Page 1

OUTUBRO 2007

Nº 64

Morre Paulo Autran, o nosso ator maior Paulo Autran morreu. Ele foi considerado o nosso maior ator. É uma unanimidade. E a PRÓ-TV, em nome de todos os atores pioneiros, que a entidade representa, ainda que humilde mente presta-lhe aqui o seu preito de agradecimento e saudade. Paulo Autran foi ator de teatro, cinema, televisão. Mas teatro era sua base, seu amor, sua finalidade. Só de Shakespeare, grande vate inglês, Autran encenou 5 peças. Mas não ficou nos clássicos, quis conhecer de perto e fazer o público conhecer todos os grandes mestres da dramaturgia universal. Quem o viu em “Morte e Vida Severina”, viu o brasileiro, o mais brasileiro, o mais nordestino dos nordestinos: Severino. Paulo Autran foi grande, em todas as suas interpretações. E ele atuou em 90 peças. Além de dirigir e produzir algumas. Em cinema, seu trabalho também foi consistente. Fez cerca de 30 filmes, um dos quais: “O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias”, está este ano representando o Brasil, no Oscar. E lá aparece o nosso Paulo Autran. Em televisão, que dizia não querer fazer, ninguém se esquece dele em várias novelas. A mais citada é a que ele fez ao lado da grande Fernanda Montenegro: “Guerra dos Sexos”, com a antológica cena em que eles se banham de manjares. Paulo Autran foi grande. Formado em Direito, pela USP, do Largo São Francisco, de São Paulo, ficou pouco tempo na advocacia. Voltou a sua arte, para a alegria de todos nós. A mídia falou sobre isso. Todos os veículos de comunicação o homenagearam. Só faltava a PRÓ-TV. Não falta mais. Aqui estamos registrando pequenos dados de sua vida e dizendo que seu valor maior, porém, era seu caráter, sua integridade, sua capacidade de, em sendo grande, ser também humilde, em sendo mestre, continuar sendo aprendiz. Paulo Autran se foi, mas por tudo o que fez, não irá jamais. Ele está entre nós. E aqui ficará para todo o sempre. Vida Alves


Meus amigos nosso encontro hoje é com alguém muito querido, dono de um talento musical inconteste. Porém descobri um talento ainda maior nesta pessoa, que merece um destaque nesta coluna: é sua alegria de viver, ou como ele mesmo diria joie de vivre. Vou falar um pouco sobre a vida e a obra de Georges Henry. Renomado maestro, amigos das artes, da música e, sobretudo, das gentes. Consolidou uma carreira como músico profissional, empreendeu andanças pelo mundo exercitando seu talento musical, mas saboreando de cada lugar o que de mais pitoresco havia. Pode assim formar essa fascinante personalidade que o caracteriza. Georges Henry (esq.) e diretor musical Abelardo Figueiredo ao lado da câmera da PRF-3 TV Tupi-Difusora No início da televisão, lá estava ele, com seu trompete, à frente da Grande Orquestra Tupi, dirigindo, entre outros, o programa “Antártica no Mundo dos Sons”. Foi também um descobridor de talentos, como o maestro Luiz Arruda Paes, o William Furneaux, e outros tantos de saudosa memória. Na Rádio e na TV Tupi fez de tudo um pouco, como era hábito naquela época, chegou a ser diretor musical. Depois, por razões pessoais retornou a sua douce France, Escreveu um livro “Um músico, sete vidas” onde conta com muita graça e sabor as peripécias de sua vida. Também se estabeleceu no Brasil seu irmão Roger e criou o famoso restaurante “La Casserole”, atualmente dirigido por sua sobrinha Marie. Trocou o burburinho da cidade grande pelo campo, está morando em Amparo, cidade turística pertencente ao circuito das águas no estado de São Paulo.Tornou-se um difusor incansável da cultura, no âmbito mais completo do termo. Está interessado em tudo, com grande atividade criou um Conservatório Musical para transmitir às crianças e jovens um pouco de sua sabedoria. Tem três filhos, a Cathy, que mora com eles, no Brasil, Jean Michel, que vive em Tóquio, casou-se com uma japonesa e tem uma japonesinha de olhos azuis, conforme me contou, Philippe mora na França e seu neto, Jerôme, há pouco, partiu para Paris a fim de terminar seus estudos, deixando a família entristecida. Sua companheira Denise, segundo suas próprias palavras, é uma mulher fantástica e esta assertiva está confirmada tendo em vista os longos anos de convivência do casal. Suas atividades vão se estendendo, pois, segundo soubemos foi convidado para assumir um programa sobre música na Rádio Cultura FM de Amparo. Criou um blog na Internet, onde fala de suas atuações, de seus projetos, de seus sonhos. Este homem não para. Essa é a maravilha de sua vida, o seu entusiasmo. E já disse um sábio: “Onde há entusiasmo, há juventude”. É exatamente isso que sinto quando falo com o maestro Georges Henry, um enorme entusiasmo pela vida, pelas artes, pelas pessoas, um jovem, só que há muito tempo. Esse é o seu charme, seu encanto, é um privilégio tê-lo como amigo.

