Page 1

>> quinta-feira, 16 de junho de 2011

raggadrops.com.br FOTO: BRUNO SENNA/ESP. EM

MSN >> raggadrops@hotmail.com

Ana Cristina e Gabriela, ambas de 19 anos, se apaixonaram pela Nova Zelândia

INTERCAMBIO Depois de passar meses conhecendo um país, jovens sofrem com choque cultural ao voltar para casa. págs. 4 e 5

Profissao Você quer ser um piloto de teste? pág. 7

Sexo! Desvendamos os mitos da pílula anticoncepcional pág. 7

Series Conhe a os seriados que chegam nesta midseason pág. 8


(31) 3225-4400

POR Izabella Figueiredo

Começa um dos maiores rodeios do estado: o Pedro Leopoldo Rodeio Show. São cinco dias de atrações que prometem agradar aos amantes da música sertaneja. Para começar com o pé direito, Fernando & Sorocaba, intérpretes de sucessos como Teus segredos e Madri. Quarta, a partir das 20h Parque de exposições de Pedro Leopoldo Info: pedroleopoldorodeioshow.com.br

Bebidas, comidas típicas, quadrilha e música eletrônica neste sábado, no Centro Hípico Chevals. Quem comanda a festa são as duplas Diogo e Danilo, Rick e Ricardo e o DJ de forró Alez. Como nem só de tradição vive uma festa junina, o DJ Yoshi também assume as picapes com muito house. Sábado, a partir das 17h // Centro Hípico Chevals Info: juninachevals.com.br

LABUTA INSANA Um dos maiores indicativos do sucesso da série de festas Insanidade é a rapidez com que os ingressos se esgotam. As festas temáticas estão atraindo cada vez mais gente e, desta vez, o tema é Trabalho, ou melhor: Labuta Insana. Na programação, “bandas e DJs insanos”. Sexta, 22h Mix Garden Info: on.fb.me/casainsana

isabeli fontana/divulgação

ARRAIÁ NO CENTRO HÍPICO

Fernando e Sorocaba/Som Livre Divulgação

SEGURA, PEÃO!

Eugênio Gurgel/esp.em

Ragga agência de comunicação integrada

POR Ricardo Tokumoto

Bruno Soares/rick e ricardo/Divulgação

Twitter: @raggadrops

DIRETOR GERAL Lucas Fonda . DIRETOR DE MARKETING E PROJETOS ESPECIAIS Bruno Dib . DIRETOR FINANCEIRO J. Antônio Toledo Pinto . GERENTE DE COMERCIALIZAÇÃO E MARKETING Rodrigo Fonseca . EDITORA Flávia Denise de Magalhães . JORNALISMO Sabrina Abreu e Bruno Mateus . ESTAGIÁRIOS DE JORNALISMO Diego Suriadakis e Izabella Figueiredo . DESIGN Marina Teixeira, Anne Pattrice e Bruno Teodoro . FOTÓGRAFOS Bruno Senna, Carlos Hauck e Ana Slika . NÚCLEO WEB estagiários Lucas Oliveira e Damiany Coelho . ARTICULISTA Lucas Machado. COLABORADORES Glauco Bertú, Ricardo Tokumoto e Tomaz de Alvarenga

raggadrops@hotmail.com

ESTADO DE MINAS >> quinta-feira, 16 de junho de 2011

MODA E MÚSICA Belo Horizonte receberá pela segunda vez o evento de beleza, moda e música que passa por 12 capitais brasileiras em 2011. Neste ano, a atração musical é a banda Capital Inicial, que serve de trilha sonora para desfile de tops como Isabeli Fontana, Renata Kuerten, Izabel Goulart e Ana Beatriz Barros. Sábado, a partir das 23h / / Arena Chevrolet Hall // Info: monangedreamfashiontour.com.br


raggadrops.com.br MANDA O SEU

Confira estas e outras fotos de quem estava lรก: raggadrops.com.br FOTOS: MATHEUS TROPIA

