Page 1

Págs 08 e 09

Págs 18 e 19 Págs 40 à 44

Págs 16 e 17


Sumário

06 ORIENTISTAS EM FOCO Resumo de tudo que aconteceu em 2015 e as expectativas para 2016

43

08

CALENDÁRIO 206 Veja os principais eventos de jan/fev 2016

ATLETA DESTAQUE Conheça Leandro Pasturiza Campeão Brasileiro de Orientação 2015

42

11

PRISMA DA DEPRESSÃO Uma forma divertida de ver a Orientação.

DICAS TREINAMENTO Conra mais uma dica mensal do nosso amigo Riceler, sobre treinamento para orientista

i

in

t co

12 ORIENTISTAS EM ROTA Uma avaliação das propostas apresentadas pela CBO, que serão discutidos na próxima AGE, nesse mês de Janeiro/2016

20 RETROSPECTIVA 2015 PELO BRASIL Retrospectiva dos principais Campeonatos de Orientação do Brasil em 2015

s Pa s o

rl

é os

Ca

:J

o ot

F

34 POR TRÁS DAS LENTES Conheça Ricardo Lorençato, casado com a atleta da seleção Brasileira, registra com belíssimas imagens das competições que acompanha.

38 SEM PALAVRAS Alguns dos melhores registros sobre Orientação pelo Brasil de 2015.

36 DICAS DE NUTRIÇÃO

Acompanhe as dicas do nutricionista Rafael Soares, para quem exagerou nas ceias de m de ano.


Editorial 2015 passou ... E durante este ano, muita coisa aconteceu na Orientação Brasileira. A Revista PrisMagazine tem o prazer de poder ter feito parte desses acontecimentos. Acreditamos que nosso surgimento foi importante para a divulgação do nosso esporte. A Orientação entrou de férias, mas nossa equipe não. Nessa edição trazemos uma retrospec va dos eventos de Orientação de 2015 pelo Brasil. Contamos com a colaboração dos presidentes das federações para repassar para vocês o que melhor de aconteceu em cada Estado. Nesta edição iremos apresentar o fotógrafo Ricardo Lorençato, autor de diversas fotos que com certeza você já apreciou. Entrevistamos o Peter Garibaldi, atleta e mapeador CBO, além de dicas de nutrição, de treinamento e as melhores imagens de 2015, também estarem divulgando o calendário com os principais eventos da segunda quinzena de janeiro e primeira de quinzena de fevereiro! Iniciamos a par r de 2016 com uma nova parceria, dessa vez com Prisma em Depressão, uma comunidade do facebook que retrata de forma cômica as aventuras de todo orien sta, confira as principais montagens do mês.

Boa leitura para todos

Jeremias Araújo Diretor de Edição

Expediente Equipe Edição Jeremias Araújo Rafael Dantas José Alexsandro

Diagramação, arte e criação Jeremias Araújo - jqcaraujo@gmail.com

Colaboradores Riceler Waske - waske.preparadorfisico@gmail.com Rafael Soares - rafaelsoaresnutri@gmail.com Junior Dias - otaciliodias-bsb@hotmail.com Ricardo Lorencato lorencatoblumenau@hotmail.com Alvim José Pereira - alvim2812@gmail.com Evandro Prieto - presidencia@fmorienta.org.br

Oscar Moritz - oscar.moritz@gmail.com; Marcia Libânea - marciaventuras@yahoo.com.br Joaquim Margarito - orientovar.blogspot.com.br Plínio Costa - plinio.pr@gmail.com Marcelo Malato - marcelomalato@hotmail.com José Luiz Petroceli - josepetroceli@hotmail.com Orien staemRota - orien staemrota@gmail.com

Contato Comercial: (83) 9-8878 - 6800 Email: revistaprismagazine@gmail.com Site: www.primagazine.com.br Facebook: h ps://www.facebook.com/revistaprismagazine Instagram: revistaprismagazine


06

ORIENTISTA EM FOCO RETROSPECTIVA 2015 Os episódios Vamos iniciar 2016 falando sobre o futuro do “Orien sta em Foco”. Este projeto iniciou-se em 14 de junho de 2015, com o obje vo de trazer aos atletas brasileiros pequenos vídeos didá cos e curiosos sobre o esporte de orientação. A nossa primeira inspiração veio após acompanhar os vídeos postados pelo orien sta búlgaro Ivan Sirakov em sua página pessoal, a qual trazia uma série chamada “Analyze my orienteering” Analisar a minha orientação. Nelas buscávamos entender as suas escolhas de rotas e as técnicas empregadas. Ao pesquisar mais a fundo os métodos u lizados por Ivan, descobrimos vários outros vídeos onde ensinavam os procedimentos básicos do esporte, no entanto, não haviam vídeos em português, foi a par r dai, que planejamos criar um material des nado ao público brasileiro, divulgando assim a orientação didá ca em uma nova mídia.

O primeiro episódio foi publicado no dia 9 de agosto com o tulo “O que é corrida de orientação?” e trazia uma breve história da orientação mundial e brasileira. Servindo como o programa piloto, o episódio apresentou alguns problemas técnicos, em virtude da inexperiência da nossa equipe, entretanto, sua aceitação foi acima da expecta va, então decidimos con nuar. Atualmente já foram publicados 9 episódios, onde a cada quinze dias um novo vídeo é divulgado, abordando temas como: Os 9 equipamentos que todo orien sta deve conhecer, ISOM 2000, Sinalé ca, Como usar uma bússola e etc., fechando o ano com mais de 8.000 visualizações.

Usando o YouTube como forma de divulgação do esporte: Em razão da facilidade que o YouTube proporciona aos seus produtores de conteúdos, são comuns nos países onde a prá ca da orientação é popular, Canais voltados a ensinar os princípios do esporte, como também as de coberturas dos principais campeonatos e os voltados a análise de rotas, proporcionado assim, um maior número de adepto. Imagine só isto no nosso país, um canal educa vo voltado desde aos atletas iniciantes quanto aos mais experientes, abordando temas diversos voltados ao esporte, onde poderíamos assis r a qualquer momento e em qualquer lugar, trazendo assim a paixão pelo esporte que ocorrem nas áreas de provas aos colégios, praças e na casa dos amigos.

Os colaboradores: Os nossos principais colaboradores são as federações e os blogs independentes, é o caso só “Orien sta em Rota” e o “Blog do Orien sta” que nos apoiam não com dinheiro, mais sim dedicam um pouco de seu tempo dando sua opinião e conteúdo para a criação das pautas.

Parceria com a Prismazine: Algo interessante é que ao longo de 2015, a orientação brasileira ganhou duas novas formas de divulgação, uma produção audiovisual a “Orien sta em Foco” e uma revista eletrônica a “PrisMagazine”, proporcionando uma maior quan dade material aos nossos atletas. A parceria iniciou-se desde a primeira edição da revista, onde com o excelente trabalho ilustração, repaginaram os temas abordados pelos vídeos os tornados atra vos aos orien stas que preferem uma boa leitura.

O que esperar pra 2016: Já estamos trabalhando nos novos episódios, e pretendemos trazer ao nosso público, materiais melhores e temas interessantes. Esperamos retribuir o apoio que vemos


08

A T E ATL E U Q A T DES

LEANDRO PASTURIZA

LEANDRO PEREIRA PASTURIZA, 37 anos, natural de Santo Ângelo-RS, iniciou como atleta de corrida Rús ca em 1998, na Escola de Sargentos das Armas. Descobriu o Esporte Orientação em 2001 em Uruguaiana. Após algumas provas realizadas percebeu que se destacava, e começou a dedicar-se com mais afinco, obtendo ó mos resultados. No próximo ano foi matriculado no Curso de Especialização de Educação Física na EsEFEx (Rio de Janeiro). Sua primeira convocação para compor a Equipe do Exército (CDE) veio em 2004, o qual par cipou pela primeira vez do Campeonato das Forças Armadas. Os treinamentos intensificaram-se e em 2005 foi Campeão Brasileiro das Forças Armadas, garan ndo vaga para o Campeonato Mundial Militar de Orientação e foi Campeão Sul-Americano pela primeira vez, dando sequência a várias conquistas tanto em compe ções Militares como Civis

Principais Conquistas ESTADUAIS: Vice Campeão Gaúcho – 2005 Vice Campeão Gaúcho – 2007 Campeão Gaúcho - 2006 Bi-Campeão Gaúcho - 2008 Tri-Campeão Gaúcho – 2009 Tetra-Campeão Gaúcho- 2010 Penta-Campeão Gaúcho- 2011 Vice Campeão Gaúcho – 2012 Hexa-Campeão Gaúcho- 2014 Hepta-Campeão Gaúcho- 2015

NACIONAIS: Campeão Brasileiro – 2006 Bi-Campeão Brasileiro – 2008 Tri-Campeão Brasileiro – 2009 Tetra-Campeão Brasileiro – 2011 Penta-Campeão Brasileiro – 2014 Hexa-Campeão Brasileiro – 2015 Vice-Campeão Brasileiro- 2010 Campeão do Troféu Brasil – 2005 Campeão da Copa das Confederações – 2008 Campeão dos 5 Dias de orientação do Brasil – 2006 Bi-Campeão dos 5 Dias de orientação do Brasil – 2008 Tri-Campeão dos 5 Dias de orientação do Brasil – 2009 Campeão da Maratona de Orientação - 2005 Bi-Campeão da Maratona de Orientação – 2007


09 INTERNACIONAIS: Campeão da Copa Mercosul – 2008 Vice-Campeão Sul-Americano - 2002 Campeão Sul-Americano - 2005 Bi-Campeão Sul-Americano – 2006 Tri-Campeão Sul-Americano – 2008 Tetra-Campeão Sul-Americano – 2010 Penta-Campeão Sul-americano – 2011 Hexa-Campeão Sul-americano – 2014 Vice-Campeão Sul-Americano – 2009 Vice-Campeão Sul-Americano – 2012 Vice-Campeão Sul-Americano – 2013 Vice-Campeão Sul-Americano – 2015 5Dias de Orientação de Istanbul (Turquia)- Campeão 3º Lugar – Camp Mundial de Máster – 2014 (Brasil)

