueiros, donde se encuentran la Praia do Forte y la Costa do Sauípe. Al sur, está la Costa do Dendê, la Costa do Descobrimento, la Costa das Baleias y la Costa do Cacau, lugar de nacimiento del escritor Jorge Amado. Además de la costa, ¡hay mucho que conocer y disfrutar! REVISTA TURISMO 2014

83


Nem só de praias é feita a Bahia fronteira de cultivo de produtos como soja e algodão. Isso não impediu a região de ser mapeada também como destino turístico. Batizada de Caminhos do Oeste, essa zona oferece passeios por serras, cachoeiras, cavernas e rios como alguns de seus principais atrativos. No extremo oposto do mapa, na divisa com alguns dos municípios da Costa do Dendê – mas sem contato com o mar – fica a zona turística do Vale do Jequiriçá. A região tem como vocações o turismo rural e os esportes de natureza, como cavalgadas e canoagem. E, ao norte dali, fica a zona dos Caminhos do Sertão. Essa é uma zona turística ainda considerada em fase de maturação, mas seus atrativos a tornam diferente de todas as outras 12 grandes áreas do turismo baiano. Destacam-se suas estâncias hidrominerais e também o Parque Nacional de Canudos – originado do movimento social liderado por Antônio Conselheiro no início do século XX. Tamanha é a diversidade de opções que nem parece que todas estão em um único estado. TERESA TORRES / TURISMO BAHIA / DIVULGAÇÃO

Na área central do território baiano está a Chapada Diamantina, uma das maiores zonas turísticas do estado. Montanhas, lagos, cavernas e cachoeiras são as atrações dessa imensa área, que tem íntima ligação com a exploração dos garimpos ocorrida entre os séculos XVII e XIX – não por acaso, os dois principais circuitos de passeio na região foram batizados de “Ouro” e “Diamante”. Nessa área também está incluída a chamada Chapada Velha, considerada uma zona turística à parte. No norte da Bahia fica a região sob a influência econômica e cultural do rio São Francisco. Na geografia turística, a área foi dividida em duas zonas: a dos lagos e cânions do São Francisco e a Caminhos do Sudoeste. Ambas as zonas têm uma crescente afluência dos adeptos de esportes radicais, mas também do turismo de pesca – grandes lagos de hidrelétricas, como a de Paulo Afonso, por exemplo, estão nessa região – e de esportes náuticos. O oeste baiano cresceu em importância econômica para a Bahia nos últimos 20 anos como uma próspera

Chapada Diamantina

84

REVISTA TURISMO 2014


JOTA FREITAS / SETUR / DIVULGAÇÃO JOA FREITAS / DIVULGAÇÃO

Pelourinho – Salvador

More than beaches. In the central area of the state is Chapada Diamantina: mountains, lakes, caves and waterfalls are some of the attractions of this huge area that has a close connection to diamond-digging from the 17th and 19th centuries. With a huge economic and cultural influence, São Francisco River runs in the north region of the state attracting radical and nautical sport lovers as well as fishing tourism. The west part offers hiking in the mountains, waterfalls, caves and rivers. In the west border, Vale do Jequiriça is a touristic valley. The region is proper for rural tourism and outdoor sports such as horseback riding and canoeing. And if you go towards north in this region, you will find Caminhos do Sertão; this route has mineral water resorts and the National Park of Canudos.

Praia do Forte – Mata de São João

Otros destinos. En la zona central de Bahia está la Chapada Diamantina: montañas, lagos, cuevas y cascadas son los atractivos de esta vasta área, que tiene una estrecha relación con la explotación de minas que se llevó a cabo entre los siglos 17 y 19. Al norte se encuentra la región que tiene influencia económica y cultural del río São Francisco, que atrae a los amantes de los deportes extremos y también el turismo de pesca y deportes acuáticos. La parte occidental ofrece paseos por las montañas, cascadas, cuevas y ríos. En el extremo opuesto del mapa, está la Vale do Jequiriçá, que ofrece turismo rural y deportes de naturaleza, como paseos a caballo y canotaje. Al norte se encuentra la zona de los Caminos do Sertão, que se destaca por las estancias hidrominerales y también por el Parque Nacional de Canudos. REVISTA TURISMO 2014

85


RITA BARRETO / BAHIATURSA / DIVULGAÇÃO

A cultura baiana é um atrativo à parte A divisão da geografia turística da Bahia nas 13 zonas não significa que cada uma delas esteja engessada em um pacote limitado de atrações. Nem só de praia vivem as seis zonas litorâneas, por exemplo. A depender da época do ano em que o visitante desembarcar, aliás, é até possível que sequer ponha os pés na areia. Cachoeira e São Félix, por exemplo, duas cidades que fazem parte da zona turística da Baía de Todos os Santos, a mesma de Salvador, são atrações por si só. Localizadas na região do Recôncavo Baiano, são polos de atração do turismo histórico. Casarões antigos rememoram um pouco do Brasil Colônia, quando nessa área se concentravam grandes fazendas de cana-de-açúcar. E, em junho, mesma época em que a capital do estado recebe os jogos da Copa do Mundo, as duas cidades (irmãs siamesas, unidas pelo rio Paraguaçu), somadas a outras do Recôncavo – em particular Cruz das Almas –, são o centro tradicional das festas juninas no estado. No caso de Salvador, Carnaval é praticamente sinônimo de atração turística. Como a Copa do Mundo será no meio do ano, os visitantes não terão a oportunidade de conhecer nesse período uma das maiores festas do país, que ocorre habitualmente em fevereiro. Mas há atrações igualmente típicas e que não dependem de sazonalidade. O turismo étnico-afro, por exemplo, valoriza as raízes africanas da capital e dos municípios que a cercam. O legado dessas origens, presente no artesanato, nos costumes e na gastronomia pode ser conhecido em roteiros criados especialmente para esse fim. A Rota da Liberdade é uma delas. Esse caminho leva os visitantes à região de Santiago do Iguape, no Recôncavo Baiano, a uma hora e meia de Salvador, onde vivem ainda hoje remanescentes dos quilombos – comunidades formadas por escravos fugitivos. Outro dos trajetos, o roteiro étnico, passa pela Liberdade, o bairro mais populoso de Salvador, com 600 mil habitantes (o que faz dele o maior bairro de raízes africanas do país), e pelos principais terreiros de candomblé da cidade. O Carnaval é em fevereiro, mas sobram opções típicas do estado em todas as épocas do ano. 86

REVISTA TURISMO 2014

Festa de São João – Salvador

Cultural wealth. Cachoeira and São Félix are towns from the region called Recôncavo Baiano detached for being two historic places. You will see old buildings that take you back to the colonial Brazil when there were huge sugar cane farms in this area. In June, Recôncavo is the stage of the main “festas juninas” (June parties) in the state. In Salvador, Carnival is a synonym of tourist attraction. But there are other typical attractions that do not depend on the season. The Afro-ethnical tourism, for example: it shows the African roots in the capital and the surrounding towns – legacy left in the art, habits and gastronomy. Riqueza cultural. Cachoeira y São Félix, ciudades de la región del Recôncavo Baiano, son centros de atracción de turismo histórico. Mansiones antiguas recuerdan un poco de Brasil colonia, cuando en esta área se concentraban grandes fincas de caña de azúcar. Y en junio, el Recôncavo es el escenario principal de las festas juninas ( fiesta popular que ocurre en todo el país, pero es más expresiva en la región nordeste). Ya en Salvador, el Carnaval es practicamente un sinónimo de atracción turística. Pero también hay atracciones típicas que están presentes a todo el momento: el turismo étnico africano, por ejemplo, valora las raíces africanas de la capital y las ciudades que la rodean – herencia presente en la artensanía, en las costumbres y en la gastronomía.


ANรšNCIO pรกg 87


Fundada pelos jesuítas em 1554, a cidade de São Paulo – também conhecida como Terra da Garoa, Sampa e Pauliceia – é a capital econômica, política e cultural do estado de mesmo nome. Com uma população de 10 milhões de habitantes (20 milhões se considerada a região metropolitana), é o município mais populoso do Brasil e do continente americano. São Paulo é a cidade brasileira mais influente no cenário global, sendo considerada a 14ª mais globalizada do planeta. O município possui o 10º maior PIB do mundo, representando 12% do PIB brasileiro e 36% de toda a produção de bens e serviços do estado de São Paulo. É, também, a sede da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&FBovespa), uma das maiores do mundo em valor de mercado. Só o turismo de negócios proporciona 45 mil eventos por ano. São Paulo é um grande centro de entretenimento: são mais de 280 salas de cinema, 180 teatros, mais de 90 centros culturais e 110 museus, além de inúmeras casas noturnas dos mais diversos estilos para uma das noites mais agitadas do planeta. Sem falar nas compras – são 79 shoppings e dezenas de ruas de comércio especializado, como a famosa 25 de Março. E há mais de 12,5 mil restaurantes, com 52 tipos de culinária de todas as regiões do Brasil e partes do mundo. Assim, vale a pena descobrir esta cidade global, repleta de conhecimento, belezas naturais, tendências, cheiros e cores. The world in one city. Sao Paulo is the 14th most globalized city of the planet. The city has the 10th highest GDP of the world; it is a large entertainment, shopping and gastronomy hub with thousands of national and international restaurants. With the tenth highest GDP of the world, Sao Paulo is also the headquarters of Sao Paulo Commodities and Futures Stock Exchange; the world’s second largest in the market value. Business tourism brings 45 thousand events a year to the city. El mundo en una ciudad. São Paulo es la 14ª ciudad más globalizada del planeta. La urbe, que tiene el 10º mayor PIB del mundo, es un importante centro de entretenimiento, compras y gastronomía, con miles de restaurantes de cocina nacional e internacional. La ciudad cuenta con el 10 º mayor PIB del mundo y es sede de la Bolsa de Valores, una de las mayores del mundo. El turismo de negocios origina 45 mil eventos cada año. 88

