Page 1


S P FÉ ASSUNIOT.O SÉR

FPS com

MÁXIMO desempenho

A produtividade depende de como você usa suas peças.

Invista em mais vantagens: Reposição de peças rápida e eficiente; As FPS CAT® podem ser usadas em diversas máquinas e modelos, o que permite melhor sistema de estocagem nos canteiros de obras; Instalação de Adaptadores; Base de proteção final da borda; Tempo de reparo; Custo por hora.

KMAintegrada.com

As Ferramentas de Penetração do Solo influenciam diretamente no desempenho de suas máquinas. Você pode contar com a qualidade Caterpillar, que fabrica suas próprias FPS e os serviços oferecidos pela Marcosa, com técnicos de campo qualificados para dar a devida assistência no uso correto destas ferramentas.

CURTA, SIGA, COMPARTILHE. MARCOSA CONECTADA COM VOCÊ. marcosacat

@marcosacat

marcosanordeste

www.marcosa.com.br


SUMÁRIO

Entrevista com a gerente comercial do Tecon Salvador, Patrícia Iglesias

12

34

26

Bahia terá investimentos em telefonia móvel, após sanção da Anatel

18 32 4

Moura Dubeux investe em novos empreendimentos na Bahia

Amigo x chefe: como manter esta relação saudável?

Primeira Página

Governo federal investirá R$ 133 bi em ferrovias e rodovias

20 42

Redução de IPI alavanca vendas de automóveis em 2012

Grupo espanhol investe R$ 705 mi em hotéis no Litoral Norte

30 44

Incubadoras fomentam novos negócios e inovação

Arena Sauípe coloca a Bahia em evidência no mercado de eventos


Primeira Pรกgina

5


EDITORIAL

Prezado Leitor, Nesta edição da revista Primeira Página, destacamos uma novidade relevante, com potencial para solucionar parte dos gargalos logísticos do Brasil e da Bahia: o Programa de Investimentos em Logística (PIL), com um vultoso investimento de R$ 133 bilhões pelos próximos 30 anos. O valor será direcionado para ferrovias e estradas brasileiras, inclusive do estado baiano.

Marivaldo Teixeira Diretor

Logística e investimento também são temas da entrevista desta edição. Conversamos com a gerente comercial do Terminal de Cargas de Salvador (Tecon), Patrícia Iglesias. A executiva revelou que foram aplicados R$ 160 milhões na ampliação do terminal, para melhorar o escoamento da produção baiana. A leitura é obrigatória, especialmente para empresários do agronegócio, exportadores e importadores. Merece especial atenção nossa matéria sobre os investimentos na telefonia móvel baiana, após as sanções impostas pela Anatel às operadoras de celular. Por falar em investimentos, trazemos ainda uma matéria sobre os empreendimentos da pernambucana Moura Dubeux em Salvador, que totalizam um montante de R$ 543 milhões. Se você pensa em enveredar pelo segmento imobiliário, não pode deixar de ler nosso texto sobre a atual situação do setor. O mercado automotivo é outra área duplamente contemplada neste número. Recomendo que leia com atenção a matéria sobre os reflexos da redução de IPI sobre as vendas de automóveis no estado, que traça um panorama competente do mercado em 2012. Trazemos ainda uma boa nova: a inauguração, em 2013, da primeira concessionária da Harley-Davidson na Bahia, marca que é sonho de consumo para os motociclistas. No segmento do turismo, a Bahia também apresenta novidades. O Litoral Norte ganhará mais um megaempreendimento hoteleiro, com investimento de R$ 750 milhões do grupo espanhol Invisa. A área de turismo de eventos também será incrementada, com a construção da Arena Sauípe, que promete incluir a Bahia na rota dos grandes congressos realizados no Brasil.

Boa leitura! 6

Primeira Página


Cinto de segurança salva vidas Barreiras Av. ACM, 2622 Tel.: (77) 3612-0150 Salvador Via Centro Cia/Sul Simões Filho - BA Tel.: (71) 2107-7171   Feira de Santana Av. Eduardo Fróes da Mota Tel.: (75) 3322-3600   Aracajú Rod. Br 101, Km 92, Tel.: (79) 3253-1220   Consulte também as filiais de: Campina Grande - PB Maceió - AL Natal - RN Recife - PE

novo volvo Vm Economia para

toda obra

Mais resistência e robustez:

Mais força quando você Mais precisa:

Chassi reforçado, barra estabilizadora e molas semielípticas, garantindo maior resistência em qualquer terreno.

Motor inteligente com extra torque de acionamento automático, disponível no VM 270 de 9 marchas.

Volvo trucks. driving progress www.volvo.com.br


EXPEDIENTE

Revista bimestral, com distribuição dirigida ao meio empresarial e industrial dos estados da Bahia e de Sergipe

A no I I, Nº 14 | S e te m bro / O ut ubro | 2012 DIRETOR Marivaldo Teixeira DEPTO. JURÍDICO Marcos Antônio da C. Pinto GERENTE FINANCEIRA Sonia Mª. Cunha Teixeira GERENTE COMERCIAL Viviane Teixeira GERENTE DE MARKETING Eliza Teixeira GERENTE ADMINISTRATIVA Soraya Teixeira Pinto JORNALISTA RESPONSÁVEL Jan Penalva (DRT/BA 3672) COLABORADORES Moacyr Maciel Ricardo Galvão Sabrina M. Batista Ilana Martins PROJETO GRÁFICO Ganesh Branding CAPA Start Comunicação DIAGRAMAÇÃO Renato Souza REPORTAGEM Alexandre Takei REVISÃO DE TEXTOS Rita Canário REVISÃO GERAL Solon Cruz (DRT/BA 393) FOTOS Nilton Souza Rômulo Portela Rodrigo Tagliaro DEPTO. DE CIRCULAÇÃO Jean Fabian Alves Silva WEB DESIGNER Antonio Carlos da S. Sales IMPRESSÃO Jacográfica Serv. Gráficos Ltda. CNPJ: 34.248.187/0001-69 A Revista Primeira Página é uma publicação bimestral, de propriedade da Jacográfica Serviços Gráficos Ltda. Conceitos e opiniões emitidos em artigos assinados são de inteira responsabilidade dos seus autores.

Próxima edição: dezembro 2012 Para receber gratuitamente a revista Primeira Página, envie email com o seu endereço para circulacao@revistaprimeirapagina.com.br

Tel.: (71) 3288-0227 / (71) 3484-3565 redacao@revistaprimeirapagina.com.br | comercial@revistaprimeirapagina.com.br Av. Brigadeiro Mário Epinghaus, 33, Centro, Lauro de Freitas - Bahia. CEP 42.700-000

8

Primeira Página


Primeira Pรกgina

9


BRASIL | CURTAS ONLINE

Notícias veiculadas no site

revistaprimeirapagina

www.revistaprimeirapagina.com.br Mande suas sugestões e comentários para redacao@revistaprimeirapagina.com.br

@rprimeirapagina

Até o fim de 2012 deverão ser abertas 6.076 vagas temporárias de emprego na Bahia, desempenho que alça o estado à primeira posição do Nordeste com 3,92% do total de 155 mil empregos oferecidos no País. No Brasil, o número de vagas aumentou 5,5% em relação a 2011, quando foram disponibilizados 147 mil postos de trabalho temporários. A perspectiva nacional é de que 15% dos contratados temporariamente sejam efetivados.

FIEB defende a Bahia na guerra fiscal A Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB) intercedeu junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) em defesa das leis baianas de incentivos fiscais, que enfrentam uma Ação Direta de Inconstitucionalidade movida pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. A medida do governador paulista também atinge os estados do Amazonas, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul, que também concedem incentivos relativos à desoneração do ICMS. 10

Primeira Página

Foto:Alberto Coutinho/AGECOM

Bahia terá mais de 6 mil vagas temporárias até o fim do ano

Centro de Convenções pode fechar para manutenção O Centro de Convenções da Bahia deverá parar totalmente suas atividades em dezembro deste ano, para reformas. A demanda partiu dos empresários do trade turístico local, por meio do Conselho Baiano de Turismo, que temem que a Bahia perca sua posição de terceiro destino do Brasil para o turismo de eventos. Entre as melhorias previstas estão manutenção do teto, instalações elétricas, sanitárias e de comunicação, elevadores e escadas rolantes, troca de carpetes e móveis.

TWB deve desistir das operações na Bahia Tudo indica que a TWB não irá recorrer da declaração de caducidade do seu contrato de concessão para o sistema ferry boat, feita pelo governo da Bahia. Uma das razões seria a insatisfação da empresa com a falta de reajuste da tarifa por quase quatro anos, o que levou seu presidente, Reinaldo Pinto, a comentar com pessoas próximas que não tinha a menor intenção de reassumir a operação no estado.

Itaparica se empenha para receber mais turistas A fim de se preparar para o fluxo de turistas decorrente da Copa do Mundo de 2014, donos de pequenos estabelecimentos da Ilha de Itaparica e de Camaçari devem investir quase R$ 1 milhão em reformas e capacitação de mão de obra. Com a proximidade do evento, a expectativa para o segmento de hotéis e restaurantes no estado é de um aumento de até 60% nos negócios.


aida

Produtos FIXAR INDUSTRIAL. Garantia de Qualidade e Durabilidade. concessionárias de energia elétrica e saneamento, a FIXAR aumenta seu escopo de produtos para atender as indústrias química, petroquímica, naval, energia eólica e construção civil. Agende uma visita com nossos consultores para conhecer nossos produtos, preços e prazo. FIXAR COM QUALIDADE.

Acesse o site

e conheça nosso catálogo de produtos.

Parafusos Allen Grampo Tipo “U”

Porcas Sextavadas

Licenciada para aplicação de tratamentos superficiais:

Parafusos Estojo

Peças Especiais Sob Desenho

NOVA FÁBRICA FIXAR na VIA PARAFUSO

Tel.: (71) 3623 - 3434 • FAX: (71) 3623 - 2111 Via Parafuso • km 10,5 s/n Camaçari - BA Nº

023491

www.fixarba.com.br

Primeira Página

11


Foto: Arquivo Tecon Salvador

ENTREVISTA

Com 377 metros de comprimento, o cais de Água de Meninos teve seu calado ampliado para 15 metros de profundidade

Terminal de Cargas de Salvador inaugura ampliação de R$ 160 milhões O Terminal de Cargas de Salvador (Tecon), empresa do grupo Wilson, Sons, completa 12 anos de operação com uma ampliação que custou R$ 160 milhões e visa posicionar a companhia como um relevante centro logístico nacional. Em entrevista exclusiva à revista Primeira Página, a gerente comercial do Tecon Salvador, Patrícia Iglesias, fala sobre as melhorias feitas no terminal, a concorrência dos demais portos brasileiros e o potencial do estado para entrar na rota das grandes embarcações em todo o mundo. 12

Primeira Página


O Tecon Salvador inaugura em breve a ampliação de seu terminal de contêineres. Quais melhorias foram realizadas? Aumentamos a área do terminal em 44 mil metros quadrados, totalizando agora 118 mil metros de pátio. O cais principal, em Água

As obras de acessibilidade marítima e terrestre ficaram a cargo do Estado e foram fundamentais para

Quais as perspectivas para os negócios, após a expansão?

a expansão. A parte marítima foi concluída no final do ano passado e consistiu na dragagem do canal de acesso para ampliação do calado, o que viabiliza a chegada de navios maiores.

A estimativa é elevar nossa capacidade de 250 mil TEU (unidade

Com relação à acessibilidade terrestre, aguardamos a conclusão da Via Expressa, que ligará dire-

dois anos, começamos a trabalhar para conquistar novos mercados,

de Meninos, possui 377 metros de extensão e recebeu uma dragagem que ampliou seu calado para 15 metros de profundidade. O local foi aparelhado com três portêineres (máquinas que movimentam contêineres entre o cais e o navio) Super Post-Panamax, que representam o que há de mais

tamente a BR-324 ao Porto de Salvador. Mais de 75% das obras já foram concluídas e a previsão de entrega é para o primeiro trimestre de 2013.

moderno em operação no mundo. nhar o aumento do tamanho das embarcações e receber navios de grande porte.

Também começamos a operar em setembro deste ano o cais de ligação, voltado para receber navios menores. Ele tem 240 metros de comprimento, 12 metros de calado e é equipado com três portêineres Panamax. No pátio, aumentamos o número de RTG (Pontes Rolantes Sobre Rodas) de dois para oito,

E o que falta para essa ampliação ser concluída? Apenas a homologação do novo calado e a construção dos novos acessos de entrada e saída de caminhões, que só poderá ser feita após a ampliação, mas isso não afeta em nada a nossa operação. Essas obras devem ficar prontas até o início do ano que vem.

mos trabalhando comercialmente para fazer com que toda essa capacidade adicional seja usada. Há

como o escoamento da produção de algodão da Bahia, segunda maior do País, que era totalmente realizada pelos portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR). Em 2011, já escoamos 10% dessa produção e devemos manter o desempenho em 2012. Nos próximos quatro anos, a meta é conquistar a totalidade, que representa entre oito e dez mil contêineres por ano. Outra produção que pretendemos conquistar é a fruticultura do Vale do São Francisco. Hoje, 40% do volume exportado sai por Salvador e o restante, pelo porto de PeFoto: Arquivo Tecon Salvador

Nosso objetivo é poder acompa-

de contêineres de 20 pés) para 530 mil TEU já no ano que vem. Esta-

em substituição às Reach Stackers (empilhadeiras de grande porte). Por fim, ampliamos o número de tomadas frigoríficas de 504 para 684, tendo em vista a produção de frutas de Juazeiro e Petrolina.