Blog de Georges Henry: http://georgeshenry.spaceblog.com.br/


TV Cultura de mãos dadas com a PRÓ-TV A Fundação Padre Anchieta, através de seu presidente Paulo Markun, deu as mãos à PRÓ-TV. O dia 18 de setembro, como todos sabem, é o Dia da Televisão Brasileira. E, como a entidade faz todos, procuramos um meio de festejar a data. Encontramos então todo o carinho e atenção na TV Cultura de São Paulo. Através de seus diretores Cícero Feltrin, Gabriel Priolli, Pola Galé, fomos recebidos para um chá festivo no próprio dia 18, às 5 horas da tarde. Lá fomos nós, num total de 50 pessoas e a recepção foi calorosa. Estavam presentes esses diretores citados e famosos nomes da emissora, como Inezita Barroso, Rolando Boldrin, Fernando Faro. E o maravilhoso aconteceu na fala de Paulo Markun, presidente da Fundação, que de público disse que está irmanado à PRÓ-TV, para juntos erguemos o Museu da Televisão Brasileira. E nós nos sentimos imensamente fortalecidos, pois segundo Markun, procuraremos outras emissoras, outras entidades de São Paulo e levantaremos o museu, que há de eternizar a história da televisão do Brasil, que nasceu em São Paulo, a cidade pioneira nesse setor. Vejam fotos da festividade do dia 18 de setembro.

Paulo Markun e Vida Alves

Vida, Canarinho, Luiz Eduardo Ribeiro e Borges de Barros

Nelson Natalino, Olívia Camargo, Marcos Plonka e John Herbert

Na foto de cima, César Monteclaro e Gabriel Priolli Abaixo, Márcia Real, Rolando Boldrin e Lisa Negri.


