Page 1

Págs 54 à 57

Pág 60

Págs 10 à 12


Sumário

63

06 PALAVRA DO PRESIDENTE Conra as palavras do presidente da CBO para todos os leitores.

CALENDÁRIO 2016 Veja os principais eventos de Agosto 2016

07 INFORMATIVO TÉCNICO

58

No informativo técnico desse mês Gilson abordar Veja os opreparativos da FOG o processo de melhoria das regras para a 2ª etapa do CamBOr, esportivas da na orientação está quase hora...

SEM PALAVRAS Veja as melhores imagens do mês, registros feitos durante os eventos em todo o Brasil

08

38

INFORMATIVO CBO

COMO FOI - JULHO

Leia a nota informativa 01/2016 emitida pela CBO.

14 ORIENTISTA EM ROTA Esse mês o Orientista em Rota destaca a evolução da publicidade da orientação nas redes sociais

Conra os principais eventos de Orientação, que ocorreu em todo Brasil durante o mês de Julho

17 CURSO MAPEADOR Conra detalhes do curso de mapeador e técnico de Orientação da CBO

18 CURSO TRACEJADOR Veja uma release do curso de tracejador realizado por Luis Sérgio, em Natal-RN


Editorial Olá amigos e amigas orien stas, estamos lançando mais uma vez com muito orgulho a revista PrisMagazine, edição de julho 2016. Como de costume, inicio esse editorial agradecendo à todas as federações, clubes e atletas que contribuíram para a realização dessa edição, em especial a contribuição do presidente da CBO o Luiz Sérgio Mendes, sempre emprenhado em ajudar no crescimento de nossa revista. A ajuda de vocês é fundamental para que possamos dar con nuidade a nossa revista. Nessa edição traremos todos os eventos realizados no mês de Julho de 2016, um mês muito cheio de eventos por todo o Brasil, muito bom ver que em toda a parte do Brasil há orien stas pra cando esse que é um dos esportes que mais cresce no pais. Melhor ainda ver que nas etapas dos campeonatos estaduais, estão sendo realizados em paralelos pistas de orientação para crianças, como vem acontecendo na Paraíba e no Rio Grande do Norte, onde já estão na 2ª etapa de pistas Kids. E agora foi a vez do Rio de Janeiro proporcionar uma pista especial para nossos futuros atletas. Parabéns pela inicia va dos clubes organizadores e que essa ação seja repe da em todos os estados. Gostaríamos muito de poder um dia fazer uma edição apenas com pistas para crianças, quem sabe em Outubro (mês das crianças). Temos o nosso presidente em exercício Luis Sérgio Mendes como um dos colaboradores fixos, citando suas palavras sobre a orientação brasileira. O diretor técnico da CBO, Gilson Schropfer, também trás em sua coluna mensal, informa vos técnicos convidando todos os orien stas a par ciparem da atualização das regras da orientação, com indicações de mudanças, que serão deba das e analisadas em próxima assembleia geral. Ainda temos a atleta Juscelino Karnikowski, como destaque dessa edição, mul -campeão da elite masculina brasileira, Juscelino é um dos integrantes da equipe masculino da seleção militar de orientação e estará nos representando no CISM 2016, no Rio de Janeiro. Também temos a tradicional coluna Como Foi, em especial publicando todos os eventos do Brasil realizados no mês de Julho. Vejam ainda nossas colunas fixas como a Orien stas em Rota, Sem Palavras, Dicas de nutrição e nosso calendário especial. Ufa, muita coisa não? Então aproveitem e se mantenham bem informado com a REVISTA PRISMAGAZINE. Boa leitura para todos Jeremias Araújo Diretor de Edição

Expediente Equipe Edição Jeremias Araújo Rafael Dantas José Alexsandro

Diagramação, arte e criação Jeremias Araújo - jqcaraujo@gmail.com

Colaboradores Luiz Sergio Mendes - preside.cbo@gmail.com Gilson Schropfer - diretortecnicocbo@yahoo.com.br Orien staemRota - orien staemrota@gmail.com Andre Pivoto - pivotoandre@gmail.com Juscelino Karnikowski - karnika2004@bol.com.br Fernando Pereira Gruhn - presidente@naturaco.org SPOC - contato.spoc@gmail.com Marcelo Malato marcelomalato@hotmail.com

Sérgio Carvalho contato@borboremaazimute.org.br Emerson Santos - clube_coca@yahoo.com.br Felipe Toledo - felipetgoliveira@gmail.com Emerson Amaral - tcheamaral92@gmail.com Antonio Carlos - orien staemrota@gmail.com Luiz Borella - luizborella@gmail.com Rafael Soares - rafaelsoaresnutri@gmail.com

Contato Comercial: (83) 9-8878 - 6800 Email: revistaprismagazine@gmail.com Site: www.primagazine.com.br Facebook: h ps://www.facebook.com/revistaprismagazine Instagram: revistaprismagazine


PALAVRA DO PRESIDENTE Prezados orien stas A II etapa do CamBOr, realizada na distante Rio Quente-GO, no mês de junho, nos trouxe uma belíssima e dura prova. O ambiente de Cerrado e o clima seco trouxeram um desafio extra. O revezamento, realizado no Rio Quente Resorts, ofereceu aos atletas, além de desafios picos do esporte, uma visão panorâmica lindíssima em um local acolhedor e muito bem estruturado. Na noite de sexta-feira a organização brindou os par cipantes com uma prova de orientação noturna, que foi a cereja do bolo em um evento muito bem organizado. Os comentários dos par cipantes mostraram que, com cria vidade e determinação, é possível surpreender posi vamente e fazer a diferença. A prova longa foi exigente, com percursos que demandaram muito preparo sico e técnico. A prova média esteve no mesmo nível, mas com os atletas já acostumados ao clima e à vegetação, os resultados foram melhores. O ponto alto da II etapa foi a organização. O comprome mento da equipe organizadora com a realização da prova foi uma marca indelével desta etapa. Na cidade não havia quem não soubesse da realização da etapa. Os integrantes de cada equipe sabiam o que fazer e como fazer. Foi este comprome mento com o evento que o abrilhantou e deixou em todos os atletas uma sensação boa de ter par cipado de uma prova muito bem preparada. Somando-se as etapas de Rio Negrinho-SC e Rio Quento-GO, temos até agora um ano espor vo muito proveitoso, com duas etapas muito dis ntas, mas ambas com belíssima organização. Porém, isso tudo somente foi possível com a par cipação dos protagonistas desses eventos: os atletas. A CBO agradece a cada um que se fez presente, levando o seu pres gio, a sua alegria e a sua vontade de vencer. É para vocês que o trabalho vale a pena! E por falar em trabalho, a Prismagazine, que é uma revista digital sem fins econômicos, está se preparando para lançar uma edição impressa. Isso representa um novo desafio para esta publicação especializada em nosso esporte e para ser efe vado ele precisa de apoio externo, como costuma ocorrer em projetos tocados com base em muito entusiasmo e poucos recursos. Se você curte a revista, entre em contato com o editor e veja como pode ajudar. Vem aí a primavera! Ela começa no dia 23 de setembro e marca também o início da III Etapa do CamBOr – Itamar Torrezam, com a realização da prova de revezamento. É apenas coincidência, mas que coincidência boa, pois a primavera é a estação do ano que nos remete a sensações de o mismo, alegria e renovação. No Cerrado do CentroOeste ela significa a chuva que chega e traz com ela o fim da seca e o retorno da vida verde. Haverá um cheiro de mato invadindo o ar. Saudemos a primavera pra cando o nosso esporte. Venha para a III Etapa do CamBOR - Itamar Torrezam e vamos coroar juntos o encerramento de um belo ano de orientação. Luiz Sergio Mendes Presidente da CBO


