Page 1

Ruy Ohtake A arquitetura da cidadania e versatilidade pelas m達os do mestre da plasticidade. Leia mais: Cinema, Arte, Lazer, Turismo e Comportamento.


(34)

3212.4005 • Av. Floriano Peixoto 4090.


A DIFERENÇA ENTRE:

“Gostamos do projeto, quanto custa?”

PARA:

“Noooooosssaaaa, eu amei! Amor, eu quero deste jeito.”


HÁ TEMPOS TRANSFORMANDO INSPIRAÇÃO EM REALIDADE.

IMAGEM CLÍNICA SONORA DR. JOSÉ SARDELLA 34 3237 2525

COMPROMISSO, SERIEDADE E EXPERIÊNCIA EM UM SÓ LUGAR.


Para vocĂŞ que valoriza cada detalhe

34 3236-2067

Rua Felisberto Carrijo, 829 - Fundinho


8

sumário

Fábio Azzini

Zanini de Zanine imprime personalidade experimental em peças esteticamente inovadoras.

16

Alessandro Rende

102

Déborah Greco

110

Marley Gerab e Márcia Paiva

86

126

Neuza Medeiros

Versátil, leve, resistente e com baixo impacto ambiental, conheça mais benefícios da madeira na construção civil.

94

24


48

32

pag.

Profissionais premiados pelo núcleo viajam ao Chile e ao Rio de Janeiro.

Música - Diogo Nogueira

40

pag.

Arte - Slava Polunin

54

pag.

118 Sandra Oliveira

Rio de Janeiro

Conheça as aeronaves mais luxuosas dos milionários.

142

60

pag.

Projeto Edificar

62

pag.

Lançamento

134

pag.

Grandes Destinos Aruba

148

pag.

Gastronomia

152

pag.

Arquiteto paulistano é referência mundial.

68

Cinema

158

pag.

Esporte


10

Editorial / Expediente

Fazer a Progetto transformar conhecimento em arte é o principal objetivo de toda a equipe da Fibbra Gestão em Comunicação. Sinto cada vez mais o entusiasmo dos nossos colaboradores ao colocar em suas mãos uma nova edição da revista Progetto, com conteúdo, informação e um projeto gráfico surpreendente. Plasticidade e inspirações tecnológicas são marcas de Ruy Ohtake, nossa capa. O designer carioca Zanini de Zanine, em entrevista exclusiva à Progetto, apresenta seus principais produtos e fala sobre sua carreira. O caderno Consulte assinado pelo arquiteto Luiz Antônio Bossa fala de sustentabilidade e da utilização da madeira na construção civil. Marcam também essa edição: a linguagem minimalista do arquiteto Fábio Azzini; o apego aos detalhes e à funcionalidade em um apartamento de 58

expediente

A Revista Progetto é uma publicação bimestral da empresa Fibbra Gestão em Comunicação.

Projeto Gráfico Fibbra Gestão em Comunicação

Jornalistas Responsáveis Alanna Guerra MTB 18.149/MG e Fernando Boente MTB 15.618/MG Redação Alanna Guerra, Ana Júlia Muniz, Caroline Aleixo, Fernando Boente, Graciela Faria, Pablo Pacheco, Renata Tavares e Vinícius Lemos Direção Administrativa Fábio Ordones fabio@fibbra.com.br

Comercial Fibbra Gestão em Comunicação 34 3217 4330

Fotografia Cleiton Borges - Marlon Fernandes Diagramação e Criação Raphael Lalli Produção Monique Soares Gráfica 3 Pinti

m² por Neuza Medeiros; um projeto residencial aconchegante, espaçoso e sofisticado do arquiteto Alessandro Rende; a valorização do paisagismo e as linhas marcantes da arquiteta Déborah Greco; a modernidade e a inovação que sempre acompanham Sandra Oliveira; e todo o requinte de um delicioso espaço de gastronomia oriental por Marley Gerab e Márcia Paiva. Praias caribenhas, jatos de luxo particulares e Windsurf, acompanhados de outras matérias de cultura, arte, música, cinema e entretenimento, terminam de compor a 3ª edição da Progetto, que entra em 2014 com muito carinho, dedicação e profissionalismo.

FÁbio Ordones Editor

Tiragem 2.000 Exemplares Distribuição Dirigida e Gratuita A revista Progetto é uma publicação distribuída gratuitamente e não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. A reprodução é permitida desde que previamente autorizada, por escrito, pela direção da revista e com o créditos da fonte. Para anunciar: contato@fibbra.com.br

34 3217

4330

Erratas | 2º Edição - Outubro de 2013 A revista Progetto esclarece que, na última edição do periódico, o projeto arquitetônico da casa mostrada na página 58 do caderno “Ambientar” (cuja decoração é de responsabilidade da decoradora Andréa Hartmann) é assinado pelo arquiteto José Antônio Schmidt.

A revista Progetto esclarece também que, ainda na última edição da publicação, a foto da área com piscina mostrada na página 70 do caderno “Ambientar” (cujo design do imóvel é de responsabilidade da designer interiores Áurea de Biaggi) pertence à um projeto antigo da casa assinado pela designer de interiores Marise Guzzo.


Editorial / Colaborad ores

Cleiton Borges

Ana Júlia Muniz,

Repórter fotográfico do Jornal Correio de Uberlândia. Atua na fotografia profissional há mais de 15 anos nas áreas de publicidade, social e fotojornalismo. Tem realizado alguns trabalhos em parceria com Erich Studio.

Alanna Guerra,

Jornalista, formada pelo Centro Universitário do Triângulo, é editora chefe da Tv Paranaíba.

Caroline Aleixo,

Jornalista, formada pelo Centro Universitário do Triângulo, é repórter do G1.

Vinícius Lemos,

Jornalista, formado pelo Centro Universitário do Triângulo, é repórter da Tv Vitoriosa e do Jornal Correio de Uberlândia.

Jornalista, formada pelo Centro Universitário do Triângulo, é editora executiva da Tv Paranaíba.

Graciela Faria, Jornalista, formada pelo Centro Universitário do Triângulo, Design gráfico e assessora de comunicação.

Monique Soares,

27 anos. Publicitária graduada pelo Centro Universitário do Norte (Uninorte Laureate). Há oito anos atuando com produção publicitária, eventos, assessoria em marketing e marketing político.

Renata Tavares,

Jornalista, formada pelo Centro Universitário do Triângulo e pósgraduada em Jornalismo Político, e repórter da TV Paranaíba - Rede Record e correspondente do UOL notícias no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba.

Fernando Boente

Jornalista, formado pelo Centro Universitário do Triângulo, é repórter do Jornal Correio de Uberlândia.

Marlon Fernandes, 26 anos, publicitário graduado pelo Centro Universitário do Triângulo (UNITRI) e com certificação Photoshop Brasil. Já trabalhou para a Revista CORREIO, e coordenou o projeto Olhares Urbanos.

Raphael Lalli, 23

anos, cursando Design Gráfico. Com mais de 7 anos de experiencia em design editorial como, revistas, jornais, catalogos e livros.

Pablo Pacheco,

Jornalista, formado pela PUC-Minas, e repórter do Jornal Correio de Uberlândia.


14

Arquitetura e Design / Ambientar

3223 4747

34 R. Cel. Ant么nio Alves Pereira, 1389 - Uberl芒ndia - MG projeto@italodesign.com.br


italodesign.com.br


Vitrine / zanini de zanine

Imagen s: Divu lgação .

16

zanini de zanine Cachepô Kony1 O cachepô Kony foi concebido de forma a interpretar os contornos dos botões de flores de uma forma estilizada e contemporânea. Também encontrado nas cores preto, cinza, roxo ou verde. De polietileno rotomoldado.

1

2


Poltrona Espasso4 Desenho para Galeria Espasso

4

3

Poltrona três3 A Poltrona Trez é inspirada na cultura brasileira e presta homenagem ao trabalho de dois artistas brasileiros, o escultor Amilcar de Castro, que é famoso por seus trabalhos em aço cortado e dobrado, e Joaquim Tenreiro, que iniciou o conceito de poltronas com três pernas. Para Capellini. Em alumínio.

Poltrona Skate2 Surge do conceito de utilização de objetos não convencionais no design de mobiliário. Aqui são usados shapes de skate como assento e encosto da poltrona. De aço inox e shapes de skate.


Arquitetura e Design / Ambientar

5

Banco Prisma5 Série limitada em Ipê de demolição Imagens: Divulgação.

18

6

Luminária Flora 6 A criação da Luminária Flora teve como inspiração a flora brasileira, em especial a flor tropical Monstera. O processo de criação contou com diversos experimentos até o desenho final da peça ser concluída. Para Slamp. Em polipropileno.


8

Cadeira Balanço Tolix8 Desenhada para a Tolix com a proposta de ser uma peça de personalidade que toma partido da matéria-prima bruta, industrial.

Poltrona Moeda7 Dentro do conceito de reutilização de materiais, a poltrona é produzida com chapas descartadas pela Casa da Moeda (utilizadas para fabricação das antigas moedas de 10 centavos de Real). Os furos das moedas que circulam 7

diariamente pelo Brasil formam o padrão da poltrona. De chapa de aço inox reaproveitada da Casa da Moeda.

9

Módulo 7 9 Produzido em plástico, o Módulo 7 é de simples montagem e de grande versatilidade. Proporciona diferentes possibilidades de arranjos, podendo ser usado como estante, mesa lateral, entre outros. De plástico injetado.


20

Arquitetura e Design / Ambientar Castiçal Escoras 10 Para criar o castiçal escoras, inspiração na vegetação de mangue, onde raízes laterais se conectam 10

ao eixo central para dar suporte. Houve uma simplificação das linhas tornando o desenho elegante e limpo. Para Riva. De aço inox.

Poltrona Tiss 11 Releitura contemporânea da antiga cadeira portuguesa em palinha, muito encontrada no Brasil. Pensada para mesa de jantar, a peça, apesar de leve, é extremamente resistente.

Imagens: Divulgação.

11

De madeira Tauari ebanizada.

12

Cavalinho Gioco12 Uma releitura do clássico cavalinho de balanço, produzido em metacrilato, cortado eletronicamente e termomoldado.


Entrevista exclusiva

Designer carioca imprime personalidade experimental em peças esteticamente inovadoras

O

designer Zanini de Zanine se graduou em Desenho Industrial pela PUC-Rio em 2002, mas costuma dizer que

sua formação começou bem antes de se sentar nos bancos da faculdade. Nascido no Rio de Janeiro, em 1978, Zanini cresceu vendo de bem perto o trabalho do pai, o escultor e moveleiro baiano José Zanine Caldas (1919-2001). Em entrevista exclusiva à revista Progetto, Zanini revela que, além das lições paternas, seu amadurecimento profissional tem forte influência dos projetos e peças do designer Sérgio Rodrigues, com quem estagiou e produziu o primeiro móvel. “Desde criança, vim absorvendo os ensinamentos de meu pai, nas viagens, nas palestras ou nos fins de semana passados junto a ele e nos

Imagens: Divulgação.

projetos, no Brasil e no exterior”, lembra Zanini. O designer também destaca que, por conta da influencia do pai e do mentor Sérgio Rodrigues, teve o privilégio de aprender além dos segredos da profissão e do desenho. “Não assimilei só o lado humano de cada um, mas um pouco também das técnicas e do comportamento de grandes profissionais”. Neste ano, o designer lança o livro “Zanini de Zanine”, pela editora Olhares, com uma retrospectivas dos 10 anos de carreira. O profissional lembra à Progetto que, em 2003, começou a produzir móveis em madeira maciça, feitas com peças de demolição (colunas, vigas e mourões de casas antigas).


Arquitetura e Design / Ambientar

Trabalhos A partir de 2005, Zanini de Zanine começou a criar uma nova linha de móveis com peças produzidas industrialmente, com uso de madeira de origem controlada, plástico, metacrilato e metais. Hoje, as peças dessa nova linha são representados pelo Studio Zanini, que, assim como a fábrica de móveis, fica na cidade natal, o Rio de Janeiro. É da capital fluminense que partem as ideias e peças que já deram à Zanini os mais importantes Imagens: Divulgação.

22

prêmios de Design do Brasil, além dos convites para eventos nacionais e internacionais. Atualmente, Zanini de Zanine assina peças para marcas mundialmente famosas, como a francesa Tolix e as italianas Poltrona Frau, Slamp e Cappellini. Mas o designer gosta de lembrar que a identidade brasileira é uma marca constante em suas peças. Para isso, Zanini busca referências no convívio com

Teria sido esse o ponto de partida de uma carreira que hoje é reconhecida entre designers e clientes brasileiros, além de já começar a ganhar projeção no exterior. Segundo o próprio artista, a personalidade impressa nas peças, o design forte e o lado experimental aguçado fazem com que o desenho de Zanini esteja em voga. “Gosto de testar diferentes materiais e trabalhar várias propostas estéticas. Por isso, há um cunho muito autoral no que faço, com peças arriscadas, cujo primeiro caminho não vem a ser, obrigatoriamente, a comercialização”, explicou Zanini à Progetto.

o pai, a mãe (a continuísta e cineasta Fernanda Borges), e o círculo de amigos e colegas de trabalho.


