Page 1


Editorial

N

a edição deste mês, vamos destacar o encontro do prefeito de Porto Real, Ailton Marques, com o Ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, que apresentou programas e ações a prefeitos do Sul Fluminense. O encontro teve o objetivo de cuidar de forma adequada das demandas dos programas sociais da cidade e região. Também vamos destacar as principais notícias dos municípios da região, como por exemplo, o trabalho do deputado federal Alexandre Serfiotis e o artesanato de Barra Mansa, que além de crescer em número de adeptos, vem profissionalizando e organizando a classe. Prova disso foi o lançamento da marca do artesanato na cidade, que vai ser oficializado no próximo show de domingo, a ser realizado com todos os artesãos cadastrados, no dia 17 de dezembro, das 10 às 18 horas, na Avenida Joaquim Leite. Também vamos apresentar colunas de moda, financeira, social e de direito, assinadas por profissionais gabaritados de cada setor. Na próxima edição, apresentaremos os vencedores do concurso ‘Crianças da Capa 2017’, Giovanna Torres e Pietro Landim, ambos de Volta Redonda. As belezuras serão destaque de capa em nossa edição de final de ano, na segunda quinzena de dezembro. Aguardem!

Revista Por Aqui - CNPJ: 27.492.640/0001-12 • www.revistaporaqui.com.br

Diretor Geral / Jornalista Responsável: Diego Campos Raffide - MTB 0032199/RJ E-mail: diego@revistaporaqui.com.br

Diretora Administrativa: Michelle Raffide - michelle@revistaporaqui.com.br Diretor de Arte: Eduardo Avila - eduardo@revistaporaqui.com.br

Colunista Social: Fábio Soares - fabiosoaresvip@gmail.com Colunista de Moda: Renata Liporaci - reliporaci@revistaporaqui.com.br Colunista de Direito: Noé Garcêz - noegarcez@gmail.com Colunistas de Finanças: Leonardo Ramos e Vinicius Neves www.metacontroladoria.com.br A revista Por Aqui não se responsabiliza por conceitos e opiniões expressos nos artigos, colunas e reportagens assinadas. O conteúdo é de responsabilidade de seus autores.

04- Ministro do Desenvolvimento Social apresenta programas e ações a prefeitos do Sul Fluminense 05- Entrega das obras da Rodovia do Contorno acontecerá em dezembro 05- Barra Mansa entrega Carteira Nacional de Artesão 05- Presidente da Câmara Volta Redonda apresenta novo plenário 06- Coluna Social ‘Você Por Aqui’ 07- A moda de respeito! 08- Alexandre Serfiotis diz que região obteve conquistas importantes 09- Quando Menos é Mais 10- Segurados do INSS vão à justiça para fazer a troca de benefício


4

Fotos: Dorinha Lopes

Ministro do Desenvolvimento Social apresenta programas e ações a prefeitos do Sul Fluminense Durante encontro, Osmar Terra ressaltou ter como objetivo cuidar de forma adequada das demandas dos programas sociais da cidade e região

O

prefeito de Porto Real, Ailton Marques (PDT), recebeu nesta segunda-feira, 13, junto a uma comitiva de prefeitos e autoridades municipais da região Sul Fluminense, o ministro do Desenvolvimento Social (MDS), deputado federal, Osmar Terra (PMDB). No encontro, sediado no Porto Real Country Clube, o ministro apresentou as ações da pasta e se disponibilizou a receber as demandas dos municípios. O ministro falou sobre como as prefeituras podem acessar recursos federais por meio de programas do MDS. Terra destacou a importância do trabalho que começa a ser realizado através do Programa Criança Feliz, que acompanhará crianças de até três anos beneficiárias do Bolsa Família e as de até seis anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). As ações são coordenadas por representantes de várias áreas, como saúde, assistência social, educação, justiça e cultura. O encontro também contou com a presença do deputado federal Alexandre Serfiotis (PMDB), que idealizou o evento é convidou o ministro. Na pauta, a apresentação de programas sociais disponíveis aos municípios brasileiros como Bolsa Família, Cadastro Único, Gestão do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), Inclusão Produtiva Rural, inclusão Social e Produtiva, Progredir e Criança Feliz e o anúncio da liberação de recursos federais para visitadores domiciliares do SUAS. O ministro ressaltou que tem como objetivo cuidar de forma adequada das demandas dos programas sociais da cidade e região. “A missão desse Ministério é melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social, por esse motivo também, foi reajustado recentemente o valor repassado a população usuária do Programa Bolsa Família, o qual atualmente, não tem fila de espera”, explicou. O prefeito de Porto Real, Ailton Marques, destacou o empenho e atenção dispendidos pelo ex-prefeito, Jorge Serfiotis, nesse setor e que o município tinha o valor de mais de R$ 700 mil reais, bloqueados em Brasília, no início do ano, destinados

