__MAIN_TEXT__

Page 1


PORTAL SAÚDE

|

|

ÍNDICE

20

Ter qualidade de vida é também manter-se bem informado 48 20 | Editorial

2019. Começando mais um ano • Paulo Moro

22 | Estética

Cabelos: Novidades em 2019 • Dr. Aires

26 | Nutrição

Nutrição Funcional: Coadjuvante no tratamento da Síndrome do Ovário Policístico • Géssica Fraga

28 | Ginecologia e Obstetrícia

Pare de adiar a maternidade • Dra. Juliana Abrão

30 | Pediatria

Como cuidar da criança doente • Dra. Manuela Cordeiro

32 | Psicologia

Não permita que tirem sua liberdade emocional • Brisa Rigo

34 | Psiquiatria

Síndrome do Pânico • Dra. Rafaela Untar

36 | Ortopedia Pediátrica

A criança que manca: Claudicação • Dr. Leonardo Lotufo Bussiki

38 | Fisioterapia 60

Movimentação Passiva Contínua (CPM) e seus benefícios • Dra. Beluce Monteiro • Dr. Anilton Queiroz

39 | Ortopedia e Traumatologia

A sarcopenia e o risco de fraturas no idoso • Dr. Nauro Hudson Monteiro

42 | Cirurgia Plástica

Cirurgia Plástica e procedimentos minimamente invasivos • Dra. Lucyanne Marques Luz

44 | Cardiologia

68

Coração X Carnaval • Dr. Arsenio S. Oliveira • Dr. Bruno Baranhuk • Dr. José Almir Adena


72

Saúde e estética são sinônimos de bem-estar

46 | Urologia

Impotência sexual masculina tem tratamento • Dr. Walid Khalil

48 | Personalidade

Velocidade nas pistas, em casa, um pai de família • Cacá Bueno

52 | Ginecologia e Obstetrícia

Tirando as dúvidas sobre implantes hormonais • Dra. Roberta Coelho

56 | Cirurgia Plástica

Cirurgia íntima feminina • Dra. Beatriz Formighieri

58 | Psiquiatria

A evolução do tratamento da depressão • Dr. Mario V. Martello

60 | Especial Capa

O padrão de beleza e a odontologia moderna • Dr. José Renato G. Tetilla

76

80

68 | Curiosidades

Doação compartilhada de óvulos • Dr. Georges Kabouk

70 | Comunicação

Sobrinho-neto de Marechal Rondon, Gino Rondon desbrava o Brasil como palestrante. • Gino Rondon

72 | Gastronomia

Talavera Bar e restaurante

76 | Turismo

Salar de Uyuni. Um mar de sal e de belas paisagens

80 | Perfil Regional

Referência em Cardiologia há mais de 30 anos • Dr. José Almir Adena

84 | Moda e beleza

Seja sua melhor versão em 2019 • Naita Mello

84


14

|

PORTAL SAÚDE

|

|

EXPEDIENTE

Revista Portal Saúde Cuiabá - MT

REVISTA PORTAL SAÚDE Cuiabá Eireli - ME CNPJ: 27.212.436/0001-09 Tel. 65 99998.6003

Revista Trimestral: Fevereiro/2019 | Ano 2 | Edição 8 DIRETOR COMERCIAL

Paulo Moro DIRETOR COMERCIAL E CONSELHO EDITORIAL

Henrique Attilio DIRETOR DE FRANCHISING

Junior Favoreto

MATÉRIAS E ANÚNCIOS: Paulo Moro | 65 99998.6003 cuiaba@revistaportalsaude.com.br revistaportalsaude.com.br Sede: SÃO PAULO - SP E-Tower - Rua Funchal, 418 - 35º andar Vila Olímpia - CEP: 04551-060 Tel: 11 3521.7318

DIRETOR DE SOCIAL MEDIA

Rafael França GESTORA DE CONTEÚDO

Gabriella Sandim DIRETORA DE ARTE

Larissa Veiga

Franquias: CAMPO GRANDE - MS Diretor Comercial Henrique Attilio comercial@revistaportalsaude.com.br DOURADOS - MS Diretor de Vendas Willian Rorato dourados@revistaportalsaude.com.br

GESTOR DE MÍDIAS SOCIAIS

Alexandre Kenji ASSESSORA DE FRANCHISING SUPORTE DE FRANQUIAS

CUIABÁ - MT Franqueada Evelyn Kerr cuiaba@revistaportalsaude.com.br

Wanessa Merel SUPORTE DE FRANQUIAS CAPA:

Instituto Tetilla: O padrão de beleza e a odontologia moderna

Karla Arguelho ADMINISTRATIVO

Dr. José Renato G. Tetilla Dentista CRO/MT 4734 FOTO DA CAPA:

Prisciela Pereira

SORRISO E LUCAS DO RIO VERDE - MT Franqueados Achilles Parma e Fernando Parma Timidati nortemt@revistaportalsaude.com.br

DIRETOR DE CRIAÇÃO

Thiago Britez

Revele Projetos Fotográficos LOOK CAPA: Dr. José Renato G. Tetilla veste look total Ricardo Almeida por Corpo e Arte Homem

SINOP - MT Franqueados Achilles Parma e Fernando Parma Timidati nortemt@revistaportalsaude.com.br

DIRETOR DE ARTE

CASCAVEL - PR Franqueados Bryan Carvalho e Joilson Lobato cascavel@revistaportalsaude.com.br

Vitor Obede DIRETOR DE ARTE

CENÁRIO: Artefacto Cuiabá

Fernando Cabral

AMBIENTE ASSINADO PELOS ARQUITETOS: Karol Boaventura e Vitor Hugo Barros

DIRETOR DE ARTE

Uimer Freire

UMUARAMA - PR Franqueado Joilson Lobato umuarama@revistaportalsaude.com.br LONDRINA - PR Franqueados Roberto Fogaça e Michele Martins londrina@revistaportalsaude.com.br

DEPARTAMENTO JURÍDICO

Nilton Giuliano Turetta REVISOR ATENDIMENTO AO LEITOR:

Ricardo Joerke

PARTICIPE DA REVISTA:

FOTÓGRAFOS:

O que você gostaria de ler na próxima edição? cuiaba@revistaportalsaude.com.br TELEFONES DE CONTATO:

65 99998.6003 | 65 99997.6003 FACEBOOK:

portalsaudecuiabaoficial

Fabio Vicente Fernando Martin Luiza Araújo Marcio Ishizuka Objetiva Fotos Paulix Filmes Revele Projetos Fotográficos

INSTAGRAM:

JORNALISTA RESPONSÁVEL:

portalsaudecuiabaoficial

Eduardo Miranda - DRT 166 Henrique Attilio - DRT 947

SITE:

revistaportalsaude.com.br

MARINGÁ - PR Franqueado Allan Candido maringa@revistaportalsaude.com.br PONTA GROSSA - PR Franqueados Claudinéia Donha e Alessandro Donha pontagrossa@revistaportalsaude.com.br TOLEDO - PR Franqueados Bryan Carvalho e Joilson Lobato toledo@revistaportalsaude.com.br FLORIANÓPOLIS - SC florianopolis@revistaportalsaude.com.br MOGI DAS CRUZES - SP Franqueados Samuel Lóia e Leandro Lóia mogidascruzes@revistaportalsaude.com.br

CIRCULAÇÃO: BAIXE NOSSO APLICATIVO:

App Store e Google Play

Cuiabá e Região MT COLABORARAM COM ESTA EDIÇÃO:

Cacá Bueno Dr. José Almir Adena Restaurante Talavera

Uma nova edição, criada especialmente para você.

BANCO DE IMAGENS:

Shutterstock, Inc. Depositphotos Inc. iStockphoto LP.

AS MATÉRIAS E IMAGENS VEICULADAS SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. ARTIGOS ASSINADOS NÃO REPRESENTAM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DA REVISTA PORTAL SAÚDE.


20

|

PORTAL SAÚDE

|

|

EDITORIAL

2019

COMEÇANDO MAIS UM ANO

Finalmente, 2019 chegou e, junto com ele, uma grande expectativa para muitos. Política com novos ares, muitas mudanças acontecendo e sempre, começo de ano, planejamos coisas novas, estabelecemos metas, não é verdade? E, por falar em novo, estamos aqui mais uma vez, trazendo novos conteúdos, formato repaginado, mas uma coisa não muda em nós: a seriedade. Preocupamo-nos sempre com trazer ao nosso leitor, peça fundamental, profissionais gabaritados e empresas sérias, para que o que levamos a você tenha sempre CREDIBILIDADE. Para Perfil Regional desta edição, convidamos o cardiologista Dr. Almir Adena, já conhecido de longa data por muitos. Ele conta, nesta edição, como é comemorar 35 anos atuando em Cuiabá como uma das maiores referências em cardiologia. Não deixe de conferir também nossos conteúdos de gastronomia e turismo e, claro, nossa personalidade nacional, Cacá Bueno, as matérias estão incríveis. Aproveitando a oportunidade, queremos agradecer ao dentista Dr. José Renato G. Tetilla, capa desta edição, por, de pronto, aceitar o convite para dividir conhecimento conosco, trazendo um tema tão interessante e em alta, que são as melhorias na estética do nosso sorriso.

Paulo Moro Diretor Comercial Portal Saúde - Cuiabá


PORTAL SAÚDE

|

|

TRANSPLANTE CAPILAR

NOVIDADES EM 2019 ...................

|

CABELOS

22

A Clínica Aires, em seu departamento Aires Capilar, traz para 2019 inúmeras novidades em tratamentos, frutos de estudos e recentes participações em eventos mundiais de estética e terapia capilar em que o Dr. Aires esteve no fim de 2018 e início de 2019.


Teste genético. A realização do teste genético, que é realizado fora do país, é uma realidade em Cuiabá e que já é feito na clínica e possibilita que muitos pacientes saibam da gravidade e prognóstico, e assim possam decidir, junto com o médico, a linha de tratamento personalizada para seu caso. Tratamentos tópicos e orais: Já bastante conceituados, agora novos medicamentos, como fatores de crescimento, têm surgido e novas formas de aplicação também. Um deles, o SmartPen®, é um dispositivo de aplicação que rompe a camada superficial da pele que antes dificultava a entrada dos fármacos até a raiz, e assim leva os ingredientes até camada profunda da pele, onde o cabelo está ficando doente, melhorando muito a ação destes. Tratamentos em laboratórios capilares: • MesoHair capilar. Esta técnica permite aplicar as substâncias diretamente próximas da raiz dos cabelos; as novas drogas bloqueiam a morte acelerada dos fios, aumentando o volume de fios. Hoje existem até medicamentos que combatem os fios brancos. • LED HAIR - Laser de baixa intensidade. Por mecanismo de fotobioestimulação, ele tem ação anti-inflamatória e vasodilatadora, excelente para casos causados por estresse e genéticos. É um dos pre-

feridos do Dr. Aires e faz muito sucesso e tem sido adotado como rotina em todos os pacientes que fazem transplante na clínica em Cuiabá. Este equipamento faz parte das novidades de 2019, lançado no último congresso americano de dermatologia, e já foi adquirido pela clínica. • Transplantes: Transplante imediato capilar TICAP-FUE®. É uma nova técnica (FUE) de obtenção individual dos fios da área doadora, sem necessidade de cirurgia. Os cabelos para o transplante são extraídos e selecionados usando realidade aumentada com potentes aparelhos de microscopia óptica fio por fio. A técnica requer normalmente afastamento de um dia do serviço e o paciente já sai com todos os fios transplantados na área calva; na área doadora, eles voltam a crescer e é quase impossível hoje reconhecer quando o paciente o faz. Está indicado para qualquer grau de calvície, deixando resultados naturais e com rápida recuperação. Lembrando que os fios são do próprio paciente e devem ter os mesmos cuidados do dia a dia, após o TICAP-FUE®. Devendo ser aparados normalmente, não dão rejeição, são naturais, pois são do próprio indivíduo, e não voltam a cair. Vantagens da Técnica FUE. • Não deixa uma cicatriz linear na área posterior, possibilitando o uso de cabelos bem curtos após a cirurgia. • Maior adesão pelos pacientes. • Não há necessidade de internação. • Pode ser repetida para novas sessões. • Recuperação pós-operatória mais rápida. • Pode corrigir cicatrizes no couro cabeludo, inclusive aquelas deixadas por uma cirurgia de transplante capilar convencional.