24

consulte / Madeira e Construção Civil

Madeira e construção Por Luiz Antônio Bossa

A

madeira como elemento

e arquitetura pouco ou quase

de construção ocupa

nada do material faz parte do

um papel secundário no

conteúdo curricular. Os preconceitos

cenário construtivo brasileiro, o que

estabelecidos na utilização do

é lamentável quando comparado

material na construção residencial

com outros países, onde a renda per

já não ocorrem em outras áreas

capita é bem superior a nossa. Em

da engenharia pesada, como a

alguns países europeus, e também

naval, rodoferroviária (pontes) e

nos Estados Unidos, Canadá, Chile

eletrificação. Nessas áreas, por

e outros, a madeira é largamente

exemplo, a confiança do usuário

utilizada por ser um produto versátil,

não lhe traz insegurança ao

leve, resistente e com baixo impacto

navegar sobre uma embarcação

ambiental. Enquanto nossa arraigada

ou passar por uma centenária

cultura construtiva permanece

ponte construída em madeira.

nos moldes mesopotâmicos do empilhamento de blocos cerâmicos.

A madeira, como qualquer outro material de construção, requer

O falso conceito da fragilidade do

cuidados desde a fabricação,

material é tão forte no contexto dito

processamento, aplicação e

“cultural” que até a legislação inibe

manutenção. As madeiras serradas

construções em madeira, assim

apresentam os maiores defeitos de

como nas escolas de engenharia

trabalhabilidade como empenamento,


Imagem: Divulgação.

Metropol Parasol – praça La Encarnación Sevilha, Espanha. Arquiteto Jürgen MayerHermann – 2011 - A Maior estrutura em madeira do mundo, com 150 metros de comprimento por 70 metros de largura e uma altura aproximada de 26 metros.


Seção original Camada de Carvão Madeira Aquecida Madeira Intacta Efeito de Arredondamento

Imagens: Divulgação.

arqueamento, encanoamento e torcimento, porém,

vez, inicia o processo de carbonização aos 800ºC e

estes defeitos apresentados são decorrentes do

perde a resistência gradualmente até atingir a secção

processamento e/ou aplicação. A combustibilidade

estrutural. Portanto, a combustibilidade, relacionada

é outro fator que requer cuidados no procedimento

à madeira, não é o principal critério pelo qual o

projetual, a considerar que o fogo é um dos grandes

desempenho ao fogo de uma estrutura pode ser

inimigos dos materiais de construção, que apresentam

julgado, pois todos os materiais são prejudicados pela

reações diferentes quando a ele são submetidos.

exposição às chamas, como mostrado na imagem.

O aço inicia o processo de perda da rigidez aos 80º C.

A imagem seguinte retrata o colapso de uma

Aos 500º C, atinge 80% de sua capacidade de reagir

estrutura mista submetida ao fogo. Os perfis metálicos

a solicitações. O concreto submetido a 1000º C entra

sucumbiram ao escoamento pela ação do calor,

em processo de fragmentação. A madeira, por sua

enquanto a viga em madeira ainda os suporta.

A higroscopia devido à variação de umidade, assim como a biodeterioração por agentes xilófagos, é combatida por atuantes químicos como os hidrofugantes e vernizes, bem como os imunizantes aplicados ou impregnantes por meio mecânico (autoclave). Por outra via, são as propriedades do elemento madeira que lhe atribuem


tantas qualidades construtivas, tais como elevada resistência mecânica (tração e compressão), baixa massa específica de 600 a 1000 kg/m³, boa elasticidade, baixa condutividade térmica, isolamento dielétrico, baixo custo ambiental, baixo custo de produção e consumo, abundância, trabalhabilidade, renovável, diversidade de propriedades físico-mecânica, entre outras. Das propriedades acima citadas, chamamos a atenção para os custos ambientais de

Edifício Tall Wood – Vancouver, Canadá – 30 Pavimentos em madeira. Arquiteto Michael Green.

produção, conforme mostra a tabela abaixo, cuja coluna B explicita a quantidade de energia consumida para a produção equivalente a 1 m³ do material. E, ao interpolar os fatores (energia x produção x resistência), encontramos os generosos resultados descritos na coluna (E). Continuando a análise, constatamos ainda o demonstrado na coluna (F), cuja relação resistência x densidade é largamente significativa.

Materiais Estruturais - Dados Comparativos Material

A

b

c

d

e

f

g

Concreto

2,4

1.920

20

20.000

96

8

8.333

Aço

7,8

234.000

250

210.000

936

32

26.923

Madeira Conífera

0,6

600

50

10.000

12

83

16.667

Madeira Dicotiledônea

0,9

630

75

15.000

8

83

16.667

fonte: Call Jr. e Dias (1997)

A – Densidade g/cm³ B - Energia consumida na produção, MJ/m³ (1J = 3,6Kw) C – Resistência a compressão, MPa (Paralela às fibras) D - Módulo de elasticidade, Mpa E - Relação entre os valores da energia consumida na produção e resistência F - Relação entre os valores de resistência e densidade G - Relação entre os valores do módulo de elasticidade e densidade


consulte / Madeira e Construção Civil

O desenvolvimento tecnológico tem apropriado significativas qualidades ao aprimoramento dos materiais de construção: concretos com elevadas capacidades mecânicas, aços com adições químicas capazes de assegurar longevidade e resistência, mesmo submetida a meios ácidoalcalinosextremos. Também a madeira, o mais antigo material utilizado como elemento de construção, com o auxilio da bioquímica e engenharia genética aplicadas à silvicultura, principalmente na produtividade dos gêneros Eucalyptus e Pinus, tem produzido indivíduos modificados geneticamente e adequados às distintas necessidades industriais, como celulose, carvão, lâminas, mobiliária e civil. A indústria da construção civil, a mais exigente em relação aos atributos mecânicos de espécies florestais, tem recebido da indústria madeireira, auxiliada pela indústria química dos adesivos, produtos recompostos com alto desempenho, com homogeneidade da composição e isotropia físicomecânico, ampliado tratamento de preservação, disponibilidade de variadas espessuras chapas e blocos com calibragens padronizadas, aproveitamento integral do material lenhoso, baixo consumo de energia para produção e ecologicamente correto. Entre os mais utilizados pela indústria da construção apontamos apenas três:

Imagens: Divulgação.

28


1

) A madeira sólida (serrada ou roliça), mais comumente utilizada em todos os tipos e fases das obras, desde o primeiro momento ainda como piquetes de locação,

passando pelos serviços temporários de formas para moldagem de concreto, andaimes, escoramento e de forma definitiva, como estruturas de telhados esquadrias, forros e pisos.

2

) A madeira laminada colada ou MLC, (Otto Hetzer, Suiça, 1906),

composta pela colagem de lamelas(réguas de madeiras), que, unidas por adesivos, ficam dispostas de tal maneira que as suas fibras estejam paralelas entre si, apresentando ótimo desempenho e esbeltes a grandes vãos, em variadas formas como retas, arcos, curvas e torções.

3

) A madeira recomposta em OSB (Oriented Strand Board) - Painel de Partículas Orientadas (James Clarke, 1954) - é produzida a partir de lascas de

madeira, seguindo determinada orientação. As chapas ou blocos de OSB possuem baixo custo de produção e consumo, além de apresentarem ótimas propriedades físicomecânicas, que superam em muito às da madeira sólida.


consulte / Madeira e Construção Civil

Dentre os diversos elementos de madeira e derivados disponíveis no mercado, selecionamos apenas a sólida, laminada e OSB, objetivando apresentar ao leitor as possibilidades construtivas deste material, que não se limita a pequenas obras, nem tão pouco em figurar apenas nos bastidores da construção civil como fazemos. A arquitetura e engenharia fora dos limites

Edifício residencial – Graphite - Vista interna na fase de construção

territoriais da “cultura” acadêmica brasileira têm investido em estudos, pesquisas e técnicas construtivas em busca do melhoramento dos sistemas construtivos com edifícios mais leves, confortáveis, seguros e principalmente adequados aos requisitos da sustentabilidade. Desta forma, selecionamos apenas alguns exemplares de obras executadas em madeira como ilustração das possibilidades e potenciais da madeira.

Vista externa do Edifício residencial – Graphite – implantado no bairro Hackney em Londres, com 9 Pavimentos em Madeira Laminada Cruzada. Projeto Waugh-Thistleton Architects, 2009.

Imagens: Divulgação.

30

Edifício residencial – Graphite - Vista interna na fase do pré-acabamento.

Edifício residencial – Graphite - Vista interna acabado


. L IA C N E S S E É A T R E C A USAR A MADEIR . A D IN A R O H L E M É O TER UM BOM PROJET

34 3238-6100 0800 342 061 Av. Getúlio Vargas, 3997


32

Cultural / musica

Imagem: Divulgação.


Diogo Nogueira: Samba e amor A voz, o olhar e o charme carioca do sambista.

Q

uem admira os olhos verdes de Diogo Nogueira, muitas vezes não percebe a bagagem que eles carregam. Desde

a infância, tinha o sonho de ser jogador de futebol e chegou a treinar na categoria de base de clubes do Rio de Janeiro e de Porto Alegre. Mas uma contusão no joelho mudou o rumo da carreira e, hoje, aos 31 anos, Diogo vive da música que leva alegria a multidões: o samba. O gosto pelo gênero musical, aliás, está no sangue. Diogo é filho do saudoso sambista João Nogueira, que faleceu vítima de um infarto, em 2000. Descoberto o talento, os últimos seis anos foram de sucesso profissional. Diogo Nogueira alcançou a marca de mais de meio milhão de CDs e DVDs vendidos e participou em 40 projetos como convidado. Multitarefa, o cantor é compositor de sambas-enredos da Portela e, por três anos consecutivos, levou a nota 10 dos jurados.


34

Cultural / musica

Multimídia, o artista também é destaque como apresentador do programa de televisão “Samba na Gamboa”, veiculado na TV Brasil. Global, o desempenho do carioca foi premiado com um Grammy Latino, em 2010, e, em cima do palco, ele já foi visto por muitos (Diogo já realizou turnês internacionais e apresentações em cidades da Europa e dos Estados Unidos). E foi em uma viagem que Diogo Nogueira fez um show inesquecível. Em 2012, o CD e DVD “Diogo Nogueira ao Vivo em Cuba” trouxe aos fãs o registro de sambas antigos em uma performance no imponente Teatro Karl Marx, em Havana. No setlist, estão interpretações memoráveis de “Madalena” (de Ivan Lins) e “Que maravilha” (de Jorge BenJor), além do pout-pourri “Acreditar / Sonho meu / Coração em desalinho / Deixa a vida me levar”. A voz grave e macia, além da malemolência herdadas do pai, Imagens: Divulgação.

aparecem com força total na ilha de Fidel.


Cadência do samba Para os apaixonados pela boa música, o cantor Diogo Nogueira apresenta uma ótima opção na hora de se presentear


36

Cultural / musica

alguém. O último álbum, intitulado “Mais amor”, traz

é muito especial, com a casa sempre cheia por

como tema esse sentimento tão fundamental na

aqui, com as turnês internacionais e toda essa

vida. E o artista declara: “O amor nunca vai acabar”.

repercussão. Agradeço às mulheres mais importantes

No disco, a homenagem do cantor é dedicada às

do mundo e às que me criaram”, afirma.

mulheres. “O amor faz a diferença em todos os

Além do amor maternal, o álbum guarda espaço para

setores da nossa vida, independentemente de

um triângulo amoroso em um ritmo bem dançante. Ao

onde ele vem. Eu me sinto muito amado e acho

lado de Zeca Pagodinho, Diogo canta as desventuras de

isso maravilhoso. Esse momento da minha carreira

um homem que ama duas mulheres na canção “Quem


Imagens: Divulgação.

vai chorar sou eu”, de Serginho Meriti e Rodrigo Leite. “O cara está desesperado porque não quer largar nenhuma das duas mulheres. O Zeca deu um tempero maravilhoso a esse nosso primeiro encontro em um disco meu. Além de grande compositor, Zeca canta com aquela divisão que só ele sabe fazer”, diz Diogo.

Paixão Já a música “Desejo me chama”, que toca nas rádios brasileiras, é um samba composto por André Renato e Leandro Fab, este último conhecido por compor hits com Seu Jorge. A letra romântica, é claro, traz paixão e um pedido: “Eu ‘tô’ apaixonado, entregue ao prazer / ‘Tô’ querendo um contrato com o seu coração / Vitalício e fiel, sem desilusão”. E sem dúvida, paixão é algo que as fãs de Diogo enxergam nos olhos verdes do moço. Tanta paixão que a fotografia que revela o olhar arrebatador do carioca foi a escolhida pelas próprias fãs, em uma enquete


38

Cultural / musica

no Facebook, para estrelar a capa do novo álbum. A elas, o cantor deixa o recado: “A gente precisa amar o mundo em que vivemos. Temos que dedicar nosso amor também à vida, ao mundo, à cultura. Tudo precisa de amor sempre”. Olhando desse jeito, quem é que discorda?

