__MAIN_TEXT__

Page 1


4

|

PORTAL SAÚDE

|

|

ÍNDICE

Cuidar da sua saúde deve ser um exercício diário 08 08

|

Editorial Juntos somos melhores e nos apoiaremos para somar

10 10

|

Café e Saúde Café é um alimento • Jess Barros

12

|

Mastologia Mamografia – Por que ainda fazemos? • Dr. Gustavo Frode Machado Vieira

14

|

Podologia Laserterapia na área da Podologia • Marisbela Oliveira

16

|

Nutrição O que você precisa saber para não se sabotar e perder peso definitivamente? • Luciana Castanha

18

18

|

Personalidade Ana Hickmann

26

|

Estética e Fisioterapia Estética Avançada • Dra. Cristiane Tivanello

28

|

Baby e kids Hora de sair sozinho

30

|

Fonoaudiologia Seu filho escuta, mas não entende? • Ana Luiza Koerich

28


PORTAL SAÚDE

32

Quem sabe se cuidar é apaixonado pela vida 32 | Especial capa

Dilemas da baixa estatura • Dra. Thaïs Heim Meu filho está em puberdade, e agora? • Dra. Gabriela Didoné

38 | Fisioterapia Pediátrica

Método Reequilíbrio Toracoabdominal • Dra. Julia Garzim

40 | Psicologia

“Como conversam a mortalidade e a felicidade?” • Margit Schmidt

42 | Turismo

Beleza, aventura e ar puro: Para ter tudo isso em uma única viagem, pegue sua motocicleta e encare a estrada

42

48

46 | Endocrinologia

Dicas para fortalecer sua imunidade • Dra. Kristhiane Di Domenico

48 | Perfil regional

O Café Sombreado é daqui, eu sou daqui - “E tu? Ex daonde?” • Gisselle Schmidt

52 | Moda e beleza

Por que entender as cores que nos valorizam? • Maria Luiza Ramos

54 | Curiosidades

Helicóptero: Táxi aéreo deixa de ser luxo e ganha mercado no Brasil

54

|

5


6

|

PORTAL SAÚDE

|

|

EXPEDIENTE

Revista Portal Saúde Florianópolis - SC

Revista Portal Saúde Florianópolis - SC SM Comunicação Espaço para Publicidade Ltda

Revista Trimestral: Junho/2020 | Ano 4 | Edição 07

CNPJ: 35383515\0001-00 Tel.: 48 99114.0202

DIRETOR COMERCIAL:

MATÉRIAS E ANÚNCIOS:

Gabriella Sandim

Gabriella Sandim 48 99114.0202 ADMINISTRATIVO:

Júnior Marques

DIRETOR DE FRANCHISING

Junior Favoreto

DIRETOR COMERCIAL E CONSELHO EDITORIAL

Henrique Attilio

DIRETOR DE SOCIAL MEDIA

Rafael França

DIRETOR DE ARTE

Fernando Cabral

DIRETORA DE ARTE

floripa@revistaportalsaude.com.br revistaportalsaude.com.br Sede: SÃO PAULO - SP E-Tower - Rua Funchal, 418 - 35º andar Vila Olímpia - CEP: 04551-060 Tel: 11 3521.7318 Franquias: CAMPO GRANDE - MS Diretor Comercial Henrique Attilio comercial@revistaportalsaude.com.br DOURADOS - MS Diretor Comercial Willian Rorato dourados@revistaportalsaude.com.br

Lorraine Mongelli

DESIGN GRÁFICO

Pedro dos Santos

CAPA:

ASSISTENTE DE CRIAÇÃO

Endocrinologia Pediátrica Crescimento, puberdade e aspectos gerais.

André Nicolau

Dra. Gabriela Didoné Dantas CRM/SC 9524 Pediatria RQE 11221 Endocrinologia Pediátrica RQE 6431

Dra. Thaïs Heim CRM/SC 17373 Pediatria RQE 11678 Endocrinologia Pediátrica RQE 13897 LOOK CAPA:

Loja BK Concept Store

GESTORA DE CONTEÚDO

Beatriz Romeiro

GESTORA DE CONTEÚDO

Larissa Brum

GESTORA DE CONTEÚDO

Raira Rembi

FOTO CAPA:

Lauro Maeda PRODUÇÃO DA CAPA:

ASSESSORA DE FRANCHISING E SUPORTE DE FRANQUIAS

REVISOR

O que você gostaria de ler na próxima edição? floripa@revistaportalsaude.com.br

Ricardo Joerke

FOTÓGRAFOS:

JORNALISTA RESPONSÁVEL:

Eduardo Miranda – DRT/MS 166 Henrique Attilio – DRT/MS 947

SITE:

revistaportalsaude.com.br BAIXE NOSSO APLICATIVO:

PONTA GROSSA - PR pontagrossa@revistaportalsaude.com.br TOLEDO - PR Franqueados Bryan Carvalho e Joilson Lobato toledo@revistaportalsaude.com.br

Lauro Maeda

FACEBOOK:

INSTAGRAM:

UMUARAMA - PR Franqueado Joilson Lobato umuarama@revistaportalsaude.com.br

MARINGÁ - PR maringa@revistaportalsaude.com.br

PARTICIPE DA REVISTA:

portalsaudeflorianopolis

CASCAVEL - PR Franqueados Bryan Carvalho e Joilson Lobato cascavel@revistaportalsaude.com.br

SUPORTE DE FRANQUIAS

ATENDIMENTO AO LEITOR:

portalsaudefloripa

SORRISO E LUCAS DO RIO VERDE - MT Franqueados Achilles Parma e Fernando Parma Timidati nortemt@revistaportalsaude.com.br

LONDRINA - PR londrina@revistaportalsaude.com.br

Karla Arguelho

48 99114.0202

SINOP - MT Franqueados Achilles Parma e Fernando Parma Timidati nortemt@revistaportalsaude.com.br

Wanessa Merel

Maria Luiza Ramos

TELEFONES DE CONTATO:

CUIABÁ - MT Franqueado Fernando Barreiros Prinle cuiabamt@revistaportalsaude.com.br

CIRCULAÇÃO:

FLORIANÓPOLIS - SC Franqueados Gabriella Sandim e José Alves Marques Junior floripa@revistaportalsaude.com.br MOGI DAS CRUZES - SP Franqueados Samuel Lóia, Leandro Lóia e Joilson Lobato mogidascruzes@revistaportalsaude.com.br

Florianópolis e Região

App Store e Google Play COLABORARAM COM ESTA EDIÇÃO:

Gisselle Schmidt Ana Hickmann

Uma nova edição, criada especialmente para você.

BANCO DE IMAGENS:

AS MATÉRIAS E IMAGENS VEICULADAS SÃO DE

Shutterstock, Inc.

RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. ARTIGOS

Depositphotos Inc. iStockphoto LP.

ASSINADOS NÃO REPRESENTAM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DA REVISTA PORTAL SAÚDE.


8

|

PORTAL SAÚDE

|

|

EDITORIAL

JUNTOS SOMOS MELHORES E NOS APOIAREMOS PARA SOMAR

A Portal Saúde se prepara para mais um passo em Florianópolis. Não poderíamos deixar de estender a toda a cidade e população a nossa gratidão, reconhecimento e afeto pela contínua receptividade, apoio e confiança tão presentes e recíprocos no ano de 2019 e agora em 2020. Aos profissionais da Saúde, pelo empenho, cuidados e dedicação à população. Há muito não falávamos tanto sobre saúde e aqui, em meio às páginas, contribuiremos da melhor forma possível com conteúdo e informação de qualidade e muita credibilidade. Não podendo esquecer os colaboradores pela confiança e os leitores pelas mensagens e respostas positivas recebidas. Pequenos detalhes diários que se transformam em grandes motivações a cada reunião, visita, troca de mensagens, distribuição, palavras e portas abertas. Os conteúdos pensados para os nossos leitores foram preparados com muito empenho, carinho e zelo. O intuito é sempre acompanhado de uma grande intenção: levar sempre a melhor informação! E assim, esperamos que cada folheada e atenção às linhas aqui presentes se transformem em conhecimento e entretenimento. Saúde e acesso à informação são compromissos que reforçamos a cada edição, priorizando e pensando no melhor para oferecer a você, leitor. Muito obrigado e contem conosco! Gabriella Sandim - Diretora Comercial Júnior Marques - Diretor Administrativo


10

|

PORTAL SAÚDE

|

|

CAFÉ E SAÚDE

Café

é um alimento

O que muitos desconhecem é que café, antes de ser torrado e moído, é uma fruta repleta de nutrientes benéficos para a saúde. Segundo estudos científicos, o café possui substâncias biologicamente ativas, como vitaminas do complexo B, consideradas vitaminas essenciais no funcionamento sadio do nosso organismo. Essas substâncias auxiliam a gerar mais energia para o corpo, com a produção de células mais saudáveis e na proteção do sistema imunológico. No café encontramos muitos antioxidantes, sua ação neutraliza os radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce e auxilia no processo de rejuvenescimento das células, sendo um ótimo aliado na prevenção e combate ao câncer, a doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson, e psicossomáticas, como estresse, fadiga e problemas de concentração. A bebida, além da ação antioxidante provinda do seu ácido clorogênico, auxilia também na prevenção da diabetes tipo 2, reduzindo o nível de glicose e insulina no sangue. Esses ácidos estão presentes nos grãos crus verdes e nos cafés torrados adequadamente. A substância mais conhecida no café é a cafeína, um alcaloide que age diretamente no sistema nervoso central, como um estimulante nas conexões neurais, melhorando a atividade metabólica, a capacidade de aprendizagem, a conservação da memória recente e até na prevenção de quadros depressivos. O café é o único alimento que, após ser torrado corretamente, aumenta o seu valor nutricional.


PORTAL SAÚDE

Somente os especiais! Os cafés especiais (da espécie Arábica) possuem qualidade em toda a sua cadeia produtiva, são cafés de colheita seletiva, colhidos manualmente, respeitando tempo ideal de maturação e secagem da fruta. São livres de impurezas e com perfil de torra ideal de clara a média, o que somente preserva as propriedades da fruta e potencializa suas características de aroma e sabor. A torra do grão traz à tona todas as características do solo em que ele foi plantado, com notas finas e complexas, como as de castanhas, florais, frutadas e caramelizadas, podendo apresentar mais de mil aromas diferentes. Possui uma doçura natural da própria fruta, sem precisar adicionar o açúcar. O famoso “amargo” é proveniente de cafés de torra queimada e má extração. O Café Especial é um selo de qualidade avaliado pela BSCA no Brasil, precisa receber pontuação acima de 80 pontos para ser considerado nesta categoria. As fazendas produtoras possuem responsabilidade ambiental e social, fazendo com que se tenha uma valorização real da matéria-prima, de quem planta, do local onde é plantado e um retorno financeiramente justo para que possam se desenvolver com mais recursos e dignidade no campo. O Ministério do Café Psiquê adverte: café de baixa qualidade faz mal à saúde Uma vida inteira ouviu-se o discurso de que café extraforte é o café brasileiro, quando, na verdade, estão consumindo cafés queimados, cheios de misturas de grãos verdes, maduros, apodrecidos e impurezas do solo, “é pau, é pedra, é o fim do caminho,” parafraseando a famosa canção brasileira de Tom Jobim. Essas impurezas armazenadas junto com os grãos podem dar origem a micotoxinas, que são substâncias tóxicas produzidas por fungos. Um café sem procedência é extremamente prejudicial à saúde, pois seus compostos tóxicos podem induzir a incidência de câncer, causando enfraquecimento celular e uma série de inflamações no organismo. A torra queimada do café tradicional é realizada justamente para mascarar todos os defeitos presentes. Carbonizam todas as propriedades, restando somente o amargor conhecido e a cafeína, por ser uma substância termogênica.

| 11

Uma curiosidade: café de qualidade tem baixa cafeína Os cafés especiais que são da espécie arábica possuem em torno de 0,5% de cafeína, ao contrário dos cafés tradicionais da variedade conilon, que possuem em torno de 2,5%. Estudos apontam que a cafeína presente no grão arábica não causa nenhum efeito maléfico aos intolerantes. Muitas vezes as pessoas optam por tomar cafés descafeinados por desconhecerem essa informação. Existe outro problema ao falarmos nos descafeinados, pois, como precisam eliminar a cafeína do café, muitas indústrias se utilizam de químicas, como uso de solvente e acetona. Tendo como consequência a destruição dos nutrientes e alterando negativamente a qualidade sensorial da bebida, com perda de aroma e sabor. Café de verdade é sinônimo de felicidade.