........................ Dr. Aires Médico CRM/MT 4000


26

|

PORTAL SAÚDE

|

|

NUTRIÇÃO

NUTRIÇÃO FUNCIONAL COADJUVANTE NO TRATAMENTO DE SÍNDROME DO OVÁRIO POLICÍSTICO

A síndrome do ovário policístico (SOP) é caracterizada pelo excesso de hormônios andrógenos, disfunções ovulatórias e mudanças morfológicas nos ovários, caracterizadas por múltiplos cistos. As principais possíveis alterações metabólicas são: dislipidemias, obesidade, hiperinsulinemia, resistência à insulina (que poderá desencadear oleosidade, acne, pelos em excesso, queda de cabelo, mudanças de humor, ansiedade e compulsão por doces/ carboidratos). As pacientes diagnosticadas atualmente são tratadas de forma medicamentosa, conforme a orientação de seu médico e mudanças no estilo de vida. Uma alimentação pobre em carboidratos simples, alimentos refinados, gorduras saturadas e com aumento no consumo de alimentos de baixo índice glicêmico são a chave para o tratamento da SOP. A nutrição pode agir modulando alguns fatores da SOP, como os inflamatórios e imunológicos. Pode ainda potencializar o processo de destoxificação hepática, favorecendo a eliminação de toxinas endógenas e ambientais, e também corrigir deficiências nutricionais. Géssica A. Fraga Nutricionista CNR1 9139 Mestrado em educação física UFMT Pós-graduada em nutrição clínica -VP Pós-graduanda em materno infantil VP

Orientações da nutri • Diminuir o consumo de carboidratos refinados (pães, arroz branco, bolos recheados). • Diminuir o consumo de leite e derivados (aumentam a resistência à insulina). • Além de aumentar o consumo de carboidratos integrais, sempre os consumir associados a um alimento fonte de “boa” gordura ou fibras. • Não consumir adoçantes: mesmo sem calorias, eles aumentam a produção de insulina e favorecem o paladar em querer algo mais doce. • Consumir frutas, de preferência, na cor vermelha, ricas em antioxidantes. • Aumentar para 03 porções ao dia de legumes e verduras. • Evitar alimentos industrializados (mesmo os lights, diets), quanto mais natural, melhor. • Consumir carnes vermelhas apenas 1 vez na semana. • Caprichar no consumo de temperos e ervas anti-inflamatórios como gengibre, canela, cúrcuma, pimenta cayena. • Consumir fontes de inositol: frutas cítricas (exceto limão), feijão preto, grãos integrais, oleaginosas e melão cataloupe. • O consumo de fontes de vit D deve ser no mínimo semanal (óleo de fígado de bacalhau, óleo de salmão, peixes, ovo cozido). • Consumir 40 g de amêndoas e nozes pelo menos 2 vezes na semana (diminui os níveis de LDL e androgênios livres e aumenta SHBG).


28

|

PORTAL SAÚDE

|

|

GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

PARE DE ADIAR

A MATERNIDADE! ESTAMOS VIVENCIANDO UMA MUDANÇA NO PADRÃO DE COMPORTAMENTO REPRODUTIVO DAS MULHERES. SE QUALQUER UMA DE NÓS PARAR E OLHAR NOSSAS AVÓS E ATÉ ALGUMAS DE NOSSAS MÃES, FICA FÁCIL PERCEBER QUE ELAS ELAS, EM SUA GRANDE MAIORIA, ATÉ OS VINTE E POUCOS ANOS TINHAM TODOS OS SEUS FILHOS.

Hoje a maternidade foi passada para os trinta anos, com tendência a trinta e cinco, chegando em alguns casos aos quarenta anos e até passando disso. Isso se deve em grande parte ao crescimento das mulheres no mercado de trabalho, à busca pela independência e principalmente à tão desejada realização em todos os setores da vida. Mas quer saber? Os sonhos não têm limites, mas a fertilidade sim. A reserva ovariana de cada mulher é limitada e cada uma tem uma resposta individual. Por isso existem casos de gravidez espontânea aos quarenta anos e menopausa precoce aos trinta e poucos.

coisas vão se desajeitar, vai ficar tudo bagunçado por um tempo, mas aos poucos tudo vai se acalmando e você terá a oportunidade de conquistar tudo que deseja. E você vai desejar muito mais. E terá muito mais motivo e força para correr atrás dos seus sonhos. Então, se eu pudesse dar um conselho a vocês, como obstetra e como mãe: Revejam suas prioridades e parem de adiar a maternidade. Dentro do seu contexto de vida, decida o que, neste momento, pode ser deixado para daqui a pouco. Não perca a chance de conhecer esse amor avassalador.

É muito comum algumas mulheres procurarem a consulta ginecológica querendo realizar todos os exames para ter certeza de que não terão dificuldade para engravidar quando quiserem, na tentativa de adiar um pouco mais a maternidade. Mas não há garantias. Sabemos que existem algumas doenças que aumentam o risco de infertilidade ou dificultam a gestação como a endometriose e o ovário policístico, porém, só temos a certeza de que uma mulher terá ou não dificuldade para engravidar quando de fato ela tentar engravidar. Muitas mulheres têm medo da maternidade, e com isso estão adiando e até repensando se querem ser mães por planos e sonhos ainda não conquistados. Mas a maternidade não é o fim da linha, existe vida após a maternidade. E uma vida muito melhor. As

Drª Juliana Oliveira Abrão CRM/MT 6762 I RQE 3403 Ginecologista e Obstetra Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Sociedade Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Docente do Curso de Medicina na Universidade Federal de Mato Grosso. Preceptora Ambulatório de Pré Natal de Alto Risco - Hospital Universitário Júlio Müller. Foto: Revele Projetos Fotográficos


30

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PEDIATRIA

COMO CUIDAR DA CRIANÇA DOENTE

Dra. Manuela Cordeiro CRM/MT 5943 Pediatra - RQE 2640 Foto: Fernando Martin

A doença representa um momento difícil e delicado para a criança, seja pelo desconforto que causa, seja pelas situações que gera, tais como procedimentos dolorosos devido a internações, a realização de exames e o uso de medicamentos injetáveis. Por isso é necessário que os pais mantenham o equilíbrio, administrem as suas emoções e conservem a tranquilidade, para que sejam capazes de prestar apoio e cuidados necessários ao filho, e também observar a evolução da doença, detectando piora dos sintomas ou possíveis complicações. O uso de medicamentos sem prescrição médica deve ser evitado, não só pelos riscos implicados na automedicação, mas também porque a criança se encontra em fase de desenvolvimento, sendo mais sensível aos remédios e apresentando maior risco de toxicidade. A dose da medicação deve sempre ser ajustada pelo pediatra conforme a doença, faixa etária e peso da criança. Durante episódios de doenças, as crianças modificam o seu comportamento de forma global e se tornam mais apáticas, irritadas e choronas. O apetite diminui, comprometendo a hidratação e a nutrição, caso a duração da doença seja mais prolongada. Quando apresentam febre, o metabolismo do corpo aumenta a respiração e os batimentos cardíacos se tornam mais rápidos, podendo deixar a criança mais prostrada e desconfortável. Para minimizar os prejuízos da doença sobre a saúde da criança, algumas estratégias podem ser adotadas: mantenha os cuidados higiênicos habituais; deixe a criança em ambiente limpo, fresco e ventilado; permita que a criança repouse de acordo com sua necessidade; proporcione lazer através de brincadeiras que exijam esforços mínimos; aumente a oferta de líquidos, principalmente água; estimule a criança a se alimentar, respeitando sua aceitação; mantenha sua alimentação habitual (ou a dieta orientada pelo pediatra), ofereça alimentos de que a criança mais gosta para garantir a aceitação mesmo que seja mínima; evite chorar e demonstrar preocupação excessiva porque a criança pode interpretar como sinal de gravidade e ficar com medo; em caso de doença contagiosa, permaneça com a criança em casa pelo tempo necessário para aquela doença e só retorne às suas atividades habituais quando, de acordo com a orientação do pediatra, já não houver risco de transmissão para outras pessoas; observe rigorosamente o aparecimento de novas alterações e se comunique com o pediatra, caso ocorram. Seguir as orientações do pediatra quanto a restrições durante a doença e ao uso correto de medicamentos é de fundamental importância para o sucesso do tratamento. Colabore sempre com a equipe de saúde caso seja necessária internação ou algum procedimento/ exame.


32

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PSICOLOGIA

Não permita que tirem a sua

liberdade emocional...

Sabe quando você consegue e aí, de repente, alguém vem querendo lhe mostrar o contrário? Então, não permita, não aceite, não pegue para você o que lhe fará mal e o fará retroceder! Aceite o sentimento e passe por ele, siga em frente, não acate o que não lhe pertence mais! Em alguns momentos, a única coisa que você pode fazer é desligar-se da situação e/ou da pessoa!!! Se você construiu sua segurança emocional, não permita que o convençam do contrário só porque você tem as suas sensibilidades; nesses momentos, a sensibilidade maior deve ser consigo mesmo! Por motivos diversos, podemos acabar desenvolvendo a codependência emocional, em que nos tornamos prisioneiros dos problemas alheios, das situações do passado, de coisas das quais podemos ter dificuldade em nos desprender, e acabamos alvos fáceis de manipulação de pessoas ao redor, ficando presos nesse ciclo de preocupação, ressentimento e culpa, e assim só nos causando sofrimento...

2. Se tiver que se distanciar de pessoas que não conseguem entender que você possui a sua vida, distancie-se, respeite-se em primeiro lugar; 3. Não espere que o outro o compreenda, o importante é você se compreender; 4. Entenda que ser pacífico é bem diferente de ser passivo, em alguns momentos você precisará ser firme em seus posicionamentos; 5. Aprenda que, para ter um posicionamento, nem sempre é necessário que tenha uma conversa cheia de explicações; às vezes, o importante é a sua atitude consigo mesmo; 6. E o mais importante: permita-se ser livre, aprenda sobre o desligamento emocional e seja feliz com a realidade que você possui, não tente mudar o outro, olhe para dentro de você em todos os momentos em que alguém tentar roubar a sua paz, pois esse será o momento em que precisará praticar o seu autoamor e, assim, ser livre de qualquer sentimento negativo em sua vida.

Seguem 6 dicas básicas para sair desse ciclo negativo de sua vida:

A terapia o ajuda muito nesse processo, se assim permitir.

1. Tenha a consciência de que cada pessoa é responsável por si mesma, isso engloba seus sentimentos, pensamentos e ações;

Brisa Luara Rigo Miranda Psicóloga e Coach - CRP/MT 00941 Graduação em Psicologia pela UNIC Pós-Graduação em Gestão de Pessoas pela UNIC Formação em coaching pelo IBC - Instituto Brasileiro de Coaching


34

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PSIQUIATRIA

SÍNDROME DO A síndrome do pânico se caracteriza pela ocorrência espontânea e inesperada de ataques de pânico, isto é, períodos distintos de medo intenso e acompanhados de sintomas físicos. A condição se desenvolve com mais frequência em mulheres e adultos jovens, sendo a principal idade de ocorrência por volta dos 25 anos. Os sintomas de uma crise de pânico aparecem subitamente, sem causas aparentes ou por meio de ansiedade excessiva motivada por algum estresse, perdas, aborrecimentos ou expectativas. Após as crises, a pessoa pode desenvolver medos irracionais dessas situações e começar a evitá-las. O paciente apresenta um período distinto de intenso temor ou desconforto, no qual quatro ou mais dos seguintes sintomas se desenvolveram abruptamente e alcançaram um pico em 10 minutos. Seguem abaixo os sintomas da crise de pânico: - palpitações ou taquicardia; - sudorese; - calafrios ou ondas de calor; - sensação de estar com falta de ar ou sufocamento; - tremores ou abalos; - dor ou desconforto torácico; - náusea ou desconforto abdominal; - sensação de tontura, vertigem ou desmaio; - sensações de formigamento;

- medo de perder o controle; - medo de morrer. Pessoas com maior probabilidade de desenvolver um ataque de pânico são aquelas com predisposição genética, anormalidades biológicas da estrutura e da função do cérebro, situações de aumento de responsabilidade ou de mudanças, autocobrança excessiva ou qualquer outro estresse vivenciado. O paciente, quando apresenta uma crise ou ataque de pânico, geralmente procura um pronto atendimento ou outra especialidade, muitas vezes acreditando que está tendo um ataque cardíaco. É fundamental que se realizem exames como eletrocardiograma e outros complementares para que se exclua qualquer outra patologia mais grave. Uma vez excluída a presença de uma condição que ameace a vida, a suspeita é de síndrome do pânico e o ideal é que o paciente procure um psiquiatra. Tratamento Com o tratamento adequado, a maioria dos pacientes apresentam uma melhora importante, sendo os mais eficientes o uso de medicações para alívio dos sintomas e a psicoterapia. A combinação de ambas torna o tratamento mais eficaz do que cada abordagem sozinha. Dra. Rafaela Untar de Oliveira Parizzi CRM/MT 6508 Psiquiatra - RQE 4313 Membro Titular da Associação Brasileira de Psiquiatria


PORTAL SAÚDE

| 35


36

|

PORTAL SAÚDE

|

|

ORTOPEDIA PEDIÁTRICA

A CRIANÇA QUE MANCA

CLAUDICAÇÃO Claudicação é uma marcha anormal. É um achado importante do exame físico e, muitas vezes, a queixa inicial ou única do paciente, sendo fundamental identificar a sua causa para indicar o melhor tratamento. Deve-se investigar a idade da criança, tempo de evolução, forma de início, sintomas associados, se é intermitente ou transitória, período de predileção, relação com atividade física, e se deixa de fazer atividades prazerosas ou de brincar. Para orientar melhor o raciocínio diagnóstico, separamos por faixa etária para a identificação das causas mais comuns. Crianças entre 1 e 4 anos: Entre as causas mais comuns estão infecção (artrite séptica, osteomelite), sinovite transitória ou artrite reacional. É fundamental se identificar a causa, pois disso depende a conduta. A presença de febre acima de 38°C, por exemplo, sugere infecção, mas é por meio de exame de sangue, assim como o ultrassom e a cintilografia, que se localiza o processo inflamatório ou infeccioso. Contudo, o procedimento que confirma o diagnóstico é aspiração da articulação e/ou do osso, com saída de pus. As radiografias são geralmente normais, apresentando alterações destrutivas somente após 7 a 10 dias de evolução. Em caso de dor, é necessário investigar se a criança está mancando em virtude de ter se machucado e feito algum tipo de lesão no membro. Na luxação congênita do quadril, a criança não apresenta dor, claudica desde o início da marcha. Fora isso, alterações neurológicas podem ser a causa.

