Page 1


PUB (230x275):Layout 1 12/23/10 10:20 AM Page 1


blue LINK (pub):Layout 1 1/12/11 11:45 AM Page 1

qlink

www.calvinkleinjeans.com


BT85-SUMARIO 85.qxd:BT-SUMARIO 79.qxd 12/20/10 3:32 PM Page 4

BLUE TRAVEL N.º 85 www.blue.com.pt 10 VIAJANTES BLUE | SÍRIA E LÍBANO DE ALEPPO A AQABA Esta é a segunda vez que António Cruz partilha connosco mais uma das suas viagens. Viajante por convicção, já visitou mais de 40 países e viveu no Brasil e na República Dominicana, antes de aterrar na ilha da Madeira em 2000. Desta vez traz-nos o relato de um périplo que o levou de Aleppo, na Síria, a Aqaba, no Líbano, repleto de boas dicas para quem quiser viver esta aventura.

34 NOVA IORQUE | SALDOS ESCOLHAS INTELIGENTES Uma escapadela até à Grande Maçã para aproveitar os saldos de Invernos e os preços de época baixa nos hotéis é, seguramente, a escolha inteligente para quem pensa viajar a seguir ao Natal. Conheça as novidades e saiba o que não pode perder, seguindo as dicas da nossa insider na cidade.

HOTEL FLUTUANTE COM VISTA PARA CAPE TOWN

50 FIM-DE-SEMANA | SERRA DA ESTRELA DE S I GN S ERRAN O A 1500m de altitude ergue-se a Casa das Penhas Douradas, um refúgio em plena Serra da Estrela para viver o melhor da montanha em qualquer época do ano. Depois das obras de remodelação, tem agora mais nove quartos e um spa, entre outras novidades. Durante a nossa estadia fomos conhecer os novos projectos associados a este turismo rural que nos dão a conhecer os produtos genuínos da região como o burel, agora com as mais variadas utilidades, e os sabores tradicionais combinados de forma surpreendente. Dos percursos pedestres ao ski, renda-se a uma natureza em estado puro.


BT85-SUMARIO 85.qxd:BT-SUMARIO 79.qxd 12/28/10 12:23 PM Page 5

ESTE

72 ÁFRICA DO SUL | FÉRIAS GRANDES CAP E TOWN, L ON G B EAC H E STELLENBOSCH Onde fica a África do Sul depois do futebol? No mesmo lugar mágico de sempre, mas sem o ruído das vuvuzelas. A convite da Across – Luxury Travel & Safaris, fomos conhecer alguns dos melhores hotéis de Western Cape, provar vinhos memoráveis em Stellenbosch, e tirar boas ideias para conhecer o que de melhor este país tem para oferecer. Passado o Mundial encontrámos uma Cape Town mais hip, mais tranquila, e passeámos por um dos lugares mais especiais do planeta. Uma sugestão para descobrir com tempo, já nas suas próximas férias grandes.

MÊS

NA

BLUE

TRAVEL

Depois da época natalícia o mundo parece voltar à tranquilidade das rotinas. Está é uma das melhores épocas do ano para viajar, com as cidades sem turistas, os hotéis a preços de época baixa e os museus sem filas intermináveis. É, também, a altura dos saldos, quando pode encontrar roupa, acessórios e quase tudo a preços mais em conta. Uma forma inteligente de aproveitar o melhor da vida sem gastar tanto, e aproveitando para viver os sítios de uma forma mais genuína, fora das épocas mais concorridas do ano. Nova Iorque revela-se plena de charme em Janeiro, coberta de neve e ainda com o espírito festivo no ar. Contacte a Catarina Perestrelo para ser a sua personal concierge na Big Apple e conheça as novidades a estrear na cidade, numa escapadela para fazer o quanto antes, a dois ou com amigos. Por cá, a Serra da Estrela é destino green, com a Casa das Penhas Douradas como ponto de partida para (re)descobrir uma região onde a Natureza é pródiga. Conheça as novas aplicação do Burel e os bons produtos regionais reinventados pela mão do chef Luís Baena, num destes fins-de-semana de Inverno. E já a pensar nas suas férias grandes, trazemos-lhe uma das muitas facetas da África do Sul, agora mais sossegada depois do Mundial. Cape Town, a estância de veraneio de Long Beach e os vinhedos de Stellenbosch são um óptimo ponto de partida para conhecer um país de uma personalidade e riqueza inigualáveis. Até lá, desejamos-lhe boas leituras e ainda melhores viagens! A

23 ISTO É BLUE 28 24H FUNCHAL 30 DORMIR POR MENOS DE €100 92 VOUCHERS BLUE TRAVEL

FOTO: ARQUIVO BLUE MEDIA

R E D A C C A O


PUB:PUB 12/20/10 4:12 PM Page 1


blue LINK (pub):Layout 1 1/12/11 11:51 AM Page 1

qlink

www.sograpevinhos.eu


BT85 - COLABORADORES.qxd:BT-COLABORADORES 57 12/20/10 11:12 AM Page 8

A BLUE ESTEVE LÁ U

M A

F O R

M A

B L U E

R

E D

E

Estivemos lá!”

T

do espírito blue em tudo aquilo que lhe contamos.

I F E R E N

sentir na pele e na alma o prazer intenso da viagem. Depois, vem a partilha e a concretização

D

“Viver cada destino intensamente, ir além do óbvio, absorver como esponjas cada instante,

V I A J A

SERRA DA ESTRELA

SERRA DA ESTRELA

CIDADE DO CABO

PATRÍCIA CABRAL

RICARDO POLÓNIO

NUNO MIGUEL DIAS

Ainda não foi desta vez que vi a Serra da Estrela coberta de neve... Durante a nossa estadia na Casa das Penhas Douradas, os dias estiveram sempre ensolarados, convidando a passeios tranquilos junto às margens da albufeira do Vale de Rossim. Agora, o manto branco parece ter chegado para ficar e esta é a altura ideal para tirar partido dos desportos de inverno na montanha mais alta de Portugal continental. Neste regresso à Casa das Penhas Douradas, viemos conhecer as novidades que fazem deste turismo rural um dos poisos mais apetecíveis em qualquer época do ano. Um spa, mais nove quartos com amplas vistas, sala de cinema para acolhedores serões e apetecíveis zonas de estar fazem-nos sentir num lugar à parte. Delicie-se ainda com os produtos gourmet com a marca PDF, (Penhas Douradas Food) feitos a partir de ingredientes serranos, e renda-se ao burel agora adaptado às tendências do design...

Para ser sincero, poucas foram as vezes que fui à Serra da Estrela em que não havia neve. Muitos foram os que me falaram que também era muita bonita, ou talvez até mais, em todo o seu esplendor de verdes e castanhos. Tinham plena razão! Ícone do nosso turismo de Inverno, é no Outono e Primavera que a Serra se revela. Aqui neste local que até pode ser considerádo inóspito, a Casa das Penhas Douradas é um "ponto de luz" quer pela qualidade do serviço, quer pela beleza. De inspiração escandináva, aqui está um sítio que marca a sua posição, e bem, neste local que é o mais alto de Portugal Continental.

A árvore genealógica de sonho permitir-me-ia ter ido de visita ao lugar que o meu primo afastado, o Bartolomeu, "descobriu". Acredito que o exotismo, no seu tempo, fosse maior. Agora, a Cidade do Cabo é uma Europa mais meridional, com uma vida muito própria, rodeada de paisagens avassaladoras e que, por isso mesmo, se tornou mundialmente famosa. Jus lhe seja feito, tudo ali é intenso que baste para que uma ida seja urgente. A magia vai muito mais além de estar a beber um dos melhores vinhos do mundo, numa esplanada de vistas inesquecíveis, escutando alguém que fala xhosa, a língua dos estalinhos no céu da boca que "Os Deuses Devem Estar Loucos" imortalizou...

TOME NOTA 8

B L U E

T R A V E L

MAIS FÁCIL. Siga a nossa classificação dos hotéis por onde andamos. Distinguimo-los pelo preço, pois o conforto e o espírito blue estão sempre garantidos!

q

DUPLO ATE €80

qq

DUPLO ENTRE €80 E €200

qqq

DUPLO A PARTIR DE €200


blue LINK (pub):Layout 1 1/12/11 11:54 AM Page 1

qlink

www.rolex.com


BT85-VIAJANTES MédioOriente.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 12/20/10 10:45 AM Page 10

V I A J A N T E S

B L U E

SÍRIA, LÍBANO E JORDÂNIA DE ALEPPO A AQABA Esta é a segunda vez que António Barroso Cruz partilha connosco mais uma das suas viagens (ver blue Travel N.º 68). Viajante por convicção, trabalha há mais de 25 anos em áreas ligadas ao turismo, além de fazer teatro e televisão e de colaborar com diversas publicações. É, também, autor de vários livros. Já visitou mais de 47 países e viveu no Brasil e na República Dominicana, antes de aterrar na ilha da Madeira em 2000. Desta vez traz-nos o relato de um périplo que o levou de Aleppo, na Síria, a Aqaba, na Jordânia, repleto de boas dicas para quem quiser viver esta aventura. Saiba mais em www.abcruz.net ou na sua página do Facebook.

POR

António Barroso Cruz

TEM ESPÍRITO BLUE? Procura sempre uma forma inteligente de viajar? Escolhe os hotéis que contribuem para o bem-estar das populações locais e para preservar o ambiente? Viveu momentos únicos que mudaram a sua vida? Partilhe connosco e sinta-se parte da equipa blue. Escreva-nos para avaliarmos a sua experiência para viajantesblue@blue.com.pt ou para Revista BLUE TRAVEL/viajantes blue, Rua Vera Lagoa, n.º 12, 1649 – 012 Lisboa.

10

B L U E

T R A V E L

O jipe pára subitamente em pleno deserto de Wadi Rum. São 12h45 de um dia que brilha em tons de azul e que embacia de belezas o meu olhar. Balbuciando algumas palavras num inglês atrapalhado, o motorista desculpa-se com a necessidade feita obrigação de cumprir as suas abluções (uma simples garrafa de água de litro e meio com que lava rosto, mãos, braços e pés) antes de se inclinar em direcção a Meca para que as suas orações cheguem a Alá, deixando-me plantado nas areias que em tempos foram caminhadas por Lawrence, o “da Arábia”. Hoje é o antepenúltimo dia de uma travessia de mais de dois mil quilómetros que iniciei em Aleppo, no norte da Síria e bem perto da fronteira com a Turquia. Uma travessia que me permitiu percorrer verticalmente, ainda que com alguns desvios, um país de extraordinária beleza, desmistificando todas as “maldades” com que habitualmente é catalogado. Um país que me revelou um povo do mais bonito, simpático e acolhedor que já me foi dado conhecer mundo fora, e que me certificou a ideia de grandioso no seu espólio arquitectónico, histórico, cultural. Um museu a céu aberto pelo qual me passeei tranquilamente, sem receios de qualquer espécie, empanturrando-me de lugares, de gentes e de momentos que para sempre permanecerão nas minhas memórias preferidas no que a destinos do mundo diz respeito.

A SÍRIA É UM LUGAR REPLETO DE SORRISOS, de abraços, de palavras cordiais. E de crianças que acenam à minha passagem, que correm a meu lado quando o carro desliza vagarosamente pelas ruas mal tratadas das aldeias e vilas que se cruzam comigo enquanto me dirijo aos lugares de referência que levava antecipadamente assinalados no mapa, o meu mais fiel companheiro de viagem durante 14 dias. Abu Walid (pai de Walid) é o meu motorista. Abu Dani (pai de Daniel) é o meu guia. Ambos são sírios, ainda que Abu Dani seja resultado de pai árabe e mãe argentina, o que lhe confere a tez clara dos ocidentais e o traço latino dos sul-americanos.


BT85-VIAJANTES MédioOriente.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 12/20/10 10:45 AM Page 11

A NÃO PERDER • Bagdad Café 66 – ponto de paragem obrigatório entre Palmyra e Damasco • “O melhor gelado do Médio Oriente”, no “souq” de Damasco, geladaria Bakdash. • Os tapetes, lenços, túnicas, em padrões lindos, coloridos e tecidos com qualidade. • O regateio em lojas e vendedores de rua, seja nos “souq’s”, seja onde for. • Dormir em tendas do deserto de Wadi Rum e partilhar as refeições com os beduínos do clã Disi. • Fumar um narguilé (ou chicha) com sabores de cereja, menta, caramelo, baunilha ou misto. • Rum Art – arte rupestre nabateia (artesanal) recriada por criadores jordanos, no centro de visitantes de Wadi Rum e em Aqaba). Saiba mais em www.wadirum.jo ou em www.aqaba.jo. • Anat – loja de design em Damasco (roupas, acessórios, jóias de design sírio, lenços, decoração). Assumem e desenvolvem a prática de empregar mulheres sírias e refugiadas palestinianas. www.anat-sy.org.

UMA PAUSA EM PETRA Fundada pelos Nabateus no século 6 antes de Cristo, Petra foi escavada na rocha do deserto e servou de encruzilhada das rotas da sedae especiarias, ligando o Ocidente ao Oriente. Depois da visita a este sítio declarado Património Mundial, dexe-se ficar por ali a absorver todo o peso da História


BT85-VIAJANTES MédioOriente.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 12/20/10 10:45 AM Page 12

MALULA, SÍRIA

EM DAMASCO, SÍRIA

BEDUINA EM PALMYRA, SÍRIA

SOUQ DE ALEPPO, SÍRIA


BT85-VIAJANTES MédioOriente.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 12/20/10 10:45 AM Page 13

VIAJANTES BLUE

|

DE ALEPPO A AQABA

NO DESERTO JORDANO Quando o dia se despede em pleno deserto, vestindo-me de silêncios e sossegos, convidando-me à contemplação dos sentidos e à assimilação de cada gota de tinta com que pinta os espaços. Um prolongamento de luz que se deseja perpétuo. Um momento blue em vários tons de uma quase impossibilidade.

Cada um, obviamente, tem nome próprio, mas o tratamento “pai de…” é o tradicional. São eles os meus parceiros de viagem pelas paisagens avassaladoras dessa Síria rodeada de Turquia, de Israel, de Iraque, de Líbano e de Jordânia. Vizinhanças pouco recomendáveis, dir-me-ão… excepção feita à Jordânia que sempre é mais pacífica que os restantes. Fronteiras passadas a pente fino por militares de ambos os lados, não vá o diabo tecê-las e ser dis parado mais um míssil ou passar uma caravana de “homens-bomba” a caminho de Bagdad. A tal que, segundo o meu guia, e como todos sabemos, foi poética e romanticamente (re)conhecida como “a cidade das mil e uma noites”. Em jeito de gozo, e com um sorriso provocador, diz Abu Walid que agora é conhecida pela “cidade das mil e uma bombas”. Ódios à parte, a Síria é uma revelação. Não é à toa que conta com 4.700 lugares arqueológicos! Afinal de contas é um país cujas raízes históricas remontam aos arameus e aos assírios, e que foi fortemente marcado pela disputa alimentada pela antiga Mesopotâmia com o Egipto, para não falar na ocupação persa ou na influência helenística, tendo-se mais tarde convertido em província romana. Devido à sua riqueza e localização geográfica, a Síria foi ainda alvo da ascensão e influência islâmica. Foi, em determinados lugares, ocupada pelos cruzados. Pertenceu, mais tarde, ao império otomano, mantendo-se turca até final da Primeira Guerra Mundial e depois dividida, política e geograficamente, entre franceses e ingleses. É deste “melting pot” que resulta o que entendemos hoje por Síria quando a olhamos no mapa e nos abstraímos da desinformação acenada do outro lado do mar.

ALEPPO É A SEGUNDA CIDADE DA SÍRIA, com cerca de 4,5 milhões de habitantes. Uma cidade prenhe de vida em que constantemente me cruzo com a realidade de uma urbe do Oriente Médio, sejam as crianças que correm em algazarra alegre e descomprometida, sejam os velhos encurvados sobre as bengalas que carregam o cansaço e a idade, sejam as mulheres mais jovens que destapam descomplexadamente a sua cara, ou as outras, que formam vultos negros onde apenas consigo vislumbrar um risco de olhar. Os gatos esguei ram-se por entre as pernas dos que circulam amontoadamente nas labirínticas ruas do “souq”. Gente que carrega rolos de tapetes, sacos de plástico com cabeças de carneiro, colo ridas especiarias que me fazem chegar os seus aromas fortes, intrigantes, longínquos. Montras onde se resguardam e abrilhantam jóias artesanais de designers sírios. O pulsar da vida, o quotidiano que me é oferecido numa bandeja de sonhos tornada realidade no meio da amálgama de idiossincrasias que desfilam perante mim. Passa uma motorizada ziguezagueando pela multidão, um grupo de jovens que toca tambores e pandeiretas, surpreendendo os incautos, como eu, animando a tarde que caminha em direcção à noite.