REVISTA TURISMO 2014

~

Sa o Paulo Ponte Estaiada

caio silveira / DIVULGAÇÃO

O mundo todo está na maior cidade brasileira


Conheça São Paulo em todos os seus sentidos The “vibe” of São Paulo. There are several monuments, parks, theatres and museums to see. But some places are a must-see for those who want to understand the “vibe” of the city: Bela Vista (Italian neighbourhood), Liberdade (the Asian area), and shopping streets such as 25 de Março (Arab) and José Paulina (Israeli). These immigrants brought accents and cultural features to compose São Paulo. Such diversity is even more noticeable at Mercado Municipal, excellent place for those who want to feel the intensity of this metropolis. Kindly called “Sampa” by its habitants, this megalopolis is known by its intense night life and the endless variety of bars and restaurants for every kind of taste. The luxury segment is also representative with R$ 4 billion a year. El aura de São Paulo. Hay muchos monumentos, parques, teatros y museos para visitar. Pero quienes desean absorver el “aura” de la ciudad deben conocer lugares como: Bela Vista (barrio italiano), Liberdade (barrio oriental) y las calles comerciales como 25 de março (árabe) y José Paulino (israelí). Estos inmigrantes trajeron acentos y rasgos culturales, colores y sabores a São Paulo. Esta diversidad es aún más evidente en el Mercado Municipal, una parada obligatoria para aquellos que quieran conocer los sentidos intensos de la metrópoli. También llamada de “Sampa”, esta megalópolis es conocida por la intensa vida nocturna con muchos bares y restaurantes para todos los públicos y gustos. Otro punto a destacar es el segmento de lujo, que mueve R$ 4 mil millones cada año (alrededor de USD 1,6 mil millones). MIGUEL SCHINCARIOL / DIVULGAÇÃO

A capital paulista possui muitas opções turísticas. Os passeios na cidade incluem visitas a monumentos, parques, teatros e museus, como a Hospedaria do Imigrante, o Memorial da América Latina, o Museu da Língua Portuguesa, o Museu do Ipiranga, o MASP, o Museu do Futebol, a Pinacoteca, o Parque Ibirapuera, o Jardim Botânico e o Teatro Municipal, para citar alguns. Certos lugares precisam ser visitados por quem deseja absorver a “aura” da cidade. São eles: a Bela Vista (bairro italiano), a Liberdade (bairro oriental) e as ruas comerciais: 25 de Março (árabe) e José Paulino (israelita). Nesses lugares, é possível compreender a variedade de imigrantes que se instalou em São Paulo para alegra-la e desenvolve-la ainda mais. Levaram consigo, além dos sotaques e das características culturais, sua força de trabalho, sua vontade de prosperar e, é claro, suas cores e sabores, que se espalharam e se misturaram, criando uma nova “nacionalidade”: o paulistano. Sampa também é conhecida por sua agitada vida noturna e pela profusão de bares, boates e restaurantes, que servem a todos os gostos e públicos. São milhares de restaurantes de gastronomia típica de todas as regiões do Brasil e de todos os países. Comida chinesa, vietnamita, escandinava, japonesa, marroquina, árabe, judaica, enfim, encontra-se de tudo e a qualquer hora do dia ou da noite. Essa diversidade fica ainda mais evidente no Mercado Municipal, ou “Mercadão”, como é conhecido, parada obrigatória para aqueles que querem conhecer os aromas e os sabores intensos da metrópole – além, é claro, de experimentar os tradicionais sanduíche de mortadela e pastel de bacalhau, símbolos da cidade de São Paulo. O segmento de luxo vem crescendo exponencialmente na capital e movimenta R$ 4 bilhões por ano. A cidade concentra grande número de opções para os que querem pagar por conforto e sofisticação. São hotéis design e lojas de grifes, joias, carros importados, cosméticos, bebidas, restaurantes sofisticados de chefs mundialmente famosos, etc. Esse mercado também possui alguns endereços fixos na cidade. As principais lojas de grifes concentram-se nos arredores da Rua Oscar Freire, uma das dez ruas mais luxuosas do mundo. E também nos shoppings Iguatemi e Cidade Jardim, ou na Daslu. Uma inovação do turismo paulistano é a acessibilidade não só aos espaços físicos, mas também às informações compartilhadas pelos guias turísticos, contemplando as pessoas com deficiência em todas as suas ações. A Prefeitura de São Paulo criou, assim, uma série de Roteiros Temáticos, com audiodescrições, mapas de sensações e Centrais de Informação Turística posicionadas nas principais entradas da cidade, a fim de tornar o turismo paulistano acessível para todos. É a pauliceia preparada para lhe receber.

Rua 25 de Março


josé cordeiro / DIVULGAÇÃO

Motor da economia brasileira

Conhecido como a “locomotiva do Brasil”, o estado de São Paulo ocupa uma área pouco maior que a do Reino Unido. Está entre os locais mais populosos da América do Sul, tendo a maior população entre os estados do País: mais de 43 milhões de habitantes distribuídos em 645 municípios. No passado, o estado recebeu uma grande leva de imigrantes, entre eles italianos, portugueses, árabes, alemães, espanhóis e japoneses, processo que continua até hoje, transformando São Paulo na região mais cosmopolita do País. É responsável por 32% do PIB do Brasil e figura entre os estados com maior IDH. Possui a melhor infraestrutura do País, conta com mão de obra qualificada, fabrica produtos de alta tecnologia e abriga o maior parque industrial e a maior produção econômica do País. Contemplado com renomadas instituições de ensino e centros de excelência, são paulo São Paulo é o maior polo de pesquisa e desenvolvimento do

90

REVISTA TURISMO 2014


MIGUEL SCHINCARIOL / DIVULGAÇÃO

Campos do Jordão

Brasil, responsável por 52% da produção científica brasileira e, aproximadamente, por 1% da produção mundial. Além disso, o estado é destaque na pecuária e na agricultura. São 190 mil quilômetros quadrados plantados. No setor agrícola, as principais características são variedade e qualidade. Líder em agronegócios, é responsável por um terço do PIB agroindustrial do Brasil. Maior produtor mundial de suco de laranja e com a maior produção nacional de frutas (um terço do total), São Paulo também produz 80% da laranja para a indústria. Segundo maior produtor mundial de soja e de cana-de-açúcar, cultiva 25% dos legumes nacionais. Ainda há destaque para a produção de café, sendo considerado o quarto maior produtor mundial e o terceiro nacional, com 3,5 milhões de sacas de 60 quilos por ano. Com milhares de atrações culturais, é tradição do estado acolher grandes eventos, como a Bienal Internacional de Artes Plásticas, a Bienal do Livro, a Mostra Internacional de Cinema, o Festival Internacional de Curtas Metragens e o Festival Internacional de Artes Cênicas, além de festivais de blues, jazz, dança, cinema e teatro. Um dos destaques é o Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, que acontece no mês de julho. Nos esportes, é sede de quatro dos maiores e mais vencedores clubes de futebol do Brasil: Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos. O Campeonato Paulista é organizado pela Federação Paulista de Futebol e realizado ininterruptamente desde 1902, sendo o mais antigo torneio de futebol organizado no Brasil.

The engine of the economy. São Paulo state has the highest number of inhabitants in Brazil; more than 43 million people including millions of immigrants from 70 different nationalities – mainly from Italy and Portugal but also Arabia, Germany, Spain and Japan. It is the richest state of the country with 32% of the Brazilian GDP. It offers thousands of cultural events, as the International Biennial of Arts, the Book Biennial, the International Film Festival, the International Short Films Festival and the Scenic Art Festival. We detach Campos do Jordão International Festival; it happens in July. Motor de la economía. Conocida como la “locomotora de Brasil”, la provincia de São Paulo tiene la mayor población de Brasil, más de 43 millones de personas, y de este total hay 3 millones de inmigrantes de 70 nacionalidades diferentes – principalmente italianos y portugueses, pero también árabes, alemanes, españoles y japoneses. Se trata de una de las provincias más ricas, que representa el 32% del PIB del país. Con miles de atracciones culturales, acoge grandes eventos como la Bienal Internacional de Artes Plásticas, la Bienal do Livro, la Mostra Internacional de Cinema, el Festival Internacional de Curtas Metragens y el Festival Internacional de Artes Cênicas. Uno de los destaques es el Festival Internacional de Inverno en la ciudad de Campos do Jordão (a 170 km de la capital), que ocurre en el mes de julio. REVISTA TURISMO 2014

91


CRISTIANO FURTADO / DIVULGAÇÃO

Festa do Peão de Boiadeiro – Barretos

Um pouco de tudo e de todos em São Paulo Com a característica de ser um estado cosmopolita e tendo a população mais diversificada do Brasil – recebendo inclusive migrantes mineiros e nordestinos, em sua maioria –, São Paulo possibilita um turismo rico e com muitas opções culturais, em especial na capital. As opções vão de museus, teatros e casas de espetáculo espalhados por todo o território (São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto) a parques (Ilhabela, Ilha do Cardoso), praias (Bertioga, Guarujá, Santos), termas (Amparo, Águas de São Pedro), estâncias com clima europeu (Campos do Jordão) e locais para prática de esportes radicais (Brotas, Caconde, Atibaia). O folclore paulista é rico em festas, religiosas ou não, com danças, teatro, música, procissões, comidas típicas, indumentárias, etc. Na festa de Corpus Christi, por exemplo, confeccionam-se tapetes florais com motivos religiosos, que cobrem as ruas por onde passará a procissão. Entre outras cidades, são famosas: Matão, São Manuel e 92

REVISTA TURISMO 2014

Santana do Parnaíba. A festa típica com maior público é a do Peão de Boiadeiro. Por dez dias, Barretos (a 438 quilômetros de São Paulo e a 127 km de Ribeirão Preto) se transforma em uma cidade ao estilo country. A maior festa de rodeio do mundo atrai mais de 800 mil pessoas, que ocupam o estádio local, com capacidade para 35 mil pessoas, para assistir a provas de montaria e a shows musicais que celebram a cultura sertaneja. Um dos pontos altos do turismo de natureza é a Hidrovia Tietê-Paraná. A rota compreende 2,4 mil quilômetros de águas navegáveis, que perpassam 85 municípios, das proximidades da capital paulista até o extremo oeste do estado. As atividades oferecidas vão desde a integração com a natureza aos atrativos históricos demarcados pelos caminhos dos bandeirantes no desbravamento do interior paulista. O turismo hidroviário se destaca por parques aquaviários, represas, eclusas, cachoeiras, ilhas fluviais e baías, além das termas e das colônias de férias.


rubens chiri / DIVULGAÇÃO

Immaterial wealth. São Paulo is great for tourism with several cultural options. There are museums, theatres, show houses – mainly in the capital and cities like Campinas, Ribeirão Preto and São José do Rio Preto – but there are also islands – Ilhabela, Ilha do Cardoso–, beaches – Bertioga, Guarujá, Santos–, thermal springs – Amparo, Águas de São Pedro–, farms with European wheatear – Campos do Jordão–, places for radical sports – Brotas, Caconde, Atibaia–, and Tietê-Paraná waterway, one of the main spots for ecotourism. The folklore is rich in feasts, dances, theatres, music, processions, food and typical costumes. In Barreto we find the largest one, Peão, where more than 800 thousand people watch rodeos and musical concerts that celebrate the country culture. These attractions show the many sides of a cosmopolitan state constituted of people from everywhere in Brazil enabling the visitors to have a wide variety of options to experience.