07

INFORMATIVO DIRETOR TÉCNICO CBO Por Gilson Schropfer

Idades limites para divisão de categorias da Orientação Diretor Técnico CBO

CBO

Texto: Gilson Schropfer, Direto Técnico CBO A Confederação Brasileira de Orientação convida a todos os seus orien stas para que par cipem do processo de melhoria das regras espor vas de nossa modalidade. Entendemos que tudo passa por evoluções e a orientação não é diferente, são necessários serem feitos ajustes para acompanhar as evoluções. Assim entendemos a necessidade da par cipação de todos para que o trabalho tenha uma maior eficácia, ajudando no processo de desenvolvimento da modalidade. A Comissão de Regras da CBO, presidida pelo orien sta ROGÉRIO ANTONIO PEREIRA, está dando início aos trabalhos do ano de 2016. Foi emi da uma Nota Informa va a respeito do funcionamento das a vidades, que culminam com a realização da Conferência dos Presidentes, a ser realizada no mês de setembro junto com a III Etapa do Cambor 2016. Convidamos a todos para que entrem no site h p://www.cbo.org.br/no cia onde você pode acessar a nota, o cronograma de a vidades e o formulário modelo para enviar as suas sugestões e acompanhar o desenvolver de toda esta a vidade. Pedimos que as solicitações de alteração nas regras sejam primeiramente discu das internamente no clube e posteriormente encaminhada à comissão. Procure não enviar sugestões individuais sem antes ouvir a opinião de outras pessoas. O obje vo principal de toda a mudança de regra deve estar pautado na ideia de que ela venha para melhorar, seja no entendimento para que não gere dúvida, seja em uma nova proposta que traga ganhos para o desenvolvimento da orientação. Cada sugestão recebida será analisada pela comissão, portanto procure embasar bem a sua opinião. A CBO e a Comissão de Regras agradecem a sua par cipação no processo de melhoria con nua da orientação.


Nota de Esclarecimentos sobre o CBEUO 2016 A Confederação Brasileira de Orientação, a Federação de Orientação de Goiás e o Clube de Orientação Entre Rios (COER), têm a honra de convidá -lo/a para par cipar do XIV Campeonato Brasileiro Estudan l e Universitário de ORIENTAÇÃO – CBEUO/2016 , a ser realizado na cidade de Caldas Novas - GO, nos dias 27 e 28 de agosto de 2016. Informamos a todos que o CBEUO 2016 será realizado conforme as RGOP e Regulamento CBEUO 2016, dentro das seguintes categorias:

ESTUDANTIL Categorias H12 e D12 H14 e D14 H16 e D16 H18 e D18 H20 e D20 H21 e D21

Grau Dificuldade N/B N/B N/B N/B N/B N/B

Idade Até 12 anos - (nascidos em 2004 ou depois) Até 14 anos - (nascidos em 2002 ou depois) Até 16 anos - (nascidos em 2000 ou depois) Até 18 anos - (nascidos em 1998 ou depois) Até 20 anos - (nascidos em 1996 ou depois) Mais de 20 anos - (nascidos em 1995 ou antes)

UNIVERSITÁRIO Categorias Grau Dificuldade HUN e DUN N HUB e DUB B HPRO e DPRO B

Idade Aluno(a)s universitário(a)s – Iniciantes Aluno(a)s universitário(a)s – Dif. Média Professores e Técnicos (não conta ponto para o campeonato)

Pedimos aos técnicos e professores que atentem na hora da inscrição para que seus alunos sejam inscritos nas categorias corretas. CATEGORIAS ABERTAS A organização do CBEUO 2016 informa que será disponibilizada para atletas que não se enquadram nas categorias Estudan l e Universitária, um Percurso Aberto observando o grau de dificuldade conforme estes par cipam no CamBOr, (Grau de Dificuldade E, A, B e N) Ex: CamBOr: Valteir H45B – (CBEUO–H Aberto B). Na Categoria aberto somente concorrerão à premiação os atletas inscritos até o dia 7 de agosto de 2016. Lembrando que é uma compe ção Estudan l e que os Percursos ABERTOS são uma oportunidade de treino e integração dos atletas. Esta nota está disponível também na aba rela va ao evento. A Diretoria Técnica

Nota re rada do site oficial da Confederação Brasileira de Orientação


A T E L AT E U Q A T S E D JUSCELINO KARNIKOWSKI


11 Juscelino Alencar Karnikowski, nascido em 25Jun77, na cidade de Santa Rosa-RS, filho de Clemêncio Longuinos Karnikowski e Francisca Chebolivitcz Karnikowski. Sou o filho mais novo de uma família de 09 (nove) irmãos, 5 homens e 4 mulheres, único militar de carreira das Forças Armadas. Hoje estou morando em Rio Negro-PR , servindo no 5º Regimento de Carros de Combate, faço parte do COGA (Clube de Orientação Gralha Azul) por opção e por amizade ao seu fundador, pois aqui onde trabalho tem o CORM(Clube de Orientação Rio-Mafrense) e uma equipe de orientação fantás ca, onde vivi meu auge no esporte. Ingressei no Exército no ano de 1996, como soldado no 19º RCMec , em Santa Rosa. No ano de 1999 fui apresentado ao esporte Corrida de Orientação. Par cipei de 03 (três) compe ções naquele ano, dois encontros e uma etapa do Campeonato Gaucho de Orientação, como me destaquei nesses eventos, fui convidado pelo então Sgt Gelson Luiz Togni, a me filiar ao COSAM (Clube de Orientação São Mar m), daí para diante não parei mais. No ano seguinte fui Campeão Gaucho na categoria H21N, em 2001 fui cursar na Escola de Sargentos das Armas, em Três Corações-MG, me classificando por término de curso na cidade de São Luiz Gonzaga-RS, onde me filiei ao COMIS (Clube de Orientação das Missões), clube esse que me proporcionou muito crescimento dentro da Orientação, impulsionando minha escala rumo a Elite do esporte. Feito esse que alcancei no ano de 2004, nesse mesmo ano fui fazer o Curso de Educação Física do Exército, na cidade do Rio de Janeiro, onde me destaquei durante as provas de Orientação, vindo a ser convidado para integrar a Equipe de Orientação do Exército. Desde meus primeiros passos na Orientação, ve vários mo vadores, mas um dos caras com quem mais aprendi e me serviu de exemplo como atleta, foi o Sgt Gilmar Steffler, atleta da CDE (Comissão de Desportos do Exército) e da CDMB (comissão Despor va Militar do Brasil) desde o ano de 1999, foi nele que me espelhei quando ingressei na Orientação e principalmente quando subi para a elite desse esporte.

D e s d e m e u s p r i m e i ro s p a s s o s n a Orientação, ve vários mo vadores, mas um dos caras com quem mais aprendi e me serviu de exemplo como atleta, foi o Sgt Gilmar Steffler, atleta da CDE (Comissão de Desportos do Exército) e da CDMB (comissão Despor va Militar do Brasil) desde o ano de 1999, foi nele que me espelhei quando ingressei na Orientação e principalmente quando subi para a elite desse esporte. Hoje posso dizer que sou um viciado em Corrida de Orientação, esse esporte maravilhoso já me proporcionou muita coisa. Desde o ano de 2006 até agora, já ve o privilégio de representar o Brasil em muitas compe ções internacionais, dentre elas foram, 8 (oito) Campeonatos Mundiais Militares ( 2006 Brasil, 2007 Croácia, 2009 Estônia, 2010 Noruega, 2011 Brasil, 2013 Suécia, 2014 Áustria e 2015 Coréia do Sul), um Campeonato Mundial Civil em 2010 na Noruega, um O-Ringen em 2010 na Suécia, um Portugal O Mee ng em 2011 em Portugal, uma etapa do Campeonato Frances em 2011, os 6 dias de Orientação da Escócia em 2015 entre outras. Nunca foquei num resultado individual, em ser o melhor, mas sempre trabalhei e compe em prol da equipe, desde equipe dos quartéis onde servi, até a equipe do Brasil. Alguns dos resultados mais expressivos que ob ve individualmente foram, quatro vices em 2005, 2007, 2011 e 2013, e dois terceiros lugares em 2009 e 2010 no CamBOr, Campeão do CamOrFA (Campeonato de Orientação da Forças Armadas) em 2009, Bi Campeão do Comando Militar do Sul em 2008 e 2010, terceiro lugar no Campeonato Sul Americano de 2009. Por equipe, Campeão pelo Exército de todos os Campeonatos de Orientação das Forças Armadas que teve entre os anos de 2005 e 2015 e alguns dos melhore resultados que a Equipe do Brasil obteve na história da Orientação. Tenho muitos troféus e medalhas conquistado durante estes anos de Orientação, mas os prêmios que importam realmente são as amizades que fiz nesse período.