COMPETIÇÕES MILITARES Campeão Brasileiro das Forças Armadas - 2005 Bi-Campeão Brasileiro das Forças Armadas – 2006 Tri-Campeão Brasileiro das Forças Armadas – 2008 Vice – Campeão Sul-Americano Militar – 2006 Campeão do Comando Militar do Sul – 2006 Vice-Campeão do Comando Militar do Sul – 2008 Vice-Campeão do Comando Militar do Sul – 2010 Vice – Campeão dos Jogos Marciais – 2005 Vice-Campeão da 2ª Bda C Mec – 2001 Campeão da 2ª Bda C Mec – 2002 Campeão da 1ª Bda C Mec – 2007 Bi-Campeão da 1ª Bda C Mec – 2008 Tri-Campeão da 1ª Bda C Mec – 2009 Tetra-Campeão da 1ª Bda C Mec – 2010 Penta-Campeão da 1ª Bda C Mec – 2011 Hexa-Campeão da 1ª Bda C Mec – 2012 Hepta-Campeão da 1ª Bda C Mec – 2013

PARTICIPAÇÕES IMPORTANTES 38º Campeonato Mundial Militar – 2005 (Finlândia) 39º Campeonato Mundial Militar – 2006 (Brasil) 40º Campeonato Mundial Militar – 2007 (Croácia) 41º Campeonato Mundial Militar – 2008 (Lituânia) 42º Campeonato Mundial Militar – 2009 (Estônia) 43º Campeonato Mundial Militar – 2010 (Noruega) 44º Campeonato Mundial Militar – 2011 (Brasil) –(Jogos Mundiais Militares – Rio 2011) 45º Campeonato Mundial Militar – 2012 (Dinamarca) 44º Campeonato Mundial Militar – 2013 (Suécia) 46º Campeonato Mundial Militar – 2014 (Áustria)

45º Campeonato Mundial Militar – 2015 (Coréia) – (Jogos Mundiais Militares) O-Ringem(5Dias da Suécia) - 2010 (Suécia) Campeonato Mundial Civil - 2010 (Noruega) Jukola Relay – 2005 (Finlândia) 3Dias de Orientação de Provence - 2009 (França) 9ºLugar Campeonato Francês de Orientação – 2011 - (França) – 2ºLugar Portugal O'Mee ng – 2011 –(Portugal) II Mee ng Internacional de Arraiolos – 2011 – (Portugal)


11

DICAS DE TREINAMENTO Riceler Waske dos Santos – CREF: 002577-G/PB

Começamos a destrinchar cada capacidade sica associada ao sucesso no esporte Orientação. Na edição anterior falamos sobre a Resistência Aeróbia, “a qualidade sica que permite um esforço por um determinado período em que há um equilíbrio entre o consumo de oxigênio e a absorção do mesmo”, e trouxemos também alguns métodos de treinamento para esta e demais capacidades sicas, como exemplos citados vemos: Fartlek; Interval-training; Tempo-run; Wind-Sprint; Time-trial; Short-hill. Agora vamos falar um pouco sobre a Potência Anaeróbia: “é o máximo de energia liberada por unidade de tempo pelos sistemas ATPCP e glicolí co” (FRANCHINI, 2002). Então, entende-se por exercício anaeróbio toda a a vidade sica de curta duração, mas de grande intensidade, durante a qual o metabolismo dos músculos não recorrer ao oxigénio na troca de energia. Com isto em mente, podemos indicar que a potência anaeróbica é o poder do ser humano em executar uma a vidade sica intensa e breve. Esta capacidade está relacionada com a velocidade que pode alcançar a pessoa e com a resistência dos seus músculos. Um sujeito com boa potência anaeróbica poderá completar a vidades sicas que impliquem uma ampla intensidade em poucos segundos. Posto isto, a potência anaeróbica mostra a resistência do organismo em fazer um esforço com uma quan dade reduzida de oxigénio. Como método de treino para esta capacidade sica vamos falar um pouco mais do Treino intervalado anaeróbio, “O treinamento intervalado é caracterizado por períodos de esforço, alternados por períodos de repouso, rigidamente controlados. Sua aplicabilidade se estende aos esportes predominantemente aeróbios e, também, àqueles nos quais os sistemas anaeróbios alá co e lá co são determinantes no desempenho” (Esporte Orientação por exemplo). Esse po de a vidade deve ser feito apenas por pessoas com preparo sico de nível intermediário a avançado porque se trata de exercícios que exigem força e coordenação corporal. Entretanto, existem diferentes indicações quanto à forma de controle das variáveis de trabalho, assim como quanto ao po de ação durante o intervalo de repouso. Além disso, estudos atuais demonstram ganhos consideráveis na capacidade aeróbia, por meio de esforços intervalados de alta intensidade e curta duração, o que, aparentemente, beneficiaria a capacidade anaeróbia (Oliveira, 2008).


12

Avaliação das propostas encaminhadas à CBO e Assembleia Geral 2016 Texto e fotografias gen lmente cedidos por Antônio Carlos Após expor as propostas fruto dos oriencontros e devidamente enviadas para avaliação da Comissão de Regras da CBO, ficamos no aguardo para conhecer o que de fato será discu do na Assembleia. Lembramos que todos os Clubes e Federações foram orientados a apresentar sugestões de acordo com suas percepções. Portanto, é provável que a relação de propostas seja bem maior que nossa modesta lista de 11 sugestões. Sobre a Comissão de Regras, nas palavras de Sergio Mendes, presidente em exercício da CBO, "é um grupo formado por atletas experientes da orientação brasileira e é um órgão semi-independente (porque tem a supervisão do diretor técnico). (…) os seus integrantes veram plena liberdade para trabalhar". Sergio Mendes complementa, ainda, que "tudo o que foi discu do já foi encaminhado aos presidentes de federação/clubes para que os mesmos enviem suas observações". Todas as propostas enviadas pelos Clubes e Federações estão em processo de análise. Esta análise consiste, entre outros, em avaliar a adequação às regras IOF e elaboração de texto dentro da metodologia de regras da CBO.

Foto: Orien stasemRota

Cumpre observar que a Comissão pode definir pela inadequação completa da proposta e, dessa forma, não encaminhá-la para a AG. Em resumo, o processo de proposição para uma AG consiste no envio da ideia por Clube ou Federação, avaliação preliminar do objeto, alterações caso a Comissão julgue per nente e inclusão na Ata da AG. Somente após este processo é que as propostas são subme das à apreciação dos representantes de Clubes e Federações com direito a voto. A relação de en dades com direito a voto para a AG 2016 foi publicada no sí o da CBO em dezembro de 2015. Vale lembrar que as en dades com menos de um ano de filiação não podem votar na assembleia por previsão estatutária. Veja abaixo se sua en dade está apta a par cipar como votante: Federações com direito a voto nas deliberações:

Foto: Orien stasemRota

ID 1 2 3 4 5 6 7 8 11 12

Sigla FGO FORJ FODF FPO FOSP FMO ORIESC FECORI FOP FOG

Nome da Federação Federação Gaúcha de Orientação Federação de Orientação do Rio de Janeiro Federação de Orientação do Distrito Federal Federação Paranaense de Orientação Federação de Orientação de São Paulo Federação Mineira de Orientação Federação de Orientação de Santa Catarina Federação Cearense de Orientação Federação de Orientação da Paraíba Federação de Orientação de Goiás


13

Clubes com direito a voto nas deliberações: HG 1 3 6 12 16 20 23 28 39 40 46 47 50 57 64 75 68 71 68 71

Sigla COSM COC RUMO VERDE COS COSAM COURJ COMIB COCAMP COTRIM COCAPRI CODAC COVILLE COFORT COTI COMPASS KAAPORA COGA IDESP COGA IDESP

98

TRILHA NORTE

99 103 106 108 109 116 112 113 124

CODIV COSEC COER NEBLINA DOrG7 ASSOPAJE ELITE CO CASUSA ADCH

Nome do Clube Clube de Orientação de Santa Maria Clube de Orientação de Curitiba Rumo Verde Clube de Orientação Clube de Orientação de Santiago Clube de Orientação San Martin Associação de Orientação dos Alunos da UFRJ Clube de Orientação do Colégio Militar de Brasília Clube de Orientação de Campinas Clube de Orientação do Triângulo Mineiro Clube de Orientação Caça-Prisma Centro de Orientação e Desportos de Aventura de CG Associação de Orientação de Joinville Clube de Orientação de Fortaleza Clube de Orientação Tiradentes Clube de O. De Miguel Pereira e Arredores Sobre a Serra Kaapora Clube de Orientação Clube de Orientação Gralha Azul Instituto Desportivo e Social de Dourados Clube de Orientação Gralha Azul Instituto Desportivo e Social de Dourados Trilha Norte C.O. do Colégio Mil. Do Corpo de Bombeiros Escritora Rachel de Queiroz Clube de Orientação Divinópolis Clube de Orientação Serra dos Cristais Clube de Orientação Entre Rios Clube Neblina de Orientação e Esportes na Natureza Grêmio Beneficente dos St. e Sgt. 7 de Setembro Associação de Orientação de Japeri Elite Clube de Orientação Casa dos St e Sgt de Santo Angelo Associação Desportiva e Cultural Hip Hop de Santo do Jacuí

Gilson Schropfer, Diretor Técnico da CBO e responsável por acompanhar o trabalho da Comissão de Regras, informou que está em processo de finalização a relação das regras despor vas que serão subme das à apreciação da AG. Nossa expecta va é que tão logo seja publicada pela CBO, tenhamos condição de trazer a você, leitor, o que de fato será fruto de avaliação na AG.