a esses fins. O deputado federal, Alexandre Serfiotis, salientou a importância da desmistificação do fato de ter um representante do governo federal no município e região. “Fui na Subcomissão Especial do Vírus da Zica junto ao ministro, Osmar Terra e sei da seriedade com a qual trata de assuntos pertinentes ao desenvolvimento social”, completa. Participaram prefeitos, representantes e vereadores dos municípios de Porto Real, Resende, Barra do Piraí, Piraí, Pinheiral, Paracambi, Quatis, Barra Mansa, Rio Claro, Volta Redonda, Paulo de Frontin, Paraty, Silva Jardim, entre outras cidades do interior fluminense.


Aconteceu Por Aqui Entrega das obras da Rodovia do Contorno acontecerá em dezembro

Foto: Gabriel Borges

go, a ser realizado com todos os artesãos cadastrados, no dia 17 de dezembro, das 10 às 18 horas, na Avenida Joaquim Leite. Os artesãos que não tiveram condições de participar da entrega do documento deverão agendar um novo dia para retirar a Carteira Nacional, através do telefone (21) 98099-1500, da Secretaria de Estado de Turismo.

Presidente da Câmara Volta Redonda apresenta novo plenárioFoto: Diego Raffide

Os últimos detalhes para a entrega das obras da Rodovia do Contorno foram discutidos na tarde desta segunda-feira, dia 13, entre o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, e representantes do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte), ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) e DER (Departamento de Estrada de Rodagem) do Rio de Janeiro. A Acciona, construtora responsável pela finalização das obras, garantiu que a entrega será realizada em dezembro. O encontro aconteceu no Palácio 17 de Julho. “Estamos com o diálogo bem maduro e a prefeitura fará o que for necessário para liberar oficialmente a rodovia para o tráfego. Não adianta entregar a obra sem a possibilidade de trafegar”, disse o prefeito de Volta Redonda.

Barra Mansa entrega Carteira Nacional de Artesão Foto: Paulo Dimas

Cerca de 300 artesãs do município receberam nesta segunda-feira, 13, a Carteira Nacional de Artesã. A cerimônia realizada no Clube Municipal, no Centro, reuniu o prefeito Rodrigo Drable (PMDB), a subsecretária adjunta da Secretaria de Turismo do Estado do Rio e coordenadora do Programa de Artesanato, Nea Mariozz, entre outras pessoas do setor. Durante o evento, houve o lançamento da marca do artesanato de Barra Mansa e anunciado o próximo show de domin-

No dia 7, o presidente da Câmara de Vereadores de Volta Redonda, Sidney Dinho (Patriota), acompanhado dos vereadores Fernando Martins (PMDB), Rosana Bergone (PRTB), Carlinhos Santana (SD), Jari (PSB), Pastor Washington (PRB) e Paulinho Raio X (PMDB), apresentou o novo Plenário. A reforma teve duração de 30 dias e custou R$ 127 mil. De acordo com o parlamentar, a obra do Plenário incluiu mudanças na Mesa Diretora, na iluminação do espaço, que agora está com lâmpada de LED gerando economia de energia. “Com a iluminação de LED será gerada uma importante economia de energia elétrica”, revelou Dinho. O presidente ainda esclareceu que a obra na parte externa está na reta final. “Agora é esperar o prazo determinado pela empresa, que assumiu o compromisso de realizar o serviço em 30 dias”, informou Dinho, acrescentando que vai devolver dinheiro ao Executivo no final de sua administração.

5


6

COLUNA SOCIAL VOCÊ POR AQUI Fábio Soares

PROFESSOR PREMIADO O professor João Mário Lourenço Filho, dos cursos de MBA em Gestão Empresarial e MBA em Logística Empresarial - Supply Chain Management do UBM - Centro Universitário de Barra Mansa -, foi o escolhido nas categorias “Melhor profissional do ano” e “Melhor diretor de Logística/Supply-Chain de indústria de base” no Prêmio Inbrasc 2017. Neste ano, a premiação prestigiou pela segunda vez os profissionais de maior destaque no cenário de supply chain e compras no mercado brasileiro.