COMO IR O Médio Oriente não é lugar para improvisos em termos de organização de viagem, começando desde logo pela obtenção de vistos. Daí o ter optado por consultar um operador jordano (Tropicana Tours, www.tropicanatours.com) que se encarregou de cada detalhe da viagem, desde os motoristas aos guias, passando por carros, jipes e vistos (é importante saber, por exemplo, que passaportes com carimbo de Israel não são aceites na Síria), sem descurar a componente hoteleira e de restauração. Uma organização de viagem em moldes turísticos sempre com um objectivo blue a não descurar, apesar dos espaços e ambientes blue serem bastante difíceis de encontrar em alguns dos locais visitados.

B L U E

T R A V E L

13


BT85-VIAJANTES MédioOriente.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 12/20/10 10:46 AM Page 14

VIAJANTES BLUE

|

DE ALEPPO A AQABA

ONDE DORMIR E COMER NA JORDÂNIA EM AMMAN . Four Season Amman www.fourseasons.com . Restaurante Reem al-Bawadi www.reemalbawadi.com . Restaurante Fakhr El-Din www.fakhreldin.com NO MAR MORTO . Marriott www.marriott.com Pode fazer as refeições nos restaurantes do hotel, como o Il Terrazzo, Fishing Club Beach Mar, Cascades BBQ Terrace e o Jo’s Steakhouse. EM PETRA . Beit Zaman Resort www.jordan-travel.jo/Beit_Zaman_Resort . Restaurantes do hotel Crowne Plaza www.petra.crowneplaza.com . Piquenique nas ruínas Melhor mesmo será levar a mochila devidamente aprovisionada e comer solitária e silenciosamente por entre a monumentalidade do lugar, ou algures no topo de uma das montanhas circundantes EM AQABA . InterContinental Aqaba www.ichotelsgroup.com Apesar de exteriormente inestético, é intimista e bem conseguido por dentro. . Restaurante Burj Al Haman www.burjalhamam.com É considerado o melhor restaurante libanês do Médio Oriente, e que se encontra no complexo do hotel InterContinental. . Restaurante Ali-Baba É também uma excelente opção para comida árabe, no centro da cidade.

14

B L U E

T R A V E L

A noite que chega carregada de estrelas, qual lençol com cheiro a vento que puxo para me recolher aspirando os seus perfumes, enquanto expiro o fumo do tabaco aromático (cereja, menta e baunilha) através da boquilha do narguilé que me ajuda a descontrair e a sentirme mais condizente com a atmosfera que me envolve. A noite que desagua no dia seguinte, em que subo à Cidadela encavalitada numa das colinas da cidade. Sentinela acastelada que vigia o casario branco, as agulhas das mesquitas que arranham o céu, o mar de gente que não pára de correr de um lado para o outro. Enquanto os muezzin convidam à oração, fazendo ecoar os seus apelos sobre a cidade numa voz metálica e aguda que se escoa dos altifalantes empoleirados nas torres elegantes que chegam mais perto do céu.

A CAMINHO DE PALMYRA passo por essa referência histórica e arqueológica que é o lugar de Apamea, devendo o seu nome (de mulher) à homenagem que o primeiro dos reis selêucidas – Seleuco I Nicator – resolveu fazer à sua consorte quando, no ano 300 a.C. resolveu edificar uma cidade que viria a ter mais de meio milhão de habitantes e que viria a tornar-se num dos mais importantes pólos da filosofia e do conhecimento. Por aqui me perco, rondando as colunas seculares, afagando-as deleitosamente, olhando o gato que se arrasta felino no encalço da presa que não vejo. Travando conhecimento e prolongando conversas com os beduínos que por aqui se espalham no aguardo do turista a quem querem impingir colecções de postais ou moedas verdadeiramente falsas. Conversando com eles sobre Cristiano Ronaldo e Mourinho, nomes aliás bem conhecidos por todas estas paragens do Oriente Médio. Depois de Aleppo acordo em Palmyra. Lugar sacralizado pela carga histórica, pela beleza arquitectónica, pela mescla de estilos que se deitam deserto fora, ali mesmo ao lado do oásis onde a cidade nasceu. A famosa “noiva do deserto”, ocupada por Gregos, Persas e Romanos, a última das grandes cidades da Rota da Seda. Ponto de paragem para as caravanas a caminho do Mediterrâneo. A cidade cujos edifícios, templos, túmulos, avenidas lade adas de colunas, teatro, chegam aos nossos dias num estado de conservação superior, permitindo-me o recuo no tempo e a visualização do que terá sido há centenas de anos atrás. Sigo o meu percurso, caminho traçado por entre pedras e areias da estepe síria, a caminho de Damasco. Essa Damasco que construí em sonhos, cujos gozos antecipei, e para cujas emoções não estava de todo preparado. Dimashq… uma palavra de sons musicais que apetece saborear sossegadamente. Essa urbe por onde se espraiam cerca de 6 milhões de habitantes. O seu “souq” monumental e generoso na quantidade de lojas e negócios que tem para oferecer. A cidade de Saladino e de São Paulo, e do maravilhoso palácio Azem. A capital onde se aloja a Grande Mesquita. Espaço onde me recolho, me interiorizo, me silencio do resto do mundo e inspiro pacificamente, como se não houvesse guerra aqui tão perto, nem pobreza à distância de um olhar. E depois o pintalgar dos rostos estranhos, como o meu, brancos, curiosos, violadores da intimidade citadina que se desnuda dengosa, tumultuosa, agitada, desprendida, à minha frente. A vontade de não partir, de querer arrastar os meus dias pelas ruas da capital síria, de permanecer num lugar viciante, contagiante, deslumbrante.


BT85-VIAJANTES MédioOriente.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 12/20/10 10:46 AM Page 15

GELATARIA BAKDASH NO SOUQ DE DAMASCO

BOUTIQUE NA SÍRIA

RUÍNAS ROMANAS DE APAMEA, SÍRIA

LOJA DE LINGERIE EM ALEPPO B L U E

T R A V E L

15


BT85-VIAJANTES MédioOriente.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 12/20/10 10:46 AM Page 16

CIDADELA DE ALEPPO, SÍRIA


BT85-VIAJANTES MédioOriente.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 12/20/10 10:46 AM Page 17

VIAJANTES BLUE

|

DE ALEPPO A AQABA

DE BURRO EM PETRA Enveredei pela escadaria que me levaria ao altar dos sacrifícios, conduzindo-me em seguida a monumentos magníficos para desaguar junto à Rua das Colunatas, por ali almoçar e depois montar um burrico que me ajudaria a chegar ao Triclinium dos Leões e, bem mais a cima, ao famoso e altamente impossível Mosteiro, o remoto e maravilhoso Al-Deir. Regresso pelo pelo seu Siq, corredor de passagem obrigatória para a percepção do fabuloso projecto levado a cabo pelos Nabateus, um lugar que deve fazer parte de todos nós pelo menos uma vez na vida.

A necessidade de continuar, agora em direcção ao outro lado da fronteira. Em direcção ao Líbano, onde me propus desvendar mais um mito, quiçá o maior desse verde e massacrado país, que é a cidade de Baalbek.

PASSAGEM PARA O LÍBANO. Se há coisa irrecomendável em países destas paragens, são as tramitações fronteiriças. Já me tinha acontecido há três anos numa passagem da Jordânia para Israel. Agora voltou a acontecer… duas horas e quarenta minutos para visar o meu passaporte, e o de mais alguns ocidentais que por ali andavam, dos dois lados da fronteira. Felizmente que Abu Dani, sabido e batido que é nestes ambientes, ensanduichou uma nota síria de valor simpático no meu passaporte para que o funcionário de fronteira não se fizesse de difícil. Mas mesmo assim… e como a coisa é genética, o mesmo “tratamento” teve que ser aplicado ao guarda do lado libanês. Mas valeu a pena. Porque atravessar o Vale de Bekaa é um dos maiores deslumbramentos verdes em contraste com a cor terra-seca que já me foi dado ver. Aqui quase tudo dá: maçã, romã, melancia, tomate, batata, tabaco, uva. Aliás a vinha é um dos ex-líbris deste vale, de onde saem vinhos de mesa, como o Château Ksara que me chegou perfumado, frutado e macio ao palato, à mesa de alguns dos restaurantes por onde fui passando. E depois Baalbek. Essa cidade onde os romanos ergueram o maior templo que Júpiter já teve. Colunas gigantescas, escadarias que chegam ao céu, fóruns sobredimensionados, altares de sacrifícios, tudo num estado de preservação impressionante. Para mais impressionar os que aqui vêm em peregrinação pelos santuários arqueológicos do mundo. Sendo que este é um dos mais marcantes que foi dado ver por entre os muitos que já visitei. A despedida da Síria, a estrada que me leva à fronteira com a Jordânia. O abraço sentido com Abu Dani, que tem pela frente cerca de seis horas e meia de vários transportes até chegar a sua casa. O meu amigo Abu Walid continuará até Amman para me deixar são e salvo, « longe dos libaneses», diz-me brincalhão e corrosivo. O « olá de novo» ao meu já conhecido guia jordano, Nabil. A cidade de Jerash, umas das Decapolis (“cidade do sol”) erguidas pelos romanos e que se transformaram em referências políticas, económicas e culturais na sua época. A Jerash que chega intacta, em grande parte, aos nossos dias, mostrando-me a vastidão da sua Praça Oval, a sua Rua das Colunatas com o pavimento original marcado pelo rodado das carroças de então, com a sua Porta de Adriano, monumental, com o seu Hipódromo onde dá vontade de subir para uma quadriga e desafiar Charlton Heston até às últimas consequências.

ONDE DORMIR E COMER NA SÍRIA EM ALEPPO . Mansouriya Palace Hotel www.mansouriya.com . Restaurante Kan Zaman EM PALMYRA . Tadamora Palace Hotel and Spa www.tadamorapalace.com . Restaurante Garden EM DAMASCO . Hotel Beit Zafran www.beitzafran.com . Restaurante Al Khair Palace www.alkheirpalace.net

B L U E

T R A V E L

17


BT85-VIAJANTES MédioOriente.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 12/20/10 10:46 AM Page 18

VIAJANTES BLUE

|

DE ALEPPO A AQABA

A PROVAR Vinhos – A maioria são de origem libanesa, do Vale de Bekaa. A não perder os da casa Château Ksara (sobretudo o rótulo Le Prieuré), fundada em 1857, em castas Cabernet Sauvignon, Carignan, Merlot, Grenache, Tempranillo e Cinsault ou Sauvignon Blanc, Sémillon, Muscat, Clairette e Ugni Blanc. Muito típico desta região é ainda o “arak”, um poderoso conhaque que se esconde por detrás de um doce e meigo anis… com gelo ganha uma coloração branca leitosa. Bonita de se ver. Prefere cerveja? Então opte pela libanesa Almaza ou pela jordana Philadelphia. Chás e café – Tisanas de várias qualidades (babounaj – camomila, yansoun – anis, naanaa – menta, irfeh – canela, karkadé – hibiscos) existem por toda a parte mas aquele de que habitualmente mais gostamos é o chá preto com menta (o comummente chamado chay). Combinam excelentemente com os não menos famosos biscoitos de pistáchio, os “barazek”. O café é habitualmente turco e pode ser servido como saada (sem açúcar), ouasat (meio açucarado) ou héloué (com muito açúcar). Se preferir sem cafeína opte então por um ma zaher. Há também a sahlab, uma especialidade de Inverno feita à base de leite quente e untuoso, em que também entram bolbos de orquídea ou farinha de milho, perfumada com canela. Entradas (mezze) – vêm distribuídas por uma dezena de pratos: legumes em salmoura, azeitonas, puré de grão, puré de ervilha, pasta de sésamo, puré de beringelas, iogurte cremoso ligeiramente salgado, bolinhos de carne com cebola e trigo moído, fígado de galinha e saladas em que a salsa desempenha o papel de protagonista. Pratos principais – a carne de carneiro perfumada com especiarias, o famoso arroz árabe, com pinhões e/ou passas e/ou amêndoas, as espetadinhas de frango, ou o frango cozinhado com cebola e especiarias. Legumes fritos, kebab, costeletas, carne de cordeiro, croquetes fritos de grão-de-bico (falafel) e uma cozinha mais doméstica que inclui feijão verde ou branco, pimentos, tomates e quiabos que acompanham a carne de carneiro temperada com especiarias, sobretudo a pimenta preta, tudo servido com arroz. Pão – é fantástico! Está presente nas refeições principais e serve bastas vezes de talher, já que é com ele que se rapam purés, molhos, vegetais e tudo o que mais vier…ao pão. A variedade mais conhecida e vulgar é o pão pita, em seguida o pão taboun, que serve sobretudo para acompanhar sopa ou pratos quentes e, para mim mais do que todos os outros, o chrak, muito fino e estaladiço, ainda a saber a lenha, que vai bem com tudo! É frequente os melhores restaurantes terem uma mulher a confeccionar estes tipos de pão à nossa frente. Uma tentação para as papilas gustativas…

18

B L U E

T R A V E L

A CAPITAL, RABBAT AMMON, Philadelphia, hoje Amman. Cidade de casas encavalitadas, uma malha urbana indisciplinada, caótica aos olhos ocidentais, branca, espetada por torres de minaretes, arredondada por cúpulas de mesquitas, endiabrada de trânsito, embelezada de gentes. A cidade deitada a meus pés quando a contemplo desde a Cidadela. Vendo o sol encaminhar-se para o ocaso, prolongando as sombras, amarelando as fachadas, amaciando as arestas, pintando de rosa e violeta o céu que se pendura sobre mim em cores impossíveis. As avenidas largas, os edifícios modernos, o palácio da Rania, os militares sempre em alerta, os cafés que convidam, os restaurantes que aprisionam, as mulheres que apetece sequestrar e levar para o harém das mil e uma fantasias. Em seguida o Mar que continua Morto. Onde deito o meu cansaço, onde lavo o meu pó, onde retempero os meus sonhos depois de muito já ter caminhado. Onde bronzeio a minha pele, depois de muito já ter visto, porque para trás também me cruzei com Hama, com Crack des Chevaliers, com esse lugar impossível chamado Malula (onde ouvi boquiaberto um Pai Nosso rezado em aramaico), com essa Bosra de sempre, com os castelos do deserto (Amra, Azraq e Harranah). A paragem obrigatória para preparar o que ainda estava para vir: o regresso ao Monte Nebo, o mosaico mais antigo do mundo em Madaba, a subida ao castelo de Kerak. E Petra. P-e-t-r-a… deve pronunciar-se suavemente, genuflexoriamente, reverentemente. É “apenas” um dos lugares mais impressionantes que o mundo tem para nos entregar. Um lugar magistralmente esculpido, parido da rocha milenar e primeva. Desta vez optei por um percurso alternativo, com a grande vantagem de assim fugir às hordas de espanhóis, de italianos, de americanos, de franceses, de russos, de alemães, de portugueses, de brasileiros. E de viver mais um momento blue. Feita a visita, o motorista do clã beduíno Zalabyeh regressa sorridente ao jipe, com um olhar mais descansado e luminoso, imagino que mais leve depois de ter cumprido as suas obrigações oratórias para com Alá. Sigo agora para os Sete Pilares da Sabedoria e para a Ponte de Pedra, esperando o morrer do sol que me emprestará, por alguns momentos, um caleidoscópio de contrastes, de matizes, de cromatismos diversificadores da paisagem desértica, brutalmente rochosa e suavemente arenosa que encontro em Wadi Rum. Marcando as minhas pegadas, simples impressões, na areia que arrefece e que será varrida pelo vento, levando parte de mim, desfazendo-me no espaço, permanecendo-me na intemporalidade do tempo. Amanhã será dia de descanso em Aqaba, onde mergulharei as minhas memórias no Mar Vermelho. Onde repensarei toda a minha viagem. Onde sorrirei cada momento. Onde inscreverei a palavra “fim” neste registo fantástico que foi o meu regresso e a minha (re)descoberta de parte do Oriente Médio. “Ahlam wasa. Ahlam Salamalekum! Heidi mamlaket. As salem. Alah, mana”.


BT85-VIAJANTES MédioOriente.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 12/20/10 10:46 AM Page 19

CASA DO GUARDA JUNTO AS RUÍNAS DE APAMEA

MOSTEIRO DE PETRA


EMOÇÃO É DAR MAIS À FAMÍLIA Com um carro assim e o fim-de-semana à porta, só apetece viajar. No novo Seat Alhambra o espaço é totalmente versátil. Cabem as crianças, o cão, as malas e, desta vez, ainda levamos tudo para a festa da Maria. A família, encantada. Tecnologia da mais avançada, segurança garantida, portas de correr eléctricas e tecto de abrir panorâmico! Eu, feliz. Um motor potente, económico e com emissões de carbono reduzidas! Um automóvel surpreendente.

www.clubseat.pt

SEAT ALHAMBRA.indd 1

10/15/10 1:08:58 PM


blue LINK (pub):Layout 1 1/12/11 11:58 AM Page 1

qlink

www.seat.pt


PUB (230x275):Layout 1 12/21/10 10:23 AM Page 1


BT85-ISTOÉBLUE abertura.qxd:BT- ISTOÉBLUE-01.qxd 12/20/10 3:16 PM Page 23

L I V I N G

>

ISTO É BLUE!