Para relembrar, abaixo as onze propostas fruto dos oriencontros realizados em Brasília: Proposta 1 – Adequação das Categorias ao modelo da IOF Sugerindo a ex nção das gradações N e B nas provas do CamBOr, ficando a cargo dos torneios municipais, estaduais e regionais as categorias de formação e aperfeiçoamento. Proposta 2 - Permi r ao atleta permanecer com o mapa após término do seu percurso. Proposta 3 - Subs tuir o revezamento por Sprint Como consequência, as provas

po Sprint passariam a

integrar o CamBOr Sprint. Já as provas de revezamento ficariam a critério de cada organizador. Proposta 4 - Padronizar as premiações em eventos CBO Proposta 5 - No torneio 5 Dias de Orientação do Brasil incluir uma prova po Sprint e subs tuir um dos percursos Longo por um Médio, sendo a classificação final a soma dos tempos de todas as provas. Proposta 6 - Adequar a Regra 37. Esta regra diz que cabe ao “técnico” a realização de inscrição dos orien stas. Proposta 7 - Incluir o desconto família na regra 10. Proposta 8 - Sobre as datas de realização do CamBOr, caso uma etapa seja realizada em final de semana prolongado, que as provas ocorram nos dias não-úteis. Proposta 9 - Sobre pontuação e classificação geral (ranking) Sugere a definição e divulgação antecipada das regras para bene cios decorrentes de classificação dos orien stas. Também sugere a adoção de nova metodologia, para que seja mais fidedigno e claro o ranking brasileiro de orientação. Proposta 10 - Aponta a necessidade de auditorias na apuração das etapas; Proposta 11 - Categoria D/H 20 somente com o grau de dificuldade Elite. Como comentado acima, esta proposta foi fruto de

Foto: Orien stasemRota

um erro de interpretação da atual Regra 21. Mas permanece, salvo melhor juízo, a necessidade de revisão textual da regra devido ao

O trabalho da Comissão de Regras é importante pois, entre outros, evita que sejam levadas à AG propostas com falhas na forma ou conteúdo. Como exemplo, dentro das 11 propostas que apresentamos, já sabemos que uma delas perdeu a finalidade. Tratase da proposta 11, a qual sugere somente a gradação Elite para a categoria D/H 20. Conforme nos alertou o orien sta Ricardo Diogo, a jus fica va para a alteração foi fruto de um entendimento errôneo do que diz a Regra 21. Como a proposta surgiu a par r do entendimento equivocado de que a categoria teria somente um ano de estágio, perdeu-se a finalidade. Erramos na interpretação das regras atuais, e, portanto, entendemos que não cabe a alteração da regra nos termos propostos.

entendimento dúbio das alíneas “c” e “d”. Foto: Orien stasemRota


14

Vários orien stas enviaram seus comentários quanto às ideias acima. Algumas propostas promoveram maior envolvimento e, inclusive, geraram polêmica. Como a que sugere a inclusão do Sprint no dia 1 do CamBOr e a realização opcional do Revezamento a critério do Organizador. Na leitura do orien sta Itamar Torrezam, a ex nção do Revezamento seria um aspecto nega vo para o CamBOr. Outro assunto bastante comentado foi a proposta rela va à mudança das categorias, deixando a cargo dos campeonatos municipais, estaduais e regionais as compe ções de formação. Para o CamBOr foi sugerida a exclusão gradual das categorias N e B. Outras ideias bem aceitas são as propostas que dizem respeito à padronização das premiações, à criação de mecanismos de ranqueamento e de auditoria das apurações. Por hora, agradecemos a todos os orien stas que contribuíram para a formatação das propostas que enviamos aos clubes e à FODF, e à Revista PrisMagazine, parceira na divulgação do que acontece em nosso desporto. Também aproveitamos para parabenizar a todos que se manifestaram sobre as sugestões, seja por email, na nossa página do Facebook, no nosso site ou diretamente nas rodas de conversas durante as compe ções. Reiteramos nosso convite para que você, leitor orien sta, se faça presente na AG. Não sendo possível, deixe aqui sua mensagem para seus representantes. E acompanhe pelo nosso site todas as no cias sobre esta assembleia. Estaremos lá, promovendo a cobertura das deliberações. Em que pese o critério discricionário da CBO na preparação

Boas rotas \o/

da pauta de propostas para a AG, acreditamos que foi dado um passo importante ao mostrar aos orien stas como é o processo de elaboração de regras na orientação brasileira e ao criar um ambiente para a manifestação de todos os interessados. Merece nosso aplauso, ainda, a abertura dada pela própria CBO ao ser criado um ambiente mais transparente para a par cipação de todos os orien stas. Agora, ficamos no aguardo da AG, que está marcada para os dias 30 e 31 de janeiro, em Brasília. O Edital de Convocação 01/2016 foi publicado no sí o da CBO e pode ser acessado no site oficial do CBO . Vale ressaltar que a AG é aberta a todos os interessados, podendo comparecer qualquer orien sta, além dos representantes com direito a voto. No site se fará presente, e esperamos que outros orien stas também par cipem, pois esta é uma excelente oportunidade para melhor compreendermos e auxiliarmos na melhoria do nosso desporto.

Texto e fotografias re radas no site www.orien staemrota.com.br


16

Peter Garibaldi ENTREVISTANDO Nome: Peter Cabrera Garibaldi Idade: 36 anos Natural de Bagé-RS, a tualmente morando em João Pessoa-PB 2º Sargento do Exército. Fui apresentado ao esporte Orientação em 2002, na Escola de Sargentos das Armas (EsSA), em Três Corações - MG. Fiz uma pista de orientação militar e acabei gostando, me levanto a par cipar da minha primeira prova, que foi a 3ª Etapa do COPA (Campeonato de Orientação Pedestre das Armas) em Cambuquira - MG, no dia 22 de Junho de 2002 e acabei conquistando o 1º lugar na categoria H21N. A par r daí vi que esse era o meu esporte, então comecei a par cipar mais efe vamente. Em 2003, servindo no Jaguarão - RS, par cipei de uma etapa do Campeonato Gaúcho de Orientação, na cidade de San ago - RS. Não ob ve um resultado muito posi vo, ficando entre os úl mos, mas li no mapa que o mapeamento havia sido feito totalmente digital com um tal de Gps TrackMaker. Consegui o programa e achei um militar que sabia u lizar o Ocad, o cabo Paulsen, hoje Sargento. Paulsen me ensinou os primeiros passos no Ocad, então comecei minha carreira de mapeador. Inicialmente u lizava o GPS do quartel, um Garmin 80, que até com uma nuvem mais forte perdia sinal, mas, era o que eu nha. Meu primeiro mapa foi feito com o Ocad 7 e o Gps Trackmaker. Foi um mapa fraquinho, mas comecei a fazer um a dois mapas por ano, par cipando de pistas e observando como os mapas eram feitos, buscando aplicar o conhecimento nos meus mapas. Em 2008 fui transferido para a Paraíba. Chegando aqui, comecei a fazer mapas para o estadual, nos anos de 2008, 2010, 2012, 2013, 2014, 2015 e já tenho mapa pronto para 2016! Mesmo com toda essa experiência, em 2014 fiz um curso de mapeador com o William Nunes, mapeador CBO, pois precisava de um cer ficado. Em 2015 consegui homologar um mapa junto a CBO, me tornando integrante do quadro de mapeadores

Foto: Peter Garibaldi

.Hoje aplico bastante tecnologia na criação do mapa. Uso o Ocad em um tablet, fazendo o mapeamento em tempo real. Uso um telêmetro alser para cálculo de distância e locação dos pontos sem a necessidade de ir no local (pedras ou árvores isoladas em meio ao charco), até já u lizei um drone para fotos aéreas, porém sem muito sucesso. Ao lado você pode ver o mapa criado pelo Peter e que foi homologado pela CBO!

Foto: Peter Garibaldi


Foto: Odete Rech


18

RE TR OS PE 201 CTIV A 5 I ETAPA DO CAMBOR 2015 No período de 24 a 26 de abril de 2015, o estado de Santa Catarina sediou a I Etapa do Campeonato Brasileiro de Orientação, o CamBOr 2015. A cidade escolhida foi Rancho Queimado, distante 74 km da capital catarinense. A região definida para a compe ção agradou em muito os par cipantes, pois ofereceu uma vegetação e relevo aprazíveis, além de o clima ter colaborado com a ausência das chuvas. Os percursos Longo e Médio foram realizados na mesma área mapeada.

III ETAPA DO CAMBOR 2015 A III Etapa do CamBOr 2015 foi sediada no município de Mandirituba, na região de Curi ba- PR, durante o período de 08 a 11 de outubro de 2015. Com um número de 640 atletas a 3ª Etapa do Cambor ficou marcada pela apresentação oficial da nova diretoria CBO, en dade agora é comandada por Luiz Sergio Mendes, que montou uma equipe heterogênea buscando evoluir a orientação nacional e resgatar a imagem do Brasil junto à IOF.

II ETAPA DO CAMBOR 2015 A II Etapa do CamBOr 2015 foi sediada na Fazenda Piana, cujo pA II Etapa do CamBor 2015 foi sediada na Fazenda Piana. O Evento teve sede na cidade de Sidrolândia, nas proximidades de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. A maior parte dos atletas ficou hospedada na Fazenda Piana, cujo proprietário também é orien sta. O local sediou os percursos Longo e Médio.

Credito das Fotos: Odete Rech


19 JOGOS MUNDIAIS MILITARES 2015 - 6TH CISM WORLD GAMES KOREA. Realizada na Coréia, no período de 02 a 11 de outubro de 2015, o 6th CISM World Games Korea, contou com a realização de provas de orientação, com a par cipação da seleção brasileira de orientação, composta pelos atletas Claudinei Nitsch, Fábio Kuczkoski, Ironir Alberto Ev, Juscelino Alencar Karnikowski, Leandro Pasturiza, Sid Farias, Franciely Chiles, Le cia Saltori, Mirian Ferraz Pasturiza e Tânia Carvalho. A par cipação dos nosso atletas foi considerada sa sfatória, onde foram ob das marcas importantes, como a presença de 3 atletas femininas entre as 30 primeiras colocadas.

CAMPEONATO SUL-AMERICANO DE ORIENTAÇÃO - SAOC 2015 O Campeonato Sul-americano de Orientação foi sediado na cidade de São Francisco de Paula – RS, durante o período de 03 a 6 de dezembro de 2015. Realizado pela Confederação Sul-americana de Orientação – CSO e o Natura Clube de Orientação em parceria com a Prefeitura Municipal de São Francisco de Paula – RS. Ao final do Campeonato, não faltaram elogios aos locais de provas, com belas paisagens e ao terreno em geral. Mesmo o clima nublado não atrapalhou o evento, que também teve bastante elogios pela sua organização em geral.

Foto: Le cia Saltori

V COPANE – COPA NORDESTE DE ORIENTAÇÃO Realizada no período de 30 de outubro a 01 de novembro, ocorreu na s prais de Imbassaí e Praia do Forte, nas prooximidades de Salvador. Contou com um impressionante número de parci pantes, chegando a 618 inscritos nos percursos longo e médio, além de 396 no percurso Srint, percurso este que teve sua chegada na areia da praia, que com a maré alta, obrigou os atletas a molharem os pés!