Crianças de 4 a 10 anos: Uma das causas frequentes é a doença de Legg-Calvé-Perthes, uma necrose avascular idiopática da cabeça do fêmur, podendo aparecer dos 3 aos 11 anos de idade, na qual a criança manca e não se queixa de dor. Outra possibilidade de causa nesta idade são as apofisites de tração (dor na cartilagem de crescimento), que aparecem após os 8 anos de idade, em crianças ativas, com queixa de edema (inchaço) e dor à palpação localizados, principalmente após atividade física. Crianças de 10 a 16 anos: Fraturas por stress são causas frequentes em adolescentes atletas de competição. Geralmente não há trauma específico, e o aspecto radiológico pode ser facilmente confundido com tumor. Tumores malignos podem permanecer assintomáticos por algum tempo antes da apresentação. Os pais costumam associar a trauma leve e, no início, podem não apresentar sinais sistêmicos. Outra causa é o escorregamento da cabeça do fêmur (epifisiólise proximal do fêmur), que geralmente ocorre em crianças obesas com dor no quadril ou joelho, de início agudo ou insidioso. Em todas as idades, para a confirmação da causa e da hipótese diagnóstica, muitas vezes é necessária a realização de Raio-X, cintilografia e∕ou ressonância magnética. Dr. Leonardo Lotufo Bussiki CRM/MT 6133 Ortopedia e Traumatologia - RQE 3690 Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia n° 14307 Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica n° 709


38

|

PORTAL SAÚDE

|

|

FISIOTERAPIA

Movimentação Passiva Contínua (CPM) e seus benefícios A fisioterapia utiliza as técnicas e recursos físicos e manuais na promoção, prevenção e reabilitação funcional dos pacientes. As alterações osteomusculares são de maior incidência nas clínicas fisioterápicas, tanto em acometimentos de tratamentos conservadores e até mesmos os pós-cirúrgicos. Um recurso que tem auxiliado na recuperação destes pacientes é a técnica de Movimentação Passiva Contínua (CPM). Esse equipamento é utilizado principalmente no pós-operatório de cirurgias ortopédicas. O conceito de movimentação passiva contínua surge em contraponto ao de imobilização nos problemas ortopédicos, principalmente após a realização de cirurgias, trazendo benefícios: • melhora a nutrição das articulações acometidas pelo estímulo à produção de líquido sinovial (induzido pelo movimento); • prevenção da rigidez articular e muscular; • acelera a recuperação do movimento no pós-operatório; • maior rapidez de cura, tanto na cartilagem articular quanto nos tecidos periarticulares (tendões e ligamentos); • manutenção de maior amplitude dos movimentos articulares; • redução do tempo de hospitalização, da dor e do edema local;

Dr. Anilton Queiroz Fisioterapeuta - CREFITO - 63496 - F Terapia Intensiva Adulto, Pediátrica e Neonatal - Faculdade Redentor Certificação Internacional no método Pilates - Pilates Institut - BR Pós-Graduando em Fisioterapia Traumato Ortopédica e Desportiva - FAIPE Foto: Fernando Martin

• diminuição do ciclo de inflamação, do trauma e da perda de movimento; • redução do risco de trombose venosa profunda após a cirurgia; • redução do risco de osteopenia pós-traumática. A equipe de fisioterapia da Clínica ORTHO’S destaca a importância da avaliação quanto ao tipo de cirurgia que foi realizada, a condição do músculo relacionado à articulação em tratamento e o membro do paciente, para que se possa determinar a forma de aplicação, técnica e duração do uso do CPM nas sessões fisioterápicas.

Dra. Beluce Monteiro Fisioterapeuta - CREFITO 27615 - F RPG Original Método Souchard Mestre em Farmacologia pela Universidade Anhanguera/SP Doutoranda em Saúde - Universidade de Lusófona /PT Foto: Marcio Ishizuka


ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA

A SARCOPENIA E OS RISCOS DE FRATURAS NO IDOSO

|

PORTAL SAÚDE

| 39

Dr. Nauro Hudson Monteiro CRM/MT 4312 l RQE 2068 Doutorando em Ciências e Tecnologia da Saúde - Lusófona Lisboa - Portugal Oncologia Osteomuscular Reconstrução e Alongamento Ósseo Mestre em Cirurgia, Nutrição e Metabolismo UFMT Foto: Marcio Ishizuka

O termo Sarcopenia é derivado do grego ”sarx + penia” e significa “perda de carne” e é considerado fenômeno geriátrico sistêmico que ocorre progressivamente em toda a musculatura esquelética, com variações na extensão, intensidade e velocidade do acometimento muscular, causando, assim, a redução de massa muscular, diminuição da força e automaticamente comprometimento do desempenho físico como perda do equilíbrio. Idosos correm maior risco de sofrer quedas e possíveis fraturas, levando em conta as complicações em sua saúde, com procedimentos cirúrgicos, internações, inatividades e até mesmo o perigo de morte. Este risco aumenta com a idade, principalmente após a oitava década, devido a diminuição da massa óssea (osteoporose) e a sarcopenia (perda de força muscular), causando dificuldade em realizar as atividades físicas anteriormente consideradas fáceis, como subir escada, trocar uma lâmpada e carregar malas ou compras. Leva ao desequilíbrio para andar em terrenos acidentados, como ruas com desníveis e buracos e quedas constantes, geralmente quando a perda muscular já está em estado avançado. Realizar exercícios e seguir uma dieta equilibrada com orientação profissional são os meios mais eficazes de prevenir ou minimizar a sarcopenia. Dentre as atividades físicas, a musculação (exercícios com resistência), hidroginástica e caminhadas proporcionam atividades musculares que podem minimizar a perda da massa muscular e até mesmo o ganho de fibras musculares importantes aos movimentos. Mais do que um tratamento, a sarcopenia é uma condição que pode ser prevenida com adoção de hábitos de vida saudável.


42

|

PORTAL SAÚDE

|

|

CIRURGIA PLÁSTICA

CIRURGIA PLÁSTICA E PROCEDIMENTOS MINIMAMENTE INVASIVOS

Na edição deste mês irei falar sobre procedimentos minimamente invasivos faciais, que podem substituir o lifting cirúrgico. Poucos pacientes sabem que o cirurgião plástico também é apto à realização destes procedimentos devido à proibição de propagandas de antes e depois pelo CFM e pela SBCP, ficando o mesmo limitado a mostrar os procedimentos em que também é especializado. No mercado destes procedimentos minimamente invasivos, tem-se disputado com outros profissionais que não são qualificados para a realização dos mesmos, visto que fazer o procedimento é muito tranquilo, porém, resolver suas complicações (sim, procedimentos minimamente invasivos também complicam) já é outro caso. Quais são estes procedimentos minimamente invasivos? Vamos falar inicialmente da aplicação de toxina botulínica, que é o procedimento usado para diminuir as rugas de expressão. Como todos sabem, o Botox é um procedimento de baixo risco, cuja aplicação paralisa o músculo facial, fazendo com que as rugas da face diminuam com o passar do tempo ou que nem apareçam, se for usado como preventivo. Sua aplicação deve ser definida pelo médico que a avalia e sua indicação deve ser bem definida. Outro procedimento minimamente invasivo é o uso do ácido hialurônico para preenchimento facial. O uso deste produto teve uma evolução após a apresentação do MD Codes. O preenchedor ajuda com a flacidez em excesso, adiciona volume à face e apresenta um resultado mais rápido em relação a cirurgia. Único viés que ele dura somente 2 anos em média, devendo ser reaplicado. Lembrar que não se deve usar outros produtos para preencher a face, pelo alto risco de rejeição dos produtos e formação de granulomas.

Dra. Lucyane Marques Luz CRM/MT 4481 Cirurgiã Plástica - RQE 3759 Especialização em Cirurgia Plástica pelo Hospital Irmandade de Santa Casa de Misericórdia de Santos - Primeira Santa Casa do Brasil; Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Foto: Revele Projetos Fotográficos

Além da toxina e do ácido hialurônico, outro tratamento facial minimamente invasivo é a dermoabrasão, que é o tratamento da pele com microagulhamento. Utilizada para melhorar a aparência da pele da face, ajudando também com as rugas superficiais. O risco mais comum neste tratamento é a alteração na coloração da pele. Por isso deve ser feito por um profissional capacitado, que saberá também orientar o tratamento pós-procedimento. Além da dermoabrasão, existem os peeling químicos e os lasers, que ajudam no tratamento superficial da pele. Como expliquei, estes procedimentos, apesar de serem minimamente invasivos, devem ser realizados por profissional médico capacitado, que saberá resolver as complicações, caso elas existam, pois todo e qualquer procedimento tem seus riscos.


44

|

PORTAL SAÚDE

|

|

CARDIOLOGIA

CORAÇÃO Embora o consumo moderado de álcool possa proteger contra doenças cardiológicas, o excesso tem consequências graves, principalmente em comemorações como o Carnaval, quando se bebe muito e em pouco tempo. Mais de 5 drinques para homens e 4 para mulheres são suficientes para provocar embriaguez e elevar os níveis de álcool no sangue acima de 0,08%, ilegal em muitos países. Após essa quantidade de álcool, o indivíduo perde o discernimento e se expõe a riscos, como agredir ou ferir alguém, ou ferir-se, a violência doméstica, a acidentes de carro, e também a hipertensão arterial, infarto e acidente vascular cerebral hemorrágico. Há outros riscos: os jovens frequentemente associam bebidas energéticas ao álcool. Elas podem lhe dar asas, mas a que preço? Estudo australiano mostrou que o número de atendimentos em emergências hospitalares a usuários de energéticos praticamente dobrou entre 2007 e 2011, mostrando expressivo aumento no consumo e preocupante descaso ou ignorância sobre seus efeitos colaterais. O mesmo estudo apontou incidência de 40% de efeitos colaterais como: taquicardia, agitação, agressividade, cefaleia, náusea, vômito, dores no peito e raramente crises convulsivas, devido à ação cardiovascular e psicoativa da cafeína e da taurina. A literatura descreve infarto do miocárdio em adolescentes, espasmo de coronárias, dissecção aguda da aorta, fibrilação atrial e parada cardíaca após uso excessivo de energéticos. Estes efeitos não são atribuídos apenas à cafeína, mas a outros componentes, como a taurina, que interfere com os canais de sódio nas células cardíacas, podendo levar a arritmias. A L-carnitina e o açúcar, contido em alta quantidade, eleva os níveis de insulina, que, aliados à glucoronolactona, provocam disfunção endotelial e aumentam a resistência cerebrovascular, dificultando a circulação cerebral. Os fabricantes de energéticos afirmam que a quantidade de cafeína em cada bebida não é maior que a cafeína contida em uma xícara de café. Porém estudos mostram que a cafeína contida no café produz bem menos efeitos colaterais. É que os efeitos relatados não são apenas da cafeína, e sim da ação conjunta das várias substâncias contidas nos energéticos. Dada a frequência de efeitos deletérios, alguns países europeus proibiram sua venda a menores de idade. Importante ressaltar que o uso de energéticos mascara os efeitos do excesso de álcool, fazendo o indivíduo não avaliar bem o estado de embriaguez, podendo beber mais do que gostaria ou poderia. Ou seja, ao juntar dois elementos com efeitos nocivos parecidos para Dr. José Almir Adena CRM/MT 1460 Cardiologista - RQE 981

o sistema cardiovascular e para o comportamento, é quase certo que o indivíduo vai sofrer um deles. Isto sem contar quando entram em cena os estimulantes ilícitos como anfetaminas e ecstasy, potencializando mais efeitos e riscos. Por isso, caro leitor, lembre-se de que há muitos carnavais pela frente para serem curtidos, vá com moderação no álcool, hidrate-se bem com água ou sucos, alimente-se regularmente e deixe de lado os energéticos. Use e se contagie com a boa energia que vem de seus companheiros de alegria.

Dr. Bruno Baranhuk CRM/MT 5265 Cardiologista - RQE 2484 Clínica Médica - RQE 2475

Dr. Arsenio S. Oliveira CRM/MT 0873 Cardiologista - RQE 2517


46

|

PORTAL SAÚDE

|

|

UROLOGIA

IMPOTÊNCIA SEXUAL MASCULINA TEM TRATAMENTO!