Foto: Ricardo Lorençato


14

Orientação - Saindo do Anonimato Orientista em Rota Olá, es mados orien stas! Quando fui apresentado à Corrida de Orientação, logo de cara fiquei maravilhado com as nuances da modalidade. Aliar a corrida ao contato com a natureza e tudo isso com um ingrediente fascinante: o uso do raciocínio ao ter que decodificar a simbologia do mapa e definir suas próprias rotas com o auxílio de uma bússola. Os responsáveis pela minha iniciação foram dois militares do Exército Brasileiro: a Tenente Vanessa Oliveira, minha irmã pos ça, e o Sub Tenente José Fernandes, grande amigo e famoso por ter o número CBO 1000. Conosco estava, ainda, meu compadre Ronny, que pra cou por pouco tempo mas felizmente agora em 2016 está retornando à Orientação. Das disputas em duplas par para a compe ção individual respeitando as etapas N, B, A e, regionalmente, Elite. Hoje tenho 40 anos, mas insisto em par cipar da categoria H21E em Brasília e na H35A em disputas nacionais. Este desrespeito julgo saudável, pois acredito ainda ter vigor sico para tal.

Texto e fotos: Blog do Orien sta em Rota Várias constatações, considero, ajudam a responder esta pergunta. Por exemplo, a falta de ou a divulgação inadequada da modalidade. Ou a crença, talvez arcaica, de que mudanças não seriam benéficas e, também por isso, não trariam melhorias para o cenário em vigor. A manutenção da gestão da modalidade nas mesmas mãos e a centralização das decisões tornou necessária a adoção das recentes mudanças. Par cularmente, sen e ainda passo por dificuldades quanto a treinamentos sicos e técnicos. Mesmo tendo o apoio de experientes membros da FODF com muita experiência, sofro ao buscar novos pra cantes. ”Aonde você treina?” é uma pergunta de resposta evasiva. Ainda não temos um simples programa de treinos técnicos que sejam convida vos para os novatos e para os já orien stas de fato. O que se vê, para os que não estão apoiados pelas Forças Armadas, são eventuais pistas-treino. Lembro de uma das etapas do CamBOr, faz alguns anos, onde estavam cobrando R$15,00 por foto. Neste dia decidi usar minha máquina fotográfica, criar o blog orien staemrota e publicar as imagens com livre acesso. Abaixo a primeira publicação do blog, em 16 de setembro de 2011.

São pra camente 8 anos de Orientação que me trouxeram paz interior, superação, alguns pódios, muitas amizades, viagens a lugares magníficos e alguns percalços. Por não ser militar, talvez tenha faltado com o respeito cultural a alguns pra cantes. Mas nunca de forma intencional. Essa minha caminhada como orien sta também foi pautada por uma questão que tomei como algo pessoal: como seria possível um esporte tão rico e com um potencial tão grande ser, ainda, tão escondido em nosso con nental Brasil?

Mais tarde, fui percebendo que várias outras pessoas, isoladamente, realizam pequenas ações que, generalizando, convergem na divulgação e desenvolvimento do desporto. Com relação a imagens, vários colegas já possuem canais no youtube e publicam vídeos das próprias disputas, das premiações ou momentos de arena. Ainda na mesma ferramenta já temos colegas com vídeos instru vos que esclarecem dúvidas sobre o uso de mapas, dão dicas sobre o uso de ferramentas ou, mais recentemente, compar lham informações visando preparar aqueles que desejam aprender a confeccionar mapas u lizando o OCAD.


15

Os álbuns com fotos das compe ções e outras a vidades ligadas à prá ca da Orientação se mul plicam a cada dia e a cada evento realizado. Google Fotos, Flickr e as redes sociais Instagram e Facebook se tornaram um enorme banco de imagens e espaço para a troca de informações sobre a modalidade.

Essas ações deixam claro que, mesmo midamente, estamos numa rota que alavanca o esporte. Você mesmo, caro leitor, está contribuindo! Lendo essa matéria, acaba por ajudar a disseminar a corrida de Orientação, a promover seus atletas, a formar opinião, debater tendências e incen var o trabalho tanto da revista Prismagazine quanto do site orien staemrota.com.br. Felizmente, aquele panorama de anos atrás já mudou. Estamos fazendo história. E a Orientação só tem a ganhar com isso. Para saber mais: h p://www.orien staemrota.com.br - site do autor desta coluna, com diversas informações sobre a Orientação, inclusive Análises de Rotas h p://www.prismagazine.com.br - o endereço eletrônico desta revista, por Jeremias Queiroga h p://flic.kr/ps/2TM8D5 - galeria de fotos por Andre Pivoto h p://www.flickr.com/orientacaoesporte Odete Rech

- galeria de fotos por

h p://www.youtube.com/orien staemrota - canal apresentará, entre outros, análises de rotas h p://www.youtube.com/orien staemfoco - canal com vídeos explicando o esporte, por Júnior Dias h p://www.h ps://www.youtube.com/user/pqd190 - canal com vídeos ensinando a u lização do OCAD, por Isaac Miranda Aos poucos também surgem sites e publicações mais especializados, todos sempre com o intuito de promover nosso esporte. CBO e Federações estão reformulando seus sí os eletrônicos organizando melhor as informações e facilitando seu uso por parte dos orien stas e dos futuros colegas que par ciparão dos cursos de formação. Aliás, os cursos de formação avançaram, mas ainda precisam lidar com a “evasão de novatos.

h ps://www.facebook.com/prismadepressao - página do facebook com posts de humor sobre a Orientação @orien staemrota - no Instagram, com frases e fotos que promovem a Orientação) Grupo Orien stas - grupo no Facebook com mais de 600 orien stas tratando especificamente do nosso desporto). Boas rotas \o/ orien staemrota


16

Curso de Mapeador e Técnico de Orientação Os meses de junho e julho foram reservados para 3 cursos de Mapeador Nível I e II e Téncnico em Orientação, cursos realizados nas cidades de Três Corações-MG e Cascavél-PR, todos esses tendo como instrutor o Valdir Tasca. Fotos gen lmente cedido por Valdir Tasca

Texto: Jeremias Araújo e Valdir Tasca A Confederação Brasileira de Orientação realizou nos meses de junho e julho cursos para mapeadores e técnicos de orientação, cursos ministrados pelo Valdir Tasca, integrante do conselho de mapeadores CBO. Valdir Tasca é um renomado conhecedor da Orientação, onde já dedicou mais de 20 anos da sua vida ao esporte, um dos fundadores da CBO, tem mais de 15 anos de instrutor de cursos de orientação. O Valdir aproveitando a oportunidade, dada pela revista, gostaria de dedicar à sua família, esses 20 anos de dedicação à Orientação, citando a nos um fato curioso, seu filho tem o nome de GABRIEL KILLANDER TASCA a saber ERNEST KILLANDER é conhecido como o Pai da Orientação.