48 3223.6311 Rua Menino Deus, 63 - Florianópolis – SC. @cafe_psique

Jess Barros Psicóloga e Barista


12

|

PORTAL SAÚDE

|

|

MASTOLOGIA

MAMOGRAFIA Por que ainda fazemos? O câncer de mama é considerado um dos principais problemas crônicos na saúde mundial: estima-se que, em alguns países, é a principal causa de óbito quando comparado aos demais. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram 1 caso para cada 12 mulheres, com 13 milhões de novos casos sendo diagnosticados ao ano no mundo. No Brasil, as estimativas de incidência do câncer de mama para o ano de 2019 são de 59.700 casos novos, o que representa 29,5% dos cânceres em mulheres.


PORTAL SAÚDE

O Brasil vem sofrendo, ao longo das últimas décadas, mudanças em seu perfil demográfico, consequência, entre outros fatores, do processo de urbanização populacional, da industrialização e dos avanços da ciência e da tecnologia, aliados a um estilo de vida diferente de antigamente. Todas essas mudanças comportamentais e ambientais trouxeram uma diminuição das doenças infectocontagiosas e aumento das doenças crônicas e oncológicas. Apesar de considerada elevada a taxa de cura do câncer de mama, podendo atingir acima de 90% quando diagnosticado em estágios iniciais, estima-se que 60% dos casos, em nosso país, são diagnosticados em estágios mais avançados, representando 10 mil óbitos ao ano. Mesmo com a melhoria dos exames de imagem e métodos de diagnósticos observados nas últimas décadas, ainda estamos longe de atingir o ideal. A técnica para realização da mamografia, por exemplo, depende de uma série de fatores, tornando-se um procedimento limitado. Para alcançar sua total capacidade diagnóstica, é necessário o correto posicionamento do paciente, o bom estado e uma alta qualidade do aparelho; é necessário que os profissionais que efetuam sejam devidamente preparados, que sigam padrões rígidos e preestabelecidos, além do equipamento adequado. Contudo, devido à ausência de alguns desses processos, falhas ocorrem e geram problemas no resultado da mamografia. Consequentemente, imagens de má qualidade, necessidade de chamar novamente a paciente para realizar o exame, aparelhos em desuso, quebrados e sem manutenção ou laudos inconclusivos ocorrem com frequência. Para se ter uma ideia, mulheres que estão na faixa etária de maior risco, 50 a 69 anos, e que fazem a mamografia pelo SUS não ultrapassam de 14 a 34%. Mesmo com tantos desafios e obstáculos, a mamografia é considerada atualmente o melhor método para rastreamento e diagnóstico do câncer de mama, ou seja, quando a comparamos com a ultrassonografia ou ressonância de mamas, ela ainda é superior. Seu objetivo é produzir imagens detalhadas da estrutura interna da mama. Hoje é o exame que consegue detectar o câncer em sua fase assintomática, ou seja, antes de o paciente apresentar algum sintoma, como um nódulo, por exemplo. Reduz a mortalidade do câncer de mama em até 30% dos casos. Concluímos que, por melhor que possa ser quando comparada a outros exames de imagem, a mamografia se traduz em um exame simples, de baixo custo e eficaz no que ela se propõe, contudo, existe um campo bastante amplo para inovação no diagnóstico em câncer de mama, buscando-se sempre técnicas rápidas, práticas, com valores que se encaixem em todos os níveis econômicos e cheguem até onde os antigos métodos não conseguiram. Assim, prevejo que novos métodos devam ser estudados e criados para substituir ou aliar-se com os antigos, para que, no fim, tenha-se um único objetivo em comum, o melhor para nossos pacientes.

Dr. Gustavo Frode Machado Vieira Mastologista CRM/SC 16834 | RQE 14190

| 13


14

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PODOLOGIA

LASERTERAPIA NA ÁREA DA PODOLOGIA Na busca por conhecer melhor os fundamentos da luz e a utilização da fototerapia na área da podologia, encontrou-se um grande aliado para: • Promover efeitos de regeneração tecidual no caso de lesões de pele e feridas crônicas, tendo excelentes resultados em pacientes diabéticos; • Controle microbiológico com efeito antisséptico nas feridas, combatendo infecções bacterianas e fúngicas tanto na pele como também nas unhas; • Amenizando a dor no caso de traumatismos, como entorses, e nos casos de inflamações como a fascite plantar, entre outras; • Utilizando para fazer analgesia no caso de uma espiculaectomia (retirada de espícula de unha) ou unha encravada com inflamação na pele; • Promovendo e estimulando o fortalecimento da imunidade a partir da técnica de Laserterapia Sistêmica - ILIB - Intravascular Laser Irradiation of Blood (irradiação de luz laser sobre o sangue), tanto em pontos sistêmicos como na laserpuntura. Desta forma, hoje, na área da podologia, é possível tratar as podopatias de forma mais eficiente, promovendo a saúde dos pés e do todo. Em Florianópolis, cidade praiana e bastante úmida, o laser está sendo um grande aliado para combater e eliminar de vez uma infecção fúngica que há muito tempo vem deixando inúmeras pessoas desesperançosas. Trata-se da onicomicose (micose de unha). Em casos mais graves como onicomicoses antigas e de grandes áreas acometidas, requerem-se mais aplicações. Mas, em casos de onicomicoses recentes, é possível eliminar esta infecção com apenas uma aplicação. No caso de uma infecção fúngica no corpo da unha, para haver um resultado satisfatório com a aplicação do laser, recomendo que seja feita antes uma podoprofilaxia (limpeza dos pés). Não é interessante aplicar o laser sobre uma superfície suja ou com muita massa fúngica, aquela

massinha abaixo da unha, que muitos pacientes retiram com qualquer instrumento doméstico e às vezes não esterilizam para que possam reutilizar. Essa massa fúngica nada mais é que o próprio dejeto (fezes) do fungo. O fungo simplesmente se alimenta da unha, que é formada pelo seu alimento predileto, a queratina, e deposita ali seu dejeto, morando nele. Essa massa é altamente contaminante, portanto, se você tem o hábito de cortar suas unhas em casa, limpá-las e reutilizar ou mesmo emprestar o instrumento, saiba que está contaminando outras unhas ou outras pessoas. Portanto, para que se inicie o tratamento, o paciente deve, antes, agendar uma limpeza completa dos pés, a podoprofilaxia, em que farei o corte correto das unhas, retirada de calos e calosidades, o lixamento plantar e das unhas e preparo, assim, as áreas acometidas para receber o tratamento com laser. Esqueça os tratamentos com medicamentos orais que acabam com o seu estômago e fígado. Ligue e agende sua podoprofilaxia. Acabe de vez com o constrangimento dessa infecção fúngica que não a deixa usar calçados abertos mesmo no calor, provoca mau cheiro e faz de você, mulher, uma escrava da esmaltação.

Marisbela Oliveira Podologia e Reflexologia Técnica em Podologia pelo SENAC - Florianópolis Formada na primeira turma de Podologia do Estado de Santa Catarina - 2008


16

|

PORTAL SAÚDE

|

|

NUTRIÇÃO

O que você precisa saber para não se sabotar e perder peso definitivamente? O número de pessoas com excesso de peso cresce de forma preocupante atualmente. A Organização Mundial de Saúde aponta a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo, a projeção é de que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso e mais de 700 milhões, obesos. No Brasil, estudos apontam que mais de 50% da população está acima do peso. *As causas são multifatoriais, no entanto, o alto consumo de produtos industrializados, o abuso de comidas práticas e rápidas com elevado teor de gordura e de açúcar e as confraternizações regadas a bebidas alcoólicas de todos os tipos, aliados ao sedentarismo, ao estresse no trabalho e às preocupações financeiras e até familiares fazem com que principalmente as mulheres busquem conforto na comida com o objetivo de solucionar todos os problemas emocionais, financeiros e familiares pelos quais estão passando. Neste contexto, a busca pelo corpo perfeito faz com que a realidade seja cruel a cada segunda-feira, quando chega a culpa pelos exageros praticados no final de semana. E, dessa forma, vivem as mulheres que praticam dietas por conta própria: um eterno efeito sanfona, em que engordam e emagrecem na mesma proporção ou até mesmo em dobro, já que lançam mão de medicamentos sem acompanhamento profissional. O grande problema de dietas da moda e seus remédios milagrosos é que não mudam o comportamento alimentar, ou seja, após a retirada do inibidor do apetite, seja pelo Sistema Nervoso Central ou por cardápios restritivos, como dieta da fruta, da lua, da proteína ou do suco verde... Aquela vontade de comer o alimento que estava proibido volta com força total e aí vem a frustração e o medo de subir na balança.

Se você está passando por isso, reveja as crenças que o impedem de seguir um acompanhamento nutricional. O que você costuma procrastinar? Preguiça de se exercitar ou de cozinhar; comer menos para conseguir emagrecer prejudicando a saúde; reforçar a baixa autoestima por estar acima do peso; deixar de cuidar das roupas, das unhas e dos cabelos; não conseguir resistir às guloseimas, inventando desculpas; comer porque já está na geladeira ou no armário de casa; comer porque o companheiro está oferecendo e/ou gosta de você acima do peso. Portanto, todos esses pensamentos estão dominando a sua mente e fazendo com que você não chegue ao peso desejado, ou que não se olhe no espelho, impedindo de se sentir confiante e bem consigo mesma. Enfim, o que importa é como você está se sentindo por dentro. Tenha coragem e procure ajuda, invista na sua saúde e projete a sua imagem em 5, 10, 15 anos. Como você quer se ver quando chegar lá? Magra ou saudável? Afinal, o que importa não é o quanto de peso você perde, e sim o quanto de saúde você ganha, ao melhorar sua relação de amor e ódio com a comida. E você, que está passando por essa situação em casa, não sabote sua (seu) parceira (o): faça lanches saudáveis, receitas novas, opte por restaurantes que tenham boas opções, escolha um exercício para fazer a dois. Tenha coragem: procure ajuda de um profissional para NUTRIR seu corpo de dentro para fora. www.saude.gov.br/atencao-especializada-e-hospitalar/especialidades/obesidade

Luciana Castanha CRN10 7164 Nutricionista


18

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PERSONALIDADE

ENTREVISTA COM

ANA HICKMANN

Fotos: Karine Basilio


PORTAL SAÚDE

A brasileira Ana Hickmann é uma grande celebridade, não só nos seus 1,85m de altura, mas principalmente por seu tato influenciador e forte poder formador de opinião. Com carreira sólida e bem construída, a apresentadora de televisão e empresária é muito respeitada no país e no mundo. A celebridade é constantemente convidada para fazer revistas de moda, participar de talk shows e falar sobre comportamento e moda. Seu sucesso com o público é refletido nos números de suas redes sociais, sendo sua maioria feminino (85%), com idade entre 18 e 35 anos. 1. Você deixou Santa Cruz do Sul/RS para viver o sonho de todas as meninas da sua época em tornarse modelo em São Paulo e conquistar as passarelas do mundo. Como foi o processo e as dificuldades que enfrentou? O que eu posso dizer é que não foi fácil, mas me vesti de coragem e fui. Tudo aconteceu inesperadamente, afinal, saí de Santa Cruz para SP a fim de acompanhar minhas amigas que fariam um teste para modelo e, no final, apenas eu fui escolhida e segui com a carreira. Dificuldades sempre existiram: pouca idade, inexperiência e saudade da família foram os pontos mais marcantes. Também não posso deixar de citar os tantos “NÃOS” que recebi, mas hoje posso afirmar que foram estes “NÃOS” que hoje me fazem ser forte e não desistir!