A expansão enfrentou alguns entraves, como a falta de estrutura de acesso terrestre e marítimo ao terminal. Como isso foi resolvido?

Patrícia Iglesias, gerente comercial do Tecon Salvador

Primeira Página

13


cém, em Fortaleza. Em um ou dois anos esperamos conquistar 100% desse mercado.

O que motivou a decisão de ampliar o Tecon Salvador, em meio a um cenário turbulento na economia internacional? Como a crise afetou os negócios? Na verdade, o pleito ao governo para ampliação do terminal se deu em março de 2005, antes da crise, pois estávamos à beira da estagnação, atingindo a capacidade máxima do terminal e com navios cada vez maiores no mercado. Infelizmente, só tivemos o retorno com o aditivo do contrato em 2010. Quanto aos efeitos da crise, é importante informar que quando começamos a operar, em 2000, tínhamos um desempenho de 150 escalas de navio e 49 mil TEU. Esses números aumentaram para 450 escalas e 262 mil TEU em 2011. Em agosto deste ano, o por-

Foto: Arquivo Tecon Salvador

to de Salvador bateu recorde de

Imagem do recém-inaugurado cais de ligação

14

Primeira Página

movimentação de importação. O estado vem recebendo diversos novos investimentos, como a JAC

nacionais em vista para o Tecon?

Motors e a Basf, e isso representa mais movimento de cargas.

principal parceiro comercial da Bahia. Outros mercados relevantes

O maior, sem dúvida, é a China,

são a Costa Leste dos EUA, os paí-

Em agosto deste ano, o porto de Salvador bateu recorde de movimentação de importação Para aumentar nossa movimentação, temos trabalhado também o fomento da migração de transporte de cargas do modal rodoviário para a cabotagem. Para isso, mostramos que além de reduzir custos e tempo, a cabotagem também tem um apelo de sustentabilidade, por causa da menor emissão de carbono. Enfim, a crise existe, mas também nos ensina a encontrar alternativas.

Atualmente, quais são os principais mercados inter-

ses do Mercosul, na costa oeste do continente, o norte da Europa e os países do Extremo Oriente asiático.

Quais são as mercadorias mais movimentadas pelo Tecon? Na nossa pauta de exportação, temos os setores de papel e celulose, químicos e petroquímicos, minérios, pneus, automóveis, frutas, sisal, produtos siderúrgicos, café e algodão. Já nas importações, o primeiro lugar é dos químicos, devido ao Polo de Camaçari. Também compõem a pauta borrachas, eletrônicos, produtos têxteis, fertilizantes e outros produtos de alto valor agregado. Por fim, a navegação de cabotagem tem como principais produtos o arroz e os siderúrgicos, no desembarque, e o petroquímico, no embarque, devido à transferência entre plantas industriais.


Qual a sua avaliação do potencial atual de Salvador como centro logístico na movimentação de cargas por via marítima? O potencial da Bahia é enorme. O maior complexo petroquímico da América Latina fica aqui e a Bahia é um estado que produz e responde por parte significativa da pauta de exportação do Nordeste. Com as obras de infraestrutura da Via Expressa, a acessibilidade marítima e a ampliação do terminal, o estado será plenamente capaz de atender às demandas de escoamento. Uma prova disso é que a nossa produtividade média, em 2000, era capaz de movimentar 7,5 contêineres por hora; em 2011, chegamos a 37 e para 2013 a

expectativa é a movimentação de 55 contêineres/hora.

Quem são os principais concorrentes e quais oportunidades a Bahia está perdendo para eles? Concorrentes são todos aqueles portos que, de alguma forma, movimentam carga baiana, mas observamos alguns com maior atenção. O porto de Suape (PE), por exemplo, escoa nossas frutas e recebe parte da pauta de importação baiana, que chega lá e desce por via rodoviária. Pecém (CE) também escoa frutas produzidas na Bahia. No Sudeste, o porto de Santos escoa o algodão baiano e o de Vitória, parte da nossa produção de café.

Recentemente foi anunciado que os armadores (donos dos navios) passariam a cobrar pela devolução de contêineres de importação. O diretor executivo da Associação de Usuários dos Portos da Bahia (Usuport), Paulo Villa, responsabilizou o Tecon por essa cobrança, considerada indevida. Qual a posição do Tecon a respeito? Na época, nosso diretor executivo, Demir Lourenço Júnior, se posicionou e a nossa opinião permanece a mesma: essa prática é de responsabilidade do armador, não temos nenhuma participação e nem gerimos o assunto.

www.ledquadros.com.br

Nós temos a Qualidade e você a Segurança. aidapropaganda.com.br

Há quase 25 anos trabalhando com foco na indústria, a LEDquadros Elétricos é uma empresa que se dedica à montagem de painéis elétricos de baixa e média tensão e serviços especializados, buscando sempre soluções tecnológicas a fim de garantir maior qualidade, segurança e presteza aos seus Clientes. Planejar, executar, controlar, finalizar e gerar resultados para os nossos Clientes. Este é o nosso compromisso! CCM de Gavetas Extraíveis com Janelas de Inspeção Termográficas

Loteamento Ampliação Jardim Jaraguá, Qd B, Lt 16 - Estrada do Coco KM 0 – Lauro de Freitas - Bahia - Brasil • 71 3377-1212

Primeira Página

15


Foto: Nilton Souza / imagemcerta.net

EMPREENDEDORISMO

Mercado imobiliário ainda pode ser uma aposta segura de investimento O mercado imobiliário nacional viveu momentos de acentuada valorização nos últimos anos, evidenciada pelo aumento percentual de 47,9% nos preços, no período de agosto de 2010 a junho de 2012. Segundo os dados do FIPE/ ZAP, indicador que serve como principal termômetro do setor no País, o crescimento continua e o setor brasileiro de imóveis se valorizou 15,2% no acumulado dos últimos 12 meses, até setembro, enquanto que na Bahia cresceu 8,8%. Diante desse panorama, com unidades cada vez mais caras, fica a dúvida para quem pretende investir: comprar imóveis ainda é uma boa opção? De acordo com a presidente do 16

Primeira Página

Sindicato dos Corretores de Imóveis do Estado da Bahia (Sindimóveis-BA), Eliene de Freitas, há uma tendência de redução no ritmo da valorização dos imóveis, devido à grande oferta de unidades no mercado. Para ela, isso pode sugerir um momento propício à compra de apartamentos ou salas comerciais. “É sempre bom diversificar a carteira de investimentos e não se limitar apenas às modalidades tradicionais, como os fundos de renda fixa. Com imóveis, existe a vantagem de se ganhar duas vezes: com a valorização ao longo do tempo e com o aluguel, que consiste em uma renda fixa também”, explica à Primeira Página. O presidente da Associação de

Dirigentes das Empresas do Mercado Imobiliário na Bahia (Ademi-BA), Nilson Sarti, também se mostra favorável ao investimento em imóveis, quando comparado aos tradicionais fundos de renda fixa. Um dos pontos ressaltados por Sarti é que, além dos rendimentos e da valorização, o imóvel tem a segurança de ser um bem físico. Mas ele alerta que é importante saber investir no lugar certo. “É preciso saber enxergar as oportunidades de compra a bons preços e identificar as localizações que tendem a se valorizar ao longo do tempo. Nesta área, um investimento bem feito pode ser seguro e rentável ao mesmo tempo”, conclui.


Primeira Pรกgina

17


FOTO: Divulgação

MERCADO IMOBILIÁRIO

Decorado da Moura Dubeux apresentado na Casa Cor 2011

Empresa pernambucana lança empreendimentos na Bahia A incorporadora pernambucana Moura Dubeux mostrou que tem a intenção de ampliar sua presença em solo baiano, ainda em 2012. Acaba de lançar no 7º Salão Imobiliário da Bahia, realizado em setembro, dois novos empreendimentos de grande porte, um residencial e outro empresarial, que se somam a mais cinco residenciais em andamento, quatro em Salvador e um em Lauro de Freitas. "Por ser a maior economia do Nordeste, a Bahia apresenta uma importância fundamental, de modo que o crescimento da nossa participação no mercado imobiliário local é uma prioridade para o plano de negócios da companhia", justifica o diretor regional da Moura Dubeux, Ronaldo Barbalho, em entrevista à Primeira Página. 18

Primeira Página


FOTO: Divulgação

Opções residenciais A Moura Dubeux também lançou no Salão Imobiliário da Bahia o residencial Parque Iguatemi. De acordo com a própria empresa, o prédio se destaca pela sua localização, acessível por vias centrais da cidade, e pela proximidade com Shopping Iguatemi, a Rodoviária a uma série de outras facilidades serviços, como hospitais, bancos

o e e e

supermercados. O edifício terá 20 andares, com apartamentos de dois quartos, sendo um deles suíte, além de estrutura de lazer. O VGV do empreendimento é de R$ 46,8 milhões. Mas não fica por aí, a Moura Dubeux lançou ainda dois empreendimentos com sua marca Vivex: o Moradas do Atlântico, localizado em Lauro de Freitas e que tem conclusão prevista para o final de 2013, e o Mar de Itapuã, com previsão de entrega no segundo semestre de 2014. Os dois prédios somam um VGV que beira os R$ 120 milhões. Para Halla, eles refletem o aumento do poder aquisitivo da população. “Hoje em dia há uma nova classe média, com um poder de compra muito grande. Ao avaliar o mercado imobiliário, nota-se que o número de produtos destinados à chamada classe C supera o das classes A e B. Sempre existiu uma demanda reprimida desse público, só que agora ele vem se consolidando”, opina.

Gestor da incorporadora em Salvador, Décio Halla

FOTO: Divulgação

Com esses sete empreendimentos, a previsão é colocar no mercado 940 unidades residenciais e 507 comerciais nos próximos anos, com um valor de venda total de aproximadamente R$ 543 milhões. Um dos destaques da Moura Dubeux em 2012 é o lançamento de seu primeiro empresarial em Salvador, o International Trade Center, marca já presente em Natal e Recife. Localizado no Costa Azul, o ITC terá 41 pavimentos, sendo 32 de salas comerciais e nove de estacionamentos, com unidades a partir de 31 metros quadrados e um valor geral de vendas (VGV) de R$ 150 milhões. Para o gestor da MD em Salvador, Décio Halla, a localização é um dos grandes diferenciais. “O ITC ficará em um local central e de fácil acesso, próximo à Avenida Tancredo Neves, mas sem estar dentro dela, que já se encontra sufocada. Será um edifício imponente, que chamará a atenção do mercado baiano, tanto para quem quer ter uma sala, quanto para quem deseja investir”, afirma à Primeira Página.

Entre as opções de perfil diferenciado, a Moura Dubeux conta com três empreendimentos em andamento, dois deles no Horto Florestal: o Reserva do Horto, que deve

Diretor regional da Moura Dubeux, Ronaldo Barbalho

ser entregue ainda em novembro deste ano, e o Horto Santa Luzia, com a conclusão prevista para o primeiro semestre de 2014. Outro empreendimento é o Mansão Caymmi, que fica no Caminho das Árvores e tem entrega prevista para o segundo semestre de 2014. Juntos, totalizam uma oferta de 196 unidades de alto padrão e um VGV de R$ 227 milhões.

Novos voos A empresa pernambucana adquiriu em 2009 o Salvador Praia Hotel, em Ondina, e aguarda apenas a aprovação do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) para lançar dois novos empreendimentos no terreno: um hotel, cuja bandeira ainda será definida, e um residence. Detalhes sobre os investimentos ainda são guardados a sete chaves, mas a empresa já deu uma dica de como será o empreendimento: um decorado do projeto foi exposto na edição 2011 da Casa Cor.

Primeira Página

19


Foto: Fotolia

MERCADO AUTOMOTIVO

Após um salto de 12,75% nas vendas de agosto, o mercado automotivo arrefeceu no mês de setembro

Redução de IPI decepciona em setembro, mas impulsiona venda de veículos em 2012 O mercado automotivo nacional vive os últimos momentos da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que foi prorrogada até o dia 31 de dezembro. Entre os meses de setembro e outubro, a previsão de renúncia fiscal do governo federal com a iniciativa foi de R$ 800 milhões, no entanto, os números do setor, em setembro, deixaram muito a desejar. 20

Primeira Página


Contando todos os segmentos,

mercado no decorrer de 2013. “Há

mercado apresentou uma resposta

a Bahia teve um total de 20.707

uma tendência natural de cresci-

imediata na Bahia, perceptível já

veículos emplacados, contra 28.660 em agosto, uma redução de 27,75%. Para o economista e especialista no setor Luiz José Pimenta, o dado não deve assustar. “Agosto foi o mês em que o efeito do IPI se fez presente de maneira mais intensa, pois houve uma antecipação de compra diante da iminência do fim da redução (que aconteceria no dia 31 daquele mês, mas foi posteriormente prorrogado até outubro). É comum que esses incentivos do governo gerem um movimento maior no último mês de vigência”, esclarece.

mento da indústria automotiva, independentemente do IPI. Boa parte disso se deve à facilidade de crédito e às taxas mais baixas para adquirir um automóvel, que estimulam o mercado consumidor. Do outro lado, também vemos investimentos de todas as montadoras até 2015, o que mostra a solidez do setor”, afirma à Primeira Página.

no primeiro mês, em maio, quando houve um aumento de 16,98% nos emplacamentos, na média de todos os segmentos, com relação ao mês anterior. Na comparação do acumulado (janeiro a maio) com o mesmo período de 2011, no entanto, o desempenho foi 4,85% mais baixo. Já no mês de junho, o crescimento foi mais suave, de 2,04%, se comparado a maio, com uma defasagem menor no acumulado do ano, de -3,03%, em relação a 2011.

