Page 1


Editorial Diego Raffide Diretor Geral da revista Por Aqui

E

stamos antecipando a edição da primeira quinzena de janeiro de 2018 para animar esta semana parada, entre o Natal e o Réveillon, onde grande parte dos trabalhadores optam em descansar e estar perto de seus familiares. Optamos, mais uma vez, em divulgar notícias positivas, para finalizarmos 2017 e começarmos o novo ano aspirando energias boas. O nosso tema de capa será sobre a bacia do Rio Sesmaria, localizada na bacia do rio Paraíba do Sul nos municípios de Resende (RJ) e São José do Barreiro (SP), que já vem recebendo uma atenção especial de vários órgãos e recentemente anunciou o investimento de quase R$ 1 milhão para a recuperação ambiental do local. Destacaremos também a Defesa Civil, que lançou o sistema de alerta pelo celular, o Saae, que comemorou 50 anos e a Assembleia de Deus Ministério de Madureira, que completou 75 anos, acontecimentos estes todos em Volta Redonda. Nesta edição, ainda teremos as colunas de moda, direito e finanças, assinadas pela fashion designer Renata Liporaci, pelo advogado Pedro Henrique Brisolla e pelos sócios da Meta Controladoria, Leonardo Ramos e Vinicius Neves, respectivamente. Ainda teremos um especial da Copa do Mundo, que acontecerá nos meses de junho e julho de 2018 na Rússia. Para entrar no clima, apresentamos também a tabela de jogos da competição. Desejamos a todos um excelente 2018! Boa leitura!

Revista Por Aqui - CNPJ: 27.492.640/0001-12 • www.revistaporaqui.com.br

Diretor Geral / Jornalista Responsável: Diego Campos Raffide - MTB 0032199/RJ E-mail: diego@revistaporaqui.com.br

Diretora Administrativa: Michelle Raffide - michelle@revistaporaqui.com.br Diretor de Arte: Eduardo Avila - eduardo@revistaporaqui.com.br

Coluna de Direito: Pedro Henrique Brisolla - pedro@brisollamiranda.com.br Colunista de Moda: Renata Liporaci - reliporaci@revistaporaqui.com.br Colunistas de Finanças: Leonardo Ramos e Vinicius Neves www.metacontroladoria.com.br A revista Por Aqui não se responsabiliza por conceitos e opiniões expressos nos artigos, colunas e reportagens assinadas. O conteúdo é de responsabilidade de seus autores.

04- Resende vai investir quase R$ 1 milhão na recuperação da Bacia do Rio Sesmaria 04- Defesa Civil de VR lança sistema de alerta pelo celular 05- Assembleia de Deus Ministério de Madureira comemora 75 anos em VR 05- Saae Volta Redonda celebra 50 anos 06- Especial Copa do Mundo - Rússia 2018 07- Tabela da Copa do Mundo - Rússia 2018 08- Planejamento 2018: Não cometa estes 4 erros 09- Escolha a sua cor para passar o réveillon 10- Princípio da razoabilidade aplicado ao processo de prestação de contas sob a luz do tribunal superior eleitoral


4

Prefeitura de Resende vai investir quase R$ 1 milhão na recuperação da Bacia do Rio Sesmaria

Foto: Carina Rocha

Recursos foram liberados esta semana pela Agência Nacional de Águas, após aprovação de projeto enviado pela AMAR

A

bacia do Rio Sesmaria, que já vem recebendo uma atenção especial através do projeto PSA Hídrico, desenvolvido em cinco propriedades da região com a aplicação de um milhão de reais, vai ganhar mais investimentos em 2018. Esta semana, a Agência Nacional de Águas (ANA) anunciou a liberação de R$ 985.866,85 para serem aplicados na recuperação ambiental da bacia, que tem cerca de 149 km2 de área de drenagem. Os recursos, oriundos do projeto Produtores de Água, foram captados junto à ANA após a apresentação de um projeto elaborado pela AMAR (Agência do Meio Ambiente do Município de Resende), em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, entre outros parceiros. O projeto, que prevê a aplicação dos recursos em diversas ações de proteção e recuperação ambiental como o reflorestamento de áreas localizadas no entorno dos rios, instalação de fossas em propriedades rurais, adequação e manutenção de estradas como a da Limeira, construção de pequenas barragens, além da compra de mudas, adubos e insumos, concorreu com mais de 200 propostas apresentadas à Agência Nacional de Águas, ficando em quarto lugar. - Inicialmente, apenas três propostas seriam contempladas com a liberação de recursos. Mas, após analisarem nosso projeto e constatarem que Resende já desenvolve um programa nesta área, que é o PSA Hídrico, executado com recursos da AGEVAP e que já prevê o pagamento por serviços ambientais, os técnicos da ANA decidiram selecionar nosso projeto – explicou o presidente da AMAR, Wilson Moura. De acordo com Moura, as ações ambientais que já estão sendo desenvolvidas na região de abrangência do Rio Sesmaria, e as que serão implantadas no próximo ano, visam recuperar a bacia que foi considerada muita degradada por um diagnóstico socioam-