José Cordeiro / DIVULGAÇÃO

Cachoeira da Roseira – Brotas

caio pimenta / DIVULGAÇÃO

Riqueza inmaterial. São Paulo ofrece un turismo diversificado y con muchas opciones culturales. De museos, teatros y salas de conciertos – sobre todo en la capital, Campinas, Ribeirão Preto y São José do Rio Preto – a parques (Ilhabela, Ilha do Cardoso), playas (Bertioga, Guarujá, Santos), hoteles de aguas termales (Amparo, Águas de São Pedro), estancias con clima europeo (Campos do Jordão) y lugares para la práctica de deportes extremos (Brotas, Caconde, Atibaia), además de la Hidrovia Tietê-Paraná, uno de los puntos destacados del turismo de naturaleza. El folclore de la provincia de São Paulo es rico en fiestas, bailes, teatro, música, procesiones, comidas y trajes típicos. La fiesta que se destaca es la del Peão de Boiadeiro en la ciudad de Barretos (a 440 km de la capital), donde más de 800 mil personas asisten a pruebas de monta a caballo y de toro y conciertos musicales que celebran la cultura local.

Bixiga

Mercado Público – São Paulo

REVISTA TURISMO 2014

93


Vinícius Fonseca / DIVULGAÇÃO Miguel Schincariol – Divulgação

Praia Vermelha do Norte

Estrada de ferro Campos do Jordão

94

REVISTA TURISMO 2014


T12.com.br

CHURRASCO, LANCHES OU PORÇÕES A AURORA ALIMENTOS TEM UMA LINHA COMPLETA DE PRODUTOS PARA VOCÊ E TODA A TORCIDA BRASILEIRA. MAIS SABOR E PRATICIDADE PARA FAZER DE CADA LANCE A SUA HORA MAIS GOSTOSA.

WWW.AURORAALIMENTOS.COM.BR FACEBOOK.COM/AURORAALIMENTOSOFICIAL


RUBENS CHIRI / DIVULGAÇÃO

MIGUEL SCHINCARIOL / DIVULGAÇÃO

Vale a pena conhecer em São Paulo

MIGUEL SCHINCARIOL / DIVULGAÇÃO

Passarela da Fé, na Basílica de Nossa Senhora Aparecida, um dos maiores templos católicos do mundo

Construída entre 1895 e 1901, no mesmo lugar da original de 1867, a Estação da Luz ainda funciona como estação ferroviária da cidade de São Paulo e abriga o Museu da Língua Portuguesa

VINÍCIUS FONSECA / DIVULGAÇÃO

Plantas expostas na Expoflora, realizada em Holambra, cidade polo de produção de flores no Brasil

Praia do Camburi, no litoral norte, bem na divisa com o Rio de Janeiro. De areias claras, fica próxima à cachoeira da Escada 96

REVISTA TURISMO 2014


Você está no

Brasil? Então conheça a Alemanha.

Are you in Brazil? Then get to know Germany.

Blumenau. Um pedaço da Alemanha tão autêntico que você não vai acreditar. Venha conhecer a cultura e a gastronomia de uma cidade vibrante, com muita vida noturna, um povo irresistivelmente hospitaleiro, em um pedaço da Europa bem aqui no Brasil. Blumenau: a Alemanha sem passaporte. Blumenau. A truly authentic German town. Come and enjoy the culture and cuisine of a vibrant city, with great nightlife and irresistibly hospitable residents. A bit of Europe right here in Brazil. Blumenau: Germany without a passport.

Secretaria de Turismo


VICTOR CARLSON

Amor à primeira vista

Um pouco m ais do Brasil

IN A S ANTA CA TA R

Farol de Santa Marta – Laguna

O estado de Santa Catarina tem personalidade. Seu encanto vem de um equilíbrio natural entre as identidades das paisagens humana e geográfica. Possui carisma, fruto da sinceridade das pessoas que o habitam e da composição equilibrada de seus contrates. Exerce uma atração poderosa sem se importar com comparações. É original e transcende seus limites. Não precisa competir com a vizinhança, os estados do Paraná e do Rio Grande do Sul, maiores e, até há pouco tempo, mais conhecidos. Nem sem importa com a fama carioca ou com a hegemonia econômica paulista, mesmo que seja um exemplo de seu desenvolvimento. Também não tenta fazer sombra à importância histórica de Minas ou do Nordeste, nem quer chegar perto da hegemonia ambiental do Pantanal mato-grossense ou da Amazônia. Santa Catarina é diferente. Mas isso não basta para entendê-la totalmente. Qual seu segredo, então, já que se destaca mesmo com um território menor e uma aparente disposição a não ocupar o alto do pódio entre os estados brasileiros? Quem mora nesse lugar ou o visita descobre esse segredo num relance. Costuma ser amor à primeira vista.

100

REVISTA TURISMO 2014 | UM POUCO MAIS DO BRASIL


rodrigo rocha / FOTO ARGUS

São Joaquim

É como conhecer alguém que parece fazer parte da nossa vida muito antes de chegarmos lá. Sua sedução surge de um milagre, pois soube compor, por motivos misteriosos, um rosto único, casando harmoniosamente porções opostas de sua realidade. É esse convívio que forma sua identidade arrebatadora. Basta ver como o estado combina a neve da serra, na remota e recolhida São Joaquim, com o calorão do Vale do Itajaí da festeira e laboriosa Blumenau; o profundo e fértil interior do seu lado oeste com a glória de seu litoral que atrai multidões, como as praias de Jurerê internacional, Balneário Camboriú e Laguna; sua pujança agrícola e industrial com o sucesso de lazer e turismo; seu perfil alemão dos descendentes dos primeiros imigrantes a aportarem no Brasil com a herança colonial açoriana; sua vocação de ilha debruçada sobre o continente, como acontece na capital, Florianópolis. É como se cada detalhe tivesse o seu avesso, idênticos numa coisa: são catarinenses. E há mais uma vantagem: Santa Catarina fica no caminho. Para quem vem do norte e se dirige para terras gaúchas, ou sai do extremo sul – tanto do pampa brasileiro quanto das capitais do Prata – rumo a São Paulo, Rio, Minas ou Nordeste, passa obrigatoriamente por lá. Por terra, mar ou ar. E, na passagem, é fisgado para sempre. É a oportunidade de conhecer a gente da terra. Orgulhosos do que são e possuem, os catarinenses projetam a necessária credibilidade de uma humanidade firmemente plantada em heranças num mundo que perde as raízes por toda parte. E, para não destoar do seu carisma, está ao mesmo tempo aberta a todas as tendências da modernidade.

Contrastive balance. Santa Catarina has a lot of charisma from its inhabitants and the smooth composition of its contrasts. Examples of discrepancies vary from the cold temperatures in the mountains, like the remote town of São Joaquim to the hot, laborious and partying Itajaí valley, like Blumenau. Another example is the profound and fertile countryside in the west dissenting from the glorious coast that brings many people to beaches like Balneário Camboriú and Laguna. There is agricultural and industrial strength matching with tourism and leisure; there is an island looking at the main land, shaping its capital, Florianópolis. It’s like every detail finds its opposite, but they resemble in one thing: they are all Santa Catarina. Equilibrio de contrastes. La provincia de Santa Catarina es diferente. Su encanto viene de un carisma natural, fruto de la sinceridad de las personas que la habitan y de la composición equilibrada de sus contrastes. Es solo ver como combina el frío de las montañas en São Joaquim, ciudad distante y reservada, con el calor intenso del Vale do Itajaí de la fiestera y laboriosa ciudad de Blumenau; el profundo y fértil interior de su lado oeste con la gloria de su costa que atrae multitudes a las playas de las ciudades de Balneário Camboriú y Laguna; su pujanza agrícola e industrial con el éxito del ocio y turismo: su vocación de isla inclinada sobre el continente, como ocurre en la capital Florianópolis. Es como si cada detalle tuviese su opuesto, pero idénticos en um detalle: son catarinenses.

UM POUCO MAIS DO BRASIL | REVISTA TURISMO 2014

101


VICTOR CARLSON

Um pouco m ais do Brasil

IS FL O RI ANO POL

Praia do Santinho

A Ilha cobiçada por todos O primeiro Andrada, o Patriarca da Independência, impediu que a Ilha de Santa Catarina fosse vendida aos ingleses, que já tinham tentado tomar conta daquelas paragens principalmente via incursão de corsários. É em homenagem aos piratas de Sua Majestade que uma das praias do norte da Ilha (entre as dezenas existentes na capital catarinense) se chama exatamente Ingleses, pois, contam os orgulhosos nativos, os ingleses foram rechaçados a pau e chumbo quando tentavam invadir as chácaras carregadas de víveres que se estendiam pelo reduto paradisíaco – a origem do nome também é creditada ao fato de um navio inglês ter naufragado em sua baía. José Bonifácio recusou a generosa oferta feita pela Coroa, preferindo a estratégia ao cofre, já que a estratégia garantia soberania, enquanto o cofre poderia se esvair por força de qualquer mudança de governo. Por interferência de um estadista, hoje os estrangeiros podem usufruir da bela cidade brasileira dividida entre ilha e continente e que nos últimos anos se transformou num caso de amor internacional. Os motivos da cobiça britânica eram bem explícitos, pois por muito tempo Desterro (este era seu segundo nome antes de ser batizado com o atual, em homenagem ao marechal Floriano Peixoto) foi um porto importante de abastecimento para os navios, que assim escapavam do fisco pesado de Salvador ou do Rio de Janeiro. Território livre, fora da intensidade do circuito comercial, supria os negócios de mantimentos e água, pois produzia de tudo em seu espaço fértil. Isso já tinha atraído, no final dos anos setecentos, poderosa frota espanhola, que se assenhoreou de tudo por algum tempo, já que não encontrou re104

sistência à altura. Os fortes que existiam dispunham de pouca guarda e pólvora vencida. Eis aí um bom início de roteiro turístico: visitar os fortes da ilha, hoje preservados e oferecendo vistas magníficas da paisagem, que já foi comparada, com merecimento, às mais belas do mundo. Essa preocupação com a defesa de um território que se situava na fronteira dos interesses dos impérios espanhol e português é um traço do voluntarismo dos habitantes locais, ciosos de seu patrimônio, que o oferecem ao olhar dos visitantes numa postura quase de aconselhamento: curtam, mas tenham cuidado!, pois é frágil o equilíbrio deste que é também um vasto sítio arqueológico, com inscrições em pedras e outros vestígios misteriosos. Esse charme de lugar antigo e que foi dinamizado pelo crescimento econômico e pelo turismo de alto nível oferece a simplicidade das rendeiras da Lagoa da Conceição e os traços de Portugal sobreviventes nos bairros e em algumas partes do centro. Trata-se de uma viagem no tempo, das idades antigas ao esplendor dos prédios da Avenida Beira Mar, com todas suas atrações gastronômicas, hoteleiras e noturnas. Mas há mais: as trilhas ocultas e pouco conhecidas, os bairros distantes na ilha espichada em 70 quilômetros de extensão, o sabor de lugares pouco visíveis e que existem por toda parte. Florianópolis é uma vitrina com alguns poderes escondidos na manga. Só visitando-a várias vezes para chegar perto de conhecer sua riqueza a ser decifrada. E quanto mais lugares são visitados, mais há para conhecer.

