Page 1

>> quinta-feira, 8 de julho de 2010

raggadrops.com.br MSN >> raggadrops@hotmail.com

CARLOS HAUCK/ESP. EM

Prêmio Jornal na Escola >> Single Parents >> Eminem >> Colírio mineiro

Tente acompanhar o ritmo da cantora, que já é sucesso Páginas 4 e 5


Ragga agência de comunicação integrada

CHEIA DE ALEGRIA GAROTO ESPERTO

Leio o jornal toda semana... trabalho na impressão e sempre leio tudo antes... não perco uma semana... hehehe @matheuscampelo1, via Twitter Aproveitando o trabalho pra ler antes de todo mundo né, Matheus? Tá certo!

E aí, todos da redação do Ragga Drops, que todas as quintas-feiras deixa o meu dia e o meu fim de semana cheios de alegria, felicidades! Beijos para vocês! Letícia Vieira (12), de Contagem, pelo MSN E demonstrações como a sua também nos deixam cheios de felicidade!

FÃ CARIOCA

E aí, pessoal! Moro no Rio de Janeiro e acompanho sempre o Ragga Drops pela internet. Vocês estão de parabéns! Igor Julio Coutinho (14), do Rio de Janeiro, pelo MSN Bacana, Igor! Quando vier a Belo Horizonte vem fazer uma visita pra gente! O que você está achando do Ragga Drops? Não quer sugerir alguma matéria pra gente? Escreva! Nosso e-mail é raggadrops@hotmail.com

A sogra de Francisco morreu. Um amigo perguntou: — O que fazemos? Enterramos ou cremamos? — As duas coisas. Não podemos facilitar! Por que a loira colocou fogo na televisão? Porque ela queria assistir Tela quente. O que seis carbonos de mãos dadas estão fazendo com seis hidrogênios na igreja? Benzeno. A loira arranjou um emprego de manobrista num restaurante. Logo chega o primeiro cliente para retirar o carro: — O Celta preto – diz ele, entregando-lhe o tíquete. — É mesmo! Acho que vai chover!

POR Sabrina Abreu

Arte cidadã CONHEÇA UM POUQUINHO DA ADOLESCENTE QUE SE INSPIROU NA CIDADANIA E GANHOU O CONCURSO DE CHARGE EM CONTAGEM Entre os meses de março e maio, os alunos da rede municipal de educação de Contagem se mobilizaram para criar trabalhos que iam de um desenho – para os pequenos da educação infantil – até charges – para estudantes do terceiro ciclo do ensino fundamental, sempre inspirados em temas ligados à cidadania. Foi nessa categoria que Raiane Mariana Carneiro Araújo, de 14 anos, aluna da E. M. Josefina de Souza Lima, concorreu. E ganhou, com um desenho que chama a atenção para o problema da violência dentro das escolas. Por conseguir o primeiro lugar retratando com originalidade o assunto central de sua série, “Cidadania: realidade ou ilusão?”, ela ganhou um computador, um ano de assinatura do Portal Uai e do jornal Estado de Minas, além de um diploma de participação. Nada mal para quem diz que “desenhar sempre foi um hobby”. Ah, a última parte da premiação do vencedor era ter seu trabalho publicado no jornal. E eis a charge aqui ao lado. Melhor: no caderno preferido dela: “Adoro o Ragga Drops, porque é como se um jovem conversasse com a gente”. Valeu, Raiane!

Parceria entre o jornal Estado de Minas e a Secretaria de Educação e Cultura de Contagem Vencedores da categoria charge >> 3º ciclo do ensino fundamental: • Primeiro lugar: Raiane Mariana Carneiro Araújo, aluna da professora Marilene Rocha, E. M. Josefina de Souza Lima • Segundo lugar: Francielle Ohanna A. Xavier, aluna da professora Renata Leite L. Leão, E. M. Machado de Assis • Terceiro lugar: Reinaldo F. Maia Damasceno, aluno da professora Cláudia Lopes Pereira, E. M. Virgílio de Melo Franco