Imagens: Divulgação.


IlumInação e som de qualIdade é tudo o que sua festa precisa.

3219-5503

34 / 9976-1873 R. José de Oliveira Pinto, nº 90 B. Cidade Jardim - Uberlândia - MG www.festsom.com.br


40

Cultural / arte

O palhaço da Rússia Slava Polunin: humor para rir e refletir.


Imagens: Divulgação.

D

e nome bastante complicado e com uma careca proeminente cercada de fartos cabelos nas laterais da cabeça, o sexagenário Vyacheslav

Ivanovich Polunin talvez passaria despercebido em muitas cidades de sua terra natal, a atual Rússia. Porém, quando encarna um personagem, o palhaço Slava Polunin, o russo de 63 anos mostra a que veio: causar gargalhadas em cada palco que pisa e a toda plateia que tem o privilégio de assistir ao seu show. Considerado por artistas e críticos como o melhor palhaço em atuação no planeta, o russo apresentou, em 2007, o espetáculo “Slava Snowshow” em São Paulo e no Rio de Janeiro. Os brasileiros conheceram de perto o trabalho de Polunin, que fez questão de avisar: embora sejam as


42

Cultural / arte

crianças as que mais se encantam com o palhaço, a missão de Slava Polunin é fazer os adultos felizes. Uma filosofia que talvez se explique pela história de vida do palhaço, idealizador dos espetáculos “Asisyairevista”, “Snowshow” e “Diabolo”, além de ter sido o criador de muitos números do também famoso Cirque du Soleil. Nascido em uma família pobre da cidade russa Novosil, ainda adolescente, Slava chamou a atenção na escola de teatro, com imitações de Charles Chaplin, um ícone da comédia. Aos 18 anos, Slava se intitulou “uma pessoa que faz caretas” e, dessa forma, jogouse no mundo artístico. Mas foi somente em 1981, já com 31 anos, que o palhaço teve sua primeira bem sucedida apresentação televisionada. Um ano depois, em Leningrado (Rússia), o artista promoveu uma parada com a participação de 800 mímicos. Slava Polunin começava, então, a ficar famoso não só entre os conterrâneos como também no Ocidente. Ainda União Soviética, o seu país estabelecia restrito controle sobre os artistas. Os eventos de Slava iam, portanto, de encontro ao comando comunista, assim como o Festival de Teatro de Rua


Imagens: Divulgação.


44

Cultural / arte

Imagens: Divulgação.

da URSS, realizado em 1987. Dois anos depois, Polunin novamente contou com a força popular para promover “A caravana da paz”, com participação de mímicos de diversas partes do planeta, que passaram a se apresentar nas ruas de cidades europeias, durante um período de seis meses.


Ascensão Com o fim da União Soviética e a reabertura do país ao ocidente, agora como Rússia, Polunin voltou seus planos à criação da “Academia dos tolos”, um centro artístico que iria ressurgir a cultura do carnaval entre os russos. Mas o projeto não foi à frente. Polunin então aproveitou-se da abertura econômica e política para iniciar apresentações comerciais bem-sucedidas no ocidente. O intuito do palhaço era o de arrecadar recursos para a reformulação da “Academia de tolos”. Se não pode se vangloriar da tentativa de fazer crescer a academia, Slava Polunin não tem o que se queixar das apresentações feitas mundo


46

Cultural / arte

afora. O elogiado “Snowshow”, que esteve no Brasil, e o espetáculo “Diabolo” são exemplos bem sucedidos do trabalho desse palhaço, pobre de nascimento, mas rico em dom artístico, que tem se dedicado às apresentações por vezes cômicas e tantas vezes feitas para refletir sobre a vida e a morte.

Imagens: Divulgação.


TENHA O CONTROLE DA SUA CASA EM SUAS MÃOS

Controle sua iluminação, suas cortinas e seus equipamentos de áudio e vídeo. Acesse sua casa de qualquer parte.

Tudo isso ao toque de um botão.

34 3214

1804 34 9225-0011

R. Alexandrina de Castro Cunha, 125 Jd. da Colina - Uberlândia - MG

adrianojb@newhomeautomacao.com.br www.newhomeautomacao.com.br


So cial / De Ponto a Ponta – Chile

Imagem: Divulgação.

48


Conhecimento alĂŠm das fronteiras Profissionais premiados pelo nĂşcleo De Ponto a Ponta desfrutaram de uma viagem a Santiago, no Chile, e visitaram a Casa Cor.


Imagem: Núcleo De Ponto a Ponta

50

So cial / De Ponto a Ponta – Chile

Valle Nevado

Valle Nevado

“Nos divertimos muito! Foi um prazer conhecer melhor grandes profissionais. Valle Nevado e a Vinícola Concha Y Toro são os destinos que mais indico”.(Déborah Greco – Arquiteta e Urbanista)

“Incluir Chile no roteiro de premiação foi inovador! Só tenho a agradecer e parabenizar o grupo De Ponto a Ponta pela dedicação e profissionalismo”. (Moabe Esteves - Designer de Interiores)

Imagens: Divulgação.

Imagem: Núcleo De Ponto a Ponta

Valle Nevado

Imagem: Núcleo De Ponto a Ponta

Valle Nevado

Valle Nevado


Vinícola Concha Y Toro

A capital chilena Santiago foi o ponto de parada de mais um grupo contemplado pelo núcleo De Ponto a Ponta. O pacote de viagem para os dias 24 a 27 de outubro incluiu todos os custos de passagens aéreas, traslado, hospedagem, além de uma visita à vinícola Concha y Toro e convites para a Casa Cor Chile com 29 ambientes. Ao chegarem à maior cidade daquele país, os participantes tiveram à disposição um guia bilíngue que contextualizou a história e cultura da nação sul-americana. Durante o

“Santiago é uma cidade maravilhosa, emoldurada pela Cordilheira dos Andes e com paisagens de tirar o fôlego. Muito obrigada! Esse passeio enriqueceu nossa convivência com os demais profissionais e patrocinadores”. (Vanessa Merola - Designer de Interiores)

tradicional city tour, os profissionais puderam contemplar a arquitetura neoclássica e moderna do destino e apreciar a paisagem quase que intocável sob a ótica da estação de ski Valle Nevado e Hotel Puerta Del Sol, por exemplo. Na principal cidade daquele país, também estiveram no Mercado de Santiago, no Shopping Parque Arauco e se hospedaram no Hotel Atton Las Condes. O prêmio foi uma oportunidade ímpar para que os profissionais das áreas de arquitetura, decoração e paisagismo pudessem se divertir, estreitar as relações profissionais em uma ocasião informal e intimista e agregar muito mais à bagagem cultural, assim como relatado por alguns dos sortudos.

Vinícola Concha Y Toro


52

So cial / De Ponto a Ponta – Chile

Vinícola Concha Y Toro

Vinícola Concha Y Toro

CasaCor

CasaCor

CasaCor

CasaCor


QUALIDADE, SEGURANÇA E DESIGN EM UMA SÓ PORTA.

Trabalhamos com Portas Transvision. Porta automática com aparência de vitrine. Trabalhamos também com portas em laminas: Meia cana Lisa, Tijolinho, Junta prumo e Raiada.

• • • • •

PORTAS AUTOMÁTICAS

Residencial Industrial Comercial Porta Social de Vidro Cancela Automática

3232 5491

34 R. Maipó, 55 - B. Santa Rosa - Uberlândia - MG contato@aunidas.com.br www.aunidas.com.br Deus é fiel.


so cial / De Ponto a Ponta – Rio de Janeiro

Nos braços do Redentor Profissionais premiados pelo Núcleo De Ponto a Ponta desfrutaram de uma viagem à Cidade Maravilhosa em um clima de muita amizade e interação.

Imagem: Divulgação.

54


56

so cial / De Ponto a Ponta – Rio de Janeiro Premiados pelo núcleo De Ponto a Ponta, 16 profissionais de arquitetura, design e decoração e mais 7 empresários da área e acompanhantes estiveram no Rio de

Imagem: Núcleo De Ponto a Ponta

Janeiro entre os dias 8, 9 e 10 novembro para desfrutar os encantos da Cidade Maravilhosa. O roteiro dessa viagem começou com a visita à famosa praia de Ipanema. E, depois de relaxar na areia, o grupo conheceu a exposição Casa Cor Península, na Barra Tânia Souza, Bruna Tavares e Jorge Ben Jor

da Tijuca. Programas gastronômicos fizeram parte do itinerário e restaurantes como o Aprazível, em Santa Tereza, e o Mio Ristoranti, em Ipanema, receberam os viajantes.

Rio Senarium (Lapa)

Já o bar Bracarense, eleito como o melhor do Brasil pelo jornal norte-americano “The New York Times”, foi o destino certo do grupo para jogar conversa fora, na calmaria do Leblon. A noite reservou um itinerário mais dançante: foi no Rio Scenarium, na Lapa, que o pessoal se divertiu em ambientes regados a samba e rock nacional. Porém, em um fim de semana tão agitado e repleto de atividades, o que mais agradou a todos não foi o sol ou o mar carioca. O clima litorâneo se refletiu no convívio do grupo e os participantes foram unânimes em dizer que o melhor da viagem foi o clima de amizade. Confira!

Imagem: Divulgação.

Imagem: Núcleo De Ponto a Ponta

Casa Cor


Imagem: Divulgação.

Praia de Copacabana

“Cidade maravilhosa com companhias excelentes. Tinha tudo para ter dispersão e a formação de ‘panelinhas’. Mas que nada! Foram momentos de confraternização e de amizade.” (Rosana Rodrigues)

Cristiane Zumpano Imagem: Núcleo De Ponto a Ponta

Imagem: Núcleo De Ponto a Ponta

“O momento de interação com os profissionais foi o melhor da viagem. Foi uma oportunidade para encontrar a todos, trocar informações e estabelecer novas amizades.” (Tânia Souza) Imagem: Núcleo De Ponto a Ponta

Imagem: Divulgação.

“Tudo foi bom! As companhias eram super agradáveis. Aliás, qualquer lugar fica perfeito quando se está em boa compannhia. E este foi o caso!” (Gisa Corrêa Nunes)

Casa Cor


58

so cial / De Ponto a Ponta – Rio de Janeiro

Imagem: Divulgação.

“A viagem foi fantástica, especialmente pela turma. Ficamos bons amigos. Algumas pessoas, por exemplo, eu já conhecia, mas nunca havia conversado.” (Elte Maximiano)

Imagem: Núcleo De Pontoa a Ponta

Restaurante Aprazível

Imagem: Núcleo De Pontoa a Ponta

Restaurante Aprazível

Imagem: Núcleo De Pontoa a Ponta

Restaurante Aprazível

Imagem: Núcleo De Pontoa a Ponta

Imagem: Núcleo De Pontoa a Ponta

Praia de Ipanema

Ipanema


60

so cial / Projeto edificar

solidariedade em alta Arquitetos, designers, decoradores e empresas participantes do Núcleo De Ponto a Ponta promoveram confraternização de natal para crianças do bairro Aclimação em apoio à Casa de Acolimento Fraterno Santa Gemma, o momento foi de muita alegria e brincadeiras.


A iniciativa surgiu após viagem dos profissionais contemplados pelo Núcleo ao Rio de Janeiro para visita à CasaCor. Criando assim o nome Projeto Edificar. Essa atitude foi apenas um ponta pé inicial para uma série de outras ações em benefício à comunidade que o grupo irá realizar.


62

So cial / Revista progetto

CONSOLIDAÇÃO Convidados confraternizam durante lançamento da segunda edição da Revista Progetto.

Imagens: Marlon Fernandes

#RevistaProgetto


O

coquetel de lançamento da segunda edição da Revista Progetto, realizado no dia 30 de outubro, contou com

a participação de renomados profissionais do ramo de decoração, design, arquitetura e paisagismo, além de jornalistas e publicitários. No espaço da Serta Store Uberlândia, no Center Shopping, os convidados puderam desfrutar de um ambiente acolhedor e confraternizar com especialistas e empresários do setor. A Revista Progetto surgiu da premissa de levar mais conhecimento e entretenimento aos leitores por meio de uma abordagem informativa, suave e com conteúdo multitemático. Além de assuntos especializados, a edição abordou temas variados nas editorias de Cultura, Turismo, Comportamento e Esporte. Também apresentou uma matéria exclusiva com o arquiteto paisagista Marcelo Novaes e outra sobre os grandes projetos da arquiteta


Imagens: Cleiton Borges

iraquiana e universal Zaha Hadid.

a equipe do núcleo De Ponto a

Para consolidar ainda mais o

Ponta oportunizou aos convidados

trabalho em um tempo onde

o acesso à internet via wi-fi para

as redes sociais surgem para

que pudessem publicar fotos e

estreitar ainda mais as relações,

comentários em tempo real.


66

Arquitetura e Design / Ambientar


I N O VA Ç Ã O E S O F I S T I C A Ç Ã O S E M P R E .