Foto: Nina Waldow

A quinta edição da COPANE, desta vez sediada em Imbassaí e Praia do Forte, na Bahia, atendeu às expecta vas dos seus par cipantes. As dificuldades com hidratação, enfrentadas na disputa do Percurso Longo, foram mi gadas inclusive com a oferta de água de côco na linha de chegada. Uma verdadeira força-tarefa atuou para que nenhum atleta sen sse ausência de água durante os percursos. A região de Imbassaí apresentou terreno movimentado com piso arenoso em vários momentos. Também foi u lizada uma parte urbana da vila, com o funil de chegada na beira da praia. A cerimônia de encerramento se deu na parte superior de um dos restaurantes da praia de Imbassaí.

Foto: Ricardo Lorençato

Foto: Guilherme Porto


20

A V I T C E P S O 5 1 R 0 T 2 E R Federação Federação Gaúcha Gaúcha de de Orientação Orientação Por José Luis Petroceli, 1º vice presidente da FGO. O ano de 2015 foi de grandes mudanças na Federação Gaúcha de Orientação. A começar pela troca de Diretoria. No mês de março de 2015 aconteceu na Cidade de Santana do Livramento a Assembleia Geral que elegeu a nova diretoria gestão 2015/2016, que ficou assim cons tuída: Presidente: Cesar Valmor Cordeiro 1º Vice: José Luiz de Souza Petroceli 2º Vice: Vilmar Silveira Reginaldo Diretor Secretário: João Aerton Brauner Diretor Financeiro: Valter Eclair da Costa Jacques Diretor de Patrimônio: Carla Rejane Rutzen 1º Diretor Técnico: José Anilton Henning 2º Diretor Técnico: Elvandir de Vargas Assessor Jurídico: Roberto Dias Torre Como primeiro ato, a nova diretoria par u para a aquisição do Equipamento de Apuração Eletrônica, SportIdent, material de suma importância nos eventos promovidos pela FGO, deixando assim, de pagar aluguel pelo uso do equipamento da CBO.

O XXIII CGO2015, teve uma par cipação média de 250 atletas, sendo que o Clube Campeão foi o COSM – Clube de Orientação de Santa Maria com 9.227 pontos e o Vice Campeão o NATURA CO com 7.518 pontos.

O ranking final do segmento feminino ficou assim cons tuído: Campeã D 18 E – Thais Boff Brauner do COMIPA; Campeã D 20 E – Bibiana Sartori Chagas do COSM; Campeã D 21 E – Franciely de Siqueira Chiles do COSM. Ranking Final do segmento masculino: Campeão H 16 E – Arthur Coimbra de Souza Braga do COSM; Campeão H 18 E – Igor Ail Andrade do COVOP; Campeão H 21 E – Leandro Pasturiza do COSAM.

O XXIII Campeonato Gaúcho de Orientação - CGO2015, aconteceu em sete etapas: I ETAPA - SANTANA DO LIVRAMENTO-RS em 15.3.2015 Clube de Orientação da Fronteira II ETAPA - Rio Pardo-RS em 12.4.2015 Clube de Orientação de Santa Cruz III ETAPA - SANTIAGO-RS em 31.5.2015 Clube de Orientação de San ago IV ETAPA - SANTA MARIA-RS em 16.8.2015 Clube de Orientação de Santa Maria V ETAPA - SÃO BORJA-RS em 13.9.2015 Clube de Orientação Voluntários da Pátria VI ETAPA - NOVA SANTA RITA-RS em 8.11.2015 Clube de Orientação de Porto Alegre

Foto: Captada do facebook oficial da FGO


21

A V I T C E P S O 5 1 R 0 T 2 E R Federação Federação De De Orientação Orientação de de Goiás Goiás Por Alvim José Pereira, Presidente da FOG. A FOG iniciou suas a vidades em 2015 com uma Conferência dos Clubes Goianos, realizada em 1º Fev 15, na cidade de Caldas Novas, ocasião em que foi realizada a prestação de contas e os planejamentos para as a vidades futuras. As a vidades de uma en dade de Orientação não podem ficar restritas a compe ções. Há de se ter uma preocupação constante com capacitação e treinamento. Neste contexto, a polí ca da FOG e de seus Clubes é proporcionar condições de treinamentos e capacitar as pessoas já pra cantes de Orientação, além de dar possibilidades de formação aos que desejam iniciar na modalidade. CURSOS - assim, em 2015 foram realizados nove cursos, os quais formarão quase duzentos pra cantes de Orientação. Os cursos foram: - Jan/15: Iniciação em Itumbiara,GO - Jul/15: Inicação no Pontal do Araguaia,MT - Ago/15: Iniciação em Morrinhos,GO - Ago/15: Árbitro em Caldas Novas,GO - Ago/15: Traçador de Percursos em Caldas Novas,GO - Set/15: Iniciação em Ipameri,GO - Set/15: Iniciação em Aparecida de Goiânia,GO - Out/15: Iniciação em Caldas Novas,GO - Nov/15: Iniciação em Cristalina,GO PERCURSOS TREINOS - no mesmo rumo didá co, foram planejados e executados catorze percursos treinos aos longo do ano e em várias cidades goianas, a saber: 03 em Goiânia, 01 em Morrinhos, 05 em Itumbiara, 02 em Ipameri e 03 em Cristalina. MAPAS - além de todas estas a vidades a FOG ainda se preocupou em preparar “campos de jogos”, indispensáveis à prá ca da modalidade, ou seja, três mapas foram confeccionados em 2015: - Morrinhos: 80 hectares (ISSOM) para treinamento e cursos. - Itumbiara: 330 hectares (ISOM), para a etapa do Goiano, treinamentos e cursos. - Rio Quente: 530 hectares (ISOM) e 94 hectares (ISSOM) para a 2ª etapa do Brasileiro 2016. As compe ções estaduais em Goiás no ano de 2015 A FOG e seus Clubes realizaram três compe ções estaduais e duas regionais, com uma média de quase 100 atletas por evento. As compe ções foram: - Troféu Cerrado, 22 Mar 15, em Cristalina,GO – 205 atletas - II etapa, 31 Maio 15, em Cristalina,GO – 75 atletas - Circuito Mato-Grossense, 18 Jul 15, em Pontal do Araguaia,MT – 80 atletas - IV etapa, 25 Out 15, em Itumbiara,GO – 65 atletas - V etapa, 22 Nov 15, em Caldas Novas,GO – 65 atletas


22

RET RO SPE CTI VA 201 5 Federação Federação Mineira Mineira de de Orientação Orientação Por Evandro Pires Pietro, Presidente da FMO. Neste ano realizamos o XV Campeonato Mineiro de Orientação. Foram 5 etapas sendo que duas delas ocorreram em conjunto com eventos regionais, o Troféu Sudeste e o Troféu Cerrado de Orientação uma parceria que está dando muito certo com as federações vizinhas de São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Distrito Federal. A primeira etapa do CaMOr ocorreu no Troféu Sudeste em ITU-SP nos dias 06 e 07 de Março. A segunda etapa foi em Cristalina-GO no dia 22 de setembro durante o Troféu Cerrado de Orientação. A terceira etapa foi em 22 de julho na cidade de DivinópolisMG. Nossa quarta etapa foi realizada no distrito de Mar nésia da cidade de Uberlândia-MG no dia 30 de agosto. No dia 29 de Novembro foi realizada a úl ma etapa do Campeonato Mineiro de Orientação no Parque Ursulina de Andrade Melo em Belo Horizonte. O evento contou com 152 atletas inscritos de várias cidades Mineiras e também representantes de Goiás e Rio de Janeiro. Após a premiação da etapa ocorreu a premiação final do campeonato. O CODIV - Clube de Orientação de Divinópolis, sagrou-se campeão mineiro de Orientação. O clube compareceu em peso nesta úl ma etapa e vários atletas, em sua maioria crianças e adolescentes de projetos sociais da cidade, conquistaram importantes medalhas que trouxeram o Troféu Estadual para o clube. Também em 2015, apoiamos a realização em Maio do Primeiro Curso de Iniciação ao Esporte em Montes Claros e no mês de Agosto realizamos um curso de Árbitro e um curso de Traçado de Percurso em parceria com a Federação de Goiás. No mês de maio também comemoramos em recorde. O Clube COTRIM realizou no dia 30 uma clínica com 1061 alunos da Escola Estadual Professor José Ignácio de Sousa em Uberlândia-MG. A Federação Mineira de Orientação encerra as a vidades espor vas do ano e já prepara no ano de 2016 grandes novidades para tornar a experiência de compe r no evento estadual a melhor possível. O presidente da FMO destaca: "2015 foi um ano de muito aprendizado e de importantes desafios para toda a gestão espor va. Conseguimos concluí-lo com um excelente evento e coroar os vencedores com uma premiação de alto nível". A FMO deseja a todos um excelente final de ano e excelentes ROTAS para 2016!


23

A V I T C E P S O R 5 RET 1 0 2 Circuito Potiguar de Orientação Por Oscar Moritz, Presidente do COP.

Em sua 5ª edição (2015), o CiPOr caminha cada vez mais em busca dos obje vos propostos desde o inicio: divulgar o esporte orientação; Ÿ fortalecer a união entre os orien stas do RN e demais estados no nordeste; Ÿ es mular a criação de novos clubes e grupos de orientação; Ÿ criar oportunidades de prá ca regular do esporte orientação; Ÿ formar novos orien stas; Ÿ

Ÿ

Durante essa edição, contamos com a par cipação de 380 atletas. Nem todos par ciparam de todas as etapas, mas já mostra uma evolução na divulgação e no resultado de nossas clinicas e treinos durante o ano, culminando com a fundação de um novo clube no Estado, que possibilitará a criação da Federação de Orientação do Rio Grande do Norte. CALENDÁRIO 2015 1ª etapa – Lagoa de Pitangui Data: 22 de fevereiro. Município: Extremoz. Número de par cipantes: 212 atletas. 2ª etapa – Fazenda Engenho Lagoa do Fumo Data: 14 de junho. Município: São José de Mipibu. Número de par cipantes: 229 atletas. 3ª etapa – Lagoa do Carcará Data: 23 de agosto. Município: Nísia Floresta. Total de par cipantes: 199 atletas. 4ª etapa – Baia Formosa Data: 13 de dezembro; Município: Baia Formosa; Total de par cipantes: 199 atletas. CONSIDERAÇÕES FINAIS A Orientação Po guar cresce a cada ano, e com qualidade: em relação à organização, ao número crescente de pra cantes, à qualidade de nossos mapas e percursos.