N O V I D A D E S

T E N D Ê N C I A S

G O U R M E T

PORTO | HOTEL TEATRO

T E X T O Patrícia Cabral

ATMOSFERA BOEMIA O espectáculo começa assim que entramos no Hotel Teatro, a nova coqueluche da Invicta, e membro da Design Hotels. Um poema de Almeida Garrett saúda os visitantes e a recepção recria uma bilheteira onde poderá adquirir a passagem para os seus aposentos. Os 74 quartos, distribuídos por seis pisos, estão decorados em tons de ouro e bronze. Situado no mesmo local onde ficava o antigo hotel Baquet, inaugurado há mais de 150 anos, transporta-nos para um ambiente carregado de história. No restaurante Palco provam-se sabores requintados e no bar Plateia passam-se momentos descontraídos pela noite dentro. Rua Sá da Bandeira, 84, Tel.: 220.409.620, duplo a partir de €113, www.hotelteatro.pt

B L U E

T R A V E L

23


BT85-RESTAURANTE.qxd:BT85-RESTAURANTE.qxd 12/20/10 3:27 PM Page 24

ISTO É BLUE

Taste! LISBOA FAZ GOSTOS Rua Nova da Trindade, 11; Tel.: 213.472.249 Horário: de terça a sábado das 12h30 às 15h e das 19h30 às 23h30. Encerra ao domingo e segunda Depois do restaurante no Algarve chega a vez da capital ter um Faz Gostos. A funcionar no antigo Convento da Trindade o projecto de decoração de interiores foi assinado por Paulo Lobo. A cozinha tradicional ocupa lugar de destaque na ementa com o toque criativo do chef Duval Pestana. Pratos como o Magret de pato com figos do Douro e uvas do Algarve ou o Camarão tigre flamejado com molho de manga e arroz de pinhões são algumas das especialidades a provar.

VINTAGE RESTAURANTE&BAR

NOVIDADES RESTAURANTES

SABORES PORTUGUESES COM ALMA Se é apreciador de petiscos fora de horas vá ao novo Vintage Restaurante&Bar, o Faz Gostos abriu finalmente um espaço na capital, descubra os sabores da cozinha japonesa com um toque açoreano no Kampai e participe numa das sessões de Foodjaying na Geraldine.

VINTAGE RESTAURANTE&BAR

PENICHE

Rua Barata Salgueiro, 55 Tel.: 210.405.400 Horário: almoço das 12h às 15h; jantar das 20h às 02h

TEMPERO DE MAR

Alheira de Mirandela, Meia desfeita de bacalhau, Polvo estufado à moda do Douro, Naco de novilho alentejano são alguns dos pratos bem portugueses que pode experimentar até às 02h da madrugada no Vintage Restaurante&Bar. No mesmo edifício do CS Vintage Lisboa Hotel, com entrada independente, este novo espaço tem ainda um bar e um jardim de Inverno para noites menos frias. À frente da cozinha está a chef Susana Venâncio que fez algumas adaptações da cozinha tradicional, dando-lhe um toque de pura sofisticação.

24

B L U E

T R A V E L

Avenida do Mar, 30-32; Tel.: 262.185.545 Horário: de terça a domingo das 12h30 às 15h e das 17h30 às 23h. Encerra à segunda A 40 minutos de Lisboa este é um excelente spot para saborear o óptimo peixe fresco proveniente da lota de Peniche. O chef Ricardo Cera e o subchef Marcos Silva dirigem a cozinha que aposta essencialmente em sabores do mar. Guisado de batata doce, perceves e poejo, Abrótea em caldeirada de mexilhão e Bochechas de tamboril são algumas das especialidades a provar sem demoras. Da lista, se assim o desejar, pode ainda escolher pratos vegetarianos e de carne.

T E X T O S Patrícia Cabral

LISBOA


BT85-RESTAURANTE.qxd:BT85-RESTAURANTE.qxd 12/20/10 3:27 PM Page 25

CASCAIS RESTAURANTE HEMINGWAY HEMINGWAY

HEMINGWAY

Marina de Cascais 58, 1º; Tel.: 916.224.452 www.hemingwaycascais.com Horário: Todos os dias, das 15h às 2h. Domingos, Sunday Brunch Buffet, das 12h às 17h30 Depois das obras o restaurante Hemingway, na marina de Cascais, ganhou uma vida nova. O Bar, agora ampliado, tornou-se o sítio perfeito para almoçar e jantar, com os pratos preparados pela mão de Igor Martinho, Chef do Ano de 2009. Ao fim do dia venha para o tradicional chá das 5, aproveitando os benefícios destas plantas tão especiais que pode acompanhar com fatias de bolo, ao som de um jazz para ajudar a passar um momento tranquilo. Não perca o brunch buffet aos domingos por €20, e prolongue a preguiça matinal em família junto ao mar.

LISBOA GERALDINE Travessa da Glória, 18, 1º; Tel.: 210.963.261 http://geraldine-lisboa.com Horário: de segunda a quinta das 12h às 22h; sexta das 12h às 2h e sábado das 18h às 2h HEMINGWAY, CHEF IGOR MARTINHO

HEMINGWAY

Neste espaço onde se vende e aluga mobiliário, roupa e adereços de estilo retro decorrem agora também sessões de Foodjaying. Este conceito, que explora uma vertente artística e estética da gastronomia, proporciona aos convidados uma experiência única. Artistas das mais variadas áreas, com alguma apetência pela cozinha, são convidados a partilhar a sua arte à mesa, cruzando influências e tendências. O resultado são verdadeiros momentos de degustação.

LISBOA KAMPAI

KAMPAI

KAMPAI

Calçada da Estrela, 35 e 37; Tel.: 213.971.214 www.kampai.pt Horário: de terça a sábado das 12h30 às 15h e das 19h30 às 23h00. Encerra domingo e segunda ao almoço Celebração é o significado da palavra japonesa Kampai e o nome deste novo restaurante. A base da cozinha é japonesa, embora seja inspirado nos Açores. De lá vem o peixe e muitos outros produtos que servem para o chef João Soeiro preparar as ementas originais. Experimente a frescura do atum selvagem, lírio e lula gigante combinados de forma surpreendente.

B L U E

T R A V E L

25


BT85-RESTAURANTE.qxd:BT85-RESTAURANTE.qxd 12/20/10 3:27 PM Page 26

BT: Usam muitas especiarias nas vossas receitas? YE: Gostamos das coisas simples e que saibam ao produto original. Uma boa carne tem de saber a carne e não estar coberta de molhos para a disfarçar.

ISTO É BLUE

BT: A que se deve o sucesso do seu restaurante Mahneyuda, em Jerusalém? YE: É um restaurante com um conceito totalmente diferente, não existia nada do género. Tem um ambiente muito maluco, a música está sempre a tocar e os chefs interagem com os clientes, batem nos tachos, cantam e dançam. As pessoas podem sentar-se num balcão, que está de frente para a cozinha em open-space, a ver-nos preparar as refeições. Para se conseguir um lugar aqui tem de esperar pelo menos dois meses. Tenho clientes que me telefonam directamente a pedir que lhes arranje um lugar.

BT: As pessoas sabem sempre o que vão comer? YE: Não, é uma surpresa. Sentam-se e vão chegando os pratos à mesa. Bem..., se não quiserem ser surpreendidas podem optar por escolher do menu.

BT: Quando custa em média uma refeição no Mahneyuda? YE: Entre €40 e €50 com vinhos.

BT: Como descobriu a sua paixão pela cozinha? YE: Quando tinha seis anos os meus pais perguntavam-me o que queria ser quando fosse grande. Eu respondia sempre que seria cozinheiro.

BT: Costuma cozinhar para a família? YE: Normalmente quando tenho tempo gosto de preparar as refeições para os meus filhos. Adoro cozinhar.

BT: O que acha da cozinha portuguesa, provou alguma coisa? YE: Acho que é boa. Só não percebo porque é que os portugueses têm a mania de secar o bacalhau, é tão bom fresco...

RESTAURANTE MAHNEYUDA

VIAGEM PELA COZINHA ISRAELITA Yossi Elad, um dos mais conceituados chefs israelitas, esteve em Portugal para a « iniciativa Sabores de Israel», que decorreu no hotel Sheraton, em Lisboa. A Blue Travel entrevistou este guru da gastronomia com mais de trinta anos de carreira e proprietário do famoso restaurante Mahneyuda, inaugurado há um ano em Jerusalém. Blue Travel: Como define a sua cozinha? Yossi Elad: Essencialmente é uma cozinha de fusão, que engloba diferentes culturas. Vai beber influências à cozinha libanesa, francesa, italiana, espanhola e grega.

BT: Que tipo de produtos usa para a confecção dos pratos? YE: Os mais frescos possível. Mesmo ao pé do meu restaurante existe um mercado ao qual vamos diariamente comprar os melhores produtos da estação. Usamos muito os vegetais na preparação dos pratos e mudamos o menu com bastante frequência.

26

B L U E

T R A V E L

Beit Yaakov 10; Mahane Yehuda Market Tel.: 972.02.533 3442 Domingo a Sábado 12h30 às 16h30; 18h30 às 24h30

O CHEF YOSSI ELAD COM A SUA EQUIPA

E N T R E V I S T A Patrícia Cabral

ENTREVISTA CHEF DO MOMENTO


blue LINK (pub):Layout 1 1/12/11 12:01 PM Page 1

qlink

www.anselmo1910.com


BT85-24HORAS FUNCHAL.qxd:BT83-ISTOÉBLUE.qxd 12/20/10 3:41 PM Page 28

ISTO É BLUE

24h ONDE DORMIR FUNCHAL DESIGN HOTEL Rua da Alegria 2 e 2A Tel.: 291.201.800 Duplo a partir de €105 www.funchaldesignhotel.com Com uma localização estratégica tem a vantagem de estar perto do centro histórico. Daqui pode ir a pé até à Sé Catedral, o Teatro Municipal e o Jardim da Cidade. Todos os quartos estão equipados com kitchenette, onde não faltam micro-ondas e fogão eléctrico para preparar as suas refeições em casa. Se preferir pode almoçar no restaurante 560, no hotel, que aposta numa cozinha nacional e internacional.

ESTALAGEM QUINTA DA CASA BRANCA Rua da Casa Branca, 7 Tel.: 291.700.770 Duplo a partir de €206 www.quintacasabranca.pt Circundada por uma vegetação tropical onde crescem diferentes espécies, a Quinta da Casa Branca é o spot perfeito para gozar o melhor do Funchal longe da confusão do centro. Este arrojado projecto foi distinguido com o Prémio de Arquitectura do Funchal em 1999. Tem 29 quartos standard, 12 superiores e duas suites, todos com amplas vistas sobre o jardim e varandas com espreguiçadeiras. No exterior tem uma piscina aquecida e o restaurante Pavilhão do Jardim, onde pode almoçar. Para uma refeição mais elaborada o Casa da Quinta tem um menu à la carte. Aproveite ainda os vários programas diários como os percursos pelas levadas, passeios de barco, helicóptero, mergulho e pesca desportiva.

UM DIA NA CIDADE

28

B L U E

T R A V E L

T E X T O S Patrícia Cabral

FUNCHAL: ESPÍRITO COSMOPOLITA Aproveite as tarifas mais baixas da easyJet (www.easyjet.com) e rume ao Funchal para uma escapadela de uns dias. Muitas são as opções para aproveitar o melhor da natureza da ilha da Madeira e da sua capital. Desde os trekkings nas levadas aos voos panorâmicos de helicóptero ou os passeios descontraídos pelo centro histórico, aproveite para carregar baterias para o novo ano.


BT85-24HORAS FUNCHAL.qxd:BT83-ISTOÉBLUE.qxd 12/20/10 3:41 PM Page 29

SHOPPING LOJA DO CHÁ Rua do Sabão, 35 Tel.: 916.500.418 Horário: aberto todos os dias das 10h às 20h Nesta loja encontra 120 variedades de chá provenientes dos vários cantos do mundo, bem como todo o tipo de acessórios relacionados com esta bebida milenar. Se vier à hora do lanche peça uma fatia de um dos deliciosos bolos caseiros como o de chocolate ou de maçã.

LOJA DO VIDRO Centro Comercial Anadia, Loja 1 Tel.: 291.228.560 Horário: de segunda a sexta das 10h às 20h e ao sábado e domingo das 10h às 19h

CHEGA DE SAUDADE

CAFE DO MUSEU

Nesta loja pode encontrar peças em vidro únicas feitas à mão. Todas são portuguesas e provenientes de fábricas da Marinha Grande.

BOAS REFEIÇÕES EXPOSIÇÕES A VER

CHEGA DE SAUDADE

CENTRO DAS ARTES

Rua dos Aranhas, 20, 1º sala 5 Tel.: 291.242.289 Horário: de segunda a quinta das 9h às 24h, sexta das 9h às 02h, sábado das 18h às 02h. Encerra ao Domingo. http://chegadesaudadecafe.blogspot.com

Estrada Simão Gonçalves da Câmara, 37 Tel.: 291.820.900 Horário: de terça a domingo das 10h às 13h e das 14h às 18h www.centrodasartes.com

Neste restaurante e wine&tapas bar espera-o um ambiente alternativo, com uma decoração revivalista. A ementa baseada na cozinha tradicional de autor tem pratos como o Filet de espada com molho de marisco e a Alheira de caça. Existem também sabores vegetarianos como os Ravioli de cogumelos e queijo creme com molho de natas e mangericão.

Até 27 de Fevereiro de 2011. Art Déco, What a Wonderful World. Esta exposição da Colecção Berardo, apresentada pela primeira vez na Madeira, reúne grande parte do seu espólio e as mais recentes aquisições. Até 13 de Fevereiro de 2011 na Galeria Casa das Mudas. Apontamentos. Esta exposição de escultura assinada por Martim Velosa revela a espontaneidade das suas criações.

CAFÉ DO MUSEU Rua do Bispo, 21 Tel.: 291.281.121 Horário: de segunda a sábado das 10h às 24h. Encerra ao domingo. www.museuartesacrafunchal.org

CAFÉ DO MUSEU

Esta cafetaria-restaurante nas arcarias norte do Museu de Arte Sacra, a funcionar desde 2003, serve refeições ligeiras ao longo de todo o dia. Tem a vantagem de estar voltado para a Praça do Município, o que permite estar na esplanada a observar quem passa.

LOJA DO CHÁ A

LOJA DO CHÁ A

B L U E

T R A V E L

29


BT85-menos 100 euros.qxd:BT83-ISTOÉBLUE.qxd 12/20/10 4:02 PM Page 30

PROPOSTAS MÊS

POR MENOS DE €100 ISTO É BLUE

Barcelona é daquelas cidades perfeitas para uma escapadela curta, faça a sua reserva no novo Emma da cadeia Room Mate e descubra um mundo de design a preço budget. Outro dos destinos que lhe propomos é a Quinta do Agrinho, em pleno Parque Peneda-Gerês, para explorar a natureza. Tudo isto sempre a valores surpreendentes...

GERÊS QUINTA DO AGRINHO Tel.: 961.325.833; duplo a partir de €70 www.agrinho.com Situada na área envolvente ao Parque Nacional Peneda-Gerês, a Quinta do Agrinho é o lugar ideal para os amantes da natureza. Com vista para a albufeira da Caniçada tem cinco casas recuperadas em granito e madeira. Uma delas tem apenas dois quartos e casa de banho e as restantes têm kitchenette e sala com lareira. O pequeno-almoço caseiro, servido entre as 9h e as 11h na sala panorâmica, pode também ser entregue em casa. Se preferir pode ficar instalado num dos seis bungalows, com amplos terraços, junto às margens da barragem. Na área exterior existe uma piscina de adultos, outra para crianças e court de ténis. duplo a partir de

T E X T O S Patrícia cabral

€70

30

B L U E

T R A V E L


blue LINK (pub):Layout 1 1/12/11 12:11 PM Page 1

qlink

www.ana.pt


Um desejo

Este ano vou cumprir alguns desejos que me dão imenso prazer. Quero dedicar-me mais à família e aos amigos, ter mais tempo para saborear a sua companhia.

Seja Responsável. Beba com Moderação.

www.sograpevinhos.eu


blue LINK (pub):Layout 1 1/12/11 12:19 PM Page 1

qlink

www.sograpevinhos.eu


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:01 PM Page 34

NEW

BUDGET

MUST

INSIDER

NOVA IORQUE E S C O L H A S

I N T E L I G E N T E S

UMA ESCAPADELA ATÉ À GRANDE MAÇA para aproveitar os saldos de Inverno e os preços de época baixa nos hotéis é, seguramente, a escolha inteligente para quem pensa viajar a seguir ao Natal. Conheça as novidades e saiba o que não pode perder, seguindo as dicas da nossa insider na cidade.