Futuro do mercado Embora a redução do imposto esteja com os dias contados, a perspectiva é de crescimento do setor no próximo ano, em todo o País. Para Pimenta, o aumento da renda e a crescente ascensão de famílias da classe D para a classe C, aliados a uma expectativa de aumento do PIB nacional, devem dar fôlego ao

Entretanto, o panorama não é animador, o que é motivo para concordar com a decisão do governo de cessar a redução do IPI. O aumento nas vendas está diretamente atrelado às boas condições de compra para o consumidor, e o Brasil ainda é terreno inóspito no que diz respeito à carga tributária, cuja média ultrapassa os 30%, segundo Pimenta. “No Brasil, o automóvel é o segundo objeto de desejo, atrás apenas do sonho da casa própria. Apesar de sermos o quarto maior mercado de automóveis do mundo, temos um dos impostos mais altos, bem acima, por exemplo, de EUA (5,7%), Japão (6,8%) e a média dos países europeus (16%)”, cita o economista.

Desempenho crescente Desde o início da redução do IPI, o

No mês de julho, a escalada foi mais acentuada, com crescimento de 5,26% nos emplacamentos, quando comparada a junho. No acumulado, a redução de IPI encurtou ainda mais a discrepância com o ano anterior e a diferença foi de -0,82%. O boom da redução do IPI, em agosto, gerou um aumento de 12,75% nas vendas e fez com que o desempenho de 2012, no acumulado, finalmenFoto: Rodrigo Tagliaro – RODTAG

Ainda segundo o economista, o mês de outubro deve apresentar uma nova alta no número de emplacamentos. O fenômeno é novamente provocado pela expectativa do fim da redução de impostos, que estimula o consumidor a antecipar a compra e, assim, aproveitar as melhores condições. O governo federal anunciou nova prorrogação apenas no dia 24 de outubro. A redução do IPI possibilita uma diminuição de até 10% no preço final do veículo, o que é extremamente significativo.

A redução do IPI possibilita uma diminuição de até 10% no preço final do veículo

Economista e especialista em mercado automotivo, Luiz José Pimenta

Primeira Página

21


Foto: Rodrigo Tagliaro – RODTAG

te superasse o ano anterior em 1,91%. Em setembro, a queda nos emplacamentos foi acentuada (-27,75%), mas não o suficiente para prejudicar o desempenho no acumulado do ano, que ainda se manteve 0,83% à frente de 2011, com um total de 204.836 veículos.

Os segmentos de automóveis e comerciais leves devem apresentar crescimento superior a 8% este ano

Para o economista Luiz José Pimenta, o mercado automotivo deve apresentar bom desempenho em 2013

Análise por segmento

responsável por puxar para cima o desempenho do setor automotivo na Bahia. O aumento nas vendas fez com que o acumulado do ano apresentasse um resultado 9,47% mais alto do que em 2011, com 113.575 unidades vendidas até o mês de setembro. Ao contrário do setor como um todo, que teve seu ápice de crescimento em relação ao mês anterior em agosto, o melhor desempenho do segmento foi em junho, logo após o anúncio da redução do IPI, com crescimento de 24,08%.

O mercado de automóveis e comerciais leves foi o grande beneficiado com a redução do IPI e o

Já o segmento de caminhões e ônibus teve outros aliados, além da

O diretor da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), Flávio Antonio Meneghetti, acredita que 2012 terminará com um resultado bastante positivo. “Devido às medidas adotadas pelo governo, os segmentos de automóveis e comerciais leves devem apresentar crescimento superior a 8% este ano, em todo o Brasil”, afirma.

isenção de IPI. O mercado contou com facilidades como a redução da taxa do Finame PSI (Programa de Sustentação do Investimento), de 10% para 5,5%, além da ampliação do prazo de financiamento da linha pró-caminhoneiro. Ainda assim, os esforços não foram suficientes para aquecer o mercado, que amargou uma retração de 28,65%, com 5.418 emplacamentos até setembro. O mercado de motos, por sua vez, também teve um desempenho mais baixo do que no ano de 2011, com redução de 6,5% no volume de vendas acumulado até setembro e 85.843 unidades vendidas.

Equipamentos e Acessórios Industriais - Nacionais e Importados

Novo padrão mundial AS5000LED

24 LEDs

DuraLed

Mais de 5000 lumens

Power Beam 3000 16 LEDs

Lâmpadas de sinalização combinadas.

Mais de 3000 lumens

22 Anos

22

Primeira Página

somatec@somatec.ind.br www.somatec.ind.br

Fone:71.3379.2323

LED completamente selado, não requer manutenção. KLX 7000 Rotaflex 9-33V, Certificações: CE, C-tick, K-LED FO FL ISO 13766-2006 para máquina de terraplanagem.


A feira Brasil Petróleo e Gás com sua 9ª Edição convida o empresariado baiano a participar de 20 a 23 de Novembro das 16 as 22 horas no Centro de Convenções da Bahia onde teremos atrações durante o evento que segue: • Rodada de Negócios promovida pela Rede Petro e SEBRAE com uma média de oito âncoras apresentando demanda de negócios para os ofertantes. A Rede Petro é um grupo de empresas voltadas para o segmento de petróleo, gás e energia que tem como objetivo fazer o inter-relacionamento entre fornecedores X compras engenharia setor técnicogerencias e diretoria. Cada vez fortalecendo mais em defesa das empresas deste estado da Bahia. O tema principal da Feira/Brasil Petróleo e Gás nesta edição é o Biodiesel que já atinge suas metas como previsto pela PETROBRAS no estado da Bahia. A unidade de biodiesel de Candeias estará presente nesta feira no estand da PETROBRAS com o propósito de aproximar os fornecedores que poderão se cadastrar dentro do estand e através de informações como funciona uma planta do biodiesel. Sua empresa poderá acessar o site www.multifeirascongressos.com.br e na sessão Cadastro colocar os dados de sua empresa e na sessão Visitante retirar o código de acesso ao evento. Além de outras atrações teremos as palestras encontros e seminários.

Para informações:

www.multifeirascongressos.com.br

Primeira Página

23


Foto: Divulgação

AUTOMOTIVO

A nova concessionária contará com investimentos de R$ 6 milhões

Harley Davidson inaugura concessionária na Bahia Os baianos aficionados por motocicletas têm motivos para comemorar a chegada de 2013. Em janeiro do ano que vem será inaugurada a primeira concessionária da Harley Davidson na Bahia, em uma loja de 1.700 metros quadrados e dois pisos na Av. Paralela, com investimento de aproximadamente R$ 6 milhões. Segundo o proprietário, Davidson Botelho, o mercado tem ganhado espaço. “O motociclismo é um dos segmentos que mais crescem no Brasil, fato que tenho observado por ser motociclista e conviver no meio. Além de ser uma paixão, é um nicho de negócios repleto de oportunidades”, comenta. A perspectiva do empreendimento é de gerar 55 empregos 24

Primeira Página

diretos. O prazo mínimo de retorno do investimento é de quatro anos. Além das motocicletas, que são um verdadeiro sonho de consumo dos apaixonados pela vida sobre duas rodas, o espaço também venderá acessórios, serviços e roupas. Botelho, no entanto, rechaça o status de luxo eventualmente associado à marca. “Não é uma marca de luxo. É uma marca de qualidade, com um conceito dentro do segmento. Antigamente, os preços eram elevados devido ao alto custo de importação, mas desde 1999 a Harley Davidson tem uma fábrica em Manaus, o que tornou seus produtos mais acessíveis”, conta à Primeira Página. Segundo Botelho, existem pou-

co mais de 200 proprietários de motocicletas Harley Davidson em Salvador. A concessionária soteropolitana, que deverá atender também os estados de Sergipe e Alagoas, calcula vender cerca de 250 motos por ano. “A pequena quantidade se deve a uma demanda reprimida pela ausência dos serviços de pós-venda, mas esse problema vai acabar com a nossa chegada, portanto, a tendência é o crescimento”, projeta. Uma motocicleta Harley Davidson pode ser adquirida por um preço a partir de R$ 26 mil, em sua linha de entrada, o modelo 883, com 883 cilindradas. O modelo top de linha da marca é o Ultra CVO, que custa R$ 104 mil reais, com 1.700 cilindradas.


Com Requinte e Sofisticação a Alugarte e a Plantarte oferecem o que hà de melhor em paisagismo e mobiliário para o seu evento

Tel.: 71 3367 2641 contato@alugarte.com.br www.alugarte.com.br Primeira Página

25


Foto: Fotolia

LOGÍSTICA

O programa prevê a construção de 10 mil quilômetros de ferrovias e 7,5 mil de rodovias, nos próximos 30 anos

Governo federal investirá R$ 133 bilhões em infraestrutura Aparelhar o Brasil com um sistema de transportes adequado às suas dimensões. Esta é a finalidade do Programa de Investimentos em Logística (PIL), lançado em agosto pelo governo federal. O programa prevê a aplicação de R$ 133 bilhões, no prazo de até 30 anos, para a realização de obras nas malhas rodoviária e ferroviária brasileiras. “Tendo como base um modelo de investimentos que privilegia a parceria entre os setores público e privado, a iniciativa presume a adoção de contratos de concessão no caso das rodovias e de parcerias público-privadas para as ferrovias”, explica à revista Primeira Página o Ministério dos Transportes. A maior parte do dinheiro, cerca de R$ 79,5 milhões, será investida ainda nos cinco primeiros anos do Programa e os R$ 53,5 milhões restantes devem ser aplicados ao longo dos anos seguintes, num total de 21 concessões previstas. Cerca de R$ 91 bilhões serão destinados à construção e remode26

Primeira Página

lação de 12 trechos de ferrovias, que totalizam 10 mil quilômetros de linhas férreas. Desse montante, R$ 56 bilhões serão gastos nos cinco primeiros anos e R$ 35 bilhões no tempo restante. Para as rodovias, serão destinados R$ 42 bilhões, dedicados à construção e duplicação de nove trechos, num

total de 7,5 mil quilômetros de estradas. Um total de R$ 23,5 bi será aplicado no período inicial de cinco anos e R$ 18,5 bi nos outros 25.

Importância das obras Segundo o Ministério dos Transportes, as obras têm como objetivo ampliar e modernizar a rede de


...vamos criar as bases para o crescimento sustentável do Brasil nos próximos 50 anos

As obras também terão um papel importante na solução de alguns gargalos da logística de transportes da Bahia, em integração com as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Segundo o parecer do Ministério dos Transportes, os pontos mais complicados no estado são os trechos da BR-116 entre Feira de Santana e a divisa BA/MG e os da BR-101 entre Feira de Santana e a divisa BA/SE e entre Feira de Santana e a divisa BA/ES. No modal ferroviário, merece nota a necessidade de melhorias nos dois trechos que se-

Foto: Rodrigo Tagliaro – RODTAG

transportes do Brasil e, ao mesmo tempo, manter tarifas módicas para utilização das rodovias e ferrovias. O Programa também deverá reforçar a capacidade de planejamento do Estado e promover a integração entre os diversos modais de transporte em articulação com as cadeias produtivas do País. A redução de custos logísticos está prevista em até 30%, o que aumentará a eficiência e competitividade da produção nacional. “Ao iniciar um processo contínuo de planejamento e desenvolvimento da infraestrutura logística, vamos criar as bases para o crescimento sustentável do Brasil nos próximos 50 anos”, projeta o Ministério.

Para o economista Virgílio Pacheco, é necessário rigor nas licitações

rão revitalizados no PIL: Salvador-Recife e Belo Horizonte-Salvador. O Ministério ainda ressalta a importância da interligação entre as ferrovias Oeste-Leste e Norte-Sul para a logística no estado. Segundo o economista Virgílio Pacheco, tais obras são fundamentais para o País, uma vez que o grande problema brasileiro é justamente a infraestrutura, com ênfase nos transportes. Para o especialista, a redução dos custos e o aumento da eficiência podem atrair novos investimentos para o Brasil e a Bahia, mas é necessário cautela. “Deve-se tomar cuidado com a lisura durante o processo, sobretudo na forma como serão conduzidas as licitações, no rigor fiscal dos gastos e no acompanhamento dos custos de implantação”, alerta.

