Issuu on Google+

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

MSN raggadrops@hotmail.com

Frejat “Eu gosto é de música” BRUNO SENNA/ESP. EM

Páginas 6 e 7

Divã Coração partido

Página 2

Quem é Ragga Drops Na Creamfields

Página 9

Festival de curtas Produzidos por alunos

Página 12


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

www.raggadrops.com.br

GADGETS EU LEITOR (por e-mail) Danilo Macedo, de Contagem Olá galera do Ragga, blz? Queria dizer que tah massa o trabalho de vcs! Parabéns, curto de montão! Gostaria que publicassem um dos meus simples poemas. Este é sobre a amizade. De forma simples descrevo o que é amizade e também o dedico a todos os meus amigos (as)! Vlw! Abração galera! Resposta: Danilo, você anda muito humilde, hein? “simples poema”? É lindo. Está lá na página 8. Valeu! ARRAAAAAASA (por orkut) Maria Eugênia Uhuhuhu Ragga Drops arrasando... Amo esse caderno... bjokas =) Resposta: A gente também ama fazer!!! E adora elogios arrasadores! Hahaha

RECADO RAGGA DROPS: Add aí galera! Cadê vocês na nossa comunidade e perfil no orkut? É só digitar lá: Ragga Drops. E no MSN? Você já sabe: raggadrops@hotmail.com Já tem um montão de gente, mas queremos mais! Mais sugestões de pautas, mais fotos, mais indicações de músicas, livros, filmes, vídeos. Mais Eu leitor!

Manda o seu!

www.raggadrops.com.br MANDA O SEU:

raggadrops@hotmail.com agência de expedienteragga comunicação integrada (31) 3225-4400

DIRETOR GERAL Lucas Fonda DIRETOR DE MARKETING E PROJETOS ESPECIAIS Bruno Dib DIRETOR FINANCEIRO J. Antônio Toledo Pinto EDITORA Thaís Pacheco SUBEDITORA Sabrina Abreu DESIGNERS Maíra Miranda Filogônio,

Marina Teixeira e Maytê Lepesqueur ILUSTRADOR Rafael Quick ESTAGIÁRIOS DE REDAÇÃO Bernardo Biagioni e Daniel Ottoni FOTÓGRAFOS Bruno Senna e Carlos Hauck COLABORADORES Lucas Machado, Guilherme Torres e Sebah Rinaldi

Os ingleses da INQ1 acabam de lançar um celular com tudo que a gente precisa: configuração pra net. O aparelho foi desenvolvido pra acessar rapidamente e funcionar direitinho na tela as redes sociais facebook, lastfm, skype e, claro, o MSN. Detalhe: ligação de skype pra skype sai de graça. A tela tem 2,2 polegadas, a câmera fotográfica é de 3,2 megapixels e a memória interna é de 50 MB. Na Inglaterra, quem assinar um contrato com a operadora de 15 libras por mês (cerca de R$ 51), durante 18 meses, leva o aparelho de graça. Ainda não chegou ao Brasil, mas alguém aí duvida que chegará?

Divã

DIVULGAÇÃO

INQ1: facebook pra levar

Ragga Drops

Coração partido, dor eterna? Para ouvir enquanto lê: Amor pra recomeçar, Frejat Quando um namoro acaba, um dos dois envolvidos sempre sai com o coração partido. E um coração partido é uma dor inexplicável. Parece que dói o órgão, literalmente, e que nunca vai passar. A boa notícia é que passa. Tem quem tem medo de ficar sozinho pra sempre, quem acha que nunca mais poderá gostar tanto de alguém, quem perde as forças até pra sair por aí pra paquerar. E sabe o que é isso? Perda de tempo. Um amor findo só tem um remédio: outro amor. E pra conseguir uma nova conquista, também só há uma solução: querer. É científico. As pessoas se envolvem e se sentem atraídas por outras pelo cheiro. Só que esse cheiro não é de perfume, é dos nossos hormônios. Quanto mais a gente gostar de alguém, der uns beijinhos por aí, mais os outros vão perceber, mesmo sem saber, porque é uma coisa meio instintiva e totalmente subconsciente. É por isso que, às vezes, a gente fica um tempão na seca e quando aparece uma pessoa, aí surgem várias outras de uma vez, ao mesmo tempo. É tudo energia que a gente emana...

É bom darmos um tempo pra nós mesmos. Se acabou um relacionamento e isso dói, pode curtir uma fossa. Todo mundo tem esse direito. Ver um filme triste, chorar com uma música, pedir um ombro amigo. Mas essa fosse deve durar só algumas horas... Tá, vai, uns dois dias... Mas não mais que isso! Depois, é a boa e velha história de pensar no que rolou de errado e tirar alguma lição, seja no seu erro, no erro alheio ou na sua auto-valorização. Aí, é só descolar uma roupinha nova, fazer um corte de cabelo diferente, ou dar uma renovada qualquer na rotina. Então, siga em frente, porque atrás vem gente. E tem muita gente pra vir, algumas delas, bem legais.

ATENÇÃO: O divã do Ragga Drops não é respondido por nenhum profissional da área! Isso aqui é um papo de amigos. Se conselho fosse bom, a gente vendia... Mas aqui a gente dá mesmo. Quer um? Manda a pergunta – raggadrops@ hotmail.com.