A disfunção erétil, de acordo com o Consenso do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (NIH), é a incapacidade de obter e/ou manter uma ereção com rigidez peniana suficiente para uma atividade sexual satisfatória. Problemas com a ereção são mais comuns do que se imagina, no entanto, a busca por tratamento ainda é menor do que se espera por questões de restrições culturais, tabus, ignorância em relação aos tratamentos eficazes e até mesmo aceitação da situação como fazendo parte do processo de envelhecimento. A disfunção erétil piora muito a qualidade de vida dos casais, pois leva à perda da autoestima e autoconfiança, prejuízo nos afazeres e problemas de relacionamentos interpessoais dos homens, inclusive com a parceira. Essa disfunção está relacionada a uma série de fatores de risco que, comprovadamente, afetam o bom funcionamento do mecanismo da ereção peniana e/ou da libido, que são: sedentarismo, obesidade, níveis elevados de gordura no sangue, deficiência da produção hormonal, tabagismo, alcoolismo, hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus, depressão, tratamentos para o câncer de próstata, procedimentos cirúrgicos sobre a pelve masculina, medicamentos (anti-hipertensivos e antidepressivos, principalmente), envelhecimento, doenças coronarianas, entre outros. O tratamento para tal disfunção compreende desde a medicação oral, terapia intrauretral, autoinjeção peniana de drogas vasoativas, dispositivo de vácuo, terapia por ondas de choque, até o implante de próteses penianas. A terapia utilizando o aparelho Aries DE, por exemplo, é um tratamento de ondas de energia, não invasivo, indolor, projetado para melhorar a disfunção erétil, ativando o crescimento vascular no tecido peniano e pélvico, resultando no aumento do fluxo sanguíneo necessário para produzir a ereção.

A tecnologia utilizada nesse aparelho, em específico, cria uma combinação de ondas que tratam uma ampla área da região, desde a parte mais superficial (como o eixo do pênis) até as áreas musculares mais profundas da pelve. As sessões são rápidas (em torno de 15 a 20 minutos), indolores, realizadas no próprio consultório, mas com toda a privacidade necessária e após cerca de 6 sessões já é possível notar, por meio de exames de ultrassom, que há um considerável aumento do crescimento vascular no tecido peniano e pélvico e, consequentemente, uma significativa melhora no desempenho da função. Em síntese, um tipo de tratamento rápido, indolor e que pode ser muito eficaz. Cada paciente e cada caso necessita ser avaliado individualmente, mas o importante é saber que atualmente a medicina oferece variados tratamentos e que problemas com a ereção podem ter importantes melhoras quando tratados de forma correta. Por isso, consulte um urologista, ele escolherá o melhor tratamento para o seu caso. Dr. Walid Khalil CRM/MT 5689 Urologista - RQE 26526 Pós-Graduado em Fisiologia Hormonal Humana pelo Grupo Longevidade - SP Doutor em Urologia pela Escola Paulista de Medicina / UNIFESP Fellowship em cirurgia minimamente invasiva e videolaparoscopia pela UNIFESP


48

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PERSONALIDADE

O N E U B Á C A C .

UM CASA,

PA

ÍLIA M A F I DE

nsa. a exte r ir e r r a rrado ma c para u do nosso na Mas o s n e t ex nos. , filho nome s veias me, aos 12 a m a u n , e t o r Filh spo ostu rt, Bueno ceu com o e rde que de c o ã lv elo Ka a s a p t . a G a n is u s id a e o o r t é cor omeç em qu uco m s San rou na rdo do no, um hom pistas um po do o assunto obilismo. C esporte. Mo ora a u d E e no uan utom e ad ra as Carlos or Cacá Bu rou pa só importa q mante do a a referência ples, direto todos t p n e o , id o a c n e sim de e um Conhe Galvão Bue o, realment acá foi um ando-s é um homem om o apoio n r t o o C t o iv , il , t r c mo rreira este p espor ck Ca acá Bueno sse mobilis sua ca stava na Sto , para o o C t a . p u d s a nse. E , m o e e o io m e in n s íc ot r e já m in a , o 12 sm lug s fãs o Flu Desde dio e, em 20 dmiração do quistou seu ais seu cá ção é a r m o o c ó a n it p a o u a o uo uistou te da vida, c time d tornamos m idade para C q u n ganho e o s c eloc ina e aman nna e ória, e nos mo. V Argent família. Um . on Se t is t r il is y b h A o a su sa m sso autom viver e dever de ca ídolo o no m pouco da lo do o íd u u o e e e fez s re teve com ortal Saúde m dele ess e família. Semp tou para a P a que faze m paizão d a con de e carism ra delas, é u carioc fo ida pistas, implic pela s apenas nas é Bueno

DE

IDA VELOC

AS, EM T S I P NAS


“MEU PAI, O GALVÃO, ME LEVOU PARA O AUTÓDROMO DE JACAREPAGUÁ EM 1984 NA FÓRMULA 1 E FOI LÁ QUE EU CONHECI O AYRTON SENNA. ALI, EU, COM CERTEZA, ME APAIXONEI PELO AUTOMOBILISMO.”

Correr. Em 1995, em sua estreia pela Copa Fiat Uno, você já foi escolhido como melhor estreante. De onde essa paixão? Evidentemente essa paixão foi começando de pai para filho. Meu pai, o Galvão, me levou para o Autódromo de Jacarepaguá em 1984 na Fórmula 1 e foi lá que eu conheci o Ayrton Senna. Ali, eu, com certeza, me apaixonei pelo automobilismo. Kart aos 12 anos. Como foi sua evolução para Stock Car? Eu tive uma carreira diferente dos pilotos atuais. Eu comecei mais tarde do que os pilotos começam hoje. Eles iniciam no kart com 7 ou 8 anos e eu fui começar apenas com 12. Depois do kart, eu passei pela Copa Fiat, pela Stock Light e cheguei à Stock Car em 2002. Acredito que hoje eu possa ser até uma referência para as novas gerações de pilotos, já que, para chegar à Fórmula 1, é preciso muito dinheiro, talento e estar no lugar certo e na hora certa. Recorde de velocidade em Bonneville Salt Flats em 2010, 345 km/h, o que você sentiu nesse momento? Alcançar 345 km/h de velocidade é muito mais do que a gente esperava. Não foi um trabalho feito apenas nos dois dias em que ficamos, decerto. Foram meses de preparação. Foi uma adrenalina muito grande e saí com uma resposta pronta para quando me perguntam até quanto pode chegar, de velocidade, um Stock Car.

“SE EU NÃO TIVESSE UM MERCADO PARA CORRER AQUI NO BRASIL, EU TERIA QUE PROCURAR ME ESTABELECER NO AUTOMOBILISMO EM OUTROS PAÍSES.”

PORTAL SAÚDE

| 49

Qual seu melhor campeonato, melhor troféu? Qual não está na sua história? Acho que o primeiro título em qualquer categoria é sempre inesquecível, mas eu não acho que existiu algum campeonato em que eu tenha sido melhor em relação aos outros títulos. Eu procuro sempre ver as virtudes em todos eles. Acho que o melhor troféu é sempre o próximo que está por vir. Quem sabe nessa próxima etapa com a Cimed Racing. Automobilismo no Rio de Janeiro acabou mesmo? Eu fico na torcida para que a gente tenha um novo autódromo em breve. Sei que é muito difícil e o processo é longo, passa por muitas barreiras políticas e financeiras, mas tenho certeza de que é o sonho de todos que um dia pisaram no Autódromo de Jacarepaguá, uma pista que foi histórica para o automobilismo brasileiro. Você recebeu muitas propostas para correr fora do Brasil, participar de outros campeonatos, por que se manteve na Stock Car? Eu fiz várias corridas internacionais, morei alguns anos na Argentina, mas sempre gostei muito de morar no Brasil e ficar perto da minha família. As vitórias e títulos na Stock Car também ajudaram. Se eu não tivesse um mercado para correr aqui no Brasil, eu teria que procurar me estabelecer no automobilismo em outros países.


|

PORTAL SAÚDE

|

|

PERSONALIDADE

Andreas Mattheis, Rosinei Campos, o “Meinha”, Paulo Tarso, preparadores que mudaram sua vida, como foi fazer parte das melhores equipes do automobilismo? Todos eles são muito importantes e têm métodos diferentes de trabalhar. São grandes pessoas, gestores de pessoas e que sempre terão meu respeito. Atualmente, na Cimed Racing, eu trabalho com o William Lube, outro profissional de grande talento para gerenciar uma equipe de Stock Car. Tive o privilégio de trabalhar com eles e ajudaram muito na minha carreira. Campeão pela Copa Fiat em 2010, 2011 e 2012, carros com tração dianteira. Na Stock Car, os carros têm maior relação peso/potência e com tração traseira. Qual a diferença na pista e existe uma preferência ou facilidade dependendo da tração? Eu sempre gostei de carro em geral, não tenho muitas preferências, seja tração dianteira ou traseira - que têm estilos de tocada diferentes. Os carros de turismo sempre acabaram casando melhor com o meu estilo de pilotagem e vejo o Stock como um ótimo carro para competição, principalmente por causa do grande equilíbrio entre as equipes de maior e menor orçamento.

Como foi morar na Argentina? Você ganhou em segundo lugar no TC 2000 Racing Buenos Aires em 2012, podemos dizer que foi um marco na sua carreira? Qual a diferença do automobilismo no Brasil e na Argentina? Foi um marco na minha carreira morar na Argentina. É um país que respira futebol e também automobilismo. Eles são apaixonados por corrida e sou muito respeitado quando vou a Buenos Aires. Agradeço a todos os argentinos pelo carinho e tento sempre retribuir isso com o público. A TC 2000 é uma categoria extremamente equilibrada e de grandes pilotos, portanto é uma grande referência na modalidade para os argentinos, assim como é a Stock Car aqui no Brasil. O piloto mais completo. Frase do seu pai. Como é ser filho do Galvão e a emoção de ouvir a vibração… é tetra, é tetra…? Meu pai é uma grande figura e foi sempre um ótimo pai para mim. Tenho um grande orgulho de ser filho dele e aprendi muito com ele para construir minha própria carreira. Ele ajudou a mudar a comunicação esportiva no Brasil e está sempre atualizado, recebendo o carinho do público mais velho e também dos mais jovens no esporte.

Fotos: Bruno Terena/ RF1

50


PORTAL SAÚDE

Você é um campeão. Faz parte da sua essência vencer. Como é sua personalidade? Eu sempre entro na pista para buscar a vitória e sempre tive isso na minha personalidade. Sempre fui competitivo na pista, mas precisamos sempre saber que iremos ganhar e perder na pista, assim como nas corridas. Sou uma pessoa feliz, que está sempre trabalhando firme e que busca o melhor para o meu futuro e também o da minha família. Fora das pistas, quem é Cacá Bueno? Eu sou uma pessoa que gosta muito de ficar em família. Estou sempre com a Talita, minha esposa, e também o Cadu, meu filho. Tenho grandes amigos, gosto também de sair e, claro, tomar um vinho com os amigos de vez em quando. Sou uma pessoa que é realizada com o que conquistou nas pistas e fora delas.

| 51

O que a paternidade trouxe a mais em sua vida e carreira? Me trouxe muitas coisas boas. Quando você se torna pai, você precisa se tornar um grande exemplo para o seu filho e acaba se dedicando cada vez mais a sua família. A presença do Cadu me trouxe muitas alegrias. Ele é um garoto muito inteligente, alegre, brincalhão e que sempre está me acompanhando junto com a Tali nas viagens. Além do automobilismo, quais outras paixões? Além da minha família e do automobilismo, eu gosto muito também de outros esportes em geral. Sempre gostei de futebol, sou torcedor do Fluminense e tento ir aos jogos quando posso. Qual sua grande inspiração na vida? Acho que não existe uma única inspiração na minha vida, mas uma pessoa que sintetiza muito meus valores, com certeza, é o Ayrton Senna.

“MEU PAI É UMA GRANDE FIGURA E FOI SEMPRE UM ÓTIMO PAI PARA MIM. TENHO UM GRANDE ORGULHO DE SER FILHO DELE E APRENDI MUITO COM ELE PARA CONSTRUIR MINHA PRÓPRIA CARREIRA.”


52

|

PORTAL SAÚDE

|

|

GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

TIRANDO AS DÚVIDAS SOBRE

IMPLANTES HORMONAIS A médica ginecologista e obstetra Dra. Roberta Coelho, que é referência no assunto, conversou com a revista e respondeu às dúvidas mais frequentes sobre o assunto. Dra. Roberta, os implantes hormonais estão em alta nos dias atuais, mas, afinal, o que são os implantes? São todos iguais? Os implantes hormonais são pequenos bastonetes que medem cerca de 3 cm de comprimento e 2 mm de largura. Esse pequeno filete é inserido na parte subcutânea e carrega hormônios específicos, a depender da necessidade da paciente, por isso não são todos iguais. A colocação é feita de forma minimamente invasiva, com anestesia local e por um médico habilitado. O que basicamente difere os implantes? Basicamente o hormônio que os compõe e a indicação. Geralmente são usados estradiol, testosterona ou progestínicos. As principais indicações são: estradiol, testosterona, levonorgestrel, gestrinona, acetato de nomegestrol e elcometrina. Implante Hormonal com ação contraceptiva e chip da beleza são a mesma coisa? A doutora pode explicar melhor a ação deste no organismo? O implante é colocado logo abaixo da pele na parte superior do braço, onde, a partir de um reservatório, libera continuamente na corrente sanguínea o hormônio progesterona em pequenas doses. O hormônio impede os ovários de liberarem óvulos, mas também torna o muco cervical mais espesso, dificultando a motilidade do esperma ao redor do útero e a fertilização dos óvulos. No entanto, nem todas as mulheres podem usar esse método.