Obras na Bahia Procurada pela redação da revista Primeira Página, a assessoria de imprensa do Ministério dos Trans-

portes alegou ainda não ter dados sobre o montante de investimentos destinados a cada estado. Sabe-se, no entanto, que a Bahia receberá obras tanto no modal rodoviário quanto no ferroviário. O governo federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), duplicará dois trechos da BR101 no estado: o que vai da divisa Sergipe/Bahia até Feira de Santana e o que começa em Eunápolis e segue até o entroncamento da BR101 com a BR-418. O Programa de Investimentos em Logística complementará as obras com a duplicação do caminho entre Feira de Santana (entroncamento com a BR-324) e Eunápolis. Será concedido à iniciativa privada o trecho que vai do entroncamento da BR-101 com a BR-324 até o entroncamento entre a BR-101 e a BA-698, em Mucuri. Quanto aos investimentos ferroviários na Bahia, eles abrangem obras de remodelação nas ferrovias Belo Horizonte-Salvador e Salvador-Recife. Primeira Página

27


Para determinar quais serão os concessionários e parceiros do governo federal nas diversas obras do Programa, serão realizados processos de licitação pública. O critério de escolha para as rodovias será a oferta de menor tarifa de pedágio. A empresa selecionada só poderá iniciar a cobrança quando, pelo menos, 10% das obras estiverem concluídas e, segundo o Ministério dos Transportes, trechos de tráfego urbano não poderão ser pedagiados. Entre as obras previstas para os cinco primeiros anos estão duplicações, contornos e travessias.

O novo modelo de parceria acaba com o monopólio das concessionárias de ferrovias Já para as ferrovias, o sistema de contratação será o modelo de parceria público-privada e as empresas parceiras vão ser escolhidas em concorrências púbicas, cujo critério será a menor tarifa. O Ministério dos Transportes informou que o governo contratará a construção, manutenção e operação de todos os trechos, mas a Valec, estatal ferroviária, comprará toda a capacidade de transporte da empresa contratada, que será revendida por meio de oferta pública. “Os compradores poderão ser usuários que queiram transportar

carga própria, operadores ferroviários independentes e concessio28

Primeira Página

Foto: Fotolia

Escolha das empresas

O governo assumirá os riscos de eventuais prejuízos, devido à baixa demanda das ferrovias

nários de transporte ferroviário. Desta forma, o programa assegura o direito de passagem dos trens em todas as malhas”, esclarece o Ministério. O novo modelo de parceria público-privada acaba com o monopólio das concessionárias de ferrovias, o que também abre a possibilidade de usar o modal para transporte de passageiros. Por outro lado, as empresas parceiras serão remuneradas com base na capacidade plena do trecho contratado, ou seja, o governo assume o risco de prejuízos com uma possível baixa demanda em todas as ferrovias.

Prazos de licitação Em se tratando das rodovias, o edital do primeiro lote de contratos tem previsão de lançamento em novembro e dezembro deste ano, para a BR-116 e a BR-040, respectivamente. A licitação dos dois trechos deverá ocorrer em de-

zembro de 2012 e janeiro de 2013, com assinatura dos contratos em março e abril. As demais rodovias totalizam sete lotes, cujo processo deve começar com as audiências públicas em janeiro de 2013, a abertura do edital em março e a licitação no mês seguinte. A assinatura de contrato para todas as obras deverá ser realizada até julho do ano que vem. Já a concorrência pelas ferrovias será dividida em dois grupos. O primeiro abrange seis trechos, num total de 2,6 mil quilômetros, e terá o edital publicado em março e a licitação feita em abril de 2013. Os contratos serão assinados entre maio e julho do mesmo ano. O segundo bloco terá os outros seis trechos e uma extensão de 7,4 mil quilômetros. O edital será publicado em maio e a licitação feita no mês seguinte. A assinatura dos contratos ocorre entre julho e setembro do ano que vem.


Primeira Pรกgina

29


Foto: Divulgação

EMPREENDEDORISMO

Instalações da incubadora da Unifacs

Incubadoras de negócios fomentam empresas inovadoras Imagine um lugar onde seja possível mesclar o dia a dia do mundo dos negócios com a atmosfera e estrutura de pesquisa acadêmica das universidades. Esse local existe: são as incubadoras de empresas. “Nelas, a comunidade acadêmica e os empresários têm a oportunidade de trocar experiências em empreendedorismo e participar de uma atmosfera qualificada, na qual suas ideias são postas em prática e se transformam em projetos maduros”, afirma a reitora da Universidade Salvador (Unifacs), cuja incubadora funciona desde 2007, Márcia Barros.

Segundo o coordenador do projeto na Unifacs, Marcelo Dultra, as incubadoras são ambientes especialmente preparados para apoiar o desenvolvimento de novos empreendimentos. No entanto, para isso, é preciso ir além do fomento à inovação e 30

Primeira Página

também capacitar os candidatos com conhecimentos necessários à gestão de negócios. “O objetivo do nosso trabalho é garantir a autonomia das empresas nascentes em prazos predeterminados”, conta Dultra em entrevista à revista Primeira Página.

Como funciona Para fazer um novo negócio decolar, uma incubadora dispõe de diversas ferramentas que auxiliam no desenvolvimento de projetos e ideias inovadoras. Um dos principais aliados é o acompanhamento constante da empresa incubada


por professores e profissionais experientes em consultoria, empreendedorismo e inovação. Na incubadora da Unifacs, por exemplo, o processo abrange a elaboração do plano de negócios e a orientação, além de reuniões para avaliação de desempenho e feedback. A difusão de conhecimento também se dá com a realização de palestras e workshops voltados para áreas-chave de gestão, promovidos pela incubadora e por parceiros.

O objetivo do nosso trabalho é garantir a autonomia das empresas nascentes em prazos predeterminados

Qualidade, Confiabilidade e Segurança

Para participar Qualquer pessoa ou empresa pode submeter projetos de inovação à incubadora da Unifacs, independentemente de ser ou não aluno da Instituição. Segundo Dultra, o pré-requisito fundamental é que o projeto tenha elevado grau de inovação e forte impacto competitivo. Um exemplo é a Vitae, empresa de soluções em acessibilidade para pessoas com necessidades especiais, dos sócios Daniel Veiga e Bruno Cavalcanti, que venceu a etapa regional do Desafio Brasil. O programa é voltado para o fomento do empreendedorismo e inovação tecnológica no País. “Nosso primeiro produto é um dispositivo para ajudar pessoas com dificuldade de locomoção, que estimula o músculo responsável pelo movimento do pé”, revela Veiga à Primeira Página.

Ensaios Não Destrutivos e Controle da Qualidade Inspeção de Equipamentos conforme Nr13 Inspeção de Dutos Consultoria de Soldagem Gerenciamento de Fiscalização de Obras

Calibração de instrumentos de medição e teste nas grandezas: Dimensional, Pressão, Força, Massa, Elétrica, Temperatura e Umidade

Foto: Divulgação

Outro ponto que atrai as empresas é a expertise em captação de recursos, seja pela participação em editais e chamadas públicas para empreendimentos inovadores, seja pela prospecção de investidores privados. “De posse dessas ferramentas, nosso propósito é

capacitar com rapidez o empreendimento e o empreendedor, para atuarem competitivamente no mercado em um prazo estimado de 24 meses”, explica o coordenador da incubadora da Unifacs.

www.koende.com.br diretoria@koende.com.br Sede: R. Miguel Valfredo Qd. 13 Lt. 188/189 42700-000 Lauro de Freitas BA

Tel.: (71) 3082-9298

Reitora da Unifacs, Márcia Barros

Cel.: (71) 8122-1423 | 8122-1410 Unidade Rio de Janeiro: Rua São Pedro 154 Sala 508 Centro 024020-052 Niterói RJ Tel.: (21) 2621-7069 (21) 7848-2745 | ID 81*36388 Unidade Recife: (81)3203-9392

Primeira Página

31


Foto: Fotolia

GESTÃO DE PESSOAS

Meu amigo virou meu chefe. E agora? Imagine que de uma hora para outra aquele seu amigo, a quem você confidenciava todos os seus problemas, tanto pessoais quanto do trabalho, vira seu chefe. A situação pode parecer estranha, mas é muito comum no mercado profissional. Na opinião da especialista em gestão de pessoas Trícia Rocha, a situação pode ser positiva para ambos os lados, desde que tanto o novo chefe quanto o empregado tomem certos cuidados no ambiente de trabalho

Uma das vantagens, certamente, é a facilidade de comunicação entre os dois profissionais, devido à amizade. “Tanto o líder quanto o colaborador tendem a se sentir melhor para 32

Primeira Página

dar feedbacks mais assertivos. Assim, além de resolverem os problemas da empresa com mais facilidade, eles têm a possibilidade de crescer juntos como profissionais”, argumenta.

O lado ruim Apesar dos benefícios, o surgimento de uma relação profissional hierárquica também pode gerar desconfortos para as duas partes. Um exemplo é quando dois ami-


Já para o chefe, apesar de ter sido brindado com uma promoção e todos os benefícios que isso acarreta, nem tudo são flores. A posição de liderança recém-conquistada gera um distanciamento natural daqueles que outrora eram colegas de trabalho e confidentes. Mesmo não abalando os sentimentos de afeto e carinho, a situação pode causar incômodo.

que passaram a ser também meus subordinados. Além disso, eu não podia mais dividir certas coisas com eles, como fazíamos antes.

cia e me tornei amiga delas. Anos depois, já em outra empresa, fui promovida a diretora de criação e chamei alguns desses amigos para trabalhar comigo”, relembra. “Em algumas ocasiões, quando precisei adotar uma postura mais firme de cobrança, senti o estranhamento desses meus amigos, já

Ser líder é uma posição solitária”, reflete a publicitária.

O líder deve se manter imparcial ou corre o risco de perder credibilidade com sua equipe Precauções necessárias Para evitar que tanto a amizade quanto o relacionamento profissional “azedem”, é imprescindível tomar alguns cuidados no ambiente de trabalho. O maior deles é evitar favorecimentos devido ao relacionamento fora da empresa. “O empregado não deve achar que terá mais chances, informações privilegiadas ou qualquer outro tipo de privilégio, por ser amigo

Para Lívia Diamantino a liderança é uma posição solitária

Foto: Rodrigo Tagliaro – RODTAG

Quem sentiu na pele esse tipo de situação foi a publicitária Lívia Diamantino, que já passou pelos dois lados da moeda. “No início de minha carreira, fui estagiária de algumas pessoas em uma agên-

Foto: Rodrigo Tagliaro – RODTAG

gos trabalham em uma companhia e almejam o mesmo cargo, mas apenas um deles é promovido, tornando-se chefe do outro. “Quando não há maturidade profissional, a pessoa pode ficar com inveja do amigo e se sentir preterida, injustiçada. É preciso entender e aceitar que a ascensão se fundamenta em critérios de avaliação, baseados em meritocracia, por isso, é importante tentar ser um parceiro de seu novo chefe”, aconselha a especialista.

do chefe. O líder, por sua vez, deve manter a imparcialidade ou

Especialista em gestão de pessoas, Trícia Rocha

corre o risco de perder credibilidade com sua equipe”, alerta Rocha. Durante sua experiência como chefe de alguns amigos em uma agência de publicidade, Diamantino conta que fez uso de dois conselhos de seu pai para encarar a situação de forma saudável: “nunca contrate alguém que você não possa demitir, para não virar refém desta pessoa” e “não se queixe da companhia aos seus subordinados ou você e a empresa perderão credibilidade”, revela. Saber separar os momentos profissionais e pessoais também é fundamental. Segundo a especialista em gestão de pessoas, a amizade no ambiente de trabalho é saudável, mas “deve-se evitar trazer assuntos da empresa para os momentos de relaxamento e diversão, para não gerar desgastes no relacionamento”. Primeira Página

33


Foto: Fotolia

TELECOMUNICAÇÕES

Operadoras punidas terão de investir um total de R$ 20 bilhões até 2014

Sanções da Anatel motivam investimentos em telefonia móvel na Bahia A “prensa” dada pela Anatel nas operadoras de telefonia móvel Claro, Tim e Oi ainda não pôde ter seus efeitos mensurados na prática, mas já aponta para mudanças em longo prazo. Após ter suas vendas temporariamente proibidas pela Agência, as três companhias foram obrigadas a apresentar planos de investimento nos quais se comprometiam a gastar (juntas) R$ 20 bilhões até 2014. “Os planos devem cumprir um cronograma para os próximos dois anos, com ações específicas de melhoria da rede e do atendimento em cada estado da federação”, afirma a Anatel à Primeira Página. 34

Primeira Página


ção vem a Claro, que gastará R$ 6,3 bilhões no mesmo período, seguida pela Oi, que investirá R$ 5,5 bilhões só em suas redes móveis. Apesar de não ter sido punida em nenhum estado, a operadora Vivo também foi convocada pela Anatel para apresentar um plano de melhorias e se comprometeu a gastar um total de R$ 7,2 bilhões

linhas, segundo os dados de agosto de 2012 da Anatel, a Claro não revelou o montante a ser investido em cada estado, mas adianta quais as suas prioridades para a Bahia. “O estado é um mercado estratégico para nós, onde temos uma base de mais de 4,8 milhões de clientes e teremos um grande aporte de investimentos destinados à oferta da rede 4G para a cidade de Salvador”, destaca o diretor regional da companhia para a Bahia e Sergipe, Dax Aniceto, em entrevista à Primeira Página.

até 2014.

Investimentos na Bahia No ranking mais recente de reclamações divulgado pela Anatel, que abrangeu o período de janeiro de 2011 a junho de 2012, a TIM apresentou o pior desempenho na Bahia, recebendo 36,82% das queixas apontadas pelo consumidor. A Oi veio logo atrás, com 35,04%, seguida pela Claro, com 21,55%. A companhia menos “alvejada” foi a Vivo, embora tenha recebido 15,45% das reclamações. A Bahia ocupa hoje a quarta posição em telefonia móvel no Brasil, com quase 17 milhões de linhas telefônicas e 6,57% de participação no mercado nacional, atrás apenas de São Paulo (24,59%), Minas Gerais (9,64%) e Rio de Janeiro (8,84%). Frente a esse panorama, as operadoras também têm planos para melhorar os serviços prestados no estado.