04 ANOS SEUEVENTO.NET O seuvento.net marca pertencente ao Grupo Buzz de Londrina-PR, já esta há 10 anos no mercado em sistemas de franquias espalhadas por todo o Brasil. O Seuevento. net – Volta Redonda completou 04 anos no mês de outubro e para comemorar realizou uma Exposição dia 28 de outubro no Clube Comercial, em Volta Redonda. Desde Outubro 2013 até hoje já são mais de 800 mil cliques em acessos e visitas e mais de 30 mil solicitações de orçamentos. Para repetir o sucesso do modelo de negócios do SeuEvento.Net, o Grupo Buzz lançou outras franquias com foco em outros segmentos de mercado: ‘O Bom da Cidade’ e o ‘Click Saúde e Beleza’. ‘O Bom da Cidade’ é um portal concebido por ser o guia online focado em empresas do comércio e varejo em geral da cidade e região, que reúne uma série de serviços muito úteis a população. Já o ‘Click Saúde e Beleza’ é uma plataforma que ajuda as pessoas a encontrar médicos, profissionais da saúde, clinicas de estética, salões de beleza, academias, entre outros.

CDL VR SOLIDÁRIA A Câmara de Dirigentes Lojistas de Volta Redonda (CDL-VR), entregou no dia 06/11, alimentos arrecadados pela instituição para o Lar e Escola Recanto das Crianças, localizado na Vila Rica, Três Poços. A arrecadação foi feita na última edição do projeto Mesa Contábil, que ofereceu um curso gratuito sobre o Simples Nacional. A instituição beneficiada dá assistência a 200 crianças e adolescentes com alimentação, reforço escolar, acompanhamento pediátrico e psicológico com o objetivo de tirá-los da rua e de situações de vulnerabilidade. O suplente do Conselho Fiscal, Luiz Fernando Cardoso, fez a entrega da doação.

GRUPO REDOR Em breve estarei divulgando com mais detalhes do que se trata o grupo Redor, a união entre renomadas empresas de móveis planejados do Brasil. O grupo Redor é um dos patrocinadores do ´Prêmio Destaques VIP´desse ano promete muitas novidades para quem gosta de decoração de interiores com qualidade, beleza e conforto. “Na maioria das vezes, para fazer com que as coisas aconteçam ao nosso redor, é necessário ter ajuda. E não há nada mais prazeroso do que poder compartilhar seu sonho com pessoas que caminham no mesmo sentido que você. O Grupo Redor se orgulha de estar rodeado de profissionais que também enchem o mundo de beleza, cada um da sua maneira, seja pela fotografia, moda, design, arquitetura, decoração, o importante é sentir-se bem, inspirado e confortável para todo lado que você olhe, principalmente dentro da sua casa”, finaliza o idealizador do grupo Redor, Fernando Nunes. Quer saber novidades sobre o grupo Redor? Curta a página no facebook: www.facebook.com/ gruporedor/.


7

A moda de respeito!

Por Renata Liporaci reliporaci@revistaporaqui.com.br Fotos: Divulgação

Q

uem não foi perdeu! A Mostra Moda BM foi um sucesso, moda de primeira, área gastronômica impecável e até os banheiros eram chiques! Palestras com os melhores da moda. Teve Daniela Falcão, Bruno Astuto e o sempre gentil Fernando Torquatto. E trouxe um mix de tendências para ninguém botar defeito, mas teve gente que botou! Tenho uma linguagem muito direta com meus leitores e abertamente preciso comentar alguns ‘poréns’. De uma forma geral as pessoas da região precisam valorizar cada vez mais a nossa produção e o comércio. Temos o melhor dos melhores, mas de nada adianta se a própria população não valorizar. Não é preciso ir para cidades vizinhas, SP ou RJ para fazer compras, principalmente falando de nosso “artesanato”, que prefiro até chamar de Art in Mãos. Sim, confesso que faltam algumas coisas no mercado, mas não seria pelo fato da não valorização do produto interno e sim do que vem de fora? Morei fora da cidade por 16 anos e vi muita coisa boa fechar por falta de valorização e sempre tem muita gente reclamando que “aqui não tem nada”, aff...ter tem, mas você consome isso? Compra a ideia? Aqui não, mas se fosse no Rio de Janeiro provavelmente compraria fácil! Pra que pegar o carro e gastar quilômetros se você tem muito quase a sua porta?