Festa Junina Magnum

.....................Ana Luiza (17), Vivian Andrade (17) e Lauren Antunes (17) .................Andre Borges (17), Leticia Mazoni (17) e Guilherme Victor (17) ................................................Giulia Rolim (17) e Marina Leticia (17)

.............Karina Azevedo (15), Isadora Lima (13) e Maria Teresa (14)

..................................................Larissa Murta (14) e Gabriela Miranda (14) .........................................................Laura Martins (17) e Mariana Brito (17)

Nicholas Vita (17), Guilherme Porto (16) e Matheus Neder (14) ........................................Pedro Henrique (17) e Daniel Pomp (17) ........................................................................Rafaella Valeska (16) e Joรฃo Carlos (17)

.........................................................Raissa Costa (17) e Manuela Galupo (17) ................................................................................... Ruan Fernandes (17) ........... Tainara de Souza (17), Flavia Lima (17) e Mariana Martins (17)


ESTADO DE MINAS >> quinta-feira, 16 de junho de 2011

De volta p

Estranhar o próprio país depois de fazer int uma chatice. Todo mundo só falava disso e eu não conseguia me desligar da Suíça. Fiquei meio deprê”, confessa. Tatiana estava sofrendo do chamado choque cultural reverso. Choque cultural reverso é aquele baque que se toma ao retornar ao país de origem após ter morado por um tempo em terras longínquas. O cansaço da viagem, as festas de despedida lá fora e as de boas-vindas aqui, a ansiedade de retornar, a saudade da família e amigos que se deixa pra trás, o medo de nunca mais revê-los. O estranhamento é tão grande que existem casos em que essa fase de readaptação ao país de origem é mais complicada do que a de adequação ao país estrangeiro. SUPERANDO O CHOQUE

Tatiana Guimarães, de 19 anos, levava uma vida legal no Brasil, mas sentia que uma experiência diferente poderia ser positiva. “Além de aprender uma segunda língua com fluência, queria conhecer o mundo e me conhecer melhor também. Estudei no mesmo colégio desde os 3 anos, então é difícil ver muito além daquilo. Se eu saísse da ‘bolha’, poderia me entender melhor, fora da zona de influência dos meus pais, colegas e amigos”, conta. Assim, Tati resolveu fazer intercâmbio e foi parar em Basel, na Suíça. Chegando lá, a adaptação de Tatiana superou suas expectativas. A cidade era “um polo cultural”. Amante das artes, a garota se apaixonou de vez pela cidade do Noroeste da Suíça. “Esperava o clichê das pessoas frias, mas a liberdade de ir e

vir, segurança, pessoas legais, lugares fantásticos e comidas deliciosas faziam de Basel um paraíso.” Rapidamente os meses passaram e vivendo como uma suíça legítima a hora do regresso de Tatiana foi dolorosa. “Só fui me dar conta que ia embora de verdade dois dias antes de voltar. Não conseguia parar de chorar. Doeu muito”, conta. ENCARANDO O VESTIBULAR Além de deixar a família hospedeira e vários amigos do outro lado do mundo, Tatiana voltou ao Brasil bem a tempo de passar uma das épocas mais temidas pelos estudantes: a preparação para o vestibular. “Achei a maratona escola-casa-escola-casa, mais os preparativos pro vestibular,