Por R O S Á R I O S Á C O U T I N H O


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:02 PM Page 35


© NYC & COMPANY

BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:02 PM Page 36

TIMES SQUARE 36

B L U E

T R A V E L


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:02 PM Page 37

E S C O L H A S

I N T E L I G E N T E S

✭ NOVA YORQUE

N

ova Iorque de Inverno revela-se cheia de boas sugestões. Desde logo, o fim da época do Natal traz meses mais tranquilos, com a vantagem dos preços mais baixos nos hotéis. Também as lojas entram em saldos, pelos que esta é seguramente a melhor altura para uma escapadela até à Grande Maçã. Seja nas marcas elegantes da Quinta Avenida, ou nas lojas mais alternativas de Nolita e Soho, vai encontrar bons achados a preços mais em conta, e peças originais para dar um novo look ao seu armário. E na cidade onde tudo acontece e onde diariamente há novidades, nem o frio parece demover as grandes cadeias hoteleiras – ou os empreendedores independentes – de se lançarem em novos projectos; este final de ano inauguraram cerca de 20 novos hotéis em Manhattan, como o W Downtown (www.starwoodhotels.com), ou o muito aguardado The Gotham Hotel (http://thegothamhotelon46street.com). Destes, escolhemos para si aqueles que praticam preços abaixo dos €200 por quarto duplo, para que possa dormir com estilo mas a preços razoáveis.

Também no que toca a novos restaurantes a lista é extensa, e quem passear por Manhattan de nariz no ar irá seguramente tropeçar em muitos mais. Com sorte, talvez apanhe o Tribeca Canvas já aberto, o segundo restaurante novaiorquino de Masaharu Morimoto com inauguração prevista para o início do ano. Para aproveitar a estadia ao máximo, pode recorrer à ajuda da Catarina Perestrelo, a sua personal concierge na cidade, que trata de todos os pormenores para que possa passar o dia nas compras ou a passear sem se preocupar com nada. Aqui ficam, também, as suas dicas para um dia perfeito em Nova Iorque.

B L U E

T R A V E L

37


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:02 PM Page 38

NOVA YORQUE ✭ E S C O L H A S

I N T E L I G E N T E S

INSIDER AS DI CAS DE CATARI NA P E RE ST RE L O

UM ROTEIRO DE SHOPPING th

Para fugir ao roteiro habitual da 5 Avenue, onde encontra as melhores – e mais caras – marcas mundiais num só lugar, opte por um roteiro trendy hip pelos bairros de Soho e Nolita. EM NOLITA As ruas de Prince e Spring NO LOWER EAST SIDE Orchard Street para lojas de bargains e roupa vintage

Para viver Nova Iorque como um local contacte a Catarina Perestrelo que criou recentemente um serviço de personal concierge na Big Apple. A viver em Nova Iorque há dois anos, onde trabalhou em hotelaria e fez bons contactos entre os directores de hotéis e gerentes de restaurantes, a Catarina consegue preços competitivos em vários hotéis e outras vantagens como upgrades ou descontos, além do acesso a diversos eventos, da facilidade em marcar uma mesa para jantar, conseguir bilhetes para um show da Broadway, etc. Apaixonada pela cidade, ela sabe o que há de melhor e pode aconselhar os visitantes para que não percam tempo a procurar serviços e aproveitem ao máximo os dias da estadia. Para quem está a pensar dar um salto aos saldos de Janeiro, aqui ficam as suas sugestões. Antes de partir, espreite o site www.catarinaperestrelopersonalconciergeservices.com, contacte a Catarina pelo mail perestrelocatarina@hotmail.com, ou espreite a sua página no Facebook.

EM SOHO NA WEST BROADWAY . Antropologie 375 West Broadway www.anthropologie.eu

. Reiss 387 West Broadway; www.reissonline.com

. Bloomingdale´s 504 Broadway; www.bloomingdales.com

. Victoria’s Secret 591-593 Broadway; www.victoriassecret.com

. Armani 568 Broadway; www.armani.com

UM DIA PERFEITO EM NY Deixe-se envolver pelos barulhos e o movimento da cidade, um show improvisado de breakdance no metro, pedidos de casamento no ringue de patinagem... são formas de viver Nova Iorque em pleno. Tudo depende da época do ano, uma vez que a oferta é tão variada e diferente de Verão ou de Inverno. No Inverno gosto mais de ir a um espectáculo na Broadway, patinar no gelo, ir às compras, espreitar um museu ou divertir-me nas festas em penthouses…

. Diesel 416 West Broadway; www.diesel.com

. D&G 434 West Broadway; www.dolcegabbana.com

. Ralph Lauren

OS MEUS FAVORITOS Começaria com um pequeno almoço na Padaria do Balthazar (80 Spring St., www.balthazarny.com) e um cappuccino no Gitane, em Nolita (242 Mott St., www.cafegitanenyc.com).

379 West Broadway; www.ralphlauren.com

. Max Mara 450 West Broadway; www.maxmara.com

. French Connection 435 West Broadway; www.frenchconnection.com

Aproveite a manhã com uma visita à Frick Collection (1 East 70th St.,www.frick.org), onde pode passear pelos interiores da antiga mansão do industrial Henry Clay Frick, entre quadros de grandes artistas europeus e uma vasta colecção de escultura, movéis, porcelanas e outras peças, seguida de um almoço no Teany Café (90 Rivington Street, www.teany.com) ou no no Bar Pitti (268 Sixth Ave.).

. Rosa Cha 460 West Broadway; www.rosacha.com.br

. DKNY 420 West Broadway; www.donnakaran.com NA BROADWAY

O resto da tarde pode ser passado com um tranquilo passeio de bicicleta em Central Park (www.centralparknyc.org) – existem locais onde pode alugar uma bicicleta e vários percursos possíveis –, depois um lanche no Marie Belle (484 Broome St., www.mariebelle.com).

. Prada 575 Broadway; www.prada.com

. Uniqlo 546 Broadway; www.uniqlo.com

. Dean &Deluca 560 Broadway; www.deandeluca.com

38

B L U E

T R A V E L

Ao jantar, faça uma refeição ligeira de sanduíches italianas no Bread (20 Spring St., ), reserve mesa no La Esquina (114 Kenmare, www.esquinanyc.com) para um jantar mexicano ou no Freeman´s (191, Chrystie St., www.freemansrestaurant.com), onde pode experimentar os pratos da cozinha tradicional americana.


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:04 PM Page 39

© NYC & COMPANY

© NYC & COMPANY, JOE BUGLEWICZ

© NYC & COMPANY, JOE BUGLEWICZ

© NYC & COMPANY

© NYC & COMPANY

© NYC & COMPANY, JOE BUGLEWICZ

© NYC & COMPANY

© NYC & COMPANY


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:05 PM Page 40

CASSA HOTEL O projecto do arquitecto mexicano Enrique Norten ergue-se na 45th Street, junto à Sexta Avenida


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:05 PM Page 41

E S C O L H A S

I N T E L I G E N T E S

✭ NOVA YORQUE

NEW HOTÉIS POR MENOS DE € 200

FASHION 26 152 West 26th Street Tel.: +1.212.858.5888 www.f26nyc.com Situado no bairro do Fashion Institute of Technology, este hotel inspira-se na indústria da moda. Tecidos, pormenores decorativos e cores neutras vestem os interiores e ajudam a criar ambientes tranquilos e intimistas. Até a mesa da recepção faz lembrar uma mesa de corte de um atelier de costura, e os padrões do pavimento o entrelaçado do tecidos. Ali a dois passos tem o Empire State Building e a Macy's, e poucos minutos a pé chega-se a Times Square e Central Park. Duplo a partir de €200 com pequeno-almoço incluído.

GANSEVOORT PARK 420 Park Avenue South Tel.: +1.212.317.2900 www.gansevoortpark.com Fica numa esquina da elegante Park Avenue South, e conta com um átrio de três pisos e decoração contemporânea que promete atrair a beautiful people da Big Apple. Na cobertura, um rooftop bar e lounge com duplo pé-direito, decorado com fotografias de Deborah Anderson que irá receber DJs de renome para animadas festas privadas. Ao fim do dia este é o melhor sítio para estar, gozando as vistas rasgadas a cidade que nunca dorme. O preço ultrapassa um pouco os €200, mas vale a pena! Duplo a partir de €240

CASSA HOTEL 70 West 45th Street Tel.: +1.212.302.8700 www.cassahotelny.com Um projecto do arquitecto mexicano Enrique Norten inaugurado em Agosto, com a localização perfeita para quem vai perder-se nas compras da Quinta Avenida e da Madison. Logo à entrada o lobby dá o mote à personalidade do hotel, com paredes negras rugosas e uma recepção em forma de boomerang e tons de vermelho. Uma ampla zona em open space permite a entrada de luz natural e deixa-nos espreitar o bulício no restaurante. Nos quartos, conte com todos os confortos para descansar depois de uma incursão ao saldos. Duplo a partir de €135.

SHERATON TRIBECA 370 Canal Street; Tel.: +1.212.966.3400 www.starwoodhotels.com Tribeca, ou Triangle Below Canal Street” fica na ponta sul de Manhattan, rodeado pelos bairros de Soho, Little Italy e Chinatown, uma localização perfeita para quem vem passar uns dias na cidade. O hotel abriu em Outubro com a promessa de noites mergulhada no conforto total das suas camas de marca registada Sheraton Sweet Sleeper. Aproveite o acesso wireless à Internet disponível no lobby para ir fazendo inveja aos amigos, e embrenhe-se nos bairros novaiorquinos de NoLita, SoHo, onde encontra lojas originais e uma vasta escolha de bares e restaurantes onde pode fazer uma pausa. Duplo a partir de €180

ELEMENT NEW YORK 311 West 39th Street Times Square West Tel.: +1.212.643.0770 www.starwoodhotels.com Inaugurou em Novembro e pertence a uma das mais recentes marcas da Starwood Hotels & Resorts, a primeira a exigir que todos os seus hotéis obtenham a certificação LEED – Leadership in Energy and Environmental Design do US Green Building Council. Concebido para “ser verde” de raiz, o novo Element de Nova Iorque optou por uma filosofia amiga do ambiente, recorrendo a elementos de construção e de decoração que visam a eficiência energética, a poupança de água e a redução de desperdício. Reduzir, reutilizar e reciclar são palavras de ordem neste hotel, onde os pequenos pormenores, como os dispensadores de shampô e sabonete nas casas de banho, fazem a diferença. Conte com um pequeno-almoço saudável com escolhas de produtos de agricultura biológica. Duplo a partir de €135

20% DE DESCONTO! Para estadias de três noites ou mais no hotel Element, em Times Square.

BUDGET ROOM MATE GRACE 125 West 45th Street Tel.: +1.212.354.2323 www.room-matehotels.com Já lhe trouxemos outros hotéis desta cadeia budget que prima pelos interiores de bom gosto e uma filosofia de estadias simplificada, perfeita para quem faz um city break. O Room Mate Grace fica entre Times Square e o Rockefeller Centre, e conta com 140 quartos entre Petite, Standard até quatro pessoas, Deluxe até três pessoas e Premium. Pode tomar o pequeno-almoço até ao meio-dia e tem acesso gratuito à Internet, bem como à piscina coberta, sauna e banho vapor. Depois das compras, descontraia no lounge, com música a cargo de DJs cinco dias por semana. Duplo a partir de €140 THE POD HOTEL 230 E 51st Street Tel.: 212.355.0300 www.thepodhotel.com Em cada um dos “pods” deste hotel pode escolher a sua música favorita na docking station para Mp3, e controlar a iluminação para adequar o ambiente ao seu estado de espírito. Há quartos mais espaçosos ou mais pequenos, dependendo do preço que puder pagar, quartos individuais por €80, camaratas com beliche por €90, quartos para quatro pessoas e uma townhouse que pode arrendar ao mês. Entre Maio e Outubro aproveite o agradável café ao ar livre para tomar o pequeno-almoço, e saboreie um cocktail no terraço, com vista para a cidade. Duplo a partir de €105 THE GERSHWIN HOTEL 7 East 27th Street Tel.: +1.212.545.8000 www.gershwinhotel.com Fica no Flatiron District, em plena Midtown de Manhattan, a dois passos da Quinta Avenida e da Madison. Um hotel que aposta nas artes, não só com obras espalhadas pelos diferenrtes espaços mas também com a organização de eventos e exposições de pintura, escultura, fotografias, dança ou música, entre outros. Tem quartos para famílias e beliches para viajantes em low budget. O restaurante Birch Coffee serve cervejas e vinhos biológicos e pratos preparados com produtos dos mercados locais. Duplo a partir de €105

B L U E

T R A V E L

41


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:05 PM Page 42

CASSA HOTEL

THE GERSHWIN HOTEL

EM MIDTOWN POR MENOS DE €200 Em cima, o lobby do Cassa Hotel e um dos quartos do The Gershwin Hotel, onde o bom gosto custa apenas €105 por quarto duplo. Em baixo, o Fashion 26, inspirado na indústria da moda norteamericana, e a piscina coberta do Room Mate Grace, de acesso gratuito para os hóspedes

FASHION 26

ROOM MATE GRACE


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:06 PM Page 43

GANSEVOORT PARK

GANSEVOORT PARK

ESTILO EM EAST MANHATTAN Em cima, a sala VIP e a piscina no terraço do novo Gansevoort Park Hotel, de onde tem vista directa para o Empire State Building. Em baixo, uma alternativa budget a dois passos do Rockefeller Center, com quartos individuais por €80

THE POD HOTEL

THE POD HOTEL


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:07 PM Page 44

LINCOLN É o novo restaurante do Lincoln Center for the Performing Arts, num agradável espaço envidraçado banhado por muita luz natural


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:07 PM Page 45

E S C O L H A S

I N T E L I G E N T E S

✭ NOVA YORQUE

NEW & MUST O S RE STAU RAN T E S D O M OM E N TO

LINCOLN 142 W. 65th Street Tel.: 212.359.6500, Upper West Side www.lincolnristorante.com Para uma experiência gourmet num dos centros culturais mais importantes da cidade, em torno da cozinha italiana do chef Jonathan Benno. Os interiores, a cargo da firma de arquitectos Diller, Scofidio + Renfro envolvem-nos na luz natural que entra pelas amplas janelas, com vista para o lago e a escultura de Henry Moore. Por fora, a cobertura de relvado em rampa é a imagem de marca. Abriu no fim de Setembro, e as ementas mudam diariamente, mas conte com os pratos da cozinha italiana com um toque contemporâneo, para saborear depois de assistir a um espectáculo. KIN SHOP 469 Sixth Ave. Tel.: 212.675.4295, West Village, www.kinshopnyc.com Vencedor da primeira série do programa Top Chef, Harold Dieterle acaba de abrir em Outubro o seu segundo restaurante em West Village. “É um espaço tailandês contemporâneo onde eu posso divertir-me muito a fazer o que me apetece. Vamos dar umas voltas aos pratos tradicionais e a diferentes caris, bem como criar pratos originais”, disse Dieterle em entrevista ao guia “Zagat”. Serve pratos da cozinha tailandesa contemporânea, organizados em ementas pensadas para serem partilhadas.

RIVERPARK 450 E. 29th Street Tel.: 212.729.9790, Kips Bay www.riverparknyc.com Para os gourmets mais ferrenhos, Tom Colicchio dispensa apresentações, tendo assinado alguns dos melhores restaurants novaiorquinos. O Riverpark é o mais recente membro do grupo, com a cozinha a cargo do chef Sisha Ortúzar, numa zona que está a ser alvo de uma requalificação urbana e onde estão a surgir novos edifícios e empresas de investigação científica. Abriu em Outubro na base do Centro Alexandria, junto às margens do East River, e serve cozinha Americana contemporânea em dois ambientes à escolha – no bar para uma refeição mais descontraída, ou na sala de jantar para um momento mais requintado. FRANÇOIS PAYARD BAKERY 116 W. Houston Street Tel.: 212.995.0888, Greenwich Village www.fpbnyc.com François Payard pertence à terceira geração de uma família francesa de chefs pasteleiros, tendo aprendido os segredos do ofício na pastelaria do avô, em Nice. Já foi chef pasteleiro do restaurante La Tour d’Argent, com três estrelas no guia Michelin, e vive em Nova Iorque desde 1990, tendo trabalhado em alguns dos mais conceituados espaços da cidade. Depois de fechar o seu próprio restaurante no ano passado, ao fim de 12 anos, Payard regressa agora com esta nova pastelaria mais intimista, inaugurada em Setembro, onde pode fazer um almoço ligeiro com sanduíches, saladas, sopas ou quiches a preços acessíveis. Aqui tudo é feito com farinha biológica e ingredientes livres de conservantes.

