Issuu on Google+

Maio 2013 | Nº 112

pró_tv

Cleyde Yáconis

A homenagem e a reverência dos pioneiros da TV


|Editorial | As Coisas Boas da Vida Vida Alves Algumas perguntas que me fazem, nas inúmeras claro que sinto gratidão. entrevistas que dou, são: “Se gosto de viver?”; ”O que faço nas horas de folga?” e “Quais são Estou falando tudo isso para para mim as coisas boas da vida?”. lhes contar que no próximo dia 13 de maio, às 19 horas, Ah, respondo rápido e com firmeza, as duas v o u re c e b e r o p rê m i o : primeiras perguntas. Digo: “Gosto muito de “Jornalista Julio Correia viver”; quanto às horas de folga, respondo: Francfort”, na categoria: “Leio, brinco com minhas bisnetas...” “Memória da Comunicação”. Agora, quanto à terceira pergunta, me enrosco O prêmio será entregue na um pouco. Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, que fica Começo assim...”– Ah,são tantas...” É. A terceira no Parque do Ibirapuera, São pergunta é a mais difícil, pois a resposta é Paulo (no Auditório Franco extensa. M o nto ro ) . E stã o to d o s O jornalista Julio Correia convidados. Francfort lê jornal Adoro tantas coisas... Acordar, ouvindo o canto em sua mesa de trabalho dos passarinhos na minha janela... Devo agora dizer que é uma honra receber esse prêmio. Adoro ver minha neta Tiê cantar... Adoro a visita de minha filha Thaís, de meu filho Heitor, e de Eu não conheci pessoalmente o jornalista Julio Jussara, minha nora... Adoro quando vem minha Correia Francfort, mas sei que ele foi um dos linda neta Carina...meus sobrinhos, minha jornalistas mais importantes do Brasil, sendo que seus traços principais eram: a bondade, a família toda... colaboração, o prazer de ensinar, de criar e a E quando vem me ver meu neto Gianni, bonito, inteligência, é claro. jovem, carinhoso, rosto alegre, sincero, beijo tão Foi o primeiro a fazer ligações com agências quente... internacionais de notícias, e trouxe para cá tudo o Adoro meus auxiliares do escritório: Elmo, que havia de mais moderno no mundo. Visitou mais Luciana, Élida, Nelson, Nalva... Ah, essa tem um de cem países, além do Brasil por inteiro. “up-grade”: seus filhos Fabiano e Aninha, que me chamam de vovó e eu os amo tanto... Adoro Ele doou muitas coisas ao mundo, sendo que uma o Nando e seu belo filho Raphael, meus netos delas, e das mais importantes, ao meu ver, foi seu neto Elmo Francfort, rapaz bondoso, inteligente, também de coração... “majestoso”, e que é meu braço direito, pois trabalha Ah, adoro também escrever, dar entrevistas... comigo há muitos anos. Chi!, agora chegou a hora de falar de coisas próprias de artistas, de pessoas que têm uma A ele deixo aqui agora, então, outra coisa de que muito gosto, que é: beijar. vida pública, como eu. E, se tenho que ser sincera, confesso: adoro Deixo ao Elmo a minha gratidão e o meu beijo, pelo ganhar prêmios. Chego a pensar que é engano, prêmio “Jornalista Julio Correia Francfort”, que com que não mereço... Mas não faço por menos: vou muita honra, vou receber. lá, recebo, agradeço e fico tão feliz... E grata. É 2


| Exposição| A Pró-TV tem amigos, felizmente. E, sem dúvida, entre eles conta com a importante Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, hoje dirigido pelo Secretario Marcelo Araújo. Também as outras áreas da Secretaria têm prestigiado nossa entidade. Somos gratos a todos, pois sabem prestigiar a cultura, que, no campo da televisão, é sempre defendida por nós, os pioneiros da TV. Temos amigos e respeitamos: Claudinelli, que é coordenadora da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico, Renata Motta, que é Diretora do Sistema Estadual de Museus , o garotão Jan, sempre ao lado da Pró-TV, acompanhando nossas exposições, em suas itinerâncias, pelo interior de São Paulo, e também Bárbara Rodrigues, Assistente Técnico da ACAM Portinari e SISEM. Esse pequeno preâmbulo de agradecimento, é apenas para avisar que no próximo dia 16 de maio, estaremos na cidade litorânea de Praia Grande. A exposição “Marcos da Televisão Brasileira”, mais uma vez, será inaugurada no dia 16 e ficará aberta até o dia 21 de julho. Aqui fica, portanto, nosso convite e nosso agradecimento àqueles que estão conosco e nos prestigiam sempre. V.A.