Turma do Curso de Mapeador Nível I de Orientação

CURSO DE TÉCNICO DE ORIENTAÇÃO LOCAL: ESCOLA DE SARGENTOS DAS ARMAS – CLUBE COESA – TRÊS CORAÇÕES – MG DATA: 02 A 03 DE JULHO DE 2016 INSTRUTOR: VALDIR TASCA O curso com carga horária de 20 horas tem por finalidade ensinar o futuro técnico a micro orientação, para ser trabalhado na escola, nas idades inicais, a iniciação espor va, o entendimento e interpretação do relevo, o uso da bússola, a metodologia de ensino aplicada a orientação e as atribuições do técnico de orientação.

Valdir Tasca e família

CURSO DE MAPEADOR NIVEL II LOCAL: ESCOLA DE SARGENTOS DAS ARMAS – CLUBE COESA – TRÊS CORAÇÕES – MG DATA: 30 DE JUNHO A 1º DE JULHO DE 2016 INSTRUTOR: VALDIR TASCA O curso com carga horária de 20 horas, capacita o candidato, relembrar os conhecimentos da ISOM 2000 DA IOF, a classificação da vegetação, simbolos e cores do mapa de orientação, referentes a vegetação, empregar as técnicas para a locação da posição de um objeto na floresta, desenhar o mapa de orientação usando o so ware específico para mapas OCAD, reconstruir a vegetação do mapa e relizar a prá ca do trabalho de campo para a confecção do mapa de orientação.

Turma do Curso de Técnico de Orientação

CURSO DE TÉCNICO DE ORIENTAÇÃO LOCAL: ESCOLA DE SARGENTOS DAS ARMAS – CLUBE COESA – TRÊS CORAÇÕES – MG DATA: 02 A 03 DE JULHO DE 2016 INSTRUTOR: VALDIR TASCA O curso com carga horária de 20 horas tem por finalidade ensinar o futuro técnico a micro orientação, para ser trabalhado na escola, nas idades inicais, a iniciação espor va, o entendimento e interpretação do relevo, o uso da bússola, a metodologia de ensino aplicada a orientação e as atribuições do técnico de orientação.


17

Curso de Traçador de Percursos e Árbitro de Orientação Aconteceu durante a semana de 10 a 16 de julho, em Natal, os Cursos de Traçador de Percursos de Orientação e de Árbitro de Orientação, organizado pelo Clube de Orientação Po guar e com apoio do 17º Grupamento de Ar lharia de Campanha. Os cursos foram conduzidos pelo Sr. Luiz Sérgio Mendes, presidente da CBO, que de forma generosa compar lhou seus conhecimentos e experiências, não se furtando em nenhum momento em responder e sanar as dúvidas dos orien stas par cipantes. Foi uma semana intensa de aprendizado, com carga horária contemplando teoria e prá ca, deixando todos sa sfeitos com o resultado. Os clubes po guares e paraibanos que veram representantes lucraram muito e com toda certeza, terão melhorias significa vas em seus quadros e eventos futuros. Clubes par cipantes: COP (clube de orientação po guar), CONA (clube de orientação de Natal) e CORELE (clube de orientação do extremo leste).


18

1ª Etapa do Campeonato Municipal de Orientação de Santa Cruz do Sul-RS

Texto: Edsandro Beck, tesoureiro do COSC Foi realizado nos dias 25 e 26 de junho de 2016, a I etapa do Campeonato Municipal de Orientação de Santa Cruz do Sul-RS. O Evento contou com 3 percursos, todos sprint. O 1° percurso foi realizado no Parque da Cruz, um dos pontos turís cos da cidade, o 2° percurso teve o apoio e foi realizado na UNISC, percurso noturno, onde uma boa lanterna de cabeça ajudou os atletas a ver o percurso no mapa. O 3° percurso teve o apoio e foi realizado no 7° Batalhão de Infantaria Blindado, onde aconteceu a premiação por par cipação de todos os atletas. O evento contou com a par cipação de 89 atletas de vários clubes, ADAAN, ADCH, COMIPA, COPA, COSC, COSM, DOrG7, Natura CO, Rumo Verde. Fatos nega vos: Inscrições fora do prazo e cultura do atleta em não comparecer a premiação, bem como seus dirigentes.

O Clube foi inaugurado em 15 de setembro de 2001, e temos a finalidade de difundir, promover e desenvolver o esporte Orientação na Região, este é o IX Campeonato Municipal que realizamos, e a cada ano vamos ganhando experiência necessária para melhorar e oferecer aos atletas pistas de varias dificuldades, essa foi a segunda etapa montada com 3 percursos, a idéia é fazer com que o atleta, aproveite e desfrute das peculiaridades existentes em cada ambiente de percurso.


20

4ª Etapa do Campeonato Municipal de Orientação

Com Percurso Sprint e Percurso Médio

Nos dias 09 e 10 de julho aconteceu a 4ª Etapa do CMO/2016 que teve sua abertura no sábado a tarde com o Percurso Sprint e no Domingo pela manhã reservado para o percurso médio, o evento ocorreu no Hotel Fazendo Pampas .

Texto: Fernando Pereira Gruhn, Presidente Natura CO

Nos dias 9 e 10 de julho aconteceu em nossa casa, Santa Maria – RS a IV etapa do Campeonato Municipal de Orientação. No dia 9 (sábado) às 14 horas foi dada a par da dos primeiros atletas, o dia estava chuvoso e frio. O terreno era bem acentuado. Os percursos foram traçados no formato Sprint (percurso rápido) onde era altamente requerido o uso da bussola, por ser um percurso sprint em floresta. Ao contrário dos percursos Sprint Urbano onde não há o uso da bussola, ou pouco dela, e que passa a impressão de uma corrida Orientada. Pelos comentários recebidos de atletas e pelos tempos dos mesmos em suas categorias, podemos perceber que o percurso foi sa sfatório ao publico alvo. As 16h30min foi realizado a cerimonia de premiação, onde podemos notar boa par cipação do publico envolvido. O percurso Sprint teve a par cipação de 50 atletas nas diversas categorias. Campeão da HE – Cleber Bara o Vidal Campeã da DE – Franciely de Siqueira Chiles No dia 10 de julho foi realizado o Percurso Médio o qual valia para o Ranking do Campeonato Municipal de Orientação 2016. Às 10 horas foi dada a par da dos primeiros atletas. O campeão da H21E foi o atleta Cleber Bara o Vidal, e da Categoria D21E a campeã da prova foi a atleta Franciely de Siqueira Chiles. Ao meio dia foi disponibilizada refeição aos atletas bem como bebidas no local do evento com custo acessível. Logo após, as 13h30 min foi realizado a cerimonia de premiação. Fatos posi vos: percursos, mapas, apuração, almoço, chuveiros, premiação tudo certo. Fatos nega vos: Inscrições fora do prazo e cultura do atleta em não comparecer a premiação, bem como seus dirigentes.

Ao deixar de comparecer a cerimonia de premiação o atleta acaba não apoiando a causa do esporte, bem como não pres gia aqueles que a ngiram o auge, que trabalharam o musculo e o cérebro para ganha de seus oponentes. O pódio é cada vez mais popular e valorizado pela televisão e marke ng explícito nas compe ções espor vas. Além disso, é o marco da celebração de mais um momento emocionante. É ainda, mais uma oportunidade para mostrar a competência da organização e as parcerias do evento (back-drop). É uma chance de ouro para envolver algumas personalidades presentes pedindo para que ajudem na entrega dos prêmios e envolvendo-as nas comemorações de um momento ímpar na vida de um atleta: o decantado louro da vitória.


