Page 1

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

MSN raggadrops@hotmail.com

Profissões Quem quer ser designer de moda?

Página 3

Coluna nova Eu leitor

Página 8

Renegado Hip hop mineiro Página 12

Sideral com novo show, nova onda e uma conversa com o Ragga Drops

Páginas 6 e 7

BRUNO SENNA/ESP. EM

Dias claros


ESTADO DE MINAS www.raggadrops.com.br

Divã

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Ragga Drops

Ele não chega em mim Para ouvir enquanto lê:

PROFISSÕES (por MSN) Será que vocês poderiam fazer uma matéria das profissões sobre moda??? Giorgi Fhilipe, 17 anos Resposta: Seu pedido é uma ordem. Está na página 3. COMU [OFICIAL] DOS FÃS (por orkut) Galera, eu e o Pablo que saiu no Quem é Ragga Drops da última edição criamos uma comuFãs do Ragga Drops!!! Abraços Vlw! André Coutinho Resposta: Isso é obra de Pablo Henrique e André Coutinho. Demorou galera, valeu demaaaaaaaaaaais Quem quiser entrar na comu é só procurar por “Sou fã do Ragga Drops!!!”

ERRATA: Galera, essa informação é importante: Na sessão Como Fazer, do dia 11 de setembro, dissemos que todos os brasileiros entre 18 e 60 anos são obrigados a votar. A informação correta é que todos os brasileiros entre 18 e 70 anos são obrigados a votar. Foi mal!

Timidez, Biquíni cavadão Gosto do meu amigo e já me disseram que ele gosta de mim. Mas ele não chega e tenho vergonha de chegar. Ah, o velho impasse da timidez. Mas que bobagem a nossa, né? Existem duas frases repetidas à exaustão por aí, de quem não se sabe ao certo a autoria, que dão um bom empurrãozinho nessas horas de vergonha. A primeira é: “Melhor se arrepender do que fez, do que se arrepender do que deixou da fazer”. A segunda é: “O não, a gente sempre tem garantido. É melhor tentar o sim”. Logo, timidez e falta de atitude não nos levam a muitos lugares... Olha a situação: você está a fim do cara. Os amigos dele já te falaram que ele está a fim, o que você tem a perder se tomar a iniciativa? Nada! Mas isso não significa sair de decote, batom vermelho e agarrar o cara. Estamos falando aqui de aproximação. Já considerou ligar pro cara e chamar ele pra ir ao cinema? Ou trocar uma idéia com um amigo dele? Dependendo da amizade, você pode até pedir pra avisarem ele que pode chegar, porque não vai tomar um fora. Aliás, essa é uma coisa que a mulher deve aprender com o homem: Raramente, um cara chega em uma menina sem ter alguma convicção ou certeza de que vai rolar. Por isso,

garota, mostra pra ele que você está a fim. Como? Fácil! Olhe nos olhos dele, depois, de leve, de uma olhadinha pra boca dele. Depois olha pra baixo e se faz de tímida. Precisa ver como eles percebem... Outra ótima é o MSN: junte dois meninos e duas meninas e faça um jogo da verdade lá... Ou então, só adicione o cara mesmo. Pra ter papo, dê uma olhadinha nas comunidades dele no orkut e fale sobre assuntos que interessam a ele. Aliás, habilite seu orkut pra opção “mostrar visitas do perfil” e mostre pra ele que o visita...

RECADO RAGGA DROPS: O Ragga Drops tem uma nova sessão na página 8. Chama-se Eu leitor. Funciona assim: o espaço é seu e você publica o que quiser! Pra isso, basta mandar um e-mail pra raggadrops@hotmail.com com seu nome completo, idade, cidade e, claro, o que você quer divulgar.

www.raggadrops.com.br MANDA O SEU:

raggadrops@hotmail.com agência de expedienteragga comunicação integrada (31) 3225-4400 DIRETOR GERAL Lucas Fonda DIRETOR DE MARKETING E PROJETOS ESPECIAIS Bruno Dib DIRETOR FINANCEIRO José A. Toledo EDITORA Thaís Pacheco SUBEDITORA Sabrina Abreu DESIGNERS Maíra Miranda Filogônio e Marina Teixeira ILUSTRADOR Rafael Quick ESTAGIÁRIOS DEREDAÇÃO Bernardo Biagioni e Daniel Ottoni FOTÓGRAFOS Bruno Senna e Carlos Hauck COLABORADORES Lucas Machado, Luiz Augusto Reis

Almeida e galera do Babyboom

Curiosidades super (in)úteis Se liga nesses recordes: Sweet Pea, uma cadela da raça border collie, subiu e desceu 15 degraus equilibrando um copo d´água no focinho. Não caiu uma gota sequer. A mesma canina pula corda 65 vezes em um único minuto. Também em um minuto, o australiano Alastair Gaslpin comeu quatro dentes de alho. Imagina o bafo da figura... Debbie O´Brien, operadora de caixa, conseguiu registrar e empacotar 50 itens de supermercado em três minutos e 31 segundos.