Parte da exposição que chega em maio à Praia Grande

3


| Diretoria| Assembleia Geral 2013 Nossa Associação “Pró-TV“, como todos sabem, é uma entidade regularmente constituída e segue, em sua trajetória, todos os trâmites legais, a que está submetida. Assim, a cada ano, faz sua Assembleia Geral Ordinária, sendo que a cada dois anos, há modificações em seu corpo diretivo. Foi no dia 13 de abril, que houve a reunião. Com a presença de 43 associados, Sonia Maria Dorce Armonia, deu por aberta a sessão. Nela houve a prestação das contas do exercício anterior. Depois foram colocados projetos para o ano vigente. Em seguida foi feita a eleição dos membros da Diretoria, Conselhos Consultivo e Fiscal. Para finalizar, todos os presentes deram suas opiniões sobre assuntos gerais. Seguem os nomes da atual diretoria e conselhos: Presidente: Vida Alves 1º Vice-Presidente: Álvaro Moya 2º Vice-Presidente: Patrícia Mayo Diretora Jurídica: Denise Miranda Diretor Social: Fábio Siqueira Diretor Cultural: Nelson Natalino Diretor de Eventos: Nelson Gonçalves Jr. Diretor de Arte: Marcos Zago 1ª Secretária: Solange Toreli 2º Secretário: João Restiffe Conselho Consultivo: Lisa Negri, Rubens Ewald Filho, Zaé Júnior, Luiz Guimarães, Diego Nunes Suplente: Lina de Roma Conselho fiscal: Luciano de Roma e Léa Camargo Suplente: Eurico Neiva Assessores da Diretoria: Coordenadora: Lú Bandeira Gerente: Elmo Francfort Consultora Histórica: Silvia Marques Pioneiros reunidos após Assembleia

4


| Saudade| Cleyde Yáconis Grande dama da televisão e do teatro brasileiro No último dia 15 de abril, deixou-nos Cleyde Yáconis. Foi uma grande perda, todos sabem disso. Cleyde era irmã daquela que foi considerada a maior atriz brasileira de todos os tempos: Cacilda Becker. Tendo começado após a irmã, de quem era muito amiga, Cleyde fez uma carreira diferente e mesmo diferenciada, pois sempre trabalhou com muito empenho e muito amor. Sua voz também era ótima, sua dicção clara, suas entonações sempre precisas. Fez filmes, entre os quais: “Ravina”, “Doramundo”, “Supermanso”, “Geração em Fuga”. Fez muita televisão. Começou em 1953, no “Teatro Cacilda Becker”, da TV Paulista. Depois foi para a TV Tupi. Ali fez, entre outras, a novela: “O Amor Tem Cara de Mulher” (Nesse trabalho, tive imenso prazer em estar ao lado de Cleyde, pois éramos quatro estrelas: Cleyde, Eva Wilma, Aracy Balabanian e Vida Alves). Mas Cleyde fez ainda outras tantas novelas. Na TV Cultura, entre outras, fez; “Floradas na Serra”. Na Band, fez “Ninho de Serpente”, e “Campeão”. No SBT, fez “Meus Filhos, Minha Vida”, “Uma Esperança no Ar”, “Os Ossos do Barão”. Na Rede Globo, Cleyde fez: “Rainha da Sucata”, “Torre de Babel”, “Eterna Magia”, “Passione”. Mas onde mais Cleyde Yaconis trabalhou e mostrou seu grande valor, foi no teatro.

5

Esteve em mais de 30 peças. Sempre aplaudida. Sempre brilhando.