24

A V I T C E P S O R T E R 2015 Federação Federação de de Orientação Orientação do do Rio Rio de de Janeiro Janeiro Por Márcelo Malato, Presidente da FORJ Em 2015 a Federação de Orientação do Rio de Janeiro (FORJ), realizou a XXII Edição do Campeonato de Orientação Estadual do Rio de Janeiro (COERJ), com 8 etapas mais uma de encerramento; A III Edição do Campeonato Metropolitano do Rio de Janeiro (CMORJ), com duas Etapas; A II Edição do Circuito Treino RJ (CTRJ), com 9 etapas; A III Taça ADAAN de MTBO; e a I Taça ADAAN/MB de Orientação de Precisão Pre-O. Tudo isto demonstra o quanto a FORJ e seus Clubes estão comprome dos com o desenvolvimento do Esporte Orientação, também vemos um grande apoio de nossos atletas que par ciparam assiduamente de nossos eventos, nas etapas do campeonato estadual vemos uma média de 300 atletas por etapa. Abaixo seguem algumas informações de nossas compe ções em ordem cronológica:

III ETAPA XII COERJ A III Etapa do XXII Campeonato de Orientação do Estado do Rio de Janeiro foi realizada na Fazenda Posse na cidade de Paty do Alferes, no dia 24 de maio de 2015, foi uma etapa que contou com a par cipação de muitos atletas e ainda com a presença de autoridades da cidade de Paty do Alferes e ainda do professor Raul, que na época estava fazendo uma pista permanente de orientação no Estado do Rio de Janeiro, o organizador desta prova foi o Clube COMPASS, a prova homenageou o Orien sta TC Ronaldo Oliveira Braga. Mais informações no link abaixo: h p://www.forj.org.br/content/iii-etapa-xxii-coerj-24-de-maiopaty-do-alferes-rj#overlay-context=

I ETAPA XII COERJ – VII TSEO A I Etapa do XXII COERJ se deu em Itú-SP por ocasião da Realização do Troféu Sudeste, organizado pela FOSP, a FORJ foi campeã da VII Edição do TSEO; Mais informações no link abaixo: h p://www.forj.org.br/content/trof%C3%A9u-sudeste-06-08-demar%C3%A7o-itu-s%C3%A3o-paulo#overlay-context= II ETAPA XII COERJ A II Etapa do XXII COERJ foi realizada na Cidade de Casimiro de Abreu-RJ e organizada pelo Clube Elite CO, recebemos aproximadamente 450 inscrições, foi realizada também I Etapa do Metropolitano e o III Circuito Elite de orientação nos dias 18 e 19 de Abril de 2015, Mais informações no link abaixo: h p://www.forj.org.br/content/ii-etapa-xxii-coerj-i-etapa-ii-cmorjiii-circuito-elite-18-e-19-de-abril-casimiro-de-abreu#overlaycontext=

Foto: Gen lmente cedido por Marcelo Malato

Foto: Gen lmente cedido por Marcelo Malato IV ETAPA XII COERJ IV Etapa do Campeonato Estadual de Orientação do Rio de Janeiro 2015 (IV ETAPA do COERJ), foi realizada no Município de Magé – RJ, no dia 28 de junho de 2015. Além dos percursos para a compe ção do COERJ, foi disponibilizado mapas para a par cipação em percursos de Mountain Bike (MTBO) e Orientação de Precisão (Trail-O), o Clube Organizador foi o Clube ADAAN, esta foi a primeira prova que o Clube ADAAN disponibilizou o Percurso de Precisão, os organizadores fizeram um curso em Portugal para poder se qualificar e oferecer aos seus atletas a prá ca desta modalidade no Brasil de acordo com as regras e padrões da IOF


25

V ETAPA XII COERJ A V Etapa do Campeonato Estadual de Orientação do Rio de Janeiro 2015 (V ETAPA do COERJ), foi organizada pelo Clube de Orientação Caça Prisma (COCAPRI) e o Clube de Orientação do Colégio Militar do Rio de Janeiro (COCMRJ), a compe ção foi realizada no Município de Seropédica– RJ, no dia 26 de julho de 2015, durante a compe ção foi realizada a Assembleia Extraordinária da FORJ, onde os clubes decidiram o calendário de 2016, este foi um avanço que facilitou bastante aos clubes poderem estabelecer suas metas para poder cumprir as organizações das provas de 2016 com excelência e sem atropelos. Mais informações no link abaixo: h p : / / w w w. f o r j . o r g . b r / c o n t e n t / v - e t a p a - x x i i - c o e r j serop%C3%A9dica-rj-26-de-julho#overlay-context=

VII ETAPA XII COERJ A VII Etapa do XXII Campeonato de Orientação do Estado do Rio de Janeiro (COERJ), foi organizada pelo Clube de Orientação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (COUFRJ), em Itaipuaçu, Maricá - RJ, no dia 27 de setembro de 2015, as curvas de níveis da costa praiana e a vegetação rasteira com passagens estreitas tornaram os percursos desta prova muito interessantes e desafiadores. Mais informações no link abaixo: h p : / / w w w.fo r j . o rg . b r /co nte nt / v i i - eta p a - d o -x x i i - co e r j maric%C3%A1-rj-27-de-setembro-de-2015#overlay-context=

Foto: Gen lmente cedido por Marcelo Malato

Foto: Gen lmente cedido por Marcelo Malato VI ETAPA XII COERJ A VI Etapa do XXII Campeonato de Orientação do Estado do Rio de Janeiro foi organizado pelo Clube de Orientação Audazes do Rio de Janeiro COARJ, com o apoio do Clube de Orientação das Agulhas Negras (COAN), realizado no dia 16 de agosto de 2015 na Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende-RJ, contamos com a presença do Cmte da Academia Militar que par cipou da prova como atleta dando exemplo de valorização ao esporte orientação. Mais informações no link abaixo: h p://www.forj.org.br/vi-etapa#overlay-context=

VIII ETAPA XII COERJ A VIII Etapa do XXII COERJ foi realizada pelo Kaapora Orientação Clube juntamente com o Clube ASSSOJAPE de Orientação no dia 18/10/2015 na cidade de Japeri – RJ, na Fazenda Americana. Os organizadores montaram uma Tirolesa para os atletas se diver rem nas suas horas de folga, o local foi muito agradável e um convite para a família se diver r. Mais informações no link abaixo: h p://www.forj.org.br/content/viii-etapa-xxii-coerj-18-de-outubrode-2015-japeri-rj#overlay-context=

Foto: Gen lmente cedido por Marcelo Malato

Foto: Gen lmente cedido por Marcelo Malato


26

27º CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE CARTOGRAFIA A Federação de Orientação do Rio de Janeiro (FORJ), juntamente com o Elite Clube de Orientação (Elite CO) e a Coordenação do ICC 2015, organizou no dia 23 de agosto de 2015 no Aterro do Flamengo – Rio de Janeiro – RJ um evento integrado a 27º Conferência Internacional de Cartografia. Este evento recebeu par cipantes de vários países e demonstrou o valor e a união que existe entre a Orientação e a Cartografia. Mais informações no link abaixo: h p : / / w w w. f o r j . o r g . b r / c o n t e n t / v - e t a p a - x x i i - c o e r j serop%C3%A9dica-rj-26-de-julho#overlay-context= Cerimônia de Encerramento XXII COERJ A Federação de Orientação do Rio de Janeiro (FORJ), juntamente com a Associação Despor va Almirante Adalberto Nunes (ADAAN), organizaram Cerimônia de Encerramento do XXII Campeonato Estadual do Estado do Rio de Janeiro (COERJ), que ocorreu em conjuntamente com II Etapa do II Campeonato Metropolitano de Orientação do Rio de Janeiro 2015 e o Sprint MB. O evento foi realizado no dia 22 de novembro de 2015 na casa do Marinheiro, Av Brasil- Penha, Rio de Janeiro-RJ. A FORJ revolucionou o encerramento do COERJ, pela primeira vez fez uma prova onde não nha que se esperar o ranking ficar pronto, só nha que dar a merecida medalha e o merecido troféu aos vencedores, isto tornou a prova bem mais agradável e rápida, a FORJ também ofereceu um prêmio extra a cada atleta vencedor, alguns ganharam prêmios de valor como mochilas tá cas, óculos balís cos, lanternas de cabeça, canivetes de qualidade enquanto outros receberam prêmios mais humildes, mas todos receberam um prêmio demonstrando assim o valor que a Federação dá a esses intrépidos atletas que lutaram o ano todo para se consagram campeão de sua categoria.