REVISTA TURISMO 2014 | UM POUCO MAIS DO BRASIL


Fortes e trilhas Navegar e subir, para conhecer fortalezas e trilhas, são os verbos desta aventura. As fortalezas mais importantes são a de Santa Cruz de Anhatomirim, com arquitetura de influência renascentista, a de São José da Ponta Grossa e a de Santo Antônio de Ratones, na Baía Norte, e a de Araçatuba, na Baía Sul. Atualmente, são preservadas como Patrimônio Histórico Nacional e gerenciadas pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). São visitadas por mais de 200 mil pessoas por ano. As trilhas são muitas e estão espalhadas por toda a Ilha, inclusive nas regiões mais urbanizadas, como a Trilha do Poção, localizada no bairro Córrego Grande. Mas algumas estão em áreas remotas, como aquelas que levam à paradisíaca praia da Lagoinha do Leste – e que se não for por trilha, só pode ser acessada por barco. Um dos caminhos da trilha parte da belíssima praia do Matadeiro (que leva esse nome por ser antigo ponto de matança de baleias), costeando o mar, e o outro caminho atravessa o morro, partindo da praia do Pântano do Sul – lá, não perca a oportunidade de conhecer o pitoresco Bar do Arante, o mais antigo restaurante à beira-mar da cidade.

La isla codiciada por todos. José Bonifacio de Andrada e Silva, el Patriarca de la Independencia, impidió que la Isla de Santa Catarina fuese vendida a los Ingleses. Él rechazó la generosa oferta hecha por la Corona, prefierendo la estrategia al cofre, ya que la primera opción garantizaba soberanía. Los motivos de la codicia británica eran muy explícitos, pues por mucho tiempo Florianópolis ha sido un puerto importante para abastecer los navíos de mantenimientos y agua, ya que producía mucho en su espacio fértil. Esto ya había atraído, a finales del siglo XVIII, la poderosa flota española, que se apropió de todo durante algún tiempo, ya que no encontró resistencia. Aquí es un buen comienzo para el itinerario del viaje: visitar los fuertes de la isla, que están conservados y ofrece vistas magníficas del paisaje. VICTOR CARLSON

Roteiros e programas

Everyone wants to be in this island. José Bonifácio de Andrada e Silva, the patriarch of the independence, did not allow this island to be sold to the British. He refused the generous offer of the Crown preferring to guarantee the sovereignty. The reason the British wanted the island was clear: Florianopolis was an important port for the ships food and water supply. This had attracted the powerful Spanish fleet in the end of the 18th century when they did not find enough resistance against that. And that’s where you can start sightseeing: visit the forts; they have been restored and offer magnificent landscapes.

Forts and trails. The most important forts are Santa Cruz de Anhatomirim, São José da Ponta Grossa, Santo Antônio de Ratones in the North Bay, and Araçatuba, in the South Bay. The island has dozens of trekking options, even in urban zones. Some are found in remote areas such as the trail that leads to the paradisiacal beach of Lagoinha do Leste – that can also be accessed by boat. Fuertes y senderos. Los más importantes son los fuertes de Santa Cruz de Anhatomirim, São José da Ponta Grossa y Santo Antônio de Ratones, en la baía norte, y Araçatuba, en la baía sur. Hay muchos senderos por la isla, incluso en las regiones más urbanizadas. Pero algunos se encuentran en zonas remotas, como los que llevan a la paradisíaca playa de Lagoinha do Leste - y si no es así, sólo se puede llegar a la playa en barco.

Forte de Sant’Ana e Ponte Hercílio Luz

UM POUCO MAIS DO BRASIL | REVISTA TURISMO 2014

105


Aurea Silva / DIVULGAÇÃO

Um pouco m ais do Brasil JO IN V ILLE

Escola do Bolshoi no Brasil

A cidade da dança A maior cidade de Santa Catarina é dona de diversos “apelidos”. É conhecida como “Manchester Catarinense”, em alusão à forte presença da indústria na economia local, mas também é a “Cidade da Dança” e a “Cidade das Flores”, em função de dois grandes eventos realizados na cidade e que atraem os interesses de milhares de visitantes: o Festival de Dança, em julho, e a Festa das Flores (realizada desde 1936), em novembro. Outro epíteto famoso é “Cidade das Bicicletas”, tradicional modo de transporte dos moradores. Tudo teve início com a colonização europeia, iniciada há 164 anos, principalmente por colonos alemães. Hoje Joinville oferece diversas atrações turísticas para o torcedor que passar por Santa Catarina, desde seu patrimônio histórico até os passeios ecológicos na Baía da Babitonga. No centro, o visitante deve começar pelo Museu 106

Nacional de Imigração e Colonização, um prédio datado de 1870. Móveis, fotografias e objetos de época retratam o modo de vida de seus primeiros moradores. No complexo do museu encontra-se uma típica casa com arquitetura germânica, no estilo enxaimel. O passeio na Baía é realizado pelo “Barco Príncipe”, em um trajeto que passa por várias ilhas até chegar à cidade histórica de São Francisco do Sul. Joinville abriga a única escola do Teatro Bolshoi fora da Rússia, referência em ensino e em cultura. A escola russa foi criada em 1773 e no Brasil, em 2000. A cidade foi escolhida em função da forte ligação com a dança e da notoriedade do seu tradicional festival, classificado pelo Guinness Book como o maior do mundo. Hoje, a escola proporciona formação educacional e artística de alto nível, “exportando” dezenas de alunos para vários países.

REVISTA TURISMO 2014 | UM POUCO MAIS DO BRASIL

The dance city. Joinville is the “Dance City”. It shelters the only school of the secular Bolshoi Theatre outside Russia, a reference in dance education and culture. The city was chosen due to its strong connection to this art and its Dance Festival notoriety, recognized as the world’s largest dance event in the Guiness Book. Nowadays, the school provides a high level of educational and artistic degree “exporting” students to several different countries. La ciudad de la danza. Joinville es conocida como la “Ciudad de la Danza”. La ciudad alberga la única escuela del secular Teatro Bolshoi fuera de Rusia, referencia en enseñanza de danza. La ciudad fue elegida debido a la fuerte conexión con este arte y la notoriedad de su Festival de Danza, calificado por Guinness Book como el mayor del mundo. Hoy la escuela ofrece una formación de alto nivel educativo y artístico, “exportando” alumnos a varios países.


victor carlson

Um pouco m ais do Brasil BAL. CAM BO RI

U

Praia Central

Balneário cosmopolita Uma baía de águas tranquilas com a orla esparramada por mais de seis quilômetros. Servindo de moldura do visual natural, um exuberante cenário urbano com prédios altos, construções sofisticadas e um dos skylines mais instigantes do país. Assim é Balneário Camboriú. Situado a 80 quilômetros de Florianópolis e a 30 minutos do aeroporto de Navegantes (SC), o jovem e badalado balneário, que comemora 50 anos de emancipação em 2014, atrai mais de um milhão de turistas brasileiros e estrangeiros nos meses de verão. A natureza rica e integrada aos hábitos de vida da cidade, o aparato comercial e gastronômico e a efervescência da noite de Balneário Camboriú também ajudaram a formar uma população heterogênea, de 120 mil pessoas de diferentes estados e nacionalidades. Entre os equipamentos turísticos se destaca o Cristo Luz, réplica em

menor escala do Cristo Redentor, que lança luzes superpotentes e coloridas sobre toda a cidade. As escunas que partem da Barra Sul e percorrem toda a extensão da baía, contornando a Ilha das Cabras, são outra dica de passeio. Em frente ao molhe da Barra Sul, está a estação de partida do Parque Unipraias: bondinhos teleféricos fazem a ligação entre a praia Central, a estação Mata Atlântica (no alto do morro da Aguada) e a praia de Laranjeiras, de natureza praticamente intocada, com águas claras, areia branca e vegetação farta. O complexo ainda conta com restaurantes, lojas, trenó de montanha e tirolesa. Seguindo um pouco mais adiante no sentido sul, chega-se às praias de Taquarinhas, Taquaras, Estaleirinho, Estaleiro e, finalmente, Pinho, o paraíso dos naturistas. Todo este percurso pode ser feito pela rodovia interpraias.

A Cosmopolitan sea town. A bay with calm waters and a long beach of six kilometres. On the contrast of a natural landscape, an astonishing urban scenery with high-standard buildings and one of the most incendiary skylines of the country. This is Balneário Camboriú. Just 80 km far from Florianópolis and 30 km far from the closest airport (Navegantes), the young sea town is celebrating its 50th anniversary and brings over a million Brazilian and foreign tourists in the summer. La joven ciudad cosmopolita. Una bahía de aguas tranquilas con la orilla que se extiende por más de seis kilómetros. Sirviendo de marco de la mirada natural, un exuberante escenario urbano con edificios altos, construcciones sofisticadas y uno de los horizontes más emocionantes del país. Así es Balneário Camboriú. La jovens y moderna ciudad, que celebra 50 años de emancipación en 2014, atrae más de un millón de turistas brasileños y extranjeros en el verano.

UM POUCO MAIS DO BRASIL | BRASIL TURISMO

107


victor carlson

Um pouco m ais do Brasil IT AJ A I

Igreja Matriz

Cidade voltada ao mar Itajaí é uma cidade surpreendente. Além de beleza natural encantadora, com praias e paisagens marcantes, nos últimos anos vem se destacando pelo vigor de sua economia. Atualmente, apresenta o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) de Santa Catarina. Só em 2013, a cidade registrou a abertura de 3 mil novas empresas. Situada a 97 quilômetros de Florianópolis, com traços açorianos bastante presentes, Itajaí tem na atividade portuária, na pesca e na agricultura sua base econômica. O Porto de Itajaí ocupa a segunda posição do país em movimentação de contêineres. Itajaí também possui vocação para o universo náutico. Essa ligação com o mar foi consagrada no ano de 2012, com a realização de uma parada da lendária regata Volvo Ocean Race, sendo o único lugar da Améri108

ca do Sul a ter esse privilégio. O sucesso já garantiu a próxima edição, em abril de 2015. E quando se fala em música e gastronomia, impossível não citar o Mercado Público Municipal. A construção histórica de 1917 é uma das joias da cidade. Artesanato, arte em madeira e cerâmica são alguns dos itens comercializados no espaço. Partindo do centro da cidade em direção às praias é que o visitante realmente vai se sentir maravilhado, começando pelas praias do Atalaia e Cabeçudas, separadas pelo curioso Bico do Papagaio, caprichosa formação rochosa que remete à forma da cabeça da ave. Ainda em direção ao sul fica a badalada Praia Brava, que vem sendo rapidamente urbanizada e já conta com diversos empreendimentos imobiliários de alto padrão e gastronomia internacional.