Os planos devem cumprir um cronograma com ações de melhoria da rede e do atendimento em cada estado De acordo com o plano entregue à Anatel, o compromisso da operadora com a Bahia é aumentar sua taxa de chamadas originais completadas. Passará dos 95% atuais para 96% em janeiro de 2013 e 96,5% em janeiro de 2014. A taxa de resposta ao usuário deve aumentar de 98% para 98,5% em 2013. Já as taxas de reclamação por queda de ligação deverão cair de 1% para quase 0,5% no segundo semestre de 2013. A companhia também pretende aumentar o índice de resposta a pedidos de informação, de 96% para 98%, até abril de 2013.

cação com 22,61% de marketshare na Bahia e 3,8 milhões de linhas, teve suas vendas suspensas no estado por apresentar o pior desempenho na avaliação da Anatel. A empresa destacou os esforços feitos desde 2011. “No ano passado, aumentamos nossa planta baiana em 40% e investimos R$ 80 milhões no estado. O objetivo é seguir com os investimentos em infraestrutura. Nosso plano de ampliação de rede prevê para a Bahia, até 2014, um montante de aproximadamente R$ 250 milhões”, afirma o diretor de Vendas Consumer da TIM no Nordeste, Eduardo Valdés. A companhia também se comprometeu a melhorar os seus índices na Bahia, ainda em 2012. O percentual de chamadas originais completadas deverá subir de 64%, na média de maio e junho, para 73% até o fim do ano. A taxa de respostas ao usuário aumentará

Foto: Divulgação

Das três companhias, a TIM foi a que se comprometeu a fazer o maior investimento, com o montante de R$ 8,2 bilhões para o triênio 2012-2014. Na segunda posi-

Claro Dona da maior fatia do mercado baiano, com 28,36% do total de

TIM A TIM, que detém a terceira colo-

Diretor regional da Claro para Bahia e Sergipe, Dax Aniceto

Primeira Página

35


Foto: Divulgação

de 43% para 64%. Quanto às quedas de ligação, a meta é zerar o índice de reclamações. As respostas a pedidos de informação, por sua vez, devem aumentar de 92% para 94%, na média do segundo semestre.

Oi

Foto: Divulgação

A Oi, quarta colocada no mercado baiano de telefonia móvel, com 3,77 milhões de linhas e 22,29% de mercado, afirma que pretende investir R$ 456 milhões no estado em 2012, 16% a mais do que no ano anterior e mais do que o triplo de 2010. Segundo a operadora, o montante será concentrado principalmente em mobilidade, banda larga e ultra banda larga de internet. Estão previstas ainda ampliações de rede e instalação de mais sites de telefonia móvel (2G e 3G), para expandir a cobertura e oferta de serviços da companhia no estado.

Diretor de Vendas Consumer da TIM no Nordeste, Eduardo Valdés

As metas da empresa quantos aos indicadores de qualidade na Bahia também foram expostas no plano de melhorias. Para o percentual de reclamações por queda de chamadas, a meta é se manter até 2014 sempre abaixo dos 2%. Os demais critérios apresentados pela companhia seguem a nova regulamentação da agência, que leva em consideração o uso de aparelhos móveis para acesso à internet. A meta da operadora é manter índices estáveis nos próximos anos, tanto na taxa de conexão de dados (acima de 98%) quanto de queda de conexão (abaixo de 5%).

Vivo

Diretor territorial da Vivo para Bahia e Sergipe, Marcelo Tanner

36

Primeira Página

Única companhia atuante na Bahia que não foi punida pela Anatel, a Vivo alegou não divulgar dados regionais de investimentos. A operadora é a segunda maior na Bahia, com 4,5 milhões de linhas móveis e 26,74% de marketshare. Segundo o diretor territorial da empresa para Bahia e Sergipe, Marcelo Tanner, os investimentos abrangerão infra-

estrutura, comércio e sistemas e relacionamento. “As ações previstas darão sequência a uma série de iniciativas que já estavam em andamento, como a ampliação da tecnologia 3G para cerca de 3 mil municípios, oferta da tecnologia 3G Plus e melhorias no sistema de atenção ao cliente”, disse à Primeira Página. A Vivo também apresentou seu plano de metas de acordo com os novos indicadores de qualidade da Anatel. A companhia visa manter sua taxa de reclamações por queda de ligação abaixo dos 2%. Este índice ficou entre 0,5% e 0,7% em junho de 2012. A taxa de conexão de dados tem como meta os 98% (em junho a operadora manteve um desempenho ainda mais alto, de 99,6%), enquanto que o índice de queda de conexão tem a meta de se manter abaixo dos 5% (foi de apenas 0,1% em junho). A empresa também se manteve dentro da média no total de reclamações, com 0,8%, quando a meta era de 1%.


GRÁFICOS:

Entenda o caso

O mercado da Telefonia Móvel na Bahia

22.29% 28.36% 22.61% 26.74%

Claro Vivo Tim Oi

Ranking de Reclamações Jan 2011 a Jun 2012 15.45% 36.82% 21.55% 35.04%

Tim Oi Claro Vivo

No mês de julho, o mercado consumidor brasileiro presenciou um fato sem precedentes: a Anatel suspendeu as vendas de novas linhas das operadoras de telefonia móvel Tim, Claro e Oi, ao mesmo tempo. Uma medida semelhante só havia sido tomada de forma isolada, no ano passado, contra a Telefônica. “O que se buscou foi que as companhias iniciassem um processo de melhora rápida e perceptível da qualidade, a fim de acompanhar o crescimento da demanda do País e, principalmente, de sua base de usuários”, afirma a Agência.

A punição exemplar foi fruto de uma avaliação dos serviços das três operadoras nos meses anteriores e teve como principais motivos as crescentes reclamações referentes à qualidade de rede, especialmente a interrupção de serviço e as quedas de chamadas. A Anatel decidiu suspender as vendas de uma operadora por estado – aquela que tivesse o pior desempenho na avaliação. A TIM teve suas vendas suspensas em 18 estados (incluindo a Bahia) e no Distrito Federal, a Oi foi punida em cinco estados e a Claro, em três.

Primeira Página

37


RECURSOS HUMANOS

Endomarketing: cativando o público interno A expressão “endomarketing” vem se tornando cada vez mais comum no mercado e até já virou jargão para profissionais de áreas como administração, recursos humanos e marketing. O uso do termo, no entanto, frequentemente esbarra em alguns mal-entendidos. “Muitos acham que tudo se resume a promover os produtos da empresa para o público interno, mas o processo é mais amplo. O foco real é engajar os empregados nos objetivos organizacionais, e para isso é necessário estar atento e atender também às demandas pessoais de cada um”, afirma a professora nas áreas de gestão, comunicação empresa-

rial e marketing, Carolina Spinola. Para promover o envolvimento de toda a equipe, a empresa pode dispor de inúmeras ferramentas de comunicação interna, como rádio, mural, jornal institucional, campanhas e técnicas de propaganda. As reuniões constantes e a comunicação interpessoal também são aspectos fundamentais. “O mais importante, porém, é atentar para o conteúdo da mensagem transmitida aos colaboradores nessas campanhas e mobilizações, que é até mais importante do que o veículo utilizado”, ressalta Spinola à revista Primeira Página. Com a concorrência acirrada, é

imprescindível manter um bom clima organizacional, para conseguir conquistar e reter talentos. A motivação dos empregados deve ser trabalhada no dia a dia e não apenas em campanhas pontuais ou na época de lançamento de produtos. “Os profissionais cada vez mais buscam algo novo e não querem ficar para o resto da vida na mesma empresa. Para driblar isso e o assédio da concorrência é preciso valorizar cada funcionário como indivíduo e gerar um clima de pertencimento. Ele deve acreditar na missão da empresa e não simplesmente trabalhar por um salário”, explica a especialista.

Ocasiões especiais Por outro lado, se a manutenção do engajamento for um processo diário na empresa, as ações pontuais passam a ter um papel mais relevante e positivo: dar uma motivação extra e mudar a rotina do colaborador. Um exemplo são as ações ligadas ao reconhecimento dos empregados em ocasiões especiais, como datas comemorativas e, especialmente,

38

Primeira Página

aniversários. “O aniversário é a data mais importante para uma pessoa, pois é só dela. Quando a empresa se lembra, está mostrando que se importa de verdade com ela”, opina a proprietária da loja Pensando em Você Presentes, Lúcia Schetinger. Nessas ocasiões, presentear pode ser uma maneira eficiente de demonstrar o apreço da em-

presa por seu funcionário. Mas Schetinger observa que é fundamental que a lembrança faça a pessoa se sentir única. “É importante que o presente seja algo personalizado, do contrário, a homenagem poderá soar como uma coisa feita apenas por obrigação e sem a verdadeira intenção de prestigiar o empregado”, alerta.


Primeira Pรกgina

39


Foto: Divulgação

MERCADO AUTOMOTIVO

Gerente de infraestrutura da Produman, Victor Guimarães

Produman renova sua frota de caminhões Volvo De olho no atual momento de aquecimento das obras de infraestrutura no País, a Produman decidiu ampliar sua frota de caminhões Volvo. Segundo o gerente de infraestrutura da companhia, Victor Guimarães, a aquisição vem suprir uma demanda crescente. “Entramos no ramo de infraestrutura em 2008 e desde então trabalhamos na construção, restauração e conservação de rodovias e também no setor aeroportuário. Desde então, totalizamos mais de 500 quilômetros de obras em estradas, o que explica a necessidade de adquirir mais caminhões para manter este ritmo”, comemora o gerente da Produman. 40

Primeira Página

Como a confiabilidade do produto é essencial quando se trata das relações entre cliente e fornecedor, a empresa decidiu optar por uma velha parceira no momento da compra: a Gotemburgo Veículos. Com isso, a Produman manteve a padronização de sua frota, uma vez que já possuía 15 veículos Volvo. “Nós ampliamos nossa frota com mais dez caminhões VM-210, escolha que se deveu a diversos fatores: desde o preço e prazo de entrega até a credibilidade da marca e o atendimento da Gotemburgo”, explica Guimarães. Além de trabalhar no segmento de infraestrutura, a Produman tam-

bém atua nacionalmente nos mercados da construção civil, gestão de empreendimentos, montagem industrial, manutenção e parada em indústrias e outros mais. Entre os contratos da companhia para a construção de rodovias estão a BR330 (Jequié – Pé da Serra), com a construção de 69 quilômetros, e as BA-262 e BA-263 (Brumado – Vitória da Conquista – Itambé), que contemplam um trecho de 180 quilômetros. Todas as obras incluem terraplanagem, drenagem, regularização do subleito base e revestimento asfáltico. Somados, os valores dos contratos das três rodovias totalizam um montante de R$ 81 milhões.


Economize energia Powerboss, a última palavra em economia de energia elétrica.

Distribuidor para o estado da Bahia.

de forma surpreendente em sua rede elétrica.

Os filtros Powerboss proporcionam economia de energia além de proteger a rede elétrica contra acidentes provocados por interferências, raios, etc., possibilitando aumento da vida útil de aparelhos ligados à rede e economia na manutenção. Economize até 20% em sua conta de energia elétrica utilizando os filtros Powerboss. Solicite um orçamento sem compromisso.

Rua Mato Grosso nº 50, Ed. Di Delly Center, 2º andar, Sala 204, Pituba, Salvador – Bahia - Tels.: (71) 3240-6876 (71) 3232-7916 / (71) 9681-8777 www.powerbossdobrasil.com.br – bahia@powerbossdobrasil.com.br

A HNG é uma empresa de tradição e confiança com mais de 20 anos no mercado. Prestação de serviços hidráulicos e pneumáticos. SERVIÇOS HIDRÁULICOS LTDA.

• Recondicionamento e Fornecimento de Produtos Hidráulicos • Reforma de Componentes e Cilindros • Tratamento de Superfície ( Metalização – Cromo Duro)

• Usinagem • Mandrilamento • Furadeiras Especiais

Estrada do Coco, Km 11, Lt. 11, Vila de Abrantes, Camaçari/BA | www.hng.com.br | comercial2@hng.com.br | ( 71) 3505-9727

Primeira Página

41


Foto: Nilton Souza / imagemcerta.net

TURISMO I

Grupo hoteleiro espanhol investirá R$ 705 mi no Litoral Norte O Litoral Norte baiano ganhará mais um megaempreendimento turístico, que promete um grande impacto socioeconômico na região próxima ao município de Jandaíra, a 174 quilômetros de Salvador. O grupo espanhol Invisa Internacional Hotéis assinou em agosto deste ano um protocolo de intenções com o Governo da Bahia para a construção do Complexo Hoteleiro e Residencial Costa Azul Golf Resort. “Este é um empreendimento ímpar, muito mais que um hotel ou a ampliação de um parque hoteleiro. Trata-se, na verdade, de uma cidade turística em Jandaíra”, comenta o secretário estadual de Turismo, Domingos Leonelli. A impressão se traduz em números: o complexo ocupará uma área de 9 milhões de metros quadrados e receberá investimentos da ordem de R$ 750 milhões. Serão construídos cinco hotéis de diferentes bandeiras, com um número estimado de 2.251 leitos, sendo que o primeiro deles deve ser 42

Primeira Página

inaugurado no prazo de três anos. Também vão ser erguidos cinco residenciais com 272 unidades de dois andares e luxos como campo de golfe, heliponto, clube hípico e shopping center. “Além da estrutura, nosso diferencial é a ousadia e o desafio de criar um novo destino turístico, com respeito à cultura

local e ao meio ambiente”, explica o coordenador do projeto, César Barretto, à Primeira Página.