3 2

1 4

Cleyde faleceu aos 89 anos, deixando para todos nós seu exemplo de profissionalismo, de maturidade, de amor á arte e sua educação. Aqui fica nossa singela gratidão por ter vivido um tempo entre nós, dando-nos a todos o seu grandioso exemplo de atriz e de mulher. V.A 5


| Cidade da TV| Era do Rádio Elmo Francfort Na Cidade da TV não é apenas a história da televisão brasileira que tem espaço, mas sim tudo que se relaciona a ela. A primeira sala do espaço é destinada ao Rádio, com uma árvore genealógica de que estações radiofônicas geraram canais de televisão, aparelhos antigos e até fotos dos donos das emissoras.

História do rádio também na Cidade da TV

O visitante poderá conhecer a face, por exemplo, de personalidades que o público em geral desconhece, como o caso de Paulo Machado de Carvalho, que dá nome ao Estádio do Pacaembu, e foi criador da Rádio e da TV Record.

Poderá ver também Nicolau Tuma, que criou o termo “radialista”, que ele dizia ter se baseado no seguinte pensamento: “radialistas significam os idealistas do rádio” (rádio + idealista =radialista). Para quem não sabe, radialista é o termo utilizado tanto para os profissionais que trabalham em rádio, como em televisão, já que os primeiros profissionais televisivos vieram do outro meio. Faça uma visita à Cidade da TV, que fica ao lado da Cidade da Criança, em São Bernardo do Campo, na Rua Tasman, 301 – Jardim do Mar, bem próximo de São Paulo. Estamos abertos de terça a domingo, das 9h às 17h (ingresso R$ 5,00). Compareçam!

6


|História| Globo Repórter: 40 anos de qualidade Fábio Siqueira 1973 foi um ano bastante criativo e inovador para a história da televisão brasileira, em especial para a trajetória da Rede Globo, que completara seu oitavo aniversário naquele ano. No departamento do Jornalismo, grandes programas nasceram. Em setembro, o revolucionário “Fantástico”, o Show da Vida, com a presença de uma prestigiada equipe de criação; em dezembro o “Esporte Espetacular”, já com o grande locutor Léo Batista, além do inesquecível “Só o Amor Constrói”, apresentado pelo narrador Heron Domingues e com reportagens da escritora Marisa Raja Gabaglia. E no campo humorístico, o surgimento de “Chico City”, com o mestre do humor Chico Anysio e textos de Robertinho Silveira e Arnaud Rodrigues. E em 3 de abril de 1973, os telespectadores viram a estreia de um dos mais importantes programas jornalísticos da história da TV Globo: o “Globo Repórter”. A equipe fundadora do programa tinha a Direção Geral de Paulo Gil Soares, a coordenação jornalística de Moacyr Masson, textos de Luiz Lobo, grande colaboração de um dos mestre da iluminação televisiva e cinematográfica Mário Pages, locução perfeita de Mário Lago e apresentação de um jovem e já brilhante narrador noticiarista, Sérgio Chapelin. E evidentemente o obrigatório registro da Direção Geral de Jornalismo da Globo, confiada a Armando Nogueira e a direção artística de Boni e direção comercial de Walter Clark, que muito contribuíram para o continuo sucesso dessa esmerada produção jornalística. O “Globo Repórter” foi um sucesso instantâneo, desde a sua primeira edição, que apresentava grande ecletismo na exibição de suas 4 reportagens: a carreira do então campeão de Fórmula 1 Emerson Fittipaldi, as eleições no Chile e na Argentina, as escolas de samba do Rio de Janeiro e o cotidiano da tribo Siouxsie, nos Estados Unidos. Na década de 70, vários renomados cineastas brasileiros foram convidados para colaborar com reportagens documentais para o Globo Repórter, como Eduardo Coutinho, João Batista de Andrade (o atual presidente do Memorial da América Latina), Alex Viany, dentre outros. Somado a esse plantel de cineastas, um grupo de já renomados jornalistas, que na Globo paulista, trabalhavam em conjunto com a “cabeça de rede”, para o grande êxito do Globo Repórter, como por exemplo Fernando Pacheco Jordão, Narciso Kalili e Jose Hamilton Ribeiro. E nesse núcleo jornalístico, uma jovem a repórter começava a se destacar com grande talento: Marília Gabriela.