Existem implantes com duração de 6 meses, 1 ano e até 3 anos. É um método muito eficaz, 99% de prevenção de gravidez. O mais conhecido, o de Gestrinona, também é chamado de “Chip da Beleza”, pois, para mulheres praticantes de dieta e atividade física, ele pode trazer benefícios como diminuição do percentual de gordura e da celulite, aumento da massa muscular e, por interromper o ciclo menstrual, consequentemente tende a eliminar os sintomas ligados à TPM, como cólicas, dor de cabeça e o desconforto do sangramento mensal. Os implantes hormonais, além de serem contraceptivos, têm outras utilidades? Sim, como o implante libera hormônio em baixa dosagem continuamente, o ciclo menstrual não acontece e a mulher não menstrua; isso previne e trata doenças como a endometriose, formação de cistos e pólipos ovarianos, e miomas uterinos. Os implantes também podem ser usados na reposição hormonal de mulheres na menopausa, tratando sintomas como a secura vaginal, diminuição de libido, entre outros que aparecem na falta de hormônios essenciais à mulher. Qualquer mulher pode usar o implante? Infelizmente nem todas se beneficiam, algumas mulheres apresentam sintomas como acne, dor nas mamas, cefaleia, aumento de peso, dor abdominal, tonturas, náuseas e alterações de humor. Por isso, a indicação precisa ser feita por um ginecologista, este avaliará individualmente a necessidade da paciente e definirá se essa é a melhor escolha; se for, ainda é necessária a indicação correta do tipo e dosagem hormonal que melhor atende ao caso. Dra. Roberta Coelho Rodrigues Duarte CRM/MT 3596 Ginecologista e Obstetra - RQE 1492


56

|

PORTAL SAÚDE

|

|

CIRURGIA PLÁSTICA

Cirurgia Íntima Feminina Renove a sua autoestima

Dra. Beatriz Formighieri Cirurgiã Plástica CRM/MT 7270 - RQE/MT 2902 CREMESP 141293 - RQE/SP 394224 Membro Associado da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica). Título de Especialista pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) e AMB (Associação Médica Brasileira). Membro Internacional da ISAPS (Internacional Society of Aesthetic Plastic Surgery). Foto: Fernando Martin

Uma das cirurgias plásticas mais buscadas no Brasil é a cirurgia íntima feminina. Na maioria dos casos, as intervenções têm finalidade puramente estética e são buscadas por mulheres que querem se livrar de inseguranças sobre a aparência da região íntima. Assim como qualquer outro procedimento cirúrgico, há riscos, e a decisão de se submeter a ele deve ser cuidadosa. Além disso, é necessário analisar também os aspectos físicos e emocionais. Para quais casos ela é indicada? A cirurgia íntima feminina é uma ótima opção para mulheres que têm queixas como aumento ou excesso de pele dos pequenos lábios vaginais, desconforto durante as relações sexuais, excesso de gordura na região do púbis e aumento dos grandes lábios vaginais. Como funciona? A labioplastia, cirurgia íntima mais procurada pelas mulheres, consiste em retirar o excesso de pele dos pequenos lábios. Esses pequenos lábios vaginais devem ser menores que os grandes lábios, assim mantém-se uma proporção anatômica agradável na parte íntima feminina. O procedimento é feito em hospital, utilizando sedação associada à anestesia local e não precisa haver internação. A recuperação é feita em casa após algumas horas da cirurgia. Já para os casos em que a mulher se incomoda com a aparência dos grandes lábios, quando considera que existe excesso de pele ou flacidez, pode-se fazer um enxerto usando gordura da própria paciente na região, o que faz com que a pele, antes flácida, se estique. Há também a possibilidade de retirar, por meio de cirurgia, o excesso de pele. Trata-se de uma cirurgia de pequeno porte, com anestesia local, na qual a paciente tem alta no mesmo dia e pode retornar ao trabalho dois dias depois. Exercícios físicos estão liberados depois de 21 dias e relações sexuais, depois de 30 dias.


58

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PSIQUIATRIA

A EVOLUÇÃO DO

TRATAMENTO PARA DEPRESSÃO

Estimulação magnética transcraniana (EMT) apresenta melhor resultado e menos efeitos colaterais que o tratamento convencional

.............................................................................................................................................................................................

Dr. Mario Vinicios Martello CRM/MT 5273 Psiquiatra - RQE 2731 Membro titular da Associação Brasileira de Psiquiatria Foto: Fernando Martin

O mundo vive hoje uma epidemia de depressão. Em nosso país, as estimativas são de que pelo menos 15% da população vai apresentar algum episódio depressivo durante a vida e esse número cresce ano a ano. A doença já é considerada a maior causa de afastamento do trabalho em todo o planeta, segundo dados da OMS, e causa imenso sofrimento para o deprimido, seus familiares e todos a sua volta. Seus sintomas são tristeza, apatia, falta de prazer ou de interesse na realização das atividades diárias, cansaço extremo, isolamento, alterações do sono e do apetite, prejuízos na memória e concentração. Também são sintomas frequentes a irritabilidade, dores pelo corpo e pensamentos suicidas. O tratamento tradicional, constituído de medicações antidepressivas, alivia os sintomas em uma parcela dos pacientes, mas muitos não apresentam melhora com as medicações, ou sofrem com os efeitos colaterais do tratamento, como ganho de peso, sonolência e perda da libido. Há décadas os cientistas têm se debruçado sobre essa questão, buscando novas alternativas para o tratamento da depressão. A estimulação magnética transcraniana é uma técnica desenvolvida para o tratamento de transtornos mentais através da estimulação de áreas específicas do cérebro, relacionadas à depressão e outras doenças. Essa estimulação se dá por pulsos magnéticos gerados pelo aparelho e transmitidos ao paciente durante a sessão. O tratamento é composto por uma série de sessões conduzidas por um médico psiquiatra e com duração de vinte a trinta minutos. Durante a sessão, o paciente fica acordado, totalmente consciente e sentado confortavelmente em uma poltrona. A grande vantagem é que a técnica não é invasiva e praticamente não apresenta efeitos colaterais. Apenas uma pequena porcentagem dos pacientes (3%) queixa-se de dor de cabeça passageira entre as sessões, com melhora com o uso de analgésicos comuns. A taxa de remissão dos sintomas é superior à do tratamento medicamentoso, chegando a 70% dos pacientes, e as únicas contraindicações relativas são: neurocirurgia com clipe metálico implantado, uso de marca-passo e epilepsia. O tratamento é indicado para todos que sofrem de depressão, especialmente aos pacientes que não tiveram melhora com as medicações antidepressivas ou que não toleraram seu uso. A estimulação magnética está aprovada para tratamento desde 2008 pelo FDA nos Estados Unidos e desde 2012 pela ANVISA no Brasil. Nos últimos anos diversos estudos reafirmaram a eficácia da estimulação magnética no tratamento da depressão e a técnica é, hoje, considerada nível A de eficiência terapêutica. Além da depressão, a EMT também apresenta ótimos resultados no tratamento de dores crônicas, fibromialgia, transtorno bipolar, esquizofrenia e dependência química.


60

|

PORTAL SAÚDE

|

|

ESPECIAL CAPA

O PADRÃO DE BELEZA E A ODONTOLOGIA MODERNA Não há registros muito claros no início da civilização de quando surgiram os dentistas no mundo, mas sabemos o quanto é importante esta área, e foi por essa profissão que me apaixonei e resolvi me dedicar na vida. Outro dia, assistindo mais uma vez à reprise do filme “O Náufrago”, com Tom Hanks, vi aquela cena em que ele, isolado há muitos anos numa ilha e com um dente bem ruim, resolve fazer uma “extração” usando métodos quase da idade média – quebrando o dente com uma pedra usando a força, e sem anestesia. Sei que essa sensação não é muito boa de observar e imaginar com aquela dor, mas, de lá para cá, e mesmo depois dessa cena, muitas coisas mudaram no campo da odontologia e já é possível ter um sorriso lindo em poucas sessões de atendimento no consultório. Os artistas nacionais e internacionais, blogueiros, celebridades foram os principais divulgadores dessa nova estética e conceito. Os profissionais da odontologia se especializaram em técnicas e procedimentos avançados de restauração, como a aplicação de lentes de contato para dentes, facetas e clareamento, fazendo com que nossos pacientes que não vivem esse universo da mídia também quisessem um sorriso alinhado e bem-feito com rapidez. Mas veja bem: cada caso é um caso, e nem sempre há de se fazer milagres tão rápidos. Segundo os dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE) (http://www.sboe.com.br), houve um crescimento de 300% na busca por esses procedimentos entre os anos de 2014 e 2015 em algumas regiões do Brasil e, para se ter ideia, apenas em São Paulo são aplicadas 28.500 lentes de contato mensalmente; no Rio de Janeiro, este número chega a quase 10 mil por mês. Não à toa que o Brasil ocupa hoje a segunda posição entre os países que realizam mais mudanças estéticas odontológicas no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. A busca pela beleza e pela perfeição da humanidade não é de hoje. Essa incessante necessidade humana é inerente a todos: apresentar-se bem é poder ter a segurança de chegar a qualquer espaço e ser notado em vários aspectos: o belo sorriso é um deles. Trabalhar nessa profissão e ter a oportunidade de fazer meus pacientes se sentirem bem é uma grande satisfação, entretanto, há de se levar em consideração que a beleza que todos nós buscamos está muito mais interiorizada do que a que refletimos externamente. Quando estamos felizes, essa energia emana de forma tão plena que o sorriso será apenas um complemento de tudo que somos. A Odontologia Estética ajuda muito, mas a plenitude interior falará sempre mais alto. Pense nisso, e sorria!


PORTAL SAÚDE

Dr. Tetilla CRO/MT 4734 Designer de Sorrisos Especialista em Prótese Dentária Especialista em Implantodontia Especialista em Saúde Pública Especialista em Odonto Legal (legista) Pós-Graduado em Lentes de Contato Dentais Pós-Graduado em Prótese Sobre Implantes Proprietário do Instituto Tetilla

| 61


62

|

PORTAL SAÚDE

|

|

ESPECIAL CAPA


PORTAL SAÚDE

| 63

Anny Viegas Miss Várzea Grande 2017, modelo e empresária

“As lentes de contato não foram apenas um procedimento estético, foram um investimento no meu desenvolvimento profissional e pessoal. Mais segura, com meu novo sorriso, obtive conquistas, trabalhos, autoconfiança.”

Ana Rafaela Atriz e cantora

“É muito importante pra mim como cantora e atriz ter um sorriso bonito e saudável, confio muito no Dr. Tetilla e no instituto para cuidar dos meus dentes. Me sinto muito à vontade e feliz com o atendimento!”

Andre D’Lucca Ator que representa a conhecida personagem Almerinda Lowsbi

“O meu sorriso é um dos segredos do meu sucesso. Depois que comecei meu tratamento com o Dr. Tetilla mudei completamente meus cuidados com minha saúde bucal. O clareamento foi fantástico. Sem dúvidas ele é o melhor.”


64

|

PORTAL SAÚDE

|

|

ESPECIAL CAPA

O Instituto Tetilla conta com um completo Corpo Clínico atuando nas mais diversas áreas da odontologia com excelência!

Dra. Aline D. Zandonadi Dentista - CRO/MT 4202 Periodontia Clínica Geral

Dra. Amanda S.C. Cury Dentista - CRO/MT 4566 Ortodontia (Invisalign) Endodontia Estética Clínica Geral Bichectomia

Dra. Ana Maria de Campos Tortorelli Dentista - CRO/MT 7362 Dentística Estética e Restauradora Prótese Odontopediatria Clinica Geral

Dr. João Guilherme Gabriel Dentista - CRO/MT 2709 Cirurgia Bucomaxilofacial Estomatologia Implantodontia Estética e Reabilitação


PORTAL SAÚDE

Dr. José Renato Guerreiro Tetilla Dentista - CRO/MT 4734 Estética e Designer de Sorrisos Prótese Implantes

Dra. Kenia Vilela de Souza Dentista - CRO/MT 3519 Endodontia Implantodontia Estética e Prótese

Dr. Luciano Castelo Moraes Dentista - CRO/MT 1830 Prótese Dentária Implantodontia Cirurgia Bucomaxilofacial

Dr. Paulo Augusto Ferraz de Oliveira Dentista - CRO/MT 6362 Prótese Dentária Implante Clínica Geral

Dr. Renato Tapias Tetilla Dentista - CRO/MT 8257 Clínica Geral

| 65


66

|

PORTAL SAÚDE

Patrícia A. P. Lins

|

|

ESPECIAL CAPA

Maria Helena Eliziario

Tatiane R. R. Haskel

Equipe Administrativa

Menotti Griggi

Assessoria de Imprensa

Guilherme G.

Alan B.

Celiney

Marcelo T.

Produção de modelo

Ceramista

Ceramista

Resina

Everson

João Carlos

Adilson Cruz

Adilson Cruz Jr.

Silvania G.