24

4ª ETAPA CIRCUITO PARANAENSE DE ORIENTAÇÃO (CiPO) 3ª ETAPA ORISPRINT + 3ª ETAPA COPO

Texto: Luiz Borella, Diretor Técnico A busca de áreas inéditas e com atra vos ao público em geral, levou o Departamento de Orientação do GRESFI, Clube de Orientação Cataratas do Iguaçu a montar a 3ª Etapa do Paranaense de Orientação

Fotos: Odete Rech

Sprint (OrisPRint) e 4ª Etapa do XXIII Circuito Paranaense de Orientação

Além das en dades de pesquisa e apoio à

(CiPO) no complexo hidrelétrico de Itaipu. A prova também foi válida pelo

pesquisa, o PTI mantém um espaço de

XX Circuito Oeste Paranaense de Orientação (COPO). No sábado dia 09/07,

desenvolvimento empresarial e um campus

os atletas realizaram a prova sprint, com início às 15:00h, na área do

universitário, o Centro de Engenharias e Ciências

Parque Tecnológico Itaipu (PTI). O Parque Tecnológico Itaipu (PTI), se

Exatas da Unioeste.

consagra como um pólo produtor de conhecimento cien fico e tecnológico no Brasil e no Paraguai.

Com uma área de bosques mesclada a inúmeras construções com formas geométricas

Instalado nos barracões que serviram de alojamento para os

atraentes para exigir do orien sta concentração em

operários que trabalharam na construção da barragem, o PTI é um centro

todo o tempo da prova, o PTI já seria um local ideal

de ensino e pesquisa em educação, ciência e tecnologia.

para uma prova sprint, mas além disso, os atletas

Surgiu em 2003, para atender às necessidades de modernização das instalações da hidrelétrica e es mular o progresso da região do

puderam visitar pontos de controles colocados junto ao planetário, relógio do sol e um labirinto num campo de futebol. Exatamente 200 atletas

entorno da usina.

estavam inscritos e puderam desfrutar de uma Em parceria com ins tuições de ensino e pesquisa públicas e

excelente estrutura na par da e chega.

privadas, o PTI desenvolve projetos voltados ao desenvolvimento tecnológico e cien fico. Por conseqüência, também promove o empreendedorismo e a geração de emprego e renda. A área ocupada pelo PTI soma 50 mil metros quadrados, onde estão em a vidade cerca de 6 mil pessoas, entre funcionários, estagiários,

Texto: Fabio parceiros, empresários, pesquisadores, professores e acadêmicos.

Hartmann,Vice-Presidente do COLB


25 No domingo ocorreu a prova tradicional do CiPO, no Parque da Piracema, às margens do Canal da Piracema. Desde dezembro de 2002, um rio ar ficial faz a ligação do reservatório com o rio, a jusante da usina. Com 10 km de extensão, o Canal da Piracema permite aos peixes migradores chegar às áreas de reprodução e berçários acima da usina no período da piracema, a migração reprodu va, e seu retorno no período de outono e inverno, quando ocorre a migração trófica para áreas de alimentação. A ligação é fundamental para a conservação da biodiversidade.

Foto: Odete Rech

Os atletas foram previamente cadastrados na Barreira de Controle e nos dias de prova, uma

O Canal da Piracema usa um trecho do leito do Rio Bela Vista para

equipe do COCI trabalhou no credenciamento, para

vencer o desnível médio de 120 metros existente entre o Rio Paraná e a

juntamente com a Segurança Empresarial, viabilizar

super cie do reservatório. A foz do Rio Bela Vista está a 2,5 km abaixo da

com a maior brevidade possível a entrada dos

barragem.

atletas. O PTI, disponibilizou ônibus e os atletas

As corredeiras são intercaladas por lagoas, de forma a propiciar

foram conduzidos até os locais de prova nos

um remanso para os peixes que estão subindo em direção ao reservatório.

horários previamente es pulados e evacuados para

Nas lagoas, as espécies (migradoras ou não) podem eventualmente se

a Barreira de Controle no final da compe ção. Essa

alimentar e descansar.

logís ca embora complexa, funcionou perfeitamente e inclusive no domingo a premiação pode ser antecipada em meia hora, em comum acordo com os par cipantes, facilitando para todos. Nas duas provas, foram lançados um total de 88 pontos de controle, traçados 14 percursos diferentes para o sprint e 19 para o CiPO. Todos os par cipantes do sprint receberam medalhas pela par cipação e na prova tradicional, pelo menos 1/3 de cada categoria foi premiado com medalhas. Duas categorias foram criadas com o obje vo de divulgar o esporte para o público local.

Foto: Odete Rech

Esses atletas haviam passados por clínicas organizadas pelo clube e teve um bom efe vo de

Os 228 atletas inscritos para esta prova, além de correr em uma área bastante variada em termos de vegetação, puderam observar o espetáculo das águas, pois todos os percursos passavam ao menos uma vez por uma das passarelas do canal. A fauna do local do percurso é rica , destacando-se as capivaras que transitam pela área. Na região de floresta há uma grande quan dade de qua s, mas esses animais não representaram perigo algum aos atletas, que apenas veram um ingrediente a mais nas suas rotas.

gra ficante, pois houve grande colaboração da

Organizar um evento desse nível dentro do Complexo

direção do PTI e da Segurança Empresarial da Itaipu.

Hidrelétrico não foi tarefa fácil para o COCI. O clube é pequeno em termos

O COCI também recebeu apoio em ambulância e

de pessoal e possui apenas um mapeador, com isso a carga de trabalho de

equipe médica, do 34º BI MEC e a SANEPAR

cada um é bastante acentuada.

forneceu água envasada suficiente para todos os

inscritos nas categorias Convidados Masculino e Convidados Femininos. Apesar do trabalho ser muito maior para se organizar uma prova numa área de segurança como a Itaipu, a experiência foi excelente e

atletas. O reconhecimento por parte dos par cipantes, elogiando a organização serve de combus vel para montarmos os próximos eventos.


28

4ª Etapa do Circuito Potiguar

de Orientação

Em 10 de julho, foi realizado a 3ª etapa do VI Circuito Po guar de Orientação CiPOr 2016. A disputa ocorreu nas redondezas do Terra Molhada Turismo de Aventura, município de Nísia Floresta, vizinho à capital po guar. Dessa vez nos apoiaram José Maria Falcão, proprietário do local que nos cedeu a infraestrutura e veículos, além do 17º GAC do Exército, mais uma vez par cipando em toda a logís ca do evento.


29

Lago da Ilhota - local próximo à concentração do evento

O Terra Molhada Turismo de Aventura é uma empresa especializada em passeios radicais motorizados. O local fica próximo à Lagoa da Ilhota e ao Cajueiro de Pirangi, árvore gigante reconhecida pelo Guiness Book como Maior Cajueiro do Mundo. A região se situa sob os tabuleiros costeiros, com geografia de relevos acentuados cobertos de dunas e de res nga, vegetação em mosaico de arbustos (muito 403 e 404). Tal vegetação apresenta alta dificuldade de navegação, excelente para percursos de alto nível técnico. A etapa contou com a par cipação de Luiz Sérgio Mendes, presidente da CBO, disputando pela categoria H21E. O nosso ilustre presidente veio a convite de Oscar Moritz, vice-presidente da CBO, para ministrar os cursos de Árbitro de Orientação e Traçador de Percursos. Luiz Sérgio mostrou grande espírito orien sta, com sua presença cordial e par cipa va, em todos os momentos do evento.

O dia foi de sol forte e implacável, perfeito para as disputas que se seguiram. Logo nossos compe dores perceberam a principal caracterís ca do dia: relevo. A região é repleta de morros íngrimes e desafiadores. Para os mais detalhistas, apenas longos corredores de curva-de-nível apoiando a progressão no percurso. A prova foi vencida pelos atletas Agenor Chaves de Carvalho (H21E), e por Gerlane Iara da Silva (D21E), atletas do clube COMANE/RN. A ambos, o parabéns especial do COP, pela excelência técnica e pela excelente representação do mais novo clube de nosso estado.

O evento con nuou fes vo no restaurante d o l o ca l , co m m u i to b a n h o d e p i s c i n a e confraternização dos par cipantes, que mais uma vez aproveitaram para realizar a troca de experiências na pista e colocar o papo em dia.