| 19


20

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PERSONALIDADE

2. Casou-se com o então namorado e modelo Alexandre Correa para poder assumir compromissos no exterior, por ter apenas 17 anos quando surgiu o convite. Uma paixão que até hoje reflete o amor e o sucesso. Estava nos seus planos casar tão cedo? Não estava em meus planos, mas hoje não consigo ver a minha vida de forma diferente. Tudo foi tão certeiro e perfeito, que não poderia ter planejado. 3. Você estrelou várias campanhas publicitárias, uma que me marcou foi o lançamento de um carro com o espaço que acomodaria com muito conforto suas pernas. Na sua profissão é um grande destaque: em algum momento, as medidas das suas pernas a incomodaram? Minha maior dificuldade foi com roupas. Sim, roupas! Comprimento de calças, vestidos, etc. Hoje posso dizer que isso não é mais um problema, tenho minha própria coleção de roupas e todas as peças atendem a maioria dos tamanhos, além de toda moda em geral estar mais democrática. 4. A televisão impulsionou sua carreira como empresária. Sorte, talento, oportunidade, destino, como você poderia classificar este momento na sua vida? Minha carreira como empresária veio antes da minha entrada na televisão. É claro que, após minha estreia, o horizonte se abriu e meus negócios ampliaramse. Não foi sorte, foi muito trabalho e ainda é até hoje. Nada acontece por acaso em nossa vida, temos que lutar pelo que almejamos. 5. Você representa acessórios e roupas que levam sua marca. Quando surgiu sua vocação para os negócios? Tenho mais de 15 anos de marca e sempre tive tino para os negócios. Amo moda e isso me fez querer criar e produzir! 6. Além de todos os compromissos, achou tempo para abrir um canil e criar a raça Rhodesian Ridgeback, negócios ou amor aos animais? Eu amo animais! Fazem parte da minha família! Tenho muitos cães, não apenas a raça que crio, mas tenho outros de raça, além de muitos sem raça definida. Minha vida não existe sem minha família de peludos. AMO!

Fotos: Karine Basilio


PORTAL SAÚDE

7. Seu marido é seu empresário, para muitos a relação amor e negócios não dá muito certo. Como é casar e trabalhar juntos? Não é fácil! É um desafio dia a dia. Praticamente desde sempre vejo meu casamento e negócios entrelaçados, então hoje, com 21 anos de casamento, posso dizer que deu e dá muito certo! 8. Modelo, apresentadora e empresária. Qual área lhe proporciona mais satisfação? Não dá pra escolher! Esse conjunto é o que me faz ser uma pessoa muito feliz e realizada. Não existe uma “Ana Hickmann” sem as três profissões. 9. Vocês estão planejando um segundo filho, chegou o momento de o Alex Junior ter irmão(ã)? Sim! Já deixei claro para todos que eu e o Alexandre desejamos ter outro filho. Este ano, se Deus quiser, será o ano! Estou com fé, se assim Ele quiser!

ahickmann Mais de 6 milhões de seguidores

anahickmannoficial Mais de 6 milhões de pessoas curtem a página

ahickmann Tem mais de 9 milhões de seguidores

*Os números acima estão em crescimento a cada segundo.

| 21


22

|

PORTAL SAÚDE

|

|

DERMATOLOGIA

Pós-verão: O sol danificou minha pele, o que fazer? Após o verão, uma queixa frequente no consultório é o fotoenvelhecimento causado pelo sol, isto é, o aparecimento de manchas, rugas e ressecamento da pele. O rosto, o pescoço, o colo, os braços e as mãos estão entre as áreas mais frequentemente danificadas pelo sol (radiação ultravioleta A e B). Os cabelos também ficam bastante ressecados, quebradiços e sujeitos a queda. Esta é a época de corrermos atrás dos prejuízos e procurarmos um médico dermatologista para que auxilie nesses cuidados. Problemas mais comuns desta época: • Manchas: o sol acumulado pode manchar a pele, causando as chamadas melanoses solares (manchas escuras) ou sardas. As sardas aumentam muito após o verão e ocorrem na face, ombros e colo. • Melasma: às vezes basta um dia de descuido com o sol e ele pode ter manchado seu rosto ou braços. O melasma é uma mancha grande acastanhada, geralmente localizada na face. São manchas desenhadas, diferentes das sardas e melanoses, que são pontuais. Além do sol, o melasma pode ser desencadeado por estímulos hormonais. • Manchas brancas (leucodermia): aparecem pela exposição solar cumulativa, no local da mancha a melanina não é mais produzida, por isso a coloração branca da pele. Acomete principalmente braços e pernas. • Pele seca (xerose): mar, cloro e sol contribuem para o ressecamento da pele, pele áspera, enrugada e sem vida podem ser consequências de um verão sem cuidados, a pele seca geralmente perdeu a barreira de proteção, podendo causar sintomas como coceira. • Cabelos secos: assim como a pele, os cabelos sofrem, são comuns, após mar e piscina, cabelos sem vida e quebradiços. Queda de cabelo também é frequente nesta estação.


PORTAL SAÚDE

Se você apresentou alguns desses problemas, o interessante é procurar um dermatologista para amenizar ou até reverter a situação. Dependendo do caso, podem ser necessários lasers ou peelings, a prescrição de clareadores ou hidratantes potentes. Alguns procedimentos podem ser utilizados: • Hidratação intensiva: cremes com ureia, lactato de amônia, aquaporinas, aloe vera, vitamina E e outros antioxidantes podem ser utilizados no rosto e corpo. Máscaras hidratantes também são uma ótima opção para a pele ressecada pós-verão. • Luz intensa pulsada (LIP): para melhorar o viço, estimular colágeno e clarear manchas do rosto, colo, pescoço e das mãos, a luz pulsada é uma excelente opção. É o tratamento de escolha para pacientes que possuem pescoço e colo manchados, com vasos dilatados (poiquilodermia), pois é capaz de tratar os vasinhos, melhorando, assim, a vermelhidão da região tratada. • Ácido hialurônico injetável para hidratação: áreas como o colo e mãos com sinais iniciais de envelhecimento: rugas finas e desidratação podem se beneficiar com injeções de ácido hialurônico fluido (skin booster) que alisam e estimulam colágeno na derme. O ideal é realizar três aplicações com intervalo mensal. • Peelings: podem ser utilizados diversos tipos de ácidos, dependendo do tipo de pele para renovar, remover manchas e devolver o brilho. • Cauterizações/crioterapia: indicadas para pacientes que apresentam lesões pré-malignas (“casquinhas”) em áreas cronicamente expostas ao sol e que devem ser tratadas para evitar a evolução para um câncer de pele. Nesses casos mais avançados, com muitas lesões, temos opções de cremes com ativos como 5-fluoracil e imiquimod, que tratam lesões suspeitas.

| 23

• Uso de laser ou microagulhas para “drug delivery”: consiste em colocar substâncias hidratantes e clareadoras diretamente na derme para acelerar o tratamento. Além disso, a visita ao médico após a estação pode ter caráter preventivo com exame da pele, revisão dos sinais, mapeamento das pintas e até mesmo o diagnóstico de um possível câncer de pele (o tipo de câncer mais frequente na população). É importante salientar que, no aparecimento de pintas escuras, sangrantes, com bordas irregulares, o dermatologista deve ser consultado prontamente para avaliação clínica e dermatoscópica da lesão. A detecção precoce de um câncer de pele é de suma importância para a cura da doença, principalmente do Melanoma, câncer de pele mais agressivo. Fique atento, a prevenção ainda é a melhor escolha!

Dra. Mariana Barbato CRM/SC 10877 Dermatologista - RQE 6741


24

|

PORTAL SAÚDE

|

|

COMPORTAMENTO

QUAL A IMPORTÂNCIA DA IMAGEM CORPORATIVA PARA SUA CLÍNICA E CONSULTÓRIO? Se sua Clínica não tem uma boa imagem corporativa, bons produtos, bons procedimentos, “o bom atendimento será em vão”. A seguir, vou passar algumas informações e vocês entenderão por que ela é tão importante nos dias atuais. Imagem corporativa A noção de imagem corporativa está vinculada com a forma de representação, figura que identifica, posso dizer a vocês, a definição de como são vistos e percebidos pelos clientes-pacientes. Identidade corporativa Define de fato a clínica, consultório, a imagem composta por vários elementos que irão descrever quem é você no mercado, que hoje é bastante concorrido. Tendo visto então que: Nome; Logo; Identidade visual; Planejamento; Redes sociais; Qualidade de conteúdo; Relacionamento que gera valor; Mensuração de dados; Imagem profissional de seus colaboradores; Dentre todos esses aspectos, descrevo como a gestão em consultoria de imagem vem auxiliando no processo.

Gestão da imagem profissional e pessoal. A gestão da imagem pessoal é uma das ferramentas da consultoria de imagem, que auxilia a criar uma marca/identidade única para cada indivíduo. É ela quem impacta no que você comunica diariamente com seus “clientes pacientes”. A gestão tem como princípio analisar o corporativo da clínica, visando trabalhar diretamente com a autoestima dos pacientes clientes, um dos motivos maiores de estar bem com a vestimenta profissional adequada para cada função. Afinal, são eles o espelho principal e precisam passar uma imagem positiva formal com boa comunicação, educação, postura, ética, conduta, organização, respeito, entre outros quesitos. Aquela velha frase. “A primeira impressão é a que fica”. É a forma de primeira impressão de passar confiabilidade, principalmente construir uma imagem profissional, vai muito além da vestimenta, todos os colaboradores devem ter harmonia no uso adequado das peças, seja quando se tem uniforme ou até mesmo quando o uso não é obrigatório. Vestimentas adequadas para cada área profissional são fundamentais. Cores neutras, peças atemporais, acessórios discretos, cores que favorecem recorte e caimento, o “famoso menos é mais”. O exagero pode soar como ponto negativo, sob pena de perder a serenidade. O profissional da área da saúde constrói uma marca única e pessoal. Criar algo que lembre o seu profissionalismo, bom atendimento, criar uma imagem coerente de seu estilo, que seja constante e frequente. Sendo assim, conseguimos chegar ao equilíbrio de um profissional e seu corporativo clínico. Andressa Leontino


26

|

PORTAL SAÚDE

|

|

ESTÉTICA E FISIOTERAPIA

Estética avançada Nos últimos anos, a estética avançada tem sido uma grande aliada no combate a diversas queixas das nossas clientes. Muitos tratamentos eficientes surgiram, trazendo resultados provisórios e também permanentes. É importante considerar que um organismo passa por diversas transformações ao longo dos anos, principalmente as mulheres. O envelhecimento da pele e os hábitos de vida são fatores cruciais no impacto da saúde, influenciando na estética. Hoje em dia conseguimos tratar diversos âmbitos e locais do corpo, amenizando e adiando esse processo. Os tratamentos estéticos avançados que irei mencionar são aqueles com os quais atuo e os que mais considero satisfatórios. Vale lembrar que cada organismo é único, assim como a resposta que se tem com os tratamentos para cada pessoa. Em geral, quando se tem cuidados com a saúde, como bons hábitos alimentares e a prática de atividade física, os resultados costumam ser melhores.