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

manda o seu!

PROFISSÕES

A UFMG oferece duas modalidades do curso de química: bacharelado e licenciatura, no curso diurno. À noite, há apenas licenciatura. A novidade é que a partir de 2010 haverá também a oferta do bacharelado tecnológico, mais voltado pra área industrial.

Técnicos em química não têm um piso salarial. A remuneração pode variar entre R$ 750 e R$ 1,5 mil. Quem tem formação em nível superior recebe, no mínimo, oito salários mínimos por mês por 8 horas de trabalho por dia.

Posso ser químico?

mental pra participar do controle de qualidade ou do desenvolvimento de novos produtos”, acredita. Entre os principais locais de trabalho do químico está a indústria – da mineradora à alimentícia – laboratórios, centros de pesquisa, empresas que comercializem produtos químicos, escolas de nível médio, fundamental e nas universidades. Ao desempenhar algumas funções, na prática, o químico pode competir com o engenheiro químico e com o técnico em química. Quanto ao técnico, é bom saber que a formação é mais rápida, mas a remuneração costuma ser mais baixa. Pra se destacar, o químico tem de se manter permanentemente atualizado, as novidades são muitas. O ideal é buscar uma especialização e adotar o hábito de ler revistas de divulgação científica. A rede de contatos também é importante. “De um seminário ou congresso, pode surgir uma nova idéia ou uma nova parceria que faça a diferença”, explica Ana Lúcia. Com o aquecimento da indústria nacional, o mercado é bom para os químicos. Além disso, a opção de ser um professor da rede particular ou pública do ensino médio e fundamental facilita a colocação do profissional recém-formado no mercado de trabalho. Passando longe do fantasma do desemprego, o químico tem mais chances de se especializar, com calma, e multiplicar as possibilidades de ocupar cargos melhores, que tenham remuneração mais alta. Não custa lembrar: o cenário é positivo, mas as previsões só farão sentido, de verdade, se o candidato à químico gostar da área, dos tubos de ensaio e do jaleco. Afinal, a gente sempre faz questão de frisar:o sucesso profissional é importante, mas ter prazer na carreira escolhida é fundamental. Até porque esse prazer e o tal sucesso têm tudo a ver um com o outro.

TESTE

Processos químicos fazem parte de quase tudo em seu dia-a-dia. Do xampu ao chiclete, passando pela cor da tinta das paredes do seu quarto e das explosões que são realizadas dentro do motor do carro que leva você pra escola. Entender parte desses processos nas aulas do ensino fundamental já pode ser fascinante. Imagina, então, se aprofundar no estudo da química? Quem quer seguir esse caminho precisa passar pela faculdade. É bom avisar que a graduação em química requer conhecimentos sólidos de matemática e física. O curso também flerta com a biologia, mas de leve. Alunos que têm interesse em intensificar os estudos voltados pra área biológica devem procurar uma pós-graduação que supra tal necessidade. Em cursos com currículo flexibilizado, como o da Universidade Federal de Minas Gerais, é possível escolher disciplinas optativas relacionadas à biologia, ainda na graduação. “Pra dar conta, o aluno precisa se organizar. O conteúdo é extenso e o curso exige um grau de dedicação grande. São várias disciplinas de exatas, além de outros conteúdos, como mineralogia”, avisa Ana Lúcia de Souza, coordenadora do curso de química da UFMG. Segundo a professora, o estudante deve ter interesse pelas aulas teóricas e práticas e curiosidade intelectual, por causa da proximidade do químico com a pesquisa. Fazer estágios e participar de programas de iniciação científica ajudam a lapidar as habilidades técnicas e acadêmicas. É possível escolher entre duas modalidades do curso de química: a licenciatura e o bacharelado. O ideal é o aluno pensar, desde o início, no rumo que sua carreira vai tomar, dependendo da modalidade escolhida. A licenciatura permite ao profissional dar aula em escolas de nível médio e fundamental. O bacharelado tem ênfase em pesquisa e prepara melhor para o trabalho na indústria e nos laboratórios, por exemplo. “Embora o químico licenciado possa exercer as mesmas funções do bacharel, os empregadores da indústria costumam preferir quem se formou no bacharelado. Isso porque, na licenciatura, o aluno passa algum tempo estudando disciplinas ligadas à educação. Nesse mesmo tempo, o aluno que opta pelo bacharelado assiste a aulas mais voltadas para o mercado”, explica Ana Lúcia. É bom frisar que lecionar em colégios é função exclusiva de quem faz a licenciatura. Uma boa dica para os bacharéis é complementar a formação graduando-se também em licenciatura, a fim de manter a porta do magistério aberta. Foi o que fez Maurício Costa, bacharel e licenciado em química há sete anos. Ele e é contratado da Copasa desde 2004, mas também já deu aula na rede estadual de ensino. Maurício confirma que sua profissão é propícia pra quem gosta de pesquisar, por isso ele concluiu um mestrado em química inorgânica. “As melhores oportunidades são pra quem se especializa”, garante. Maurício vê o mercado com otimismo “A indústria está começando a reconhecer a importância do químico. E esse profissional é mesmo funda-