MARIA TEREZA CORREIA/EM/D.A PRESS

(31) 3225-4400

DIRETOR GERAL Lucas Fonda . DIRETOR DE MARKETING E PROJETOS ESPECIAIS Bruno Dib . DIRETOR FINANCEIRO J. Antônio Toledo Pinto . GERENTE DE COMERCIALIZAÇÃO E MARKETING Rodrigo Fonseca . JORNALISMO Bernardo Biagioni, Sabrina Abreu, Bruno Mateus, Izabella Figueiredo e Lucas Oliveira DESIGN Marina Teixeira, Anne Pattrice e Isabela Daguer . FOTÓGRAFOS Bruno Senna e Carlos Hauck . ARTICULISTA Lucas Machado COLABORADORES Pílula Pop (pilulapop.com.br), Tomaz de Alvarenga, Júlia Andrade e Marcella Brafman

Twitter: @raggadrops raggadrops@hotmail.com

ESTADO DE MINAS >> quinta-feira, 8 de julho de 2010


raggadrops.com.br MANDA O SEU

FOTOS: ANA SLIKA/ESP. EM

NO SHOW DO JOHN BUTLER TRIO

................................... Isabela Ianni (19) e Joana Bomtempo (18)

........................... Camila Franco (21) e Maria Navarro (20)

....................... Amanda Caldas (18), Arthur Beckert (21) e Fábio Melo (19)

........................................................ Max Ballesteros (20) e Italo Rocha (22)

Pedro Hargreaves (18), Tadeu Muschioni (20) e Bruno Barros (20)

........................... Ana Paula Emídio (21) e Lorena Coscarelli (22)

........................... Lívia Lourenço (20) e Gabriela Freitas (19)

..... Patrícia Antunes (24) e Maria Menezes (19)

................. Ágatha Melo (19) e André Villane (18)

......... Vanessa Botelho (20) e Marina Mendes (20)

............................ André Castro (19) e Henrique Escalda (22)

Heitor Venturini (18), Guilherme Brant (18) e Gustavo Henrique (18)


ESTADO DE MINAS >> quinta-feira, 8 de julho de 2010

NO RITMO D A CARREIRA E OS PLANOS DA CANTORA TEEN Enquanto Luciana caminha, dá pra ouvir de longe o barulho do salto das botas que deixam a menina de 1,73m ainda mais alta. O cabelo repicado e com mechas louras está escovado e esvoaçante; a maquiagem no rosto é estratégica e destaca o par de olhos azuis herdados do pai. De jaqueta e calça jeans, ela emana uma atitude meio princesinha rocker, de quem, de repente, vai sacar uma guitarra e começar a tocar. Pensando bem, ela não é a Luciana. É Lu Alone. Diferentemente do que muitos pensam, Alone é o sobrenome da cantora: “Morro de rir quando as pessoas perguntam se o Alone é porque eu sigo carreira solo ou quando carregam no sotaque americano para pronunciarem meu nome”. Então a menina solta uma gargalhada espontânea e fica mais fácil entender por que seu primeiro videoclipe, Postcard, é Top 10 na MTV e no Multishow e também o motivo de ela ter sido convidada para tantas festas de 15 anos, inclusive

CARLOS HAUCK/ESP. EM

A rotina é pesada, mas acredite, ela gosta!

de meninas de que ela nem sequer sabia o nome. “Você acredita que recebi um convite endereçado a Luiza Alone?”, e gargalha mais uma vez. A carreira de Lu Alone não é algo que tenha acontecido do dia para a noite. Aliás, a opção de mergulhar de vez na rotina pesada de shows, gravações e divulgações partiu dela mesma e bem cedo: “Sempre pedi ao meu pai que me ajudasse a me tornar uma cantora profissional, mas ele achava mais aconselhável ter a música apenas como hobby”. De tanto insistir, Lu acabou ganhando o consentimento da família. Desde que começou a postar vídeos de suas cantorias no YouTube, Lu vem conquistando fãs, encantados com suas interpretações. Mas o grande responsável pela guinada meteórica na carreira da menina foi o reality show homônimo que mostrou durante três semanas a vida da aspirante a estrela. Veiculado pelo canal Multishow, o programa mostrava a fundo a rotina pesada da Lu artista e da Lu estudante. Em 15 episódios de 15 minutos cada, ela mostrou a escola, foi ao boliche, gravou um videoclipe, comemorou um aniversário e até abriu o show da cantora norte-americana Demi Lovato em sua turnê pelo Brasil. Embora não seja pioneira no quesito pop adolescente brasileiro, Lu Alone se difere um pouco de Sandy e Wanessa, precursoras da categoria. Além de não ser filha de sertanejos, a cantora entrou em cena quando as herdeiras já tinham se proclamado artistas maduras. Lu é da geração Disney Channel, legging, blusa de paetês e guitarra a tiracolo. Apesar da semelhança plástica com as estrelas, a cantora confessa não ter gostado quando, há algum tempo, a mídia começou a chamá-la de “Hannah Montana brasileira”. Os fãs de Miley Cyrus (artista e cantora que interpreta Hannah) se revoltaram contra Lu Alone afirmando que ela não conseguiria tomar o lugar da diva. “Jamais quis tomar o lugar dela. Miley é uma artista única, uma inspiração. E eu tenho o meu trabalho”, explica. A comparação com Miley é apenas uma das críticas que Lu Alone tem recebido desde que alcançou notoriedade, mas é justamen-