Nos anos 80, praticamente todos os repórteres da TV Globo trabalharam com destaque no Globo Repórter: Caco Barcelos, Carlos Nascimento, Ernesto Paglia, Leilane Neubarth, Glória Maria, Sandra Passarinho, Sandra Moreyra, Pedro Bial, Renato Machado, Robert Feith, Lena Frias. E nessa década, como não se lembrar de belíssimas homenagens a grandes artistas brasileiros, como Glauber Rocha (1981), Paulo Gracindo (1988), Jorge Amado (1985), Marilia Pêra (1987), Regina Duarte (1985), Renato Aragão(1988), Maria Clara Machado (1984), dentre muitos outros. E a homenagem póstuma ao “Velho Guerreiro” Chacrinha em julho de 1988, comoveu o Brasil inteiro. Em 1991, mais precisamente em 19 de abril, o homenageado foi Roberto Carlos, em comemoração aos seus 50 anos de idade, numa histórica entrevista concedida a competente Gloria Maria. Em 2010, nas comemorações dos 50 anos de carreira do “Rei’ um novo Globo Repórter lhe rendeu merecido tributo. Um outro histórico momento foi um programa que retratou a viagem da tão querida atriz Dina Sfat à União Soviética em 1988, programa com grande importância histórica e geopolítica, pois mostrou as mudanças feitas pelo líder Gorbachev, na então potencia mundial. E no final de cada ano, a já tradicional exibição da Retrospectiva do Jornalismo da Rede Globo, verdadeira tradição de décadas, produzida pela equipe do Globo Repórter. Chegando no Século XXI, o tão respeitado “Globo Repórter” continua empolgando, surpreendendo e cativando o público brasileiro, retratando desde a natureza pátria, os problemas cotidianos e a história da Telenovelas na TV, em seus sessenta anos, programa exibido em 9 de dezembro de 2011. E em 2013, registra-se a notável apresentação de Sérgio Chapelin, um pioneiro jornalista que tem seu espaço já conquistado na história da nossa TV. Ganhador de 9 Troféus Imprensa e de 4 prêmios APCA, “Globo Repórter” é sem sombra de dúvidas um dos mais duradouros, críveis e atrativos programas da TV brasileira. Parabéns a todos os profissionais que nesses 40 anos vem documentando e construindo essa vitoriosa história.

7


|Sede| Venha nos visitar também! Élida Alves No dia 25 de abril, recebemos uma grande visita aqui na sede da Pró-TV. A Instituição Beneficente Israelita Ten Yad, através de sua responsável pelas parcerias da entidade, Hilda W. Schmuskovics, trouxe à nossa sede 21 idosos, e junto com eles 6 assistentes para conhecerem nosso espaço, e recordarem a história da televisão. A instituição é responsável pela doação de refeições diárias a 180 idosos. E todo ano leva uma parte desse grupo para um passeio cultural. Desta vez o local escolhido foi o Espaço Cultural Pró-TV. Depois de visitarem o local, encaminharam-se à sala Cassiano Gabus Mendes, para fazer um lanche. Neste momento Vida Alves juntou-se a eles, para um bate-papo sobre sua carreira e a história da televisão. Todos se emocionaram, e saíram felizes por poderem celebrar juntos e recordar. Venha você também recordar ou conhecer a história da TV Brasileira!

