Revista PoloUm nº 15 - Dezembro/2021

Page 1

AnoI X, nº15, 2021I SSN32317532X

OE N S I N OH Í B R I D O EAT E N D Ê N C I AN O P Ó SP A N D E MI A

emai s: UEMAeSeducl ançam EducaçãoeTec nol ogi a: pr ogr amaEducaçãoem Rede aexper i ênc i adeBal sas

Pósgr aduaçãoonl i ne c r esc edur ant epandemi a


T O D A

T E MOSUME NCONT RO MARCADO COMO

1 9 h 3 0 Q U A R T A

Repr i s eaosSábados1 7h

A G O R AN A

Si nt oni z enasuaTV Ã OL U Í SI MP E R A T R I ZA Ç A I L Â N D I AB A L S A SC A X I A SC O D Ó T I MO M MU N I C Í P I O : S ER E G I Ã O ER E G I Ã O 1 0. 2 1 0. 2 3. 2 6. 2 8. 2 9. 21 4. 2


Ano IX, nº 15, 2021 ISSN 32317-532X

Editorial Profa. Ilka Serra

N

o período de 2009 a 2019, ou seja, em 10 anos, 63,2% das vagas ofertadas no ensino superior no Brasil foram na

modalidade a distância. Esse número representa um aumento de quase cinco vezes, saltando de 330 mil estudantes na Educação a Distância (EaD) para mais de 1 milhão e meio, um crescimento de 378,9%. Pela primeira vez na história da educação brasileira, o número de ingressantes em cursos da modalidade a distância, na rede privada, foi maior do que no ensino presencial, superando as expectativas iniciais. Em 2009, os ingressantes na EaD representavam 16,1% dos calouros no ensino superior do país; em 2019, entretanto, esse grupo correspondeu a 43,8% do total. Os dados são do Censo da Educação Superior 2019, último resultado apresentado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)/Ministério da Educação (MEC). Os indicadores são referentes ao cenário prépandemia, que já apontava para a ampliação da procura de cursos a distância no Brasil. Esse

Fonte: Gibran Santos

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO BRASIL: UMA MODALIDADE QUE SÓ EVOLUI

aumento representa uma oportunidade de melhoria, de investimento e de transformação à área da educação como um todo. Hoje, com a rotina educacional pautada pelo distanciamento, isolamento social e influência das tecnologias digitais, é possível projetar que essa modalidade continuará ganhando destaque e se consolidando no contexto em que se apresenta o pós-pandemia. Embora com as dificuldades e limitações impostas pela desigualdade social e estrutural, a EaD tem contribuído, de forma significativa, para a democratização do ensino. Ao promover práticas inovadoras e o uso de tecnologias digitais que estimulam o protagonismo e a autonomia do aluno, a Educação a Distância atende tanto às medidas emergenciais implementadas para conter o avanço da Covid-19 quanto às demandas educacionais que são cogitadas para o futuro


pós-pandemia. Fazendo uma breve análise

modalidade a distância, sem contabilizar os

da última década, é possível perceber que

cursos abertos da plataforma Eskada, os cursos

uma nova configuração da educação superior

de aperfeiçoamento e profissionalizantes de

brasileira se tornou mais evidente, destacando

Formação Inicial e Continuada (FIC).

o que existe de melhor entre as modalidades a distância e presencial. Os desafios que se avizinham, no entanto, são complexos e exigem empenho constante para a busca de novas soluções, considerando a gravidade da crise sanitária, política, econômica e social que o país enfrenta.

Tão importante quanto destacar a força e o crescimento da Educação a Distância e projetar as possibilidades futuras é reconhecer que muito ainda precisa ser discutido e realizado até que possamos ter, de fato, uma educação de qualidade para todos neste país. Por mais que a EaD tenha contribuído em um

Para a Universidade Estadual do Maranhão

período devastador, e o ensino remoto tenha

(UEMA), a EaD apresenta-se como uma

servido para a continuidade das atividades

alternativa viável para impulsionar o acesso

educacionais durante a pandemia, é impossível

universal em todos os níveis educativos e,

deixar de mencionar que a desigualdade e as

notadamente, na luta contra os impactos da

dificuldades de acesso à internet continuam

exclusão social. À medida que oportuniza

sendo obstáculos a serem superados. A

esse acesso democrático ao conhecimento,

pandemia evidenciou as disparidades que

busca promover um amplo processo

isolam, sobretudo, as pessoas em situação de

de transformações técnico-científicas e

maior vulnerabilidade socioeconômica, assim

reorientação ético-valorativa da comunidade

como as populações negras e indígenas.

em geral não assistida pelo andamento tradicional da educação formal. A UEMA, com sede em 43 municípios e abrangência em todas as regiões do estado, sempre reconheceu a importância e o potencial da EaD, o que se traduz, atualmente, em um público de aproximadamente 9 mil alunos distribuídos em cursos de graduação, pósgraduação lato sensu e cursos técnicos, na

Essas questões devem fazer parte de todas as discussões que se referem ao futuro da EaD no Brasil. A tecnologia aplicada à educação tem conquistado um espaço importante, com resultados sólidos nos momentos em que ela é mais demandada. Logo, devemos lutar por uma educação para todos, por meio de ações que possam minimizar a desigualdade e a exclusão social.

Expediente Reitor da UEMA Prof. Gustavo Pereira da Costa Vice-reitor da UEMA Prof. Walter Canales Sant’Ana Coord. Geral do UEMAnet Profa. Ilka Márcia Ribeiro de Souza Serra Editora Laryssa Neves Revisão Juliana Pires Redatora Laryssa Neves Tradução para Inglês Aline Varela Imagens Álex Nunes Capa Álex Nunes Diagramação Josimar Almeida

Conselho Editorial Eliza Flora M. Araújo Ilka Marcia Ribeiro de Souza Serra Kilton Calvet Laryssa Maria Coêlho Neves Colaboração Cristiane Peixoto


SUMÁRIO 1

Editorial - A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO BRASIL: UMA MODALIDADE QUE SÓ EVOLUI

5

Destaque - ENSINO HÍBRIDO E A TENDÊNCIA NO PÓS-PANDEMIA - EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA: A EXPERIÊNCIA NO MUNICÍPIO DE BALSAS/MA

17

Educação - PÓS-GRADUAÇÃO ONLINE CRESCE DURANTE PANDEMIA - EDUCAÇÃO EM REDE: SEDUC E UEMA LANÇAM PROGRAMA SEMANAL NA TV EDUCAÇÃO - UEMA LANÇA NOVA OFERTA DO CURSO TÉCNICO EM SERVIÇOS PÚBLICOS

25

Parceria - CURSO MARCA PARCERIA ENTRE UEMA E DEFENSORIA PÚBLICA - VIGILÂNCIA EM SAÚDE É TEMA DE FORMAÇÃO PROMOVIDA PELA UEMA E SES/MA - UEMA, UAb-PT E CAPES LANÇAM FORMAÇÃO PARA DOCÊNCIA DIGITAL EM REDE

33

Aconteceu - SEMINÁRIO INTERNACIONAL DISCUTE A EDUCAÇÃO MEDIADA POR TECNOLOGIA - UEMANET RECEBE SELO DE BOAS PRÁTICAS

37

Novidades - PLATAFORMA ESKADA AMPLIA OFERTA DE CURSOS ABERTOS GRATUITOS DURANTE PANDEMIA

41

Por dentro da EaD - CONHEÇA O PROFISSIONAL - DESIGNER INSTRUCIONAL

43

Dicas EaD - COMO ENCONTRAR FONTES CONFIÁVEIS PARA PESQUISA NA EAD


4 | UEMAnet • Revista PoloUm


Destaque O ENSINO HÍBRIDO E A TENDÊNCIA NO PÓS-PANDEMIA

C

om alunos e professores em

das melhores opções, considerando que sua

isolamento social durante a maior

aplicação permite a combinação de atividades

parte do período da pandemia, os

presenciais e a distância, ao mesmo tempo em

projetos e soluções tecnológicas surgiram

que incentiva o uso de tecnologias digitais e a

como algo de extrema importância para que

autonomia do aluno.