34 3238.0000 Av. Nicomedes Alves dos Santos, 2853 Jardim Karaíba | Uberlândia - MG www.evaldofaria.com.br


Mestre da plasticidade arquitetônica, Ruy Ohtake tem obras marcadas pelo tom social.

As linhas que unem beleza à praticidade Imagem: Divulgação.


70

Arquitetura e Design / Grandes Projetos

As curvas da embaixada brasileira e da residência do embaixador, em Tóquio, no Japão, ou do Club de Las Americas, em Santo Domingo, na República Dominicana, não nos deixam enganar. Ali há o traço de Ruy Ohtake. O arquiteto e designer de móveis brasileiro, que também assina os jardins e o museu aberto do Museu de Arte das Américas da OEA (Organização dos Estados Americanos), em Washington, nos Estados Unidos, é responsável por mais de 300 obras no Brasil e no exterior. Nascido em São Paulo há 75 anos, esse filho da artista plástica Tomie Ohtake e do agrônomo Alberto Ohtake (falecido em 1961), estudou na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, onde se formou em 1960. A arquitetura de Ruy Ohtake é conhecida por mesclar a pesquisa tecnológica com uma plasticidade única, o que imprime a sua obra um caráter autoral e também sensível às condições de construção brasileiras. Dentre as centenas de projetos assinados por Ruy Ohtake, há trabalhos em obras públicas, cinemas, teatros, escolas, escritórios, edifícios de apartamentos e residências.


Imagens: Divulgação.


72

Arqu Arquitetura e Design / Grandes Projetos

Projetos No Brasil, destacam-se como projetos do arquiteto o residencial de Heliópolis, os hotéis Unique e Renaissance, o Expresso Tiradentes, o Centro Cultural

Elogiado por Oscar Niemeyer pelo estilo que

de Guarulhos (Adamastor), o Instituto Tomie Ohtake

marca uma plasticidade livre, o desenho de Ruy

e o premiado Parque Ecológico do Tietê, todos

Ohtake, ganhador de 25 prêmios, também pode

em São Paulo. Na capital federal, as linhas de Ruy

ser admirado em obras da capital paulista, como

Ohtake estão presentes no hotel Royal Tulip Alvorada,

os edifícios Santa Catarina, na avenida Paulista, e a

no Estádio do Gama e no Brasília Shopping.

Fundação Carlos Chagas, na Rua Conde de Sarzedas.


Imagens: Divulgação.


74

Arquitetura e Design / Grandes Projetos

Traços marcantes Uma das obras mais famosas de Ruy Ohtake, que conta com um forte apelo no sentindo de

Preocupado com o uso social do seu talento, Ruy Ohtake usou de

beneficiar a sociedade, é o condomínio residencial

sua arquitetura conceitual com o intuito de pensar

de Heliópolis. Lá, as características do desenho

apartamentos de 45 m² construídos em prédios

foram usadas na formatação de conjuntos

cercados por áreas de lazer e centros de convivência.

habitacionais, que, na verdade, são prédios de

Já a residência ateliê de sua mãe, a renomada artista

três andares para atender comunidades carentes

plástica Tomie Ohtake, talvez seja a cereja do bolo de

da favela de Heliópolis, na grande São Paulo.

toda a obra do arquiteto. Afinal de contas, não é a toa

Imagens: Divulgação.


76

Arquitetura e Design / Grandes Projetos


Imagens: Divulgação.

que a construção ainda impressiona, desde seu projeto feito em 1966, e até hoje é incluída na lista das grandes maravilhas arquitetônicas espalhadas pelo mundo, como as casas cúbicas de Roterdã, na Holanda, a La Pedrera, de Gaudí, em Barcelona, na Espanha, ou o Centro Georges Pompidou, em Paris, França.


78

Arquitetura e Design / Grandes Projetos

Imagens: Divulgação.

Atividade Atualmente, Ruy Ohtake desenvolve um projeto em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, que será a construção do maior aquário de água doce do planeta. O Aquário do Pantanal, como foi batizada a nova maravilha do arquiteto paulistano,


terá 6,6 milhões de litros de água, 263 espécies e sete mil animais. Além do tanque, o complexo terá uma biblioteca para pesquisa de livros e teses sobre o Pantanal, um centro de conferências e laboratórios para estudos das espécies do bioma brasileiro.


DUAS GIGANTES JUNTAS. EFICIÊNCIA E SOLIDEZ


IMOBILIÁRIA

A união de novos conceitos com 22 anos de tradição.

34 3231 7007 / 9123 9003 Rua Abdalla Haddad, nº 189 N. Sra. Aparecida - Uberlândia - MG elloengenharia.com


82

Arquitetura e Design / De Ponto a Ponta

Núcleo De Ponto a Ponta Um consolidado conceito de parceria e valorização dos profissionais no mercado de arquitetura e decoração.

Criado em 2010, o Núcleo De Ponto a Ponta é

disseminador da nova postura econômica, que pretende

uma entidade sem fins lucrativos que reúne um

estreitar o relacionamento entre arquitetos, decoradores

seleto grupo de empresas uberlandenses. Todas,

e demais profissionais e empresas que atuam no setor

em comum, têm a alta qualidade dos produtos

de construção civil e acabamento. Bem como, dessa

e serviços oferecidos aos consumidores.

forma, proporcionar o fortalecimento do mercado e

Por meio de campanhas, o Núcleo já premiou dezenas de

gerar negócios de sucesso entre os participantes.

pessoas envolvidas nas áreas de arquitetura e decoração

Cadastre-se

como forma de reforçar a sua credibilidade e de se firmar como um importante mecanismo para o encontro

Você já se cadastrou? Se não, corra e faça o seu

de profissionais criativos e empresários visionários.

cadastro em www.depontoaponta.com.br para

Assim, o Núcleo De Ponto a Ponta constitui-se em um

acumular pontos e trocar por viagens incríveis.

www.depontoaponta.com.br


O Portal O site www.depontoaponta. com.br foi desenvolvido inspirado no novo perfil do Núcleo De Ponto a Ponta e, por isso, a facilidade de navegar continua presente. Na página virtual, você confere as lojas integrantes do Núcleo e tira todas as suas dúvidas. São lojas conceituadas de variados segmentos que oferecem produtos diferenciados para todos os passos da construção, desde o início da obra até o acabamento e a ambientação. Além disso, pelo site, é possível acompanhas as campanhas do núcleo que garantem viagens e divulgação de projetos em matérias especiais aqui na Revista Progetto.

Campanha 2013

relacionados aos prêmios em viagens. Para participar, um cadastro deve ser feito no site www.depontoaponta.com.br. Após isto, é só começar a pontuar para poder concorrer à Campanha 2013. E, você que já está cadastrado, continue pontuando. Quanto mais pontos acumular, maiores prêmios você pode ganhar. A proposta do Núcleo De Ponto a Ponta é proporcionar experiências incríveis aos ganhadores em cada uma dessas viagens. Nelas, os profissionais visitam mostras de decoração e feiras, possibilitando unir a descontração do passeio com o aprimoramento dos seus conhecimentos. Os participantes, por meio das experiências adquiridas com outras culturas e padrões, agregam novas ideias e

Não fique de fora da 4ª Edição da Campanha do Núcleo De Ponto a Ponta. A nova campanha está em andamento desde o dia 1º de abril e prossegue até 31 de março de 2014. As novidades reservadas são muitas, incluindo novos destinos

melhoram seus projetos, fortalecendo ainda mais o mercado.

www.depontoaponta.com.br


Argentina

Dubai

Passagem

Passagem

Traslado

Traslado

Hospedagem

Hospedagem

Visita à Casa FOA

Imagens: Divulgação.

Punta Cana

Santiago - Chile

Passagem

Passagem

Traslado

Traslado

Hospedagem

Hospedagem Visita à Casa Cor

www.depontoaponta.com.br


EMPREENDIMENTOS VERTICAIS Silvone Batista e a visão empreendedora do mercado imobiliário.

A busca pela comodidade, segurança e praticidade

No bairro Fundinho e proximidades, localizado na área

contempla o desejo de grande parte das pessoas que

nobre central, são onde ainda estão concentrados

procuram o local ideal para morar. Essa realidade

os melhores empreendimentos verticais com essas

tem refletido no mercado imobiliário de Uberlândia,

características. Acredita-se que, com a valorização da

principalmente, no que se refere a uma sociedade cada

zona sul, o segmento seja expandido e divida espaço

vez mais interessada em estreitar o tempo, a fim de

com os condomínios residenciais de alto padrão,

conciliar todos os compromissos diários. Por isso, os

uma vez que, no tradicional bairro, já não é permitido

apartamentos têm estado na preferência desse público.

construir mais prédios acima de três pavimentos.

Sob o olhar especialista Silvone Batista, a designer

Para a empresária, ofertar prédios maiores é uma

de interiores, corretora de imóveis e proprietária

questão de necessidade para o município. “Ainda sim

da empresa Negócios & Negócios (responsável por

temos uma boa demanda. Por falta de opção, aquele

investimentos como Pátio da Colina e Village Altamira,

cliente que prefere apartamentos pela localização mais

por exemplo), o setor vive uma constante na cidade,

central compra imóveis

mas ainda há uma carência em lançamentos de

antigos e parte

apartamentos com área privativa igual ou superior a

para uma grande

300 m², com projetos elaborados e localização nobre.

reforma. Outros

“Existem clientes que querem morar bem, com funcionalidade, e que não abrem mão de uma localização mais central e de um bom apartamento. As famílias passam por etapas na vida e cada uma delas exige um

acabam indo para casas de condomínio”, ressaltou.

tipo e tamanho de moradia. Há muitos clientes com esse perfil e não temos como atendê-los”, disse. 34 3238-6606 | 9979-6606 Rua Tiradentes, 449 Fundinho - Uberlândia MG imobiliaria@negociosxnegocios.com.br www.negociosxnegocios.com.br

Negócios & Negócios Consultoria e Investimentos Imobiliários


86

Arquitetura e Design / Ambientar

Fábio Azzini

A linguagem minimalista retratada pelos detalhes Arquiteto

M

enos também é mais”. A famosa

frase é atribuída ao conceito “minimalista”, que destaca sobre a importância de simplificar tudo e de se concentrar nos detalhes mais importantes para garantir os melhores resultados. Foi justamente essa concepção que o arquiteto Fábio Azzini colocou em prática. Acostumado a trabalhar com diferentes tipos de ambientes, Fábio aliou o moderno ao simples. Com essa mistura transformou a casa em um ambiente sofisticado e aconchegante. Cada traço, cor, escolha e

Imagens: Cleiton Borges.


Imagens: Cleiton Borges


88

Arquitetura e Design / Ambientar

particularidade dos ambientes, foram minuciosamente calculados e estudados. A casa tem dois andares e fica localizada em uma esquina da cidade de Catalão em Goiás. Uma casa com cor clara para deixar os ambientes amplos e mais modernos. Os cômodos espaçosos do primeiro piso, como a sala de estar, de televisão, a cozinha e até a varanda foram cuidadosamente integrados. Desta forma, a sensação é que a casa é maior do que realmente é. Os donos são recém-casados e um casal jovem. A ideia inicial era que fosse uma casa fácil com integração dos espaços. Do ambiente interno você tem a visualização da piscina e da varanda gourmet.

Fachada A fachada moderna dá a impressão

Imagens: Cleiton Borges

de que a casa tem três andares.


Para ter essa sensação, foi feito jogos de telhado, para tentar integrar duas linhas de telhado com caixote. Uma casa de esquina com duas fachadas.

Escada espelhada A escadaria da casa toda feita em granito e vazada

A fachada em L com a preocupação de desenvolver

ganhou um charme a mais nas mãos do decorador.

uma casa harmonizada com as da vizinhança.

Foram instalados espelhos na parede que fica em

A porta de entrada foi desenvolvida como se fosse

frente aos degraus. Para tirar a sensação de descer

uma porta de 3 metros de altura, mas ao abrir a

da escada e ver uma parede, um espelho foi colocado,

percepção é de que ela teria uma altura comum.

além de dar a sensação de um ambiente mais amplo.


90

Arquitetura e Design / Ambientar Mais espaço A varanda gourmet delicadamente desenhada e estruturada para receber convidados e garantir uma estada aconchegante foi integrada à garagem, cujo espaço é amplo e pode receber até três carros pequenos. Desta forma permite com que os donos recebam mais convidados porque há mais espaço. Com a garagem vazia é possível ter um espaço amplo.

Privacidade Ao mesmo tempo em que a casa integra salas,

Imagens: Cleiton Borges

cozinha, varanda e até a garagem, é possível


deixar cada ambiente individual e com a característica íntima. É que Fábio instalou portas e persianas que se fecham, de acordo com a necessidade dos moradores. Mesmo que a integração seja total, é possível manter a privacidade quando se fecha as portas, esse era um detalhe destacado pela proprietária e foi trabalhado sutilmente.