te a única que já a incomodou. “Cheguei a passar um tempo em Lagoa da Prata, cidade dos meus avós, para me manter longe dos comentários maldosos.” Diante de outras especulações ferinas que classificam a cantora como “fabricada”, ela pouco muda sua expressão. “As pessoas criticam meu trabalho sem ouvi-lo, mas não ligo. O importante é que estou realizando meu sonho.” O primeiro disco de Lu Alone sugere que nem se quisesse ela poderia ser uma garota qualquer. Seria injusto privar Luciana de expandir sua poderosa voz e composições, mesmo que isso acarrete em agenda cheia, falta de tempo para os amigos, ausências na escola e muito cansaço. “Na época da gravação do clipe, estava fazendo tantas coisas ao mesmo tempo que cheguei até a ficar sem voz”, queixa-se fazendo biquinho, deixando transparecer um pouco mais da meiguice que lhe é peculiar. Com tantos compromissos, Lu, que, em agosto, começa o terceiro ano do ensino médio na Fundação Torino, agradece por estar de férias na escola. “Ainda bem que deu para passar em tudo”, comemora. O próximo passo é defender com honra a possibilidade de ser elevada a artista revelação no Prêmio Multishow de Música Brasileira, em relação ao qual a menina jura estar feliz apenas com a indicação. “Esse prêmio é concedido aos artistas que tiveram trabalhos lançados em 2009 e início de 2010, e o meu disco foi lançado no fim de abril. Estar concorrendo já é uma grande satisfação.” Para levar a melhor, a mineira terá que superar os votos dos fãs de Luan Santana e da banda Hori. Premiações à parte, o ano próspero de estreia de Lu Alone está garantido. As canções do primeiro disco parecem ter sido espremidas do diário pessoal da garota e por isso agradam: “Escrevo sobre o que estou sentindo no momento e as pessoas se identificam”. E é impossível não cair na armadilha da menina dos olhos azuis anis que encontra o combustível para seu trabalho na despretensiosa vida de adolescente. Ao que tudo indica, a garota das botas barulhentas está prestes a tomar as rédeas do pop teen brasileiro. E, quando isso acontecer, não vai soltar tão cedo.


raggadrops.com.br

DE LU ALONE ENTRE AMIGOS

As pessoas criticam meu trabalho sem ouvi-lo, mas não ligo. O importante é que estou realizando meu sonho

Olha isso >> Nosso encontro com Lu Alone e seus amigos: www.dzai.com.br/raggadrops/blog/raggadrops Confira a galeria de fotos desta matéria no site raggadrops.com.br

Fãs incondicionais da amiga, Yuri, Clarissa e Camila reclamam um pouco da ausência de Lu em alguns compromissos por estar com a agenda sempre lotada. “Mas a gente entende que ela não pode faltar”, diz Camila. E de uns tempos pra cá as saídas da turma vêm ficado ainda mais divertidas, já que Lu começou a ser reconhecida nas ruas e na escola. “Tem até um grupo de meninas mais novas que ficam seguindo a Lu na escola”, diverte-se Yuri. A turma, que é só sorrisos, só muda de expressão quando um assunto é relembrado: em pouco tempo, todos vão de intercâmbio, menos Lu. “O Multishow que não invente de gravar uma segunda temporada de Lu Alone antes de nós voltarmos”, posicionam-se os futuros intercambistas com muita propriedade sobre a amiga famosa.