as instituições de ensino dessem continuidade às suas atividades. Hoje, após quase dois

Afinal, o que é o ensino híbrido?

anos de desafios ocasionados pelas crises sanitária e econômica, que acometeu o mundo todo, é possível perceber que a utilização de tecnologias aplicadas à educação se consolida comzo um dos principais legados da pandemia. O ensino híbrido, cada vez mais destacado entre as abordagens educacionais da atualidade, é prova disso. Esse modelo de educação tem contribuído para criar novas possibilidades de ensino e aprendizagem para alunos e professores, além de atender às principais demandas do setor educacional. De acordo com a resolução aprovada pelo Conselho Nacional de Educação (CNE),

Para a professora e pesquisadora Lilian Bacich, doutora em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano, o ensino híbrido tem foco na “personalização, considerando que os recursos digitais são meios para que o estudante aprenda, em seu ritmo e tempo, que possa ter um papel protagonista e que, portanto, esteja no centro do processo”. E que “as experiências desenhadas para o on-line, além de oferecerem possibilidades de interação com os conhecimentos e o desenvolvimento de habilidades, também

que institui as diretrizes nacionais para a

oferecem evidências de aprendizagem. (...) nos

implementação de medidas no retorno das

momentos em que os alunos estão face a face

atividades presenciais de ensino e aprendizagem,

com o professor, presencialmente, em uma

as instituições educacionais têm autonomia

sala de aula física, é possível que o professor

para manter o ensino remoto até dezembro de

utilize essas evidências para potencializar a

2021. Para tanto, cabe às IES ajustar o calendário escolar e definir as propostas de ensino que

aprendizagem de sua turma”1.

melhor se adequem à sua realidade. No

O ensino híbrido é um modelo educacional

planejamento da retomada gradual, seguindo

que entende que a aprendizagem pode

os protocolos sanitários e acompanhando o esquema vacinal, o ensino híbrido é uma

1 BACICH, Lilian. Ensino híbrido: esclarecendo o conceito. Inovação na educação. São Paulo, 13 de setembro de 2020. Disponível em: https:// lilianbacich.com/2020/09/13/ensino-hibrido-esclarecendo-o-conceito/

UEMAnet • Revista PoloUm | 5


ocorrer tanto no espaço físico da sala de aula

aprendizagem significativas, a compreensão de

quanto nas plataformas e ambientes virtuais

que podemos ensinar e aprender de inúmeras

de aprendizagem. Ao combinar elementos

formas e formatos são alguns dos motivos

das modalidades presencial e a distância, a

que fortalecem o ensino hibrido”, comentou a

abordagem permite que o estudante tenha a

professora.

vivência presencial em sala de aula alternada com as atividades realizadas no ambiente virtual. “Esta é uma abordagem que considera que o estudante pode aprender no espaço formal de ensino com o professor ou pelo menos em parte no ambiente on-line, que pode ser na própria instituição ou fora”, comentou a professora Shirley Ribeiro, mestra em Ensino e integrante da equipe de Desenvolvimento de

Dessa forma, é importante esclarecer que, no ensino híbrido, a tecnologia não é utilizada como um recurso emergencial, mas como diferencial no processo de aprendizagem, sendo projetada desde o planejamento do conteúdo da disciplina e do curso. Nessa etapa do planejamento, é determinada a quantidade de conteúdo que será disponibilizada de

Tecnologias para Educação (DTE), do Núcleo

forma on-line, assim como as atividades que

de Tecnologias para Educação (UEMAnet).

farão a integração entre as aulas presenciais e

No ensino híbrido, o estudante é o protagonista do processo de aprendizagem, que tem como características marcantes a flexibilidade, a colaboração e trocas de experiências. “É importante não confundir o ensino híbrido com uma aula enriquecida por tecnologias”, explicou a professora Shirley. “Fazer uso de ferramentas interativas em uma aula não é sinônimo de

virtuais. Então, aulas que acontecem no espaço físico da escola e são transmitidas ao vivo para os alunos que estão em casa e aulas que acontecem no modelo remoto, com alunos e professores em suas respectivas casas, são exemplos que não se incluem na definição de ensino híbrido, de acordo com a pesquisadora Lilian Bacich.

aplicação do ensino híbrido. A experiência de aprendizagem on-line precisa fornecer dados

Tipos de abordagens na prática

para que o professor personalize e planeje as aulas, ou seja, a abordagem híbrida é a integração dos momentos on-line e presencial”, completou a professora. Dentro do cenário atual, ainda sob os impactos da pandemia, o ensino híbrido abrange maiores possibilidades de inovação e diversidade de interfaces digitais. “Os novos modelos de comunicação que surgem no contexto digital, múltiplas potencialidades de interfaces, a necessidade de vivenciar experiências de

6 | UEMAnet • Revista PoloUm

Quando se fala de diversidade de possibilidades, o ensino híbrido realmente se destaca. Combinando características das duas modalidades de ensino, é possível a aplicação usando diferentes modelos, que podem atender a realidades distintas. “Os autores Horn e Stack (2015) organizam os modelos sustentados e disruptivos”, afirmou a professora. “A diferença entre os dois é que os modelos sustentados são aqueles possíveis com todos


os alunos presentes no mesmo espaço, como a

estudantes também são divididos em grupos

sala de aula invertida e o laboratório rotacional.

e organizados por estações de aprendizagem.

Já os modelos disruptivos apresentam uma

O professor atua como mediador enquanto os

ruptura no papel da sala de aula e do professor,

estudantes percorrem as estações, resolvendo

como o à la carte e virtual aprimorado”,

atividades e desafios sobre determinado tema.

comentou a professora.

Por sua vez, há os modelos disruptivos, com

Entre os modelos sustentados mais conhecidos

destaque para a Rotação Individual, em que

estão a Sala de Aula Invertida, que permite

o professor desenvolve atividades baseadas

que o aluno tenha acesso aos materiais antes

nos diferentes perfis da turma, focando nas

da aula e possa priorizar os encontros com

necessidades individuais de cada estudante

o professor para esclarecimento de dúvidas

e visa contornar as dificuldades de cada

e resolução de exercícios. Nele, além de

aluno individualmente, criando conteúdos

favorecer o engajamento dos estudantes nas

personalizados. Existe, ainda, o modelo Flex,

aulas, é possível fornecer diagnósticos dos

onde o aluno é o protagonista do processo

conhecimentos prévios para o docente. No

de aprendizagem, tendo os professores e

Laboratório Rotacional, a turma é dividida em

tutores como mediadores. Nesse modelo,

dois grupos de estudantes que se alternam

cabe aos profissionais esclarecer dúvidas,

entre a experiência de aprendizagem com

motivar a aprendizagem e organizar as etapas

uso de tecnologias e as atividades em sala

de estudo com atividades individuais ou

de aula, com orientações e intervenções do

coletivas. O modelo À la Carte é aquele no qual

professor. Já na Rotação por Estações, os

o estudante organiza os seus estudos a partir

UEMAnet • Revista PoloUm | 7


de objetivos gerais pré-definidos. Destaca-se

compartilhados nos momentos presenciais

aqui a autonomia do aluno para escolher o que

também contribuem para a formação do

deseja estudar e qual ordem seguir. Por fim,

conhecimento do aluno”, afirmou a professora.

no Virtual Aprimorado, o estudante tem todas as disciplinas ofertadas on-line e comparece à instituição uma ou duas vezes por semana para realizar projetos, debates e discutir o que foi estudado nesse formato.