biental elaborado recentemente. Ainda segundo ele, a degradação e a falta de cobertura vegetal nas margens do rio ocasionam um dos maiores problemas enfrentados pelo manancial que é o carreamento de material, especialmente terra, para dentro do rio, fazendo com que ele fique cada vez mais raso e com a calha cada vez mais larga. Em 2010, uma tromba d’água ocorrida no distrito de Formoso, em São José do Barreiro, onde o rio nasce, provocou enchentes nos bairros Ipiranga, Jardim Brasília e Chácara do Tácito, em Resende, justamente em função do assoreamento do rio. Mais investimentos – Com a liberação, esta semana, de R$ 985.866,85 pela Agência Nacional de Águas, a AMAR alcança, em 2017, a marca de R$ 3.077.753,77 em recursos externos captados para aplicação em projetos ambientais no município. Os demais recursos captados são: R$ 1 milhão (Projeto PSA Hídrico – Pagamento por Serviços Ambientais/Agevap); R$ 327.156,25 (Plano Municipal de Gerenciamento Integrado de Resíduos/Agevap); R$ 554.730,67/ CCA/SEA (Parque Municipal Fumaça e Jacuba); R$ 110 mil (Projeto Plantar Florestas para Colher Água/Agevap); R$ 100 mil (Melhorias no Horto Municipal/Nissan).

Defesa Civil de Volta Redonda lança sistema de alerta pelo celular Moradores podem cadastrar até dois CEPs e receber mensagens via SMS sobre riscos de alagamentos, deslizamentos, entre outras situações Os moradores de Volta Redonda já podem receber alertas da coordenadoria municipal de Proteção e Defesa Civil pelo celular, sobre riscos de desastres naturais. As mensagens são enviadas via SMS e vão ajudar a Defesa Civil no trabalho de prevenção e nas ações antes, durante e depois dos desastres. “Quanto mais gente estiver cadastrada nesse banco de dados, mais pessoas estarão cientes das ações durante qualquer desastre, como alagamentos, deslizamentos, secas, epidemia de dengue, entre outros. O objetivo é que o máximo de pessoas se cadastre para ter acesso às informações”, explica o coordenador

da Defesa Civil, capitão Rafael Champion. Cada morador poderá cadastrar até dois CEPs. Para se cadastrar, o usuário deve enviar um SMS para o número 40199, apenas com o número do CEP de onde mora, podendo digitar com ou sem hífen, com ou sem ponto, conforme os seguintes exemplos: 71680357 71680-357 71.680357 71.680-357 Cadastrando o CEP corretamente, o morador receberá a seguinte mensagem: “Cadastro realizado com sucesso. O celular esta apto a receber alertas e recomendações de Defesa Civil. Para cancelar, envie SAIR e o CEP para 40199”.


Assembleia de Deus Ministério de Madureira comemora 75 anos em Volta Redonda Comemoração será no Estádio Raulino de Oliveira no dia 6 de janeiro a partir das 16h; são esperadas cerca de 20 mil pessoas Por Josiel Lucas - josiel.lucas@hotmail.com