Valorize o produtor, compre de quem faz. Em todo mundo está em alta às feiras de moda, grandes ou pequenas, o comércio despojado onde se compra direto do produtor, onde se encomenda peças únicas e exclusivas, quer algo mais chique que isso? É cultural, vai entrando aos poucos, mas basta ser receptivo. Vi na última feira de comércio da cidade as pessoas passando direto pelo artesanato, sem mesmo parar para conhecer, ouvir a história daquele produto, enquanto em outros lugares as pessoas vão exclusivamente atrás do mesmo produto. Fico sem entender e...desculpe o desabafo! Então vamos dar uma chance e abrir a mente? A região está cheia de feiras bacanas mensalmente, que tal aparecer na próxima e quebrar as barreiras? Garanto que não irá se arrepender. Te espero lá!


8

Porto Real: Alexandre Serfiotis diz que região obteve conquistas importantes

O

deputado federal Alexandre Serfiotis avalia que outubro foi marcado por muito trabalho e algumas conquistas importantes para a região. A manutenção das atividades do CIEP-403 Maria de Lurdes Giovanetti, no bairro Açude, em Volta Redonda, foi uma das prioridades do mês e houve uma reunião com o governo do estado para tratar do assunto. Serfiotis, que apoia a comunidade nesta luta,, destacou a importância da mobilização popular e entende que a participação social é fundamental para que a unidade mantenha suas portas abertas. - Esta tem sido minha mensagem aos amigos do CIEP-403, membros da AMABA e moradores do Bairro Açude, que me convidaram para participar da defesa da unidade escolar. Sei dos problemas e diversas ações comunitárias de grande valor, desempenhadas por alunos, pais, professores e apoiadores desta instituição de ensino que atende uma região com mais de 16 mil moradores. Este trabalho é um orgulho para o município e merece todo o nosso apoio. Estamos juntos para melhorar as condições de infraestrutura do CIEP 403 e todo trabalho social que é oferecido à comunidade. O governador se comprometeu a não fechar o CIEP-403 e ficou de discutir a questão com o Secretário de Educação. Ele nos deu sua palavra de que vai buscar a manutenção das atividades da unidade escolar - conta Alexandre Serfiotis. Outro ponto importante para a região foi a inclusão de Porto Real e Barra Mansa entre os 90 municípios de 16 estados do país que receberam Unidades Móveis do SAMU 192 em mais uma etapa de renovação da frota, promovida pelo Ministério da Saúde. O deputado federal Alexandre Serfiotis fez a indicação das prefeituras, que foram contempladas com uma ambulância cada. “Nossa persistência junto ao ministério da saúde surtiu efeito e conseguimos inserir nossos dois municípios entre os contemplados”, diz Serfiotis, salientando que continuará atuando junto ao Ministério da Saúde para renovação da frota do SAMU em outros municípios da região que necessitem, bem como para doação, pelo órgão, de ambulâncias tipo A, que não são do programa SAMU 192, mas também são muito necessárias para transporte de pacientes. O deputado federal Alexandre Serfiotis, junto com o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, estão buscando a implementação na Cidade do Aço, de um Mercado Orgânico Municipal, o primeiro do estado do Rio de Janeiro. Uma audiência no Ministério da Agricultura tratou do assunto. “É um importante projeto na área da agricultura saudável. Pedimos o apoio para que o projeto saia do papel o quanto antes e o Ministro considerou interessante a proposta. Será um grande passo para cidade e para toda a região, pois concentraria no município produtos de ótima qualidade e assim abriria mais um segmento da economia, gerando renda e trabalho”, conta Serfiotis. Serfiotis recebeu, também em outubro, do Ministério das Cidades, a informação de que a Síntese do Projeto Apro-