Vale ressaltar, ainda, que a coexistência entre desses dois modelos requer conhecimento e qualificação por parte dos envolvidos, sobretudo, dos professores. “Acompanhar as inovações tecnológicas e montar o plano de aula dentro do ensino híbrido ou remoto

Vantagens e desafios do ensino híbrido A diversidade de recursos disponíveis no ensino híbrido permite maior autonomia e flexibilidade aos estudantes e professores. Assim como na educação a distância, a metodologia propõe

pode ser um desafio para o docente. É preciso sempre lembrar que ainda estamos no cenário de pandemia, que permanece por quase dois anos, atingindo a todos com uma intensidade difícil de responder com fórmulas prontas. Nessa perspectiva, concentrar esforços na formação continuada, capacitação profissional

que o aluno estude sozinho e, também, que

e debates sobre o uso de interfaces digitais

desenvolva habilidades fora do espaço físico

são fundamentais para o sucesso da proposta

da sala de aula. Além dos pontos levantados,

educacional”, apontou a professora Shirley.

é possível destacar que o ensino híbrido proporciona uma série de benefícios: otimiza o tempo do estudante e do educador, melhora o nível de aproveitamento das aulas, gera maior engajamento entre os participantes e reforça o uso das tecnologias aplicadas à aprendizagem, entre outros.

Além disso, outro ponto importante na discussão do ensino híbrido diz respeito à área socioeconômica, que não pode ser ignorada. A desigualdade social, acentuada pelas crises sanitária, política e econômica no Brasil, reflete o tamanho do desafio dos modelos digitais no país, principalmente, na esfera pública. A última

“Cada modelo, seja on-line ou presencial,

pesquisa nacional por amostras de domicílios

tem a capacidade de complementar um ao

– IBGE, realizada em 2019, indica que cerca de

outro”, comentou a professora Shirley. “Essa

4,3 milhões de estudantes não tinham acesso

possibilidade de combinar o aprendizado

à internet no país. Entre os zmotivos apontados

on-line e presencial estimula ainda mais a

como dificuldades de acesso encontram-se

capacidade de absorção do conhecimento.

razões econômicas, falta de conhecimento no

Não existe limite em relação ao que o

uso do recurso tecnológico ou indisponibilidade

estudante pode aprender com o apoio dos

do serviço móvel na área em que os estudantes

recursos tecnológicos hoje disponíveis na

residem. A desigualdade e a dificuldade de

área da educação, ao mesmo tempo em que

acesso à internet são temas que precisam

as experiências e conteúdos que podem ser

permear todos os debates da área educacional.

8 | UEMAnet • Revista PoloUm


Ensino híbrido e o futuro Mesmo com desafios importantes e um

“No retorno às atividades presenciais, é

longo caminho a percorrer com as limitações

fundamental que os alunos se sintam

impostas pela pandemia e pelo cenário

acolhidos, que tenham suas necessidades

desafiador da educação no Brasil, o ensino

de aprendizagem identificadas”, comentou a

híbrido tem se apresentado como uma

professora Shirley. “A experiência do ensino

possibilidade bastante significativa para a área.

híbrido, em suas diferentes abordagens,

A combinação permite o desenvolvimento do

viabiliza criar condições onde o estudante

aluno, por meio de um modelo personalizado

aprende a aprender, a fazer uso do digital para

e inovador. A tendência é acompanhar o

potencializar seus percursos de aprendizagem,

crescimento da educação a distância no país,

desenvolver o protagonismo, a autonomia e,

promovendo a autonomia e a flexibilidade dos

também, a cidadania”, finalizou a professora.

estudos, um apoio fundamental para contornar as dificuldades, reforçar o sistema educacional e monitorar as mudanças do tempo. UEMAnet • Revista PoloUm | 9


CONFIRA ALGUMAS DICAS DE LEITURA Ensino Híbrido: personalização e tecnologia da educação Lilian Bacich, Adolfo Tanzi Neto, Fernando de Mello Trevisani

10 | UEMAnet • Revista PoloUm

Blended: usando a inovação disruptiva para aprimorar a educação Michael B. Horn, Heather Staker, Clayton Christensen.


EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA: A EXPERIÊNCIA NO MUNICÍPIO DE BALSAS/MA

A

ssim que a Organização Mundial da

conhecimento, a UEMA desenvolveu

Saúde (OMS) decretou a pandemia

um projeto que visa contribuir para o

do novo coronavírus, o mundo inteiro

enfrentamento dos desafios atuais, assim

precisou se adaptar a novas condições de

como para a busca de novos conhecimentos

convivência social. Medidas de restrição e

e oportunidades de aprendizagem. Oferecer

isolamento social foram executadas com o

à comunidade maranhense possibilidades

objetivo de inibir o contágio. Escolas (de todos

de desenvolver competências, saberes e

os níveis educacionais), teatros, cinemas,

habilidades se constituem como forma de

shoppings, clubes, igrejas e tantos outros

contribuir significativamente para a melhoria da

espaços tiveram suas atividades suspensas,

qualidade do ensino em nosso estado”, disse a

acarretando enormes prejuízos para toda a

coordenadora.

sociedade.

O projeto de formação tem como base a troca

Lidando com os reflexos e consequências

de conhecimentos e experiências mediante

desse cenário pandêmico, a capacidade

o uso do Ambiente Virtual de Aprendizagem

de adaptação e atualização do professor

(AVA), desenvolvido especialmente para atender

constitui-se algo ainda mais importante.

às necessidades de alunos e professores do

Com essa crise sanitária e político-social que

município de Balsas. A expectativa é que o

acomete o país, torna-se fundamental que os

projeto possa ser desenvolvido e implantado

professores, tanto em início de carreira quanto

pela Semed em toda a sua rede de ensino

os veteranos, tenham o suporte necessário

pública, contribuindo inclusive para desmistificar

para desenvolver as atividades da docência

a ideia de que a educação de crianças e jovens

durante e após o ensino remoto. Com essa

tem mais sucesso quando acontece pela via

intenção, a Universidade Estadual do Maranhão

do ensino presencial. Com oficinas e encontros

(UEMA), por meio do Núcleo de Tecnologias

síncronos, a formação de professores discute

para Educação (UEMAnet), e a Secretaria

sobre ensino híbrido e inovação pedagógica,

Municipal de Balsas (Semed-Balsas) firmaram

metodologias ativas, aulas remotas interativas,

uma parceria com o objetivo de promover

trilhas de aprendizagem, BNCC na prática e

e incentivar a formação continuada dos

muitos outros temas.

professores do município. “A parceria foi viabilizada considerando o

Formação dos professores de Balsas

compromisso da UEMA com o desenvolvimento da educação e todas as suas possibilidades”,

O desenvolvimento de práticas pedagógicas

comentou a professora Ilka Serra, coordenadora

condizentes com o cenário de utilização

do UEMAnet. “Enquanto produtora de

das Tecnologias Digitais de Informação e UEMAnet • Revista PoloUm | 11


Comunicação (TDICs) é uma necessidade.

oficinas tiveram como objetivo contribuir

Para a formação dos professores de Balsas, o

para a construção de saberes e experiências

UEMAnet produziu oficinas para aperfeiçoar a

pedagógicas, considerando as transformações

prática educativa dos participantes, bem como

sociais e tecnológicas que hoje fazem parte da

desenvolveu o AVA, uma nova ferramenta para

sociedade contemporânea. A realização das

a utilização dos professores e seus respectivos

oficinas constituiu-se de extrema relevância

alunos. A formação pedagógica teve como

para o contexto da prática docente, tendo como

público-alvo docentes, técnicos administrativos,

intenção apresentar uma proposta pedagógica

gestores e coordenadores com atuação nos

que já apontasse a possibilidade do ensino

anos iniciais e finais do ensino fundamental,

híbrido, a utilização do AVA e estratégias que

totalizando a participação de aproximadamente

visam à dinamização das ações educacionais

800 profissionais da educação.

ofertadas na rede de ensino municipal de Balsas.