PORTAL SAÚDE

Ultrassom Microfocado Tratamento desenvolvido para trazer um efeito de lifting facial, de forma não invasiva e não cirúrgica. Esse procedimento faz uma coagulação tecidual e, com o calor gerado, desnatura as fibras de colágeno do tecido gorduroso abaixo da pele, proporcionando melhor ancoragem muscular. Essas fibras estão próximas dos músculos da mímica facial, bem como a porção mais profunda da derme. As fibras se contraem e estimulam a formação de um novo colágeno no local. Como resultado, há uma contração muscular que proporciona o efeito lifting imediato, que dura meses. O pico máximo ocorre entre o quarto e o quinto mês após o procedimento, em que se tem uma melhora importante da flacidez. Indicação: O ultrassom microfocado é indicado para casos de flacidez leve a moderada, na região da face e também corporal, tanto para homens quanto para mulheres. Criolipólise Tratamento desenvolvido para reduzir a camada de gordura em áreas como o abdômen, os flancos, a região interna das coxas, a gordura nas costas e a submentoniana, que é a região conhecida como “papada”. É um procedimento não invasivo e clinicamente testado. O procedimento é realizado através do resfriamento controlado da pele, realizado por ventosas, que são os aplicadores, e têm tamanhos diferentes, a depender da área do corpo a ser tratada. As células gordurosas da área resfriada são atacadas, levando à eliminação celular, de forma controlada e natural. Como resultado, o volume de gordura é reduzido sem causar danos aos tecidos adjacentes. Há uma média estimada de redução da gordura em 25%. É possível perceber mudanças significativas entre dois e três meses da realização do procedimento.

| 27

Sendo assim, para realizá-lo novamente, é necessário que tenha transcorrido esse tempo. Indicação: A criolipólise é indicada para redução de gordura localizada de pessoas que tenham um nível de gordura possível de ser pinçado com as mãos, para que possa ser encaixado no aplicador. Pessoas obesas não são indicadas para realizar esse procedimento. Velashape Tratamento desenvolvido para redução de celulites, de medidas e da flacidez da pele. O equipamento combina a radiofrequência bipolar com ondas de luz infravermelha, que, aliadas com a sucção a vácuo, chamada de endermologia, e com a manipulação mecânica, proporcionam ótimos resultados. Quando a pele apresenta celulites, fica com o aspecto de “casca de laranja”, sendo assim, é importante quebrar e dissolver a gordura localizada e tonificar a pele, para reduzir a flacidez. Indicação: O tratamento é indicado para áreas onde é mais comum aparecerem celulite, gordura localizada e flacidez (glúteos, abdômen, coxas, costas e braços).

Dra. Cristiane Tivanello CREFITO 109551-F Rua Menino Deus, 63 - Baía Sul Medical Center - Sala, 403 Centro - Florianópolis - SC 48 99933.9016


28

|

PORTAL SAÚDE

|

|

BABY E KIDS


PORTAL SAÚDE

| 29

Hora de sair sozinho A revista separou algumas dicas para os pais que deixarão, pela primeira vez, os filhos irem sozinhos a uma festa

Para os pais, o dia de deixar seus filhos irem a uma festa sozinhos ou com os colegas a um passeio ainda não chegou, está prestes a chegar. Se você está acostumado com o filho sempre por perto, é bom se preparar adequadamente para a situação. Evitar exageros é a grande dica dada pelos psicólogos. A Revista também separou algumas dicas para os pais que estão apreensivos com este momento da vida do filho, em que ele começa a ampliar seu leque social. Já adiantamos: com muito diálogo e orientação, tudo correrá tranquilamente, tanto para você, como para seu pequeno. Tudo explicado Nós, adultos, já sabíamos que este dia ia chegar. É natural que os pais não estejam 24 horas com o filho. Não é saudável para ambos. E, quando a criança é convidada a uma festa, em primeiro lugar, deve-se conhecer muito bem a característica de seu filho, para lhe dar as orientações sobre como proceder na festa. Com crianças “mais apegadas” aos pais e que não têm segurança de saírem sozinhas, o papo deve ocorrer de uma forma mais leve. Desenvolvimento da autonomia Em primeiro lugar, chega a hora de relativizar o famoso conceito: “não fale com estranhos”, tão propagado nos primeiros anos de vida de uma pessoa. A criança estará sem os pais, somente com os amiguinhos e com familiares deles e monitores (que, para seu filho, são estranhos). A melhor forma de fazer com que seu filho aprenda a criar confiança e reconhecer que é um estranho com quem se pode conversar é junto com os próprios pais, em experiências anteriores. Se estiver com seu filho em uma loja e a criança ganhar um presente do vendedor, peça para agradecer e, assim, a partir de sua referência, abra a criança para confiar nela.

Conhecimento prévio da festa Se já se acostumou com a ideia de deixar o filho sozinho na festa, mas ainda está inseguro porque não conhece o ambiente, saiba que não é motivo de constrangimento perguntar aos pais do coleguinha do filho mais detalhes sobre o evento. Aliás, fazer isso é essencial. Pergunte sobre o ambiente, as pessoas que cuidarão dos convidados e os horários estabelecidos pelo buffet ou pela família do organizador da festa. De quebra, aproveite a oportunidade para passar contatos e se colocar à disposição para os pais do amiguinho do filho, caso seja necessário. Se a professora do filho estiver na festa, como convidada, é bom lembrar-se de que, lá, ela não tem obrigação nenhuma de cuidar das crianças. No entanto, ela certamente será uma referência positiva para a criança. Hora de ir A orientação aqui é meio óbvia, mas deve ser frisada: convém que o pai ou mãe desça e cheque se a festa em que está deixando o filho é, de fato, a festa para a qual ele foi convidado. Não são raros os casos, em grandes buffets onde se realiza mais de uma festa, em que crianças são deixadas por engano em outras comemorações infantis. Antes de deixar o filho, certifique-se de que ele está seguro para aproveitar o momento de diversão, sem antes, porém, deixar de repassar alguns limites: evitar que ele saia de perto do grupo de crianças, respeitar as regras estabelecidas pelos pais do coleguinha e monitores da festa. Tenha certeza de que, depois desta primeira experiência, a criança voltará um pouco mais autônoma, e isso fará bem não só a ela, mas também aos pais. Autor: Eduardo Vieira


30

|

PORTAL SAÚDE

|

|

FONOAUDIOLOGIA

SEU FILHO ESCUTA, MAS NÃO ENTENDE? Entenda como a terapia fonoaudiológica pode auxiliar.

Entenda mais sobre o diagnóstico de ‘’Transtorno do Processamento Auditivo Central (TPAC)’’. Embora o nome seja complicado, é mais fácil de entender do que parece. O TPAC nada mais é do que um deficit no desenvolvimento das habilidades auditivas, ou seja, no processamento e interpretação do som. Para uma criança com transtorno do processamento auditivo central, os sons se transformam em uma confusão de barulhos. Por exemplo, em uma sala de aula, a quadra de esportes ao lado da janela mascara o professor falando, enquanto o ar-condicionado se sobrepõe à pergunta do colega, o que, por fim, leva a uma criança com dificuldades de aprendizagem devido ao TPAC. Como posso identificar se meu filho tem TPAC? Separei aqui 10 das principais características observadas nas crianças: 1. Solicita repetição frequente do que lhe foi dito, costuma falar (“o quê?”, “hã?”) ou dizer “não entendi” repetidamente; 2. Apresenta desatenção e distração; 3. Normalmente essas crianças apresentam dificuldades de aprendizagem; 4. Dificuldade de memorização em atividades diárias; 5. Confusão ao narrar fatos; 6. Agitação ou passividade excessiva; 7. Dificuldade no entendimento de piadas ou palavras de duplo sentido; 8. Troca de letras na fala ou escrita; 9. Dificuldade para executar ordens verbais complexas – sentenças longas; 10. Baixo rendimento escolar. Mas, afinal, somente crianças têm TPAC? O transtorno do processamento auditivo central pode afetar pessoas em diferentes fases da vida, adultos e idosos também podem sofrer com TPAC. A boa notícia é que estas dificuldades podem ser revertidas se forem estimuladas adequadamente, por meio de terapia fonoaudiológica.

Além do treinamento auditivo, é imprescindível que, nos casos de crianças e adolescentes, o fonoaudiólogo atue em conjunto com a equipe pedagógica para alcançar um bom prognóstico e melhorar o rendimento escolar da criança. Por isso, é de suma importância que os pais de estudantes com TPAC informem a coordenação escolar sobre o diagnóstico e como isso pode afetar o processo de aprendizagem. Algumas mudanças simples podem ser feitas para tornar o ambiente escolar mais adequado para o aprendizado da criança com transtorno do processamento auditivo central, como por exemplo: posicionar a criança entre as primeiras carteiras e longe das portas e janelas, pedir para que o professor questione sempre que possível se o aluno compreendeu o conteúdo, pedindo ao estudante que repita o que deve ser feito e, quando falar alguma informação importante, ter certeza de que o aluno está olhando e prestando atenção na informação dita. Fono, eu suspeito que meu filho tenha TPAC, mas e agora, como é realizado o diagnóstico? A avaliação do processamento auditivo central é realizada por um fonoaudiólogo. E, devido à maturação do sistema auditivo, só pode ser realizada em crianças a partir dos 6 anos de idade.

Ana Luiza Koerich CRFa 3 - 11387 Fonoaudióloga formada pela Universidade Federal de Santa Catarina. Pós-graduanda em Neurociência Clínica. Pós-graduanda em Fonoaudiologia Hospitalar.


Atendimento clínico e domiciliar em toda Grande Florianópolis. Enfoque no atendimento de pacientes neurológicos (criança, adulto e idoso), reabilitação neurológica (AVC, TCE), doenças neurodegenerativas, demências e síndromes genéticas. Atua também com Fononcologia (atendimento de pacientes com câncer de cabeça e pescoço). Realiza cursos, consultorias e supervisões para lares geriátricos e/ou de longa permanência, assim como na área de Fonoaudiologia Educacional.


32

|

PORTAL SAÚDE

|

|

ESPECIAL CAPA

Dilemas da baixa estatura O crescimento dos filhos é uma preocupação frequente nos consultórios de endocrinologia pediátrica, gerando muita dúvida e angústia nas famílias. Quem nunca se perguntou se seu filho está crescendo bem? Quem nunca comparou a estatura do seu filho com os colegas da escola? A comparação infelizmente é inevitável e os pais têm medo que a criança possa sofrer bullying ou que seu futuro profissional possa ser abalado pela baixa estatura. Por isso vamos debater aqui as perguntas mais frequentes que vivenciamos na nossa prática da Endocrinologia Pediátrica. Qual a melhor maneira de verificar o crescimento do meu filho? O acompanhamento rotineiro com o pediatra da criança é fundamental, tantos nos primeiros meses de vida, como durante toda a infância e adolescência. É nas consultas de rotina que a criança será avaliada quanto ao seu peso e estatura. Os dados são anotados em gráficos de crescimento, sendo possível observar desvios anormais. Como saber se meu filho está crescendo bem? A melhor maneira de saber se a criança está crescendo é avaliar a quantidade de centímetros que essa criança está ganhando por ano, chamada de velocidade de crescimento, que varia conforme a idade da criança e o seu estadio puberal. Até que idade a criança cresce? Não existe uma resposta correta, pois não há uma idade comum para o término do crescimento. Cada pessoa irá crescer enquanto seus ossos tiverem cartilagens de crescimento não calcificadas independentemente da idade cronológica que ela apresente. Lembrando que as meninas param de crescer mais cedo que os meninos. Por isso o exame mais solicitado pelos endocrinologistas pediátricos é o RX de mãos e punhos para idade óssea, através dele sabemos o quanto de espaço a criança tem ainda para crescer, porém é muito importante uma análise evolutiva deste exame na puberdade para avaliar padrões de crescimento muito acelerados neste período, que podem levar a um fechamento precoce da cartilagem de crescimento e prejudicar a estatura final. A altura dos pais tem relação com a altura final da criança? Sim, a altura dos pais biológicos influencia na estatura final da criança, sendo o principal fator para determinar a altura de um adulto. Porém a genética está longe de ser o único fator, existem inúmeros outros fatores determinantes para o crescimento, entre eles: alimentação saudável, atividade física, hábitos de sono e doenças associadas.