BRASIL TURISMO | UM POUCO MAIS DO BRASIL

A city that lives for the sea. About 97 km far from Florianopolis capital and with Azorean traits, Itajaí is a surprising city. Beyond its a charming nature with beautiful beaches and landscapes, the city has been growing economically especially due to its port activity and fishing and naval industries. Itajaí’s vocation is for the nautical universe. This connection was established in 2012 with the legendary regatta of Volvo Ocean Race. Una ciudad volcada hacia el mar. Ubicada a 97 km de la capital Florianópolis, con características de Azores bastante presentes, Itajaí es una ciudad increíble. Además de una encantadora belleza natural con playas y paisajes sorprendentes, en los últimos años se ha destacado por el arranque de la economía, basada principalmente en la actividad portuaria y en la industria pesquera, además de tener una fuerte presencia de la industria naval. Itajaí tiene vocación para el universo náutico.


Leo laps

Um pouco m ais do Brasil BLUMEN A U

Rua Xv de Novembro

O ânimo da diversidade Blumenau oferece uma diversidade que fica clara mesmo para quem visita rapidamente a região, colonizada a partir de 1850 pelas mãos do pioneiro Hermann Bruno Otto Blumenau (1819-1899), filósofo, administrador e químico farmacêutico alemão. A Cidade Jardim – assim chamada graças ao hábito alemão de colocar flores nas casas e nos espaços públicos – tornou-se bem urbana, e hoje conta com mais de 150 mil habitantes. Nessa Blumenau surpreendente, existe o turismo ecológico, que celebra Fritz Müller, nome do cientista e naturalista que morou e estudou a fauna e a flora da cidade. São nove atrações e treze trilhas, algumas por entre áreas remanescentes de Mata Atlântica. Um dos encantos de Blumenau é o sentimento de pertencimen-

to existente nos habitantes, e isso tem a ver com a multiplicidade das origens. Depois da onda alemã, foi a vez da turma da futura Azzurra se instalar no vale no final do século XIX, junto com os poloneses. Por isso, além da Oktoberfest, a segunda maior festa sobre cerveja do mundo, há a Festitália. De quebra, há também uma celebração da onda imigratória vinda mais do sul, com a existência dos Centros Tradições Gaúchas. Celebra-se também um evento chamado Stammtisch, tradicional reunião de associações, na Rua 15 de Novembro. Na cultura da Alemanha e da Áustria, o Stammtisch é um local de encontro, reservado em bar ou restaurante, para um grupo beber, comer e conversar. No Brasil passou a ser considerado uma “celebração à amizade”.

Cheerful diversity. Blumenau is a very diverse city. It was colonized in 1850 by Hermann Bruno Otto Blumenau, a German philosopher, administrator and chemist. Known as the garden city for its flowers, Blumenau is urban and ecologic, good for ecotourism. After German immigration, Italians came in the end of the 19th century. Thus, they have two famous ethnical parties: Oktoberfest, a beer celebration and Festitalia. La energía de la diversidad. Blumenau ofrece mucha diversidad al turista que la visita. La ciudad fue colonizada en 1850 por el pionero Hermann Bruno Otto Blumenau (1819-1899). La Ciudad Jardín – así llamada debido a la costumbre alemana de poner flores en las casas y espacios públicos – se ha convertido en ciudad bastante urbana, pero resiste el turismo ecológico, que celebra Fritz Müller, científico y naturalista que vivió y estudió la flora y la fauna de la ciudad. Italianos se instalaron al final del siglo 19. Además de la Oktoberfest, hay también la Festitália.

UM POUCO MAIS DO BRASIL | BRASIL TURISMO

109


mar e terra / divulgação

Um pouco m ais do Brasil Pesca

Pirarucu

País de águas férteis O pirarucu, espécie que só existe na Amazônia, é um dos maiores peixes de água doce do Brasil. Pode atingir três metros de comprimento e 200 quilos de peso. Também conhecido como o “Bacalhau da Amazônia”, tem características peculiares: não tem espinha, é carnívoro e vive nas várzeas dos grandes rios, onde as águas são mais calmas. Sua carne tem alto valor de mercado. Apesar de ameaçado de extinção, pesquisas recentes permitiram o desenvolvimento de sua reprodução em laboratório. Hoje já existem 233 unidades de produção do pirarucu, e a produção de carne do peixe passou de 10 toneladas em 2010 para 400 toneladas em 2013. O Brasil é um país privilegiado para o desenvolvimento da aquicultura e da pesca extrativista. Temos uma costa litorânea de 8,4 mil quilômetros e uma das maiores reservas de água doce do mundo. Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), o Brasil será um dos maiores produtores de pescado do mundo, alcançando 20 milhões de toneladas em 2030. Hoje a atividade mobiliza mais de 3 milhões de pessoas e um crescente mercado de desenvolvimento de tecnologia e equipamentos para o setor, em especial para a piscicultura, em 110

forte expansão. Outro segmento que se destaca é o cultivo de ostras e de mexilhões. O principal estado produtor é Santa Catarina, responsável por mais de 90% do mercado nacional. O litoral em torno da Ilha de Santa Catarina possui um dos melhores lugares para cultivo do mundo. A maricultura se desenvolveu a partir da década de 1980 como alternativa à pesca artesanal a partir de estudos e investimentos realizados em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina. A maior parte de sua produção é comercializada em São Paulo, e o próximo passo é a exportação para a Europa. No segmento da pesca no mar, o principal polo também está em Santa Catarina, concentrado em torno do Porto de Itajaí. Ao visitar as diferentes regiões do Brasil, não deixe de saborear toda a variedade de espécies da nossa produção de pescado. São tilápias, tambaqui, tambacu, carpa, pacu, ostras, camarões e lagostas, entre tantas outras espécies cultivadas ou pescadas. Temos desde carnes exóticas até produtos beneficiados de alto valor agregado, como, por exemplo, a ova de tainha, conhecida como Bottarga, muito valorizada na Europa. Um roteiro gastronômico imperdível.

BRASIL TURISMO | UM POUCO MAIS DO BRASIL

A country of fertile waters. Pirarucu is one of the biggest fresh water fish specimens of Brazil and it is only found in Amazon. It reaches three metres in length and weights 200 kg. Its meat has high market value. Brazil is a privileged country for aquaculture and extractive fishing development. Our coast is 8.4 thousand km long and we have one of the largest reserves of fresh water in the world. This ranks the country as one of the greatest fish producers of the world, reaching by 20 tons in 2030.

Gastronomia

País de aguas fértiles . El pirarucu, una especie que solo existe en la Amazonía, es uno de los más grandes peces de agua dulce en Brasil. Alcanza tres metros de largo y 200 kg. Su carne tiene un alto valor de mercado. Brasil es un país privilegiado para el desarrollo de la acuicultura y de la pesca extractiva. Tenemos una costa de 8,4 mil kilómetros y una de las mayores reservas de agua dulce del mundo, lo que nos califica como mayores productores de pescado del mundo, llegando a 20 millones de toneladas en 2030.


Pesca

Santa Catarina concentra a produção de ostras no Brasil

Viagem gastronômica Quem pretende aproveitar os jogos para conhecer o País não pode perder a oportunidade de degustar um verdadeiro tesouro gastronômico: o pescado brasileiro. São verdadeiras iguarias incrementadas com temperos típicos regionais que proporcionam uma verdadeira viagem de sabores. Produtos que estão cada vez mais presentes no dia-a-dia do brasileiro graças ao incremento da aquicultura, que vem ganhando força em todo o território. Que tal degustar um verdadeiro surubim do Pantanal? Calma, não precisa se preocupar com a origem do peixe. Os restaurantes de Cuiabá, por exemplo, oferecem moquecas e ensopados com peixes criados em cativeiro, de qualidade garantida e sabor sem igual. Outro peixe nativo do Brasil com produção em escala é o tambaqui. Você já ouviu falar em “costelinha de tambaqui” na brasa? O peixe é cultivado em fazendas em todo o Centro-oeste do País, onde também pode ser encontrado em restaurantes e supermercados como os de Brasília, a capital nacional. O tambaqui é farto em carne e, como seus espinhos são largos, parecendo verdadeiras costelas, pode ser consumido sem nenhuma preocupação. É ideal também para um assado

ou recheado no forno. O sabor é suave e aceita bem os temperos regionais, como coentro e a pimenta, presença certa nos restaurantes do Centro Oeste, do Norte e do Nordeste. Falando em Nordeste, é lá que o Brasil produz o seu camarão de cativeiro. Reconhecido pela qualidade, vai bem tanto frito quanto cozido, em mais de uma centena de pratos da culinária nacional. O cultivo está concentrado em estados como o Ceará e o Rio Grande do Norte. Entre os peixes marinhos, uma boa pedida é o “sirigado”, encontrado em diversas opções de restaurantes em Fortaleza (CE). É um peixe que proporciona um filé alto, servido na forma de churrasco. Mais ao Sul as fazendas oferecem ao turista a saborosa ostra. Quem der uma esticadinha até Florianópolis, pode se esbaldar experimentando as ostras vivas, no modo tradicional, ou em uma infinidade de pratos nos restaurantes no centro da cidade e em lugares paradisíacos como as comunidades de Santo Antonio de Lisboa e Ribeirão da Ilha, onde o casario português é uma atração à parte. Comer ostras de frente para o mar azul da Ilha de Santa Catarina, conhecida por ser verdadeiramente mágica, é um dos programas que não pode faltar no roteiro para a Copa.