Camila, Yuri, Lu e Clarissa: inseparáveis na escola e fora dela FOTOS: ANA SLIKA/ESP. EM

Com certeza, o programa que mostrou a rotina de Lu Alone não seria tão divertido se não fosse a presença de três figuras muito especiais: os amigos Yuri Guerra, de 15 anos, Clarissa Borba, de 16, e Camila Camanzi, de 16. Presentes na vida da garota sempre que possível, a trinca foi responsável por momentos cômicos, reveladores e até um pouco dramáticos, como a briga de Clarissa e Camila em plena festa de aniversário de Lu. “Hoje a gente ri da situação, mas na hora pedi para a produção parar de filmar”, conta Clarissa. Os quatro se conheceram na escola há bastante tempo, mas só conseguiram ficar na mesma sala este ano. “Durante a aula sentamos em grupo e conversamos o tempo todo”, confidencia Lu, sem o mínimo remorso, enquanto os outros riem se lembrando de alguma situação divertida em sala de aula. A falação não para e dá para ter noção do quão difícil deve ser manter o quarteto em silêncio. Assim como a vida de Lu sofreu mudanças desde o lançamento de sua carreira artística, os amigos afirmam que também não saíram ilesos à exposição, já que puderam ser vistos em diversos episódios acompanhando a cantora em vários lugares, inclusive em São Paulo, na gravação do clipe da música Postcard. Foi nessa gravação, inclusive, que Camila teve revelado pelos amigos o nome do garoto de que era a fim. “Para não ser pego de surpresa, acabei tendo que contar para ele antes do reality ir ao ar”, afirma envergonhada.


ESTADO DE MINAS >> quinta-feira, 8 de julho de 2010

RITA APRILE/DIVULGAÇÃO

POR Tomaz de Alvarenga

SIMPLES ASSIM Could you explain?, primeiro EP dos paulistanos do Single Parents, aponta uma direção certa: o exterior. O projeto começou em 2008 com Anderson Lima (baixo) e Fernando Dotta (vocais e guitarra). Apenas quando Fernando retornou da Inglaterra, onde morava, e Rafael Farah (bateria) juntou-se aos dois a banda começou a rodar, mas já mirando o mercado internacional. Nada mais natural para quem canta em inglês rock alternativo, influenciado pelas bandas americanas dos anos 1980 e 90 e também rock inglês. Recentemente, a banda fez cinco shows pelos EUA, nos quais apresentou as faixas Last conversation (evocando Stephen Malkmus), Modern times,

Contradictions e Homesick (que, inclusive, tem ótimo videoclipe e flerta com Valv, histórica banda independente de indie rock nacional). Segundo Fernando, os shows lá fora “foram bem melhores do que o esperado. Encontramos um público mais atento à apresentação das bandas e menos preocupado em aproveitar a noite. Tocamos com excelentes bandas dos EUA e da Europa”. E avisa: “Queremos fazer o máximo de shows que pudermos por todo o Brasil para divulgar nossas novas músicas e o EP. No fim do ano, pretendemos entrar em estúdio para começar a gravar nosso primeiro álbum”. Indie rock bem executado desbrava qualquer fronteira. Simples assim.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Confira entrevista com a banda em raggadrops.com.br

DIVULGAÇÃO

POR Daniel Oliveira >> pilulapop.com.br

DE ACORDO COM O MANUAL No último mês, a americana Jamie Keiles, de 17 anos, usou salto alto e short para ir ao shopping, pintou as unhas de um tom escandaloso que prometia deixá-la feliz e trabalhou firme em penteados elaborados para ir ao trabalho (sim, nos EUA, é comum o pessoal dessa faixa etária trabalhar). Ela morreu de vergonha. Então, você pergunta: se Jamie estava envergonhada, por que aceitou pagar esse mico? Fácil! Porque a revista Seventeen (a bíblia das americanas entre 13 e 19 anos) disse que tudo isso era supercool. Depois de uma análise detalhada, Jamie classificou as páginas da publicação como “recheadas de uma fantasia que é mostrada às leitoras como se fosse verdade”. Foi aí que ela pensou como seria seguir todos os truques e dicas sugeridos pela revista durante um mês. E surgiu o blog The Seventeen magazine project – 30 dias de acordo com o supremo manual das adolescentes. Passagens bem-humoradas como “a Seventeen disse para eu aproveitar um dia de praia e cair na paquera, mas não vai ser possível. A praia que eu vou é frequentada basicamente por judeus de meia-idade” garantem a diversão do leitor, lançando o projeto como uma sábia crítica à mídia dedicada aos jovens e às mulheres. “Vamos parar de subestimar nossa inteligência”, diz Jamie. ARQUIVO PESSOAL