VESTIBULAR

Sabrina Abreu

Quero cursar química, porque... a) Terei condições de fazer o meu próprio chiclete. Já pensou que economia? b) Gosto de química, biologia, matemática e acho empolgante ter a oportunidade de construir coisas. c) Quando tem aula no laboratório, vou para o colégio até mais feliz. Quero aprender cada vez mais sobre a química. O que é Mol? a) Unidade de uma grandeza: 1 mol é igual a 6,02 x 1023 unidade. Tipo, um 6 + 23 zeros. Imagina: 600.000.000.000.000.000.000.000! b) Fácil. É o sobrenome de uma amiga minha: “Vanessa Mol”. c) Mol? Mol?... O que será um Mol? Só sei que rima com Sol. E com o etanol... Sem esquecer o aerosol. Ai, a poesia perpassa tudo, até mesmo teste de conhecimentos de química. Pra mim, o jaleco é: a) O mesmo que guarda-pó, vestimenta branca que tem o objetivo de evitar o contato de substâncias com a roupa ou a pele de quem as manuseia. Conhecido como “avental” em algumas partes do Brasil. b) Item obrigatório das aulas práticas de química, mas sempre esqueço de levar para o colégio... c) “Jaleco”...Uma fusão de “já” de “eco”... Remete a tudo ao presente, ao que já é... Mas também lembra o que ecoa, ou seja: aquilo que se propaga e tem a ver com o futuro. Que viagem... O português é uma língua tão bonita! Se marcou c/a/a, você tem futuro.

POR

QUANTO GANHA

Químico

Pra entender os processos que fazem parte do cotidiano de todos


conta aí!

ESTADO DE MINAS

www.raggadrops.com.br

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

agenda agenda POR

Dia da consciência negra

REPRODUÇÃO DA OBRA DE MANUEL VICTOR

Hoje é feriado em 225 municípios brasileiros. O motivo é que, no Brasil, é o Dia da Consciência Negra. A data escolhida, 20 de novembro, lembra o dia em que o líder Zumbi, do Quilombo dos Palmares foi assassinado, no ano de 1695. Zumbi foi um dos principais líderes dos escravos pela libertação. Há quem diga que é dia de comemoração e quem afirme que é dia de conscientização. Pra saber mais, acesse o site da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, o SEPPIR, do portal presidência.gov.br. Em Minas Gerais é feriado nas cidades de Além Paraíba, Itapecerica, Paraúba, Juiz de Fora e Montes Claros. Em Belo Horizonte, há espetáculos, exibições de vídeos, exposições e palestras, além de debates e contação de histórias, promovidos pela prefeitura. A agenda está em pbh.gov.br/cultura.

Baby Boom de volta à pista da JÔ

babyboombh.blogspot.com

Além do blog e da seção semanal no Ragga Drops, o Baby Boom ataca como um projeto de DJs, composto pela dupla Sebah Rinaldi e Shiiti. A estréia do duo nas pick-ups rolou em outubro, na pista principal da Josefine, em BH. Pois os DJs blogueiros estão de volta ao clube neste sábado, dentro do projeto JÔ Party. Ao lado de Sérgio Denadai, a trupe agita a pista dois e prepara um set-list que vai do electro ao pop, passando por new-rave, rock, nu-disco e house. Imagine ouvir, numa mesma noite, Kylie Minogue, Kaiser Chiefs, Madonna, Croockers e clássicos do eletrônico, como Depeche Mode e New Order? É o que propõem os baby-boomers! Na pista principal, o line-up é formado pelos residentes Mauro Mozart , Bee Je e pelo convidado Dica 142. A Josefine fica na rua Antônio de Albuquerque, 729, na Savassi, e a censura é 18 anos. Quer saber mais ou palpitar? Acesse babyboombh.blogspot.com e converse com a galera.

Liga Ragga Drops

Se você já encarou uma estação de esqui alguma vez, deve saber que um rolé em half pipe não se restringe aos skatistas. Então, hoje você vai poder mostrar ao seu colega que roleta de carrinho que também sabe voar. O Dudu vai te ensinar a mandar um air to fakie com muito estilo. Se liga:

SNOWBOARD: AIR TO FAKIE

1. Vá descendo a montanha com um pouco de velocidade. Curve-se em direção ao half pipe. Assim que sentir a entrada da rampa, curve bastante o seu joelho. 2. Mantenha-se confiante e dê um pequeno impulso quando chegar no final do half. Fique à vontade para fazer algum estilo, tipo segurar na prancha. 3. Volte ao half de fakie, ou seja,

de costas. Você vai precisar de muito equilíbrio agora. Dobrar o joelho, mais uma vez, pode ajudar muito.