As gêmeas Ana Cristina e Gabriela Ladeira, de 19 anos, sempre foram acostumadas a fazer tudo juntas, e com o intercâmbio não poderia ser diferente. Após uma pesquisa minuciosa, as irmãs optaram pela Nova Zelândia. “Nos apaixonamos porque é um país rico em esportes radicais”, dizem. Um semestre fora rendeu muitas amizades que deixaram saudade, mas, ao voltar ao Brasil, as meninas se desesperaram quando descobriram que haviam deixado a vida boa de intercambista para trás. As irmãs tentaram minimizar o choque focando na vida que as esperava por aqui. No caso delas, o vestibular acabou sendo motivador para que elas se readaptassem à velha rotina de estudos e, consequentemente, à vida que levavam antes do intercâmbio. A saudade existia, mas os estudos se transformaram em prioridade. “Para recuperar os seis meses perdidos foi necessário muito esforço da nossa parte. E, felizmente, conseguimos. Sabíamos que iríamos ganhar bastante conhecimento com a viagem, mas teríamos que nos empenhar para ser aprovadas quando retornássemos”, declaram.


raggadrops.com.br

para casa

tercâmbio é mais comum do que se imagina

Apesar de conseguir superar o choque cultural, muitos intercambistas mantêm hábitos adquiridos no exterior. • Usar expressões típicas de outro país: whatever (que seja), desolée (só lamento) e awesome (maravilhoso), como Samia Costa, Lorena Oliveira e Marcela Gontijo, que foram para os EUA, França e Canadá, respectivamente.

Para a psicóloga Andréa Tavares, Gabriela e Ana Cristina agiram de forma certa, já que “minimizaram o choque cultural reverso, focando no que as esperava no Brasil”. Para ela, “todo ex-intercambista deve buscar a oportunidade de ver a vida com novos olhos, já que provavelmente desenvolveu novas atitudes, hábitos, crenças e metas. “É bom usar essa experiência para ver a vida de forma mais objetiva e tomar decisões cada vez melhores. O importante é integrar os bons aspectos de ambas as experiências e minimizar o choque cultural reverso”, explica. AJUDA DE QUEM ENTENDE Tatiana só conseguiu superar o choque cultural reverso ao passar no temido vestibular, quando ela pôde se livrar da pressão dos estudos e

reinventar sua rotina. A garota também enfatiza a importância da ajuda de outros ex-intercambistas recém-chegados. “Eles me ajudaram muito porque sabiam pelo que eu estava passando”, diz. Hoje, a universitária relembra com saudade seus momentos fora de casa, mas da forma mais saudável possível, tentando incorporar à sua rotina brasileira o que aprendeu em seu tempo de estudante estrangeira. “Faço sempre comidas típicas da Suíça e aprendi a caminhar mais. Lá, nada era tão distante que não pudesse ir a pé. Implantei esse hábito no meu dia a dia”, diz. Gabriela e Ana Cristina também são exemplos de quem conseguiu tirar o máximo do tempo como intercambistas. “Ficamos mais participativas nas atividades da casa. No intercâmbio você deve lidar com sua roupa de cama suja, com suas roupas sujas, ajudar com a louça e até cozinhar o jantar. Nossa mãe brasileira adorou”, comentam.

• Adquirir um gosto por alimentos estrangeiros. Os campeões: café expresso e manteiga de amendoim. • O vestuário também ganha uma repaginada depois de um tempo fora. Gabriel Costa, que morou na Bélgica, não vê a hora de o inverno chegar para usar um dos cachecóis adquiridos por lá. • O gosto musical também muda. Rafael Andrade não deixou de gostar de rock quando morou nos EUA, mas aprendeu a admirar a cultura hip-hop.


ESTADO DE MINAS >> quinta-feira, 16 de junho de 2011

Arctic Monkeys/Divulgação

POR Tomaz de Alvarenga

@joaorenatofaria Parece até mentira, mas acredite! Teve uma época que o cinema brasileiro era feito com investimentos privados e não com dinheiro público! @GaGuerreiro Se você não se veste como mendigo dentro de casa neste frio, nem dá RT! @DiitaCuja Adoro perguntas significativas como ‘’você gosta de música?’’.

arctic monkeys .com

@kikabrandao A caminho da terapia, pensando seriamente em parar o carro em um estacionamento e dormir mais 4 horas.