Quer saber? Tente! O importante é mostrar pra ele... Mas lembre-se de não atacar de vez, a menos que você possa conviver com um eventual “não” que receber. ATENÇÃO: O divã do Ragga Drops não é respondido por nenhum profissional da área! Isso aqui é um papo de amigos. Se conselho fosse bom, a gente vendia... Mas aqui a gente dá mesmo. Quer um? Manda a pergunta – raggadrops@ hotmail.com.

meio ambiente

Domingo começa a primavera e comemora-se o Dia da Árvore: bom pra abraçar uma – dizem que rola uma troca de energia – mas melhor ainda é refletir sobre o tema. O site diadaarvore.org.br ajuda bastante. Lá, é possível saber a importância de uma árvore, saber quais são as reservas e biomas brasileiros e entender mais sobre preservação. Mas não é só isso. O site ainda indica blogs, calendário ambiental e até o papel do governo nessa história toda, além de oferecer jogos, vídeos e papel de parede.

Vale o clique.


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

manda o seu!

Uma vida entre modelos, suas criações badaladas nas páginas dos melhores editoriais e consumidores se estapeando por uma peça da sua última coleção. Se você pensa que essa é a vida que lhe espera, caso opte pelo curso de design de moda, é melhor abrir um pouco a cabeça. De fato, a profissão pode ser glamurosa pra alguns. Mas é também sinônimo de trabalho árduo. Além disso, é bom saber: o campo de trabalho é grande. E, ao contrário do que muitos pensam, nesse caso, nem todos os caminhos levam à passarela. Transformar as informações sobre o comportamento da sociedade na criação de roupas é uma função do estilista e apenas uma das várias atividades do designer de moda. “Quem se gradua como designer torna-se um profissional mais completo e está apto a atuar em áreas diferentes, como industrial, artística e marketing. Por isso, é mais valorizado”, explica Gabriela Torres, coordenadora do curso de design de moda da Fumec. Pra chegar lá, o aluno recebe uma formação interdisciplinar, que compreende tanto conhecimentos sobre a história da arte quanto sobre a tecnologia necessária pra criar tecidos cada vez mais confortáveis e ecologicamente corretos. O mercado está aberto aos profissionais. Há várias faculdades reconhecidas pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC). Mas a profissão ainda não é regulamentada, como em todos os outros designs. “Mas é um campo em franco processo de formalização”, informa Gabriela Torres. Certos fatores contribuem pra valorização dessa área: o fato de o Brasil ter passado

a fazer parte do cenário de criação de moda, há, pelo menos, 15 anos, por causa de eventos como o São Paulo Fashion Week, e graças a designers de renome internacional, como Ronaldo Fraga e Alexandre Herchcovitch. Em Minas, o cenário também é favorável à profissão, graças aos grandes nomes da indústria têxtil que circundam Belo Horizonte. O designer trabalha na indústria, pesquisando sobre novas tecnologias ou desenvolvendo estamparias, por exemplo. Nas revistas, ele escreve sobre moda ou é um consultor do assunto. Como pesquisador, sua função pode ser detectar as novas tendências que serão vistas, nos próximos meses, além das roupas, nos automóveis e nas paredes das casas. “Com a globalização, o mundo todo ficou mais próximo nesse quesito”, explica Gabriela. Outras atividades: marketing e gerenciamento de produto, consultoria de moda personalizada pra pessoas ou grupos com fins específicos, promove e divulga coleções de acessórios e roupas, escolhe e concebe indumentárias pra programas de TV e peças de teatro, além da edição de catálogos de moda. É muita coisa. O ideal é aprender tudo e continuar sempre se atualizando. A pós-graduação ou o mestrado são duas formas de se tornar ainda mais valorizado no mercado. “Como em qualquer outra carreira, é preciso continuar estudando sempre. Ler sempre também é essencial, um mínimo de conhecimento é fundamental pra fornecer a base das criações. Apenas a informação vinda da internet e das revistas não basta”, esclarece a coordenadora do curso do UNI-BH, Márcia Mendonça. A moda tem conexão direta com a história do tempo em que é concebida. Ela tem se mostrado um dos retratos mais fiéis do espírito das gerações, das peculiaridades de cada uma delas. Em meio a ondas de inspiração e revisitas, os chapéus cloche e os broches dos anos 1920 foram eternizados como ícones do romantismo, assim como as calças boca-de-sino dos anos 1970 viraram sinônimo de liberdade. Participar do processo de criação, confecção ou divulgação de acessórios e roupas hoje é ser parte, também, de um registro que mostrará, no futuro, como éramos, o que usávamos, como nos expressávamos no início dos anos 2000. O trabalho é recompensador não apenas por isso. É bacana cooperar pra que as pessoas se tornem mais estilosas, atraentes ou adequadas às diferentes situações sociais – o trabalho no escritório ou um casamento de gala. Sem contar que, com o trabalho árduo, sempre existe a chance de ocasiões cheias de glamour. E, por que não, recheadas de modelos, consumidores satisfeitos e jornalistas de moda ávidos por uma palavrinha sua.

QUANTO GANHA

A profissão que retrata o espírito de cada época em suas criações

A profissão não é regulamentada e não existe nenhuma convenção de valores a ser consultada.

Cursarei design de moda?