myspace. com/ thesingle parents

POR Izabella Figueiredo, Júlia Andrade e Marcella Brafman

VAMOS FALAR DE SEXO Depois de abordar a violência nas favelas, a pobreza na África e a cegueira da civilização, Fernando Meirelles resolveu falar no seu próximo filme de... sexo. Porque, né, até Deus descansou no sétimo dia. O aclamado diretor brasileiro de Cidade de Deus e Ensaio sobre a cegueira assinou recentemente contrato para dirigir 360, roteiro de Peter Morgan (o mesmo de A rainha e O último rei da Escócia). Inspirada na peça Reigen (Ciranda), do austríaco Arthur Schnitzler, a trama examina a moral sexual entre as camadas

sociais, envolvendo encontros furtivos de pessoas dentro e fora de suas classes. Reigen, que causou polêmica ao ser lançada no início do século 20, já inspirou o filme francês La Ronde, dirigido pelo mestre Max Ophuls, em 1950, além de De olhos bem fechados, o último longa de Stanley Kubrick, com Tom Cruise e Nicole Kidman. Peter Morgan atualizou o texto da peça em 360, que deve ser como um Babel (aquele filme do Alejandro González Iñarritú com o Brad Pitt e a Cate Blanchett) do sexo. Só que melhor, esperamos. E sem separar nenhum casal de megaestrelas hollywoodianas desta vez. O filme ainda não tem elenco nem previsão de estreia.

Já pensou em seguir à risca tudo que uma revista manda? A Jamie fez!

Olha isso >> theseventeenmagazineproject.com


raggadrops.com.br

A volta do rapper branco

MANDA O SEU

FOTOS: MARIO ANZUONI/REUTERS

DEPOIS DE DUAS SEMANAS DO LANÇAMENTO DE RECOVERY, O NOVO ÁLBUM DE EMINEM, NOSSA DROPPER, LARA DIAS, FALA DA TRAJETÓRIA DO ARTISTA E SUAS IMPRESSÕES SOBRE O DISCO

Eminem avisa que está de volta e promete não decepcionar

Eminem chegou causando impacto. Há controvérsias, mas o norte-americano com pouca melanina se destacou por cantar um estilo preferencialmente da cultura negra. Uma missão que exige, no mínimo, atitude e despeito. Foi assim que chegou a ser considerado o embaixador do White Rap e ganhou fãs de várias etnias. Se nos primeiros álbuns ele esbanjava o auge de sua rebeldia, falando de sexo, morte, demônio, xingando até a própria mãe e afirmando que simplesmente não dava a mínima para o que as pessoas achavam dele (ou se preferir: “Just don’t give a fuck”), com Eminem Show, lançado em 2002, o rapper abriu as cortinas para um lado mais maduro, falando de seus reais sentimentos por sua mãe, da gratidão por ter recebido a guarda de sua filha.

Nem é difícil se lembrar de como ele parecia um bom garoto fazendo a limpeza do seu armário em Cleanin’ out my closet. Em 2009, foi lançado Relapse, que, fazendo jus ao título, foi mesmo uma recaída. Eminem passou por uma fase muito difícil, envolvido com drogas, e já admitiu que o álbum foi um fracasso. Eu, Lara, nunca fui superfã de rap music e não acompanhei de perto a trajetória do cantor, mas desde que foi lançado seu novo CD Recovery, no dia 22 de junho, resolvi dar uma oportunidade para as rimas gritadas com expressões faciais intimidadoras. Primeiro assisti ao clip da música Not afraid (migre.me/TPtp), e confesso que foi o que me fez seguir em frente. Nesse novo álbum, Eminem aproveita para se desculpar com os fãs, dizer que está

de volta e que não vai mais desapontar ninguém. “E para os fãs, nunca vou desapontálos novamente, estou de volta.” Recovery ainda conta com participações especiais, como da cantora Rihanna, que introduz Love the way you lie, uma faixa sentimental, provavelmente mais fácil de agradar aos tímpanos femininos. Kobe, Lil Wayne e Pink também dão o ar da graça no novo disco do rapper. Você pode não virar fã, comprar o CD nas lojas e decorar o quarto com pôsteres. Também pode ser que sua vida não mude depois de ouvir todas as faixas, mas eu garanto: o refrão “I’m not afraid (I’m not afraid) / To take a stand (To take a stand) / Everybody (everybody) / Can take my hand (Can take my hand)” vai ficar na sua cabeça por pelo menos mais alguns dias. Foi o que rolou comigo.