NOVOS E BONS MACACOS Muitas bandas fazem o mesmo som durante toda a carreira e são aplaudidas – apesar de não arriscarem. Um exemplo é o AC/DC. Já outras têm todos os méritos por sempre estar em mutação, como o Radiohead. Os ingleses do Arctic Monkeys saíram do primeiro para o segundo grupo. Faziam um som que rapidamente caía no gosto da juventude com seu rock básico. Em três discos, acumularam algumas boas faixas, apesar da mediocridade. Isso até a chegada de Suck it and see, lançado semana passada.

@HugoGloss BOM DIA vc q vai em barzinho c/ a galera! Saia antes do fim! Conta de bar sempre sobra p/ o + bêbado! Preserve seu fígado e seu bolso! O novo álbum intensifica a influência de Josh Homme (Queens of the Stone Age) sobre a banda. Trabalhando com o Arctic Monkeys desde o álbum anterior, sua participação no novo trabalho é sutil. Ecos de stoner rock são facilmente encontrados em Don’t sit down ‘cause I’ve moved your chair, Library pictures e All my own stunt. Uma banda mais madura que resgata o pop dos anos 1960 se apresenta em Brick by brick, Reckless serenade, The hellcat spangled shalalala e Piledriver waltz. É o melhor álbum deles e tomara que continuem inovando.

@SarahShoeMe Pessoa te convida pra trocentos mil aplicativos, testes, brincadeiras e joguinhos no facebook – faz a gente questionar a amizade. @CARPINEJAR Nunca tenho tempo de me passar a limpo, já capricho no rascunho. @FaloMalMasFalo “Antes só do que mal acompanhada” = frase de biscate que ninguém quer nada sério. @SoRealidade #Promoção: Pague minhas contas, resolva meus problemas. E ganhe inteiramente grátis o direito de falar da minha vida. @aluno_vs_prof Na frase: “Fulano foi mal em todas as provas”. Onde está o sujeito?! Na internet com certeza!

POR Glauco Bertú

bit.ly/DogDriver >> Cachorro motorista! Hein? bit.ly/DarthDisney >> Darth Vader foi dar um passeio na Disney. bit.ly/ChavesWii >> Chaves (aquele mesmo, da Vila) vai ganhar jogo pra Wii.

inovações em relação a seu antecessor, como um segundo stick analógico, acelerômetros, sensibilidade a toque, câmeras na frente e atrás e acesso a rede 3G. Tudo indica que os jogos do Vita seguirão a linha mais hardcore, dedicada para gamers, mas títulos casuais como Little big planet e Mod nationrRacers já foram confirmados. Até o fechamento desta edição não haviam sido divulgados os detalhes sobre o lançamento, mas sabe-se que será ainda este ano, e que custará de US$ 250 a US$ 300.

bit.ly/GuitarBaby >> Conheça o magnífico Guitar Baby. IMAGENS: REPRODUÇÃO DA INTERNET

A edição 2011 da E3, uma das maiores feiras de jogos do mundo, ocorreu na semana passada e, como era de se esperar, trouxe um bocado de novidades. Os grandes destaques foram o novo console da Nintendo, do qual já falamos por aqui, que deixou o nome Project Café de lado e foi batizado de Wii U, e o novo portátil da Sony, o PS Vita. O novo console da Sony foi projetado para substituir o atual PSP e impressionou muita gente na sua primeira aparição em terras ocidentais durante a E3. Ele não só conta com um hardware quase tão potente quanto o do PS3, traz

divulgação

PS Vita

POR Ricardo Lima

bit.ly/Silhuetas >> Você consegue identificar os personagens só pela sombra? bit.ly/JoystickViolao >> Um joystick, um violão, uma música.

tudoemgeral.blog.br // @tudoemgeral


raggadrops.com.br MANDA O SEU

Ser um piloto de teste é mais do que amar dirigir carros. Segundo Luis Guilherme Gozanni, piloto de desenvolvimento da Ford do Brasil, a pista é “a parte mais gostosa do trabalho”, mas ela somente ocupa 10% do seu tempo. O resto é passado dentro do laboratório, desenvol-