Iluminação sustentável Pensar em um ambiente que gaste pouca energia elétrica foi uma das prioridades do arquiteto. Os cômodos da casa são quase todos abertos e durante o dia a necessidade de acender


92

Arquitetura e Design / Ambientar

uma luz, é praticamente, nula. Além disso, a circulação de ar é cruzada, o que evita o uso do ar condicionado. A ideia era aproveitar a claridade natural e tornar a casa mais sustentável. Um led e um spot externo foram trabalhados Imagens: Cleiton Borges

para ter iluminação de pé direito.

Lavabo Construído para os visitantes, o lavabo também teve uma atenção especial. O piso dá a sensação de ser um mármore. O espaço para lavabo com lavatório, mas no lugar também foram colocados chuveiro e box.

Ficha Técnica Metragem da Obra

394 mt2

Arquitetura

Fábio Azzini

Design de Interior

Fábio Azzini

Paisagismo

Ithiban Paisagismo

Engenheiro

José Carlos Cunha

Descrição

Casa, 394 MT2, telha concreto, esquadrias em alumínio. Lavabo porcelanato calacata. Piscina de vinil aquecida, hidromassagem, borda de granito. Porta ACM, material IMBUIA, 1,60 X 7 M DE ALTURA ABERTURA 1,60 X 2,5.


verão? Sua casa está pronta para o

INFILTRAÇÃO,VAZAMENTO, UMIDADE E TRINCA DR. ZAPI TEM A SOLUÇÃO. Na Zapi você encontra as melhores soluções em impermeabilização. Tudo para uma casa 100% protegida.

34 3232-8990 34 3291-2500

Loja 01: R. Ceara, 1652 - Umuarama - Uberlândia - MG Loja 02: Av. João Naves de Ávila, 3737 - Santa Mônica - Uberlândia - MG

www.drzapi.com.br


94

Arquitetura e Design / Ambientar

Neuza Medeiros Resultado positivo em pequenos espaços

Imagens: Cleiton Borges

Designer de Interiores

C

ada vez mais os apartamentos e casas são construídos em proporções menores e fazer com que todos

os objetos pessoais e móveis caibam dentro deles é um verdadeiro desafio. Por isso, transformar pequenos espaços em “grandes” na sensação é ainda mais difícil. Mas, tudo é possível quando a criatividade e o conhecimento sobre o melhor aproveitamento do espaço falam mais alto.


96

Arquitetura e Design / Ambientar

A decoradora Neuza Medeiros fez o apartamento de 58 metros quadrados parecer ter 100. O projeto foi elaborado na planta, antes do fechamento em alvenaria acontecer. Foram feitas bastantes alterações, com prévia, autorização do contrutor. A planta oficial contava com dois quartos, suíte, banheiro social, sala com um ambiente, duas sacadas pequenas e cozinha. Hoje, ao entrar no apartamento a sensação é de que essa planta nunca existiu.

O quarto de visitas foi eliminado para integrar a cozinha à sala de estar e garantir mais espaço para receber convidados. Com isso, neste ambiente, 12 pessoas já se reuniram para uma confraternização. Tudo foi minuciosamente planejado para caber tudo o que precisava ser instalado no apartamento. São pequenos espaços que foram bem solucionados e deixaram o ambiente harmonioso. Tradicionalmente as cores claras dão a sensação de amplitude e com essa premissa, a opção pelo branco nas paredes e nos móveis, ampliou ainda mais o local. Para quebrar a ideia de “tudo branco”, foi instalado o chão que simula uma madeira.


Imagens: Cleiton Borges


98

Arquitetura e Design / Ambientar

Sacadas integradas

Cozinha planejada

O apartamento contava com duas pequenas sacadas,

A dona do apartamento é apaixonada por louças,

uma no quarto do casal e uma na sala de estar. Cada uma com um metro de extensão, por não ter utilidade para os moradores, elas foram retiradas. Vidros foram instalados para não permitir a

por isso, a decoradora fez questão de não deixar essa parte de fora do projeto. Com uma cozinha totalmente planejada para que sobrasse espaço para

entrada de poeira e água da chuva. Com isso,

cozinhar e receber amigos, ela conseguiu instalar

ampliou o tamanho da sala e do quarto.

um “louceiro” que deu um charme no ambiente.


Imagens: Cleiton Borges


Arquitetura e Design / Ambientar

Com a mudança o banheiro social ganhou mais espaço. A bancada é de 1,70 m² que deu a oportunidade de guardar todos os objetos pessoais, como bijuterias, produtos de beleza e toalhas. Todas as alterações e os móveis escolhidos pela decoradora comprovaram que quando a técnica é aliada ao bom gosto e ao bom aproveitamento dos pequenos espaços, o resultado é sempre

Imagens: Cleiton Borges

100

positivo e que garante melhor qualidade de vida para quem vive em ambientes menores.

Ficha Técnica Metragem da Obra

58m2

Arquitetura

-

Deseign de Interiores

Neuza Medeiros

Paisagismo

-

Engenheiro

-


102

Arquitetura e Design / Ambientar

Alessandro Rende Contraste de cores em meio à natureza Arquiteto

C

om perspectiva inspiradora a casa fica na

A casa faz contraste com as edificações e

parte superior e plana de um terreno em

o céu característico do cerrado mineiro,

declive, na zona sul de Uberlândia. A casa é

permite uma vista bela, generosamente

térrea e o arquiteto Alessandro Rende aproveitou a

explorada a partir da topografia da área.

perfeitamente a vista da linha do horizonte, o então

Ambientes são claros, pois toda a arquitetura foi

denominado “skyline” da área central da cidade.

feita para usar com abundância da luz natural.


Imagens: Arquivo pessoal


Arquitetura e Design / Ambientar

Imagens: Fabrício Oppes

104

Eles são integrados, as aberturas proporcionam grande e eficiente ventilação cruzada, dando um conforto térmico a eles. A orientação solar e o planejamento dos espaços externos possibilitam utilização destes locais durante todo ano. A natureza faz parte do clima e dos ambientes. Os revestimentos foram feitos em cores neutras, para realçar os tons da natureza e imprimir discrição ao


Arquitetura e Design / Ambientar Imagens: FabrĂ­cio Oppes

106


conjunto. A coloração fica por conta do verde da vegetação e do azul do céu, que se fazem presentes em todos os locais. A ambientação foi feita a partir da reorganização de móveis com valores afetivos e com inserção de alguns elementos, de forma que os ambientes possam ser utilizados plenamente no dia a dia com conforto e descontração. Um mix de tecnologia e


Arquitetura e Design / Ambientar Imagens: Fabrício Oppes

108

simplicidade, dos materiais tradicionais e naturais, resultaram na praticidade da manutenção, da utilização da residência, em que o verde das plantas e o azul do céu são onipresentes.

Ficha Técnica Metragem da Obra

293,38 m2 construida 1.167,50 m2 terreno

Arquitetura

Alessandro Rende

Designer de Interiores

Lilian Tibery

Paisagismo

-

Engenheiro

-


SISTEMA DE ASPIRAÇAO CENTRAL • • • • •

PISOS FRIOS PISOS DE MADEIRA CARPETES TAPEÇARIAS ESTOFADOS

O sistema é simples: As tomadas de Aspiração são estrategicamente instaladas pela casa/apartamento e ficam interligadas à central através de uma rede de tubulações de PVC. O Sistema é acionado no momento em que conecta-se a mangueira na tomada de aspiração, assim 100% da sujeira aspirada é conduzida até a central de aspiração. Além de não ocorrer o retorno da sujeira, o que acontece com os sistemas convencionais de aspiração, o Sistema BEAM retira os ÁCAROS, FUNGOS e BACTÉRIAS. É o conceito de limpeza em conjunto com o que existe de mais importante na sua família - A SAÚDE E A QUALIDADE DE VIDA!

34 3223 5313 Av. Francisco Galassi, 1478 - Morada da Colina - Uberlândia - MG terraverde@terraverdeirrigacao.com.br www.terraverdeirrigacao.com.br SISTEMA DE ASPIRAÇÃO CENTRAL


110

Arquitetura e Design / Ambientar

DÊborah Greco Projeto contemporâneo explora paisagismo

Imagens: Cleiton Borges

Arquiteta


T

odo jardim começa com uma história de amor, antes que qualquer árvore seja plantada

ou um lago construído é preciso que eles tenham nascido dentro da alma.” A frase é de Rubem Alves e cai como luva para quem olha, para o projeto da arquiteta Débora Greco e para o paisagismo de Geraldo Novais, pela primeira vez. A casa tem uma história de amor com os jardins que estão entorno dela e a sensação é de que tudo tenha saído do fundo da alma.


112

Arquitetura e Design / Ambientar

Imagens: Cleiton Borges


Cada detalhe foi delicadamente pensado para deixar a casa com um ambiente agradável aos olhos e ao coração. O terreno tem cinco mil metros quadrados, ganhou vida e harmonia com os jardins e a quantidade de verde que está em volta dos 850 metros de construção.

Sensibilidade Tanto espaço assim exigiu muita sensibilidade da arquiteta. Essa é uma obra em escala maior, que é necessário pensar em um conjunto e não em um detalhe. A casa com arquitetura contemporânea está em um condomínio


114

Arquitetura e Design / Ambientar

fechado, cuja característica é colonial ou rústica. A ideia inicial era fazer algo diferente das demais. Linhas mais limpas e volumes assimétricos foram usados em um condomínio que tem outro tipo de arquitetura. O objetivo é trazer uma arquitetura

Ambientes criados Com o paisagismo em evidência, os ambientes externos ganharam ainda mais vida. A piscina, a academia e toda a área da varanda tiveram um toque a mais de

nova e mudar um pouco essa história de que casa

verde, que as tornaram mais aconchegantes. Um dos

rústica fica em condomínios mais afastados.

destaques é a cascata com piso elevado e vidro.


Fachada elementos fortes com volume arredondados, a fachada do imóvel ganhou estilo e sofisticação. Uma verdadeira construção contemporânea. A intenção é ter uma fachada limpa sem excessos.

Imagens: Cleiton Borges

Com concreto aparente, filete de São Tomé e


Arquitetura e Design / Ambientar

Um dos pontos marcantes da fachada é um grande painel com pele de vidro que integra a parte interna da sala com a fachada frontal da casa. Geralmente é feito através da varanda com a parte posterior. O interessante é que a pessoa que está dentro da sala consegue ver o que acontece no exterior, já quem está do lado de fora não consegue ver nada do lado de dentro.

Ficha Técnica

Imagens: Cleiton Borges

116

Metragem da Obra

860 m² Contrução

Arquitetura

Déborah Greco

Designer de Interiores

Déborah Greco

Paisagismo

Geraldo Novaes

Engenheiro

CS FRANCO Construtora e Incorporadora


ARQUITETURA E PAISAGISMO ALIADOS EM GRANDES PROJETOS

GERALDO NOVAES 34 9937 7666 /

3214 1380

Av. Liberdade, 1.005 Morada da Colina - Uberl창ndia - MG paisagismo@geraldonovaes.com


118

Arquitetura e Design / Ambientar

Sandra Oliveira

Criatividade proporcionando conforto Designer de Interiores


Imagens: Cleiton Borges

Um casal jovem, que gosta de reunir

Sandra Oliveira, partiu das necessidades

amigos e familiares, tinha a necessidade

apresentadas pelos moradores, a

de um lugar confortรกvel e aconchegante.

casa foi pensada para permitir o

Um lugar rico em detalhes garantiu um

acolhimento de visitas, com os ambientes

bom resultado. A designer de interiores,

integrados proporcionando conforto.


Arquitetura e Design / Ambientar

Imagens: Cleiton Borges

120

Com criatividade, o living, que é composto por sala de estar, jantar e home integrados, compõe perfeitamente o espaço e traz conforto aos moradores. Os traços, as cores e as particularidades dos ambientes, foram minuciosamente pensados. Nesses espaços, o requinte dos materiais utilizados em termos de revestimentos e mobiliários, está totalmente vinculado ao conceito de sofisticação, aliada a praticidade de uso.

Situada na zona sul da cidade, a residência é despojada e moderna. Os tons cromáticos utilizados nos ambientes dão a ideia e associam aos elementos espaciais, visuais e sensoriais aos moradores, correlacionando assim, o bem estar e funcionalidade.


Espaço Gourmet Seguindo a proposta contemporânea da residência, o espaço gourmet foi criado. Tendo em vista o prazer em receber, foi pensado em um espaço gourmet completo, assim cria-se a oportunidade de acolher bem a todos. O ambiente é composto por uma ampla mesa em madeira, para que os convidados possam ficar todos juntos.


122

Arquitetura e Design / Ambientar

Quarto do casal O lugar Ê espaçoso, as cores

na parte superior da cama da a ideia de amplitude. Um

utilizadas foram claras para

local tranquilo e aconchegante

suavizar o ambiente. O espelho

com privacidade garantida.


Imagens: Cleiton Borges

Banheiro Com banheira de hidromassagem de casal, permitindo que o casal descanse e relaxe juntos. O banheiro tambĂŠm ĂŠ composto por uma pia com duas cubas, box em vidro e dois chuveiros, permitindo que o local seja compartilhado.