TESTE

Sabrina Abreu

VALE CONFERIR

POR

O vestibular de design de moda não é dos mais concorridos, mas há uma demanda do mercado pelo curso. Tanto é que a UFMG abre vagas, a partir de 2009. Na Fumec e na Cimo (Centro Integrado de Moda) o curso dura quatro anos. No UNI-BH, a duração é de dois anos e meio. Nesse caso, o aluno se forma tecnólogo.

Vou fazer moda, porque... a) Está na moda fazer esse curso. Só na minha sala quatro pessoas já fizeram a inscrição. b) Sou criativo, gosto do ramo e quero trabalhar com isso. c) Minha mãe fala que eu deveria ser modelo. Será que tem alguma coisa a ver? Quando penso na vida de um designer de moda, vem à minha mente: a) O reality show Project runaway, da TV a cabo, no qual os competidores escolhem materiais, costuram e promovem suas criações. b) O filme O Diabo veste Prada e os chiliques da Miranda Priesley. Tenho pavor desse meio...Vai que uma megera daquelas aparece na minha vida! c) Também penso no filme O Diabo veste Prada. Acho que vou fazer design de moda só pra ficar chique, no meio de um monte de figurões. Num dia típico, um designer de moda... a) trabalha, como todos os adultos normais. b) Fica o tempo todo com a taça de champanhe na mão – ainda que a mesma esteja vazia ou cheia apenas com água. c) Prepara as modelos pra entrarem na passarela. É só isso que eles fazem. E há desfiles todo os dias do ano! Se você marcou b/a/a, você tem futuro.

Design de moda

VESTIBULAR

PROFISSÕES

Quem já estuda design de moda ou outros cursos pode participar do concurso organizado pelos postos ALE. A empresa procura um universitário que crie uniformes bacanas pra seus funcionários. A promoção vai até o dia 22 e é destinada apenas a universitários. O regulamento e a ficha de inscrição devem ser obtidos no site ale.com.br.


ESTADO DE MINAS

conta aí!

www.raggadrops.com.br

Nas passarelas,

Seu Jorge

Quer saber mais ou palpitar? Acesse babyboombh.blogspot.com e converse com a galera.

solta essas no intervalo! Vendo o boletim de Joãozinho cheio de zeros o pai diz: —No meu tempo, notas tão ruins eram punidas com uma surra. —Pois é, pai! Que tal a gente pegar o professor na esquina depois da aula?

A professora pergunta: —Joãozinho, seu eu te der 10 laranjas e depois te dar mais 10, você fica com? —“Com”tente, professora.

O Binóculo

Liga Ragga Drops

Era uma vez uma turma de jornalismo que resolveu fazer um site pra treinar e aprimorar suas aptidões jornalísticas. De repente, o site começou a bombar, todo mundo quis colaborar, agora já existe até uma revista digital, gratuita, pra quem curte o conteúdo. Os assuntos lá? Todos! Vale o clique:

Longe de ter como objetivo as lutas e o duelo, o Krav Magá busca desenvolver o raciocínio e o autocontrole do praticante. Mas na hora de se defender, vale recorrer a alguns passinhos básicos aprendidos na aula do Samuca!

obinoculo.com.br Celular na aula? Não atenda! Será que esse vídeo é real? Assista em raggadrops.com.br e dê sua opinião!

KRAV MAGÁ

1. Assim que seu adversário vier correndo em sua direção, concentre-se bem em seus olhos. Lembre-se que, no Krav Magá, concentração é crucial e ele ainda é caracterizado pelos golpes rápidos e certeiros.

2. Quando ele estiver bem próximo, surpreenda-o com um chute certeiro na altura da canela. A pancada deve ter precisão o suficiente para levar o homem ao chão.

O Procurado Durante duas semanas depois de sua estréia, o filme O procurado liderou as bilheterias brasucas. Não bastasse isso, nos Estados Unidos, já arrecadou mais de U$ 134 milhões. Se números não te atraem, então saiba que no elenco tem James McAvoy e Angelina Jolie. >>Vale saber: No menu esquerdo do raggadrops.com.br tem um link chamado Cinema, ele te encaminha direto pra página do Divirta-se, que libera críticas, notícias e, claro, a programação dos filmes.

3. Com o seu adversário deitado e nocauteado, você terá liberdade para neutralizar seus movimentos.

REPRODUÇÃO DA INTERNER/YOUTUBE.COM-12/9/08

O Joãozinho reclama: —Ô professora, acho que não mereço zero. Ela responde: —Também acho, mas essa foi a menor nota que encontrei.

FOTOS: LUKE MACGREGOR/REUTERS E MOLLY RILEY/REUTERS

Por Thiago Leão

O Brasil está na moda? Vai estar? Se depender do site style.com, todo mundo vai ficar de olho na gente! Uma lista feita por eles anuncia: estilistas brasileiros, como Valdemar Iódice e Carlos Miele, bombaram na semana de moda de NY, que rolou de 4 a 12 deste mês. Aliás, Miele levou às passarelas um mix de moda e música. Convidou Seu Jorge pra fazer a trilha sonora do desfile e cantar algumas faixas ao vivo. A música brasileira pode ser boa influência pra moda, pois carrega traços bem marcantes e peculiares. Isso significa fazer do nosso jeito, vestir do nosso jeito e ainda tornar isso tão brasileiro que todo mundo saiba que foi do Brasil que uma determinada estética saiu. Temos mais do que futebol, sensualidade, carnaval e samba a mostrar. E tomara que Carlos Miele tenha conseguido, é claro, na companhia de Seu Jorge. Mas vá lá... Talento a gente tem!

quinta-feira, 18 de setembro de 2008


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

REPRODUÇÃO DA INTERNER/YOUTUBE.COM-12/9/08

manda o seu!