GOURMET A PREÇOS BUDGET,

+ 7 A ESTREAR . BAR BASQUE 839 Sixth Ave. Tel.: 646.600.7150, Chelsea Abriu em Outubro, no novo hotel Eventi

. BRUCIE 234 Court Street. Tel.: 347-987-4961, Cobble Hill, Brooklyn Abriu em Setembro, cozinha italiana

. HILL COUNTRY CHICKEN 1123 Broadway Tel.: 212.257.6446, Flatiron District Abriu em Setembro, ambiente de diner dos anos 50, self-service de frango

. LANI KAI 525 Broome Street Tel.: 646.596.8778, SoHo, Abriu em Outubro, um cocktail bar de estilo havaianao

. LOWCOUNTRY 142 W. 10th Street Tel.: 212.255.2330, West Village Abriu em Setembro. Cozinha do sul num ambiente cuidado.

. OSTERIA MORINI 218 Lafayette Street Tel.: 212.965.8777, SoHo www.osteriamorini.com Abriu em Setembro. Ambiente de trattoria italiana com pratos da Emilia-Romagna.

. ABC KITCHEN 35 East 18th Street (between Broadway & Park Avenue) Tel.: 212.475.5829, www.abchome.com Produtos orgânicos e uma ementa italiana.

para provar pratos de autor por cerca de €20. De 24 de Janeiro a 6 de Fevereiro, reserve mesa durante a New York Restaurant Week B L U E

T R A V E L

45


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:14 PM Page 46

RIVERPARK

RIVERPARK

ESPAÇOS DE REQUINTE Em cima, o novo restaurante do grupo de Tom Colicchio numa zona ribeirinha que está a ser alvo de uma requalificação, onde pode saborear as vieiras apanhadas à mão com um toque gourmet. Em baixo, o chef Jonathan Benno, que assina as ementas do novo restaurante Lincoln

LINCOLN

LINCOLN


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:17 PM Page 47

KIN SHOP

KIN SHOP

BOAS TENTAÇÕES Em cima, o restaurante tailandês do chef Harold Dieterle, um dos vencedores do programa Top Chef, onde as ementas são pensadas para serem partilhadas. Experimente os Noodles com molho de cogumelos maitake e ovo de pato escalfado. Em baixo, a nova pastelaria de François Payard, para perder a cabeça com os doces

FRANCOIS PAYARD BAKERY

FRANCOIS PAYARD BAKERY


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:18 PM Page 48

NOVA YORQUE ✭ E S C O L H A S

I N T E L I G E N T E S

MUSTS MUSEUS & ESPECTÁCULOS A NÃO PERDER GUGGENHEIM MUSEUM 1071 Fifth Avenue www.guggenheim.org A decorrer, Kandinsky at the Bauhaus, 1922-1933. Obras do artista durante o tempo em que ocupou a posição de professor na escola de arte Bauhaus, fundada em 1919 pelo arquitecto Walter Gropius. NA BROADWAY Peças de teatro e musicais imperdíveis como A Família Adams, Mama Mia, Chicago, West Side Story ou o mercador de Veneza, com Al Pacino no papel de Shylock. Para viver uma noite inesquecível! Pode comprar bilhetes online em www.broadway.com LINCOLN CENTER FOR THE PERFORMING ARTS Lincoln Center Plaza www.lincolncenter.org Ópera, jazz, ballet, música clássica... o programa de eventos é completo e variado. Consulte o site para escolher um espectáculo durante a sua estadia.

APROVEITE AS OFERTAS! BROADWAY WEEK De 24 de Janeiro a 10 de Fevereiro compre dois bilhetes pelo preço de um para os melhores espectáculos da cidade.

DE 10 A 17 DE FEVEREIRO a cidade vibra de vida Com a presença de estilistas e celebridades durante a New York Fashion Week

AMERICAN MUSEUM OF NATURAL HISTORY Central Park West at 79th Street www.amnh.org Conhecer o interior do nosso cérebro, ouvir o Leonardo DiCaprio contar histórias sobre o telescópio Hubble ou viajar pelo espaço pela mão de Whoopi Goldberg são alguns dos programas sugeridos para uma tarde em torno dos mais recentes avanços científicos.

Saiba mais em www.nycgo.com MOMA 11 West 53 Street www.moma.org Até 25 de Abril, Abstract Expressionist New York. Pintura, escultura, desenho, fotografia, filmes e outras obras de nomes como Jackson Pollock e outros da geração de artistas que, nos anos 50, levariam Nova Iorque ao centro da cena artística internacional. MET 1000 Fifth Avenue www.metmuseum.org Até 17 de Janeiro, Man, Myth and Sensual Pleasures: Jan Gossart’s Renaissance. É a primeira grande exposição dedicada ao artista holandês dos séculos XV e XVI, com obras de pintura, desenho e serigrafia.

48

B L U E

T R A V E L

KIDS' NIGHT ON BROADWAY De 6 a 10 de Fevereiro, receba um bilhete grátis para uma criança dos 6 aos 18 anos, na compra de um bilhete de adulto. Informe-se também sobre as actividades gratuitas antes dos espectáculo, e sobre os descontos e restaurantes e estacionamento.

VAMOS A CONTAS

EUA

4 dias a partir de…

NOVA IORQUE

Voos

510€

3 noites no Room Mate Grace

210€

Refeições

200€

920€

{ Total por pessoa} * Os valores indicados estão sujeitos a alterações conforme a época do ano


BT85 - NY FINAL.qxd:BT84–LAREIRAS 12/20/10 1:18 PM Page 49

AL PACINO E SHYLOCK... ... na peça de William Shakespeare “O Mercador de Veneza”, em exibição na Broadway até Janeiro


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:04 PM Page 50

A blue ESTEVE LÁ! Novembro de 2010


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:04 PM Page 51

{ FIM-DE-SEMANA NA CASA DAS PENHAS DOURADAS }

DESIGN SERRANO A 1500 METROS DE ALTITUDE ergue-se a Casa das Penhas Douradas – um refúgio em plena Serra da Estrela – para viver o melhor da montanha em qualquer época do ano. Depois das obras de remodelação tem agora mais nove quartos, um spa, entre outras novidades. Durante a nossa estadia fomos conhecer os novos projectos associados a este turismo rural que nos dão a conhecer os produtos genuínos da região como o burel, agora com as mais variadas utilidades, e os sabores tradicionais combinados de forma surpreendente. Dos percursos pedestres ao ski (possível), renda-se a uma natureza em estado puro. Por P A T R Í C I A C A B R A L Fotos R I C A R D O P O L Ó N I O


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:04 PM Page 52

Turismo de natureza com charme Ouvir Jazz depois de descalçar as botas de trekking, fazer uma massagem no spa antes de visitar a fábrica de burel, ter um jantar gourmet regional, ler um clássico à lareira, ver um filme, conversar, vibrar com o ar frio, a vista, o ponto mais alto de Portugal continental...

DIA 1 | S Á BAD O

VIDA NA MONTANHA João Tomás, proprietário da Casa das Penhas Douradas, trocou a vida na cidade pela paz da montanha. Aqui dedicou-se inteiramente a este turismo da natureza e aos novos projectos que lhe estão associados.

Go! Tome a A1 e saia para Abrantes. Entre na A23 e corte para Belmonte, siga até Manteigas e suba até às Penhas Douradas. Depois há diversas tabuletas a indicar a casa. Se preferir um caminho mais bonito (como foi o nosso caso), embora mais demorado, opte por sair na A23 para a Covilhã, suba até às Penhas da Saúde, desça o Glaciar até Manteigas e daí até às Penhas Douradas.

B L U E

VIVER A CASA. João Tomás, o nosso anfitrião, conduziu-nos numa visita pelo interior desta casa de montanha, com amplas vidraças que nos oferecem diferentes perspectivas da serra. Os interiores decorados pelo casal vão buscar inspiração ao design escandinavo, onde não faltam peças originais assinadas por Hans J. Wegner, entre outros designers. >>>

COMO IR

52

À medida que subíamos até às Penhas da Saúde o ar fresco da serra deixava os vidros do carro embaciados com partículas de gelo. Do lado esquerdo avistamos o antigo sanatório dos Ferroviários, agora desactivado, e que durante as décadas de 40/50 acolhia os doentes com tuberculose que com a altitude esperavam a cura para a sua maleita. Longe vão os tempos em que vir à serra era semelhante a fazer uma expedição aos confins de África, relatados em livros dos mais variados autores, caso do memorável “Viagem à Serra da Estrela – Guia do Excursionista, Alpinista e Tuberculoso”, editado em 1908 e da autoria de António Souza Lacerda. Agora vem-se passar um dia à Torre e acha-se que está tudo visto e ficam por explorar paisagens únicas, lugares apenas acessíveis a caminhantes mais afoitos, grutas que escondiam casas e toda uma arquitectura patente nos chalets em traços alpinos que emergem aqui e ali. Depois de muitas curvas chegamos finalmente ao nosso destino: a Casa das Penhas Douradas – que nos finais do século XIX foi um hotel sanatório com o sugestivo nome de pensão Estrela. Quando João Tomás e Isabel Costa, os actuais proprietários, a compraram era uma hospedaria desactivada e em ruínas. Depois de um longo período de obras, em 2006 abriu finalmente as portas ao público, tendo o projecto de arquitectura sido assinado por Pedro Brígida e Alice Santiago. Em Maio de 2009 voltou a encerrar para uma remodelação mais profunda, tendo reaberto em Fevereiro deste ano com mais nove quartos e um spa. A área da recepção também ocupa agora um novo espaço com um pequeno ponto de venda, onde se encontram disponíveis os produtos da marca PDF&F (Penhas Douradas Food&Factory).

T R A V E L

2 EE

CASA DAS PENHAS DOURADAS

Penhas Douradas, Manteigas; Tel.: 275.981.045; www.casadaspenhasdouradas.pt Duplo a partir de €115 A casa tem 18 quartos, um deles suite, com vistas rasgadas para a Serra da Estrela. Um spa com três salas de tratamento, piscina interior aquecida e sauna são outros dos atractivos. Tem ainda acesso gratuito à internet nos quartos e zonas comuns.


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:05 PM Page 53


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:06 PM Page 54

VIVA OS CONTRASTES que a Casa das Penhas Douradas preparou entre produtos da terra e gourmet dos quartos com vista ao spa, PASSADO E PRESENTE NUM SPOT PERFEITO


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:06 PM Page 55

CANTINHOS PARA TODAS AS OCASIÕES Dificilmente irá para um destino tão apelativo para passar o dia ao computador. Mas caso fique preso devido a um mega-nevão, saiba que nesta sala de estar há computador com internet gratuita ao dispôr de quem por aqui se hospedar.

Numa das salas podemos ver exposta uma colecção de skis de madeira desde 1880 até aos anos 60 e manuais sobre a prática deste desporto, sendo o mais antigo datado de 1910. Outra das curiosidades são as várias aplicações de burel – tecido 100% feito de lã das capas dos pastores, distribuído em vários quadros de parede e que foi utilizado como elemento principal da decoração. Desde as coloridas mantas das camas, ao porta-revistas da sala, bancos de madeira forrados e tapetes, por aqui são visíveis os esforços para manter viva esta tradição. Se quiser estar a trabalhar ou simplesmente consultar o seu e-mail existe uma sala com um computador e acesso permanente à internet em todas as zonas comuns. Desde as sessões de cinema ao calorzinho da lareira, aos lanches com bolo acabado de fazer e chocolate quente ou os muitos livros à disposição para se enroscar num recanto a ler, sentimo-nos permanentemente mimados.

CULTURA AO VIRAR DA ESQUINA Para além dos inúmeros livros que há pela casa disponíveis para os hóspedes, pode assistir a um filme no projector numa sala de estar ou levar um DVD para ver na privacidade do seu quarto.

B L U E

T R A V E L

55


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:07 PM Page 56

CHEF PEDRO CHARRO

VALORIZAR OS PRODUTOS DA REGIÃO Pedro Charro é o chef que dirige a cozinha da Casa das Penhas Douradas, com a ajuda imprescindível de Rosa. O conceituado Luís Baena é o chef consultor que trata da concepção das ementas e produtos gourmet com a assinatura PDF.


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:08 PM Page 57

LAREIRA GOURMET Gauffre de ervas da serra com queijo de cabra, Corvina corada com legumes salteados e puré de batata e sobremesas enriquecidas com medronhos e alecrim são alguns dos pratos que pode provar no restaurante deste turismo de natureza empoleirado na serra.


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:09 PM Page 58

Paisagens surpreendentes Longe dos spots mais turísticos, mas acessíveis por trilhos pedestres, há lugares na serra que o vão deixar de boca aberta. Ainda mais se estiver a chover na Covilhã e, de repente, apanhar lá no alto o sol mais radioso!

AROMAS DA NATUREZA. Antes do almoço esperava-nos uma massagem no spa. Com três salas de tratamento tem ainda uma área de relaxamento onde reina a mais absoluta tranquilidade. Desta vez experimentei o Duche Vichy, cujo os jactos de água me iam aliviando os pontos de tensão acumulados ao longo da coluna. Uma das terapeutas, Cristina Gonçalves, revelou como são preparados os óleos aplicados nos diversos tratamentos disponíveis. « O Paulo, que costuma conduzir os grupos pelos vários percursos pedestres, apanha a bétula, urze, rosmaninho, zimbro, entre outras plantas, e nós preparamos o óleo usado apenas nas massagens», explica. Depois de tudo cortado aos bocadinhos é misturado no óleo e vai a ferver para extrair as propriedades... E foi entorpecida por todos estes aromas campestres que me dirigi à sala de refeições para saborear um Creme de agrião com queijo de cabra ralado e uma Corvina corada com legumes salteados e puré de batata. Ao almoço as refeições, que custam uma média de €20, são mais ligeiras e no final está sempre disponível um buffet com diversas variedades de queijo, fruta e uma ou duas sobremesas. Se preferir, principalmente se for praticar algum desporto durante a tarde, pode optar por uma salada, tosta ou sanduíche. O chef Luís Baena tem a seu cargo a consultadoria gastronómica da Casa das Penhas Douradas, tendo sido ele o responsável pela concepção das ementas e de todos os produtos gourmet com a marca PDF. Durante a tarde sentei-me na esplanada exterior, na esperança de ver uma das raposas que costumam vir comer alguns restos deixados nas gamelas junto à cozinha. “Houve uma altura que tivemos uma praticamente adoptada. Vinha aqui todos os dias e interagia connosco, um hóspede até tirou umas fotografias que colocámos na recepção”, conta João Tomás. 58

B L U E

T R A V E L


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:10 PM Page 59

Go! ACTIVIDADES OUTDOOR Andar nas pistas de ski junto à Torre, os mais experientes devem experimentar a vermelha. Saiba mais em www.turismoserradaestrela.pt

Caminhadas na neve com raquetes

Percursos pedestres à volta das Penhas Douradas de duas a seis horas, conduzidos pelo João Tomás. A Camâra de Manteigas está ainda a desenvolver 250km de percursos. Descubra mais em www.manteigastrilhosverdes.com

Trenós para aqueles momentos de pura diversão com toda a família

Apanha de cogumelos (na época própria) com especialistas

Passeios de bicicleta (disponibilizadas pela casa) pelas imediações

Caiaques (disponibilizados pela casa) para navegar na lagoa do Vale de Rossim

Passeios de jipe com paragem para almoço


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:10 PM Page 60

PRESERVAR O MEIO AMBIENTE Os passeios pedestres são dos melhores exemplos de eco-tursimo existentes. Se respeitar a natureza e os trilhos demarcados por onde passar poucos ou mesmo nenhuns serão os vestígios humanos deixados para trás...


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:11 PM Page 61

MUITO MAIS QUE UM TREKKING João Tomás, dono da Casa das Penhas Douradas, leva-o a espreitar as lagoas da Serra da Estrela. Pelo caminho há tempo para ficar a saber lendas, curiosidades e mesmo factos sobre a Geografia, Fauna e Flora da região.


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:12 PM Page 62

COMPRAR PRODUTOS MARCA PDF&F Línguas de gato de feijoca, Palitos de queijo da serra, Geleia de poejo, Pesto de urtigas, Ketchup de boletos são apenas alguns dos produtos genuínos da serra transformados em apelativas embalagens gourmet. O chef Luís Baena, consultor gastronómico, assina estas combinações originais que pode comprar no ponto de venda disponível na recepção da casa ou na loja recentemente inaugurada no Chiado. PENHAS DOURADAS FOOD&FACTORY Rua Nova do Almada, 103; Chiado; Lisboa Horário: das 10h às 20h www.saberesefazeresdavila.pt


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:13 PM Page 63

AS CORES DO BUREL O empreendedorismo de Isabel Costa e João Tomás, o casal proprietário deste turismo, levou à abertura de um pequeno atelier numa fábrica de lanifícios em Manteigas e a produzir originais peças em Burel (tecidos 100% lã das capas dos pastores).