Para a professora Sandra Costa dos Santos,

“Além dos aspectos mais práticos, parcerias

uma das pedagogas do UEMAnet e responsável

como essa trazem, também, esperança tanto

pelo acompanhamento do projeto, a parceria é

para os docentes participantes do projeto

uma alternativa importante para repensar sobre

quanto para as instituições envolvidas”,

os espaços de formação de professores. “Essa

destacou a professora Sandra. “É uma

parceria é uma oportunidade também para

oportunidade de inovar, renovar e aprimorar as

refletirmos sobre questões como valorização

práticas pedagógicas. É também uma forma

do professor e construção dos seus saberes”,

de mostrar o desejo e as possibilidades de

comentou a professora. “O processo de

dinamismo do setor público, desmistificando

formação continuada pode contribuir com

a ideia de que este não funciona ou o faz de

a qualificação, trazendo temáticas atuais e

forma ineficaz. A adesão ao projeto demonstra

reflexões alinhadas às práticas pedagógicas. Isso

a determinação do gestor público e a

é possível, porque levamos em consideração

disposição dos professores em buscar novos

saberes e vivências que o professor já possui,

conhecimentos. À medida que os profissionais

agregando conteúdos que partem da premissa

vão aprimorando as suas práticas, vão também

das metodologias ativas, estratégias inovadoras,

contribuindo para o desenvolvimento dos

abordagem da cultura digital em sala de aula e

seus estudantes e, consequentemente, do seu

muito mais”, ressaltou a professora.

município”, completou a professora.

A formação continuada desenvolvida com os professores do município de Balsas tem

Ensino híbrido e inovação pedagógica

como foco o desenvolvimento da prática docente, refletindo sobre o seu papel enquanto

Ministrada pela professora Aline Diesel, a

mediador do saber escolar. Nessa perspectiva,

Oficina Ensino Híbrido e Inovação Pedagógica

os conteúdos e temáticas abordadas nas

foi a primeira da formação a ser ofertada e

12 | UEMAnet • Revista PoloUm


abordou temáticas sobre as metodologias ativas, como tornar aulas remotas interativas e as trilhas de aprendizagem como estratégia de ensino e aprendizagem em aulas remotas. Os encontros síncronos permitiram a interação entre a professora Aline, os tutores e demais participantes da formação, onde foram discutidos temas e estratégias voltadas para a prática pedagógica. BNCC na prática A segunda oficina da formação foi BNCC na Prática, ministrada pela professora Shirley Ribeiro. A temática abordou os fundamentos pedagógicos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), do Documento Curricular do Território Maranhense (DCTMA) e do Mapa de Foco. A oficina abordou, ainda, a cultura digital e suas implicações para o currículo, o planejamento escolar de acordo com a BNCC, interfaces digitais, práticas docentes, eixos de letramento digital e tecnologia e sociedade. Moodle para professores

Formação de professores em tempo de pandemia

Na última oficina, Moodle para Professores, ministrada pelo professor Kilton Calvet, foram

Diariamente, os professores que atuam em

abordados detalhes e informações importantes

sala de aula precisam enfrentar incontáveis

sobre o Moodle, um dos mais relevantes

desafios, que vão desde as condições

ambientes virtuais de aprendizagem do mundo.

básicas de trabalho até as diferentes

Nela, foram discutidos os seguintes conteúdos:

necessidades de cada aluno, passando pelas

acesso ao Moodle, acompanhamento e

inovações tecnológicas que atingem todos

comunicação, configuração de componentes

os segmentos da sociedade. Para lidar com

curriculares, além de atividades e recursos de

esses desafios, é importante que os docentes,

avaliação e atribuição de notas.

UEMAnet • Revista PoloUm | 13


assim como os gestores educacionais,

Depoimentos

continuem desenvolvendo suas habilidades e acompanhando as novas tendências da área. Logo, pensar em formação continuada de professores e profissionais da educação de um modo geral só tem a contribuir significativamente para elevar a qualidade da educação. A formação continuada é um processo permanente de aperfeiçoamento do conhecimento necessário às práticas pedagógicas dos professores. Para Imbernón (2010)², se constitui fomento de desenvolvimento pessoal, profissional e institucional dos professores, elevando seu

“A formação ministrada pelo UEMAnet foi de grande importância para os educadores, já que estamos em tempos pandêmicos, e, para muitos professores, os desafios são grandes. Os debates no fórum foram muito produtivos, porque pudemos observar as experiências de cada colega e levar essas experiências para nossa sala de aula. Para mim, foi uma formação maravilhosa. Não conhecia tantas ferramentas que podemos trabalhar dependendo das necessidades de cada turma”. Profa. Luciana Oliveira do Nascimento

trabalho para transformação de uma prática.

Escola Municipal Professora Maria do Carmo

Dessa forma, ressalta-se a importância de

Santos de Sousa

se manterem atualizados sobre as novas metodologias de ensino e tecnologias educacionais para que possam aplicá-las de forma adequada no processo de ensino e aprendizagem. “Hoje, a tecnologia está cada vez mais integrada à rotina de professores e alunos, com ferramentas que contribuem expressivamente para a melhoria dos processos de ensinar e aprender ”, comentou a professora Ilka Serra. “Assim, a expectativa é de que o professor esteja sempre atualizado e preparado para dialogar com quem consome todo tipo de informação e conteúdos, principalmente no digital”, afirmou a professora.

“Os cursos promovidos pela Semed, por meio de um ambiente virtual, em parceria com a UEMAnet, possibilitou o aprendizado de práticas e ferramentas para implementar o ensino on-line com propriedade, e, assim, pudéssemos nos reinventar. Acredito que o verdadeiro papel do professor mediador que almeja, através da sua ação pedagógica, ensinar os conhecimentos construídos é contribuir na formação de uma sociedade pensante, e, para isso, deve-se incentivar a apropriação dos saberes pelos professores”. Profa. Waldiana Almeida Cantanhede Escola Municipal Elias Alfredo Cury

IMBERNÓN, F. Formação continuada de professores. Porto Alegre: Artmed, 2010.

2

14 | UEMAnet • Revista PoloUm


“O UEMAnet, em parceria com a Semed,

“A Secretaria de Educação do município de

ofereceu aos professores a oportunidade

Balsas nos apresentou a parceria com o

de nos capacitarmos através destes cursos,

UEMAnet, que nos proporcionou alguns cursos,

que, para mim, foram extremamente

mostrando que as tecnologias digitais já fazem

enriquecedores. Tive a oportunidade de

parte da vida cotidiana dos educandos, e nós,

aprender uma melhor forma de trabalhar

como educadores, devemos nos atualizar a

com as mídias digitais em contexto escolar,

essa nova realidade da era digital. O que mais

trocar experiências com outros colegas e

gostei nesses cursos foi a maneira como eles

aprender mais sobre a BNCC. Este aprendizado

foram passados, on-line, com muitas oficinas e

me permitirá melhorar ainda mais minhas

trocas de conhecimento, com profissionais, não

práticas em sala de aula, visando uma melhor

só do município, mas também de outras partes

aprendizagem dos meus alunos”.

do Brasil”.

Profa. Maria Aparecida Rodrigues Reis Escola Municipal Moises Coelho e Silva

Profa. Joana Darc Lopes Silva Zona rural, povoado de Angelim

“Quero expressar minha gratidão à Secretaria

“As oficinas foram de grande relevância,

de Educação do município, em parceria com o

dinâmica e interativa; pude perceber que o

UEMAnet, pelos cursos de formação oferecidos

ensino mediado por tecnologias é viável e,

no período pandêmico a todos os docentes do

com o pouco que nós temos e fazemos, é

município. Através dos mesmos, fomos capazes

possível ensinar e aprender. Muito satisfeito

de aumentar os nossos conhecimentos, que

com a formação, seu formato, sua metodologia

é algo primordial para uma educação de

e organização, onde vimos e aprendemos na

qualidade, que todos os docentes almejam.

prática como utilizar ferramentas e aplicativos

Vivemos em um mundo onde a tecnologia vem

com o intuito pedagógico. O que mais

alavancando cada vez mais e temos que nos

gostei foi que pude assistir às videoaulas,

adaptar a essa realidade”.