Moto Boy

Ceramista

Proprietário do laboratório

Fluxo Digital

Secretária

Equipe do Santana Laboratório de Prótese


68

|

PORTAL SAÚDE

|

|

CURIOSIDADES

DOAÇÃO COMPARTILHADA DE ÓVULOS Existem diversas campanhas espalhadas pelo mundo sobre doação de sangue, medula, órgãos, para ajudar pessoas em suas dificuldades e transformar suas vidas. Porém, pouco se fala em um tipo de doação que pode ajudar, e muito, casais que almejam o sonho de ter um filho. Estamos falando da “doação de óvulos”. Quem pode ser doadora • Mulheres com idade igual ou menor que 35 anos; • Que, após realizar exames através de coleta de sangue e ultrassom transvaginal, tenham boa saúde e boa quantidade de óvulos; • Principalmente mulheres que necessitam fazer a Fertilização in vitro e podem conseguir diminuir seu investimento com a doação de seus óvulos. Doação compartilhada e suas vantagens Uma das maiores dificuldades no tratamento de reprodução humana são os investimentos nos procedimentos. Isso impossibilita muitos casais de seguirem adiante após o diagnóstico de infertilidade. Neste caso, a mulher que tem o desejo de engravidar e se enquadra nas características de doadora pode doar seus óvulos e, em troca, obter do casal que receberá os óvulos o custeio de parte do seu tratamento (em nossa clínica, aproximadamente 50%). Como é feita a doação Deve-se agendar uma consulta e uma avaliação. São realizados exames e essa paciente responderá a um questionário com suas características físicas, que serão cadas-

tradas em um banco de dados. Posteriormente, será feita uma análise para encontrar uma receptora compatível; após, inicia-se o pareamento dos ciclos menstruais e depois uma estimulação hormonal na doadora e receptora. Quando os óvulos já estiverem prontos para ser coletados, a doadora passará por uma coleta dos óvulos em centro cirúrgico, um procedimento muito simples com sedação leve, aí os óvulos obtidos são divididos e fertilizados, cada qual com o sêmen do seu parceiro. E, após 3 a 5 dias, realiza-se a transferência dos embriões. Com mais duas semanas, já é possível saber se o tratamento resultou em gravidez. Todo o processo leva em torno de 21 dias e ocorre em anonimato, de acordo com as normas brasileiras, que não permitem que doadora e receptora saibam da identidade uma da outra. Quem pode ser receptora de óvulos • Idade ideal: até os 50 anos; • Necessita apresentar boas condições de saúde; • Mulheres que já fizeram sucessivas tentativas de fertilização in vitro com seus óvulos, mas não obtiveram sucesso; • Mulheres que tiveram câncer e cuja produção de óvulos foi afetada; • Diagnóstico de menopausa precoce ou insuficiência ovariana. A doação compartilhada é um ótimo caminho tanto para pacientes com dificuldades extremas de engravidar quanto para pacientes jovens que necessitam de apoio financeiro, sendo assim, uma ajudando a outra na realização do mesmo sonho de ser mãe.

Dr. Georges Kabouk CRM/MT 5397 I RQE 2479 Reprodução Humana


70

|

PORTAL SAÚDE

|

|

COMUNICAÇÃO

SOBRINHO-NETO DE MARECHAL RONDON, GINO RONDON DESBRAVA O BRASIL COMO PALESTRANTE. Em um mercado onde empreendedores, de todos os segmentos, buscam o crescimento das vendas, melhorando a equipe para encantar o cliente, é que o profissional de Desenvolvimento Humano, de Marketing e Radialista, Gino Rondon, atua. Seu diferencial: ele trabalha o comportamental, o emocional do participante. Trabalha os conceitos adquiridos na infância ou no meio de convívio, que influenciam diretamente no comportamento das pessoas, muitas vezes limitando a produtividade do colaborador. Gino Rondon se destaca com a sua expertise em Oratória, Cursos e Treinamentos, além de palestras diferenciadas e customizadas, como “Não faça parte desta empresa”, trabalhando com psicologia inversa, levando o colaborador a desenvolver ou treinar características necessárias que o capacitem a participar da Equipe Águia, superando as tempestades, agindo com atitude, garra, união, inovação e autoconfiança. Motiva-o também a manter acesa a CHAMA da motivação dos primeiros dias na empresa através do Conhecimento, Habilidade, Atitude, Motivação e Amor, e ainda a Superação, Comunicação, Foco, Meta Planejamento, Gratidão. Outra palestra muito solicitada é baseada em superação particular, que levou o Gino Rondon a abordar o tema, sobre o qual está escrevendo seu livro “Enxerguei melhor quando fiquei cego”, buscando despertar o leão adormecido dentro de nós, valorizando as pessoas, lugares que estão ao nosso redor, o que somos e não o que temos. São treinamentos, cursos e palestras acessíveis para qualquer segmento, pois podem ser customizados de acordo com a necessidade da empresa. Gino Rondon tem recebido avaliações com notas máximas dos seus clientes, ranqueando-o como um dos melhores treinamentos na área comportamental do Brasil. Nascido em Corumbá (MS), Gino Rondon é, entretanto, cidadão interestadual. A Assembleia Legislativa de Mato Grosso outorgou-lhe o Título de Cidadão Mato-grossense e a Câmara Municipal de Rondonópolis - MT, onde residiu por mais de 30 anos, o título de Cidadão Rondonopolitano, além da Comenda Mal. Rondon.

No setor público, Rondon foi Secretário de Comunicação em Rondonópolis - MT, na administração Adilton Sachetti, e Coordenador de Cerimonial na administração Percival Muniz. Trabalhou, como concursado, no Banco do Brasil e na Secretaria de Fazenda em Mato Grosso do Sul. Aposentado, hoje dedica-se ao que mais gosta de fazer: trabalhar com Treinamentos, Palestras, Coach de Carreiras e de Comunicação e Consultoria de Marketing. Dentre seus clientes, figuram empresas de agronegócios, personalidades, políticos e empresários do Centro-Oeste, onde tem atuado nos últimos 25 anos. Hoje Gino Rondon inicia seu desbravamento no Brasil através da parceria com a Revista Portal Saúde, palestrando para empresários e franqueados do Grupo, médicos e empresas clientes e outros.

Gino Rondon Empreendedor - Especialista em Comunicação ginorondoncomunicacao@gmail.com @ginorondoncomunicacao 67 99912.0709 Foto: Rafael Coronel

Consultoria em RH - Edna Rondon Campo Grande - MS 67 99871.2265


72

|

PORTAL SAÚDE

|

|

GASTRONOMIA

Talavera Bar e Restaurante

Um dos sócios, que mora no Santa Rosa, sempre teve o sonho de montar um restaurante nessa que já foi uma das mais sofisticadas regiões residenciais da cidade, e sempre namorou a casa onde terminamos por nos instalar. Nos últimos anos, com a chegada de empresas, novos prédios e condomínios horizontais, o potencial comercial do bairro ficou evidente, faltando apenas a coragem de ligar para o morador e fazer proposta de locação. O momento econômico pelo qual passava o Brasil era muito delicado e não recomendava qualquer investimento, mas o imóvel era único e, com a aceitação do dono, não tivemos alternativa. Não fosse pela paixão pela região e as características únicas da casa, o restaurante talvez nem teria nascido. Em razão de seu enorme jardim, o restaurante foi inicialmente planejado para se parecer com um restaurante de praia, inspirado em Trancoso, oferecendo

peixes de água doce e frutos do mar. Contudo, durante a obra, percebemos que poderíamos obter melhores resultados com uma cozinha contemporânea, que oferecesse maiores opções de cardápio, inclusive carnes na parrilla, e que atendesse todos os públicos. Talavera se trata de uma cidade espanhola na região onde se passaram as aventuras de Dom Quixote. A culinária espanhola, além de peixes, é bem forte nas carnes e grelhados e tinha, portanto, o perfil que procurávamos. Some-se a isso a predileção dos proprietários pela arquitetura espanhola. A exemplo do que tentamos fazer no Restaurante Varadero, acreditamos muito que um ambiente original e aconchegante, com a iluminação, som e cores equilibrados, é tão importante quanto o sabor da comida. Assim nasceu o Restaurante Talavera, onde tentamos aliar uma culinária tradicional com toques de originalidade em ambiente despojado e confortável.


PORTAL SAÚDE

| 73

Paella Prato típico da culinária espanhola que pode ser feito de formas variadas, no Talavera preparamos a Paella de Frutos do Mar com um toque especial do nosso chefe. Camarões, lulas, mariscos preparados com açafrão e mix de temperos, arroz, pimentões amarelo e vermelho.

No ambiente externo do Talavera está a chopperia, com capacidade de atender até 220 pessoas e oferecer, além de deliciosos petiscos, como a Panceta Suína, quatro diferentes tipos de chopp, inclusive o exclusivo Talavera Pilsen, desenvolvido especialmente para a casa pela Cervejaria Louvada. Já o restaurante fica num salão climatizado que recebe com conforto e requinte até 130 pessoas simultaneamente e possui uma adega com mais de 80 rótulos selecionados para acompanhar desde as saborosas tapas espanholas até o mais pedido dos pratos, a Paella Talavera.

O Talavera está aberto de terça a domingo a partir das 11:30, sendo que, no almoço de terça a sexta, além dos pratos à la carte, oferece ainda a disputada salada show preparada na hora e pratos executivos com valores mais acessíveis. Aos sábados, além do cardápio normal, o cliente dispõe de um buffet completo de feijoada e um sambinha ao vivo para animar. Para os papais e mamães desfrutarem com tranquilidade as delícias do Talavera, o restaurante oferece também o espaço Kids com monitoras treinadas, jogos educativos, tablets e buffet infantil completo com alimentação saudável, incluindo sucos e sorvetes.

Tapas Espanholas Fotos: Lisandro Castro

Petisco exclusivo com grande aceitação dos clientes.


Conheça nosso cardápio em www.talaverabar.com.br

Chopp LouvadaTalavera Adega com mais de 80 rótulos Feijoada com música ao vivo todo sábado Espaço Kids com buffet infantil e monitoras

Carnes na parrilla Frutos do mar e pescados de água doce Petiscos exclusivos Salada Show


Vai de chopp ou vinho? Vai jantar ou petiscar? Vai de bar ou restaurante?

Và de Talavрa

Aberto de terça a sexta das 11h30 às 15h para o almoço e das 18h às 02h para ojantar. Sábado, domingo e feriados aberto das 11h30 às 02h. /talaverabar

/talavera.bar

Av. JoséRodrigues Prado, 40 - 78040-500 – Cuiabá/MT


76

|

PORTAL SAÚDE

|

|

TURISMO


PORTAL SAÚDE

| 77

Um mar de sal

e de belas paisagens

Na vizinha Bolívia está uma das atrações mais procuradas por turistas do mundo inteiro: o Salar de Uyuni

Se sua intenção na próxima viagem é perder o fôlego (literalmente e em quase todos os sentidos), o seu destino está mais perto do que imagina, e já é uma das opções mais buscadas por turistas do mundo inteiro, sobretudo os que têm predileção por belas paisagens e experiências inesquecíveis. Estamos falando do Salar de Uyuni, o maior (e praticamente o único) deserto de sal do Planeta Terra, localizado na vizinha Bolívia, na região conhecida como Altiplano, muito perto da Cordilheira dos Andes, fronteira com o Chile. Quando se fala em lugares inóspitos da Bolívia, à sua mente vem aquela sensação de que passará por muitos “perrengues” para contemplar as belas paisagens. Pois a resposta que temos a você é que não. Isso mudou, e bastante. A capital La Paz, e mesmo a pequena Uyuni (de 10 mil habitantes), já contam com hotéis de conceito boutique e também boas e confortáveis pousadas. A parte boa disso tudo é que as mudanças para melhor não representaram grande acréscimo no preço da viagem. Então, chegou a hora de montar o roteiro e começar a imaginar as belas paisagens e – claro, estamos falando de um lugar frio e alto, muito alto – perder o fôlego com a paisagem.


78

|

PORTAL SAÚDE

|

|

TURISMO

Aonde ir Para conhecer o Salar de Uyuni, há rotas que partem da Bolívia e do Chile (o local é vizinho ao Deserto do Atacama), porém, aqui, daremos preferência aos roteiros que começam e terminam do lado boliviano, sobretudo porque são necessários pelo menos quatro dias para conhecer o Salar. Se você quiser conhecer o deserto junto (há opções), serão necessários pelo menos cinco outros dias. Nossa sugestão é partir da capital La Paz, cidade localizada a aproximadamente 600 km de Uyuni. Reserve pelo menos dois dias na maior cidade da Bolívia e inclua em seu roteiro o passeio de teleférico (o mais alto e mais longo do mundo) e também o Downhill (descida emocionante em estrada sinuosa na cordilheira). Os primeiros dias na capital boliviana também são importantes para se adaptar aos efeitos da altitude. Há voos diretos de La Paz para Uyuni. A via aérea, vale lembrar, é sempre a melhor opção. Também há, contudo, opções terrestres de deslocamento. Em Uyuni, dê preferência a hotéis mais confortáveis, nem que você pague um pouco mais (o preço é similar ou até menor que o de bons hotéis brasileiros).

Prefira os tours de 3 a 4 noites. Como se trata de ecoturismo, fique atento à reputação da agência. Não esqueça de checar se seu guia o levará para o cemitério de trens, ao vilarejo de Colchani e à Isla Incahuasi. Estas são as principais atrações. Os passeios são feitos normalmente em veículos 4x4. Nas versões sem perrengue, a um custo um pouco maior, é possível ter mais exclusividade no transporte e mais assistência por parte dos guias, que fornecem água e alimentos. Cá para nós: o lugar é tão exuberante, que não sobrará tempo para pensar em muitas coisas cotidianas. No cemitério de trens, você poderá sentir-se em um filme à la Mad Max, e em Colchani, talvez você pense estar em outro planeta. Na época de chuva, o reflexo do céu fica a todo tempo no solo. Falando nisso, equipes da Nasa já levaram seus astronautas ao Salar para testar a resistência de seus astronautas. Na Isla Incahuassi, você também tem a sensação de estar em um outro mundo. Os cactos da paisagem contrastam com um mar de sal ao redor.