Bollywood

REPRODUÇÃO DA INTERNER/YOUTUBE.COM-12/9/08

A maior indústria cinematográfica do mundo, Bollywood, emprega dois milhões de pessoas e produz uma média de 800 filmes por ano. Não bastasse isso, ainda atrai, anualmente, 4,8 bilhões de espectadores. Também é de lá que saem produções musicais e montagens de gosto duvidoso. Mas vale lembrar que a Índia contabiliza mais de um bilhão de pessoas na população. Assim, tem gente pra consumir o produto nacional à vontade... Pra ver, já sabe: acesse nosso site. Mas veja logo, porque a coisa deve melhorar. O jornal gringo The Wall Street Journal publicou, há alguns meses, uma nota dizendo que a Reliance Big Entertainment, uma das principais financiadoras de Bollywood, anda sondando o superdiretor Steven Spielberg pra um contrato. A idéia, segundo o jornal, é liberar US$ 400 milhões por ano pra Spielberg produzir seus arrasa-quarteirões.

Espertinho... O ladrão mais burro do mundo está no raggadrops.com.br. Verdade seja dita: gente incompetente tem em todas as áreas. Até nós, que não somos especialistas na arte do crime, faríamos melhor. Como alguém já disse: “Vergonha é roubar e não poder carregar”.

agenda agenda POR

Guilherme Torres

guitorres@hotmail.com

WILSON SIDERAL LANÇA DIAS CLAROS

Como você vai ver nas páginas 6 e 7, no sábado, Sideral faz show de lançamento do CD Dias Claros, no Freegells. O quarto álbum do cara traz 12 faixas. Além das 10 inéditas, o disco tem duas releituras: Exagerado, de Cazuza, e Já Foi, uma parceria entre Wilson e os caras do Jota Quest. Pra saber mais e ouvir acesse wilsonsideral.com.br. O ingresso custa R$ 20 a meia-entrada e a censura é 18 anos. Menores entram acompanhados por responsáveis. musichall.com.br Avenida do Contorno, 3.239 – Santa Efigênia Informações: (31) 4003-1212 LUAU DA MONTANHA

Um dos ícones do MPB, Jorge Ben Jor é a atração principal do Luau da Montanha, sábado. E este ano o evento tá bombando de atrações pra todos os gostos. Além do cara, tem a banda US Cara Samba gravando seu primeiro DVD, a dupla sertaneja Luiz Henrique & Eduardo, a Bartucada de Diamantina esquentando os tambores e ainda rola tenda eletrônica. Sábado, a partir das 19h, na Faculdade Milton Campos. Ingressos a partir de R$ 25 (meia) e a censura é 18 anos. centraldoseventos.com.br Rua Milton Campos, 202 – Vila da Serra – Nova Lima Informações: (31) 3209-0505 SPECIAL FLOWERS

Pra galera psy trance, sábado é dia de se jogar no melhor da música eletrônica, na Flowers, edição 2008. A rave, uma das mais importantes, que agita BH anualmente, trás um line up com alguns dos melhores nomes da música eletrônica. Tem gente da Inglaterra, África do Sul, Suécia, Israel e Brasil. Este ano, a festa tem novo conceito e promete reunir 21 atrações em 18 horas de festa. Haja fôlego! O evento rola sábado, às 23h59, na Pedreira. A censura é 18 anos e os ingressos custam R$ 60 a meia. flowers.art.br Vargem da Pedra, a 35km de BH, sentido Linha Verde Informações: (31) 3221-0860 / 9609-8881

2008 é o ano em que se comemoram os 45 anos de carreira e 50 de vida de Michael Jackson. Nascido em 29 de agosto de 1958, o cara é um dos grandes fenômenos da história da música. Não é pra menos, é dele o Thriller, disco lançado em 1982, que ocupa o modesto posto de mais vendido da história. O clipe da faixa título foi ainda mais longe: gravado em formato de curta-metragem, com 14 minutos de duração, custou U$ 600 mil e mudou, pra sempre, o que se pensava sobre música, clipe e padrões. É claro que um fenômeno desses seria lembrado pra sempre e serviria de fonte de inspiração pra muita coisa. Hoje, graças ao youtube, a gente pode se divertir às custas de Michael Jackson. É bobagem pra ninguém botar defeito. Acesse raggadrops.com.br e se liga na seleção que fizemos pra você: Especial Thriller: Uma coletânea de reproduções do clipe em casamentos, na cadeia, no second life, no estádio de futebol e até em Lego.