Planejamento socioambiental O empreendimento deverá empregar entre mil e 2 mil pessoas durante as obras, que se estenderão pelos próximos 15 a 20 anos.


Quando estiver em plena operação, o complexo deverá gerar até 6 mil empregos diretos e 18 mil indiretos. Como se trata de uma obra de longo prazo, os investimentos em pessoas vislumbram o futuro. “Há dois anos e meio começamos a oferecer cursos profissionalizantes, com o objetivo de mudar a vida da população nos municípios do entorno e não somente capacitar mão de obra para o complexo”, esclarece o coordenador.

Foto: Rodrigo Tagliaro – RODTAG

A integração entre a comunidade local e os hóspedes do complexo também está na pauta do projeto. Será construída uma vila planejada para as pessoas que trabalharão nos cinco hotéis, e que terá também toda uma estrutura de serviços e comércio, de maneira que se torne um ponto de visitação atraente para os turistas. “A vila será integrada ao complexo e sua arquitetura terá a cara do nosso estado. A intenção é fazer com que o visitante saia do hotel, consuma produtos e serviços da população local e conheça de

Para César Barretto, o grande desafio é criar um novo destino turístico

verdade a Bahia e os baianos”, explica Barretto. Do ponto de vista ambiental, o complexo no Litoral Norte também promete ser diferenciado, com estimativa de preservação de 90% de sua área total, tanto na região dos hotéis quanto da vila. A proposta é fazer o empreendimento de forma integrada à vegetação nativa da região, com aproveitamento eficaz do uso do solo e reuso da água.

De Ibiza para o Brasil O Costa Azul Golf Resort será o primeiro empreendimento da Invisa Internacional Hotéis fora da Espanha. Outras localidades foram prospectadas, como o México e a República Dominicana, mas o franco crescimento da economia brasileira, entre outros fatores, foi decisivo para ganhar o investimento do grupo ibérico. “Notamos também que esses outros destinos na América Latina já são bastante trabalhados, enquanto que no Brasil ainda há muito a ser explorado a médio e longo prazos”, explica o diretor de expansão da rede, Secundino Váquez Borrajo, à Primeira Página. Segundo Borrajo, a experiência da Invisa em terras brasileiras lembra o início da empresa em Ibiza, há cerca de 50 anos. “Quando o grupo se implantou lá, Ibiza era uma localidade pobre, longe de ser o destino turístico que é hoje. Da mesma forma, nosso objetivo é mudar a realidade socioeconômica da região no entorno deste novo empreendimento baiano”, conta. Primeira Página

43


Foto: Divulgação

TURISMO II

Arena Sauípe põe a Bahia na rota dos grandes eventos Um investimento de R$ 13,7 milhões no complexo Hoteleiro Costa do Sauípe promete colocar a Bahia na rota dos grandes eventos internacionais que chegarão ao Brasil nos próximos anos. Trata-se da construção da Arena Sauípe, espaço multiuso com capacidade para receber até 6 mil pessoas. O valor total será investido pela acionista do complexo, a Previ (Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil). Estima-se que as obras – com geração de cerca de 700 empregos diretos e indiretos – comecem ainda no segundo semestre deste ano e estejam concluídas em meados de 2013. O local receberá o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014. 44

Primeira Página


A Fifa prevê que o evento tenha uma audiência de 2 bilhões de telespectadores. “Os olhares de todo o mundo estarão voltados para nós, o que significará uma grande oportunidade para divulgar mais ainda nossas belezas naturais, além da estrutura e capacidade operacional do complexo. Para uma bandeira 100% brasileira como a nossa, trata-se de uma importante validação”, afirma Martini à Primeira Página.

Projeto versátil O destaque do local será o salão principal, com 2.400 metros quadrados e capacidade para 3,5 mil pessoas sentadas, com montagem em formato de auditório, ou para 6 mil pessoas em pé, durante shows. O ambiente também pode ser modulável em três salas de 800 metros quadrados. Além disso, a arena contará com um foyer de 1.100 metros quadrados, onde poderão ser realizadas feiras, exposições e coquetéis, uma cozinha equipada, bar, camarins, business center e depósito.

O projeto ainda prevê a climatização de todos os espaços, isolamento acústico entre os ambientes e a disponibilização de internet Wi-Fi em toda a arena. A sustentabilidade também tem sido levada em consideração, com o uso de material menos agressivo ao meio ambiente, como telhas sem amianto, tintas atóxicas, iluminação com LED e aproveitamento da iluminação natural.

Foto: Divulgação

“Este é mais um legado da Copa que vai fortalecer a cadeia produtiva do turismo no Litoral Norte e incorporar um equipamento que servirá de apoio à própria capital”, afirma o secretário estadual para Assuntos da Copa, Ney Campello. Para o diretor-presidente do Costa do Sauípe, Guilherme Martini, o sorteio coloca o complexo em uma posição privilegiada e contribui para dar visibilidade mundial ao Litoral Norte baiano.

Ampliando horizontes Com a construção da Arena Sauípe, o complexo hoteleiro pretende atingir um nicho ainda pouco explorado pela companhia, o de eventos corporativos. Segundo Martini, o empreendimento coloca a Costa do Sauípe na rota dos grandes eventos que demandam área de exposição para patrocinadores e participantes. “Teremos capacidade de receber de forma muito mais confortável eventos com público acima de 1.000 pessoas. Com este esforço, somado às demais melhorias realizadas no complexo, poderemos ter um crescimento de mais de 50% no segmento”, projeta. Para conseguir essa ampliação, o Costa do Sauípe aposta em um diferencial: seu potencial de suprir a carência de Salvador com relação a espaços para grandes eventos, unindo a estrutura da Arena Sauípe à grande capacidade de hospedagem do complexo. “A Arena oferecerá aos potenciais clientes uma opção que alia infraestrutura e hospedagem de alto padrão no mesmo local”, explica.

Diretor-presidente do Costa do Sauípe, Guilherme Martini

Mais franceses na Bahia O Complexo Hoteleiro Costa do Sauípe e o Hotel Catussaba participaram, em setembro, da Feira de Turismo Top Resa, em Paris (França). Representantes dos dois empreendimentos voltaram para a Bahia com boas perspectivas para seus negócios. Um acordo entre a Bahiatursa, a operadora francesa Heliades e a empresa de receptivo Latitude 30oC vai permitir a chegada de 2,3 mil franceses a mais na Bahia, durante os meses de novembro deste ano e maio de 2013. Isto representa um incremento de 5% no número de visitantes do país europeu. O diretor da Latitude 30oC, Georges Pouzada, informou que a operação se dará através da aquisição de 80 assentos semanais nos voos da Air Europa e da TAP.

Primeira Página

45


Clínica Cardiológica

• Clínica especializada em Cardiologia • Consultas e exames: Eletrocardiograma digital Teste ergométrico (bicicleta e esteira) - Ecocardiograma com Doppler colorido - MAPA e Holter digital 24h • Atendemos todos os convênios e particular • Atendimento diário e personalizado • Check Up Clínico, Cardiológico e Laboratorial

www.checkcardio.com.br

Dr. Simão Fiterman | Dra. Silvana Felix

Marcação: (71) 3379-4629 (Vilas) • (71)3285-0259 (Itapuã) e pelo SITE

ESPECIALISTAS: SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA

Vilas do Atlântico - Av. Luiz Tarquínio Pontes, 2580, Vilas Trade Center Odontomédico, Bloco B, Salas 2 a 5 - Tel.: (71) 3379-4628 / 8878-6152 Itapuã - Av. Dorival Caymmi, 14154, Centro Médico Dr. Joaquim Pereira, 1º Andar, Sala 105 e 106 - Tel.: (71) 3285-0259 / 8744-0259

checkcardio@gmail.com

Mão-de-obra Efetiva e Temporária

designconceito .com.br

“Seres humanos capacitados Resultados superiores”

46

Primeira Página

Recrutamento e Seleção Conservação e Limpeza Patrimonial Administração de Pessoal

Avaliação Psicológica Logística, Carga e Descarga RHOutsource

[71] 3379.0231 | 3289.3288 www.potencialize.com.br comercial@potencialize.com.br Rua André L. R da Fonte, s/n, Qd. 09, Lt 24, Ed. Empresarial Atlântico, sl. 405, Pitangueiras, Lauro de Freitas - Bahia | 42.700-000


SAÚDE

Idosos são cada vez mais ativos na sociedade No dia 1º de outubro é comemorada uma data de grande importância para toda a sociedade: o Dia Internacional do Idoso. E não é à toa que a terceira idade passou a ser chamada também de “melhor idade”, já que os idosos vêm exercendo um papel cada vez mais ativo nas diversas esferas sociais. “Os avanços na medicina preventiva, no tratamento de doenças crônicas não transmissíveis e o maior acesso à informação contribuíram para aumentar a longevidade e a qualidade de vida da população, especialmente no caso dos idosos”, explica a geriatra Christiane Machado, que faz parte da diretoria baiana da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

mais tarde”, justifica a médica Christiane Machado, que leciona geriatria na UFBA. Um dos principais cuidados a ser adotado pelo idoso é a alimentação balanceada associada à prática regular de exercícios físicos, combinação ideal para combater males como a obesidade e a sarcopenia, perda de massa muscular decorrente do envelhecimento.

Para complementar, é fundamental se manter ativo e motivado diariamente, sobretudo do ponto de vista social. “O idoso deve ter sempre uma razão para se levantar da cama todos os dias e não pensar que o envelhecimento é sinônimo de incapacidade. Ter uma vida social movimentada contribui de forma importante para a manutenção da qualidade de vida”, aconselha a especialista.

Apesar dos recentes progressos, tanto na medicina quanto em direitos dos idosos, a principal receita para envelhecer bem ainda é a mesma: manter hábitos saudáveis durante toda a vida. A recomendação da especialista é se cuidar bastante e continuamente para conquistar o envelhecimento planejado. “É importante manter um estilo de vida saudável desde a juventude e tomar sempre cuidados preventivos, pois o que fazemos com nosso corpo quando jovens deixa marcas que serão sentidas Primeira Página

47


Foto: Rodrigo Tagliaro – RODTAG

ARTIGO | PALAVRA DO PRESIDENTE

Palavra de Comandante Um dos meus líderes preferidos da história humana é o General Patton, Comandante do Exército Americano na Segunda Guerra Mundial. “Nunca diga às pessoas como fazer as coisas. Diga-lhes o que fazer e elas o surpreenderão com sua inventividade”. Esta era uma de suas frases preferidas. As pessoas normalmente odeiam que lhes digam exatamente o que fazer. Esta centralização ostensiva do comando é a ruína de qualquer pessoa. Se você é um profissional competente, nada é mais humilhante do que alguém determinando e examinando o seu trabalho nos mínimos detalhes. Ricardo Galvão CEO da TOTVS Bahia

Não só irritante, mas também ineficiente. Além de fazer as pessoas se sentirem menos importantes, prejudica a sua eficácia. Quando algo muda no processo, o microgerenciamento fracassa.

entender o objetivo da missão e o propósito por trás das suas ações, mais ele será capaz de reagir quando a situação no campo de batalha mudar.

Se um CEO insistir nesse tipo de comportamento, ficará sobrecarregado. Temos que atentar para o fato de que todos os seres humanos são escaláveis. Particularmente, tenho uma máxima de “contratar cérebros melhores que o meu para cada atividade de minha empresa”.

Deixe o “soldado” agir, então, de forma livre, utilizando o seu conhecimento da meta e as novas informações para atuar da maneira que melhor sustente a intenção original. Assim, custos improdutivos de comunicação são reduzidos e a missão tende a ser cumprida.

O “Comando Patton” constituía num método melhor de delegar tarefas. Ou seja, sempre que atribuir uma missão para alguém, diga por que ela deve ser feita. Quanto mais o seu “soldado”

Quando você comunica a intenção por trás de seus planos, permite que as pessoas com as quais trabalha reajam com inteligência às mudanças, logo que elas ocorrem.

48

Primeira Página


Serviços de usinagem especializada em geral:

Torno, Freza, Plaina, Mandriladora, Furadeira Radial, Fabricação em série com Centro de Usinagem e Centro de Torneamento CNC, Serviços de Solda, Recuperações, Projetos, Manutenção Industrial e Caldeiraria Leve

Tel.: (71) 2109-3550 / 3561 / 3563 / 3556 Fax: (71) 2109-3552 / 3560 Cel.: (71) 9133-9861 / 9123-5452 / 9184-3855 / 9205-9279

TECNOLOGIA IND. COM. E SERVIÇOS DE USINAGEM LTDA.