PORTAL SAÚDE

Quando ir Há duas épocas para viajar, e ambas são muito boas. Se você optar por viajar no inverno, no período compreendido entre abril e setembro, prepare-se para ver um solo extremamente branco (afinal, estamos falando de um mar de sal) e sem nenhum contratempo nos passeios. É o período de seca, o preferido dos turistas ocidentais. Também há o período de chuvas, e este é especialmente propício para os que gostam de tirar belas fotos. É nesta época que o solo fica com aquele fio d’água, que reflete o céu. Por adorarem fotos, os turistas asiáticos preferem viajar ao Salar neste período. O que levar Leve muita roupa de frio, independentemente de você viajar na época de chuva ou de estiagem. É que no altiplano (a mais de 3 mil metros de altitude) venta muito, e mesmo quando há manhãs um pouco mais amenas, as noites são sempre frias. Portanto: roupas impermeáveis, protetores labiais e lenços umedecidos. Sempre! Como ir Indicamos voar até La Paz e, na capital boliviana, procurar agências de turismo confiáveis para organizar todo o passeio em Uyuni. Há voos diretos para La Paz a partir de São Paulo, pela BOA, companhia boliviana. A brasileira Gol voa para Santa Cruz de la Sierra. A cidade é mais distante do Salar, mas de lá também é possível deslocar-se por vias aérea ou terrestre. Também há voos para a capital boliviana a partir de conexões em outras cidades como Lima, Buenos Aires e Santiago, operados por Latam e Avianca.

| 79


80

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PERFIL REGIONAL

REFERÊNCIA EM CARDIOLOGIA HÁ MAIS DE 30 ANOS Dr. Adena nos conta sua história pessoal e profissional em Cuiabá Conte-nos um pouco de sua história e formação. Nasci em Marialva, no Norte do Paraná, e fui cedo para São Paulo, onde cursei o segundo grau (Científico) no Colégio Bandeirantes. Fiz o curso médico na Faculdade de Medicina do ABC e residência em Clínica Médica no Hospital Beneficente São Caetano, onde permaneci como Preceptor de Clínica Médica por mais dois anos, enquanto fazia minha residência de Cardiologia no INCOR (HC-USP). Fiz o Mestrado em Farmacologia na USP, concluí os créditos e dei a aula de qualificação com nota máxima, mas foi no ano em que me mudei para Cuiabá e não me foi possível defender o trabalho de tese, já totalmente pronto. Fui professor de farmacologia na Faculdade de Medicina do ABC e na Faculdade de Ciências Médicas de Santos, durante oito anos. Trabalhei na UTI do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da USP e na Cardiologia do Hospital Beneficente São Caetano até mudar-me para Cuiabá no final de 1985. E a sua relação com a cidade de Cuiabá e o Estado de Mato Grosso? Fale-nos um pouco sobre isso. Vim para Cuiabá nas primeiras vezes com meu pai, que tinha propriedades aqui no estado. Gostei da cidade: pequena, pouco trânsito, sem violência e tinha uma recente e promissora Faculdade de Medicina. Eu traba-

lhava em um ambiente pesado em São Paulo, de muita competição, vivendo em cidade com trânsito infernal, poluída e trabalhando demais, deslocando-me de um local para outro várias vezes por dia. Minha primeira filha estava para nascer, três dos meus colegas de trabalho haviam sido assaltados, um deles, o Alexandre, chegou a levar um tiro durante um assalto. São Paulo não me parecia um lugar para criar família. E, em uma dessas vindas minhas a Cuiabá, vi no jornal anúncio de que estavam inaugurando a UTI do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá. Fui até lá falar com o Diretor do Pronto-Socorro, Dr. Olímpio, e, ao saber que eu possuía o Título de Especialista em UTI pela AMIB, ele contratou-me na hora e logo depois empossou-me chefe da UTI. Estava aberto o caminho. Na mesma época abriu uma vaga de Professor convidado na Faculdade de Medicina da UFMT na disciplina de Farmacologia. Fui aprovado no concurso e dei aulas lá por dois anos. Enquanto isso, abri meu consultório de cardiologia, depois chamado de Clínica Cardiológica Dr. Adena, onde estamos até hoje atendendo nossos pacientes. Tenho duas filhas que nasceram aqui, são cuiabanas. E eu não sairei mais daqui. Gosto de Cuiabá, tenho amor por Mato Grosso.


PORTAL SAÚDE

| 81


| PORTAL SAรšDE | |

Fotos: Revele Projetos Fotogrรกficos

82 PERFIL REGIONAL


PORTAL SAÚDE

Por estar há algumas décadas na cardiologia, o senhor acompanhou muito não somente a evolução dos tratamentos, mas as transformações dos hábitos dos pacientes. O comportamento que causa as doenças cardiológicas atualmente é similar ao que gerava os mesmos males de outrora? Nestes últimos anos, houve, sim, mudanças nos hábitos e comportamento dos pacientes. As pessoas passaram a fumar menos, a exercitar-se mais, a ingerir menos gorduras, a controlar melhor a pressão arterial. Houve maior facilidade de acesso às informações fornecidas pelas Sociedades Médicas, principalmente as de Cardiologia, através da mídia, ajudando a conscientizar a população. Este conjunto teve papel importante, não apenas em nosso meio, mas de forma universal, em reduzir a incidência de doenças cardiovasculares. A evolução do tratamento, com novos fármacos e novas técnicas, também contribuiu bastante. Muito se fala em evitar carboidratos ou evitar gorduras. Para uma boa saúde do coração, o que de fato faz bem? As gorduras saturadas, que são aquelas que ficam sólidas em temperatura ambiente, como a gordura de porco, de vaca, de carneiro, a manteiga, agridem as artérias e se depositam nelas, causando o que chamamos de placas ateroscleróticas ou simplesmente ateromas. Essas placas podem levar à obstrução dos vasos que irrigam os órgãos (coração, cérebro, etc.), causando infartos. As obstruções podem ocorrer de duas maneiras: simplesmente aumentando o volume da placa, com o exagero da dieta e o passar do tempo, até a obstrução total da artéria; ou, mais frequentemente, a placa degenerar-se, mesmo pequena (menos de 50% de obstrução), levando à formação de um trombo que leva à oclusão imediata da artéria, ocasionando necrose (morte) das células do órgão. Isto é chamado infarto sem aviso.Não apenas de gorduras, mas ingestão exagerada de carboidratos tem efeito maléfico ao coração e à circulação em geral, por poder levar ao aumento de peso, à resistência à insulina e ao diabetes, condições altamente deletérias ao sistema cardiovascular. O senhor é um profissional muito querido por seus pacientes. Muitos colegas têm o comportamento do senhor como exemplo. O que um médico deve fazer para ser um profissional estimado pelos pacientes e suas famílias? O profissional médico é um eterno aprendiz. A cada dia, a cada paciente que atendemos, aprendemos algo. Lembro-me dos tempos de faculdade em que, para minha decepção, o professor de Semiologia disse: vocês nunca verão duas pneumonias iguais. Cada paciente tem sinais, sintomas e evoluções diferentes.

| 83

Pensei angustiado: como dominar essa ciência, como saber, como reconhecer em todos os pacientes a peculiaridade de cada doença? Ainda estou aprendendo, todos os dias, mesmo depois de 42 anos de formado. E há também o aspecto psíquico, emocional, de cada paciente. O médico tem que ouvir cada paciente e cada um é um universo. O tratamento com remédios, quando vem sozinho e falta a atenção do médico, nem sempre faz o efeito desejado. Além da Medicina, o senhor tem alguma outra atividade que lhe desperta paixão e entusiasmo? Gosto de ler, principalmente os clássicos. Estou relendo pela quarta ou quinta vez o Curso de Literatura Inglesa por Jorge Luis Borges e me emocionando com William Blake, Gabriel Rossetti e outros tantos. E releio com frequência os contos de Guy de Maupassant e Anton Tchekhov, e as Rimas de Dante Alighieri, Byron e Poe, entre outros. Gosto também de pedalar. Já pedalei em várias partes do planeta: Nova Zelândia, Islândia, Noruega, Canadá, nas Rochosas e nas Províncias Marítimas do Leste, EUA, no Oregon e no Maine, Itália, na Toscana e no Piemonte, Espanha, no Caminho de Santiago. É um hobby, todo ano programo uma viagem de bike. Este ano está no programa pedalar em Fairbanks, no Alaska. A Cardiologia atua cada vez mais preventivamente, isto é uma tendência? Sim, a prevenção se impõe cada vez mais na área médica e a cardiologia não é exceção. Por esta razão, as doenças cardiovasculares têm diminuído de maneira global, graças ao conhecimento mais difundido das causas das doenças e de como evitá-las. Eu diria que este é o objetivo maior do clínico cardiologista, a prevenção destas doenças. Como uma pessoa que tem amor a seu coração deve comportar-se no cotidiano? Para “cuidar do coração” é necessário ter vida saudável. Não fumar, evitar gordura animal, evitar excesso de carboidratos, controlar a hipertensão arterial, o diabetes, o colesterol, fazer atividades físicas e, muito importante, não se deixar escravizar pelo trabalho. Há que se ter tempo para o lazer, para um hobby, para uma conversa sem pressa com os amigos, para um passeio. Não é difícil, mas precisa de atenção.

Dr. José Almir Adena CRM/MT 1460 Cardiologista RQE 981


84

|

PORTAL SAÚDE

|

|

MODA & BELEZA

SEJA A SUA MELHOR VERSÃO EM 2019

by naita@naitamello.com.br | @naitamello

................................................................................................... Ano Novo tem uma energia maravilhosa para resgatar sonhos, iniciar novos projetos, criar novos hábitos e a partir de novas ações, ter resultados diferentes! Aqui falamos de moda, estilo, comportamento, e o meu convite nessa primeira edição de 2019 é para você dar mais atenção a sua imagem pessoal e descobrir sua melhor versão. Como estão os seu cuidados? É comprovado que a imagem pessoal tem uma importância que ultrapassa 50% da impressão que o outro faz de você em um encontro, a gente acha que não, mas essa linguagem não verbal é extremamente importante, ela permite uma interpretação sobre seus valores, preferências, necessidades e estilo. Isso vale tanto pessoalmente quanto profissionalmente. Sabendo disso, você pode e deve usar a imagem a seu favor e prosperar ainda mais em todos os sentidos. Ressalto que a imagem vai além de roupas e acessórios, envolve cuidados com o cabelo, pele, unhas, hálito e também o seu comportamento como ser humano. No dia a dia, com mil coisas para fazer, imprevistos, pressões de todos os lados, prazos vencendo, trabalho, família, saúde, gato e cachorro, é desafiante colocar em prática o cuidado pessoal, e é por isso que, mais uma vez, convido-o a usar dez minutos do seu tempo para se observar diante do espelho, avaliar realmente como você é, e como você pode se valorizar ainda mais através da sua imagem. Posso garantir que não é nenhum bicho de sete cabeças, são detalhes que precisam ser melhorados para que a transformação aconteça. Buscar inspirações em pessoas que você admire pode auxiliar nessa construção e servir de referência visual. Salve fotos, é uma boa estratégia para incentivar o seu processo de criar a forma como você quer ser visto pelo mundo. Aproveite para fazer uma limpeza em seu closet/ armário, elimine peças que não o representam mais e abra espaço para o novo. Descubra a melhor versão do seu cabelo, programe dias para cuidar das unhas, pesquise livros, vídeos, treinadores que o inspiram a evoluir. Ao dar mais atenção à sua imagem, os elogios, a segurança e as oportunidades irão deixá-lo ainda mais entusiasmado a se aprimorar. É um exercício delicado que requer autoconhecimento e técnicas personalizadas. Esse é o trabalho de um profissional da área de Consultoria de Imagem e Estilo, você conhece? É uma das minhas especialidades! Conheça-se, decida todos os dias estar na sua melhor versão!


86

|

PORTAL SAÚDE

|

|

BREVES

Dr. Nauro e Beluce Monteiro passando as férias desse final de ano em família na Disney.

Dr. Aires fazendo curso de escultura em frutas (MUKIMONO) na Tailândia, futura sede do Congresso Mundial de Transplante Capilar.

Noite de aprendizado sobre vinhos, com boa comida e muita risada. Da esquerda para a direita: Evelyn e Paulo Moro, da Portal Saúde Cuiabá, Dr. Georges Kabouk e sua esposa, Dra. Sylvania, Magda, seu esposo Dr. Demian Amaral, o casal Dra. Rita Couto e Dr. Ary Leite, sem contar as duas bonecas Beatriz e Julia, no colo dos seus respectivos pais.

Evelyn Kerr, Diretora Administrativa da Portal Saúde Cuiabá, com a cantora Naiara Azevedo, em confraternização entre amigos em Umuarama - PR, cidade onde ambas residiram.

Dr. Juliano Cáceres e Dr. Ruan Parizzi, no CIOSP 2019, maior Congresso de Odontologia da América Latina.

Dr. Nauro Monteiro e sua esposa, Dra. Beluce Monteiro, participando do Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia em novembro último na cidade do Rio de Janeiro.

Dr. Georges Kabouk aproveitou os dias de férias para ir a Mendonza, na Argentina, e, como exímio apreciador de vinhos, foi conhecer algumas vinícolas da região.

Nossa nutri querida, Géssica Fraga, na Times Square curtindo as férias!