Gui Torres

guitorres@hotmail.com JEITO MOLEQUE

Sábado, o grupo Jeito Moleque, formado por Bruno, Carlinhos, Rafa, Felipe e Alemão apresentam o show de divulgação do álbum Ao vivo na Amazônia, gravado às margens do Rio Negro, em Manaus. O disco concretizou a idéa bacana do grupo de fazer um disco focado no compromisso com o meio ambiente. No repertório, destaque para os hits Medo de amar, de Ivete Sangalo, e Filho único, uma releitura da música de Roberto e Erasmo Carlos. O show rola a partir das 22h, os ingressos custam R$ 30 (meia) e a classificação é 16 anos. chevrolethall.com.br Avenida Nossa Senhora do Carmo, 230 – Savassi informações: (31) 3209-8989 MATCH DE IMPROVISAÇÃO

Já pensou em ir a um inusitado espetáculo onde você escolhe o começo, o meio e o fim da peça? Pois, então, assim é o Match de improvisação. Dois times de atores fazem uma disputa de cenas criadas a partir das sugestões da platéia, misturando teatro e esporte. O público-torcida não sabe exatamente o que vai ver e nem os atores-jogadores sabem ao certo o que vão interpretar. Ao fim, a platéia vota nas melhores improvisações da trupe. O espetáculo rola até o dia 30, sextas e sábados, às 20h30, e domingos, às 19h30. Os ingressos custam R$ 10 (meia) e a classificação é livre. Teatro da Assembléia Rua Rodrigues Caldas, 30 – Santo Agostinho Informações: (31) 3290-7827

Esquema Light SIMBIOSE DE ARTISTAS

Até dia 30, o público poderá conferir o Simbio, mostra que traz obras de quatro artistas, com trabalhos em fotografia, design, street art, vídeo, teatro e intervenções urbanas, tudo junto e misturado. A exposição é assinada por premiados criadores mineiros: Grace Passô, Roberto Bellini, Fred Paulino, e Cláudio Santos. A exposição fica aberta de terça a domingo, das 9h às 19h, tem entrada gratuita e classificação livre. mercadomoderno.com.br Casa do Baile Avenida Otacílio Negrão de Lima, 751 – Pampulha Informações: (31) 3227.7331

Ipatinga - VERGONHA DOS PÉS

Os globais Priscila Fantin e Danton Mello estréiam, na cidade de Ipatinga, a peça Vergonhas no pés, uma adaptação do livro de Fernanda Young. O espetáculo conta a história de uma jovem que sonha em ser escritora e, por calçar sapatos número 33, envergonha-se dos próprios pés. No decorrer da trama, Ana (Priscila Fantin) conhece Jaime (Danton Mello) e uma paixão fulminante rola entre eles. Mas o tédio da vida universitária e seus personagens imaginários fazem com que Ana confunda realidade e fantasia, vivenciando conflitos psicológicos e no amor. A peça rola sábado e domingo, às 20h30, os ingressos custam R$ 15 (meia) e a classificação é 14 anos. Teatro do Centro Cultural Usiminas Avenida Pedro Linhares Gomes, 3.900 – Bairro Industrial Informações: (31) 3822-3031


zaí. d u o Cheg ortal tão p Um eito que eu j r você. s o d po o t i é fe

rtal o po r i e prim stra éo o í a z D ue m icas q o s v orati s mú ue colab mundo. A das q a l ows a b u e os sh e. , as , r os a i t s e o im d taria ocê g seu t s v o o e g d u q vai ou s notícias você ,a do dade i c onteú a c u s o a, d da lteros Além A V , da T Drops sivo u a l g c g x e Minas , a, Ra e d Ragg o e ad cliqu i, Est , u e q s A Aces jornal ani. Cada ou.m r a u ed mundo um tem od dio G nha á tee.u. R e e dif dreons , po o ifeste o t mude é e t n , o si sMeau no Dzaí. Afinal


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

www.raggadrops.com.br

As mil faces de

Frejat

Por Thaís Pacheco

Roberto Frejat é um dos caras mais presentes no pop rock brasileiro. Na ativa desde 1981, foi um dos criadores do Barão Vermelho, de onde era guitarrista e parceiro de Cazuza nas composições. Mais tarde, com a saída e posterior morte de Cazuza, Frejat também se tornou vocalista do Barão. Em 2001, paralelamente à banda, lançou carreira solo, na qual trabalha com todo tipo de gente e passeia pela bossa nova, hip hop, música popular e, claro, o bom e velho rock. Agora, ele chega com seu novo disco, que leva o nome de uma faixa, Intimidade entre estranhos, que está nas lojas por R$ 40, preço que ele julga abusivo, e liberado pra audição em myspace.com/intimidadeentreestranhos. Amanhã, aporta em Belo Horizonte pra mais um show, ao lado de Nando Reis, no Tim Music Fest 2008. A gente trocou uma idéia com o cara e conversou sobre música até dizer chega. A falta ou a presença de intimidade é ou não legal? Tenho uma amiga que dizia que da vida a gente só leva a intimidade. É uma coisa muito bacana, mas o louco é que, às vezes, ela acontece sem que a gente queira. Duas pessoas que estão se conhecendo, naquele momento, ainda são estranhos e estão buscando uma intimidade maior, é muito bacana. Mas na história da música, é curioso, porque são pessoas que fisicamente convivem muito perto, por acaso, e