PORTAL SAÚDE

É verdade que dormir cedo faz a criança crescer mais? Dormir cedo e dormir bem auxiliam no crescimento, é durante o período noturno que o hormônio de crescimento tem sua produção aumentada e também é no sono profundo (REM) que sua ação é mais eficiente. Quanto menor a criança, mais tempo de sono ela necessita, mas em geral a orientação é que a criança vá dormir às 21 horas, ou que no máximo até as 22 horas esteja dormindo. Como saber se meu filho precisa usar hormônio de crescimento? A deficiência de hormônio de crescimento (GH – Growth Hormone) é uma das causas de baixa estatura. Pode ser de caráter familiar e algumas vezes acompanhada de deficiência de outros hormônios. A falta de hormônio de crescimento deve ser investigada pelo endocrinologista pediátrico no caso de crianças com baixa estatura e queda na velocidade de crescimento. Como funciona o tratamento com hormônio de crescimento? Apenas uma parte das crianças com baixa estatura necessita e tem indicação do tratamento com hormônio de crescimento. É um tratamento que deve ser discutido individualmente caso a caso. O endocrinologista pediátrico, após rigorosa avaliação, indicará o tratamento para casos específicos. Costuma ser um tratamento de longo prazo, utilizado até o final do crescimento, sendo realizado através de aplicações subcutâneas (injetáveis) diárias, à noite antes de dormir. Existem outras maneiras de estimular o crescimento do meu filho? Uma alimentação saudável e equilibrada, assim como a atividade física e o sono adequado auxiliam no crescimento da criança e na saúde de uma forma geral. A que é mais importante estar atento? O mais importante é sempre estar atento ao crescimento das crianças e adolescentes e não deixar de fazer o acompanhamento de saúde de rotina com o pediatra de sua confiança. É nas consultas de rotina que a saúde da criança é avaliada de forma global e será nesse momento que dúvidas serão sanadas, desvios da normalidade são notados e, se houver alguma alteração, o pediatra irá encaminhar a criança para um endocrinologista pediátrico para uma investigação detalhada e tratamento. O quanto antes a baixa estatura ou padrões anormais de crescimento forem detectados e tratados, melhor!

Dra. Thaïs Heim CRM/SC 17373 Pediatria RQE 11678 Endocrinologia Pediátrica RQE 13897 Formação: Universidade Federal de Santa Catarina Hospital Infantil Joana de Gusmão Experiência como Fellow em Endocrinologia Pediátrica em Columbus/Ohio - EUA

| 33


34

|

PORTAL SAÚDE

|

|

ESPECIAL CAPA

Meu filho está em puberdade, e agora? A puberdade é um processo de transição entre a infância e a vida adulta. Não há idade definida para o seu início, pode começar aos 8 ou aos 13 anos, ou até mais tarde. Existe uma grande variação, entre cada criança, normalmente seguindo um padrão familiar, mas também influenciado por uma série de fatores, como psicológicos, genéticos, condições ambientais e nutricionais. Esta fase é caracterizada por uma série de alterações que acontecem no corpo da criança, como: • Surgimento de pelos • Oleosidade da pele • Odor axilar • Acne • Surgimento das mamas em meninas • Aumento do testículo em meninos e desenvolvimento genital • Aceleração do crescimento (Estirão Puberal) • Modificação da distribuição da gordura corporal • Aumento da massa muscular • Alteração na voz nos meninos • Oscilação de humor e outros. Nesse momento, observa-se um desenvolvimento físico, mas também mental e social. Os pais percebem as mudanças físicas gradualmente e estranham quando as crianças mudam o comportamento, passam a não cumprir os combinados como faziam antes, reclamam e brigam mais, querem mais privacidade e apresentam vários argumentos para tudo. Estes são sinais de que o seu filho está na puberdade, deixando a infância para trás, para entrar na pré-adolescência e é este crescimento que leva à maturidade. Deixar de ser criança, mas ainda não ser adolescente envolve muitos conflitos, físicos e emocionais. A intensidade e o tempo de duração deste período diferem de criança para criança, podendo ser encarado com mais ou menos tranquilidade. Quanto mais cedo este processo, menos preparada a criança pode estar. Para isso os pais precisam estar mais próximos, por mais que as crianças se fechem e se distanciem, é importante que os pais permaneçam próximos e procurem saber sobre seus sentimentos, angústias e preocupações. Precisamos de mais tempo com eles, pois é o convívio que traz uma interação de qualidade entre pais e filhos.


PORTAL SAÚDE

Converse com seu filho. Pergunte sobre o seu dia, seus planos e interesses, estreitando o vínculo entre vocês. Nessa fase tudo toma uma dimensão maior. Tudo é vivido intensamente, os hormônios estão nas alturas, à flor da pele. Tente não minimizar os sentimentos do seu filho, mostre empatia. Mas explique que logo esse sentimento vai passar e ele vai ver que isso que aconteceu não é o fim do mundo. As frustrações fazem parte da vida e são fundamentais para nosso amadurecimento. Não conseguiremos e não podemos controlar ou blindar suas vidas. Debatam sobre a importância de ter uma rotina, isso traz conforto e segurança para todos. Desenvolvam bons hábitos (leitura, alimentação, atividade física, sono...), isso é fundamental. Tentem se envolver mais com os interesses do seu filho. Sentem juntos para definir as atividades, obrigações e horários dele. Isso fará com que ele se sinta incluído nas decisões de sua própria vida, estimulando a autonomia e a responsabilidade. Lembrando que as regras e os limites são fundamentais para mostrar até onde eles podem ir, ensinando-os a viver em família e em sociedade. Os pais precisam ser firmes, sem serem autoritários. O diálogo é a melhor maneira de garantir a segurança do seu filho e deixar um canal aberto para incentivar o contato com bons hábitos e com conteúdos de qualidade nessa fase. Os momentos juntos são fundamentais nessa fase para fortalecer o vínculo e a relação de confiança entre vocês.

Dra. Gabriela Didoné Dantas CRM/SC 9524 Pediatria RQE 11221 Endocrinologia Pediátrica RQE 6431 Formação: Universidade Federal de Santa Catarina Hospital Infantil Joana de Gusmão Hospital das Clínicas de Curitiba / Universidade Federal do Paraná Especialização em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia- São Paulo

| 35


36

|

PORTAL SAÚDE

|

|

ESPECIAL CAPA


38

|

PORTAL SAÚDE

|

|

FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA PEDIÁTRICA

MÉTODO REEQUILÍBRIO TORACOABDOMINAL Descubra se a respiração do seu filho está alterada! Vivemos um momento em que os cuidados com a nossa saúde e das crianças precisaram ser redobrados, frente ao cenário mundial do coronavírus. Precisamos, mais do que nunca, dedicar tempo para nossa saúde, preservar nossa imunidade, aderir ao uso de máscaras, lavar as mãos com frequência, prevenir questões respiratórias e sobretudo prestar atenção à nossa respiração. Por tratar-se de um movimento involuntário, muitas vezes não tomamos consciência de como estamos respirando, ou se temos alguma dificuldade. No caso das crianças, é ainda mais difícil de perceberem ou de sinalizarem para os pais o início dos sintomas, afinal, elas querem brincar, vivenciar experiências, explorar as descobertas dos seus movimentos e, para isso, esforçam-se mesmo que sua respiração esteja alterada. As crianças estão em plena fase de desenvolvimento e, para que consigam atingir suas conquistas de maneira saudável, necessitam de energia, ou seja, respirar de maneira adequada. Preparei 10 dicas para ajudá-lo a identificar se seu filho apresenta alguma dificuldade respiratória. Seu filho apresenta: • Coriza? • Respiração ofegante? • Ronco quando dorme? • Tosse com secreção ou seca frequente? • Alteração ou afundamento da pele no tórax e/ ou barriga quando respira? • Cansaço durante alimentação? • Cansaço que limite sua brincadeira? • Dificuldade de manter a coluna ereta? • Restrição de mobilidade por questão neuromotora? • Prematuridade, sofrimento no parto, doenças neurológicas, internações recorrentes?

Se você respondeu sim para alguma das perguntas, a respiração do seu filho pode estar alterada, mas fique calmo, a fisioterapia respiratória gentil pode ajudá-lo a respirar melhor e ter mais energia para crescer e se desenvolver. O atendimento é realizado com um método de terapia manual global - Reequilíbrio Toracoabdominal, que trabalha o indivíduo como um todo, de forma lúdica e global, para que seu filho possa respirar de maneira harmônica. A aplicação da técnica consiste em um manuseio sofisticado, com o objetivo de organizar e sincronizar a respiração. Não existe contraindicação para que uma criança seja beneficiada, o atendimento é indicado em casos de infecções de vias aéreas, acúmulo de secreções, refluxo gastroesofágico, esforço respiratório, doenças que afetem o sistema neuromotor, entre outras questões que alterem a respiração. É preciso fornecer para as crianças condições de aproveitar a infância, a fisioterapia respiratória gentil proporciona realização de atividades e brincadeiras com mínimo esforço, mínimo gasto energético e máxima eficiência, sem causar dor, respeitando os limites de cada criança, oferecendo uma melhor respiração, com menor cansaço.

Julia Garzim Faria Atendimento Clínico (CIAR) e Domiciliar CREFITO 10 162198 Mestra em Fisioterapia Conceito Neuroevolutivo Bobath Reequilíbrio Toracoabdominal Professora de Cursos de Pós-Graduação em Fisioterapia


PSICOLOGIA |

|

PORTAL SAÚDE

| 41

COMO CONVERSAM A MORTALIDADE E A FELICIDADE? “Um dia vamos morrer. Mas todos os outros não.” Uma conversa entre Charlie Brown e Snoopy que nos leva a refletir sobre sentido, sobre propósito, sobre tempo para viver e tempo para morrer. A felicidade é episódica. E hoje vivemos a ditadura da felicidade constante, dos likes das postagens, do não envelhecimento e da esquiva da finitude. Desafiamos as doenças e a genética criando cremes e pílulas quase mágicas que manipulam desde nossos sentimentos, nossos hormônios, nossos comportamentos até nanopartículas em nossos níveis celulares e assim vamos nos sentindo caminhando impunes rumo à imortalidade. Quando nos deparamos com as dificuldades dos nossos corpos físicos, celulares, articulares, musculares, tendo que lidar com diagnósticos assustadores, deparamo-nos com a lida inexorável sempre à espreita: o tempo. O tempo da nossa ampulheta é inegociável e sem retorno. Não gostamos de falar do fim, especialmente porque temos dificuldade de estar presente no durante. Diferentemente de todas as demais espécies, nossa racionalidade muitas vezes nos leva para longe da compreensão da parte mais simples, que é estar presente no momento que estamos vivendo. Temos dificuldade com a conjugação do verbo viver. Deixamos muitas vezes de perceber enquanto estamos fazendo a diferença para alguém num momento, criando um sorriso, aparando uma lágrima, construindo um castelo de areia, desenhando um projeto e redesenhando se necessário, porque nos perdemos em porquês e para quês... Perdemo-nos no passado, buscando razões para nossas ações e pensamentos. Perdemo-nos no futuro que nem temos, alimentando as angústias do que precisamos ter. Afinal, precisamos nos manter jovens e felizes, emoldurados em corpos de IMCs baseados em ficção, ditaduras do séc. XXI. E precisamos, sobretudo, produzir... Somos hoje seres do fazer. O que aconteceu com o nosso existir? Buscamos o reconhecimento dos outros e muitas vezes esquecemos o real propósito para nós mesmos. Nosso fazer sem sentido é um investimento numa bolsa de valores sem rendimento de felicidade. Um empreendedorismo sem fins lucrativos quando sabemos que a vida tem sempre o mesmo final para todos nós, nossa morte. Morrer é um processo e o contrário da vida não é a morte, mas sim a indiferença com a vida. Por isso a vida não pode ser banal, fútil, inútil, pequena e sem direção. Precisamos redimensionar o que é importante. Importante

é o que a gente importa para dentro de nós. Aquilo que nos faz feliz por um instante, aquele instante em que a gente poderia parar o tempo e ali permanecer. Aquele instante que poderia não acabar. Esta é a definição de felicidade. Buscar ser um colecionador de instantes que façam sentido e tenham propósito porque o tempo não volta para perguntar se você fez o melhor por você. Descartar os excessos, redimensionar a lupa da existência. Pequenas coisas podem nos trazer o mais completo estado de felicidade e saber que estes instantes acabam nos leva a redimensionar o valor. Acreditamos tanto que se morrêssemos rápido seria melhor e pronto, nem se falava mais disso. Mas é tão difícil na vida lidar com a perda de coisas repentinamente, sem preparo. Um assalto que nos leva tudo, uma catástrofe da natureza que nos arranca um bem material, um relacionamento que acaba em desamor de repente sem explicação. Somos tão apegados! Somos apegados a nossa existência, mas o interessante e paradoxal é pensar que muita gente tem tanto medo de morrer, mas vive bebendo além da conta, fumando além da conta, comendo além da conta, sofrendo além da conta e vivendo de jeitos tão insuficientes. Investe tão mal o seu tempo. Tem tanto medo da morte, mas estão flertando tão de perto com ela. É preciso estar presente em sua vida para que a mortalidade seja uma saída pela porta da frente da sua vida. A consciência de que tudo acaba nos dá uma dimensão de nossas atitudes e escolhas. Saber que somos mortais se trata mesmo de aproveitar o tempo. Schopenhauer já dizia: na dor e na perda que se cria consciência. Medo e coragem não nos salvam do fim, mas o respeito pela morte traz equilíbrio e harmonia nas escolhas. A imortalidade física não é possível, mas a experiência consciente de uma vida que vale a pena ser vivida. Margit Mitschke Schmidt Psicóloga Formação em Psicologia Humanista e Pós-Graduação em Psicologia Positiva em fase de TCC CRP 12/07610