Fotos da visita e a conversa de Vida Alves com os idosos

Tel: (11) 3873.5888 www.procimar.com.br

8


|Acontece| Elmo Francfort Novidades na Globo As novidades da Rede Globo em maio chegaram antes do tempo. No final de abril surgiram algumas modificações em sua grade: no dia 28 o programa “Esquenta!”, de Regina Casé, anunciou que passará a fazer parte da grade da emissora definitivamente, não apenas em regime de temporada, passando a ser apresentado às 14h20, sempre aos domingos, sem interrupções até o final de 2013. A outra novidade é que, com o fim da novela “Guerra dos Sexos”, a Globo estreou “Sangue Bom” no dia 29, trama de Maria Adelaide Amaral e Vicente Villari, no horário Elenco de “Sangue Bom” das 19h, que gira em torno do retorno de uma amizade de infância entre Amora (Sophie Charlotte), Bento (Marcos Pigossi) – uma paixão antiga - e Fabinho (Humberto Carrão). Estrelam também Isabelle Drummond, Jayme Matarazzo, Fernanda Vasconcellos, Giulia Gam, Daniel Dantas, Louise Cardoso e grande elenco. A trama tem direção de núcleo de Dennis Carvalho e direção geral de Carlos Araújo. Vale a pena assistir. Carrossel: a novela que virará desenho Após o sucesso de “Carrossel” já era certa a volta do remake de “Chiquititas”, outro grande sucesso do SBT. Agora a emissora prepara uma nova surpresa ao público infanto-juvenil. Para que não sinta saudade de “Carrossel”, a trama virará desenho animado, que estreará em breve na emissora. Um detalhe importante: os personagens serão dublados pelos mesmos atores que deram vida a eles na novela do SBT. Classe de “Carrossel” em desenho animado

Vitrine: o programa que virou revista virtual O programa “Vitrine” da TV Cultura, que marcou a história da emissora por mostrar os bastidores da televisão brasileira – e que teve em seu time nomes como Renata Ceribelli, Marcelo Tas, Rodrigo Rodrigues e Leonor Corrêa – agora está de volta, mas como revista eletrônica no meio virtual. Os usuários do tablet Ipad podem baixar a revista Vitrine no site da TV Cultura (www.tvcultura.com.br ou www.cmais.com.br). Todo Seu: 2000 programas No dia 19 de abril o programa “Todo Seu” (TV Gazeta), de Ronnie Von, comemorou a realização de seus 2000 programas, exibindo os bastidores da atração e entrevista com Gal Costa, balé com Ana Botafogo e a participação do grupo “Sambô”. Parabéns! Duplo aniversário O fim de abril e início de maio é de festa na TV brasileira. No dia 26 de abril a Globo comemorou 48 anos, já no dia 13 de maio a Bandeirantes comemorará 46 anos. Parabéns aos profissionais que fizeram e fazem estas duas importantes redes de televisão. 9


|Encontro com os Artistas| Lygia Fagundes Telles Todos sabemos que artistas não são só os atores. Claro. Há várias artes e portanto, vários artistas. Hoje dedicaremos essa página a uma artista muito renomada e muito importante do cenário cultural brasileiro. Trata-se de Lygia Fagundes Telles. Nascida Lygia de Azevedo Fagundes, a moça bonita e inteligente, além de estudiosa e aplicada, enveredou pela arte de escrever e tornou-se expoente, mestra, um dos principais nomes da literatura brasileira atual. Inicialmente formou-se em Educação Física, mas ao mesmo tempo frequentou o curso pré-jurídico para a Faculdade de Direito do Largo São Francisco. E entrou. Todos admiravam a garota morena e alta, de nome Lígia, num tempo em que poucas moças se aventuravam entre as arcadas. E ela foi tão admirada, pois além de tudo era boa aluna, que até um professor se interessou por ela. Namoraram. Casaram. Era ele o jovem e também bonito Goffredo da Silva Telles Junior. E ela se tornou então: Lygia Fagundes Telles, a escritora. Seu primeiro livro, aliás, aconteceu antes mesmo da faculdade. Foi o “Porão e Sobrado”. Depois, em 1944, escreveu: “Praia Viva”. E foi escrevendo muitos, um atrás do outro, entre os quais: “Ciranda de Pedra”, de 1954; “Histórias de Desencontros”, de 1958; “O Jardim Selvagem”, de 1965; “As Meninas”, de 1973, que ganhou o “Prêmio Jabuti”; “Invenção e Memória”, em 2000, que também levou o “Prêmio Jabuti”. Ao todo Lygia publicou 24 livros. Além de ter participado de 7 antologias e 13 coletâneas, onde, entre outros estão os melhores contos do Brasil. Os livros da eternamente bonita Lygia foram traduzidos para 8 línguas, entre as quais o alemão, o espanhol, o francês, o inglês, o italiano, o polaco, o sueco, o tcheco. Também várias obras suas foram adaptadas para o cinema e para a televisão. Lygia Fagundes Telles recebeu inúmeros prêmios. E entrou para a Academia Paulista de Letras e para a Academia Brasileira de Letras. Ela é, portanto, um orgulho para todos os artistas. Bonita ainda, esforçada sempre, educada constantemente, Lygia Fagundes Telles hoje é viúva de seu segundo marido: Paulo Emílio Salles Gomes. E ela acabou de completar 90 anos de idade, no dia 19 de abril de 2013. Parabéns, querida e respeitada Lygia. Aqui fica a singela homenagem desta que a viu faceira, passando