acabam ouvindo um pouco da intimidade um do outro, mas, se elas se encontram na rua, não sabem nem o nome uma da outra. Ela é uma intimidade estranha, forçada. Aí, é uma situação meio esquisita, que no dia-a-dia das cidades acaba rolando. Até por essa cultura da celebridade. As pessoas querem saber muito da sua vida, detalhes íntimos que a mídia expõe. Às vezes, alguém te para na rua e fala: “Sei o nome do seu filho, a rua que você mora, do que você gosta”, e ela nem te conhece! Fã, então, às vezes é mala... Depende. Tem, por exemplo, o orkut do Frejat, só que nunca fui lá. Às vezes, aparece um ou outro dizendo que sou eu e tem uma fã, que é amiga, que vai lá e checa comigo pra saber se sou eu ou não. É uma pessoa que acompanha meu trabalho. Mas, às vezes, tem gente que perde um pouco o ponto, quer ter uma intimidade forçada com você que, por mais que a pessoa goste do trabalho e você tenha prazer de saber que tem alguém gostando, pessoalmente, tem uma hora que extrapola. Aí, você dá um corte e diz “a partir daqui chega”, mas fazendo isso com educação, funciona. Como é viver de música durante 27 anos, ser parte de uma das bandas mais importantes da história do rock nacional (Barão Vermelho) e continuar bem em carreira solo? É difícil descrever porque, de certa maneira, me considero uma pessoa privilegiada. Desde que comecei a trabalhar com música, em 1981, com 19 anos, foi um trabalho de dedicação e comecei a perceber o retorno. De lá pra cá,

a gente conseguiu manter essa relação com o público, de ter sempre a platéia interessada no que a gente está fazendo. É uma questão de achar um canal com o público, falar coisas com que ele se sinta identificado. Acho que a música tem esse papel, as pessoas gostam quando elas se vêem nas histórias. Isso que acaba proporcionando essa possibilidade de eu estar sempre presente na vida do público. Seja com o Barão ou com meu trabalho individual.

muito explícito, porque se repetiu uma parceria Zeca Baleiro, Gustavo B do, Zé Ramalho, Leoni, ala de compositores do linguagens diferentes, m gosto de música e acho tindo no meu trabalho. completamente diferen ficando minha cara tam

E o trabalho individual mescla tudo. De Rita Lee à bossa nova, até um Frejat mais romântico. Como faz pra circular por tão diferentes áreas? O Brasil é um país muito curioso nesse sentido. Outro dia, um jornalista belga, que está fazendo um livro sobre os anos 1980, veio me dizer que achou curioso o Brasil ser um país onde as gerações se comunicam. Gravei a bossa Chega de saudade com o Quarteto em Cy, gravei com Fundo de Quintal, Lenine, Luiz Melodia, pessoas muito diferentes. Gosto disso. Nesse meu disco novo tenho parceria com Zeca Baleiro, Zé Ramalho, Gustavo Black Alien, que é do hip-hop, uma linguagem completamente diferente. Gosto de música e esse meu prazer acaba se refletindo na possibilidade de realizar cosias com outras pessoas que não necessariamente estão ligadas diretamente ao meu trabalho. Acaba rolando umas parcerias diferentes, isso é muito legal.

Você disse em uma en não é festivo, porque pos pra isso. É uma v Não é pessimista. É vivendo um momento eleição do Barak Obam planeta não é muito o Ártico derretendo, vário fazer parte de uma po razoável. Eles querem o so e o crescimento eco da qualidade de vida. P vida é fazer um eletrodo mais confortável, mas, espaço de floresta, dos retamente no espaço, n que você vive. Às veze nesse tipo de coisa. P Brasil, a gente tem cada desesperança, vemos u rouba e vive fazendo co pune. Isso te deixa um ciso em relação ao futu gosto de abandonar o

No disco anterior não tinha tantas parcerias... Na verdade, todos tinham uma quantidade grande de parceiros, mas acho que nesse ficou


ntrevista que esse disco e não estamos em temvisão pessimista? realista. Hoje, estamos o de esperança com a ma, mas a realidade do otimista. A gente tem o os países se recusando a olítica ambientalista mais o tempo todo o progresonômico em detrimento Parece que qualidade de oméstico que te faz ficar por outro lado, você tira s pólos, que refletem dina temperatura do lugar es, falta um bom senso Por outro lado, aqui no a vez mais a sensação de uma porção de gente que oisa fora da lei, livre, impouco pessimista, indeuro. Por outro lado, não otimismo. Sempre acho

que a gente vai ter uma capacidade de superação, que ciclos são assim mesmo. A gente vai lá embaixo pra depois levantar tudo e ir lá em cima. Então, fico alternando essas sensações. Mas o disco tem um caráter melancólico que me agrada. A melancolia estimula a sensibilidade. A tristeza não. Ela é baixo-astral, mas a melancolia tem um lado onde você fica mais ácido, crítico, mas não fica baixo astral, só um pouco mais sensível e isso me agrada.

Adolescência, Aids e camisinha

De NX Zero à Lenine, o que há de bom hoje na música brasileira? O que presta e não presta? Tem alguma coisa nova? Várias coisas. Adoro Mart´nália, gosto do Lenine, da Fernanda Takai, esse disco novo dela é belíssimo. Tem um menino novo lá no Rio de janeiro chamado Jonas Sá, que é bem bacana. Tem várias coisas acontecendo em vários lugares do Brasil. Por outro lado, tem alguns artistas e grupos que são fórmulas, cópias de um formato estrangeiro que as gravadores querem trazer pra cá, porque funcionou lá fora. Isso é algo que fizeram muito nos últimos anos, mas, agora, as gravadoras estão perdendo um pouco de força, e o mercado está num momento de interrogação. As rádios populares já não sabem muito bem o que tocar, as rádios pop rock também estão chegando no esgotamento de algumas fórmulas. Acho que tudo isso tende a trazer uma mudança, uma transformação que só tem como ser positiva. Não dá pra mudar pra pior.