vado de adequação da Avenida Renato Monteiro, em Porto Real, foi homologada e agora o município pode iniciar o processo de licitação para a construção das ciclovias e instalação de iluminação. Os recursos, no valor de R$ 1,58 milhão para melhoria da mobilidade na avenida, são originados de emenda (nº 30390023) que o parlamentar apresentou em 2015 ao Projeto de Orçamento da União para 2016. O contrato (1026.062-68/2015) entre a Prefeitura e o Ministério das Cidades prevê contrapartida do município da ordem de R$ 1,22 milhão, resultando num total de R$ 2, 804 milhões a serem investidos na obra que, ao seu final, será mais uma demanda da comunidade atendida, que pedia já há algum tempo a melhoria da infraestrutura da via. Fechando outubro outra boa notícia para a região. O deputado Alexandre Serfiotis acionou o Ministro Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, deputado Antonio Imbassahy, depois de ser procurado pelo prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable, no sentido de apoiar o município na luta para reativar convênio na Caixa Econômica Federal, originado de projeto aprovado no Ministério das Cidades, para implantação do corredor cultural que integrará os espaços públicos entre o Palácio Barão de Guapy e o Parque Centenário, duas áreas da maior importância histórica para o município. O parlamentar esteve com o prefeito Drable em reunião com o Ministro e o informaram da importância do projeto, além de apresentar os argumentos para reativação do convênio, solicitando intercambio junto à CEF para sua reanálise, o que ocorreu após reunião realizada no último dia 18 de outubro na Vice-Presidência de Governo daquela instituição financeira. “Tanto o Ministro Imbassahy, quanto o vice-presidente de Governo da CEF, Roberto Derziê, se sensibilizaram com a proposta da Prefeitura e entenderam a necessidade da reativação do convênio para que seja feita a licitação e início das obras em Barra Mansa”, disse Serfiotis, ao anunciar que a CEF o informou de que o convênio foi reativado. O Corredor Cultural garantirá que a área entre o Palácio Barão de Guapy e o Parque Centenário transforme-se em um espaço urbano qualificado para apresentações artísticas, exposições e feiras, entre outras manifestações culturais. O projeto prevê um orçamento de R$ 1.473 milhão, sendo R$ 1.32 milhão de recursos federais e R$ 147,13 mil de contrapartida da prefeitura.


9

Quando Menos é Mais Por Leonardo de Oliveira & Vinicius Neves - Sócios-diretores da Meta Controladoria

I

magine uma empresa que foi criada há alguns anos atrás, estava conseguindo se manter no mercado até que de forma satisfatória. O empresário não sabia ao certo o tamanho do crescimento mas a empresa estava crescendo. Era evidente. A cada ano faturava mais do que no ano anterior. Mas aí veio a crise. E com muito suor, a empresa manteve-se no mercado. Contraiu algumas dívidas, mas sobreviveu. Agora, parece que chegou o momento de crescer novamente, mas, a pergunta que martela a cabeça do empresário: Vou cometer os mesmos erros do passado? E se vier outra crise? A grande maioria dos pequenos e médios empresários criam sua empresa baseados em algo que fazem de bom. Vender tapetes importados pode ser nosso exemplo. O empresário sabe tudo sobre tapetes. Tem um grande fornecedor na Turquia por exemplo. Abriu uma loja e começou a fazer os contatos com grandes escritórios de arquitetura para as parcerias e o negócio começou a prosperar. O início foi fácil. Pouco investimento, poucas vendas, negócio crescendo... e com o passar dos anos a loja cresceu e é neste momento que a grande decisão deve ser tomada pelo empresário. Até então, o próprio empresário fazia toda a parte financeira e administrativa da empresa. O negócio não era tão grande assim e, mesmo sem ser especialista em finanças, dava pra levar.

Acontece que, com o crescimento da empresa, as áreas administrativa e financeira tomam cada vez mais tempo do empresário e acaba sobrando menos tempo para as áreas de suma importância na empresa, como vendas e marketing. Chegou a hora de o empresário tomar a decisão de fazer aquilo que ele faz de melhor e delegar as demais áreas para que especialistas o auxiliem na sua empresa. Chegou a hora de ter especialistas em todas as áreas. Traçando metas e planejamento, liberando tempo para que o empresário possa vender e pensar nas estratégias do seu negócio. Chegou a hora de o empresário perceber que ter menos funções na sua empresa é mais importante para o crescimento empresarial.


10

Segurados do INSS vão à justiça para fazer a troca de benefício.