REPRODUÇÃO DA INTERNER/YOUTUBE.COM-10/9/08

Thriller pra todo mundo

Arcos - ARCOS REDONDA

Um dos maiores festivais de música eletrônica do mundo, Skol Beats, chega em Arcos sábado. Em proporções menores, claro, mas com a mesma vibe que impulsiona o ritmo em qualquer lugar. A festa traz, além dos DJs no comando da pick up, uma boate itinerante. A versão de Arcos da balada rola às 22h, os ingressos custam R$ 35 e a censura é 18 anos. tembase.net Avenida Magalhães Pinto, em frente ao posto Informações: (37) 3351-1132


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

www.raggadrops.com.br

Wilson Sideral

Ele se deu Sideral já tocou em banda de reggae, barzinhos de BH e hoje manda seu som em festivais, ao lado de grandes nomes da música brasileira. Muita coisa já aconteceu e muitas histórias fazem parte dessa trajetória, desde a infância, em Alfenas. Da brincadeira com os instrumentos, passando pela época pesada de drogas e rock´n´roll, até o atual momento, onde lança o quarto disco (segundo pelo seu selo independente) em um momento mais tranqüilo da carreira e da vida. Confira o papo que levamos com Sideral, sangue bom e músico de primeira. Ragga Drops – Como foram os primeiros

contatos com a música? Sideral – Cresci ouvindo música em casa, desde moleque. Muito samba, seresta, música mineira, MPB... Na família da minha mãe têm vários músicos, muita gente toca violão e canta. Ficava ali, querendo entender o que estava acontecendo, no meio daquela mistura de sons. Com o tempo, fui entendendo melhor o que se passava e acabei aprendendo a tocar alguns instrumentos. Eu e meu irmão, Rogério, criamos uma banda chamada Contato Imediato. A gente tocava na nossa cidade (Alfenas) e região, mas era mais de brincadeira, lazer mesmo.

BRUNO SENNA/ESP. EM

E como foi sua decisão de vir para BH? Prestei vestibular pra direito na Unifenas. Mas foi mais pra dar uma satisfação a meus pais, que eram professores da universidade. Queria mesmo era viver de música e falei com meu pai sobre isso abertamente. Ele e minha mãe sempre me incentivaram muito, comprando instrumentos e equipamentos. Quando tomei a deci-

são de Se era i deveria

E chega Fui toca Omeria chegou só regg nhas in banda e shows. nhado. meu no

Aí veio Exatame e foi aq um divi dela ap do por mandar dora m ros disc

Quais s tudo em No meu tudo. T do xote soul, bl essa “p pop, tip com o t entrar e

Em seu recem light. É Acho q filho de

SHOW DE LANÇAMEN Wilson Sideral vai lançar seu novo CD Dias Confira mais na Agenda Ragga Drops.


manda o seu!

u bem Por Daniel Ottoni

são suas influências? É possível pôr m um CD só? u primeiro disco, havia praticamente de Tinha música que ia mais para o lado e, outras do samba-rock. Gosto muito de lack music, sempre gostei de passear por praia”. Também sou muito fã de música po Amy Whinehouse, Jamiroquai. Mas tempo, fui selecionando melhor o que ia em cada álbum.

u novo disco, Dias Claros, não apatantas guitarras, seu som está mais É um reflexo do seu atual momento? que sim. Hoje estou casado, tenho um e 5 anos e sou mais maduro. Acho que

NTO

Você criou o seu selo, Sideral, em 2004. Quais são os lados bons e ruins de se fazer uma produção independente? O lado ruim é que a grana custa mais pra aparecer. Toda aquela grana suada que vai entrando, a gente guarda. O lado bom é que fiz parte de todas as etapas do CD, desde a busca por patrocínio, passando pela parte gráfica e criação do site. Pra quem é um pouco mais conhecido, fica mais fácil. Mas acabei crescendo muito, tanto como músico, quanto business man. Ano que vem você completa 10 anos de carreira. O que podemos esperar do Sideral nos próximos 10? Cada trabalho que fiz é um crescimento, uma renovação no espírito. Estou em um momento muito bacana da minha carreira, ano que vem devo lançar um DVD ao vivo, em comemoração a esses 10 anos. Vou pôr um pouco de toda a carreira neste DVD, mas várias músicas de Dias Claros estarão presentes. O grande lance é que nunca perdi o barato de tocar, tanto em shows fechados, abertos ou até em casa de amigos.

Os álbuns que ele lançou: Wilson Sideral 1 / 1999 – Primeiro álbum, com

muitas influências, desde o rock, passando pelo xote até o samba-rock. Duas canções se destacam: Não pode parar e Eu fico louco.

Na Paz / 2002 – Indicado ao Grammy Latino

como melhor álbum de rock brasileiro. Contou com a participação de Dinho Ouro Preto na música Simples. A faixa Beijo seu se destacou por tocar na novela Malhação.

Lançado ao Mar / 2004 – Primeiro álbum lançado pelo seu próprio selo. Sideral assinou 12 das 13 faixas deste álbum, mostrando qualidade e talento pra composições.

Qual foi o maior aprendizado? Acho que foi saber ouvir mais as críticas, ser mais compreensivo e menos ansioso. Antes, queria resolver tudo de uma vez, era muito afobado. Há 11 anos, deixei de usar drogas e beber álcool e acho que isso teve uma grande influência no crescimento da minha carreira. Drogas estão por fora, não levam a nada.