Vida Alves e Fernando Faro

Daisy Fonseca Rebello, Álvaro de Moya e João Restiffe

Oliveira Neto, Zaé Jr., Inezita Barroso e Nelson Natalino

Luiz Eduardo Ribeiro, David José e Cyro Del Nero

Elmo Francfort, Lú Bandeira e Eurico Godoy

Tatiana Belinky e Alexandre Machado

Veja o vídeo da festividade no portal Pró-TV: www.museudatv.com.br


por Elmo Francfort

Outubro 2007

TV digital: uma realidade próxima No dia 02 de outubro, a imprensa foi apresentada à TV digital. Realizou-se em São Paulo, no Shopping Frei Caneca, o “Painel 'TV Digital no Brasil' ”. Eu estava lá representando a Pró-TV. Organizado pelo “Fórum SBTVD” (sistema brasileiro de transmissão digital), as emissoras de TV: Cultura, SBT, Globo, Record, RedeTV! e Band; e a holding de fabricantes “Eletros” (LG, Panasonic, Philips, Samsung, Semp Toshiba, Sony e Tectoy). Lá cada emissora demonstrou seus canais em HDTV e exemplificaram dúvidas. Algumas delas, respondidas abaixo: - Quando estreará a TV digital no Brasil? A TV digital estreará oficialmente em 02 de dezembro de 2007. Os canais de TV aberta operararão simultaneamente a mesma programação de seu canal analógico (o que vocês normalmente sintonizam) no digital. Portanto, cada emissora terá 2 canais (ex.: Rede Globo – 05 VHF e 18 UHF). Todos os canais digitais serão em UHF (a partir do canal 14). Em 2016 as concessões dos canais analógicos serão devolvidas ao Ministério das Comunicações, sendo extintos. Isso acontecerá apenas quando todos os canais do país já forem digitais, começando pelos de São Paulo. - O que a TV digital trará de benefícios? Melhor som e imagem, a possibilidade de transmissões em alta definição (HDTV) – em que será possível ver até pequenos detalhes na tela, com nitidez. Haverá também a interatividade, a possibilidade de assistir o programa que quiser na hora que quiser (não apenas no horário comum de exibição). A recepção do sinal será de qualidade até em zonas que a TV analógica chegava sem qualidades e com chuviscos. A TV digital poderá ser vista não só pelo televisor, mas também em celulares e outros dispositivos móveis, como micro-televisores. - O que são multicanais? As emissoras possuirão mais de um canal no mesmo número, podendo transmitir programas diferentes ao mesmo tempo. É como se a TV Cultura possuísse o canal 2 (o principal), canal 2.1, canal 2.2, canal 2.3 e um canal próprio para transmissão móvel. - Como poderemos sintonizá-la? Além dos dispositivos móveis, explicados acima, a maneira mais barata e usual será a compra de um conversor de TV digital (uma “caixinha” como a da TV a cabo). Ela pegará os canais digitais e os analógicos no televisor que vocês já possuem. A caixa chegará ao mercado até dezembro, custando em média R$ 700,00. Terão modelos com menos recursos a partir de R$ 200,00. E mais para frente serão vendidos televisores já habilitados para TV digital. É necessário que seu televisor já sintonize os canais UHF. Outras dúvidas podem ser respondidas a partir de material doado pelo Fórum SBTVD à Pró-TV. Ou perguntando pelo site www.dtv.org.br.


Outubro 2007 Dia Aniversariantes 01 01 02 02 03 03 03 05 05 07 07 08 08 08 09 09 10 10 11 11 12 12 13 13 14 14 15 15 15 15 15 16 16 16 16 17 18 18 19 19 19 19 19 20 20 20 20 21 22 22 22 22 23 24 24

Laerte Braga Rodrigues Claudionor Fernandes Vieira Cléo Pires Mércia Garção José Mayer Zé Ramalho Adriana Calcanhoto Mário Domingues Tarcísio Meira Tathiana Helena Clélia Simone Paulo Planet Buarque Homero Silva Filho Karina Bacchi Marina Edi Cerri Agnaldo Timoteo Marina S. Daloubeix Tom Zé Sílvia Cury Kina de Oliveira Fúlvio Stefanini Gaetano Gherardi Fagner Alexandre Frota Carla Camurati Arlete Montenegro Denise Fraga Edgard Ribeiro do Amorim Santo Morales Bianca Rinaldi Antonio Carlos Sartini Agnaldo Timóteo Helena Magalhães Fernanda Montenegro Nuno Leal Maia Antonio Aguilar Marlene Morel Domingos Mattei Neto Abram Belinky Analy Álvares Rubens de Falco Glória Menezes José Cândido da Silva Maria Zilda Jonas Melo Magno Salerno Jhonny Savalla Walter Ferrari Marcos Zago Ana Beatriz Nogueira Rolando Boldrin Iracema Reis Moler Rosamaria Murtinho Francisco Ancona Lopes

Dia Aniversariantes 25 25 26 26 26 26 26 27 27 27 27 28 28 28 29 29 29 31 31

Isa Berenice Elisabetisky Geraldo Blota Yara Pugielli Salomão Ésper Idalina de Oliveira Milton Nascimento Belchior Luiz Inácio Lula da Silva José Moura Heitor Gasparinetti Renato Consorte Alfredo Nagib Nelson Pereira dos Santos Zélia Duncan Simone Spoladore Claudete Troiano Maria T. Brito Felizardo Duarte Thais Alves

Em setembro, Vida Alves recebeu a visita de pioneiros na sede da Pró-TV. Estiveram aqui: Cathy Stuart (à esq.), Daisy Fonseca Rebello (abaixo) e o diretor Fernando Faro.

Visitas à Pró-TV


jornalprotv_64  

OUTUBRO 2007 A mídia falou sobre isso. Todos os veículos de comunicação o homenagearam. Só faltava a PRÓ-TV. Não falta mais. Aqui estamos re...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you