Oscar Moritz e Carla Clausi em troca de experiências

Momentos de Luis Sérgio Mendes durante o evento

E assim chegamos à metade do nosso circuito. Claro, já de olho na próxima etapa que será realizada no 16º BI Mtz, em área de reserva de Mata Atlân ca situada no Parque das Dunas, o segundo maior parque urbano do país e patrimônio ambiental da humanidade. Sejam todos bem-vindos para par cipar de mais um encontro de atletas e amigos orien stas. Até lá, PIAU.

“COP, pequeno mas com conteúdo”. (Diretoria do clube)


32

Campeonato Sul-Matogrossense de Orientação Fotos: Ricardo Marconato

No segundo final de semana do mês de julho, dias 9 e 10 precisamente, o Clube de Orientação de Ponta Porã (COPorã) e o 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado - Regimento Marechal Dutra, organizaram e conduziram a I Etapa do XV Campeonato Sul-Matogrossense de Orientação (CaSMOr) e a II Etapa do II Campeonato Sul-Matogrossense de Orientação Sprint (CaSMOr/Sprint). Texto: Emerson Amaral, Presidente do COPPorã O evento realizado na fronteira do Brasil com o Paraguai, contou como prova oficial da Confederação Brasileira de Orientação – CBO e Federação de Orientação de Mato Grosso do Sul (FOMS). Após 05 (cinco) anos sem ocorrer provas oficiais na cidade de Ponta Porã, o COPorã e o 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado brindaram os atletas e par cipantes com duas provas de alto nível, o Percurso Sprint no sábado a par r das 16:00h e na bela manhã de domingo o Percurso tradicional. Os mapas confeccionados conforme estabelece a ISOM 2000 (Especificação Internacional para Mapas de Orientação) e ISSOM 2007 (Especificação Internacional para Mapas de Orientação Sprint), em escalas 1:10.000 e 1:7.500 para o percurso de floresta e 1:4.000 para o Sprint, atenderam as expecta vas dos par cipantes.

Além de contar com todas as categorias previstas na RGOP, a etapa também inseriu categorias voltadas para Ins tuições de Ensino Civis e Militares (CMCG, NPOR, CFR e CFS) e Grupo de Escoteiros/Desbravadores, com traçados de percursos de nível técnico adequado e valor diferenciado na inscrição.


33 O evento contou também com o sistema de apuração eletrônico Sport-Ident. O percurso Sprint foi realizado na área militar e dependências do 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado ensejando um belo desafio aos orien stas devido às par cularidades das dependências da Organização Militar. Cabe ressaltar que o etapa contou com apoio integral do Regimento Marechal Dutra, disponibilizando na pessoa de seu comandante Ten Cel ABELARDO PRISCO DE SOUZA NETO, este proveu toda necessidade solicitada pela direção do evento como; repositores hidroeletrolí cos, equipe de saúde, pessoal técnico especializado e a área da prova. Ainda, a montagem por parte da Empresa JLM LOCAÇÕES das modernas estruturas de Par da e Chegada.

A organização do evento elencou como maior êxito a confraternização da família orien sta, ocorrida no sábado à noite no Ginásio Despor vo do Clube dos Subtententes e Sargentos u lizado como acantonamento para as delegações.

O percurso de domingo embora com pouca variação de al tude, caracterizou-se pelo grau de dificuldade imposto pelo terreno, onde predominava a vegetação 408, um traçado bastante técnico e sol escaldante.

Foi confeccionado um jantar comunitário contando com a par cipação de mais de cem (100) par cipantes.

O que não impediu a elaboração de um percurso muito atraente para as demais categorias, principalmente para os iniciantes, futuro de nosso esporte.

Aqueles que se predispuseram a par cipar desse brilhante evento na fronteira BRASIL-PARAGUAI, saíram sa sfeitos com o nível técnico dos percursos e a excelência das estruturas disponibilizadas aos par cipantes.

Fotos: Ricardo Marconato


36

4ª Etapa do Campeonato Paulista de Orientação BASE AÉREA DE SÃO PAULO – GUARULHOS

Texto: Rosane Maria Zuquim Gonçalves, Presidente da SPOC A 4ª Etapa do XXI CAMPOR foi executada sob a responsabilidade do SPOC, presidido por Rosane Zuquim, responsabilidade técnica de João Manoel Franco. Fundado em 22 de maio de 2015 para promover a Orientação em São Paulo, desde sua fundação o SPOC já promoveu vários Cursos de Iniciação, além da a vidade no Dia Mundial de Orientação em 11/5/2016, e agora a primeira prova oficial de um campeonato de orientação. A Base Aérea de São Paulo se abriu para os atletas de orientação, mostrando sua beleza verde e urbana, tendo como plano de fundo a vista panorâmica do Aeroporto Internacional de Guarulhos. A prova ocorreu como prevista, e a alegria dos atletas ao finalizar a prova em uma lugar perfeito para a orientação trouxe à organizar o sossego da missão cumprida. O estreante SPOC contou com apoio de experientes Orien stas, como o mapeador e Diretor Técnico João Manoel Franco; Sérgio Brito se deslocou do Rio de Janeiro para preparar o percurso de PRE-O; Roberto Dias Torres, veio do sul para dar seu apoio e emprestar sua experiência; além dos atletas Juliano Correia Vieira, Edimilson Daniel Pacheco, Renan Amâncio Marques, Tayana

Barbosa de Lima, Renato Rosário Muniz, Hildebrando Rezende de Magalhães, Mayara Galvão Pereira dos Santos, Cícera MagalhãES, entre outros cuja colaboração voluntária permi ram a realização do evento.´ Foram 118 inscritos, um número pequeno, mas grande brilho deram ao evento que ainda trouxe para São Paulo pela primeira vez a Orientação de Precisão. Aqueles que aproveitaram a oportunidade se deliciaram com os percursos, e ao final receberam a exclusiva e histórica primeira medalha do SPOC.

Foto: Amilcar Del Nero


40

3ª etapa do XIII Campeonato Baiano de Orientação Clube de Orientação de Camaçari - COCA

Texto: Emerson Santos, Presidente do COCA

A III Etapa do Campeonato Baiano de Orientação aconteceu no dia 17 de julho, cidade de Camaçari - BA. Com mais de 300 atletas inscrito, a prova foi um sucesso. Organizada pelo clube de orientação de Camaçari – COCa, um clube com apenas um 1 ano e 5 meses de criação aceitou o desafio de organizar um evento de proporção grandiosa. Mesmo com a dificuldade do pequeno efe vo, o clube cumpriu a finalidade, fazendo uma prova para orien stas de todas as categorias. A área escolhida foi a praia de Jauá, com um cenário belíssimo, localizada a 22 quilômetros de Salvador; onde os atletas puderam aproveitar o mar após a prova. O evento contou com a parceria do Tiro de Guerra 06-026 (Camaçari-BA), O Corpo de Bombeiros, órgãos públicos e privados. No dia da compe ção o clima de ansiedade tomou conta dos atletas e da equipe organizadora que trabalharam duro para que tudo saísse no mais auto padrão, e manter a tradição das etapas do CAMBO.