Foto: Gen lmente cedido por Marcelo Malato

A FORJ está sempre buscando melhorias, foi a primeira Federação do Brasil a implementar em suas inscrições, cobranças on-line automa zadas com aceitação de cartão de crédito e geração de boletos eletrônicos de pagamento, o atual presidente da Federação é um profissional da área de Tecnologia da Informação, atualmente está implementando um sistema de gerenciamento eletrônico para os atletas da FORJ entre outras inovações que serão apresentadas ao publico assim que es verem em perfeito funcionamento. Que venha 2016, que venham novas compe ções, a Federação do Rio de Janeiro estará sempre empenhada em promover, desenvolver e levar o esporte orientação ao maior número de pessoas possível, e sempre buscará realizar suas provas com o mais alto nível técnico e o mais agradável possível aos nossos atletas. Que em 2016, você saiba escolher as melhores rotas! Para obter mais informações sobre a Federação de Orientação do Rio de Janeiro, eventos e fotos, acesse a página oficial do FORJ e saiba de tudo que está rolando no Rio de Janeiro.

h p://www.forj.org.br/


28

A V I T C E P S O R T E R 2015 Federação Baiana de Orientação Por Márcia Libânea, Presidente da FBO Em 2015, o Campeonato Baiano de Orientação – CamBO, foi ainda mais posi vo para todos os par cipantes. Agora sob a supervisão da Federação Baiana de Orientação – FBO, que além de regulamentar, instruir e fiscalizar as etapas, esteve à disposição e em parceria com cada atleta e clube organizador, possibilitando assim que fossem alcançados os resultados posi vos e as metas traçadas tais como: maior divulgação do esporte; incen vo aos clubes em realizar trabalhos para melhor desenvolver suas equipes tanto em qualidade técnica quanto em quan dade de atletas; cumprimento do calendário; melhor nível técnico das provas através da preparação de pessoal com cursos e formações técnicas; e o cumprimento do regulamento do Cambo e às RGOP; Neste ano, foi percep vel um grande avanço na orientação baiana, os organizadores estão mais capacitados para atuarem nas etapas, a arbitragem também e os atletas estão melhores tecnicamente, obtendo resultados expressivos em campeonatos regionais e nacionais, inclusive com 6 campeões brasileiros em 2015 de nosso estado. O Campeonato Baiano de Orientação se destaca pelo número de clubes par cipantes e o trabalho para aumentar o número de par cipantes nas etapas. Segue abaixo um quadro geral de clubes e inscrições, somando no geral vemos o seguinte:

FÕÞNÑ Caatinga Trekkers Carcará COESC CBM COCa Kaaporas Giramundo Aventureiros do Agreste CCAA Litão Corvo Coala Kalangos de Itatim COCiMo

Nº de inscrições no CamBO 2015 476 395 166 50 46 44 41 31 14 9 4 2 2 1


29

A V I T C E P S O R T E R 2015 Federação Paranaense de Orientação Por PLÍNIO COSTA NASCIMENTO, Presidente da FPO Eventos Estaduais e Regionais

CIRCUITO PARANAENSE DE ORIENTAÇÃO - O Circuito Paranaense de Orientação (CiPO), foi realizado em 6 etapas, sendo a 1ª em Ponta Grossa, a

2ª em Campo do Tenente, a 3ª em Foz do Iguaçu, a 4ª em Curi ba, a 5ª em Cascavel e a 6ª e úl ma em Reserva do Iguaçu. - Todos os eventos foram de alto nível tanto técnico como administra vo e contou com a par cipação média de 240 atletas por evento. - Na classificação final da compe ção entre os clubes paranaenses, o Clube de Orientação de Curi ba - COC foi o Clube Campeão Paranaense de 2015, o Clube de Orientação Gralha Azul - COGA foi o Vice-Campeão Paranaense e Clube de Orientação Lobo Bravo – COLB o 3º colocado. - A FPO de acordo com o item 6 do Art 1º aprovou a realização de uma campanha solidária de doações a en dades assistenciais, durante as etapas é solicitado aos atletas que colaborem com doações de roupas, agasalhos e alimentos não perecíveis para en dades assistenciais ou escolas no município onde ocorre as etapas, o Clube de Orientação Gralha Azul – COGA foi condecorado com o troféu FairPlayer como clube de maior colaboração durante as campanhas de 2015. Caracterís cas da 1ª Etapa - Fazenda Santa Maria do Ipê e Fazenda Bugio são áreas par culares pertencentes a dois proprietários, contornada por cerca de arame farpado e penhasco de pedras em quase toda sua totalidade, com grande quan dade de charcos em área aberta e reflorestamento com pinos, nas seguintes porcentagens 50% de 405 (floresta de corrida livre); 30% de 403 (área aberta de corrida lenta); 15% de 403/407 (área aberta de corrida lenta combinado com verde linha, dificultando a passagem) terreno pouco movimentado sem muita aclividade mas com subidas suaves porem longas.

Caracterís cas da 6ª Etapa – Usina Hidrelétrica Governador Ney Aminthas de Barros Braga, área onde desenvolveuse a prova de Sprint no Sábado com muito sol, com caracterís cas de uma prova rápida nas áreas residências da Vila da Copel. No Domingo o percurso tradicional foi debaixo de muita chuva, o que aumentou ainda mais o nível técnico da prova. Vegetação dominante 1. água e pântano pouquíssimo símbolo (300); 2. terreno aberto (401); 3. terreno com árvores esparças (402); 4. terreno semi-aberto pouquíssimo (403); 5. terreno com árvores esparças (404); 6. floresta semi-aberta (406); 7. floresta densa (408); 8. floresta muito densa, pouquíssima (410); 9. área privada 20% do mapa; 10. área perigosa somente em um local do mapa.

CIRCUITO METROPOLITANO DE ORIENTAÇÃO DE CURITIBA - O XVII Campeonato Metropolitano de Orientação de Curi ba (CMOC) foi realizado em 4 etapas e contou com a par cipação de aproximadamente 250 atletas por evento teve seu encerramento em 29 de novembro na região metropolitana em Mandirituba-PR. CIRCUITO OESTE-PARANAENSE DE ORIENTAÇÃO - O Circuito Oeste-Paranaense de Orientação (COPO), realizado na região de Cascavel e municípios vizinhos, foi realizado em 4 etapas e contou com a par cipação de aproximadamente 140 atletas por evento.

. Eventos Nacionais

CAMPEONATO BRASILEIRO DE ORIENTAÇÃO

- O Clube de Orientação de Curi ba organizou a 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Orientação (CamBOr), realizada na cidade de Mandirituba-PR, no período de 08 a 11 de outubro de 2015. - O evento foi muito bem organizado e contou com a par cipação de 640 atletas de todas as regiões do Brasil e também com a presença de dois atletas internacionais. - O CamBOr é disputado anualmente em 3 etapas, sendo a 1ª em Rancho Queimado-SC e a 2ª realizada em Sidrolândia-MS.

Fotos das etapas, treino e Cambor, presentão da Odete Rech (outra fotografa sempre presente em nossas compe ções) h ps://www.flickr.com/photos/orientacaoesporte/albums


30 RETROSPECTIVA 2015 XXII Circuito Paranaense de Orientação (CiPO) e Paranaense de Orientação Sprint (OriSPRINT) O CiPO foi realizado em seis etapas de acordo com o calendário espor vo da Federação Paranaense de Orientação (FPO), o circuito Paranaense destaca-se por ser de exigido pelos atletas e dirigentes um nível técnico alto, percursos inovadores em locais inéditos. No dia anterior a prova tradicional de orientação pedestre, em conjunto é realizado a prova do OriSPRINT, Paranaense de Orientação Sprint, em ambiente totalmente urbano, visando a divulgação do esporte no município e a integração dos atletas com a comunidade. O campeonato de Sprint teve cinco etapas com provas técnicas exigindo dos atletas um ó mo raciocínio lógico com escolhas de rotas e percursos desafiadores aos atletas.

MARÇO 1ª Etapa do XXII Circuito Paranaense de Orientação (CiPO) organizada pelo Clube de Orientação Gralha Azul (COGA), no município de Ponta Grossa - PR, na Fazenda Santa Maria do Ipê e na Fazenda Bugio, no dia 29 Mar 15. MAIO 1ª Etapa do Paranaense de Orientação Sprint (OriSPRINT) organizada pelo Clube de Orientação de Riomafrense (CORM), no município do Campo do Tenente - PR, no dia 16 Mai 15; e a 2ª Etapa do XXII Circuito Paranaense de Orientação (CiPO) organizada pelo Clube de Orientação de Riomafrense (CORM), no município do Campo do Tenente - PR, no dia 17 Mai 15. JULHO 2ª Etapa do Paranaense de Orientação Sprint (OriSPRINT) organizada pelo Clube de Orientação Cataratas do Iguaçu (COCI), na cidade de Ciudad del Este - Paraguai, no dia 03 Jul 15. 3ª Etapa do XXII Circuito Paranaense de Orientação (CiPO) organizada pelo Clube de Orientação Cataratas do Iguaçu (COCI), na cidade de Foz do Iguaçu- PR, no dia 04 Jul 15.

AGOSTO 3ª Etapa do Paranaense de Orientação Sprint (OriSPRINT) organizada pelo Clube de Orientação de Curi ba (COC), na Academia Policial do Guatupê no município de Curi ba - PR, no dia 15 Ago 15. 4ª Etapa do XXII Circuito Paranaense de Orientação (CiPO) organizada pelo Clube de Orientação de Curi ba (COC), no município de Tijucas do Sul - PR, no dia 16 Ago 15. SETEMBRO 4ª Etapa do Paranaense de Orientação Sprint (OriSPRINT) organizada pelo Cobra Clube de Orientação (CCO), no município de Cascavel - PR, no dia 12 Set 15. 5ª Etapa do XXII Circuito Paranaense de Orientação (CiPO) organizada pelo Cobra Clube de Orientação (CCO), no município de Cascavel - PR, no dia 13 Set 15. NOVEMBRO 5ª Etapa do Paranaense de Orientação Sprint (OriSPRINT) organizada pelo Clube de Orientação Lobo Bravo (COLB), no município de Reserva do Iguaçu - PR, no dia 20 Nov 15. 6ª Etapa do XXII Circuito Paranaense de Orientação (CiPO) organizada pelo Clube de Orientação Lobo Bravo (COLB), no município de Reserva do Iguaçu - PR, no dia 21 Nov 15.