F

undada em 1943, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério de Madureira comemora 75 anos de fundação na cidade de Volta Redonda. Para comemorar, será realizado uma grande festa no dia 6 de janeiro a partir das 16h no Estádio Raulino de Oliveira. Os portões abrem às 14h. A entrada é gratuita. Segundo o pastor presidente da CADEVRE (Catedral das Assembleias de Deus Ministério de Madureira em Volta Redonda), Rinaldo Silva Dias, tudo está sendo preparado para abençoar a região Sul Fluminense. “Será uma grande concentração de fé, é a primeira vez que a igreja realiza um evento no estádio. Vai ser um dia maravilhoso com louvores, adoração, testemunhos, grandes pregadores, mas principalmente a população, porque tudo isso está sendo preparado para abençoar a vida das pessoas”, afirma. Na programação estão apresentações de quatro corais de duas mil vozes cada um (crianças, adolescentes, jovens e mulheres), uma orquestra com mais de 500 músicos. Também estarão presentes as cantoras Cristina Mel e Flor de Liz, além dos cantores regionais Tiaggo Ribeiro, Lucas Dias, Raquel Lisboa, Jhobert Reis, Nathalia Navarro. O Bispo Abner Ferreira, pastor presidente das Assembleias de Deus Ministério de Madureira no Estado do Rio de Janeiro, será o responsável pela palavra principal do evento. Para a pastora e líder de mulheres da CADEVRE, Simone Chaves, será um dia marcante. “Desde o início de outubro estamos promovendo ações para esta grande comemoração. A festa está sendo preparada com grande otimismo. Para este Jubileu de Brilhante esperamos caravanas, pessoas de outras congregações e

Foto: Divulgação

REUNIÃO NO ESTÁDIO RAULINO DE OLIVEIRA

denominações, será um marco para a história da igreja”, destaca. Destes 75 anos de atuação, evangelismo e missões tem sido marcas deste trabalho. São pessoas engajadas para levar a palavra de Deus àqueles que precisam de Cristo. A igreja realiza também um grande trabalho social, de distribuição de cestas básicas e medicamentos, reformas de casas para os membros mais necessitados, visitas aos doentes hospitalizados e acamados sem condições de frequentarem a igreja. “Em todo esse tempo, Deus tem sido fiel e bondoso para conosco! Queremos celebrar e agradecê-Lo por tudo que o nosso Deus tem feito por nós”, conclui o pastor presidente da CADEVRE, Rinaldo Dias. Foto: Evandro Freitas

Saae Volta Redonda celebra 50 anos Por Divulgação

O

Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda (Saae-VR) comemorou no dia 19, seu cinquentenário. A autarquia realizou um almoço para 500 funcionários e colaboradores no Distrito de Obras, no bairro Bela Vista. Além do investimento de $ 5,5 milhões em novas redes de abastecimento de água e coleta de esgoto, realizado no ano de 2017, o Saae inaugurou também o refeitório José Galdino Eller, com capacidade para atender 150 pessoas.

HISTÓRIA DO SAAE VR O Saae iniciou suas atividades com a Estação de Tratamento de Água – Santa Rita, que atendia 20% da população. Os outros 80% dos moradores eram abastecidos pela ETA-CSN. Em 19 de novembro de 1979, foi inaugurada a Estação de Tratamento de Água do Belmonte, a principal da cidade, com capacidade de tratamento de 1.500L por segundo. Já a sede da autarquia, que funciona na Avenida Lucas Evangelista, no bairro Aterrado, foi criada em 1973.

5


8

Planejamento 2018: Não cometa estes 4 erros

C

Por Leonardo de Oliveira & Vinicius Neves - Sócios-diretores da Meta Controladoria

hegamos ao final do ano. Passou o Natal e agora é o Réveillon. E a pergunta que acho que você empresário deveria se fazer é: “como será o ano de 2018 para minha empresa?”. Em condições normais de operação, a esta altura do campeonato, sua empresa já deveria ter 2018 bem planejado. Mas se isso ainda não aconteceu, não se preocupe. Ainda dá tempo. No entanto, quando da elaboração de um planejamento empresarial existem erros comuns que você não deve cometer. Vamos a eles: 1. O superdimensionamento das receitas: é bastante comum o empresário querer ter uma visão otimista e superdimensionar a previsão de receitas para o próximo ano. Seja bastante rigoroso nesta projeção. Se possível, aplique um redutor percentual como margem de segurança. 2. O subdimensionamento dos custos: outro erro bastante comum. Mesmo superdimensionando a receita, muitas vezes o empresário, na ânsia de querer ver um bom resultado no planejamento, acaba por dimensionar de forma bastante discreta seus custos. Seja mais rigoroso ainda nesta etapa do planejamento. 3. O capital aplicado em investimento: Sim. Você precisa pensar em investimento nesta etapa do processo. Ele vai servir