Rua Menino Deus, 63 - Sala 209 (Soma). Centro. Florianópolis - SC 48 3223.6072


42

|

PORTAL SAÚDE

|

|

TURISMO

BELEZA, AVENTURA E AR PURO PARA TER TUDO ISSO EM UMA ÚNICA VIAGEM, PEGUE SUA MOTOCICLETA E ENCARE A ESTRADA


PORTAL SAÚDE

Respirar ar puro está entre as melhores ações que um ser humano pode fazer. O que dizer então sobre ter uma experiência dessas, com a liberdade e interação peculiar às motocicletas, em lindas paisagens do Brasil e da América do Sul? O turismo por meio de viagens de motocicleta tem crescido cada vez mais no continente. A revista Portal Saúde separou roteiros com atrações de tirar o fôlego (haja ar puro!) e preparou dicas para embarcar nesta aventura. Embarque conosco! Preparação Toda viagem inesquecível começa muito antes da saída de casa. No caso de uma viagem em um veículo de duas rodas, por milhares de quilômetros, um bom preparo é fundamental. Neste caso, é fundamental combinar o roteiro desejado, o equipamento a ser utilizado e o estudo de todas as características da viagem. Motocicleta O contato com a natureza e a sensação mais plena de liberdade são as principais características de uma viagem de motocicleta. Por isso, não fique receoso quanto à motocicleta a ser utilizada. Todas elas cumprem muito bem o papel. A diferença entre elas, claro, será o conforto, a potência e também a facilidade de locomoção. Busque o equilíbrio. Por ser mais pesada, a moto maior pode dificultar algumas manobras, sobretudo quando o veículo está parado. Uma motocicleta muito pequena e pouco potente, porém, poderá tornar a viagem mais desconfortável. Saiba que existem motocicletas criadas especialmente para percorrer longas distâncias, são as do tipo: Touring; Sport touring; Standard; Cruiser e Big trail. Qualquer uma dessas se encaixa no padrão, por contarem com bancos confortáveis, vários alforjes e baú para guardar as bagagens, encosto de garupa, para-brisas, entre outros itens que tornam a viagem mais confortável.

| 43


44

|

PORTAL SAÚDE

|

|

TURISMO

Precauções Antes de pegar a estrada, fique de olho em itens básicos, porém essenciais. Faça uma revisão na motocicleta, fique de olho na previsão do tempo, leve na bagagem produtos de primeiros socorros e de pequenos reparos, como lâmpadas e fusíveis. O mais importante é planejar o roteiro com muito cuidado. É importantíssimo estar pronto para imprevistos. Procure planejar os abastecimentos, as paradas e os pernoites. Quando a viagem é bem planejada, sobra tempo para aproveitar as belezas e os bons momentos que o destino proporciona. Sobre o equipamento, acreditamos que é fundamental lembrar o que todo bom motociclista deve saber: use somente produtos de qualidade, como luvas, calças e jaquetas feitas de materiais resistentes e marcas conhecidas. Pé na estrada Agora que você já sabe o essencial para partir rumo à América do Sul em uma viagem por duas rodas, separamos alguns dos destinos para viagens, curtas ou longas, que poderão tornar sua experiência inesquecível. Algumas opções: Patagônia (Argentina): Lembra que falamos de ar puro no início desta reportagem? Lá no extremo sul do continente sul-americano, o ar tem uma pureza indescritível: só respirando para senti-lo. A viagem, porém, é bastante longa. O trajeto (de ida) supera os 5 mil quilômetros para os que estão nos Estados do centro-sul do Brasil. O esforço, porém, é recompensado com belas paisagens. Salar de Uyuni e La Paz, Bolívia: Desfrutar da maior reserva de sal longe de um oceano do planeta requer mais de 40 horas de estrada, em pelo menos 2 mil quilômetros de rodagem. O destino, que mescla paisagens montanhosas e desérticas, todas inóspitas, vale a pena. Serras do Sul: Já pensou em descer a serra de uma maneira que lembrará para sempre? Experimente, no mesmo passeio, passar por roteiros como a Estrada da Graciosa, que liga Curitiba a Morretes, no Paraná, a Serra do Rio do Rastro, em Santa Catarina, e a Serra Gaúcha, no Rio Grande do Sul. Rota do Sol: No Rio Grande do Norte, viaje entre Ponta Negra até a praia de Pipa. É muito mar, muito sal, muita luz. Leve muito protetor solar.


PORTAL SAÚDE

| 45


46

|

PORTAL SAÚDE

|

|

ENDOCRINOLOGIA

Dicas para fortalecer sua imunidade Com a chegada do Covid-19, um vírus novo também chamado de Novo Coronavírus, altamente contagioso e de proporções mundiais, temas como emagrecer, sintomas da menopausa e alimentação para a prática de exercício tornaram-se secundários, ou até irrelevantes. Hoje todos querem saber o que fazer para melhorar o seu sistema imunológico e enfrentar da melhor forma o desconhecido, lembrando que nenhuma vitamina ou suplementação é capaz de evitar e tratar essa infecção! Seguem 5 formas simples de melhorar sua imunidade: 1. Tenha uma alimentação equilibrada Alimentar-se bem e suprir as necessidades nutricionais do corpo é fundamental para manter uma boa saúde e as células de defesa ativas. Indica-se consumir diariamente fontes de Vitamina C (laranja, limão, gengibre), Vitamina A (cenoura, couve, abóbora) e Vitamina E (grãos, folhas verdes, óleos vegetais), importantes no combate às infecções do organismo. Beba muita água, pelo menos 2 litros de água por dia, e evite exageros alimentares (consumo excessivo de gordura, por exemplo), consumo de álcool, drogas e cigarro. Outros nutrientes que podem auxiliar o sistema imunológico são: Ômega 3 Estudos mostram que, entre seus inúmeros benefícios, está a otimização da produção de células brancas sanguíneas, estruturas responsáveis por identificar e eliminar agentes nocivos do corpo. Por isso, ele ajuda a proteger o organismo contra inflamações e infecções, auxiliando também na saúde cardiovascular e cerebral. Esse nutriente pode ser encontrado em: Peixes do mar (sardinha, salmão e atum); Sementes (chia, cânhamo e linhaça); Leguminosas (feijão, soja, ervilha e grão-de-bico); Oleaginosas (nozes, amêndoas, pistache).


PORTAL SAÚDE

Zinco Algumas células que fazem parte do sistema imunológico apresentam enzimas que são dependentes do Zinco para manter as suas funções da melhor forma, sendo que a deficiência dessa substância acarreta redução no funcionamento de algumas células responsáveis pela defesa do organismo. Ele pode ser encontrado na carne bovina, peixes, leite, amendoim, farelo de aveia, entre outros. Selênio O Selênio é importante para o sistema de defesa do corpo, afetando a função de leucócitos e células NK (Narutal Killers), importantes no sistema imune. Pode ser encontrado em diversos alimentos, como castanha-do-pará e sementes de girassol. O ideal é consumir aproximadamente 200 mg por dia de Selênio, sem ultrapassar muito esta dose. Própolis É uma substância produzida pela colméia de abelhas que ajuda na defesa do corpo contra a ação de bactérias, vírus e fungos. Além de conter propriedades antissépticas, é também bastante útil para fortalecer as funções do sistema imunológico. 2. Pratique atividades físicas Os exercícios físicos  são responsáveis por manter o corpo sempre ativo, estabelecendo uma comunicação entre o sistema nervoso, endócrino e imunológico. Mas atenção: a prática muito intensa e/ou sob pressão pode estar ligada ao aumento do estresse e da ansiedade, impactando negativamente a imunidade. 3. Tenha hábitos de sono saudáveis Assim como é importante manter o corpo ativo, também é essencial dar a ele e à mente um período de descanso. Enquanto dormimos, nosso organismo realiza ajustes essenciais para o bom funcionamento das nossas defesas naturais. A restrição de sono eleva a liberação de cortisol, um hormônio relacionado ao estresse, que em excesso pode prejudicar as reações de defesa do nosso corpo.

| 47

A indicação é respeitar os horários de sono, desligar a televisão e outros aparelhos, criando um ambiente escuro e silencioso. Evitar tomar café 6 horas antes de deitar e ler um livro são medidas que podem ajudar aos que têm dificuldade para dormir. 4. Beneficie-se da vitamina do sol A Vitamina D, também conhecida como Colecalciferol ou Vitamina do Sol, em doses adequadas no organismo, é capaz de fortalecer a imunidade, regulando proteínas antimicrobianas, responsáveis pela modificação da microbiota intestinal para uma composição mais saudável e por apoiar a barreira intestinal, além de proteger os pulmões contra infecções. A principal forma de sintetizar essa vitamina é por meio da exposição à luz solar. O ideal é ficar exposto por cerca de 15 minutos, todos os dias 5. Se for o caso, controle sua doença crônica Doenças como Diabetes Mellitus, Hipertensão e Doenças Pulmonares Obstrutivas diminuem o bom funcionamento das células do sistema imunológico, principalmente quando mal controladas. Abandone maus hábitos como tabagismo, faça uso de suas medicações corretamente e consulte periodicamente o seu médico. Por fim, mantenha bons hábitos de higiene e evite uso desnecessário de medicamentos. Seu corpo e sua mente agradecerão!

Dra. Kristhiane Di Domenico CRM/SC 10458 Endocrinologia e Metabologia - RQE 8908


48

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PERFIL REGIONAL

O Café Sombreado é daqui, eu sou daqui - “E tu? Ex daonde?” Quem é a Gisselle? Manezinha da ilha, como gosta de ser chamada, esse termo é típico daqueles que são descendentes dos portugueses das Ilhas dos Açores e ela descende, também, de família de alemães, principalmente daqueles vindos da cultura pesqueira e da extinta caça às baleias; remete às rendeiras, lavadeiras, benzedeiras, bruxas e todos os outros mistérios guardados na Ilha da Magia! Neta do agricultor, pescador e barbeiro Eupídio Ferreira e de Oscar Schmidt, desenhista do Deter, carnavalesco da extinta Sociedade Carnavalesca Tenente do Diabo – “é uma sociedade tradicional carnavalesca da cidade, fundada no dia 5 de março de 1905. Já foi mais de 50 vezes campeã do concurso de sociedades, obtendo a sequência de 9 campeonatos, entre 1970 e 1978 – por suas mãos e eu estava lá”. “Era ele quem desenhava todos os carros de carnavais e grande parte das estradas de Santa Catarina”, e “toda verba arrecadada era destinada ao primeiro hospital de Florianópolis/SC - Hospital Imperial de Caridade, onde ele fazia parte da Irmandade do Senhor Jesus dos Passos”, diz ela com todo orgulho.