31 RETROSPECTIVA 2015 CMOC - COPO - Pistas treino e clínicas de iniciação JANEIRO Par cipação na AGE/CBO em Santa Maria-RS. Realização da AGE/FPO, em Curi ba-PR. No dia 28 o Clube de Orientação de Curi ba – COC, realizou na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais - PR, uma clínica de iniciação ao esporte orientação a 16 pessoas que par cipam do grupo de qualidade de vida. FEVEREIRO 1º Percurso treino de Orientação realizado no Parque Náu co, em Curi ba, PR, organizado pelo Clube de Orientação Gralha Azul (COGA), no dia 08 Fev 2015. MARÇO No dia 1º o Clube de Orientação de Curi ba – COC, realizou na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais - PR, uma clínica de iniciação ao esporte orientação a 56 novos atletas. 2º Percurso treino de Orientação realizado no Parque dos Tropeiros, em Curi ba, PR, organizado pelo Clube de Orientação Gralha Azul (COGA), no dia 01 Mar 2015. 1ª Etapa do XVII Campeonato Metropolitano de Orientação de Curi ba (CMOC) organizada pelo Clube de Orientação Gralha Azul (COGA), na cidade de Agudos do Sul - PR, no dia 15 Mar 15. 1ª Etapa do XIX Circuito Oeste Paranaense de Orientação (COPO) organizada pelo Cobra Clube de Orientação (CCO), na cidade de Cascavel - PR, no dia 15 Mar 15. ABRIL 3º Percurso treino de Orientação realizado na Fazenda Contrans, Palmitalzinho, em Quatro Barras, PR, organizado pelo Clube de Orientação Gralha Azul (COGA), no dia 19 Abr 2015. Em 11 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), ministrou na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais - PR, uma aula sobre u lização de bússola (2ª aula) a 30 atletas. Em 12 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), realizou na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais - PR, uma clínica de iniciação ao esporte orientação a 35 novos atletas. No dia 20 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), realizou na UNIBRASIL Centro Universitário, em Curi ba - PR, uma palestra sobre o desporto Orientação a 16 alunos do curso de Educação Física. No dia 21 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), realizou na Pon fice Universidade Católica do Paraná - PUC, em Curi ba PR, uma palestra sobre o desporto Orientação a 22 alunos do curso de Educação Física.

MAIO No dia 30 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), ministrou na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais - PR, uma aula sobre u lização de bússola (2ª aula) a 20 atletas. No dia 31 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), realizou na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais - PR, uma clínica de iniciação ao esporte orientação a 41 novos atletas. 4º Percurso treino de Orientação – SPRINT realizado no Jardim Social, em Curi ba, PR, organizado pelo Clube de Orientação Gralha Azul (COGA), no dia 31 Mai 2015. Ambiente totalmente urbano. JUNHO 2ª Etapa do XVII Campeonato Metropolitano de Orientação de Curi ba (CMOC) organizada pelo Clube de Orientação Curi ba COC, na cidade de Curi ba - PR, no dia 21 Jun 15, no 27º Batalhão Logís co. 2ª Etapa do XIX Circuito Oeste Paranaense de Orientação (COPO) organizada pelo Clube de Orientação Cataratas do Iguaçu (COCI), na cidade de Foz do Iguaçu - PR, no dia 21 Jun 15. JULHO 3ª Etapa do XIX Circuito Oeste Paranaense de Orientação (COPO) organizada pelo Clube de Orientação Cataratas do Iguaçu (COCI), na cidade de Foz do Iguaçu - PR, no dia 05 Jul 15. AGOSTO 3ª Etapa do XVII Campeonato Metropolitano de Orientação de Curi ba (CMOC) organizada pelo Clube de Orientação Gralha Azul (COGA), na cidade da Lapa - PR, no dia 30 Ago 15. Percurso noturno organizado pelo Clube de Orientação Gralha Azul (COGA), na cidade da Lapa - PR, no dia 29 Ago 15. 4ª Etapa do XIX Circuito Oeste Paranaense de Orientação (COPO) organizada pelo Cobra Clube de Orientação (CCO), na cidade de Cascavel - PR, no dia 30 Ago 15.


32

SETEMBRO 5ª Etapa do XIX Circuito Oeste Paranaense de Orientação (COPO) organizada pelo Cobra Clube de Orientação (CCO), na cidade de Cascavel - PR, no dia 15 Mar 15. No dia 24/9/2015 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), par cipou uma prova prá ca para 21 alunos da PUC, na inauguração da pista permanente de orientação da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, em Curi ba – PR, organizada pelo Prof. Dr. Raul M. P. Friedmann com apoio da FPO, UTFPR e 5º GAC AP. No dia 25/9/2015 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), realizou de uma pista treino em conjunto com eleição da nova diretoria com a par cipação de 78 atletas, na pista permanente de orientação da UTFPR, em Curi ba – PR. Inauguração da Pista Permanente de Orientação da UTFPR – Reitor e Cmt do 5 GAC AP. NOVEMBRO 4ª Etapa do XVII Campeonato Metropolitano de Orientação de Curi ba (CMOC) organizada pelo Clube de Orientação Curi ba COC, na cidade de Mandirituba - PR, no dia 29 Nov 15, no Pesque Pague do Leo. 6ª Etapa do XIX Circuito Oeste Paranaense de Orientação (COPO) organizada pelo Cobra Clube de Orientação (CCO), na cidade de Pato Branco - PR, no dia 29 Mar 15. No dia 14/11/2015 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), ministrou na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais - PR, uma aula sobre u lização de bússola (2ª aula) a 06 atletas. No dia 14/11/2015 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), ministrou na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais - PR, uma aula teoria e prá ca sobre Curva de Nível (3ª aula) a 20 atletas. No dia 15/11/2015 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), realizou na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais - PR, uma clínica de iniciação ao esporte orientação a 13 novos atletas. DEZEMBRO No dia 13 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), realizou no Recanto Sagrado, em Campo Magro - PR, uma confraternização de fim de ano encerrando as a vidades com uma pista de revezamento entre os 95 atletas par cipantes. No dia 20 o Clube de Orientação de Curi ba (COC), realizou de uma reciclagem e uma pista treino ao grupo Desbravadores com a par cipação de 55 atletas, na pista permanente de orientação da UTFPR, em Curi ba – PR.

Fotos das etapas, treino e Cambor, presentão da Odete Rech


9 anos de tradição na Orientação da Paraíba

Venha fazer parte dessa família https://www.facebook.com/rumoserotas/


POR TRÁS DAS LENTES Meu nome é Ricardo Gonçalves Lorençato, tenho 35 anos e sou casado com a Atleta de Orientação da Marinha, Tânia Carvalho.· Conheci a modalidade Orientação no exército em 2003 como prá ca militar usada nas transposições de longas distâncias em marchas. A modalidade espor va eu vim conhecer mais tarde com companheiros que par cipavam de compe ções militares. Mas foi em 2008, quando conheci minha esposa, que o Esporte Orientação se tornou mais presente em minha vida; comecei a fazer pequenas viagens, conhecer mais pra cantes e entender melhor as regras. Par cipei de algumas provas mas sempre de forma lúdica. A fotografia apareceu naquela mesma época, pois muitas vezes só acompanhava a Tânia dando suporte logís co e não par cipava das provas, então ficava com a câmera na mão para registrar alguns momentos de sua largada e chegada. Em muitas ocasiões, com a autorização da arbitragem, fui entrando nas pistas para fazer mais registros de diferentes momentos da corrida. No começo rava apenas fotos dela. Depois comecei a fotografar alguns amigos e com isso fui melhorando e aprendendo clicar os atletas em movimento. Mas sempre de forma amadora, passando as fotos para os amigos por e-mail e pelas redes sociais. Em seguida, mais e mais pessoas foram me conhecendo e pedindo fotos de compe ções. Com o tempo percebi também que o esporte era muito carente de registros fotográficos mais profissionais, como temos em outras modalidades. Orientação é um esporte sensacional, é uma junção perfeita de corpo, mente e natureza, todo orien sta gosta de falar do seu esporte, mas quem é de fora não entente o que é feito, não entende a beleza de tudo isso. Foi aí que, com a autorização dos árbitros e com meus conhecimentos em Orientação, comecei a registrar todos os atletas correndo em pontos diversos das provas: crianças e idosos, profissionais e amadores, além do próprio cenário urbano ou de natureza de cada compe ção. Clicar, selecionar, publicar foi por muito tempo um trabalho de doação. Mas era sa sfatório ver a alegria de quem nha a sorte de me encontrar nos percursos, nham a certeza de uma foto garan da... ó mo isso! Certa vez o Coronel Sergio Brito me agradeceu por que em 20 anos ele nunca nha sido fotografado dentro da floresta. Descobri que queria fazer isso por mais vezes e por mais tempo. Fotografar passou a ser meu hobby em constante crescimento. Troquei a câmera, melhorei os equipamentos e comecei a estudar, além de ter do um apoio enorme do amigo fotógrafo Cury que me ensinou muito no começo de tudo.·

Por Ana Paula Matukiwa

34

Ricardo Lorençato

Em 2015 recebi o convite do presidente da FORJ, o Sr Marcelo Malato que, com ideias inovadoras na administração da federação, querendo fazer um marke ng de expansão do esporte e percebendo a carência de profissionais, me convidou para ser o fotógrafo oficial da FORJ. Foi um sucesso! E essa parceria já foi confirmada para 2016, onde irei fotografar todos os eventos. E mais: Farei a cobertura fotográfica do o 49 Campeonato Mundial Militar de Orientação do CISM que será realizado na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Este será um grande evento para mim, um presente poder fotografar atletas de diferentes partes do mundo. Hoje consigo entender o resultado do meu trabalho. Pessoas de diferentes lugares do País e do mundo me solicitam o uso destas imagens. Muito mais que minhas fotos, são fotos da Orientação Brasileira. Estes registros documentam e informam a um público cada vez maior o que está sendo produzidos dentro do Brasil, as imagens fazem nossos atletas conhecidos, mostram a diversidade geográfica dos nossos terrenos e nossos mapas. Sei que a fotografia é pouco diante das grandes transformações pelas quais a Orientação no Brasil está passando, mas certamente é um grande veículo informa vo da Orientação Brasileira, um legado e eu quero con nuar sendo um colaborador do Esporte. Quero agradecer ao Sr Marcelo Malato pela oportunidade e reconhecimento do meu trabalho, a revista PrisMagazine por divulgar minhas fotos e abrir as portas para que possam me conhecer melhor e a minha esposa Tânia por ter me ensinado orientação e ser a minha maior incen vadora.


36

Dicas de Nutrição 5 Dicas Nutricionais após as festas de m de ano!