RECUPERAR A PRODUÇÃO DO BUREL foi uma das iniciativas da Casa das Penhas Douradas individuais, sacos de pão, tapetes e bancos forrados são alguns dos artigos QUE PODE COMPRAR RITUAL DO JANTAR. Antes de se iniciar a refeição, que custa €30 por pessoa, é servido na sala um amuse-bouche. Nós provámos o Gauffre de ervas da Serra com queijo de cabra, preparado pelo chef executivo do restaurante, Pedro Charro. “A nossa cozinha baseia-se nos produtos da região que pretendemos valorizar, mas com um toque gourmet”, explica. Prosseguimos com Sopa de abóbora assada com pão de alho e as famosas Burras de novilho confitadas, boletus salteados, apanhados na serra, e gratinado de legumes. Para finalizar Gelado de zimbro com línguas de gato de feijoca e Pudim de alecrim.

AS MENINAS DO PDF Patrícia Fonseca é a responsável pela equipa que diariamente prepara os produtos gourmet com a marca Penhas Douradas Food.

DIA 2 | D OM I N G O Enquanto tomava o pequeno-almoço podia observar as nuvens que pairavam sobre a imponente montanha, reservando-nos mais um dia de sol para a nossa caminhada matinal. Todos os percursos são conduzidos por João Tomás, que faz do trekking um dos seus hobbies favoritos. Deslocamo-nos de jipe até à indicação Fragão do Corvo e daí seguimos a pé até esse penedo, que esconde um miradouro sobre a vila de Manteigas. À noite, toda iluminada, parece um verdadeiro presépio.

B L U E

T R A V E L

63


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:13 PM Page 64

Sabores regionais no Vallecula Luís Castro e Fernanda Barros, uma cozinheira de mão-cheia, são os donos deste restaurante que nos presenteia com o melhor da cozinha regional.

Daqui, se trouxer binóculos, também pode ver o planalto de São Romão e o vale do Mondego. Passamos ainda pela casa de Afonso Costa, um republicano que agitou os tempos da monarquia, e que representa um exemplar único da arquitectura suíça de meados do século XIX. Retomamos o trilho que nos leva pelo interior de uma floresta encantada, habitada por esquilos, e que tem uma fonte de água fresca e pura. Depois de algumas subidas retomamos uma estrada de terra batida que desemboca no Vale das Éguas, conhecido pela sua beleza paisagística, e que pode explorar guiando-se pelas mariolas, uma série de pedras sobrepostas utilizadas pelos pastores para a marcação dos caminhos. Nós ficamos por aqui mas pode continuar até ao Vale do Rossim e fazer um piquenique junto às margens da sua lagoa. A nossa próxima paragem seria na aldeia de Valhelhas, a treze quilómetros de Manteigas, para um almoço típico no restaurante Vallecula (antigo nome romano desta povoação). Dentro da casa em xisto esconde-se um ambiente acolhedor com móveis e peças decorativas rústicas. Luís Castro, o proprietário, faz as honras do espaço aberto há onze anos e que nos presenteia com especialidades da gastronomia beirã.

VALLECULA Praça Dr. José de Castro; Valhelhas; Tel.: 275.487.123 Horário: de terça a domingo ao almoço das 12h30 às 15h e das 19h30 às 23h. Encerra domingo ao jantar e segunda-feira todo o dia (Preço médio de refeição com vinhos: €20) A PROVAR: Borrego na carqueja com puré de maçã e esparregado.

64

B L U E

T R A V E L


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:14 PM Page 65


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:14 PM Page 66

Relax! SPA APRÈS SKI Depois de umas horas a esquiar nas pistas disponíveis junto à Torre ou a deslizar pela montanha abaixo nos trenós disponibilizados pela casa, sabe bem fazer uma massagem no spa, uma das novidades inauguradas este ano na Casa das Penhas Douradas. ■ MASSAGEM DE CASAL Feita com o antebraço tem duração de 45 minutos e custa €90. Nesta massagem é utilizado o óleo de urze, preparado a partir de uma planta da serra.

■ MASSAGEM COM PAUS DE BÉTULA Feita com a madeira característica da região e na qual é aplicado o óleo de alecrim, bétula e zimbro. Dura uma hora e custa €60.

■ EXFOLIAÇÃO FLOR DE PENHA Feita à base de flor de sal, mel e zimbro. Tem duração de vinte minutos e custa €25.


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:14 PM Page 67

Na cozinha quem dirige é Fernanda Barros, mulher de Luís, e o resultado é uma sequência de pratos cada um mais apetitoso que o outro. Desde as entradas como o requeijão com ervas, pâté de fígado de pato, mousse de grão de bico, alheira de caça, morcela com migas de couve e batata ou açorda de enchidos..., tudo é de primeira qualidade. Nós fomos para o Borrego na carqueja, uma das especialidades, acompanhado de puré de maçã, esparregado e arroz. Da carta de vinhos fazem parte mais de 60 rótulos do sopé da Serra para acompanhar o repasto. E se ainda houver espaço num cantinho do estômago peça as Papas de caroulo com doce de pêssego para sobremesa.

RECUPERAR TRADIÇÕES. No regresso parámos em Manteigas para visitar o atelier onde são produzidas as criativas peças em burel com a marca Burel Manteigas, que pode comprar na Casa das Penhas Douradas e na loja Penhas Douradas Food&Factory, no Chiado, em Lisboa. Este ambicioso projecto tem como objectivo valorizar um trabalho tradicional, dando-lhe uma nova dimensão e utilidade prática para se expandir.

OUTROS RESTAURANTES A IR Se lhe apetecer fazer mais algumas refeições regionais fora de casa, não deixe de marcar mesa nos famosos: Camelo (Seia, Tel.: 238.310.100) e Museu do Pão (Seia, Tel.: 238.310.760).

B L U E

T R A V E L

67


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:15 PM Page 68

ENQUANTO NEVA LÁ FORA Uma massagem, um chá bem quente, sauna, meia hora na piscina aquecida, tudo isto numa tarde dedicada a si próprio. Descontrair é a palavra de ordem. E por aqui sabem fazê-lo como ninguém, enchendo-nos de mimos que estão incluídos nos preços dos tratamentos ou da estadia!


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:16 PM Page 69

SPA COM VISTA PARA A SERRA Da janela do spa da Casa das Penhas Douradas conseguirá avistar com toda a certeza alguns dos “ingredientes” utilizados nos tratamentos disponíveis no menu. Bétula, urze, rosmaninho, zimbro, entre outras plantas, são misturadas com óleo que depois é usado nas mais diversas massagens.


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:17 PM Page 70

O espaço onde trabalham as três artistas fica situado numa das duas últimas fábricas de lanifícios da vila em funcionamento, onde podemos acompanhar o processo de produção a par e passo. Desde as máquinas obsoletas, com cem anos, usadas para a extracção da lã à sala de tecelagem, vale a pena fazer a justa homenagem a um trabalho em vias de extinção. Outra das apostas da Casa das Penhas Douradas foi dar a conhecer os produtos da região através de um conceito gourmet desenvolvido pelo chef Luís Baena. Assim nasceu o PDF, com sede numa antiga casa do guarda florestal, à saída de Manteigas, e onde Patrícia Fonseca coordena uma equipa de três pessoas. No meio de toda a azáfama que antecede as encomendas de Natal, receberam-nos vestidas a rigor com as suas toucas, batas e luvas brancas. Na cozinha vimos preparar os caramelos de zimbro e as várias etapas que passam até chegar à embalagem final. Em cima da mesa iam colocando os vários sabores da linha doce e salgada para provarmos e que desde já recomendamos. Nesta segunda fase da vida da Casa das Penhas Douradas, que merece a sua visita em qualquer época do ano, registámos todo o empenho dos proprietários para revitalizar as tradições, gerar emprego na comunidade local e integrar o espírito deste turismo de natureza na região. Em família, a dois ou com amigos muitas são as motivações para viver o melhor da Serra da Estrela através da sua riqueza paisagística, história, cultura e gastronomia. E

2 dias a partir de…

VAMOS A CONTAS

PORTUGAL

SERRA DA ESTRELA

Gasóleo

70€

Portagens

11,10€

Refeições

140€

1 noite na Casa das Penhas Douradas

115€

336,10€

{ Total duas pessoas } * Os valores indicados estão sujeitos a alterações conforme a época do ano

70

B L U E

T R A V E L


F.S. PENHASDOURADAS.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 12:18 PM Page 71

Do! SE APETECER FICAR EM CASA... ■

Home cinema numa das salas da casa

Workshops de cozinha

Sessões de leitura – nas salas as estantes estão cheias de livros para ler embrulhado numa manta junto à lareira

Bolo caseiro servido todos os dias a partir das 16h, para acompanhar com um chá ou chocolate quente

Piscina aquecida para relaxar enquanto vê nevar lá fora

Sauna e massagem no spa depois do trekking


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:48 PM Page 72

A blue ESTEVE LÁ! Novembro de 2010

Western CAPE TOWN ★ LONG BEACH ★ STELLENBOSCH


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:49 PM Page 73

ONDE FICA A ÁFRICA DO SUL DEPOIS DO MUNDIAL DE FUTEBOL? No mesmo lugar mágico, mas sem o ruído das vuvuzelas. A convite da Across – Luxury Travel & Safaris, fomos conhecer alguns dos melhores hotéis do Western Cape, provar vinhos memoráveis em Stellenbosch, e tirar boas ideias para conhecer o que de melhor este país tem para oferecer. Passada a febre futebolística, encontrámos uma Cape Town mais hip, mais tranquila, e passeámos por um dos lugares mais especiais do planeta. Uma sugestão para descobrir com tempo, já nas suas próximas férias grandes. Texto e fotos N U N O

M I G U E L

D I A S

n Cape [

Á F R I C A

D O

S U L

]


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/21/10 9:46 AM Page 74

Sorrisos que não se esquecem e traduzem a famosa hospitalidade africana são, também aqui, na Cape Town que continua a ser um posto avançado da Europa no continente negro, uma constante... e razão sobeja para querer voltar

O

Rio de Janeiro tem os seus morros circundando a Guanabara. Granada, a Sierra Nevada como pano de fundo. A Cidade do Cabo decidiu-se, para cenário perpétuo, pela Table Mountain, como se todos os outros, possíveis ou não, já tivessem sido experimentados. Ficou o melhor. Essa omnipresente cortina granítica é cenário inigualável, capricho meteorológico, Parque Nacional e fronteira a sul, isolando a cidade entre ela, a Table Bay a oriente, de águas plácidas e calmas e, a oeste, o mais ditoso Atlântico. A Table Mountain é, também, muito de Cape Town. Mas há mais. Como a Victoria & Alfred Waterfront, zona pedonal que contraria o cliché da insegurança nas ruas das cidades sul-africanas da forma mais cool, hip, jovial e, claro, cénica. Porque qualquer uma das esplanadas, restaurantes ou bares têm vista sobre, pasme-se, a Table Mountain.

QUANDO IR As estações do ano na África do Sul são ao contrário das nossas: o Inverno vai de Junho a Agosto, a Primavera de Setembro a Outubro, o Verão de Novembro a Março e o Outono em Abril e Maio. Uma vez que qualquer época é boa para visitar o país, e que os invernos são bastante amenos, opte por viajar durante a época baixa para aproveitar os preços mais em conta e evitar enchentes.

COMO IR A South African Airways (Tel.: 21.781.7470, www.flysaa.com) tem voos directos para Cape Town a partir de Londres por cerca de €910. O voo demora cerca de 12 horas.

Para chegar a Londres pode voar com a Tap (Tel.: 707.205.700, www.flytap.com) a partir de Lisboa ou do Porto por cerca de €100.

VÁ COM OS ESPECIALISTAS Para não se preocupar com qualquer aspecto da organização da viagem, vá com a Across – Luxury Travel & Safaris, que tem vários programas possíveis na África do Sul, incluindo Cape Town, a rota dos vinhos, a Garden Route, safaris e outras sugestões. Saiba mais pelo Tel.: 21.781.7470, ou através do site www.across.pt.

A DANÇA DA FOCA. A janela do meu quarto no Victoria & Alfred Hotel está incluída. Entre mim e a montanha, com a sua majestosa Lion’s Head, a quase 700m de altitude, interpõe-se a Alfred Basin, uma pequena marina só acessível depois de passar uma ponte rotativa (e passagem pedonal) a partir da Victoria Basin, porto de abrigo da Table Bay. É todos os dias visitada por uma foca. Os meus méritos de biólogo marinho não me permitem saber se é sempre a mesma. Mas há uma pontualidade que não deixa outra hipótese. Todas as manhãs e fins de tarde sentome no parapeito, saboreio o café moído de fresco que, todos os dias, como que por magia, reaparece no quarto, e observo o mamífero na sua estranha dança. Entra na marina descrevendo espirais, queda-se, ergue o ventre ao alto, estende as barbatanas e demora-se assim uns minutos até voltar a sair, as mesmas espirais em direcção ao mar, nem sei se de felicidade são. São da minha, que fico agora a sós com a montanha, a mesma luz do sol nela espelhada desde que nasce ao ocaso, quando as nuvens se adensam nos cumes, se não os cobriram durante o dia, que isto de estar na Cidade do Cabo é estar à mercê das suas modas. Há também o perpétuo coro de aves marinhas, o burburinho das gentes que se passeiam junto ao mar ou gracejam nas esplanadas e os característicos sons de um estaleiro. Porque Cape Town é, também, se não sobretudo, uma cidade onde navios de todos os portes amaram para reparações. O facto de o encantamento que causa se sobrepor a tudo isso só a torna mais fascinante. O VICTORIA & ALFRED HOTEL é deliciosamente despojado. Os espalhafatos decorativos que regem algum saudosismo colonialista (e que ainda encontraremos ao longo desta viagem) são abandonados em favor de uma

74

B L U E

T R A V E L


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:49 PM Page 75


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:50 PM Page 76

A CLOCK TOWER É apenas um dos muitos edifícios históricos, comuns a mareantes antigos e visitantes de hoje, que se tornaram ícones da Waterfront


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:50 PM Page 77

uTata Madiba, Nelson Mandela para os sul-africanos, está por todo o lado. As estátuas nas ruas e os quadros nas paredes representam uma África do Sul reconciliada, moderna e progressista

localização privilegiada, a V&A Waterfront que é, unanimemente, o lugar mais hip de toda a África do Sul. Todos os espaços do hotel, incluindo os quartos, estão projectados para que seja possível uma rápida “fuga” para o exterior, respirando uma atmosfera que, garante-se, não se encontra em nenhum outro lugar. Mas isto não quer dizer que o hotel não apeteça. Principalmente, quando o seu restaurante, o OYO, está entre os melhores da cidade, com uma carta de vinhos invejável (os vinhos sul-africanos, só por si, dariam uma antologia poética, mas já lá vamos). Aliás, se isto não fosse Cape Town, dificilmente se arranjariam forças para sair deste ícone da marina, edifício proeminente sem o qual toda esta envolvência não poderia ser a mesma.

CHEIA DE GRAÇA. No lado oposto da Alfred Basin, outro lugar incontornável. O histórico, delicioso e imperdível Cape Grace, membro da The Leading Small Hotels of the World mas de personalidade gigantesca. Tudo o que oferece é de bom gosto,

TABLE MOUNTAIN, O CENÁRIO Poucos lugares no mundo imprimem imagens tão intensas na retina. Demorarmo-nos pela Waterfront é nunca mais esquecer a Cidade do Cabo

B L U E

T R A V E L

77


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:51 PM Page 78

VICTORIA & ALFRED WATERFRONT É, provavelmente, desde que a Lourenço Marques era o destino de sonho de meio mundo, o eterno hipe africano. Cosmopolita e moderna, espelha um estilo de vida descontraído que não escolhe raças, tribos ou sequer línguas. Há restaurantes, esplanadas e hotéis para todos os gostos. Desde que sejam bons gostos.


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:52 PM Page 79

CITY CENTER As entidades não aconselham passeios nocturnos ao coração da cidade. Mas nada o deixaria adivinhar quando, durante o dia, uma incursão a este centro empresarial, que faz lembrar uma metrópole norte-americana, revela ser obrigatório. Mercados vibrantes, lojas imperdíveis, restaurantes de atmosfera cool e bairros encantadores, como o Bo-Kaap Quarter.


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:53 PM Page 80

Abraçar a cidade à noite que, durante o nosso inverno, demora a cair, exige demoras pelas esplanadas dispostas junto às marinas, com vistas sobre a Table Mountain e os seus humores meteorológicos

mas ainda resta a humildade para permitir serviços customizados, sendo possível personalizar, ao mínimo detalhe, toda a estadia. O restaurante, divinal, permite uma das experiências mais marcantes na cidade. A decoração mistura, com um rigor inigualável, o contemporâneo com o clássico. Não é fácil. E já o vi ser tentado noutros lugares. Só aqui fiquei convencido. Mas mesmo que se trate de um hóspede dos difíceis, ninguém consegue ficar indiferente a uma viagem de iate ao largo de Cape Town. Peça-a a Leah De Klerk, a Relações Públicas responsável pela Guest Experience. De certeza que nunca viu um “alfaiate”, mesmo que o seja da customização dos serviços do hotel, e não de fatos, com um sorriso destes.