para manter sua operação rodando, ou ainda para aumentar a capacidade de gerar receita. Mas não adianta superdimensionar. A imobilização de capital deve ser feita no momento e no montante exatos, conforme seu planejamento de receita. 4. O financiamento mal planejado: Pode ser que sua empresa necessite de um financiamento, ou para capital de giro, ou mesmo para a necessidade de aquisição de alguma máquina, equipamento ou similar. Este financiamento deverá ser planejado na mesma medida da geração de caixa da empresa, sob o risco de sua empresa não conseguir arcar com os pagamentos das parcelas em caso de descasamento do fluxo de caixa. Se você mantiver o foco em fugir destes quatro equívocos que boa parte dos empresários comete, podemos garantir que seu planejamento poderá balizar suas realizações em 2018. Caso sinta dificuldade em fazer seu planejamento entre em contato conosco através do e-mail: contato@metacontroladoria.com.br. Podemos ajudar no crescimento de sua empresa em 2018. Nós da META desejamos a todos vocês um 2018 cheio de realizações. E para isso, precisamos planejar.


9

Escolha a sua cor para passar o réveillon Por Renata Liporaci reliporaci@revistaporaqui.com.br

A

Fotos: Divulgação

s festas de final de ano vêm aí, e com elas o corre-corre com os preparativos para o Natal e Réveillon aumentam, pois é preciso pensar na decoração da casa, os pratos para a ceia e, principalmente as mulheres com as roupas, o que vestir nessas datas tão especiais do ano? E as cores?! Vamos falar um pouco delas. Branco: é o clássico da virada, pois representa calmaria e paz. E se você quer acabar com as DR’s, o estresse e todas as turbulências em 2018, essa é a cor ideal. Vermelho: A cor do amor promete trazer muita paixão, tesão e …. se você está interessada em ter um 2018 bem quente, repleto de paixões inexplicáveis, paqueras e sensualidade ou aquecer o casamento, essa é a melhor opção. Amarelo: Deseja ter um novo ano sem preocupações financeiras? Então invista forte neste tom. Felicidade, otimismo e animação. Para looks alegres e solares, combine a cor com peças claras. Se você quer suavizar o impacto do tom, escolha um mais suave ou coordene-o com cinza. Rosa: A cor da estação remete a delicadeza, carinho e companheirismo. Essa mistura de branco e vermelho pode te ajudar a realizar muito sonhos, principalmente os que envolvem um romance especial. Prateado: Se, para você, 2018 precisa ser um ano cheio de alegria, diversão e fortes emoções, o prateado deve compor seu look. Dourado: A cor da riqueza também representa alegria e abundância, por isso sua energia é muito positiva. Não se esqueça de que o dourado chama a atenção - é bom usá-lo em regiões do corpo que você gostaria de valorizar. Laranja: Traz boas energias e muita excitação para você

realizar todas as suas metas. Saindo da cenoura, existem outros tons que são menos intensos, como a ferrugem, que é superelegante, ou o salmão, que é um laranja-rosado. Azul: Saúde, harmonia e serenidade serão as vantagens no seu ano de 2018 se você optar por usar esta tonalidade. Verde: é a cor mais indicada para quem desejam ter sorte em 2018. Esse tom trará vantagens como estabilidade, fertilidade e esperança. Preto: Mistério! Apesar de todas as lendas que ouvimos sobre essa cor, a energia que ela traz é de segredo e enigma. Isso significa que o seu ano será repleto de surpresas. A mais poderosa das tonalidades também te trará força e formalidade. E qual modelo vestir? Aconselho peças leves, soltas e nada que atrapalhe sua diversão. Nada de puxa aqui e estica ali. Macacões e vestidos longos são clássicos e chiques. Os curtinhos caem bem para um réveillon a beira mar, assim como short e top soltinho.