Você tem um filho de 12 anos e uma de 9. Como pretende lidar com as dúvidas deles daqui pra frente? Já estou começando a enfrentar isso. Meu filho está entrando nesse período de começar a achar o espaço, querer ter as cosias da maneira dele e acho que é bacana. A discussão é rica e, desde pequeno, a gente sempre tratou das coisas de uma maneira muito aberta e realista. Não tenho dúvidas de que nossa relação estará num processo bacana, de alto nível. É lógico que a gente sempre pode se surpreender ao ver nosso filho andar por um caminho que não esperávamos, tanto pro bem, quanto pro mal, isso faz parte da vida de todo mundo. Mas, com tudo que investi na nossa relação, espero ter só boas surpresas. É lógico que as acomodações e os acertos vão acontecendo pelo caminho e a gente aprende da mesma maneira que ensina.

FOTOS: BRUNO SENNA/ESP. EM

ue em nenhuma música a. No mesmo disco tem Black Alien, Paulo Ricar, Flávio Oliveira, que é da o Salgueiro. São grupos e mas eu, particularmente, o que isso acaba se refle. Vou buscar em pessoas ntes, coisas que acabam mbém.

manda o seu!

Você era amigo do Cazuza quando ele assumiu publicamente que tinha Aids. Teve preconceito em relação a ele? Rolou um medo ou algo assim? Como lida com isso? A melhor coisa pra acabar com o preconceito é o esclarecimento. Hoje, temos toda a capacidade de ter informação e já temos quase duas décadas

de relação com o soropositivo, então acho muito tranqüilo quebrar isso. Sempre existe, porque a ignorância sobre um assunto traz o preconceito junto dela. Aí, nesse caso, o esclarecimento, a educação, a informação é o melhor caminho. Qualquer dúvida que meus filhos tenham em relação à Aids, camisinha, sexo e drogas, a gente conversa abertamente, numa boa. Qual é seu conselho? Varia a cada situação. No caso da Aids, primeiro: use camisinha sempre. Não se discute mais isso. É uma regra. É obrigatório. Mas em relação às pessoas que têm a doença, a gente precisa dar carinho, consideração e atenção. A última coisa que podemos ter nesse momento, até por tudo que já aconteceu até aqui, é preconceito em relação ao soropositivo. Temos de trabalhar isso de uma maneira muito bacana e carinhosa. Em relação a outras questões, de drogas e sexo, cada caso é específico. O bacana é ter uma porta aberta com os filhos, pra eles chegarem e perguntarem. Você deve ir lá e deixar claro: “Ó! Se quiser saber alguma coisa, tô aqui!”. Deixar eles à vontade pra, no momento que tiverem dúvida, chegar e perguntar.


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

www.raggadrops.com.br

MANDOU MANDOUBEM BEM Pra ajudar crianças carentes atendidas pela ONG norte-americana Clothes Off Our Back, a vocalista do Black Eyed Peas liberou sua imagem e ajudou a desenhar uma estrela de Natal da joalheria Swarovski, que será colocada em uma árvore de Natal de Nova York.

CPM 22

Mesmo com uma breve ausência em lançamentos de músicas novas e shows em Minas, o CPM 22 levou o Grammy latino de “Melhor álbum de rock brasileiro”, por Cidade cinza. Vanessa da Mata, Seu Jorge, César Menotti e Fabiano, Beth Carvalho, Elba Ramalho, Marco Moraes e Soraya Moraes e Chitãozinho e Xororó também faturaram estatuetas.

POR Bernardo

Radiohead no Brasil

Depois de anos de espera, expectativas frustradas e noites em claro, os fãs dos ingleses finalmente terão a chance de vê-los por aqui. Thom Yorke e companhia anunciaram, na semana passada, uma apresentação brasileira no site oficial da banda. Se quiser conferir o show, fica esperto que não demora pra começar a venda de ingressos no radiohead.com.

Mais de Britney Spears

MANDOU MAL MANDOU MAL

FOTOS: JOZZU/DIVULGAÇÃO E DIVULGAÇÃO

Grammy latino

Dado Dolabella

Na entrega dos prêmios brasileiros do Grammy Latino, em São Paulo, na semana passada, rolou uma falha na hora de dar o prêmio da categoria “Melhor álbum de música tradicional regional ou de raízes brasileiras”. O vencedor, segundo o envelope, foi Seu Jorge, que não tinha nada a ver com a história, já que os reais vencedores eram Chitãozinho e Xororó.

Já tá rolando na net um vídeo que mostra o ator, digamos, grosseiro, Dado Dolabella, empurrando Luana Piovani e a camareira até as duas caírem no chão. Agora, o cara foi indiciado por lesão corporal leve e enquadrado na Lei Maria da Penha. Se for condenado, pode pegar entre três meses e três anos de prisão.

Agora já são seis faixas do álbum Circus vazadas na internet. Além das já conhecidas Womanizer e Kill the lights, já dá pra ouvir no YouTube Circus, Out from under, If you seek Amy e Unusual you. Mas se você quiser ouvir tudo direitinho no seu CD player, vale esperar o lançamento do disco em 2 de dezembro.