O EMBALO DAS ONDAS. Há uma vénia ao entrarmos na marina. Devem saber que nos dirigimos para o Princess Emma, um iate de luxo que se vê por fora e, mesmo assim, é difícil de imaginar por dentro. É por isso que me apresso a entrar. Mas também porque a ponte giratória que nos dará acesso à Table Bay, abre de meia em meia hora. É ver os transeuntes que se passeiam na V&A Waterfront, já de si causadora de encanto, abrirem a boca de encantamento ao verem-nos passar. Ainda assim, não imaginam que, no interior deste iate de vinte metros de comprimento há quatro suites de luxo, sala de estar onde se dispõem canapés elaborados por um chef conceituado e garrafas de champagne que sabe melhor olhando, já ao largo, para esta Cape Town que, assim, adensa ainda mais a sua beleza. A Table Mountain continua a ser o cenário, agora mais amplo, o Devil’s Peak, a Lion’s Head, os Twelve Apostles, toda a cordilheira como que abraçando a metrópole a seus pés. No lado oposto, lá longe, a Robben Island, ermo que foi durante séculos manicómio, mas que se tornou famoso por ser o lugar da prisão onde Nelson Mandela passou metade da sua vida, até que a sua libertação desse novo ânimo a este magnífico país que estava na boca do mundo pelas piores razões. Não nos podemos deixar de sentir como o Bartolomeu Dias, que aqui chegou há mais de 500 anos e deu de caras com esta imponência, mesmo que um pouco mais abaixo, cerca de 50km, para ser mais preciso, o esperassem as tormentas que, hoje, estão numa pontinha chamada de Dias Cross ou, claro, Cabo da Boa Esperança. Imagino que o estar deitado na proa, com um copo de champanhe na mão e uma privilegiada vista sobre as montanhas inesperadamente livres de nuvens (visão rara), atestando 80

B L U E

T R A V E L


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:53 PM Page 81

Taste! BOAS REFEIÇÕES Pigalle Cape Town 57A Somerset Road; Green Point; Tel.: 21.421.4848;www.pigallerestaurants.co.za. Quem está à frente deste ícone da cidade é um português, há muito radicado na África do Sul e recentemente mudado de Joanesburgo. À possibilidade de conviver um pouco connosco, desdobra-se em sorrisos mas também em enormes bandejas de ostras, camarão de Moçambique com gengibre e mexilhões das águas locais. Sim, é um lugar para comer marisco até não poder mais e a consciência tranquila de poder, pouco depois, queimar as calorias na pista de dança. É uma memória viva se uma Cape Town de outros tempos mas é, também, um pouso obrigatório. Karibu V&A Waterfront, Cape Town; Tel.: 21.421.7005; www.kariburestaurant.co.za South African Dining dirá quase tudo. Porque para quem não esteja familiarizado com a gastronomia local, é necessário dizer que poderá provar das melhores carnes do mundo. Game meat incluída. Tudo isto numa localização perfeita, com vistas sobre toda a cidade e a Table Mountain. Rust en Vrene Stellenbosch 7599; Tel.: 21.881.3881; www.rustenvrede.com O premiado e mundialmente aclamado restaurante da famosa vitivinícola. Escolha de dois menus degustação (quatro ou seis pratos) e siga este conselho que provará ser precioso: acompanhe as entradas e o peixe (Atum com crosta de gengibre) com um Merlot 2009 e a carne (Springbok do Kalahari) com um portentoso Estate Wine Vertical Collection 2004-2006.


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:53 PM Page 82

VICTORIA & ALFRED HOTEL

VICTORIA & ALFRED HOTEL

ONDE DORMIR: Victoria & Alfred Hotel; Waterfront Pierhead,Cape Town; Tel.: +27.21.419.6677; www.newmarkhotels.com. Deliciosamente despojado. Guardou o refinamento para pequenos nadas que, nestas coisas, são tudo, como café e chá diariamente aprovisionados no quarto. O restaurante OYO não deixa desculpas para escapadas nocturnas. Aproveite a promoção “durma 3 – pague 2”. Duplo a partir de €355. Cape Grace; Waterfront, Cape Town; Tel.: +27.21.410.7100; www.capegrace.com Esta é, de facto, a melhor maneira de ficar em Cape Town. Luxo sumptuoso que nos faz sentir genuinamente meritórios de tantos bons tratos. As vistas são espectaculares e a decoração é, em todos os mais esconsos recantos, pensada ao pormenor. Mas isso é o menos. Quem aqui fica corre sérios riscos de não ver mais nada em Cape Town. Duplo a partir de €495.

CAPE GRACE

CAPE GRACE


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:54 PM Page 83

THE LAST WORD BISHOPSCOURT

THE LAST WORD BISHOPSCOURT

ONDE DORMIR: The Last Word Bishopscourt; 18 Hillwood Avenue, Cape Town; Tel.: +27.21.797.6710; www.thelastword.co.za. Foi uma breve passagem por um lugar que merecia uma estadia demorada. Foi, mais propriamente, uma paragem para o chá das cinco, costume que ficou de outros tempos e que assume, aqui, contornos mais românticos. Porque tudo o que é da The Last Word merece atenção especial, em Bishopscourt toda a atenção é dada aos mais pequenos detalhes. As vistas são avassaladoras, os serviços de topo. Como no slogan da companhia, “A Última Palavra – Tenha-a!” Duplo a partir de €270. Aproveite a promoção “durma 3 – pague 2”. EM BAIXO: Pigalle Cape Town (informações na página 11). O restaurante onde nos sentimos em casa. Uma viagem a Cape Town fica incompleta sem um jantar na casa do simpático Victor.

RESTAURANTE PIGALLE CAPE TOWN

RESTAURANTE PIGALLE CAPE TOWN


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:54 PM Page 84

Long Beach A 43 quilómetros de distância da Cidade do Cabo estão 8 quilómetros de areal que não poderiam ter outra denominação. A The Last Word encontrou, aqui, a localização perfeita para o hotel perfeito...


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:55 PM Page 85

amenas temperaturas que se desfrutam em tronco nu, não estivesse bem nos horizontes desse nosso antepassado. Estão nos nossos e são bem reais. Mas como tudo o que é maravilhoso tem de ter um fim, principalmente para os pessimistas, esta viagem está agora de regresso à marina. Russel Matchette, o capitão, e Maxine Steenkamp, responsável por este maravilhoso hotel de puro charme flutuante, despedem-se com um aceno entusiasta. Andam nisto há três anos e sabem bem que transmitem aos hóspedes sensações raras, ao serviço da The Last World, um sub-grupo da Mantis, a quem também pertence a nossa próxima paragem, onde já nos esperam para um fish barbecue.

VIDA DE PRAIA. Há duas maneiras de chegar a Long Beach, a estância de veraneio decadent chic de Kommetjie, 45km a sul de Cape Town, onde arriba a comunidade mais jovem, moderna e, claro, endinheirada da cidade. Em Bishopscourt, a estrada bifurca. Pode optar-se pelo trajecto que nos relembra estarmos em África, atravessando a Silvermine Nature Reserve, que obriga à existência de empresas como a Baboon Matters (que se dedica a afastar os babuínos das habitações, recorrendo a uma artesanal fisga) ou, caso nos decidamos por uma viagem bem mais cénica, arrebatadora até, segue-se em direcção a Hout Bay, a partir de onde o percurso se transforma numa sinuosa estrada que acompanha as falésias sobre West Fort, East Fort, Ratelklip e Chapman’s Bay, onde uma gigantesca lagoa sofre uma metamorfose a cada maré. Preferências na forma de chegar à parte, o destino só pode ser consensual. The Last Word Long Beach é mais que um hotel de charme. É uma casa de amigos onde somos recebidos como tal. Na mesa está um divinal peixe de espécie desconhecida por cá (cob), mas que vai ao encontro do especializado palato português, despojadamente confeccionado com funcho e limão e acompanhado de cogumelos, salada e maçarocas de milho assadas. O vinho vem da Springfield Estate (não, não é a cidade dos Simpsons, mas sim uma das mais famosas regiões demarcadas do mundo) e as vistas são avassaladoramente convidativas a delongas. Na praia em frente surfam as hostes locais, mas o areal estende-se, ao longo de 8km, até Hout Bay (Baía da Madeira), onde há uma antiga, típica e importante comunidade piscatória que desce por uma encosta que, em tempos, foi ocupada por uma densa floresta autóctone, irremediavelmente perdida. Não é difícil ver, desde que seja a temporada certa, baleias e golfinhos desta sala, decorada com aprumo e bom gosto, não fosse este hotel, como o Princess Emma, da The Last Word. A ambiência é, porém, ligeiramente diferente. Jovial e acolhedora, com alguma “negligência” que nos deixa desfrutar do lugar como se da nossa casa se tratasse, somos deixados a sós para tudo o que nos ocorra, de um B L U E

T R A V E L

85


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:55 PM Page 86

Surfar, viver estar no The Last Word Long Beach é poder esquecer que, lá longe, a vida continua a decorrer com uma normalidade que, aqui, é impensável

simples mergulho na praia ou na piscina aquecida por energia solar, uma “surfada” matinal ou uma visita a Kommetjie, a pitoresca vila onde a comunidade local se dedica, quase exclusivamente, à pesca da lagosta. Por outro lado, podemos sempre pedir alguns dos serviços disponíveis, dos passeios a cavalo na praia ao trekking guiado pela reserva natural ou à observação de babuínos. Para esta última, muna-se de uma fisga, o “equipamento oficial da Baboon Matters”, segundo o nosso guia, Craig Bloemsma, apelido orgulhosamente afrikaans que ele traduz, de sorriso sempre pronto, como “flor de mãe”. Tem algo de petiz, que contrasta com a sua estrutura física de surfista. Que se apressa a minimizar o mito destas águas infestadas de tubarões. “Queres que vá buscar duas pranchas? Entramos já aqui em frente”. Desculpo-me com a digestão. Mais um pequeno almoço na esplanada do Victoria & Albert, mais uma manhã a assistir, a partir de um palco privilegiado, à teatral Cape Town, dos trabalhos nas docas à saída das embarcações pesqueiras, da atarefada vida da fauna marinha (a foca visita-me outra vez e o coro de aves marinhas é ensurdecedor) ao rumor das gentes. Daqui a pouco, Europa

The Last Word Long Beach 1 Kirsten Road, Kommetjie; Tel.: +27.21.797.6710; www.thelastword.co.za. É como se tivéssemos a nossa casa no paraíso, onde podíamos passear na praia, percorrer o areal a cavalo, surfar quando quiséssemos ou observar baleias da sala de estar na piscina acessível a partir do quarto. Há coisas que têm mesmo de ser experimentadas. Duplo a partir de €330. Aproveite a promoção “durma 3 – pague 2”.

86

B L U E

T R A V E L


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:57 PM Page 87

A NÃO PERDER! The Last Word Luxury Yacht Charter Princess Emma; Tel.: +27.21.794.6561; www.thelastword.co.za Da Clifton Beach à False Bay ou Langebaan Lagoon com todo o estilo e sapiência da The Last Word. Hotelaria e restauração de topo a bordo de um iate com 25m de comprimento, quatro cabines luxuosas com camas king size, sala de estar e de jantar, esplanada para refeições no exterior e espreguiçadeiras. Faça uma pequena excursão ao largo da Table Bay ou opte por ficar hospedado, pelo menos, uma noite. Preço sob consulta.


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:58 PM Page 88

ESQUEÇA TODAS AS VINHAS inseridas em paisagens de sonho que conheceu até hoje Reserve um dia inteiro para uma visita a Stellenbosch, UMA ÁFRICA SURPREENDENTE!


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:58 PM Page 89

outra vez. O trajecto até Stellenbosch, uma das mais famosas regiões produtoras de vinho do mundo, poderia ser retirado de uma Áustria qualquer. Mas estamos, de facto, em África. Atestam-no algumas townships, os bairros negros interditos a brancos (mais pela insegurança que por um Apartheid invertido), contrariam-no os bosques de carvalhos. São mais de 50km rumo ao interior ao fim dos quais nos sentimos como em casa, através de vinhas que cobrem encostas, vales, planícies e sopés de um verde que parece ter saído de uma elaborada mente do melhor arquitecto paisagista do mundo. É, pois, o vinho que comanda este quotidiano. Há tanto tempo que Stellenbosch é, afinal, uma das mais antigas rotas de vinho do mundo. Que produz néctares dignos de nota e vénia internacional, ainda que as castas não sejam autóctones. Mais uma razão para o mérito. Escolhemos os melhores. A Winelands Tour com a Ernie Els Wines. Uma propriedade de 72 hectares no sopé das montanhas Helderberg. Não é das casas mais históricas. Existe apenas desde 2004. Mas é de onde saem aqueles que são, unanimemente, os melhores vinhos sul africanos. Ernie Els, o próprio, golfista profissional que foi, durante muitos anos, quase como um embaixador da África do

GUARDIAN PEAK WINES Projecto pessoal de Jean Engelbrecht, um herdeiro da tradição dos vinhos Rust en Vrede, está a dar cada vez mais cartas no panorama mundial. Os pratos do restaurante foram elaborados para uma degustação cuidada dos vinhos da carta e não o inverso.

B L U E

T R A V E L

89


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 4:59 PM Page 90

Sul, abriu portas de uma charmosa casa onde um fabuloso restaurante permite degustar néctares inigualáveis que acompanham, na perfeição, este bife de springbok (o antílope que é o próprio símbolo do país). Ainda houve lugar para uma visita à mais tradicional Rust en Vrede, produtora de vinhos desde 1694, eleita o Melhor Enoturismo do Mundo 2010 em (dado curioso) Bordeaux. Tantos séculos de sapiência levaram a que, desde os anos 70, só produza tintos. Um portento de tintos, refira-se. Comprovámo-lo mediante a degustação de oito diferentes. Duncan Woods, o Brand Manager, fala com orgulho de tudo isto, dos vinhos às paisagens circundantes, do restaurante gourmet (está no Top 100 Mundial) ao facto de ter sido desta casa o néctar servido, no jantar do Prémio Nobel da Paz atribuído a Mandela. O proprietário, Jean Engelbrecht, sorri apenas, mas isso diz tudo. Até porque ainda faremos mais uma prova naquele que é um seu projecto pessoal, um “salto” experimental a partir da experiência que ganhou na Rust en Vrede, a casa que herdou da família. Falamos da Guardian Peak, um exponencial e inovador avanço tecnológico ao serviço da vitivinicultura. Aqui, os brancos já têm um lugar de destaque. Há também um restaurante onde se atarefam um sem número de jovens espalhados pela cozinha, balcão e mesas. Deixo tudo isto com a perfeita noção de que me sinto mais ébrio com a experiência do que com a degustação em si. Noto em tudo a descontracção que atesta, por um lado, uma auto-confiança que não necessitava de nenhum mundial de futebol e, por outro, um africanismo romântico, coisa de sangue, que lhe concede todo o exotismo de que, afinal, se precisa numa viagem. Este Western Cape deveria estar na bucket list do mais conhecedor dos viajantes. Até porque é intenso que baste para ser apenas o início de uma das mais encantadoras road trips de sempre, a Garden Route. A não perder, aqui na blue Travel, já numa próxima edição. E

VAMOS A CONTAS

5 dias a partir de…

ÁFRICA DO SUL

CAPE TOWN

Voos para Londres

100€

Voos para Cape Town

910€

Refeições

160€

Carro de aluguer

200€

4 noites no The Last Word Bishopscourt

540€

Gasolina

35€

RUST EN VREDE WINES, SINCE 1694 Tantos anos conferiram a estes néctares tal excelência que os brancos foram deixados, há muitos anos, para outros. Daqui saem aqueles que são, unanimemente, os melhores vinhos da África do Sul.

90

B L U E

T R A V E L

1.945€

{ Total duas pessoas } * Os valores indicados estão sujeitos a alterações conforme a época do ano


BT85-CAPETOWN.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 12/20/10 5:00 PM Page 91

DUNCAN E KOBIE LOCHNER Brand e Marketing Managers, respectivamente, são pessoas orgulhosas do seu trabalho. Não admira. Madiba serviu destes vinhos no jantar da atribuição do seu Prémio Nobel da Paz e o restaurante faz parte dos 100 Melhores do Mundo. Está, pois, quase tudo dito. Falta referir que seria um desperdício sair daqui sem adquirir, por ordem decrescente de nossa preferência, o 1694 Classification 2007 (€132), de taninos fortes mas final de boca como seda, o Estate 2007 (€33), com uma estrutura portentosa e um gigantesco potencial de envelhecimento e o Shiraz de 2007 (€18), um pequeno tesouro a um preço inaudito.