Via Penetração “C”, 203, Cia, Simões Filho, Bahia Site: www.apevis.com.br

E-mail: comercial@apevis.com.br

Fabricante de porta corta fogo - atendemos todo o Brasil Produtos certificados pela ABNT, de acordo com a NBR 11742 e NBR 11711 Consulte nossos preços e serviços: barra antipânico, mola aérea, trinco ou fechaduras, dobradiças Portas P90, P60, P120 e porta industrial de correr e eixo vertical

Portas corta fogo revestidas em laminados

Portas corta fogo Costumizadas

Um novo conceito em porta corta fogo

Portas corta fogo simples e dupla

Porta Industrial

Tel: (11)3058-4300 | comercial@authenticpcf.com.br | www.authenticpcf.com.br

Tel: (71) 3207-4480 / Fax : (71) 3314-6046 www.comandosgeradores.com.br contato@comandosgeradores.com.br Rua Voluntários da Pátria s/n - Lobato (ao lado do posto BR) - Cep: 40.470-390 - Salvador - Bahia Primeira Página

49


ARTIGO | JURÍDICO

O acesso ao crédito, aliado a uma oferta crescente de imóveis com projetos atrativos, tem levado milhares de brasileiros a adquirir imóveis. O resultado é a “explosão” imobiliária dos últimos anos. Para formalizar tais relações comerciais, um dos instrumentos jurídicos utilizados é o contrato de adesão, por meio do qual se adquire o chamado imóvel “na planta”. O atraso na entrega desses imóveis tem sido crescente, pois muitas construtoras não têm cumprido os prazos estipulados nos contratos. Em casos assim, a lei garante direitos que devem ser exigidos, já que contratos abusivos poderão ser reformulados por um juiz, a quem cabe definir a alteração das cláusulas, salvo em caso de acordo amigável. Cada vez mais, os tribunais vêm decidindo a favor do consumidor, determinando, além do ressarcimento de despesas (como o aluguel de outro imóvel), a aplicação de dano moral. Entretanto, a maior polêmica gira em torno das famosas “cláusulas de tolerância” e sua legalidade. Analisemos: à construtora é concedida uma tolerância que prorroga o prazo inicial por mais 90, 120, 180 e até 270 dias, sem a incidência de penalidades. O comprador, por outro lado, possui datas predeterminadas para pagamento das parcelas do imóvel, sob pena de sanções con50

Primeira Página

Foto: Rodrigo Tagliaro – RODTAG

Os contratos imobiliários e as “cláusulas de tolerância”

Sabrina M. Batista e Ilana Martins Sabrina Batista é advogada, especialista em Direito Tributário Ilana Martins é bacharelanda em Direito

tratuais como multa, juros e até a rescisão do contrato, com perda de parte do que tenha sido pago. Não nos parece justo... Se é conferido às construtoras o direito de atrasar a entrega do imóvel, não deveria o comprador ter um prazo de tolerância para o adimplemento de suas obrigações? Se este direito não existe, não há equilíbrio entre as partes na relação, configurando cláusula abusiva ao direito do comprador, passível de nulidade. Também por isso, o número de ações contra as construtoras tem aumentado. A indenização fixada pela Justiça gira em torno de 0,5 a 1% do valor de mercado do imóvel multiplicado pelos meses de atraso na entrega, sem prejuízo de dano moral. O prazo para propor a ação é de até cinco anos.


Ind. e Com. de Equipamentos Ltda. TORNO CNC, CENTRO DE USINAGEM, USINAGEM PESADA. USINAGEM DE CAMPO EM: Flanges, mancais, colos de rolamentos, eixos, roscas interna/externa e equipamentos industrias. CALDEIRARIA, ESTRUTURAS E SOLDAS- Nossa Ponte Rolante Tem Capacidade Para 6 ton. OUTROS SERVIÇOS SOB CONSULTA

Tornicamp

Sistemas de Usinagem de Campo

www.machine-ind.com | machine@machine-ind.com tornicampo.machine@ibest.com.br | Fone: (71) 3621-2233 | 9157-9630 Av. Rio Bandeira, 54 - Gravatá - Camaçari - BA - Cep: 42.807-171

ALBERMAN Representações e Comércio Ltda.

Válvulas em Geral Manuais e Automatizadas, Grades de Piso, Suportes para Tubulação, Caldeiraria em geral, conexões, manifolds e tubbings, EMEDs e muito mais.

Fone: (71) 3351-4318 | Fax: (71) 3358-8679 alberman@terra.com.br

vanasa IVC

Rua Methódio Coelho, nº91, Edf. Prado Empresarial, Sala 303, Pq. Bela Vista - Salvador - Bahia

A Everest vem atuando no mercado de materiais elétricos, acumulando 20 anos de experiência no segmento industrial. Atendimento personalizado com alta eficiencia e qualidade.

EVEREST

Materiais de Instalação • Sistemas de medição • Motores Elétricos Sistemas de Proteção • Cabeamento Estruturado • Automação Fios e Cabos • Sinalização • Iluminação • Comandos

Rua Barão de Cotegipe, 917, Calçada, Salvador - Bahia

(71) 3311-4501 | Fax: (71) 3311-4545

www.everestnet.com.br | everest.ba@everestnet.com.br

Distribuidor: Prysmian, Cobremack, Phelps, Philips, Sylvania, Schneider, Siemens, WEG, Carbinox, Tramontina, Melf, Naville, Coel, Finder , Tigre entre outras

Sua empresa na era do desenvolvimento Limpo Jateamento com gelo seco para limpeza industrial Não abrasivo

AlB Argo Ice Blaster

Sem resíduos secundários Reduz custos e aumenta a produtividade

industrial cleaning

www.argoiceblaster.com.br - e-mail: comercial@argoiceblaster.com.br - Tel.: (71) 3379.3769 | (71) 9977.1530 Primeira Página

51


ARTIGO | MARKETING

Sua marca tem amantes? São milhares de marcas e todos temos nossas preferências. Mas existem marcas que despertam uma forte admiração. Marcas que conseguem conquistar uma verdadeira paixão e não apenas a preferência por parte do consumidor ou, melhor dizendo, nesse caso, amante. Eu tenho as minhas. Você deve ter também. E não é à toa que às vezes o consumo vira uma paixão. Não sei se tatuaria a marca da Apple no ombro, até porque vai que a Apple muda de gestão e eu sou forçado a me separar? Mas existem alguns segmentos que conseguem conquistar com um pouco mais de facilidade o coração do cliente. Automóveis, relógios, canetas são segmentos onde as marcas conseguem extrapolar facilmente o patamar de preferência e migrar para uma relação mais apaixonada. Mas, assim como as pessoas (sim, mais uma coincidência), as marcas não podem se acomodar. Muito menos dar um vacilo e cometer uma gafe. Como uma empresa de consultoria que se envolve num escândalo financeiro, um pecado sem volta. Existem marcas em todos os segmentos. Aqui na Bahia, terra tão criativa, tem marca até de baiana de acarajé. Mas a nossa Nike é o bloco Camaleão. Talvez uma das poucas marcas brasileiras cujo logo, sem o tipo, consegue comunicar sobre quem estamos falando. A patinha do camaleão é automaticamente associada ao 52

Primeira Página

Moacyr Maciel Publicitário Publicitário e Sócio da Ideia 3 Comunicação

nome do bloco, assim como a maçã da Apple e o símbolo da Nike. E, para ser lembrada assim, com certeza não foi apenas pela felicidade do símbolo adotado, mas, principalmente, pela qualidade do produto oferecido, afinal, ninguém coloca no vidro do carro uma marca que não admira. Se você tem uma marca e quer ter amantes (estou falando da sua marca), procure encantar seu consumidor como namorado novo, como jogador estreante em treino de time grande, jogue para contrato.


Primeira Pรกgina

53


Foto: Divulgação

CULTURA

Vocalista da Trama 3, Felipe Karlos

Trama 3 – Uma trilha de sucesso nos palcos Manter a empolgação da plateia em uma festa ou evento não é tarefa fácil para uma banda. Além de qualidade técnica e repertório variado, os músicos devem ter energia de sobra e muito profissionalismo para aguentar uma maratona que pode se estender por horas. “Hoje em dia, não basta saber fazer música, é necessário também portar-se com seriedade para gerir a própria carreira e contar com toda uma estrutura de produção por trás da banda”, afirma o produtor da banda Trama 3 (especializada em animar eventos corporativos, festas de formatura e casamentos), Milton Moreno. A trajetória da Trama 3 começou em abril de 2001, quando a formação original era um trio de vocal, teclado e saxofone que fazia apresentações em um pub inglês de Lauro de Freitas. O repertório era focado nos grandes sucessos dos anos 60, 70 e 80. “Tocávamos 54

Primeira Página

de Beatles a Bee Gees. Apesar de sermos só três músicos, nos destacávamos por conseguir uma sonoridade de banda grande, que impressionava o público”, recorda Moreno, tecladista do grupo na época. O nome da banda surgiu justa-

mente naquele período, por sugestão de um dos proprietários do pub, que era publicitário. Segundo Moreno, a postura e interação dos músicos durante os shows serviram como inspiração para batizar o grupo. “Nas apresentações, nós brincávamos muito com


Foto: Divulgação

variações musicais e alternância entre músicas rápidas e lentas, por isso, o sócio do estabelecimento dizia que a gente tramava o show no palco”, explica.

Temporada no exterior Um dos momentos inesquecíveis na trajetória da Trama 3 aconteceu em 2004, com um convite inesperado para uma temporada no Bahrein, como banda residente em um hotel de luxo. Para encarar o novo desafio, o grupo ganhou mais dois integrantes e ampliou seu repertório, assimilando grandes sucessos internacionais como Shakira e Black Eyed Peas, além de levar a alegria da axé music para o Oriente Médio. O quinteto teve a oportunidade de fazer shows memoráveis, como o da festa de abertura do primeiro Grande Prêmio de Fórmula-1 do Bahrein, com a presença dos pilotos e de personalidades como o príncipe William, da Inglaterra.

ções para os soldados norte-americanos da base militar dos EUA no Bahrein, em missão durante a guerra no Iraque. “Eles iam de avião para o Iraque, pela manhã, e quando voltavam, no final do dia, nos contavam sobre as coisas que passavam em suas missões. Ouvimos muitas histórias sobre as dificuldades da guerra, foi bom poder estar lá e transmitir um pouco de alegria para eles”, conta Moreno.

Adaptação aos novos tempos A temporada no exterior foi tão produtiva que os quatro meses ini-

Foto: Divulgação

Ainda no Oriente Médio, uma experiência bem diferente marcou os músicos da Trama 3: as apresenta-

A banda já excursionou pelo exterior, no Bahrein

ciais viraram sete, com um convite para continuar por mais tempo ainda no Bahrein. A saudade de casa, no entanto, falou mais alto. Quando a Trama 3 retornou ao Brasil, em 2005, encontrou uma cena musical diferente de quando havia embarcado para o Oriente Médio. “Fomos surpreendidos com novos ritmos e tendências, como o arrocha, e com a força do pagode no gosto popular. Percebemos que seria necessário nos adaptar e incorporar essas novas características. Assim, ampliamos novamente a banda, que ganhou mais três integrantes”, explica. Ao longo dos anos, a formação inicial mudou e foi ampliada, chegando aos oito integrantes atuais: Hulda Lago (vocal), Felipe Karlos (vocal), Lucas Oliveira (guitarra), Danilo Batista (baixo), Dom Lúcio Borges (bateria), Marcos Moreno (teclado), Ernesto Barbosa Filho e Luiz Carlos Coutinho (percussão). Antonio More-

O vocal feminino fica por conta de Hulda Lago

no e Milton Moreno completam a equipe na produção. Primeira Página

55


Embaixador espanhol visita a Bahia Manuel de la Câmara Hermoso, embaixador da Espanha no Brasil, mostrou-se impressionado com a cidade de Salvador e a economia baiana, em recente visita ao estado. Durante sua estadia, Hermoso visitou no dia 20 de setembro a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), em companhia do cônsul geral, Daniel Chamorro Garcia, e do vice-cônsul da Espanha na Bahia, Juan Manuel Caserza. Os anfitriões da comitiva foram o 1º vice-presidente da Federação, Victor Ventin, e o superintendente de Desenvolvimento Industrial, João Marcelo. Na ocasião, Hermoso manifestou interesse em realizar ainda este ano um encontro entre empresários baianos e espanhóis.

João Alvarez/Sistema Fieb

NOTAS SOCIAIS

Foto: Divulgação

Encontro revela oportunidades de negócios com a Petrobras

Inovit marca presença no Fórum Nordeste de Gestão em Saúde Renato Carneiro Jr., CEO da Inovit, pareceu bastante animado com os resultados de sua participação no Fórum Nordeste de Gestão em Saúde, maior evento da área no Nordeste. Segundo ele, foi uma excelente oportunidade para demonstrar aos empresários do segmento a importância da gestão em Tecnologia da Informação para otimizar tempo e produtividade, além de reduzir custos. O evento aconteceu entre os dias 12 e 14 de setembro, no Centro de Convenções da Bahia, e reuniu um público de aproximadamente 12 mil pessoas, com mais de 40 expositores e 50 palestras. 56

Primeira Página

Foto: Divulgação

Severino Félix, gerente de cadastro da Petrobras, foi o responsável por apresentar a empresários baianos as oportunidades de negócios com a estatal entre 2012 e 2016. A conversa, que aconteceu no dia 20 de setembro, fez parte do Café Empresarial com a Petrobras, promovido pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL) da Bahia. Durante o evento, Félix sinalizou que, com os planos de expansão para os próximos anos, a petrolífera demandará uma quantidade maior de fornecedores de produtos e serviços em diversas áreas, desde projetos de engenharia até fornecimento de alimentos congelados.