POR Claudia Marques – Psicóloga/Sexóloga – (31) 3225-0370

Mitos da pílula A pílula anticoncepcional está presente no dia a dia de milhões de mulheres desde os anos 60, mas ainda há mitos e incertezas cercando o medicamento. A pílula é um método contraceptivo à base de hormônios (estrógenos e progestogênio nas pílulas combinadas e só de progestogênio nas minipílulas). Ela impede a ovulação e produz uma alteração no muco cervical, evitando assim a gravidez. A maior parte das dúvidas que recebemos sobre pílulas estão divididas em três categorias: efeitos colaterais, efeitos adversos e o modo de uso — ou o temido esquecimento. Dor de cabeça, inchaço, inibição da libido, ter espinha ou engordar, por exemplo, são possíveis efeitos colaterais que podem aparecer dependendo de cada pessoa. Outra preocupação com a pílula é se ela pode provocar câncer, problemas cardiovasculares e trombose, que estão relacionados aos critérios de elegibilidade, que podem ocorrer dependendo da história de cada uma e da orientação médica para o uso. Quando o médico determina a possibilidade de um desses efeitos adversos, ele pode receitar o uso de outro método contraceptivo. No caso do esquecimento do uso, as seguintes recomendações são necessárias: esqueceu de tomar a pílula do dia anterior, deve-se tomar a pílula esquecida imediatamente e continuar o uso, mesmo que isso signifique tomar duas pílulas no mesmo dia. Se você se esqueceu de tomar a pílula por dois dias e não teve relações sexuais, tome as duas pílulas e continue a cartela até o fim e use a camisinha — ou não tenha relações sexuais — até o fim da cartela. Se você se esqueceu por três dias (ou mais), deve jogar fora a cartela e esperar a menstruação utilizando a camisinha — ou evitando a relação sexual. Recomeçar a nova cartela no primeiro dia da menstruação. É muito importante consultar a(o) ginecologista para que sejam esclarecidas as dúvidas e dadas as orientações necessárias para o uso da pílula anticoncepcional.

Dor de cabeça, inchaço, inibição da libido, ter espinha ou engordar são possíveis efeitos colaterais

porta na “vida real”. Já quem vigia o desenvolvimento, como Luis, é um engenheiro. Ele observa a dinâmica veicular, pneus, estabilidade e o nível de conforto. Para se transformar em um piloto de desenvolvimento é preciso ser formado em engenharia mecânica ou de produto e fazer um curso de especialização, que não é oferecido no Brasil. Quem entrar na profissão pode trabalhar para uma fábrica de pneus, para uma revista especializada ou para uma montadora de automóveis.

POR Flávia Denise de Magalhães dzai.com.br/blog/livrolivre

@bloglivrolivre

O Herói Perdido Quando a série Percy Jackson e os olimpianos chegou ao fim com o livro O último olimpiano, não teve quem não ficasse feliz pela vitória de Percy, mas foi triste saber que nunca mais veríamos o acampamento meio sangue, onde Percy, Anabelle e outros semi deuses passam seus verões treinando habilidades com a espada, grego antigo e poderes sobrenaturais. Felizmente, Rick Riordan também sentiu falta do acampamento e acaba de lançar uma série no Brasil, Os heróis do Olimpo. A série começa com O herói perdido e conta a história de Jason, filho de Zeus, que chega ao acampamento meio sangue sem memória. Apesar de saber usar seus poderes como se tivesse passado por um treinamento rigoroso, ninguém nunca o viu antes e todos começam a suspeitar quais são as origens do semi deus que chama seu pai pelo nome romano, Júpiter. Além de não se lembrar de nada da sua vida, Jason descobre que há uma profecia que determina que ele, Pipper (filha de Afrodite) e Leo (filho de Hefesto) são os únicos que podem descobrir o paradeiro de Zeus e impedir que o Caos tome conta do mundo. Intrínseca | 432 páginas | R$