10

Princípio da razoabilidade aplicado ao processo de prestação de contas sob a luz do tribunal superior eleitoral

E

m recente análise, o Tribunal Superior Eleitoral julgou caso de Diretório Municipal que recebeu verba de funcionário comissionado, prática considerada como doação proveniente de fonte vedada, de acordo com a Lei Orgânica dos Partidos Políticos. O caso chegou à última instância do Poder Judiciário Eleitoral em razão de o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais rejeitar as contas do Diretório Municipal, aplicando as seguintes sanções: • suspensão do recebimento de novas cotas do Fundo Partidário pelo prazo de 12 (doze) meses, • recolhimento dos recursos considerados com origem em fonte vedada ao Fundo Partidário; • estendendo a punição ao candidato a quem foi repassada parcela dos recursos considerados de fonte vedada. O relator do caso, Ministro Luiz Fux, em brilhante voto, emprestou a orientação jurídica que permeia do tema, ensinando que a prestação de contas, sendo um dever, tem origem no princípio fundamental republicano, e seu corolário imediato o postulado da publicidade, ambos presentes na Constituição Federal de 1998. No voto, ressaltou a importância da prestação de contas, asseverando ser um direito à informação inerente a todo e qualquer cidadão, que deve ser pautado no amplo conhecimento dos gastos com as campanhas eleitorais dos pretendentes aos cargos político eletivos, de maneira que o Estado não apenas se abstenha de agir, com a ausência de sigilo nas informações, mas também, adote comportamentos comissivos, mediante a adoção de providências concretas que permitam o conhecimento das contas ao público. Além disto, importante destacar que o dever de prestar contas é exigido não apenas dos agentes já investidos na gestão da coisa pública, mas também todos aqueles que participam, de certa maneira, da competição eleitoral, como partidos, comitês e candidatos, sendo certo que a divulgação dos recursos auferidos pelos partidos e candidatos se revela importante instrumento de análise para os eleitores, na medida em que as informações acerca das despesas de campanha propiciam a formulação de reflexão sobre os dados ali apresentados, sobretudo no momento da escolha do representante, além de possibilitar dar conhecimento aos eleitores daqueles candidatos que estejam em dissonância com os valores que ele, cidadão, considera como justos para uma campanha eleitoral. No que tange especificamente a competição eleitoral, o papel da prestação de contas deverá ser o de respeitar a igualdade de chances entre os partidos políticos, a mo-

ralidade eleitoral, e, em última análise, a própria noção de democracia, evitando abuso do poder econômico daqueles candidatos que já exercem cargo eleitoral, o que pode gerar desigualdade de chances entre os candidatos e as agremiações partidárias. Voltando ao caso analisado, com relação as sanções aplicadas pelo Tribunal Regional Eleitoral Mineiro, especificamente com aquela que estendeu ao candidato a quem foi repassada parcela dos recursos considerados de fonte vedada, o Ministro Luiz Fux discordou, dizendo que não ser possível a contaminação automática das contas do candidato, ante a desaprovação das contas de sua agremiação, o que seria hipótese de responsabilidade objetiva na seara eleitoral, uma vez que, se assim for, a rejeição de suas contas independerá de qualquer exame do dolo/intenção daquele a quem fora repassada a verba, acrescentando que as contas dos candidatos e agremiações são inconfundíveis, de maneira que a análise de cada uma delas deve ocorrer de forma autônoma e independente, até porquê, se assim fosse, os candidatos se veriam obrigados a fiscalizar previamente as contas de seus partidos, o que, em uma análise realista do desenho institucional, desestimularia, em vez de incentivar, os cidadãos a lançarem-se na tão desgastada competição eleitoral. Por fim, quanto ao resultado julgamento do caso, o Ministro foi acompanhado por unanimidade da Turma Julgadora ao votar pela aprovação das contas do partido, modificando a decisão dada pelo Tribunal Regional Eleitoral Mineiro, que, além de não as aprovar, havia aplicado duras sanções ao partido político, conforme demonstrado acima. Ao decidir o caso, o Ministro Relator ponderou que o valor considerado como proveniente de fonte vedada era ínfimo com relação ao total arrecadado pelo Diretório, invocando o princípio constitucional da razoabilidade e da proporcionalidade, uma vez que a quantia de R$ 1.250,00 era ínfima perante o total arrecadado R$ 46.395,76.


Profile for Revista Por Aqui

Revista Por Aqui - Nov2017/Dez2018  

Revista Por Aqui - 26 de dezembro de 2017 a 15 de janeiro de 2018

Revista Por Aqui - Nov2017/Dez2018  

Revista Por Aqui - 26 de dezembro de 2017 a 15 de janeiro de 2018

Advertisement