A TV CULTURA e a Fundação Padre Anchieta fazem a diferença, colaborando na manutenção da Pró-TV. História da televisão também é cultura. www.tvcultura.com.br

10


Aniversariantes Maio 01 01 01 02 02 02 03 03 04 04 04 05 05 08 08 09 10 10 11 12 12 13 13 13 13 14 14 15 17 17 18 19 20 20 20 21 23 24 24 24 25 26 28 30

Reynaldo Vallenick Carlos Lyra Amélia Seyssel Fausto Silva Márcia Regina Bull Saulo Gomes Agnaldo Rayol Betty Gofman Herbert Vianna Lulu Santos Amaral Novaes Antônio Cleston Dalmácio Jordão Betty Faria Etty Fraser Luiz Serra Cláudia Vital Vieira Bete Mendes Arthur Dubeux Tisuka Yamasaki Elaine Cristina Ângela Maria Luiz Américo Demerval Gonçalves Sonia Maria Dorce Celso Gomes da Silva Rosângela Donatelli Vicente Sesso Amilson Godoy Felipe Folgosi Paula Léa Rose Fernandes Lucélia Santos Pr. Marcelo Rossi Fabiana Scaransi Othon Bastos Susi Arruda Marcos Resende Helena Ranaldi Maria F. de Oliveira Walter Abrahão Filho Cecil Thiré Lívia Fanuchi Ferreira

|Destaque| Lucélia Santos Maria Lucélia dos Santos, popularmente conhecida como Lucélia do Santos, completa mais um ano de vida no próximo dia 20. Nascida em 1957, na cidade de Santo André, começou sua vida artística no teatro. Estreou aos quatorze anos de idade, na peça infantil "Dom Chicote Mula Manca e seu fiel companheiro Zé Chupança" . O convite para a televisão partiu de Gilberto Braga e Herval Rossano, em 1976, para ser a protagonista da novela "A Escrava Isaura", da TV Globo. O sucesso foi estrondoso, projetando a carreira de Lucélia Santos para todo o planeta. A novela já foi exibida em 79 países e é considerada a telenovela mais dublado e mais assistida na história da televisão mundial. Ainda na TV Globo, esteve em sucessos como "Água Viva" (1980), "Ciranda de Pedra" (1981), "Guerra dos Sexos" (1983), "Vereda Tropical" (1984) e "Sinhá Moça" (1986). Foi protagonista da novela "Carmen" (1987), na Rede Manchete, no papeltítulo. Esteve também em dramaturgias do SBT, Rede Record e RedeTV!. No cinema, foram mais de 10 filmes, incluindo os sucessos "Engraçadinha" e "Bonitinha, mas Ordinária". Parabéns a ela!

Direção: Vida Alves | Design: Elmo Francfort e Nelson Gonçalves Jr. | Redação: Vida Alves, Elmo Francfort, Fábio Siqueira, Élida Alves e Nelson Gonçalves Jr. | Fotos: Francisco Rosa | Colaboração: Élida Alves e Luciana Bandeira Tel: (11) 3872-7743 | Site: www.museudatv.com.br E-mail: protv@museudatv.com.br | Expediente: Segunda a Sexta - 10h/18h | Venha nos visitar. Agende sua visita!

11


12

|Nosso Acervo|

Ant么nio Fagundes e D茅bora Duarte na novela "Corpo a Corpo" (TV Globo / 1984)


Revista Pró-TV 112