124

Arquitetura e Design / Ambientar

Lavabo Com cores mais fortes o local foi criado para os visitantes, trabalhado com bom gosto e requinte o resultado foi de conforto aos usuĂĄrios.

Ficha TĂŠcnica Metragem da Obra

260 m2

Arquitetura

Ronaldo Cardoso

Designer de Interiores

Sandra Oliveira

Paisagismo

Flora Valentini Paisagismo e Jardim

Engenheiro

Eleodoro


www.telhasul.com

POR QUE A TELHA SUL?

Por um conjunto de qualidades, incluindo profissionalismo, atendimento e exclusividade de produtos. SANDRA OLIVEIRA DESIGNER DE INTERIORES

12 Av. Rondon Pacheco, 1901 � Lídice � 34 3215.7010 � Uberlândia MG


126

Arquitetura e Design / Ambientar

Marley Gerab e Márcia Paiva 1

2

Detalhes da decoração tornam restaurante mais aconchegante

Imagens: Cleiton Borges

Arquiteta1 Designer de Interiores2

E

ntrar em um restaurante e imediatamente esquecer que ele

“fastfood”, a arquiteta Marley e a Designer de Interiores Márcia, foram além.

está dentro de um shopping, é

uma tarefa praticamente impossível, já

As duas se uniram e fizeram do restaurante

que a maioria deles estão instalados em

japonês um lugar aconchegante, calmo

praças de alimentação e são considerados

e ao mesmo tempo sofisticado.


Arquitetura e Design / Ambientar

Imagens: Cleiton Borges

128

Tudo foi feito com tanto esmero e conhecimento, que nem todo o requinte que o espaço apresenta, por ter uma localização nobre e ser todo envidraçado, fizeram com que ele se tornasse um ambiente inibidor. O que demonstra que o espaço foi cuidadosamente desenhado para fazer jus ao nome dele, Keiretsu. O significado, em japonês, é de união entre várias pessoas que tenham o mesmo objetivo. E por isso que toda a criação proporciona aos clientes essa oportunidade de estarem sentados para se divertirem, comer e fazer negócios de uma forma mais tranquila e acolhedora.


Privacidade A escada posicionada no meio do salão foi colocada

Sofisticação sem deixar o tradicional

de forma estratégica, dividindo o ambiente e

O que faz o ambiente ser ainda

tornando-o mais intimista, proporcionando

melhor são as cores. A distribuição

comodidade e proximidade com as companhias.

delas neste caso foi feita de forma harmoniosa e que pudesse garantir uma característica típica do Japão. A escolha foi pelas cores tradicionais usadas em restaurantes japoneses, como vermelho, preto e cinza. Todas


Imagens: Cleiton Borges

130

Arquitetura e Design / Ambientar

elas aplicadas de uma forma sutil, deixando o ambiente mais escuro. Tanta sutileza que o vermelho foi utilizado em apenas alguns detalhes. Para aliar o tradicional ao jovial, as profissionais apostaram no uso da estrutura metålica na concepção do projeto. Foi uma forma encontrada para deixar o ambiente mais despojado e atual.


Decoração minimalista Sem muitos adornos e objetos decorativos, a impressão que se tem é que o espaço é maior do que realmente é, além de resultar em um ambiente


Arquitetura e Design / Ambientar

Imagens: Cleiton Borges

132

Ficha Técnica Metragem da Obra Arquitetura

extremamente confortável. Neste caso, os 500 m²

adornos foram dispensáveis com tranquilidade. A intenção foi fazer os ambientes interessantes

Marley Paiva Gerab

e convidativos como, por exemplo, o espaço de

Designer de Interiores

Márcia Paiva

pé direito mais baixo com sofá e espelhos.

Paisagismo

-

Responsáveis

As responsáveis pela obra foram as irmãs Malu Cassiano e Ana Carla, arquiteta e designer de interiores, respectivamente

Já o sushi bar, ganhou destaque e foi valorizado, um vez que esse espaço, normalmente, é o centro das atenções de todos restaurantes japonêses. É lá que acontece todo o movimento dos Sushimen, que são verdadeiros artistas.


Decks Pergolado Escadas Portas Forros Pisos Painéis Fachadas Bancadas Mobiliários

34 3212

4000

Rua Montreal, 99 - Tibery - Uberlândia - MG www.deckorrevestimentos.com.br

Inspire-se na elegância e charme da madeira!


134

Turismo e Comportamento / Grandes Destinos

No ritmo de Aruba Praias deslumbrantes e muito romantismo em uma das mais famosas ilhas das Caraíbas.

A

geografia ajuda a delimitar as ilhas do Caribe (região do continente americano banhada pelo Mar do Caribe). Já Deus, ou a majestosa

natureza, ajuda a delimitar um verdadeiro paraíso na Terra. São as ilhas caribenhas, tais como Anguilla, Bahamas, Barbados, Bermudas e a tão famosa Aruba. Aruba é uma ilha de praias deslumbrantes. A areia branca e fofa constrasta com o mar de águas turquesas e esverdeadas. Tudo isso em um cenário pequeno: são 31,3 km de comprimento e apenas 9,6 km de largura, com um total de 184 km². Localizada ao sul do Caribe, hoje, Aruba é um território independente da Holanda e fica a 24 km da costa norte da Venezuela.


Imagem: Divulgação.

Embarcando para Aruba A ilha é destino certo para quem gosta de praias e clima ensolarado (a média de temperatura gira em 28º C, com brisas refrescantes). Diferentemente do Nordeste brasileiro, que, nesta época do ano, sofre com as pancadas de chuva e o clima instável, em Aruba, o índice pluviométrico é baixo, com média de aproximadamente 410 milímetros de água por ano. Além disso, tempestades tropicais são ocorrências raras na ilha, que, aliás, está fora da rota de furacões e tsunamis. Para desfrutar de uma viagem sem igual por Aruba, é necessário apenas o passaporte válido. Brasileiros não precisam de visto e nem é obrigatória a vacina contra febre amarela.

Arquitetura Diferentemente da vizinha Curaçao, onde a influência holandesa predomina em sua arquitetura


136

Turismo e Comportamento / Grandes Destinos

e cultura, Aruba diluiu as marcas europeias ao longo do tempo e renovou muitas construções em prol do turismo. Com isso, conta com resorts luxuosos, shoppings e as luzes coloridas dos cassinos e clubes dão a ilha um aspecto mais cosmopolita e moderno. Mesmo assim, em sua capital, Oranjestad, a colonização holandesa pode ser claramente percebida pela arquitetura de edifícios coloridos, além de alguns tradicionais moinhos de vento. No entanto, para por aí as referências, com placas de sinalização em inglês e a estrutura de hotéis e restaurantes remetendo ao estilo americano de turismo. Dicas: dê folga para as preocupações Ao se preparar para a viagem, não se esqueça de verificar na passagem aérea as restrições de bagagem impostas pela companhia aérea e pela Infraero. São aquelas listas do que é e não é permitido levar na mala e na bagagem de mão. Filtro solar é indispensável! Mas se você, por acaso, esquecer, saiba que nas lojas e mini-mercados de Aruba você encontra não só o filtro solar, como também itens de higiene e medicamentos que não necessitam de receita médica, como loções, pastas de dente, anti-histamínicos, xaropes para tosse, soluções para lentes de contato e analgésicos.


Imagens: Divulgação.

Recepção “Bonbini” significa bem-vindo em papiamento, a língua oficial de Aruba e que é derivada do português. E na ilha você se sente mesmo muito bem-vindo! As águas são convidativas e basta um jet-ski, um pedalinho

santuário de burros e a fábrica de Aloe de Aruba. E se o clima for de compras, em Aruba, os turistas encontram uma grande variedade de marcas mundiais, em centros comerciais e shoppings. Os preços são entre 10% a 35% menores do que nos Estados Unidos.

ou um banana boat para se divertir no mar. Já para

À noite, a ilha reserva jantares em restaurantes

quem possui um lado explorador, existe o mergulho (a

étnicos e internacionais. Chefs de cozinha de

costa sul da ilha é um grande recife de corais e possui

renome mundial são responsáveis por pratos

cerca de 20 locais de mergulho e 11 naufrágios).

repletos de sabores, o acompanhamento perfeito

As atividades terrestres incluem cavalgadas, golfe, tênis, tênis de praia e ciclismo de montanhas. As caminhadas são ótimas pelas incríveis vistas

para vinhos e boas conversas. Cassinos, casas noturnas, lounges, pubs e até ônibus itinerantes são outros atrativos da noite arubana.

naturais do Parque Nacional Arikok, de Casibari, das

E se o Brasil é conhecido pelo Carnaval no mês de

formações rochosas de Ayo e das cavernas indígenas.

fevereiro, o Carnaval de Aruba, que começa em

Outras visitas incluem os museus de Oranjestad

janeiro, também atrai turistas do mundo todo. Por lá,

(capital de Aruba), além das galerias de arte, a

a extravagância de trajes e a música agitada fazem a

Dazenda de Borboletas, a Dazenda de Avestruzes, o

festa se tornar também um evento cultural espetacular.


Turismo e Comportamento / Grandes Destinos

Imagens: Divulgação.

138

A Ilha do Amor A ilha apresenta muitos passeios para os apaixonados e para os recém-casados. Casais se encantam ao explorar juntos maravilhas naturais, tais como as formações rochosas misteriosas em Casibari e Ayo, a piscina natural, o Túnel do Amor, o panorama cênico no Farol Califórnia, as dunas de areias de alabastro e a imagem perfeita da Baby Beach. Atividades como velejar ao pôr do sol em um luxuoso catamarã, receber massagens e mimos nos spas dos resorts, praticar um esporte


a dois, como o mergulho e o windsurf, garantem a sintonia do casal e memórias inesquecíveis. E se a escolha for pela gastronomia caribenha, Aruba oferece cenários belíssimos para um drink exótico no cair da tarde ou um jantar apimentado sob a luz do luar. Há casais que também contratam o especial “One Cool Honeymoon Program” (programa específico para lua de mel) com atrações por toda a ilha.


Turismo e Comportamento / Grandes Destinos

Viva Aruba POPULAÇÃO: aproximadamente 120 mil habitantes. MOEDA CORRENTE: Florin Arubano - 5, 10, 25 e 50 centavos, 1 florin e 5 florins. A moeda flutua de acordo com o dólar, em que 1 dólar equivale a 1,78 florin. Dólares também são aceitos. BANCOS: funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. A agência do Banco Mercantil do Caribe (CMB) do aeroporto fica aberta diariamente das 8h às 16h, exceto nos feriados oficiais. Já caixas automáticos com logotipos permitem retirar dinheiro em mais de 50 pontos bancários localizados na ilha. LÍNGUA: holandês e papiamento (a língua local) são os idiomas oficiais de Aruba, mas a maioria

PAPIAMENTO

PORTUGUÊS

Bonbini

Bem-vindo

Bon dia

Bom dia

Bon tardi

Boa tarde

Bon nochi

Boa noite

dos arubanos também fala

Pasa bon dia!

Tenha um bom dia!

fluentemente o inglês e o espanhol.

Por fabor

Por favor

APRENDA O PAPIAMENTO: Por ser derivado da língua portuguesa, o papiamento possui muitas palavras que os brasileiros entendem perfeitamente. Veja ao lado! PASSAGEM AÉREA: não há voos diretos do Brasil para Aruba. Ou seja, sempre será necessária uma ou mais conexões. SITE: Para pesquisar mais sobre esse paraíso, acesse: www.aruba.com.

Imagens: Divulgação.

Cirrus, Master Card, Maestro ou Visa

Fonte: Aruba.com

140


142

Tecnologia / Aviação e Luxo

voar nas asas do luxo e do desejo Aeronaves que são verdadeiras mansões são as queridinhas de milionários e bilionários de todo o mundo.

Para algumas pessoas viajar de avião causa medo,

raros os excêntricos que se assumem proprietários de

significando minutos ou horas de desconforto em

jatinhos opulentos. O ator Jackie Chan, o empresário

uma cadeira minúscula. No entanto, há uma parcela

Donald Trump e o príncipe saudita Al-Waleed

da população mundial para quem viajar é uma

bin Talal, assim como outros árabes bilionários,

experiência mais do que confortável. Sentadas em

são poucos dos que já abriram as portas de suas

salas de estar, ou numa sala de concerto, a bordo de

mansões voadoras. Todos eles usam as máquinas,

um jato ou um Boeing de luxo, essas pessoas formam

em deslocamentos continentais, à trabalho na maior

um seleto grupo de milionários e bilionários que são proprietários de verdadeiras mansões com asas. Com valores que giram entre US$ 15 milhões a US$ 72 milhões, os jatos ou grandes aviões personalizados têm tudo o que você pode pensar para a mansão dos seus sonhos. Salão de festa, cozinha com forno, geladeira, micro-ondas (de última geração, claro), suítes, cinema, banheiros de mármore com pias e torneiras de ouro puro, aquário, garagens, pisos de vidro e poltronas costuradas com o design italiano. Para o mundo dos muito ricos, não existe limite. São

parte das vezes, embora não seja difícil encontrar notícias desses jatos pousando em locais paradisíacos. Mas não pense que são apenas o petróleo do oriente médio e a indústria de entretenimento que fazem girar os dólares do mercado dos jatos de luxo. No Brasil, a frota é de 770 aeronaves executivas, atrás somente dos Estados Unidos (11.145) e México (800). É claro que os jatos daqui não são luxuosos como os de lá. Não se tem notícia de um brasileiro que, por exemplo, tenha desembolsado US$ 72 milhões por um Boeing Business Jet 2 e seus 93,27 m² de área e autonomia para um voo de até 10,5 mil km.