Bares e restaurantes ueslei marcelino / ministério da pesca / divulgação

Um pouco m ais do Brasil

Bars and restaurants Bares y restaurantes

Florianópolis Porto do Contrato Rod. Baldicero Filomeno, 5544 Ribeirão da Ilha (48) 3337-1026 Marisqueira Sintra Rua Quinze de Novembro, 147, Santo Antônio de Lisboa (48) 3234-4219

Cuiabá Dom Chico Restaurante e Peixaria Rua 60, no. 620 - Bairro Boa Esperança (65) 3027-3267 Peixaria Lélis Rua Marechal Mascarenhas de Moraes, 36, Duque de Caxias, (65) 3322-9195

Fortaleza Restaurante Sirigaddo Avenida Barão de Studart, 825 - Aldeota (85) 3261-7272 Budega do Poço Endereço: Rua Frei Mansueto, 1168 - Varjota (85)3267-8308

Natal Restaurante Camarões Avenida Engenheiro Roberto Freire, 2610 - Ponta Negra (84) 3209-2424 Restaurante Mangai Endereço: Av. Amintas Barros, 3300 - Lagoa Nova. (84) 3206-3344

São Paulo Amadeus R. Haddock Lobo, 807, Cerqueira César, região oeste, São Paulo. (11) 3061-2859. Ville du vin R. Gaivota, 1.295, Indianópolis, região sul, São Paulo. (11) 5096-1283.

UM POUCO MAIS DO BRASIL | BRASIL TURISMO

111


Alexander David / shutterstock.COM

Bem-vindos ao Mato Grosso Diversidade é a melhor palavra para definir o que há de mais interessante para ser apreciado em Mato Grosso. Nos sentidos humano e biológico e em relação à sua paisagem cênica. Assim é o terceiro maior estado brasileiro em extensão territorial, com seus 3,2 milhões de habitantes espalhados em uma área de 903 mil quilômetros quadrados. Os primeiros europeus que para cá vieram e começaram a inserir o processo civilizatório, no século XVI, se depararam com um esplendor de recursos naturais e com os habitantes primevos da região, os índios. E dessa forma, a sempre questionável relação colonizadores X colonizados teve a sua largada neste pedaço do Brasil. A região mais habitada de Mato Grosso fica na capital, Cuiabá, com sua populosa área metropolitana com mais de um milhão de pessoas. A capital reparte, em termos gerais, sua identidade cultural com os municípios da chamada Baixada Cuiabana, que, atualmente, muitos preferem denominar de Baixada Pantaneira, o que é mais apropriado, devido a sua posição geográfica e a aspectos geológicos distintos, que remetem à dinâmica hídrica do Pantanal mato-grossense, formando um ecossistema e um estilo de vida muito peculiares. Municípios como Barão de Melgaço, Poconé e Cáceres ficam dentro do Pantanal mato-grossense e possuem hotéis e pousadas de qualidades variadas. Os dois primeiros municípios ficam próximos a Cuiabá, enquanto Cáceres fica mais distante, às margens do rio Paraguai, o principal tributário

112

BRASIL TURISMO | MATO GROSSO

das águas do Pantanal. A Baixada Pantaneira tem características comuns que se evidenciam na flora e na fauna singulares, com seus rios, ribeirões e córregos, além de algumas manifestações culturais similares, que estão entre as mais antigas do estado, como o cururu, o siriri e as festas de santo. São expressões seculares e refletem a pujança e a tradição da cultura popular matogrossense. Nesse contexto cabe a citação da viola de cocho, o alaúde pantaneiro, que surgiu através do homem que habitava esse ambiente inundável – o Pantanal. Escavado ao estilo de um cocho (tronco de madeira escavado e comprido onde se coloca alimento para o gado), em madeiras típicas regionais, produz um som único com suas cinco cordas que, antigamente, eram feitas de tripas de macacos e quatis, animais comuns do cerrado. Ela, a viola de cocho, mais um mocho (banco com assento de couro) e um ganzá (espécie de reco-reco, pequena vara comprida de madeira, com superfície cheia de sulcos) são os instrumentos que acompanham as cantorias do cururu, do siriri e também das festas de santo. As origens do cururu e do siriri, segundo pesquisadores, remetem a uma mistura de manifestações em que se registram influências europeias (de Portugal e da Espanha), indígenas e africanas. Há controvérsias em relação a isso, mas não cabem aqui. O que vale é o registro genérico e o convite aos turistas para que conheçam e apreciem essas manifestações, que têm


Welcome to Mato Grosso. Diversity is the word that defines what’s interesting about Mato Grosso. The most inhabited region is the capital, Cuiabá, and its populous metropolitan area. Towns as Barão de Melgaço, Poconé and Cáceres are in the Pantanal area. In the north, you can find the Amazon ecosystem with great jungles and rivers. In the east, the majestic Araguaia river, with many beaches and infrastructure for tourists. The main town of this region is Barra do Garças, by the margins of Araguaia. Its cultural atmosphere and prodigious nature of its surroundings bring a lot of visitors. If you travel about 40 minutes outside Cuiabá, you’ll find Chapada dos Guimarães, a town with good infrastrucure for tourists and breathtaking landscapes, with canyons, natural walls, falls and rivers. Bienvenidos a Mato Grosso. Diversidad es la mejor palabra para definir lo que hay de interesante en Mato Grosso. La zona más habitada se encuentra en la capital, Cuiabá, con su poblada área metropolitana. Ciudades como Barão de Melgaço, Poconé y Cáceres están dentro del Pantanal Mato-grossense. Al norte de la provincia, está el ecosistema amazónico con grandes bosques y ríos. Al este de Mato Grosso, está el majestuoso río Araguaia, con muchas playas y buena infraestructura turística. La principal ciudad de esta región es Barra do Garças, ubicada en las orillas del Araguaia. Su atmósfera cultural y la naturaleza pródiga de su entorno, por lo general atrae mucha gente. Vecina a Cuiabá, en un camino que se puede recorrer en unos 40 minutos, está Chapada dos Guimarães, ciudad con buena infraestructura turística y paisajes impresionantes, con sus cañones, acantilados, cascadas y arroyos. mike bueno / DIVULGAÇÃO

pequenas diferenças de uma para outra cidade da Baixada Pantaneira. Mato Grosso tem 42 etnias indígenas e há um rico mosaico na cultura dessas populações espalhadas pelas diferentes regiões mato-grossenses. O artesanato indígena pode ser apreciado e adquirido em várias cidades. Já a maior representatividade da cultura africana em solo mato-grossense está na cidade de Vila Bela da Santíssima Trindade, a primeira capital do estado. Ao norte do Mato Grosso está o ecossistema amazônico, com grandes florestas e rios. Quanto mais ao norte, mais conservada está a Amazônia mato-grossense, considerando que grande parte dela já foi desmatada, devido às atividades madeireiras e ao agronegócio. O turismo ainda não é uma atividade devidamente valorizada nessa região do estado. A exceção fica para Alta Floresta, município onde está o Parque Estadual do Cristalino, que conta com ótima estrutura hoteleira e área bastante preservada, atraindo muitos turistas internacionais. Ao leste de Mato Grosso, na divisa com Goiás, está o majestoso rio Araguaia, com muitas praias e boa estrutura turística. A principal cidade dessa região é Barra do Garças, situada às margens do Araguaia. Sua atmosfera cultural e a natureza pródiga do seu entorno costumam atrair intensa visitação. Vizinha a Cuiabá, em um trajeto que pode ser percorrido em cerca de 40 minutos, está a Chapada dos Guimarães, cidade com boa estrutura turística e paisagens cênicas impressionantes, com seus cânions, paredões, cachoeiras e riachos. É importante frisar que muita prudência e pouca velocidade são regras obrigatórias aos motoristas, e os turistas devem exigir isso quando se locomoverem pelas rodovias.

Jacarés em focagem noturna

MATO GROSSO | BRASIL TURISMO

113


Filipe Frazao / Shutterstock.com

Pantanal O Pantanal, uma das maiores extensões alagadas e contínuas do planeta, muda de paisagem conforme a época. De novembro a abril, a altitude média da região – 100 metros – e seu relevo plano, com pouca declividade, facilitam o alagamento no tempo das chuvas. É na época da estiagem, de maio a outubro, que a vegetação típica do cerrado, com árvores de porte médio entremeadas de arbustos e plantas rasteiras, pode ser mais observada, e também é nesse período que as árvores de grande porte florescem, enchendo de cores a extensa planície inundável. Com as águas baixas, a paisagem apresenta campos, bancos de areia e ilhas, além de os rios retomarem seus cursos naturais. E esse mundo das águas segue o caminho das depressões do solo, formando os corixos, que são canais que ligam as águas paradas das baías e lagos àquelas em movimento dos rios. Para quem vai se esbaldar com a beleza da ambiência pantaneira, recomenda-se levar pelo menos duas coisas ao passeio: uma máquina fotográfica ou filmadora para perpetuar a experiência e, claro, o indispensável repelente contra insetos. Pantanal wetlands. The drought season is from May to October, the water level lowers, the typical cerrado vegetations are more evident and the tall trees bloom giving a lot of colours to the extensive floodplain. Pantanal. De mayo a octubre, época de la estación seca, cuando las aguas bajan, la vegetación típica del cerrado se hace más evidente y los árboles grandes florecen, llenando de colores la extensa llanura inundable.

Fauna pantaneira A diversidade da fauna pantaneira impressiona. Das cerca de 1,8 mil espécies de aves catalogadas no Brasil, 650 já foram registradas no Pantanal. A exuberância abrange ainda 124 espécies de mamíferos, 263 de peixes e 1,1 mil de borboletas. Muitos animais que estão em risco de extinção em outras regiões brasileiras são abundantes no local, como o cervo, a capivara e o tuiuiú, ave símbolo do Pantanal. Estes animais não são difíceis de ver. Agora, quando o turista consegue ver uma sucuri (anaconda) ou o mamífero que está no topo da cadeia alimentar da região, a onça, aí sim tem muita história para contar. Fauna from Pantanal. There are about 263 species of fish, 124 of mammals, 650 of birds, and 1.1 thousand of butterflies. Fauna de Pantanal. La exuberante fauna abarca 650 especies de aves, 124 de mamíferos, 263 de peces y 1,1 mil de mariposas. 114

BRASIL TURISMO | MATO GROSSO

Passeio a cavalo – Pantanal


Amazônia

Biodiversidade

A Amazônia é o maior bioma brasileiro e, dos seus 5,5 milhões de quilômetros quadrados, 10% encontram-se no Mato Grosso. A Amazônia mato-grossense está situada na região norte do estado. A cidade com melhor infraestrutura é Alta Floresta, onde, há vários anos, se pratica um ecoturismo de excelente nível. Um passeio pela famosa floresta tropical, conhecida e reverenciada no mundo inteiro, é sempre algo de tirar o fôlego. Por trilhas ecológicas que se embrenham floresta adentro e em passeios de barco, o turista tem boas opções para gastar suas retinas ao se aventurar numa experiência bastante original. O clima na floresta amazônica é quente e úmido, por causa da proximidade com a Linha do Equador. Assim como no Pantanal, ter sempre à mão uma câmera fotográfica e um repelente contra insetos é algo importante.