ler o material várias vezes antes de fazer as

Prof. Ruan Nilton Santos Silva Escola Municipal Santa Maria (povoado Extrema)

atividades propostas para aquisição de novos conhecimentos”. Prof. Adriano Ferreira Neto Escola Municipal Jocy Barbosa

UEMAnet • Revista PoloUm | 15


16 | UEMAnet • Revista PoloUm


Educação PÓS-GRADUAÇÃO ON-LINE CRESCE DURANTE A PANDEMIA

C

om as transformações que têm

representa o aumento de 683 mil para 1,2

sido observadas nas carreiras,

milhão de alunos em 2019.

no mercado de trabalho e na

sociedade, principalmente com o ineditismo do impacto da pandemia, a necessidade de capacitação profissional tende a aumentar. Para quem acredita que o diploma da graduação é um passo importante, mas não definitivo para encarar a vida profissional, a educação continuada é uma oportunidade de crescimento e aprofundamento de conhecimentos. Nesse contexto, a pósgraduação deixa de ser apenas um diferencial no currículo para se tornar um requisito importante na busca por um espaço no mercado de trabalho. O crescimento da pós-graduação no país é um indicativo do quão valorizada essa etapa se tornou. De acordo com a pesquisa realizada pelo Instituto Semesp, em 2019, os cursos de pós-graduação no Brasil já demonstravam muito potencial, mesmo antes do cenário da pandemia. No período de 2016 a 2019, o número de matrículas na pós-graduação lato

Na modalidade a distância, em especial, a pós-graduação ganha cada vez mais adeptos pelos benefícios que proporciona. Maior flexibilidade na rotina, conteúdo sempre disponível e atualizado constantemente, autonomia para estudar e uma grande variedade de cursos e possibilidades são alguns dos fatores que têm atraído a atenção do público. Hoje, com o distanciamento social e a suspensão temporária das atividades educacionais presenciais, causados pela pandemia, a EaD ganhou ainda mais destaque. Ainda de acordo com a pesquisa do Instituto Semesp, essa modalidade já representa um a cada três alunos de pós-graduação no país. Acompanhando o cenário e como uma forma de contribuir para as necessidades do estado, o UEMAnet lançou duas pós-graduações on-line durante o primeiro semestre de 2021. Os cursos de especialização em Literatura e Ensino e em Enfermagem Obstétrica chegaram para propiciar o aprimoramento da

sensu cresceu 74%. Na modalidade presencial,

formação continuada dos profissionais dessa

o crescimento foi de 44%% enquanto que,

área, atendendo, consequentemente, a uma

na Educação a Distância (EaD), chegou a

demanda importante para o desenvolvimento

impressionantes 124%. O percentual de

da educação e da saúde do estado do

crescimento da pós-graduação no país

Maranhão.

UEMAnet • Revista PoloUm | 17


Literatura e Ensino

Enfermagem Obstétrica

Com vagas em 17 polos, o Curso de Pós-

Voltado para enfermeiros, o Curso de Pós-

Graduação em Literatura e Ensino tem foco no

Graduação em Enfermagem Obstétrica

ensino de Literatura e no desenvolvimento de competências e habilidades dos professores de Letras. “O curso surgiu para atender a uma demanda cada vez maior de licenciados à espera de oportunidades de especialização na área”, explicou a diretora do curso, professora Silvana Pantoja, do Campus Timon. “Principalmente, se considerarmos o contexto atual, a exigência de qualificação docente, a formação continuada é imprescindível para proporcionar melhorias e mudanças no processo educacional”, complementou a professora. Para ela, a pós-graduação é uma oportunidade para quem busca formação na área de Letras, com foco em Literatura e Ensino.

aborda as técnicas de assistência integral à mulher na gestação e período lactante. Atenção ao pré-natal, acompanhamento do parto e cuidados com o recém-nascido fazem parte do programa do curso, que abrange também situações de emergência e vivências em cenários práticos. “Neste período de crise sanitária, sabemos que a área da saúde tem demandado muito de seus profissionais. Esperamos contribuir para a qualificação de quem atua diretamente com a saúde reprodutiva da mulher. Quanto maior o conhecimento na área, mais segurança o profissional terá no atendimento do públicoalvo”, comentou a diretora do curso, professora Andrea Borges, do polo de Santa Inês.

“O aprofundamento teórico é importante

Em seguida, ela complementa.“A expertise da

para que os profissionais atinjam um

UEMA na oferta de cursos a distância permite várias

nível de amadurecimento intelectual e contribui diretamente para a qualificação profissional e a orientação nas práticas do dia a dia. Dessa forma, esperamos que o curso possa ser uma valiosa formação para professores e pesquisadores sobre o ensino e a aprendizagem de Literatura no cenário educacional atual”, comentou a diretora.

possibilidades. O curso conta com aulas práticas presenciais, intercaladas com conteúdo digital atualizado e de alta qualidade. Um modelo híbrido de aprendizagem, rico em teoria e experiências, sempre seguindo os protocolos recomendados pelos órgãos de saúde e educação, no que diz respeito à pandemia”, concluiu a professora. Onde tem esse curso: Bacabal, Balsas, Caxias, Colinas, Coroatá, Grajaú e Santa Inês.

Onde tem esse curso: Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Bom Jesus das Selvas, Caxias, Coelho Neto, Colinas, Imperatriz, Itapecuru, Lagoa da Pedra, Pedreiras, Presidente Dutra, Santa Inês, São João dos Patos, Timon, Zé Doca e São Luís.

18 | UEMAnet • Revista PoloUm

Confira a íntegra da Pesquisa Cursos de Especialização Lato Sensu no Brasil 2019 (https://www.semesp.org.br/pesquisas/ pesquisa-especializacao-de-nivel-superior/).


UEMA E SEDUC-MA LANÇAM PROGRAMA SEMANAL NA TV EDUCAÇÃO

A

comunidade acadêmica maranhense

explicou a coordenadora do Núcleo de

ganhou mais uma fonte de informação

Tecnologias para Educação (UEMAnet),

de qualidade. O Programa Educação

professora Ilka Serra. “As tendências têm

em Rede, produção exclusiva da Universidade

mostrado que as tecnologias digitais estão

Estadual do Maranhão (UEMA), estreou na TV

cada vez mais presentes em todos os setores

Educação - Caminhos para o Saber e aborda

da sociedade. Na educação, elas surgem como

diversos temas relacionados à educação, por

uma forte aliada, visto que contribuíram para

meio de reportagens e documentários sobre

a realização das aulas remotas, presentes ao

os aspectos sociais e culturais da atualidade.

redor do mundo, por força do distanciamento

O objetivo é conectar os estudantes ao

imposto pela pandemia da Covid-19”, disse a

conhecimento e disponibilizar mais uma

professora.

importante ferramenta para o acesso a conteúdos de formação cidadã.

Na programação da atração, estão matérias sobre assuntos de grande relevância,

“Esta iniciativa visa contribuir para a conexão

entrevistas com professores e outros

entre o estudante e o conhecimento, através de

profissionais, documentários sobre aspectos

um ambiente inovador de inclusão, que possa

da cultura maranhense e dicas de leitura

interligar a educação a distância, presencial

com convidados especiais, incluindo várias

e híbrida, numa perspectiva colaborativa”,

personalidades maranhenses. Os primeiros UEMAnet • Revista PoloUm | 19


episódios contaram com a participação da

de aula ou o ensino remoto. O objetivo da TV é

advogada e digital influencer, Thaynara OG, do

servir como mais uma oportunidade e caminho

ator e cineasta Erlanes Duarte, e da cantora

de acesso democrático a conteúdos que

Flávia Bittencourt. Temas como racismo

poderão ajudar os estudantes maranhenses, do

estrutural, bullying nas escolas e escolhas

ensino básico até o ensino superior”, completou

profissionais no contexto da pandemia

o secretário. O programa marca mais uma

são alguns dos tópicos já abordados pelo

parceria entre a UEMA e o Governo do Estado,

programa.

por meio da Seduc.