PORTAL SAÚDE

Onde e como surgiu a paixão pelo café? O café sempre esteve presente na minha vida. Numa chácara no alto do Bairro da Trindade com uma casinha discreta, minha avó, “Dina F. Rodrigues Hoffmann”, rendeira de mão cheia, costumava nos esperar para o café da tarde. Enquanto a família não se reunia por completo, ela colocava os grãos de café em um pilão de madeira e moía artesanalmente o café cultivado e colhido por ela. Colocava a chaleira no fogo, o pó do café no coador de pano e esperava pacientemente pela fervura da água. Ao mesmo tempo, em seu fogão a lenha, colocava banana com casca sobre a chapa quente e a farinha, o açúcar mascavo e a canela em um tacho de ferro, o aroma era mágico. Os familiares, porém, chegavam aos poucos e se “juntavam” na cozinha, a vó assava pão, fritava linguiça, ovos e o café enchia a casa de aromas. Aromas de uma casa alegre enfeitiçada com abraços de café. O aroma penetrante que vinha da cozinha denunciava o tempo. Três horas em ponto e minha memória olfativa bate o ponteiro do apetite até os dias de hoje. A história dos grãos especiais na Ilha da Magia. A cafeicultura já foi uma atividade de expressão econômica em séculos passados em nossa Ilha. O cultivo do café foi introduzido na antiga Desterro no final do século XVIII. Na época, firmou-se então como a cultura agrícola que alcançava os melhores resultados aos agricultores, sendo essencial na principal atividade cultural da região. Essas preciosidades de sementes foram trazidas da África pelos primeiros navegadores portugueses e espanhóis, as plantas apresentavam resistência frente a esse manejo, com nível alto de adaptação e a produção de excelente qualidade. Em pouco tempo, garantia a preferência no mercado interno e europeu. O Café Sombreado figurava tão importante para Santa Catarina que

| 49

trazemos em nossa bandeira a imagem do ramo de café com nossas verdadeiras pérolas – A Fruta do Café! Existe simbologia maior que essa? Café é um alimento, café sempre foi o nosso alimento e iniciou com os especiais. Na década de 60, com a criação do Instituto Brasileiro do Café - IBC, a produção dos pequenos produtores perdeu importância em nossa ilha, bem como em nosso país, e em Florianópolis restaram poucos pés cafeeiros para consumo, ficaram alguns domésticos. “Meu avô relatava que, na época, as pessoas eram fomentadas pelo próprio governo (e eram pagas para isso) a derrubar os pés de café que haviam plantado. Erradicando, assim, os Cafés Sombreados de Florianópolis, de Santa Catarina e do Brasil”. Meu pai trabalhava no Jornal local “O Estado” e tem bem vivo em sua memória que as notícias da época eram em relação ao contrabando e fraudes sobre nossos cafés. Como não detínhamos um selo oficial que respaldasse o nosso produto no mercado externo, nossos grãos eram desviados para exportação e vendidos na Europa com selo de qualidade como café originário da Costa Rica, de Porto Rico, Martinica e Java. Nas décadas seguintes, o processo de urbanização crescente nos anos 70/80 se apresentava e as plantações eram dizimadas na área central e no entorno, restando alguns sítios ou chácaras na Ilha e, assim, os cafés especiais foram erradicados. O surgimento de um legado de amor. Em 1995, Gisselle teve a experiência de montar com sócios uma cozinha especializada no Apart Hotel Rio Branco em Florianópolis, teve a ideia de trabalhar com bebidas à base de café e sentiu a necessidade de fazer alguns resgates, mas estava longe de ter o entendimento de que cafés especiais eram, são, e sempre serão uma ciência muito complexa. “Ele estava sempre em minha memória,


|

PORTAL SAÚDE

|

|

PERFIL REGIONAL

Fotos: Vinicio Seminotti

50

mas era inimaginável que seria meu propósito de vida”. “Com ele, uni todas as minhas paixões: psicologia, fotografia e gastronomia”. Sem pretensão, estudando psicologia, teve a oportunidade de passar uma temporada na Europa e lá entrar em contato novamente com os grãos conhecidos em sua infância. Retornando ao Brasil, já sabia o que tinha a fazer: estudar cafés especiais! No Brasil, teve sua formação pelas mãos da Escola Kassai, Lucca Café do Paraná, Garam Um do Um Coffe e Léa Saldanha do Café do Mercado. Formada pela SCA Escola Americana de Cafés Especiais (Specialty Coffee Association) e SCAE Escola Europeia de Cafés Especiais (The Speciality Coffee Association of Europe) - Credenciada pela BSCA (Brazil Specialty Coffee Association). O projeto Psiquê. Em Florianópolis, a barista comanda o Café Psiquê, no Complexo Médico Baía Sul Medical Center. Tem como reputação corporativa no país: transparência e qualidade. Buscamos aprimoramento e excelência em todos os processos, desde os produtos, manuseios, atendimento e fortalecimento da equipe. Acreditamos que nosso trabalho é fruto de muitas construções em conjunto e aperfeiçoamentos, sempre seguindo esta linha entre clareza no que somos e excelência no que servimos. O projeto mais importante que nossa empresa realizou foi criar um novo conceito em servir café em hospital. Trabalhamos apenas com cafés especiais - grãos 100% arábica -, livres de defeitos, e que passam por processos de qualidade desde a fruta, o grão, a torra, até virar a bebida. Toda a sua produção engloba responsabilidade social e estimula práticas sustentáveis e mais responsáveis ecologicamente. Ao valorizar esse processo, disseminamos a cultura dos cafés especiais, valorizando sua

cadeia produtiva - que se inicia com famílias de pequenos produtores e se encerra ao chegar até os profissionais responsáveis pelo preparo do café na xícara, nossas baristas. Assim, temos certeza de que estamos entregando aos nossos clientes uma bebida de altíssima qualidade que, além de proporcionar prazer ao ser consumida, por sua complexidade e singularidade sensorial também traz benefícios à saúde. A gestão humana: O valor gerado se reflete em benefícios de impactos muito positivos. Contribuímos de maneira promissora, respeitando, valorizando e disseminando a cultura dos cafés especiais, num compromisso com a ética e a transparência. Quando incentivamos o consumo de cafés de qualidade, fomentamos a cafeicultura, estimulando práticas sustentáveis e apoiando remuneração justa à sua cadeia produtiva. E isso se reflete na cena econômica. Ninguém faz nada sozinho. Para desenvolver algo grande, importante, que nos orgulhe, precisamos atuar em equipe. Alcançar o sucesso com o esforço coletivo é muito prazeroso. Aqui somos parte de um todo. Agimos em grupo com humildade, tolerância, inteligência emocional e companheirismo, o que gera motivação e comprometimento. A nossa maior satisfação gerada pela empresa em nossos clientes externos e internos: atendemos num complexo hospitalar, ambiente de estímulos estressores, físicos e emocionais. Por isso, o Café Psiquê preza pela qualidade com acolhimento e doses de afeto. Seja com cafés especiais bem selecionados, refeições que abarcam todos os paladares ou com a atenção ao cliente. A hora do café deve nos remeter a momentos de aconchego, calma e trocas saudáveis, proporcionando sensação de bem-estar e transformando positivamente a realidade externa.


Foto: Jess Barros

PORTAL SAÚDE

Marketing e Responsabilidade Criamos o projeto “A saga do café”, a partir de inquietações conjuntas de compreender como as pessoas se relacionam com essa bebida e qual sua representatividade. Ouvindo com empatia e acolhimento, pretendemos apresentar o universo dos cafés especiais, já que é um assunto que ainda foge da leitura e da maioria dos paladares brasileiros. Em pequenos passos, levamos conhecimento e disseminamos essa cultura, por acreditar que só através do conhecimento poderemos acessar e proporcionar o alcance mais consciente de consumo. Esse projeto inicia-se no Estado de Santa Catarina e correrá mundo afora. Sua responsabilidade é social, com base em trocas e doses de informação, bons cafés e afeto. Sabe de que forma essa implantação estratégica pode ajudar a tornar sólida nossa reputação corporativa? Quanto mais as pessoas conhecerem este universo, mais consumidores conscientes teremos e, em contrapartida, isso atingirá positivamente o cenário envolvido. Nossa empresa lida com questões de ética e responsabilidade social corporativa. No Café Psiquê, as responsabilidades sociais abrangem um todo. Trabalhamos com um “baú solidário” que conquistou a simpatia dos clientes para a nossa empresa, mas também propicia renda para os funcionários e prestadores de serviço do complexo. Procuramos manter a reputação corporativa e manter uma conduta ética e responsável. O bom atendimento ainda é um desafio para a maioria das empresas brasileiras de qualquer segmento. Atender bem é proporcionar uma experiência positiva e um relacionamento durável entre o seu negócio e seu público. Partindo desse pressuposto, agimos sempre com transparência, cumprindo com nossas responsabilidades éticas e sociais, buscando sempre manter a qualidade em nossas relações e ofertar excelência em nossos produtos.

| 51


52

|

PORTAL SAÚDE

|

|

MODA E BELEZA

Por que entender as CORES que nos valorizam? ................................................................................................................ As cores falam por si e transmitem uma energia contagiante sobre quem as usa. Muito se vem falando dessa etapa da consultoria de imagem e estilo, a ANÁLISE DE COLORAÇÃO PESSOAL, importante também para o processo de autoconhecimento, assim como entender a modelagem que mais valoriza o nosso tipo de corpo, no âmbito da preocupação com a imagem e o estilo. É uma novidade que vem crescendo e sendo aperfeiçoada por profissionais das áreas criativas a fim de estabelecer métodos cada vez mais precisos de identificação e personalização para o estilo de cada pessoa. Iniciada na década de 20, através de um professor de artes da Bauhaus, a primeira escola de design do mundo na Alemanha, Johannes Itten, em seus estudos, concluiu que os alunos escolhiam cores semelhantes às suas próprias características para pintarem os quadros, ou seja, alunos com tons de pele quente escolhiam cores quentes e alunos com peles frias optavam pelos tons mais frios. Foi o primeiro artista a associar as cores de acordo com as estações do ano, um princípio do método sazonal que utilizamos atualmente. Na década de 30 foi a vez de Robert Dorr, artista americano, criar um sistema que classificava os tons de pele em quentes e frios, chamado de Dorr’s Color Key System. Em 1975, Deborah Chase descobriu a existência de três pigmentos primários que determinam a cor da nossa pele: a melanina (tom marrom), o caroteno (amarelado) e a hemoglobina (tons de rosa e vermelho da pele). E, por volta de 1940, Suzanne Cargyll, uma das pioneiras em consultoria de imagem e análise de coloração pessoal, criou o primeiro método sazonal, classificando os tons de pele conforme as estações do ano e diferenciando em 32 tipos de tonalidades. Um breve embasamento histórico torna-se importante como fonte de informação e principalmente quando falamos de um serviço “novo” que está em alta em nosso meio social atual e, de fato, gera muita curiosidade sobre como funciona o processo e como interfere em nossa vida saber as cores que mais refletem a nossa personalidade e realçam nossa beleza natural. Estudos do Fashion Institute of Technology de NY mostram que as cores influenciam diretamente nas mensagens que queremos transmitir, de formalidade e poder. Por exemplo, para gerar empatia, acessibili-

dade e casualidade, devemos optar por cores claras, suaves e quentes, se o objetivo for manter um distanciamento e formalidade, as cores escuras, intensas e frias são as mais indicadas. Uma ótima estratégia para quem ainda não conhece a sua coloração, porém, quando sabemos as cores que nos valorizam, ganhamos liberdade maior de escolha e confiança para nos apresentarmos. Sabe aquela pessoa que encontramos na rua e diz que estamos lindas e radiantes, mas não sabemos por quê? Provavelmente estávamos vestindo uma cor ou estampa que tinha o poder de realçar a nossa beleza natural. E por que não, então, aderir a todas elas no nosso dia a dia e nos sentirmos bonitas e iluminadas, sempre? Seja nas roupas que usamos, principalmente as blusas que ficam mais próximas ao rosto, acessórios ou maquiagem, podemos nos beneficiar desse autoconhecimento nos 365 dias do ano. A consultoria de cores possibilita tornar a rotina de vestir e se embelezar mais prática e funcional. Aprendemos exatamente os tons que nos valorizam, o branco ideal, o vermelho mais alaranjado ou mais rosado, um amarelo claro ou escuro, azul suave ou brilhante e poder investir no que é essencial e faz parte do nosso estilo, além de peças especiais, como vestidos de festa, casacos e acessórios importantes. No salão de beleza, temos conhecimento para direcionar o profissional para o tom de cabelo que se harmoniza com a nossa pele, a tonalidade da base, sombra e batom corretos para a nossa temperatura, quente ou fria, o esmalte que mais realça e suaviza as mãos. São detalhes pequenos e aparentemente desnecessários, mas que garantem segurança, confiança e agilidade. O objetivo principal é elucidar, nortear e termos o controle da nossa própria imagem, jamais descartar aquilo que já investimos anteriormente, e sim criar novas possibilidades de uso com as CORES da nossa essência.