São mais de 3 mil espécies de árvores, algumas com mais de 50 metros de altura. Com árvores grandes e que crescem muito próximas umas das outras, as espécies de vegetação rasteira são presentes em pouca quantidade na floresta, já que o solo amazônico é pouco atingido pelos raios solares. Nesta floresta densa, o avistamento da fauna não é privilegiado, mas isso não chega a ser decepcionante, devido à maravilhosa paisagem cênica que se registra na Amazônia. Boa parte da fauna amazônica vive nas árvores e tem pequeno ou médio porte, como as cobras, os marsupiais, os roedores e os morcegos. A região abriga milhares de espécies de aves e 427 mamíferos. Os primatas, as aves, os anfíbios e os peixes, na Amazônia, apresentam uma expressiva diversidade em nível de taxonomia, diversidade que é considerada a maior dentro dos limites do continente americano. A pesquisa científica, cada vez mais presente na Amazônia, vem alterando constantemente os números desses registros taxonômicos.

Amazonía. A través de senderos ecológicos que existen dentro de la selva y paseos de barco, los turistas tienen buenas opciones para aventurarse en una experiencia única.

Biodiversity. In the Amazon of Mato Grosso, there are more than 3 thousand species of trees, 1.8 of birds, 427 of mammals. Biodiversidad. Hay más de 3 mil especies de árboles, 1,8 mil de aves y 427 de mamíferos en Amazonía mato-grossense. Cristalino Jungle Lodge / DIVULGAÇÃO

Amazon. Find one option to have an adventure in a very original way. You can either go trekking in trails through the jungle or also have boat trips.

Parque Estadual do Cristalino

MATO GROSSO | BRASIL TURISMO

115


josé medeiros / DIVULGAÇÃO

Cáceres A 234 quilômetros de Cuiabá, Cáceres é apelidada de “Princesinha do Paraguai”, o principal rio das águas do Pantanal. Passear por ele e por seus afluentes é a mais interessante atividade turística da cidade, assim como saborear o pescado regional. Os passeios podem ser realizados em pequenos barcos ou nas chalanas – embarcações maiores, estruturadas com restaurantes e dormitórios, com capacidade para várias pessoas. Fundada em 1778, Cáceres tem um Centro Histórico composto por significativo conjunto de imóveis, a maior parte deles do século XVIII. Os estilos colonial e neoclássico predominam nos casarões antigos, mas também estão presentes resquícios do neogótico e do art decô. Sugestões de hospedagem: Barco Hotel Babilônia (65) 3223-1379, Hotel Baiazinha (65) 3291-1036, La Barca Hotel (65) 3223-5047. Cáceres town. You can have boat trips in Paraguay River and taste its regional fish. Cáceres. Pasear por el Río Paraguay y sus afluentes es la principal actividad turística de Cáceres, así como saborear el pescado regional.

Vila Bela da Santíssima Trindade Situada a 533 quilômetros de Cuiabá, praticamente na fronteira com a Bolívia, Vila Bela da Santíssima Trindade, fundada em 1752, foi a primeira capital de Mato Grosso. É o município mato-grossense onde mais se faz presente a cultura africana. Durante boa parte de sua história, a cidade foi habitada apenas por escravos, abandonados no local quando a população branca transferiu-se para a nova capital, em 1835. Festas de santos, danças como o chorado e o congado, a arquitetura antiga e o Palácio dos Capitães Generais, monumento arquitetônico do século XVII que foi restaurado, são atrativos turísticos. Nesse palácio, que fica no centro da cidade, estão obras sacras, imagens e objetos. Belas cachoeiras para se refrescar e a bebida alcoólica canjinjin – que dizem ter efeitos afrodisíacos – também estão neste pacote turístico. Sugestões de hospedagem: Hotel Vila Bela (65) 3259-1084, Hotel Guaporé (65) 3259-1030, Pousada Paço das Onças (65) 3259-1491. Vila Bela da Santíssima Trindade town. With saint feasts, dances such as chorado and congado, old architecture, and Capitães Generais Palace, it is an architectonic monument from the 17th century. Vila Bela da Santíssima Trindade. Fiestas de santo, bailes como el chorado y congado (origen africano), la arquitectura antigua y el Palácio dos Capitães Generais, monumento arquitectónico del siglo XVII, son atractivos de la antigua capital de la provincia. Ruínas de igreja em Vila Bela

116

BRASIL TURISMO | MATO GROSSO


Poconé

Barão de Melgaço

Fundada em 1781, Poconé fica a 100 quilômetros de Cuiabá, na região do Pantanal mato-grossense. Tipicamente pantaneira e aconchegante, parte de suas casas é remanescente da arquitetura do século XIX. Na cidade começa a Transpantaneira, estrada não asfaltada que atravessa o Pantanal por 150 quilômetros. A região cortada pela rodovia conta com dezenas de pousadas e hotéis, que oferecem serviços como passeios a cavalo, a pé e de barco, inclusive durante a noite, já que boa parte dos animais têm hábitos noturnos. Trafegar pela Transpantaneira, com suas inúmeras pontes, possibilita o avistamento da linda paisagem pantaneira e de inúmeras espécies da fauna, como jacarés, capivaras e aves, que não se incomodam com o trânsito. Sugestões de hospedagem: Araras Lodge (65) 3682-2800, Pouso Alegre Lodge (65) 3023-8220, Pousada Curicaca (65) 9951-9157.

Situada a 128 quilômetros de Cuiabá, Barão de Melgaço é outra cidade tipicamente pantaneira. Fundada em 1954, seus 8 mil habitantes mantêm vivas suas manifestações culturais, como as festas religiosas e a “dança do lenço”, além de preparar o peixe com competência. O município fica numa região do Pantanal de volumosas águas, e menos de 3% de seu território fica em terra firme. Entre as atrações turísticas estão passeios de barco com safáris fotográficos, focagem de jacarés no período noturno e visitas aos ninhais – árvores onde as aves pantaneiras criam seus filhotes. Outro destaque é a Baía de Chacororé, uma das maiores do Pantanal, com 180 quilômetros quadrados e incríveis paisagens e histórias. Há ainda a Baía de Siá Mariana, também muito bonita e com 50 quilômetros quadrados. Sugestões de hospedagem: Pousada Rio Mutum (65) 3052-7022, Pousada Baguari (65) 9943-7369, Pousada Foad (65) 9958-5929.

Poconé. Típicamente de la region de Pantanal y acogedora, parte de sus casas son remanentes de la arquitectura del siglo XIX.

Barão de Melgaço. Entre los atractivos turísticos están los paseos de barcos con safaris fotográficos, observación de yacarés por la noche, y visitas a los árboles donde las aves de Pantanal cuidan a sus crías. marcos bergamasco / secom mt / DIVULGAÇÃO

Poconé town. Typical from the Pantanal region and cosy, its houses are reminiscences from the 19th century.

Barão de Melgaço town. You can have boat trips with photographic safaris, alligator watching at night and trips to “ninhais”, where the local birds raise their offsprings.

Cavalhada

MATO GROSSO | BRASIL TURISMO

117


Lodge Cristalino / DIVULGAÇÃO

Alta Floresta Alta Floresta fica a 774 quilômetros de Cuiabá, percurso que pode ser feito de avião. Fundada em 1976, tem um perfil cultural ainda em formação, sendo que o destaque vai para o Teatro Experimental de Alta Floresta, uma companhia que já existe há 30 anos e que é reconhecida nacionalmente, produzindo uma dramaturgia arrojada e muito voltada para o desenvolvimento da cultura regional. O clima do local é quente durante todo o ano, mas noites frias são comuns, especialmente durante os meses mais secos, de junho a outubro. Como em qualquer floresta tropical, pode haver tempestades ocasionais, geralmente seguidas pelo céu ensolarado e brilhante. Alta Floresta town. It is the portal to enter in the Amazon of Mato Grosso. Alta Floresta. Alta Floresta es la puerta de entrada para la Amazonía mato-grossense.

Cristalino Lodge Apesar de o turismo na região amazônica do estado não ser desenvolvido, em Alta Floresta, especificamente, a floresta se torna um dos principais atrativos matogrossenses, graças à estrutura do Cristalino Lodge. O hotel está situado às margens do Rio Cristalino, cujas águas fazem jus ao nome, em uma unidade de conservação particular que tem 11.399 hectares e é vizinha do Parque Estadual do Cristalino, que tem 180 mil hectares. O hotel foi classificado, em 2013, como um dosssss 25 melhores ecolodges do mundo, pela National Geographic Traveler. Entre as atividades oferecidas pelo hotel estão caminhadas por 30 quilômetros de trilhas, passeios de barco e canoagem. Mas a observação da fauna e da flora é o ponto forte do local, onde são encontradas espécies como gavião-real, falcão-críptico (mais de 570 espécies de aves já foram catalogadas na região), ariranha, lontra, cateto de colar-branco, bugio-de-mão-vermelha, castanheira, mogno e palmeira inajá. Para chegar ao local, partindo de Alta Floresta, se gasta uma hora e meia de carro e em seguida mais meia hora de barco. (66) 3521-1396. Cristalino Lodge. From the hotel, you can observe the local fauna and flora. There, you can see species such as gavião-real (hawk), falcão-críptico ( falcon), giant otter, otter, bugio-de-mão-vermelha (monkey), chestnut, mahogany tree and inajá palm tree. Cristalino Lodge. La observación de la fauna y de la flora es el punto fuerte del hotel, donde se encuentran especies como gavião-real, falcão-críptico (más de 570 especies de aves han sido catalogadas), ariranha, lontra, cateto de colar-branco, bugio-de-mão-vermelha, castanheira, mogno y palmeira inajá. 118

BRASIL TURISMO | MATO GROSSO

Alta Floresta


Christopher Kolaczan / shutterstock.com

JacarĂŠ-do-Pantanal

MATO GROSSO | BRASIL TURISMO

119


edson rodrgues / secom Mt / divulgação

Barra do Garças

Aura mística

Barra do Garças

O aspecto místico de Barra do Garças surge através de curiosos fatos, como um suposto portal interdimensional com ligação direta a Machu Picchu, no Peru, que teria sido descoberto pelo explorador inglês Coronel Percy Fawcett, desaparecido em circunstâncias misteriosas em 1925. Outra curiosidade se relaciona com a visualização de Óvnis na cidade e em sua região. Tais registros, inclusive, levaram, nos anos 1990, à construção de um aeroporto para discos voadores em Barra do Garças.