Claros, sábado, no Freegells, em Belo Horizonte.

REPRODUÇÃO

o a música Fácil. mente. Compus a música com o Rogério quele sucesso. Considero essa música isor de águas na minha carreira. Depois pareceram vários convites. Fui procuraalguns produtores, os caras pediam pra r um som pra eles... Até que um gravame chamou pra gravar meus dois primeicos.

O pequeno Wilson já brincava com seus instrumentos aos 8 anos e, dentro de casa, recebia grande influência de diversas sonoridades. Aos 18, veio a BH pra viver de música. A tentativa deu resultado e, com muito trabalho, o reconhecimento apareceu. Depois do sucesso Fácil, apareceram convites e seu nome foi cada vez mais conhecido. De lá pra cá, foram 10 anos de trabalho e recompensas.

REPRODUÇÃO

ando aqui... ar em uma banda de reggae chamada ah. Foi um período muito bacana, mas u uma hora em que eu não queria tocar gae. Queria outras coisas, explorar minfluências e meu lado musical. Saí da e comecei a tocar em bares e casas de . Às vezes sozinho, às vezes, acompaFui ficando cada vez mais conhecido e ome foi se fortalecendo em BH.

tudo isso acontece naturalmente, nada foi forçado. No novo CD, optei por colocar uma guitarra e um violão com uma sonoridade bacana, em vez de vários instrumentos juntos. Foi um desafio e tanto, mas gostei muito do resultado.

REPRODUÇÃO

vir para BH, eles também me apoiaram. isso que eu queria, era atrás disso que correr.

Dias Claros / 2007 – Álbum também lançado pelo seu selo independente, mais leve, com menos guitarras, refletindo o atual momento do cantor. Este CD tem arranjos bem definidos e uma qualidade sonora notável.

REPRODUÇÃO

l:

Confira a trajetória musical de Sideral


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

www.raggadrops.com.br

MANDOU MANDOUBEM BEM Jota Quest

POR Bernardo

A banda lança novo CD no mês que vem. Batizado de La Plata, que também é o nome da primeira música de divulgação, o trabalho vem com as bênçãos de Liminha na produção e Nelson Motta, na parceria da música Ladeira. Os ingredientes prometem sucesso. Quem viver verá.

Madonna

Exatamente. Da Califórnia pra Belo Horizonte, o Maroon 5 é uma das bandas confirmadas para o Pop Rock Brasil deste ano. E tem se falado em outra atração gringa, o The Offspring. O festival rola nos dias 8 e 9 de novembro. Fique por dentro no poprockbrasil.com.br.

Mais em BH

Games nos EUA

No único show que fez em Londres, a apresentação rolou em um estádio que não tinha capacidade pra receber todos seus fãs. Apenas 90 mil lugares. Além disso, Madonna se atrasou 35 minutos, o que fez com que a galera ficasse sem metrô pra voltar pra casa, porque já tinha fechado.

Biagioni

Maroon 5 no Pop Rock

MANDOU MAL MANDOU MAL

FOTOS: INACIO TEIXEIRA/DIVULGAÇÃO E FRED DUFOUR /AFP PHOTO

A praia do Cassino, na cidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, está no Guinness como a maior praia do mundo. São 220 km de extensão. Pra quem gosta de caminhar à beira mar é uma boa pedida, hein?

Tanto os jogos quanto os consoles de videogames passam por um momento estranho no mercado americano. O crescimento das vendas de agosto, pela primeira vez em mais de dois anos, não passou os 10%. O motivo é o alto preço da brincadeira.

Neste sábado, às 22h, tem Ana Carolina lá no Chevrolet Hall. Os ingressos vão de R$ 40 a R$ 140 e a censura é 16 anos. E pode ir contando os dias porque, na noite de 4 de outubro, Seu Jorge também aparece em BH.

Sambarock

Você consegue imaginar Amy Winehouse, Beatles ou mesmo Fergie em versão sambarock? É o que o músico gaúcho Thiago Corrêa anda tentando fazer. Entre aí no thiagoreclame.blogspot.com e confira. Tem até uma mistura bem bacana em cima da musiquinha dos Simpsons.

O Ragga Drops tem uma nova sessão. O Eu leitor é o lugar onde nossos leitores podem publicar o que quiserem! Está insatisfeito com alguma coisa e quer se manifestar?

Manda!

Gosta de alguém e quer, literalmente, publicar no jornal?

Manda!

Desenha bem e quer divulgar seu trabalho?

Manda!

Escreve poesias e quer que todo mundo leia?

Então manda!

O Eu Leitor é assim: o espaço é seu e você publica o que quiser! Pra isso, basta mandar um e-mail pra raggadrops@hotmail.com com seu nome completo, idade, cidade e, claro, o que você quer divulgar. Demorou, né? Manda o seu! A Nana já começou:

Oiê PeSsOaL...