Imagens: Divulgação.

Jato de Jackie Chan

Emirates Airlines - Airbus A319

Melhor das melhores Eleita a melhor companhia aérea do mundo neste ano, a Emirates Airlines resolveu Jato de Donald Trump

entrar no mercado de luxo da melhor forma: literalmente, no topo. A empresa fez de um Airbus A319 seu luxuoso jato executivo. Onde caberiam 124 passageiros agora só podem se sentar, no máximo, 19 contemplados. A autonomia de até 6.850 quilômetros (cerca de 8 horas) permite viajar, por exemplo, de Salvador a Nova York, ou de Londres a Dubai ( sem escala, claro). O Airbus tem dez suítes privativas e, dentro de cada uma, há assento reclinável, assento para visitante, minibar e TV de 32 polegadas. O banheiro com chuveiro possui sistema de aquecimento de piso e

Jato de Al-Waleed bin Talal


Tecnologia / Aviação e Luxo

acabamento em nogueira e mármore. A Emirates retirou os assentos da parte da frente da aeronave para criar uma

Jato de Al-Waleed bin Talal

sala de jantar e uma lounge. E já que executivos são pessoas ocupadas, a bordo do Airbus há até 1.500 canais de TV, instalações de videoconferência e internet de alta velocidade. Ao justificar o lançamento do Airbus super exclusivo, a Emirates disse que o fez porque existe uma demanda crescente pelo luxo nos ares, no Oriente Médio, na Europa e também nos Brics (Brasil, Rússia, Índia e China).A aeronave fica baseada em Dubai, e a reserva do serviço pode ser feita no site www. emirates-executive.com. Informação importante: Emirates Airlines não informa valores. Afinal, os muito ricos não se apegam a detalhes como esses.

Jato de Al-Waleed bin Talal

Imagens: Divulgação.

144


Os novos queridinhos dos ares

Lineage 1000 – Embraer US$ 55 milhões | 70 m² de tamanho Possui sala de jantar, sala de estar, cozinha, suíte e mais dois banheiros (sendo um para a tripulação).

Global 6000 – Bombardier US$ 60 milhões | 30,3 m de comprimento Cozinha equipada com microondas, forno e geladeira. Suíte com chuveiro. Dá para tomar um demorado banho de 43 minutos sem afetar a necessidade de água para o voo. Com 12 poltronas que viram cama, pode ir de São Paulo a Paris sem escalas.


Tecnologia / Aviação e Luxo

G650 – Gulfstream

Imagens: Divulgação.

146

US$ 64,5 milhões É capaz de pousar em aeroportos com até 4 mil metros acima do nível do mar. Consegue voar de São Paulo até a francesa Nice sem parar.

Legacy 500 – Embraer US$ 20 milhões Usa tecnologia “fly-by-wire” (voe sem fio), que identifica turbulências automaticamente e ativa dispositivos que compensam a oscilação do avião. Transporta até 12 passageiros e tem autonomia para voar do Rio de Janeiro para qualquer cidade na América do Sul e América Central.

Latitude – Cessna US$ 15 milhões Tem 1,95 m de largura e comporta nove passageiros Voa a até 815 km/h. Autonomia de São Paulo a Miami com apenas uma escala


Cuidado e competência reunidos em um só PROGETTO.

34 3217 4330 contato@fibbra.com.br www.fibbra.com.br


148

Lazer e Entretenimento / Gastronomia

À moda nipônica Equilíbrio e tranquilidade marcam ambientes calmos e comidas de restaurantes japoneses.

Q

uem nunca se encantou com as cores e formas da culinária japonesa. Pequenos pedaços de peixe, impecavelmente fatiados, banhados em uma piscina de molho de soja. Seus

tons de alaranjado e branco delicadamente desenhados se assemelham à um tipo de grafiato. Punhados de arroz cozido, perfeitamente enrolados e cortados para dar um aspecto de escultura, que pode mudar completamente de aparência de acordo com o que foi colocado no seu interior: iguarias de diversas cores e sabores, envolvidas como num forte abraço. Alguns com pequeninas sementes de gergelim pretas, incrustadas como joias, outros envoltos por uma fina folha de algas marinhas. Assim podemos definir apenas dois dos pratos


japoneses mais conhecidos no Brasil, o sushi e o sashimi. Muito mais do que isso, a culinária japonesa é tão meticulosamente elaborada que não pode ser comparada à Imagens: Divulgação.

de outro país oriental, mesmo utilizando ingredientes iguais ou similares. Seguindo esse estilo de cores e formas, é possível imaginar um ambiente luxuoso, com diversidade de linhas e texturas, inspirado nas lindas luminárias ou em grandes e coloridos leques, adornados com imagens de cerejeiras floridas em tons de rosa claro, gueixas vestidas com belos quimonos, samurais ou mesmo pássaros e cenários idílicos. Esse é geralmente o caminho escolhido para compor a apresentação dos restaurantes orientais,

sua imagem na mente dos consumidores. Cores

nos quais é realmente

vibrantes e chamativas (entre elas, o vermelho é

desejável um aspecto

predominante), uso de candeeiros ou lanternas

visual mais forte e mais

arredondadas e um verdadeiro festival de ideogramas.

comercial para destacálos dos demais e fixar

Independentemente do tipo de decoração escolhida, os restaurantes japoneses têm reunido admiradores


150

Lazer e Entretenimento / Gastronomia

dessa arte da culinária e colhido

liberdade de movimento através

reconhecimento nos maiores

dos espaços. Na composição

centros urbanos do país. Um

de um ambiente, o uso de

exemplo é o Shin-Zushi que

materiais ligados à natureza

ganhou o prêmio “O melhor de

é praticamente obrigatório.

São Paulo 2012/2013” da revista

A madeira, o bambu, tecidos

Época São Paulo, entregue em

como o linho e o algodão, além

agosto. Citado recentemente

de fontes de água e plantas

pela Harper’s Bazaar Brasil,

naturais, são muito utilizados.

o requintado Kinoshita foi apontado como “um templo de Kappa Cuisine” (como é chamada a alta gastronomia japonesa). Já no Rio de Janeiro, o restaurante Yumê foi qualificado pelo site TimeOut como o mais romântico. Com uma atmosfera perfeitamente criada para casais, ou pessoas que querem conforto, ele conta com mesas .oãçagluviD :snegamI

decoradas à luz de velas e um piso transparente, onde se pode ver peixes nadando sob seus pés.

Minimalismo Mas a culinária tão repleta de formas e cores é ao mesmo tempo tão diferente da decoração e da arquitetura japonesa. Minimalista em sua essência, o estilo nipônico respira tranquilidade e paz. O design minimalista abrange o vazio, a ausência de tudo o que não seja estritamente necessário para dar mais

Outra característica marcante são as linhas suaves que imprimem sobriedade e naturalidade. Na cultura japonesa, prioriza-se uma vida singela, por isso, o estilo de todos os elementos tende a ser simples. Tons neutros como o branco, o bege e o castanho claro, com toques de cor que rompam a monotonia como o vermelho, verde e azul, podem ser usados em detalhes da decoração ou mesmo em almofadas. Com tudo isso, chegase ao mais importante: o estilo nipônico se distingue por compor um ambiente calmo no qual se observa um equilíbrio energético em todos os aspectos.


Uma experiência gastronômica inesquecível em um ambiente único.

Seja um franqueado, mais informações franqueado@keiretsusushibar.com.br

Unidade Center Shopping Av. João Naves de Ávila, 1331 - Loja 1330 - Tibery - Uberlândia - MG 34 3223 3500

www.keiretsusushibar.com.br


Lazer e Entretenimento / Cinema

José Padilha coloca a farda preta em RoboCop Estreia de brasileiro nos Estados Unidos é ousada e promete atualizar o policial do futuro.

P

areceu algo natural quando o diretor da maior bilheteria brasileira e dos filmes mais elogiados desde “Cidade de Deus” rumou até Hollywood para realizar um filme policial com crítica social. O que poucos esperavam, no entanto, era que

José Padilha, diretor de “Tropa de Elite” 1 e 2, fosse para os Estados Unidos trabalhar com um clássico jovem da ficção-científica: RoboCop. Para quem não viveu na década de 1980 e não pode acompanhar as várias incursões do “Policial do Futuro” e o enorme sucesso da marca durante a década

Imagens: Divulgação.

152


de 90 (que deu origem até a desenhos animados e

com efeitos visuais bacanas, mas também com

outras duas continuações cinematográficas), a franquia

críticas a grandes corporações, à violência

acompanha a vida mecânica do policial Alex Murphy

institucionalizada e à desumanização urbana.

depois dele ter sudi fuzilado por uma gangue nas ruas de uma Detroit futurista e tomada pela crime.

É, realmente a escolha de Padilha não foi à toa, afinal, quem viu “Tropa de Elite” sabe que a consciência social

O projeto original, de 1987, é de Paul Verhoeven,

é algo que não falta ao diretor, que chegou a satirizar

outro estrangeiro (holandês) a fazer seu caminho

o tema no segundo filme do Capitão Nascimento. A

na América do Norte. Tomado como blockbuster

convergência entre os envolvidos, produção e direção,

de ação, o longa, porém, estreou naquele ano

chegou ao equilíbrio esperado depois do projeto ter


154

Lazer e Entretenimento / Cinema

sido dado como cancelado duas vezes e ter outro

indumentária.

grande cineasta como cabeça: Daren Aronofsky.

Sai o

As primeiras notícias a respeito dessa produção

exoesqueleto

começaram em 2003, como uma continuação.

metálico

Logo foi deixado de lado e sem o diretor de “Cisne Negro” e “Noé”. O brasileiro só apareceu na empreitada em 2011, quando o projeto ganhou fôlego novo e deslanchou. Contou também com uma mãozinha de outros brazucas: o editor Daniel Rezende, o diretor de

prateado clássica e entra a “farda” preta. Resquícios do Bope levado por

fotografia Lula Carvalho e o músico Pedro Bromfman na

Padilha? Talvez.

trilha sonora. Todos eles com experiência no exterior e

Mas o próprio

que estarão ao lado de Padilha em sua estreia lá fora.

cineasta fez questão

Farda preta

de divulgar que essa não será a única mudança do

O mínimo que se espera de uma refilmagem é a

explorados pela produção oitentista. Uma coisa

atualização tecnológica e temática do material original.

simples? Internet. E a discussão que partirá daí

As primeiras imagens de “RoboCop”, que perdeu o

poderá ser bem proveitosa. Em entrevista ao site

subtítulo “O Policial do Futuro”, mas ganhou o nada

de entretenimento Omelete, Padilha disse que o

original “A Origem”, mostram que Murphy vai mudar a

RoboCop poderá ter acesso a qualquer câmera, por

longa-metragem, que vai investir em temas não


Imagens: Divulgação.

exemplo, e vigiar. Que tal experimentar esse tipo de invasão de privacidade? Eleve isso a outra potência ao descobrir que a ideia da produção é usar o policial robô como veículo para outras pessoas que o controlam terem esse tipo de acesso à vida alheia. Mas o diretor foi bem categórico com relação às expectativas de quem espera ver um filme altamente tecnológico e de visão de futuro. “Eu sei que é impossível fazer um filme futurístico real. Então eu não tentei prever o futuro. Fiz uma interpretação que some à história que quero contar”, afirmou Padilha, durante a feira Comic-Con, em San Diego. O que não impediu, obviamente, que o blockbuster fosse entupido de efeitos visuais. Os trailers e fotos apresentados até aqui mostram drones em meio à guerra urbana contra o crime, imagens aéreas de Detroit acinzentada que até existiam no original, mas sem a mesma escala, e o próprio RoboCop mais ágil e modernizado. Além disso, tem o clássico ED-209, o robô completamente máquina presente nos projetos anteriores, bem maior que o protagonista e que era animado via stop-motion. Era. O que ainda não se sabe é se a violência quase explícita da versão de Paul Verhoeven continuará sob o comando de José Padilha. E essa é apenas uma das incógnitas a serem respondidas. O cineasta teve liberdade de trabalho? Ele disse que sim, mas o histórico vai contra a versão de Padilha, já que a produção orçada em R$ 100 milhões não poderá desagradar ao público relativamente conservador americano, principal mercado mundial. Existiram boatos de conflitos entre os envolvidos. O brasileiro negou. Ele terá direito à


156

Lazer e Entretenimento / Cinema

versão final? Apenas em 7 de fevereiro haverá respostas concretas. Respostas que chegarão, inclusive, antes para os brasileiros que para os americanos. Nos Estados Unidos, o longa chega em 12 de fevereiro.