BDayBT85.qxd:BDayBT78.qxd 12/20/10 10:03 AM Page 92

VOUCHERS BLUE TRAVEL EXPERIÊNCIAS, SPAS, RESTAURANTES...

EXPERIÊNCIAS | EM TODO O PAÍS

ODISSEIAS Passeie de bicicleta pela Invicta ou pelos céus da Costa Oeste. Entregue-se à calma de um verdadeiro oásis no coração de Lisboa ou de uma noite passada numa casa de montanha em plena natureza. Na cidade ou no campo, momentos intensos para partilhar com quem mais gosta! www.odisseias.com

ALUGUER DE BICICLETAS ELÉCTRICAS NO PORTO

BAPTISMO DE VOO EM SANTA CRUZ

. A EXPERIÊNCIA: Uma excelente forma

. A EXPERIÊNCIA: Deixe-se deslumbrar pela

de (re) descobrir a cidade Invicta é de bicicleta eléctrica. Com este veículo poderá aceder a todos os locais mais emblemáticos, como o Terreiro da Sé, Santa Catarina, a Zona da Cordoaria, o Palácio de Cristal, a Fundação de Serralves, o Parque da Cidade, a Foz, entre muitos outros à sua escolha. É garantido que não terá problemas de parqueamento e o cansaço não lhe bate à porta.

magnífica paisagem de Santa Cruz, Torres Vedras, pelos extensos e belos areais e pelas arribas que tão bem caracterizam a região Oeste. Este passeio é realizado em total exclusividade para si, descubra os mais fantásticos segredos do mundo da aeronáutica, a bordo de uma aeronave pilotada por um profissional.

. DURAÇÃO: Meio-dia . LOCAL: Bluedragon City Tours, Porto

Preço: €34,90 (válido para 2 pessoas)

Preço: €49,90 (válido para 1 pessoa)

. OUTRAS INFORMAÇÕES: Horário de

T R A V E L

.

funcionamento de Outono/Inverno (Outubro a Março) das 09h30 às 13h e das 15h às 19h diariamente. Aberto todos os dias excepto dia 1 de Janeiro, Fevereiro e 25 de Dezembro.

onde vai circular; seguros (acidente pessoais e responsabilidade civil); capacete e cadeado.

B L U E

. INCLUI: Passeio de avião para 1 pessoa. OUTRAS INFORMAÇÕES: Este voo será num avião Tecnam, um ultraleve bi-lugar de asa alta, num Cessna 150 ou 152. O Cessna 150 é um dos mais versáteis aviões de treino existentes. É um avião fiável e simples, e o Cessna 152 é uma evolução do modelo Cessna 150. Para além de um novo motor, levemente mais potente e mais económico, teve ainda modificações ao nível da sua aerodinâmica, que lhe melhoraram o desempenho...

. INCLUI: Aluguer de bicicleta e mapa da área

92

. DURAÇÃO: 20 minutos


BDayBT85.qxd:BDayBT78.qxd 12/20/10 10:03 AM Page 93

Aproveite esta oportunidade e experimente actividades divertidas dentro e fora de portas. Escolha a sua actividade preferida e viva todos os dias um momento blue!

RITUAL DE EQUILÍBRIO DE ÁGUAS

ESTADIA E WORKSHOP NO BIOPARQUE

. A EXPERIÊNCIA: Nesta experiência encontra

. A EXPERIÊNCIA: Em perfeita harmonia com a

à sua disposição um circuito de hidroterapia, num ritual de relaxamento completo para uma renovação de mente, corpo e alma! O circuito é composto por Hammam, Duche Frio, Piscina de Vitalidade, Fonte de Gelo, Caminho de Água e Piscina de Mar Morto. O uso alternado de tratamentos de água quentes e frios irá proporcionar-lhe um maior relaxamento, alívio de tensão muscular, desintoxicação e melhoria da circulação sanguínea. Um verdadeiro encontro com o bem-estar!

natureza, a fauna e a flora envolventes o Bioparque é o local perfeito para um fim-de-semana em família. Poderá realizar diversas actividades ao ar livre, visitar o Museu Rural e aprender mais sobre ervas aromáticas e hortícolas biológicas. Encontre uma grande biodiversidade como choupos negros, bétulas, carvalhos e plátanos, giestas amarelas e brancas e ainda exemplares de medronheiro e azevinho, espécies protegidas raras no país. Deixe-se encantar e envolver pela paisagem colorida!

. DATAS: De segunda-feira a sábado

. DATAS: Sujeito a marcação e disponibilidade

das 10h às 20h .

. LOCAL: Spatitude, Lisboa . INCLUI: Ritual de Equilíbrio de Águas – Hammam; Duche frio; Piscina de Vitalidade; Fonte de Gelo; Caminho de Água (Kneipp); Piscina de Mar Morto.

. LOCAL: Bioparque, S. Pedro do Sul . INCLUI: 1 noite de alojamento para 2 adultos e 1 criança num bungalow ou numa casa de montanha; pequeno-almoço "biodespertar"; visita ao Museu Rural e workshop na Carvagrícola (empresa certificada de produção de ervas aromáticas e hortícolas biológicas).

ODISSEIAS

10 % Desconto VOUCHERS BLUE Nº

Preço: €49,90 (válido para 1 pessoa) Preço: €99,90 (válido para 2 adultos+1criança)

01 A 04

VOUCHERS DISPONÍVEIS NA PÁG. 95

B L U E

T R A V E L

93


BDayBT85.qxd:BDayBT78.qxd 12/20/10 10:03 AM Page 94

VOUCHERS

A PROVAR PEIXE

. Lombo de bacalhau com crosta de broa . Filetes à Pátria Lusa com molho de camarão e natas CARNE Bife da vazia com molho de Vinho do Porto e batata gratinada Risotto de alheira e grelos

.

.

SOBREMESAS

. Delícia de manga à Pátria Lusa

. Cheesecake com frutos silvestres e Baileys

RESTAURANTE | CASCAIS

PÁTRIA LUSA

50 20% e

Desconto VOUCHERS BLUE Nº

05 E 06

VOUCHERS DISPONÍVEIS NA PÁG. 95

PÁTRIA LUSA Para jantar a dois ou com os amigos, rume a Cascais e tenha uma noite divertida. Reserve mesa e saboreie com toda a calma do mundo paladares tradicionais e a melhor conversa. O Pátria Lusa tem ementas especiais para grupos, noites temáticas com música ao vivo, bar e um terraço com vista para a baía de Cascais. Nas especialidades gastronómicas não deixe de provar o Lombo de Bacalhau, o Bife da Vazia ou o Caril de Gambas. www.patrialusa.com

94

B L U E

T R A V E L


BDayBT85.qxd:BDayBT78.qxd 12/20/10 10:03 AM Page 95

Viva todos os dias um MOMENTO BLUE... ESCOLHA, MARQUE E APROVEITE ESTES VOUCHERS!

VOUCHER BLUE TRAVEL Nº 01

VOUCHER BLUE TRAVEL Nº 02

VOUCHER BLUE TRAVEL Nº 03

ODISSEIAS

ODISSEIAS

ODISSEIAS

ALUGUER DE BICICLETAS ELÉCTRICAS NO PORTO

BAPTISMO DE VOO EM SANTA CRUZ

RITUAL DE EQUILÍBRIO DE ÁGUAS

10%

10%

10%

. Uma excelente forma de (re) descobrir a cidade

. Deixe-se deslumbrar pela magnífica paisagem

. Nesta experiência encontra à sua disposição um circuito

Invicta é de bicicleta eléctrica. Com este veículo poderá aceder a todos os locais mais emblemáticos, como o Terreiro da Sé, Santa Catarina, Zona da Cordoaria, Palácio de Cristal, Fundação de Serralves, Parque da Cidade, Foz, entre muitos outros à sua escolha.

de Santa Cruz, Torres Vedras, pelos extensos e belos areais e pelas arribas que tão bem caracterizam a região Oeste. Este passeio é realizado em total exclusividade para si, descubra os mais fantásticos segredos do mundo da aeronáutica, a bordo de uma aeronave pilotada por um profissional.

de hidroterapia, num ritual de relaxamento completo para uma renovação de mente, corpo e alma! O circuito é composto por Hammam, Duche Frio, Piscina de Vitalidade, Fonte de Gelo, Caminho de Água e Piscina de Mar Morto. O uso alternado de tratamentos de água quentes e frios irá proporcionar-lhe um maior relaxamento, alívio de tensão muscular, desintoxicação e melhoria da circulação sanguínea.

VALIDADE: 31 DE MARÇO DE 2011

VALIDADE: 31 DE MARÇO DE 2011

VALIDADE: 31 DE MARÇO DE 2011

VOUCHER BLUE TRAVEL Nº 04

VOUCHER BLUE TRAVEL Nº 05

VOUCHER BLUE TRAVEL Nº 06

ODISSEIAS

PÁTRIA LUSA

PÁTRIA LUSA

ESTADIA E WORKSHOP NO BIOPARQUE

RESTAURANTE

RESTAURANTE

50%

20%

. 50% de desconto sobre o total da factura aos jantares

. 20% de desconto sobre o total da factura aos jantares

de terça-feira e quarta-feira.

de quinta-feira a domingo.

10% . Em perfeita harmonia com a natureza, a fauna e a flora envolventes o Bioparque é o local perfeito para um fim-de-semana em família. Poderá realizar diversas actividades ao ar livre, visitar o Museu Rural e aprender mais sobre ervas aromáticas e hortícolas biológicas. Deixe-se encantar e envolver pela paisagem colorida!

VALIDADE: 31 DE MARÇO DE 2011

VALIDADE: 31 DE JANEIRO DE 2011

VALIDADE: 31 DE JANEIRO DE 2011

B L U E

T R A V E L

95


BDayBT85.qxd:BDayBT78.qxd 12/20/10 10:03 AM Page 96

R E G U L A M E N T O

V O U C H E R S

1. Todos os meses seleccionamos os melhores locais para que desfrute ao máximo do espírito blue, podendo utilizar os vouchers que lhe proporcionamos!

4. Para utilizar os vouchers deverá apresentá-los no local que escolheu ou em caso de marcações por telefone mencioná-los na reserva e, depois, na chegada ao local.

2. Cada vouchers pode ser utilizado apenas uma vez e unicamente até à sua data-limite, indicada no respectivo cupão. Para que possa ser validado por cada entidade (hotel, spa, loja, etc.) aquando da sua utilização é imprescindível a sua entrega no local pretendido.

5. Os vouchers não são acumuláveis com outras promoções e dependem das vagas disponíveis.

3. Os vouchers poderão ter especificidades diferentes, pelo que deverá sempre consultar o cupão da oferta desejada.

6. Os preços apresentados nas páginas da revista correspondem aos preços de balcão e em vigor, recaindo sobre os mesmos os descontos de cada voucher. Para mais informações contacte o Tel.: 217.203.340

VOUCHER BLUE TRAVEL Nº 03

VOUCHER BLUE TRAVEL Nº 02

VOUCHER BLUE TRAVEL Nº 01

ODISSEIAS

ODISSEIAS

ODISSEIAS

RITUAL DE EQUILÍBRIO DE ÁGUAS

BAPTISMO DE VOO EM SANTA CRUZ

ALUGUER DE BICICLETAS ELÉCTRICAS NO PORTO

– Duração: 1h

– Duração: Meio-dia – Duração: 20 minutos

– Local: Spatitude, Lisboa

– Local: Bluedragon City Tours, Porto – Local: Santa Cruz

– Preço: €49,90 (válido para 1 pessoa)

– Preço: €34,90 (válido para 2 pessoas) – Preço: €49,90 (válido para 1 pessoa)

Rua Quinta das Palmeiras, Lj. 31A | Oeiras Tel.: 707.208.020 ou 214.589.800 (atendimento dias úteis, das 10h às 19h) www.odisseias.com

Rua Quinta das Palmeiras, Lj. 31A | Oeiras Tel.: 707.208.020 ou 214.589.800 (atendimento dias úteis, das 10h às 19h) www.odisseias.com

Rua Quinta das Palmeiras, Lj. 31A | Oeiras Tel.: 707.208.020 ou 214.589.800 (atendimento dias úteis, das 10h às 19h) www.odisseias.com

VOUCHER BLUE TRAVEL Nº 06

VOUCHER BLUE TRAVEL Nº 05

VOUCHER BLUE TRAVEL Nº 04

PÁTRIA LUSA

PÁTRIA LUSA

ODISSEIAS

RESTAURANTE

RESTAURANTE

ESTADIA E WORKSHOP NO BIOPARQUE

Horário: de terça-feira a domingo, das 17h00 às 24h00. Encerra à segunda-feira.

Horário: de terça-feira a domingo, das 17h00 às 24h00. Encerra à segunda-feira.

– Duração: 1 noite – Local: Bioparque, S. Pedro do Sul – Preço: €99,90 (válido 2 adultos + 1 criança)

Rua Regimento 19 de Infantaria, Ed. Baía Center, Lj. 27 Cascais Tel.: 214.868.403 www.patrialusa.com

96

B L U E

T R A V E L

Rua Regimento 19 de Infantaria, Ed. Baía Center, Lj. 27 Cascais Tel.: 214.868.403 www.patrialusa.com

Rua Quinta das Palmeiras, Lj. 31A | Oeiras Tel.: 707.208.020 ou 214.589.800 (atendimento dias úteis, das 10h às 19h) www.odisseias.com


Project1:Layout 1 12/20/10 5:30 PM Page 1


BT-FICHA TÉCNICA 2010:BT-FICHA TÉCNICA 2010 12/20/10 10:25 AM Page 98

OFEREÇA UMA ASSINATURA BLUE TRAVEL CONTACTOS PARA ASSINATURAS: Tel.: 214 142 909; Fax: 214 142 951; E-mail: assinaturas@jmtoscano.com

12 Edições

38€

12 X 3,95€ = 47,40€

24 Edições

POUPE 9,40€

70€

24 X 3,95€ = 94,80€ POUPE 24,80€ FOTOCOPIE ESTE CUPÃO E ENVIE PARA: JMTOSCANO LDA; Rua Rodrigues Sampaio N.º 5; 2795-175 Linda-a-Velha; todos os preços incluem portes de correio. NOME: MORADA: LOCALIDADE: TEL. | TELEMÓVEL:

CÓDIGO POSTAL: IDADE: PROFISSÃO:

E-MAIL: N.º DE CONTRIBUINTE

Cheque à ordem de: JMTOSCANO-Comunicação e Marketing Lda Transferência Bancária: N I B 0 0 4 5 4 0 6 0 4 0 1 0 2 9 7 2 0 7 3 1 9 , da Caixa Crédito Agricola

t BLUE MEDIA Rua Vera Lagoa, n .º 12, 1649 - 012 Lisboa, Tel.: 217 203 340 | Fax geral: 217 203 349 | Contribuinte n.º 508 420 237 DIRECTOR GERAL Paulo Ferreira | DIRECTOR DE ARTE E PROJECTO GRÁFICO Pedro Antunes, pantunes@blue.com.pt COORDENADORA Rosário Sá Coutinho, rcoutinho@blue.com.pt | EDITORA DE TEMAS NACIONAIS Rita do Amaral Dias, rdias@blue.com.pt REDACCAO Patrícia Cabral, pcabral@blue.com.pt | FOTOGRAFIA Ricardo Polónio, rpolonio@blue.com.pt | ARTE Susana Alcântara (colaboradora) DIRECTOR COMERCIAL Paulo Ferreira, pferreira@blue.com.pt | DEPARTAMENTO DE MARKETING & PUBLICIDADE Maria Reis, mreis@blue.com.pt; Fax publicidade: 217 203 349 PRÉ-IMPRESSÃO Nuno Barbosa, nbarbosa@blue.com.pt IMPRESSÃO União Europeia | DISTRIBUIÇÃO Logista | DEPÓSITO LEGAL n.º 194642/03; Registado no E. R. C. n.º 124216 PROPRIEDADE MBC Lazer, S.A. | Tiragem: 20.000 exemplares { INTERDITA A REPRODUÇÃO DE TEXTOS E IMAGENS POR QUAISQUER MEIOS }

O seu comentário é fundamental para melhorarmos a blue Travel a cada edição. Assim, criámos este e-mail para que nos possa apontar todos os defeitos que for encontrando na sua revista. Muito obrigado! qualidade@blue.com.pt


blue LINK (pub):Layout 1 1/12/11 12:27 PM Page 1

qlink

www.fluxograma.com


blue LINK (pub):Layout 1 1/12/11 12:31 PM Page 1

qlink

www.andorra.pt

blue travel 85  

Charme de Inverno; Nova Iorque; África do Sul; Penhas Douradas; Viajantes Blue

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you