UmA DeClArAeM SS A lIc B Pu cS qUeRiA Q V çãO Pra mIm... iZaDe e tO bAcAnA a aM uI M hO aC Eu é QuE iGa bÁrbAra... AMO MiNHa aM CiAl PrA mIm... eLa É SuPeREsPe rRuBaR a e QuEreNdO dE T eN G M te e SÓ qU ... uém noSsA AmIzAdE sAiBa QuE NinG rCea eL uE Q ro uE SsA pA mas eu Q a dErRuBaR a no é tÃo FoRTe pR aMiZaDe de VeRdaDEe Não RiA, PoRqUe é aCAba NuNCa: MiGAh.. Ti lOvE... ... brIgAdO RaGgA cUrTO DE S As edIcões E dA tO O nH tE Eu AL... MontÃO o JOrN

FOTOS: KEITH BEDFORD/REUTERS, MARIANA JORGE/DIVULGAÇÃO E DIVULGAÇÂO

Praia brasileira


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

NA POWER CLUB SUB17

Galera

Lucas Rigueira (13) e Gabriel Perilo (13)

Gabriela Resende (15) e Leticia Mesquita (14) Erick Henrique (16) e Victor Alves (15)

Galera

ano Aula do professor Ailton Matos, 2º pos, da Escola Estadual Francisco Came-mail de Dores do Indaiá - via

Renata Leite (12) e ) Gabriela Martins (12

e André Coutinho (16)e-m Ana Elisa (16) - via ail

Rafaella Xavier (13) )e Paula Pampolini (14

Galera

Galera na Festur, em Turmalina - via e-mail

FOTOS: BRUNO SENNA/ESP. EM

manda o seu!


ESTADO DE MINAS

Orkutcídio Cansou deste orkut cruel? Então exclua sua conta! Mas cuidado, a ação é irreversível. Se você quiser, até pode abrir outro depois, mas vai ter que achar todos seus amigos de novo. E vai perder todos os testemunhais. Logo, se for apagar sua conta, salve-os! Agora aprenda a orkuticidar-se:

Estilo: cabelo na sub 17

1. Clique em “início” e

depois, “configurações”. Clique em “ex-

2. cluir minha conta do orkut”.

Uma mensagem

Gabriel Augusto

3. aparece dando

indicações. Mais uma vez, clique em “excluir minha conta do orkut”.

4.

Victor Carvalho

Leonardo Augusto

teste : : VMA

Depois, basta colocar sua senha e tchau. Você estará desvencilhado (a) do vício.

s, mas a rolou no começo do mê bém. s ard Aw ic us M o de O Vi tam hoje. As boas surpresas polêmica continua até Você viu tudo?

1. Qual desnãtaos

Você na galera!

bandas cantou no palco?

a) Rihanna b) Simple Plan c) Paramore

2. Qual desrotathsermsúcasicnatosuo? e chegou pa) Michael Jackson

3. c // 4. a

Fabio Barcelos, de 16 anos, estava na sub17 da Power Club, no último sábado, querendo achar uma gatinha pra dançar com ele. A preferência musical? “Sou antigo no funk”, afirmou. O cara estuda no Colégio Santa Maria e contou que adora sair com os amigos e zuar com a galera.

a) I kissed a girl b) So what c) Lovebug

ao VMA ir o ã n u ço ea m a em u Q . 3 ra abrir a festa? RESPOSTAS: 1. b // 2. c //

FOTOS: BRUNO SENNA/ESP. EM

Jonas B

b) Kanye West c) Britney Spears

4. Quem gadnehmouelhor o prêmio clipe do ano?

a) Britney Spears b) Tokyo Hotel e c) Madonna e Jus tin Timberlak

FOTOS: BRUNO SENNA/ESP. EM

como fazer?

www.raggadrops.com.br

quinta-feira, 18 de setembro de 2008


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

manda o seu!

ESPECIAL ELEIÇÕES

VOCÊ SABIA? POR Thaís Pacheco

Daqui a três domingos você estará em frente a uma urna escolhendo seu candidato. Já se definiu? Pra dar uma relaxada nas conversas sobre o assunto e tentar te ajudar a formar uma base de pensamento acerca de política, vamos liberar umas curiosidades. Se liga:

• Minas Gerais é o segundo maior colégio eleitoral do Brasil, com 13.679.738 eleitores. Em número de eleitores por estado, perde apenas pra São Paulo. • MG tem 77 vagas na assembléia legislativa, 53 na Câmara e uma no Senado. • O Brasil tem mais de 125 milhões de eleitores. • A primeira senadora negra do Brasil foi a baiana Laélia Contreiras Angra de Alcântara, empossada devido à morte do senador do qual era suplente, pelo estado do Acre, em 1982. • Umas das candidatas à prefeitura de Porto Alegre nestas eleições é Manuela d’Ávila, de 27 anos. Ela foi vereadora pelo município quando tinha 23. Depois, foi eleita deputada federal com a maior votação da história do estado do Rio Grande do Sul: 271.939 votos

• Aqui para os lados do Ocidente, onde a ditadura não é lá muito bem-vinda, o cara que passou mais tempo no poder foi o rei Luís XIV, da França, que não largou o trono por 72 anos. Aliás, só saiu porque morreu. • No Brasil, quem ficou mais tempo no poder foi o presidente Getúlio Vargas, entre um e outro mandato, somou 18 anos e sete meses na presidência. • O atual prefeito do Rio de Janeiro, César Maia, é o candidato que teve a pior avaliação dos eleitores entre líderes de oito capitais: Curitiba, Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Porto Alegre, São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro. A pesquisa é do Datafolha e mostra que 40% dos cariocas acham o cara péssimo, enquanto 26% o consideram ótimo.