Fãs do filme original dizem quais são as expectativas Com a proximidade da estreia do remake e as dezenas de imagens que circulam pela internet sobre “RoboCop – A Origem”, as opiniões dos fãs se dividem e a único ponto comum é a grande expectativa entre eles. Em


Heitor Dhalia Já com carreira consolidada no Brasil com filmes como “Nina” e “O Cheiro do Ralo”, foi até os Estados Unidos e filmou “12 Horas”. Não teve o resultado esperado.

Imagens: Divulgação.

Márcio Garcia O ator global tem dois filmes finalizados e lançados nos Estados Unidos: “Angie”, com Juliette Lewis, Andy Garcia e Camilla Belle, e “Amor por Acaso”, com Dean Cain, Eric Roberts e Juliana Paes. “Predilection”, seu terceiro trabalho, está em pré-produção.

Fernando Meirelles Depois do sucesso de “Cidade de Deus”, só filmou fora do Brasil. Fez o “Jardineiro Fiel”, “Ensaio Sobre a Cegueira” e “360”.

discussões propostas num grupo do Facebook, o barman Amilton Neto afirmou esperar um bom material. “O ‘RoboCop’ era um filme de duas visões: Social, com um sistema de segurança não conseguindo proteger nem os próprios policiais, e de Filme em si, com violência e outras coisas divertidas. Logo, acho que o novo tem potencial, porque tem Padilha e já mostrou

Afonso Poyart Com R$ 3,5 milhões fez “2 Coelhos” no Brasil, em 2012, e chamou a atenção pelo uso intenso de efeitos visuais e montagem acelerada como em pouco filmes americanos. Tudo isso com um bom roteiro. Está em fase de pós-produção sua estreia no mercado estrangeiro: “Solace” é sobre uma caçada a um matador em série. No elenco, Colin Farrell e Anthony Hopkins.

tudo isso em ‘Tropa de Elite’”. Por outro lado, a preocupação do advogado Sílvio Vinhal vem com a mistura do trabalho autoral contra a mão pesada dos estúdios. “Não será um bom filme. Em virtude dos problemas de liberdade de criação que o diretor sentiu em Hollywood”, disse.

Carlos Saldanha Esteve à frente de três dos quatro “A Era do Gelo” e viu seu “Rio” indicado ao Oscar de Melhor Canção.


158

Esporte / Tendência

Windsurf: um passeio sobre as águas Esporte olímpico atrai cada vez mais adeptos em resorts e praias paradisíacas como opção de lazer.

P

raticado por milionários e

atingidas no controle de um Windsurf

celebridades nos melhores roteiros

se as correntes de ar auxiliarem e as

paradisíacos do mundo, o Windsurf

ondas estiverem agitadas. Atualmente,

ganha cada vez mais popularidade entre

o recorde é de 48,7 nós, algo em torno

aqueles que têm gosto refinado por

de 90 km/h, segundo informações da

esportes radicais ou pelo lazer. Como o

Professional Windsurfer’s Association,

próprio nome em inglês diz, o desporto

entidade responsável por representar

é uma mistura de surfe e vento, ou

a modalidade no mundo. Nesse nível, é

seja, é a prática do surfar utilizando a força do ar em uma prancha a vela. E engana-se quem pensa ser muito fácil velejar neste tipo de prancha. Controlar a direção do equipamento com o peso do corpo e o movimento da vela em ventos fracos já exige esforço e habilidade, coisas adquiridas somente após tentativas e treinos. Imagine, então, sob a influência de ventos fortes. Velocidades altíssimas podem ser

possível fazer manobras extraordinárias, como saltos que atingem metros de altura acima da água, por exemplo. Mas o Windsurf não é um esporte apenas de manobras. Além de ser utilizado para o lazer, também é olímpico. Por proporcionar fins diversos, o desporto é dividido em várias categorias, cada uma com a sua peculiaridade e para todos os gostos. Vai do Freestyle (manobras radicais) à Fórmula (regata), além de poder proporcionar apenas uma bela velejada em fins de tarde.


Por isso, não é difícil imaginar a razão pela qual, diante tantas possibilidades, muitos famosos se rendem e são flagrados praticando o Windsurf. Entre os brasileiros, a super top model Gisele Bündchen e o ator Claudio Heinrich já foram vistos e falaram publicamente do gosto pelo esporte. Dentre os conhecidos internacionalmente, os atores Pierce Brossnan, Mel Gibson e Meg Ryan, além do cantor Julia Iglesias e do político norte-americano John Kerry, assumem a paixão pela modalidade.

Prática e custos Mesmo exigindo esforço e cuidados, com o desenvolvimento tecnológico e o surgimento de equipamentos mais leves, o Windsurf pode ser praticado com segurança por crianças e mulheres. Vale lembrar que vento forte não é condição

Muitos entusiastas do Windsurf veem no desporto uma possibilidade de velejar tranquilamente pelo mar e aproveitar a paisagem.

A super top model brasileira Gisele Bündchen pratica Windsurf com frequência.

mais fraco que ele seja, é possível velejar

A super top model brasileira Gisele Bündchen pratica Windsurf com frequência.

Imagens: Divulgação.

essencial para quem procura lazer. Por


160

Esporte / Tendência

ao subir em uma prancha e segurar a vela em pé. Aqueles interessados devem saber que, além da prancha e da vela, o Windsurf necessita de muitos equipamentos e acessórios complementares (roupas, mastros e etc) para manutenção e proteção

do que viria a ser uma prancha a vela. Cinco anos mais tarde, os amigos Jim Drake, engenheiro aeroespacial, e Hoyle Schweitzer, empresário e surfista, patentearam a criação, batizando o novo equipamento esportivo de Windsurf.

do usuário. Um kit completo do desporto pode

Depois, conseguiram a parceria de empresas

ser comprado em lojas náuticas por preços que

privadas dispostas a divulgar o equipamento pelo

variam entre R$ 3 mil a R$ 10 mil em média.

mundo, principalmente, na Europa. Em 1984, veio

Nos resorts e litorais badalados do país e do mundo também é possível alugar equipamentos e encontrar instrutores para cursos rápidos. No Brasil, o preço

o grande salto. Durante uma reunião realizada em Moscou, o Comitê Olímpico Internacional (COI) o reconheceu como esporte olímpico.

médio do aluguel é de R$ 50 a hora e uma aula de

O primeiro ídolo do Windsurf internacional foi o também

instrução de 4 horas custa por volta de R$ 300.

norte-americano Robby Naish. Ele foi pentacampeão

História

mundial e responsável pela divulgação do esporte no sentido competitivo. Aqui no Brasil, o desporto foi difundido

Em 1963, o casal norte-americano Newman e

por meio do paulista Fernando Germano e outros pioneiros

Naomi Darby desenvolveu o primeiro protótipo

como Klaus Peter, Marcelo Aflalo e Leonardo Klabin.


Confira os principais locais para a prática de Windsurf no Brasil: Ceará: Fortaleza e Jericoacoara

Espírito Santo: Vitória Rio de Janeiro: Búzios e Araruama Rio Grande do Norte: Praia de Búzios e São Miguel do Gostoso Rio Grande do Sul: Rio Grande, Tapes e Osório São Paulo: Ilhabela Santa Catarina: Ibiraquera e Florianópolis Minas Gerais: Três Marias e a Lagoa dos Ingleses

Competições

Fonte: www.abws.org.br

Brasileiros se divertem praticando Windsurf, principalmente, nas praias do Nordeste do país

Imagem: Divulgação.

• Organizadas pela PWA Professional Windsurf Association no mundo e, localmente, pela Confederação Brasileira de Vela e Motor e a Associação Brasileira de Windsurf. Todas regulamentam o esporte. • O campeonato mundial ocorre com etapas por todo o mundo; • O campeonato brasileiro é disputado todos os anos em Santa Catarina, Rio de Janeiro, Ceará, entre outros estados, menos São Paulo.


162

Arquitetura e Design / Ambientar


164

Compre aqui

Rua Amaral Coutinho, 130 - Bairro Minas Gerais Uberlândia - MG (34) 3229-5000 alumividros@centershop.com.br www.alumividrosmetais.com.br

Praça Cícero Macedo, 36 - Bairro Fundinho Uberlândia - MG (34) 3219-3707 monopolio@monopoliodecoracao.com.br www.monopoliodecoracao.com.br

Av. Dimas Machado, 118 - Bairro Tubalina Uberlândia - MG (34) 3231-9700 cozix@cozix.com.br www.cozix.com.br

Av. João Pinheiro, 1915 - B. Nossa Srª Aparecida Uberlândia - MG (34) 3226-0300 controle@controlege.com.br www.controlege.com.br

Rua Rodolfo Correa, 470 - Bairro Lídice Uberlândia - MG (34) 3229-6658 bruno.tyrone@giroflexformauberlandia.com.br www.giroflexforma.com.br

Rua Johen Carneiro, 130 - Bairro Lídice Uberlândia - MG (34) 3236-9281 interpam@triang.com.br www.interpam.com.br

Rua Juca Lúcio, 130 - Chácaras Tubalina Uberlândia - MG 34) 3238-8942 ferreirasant@netsite.com.br

Rua Melo Viana, 79 - Bairro Martins Próximo à Av. Getúlio Vargas Uberlândia - MG (34) 3236-0204 america@americadecoracoes.com.br www.americadecoracoes.com.br

Avenida Nicomedes Alves dos Santos, 1695 Uberlândia - MG (34) 3215-0309 comercial@danyhome.com.br www.danyhome.com.br

Rua Montreal, 99 - Bairro Tibery Uberlândia - MG (34) 3212-4000 contato@deckorrevestimentos.com.br http://www.deckorrevestimentos.com.br

Av. Liberdade, 1.005. Bairro Morada da Colina Uberlândia - MG (34) 3214-1380 paisagismo@geraldonovaes.net

Rua Felisberto Carrijo, 829 - Bairro Fundinho Uberlândia - MG (34) 3236-2067 italiamolduras@netsite.com.br www.italiamolduras.com.br


Avenida belo Horizonte, 747 - Bairro Martins Uberlândia - MG (34) 3303-1973 www.imperiodastintas.com.br

Rua Coronel Antônio Alves Pereira, 1389 B. Saraiva, Uberlândia - MG (34) 3223-4747 comercial@italodesign.com.br www.italodesign.com.br

Av. Getúlio Vargas, 959 - Bairro Centro Uberlândia - MG (34) 3219-5530 contato@amaisdecor.com.br www.amaisdecor.com.br

Rua Alexandrina de Castro Cunha, 125 - Jd. da Colina Uberlândia - MG (34) 3214-1804 comercial@newhomeautomacao.com.br www.newhomeautomacao.com.br

Av. Rondon Pacheco, 1901 - Bairro Lídice Uberlândia - MG (34) 3215-7010 sac@telhasul.com www.telhasul.com

Rua Maipó, 55 - Bairro Santa Rosa, em frente a Av. Monsenhor Eduardo - Uberlândia - MG (34) 3232-5491 contato@aunidas.com.br www.aunidas.com.br

Rua Duque de Caxias, 1535 - Bairro Vigilato Pereira, Uberlândia - MG (34) 3236-8688 contato@kazsaportas.com.br www.kazsaportas.com.br

Av. Vasconcelos Costa, 405 - Bairro Martins Uberlândia - MG 34) 3221-6000 metalnobre@metalnobreacabamentos.com.br www.metalnobreacabamentos.com.br

Av. Floriano Peixoto, 4090 B. - Custódio Pereira, Uberlândia - MG (34) 3212-4005 polipedras@polipedras.com.br www.polipedras.com.br

Avenida João Naves de Ávila, 1331. Center Shopping (34) 3219-9290 magali.carvalho@sertabrasil.com.br http://www.sertabrasil.com.br

Av. Francisco Galassi, 1478 - Bairro Morada da Colina Uberlândia - MG (34) 3223-5313 terraverde@terraverdeirrigacao.com.br www.terraverdeirrigacao.com.br

Av. Getulio Vargas, 1870 - Bairro Daniel Fonseca Uberlândia - MG (34) 3236-8936 fernando@vialazerudi.com.br www.vialazerudi.com.br


INICIAR. RENOVAR. Nossas portas podem oferecer tudo isso. Além, é claro, do conforto e design inconfundível.

34 3236 8688 Rua Duque de Caxias, 1535 - Bairro Vigilato Pereira, Uberlândia - MG contato@kazsaportas.com.br www.kazsaportas.com.br


168

Arquitetura e Design / Ambientar ELEGÂNCIA CLÁSSICA COM MUITA VERSATILIDADE

toque clean aos ambientes

LIMESTONE 50x50 calibrado

LIMESTONE pedra atérmica junta seca antiderrapante espessura calibrada 15mm aplicação em ambientes externos e internos

Av. Rondon �ac�eco� 1�01 � L�dice 34 3215.7010 Uberlândia MG www.stonebrasil.com.br

DISTRIBUIDOR EXCLUSIVO

Revista Progetto - Ed nº 3  
Advertisement