Mallu pra download

Finalmente está no ar o CD de estréia do maior “fenômeno de internet” que o Brasil já viu. Além de músicas novas, dá pra escutar no Mallu Magalhães (também é o nome do álbum) aquelas outras já conhecidas com uma qualidade muito melhor. É só clicar no vivo.com.br/mallu e começar a baixar.

alim, de 22 anos, Nay DE: Isaura Ferreira Roaria Eugênia Santos de ra Vieira, de 18, M ssica Talyta de Oliveira, Andrade, de 23, e Gé jos. de 17. Todas de Araú Oi galera Ragga... to o Caderno Ragga, e A turma adora mui no Eu Leitor uma declagostaríamos de ver , que fez níver em 2 de ração para a Camilas integrantes dessa turnovembro, uma da minha....

Quer se manifestar? Mande um e-mail pra

raggadrops@hotmail.com com seu nome completo, idade, cidade e, claro, o que você quer divulgar. Manda o seu!

Biagioni

anCamila, tempo de dizer o qu Às vezes, não temos l em nossas vidas, não to alguém é especia suficiente para agradeencontramos tempoe o carinho que recebecer a compreensão ramos e viemos deixar mos. Então, hoje, paes, sucesso, saúde, paz o desejo de felicidad em e muito amor. us possa conduzí-la Que a cada dia, De caminho iluminado. rsário. Parabéns e feliz anive Valeu Ragga...

em de 18 anos - Contag DE: Danilo Macêdo, Amizade é...

mamente raro Amizade é algo extrepreservado sempre. é algo que deve ser encontramos Porque na amizade ia de viver. simplesmente a alegruito de Deus Amizade é dom grat ados a viver onde todos são chamãos unidos como verdadeiros irmque se encontram numa pelos laços de amor amizade. ente amar, Amizade é simplesmo outro sem exigir nada respeitar, e amparar em troca. de verdadeira, Porque numa amiza gratuitamente. tudo deve ser dado a vida Amizade é partilhar s de alegria, quanto nos tanto nos momento é de tristeza. ao outro que a vida Amizade é mostrar vivida. bela e digna de ser DRM – 7/11/08

FOTOS: RICK NEDERSTIGT/AFP PHOTO, KEVIN WINTER/GETTY IMAGES/AFP E TATU/AGÊNCIA DE MÚSICA

Fergie


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

manda o seu!

FOTOS: BRUNO SENNA/ESP. EM

Rodolfo Vilela (18)

NA CREAMFIELDS

Galera

Luana Carrazza (21)

Rafael Teixeira (21) e Carina Pimenta (20)

Galera

Galera de Araújos marcando presença na festa à fantasia em Divinópolis - via e-mail

Paula Mitrie (22) e Mário Mosarni (21)

Lucas Alves (19), de Arcos - via e-mail

Nathália Lorena (18), Kivia Cavalcante (18) e Bruna Mendes (17)

Augusto César (16) e Mateus Azevedo (15)

Nathália (16) e Marcela (17), de Bocaiúva - via e-mail


ESTADO DE MINAS

As indianas Pranamya Menaria e Devendra Harne têm 25 dedos! 12 nas mãos e 13 nos pés! Elas devem ter feito o maior sucesso como goleiras no time de futebol ou handebol da escola. Fonte: Guinness World Records 2008

teste : :

Você na galera!

Sétima arte

o e diga tão olhe as fotos abaix En a? em cin e ec nh co Você s e personagens. qual filme são as cena

1.

FOTOS: BRUNO SENNA/ESP. EM

Jolie Matzes tem o cílio mais longo do mundo: 6,4cm. Experimente medir um cílio seu pra ver!

Ana Silveira

Ernie Hill é, definitivamente, o atirador mais rápido do oeste. Em 1982, ele sacou sua arma de uma posição ereta e efetuou um disparo em apenas 0,208 segundos. Tente marcar esse tempo no relógio. O cara é sem noção!

Gabrielle Alvarenga

Curiosidades super (in)úteis

na Creamfields

Jamyla Alvarenga

Estilo:

www.raggadrops.com.br

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

de

o é o bastante a) 007 - O mundo nãRa b) Lara Croft: Tomb ider c) Resident evil

3.

a) Mansão mal assombrada b) Dr. Dolittle 2 c) Norbit

a filosofal a) Harry Potter e a pedrb) Avalon do rei o c) Senhor dos anéis - O retorn

4.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

3. a // 4. c

Fabiana Sampaio tem 22 anos, é formada em jornalismo e foi flagrada na Creamfields, pulando na pista ao som do Gorillaz Sound System. Quando o assunto é música, a gata se diz eclética, mas, na festa, não escondeu a preferência pela dupla israelense Infected Mushroom, da qual é fã. Fabiana garante que acompanha todas as vindas dos caras a Belo Horizonte.

RESPOSTAS: 1. a // 2. c //

FOTOS: BRUNO SENNA/ESP. EM

2.

a) Uma linda mulhellr thing Hi b) Um lugar chamadoo No Monalisa de ris c) O sor


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

manda o seu!