39,90

REPRODUÇÃO

REPRODUÇÃO DA INTERNET 13/7/11

Piloto de teste

vendo peças, avaliando o desempenho observado. Uma profissão pra quem é apaixonado por carro desde pequeno e mais ainda para quem gostava de desmontar e montar os carrinhos – mesmo sem conseguir encaixar tudo de volta no lugar. Existem dois tipos de pilotos de teste: os que monitoram a durabilidade – os mais comuns – e os que observam o desenvolvimento do carro. Quem cuida da durabilidade tem que rodar o carro na rua, observando como ele se com-


ESTADO DE MINAS >> quinta-feira, 16 de junho de 2011

raggadrops.com.br

Novas séries POR Flávia Denise de Magalhães

Conheça os programas que estreiam nesta midseason!

Uma das grandes maravilhas modernas é que na época das férias de verão nos EUA os fanáticos por séries, que sempre ficaram alguns meses assistindo a reprises, procurando dicas de livros e vendo os filmes novos da locadora, tiveram suas preces atendidas. Enquanto as equipes das séries de maior audiência saem de férias, as redes americanas aproveitam para testar novos programas e novas ideias. Confira os mais promissores abaixo.

divulgação

Switched at birth

Falling skies Se você fica animado toda vez que descobre que Steven Spielberg vai lançar um filme, se prepare para esta série. Depois de uma invasão alienígena, um grupo de sobreviventes se une para lutar contra os seres extraterrestres. Conhecidos como 2nd Mass, eles têm um professor de história como líder e aplicam táticas militares da história americana para impedir que a raça humana seja completamente exterminada.

divulgação

Quando Bay Kennish, uma adolescente estudiosa que gosta de artes, faz um teste de tipo sanguíneo no laboratório da escola, descobre que nenhuma combinação genética permitiria que seus pais fossem biológicos. Depois de muita discussão e um exame de DNA, os pais descobrem que Bay foi trocada na maternidade e que Daphne, uma adolescente atlética que ficou surda durante a infância, é sua verdadeira filha. Como a mãe de Daphne está passando por dificuldades financeiras, a rica família Kennish convida sua filha biológica e a mãe de sua filha de criação para morar em sua casa. Se não fosse uma série, tinha que ser um filme.

divulgação

The lying game

Teen wolf A série produzida pela MTV americana é baseada no filme de mesmo nome estrelado por Michael J. Fox em 1985. Scott McCall é um adolescente que curte jogar lacrosse e tem uma vida normal até que ele é atacado por um lobisomem. Ele escapa, mas a mordida do ser mitológico o transforma em membro da irmandade Jacob Black. A história é um pouco diferente do filme, que faturou mais de US$ 30 milhões nos EUA. O personagem de Michael J. Fox herda seu lado peludo dos pais e usa seus poderes para ser uma estrela no basquete estudantil. Agora é esperar e torcer para que Fox faça uma aparição especial.

MTV/divulgação

Se você curte Pretty little liars e só está lendo este texto porque achou os nomes parecidos, vai gostar de The lying game. A série é inspirada no livro de mesmo nome de Sara Shepard, a autora da série Pretty little liars. As coincidências, porém, terminam aqui. The lying game tem uma história parecida com O príncipe e o mendigo. Emma mora em um orfanato quando conhece Sutton, sua irmã gêmea, que foi adotada por uma família rica e oferece trocar de lugar com a garota por alguns dias. A irmã órfã topa, mas Sutton não retorna e Emma tem que decidir se vai continuar enganando os pais adotivos ou se conta tudo e procura pela irmã.


Ragga Drops #173  

Depois de passar meses conheçendo outro país,jovens sofrem com o choque cultural ao voltar para casa.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you