42

5ª Etapa do Campeonato de Orientação

do Estado do Rio de Janeiro

Texto: Arilson de Oliveira Silva, Diretor da FORJ

No dia 10 de julho de 2016, foi organizada pelo ELITE Clube de Orientação a V Etapa do XXIII Campeonato de Orientação do Estado do Rio de Janeiro (COERJ), na Fazenda Marambaia, em Campo Grande, na cidade do Rio de Janeiro. O evento contou com a par cipação de aproximadamente 250 atletas e teve a presença da família orien sta, que sempre pres gia os eventos da Federação de Orientação do Rio de Janeiro (FORJ). A organização da prova teve a colaboração da Associação Despor va Almirante Adalberto Nunes (ADAAN) e do Clube de Orientação Caça-Prisma (COCAPRI). A Fazenda Marambaia é uma das fazendas da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro desde a década de 1960, administrada por oficial PMERJ e extremamente bem cuidada. Além da área de mata preservada, a fazenda conta com uma área de lazer com piscinas, playground, campo de futebol, salão de jogos, sala de televisão, salão de festas, quadra de vôlei e lagoa com direito a pedalinho, além de local para hospedagem. Tais instalações tornaram o local ainda mais aconchegante para receber os atletas de todo o Estado. A área da compe ção apresentava um terreno de mata atlân ca, mesclado com áreas de corrida lenta, corrida di cil e muito di cil em quase sua totalidade, além de grande número de elementos rochosos. Dessa forma, um dos maiores desafios foi elaborar um mapa em área com floresta densa e com duas grandes elevações, exigindo dos atletas um elevado nível técnico, apropriado a cada categoria. Na ocasião, es veram presentes atletas dos mais diversos clubes do Rio de Janeiro, representando quase todas as categorias, com destaque para a presença dos atletas da Equipe Nacional Militar de Orientação, entre os quais Claudinei Nitsh e Tiago Cunha, convocados para o Campeonato Mundial de Orientação (49º WMOC). Os primeiros colocados na categoria Homens Elite foram Fábio Kuczkoski (ADAAN),

Fotos: Ricardo Lorençato Claudinei Nitsch (COARJ) e Tiago Cunha Souza (ADAAN); e na categoria Damas Elite, Elaine Lenz (ADAAN) e Denise Paiva L. Campos (COUFRJ) Numa inicia va inovadora, o ELITE CO promoveu também um percurso especialmente elaborado para atender às crianças presentes, incluindo, de forma lúdica, uma demonstração teórica antes da pista. Tal empreendimento visa a es mular os jovens atletas para o esporte da natureza. Houve ainda a iniciação à Orientação para adultos, novos orien stas. A V Etapa do XXIII COERJ foi coroada de sucesso e demonstração do espírito espor vo, numa grande confraternização entre os presentes.


9 anos de tradição na Orientação da Paraíba

Venha fazer parte dessa família https://www.facebook.com/rumoserotas/


46

4ª Etapa do Camponato

de Orientação do DF

Texto: Cléder Winkler, Presidente do COMIB Ocorreu a IV Etapa da CODF/2016 no dia 10 de julho de 2016, tendo como base de par da e chegada o Colégio Militar Dom Pedro II, que fica situado no complexo do Corpo dos Bombeiros no final da Asa Sul, no Plano Piloto, Brasília -DF, e como clube responsável pela organização o Clube de Orientação do Colégio Militar de Brasília(COMIB). A etapa contou com 223 inscritos, com par cipantes entre 8 e 65 anos de idade, de ambos os sexos. O mapa foi impresso na escala 1/4000, apresentando várias escolhas de rotas que precisaram ser bem escolhidas pelos atletas a fim de não ficarem presos em locais intransponíveis. Por ter ocorrido em um local com várias unidades militares, necessitou ser feito de vários contatos preliminares para ajustes de entradas e acessos, porém, apesar de estar tudo devidamente autorizado, ainda vemos um problema em um dos portões que deveria estar liberado e o militar de plantão não recebeu do antecessor o aviso. O incidente foi rapidamente contornado pela organização o que minimizou o transtorno. Fica o ensinamento, evitar locais que dependam de muitas autorizações que possam se perder nas trocas de plantões, como no ocorrido.

Como pontos posi vos temos o fácil acesso ao local e a dificuldade causada pelo grande número de construções e cercas, obrigando os atletas a uma navegação bem apurada. Podemos constatar a dificuldade pelo tempo do vencedor: H21E Wilson Cava BRA COMIB 0:26:43 6'30" para um percurso de 3,7 Km. Ao final, foi muito alto o nível de sa sfação dos atletas pelo feedback que os mesmos nos trouxeram, como se pode comprovar nos registros fotográficos feitos.

Fotos: André Pivoto


48

3ª Etapa do Campeonato

Paraibano

de Orientação O CLUBE DE ORIENTAÇÃO BORBOREMA AZIMUTE, fundado em 19 de abril de 2012, Filiado à Federação de Orientação da Paraibana - FOP e a Confederação Brasileira de Orientação - CBO, com 54 atletas filiados, realizou a III Etapa do X Campeonato Paraibano de Orientação no dia 17 de julho de 2016, com par cipação de 286 atletas, o evento foi realizado no terreno do Ins tuto Nacional do Semiárido - INSA, na cidade de Campina Grande-PB, contando também com diversas atrações como uma descida de rapel e a apresentação de grupo de maracatu.

Foto: Déa Caju


49 Foi u lizada para realização da corrida de orientação, toda a estrutura da Estação Experimental do Ins tuto Nacional do Semiárido INSA, com uma área disponível de 675 hectares, terreno com variação de al métria entre 440m e 500m, boa rede de cercas, algumas intransponíveis, trilhas e estradas não pavimentadas, com vegetação heterogênea, sobressaindo as áreas cobertas, semiabertas, com vegetação e floresta que reduz velocidade, áreas arbus va de caa nga espinhosa, o Caruá; localizada no Sí o Salgadinho, município de Campina Grande-PB.

Em paralelo, estava ocorrendo a 1ª Pista Kids de Orientação da Paraíba, chegando em sua segunda edição dessa pista, sempre realizada pelo Clube de Orientação Rumos e Rotas com o total apoio do clube Borborema, com a par cipação de aproximadamente 20 crianças entre 2 a 9 anos, a pista foi novamente um grande sucesso.

O trabalho de campo na estação experimental ocorreu no período de abril a junho/2016, realizado pelo mapeador Jones Gonçalves - CBO: 303/4522, que mapeou e traçou os percursos u lizados na prova. Tivemos o apoio do INSA, o SESI do Distrito Industrial de Campina Grande, Mano a Mano camisetas e fardamentos, TEAM Eventos e Marke ng Espor vo, TV Itararé e Corpo de Bombeiro de Campina Grande. A etapa foi pres giada por 286 atletas com idades de 10 a 60 anos, dos seguintes clubes: Auto Esporte Orientação, BORBOREMA AZIMUTE, Clube de Orientação do Extremo Leste, NEBLINA, Clube de Orientação Po guar, CLUBE ORIENTAÇÃO AO EXTREMO (COAE), LIMITE EXTREMO CLUBE DE ORIENTAÇÃO, MANDACARU NORDESTE, NACAO ECOLOGICA (N.E.G.O), PB TREKKING, Clube de Orientação Bravo, Clube de Orientação Rumos e Rotas, BOMBEIRO, 7° GAC/COLB, ARUANÃ, Clube K2 - Orientação e Aventura, COTROB, COYOTE AVENTURA, COMPASS e COSW . Foi oferecido aos par cipantes, a apresentação do grupo de percursão MaracaGrande, massagem realizadas por profissionais do SESI e rapel na caixa d´água do INSA.

Mesmo sob um sol muito forte, as crianças não desanimaram, pelo contrário, animação foi o que não faltou a esses pequenos atletas. Com mapas produzidos especialmente para esses pequenos atletas a pista Dente de Leite (crianças de 2 a 5 anos) con nha um percurso de 400 metros e 10 pontos de controles com picotares personalizados para alegria da criançada. Já a pista Pirulito ( para crianças de 6 a 9 anos) possua uma distância de 800 metros e seus 9 pontos de controle já eram u lizados picotadores, com o intuito de incluir a criançada aos instrumentos da orientação. Ao final do percurso o sorriso estampado de cada criança era o pagamento perfeito da organização da pista, essa alegria de está pra cando orientação paga qualquer

Como dificuldade citamos a falta de patrocinadores, todas os gastos com a realização da compe ção conta apenas com os recursos originados das inscrições que variam de R$ 30,00 a R$ 40,00 por atleta, a depender do prazo de inscrição.