D

ecisões judiciais recentes pelo Brasil têm concedido aos aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) o direito de trocar o benefício previdenciário por um mais vantajoso. Há casos em que o valor aumenta em até quatro vezes. O modelo é chamado de “transformação da aposentadoria”, que é quando se abre mão do benefício já conquistado para fazer um novo pedido, que possibilitará uma renda mensal maior. Especialistas em Previdência destacam que o modelo é mais vantajoso para o contribuinte. Porém, esse sistema só atende a um grupo de pessoas que se enquadra dentro dos critérios para se aposentar por idade e que tenha realizado mais de 180 contribuições extras ao INSS. Na prática, é como se essa pessoa tivesse ganhado o direito a um novo benefício por ter contemplado todos os requisitos para aposentadoria: que atualmente é ter 15 anos de contribuição e 60 anos de idade, no caso das mulheres, e 15 anos de contribuição e 65 anos, no caso dos homens. O modelo lembra a desaposentação, que foi barrada no ano passado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A diferença seria que ao invés do recálculo, se faz uma troca. Na desaposentação, o aposentado que seguia no trabalho acionava a Justiça para incorporar ao benefício o tempo em que segue como contribuinte mesmo após a aposentadoria. Na transformação, acontece uma troca. O aposentado por tempo de contribuição, ao completar os requisitos para uma aposentadoria por idade, renuncia totalmente o primeiro benefício e dá entrada a um novo pedido, então, mais vantajoso, sendo desconsiderado o período da aposentadoria anterior. Em razão da defasagem do benefício, mais da metade dos aposentados brasileiros volta para o mercado de trabalho. Como essas pessoas não podem mais pedir o recálculo levando em conta o tempo extra de contribuição, essa troca do modelo pode ser uma boa alternativa para conseguir uma renda maior, porém deve ser observada a regra de prescrição. Ou seja, quem está recebendo a mais de dez anos não poderá pedir a troca. E deve restringir-se a questão de tempo de contribuição, mas também vice-versa e em outros benefícios, como o proporcional e de invalidez. JUSTIÇA - Os especialistas ressaltam que as primeiras trocas de benefício foram concedidas pelas primeiras instâncias judiciárias e que, caso o INSS recorra ao STF, conforme recomenda a Advocacia Geral da União (AGU), a decisão do STF que barrou a desaposentação, pode mudar o entendimento que vem se consolidando em primeiro grau. Hoje os aposentados já podem pedir a troca do benefício caso o INSS tenha concedido de forma errada na época da aposentadoria. Bem como aqueles aposentados que não tiveram seu tempo especial (insalubridade/periculosidade) contados para fins de aposentadoria, podendo requerer a conversão do tempo especial em comum, cuja inclusão do tempo especial na contagem trará enorme ganho.

TRANSFORMAÇÃO DA APOSENTADORIA O que é? - Quando o aposentado renuncia ao primeiro benefício concedido pelo INSS e dá entrada em um novo pedido, que seria mais vantajoso. Por exemplo: alguém que é aposentado por tempo de contribuição, ao completar os requisitos para uma aposentadoria por idade, pede a troca do modelo, que o fará receber mais. Quem pode pedir? - Aposentados pelo INSS que tenham realizado mais de 180 contribuições extras ao instituto e que tiveram o benefício concedido a menos de 10 anos e queiram trocar a aposentadoria por uma mais vantajosa. DESAPOSENTAÇÃO Qual a diferença? - Nesse caso, o aposentado que continuou no mercado de trabalho acionava a Justiça para incorporar ao benefício o tempo em que segue como contribuinte mesmo após a aposentadoria, fazendo um recálculo do benefício acrescentando os anos de contribuição extra e aumentando o valor da renda mensal Quem pode pedir? - Desde o ano passado, novos pedidos de desaposentação foram barrados pelo Supremo Tribunal Federal, que considerou que a Constituição Federal não autoriza a correção do valor dos benefícios. Os ministros entenderam que as contribuições destinam-se ao custeio da Previdência e não ao pagamento ou melhoria dos benefícios. CASOS Quem já conseguiu na justiça trocar o modelo da aposentadoria: Metalúrgica - Uma metalúrgica aposentada de 94 anos de São Paulo obteve em 1º e 2º instância da Justiça a permissão da troca de aposentadoria por tempo de contribuição pela de idade. Com isso, o benefício saltou de R$ 1.040,83 para R$ 4.768,40. Bancário - Um bancário aposentado de Bragança Paulista conseguiu no Juizado Especial o direito de renunciar de seu atual benefício por tempo de contribuição para ter concedido a aposentadoria por idade, onde conseguirá benefício de maior valor. A diferença é de mais de R$ 1.700.


Revista Por Aqui - Novembro de 2017  

Revista Por Aqui Edição da segunda quinzena de novembro

Advertisement