No leste mato-grossense, na divisa com Goiás, está Barra do Garças, cidade banhada pelo famoso rio Araguaia. O misticismo, a atmosfera cultural e as belezas naturais geram boa visitação turística ao município, localizado a 550 quilômetros de Cuiabá. Belas praias e a Serra do Roncador, que ali começa, compõem a generosa oferta da natureza regional. O ecoturismo é viável em boas trilhas localizadas praticamente dentro da cidade, que também abriga belíssimas cachoeiras. Para relaxar, há o Parque das Águas Quentes, com piscinas hidrotermais em que a água tem temperaturas entre 31 e 43ºC. Barra do Garças possui um perfil cultural muito diferenciado daquele que se verifica em Cuiabá e nos municípios próximos à capital. Há influências da cultura de Goiás, especialmente, na musicalidade e na gastronomia que a cidade oferece. O município é também uma porta de entrada para a Amazônia Legal e foi o ponto de partida da Expedição Xingu, dos indigenistas Irmãos Villas-Bôas. A história da cidade tem ligação direta com índios de várias etnias, habitantes primevos da região. Sugestões de hospedagem: Araguaia Park Hotel (66 34021500), Tawfiqs Palace Hotel (66 3401-1718), Esplanada Palace Hotel (65 3401-2157).

Mysticism. The mystic aspect of Barra do Garças town comes from curious facts as UFO witnessing and a supposed inter-dimensional portal with a direct connection to Machu Picchu in Peru.

Frontpage / shutterstock.COM

Aura místico. El aspecto místico de Barra do Garças surge a través de hechos curiosos, como aparición de ovnis y un supuesto portal interdimensional con conexión directa a Machu Picchu en Perú.

Barra do Garças town. Beautiful river beaches and mountains from the beginning of Roncador Mountains compose the generous nature of the place. Rio Araguaia

120

BRASIL TURISMO | MATO GROSSO

Barra do Garças. Hermosas playas en el Río Araguaia y la Serra do Roncador, que comienza allí, conforman la generosa oferta de la naturaleza regional de Barra do Garças.


Itajaí

Uma cidade que inspira e cresce por você

Destaque Internacional com grandes eventos náuticos

Entre as 100 cidades que mais investem e geram empregos no Brasil

Uma das cidades que mais crescem no Brasil

2º maior PIB de Santa Catarina

Maior superávit do Estado

www.itajai.sc.gov.br


Chapada dos Guimarães

Parna

Com uma paisagem deslumbrante, a Chapada dos Guimarães está entre os mais destacados roteiros turísticos de Mato Grosso. Fica a pouco mais de 60 quilômetros de Cuiabá, porém, sua altitude é de 811 metros, enquanto na capital não chega a 100 metros. Entre os destaques locais estão 46 sítios arqueológicos, dois sítios paleontológicos, 59 nascentes, 487 cachoeiras, 157 quilômetros de paredões, 42 imóveis tombados pelo Iphan e mais de 30 espécies endêmicas de vida. Outro atrativo é o frio registrado na cidade durante os meses de junho e julho, quando a temperatura chega a 10ºC e a neblina invade a noite. O município é pródigo na produção do artesanato, fruto do trabalho de artesãos locais que nasceram ou adotaram a cidade como local para viver, alguns praticando o estilo de vida que remete ao movimento hippie. Os produtos são encontrados no comércio local e também em feiras, que acontecem semanalmente na praça central da cidade. Em Chapada existem dezenas de hotéis, pousadas e restaurantes com boa estrutura, oferecendo bons serviços. Sugestões de hospedagem: Pousada Village Chapada (65) 3301-1611, Hotel Turismo (65) 33011176, Pousada Penhasco (65) 3301-1555.

As belezas naturais da Chapada têm a sua conservação garantida nos 3,3 mil quilômetros quadrados do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães (Parna). Situado na rodovia Cuiabá/Chapada, a cerca de 15 quilômetros antes da cidade, o Parna é ideal para quem quer conhecer a pujança do cerrado. O Morro de São Gerônimo, situado no Parque, é um dos cartões postais do município e do estado. Cachoeiras como a Véu de Noiva e a da Independência estão entre as mais belas do local. A visitação ao Parna deve ser feita com guias que conheçam bem sua área. (65) 3301-1133.

Cachoeira Véu de Noiva

Chapada dos Guimarães

122

BRASIL TURISMO | MATO GROSSO

secom mt / DIVULGAÇÃO

Chapada dos Guimarães. Con un paisaje impresionante, Chapada dos Guimarães es uno de los itinerarios turísticos más destacados de Mato Grosso.

Parna. El Morro de São Gerônimo, ubicado en Parna, es una de las postales de la provincia. Cascadas como Véu de Noiva y la Independência están entre las más bellas del lugar. marcos bergamasco / secom mt / DIVULGAÇÃO

Chapada dos Guimarães town. With an amazing landscape, Chapada dos Guimarães is one of the top tourist destinations of Mato Grosso.

Parna - National Park. São Gerônimo hill is one of the post cards of the state. You can also visit waterfalls such as Véu de Noiva and Independência.


Pantanal

Roberto Tetsuo Okamura / shutterstock.com

Colhereiro

MATO GROSSO | BRASIL TURISMO

123

Roberto Tetsuo Okamura / shutterstock.com


elaine perassoli / secretaria do desenvolvimento do turismo / DIVULGAÇÃO

Cachoeira em Jaciara

Jaciara

Nobres

Situada a 144 quilômetros de Cuiabá, Jaciara tem população de 27 mil habitantes. Apesar de pequena, a cidade vem descobrindo sua vocação turística e, há mais de dez anos, vem sendo invadida por adeptos da prática dos esportes radicais. Com relevo irregular, matas e pequenos rios cheios de quedas, Jaciara oferece condições favoráveis à prática de rafting, rapel, trilhas e canoagem. Para quem quiser ir mais devagar, não faltam opções, como banhos em piscinas naturais de águas termais. Vale o registro do ponto turístico mais tradicional da cidade, a Cachoeira da Fumaça. Há várias comprovações de que a região já era habitada num passado remoto, especialmente pelos índios Bororó, que tinham grande população em Mato Grosso. Dentro dos limites do município também foram encontradas inscrições rupestres em grutas, nos anos 80. Sugestões de hospedagem: Hotel Pousada Rosa dos Ventos (66) 3461-4450, Taba Hotel (66) 3461-1541, Balneário Thermas Cachoeira da Fumaça (66) 3461-2570.

Antes de se tornar um município em 1964, muito antes, no século XVIII, Nobres era ponto de passagem de garimpeiros que trabalhavam em Mato Grosso. E ainda antes foi território habitado pela etnia indígena Bakairi. Já foram descobertos, nas proximidades de Nobres, sítios arqueológicos e inscrições rupestres que comprovaram a antiguidade da presença humana na região. As belezas naturais do entorno dessa pequena cidade, de apenas 17 mil habitantes, vêm atraindo visitação cada vez mais intensa. Situado a 125 quilômetros da capital, nos meandros da Serra do Tombador, o município oferece cachoeiras, grutas e pequenos rios de água transparente, nos quais se pode fazer flutuação. Sugestões de hospedagem: Pousada São Jorge (65) 3376-1131, Pousada Bom Jardim (65) 3102-2018.

Jaciara town. With irregular relief, forests, rivers and falls, Jaciaria is excellent for rafting, rappel, trekking, canoeing and diving in natural pools of thermal springs. Jaciara. Con relieve irregular, bosques y ríos llenos de caídas, Jaciara ofrece condiciones favorables para la práctica de rafting, rappel, senderismo y canotaje, y también baños en piscinas naturales de aguas termales. 124

BRASIL TURISMO | MATO GROSSO

Nobres town. In the meander of Serra do Tombador, Nobres has waterfalls, caverns and small rivers with crystal clear waters, excellent for floating. Nobres. Ubicada alrededor de la Serra do Tombador, la ciudad de Nobres ofrece cascadas, cuevas, pequeños ríos de aguas claras donde se puede flotar.


Contatos úteis Consulados

Segurança

Deutschland: (65) 3626-1309

Bombeiros (24 horas): 193

Paraguay: (65) 3032-0721 / 3023-0721

Juizado da Infância e do Adolescente: (65) 3653-1109 Polícia Civil (plantão/24 horas): 197

Informações ao turista

Polícia Federal (plantão/24 horas): (65) 3614-5665

Aeroporto Marechal Rondon: (65) 3614-2500 / 3614-2511

Polícia Militar (plantão/24 horas): 190

OM Câmbio: (65) 3624-9400

Delegacia da Mulher: (65) 3901-5326 / 3901-4272

Confidence Câmbio: (65) 3644-0019 Rádio Táxi Alô Táxi: (65) 3026-6364 Secretaria Municipal de Turismo de Cuiabá: (65) 3617-1225 e 3617-1227 CAT (Centro de Atendimento ao Turista): 0800-6451225 Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Turismo: (65) 3613-9300

Saúde Emergência Médica (24 horas): 192 Complexo Hospitalar São Mateus: (65) 3051-2222 Hospital Santa Rosa: (65) 3618-8000 Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá: (65) 3617-7876 Hospital Jardim Cuiabá: (65) 3051-3000 secom mt / DIVULGAÇÃO

Rádio Táxi Cuiabana: (65) 3322-6664

Águas transparentes – Nobres

MATO GROSSO | BRASIL TURISMO

125


Cuiabรก


Flutuação - Nobres


Viajar por Mato Grosso é descobrir lugares incríveis abençoados pela natureza. Venha se aventurar em

cachoeiras imensas, praticar rapel e rafting em cenários inspiradores, mergulhar em lagos de água cristalina e contemplar paisagens e animais selvagens de um jeito surpreendente. Você vai descobrir que Mato Grosso é o destino que estava faltando na sua vida.

Vem, Mato Grosso é lindo !

Conheça mais lugares incríveis em www.matogrossoelindo.com.br


O futebol brasileiro é a união de todas as cores e de todas as torcidas. E, definitivamente, este é o momento mais especial do nosso futebol: a hora que todos vamos vestir uma só camisa. É para isso que a CAIXA incentiva e fortalece equipes de todo o Brasil, de todos os tamanhos. Para fazer dessa paixão nacional um grande espetáculo no campo e nas arquibancadas.


caixa.gov.br SAC CAIXA: 0800 726 0101 (informações, reclamações, sugestões e elogios) Para pessoas com deficiência auditiva ou de fala: 0800 726 2492 Ouvidoria: 0800 725 7474

C A IXA . A MAIOR PATROCINADORA DO FUTEBOL BRASILEIRO.


Revista Turismo 2014 Cuiabá  

Revista Turismo 2014 Cuiabá

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you