Forca Nordeste

de Orientacao

aguardem ...


54

Futuro da Orientação Fotos: Jeremias Araújo e Ricardo Lorençato

“ Enquanto houve uma bússola nas mãos de uma criança, a Orientação nunca morrerá...”

Um importante movimento está acontecendo em todo o Brasil, a realização de pistas idealizadas especialmente para as crianças pra carem Orientação. Há vários projetos em todo o pais que fazem treinamento e inclusão de crianças na orientação, mas esse ano podemos presenciar que dentro dos eventos, as organizações realizando em paralelo pistas traçadas especialmente para nossas crianças. E essa experiência está sendo uma grata surpresa, um sucesso tanto para as crianças, quanto para os pais corujas. Na 3 Etapa do Circuito Po guar de Orientação, realizada em Natal -RN, foi realizada a 2ªPista Kids no Circuito Po guar de Orientação, com a presença de aproximadamente 15 crianças, repe ndo o sucesso da 1ª Etapa da Pista Kids (que destacamos na edição passada). Organizada pelo Clube de Orientação Rumos e Rotas com a par cipação e acompanhamento da Ten. Carla Clausi e auxílio direto do Clube de Orientação Po guar, equipe organizado da 3ª Etapa do CiPOr. Na 3ª Etapa do X Circuito Paraibano de Orientação, realizado no úl mo dia 10 de julho na cidade de Campina Grande, O Clube de Orientação Rumos e Rotas com o apoio total do clube Borborema, realizaram a 2ª Pista Kids de Orientação. Com a par cipação de mais de 30 crianças, divididas entre as categorias Dente de Leite (para crianças de 2 a 5 anos) e Pirulito (para crianças de 6 a 9 anos), a pista foi montada de forma a inclusão da criançada na Orientação. Agora foi a vez do Estado do Rio de Janeiro. A compe ção foi realizada, pela primeira vez ,na Fazenda Marambaia em Campo Grande –RJ com organização do Elite Clube de Orientação. Foi realizada uma instrução teórica voltada para os pequenos seguida de percurso voltado especialmente para eles: no lugar de números os prismas nham personagens infan s. Ainiciação também foi feita para os adultos e com isso espera-se que tenhamos formado novos orien stas.


Foto: Andre Pivoto

Foto: Jeremias Araújo Foto:Odete Rech Foto: Ana Paula Matukiwa Foto: Amilcar DelNero

Foto:Odete Rech Foto: Euclides Deichman Foto: Ricardo Marconato

Foto: Déa Cajú

Foto: Ana Paula Matukiwa

Foto: Ricardo Lorençato

Foto:Odete Rech

Foto: Jeremias Araújo

Foto: Ricardo Lorençato

SEM PALAVRAS ... Foto: Ricardo Lorençato


Foto: Ana Paula Matukiwa

Foto: Euclides Deichman

Foto: Euclides Deichman

Foto: Déa Cajú Foto: Jeremias Araújo

Foto: Déa Cajú Foto: André Pivoto

Foto: Amilcar Del Nero

Foto: Jeremias Araújo

Foto: Jeremias Araújo

Foto: Ricardo Lorençato

Foto: André Pivoto Foto: Odete Rech

Foto: Jeremias Araújo

Foto: Ana Paula Matukiwa Foto: Ricardo Marconato

Foto: Ricardo Lorençato Foto: Ricardo Lorençato


60

Suplementação Alimentar Texto: Rafael Soares, Nutricionista Espor vo – CRN 16412

Recebo diariamente em meu consultório pacientes interessados em ter mais qualidade de vida e melhor rendimento em seus treinos. A primeira orientação que passo a eles é que a saúde está acima de qualquer outra meta, e que a ansiedade e a pressa não combinam com este po de obje vo. Quando um paciente me pergunta sobre suplementos alimentares, respondo que eles são importantes para quem pra cam esportes e para aqueles frequentadores bem assíduos de academias. Entretanto, é bom ressaltar que deve-se aliar alimentação balanceada com um treino adequado. Na dieta não podem faltar proteínas, carboidratos e gorduras na medida certa. Aí é que entram os suplementos, pela sua grande pra cidade, pois muitas vezes, com a vida agitada que levamos a pessoa não consegue ter todos estes ingredientes à mão na hora que necessita. A suplementação alimentar tem inúmeras vantagens quando indicada de forma correta. Quero deixar claro, mais uma vez, que este procedimento não subs tui as refeições. Porém, quando bem indicado, traz bene cios ao atleta compe vo, não compe vo e até mesmo ao paciente debilitado. No atleta compe vo ou não compe vo a suplementação é indicada especificamente para cada modalidade espor va, que difere entre resistência, explosão, distância, recuperação e cada uma delas tem uma suplementação própria. hepá cas e etc.

Quando falo em suplementação alimentar, refiro-me às proteínas de cadeia ramificada de alta, média e baixa absorção (caseína, glutamina, arginina, albumina, entre outras), proteínas ramificadas (BCAA-leucina, isoleucina, valina, entre outras), carboidratos (maltodexitrina, dextrose etc.). Porém, sempre respeitando as funções orgânicas, entre elas renais, hepá cas e etc. A frequência do uso da suplementação depende basicamente da indicação do NUTRICIONISTA especializado que se baseia no histórico do paciente e em sua necessidade a fim de uma melhora das condições sicas do mesmo. E para finalizar... lembre - se que cada indivíduo tem um metabolismo e, por isso, são importantes os exames laboratoriais, bem como conscien zar que , primeiro, buscar estes nutrientes nos alimentos. Não importa o seu Obje vo , eu te ajudo a chegar lá! ''Não espere de braços cruzados por mudanças.''


www.adesivomix.com.br Entregamos em todo o Brasil


AGENENDTOAS

DE EV

JULHO

2016

dias 5 e 14

Local: Estônia

Agosto

dias 06 e 07

4ª Etapa do CIRCUITO PARANAENSE DE ORIENTAÇÃO

CORM

Mundial Master de Orientação WMOC 2016

SKI - IOF

Agosto

63

Local: Rio Negro - PR

Agosto

Local: São Borja - RS

Agosto

Dia 13

CIRCUITO FASES DA LUA Etapa LUA CHEIA Local: Fortaleza - CE

dia 14

Local: Cascavel - PR

Agosto

dias 20 a 28

CAMPEONATO MUNDIAL DE ORIENTAÇÃO - WOC

IOF

4ª Etapa do CIRCUITO OESTE-PARANAENSE DE ORIENTAÇÃO

CCO

Agosto

FECORI

3ª Etapa do CAMPEONATO MUNICIPAL DE ORIENTAÇÃO DE SÃO BORJA

COVOP

dia 13

Local: Strömstad - Suécia

dias 20 a 21

Local: Bela Vista - PR

Agosto

dia 21

3ª Etapa do CAMPEONATO CEARENSE DE ORIENTAÇÃO Local: Fortaleza - CE

dia 21

Local: Rio Pardo - RS

Agosto

dias 27 a 28

CAMPEONATO BRASILEIRO ESTUDANTIL UNIVERSITÁRIO DE ORIENTAÇÃO Local: Caldas Novas - GO

Informações retiradas do portal oficial da CBO: www.cbo.org.br

COER

3ª Etapa do CAMPEONATO GAÚCHO DE ORIENTAÇÃO

COSC

Agosto

COQUEIRO

2ª Etapa do CAMPEONATO SUL-MATOGROSSENSE DE ORIENTAÇÃO

CODAC

Agosto


Revista PrisMagazine Nº 011 Ano I - Julho 2016  

A revista de junho de 2017 vem com muitas matérias legais, mais uma edição foi carinhosamente produzida para todos vocês leitores e orientis...

Advertisement