Parceria para todos os momentos

Para o reitor da UEMA, professor Gustavo Costa, a parceria mostra o caminho a percorrer quando o assunto é futuro. “O Programa

Educação em Rede faz parte da programação

Educação em Rede tem uma simbologia

da TV Educação - Caminho para o Saber,

própria”, disse o reitor. “O programa celebra a

disponibilizada pelo Governo do Maranhão com o

nova sociedade que se evidenciou durante a

intuito de ampliar o acesso à educação e auxiliar

pandemia. A sociedade em rede, digital e de

os estudantes maranhenses nas aulas remotas.

base informacional, onde a tecnologia não é

A expectativa é de que o esforço conjunto e a

acessória, mas absolutamente essencial. Isso

qualidade do material exibido possam contribuir

nos mostra que a união é necessária para

para minimizar os efeitos da pandemia na

que possamos promover a inclusão digital de

educação. Lançada em março deste ano, sob

qualidade e as ferramentas digitais que servirão

a coordenação da Secretaria de Estado da

como incremento para que os estudantes

Educação do Maranhão (Seduc-MA), a TV atinge

possam aprender no contexto deste mundo

vários municípios de diferentes regiões do

novo”, finalizou o reitor.

Maranhão e, também, por meio da internet, pelo canal do YouTube - Plataforma Gonçalves Dias.

Educação em Rede - UEMA Conectando Você é exibida pela TV Educação - Caminhos para o

“Esse projeto não é da Seduc, é da educação

Saber, todas as quartas-feiras, às 19h30, com

maranhense”, comentou o secretário de Estado

reprise aos sábados, às 17h. O programa pode

da Educação, Felipe Camarão. “A TV Educação

ser acompanhado, também, pelo canal do

não vem para substituir o professor em sala

YouTube - Plataforma Gonçalves Dias.


Ficha técnica do programa Apresentação - Lucas Vieira

Direção - Fredson Ferreira

Edição - Andriolli Araújo

Produção - Bruna Castelo Branco

Designer Gráfico - Nayana Silva

Episódio 02 (14/07) Episódios que você não pode perder

No segundo episódio do programa, a exibição

Todos os episódios do Educação em Rede

do documentário “Três Vezes Melhor”, que

contam com excelentes matérias sobre temas

aborda a questão do racismo estrutural,

muito importantes para o cotidiano e para a

seguido por um debate sobre o tema com a

comunidade em geral. Aqui, selecionamos três

professora Claudia Moraes.

desses episódios que você não pode perder de jeito algum. Lembrando que todos os episódios estão disponíveis no canal do YouTubePlataforma Gonçalves Dias e, em breve, também, no canal do YouTube do UEMAnet.

Episódio 10 (08/09) Programa especial em homenagem aos 409 anos da cidade de São Luís. Entre as atrações do episódio, uma conversa com a professora Grete Pflueger sobre a arquitetura marcante da cidade e uma entrevista com o historiador Henrique Borralho, que contou algumas curiosidades e fatos históricos de São Luís.

Episódio 13 (29/09) O centenário do educador Paulo Freire, patrono da educação brasileira, também ganhou um programa especial. O episódio contou com um bate-papo com a professora e pesquisadora Heloísa Varão e uma participação especial da professora Deuzimar Costa.

UEMAnet • Revista PoloUm | 21


22 | UEMAnet • Revista PoloUm


UEMA LANÇA NOVA OFERTA DO CURSO TÉCNICO EM SERVIÇOS PÚBLICOS

técnicos podem ser um caminho mais rápido ao conhecimento específico necessário para almejar novas oportunidades no mercado de trabalho. O público-alvo é muito diverso e atende desde os estudantes em busca do primeiro emprego até profissionais experientes na perspectiva do aprimoramento profissional ou até mesmo de investimento em uma nova carreira. A agilidade na formação e o contato com experiências práticas são algumas das

U

ma nova oferta do Curso Técnico

vantagens dessa etapa de ensino.

em Serviços Públicos, modalidade a

“A UEMA é uma das poucas universidades

distância, foi lançada este semestre

estaduais, que fazem parte do Programa

pela Universidade Estadual do Maranhão

Pronatec Brasil, a ofertar cursos técnicos,

(UEMA), por meio do Núcleo de Tecnologias

subsequentes, na modalidade a distância”,

para Educação (UEMAnet). O curso visa habilitar

ressaltou o professor Luciano Muniz,

profissionais para auxiliar no planejamento

coordenador adjunto do Pronatec na UEMA.

e execução de atividades públicas,

“Os cursos técnicos servem um propósito

desenvolvendo conhecimentos sobre temas

muito positivo para o seu público-alvo.

que norteiam as políticas públicas. Ao todo,

Os cursos tanto podem representar uma

de um universo de mais de 4 mil inscritos, 690

formação completza para quem busca novas

estudantes foram selecionados.

oportunidades profissionais quanto um ponto

O curso faz parte do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), do Ministério da Educação. A iniciativa, da qual a UEMA é parceira há uma década, tem como objetivo a formação de jovens e adultos com

de partida para quem tem interesse em aprofundar seus conhecimentos em uma área específica de conhecimento. Ou seja, uma ferramenta a mais para promoção da educação”, completou o professor.

vistas à inserção no mercado de trabalho. Durante os últimos 10 anos, a Universidade qualificou mais de 10 mil profissionais em 20 cursos de diferentes eixos tecnológicos, um compromisso que tem contribuído para a democratização do acesso à educação de qualidade, missão primordial da UEMA. Com aulas mais focadas na prática profissional

Onde tem esse curso: Barra do Corda, Bequimão, Coelho Neto, Colinas, Coroatá, Codó, Cururupu, Grajaú, Itapecuru-Mirim, Lago da Pedra, Loreto, Pedreiras, Penalva, Pinheiro, Presidente Dutra, São Benedito do Rio Preto, São Luís, São João dos Patos, Timon, Viana, Vitorino Freire e Zé Doca.

e na preparação para o trabalho, os cursos UEMAnet • Revista PoloUm | 23


Cursos de Formação Inicial e Continuada

A

ssim como os técnicos, os cursos de

De modo a contribuir para a formação dos

Formação Inicial e Continuada (FIC)

trabalhadores, a expectativa é de que a

também são ofertados no âmbito

UEMA oferte pelo menos seis cursos FIC,

do Programa Nacional de Acesso ao Ensino

na modalidade EaD, no primeiro semestre

Técnico e Emprego (Pronatec), do Ministério da

de 2022. São 4.300 vagas distribuídas entre

Educação (MEC). Os cursos FIC são formações

os cursos de Agente de Recepção em

de curta duração abertas à comunidade em

Meios de Hospedagem, Agricultor Familiar,

geral, com vistas à qualificação profissional,

Auxiliar de Manutenção Predial, Assistente

preparação para a vida produtiva, promoção

Administrativo, Assistente de Recursos

da inserção e recolocação no mundo do

Humanos e Recepcionista de Eventos. As

trabalho. Elas abrangem cursos de capacitação

vagas atenderão 120 municípios maranhenses.

profissional, aperfeiçoamento e atualização para trabalhadores em todos os níveis de escolaridade. Durante a pandemia, a busca e a oferta de cursos FIC, na modalidade a distância, cresceram consideravelmente. Com a crise econômica e a escassez de vagas formais no país, a educação profissional despontou como um caminho viável para a empregabilidade em diversos setores. A adaptação de empresas e indústrias aos novos processos de produção acaba influenciando a formação dos profissionais que podem atuar nas mais diversas frentes de trabalho. Nesse sentido, a tecnologia digital contribui para intermediar o processo de ensino e aprendizagem e, também, para desenvolver habilidades que serão necessárias no mundo do trabalho póspandemia.

24 | UEMAnet • Revista PoloUm


Parceria UEMA E DEFENSORIA PÚBLICA UNEM ESFORÇOS EM PROL DO COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

E

stabelecer parcerias de qualidade

à Violência Sexual contra Crianças e

e referência no cenário local é um

Adolescentes”, voltado à comunidade em

excelente caminho para promover

geral e aos profissionais e interessados na

boas práticas. A exemplo disso, destaca-se

área de proteção de direitos do segmento

a parceria estabelecida entre a Universidade

infantojuvenil.