QUAL É O SEU MOMENTO #1 ? Há duas semanas, o Ragga Drops e a Number One perguntaram: “Qual é o seu momento #1?”. A galera foi até o orkut responder e, como combinado, selecionamos as melhores respostas pra serem publicadas aqui hoje. E olha que bons momentos não faltaram. Se liga:

Đøđŏ Meu Momento #1 Eu faço todo dia... Mas um momento que ficará marcado será o Pop Rock Brasil 2008. Foi muito massa... Curti demais da conta... Camarote The Best... Energia Contagiante... Um sonho realizado assistir The Offspring e Maroon 5... ........ Esse foi meu Momento #1 :D

GLEIDSON FABIANO Trabalho MEU MELHOR MOMENTO ENTRE TANTOS BONS NA MINHA VIDA FOI QUANDO, COM DOIS ANOS DE EMPRESA, FUI PROMOVIDO A UM CARGO DE CONFIANÇA. COM APENAS 21 ANOS! VER SEU TRABALHO SER RECONHECIDO TRAZ UMA SATISFAÇÃO SEM TAMANHO!!! DESEJO QUE TODOS UM DIA SINTAM ESSE PRAZER !!!!!!!!!! ABRAÇÃO

ANNA CLARA #1 Quando eu subi no palco pra cantar Paraíso proibido, com o Strike *-*

WLEU GAELRA RAGGA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

PATRÍCIO Resposta ao # 1 de Minas O meu momento # 1 aconteceu em 2005, no dia 24 de junho, pra ser exato. Nesse dia cantei para 2 mil pessoas. Tipo, foi the moment # 1. Realização de sonho ao cantar pra tanta gente. Sem noção a emoção de estar diante de um público desses quando não se é famoso! Mas # 1 será sair no Ragga Drops dia 20 !!!!!!!!! Vlw!! Ragga de Coração!!!

ѕαииу Então, galera, todo adolescente tem incríveis momentos, mas sempre um se sobressai! Quando a gente tá na reta final da escola, no Ensino Médio, 3º ano, prestes a tomar um rumo na vida, é f*** A expectativa de se sair bem no vestibular e tudo mais... Este ano, tive vários momentos rox! Um deles foi quando mandei uma fotinha, para o caderno mais badalado do Jornal Estado de Minas. Eu tive um surto! Sem contar que foi bem quando saiu uma matéria com a banda Strike, que amo muito. Mas, como tô saindo da escola este ano, o melhor momento foi quando vi o resultado do vestibular: Fiquei em sétimo lugar! Ainda tô até meio lesada!


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

www.raggadrops.com.br

POR Bernardo Biagioni

TEATRO, CURTAS E NADA DE PIPOCA Nem mesmo a presença do diretor Roberto Gameiro intimidou os gritos eufóricos de uma platéia formada por muito além de alunos da escola. Na última quinta-feira, mais de 200 pessoas se reuniram no Teatro Dom Silvério pra assistir aos filmes do 4º Festival de Curtas do Colégio Marista, que contou, exclusivamente, com produções dos estudantes. Homenageando o cineasta Joaquim Pedro de Andrade, a quarta edição do evento teve como tema os “Espaços urbanos/Cidade moderna”, privilegiando-se as imagens que retratassem o cotidiano sob diferentes perspectivas. “Este ano foi um pouco diferente dos anteriores, pelos curtas não terem valido pontuação nas matérias normais da escola. Como só tivemos a participação de voluntários ficou mais fácil. Eram estudantes com uma bagagem cultural maior”, explica o cineasta Pedro Kalil, que assessorou os projetos dos alunos. O festival é fruto do comprometimento e esforço dos próprios estudantes: “Começamos com a iniciativa em 2004, quando trabalhamos As ci-

4º festival de curtas do Colégio Marista Dom Silvério estimula produção dos alunos pra muito além da diversão

dades invisíveis, do escritor Ítalo Calvino. De lá pra cá houve algumas transformações e acabamos ficando sem o festival em 2007. Mas este ano eu me uni ao grêmio pra fazer a nossa idéia acontecer. Se os alunos não tivessem abraçado a idéia, não estaríamos aqui hoje”, afirma a idealizadora do evento, Cristina Tolentino. Mas no que depender dos “novos diretores”, o Festival de Curtas não faltará mais na programação anual do Marista Dom Silvério: “É importante para aprendermos um conteúdo que vai além do que é proposto em sala de aula. Isso mostra que não estamos preocupados só com o vestibular, ou com a nota que tiramos numa prova de matemática ou de geografia”, declara Ana Paula Garcia, premiada na categoria Melhor Filme, com o curta Horizontes invisíveis. A vencedora de Melhor Direção, Marina Sebba, dona de Reflexos, também reconhece o aprendizado: “É a chance de trabalharmos com o que queremos fazer no futuro e descobrir um outro mundo”, conclui.

FOTOS: ÁGUEDA RESENDE/DIVULGAÇÃO

A vencedora do prêmio de Melhor Diretor, Marina Sebba, ao lado de Cristina Tolentino, idealizadora do festival; Ana Paula Garcia e Luciana Costa, vencedoras do prêmio de Melhor Filme com Horizontes invisíveis, e Jaqueline de Jesus, vice-diretora educacional; e o cineasta Pedro Kalil


Ragga Drops #39