Primeira Pรกgina

57


Foto: Mateus Pereira/Secom

JAC Motors anuncia lançamento de pedra fundamental na Bahia Sérgio Habib, presidente da JAC Motors do Brasil, está aliviado com o anúncio do lançamento da pedra fundamental da planta baiana, marcado para o dia 28 de novembro. A decisão foi anunciada por Habib no dia 4 de outubro. Com investimento de R$ 900 milhões e geração de 3,5 mil empregos diretos e 10 mil indiretos, a perspectiva é de que a fábrica esteja pronta para operar a partir de maio de 2014. Foto: Digulgação

Secretário estadual revela planos de investimento para o estado na FIEB

Sindibrita promove palestras técnicas para o segmento Fernando Jorge Carneiro, presidente do Sindicato da Indústria de Mineração de Pedra Britada do Estado da Bahia (Sindibrita), recebeu empresários do segmento e representantes da UFBA e INEMA em um evento realizado do dia 26 de setembro, na FIEB. Na ocasião, foram realizadas duas palestras técnicas com o objetivo de melhorar o desenvolvimento do setor. A primeira foi proferida pela chefe do Departamento de Engenharia de Transporte da USP, Liedi Bernucci, sobre o uso de agregados em revestimentos asfálticos. Em seguida, a advogada da área de Direito Ambiental e mestre em Geografia, Gravina Ogata, falou sobre as mudanças nas leis ambientais do estado. 58

Primeira Página

Foto: Digulgação

Rui Costa, secretário da Casa Civil do Governo do Estado, foi um convidado especial na reunião mensal da diretoria da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), no dia 27 de setembro. No encontro com os diretores, Costa apresentou a estratégia do governo para os próximos anos, com ênfase nos projetos de infraestrutura e logística, como o Porto Sul e os investimentos em rodovias. Durante a conversa, o secretário da Casa Civil também revelou a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), com a qual o Estado atualmente trabalha para o ano que vem: 4,2%.


Melhore o desempenho e rendimento dos profissionais

de sua empresa Contrate os serviços de massoterapia com Val Macedo. Montamos um espaço dentro de sua empresa para proporcionar a sua equipe uma massagem.

(71) 3355 - 4208 | 9933 - 1243 | 8268 - 8524 | 9319 - 8616 | 8871 - 7812 | www.valmacedo.com

Desça do salto e aproveite a festa! Corporativos • Casamentos • Aniversários

Site: www.noguti.com.br | e-mail: noguti@noguti.com.br | Telefone: (13) 3821 2704 Primeira Página

59


Foto: Eloi Correia/Secom

Incentivos fiscais: tema de palestra na SICM

Polo têxtil é inaugurado no bairro do Uruguai Jaques Wagner, governador do estado, fez questão de comparecer à inauguração do Condomínio Bahia Têxtil, localizado no bairro do Uruguai. A solenidade ocorreu no dia 3 de outubro e marcou a implantação de um polo têxtil onde funcionarão 21 empresas do setor. O local é gerador de aproximadamente 800 empregos diretos, número que deve aumentar para 1.500 quando o complexo estiver em pleno funcionamento. Também presente ao evento, o secretário da Indústria, Comércio e Mineração, James Correia, ressaltou que o projeto utiliza tecnologia de ponta e deverá aproveitar a mão de obra local.

Secopa apresenta programa de turismo para a Copa do Mundo

Foto: Foto: Adenilson Nunes/Secom

60

Foto: Manu Dias/Secom

Michal Gartenkraut, ex-reitor do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), foi destaque em palestra promovida no dia 3 de outubro, no auditório da Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração (SICM). A apresentação teve como tema o Cenário Nacional dos Incentivos Fiscais, assunto pertinente uma vez que Gartenkraut compõe um grupo de especialistas designados pelo Senado Federal para apresentar propostas e soluções para a chamada guerra fiscal entre os estados. Na ocasião, o professor defendeu a igualdade de direitos dos estados como forma de possibilitar um desenvolvimento sustentável.

Ney Campello, secretário estadual da Copa do Mundo de 2014, foi um dos protagonistas da apresentação do programa Bahia Turismo Copa, no dia 24 de setembro. O evento aconteceu no Salão Xangô do Centro de Convenções da Bahia e contou também com a presença do secretário estadual de Turismo, Domingos Leonelli. Foram apresentadas as intervenções em infraestrutura, qualificação profissional, hospitalidade, divulgação, entre outras previstas para os próximos anos, com o intuito de preparar a Bahia para 2014. Na ocasião, Campello afirmou que o investimento na Copa do Mundo, entre iniciativa pública e privada, chegará a R$ 5 bilhões no estado. Primeira Página


Iluminação cênica, Boate, DJ´s, Sonorização, Estrutura, Imagem, Palco e Toldos

(71) 3388.8012/ 9952.7294/ 8834.7334 / atendimento@mcprolux.com.br / mcprolux@hotmail.com | www.mcprolux.com.br

PRODUÇÃO DE EVENTOS E DECORAÇÃO

Iluminação Decoração em Malhas (Toldo, Tenda e Camarote)

Decoração com Flores Naturais Parede de Tecido (71) 3381-2515 | 8858-8635

8161-8069

www.vanusalima.com.br (71) 3242-9541 | 3488-5640 | 9987-1996 e-mail: vanusalcosta@hotmail.com | vanusabolo@yahoo.com.br Primeira Página

61


Primeira Pรกgina

63


Fornecedores de Primeira

Automação Industrial Set Automação Industrial (71) 3503-7077 vendas@setautomacao.com.br www.setautomacao.com.br Climatização / Refrigeração/ Ventilação Arclima (71) 3316-7184 arclima@arclimabahia.com.br www.arclima.com.br Cobertura / Estruturas Metálicas Saara Tendas (71) 3313-8860 www.saaratendas.com.br Contabilidade, Assessoria e Consultoria

EMPRESARIAL

Mega Consult Empresarial (71) 3369-2046/ 8828-7591 claudiolima@sigacont.com.br www.sigacont.com.br

TAO Engenharia (71) 3378-1689 tao@taoengenharia.com.br www.taoengenharia.com.br Tec-Rol (71) 3312-7376 vendas@tecrol.com.br www.tecrol.com.br

Roltek (71) 3418-0300 / 3418-0307 vendas@roltek.com.br www.roltek.com.br Eventos Alugarte (71) 3367-2641 contato@alugarte.com.br www.alugarte.com.br

Elétrico Industrial

EVEREST

Powerboss, a última palavra em economia de energia elétrica.

Distribuidor para o estado da Bahia.

Everest Eletricidade (71) 3311-4501 everest.ba@everestnet.com.br www.everestnet.com.br

André Malhas (71) 3381-2515 | 8858-8635

LEDquadros Elétricos Ltda (71) 3377-1212 ledquadros@ledquadros.com.br www.ledquadros.com.br

Rosário Eventos (71) 3381-8115 / 9985-5759 buffet@rosarioeventos.com.br www.rosarioeventos.com.br

Letrox Service Eletrica Industrial (71) 3289-0576 anderson@letrox.com.br www.letrox.com.br

Cake Designer Vanusa Lima (71) 3242-9541 | 3488-5640 vanusalcosta@hotmail.com www.vanusalima.com.br

Ecopower - Powerboss do Brasil (71) 3232-7916 / 9681-8777 bahia@powerbossdobrasil.com.br www.powerbossdobrasil.com.br

Calígrafa Ruth Menezes (71) 8665-3926 / 8142-2923 ruthcaligrafia@gmail.com www.ruthmenezes.com.br

Equipamentos Industriais

64

Primeira Página

Alberman (71) 3351-4318 / 3358-8679 alberman@terra.com.br

Cerimonial Rainha Leonor (71) 2203-9668 / 9133- 8221 cerimonial@scmba.com.br www.cerimonialrl.com.br

Somatec (71) 3379-2323 somatec@somatec.ind.br www.somatec.ind.br

Chinelos Noguti (13) 3821-2704 noguti@noguti.com.br www.noguti.com.br


Empório Camatti (71) 3287 - 0931 atendimento@emporiocamatti.com.br www.emporiocamatti.com.br

Rodtag (71) 3035 1978 / 9240 0540 rod@rodtag.com www.rodtag.com

Espaço Zen By Val Macedo (71) 3355 - 4208 / 8268-8524 www.valmacedo.com

Studio Click Eventos (71) 3261-0439 / 8111-4350 atendimento@studioclickeventos.com www.studioclickeventos.com

MC Prolux (71) 3388.8012/ 9952.7294 atendimento@mcprolux.com.br www.mcprolux.com.br

Iso Digital (71) 3332-8222 / 9161-1765 isodigital@isodigital.com.br

Pensando em Você (71) 3358-5907 / 9239-6676 atendimento@pensandoemvocepresentes.com.br www.pensandoemvocepresentes.com.br

Realiza (71) 3017-6494 contato@realizaep.com.br www.realizaep.com.br

Fixadores Fixar Industrial (71) 3623-3434 / 3623-2111 www.fixarba.com.br Geradores Comandos (71) 3207-4480 comandos@terra.com.br Hotéis / Pousadas

Saideira Express (71) 3033-3666

Malibu Plaza Hotel (71) 3026-4444 www.malibuplaza.com.br Informática

Flores e plantas naturais

Terra Viva (19) 8199-4916 / 3902-9011 tvivaflores@uol.com.br

GRP Art & Comunicação (71) 3507-7785 atendimento@romuloportela.com.br www.romuloportela.com.br

Vallet

PARK

m a n o b r í s t a s

Vallet Park (71) 4102-3694 / 8714-8541 orcamento@valletpark.com.br www.valletpark.com.br Fotografia Bahia Pixel (71) 3497-0000 / 9302-3240 pedro@bahiapixel.com.br www.bahiapixel.com.br

CBL Tech 0800-6431166 www.cbltech.com.br Imtech (71) 4062-8688 contato@imtech.com.br www. imtech.com.br Inspeções Industriais Koende (71) 3082-9298 diretoria@koende.com.br www.koende.com.br

Seja um Fornecedor de Primeira (71) 3288-0227 / 3484-3565 comercial@revistaprimeirapagina.com.br

Primeira Página

65


Saúde

Juridico RPP Advogados (71) 3328-4039 rppadvogados@gmail.com

Clínica Cardiológica

Manutenção Industrial

Check Cárdio (71) 3379-4628 / 8878-6152 checkcardio@gmail.com www.checkcardio.com.br

Apevis (71) 2109-3550 / 3561 / 3563 comercial@apevis.com.br www.apevis.com.br

IMAC (71) 2103-1900 imac@meddi.com.br www.meddi.com.br/imac

AlB Argo Ice Blaster

Argo Ice Blaster (71) 3379-3769 / 9977-1530

industrial cleaning

www.argoiceblaster.com.br

SH Brasil (71) 3082-5046 / (81) 3497-7272 www.shbrasilsaude.com.br

TECNOLOGIA IND. COM. E SERVIÇOS DE USINAGEM LTDA.

comercial@argoiceblaster.com.br

Segurança Monsertec (71) 3625-1845 monsertec@monsertec.com.br www.monsertec.com.br Segurança

Authentic Portas Corta Fogo (11) 3058-4300 comercial@authenticpcf.com.br www.autenthicpcf.com.br Serviços Gráficos Jacográfica Serviços Gráficos (71) 3288-0227 / 3484-3565 atendimento@jacografica.com.br www.jacografica.com.br

Tecsonic (71) 3625-0450 / 3625-4350 sac@tecsonic.ind.br www.tecsonic.ind.br Móveis Planejados

MÓVEIS

Na medida certa para você.

Escalla Móveis (71) 3405-9968 escallamoveisambiente@hotmail.com

Serviços Hidráulicos

SERVIÇOS HIDRÁULICOS LTDA.

Operação Portuária Tecon Salvador (71) 2106-1522 www.teconsalvador.com.br Ourdoor Camaçari Outdoor (71) 3621-9424 www.camacarioutdoor.com.br

REDE OUTDOOR

Ind. e Com. de Equipamentos Ltda.

HNG Serviços Hidráulicos ( 71) 3505-9727 comercial2@hng.com.br www.hng.com.br Machine (71) 3621-2233 | 9157-9630 machine@machine-ind.com www.machine-ind.com

Transportes / Veículos

Ve ículos

Gotemburgo Veículos www.gotemburgo.com.br

Recursos Humanos

CONSU LTORIA EM RECURSOS MHU ANOS E SE RVI ÇOS

Efetiva RH (71) 3021-9300 comercial@efetivarh.com.br www.efetivarh.com.br Potencialize (71) 3379-0231 / 3289-3288 comercial@potencialize.com.br www.potencialize.com.br

66

Primeira Página

Henrimar Helicópteros (71) 3252-0922 / 3252-4808 claudio.henrimar@hotmail.com www.henrimarhelicopteros.com.br

Seja um Fornecedor de Primeira (71) 3288-0227 / 3484-3565 comercial@revistaprimeirapagina.com.br


Mais classe e glamour em seus eventos. Flores e plantas ornamentais

Plantamos uma vida melhor. Flores e plantas naturais

(19) 8199-4916 | (19) 3902-9011 tvivaflores@uol.com.br Primeira Pรกgina 67


68

Primeira Pรกgina

Edição 14  
Edição 14  

Revista Primeira Página

Advertisement