Estadual do Maranhão (UEMA), por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação (UEMAnet), e a Defensoria Pública do Estado do Maranhão (DPE/MA), que rendeu bons frutos, concretizando-se com a promoção do curso aberto, totalmente on-line e gratuito,

Essa é mais uma valiosa oportunidade de formação, possibilitada pela plataforma de cursos abertos da UEMA, Eskada, que já contabiliza mais de 10 mil inscritos desde o seu lançamento, em março deste ano. A

“Atuação em Rede no Enfrentamento UEMAnet • Revista PoloUm | 25


iniciativa desse curso faz parte do esforço

iniciativa. “É necessário avançar nesta questão,

de enfrentamento à violência sexual contra

ter uma maior proximidade com a comunidade

crianças e adolescentes desenvolvido

e dialogar diretamente com o público. Ensinar

pela DPE/MA desde 2019. O objetivo é

os meios de proteção, os canais de denúncia e

contribuir para identificar as diferentes

como realizar o acolhimento em situações de

situações de violência, conhecer os

violência”, afirmou o defensor.

documentos legais de proteção e o sistema de prevenção, intervenção e enfrentamento dessa problemática. A programação inclui um conjunto de temas relevantes, a saber: documentos legais de proteção; contextualização do fenômeno da violência contra crianças e adolescentes; caminhos da denúncia e investigação; e o papel da família, da escola e do serviço de saúde no enfrentamento do problema.

Para a coordenadora do UEMAnet, professora Ilka Serra, a iniciativa é imprescindível, considerando o agravamento dos ciclos de silêncio e desinformação sobre essa problemática. “Como sociedade, é fundamental que saibamos como identificar as redes de apoio e como agir ao nos depararmos com situações de abuso”, comentou a professora. “A informação e o conhecimento podem contribuir muito com a redução de crimes de

“Não basta apenas defender a criança e o

exploração e abuso sexual que afetam milhares

adolescente por meio de processos judiciais”,

de crianças e adolescentes em todo o Brasil. É

comentou Davi Rafael Veras, defensor

uma iniciativa muito louvável da Defensoria e

público do Núcleo de Defesa da Criança e

estamos orgulhosos de poder fazer parte dela”,

do Adolescente (NDCA) e coordenador da

completou a professora.

O Curso Atuação em Rede no Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes está disponível gratuitamente e com certificação na plataforma eskadauema.com

26 | UEMAnet • Revista PoloUm


VIGILÂNCIA EM SAÚDE É TEMA DE FORMAÇÃO PROMOVIDA PELA UEMA E SES/MA

C

om a perspectiva de capacitar

O curso teve carga horária de 200h, duração

estudantes e profissionais da

de três meses e foi ofertado na modalidade a

saúde e, assim, contribuir para o

distância, no formato on-line, com 400 vagas

aprimoramento dos serviços prestados nessa área, a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação (UEMAnet), e a Secretaria de Estado da Saúde (SES/MA) uniram forças para a promoção do Curso de Aperfeiçoamento em Vigilância em Saúde do Trabalhador. A formação teve como público-alvo estudantes universitários e profissionais da saúde, além de integrantes das equipes das secretarias estadual e municipal e membros dos conselhos estaduais e municipais. Participaram, também, profissionais de outros estados da federação, representando 22% do total de participantes.

disponibilizadas. A Vigilância em Saúde do Trabalhador situase em uma área da Saúde Pública, que reúne um conjunto de práticas criadas com a finalidade de tratar as relações do trinômio saúde-doença-trabalho. O intuito é elevar as condições de vida e saúde da população, com foco na prevenção e promoção da saúde do trabalhador. Além disso, diz respeito à promoção de processos e ambientes de trabalho saudáveis, prevenindo o adoecimento, conforme o perfil produtivo predominante nos territórios. UEMAnet • Revista PoloUm | 27


Esse é um âmbito da saúde que vem ganhando

dedicado à missão de salvar vidas”, comentou

muito destaque, principalmente, no período

Carlos Lula, secretário de Estado da Saúde.

em que a pandemia registrou alta de casos.

“Queremos oferecer o melhor aos nossos

Os profissionais que atuam nesse campo são responsáveis, entre outras tarefas, pela fiscalização das medidas sanitárias necessárias ao funcionamento de estabelecimentos seguindo os protocolos de segurança e, nesse caso em particular, no combate à Covid-19. Atendendo a demandas do setor da saúde do trabalhador, o curso os prepara para serem capazes de desenvolver ações de inspeção e fiscalização sanitárias; aplicar normatização relacionada a processos e ambientes; investigar, monitorar e avaliar riscos e danos à saúde e ao meio ambiente; e desenvolver ações de controle

profissionais, e o conhecimento é o único bem que ninguém pode nos tirar”, disse o secretário. Para a professora Ilka Serra, coordenadora geral do UEMAnet, o curso foi ofertado num momento bem oportuno, justamente no decorrer da pandemia da Covid-19. “Esse curso configurase como aperfeiçoamento, que permite ao participante explorar o material, adquirir conhecimentos, elucidar dúvidas e buscar novas informações. Importante, sobretudo dentro do contexto de pandemia, que requer o máximo de conhecimento e atualização dos profissionais da saúde”, comentou a professora.

e monitoramento de doenças e endemias.

O projeto sela mais uma parceria entre duas

“A realização deste curso é uma vitória para os

com o compromisso de elevar, qualitativamente,

profissionais da área da saúde, que tanto têm se

os indicadores sociais do estado do Maranhão.

28 | UEMAnet • Revista PoloUm

instituições públicas estaduais que trabalham


UEMA, UAb-PT E CAPES LANÇAM FORMAÇÃO PARA DOCÊNCIA DIGITAL EM REDE

A

parceria entre a Universidade

a análise de processos de comunicação e

Estadual do Maranhão (UEMA),

interação, discussão de diferentes modelos

Universidade Aberta de Portugal

pedagógicos, o desenvolvimento de atividades

(UAb-PT) e Coordenação de Aperfeiçoamento

em ambientes digitais de ensino e aprendizagem,

de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

além do uso de plataformas e tecnologias

rendeu o curso on-line e gratuito Formação

digitais, sob a perspectiva educacional.

para Docência Digital em Rede. O curso foi realizado na plataforma digital Eskada, do Núcleo de Tecnologias para Educação (UEMAnet), com coordenação compartilhada entre professores da UEMA e da UAb-PT.

Para o professor Gustavo Costa, Reitor da UEMA, a parceria é uma oportunidade de contribuir para a formação de professores nos diferentes ambientes de aprendizagem. “A tecnologia assume papel fundamental na mediação e

A iniciativa visou auxiliar os participantes no

facilitação do processo educacional. Através

desenvolvimento de processos educacionais

desta parceria esperamos contribuir para a

que recorrem a tecnologias digitais. O

qualificação docente e a formação de novas

curso contou com mediação conduzida por

perspectivas no que tange o desenvolvimento

professores do Brasil e de Portugal, através

de processos inovadores e uso de tecnologias,

de transmissões ao vivo no YouTube, e

que se tornaram cada vez mais necessárias no

certificação dupla, chancelada pela UEMA e

contexto educacional atual e no que vem sendo

UAb-PT. O projeto permitiu aos participantes

prospectado para o futuro”, comentou o reitor. UEMAnet • Revista PoloUm | 29


Parceria CAPES e UEMA

Videoaulas, Psicologia da Educação e Multimeios em Educação.