• No dia 5 de outubro, o horário da eleição é das 8h às 17h. Não se esqueça.


ESTADO DE MINAS

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

www.raggadrops.com.br

POR Thaís Pacheco

HIP HOP DE MINAS: Do Alto Vera Cruz direto pro seu radinho, o rapper mineiro Renegado apresenta seu primeiro trabalho solo, Do Oiapoque a Nova York

Aos 26 anos, Renegado já fez e aconteceu. E ainda quer mais. Músico há 10 anos, o cara ultrapassa as barreiras da rima e se apresenta como compositor, cantor e toca violão, guitarra e teclado. Além disso, é presidente da ONG Negros da Unidade Consciente, o NUC, que oferece oficinas e formação cultural, ensinando, por exemplo, música, canto, percussão, DJ, produção de música eletrônica, cenografia, iluminação e teatro. O NUC também é um grupo de rap que já se apresentou em vários países da América do Sul, África e em Cuba, alguns dos lugares onde Renegado foi buscar influências. Foi aí que começou nosso papo sobre seu novo trabalho, Do Oiapoque a Nova York. A divulgação do seu CD diz que você busca identidade em vários lugares: casa, rua, morro, grandes cidades, mundo. Como é isso? A música, a partir do rap, mas de uma forma geral, me possibilitou ter acesso, tá ligado? Circular por aí. Antes eu fazia música dentro do meu barraco, depois para os caras do meu beco, então pra minha comunidade e, com isso, ela foi quebrando as fronteiras imaginárias que a gente tem. Quem falou que tenho que fazer música só para o morro? Quem disse que ali tem uma fronteira? Tô aqui é pra quebrar fronteiras.

Mas alguém disse que elas existem? A história impôs, né? Desde a época da colonização do país tem uma cultura do opressor predominante. A gente está aqui pra quebrar esses estigmas. Não tem fronteira que divide o morro e o asfalto. Ela é imaginária. Quando estou dentro do ônibus, indo pra minha casa, não vejo uma cerquinha e uma placa avisando “aqui é o Alto Vera Cruz” e “aqui é o asfalto”. Por onde passo, sou influenciado. Quando vou para o asfalto e vejo uma banda de rock, ou de reggae, isso me contagia. Quando fui pra Cuba ou Venezuela conheci outros ritmos, outras coisas que também influenciam esse trabalho. Você ouve esse meu disco e repara “opa, tem uma coisa mais latinona aqui”. Como organiza esse monte de influências? Dentro do trabalho, o rap é a linha central, mas os outros ritmos sempre influenciaram, desde que me entendo por gente. Meu primeiro contato com black music foi ouvindo Tim Maia. Depois tive acesso a outras coisas, como James Brown. Aí, conheci Bob Marley... Não fico pensando como vou organizar esse trabalho. Penso em guiá-lo com verdade. Meu trabalho, acima de tudo, traz o que acredito. A forma de organizar essas influências é ser verdadeiro. Então, o disco tem a ver com o que você está a fim agora? Total. Ele reflete totalmente a minha personalidade hoje. O que penso e acho de possibilidade musical, o que acho que tem a ver com o que vivo, hoje, na minha comunidade e, quando venho para o asfalto, ele diz também. Esse disco é a minha verdade. O fato de você tocar instrumentos te faz sair de um lugar comum no rap... No Brasil tem esse estigma de que o rapper tem que ser o cara que precisa ser tosco no fazer artístico. Chega lá e não toca um instrumento, não se preocupa com afinação... Mas acho que esse é um caminho que já é ultrapassado. Tem que tocar! Os caras que tenho como referência, todos passaram por escola de arte: Tupac, Notorious B.I.G, grandes produtores da atualidade como Timbaland e Farrell, todos tocam. Essa história de não saber tocar é mais uma que inventaram. Eu estou meio nessa onda hoje: meio subversivo. Se o cara falar que não pode descer ali, não pode quebrar fronteira, eu vou. Só pra ver o que dá.

A melhor parte dessa história é o que CD está à venda por R$ 5. Lançado pelo selo A Rebeldia, do próprio Renegado, Do Oiapoque a Nova York já está disponível nas periferias das principais capitais do país. Isso mesmo, só em camelôs e lojas das periferias. Mas quem quiser também pode ouvir, na faixa, no site arebeldia.com.br e no myspace.com/arebeldia. De samba a ritmos cubanos, e com participações que Renegado considera muito especiais: o produtor Daniel Ganjaman, Julia Ribas, Aline Calixto, Max Bo, Funk Buia do Z’África Brasil, Meninas de Sinhá, Cubanito e Alai, a produção de primeira merece atenção, como diz a frase da faixa título, é bem provável que “do Oiapoque a Nova York vagabundo vai ouvir falar”.

BRUNO SENNA/ESP. EM

TEORIA DA SUBVERSÃO

Ragga Drops #30  

Sideral com novo show, nova onde e uma conversa com o Ragga Drops.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you