88

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PORTAL SOCIAL

Casamento Cinthia Zanuni e Hugo Rohiling Em janeiro último, Cuiabá foi cenário de um casamento que tomou conta das redes sociais do Brasil e até do mundo afora. O casal Cinthia Zanuni e Hugo Rohiling, ela maquiadora e palestrante, ambos proprietários do Cinthia Zanuni Academy, disseram o SIM que emocionou milhares de pessoas. A Portal Saúde Cuiabá tem orgulho de servir de recordação de histórias tão lindas como essa. Fotos: Objetiva Fotos Local: Buffet Leila Malouf Decoração: Célio Correa Iluminação: Izis Dorileo


PORTAL SAÚDE

| 89


90

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PORTAL SOCIAL

Natal do bem no Lar dos Idosos Vicente de Paulo No tarde de 14/12, os sócios e funcionários da Clínica Ortho’s levaram um pouco de alegria ao Lar dos Idosos Vicente de Paulo, em Várzea Grande. Com direito a presente a todos os velhinhos, Papai Noel, Palhaço e um delicioso café da tarde. A Revista Portal Saúde esteve lá e viu tudo de perto. Agradecemos o convite porque, no final das contas, quem ganha o presente somos nós!


92

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PORTAL SOCIAL

INAUGURAÇÃO NOVA UNIDADE DA FARMÁCIA CRIATIVA No dia 23 de janeiro, a Farmácia Criativa, pensando na comodidade do seu cliente, inaugurou mais uma unidade no piso 1 do Shopping Estação. A Portal Saúde Cuiabá parabeniza a proprietária, Virgínia, pelo seu incansável empreendedorismo. Fotos: George Dias


PORTAL SAÚDE

| 93


94

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PORTAL MÉDICO

Dr. Aires

Dr. Breno Nadaf Diniz

CRM/MT 4000 Médico

CRM/MT 6112 - RQE 3378 Ortopedia e Traumatologia

Clínica Aires: Av. Miguel Sutil, 6274 Térreo Cuiabá Lar Shopping Consil - Cuiabá - MT

Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075

65 3642.4000 | 99630.7007 pág. 23

Dra. Anissa Adrielle Artifão CRM/MT 8380 Médica Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075

pág. 40

Dr. Bruno Baranhuk de Freitas CRM/MT 5265 Cardiologista - RQE 2484 Clínica Médica - RQE 2475 Clínica Adena: Avenida Isaac Póvoas, 516 Centro Norte - Cuiabá - MT 65 3624.1188 pág. 44

pág. 40

Dr. Cid Alexandre Rodrigues Ferreira

Dr. Arsenio S. Oliveira CRM/MT 0873 Cardiologista - RQE 2517

CRM/MT 3442 RQE 1445 - RQE 1446 Angiologia e Cirurgia Vascular

Clínica Adena: Avenida Isaac Póvoas, 516 Centro Norte - Cuiabá - MT 65 3624.1188

Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075 pág. 44

Dr. Ary Leite

pág. 40

Dr. Cyro Jorge Cafure Bezerra

CRM/MT 4584 Cirurgia Plástica - RQE 3710

CRM/MT 4479 - RQE 3464 Médico do Trabalho

Edifício SB Medical: Avenida das Flores, 945 - 4° Andar Sala 405 - Jardim Cuiabá Cuiabá - MT 65 3358.7477 | 99353.7337

Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075

pág. 15

pág. 40

Dra. Beatriz Formighieri

Dr. Demian Miziara Amaral

CRM/MT 7270 Cirurgiã Plástica - RQE 2902

CRM/MT 5666 - RQE 2028 Ortopedia e Traumatologia Oncologia Ortopédica

Rua Traçaia, 262 Cidade Alta Cuiabá - MT

Clínica Ortho’s:

Rua das Begônias, 615 Jardim Cuiabá - Cuiabá - MT 65 98118.0201 | 4101.0102 pág. 56

Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075 pág. 40


PORTAL SAÚDE

| 95

Dr. Fabiano Silva Magnino

Dra. Izabel Cristina Silva

CRM/MT 9088 - RQE 4063 Fisiatria

CRM/MT 1325 - RQE 1199 - RQE 468

Clínica Ortho’s:

Clínica Ortho’s:

Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075

Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075

Acupuntura l Anestesiologia

pág. 40

pág. 40

Dr. Fellipe Ferreira Valle

Dr. José Almir Adena

CRM/MT 7413 - RQE 3004 Ortopedia e Traumatologia Cirurgia do Joelho, Ombro e Cotovelo

CRM/MT 1460 Cardiologista - RQE - 981

Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075

Clínica Adena: Avenida Isaac Póvoas, 516 Centro Norte - Cuiabá - MT 65 3624.1188

pág. 44

pág. 40

Dr. Francisco Loureiro

Drª Juliana Oliveira Abrão

CRM/MT 5539 - RQE 4079 Ortopedia e Traumatologia

CRM/MT 6762 I RQE 3403 Ginecologista e Obstetra

Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075

Instituto Tropical de Medicina Reprodutiva: R. Almirante Henrique Pinheiro Guedes, 195 - Duque de Caxias Cuiabá - MT 65 3364.3649 | 65 99907.4321 pág. 28

pág. 40

Dr. George Salvador Brito Alves Lima

Dr. Leonardo Lotufo Bussiki

CRM/MT 5000 - RQE 2076 Medicina Esportiva

CRM/MT 6133 - RQE 3690 Ortopedia e Traumatologia Ortopedia e Traumatologia Pediátrica

Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075

Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075

pág. 40

pág. 36

Dr. Georges Bohrer Kabouk

Dra. Lucyane Marques Luz

CRM/MT 5397 Reprodução Humana - RQE 2479

CRM/MT 4481 - RQE 3759 Cirurgiã Plástica

Hospital Femina: Rua Corumbá, 450 - Bairro Baú 2° andar - Sala 27

Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3025.7075

pág. 69

pág. 42


96

|

PORTAL SAÚDE

|

|

PORTAL MÉDICO

Dra. Manuela B. Cordeiro CRM/MT 5943 Pediatra - RQE 2640 Hospital Femina Rua Corumbá, 450 - sala 12 - Cuiabá-MT 65 3621.2811 I 65 99944.4110 Intro: Instituto Tropical de Medicina Reprodutiva Rua Almirante Henrique Pinheiro Guedes, 195 - DQ de Caxias - Cuiabá-MT 65 3322-2017 | 99911.8820

Dr. Rodrigo Pereira de Souza Florencio CRM/MT 3979 - RQE 2065 Ortopedia e Traumatologia Cirurgia do Joelho Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075

pág. 30

pág. 40

Dr. Mario Vinicios Martello

Dr. Rubens Hajime Aratani

CRM/MT 5273 Psiquiatra - RQE 2731

CRM/MT 2681 - RQE 1202 Ortopedia e Traumatologia Cirurgia da Coluna

Clínica Nossa Senhora das Graças: Rua dos Lírios, 525 - Jardim Cuiabá Cuiabá - MT 65 2127.1275 I 99628.3207 99317.9639

Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075 pág. 40

pág. 58

Dr. Nauro Hudson Monteiro

Dr. Wagner Felipin Azevedo

CRM/MT 4312 - RQE 2068 Ortopedia e Traumatologia Oncologia Ortopédica

CRM/MT 8516 Médico

Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075

Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075

pág. 39

pág. 40

Dra. Rafaela Untar de Oliveira Parizzi

Dr. Waldemar Vaz da Silva Junior

CRM/MT 6508 Psiquiatra - RQE 4313

CRM/MT 6461 - RQE 4475 Ortopedia e Traumatologia

Complexo Hospitalar Cuiabá Avenida das Flores, 843 - Sala 23 Hospital Jardim Cuiabá Cuiabá - MT 65 3051.3565 | 99667.1111

Clínica Ortho’s: Rua Comandante Costa, 1855 Centro Sul - Cuiabá - MT 65 3054.7075 pág. 40

pág. 34

Dra. Roberta Coelho Rodrigues Duarte

Dr. Walid Khalil CRM/MT 5689 Urologista - RQE 26526

CRM/MT 3596 Ginecologista e Obstetra RQE 1492 Hospital Femina: Rua Corumbá, 450 - Sala 57 Bairro Baú - Cuiabá - MT 65 3625.6201 | 98414.6201 pág. 52

Complexo Hospitalar Cuiabá: Avenida das Flores, 843 - Sala 14 Jardim Cuiabá - Cuiabá - MT 65 3028.7533

pág. 46


PORTAL DOS PROFISSIONAIS

BIOMEDICINA Clínica Bruna Alonso Av. Hist. Rubens de Mendonça, 1756 Ed. SB Tower - Sala 1211 - Jardim Aclimação

PORTAL SAÚDE

| 97

ODONTOLOGIA

65 99963.0933

FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO Farmácia Criativa Av. Getulio Vargas, 1203 Avenida Miguel Sutil - Piso L1 - Shopping Estação Cuiabá

|

65 3054.3100 65 98463.6145

FISIOTERAPIA Dr. Anilton Queiroz Barbosa Clinica Orthos: Rua Comandante Costa, 1855 - Centro Sul

65 3054.7075

Dra. Beluce Arruda de Camargo Monteiro Clinica Orthos: Rua Comandante Costa, 1855 - Centro Sul

65 3054.7075

Dra. Juliana Miranda Av. Miguel Sutil, 8000 Ed. Santa Rosa Tower - Sala 803

65 3044.7779

Dr. José Renato Guerreiro Tetilla  Instituto Tetilla: Rua das Camélias, 210 Jardim Cuiabá 

65 2127.2121

Dr. Juliano Cáceres Cáceres e Parizzi: Av. das Flores, 945 SB Tower - Sala 1007 - Jardim Cuiabá

65 3359.7009

Dra. Kenia Vilela de Souza Instituto Tetilla: Rua das Camélias, 210 Jardim Cuiabá

65 2127.2121

Dr. Luciano Castelo Moraes Instituto Tetilla: Rua das Camélias, 210 Jardim Cuiabá

65 2127.2121

Dr. Paulo Augusto Ferraz de Oliveira Instituto Tetilla: Rua das Camélias, 210 Jardim Cuiabá

65 2127.2121

Dr. Renato Tapias Tetilla Instituto Tetilla: Rua das Camélias, 210 Jardim Cuiabá 

65 2127.2121

Dr. Ruan Parizzi Cáceres e Parizzi: Av. das Flores, 945 SB Tower, sala 1007 - Jardim Cuiabá

65 3359.7009

PSICOLOGIA LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS Laboratório Carlos Chagas Rua Corumbá, 538 - Lixeira

65 3901.4700

Rua Buenos Aires, 458 - Jd. das Américas

65 3628.1200

Av. das Flores, 553 - Jardim Cuiabá

65 3624.4367

Av. das Flores, 945 - Sala 21 - SB Medical Jardim Cuiabá

65 3364.4184

Av. Ribeirão Preto, 19 - CPA I

65 3901.4715

Rua Marechal Deodoro, 582 - Centro

65 3901.4712

Rua General Vale, 444 - Centro

65 3901.4713

Rua Baltazar Navarros, 459 - Bandeirantes

65 3901.4727

Praça do Seminário, 229 - Centro

65 3901.4700

Av. Dom Orlando Chaves, 08 - Cristo Rei Várzea Grande

65 3684.1040

Av. Filinto Müller, 1822 - Centro Várzea Grande

65 3901.4716

NUTRIÇÃO Géssica Fraga Espaço La Provence Av. Presidente Marques, 35 - Goiabeiras

65 99910.4565

ODONTOLOGIA Dra. Aline Zandonadi Instituto Tetilla: Rua das Camélias, 210 Jardim Cuiabá

65 2127.2121

Dra. Amanda Santa Cecília Cury Instituto Tetilla: Rua das Camélias, 210 Jardim Cuiabá

65 2127.2121

Dra. Ana Maria de Campos Tortorelli Instituto Tetilla: Rua das Camélias, 210 Jardim Cuiabá

65 2127.2121

Instituto Machado de Odontologia Rua 25 de agosto - Duque de Caxias Dr. João Guilherme Gabriel Instituto Tetilla: Rua das Camélias, 210 Jardim Cuiabá

65 36236066 65 2127.2121

Brisa Rigo Miranda Rua Coronel João Lourenço de Figueiredo Quadra 3 - Casa 1 - Jd. Tropical

65 99911.1137

Jéssica Laward Clinica Orthos: Rua Comandante Costa, 1855 - Centro Sul

65 3054.7075


O DESIGN

italiano

QUE ENCANTOU O MUNDO, MAIS PERTO DE VOCÊ

ACREDITAMOS QUE O VERDADEIRO CONFORTO É PESSOAL E DEVE SER EXCLUSIVO. A Natuzzi possui mais de 50 anos de história dedicados ao seu b e m - e s t a r. Te m o s orgulho em oferecer uma linha de estofados incomparável, criada pensando no seu gosto, seu estilo, seu tempo, em você.

CON HEÇ A A LOJA DA N ATU ZZ I E D I TI O N S E M C U I A B Á . AV. F ER N A N D O COR R ÊA DA COSTA – P I CO DO A MO R - C U I A B Á , M T

|

6 5 3 3 6 5 – 8300

Profile for Revista Portal Saúde

REVISTA PORTAL SAÚDE CUIABÁ - 8ª EDIÇÃO  

REVISTA PORTAL SAÚDE CUIABÁ - 8ª EDIÇÃO  

Advertisement