Por Rafael Soares - Nutricionista Esportivo – CRN 16412

O início de um novo ano é um excelente momento para criar novos obje vos e rever metas, melhorando a qualidade de vida. O Natal e Ano Novo se foram e um ano novo se inicia. E o que ficou? Ressaca, quilos a mais e muitas promessas? Então corra atrás do prejuízo e comece já a cuidar da sua alimentação e a vidade sica, afinal, emagrecer, treinar, ganhar massa muscular e fazer dieta requer grande esforços. Por isso preparei algumas dicas para ajudar a iniciar bem o ano de 2016. 1 - O primeiro passo é voltar a ro na normal de alimentação. Con nuar com a sua dieta e a vidade fisica é essencial para perder o peso adquirido junto aos presentes de fim de ano. Aproveite o es mulo do início do ano e estabeleça metas diárias. É importante ter um obje vo a ser percorrido, que seja claro e realista. Ao alcance de cada meta, fica mais fácil a ngir o obje vo final. 2- Esqueça aqueles alimentos industrializados , muito calóricos e gordurosos. Evite frituras, molhos à base de maionese e queijo, doces, creme de leite, manteiga, etc. 3 - Beba muita água, 2 litros de água por dia. A água hidrata, es mula a circulação sanguínea, o metabolismo, o funcionamento intes nal, a digestão e com isso contribui

também para o processo de emagrecimento. 4- Chega de bebidas alcoólicas. O ano que se passou já foi comemorado e agora mãos à obra para estar em forma no verão. 5 - A meta deve ser perder o excesso de peso e manter este peso perdido, por isso não funcionam dietas radicais sem o acompanhamento do nutricionista. O programa alimentar deve ser individualizado, levando em conta preferências e intolerâncias alimentares, história clínica (doenças/ exames laboratoriais/ medicamentos), sexo, idade e a vidade sica. Não existe “receita de bolo” ou produto milagroso.

‘'Não espere de braços cruzados por mudanças.'' Quando a nutrição é de verdade, os resultados são para sempre. Promovendo saúde , Nutrindo vidas


Foto: Nina Waldow

Foto: Antônio Neto

Foto: Annie Catoline

Foto: Odete Rech

Foto: Raíssa Bernardes

Foto: Ricardo Lorençato

SEM PALAVRAS ... Retrospectiva 2015


Foto: Ana Paula Matukiwa

Foto: André Pivoto Foto: Déa Cajú

Foto: Nina Waldow

Foto: Odete Rech

Foto: Erika Teles

Foto: Guilherme Porto

Foto: João Manoe

Foto: Camila Neves


40

Norte Alentejano O' Meeting Texto e fotografias por Joaquim Margarido NOS CINCO DEDOS DA MÃO Que mistério é este que leva a que, ano após ano, centenas de pessoas abandonem a sua “zona de conforto” e se dirijam a Portugal para par cipar no Norte Alentejano O' Mee ng? A resposta vem nos cinco dedos da mão: Água, Terra, Sol, Pedra e... Orientação! Foi em 2007 que o Norte Alentejano O' Mee ng apresentou as suas credenciais pela primeira vez. Par ndo duma aposta do Grupo Despor vo dos Quatro Caminhos, logo nesse ano se percebeu que o potencial desta região do interior sul de Portugal para a prá ca da Orientação encontrava a correspondência perfeita na ambição do clube nortenho em avançar com a proposta dum projeto intermunicipal de grande envergadura e que colocasse o Norte Alentejano no mapa da Orientação mundial. Ao município de Nisa juntaram-se, sucessivamente, os de Castelo de Vide, Alter do Chão, Crato, Portalegre e Marvão, transformando o sonho inicial nessa realidade indesmen vel: o Norte Alentejano O' Mee ng (NAOM) é, nos dias de hoje, um evento reconhecido a nível mundial, tanto pela sua qualidade técnica como pela capacidade organiza va. Ao longo de nove edições, o NAOM cresceu e consolidou-se. Recebeu os Campeonatos Nacionais de Sprint e de Distância Média em 2008 e em 2012, incluiu seis etapas pontuáveis para os Rankings Mundiais, integrou em 2011 o Portugal O' Mee ng - pres giada prova mundial do Calendário regular de Inverno -, foi palco assíduo da presença de todos os melhores atletas mundiais sem exceção e, por úl mo mas não menos importante, tem contribuído de forma consistente para a promoção e afirmação do nosso País, e em par cular da região Norte Alentejana, como des no turís co e despor vo por excelência no período de Inverno.

Campos de Treino completam oferta Percorrer esta região de Portugal é ir ao encontro de tempos imemoriais, quando os primeiros homens aqui se estabeleceram, fazendo destas paragens o seu “porto de abrigo”. Da pré-história à civilização romana, do período árabe e medieval aos nossos dias, arte e cultura passeiam lado a lado com uma paisagem preservada de enorme beleza, num apelo aos sen dos e ao bom gosto de cada um. Mo vos que levam Maria Gabriela Tsukamoto, ex-Presidente da Câmara Municipal de Nisa, a afirmar que “muito mais do que os i nerários traçados nos mapas, mais do que desporto, do que convívio saudável entre os grupos das provas e com as gentes das terras... os par cipantes no NAOM encontram aqui belezas infindáveis, distribuídas por um vas ssimo património natural e arquitetónico”. Mas se os encantos do ponto de vista cultural e paisagís co, aliados a uma gastronomia única - onde o vinho, o azeite e as ervas aromá cas se impõe como complementos de excelência -, são os maiores atributos desta região, para o orien sta “puro e duro” há, a par da grande compe ção, Campos de Treino de excelência. Fundada no final de 2011 por Fernando Costa, um homem com uma vasta experiência no associa vismo despor vo e na organização de eventos, a Orievents [www.orievents.com] surgiu com o obje vo de organizar eventos, promover a vidades de Orientação para escolas e empresas, trabalhar em ar culação com en dades ligadas à problemá ca da deficiência, promover a formação de agentes despor vos e a comunicação e sponsorização de eventos e realizar mapas de Orientação. Mas é nos Campos de Treino que reside uma das suas maiores apostas, com uma oferta atual de 21 treinos em mapas de floresta e 7 em mapas de sprint, com muitos desses treinos desenhados por figuras conceituadas da Orientação mundial, casos de Eva Jurenikova, Philippe Adamski ou Oleksandr Kratov.


41

De 2007 a 2016 O romeno Ionut Zinca e a finlandesa Riina Kuuselo foram os primeiros atletas a inscrever os seus nomes no Quadro de Honra do evento, inaugurando em 2007 uma lista que vai crescendo a cada ano que passa e que inclui já, entre muitos outros, nomes como os da suiça Simone Niggli, do francês Thierry Gueorgiou, da checa Eva Jurenikova, do atual líder do ranking mundial, o norueguês Olav Lundanes, da sueca Helena Jansson e do português Tiago Romão. Em 2015, foi a vez dos ucranianos Oleksandr Kratov e Nadiya Volynska serem aclamados como os grandes vencedores do NAOM, após duas jornadas de grande nível que atraíram a Castelo de Vide e Marvão mais de 700 par cipantes de 15 diferentes nações. Em 2016 o NAOM cumprirá a sua 10ª edição e terá o epicentro, de novo, em Castelo de Vide, fechando um ciclo de eventos WRE a realizar em Portugal nesta altura do ano. Depois do Lisbon Interna onal Orienteering Mee ng e do Portugal O' Mee ng, o NAOM terá lugar nos dias 13 e 14 de Fevereiro, oferecendo um Sprint noturno e duas etapas de Distância Média, a úl ma das quais pontuável para o ranking mundial. À procura dos melhores desafios e de mapas de excelência com a assinatura dos cartógrafos Tiago Aires e Raquel Costa, são já mais de quatro centenas os atletas com presença confirmada em Castelo de Vide, representando 20 países. No quadro de elite masculina estarão, lado a lado com os franceses Thierry Gueorgiou e Frederic Tranchand ou os noruegueses Olav Lundanes e Magne Dæhli, os brasileiros Douglas Schmitz, Everton Markus e Renato Cavalcan Ferreira. O Brasil estará igualmente representado na Elite feminina por Elaine Lenz e Andressa Stribe, que terão como adversárias, entre outras, a norueguesa Mari Fas ng, a sueca Maria Magnusson, a suiça Rahel Friederich ou a neo-zelandeza Lizzie I n g h a m . Tu d o s o b re o N AO M 2 0 1 6 e m h p://www.gd4caminhos.com/naom2016.

Para Oleksandr Kratov, “[a edição do NAOM 2015] foi, como sempre tem acontecido cada vez que me desloco a Portugal, uma bela experiência. Gostei muito, tanto das provas como dos terrenos, mas também destes mapas. É um prazer incrível poder correr e ler estes mapas”. Deixando elogios igualmente à organização do NAOM - “esta é uma organização à qual é di cil apontar um reparo” - o atleta terminou referindo ter sido este “um dos bons momentos no período de treino de Inverno”. Vice-campeã do Mundo de Sprint, a ucraniana Nadiya Volynska fez igualmente um resumo muito posi vo da sua par cipação na edição 2015 do NAOM e, em par cular, da segunda etapa: “Gostei muito. Já adivinhava um terreno muito detalhado e também muito rico em termos de vegetação e procurei adequar a minha estratégia às condições. A colocação dos pontos foi algo que me agradou imenso, pela imensidão de opções que ofereceu em termos de progressão.” Em relação à vitória, propriamente dita, Volynska não esconde que “foi muito mo vadora”, acrescentando que “era altura de fazer uma prova mais a sério, de puxar pela parte sica; penso que este foi o momento certo e que fui bem sucedida.” E ainda uma palavra para a organização, “do melhor que há, ao nível das grandes organizações nos países escandinavos”, conclui.


Prisma da Depress達o


AGENENDTOAS

DE EV

JAN/FEV 2016

Fevereiro dia 30

Fevereiro

Fevereiro

dias 12 a 14

Norte Alentejano O Meeting 2016 Local: Casteçp de Vide - Portugual

FPO

dia 14

1ª Etapa do IV Campeonato Amazonense e Orientação Local: Ponta Negra - Manaus

CLOMAN

Local: Brasília - DF

Local: Penamocor - Portugal

IOF - FPO

Assembléia Geral Ordinária 2016

Portugual O’Meeting

CBO

Janeiro

dias 04 e 09

Estamos disponibilizando um calendário completo de todos os eventos de 2016. Confira no link abaixo. Caso deseja que seu evento esteja em nosso calendário entre em contato conosco. https://calendar.google.com/calendar/embed?src=revistaprismagazine%40gmail.com&ctz=America/Fortaleza


Revista PrisMagazine Nº 005 Ano I - Janeiro 2016  

2015 passou ... E durante este ano, muita coisa aconteceu na Orientação Brasileira. A Revista PrisMagazine tem o prazer de poder ter feito p...

Advertisement