raggadrops.com.br

Pimenta não tem folga nem nos eventos que produz

Produtor e DJ. Quer mais? RICARDO PIMENTA ORGANIZA, PLANEJA E ORIENTA EVENTOS. E AINDA TOCA NELES Ser produtor não é nada fácil e, acredite, produzir um evento é bem mais complexo do que organizar uma simples festinha para os amigos no fim de semana. As responsabilidades vão desde desenvolver conceitos, criar orçamentos, angariar patrocínios e, finalmente, acompanhar a festa do início ao fim. Aliás, engana-se quem pensa que o produtor aproveita o evento como um convidado normal. A festa já está rolando e ele está lá, atento para que nada dê errado. Ricardo Pimenta tem apenas 16 anos, mas já produz eventos e, desde maio, ataca de DJ em diversas baladas em Belo Horizonte. “Na minha escola sou referência quando o assunto é organizar festas, então resolvi agir profissionalmente”, conta.

Colírio, uai! A moda dos colírios chegou mesmo para ficar. A última novidade é o reality show Colírios Capricho na MTV, que vai eleger o novo companheiro de Dudu, Caíque e Federico, colírios oficiais da revista Capricho, que protagonizam Vida de garoto, blog que virou seriado e que mostra o dia a dia dos rapazes. No momento, nove garotos estão confinados em uma casa em São Paulo, mas para chegarem até lá tiveram que passar por alguns desafios como batalha de fotos (com voto popular), vídeos e, finalmente, uma seleção definitiva feita pela equipe da Capricho e da MTV. Entre os selecionados, o Ragga Drops já decidiu que sua torcida vai para o belo-horizontino Gustavo Henrique, de 15 anos. O cara desbancou nada menos que 93 mil candidatos e conquistou o segundo lugar na votação, e olha que ele era rosto desconhecido para o grande público. Depois de confinado com os outros nove escolhidos, quem responde pelo mineiro é a família: “Aqui em casa incentivamos muito porque sabemos que é o que ele realmente quer”, conta Fernando Araújo, de 17, que acompanha a vontade do irmão de ser ator desde pequeno. “Ele só não pode ficar tímido diante das câmeras”, declara. Quem está morrendo de saudades de Gustavo é a mamãe coruja, Magali Araújo. “Fiquei com o coração pequeno quando fui deixá-lo em São Paulo”, confessa. Mesmo assim, ela torce para que o filho leve a melhor na competição, mesmo que isso signifique muitas semanas longe de casa. “Aproveita e pede para o pessoal votar nele”, diz. Pedido atendido, Magali!

Atualmente, Pimenta DJ, como prefere ser chamado, é residente do Cheio de Graça e produtor de eventos voltados ao público sub-17, como o Balada Yes. O garoto admite que as dificuldades existem, mas são compensadas pela satisfação do público. “Aconteça o que acontecer, temos que estar sempre com um sorriso no rosto.” Quando o assunto é perrengues, Pimenta se diverte ao contar que eles estão sempre presentes. “Uma vez estava tocando e o som simplesmente parou de funcionar. Deu um pouco de trabalho, mas deu para contornar a situação a tempo”, relata o estudante, que pretende se formar em administração e marketing para agregar ainda mais conhecimento à sua profissão atual.

REALITY SHOW QUE VAI ESCOLHER O QUARTO INTEGRANTE DO BLOG VIDA DE GAROTO JÁ COMEÇOU – E TEM MINEIRO CONCORRENDO Gustavo Henrique é o representante mineiro no reality Colírios Capricho na MTV

>>> Para votar no Gustavo Henrique acesse colírios.capricho.abril.com.br e clique na foto dele. >>> No Twitter: @gugshenrique

FOTOS: BRENO NUNES/DIVULGAÇÃO

CARLOS HAUCK/ESP. EM

ESTADO DE MINAS >> quinta-feira, 8 de julho de 2010

Ragga Drops #124  

Tente acompanhar o ritmo da cantora, que já é sucesso.