Maria Luiza Ramos • Consultora de Imagem, Moda & Estilo. • Atua na área de moda prestando consultoria especializada para pessoas físicas e jurídicas, análise de coloração pessoal, compras personalizadas, produção de looks e criação de conteúdo digital de moda. @marialuizaramos Foto: Lauro Maeda


PORTAL SAÚDE

| 53


54

|

PORTAL SAÚDE

|

|

CURIOSIDADES

HELICÓPTEROS Táxi aéreo deixa de ser luxo e ganha mercado no Brasil Voar deixou de ser um luxo no mundo dos negócios e, para muitos empresários, é uma forma rápida e segura de realizar seus compromissos nas grandes metrópoles. São Paulo conta com a maior frota de helicópteros do mundo, com 470 aeronaves executivas dos mais diversos modelos para atender não apenas os executivos, mas também para viagens de lazer e fugir do congestionamento que atinge diversas cidades. Os helicópteros mais encontrados no mercado possuem capacidade de transportar de 3 a 8 passageiros com valores que variam de R$ 1.500,00 a 12.000,00 (hora/voo), de acordo com o modelo da aeronave. O Augusta a109, modelo fabricado na Itália, com capacidade de 6 passageiros, voa a uma velocidade de 240 km/h, na qual faria de São Paulo ao Rio de Janeiro em até 1h45min, com um custo de R$ 9.000,00 a hora de voo. Parece um valor alto, mas, se você dividir este valor entre os passageiros, verá que pode ser mais barato e rápido que um avião (analisando a logística de embarque e desembarque, entre outros fatores, é mais rápido que avião). Hoje, na capital paulista, contamos com 70 helipontos nos mais diversos endereços pela cidade.


PORTAL SAÚDE

Entrevistamos o empresário César Federmann, proprietário da CAF Táxi Aéreo, e nos conta com mais detalhes sobre o fretamento de helicópteros em São Paulo e no Brasil. 1. Quando surgiu a crescente procura pelos helicópteros no Brasil? O caótico trânsito e a insegurança crescente das cidades abriram, desde há muitos anos, um favorável ambiente para a solução aérea de helicópteros. Todas as previsões são de que o mercado deve continuar a crescer. 2. Você recentemente adquiriu o primeiro AIRBUS H145 T2 VIP para 8 passageiros. Um investimento seguro e promissor, qual a área de atuação da CAF? A aviação tem uma contínua evolução. No passado, o padrão eram helicópteros monomotores a combustão (como automóveis). Seguiram-se a esta fase os monoturbinas e, em seguida, os biturbinas (que podem voar por instrumentos). O E145 T2 da CAF é o primeiro e único biturbina capaz de transportar 8 passageiros confortavelmente (full passageiros) mais a tripulação (2) com disponibilidade de potência de full tanque e full bagagem. Isso representa maior segurança, agilidade (alcance maior de autonomia), além da última geração de “aviônicos”, o que permite afirmar a melhor operação que existe no mundo! Trata-se do maior helicóptero biturbina a operar em helipontos elevados (sobre edifícios), oferecendo maior conforto e agilidade aos seus clientes. 3. Quantos voos mensais são realizados e quais os principais destinos? Como a CAF é uma operadora legal, ela opera predominantemente para empresas que exigem total cumprimento das rígidas normas de voo. Assim sendo, voamos cerca de 100 horas por mês por aeronave predominantemente nos dias de semana. Nos fins de semana, a operação sofre significativamente a competição de “operações piratas” (aeronaves particulares chamadas de TACLA - táxis aéreos clandestinos e, portanto, irregulares) que, por não absorverem custos e exigências legais, oferecem preços enganosamente mais baixos que sensibilizam voos de particulares, mais expostos a cotações por vezes pouco mais baratas. 4. Negócios ou lazer, como desmistificar este mercado considerado de luxo para a população? Quanto vale uma produtividade maior nos seus negócios? Quanto vale dobrar o tempo de lazer num fim de semana? Por exemplo, São Paulo - Ilhabela tem voo de 30 minutos de ida e outros 30 de volta via helicóptero, enquanto de carro o percurso leva 8 horas. Para este último caso, perde-se meio período de um fim de semana para ir e outro para voltar. Pode-se então afirmar que grande parte de um fim de semana se passa dentro do carro. Diria que um fim de semana utilizando o helicóptero equivale a 2 dias de carro. 5. Quais requisitos é necessário verificar antes de fretar um helicóptero? Se é um táxi aéreo regular, em que tipo de aeronave se vai voar, sabendo que os únicos helicópteros que voam por instrumentos são os biturbinas. Isso quer dizer que os horários, nestes casos, são cumpridos (nos outros, pode-se ir ao destino e, caso o tempo mude, não se volta como previsto, tendo-se que mudar o horário ou mesmo a maneira de voltar). Fotos: Assessoria

| 55


56

|

PORTAL SAÚDE

|

|

BREVES

Nossos parceiros sempre fazendo a diferença. A Incentivar Brinquedos Educativos presente no cotidiano e aprendizado das crianças.

Bolo da Madre tornando ainda melhores nossas reuniões.

CIAR em Ação do Dia das Mulheres. Diretores da Revista Portal Saúde Florianópolis prestigiando uma manhã maravilhosa com os fundadores do CIAR Floripa, Ana e Paulo.

Dra. Mariana Barbato no lançamento de um novo preenchedor em Brasília-DF, março/2020.

Júnior Favoreto - Diretor de Franchising e Henrique Attilio - Diretor Comercial celebram a abertura da nova sede da Franqueadora Revista Portal Saúde.

Bastidores da produção de capa da Revista Portal Saúde junto ao fotógrafo Lauro Maeda.

Nossa Diretora Comercial, Gabriella Sandim, e a Dra. Lilian Schwanz. Momento marcado por muita alegria e satisfação vendo o resultado da edição de dezembro de 2019. O ano se encerrou com chave de ouro.

Nutricionista Luciana Castanha em seu novo consultório.


58

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PORTAL SOCIAL

Corrida exclusiva comemora Dia Internacional da Mulher em Floripa O Dia Internacional da Mulher foi festejado com uma corrida de rua só para elas na Capital. A Corrida Mulheres na Pista reuniu 1.250 pessoas no dia 8 de março, na Beira-mar Continental, no Estreito. Aprovada pelas participantes e com distâncias diferentes das tradicionais, a prova teve corrida adulto e kids, kangoo e caminhada.


60

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PORTAL SOCIAL

Momento Mamãe CIAR Promovendo com carinho e cuidado o protagonismo feminino A celebração do dia 8 de março se tornou ainda mais especial com a ação do CIAR, cuidando das mães com tanto carinho e zelo durante uma vivência em Psicomotricidade Relacional. Em uma manhã especial essas mulheres foram homenageadas pela força, intensidade e determinação com que têm se lançado ao mundo, sem perder a essência do feminino, ou seja, a sua capacidade de criar, cuidar e nutrir afetivamente.


62

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PORTAL SOCIAL

Orionópolis Catarinense, referência em cuidado em Santa Catarina A Orionópolis Catarinense é uma entidade de Assistência Social sem fins lucrativos que presta Serviço de Proteção Social Especial de Alta Complexidade. Atualmente, acolhe adolescentes, adultos e idosos com deficiências físicas e mentais em situação de vulnerabilidade social. Proporciona, além de cuidados de saúde e reabilitação, o desenvolvimento biopsicossocial da pessoa com deficiência. Para doações ligue: (48) 3343-0087.


64

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PORTAL MÉDICO

Dr. Fábio Branco

Dra. Thaïs Heim

Cirurgião Vascular e Ecografista com Doppler Vascular - RQE 9593 CRM/SC 17583SC

CRM/SC 17373 Pediatria RQE 11678 Endocrinologia Pediátrica RQE 13897

Instituto F. Branco: Rua Heitor Blum, 310 - sala 902 Edificio Vitória Office - Estreito Florianópolis - SC

Av. Mauro Ramos, 1450 Edifício Platinum Tower, sala 503 Florianópolis - SC

48 3364.5179 | 98487.9366

48 3024.5312 pág. 32

Dr. Gustavo Frode Machado Vieira

Dr. Luciano Manoel Martins Kroth

CRM/SC 16834 Mastologia - RQE 14190

Ortopedia e Traumatologia CRM/SC 8377 - RQE 3831 Área de Atuação: Pé e Tornozelo

Clínica Integrada Climama: Rua Madalena Barbi, 125 Centro - Florianópolis 48 3322.0000

Centro de Tratamento Ortopédico Florianópolis: Rua Capitão Amaro Seixas Ribeiro, 58 Santa Mônica - Florianópolis - SC 48 3364.0800 pág. 12

Dra. Gabriela Didoné Dantas

Dra. Lilian Schwanz Lucas

CRM/SC 9524 Pediatria RQE 11221 Endocrinologia Pediátrica RQE 6431 Av. Mauro Ramos, 1450 Edifício Platinum Tower, sala 503 Florianópolis - SC 48 3024.5312

CRM/SC - 9071 Psiquiatria - RQE 14261 Psiquiatria da Infância e Adolescência - RQE 5933 Avenida Rio Branco, 404 Torre 2, SALA 806 - Centro Florianópolis - SC 48 3225.3699

pág. 32

Dra. Kristhiane Di Domenico

Dra. Mariana Barbato

CRM/SC 10458 Endocrinologia e Metabologia RQE 8908 Av. Mauro Ramos, 1970 - sala 513 Centro - Florianópolis - SC

CRM/SC 10877 Dermatologista RQE 6741

Clínica Barbato: Rua Ferreira Lima, 238 Centro - Florianópolis - SC 48 3223.6891 | 48 99933.7000

48 3224.7803

pág. 46

Dr. Henrique Riggenbach Müller CRM/SC 9116 Cirurgião Plástico - RQE 6070

Clínica Müller: Av. Rio Branco, 691 sala 402 - Executivo Atlantis Centro Florianópolis - SC

pág. 22

Dra. Sabrina Aroucha CRM/SC 20291 Nefrologia Pediátrica RQE - 16878

CAIC Clínica de Atendimento Integral da Criança: Rua General Liberato Bittencourt, 1475, sala 415, Edifício Globo Tower Canto/Estreito - Florianópolis - SC 48 99109.6553

48 3225.2758 | 48 99145.2758 pág. 07


PORTAL DOS PROFISSIONAIS

|

|

PORTAL SAÚDE

| 65

PODOLOGIA Marisbela Oliveira Rua Capitão Amaro Seixas Ribeiro, 58 Anexo ao Centro de Tratamento Ortopédico Florianópolis Santa Mônica - Florianópolis - SC

48 98490.4281

FONOAUDIOLOGIA Ana Luiza Koerich Atendimento domiciliar

48 99903.7516

FISIOTERAPIA Cristiane Tivanello Rua Menino Deus, 63 Baía Sul Medical Center - Sala 403 Florianópolis - SC

48 99933.9016

Gisele Kiyoko Takaki Rua General Liberato Bittencourt, 1475 Sala 415, Edifício Globo Tower. Canto/Estreito - Florianópolis - SC

48 98496.6664

Julia Garzim Av. Santa Catarina, 1589 Estreito - Florianópolis - SC

48 99807.5092

NUTRIÇÃO Luciana Castanha Rua Monza, 226 - Sala, 711 PME - Business Tower Pagani - Palhoça - SC 

48 99126.1410

PSICOLOGIA Margit Mitschke Schmidt Rua Menino Deus, 63 - Sala, 209 Centro - Florianópolis - SC

48 3223.6072


Profile for Revista Portal Saúde

REVISTA PORTAL SAÚDE 7º EDIÇÃO FLORIANÓPOLIS  

Advertisement
Advertisement
Advertisement