Firmada em 2020, a parceria entre UEMA e CAPES propõe a oferta de cursos de formação continuada para professores da educação básica e alunos de licenciatura. Na primeira etapa da parceria, foram ofertados 5 cursos abertos pela plataforma Eskada, totalizando 300 mil vagas. Entre novembro de 2020 e fevereiro de 2021, foram disponibilizados os cursos de Desenho Didático para o Ensino On-line, Mediação em EaD, Como Produzir

Com a Formação para Docência Digital em Rede, a expectativa é abordar questões relacionadas com os diferentes espaços e ambientes personalizados de aprendizagem. Desta forma, espera-se contribuir para o desenvolvimento de habilidades e competências necessárias para a condução de processos educacionais mediados por tecnologias digitais. Ao todo, quase 10.500 professores em 13 países se inscreveram na formação.

Visita à CAPES

No final do segundo semestre de 2021,

Para o professor Walter Canales, a parceria

UEMA e CAPES participaram de uma

representa o esforço entre a universidade

reunião para discutir a parceria e as

e a Fundação em prol da educação. “Esta é

perspectivas futuras, no que diz respeito

uma oportunidade importante para dialogar

à oferta de cursos on-line voltados para a

sobre as perspectivas futuras e confirmar o

formação de professores. Participaram do

compromisso com o ensino de qualidade

encontro, realizado em Brasília, o professor

e formação docente. Estamos devolvendo

Walter Canales, vice-reitor da UEMA, a

à sociedade o investimento em educação

professora Ilka Serra, coordenadora geral

e acompanhando, com satisfação, os

do UEMAnet, e Roberta Simões, diretora de

resultados obtidos até aqui”, comentou o

Convênios. O grupo foi recepcionado pela

professor.

professora Claudia de Toledo, presidente da CAPES.

30 | UEMAnet • Revista PoloUm


UEMAnet • Revista PoloUm | 31


Confira a nova edição

REVISTA

TICs & EaD

EM FOCO A TICs & EaD compartilha trabalhos que destacam a pesquisa, o desenvolvimento e as práticas da educação a distância e das tecnologias de informação, buscando gerar um impacto positivo no Ensino e na Aprendizagem.

Acesse nossa revista pelo site ou QR code:

ticsead.uemanet.uema.br


Aconteceu SEMINÁRIO INTERNACIONAL DISCUTE A EDUCAÇÃO MEDIADA POR TECNOLOGIAS

E

m sua segunda edição, o Seminário

Luis Ramos (Universidade de Évora), Neuza

Pontes Entre o Presencial e o Digital

Pedro (Universidade de Coimbra) e Ana Amélia

reuniu professores e pesquisadores

Carvalho (Universidade de Coimbra).

do Brasil e de Portugal em sessões temáticas, cujas discussões perpassam pela educação mediada por tecnologias nos modelos presencial, digital e híbrido. Organizado em parceria entre a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação (UEMAnet), e a Universidade de Coimbra (UC), o seminário já contabiliza quase 5 mil visualizações.

Para a professora Ilka Serra, coordenadora geral do UEMAnet e uma das organizadoras do seminário, o evento representou a oportunidade de discutir o momento atual e as perspectivas para o futuro. “O evento reforça o papel da universidade no sentido de pensar e analisar os recursos para o enfrentamento dos impactos da pandemia, através da troca de ideias e experiências em âmbito nacional

A iniciativa tem como objetivo

e internacional”, comentou a coordenadora. A

promover o conhecimento e incentivar

professora Sara Dias-Trindade, da Universidade

a internacionalização acadêmica e o

de Coimbra e também responsável pela

desenvolvimento científico no estado e no

organização do evento, completou. “Este

país. A programação contou com palestras

momento contribui para demonstrar, no campo

sobre jogos digitais e ambientes imersivos,

da educação, que o digital pode contribuir

competências digitais docentes e e-Learning

bastante para o desenvolvimento de uma

e b-Learning. Entre os convidados, ressalta-

educação completa. O seminário busca

se a participação dos professores brasileiros

apresentar discussão e formação para todos na

Romero Tori (USP), Luciano Sather (Metodista) e

perspectiva de uma educação qualificada para

Lúcia Dellagnelo (CIEB) e dos portugueses José

o digital”, finalizou a professora.

Onde posso conferir: canal do YouTube-UEMAnet Oficial. UEMAnet • Revista PoloUm | 33


UEMANET RECEBE SELO DE BOAS PRÁTICAS 2020

A

conscientização contra o desperdício

qualidade de vida no ambiente de trabalho,

de recursos e a responsabilidade com

gestão de resíduos, entre outros critérios de

ações voltadas para a sustentabilidade

avaliação. Esse esforço teve início no período

são questões que o Núcleo de Tecnologias para

pré-pandemia, quando o UEMAnet implantou,

Educação (UEMAnet) leva muito a sério. Um dos

internamente, ações e medidas sustentáveis, a

resultados desse comprometimento propiciou

exemplo da substituição de copos descartáveis

ao UEMAnet o Selo Boas Práticas 2020,

por canecas reutilizáveis, redução do desperdício

premiação promovida pela Superintendência

de papel e outros materiais de uso contínuo,

de Gestão Ambiental da Universidade Estadual

descarte consciente de resíduos e lixo eletrônico,

do Maranhão (AGA/UEMA) durante a Semana

além da manutenção de uma área verde no

de Meio Ambiente da UEMA, o Semeia 2021.

espaço interno do prédio, tornando-se um

O prêmio tem como objetivo reconhecer as

local agradável para maior integração entre os

práticas sustentáveis promovidas por gestores,

colaboradores. Essas foram algumas das ações

servidores, docentes e discentes nos diversos

destacadas.

setores e campus da Universidade.

“Um dos projetos mais significativos, em

Foram observadas questões como o uso racional

minha opinião, é o de arborização do Núcleo”,

de recursos, sensibilização dos colaboradores,

comentou Ilma Pereira, responsável pela

34 | UEMAnet • Revista PoloUm


gestão dos cursos. “Com a idealização e participação de vários colaboradores e lideranças, conseguimos colocar em prática um

Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável

projeto de arborização e jardinagem. O espaço é ideal para aproveitar os intervalos, tanto para ter um pouco de contato com a natureza quanto para interagir com outras pessoas. Além disso, os projetos de reciclagem de papel e combate ao desperdício de recursos e energia elétrica merecem uma menção especial”, finalizou a colaboradora. Já para a colaboradora Suely Falcão, que contribui para a idealização e manutenção desses ambientes arborizados, a iniciativa traz harmonia para a rotina do Núcleo. “Esse é um espaço maravilhoso, que traz paz, tranquilidade e muita calma para colaboradores e visitantes”, comentou Suely. “Lá, é possível aproveitar os intervalos para espairecer e recarregar as energias. É um espaço tão especial para todos nós, que sempre pensamos em melhorias e em formas de ampliá-lo. Inclusive, já estamos planejando, para o futuro próximo, uma área para plantas medicinais”, completou.

Um assunto que vem ganhando destaque no âmbito da sustentabilidade é a Agenda 2030, um plano de ação promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU) que busca erradicar a pobreza e promover vida digna para todos. Tendo como guia o documento “Transformando o Nosso Mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”, os representantes dos 193 estados membros da ONU se comprometeram a pôr em prática medidas transformadoras que possam contribuir para a melhoria da vida das pessoas no presente e no futuro. Esse compromisso assume a forma de 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os ODS, adotados de acordo com as prioridades e possibilidades de cada país. Embora seja um plano para governos, sociedades, empresas e instituições de ensino, a Agenda 2030 é antes de tudo um compromisso individual, do qual todos podem e devem participar. Conheça

Para a professora Ilka Serra, coordenadora

os objetivos, pesquise sobre os assuntos e

geral do UEMAnet, o selo é um prêmio pelo

faça a sua parte no combate à pobreza, na

esforço coletivo dos colaboradores e alunos. “O

proteção do planeta e na garantia de um futuro

nosso compromisso com o desenvolvimento

igualitário para todos.

sustentável é coletivo e sem a vontade e o empenho de todos os envolvidos não seria possível”, comentou a professora. “O prêmio é o reconhecimento pela seriedade com que tratamos esse assunto, da conscientização que promovemos continuamente e da responsabilidade constante em aprender e agir pela sustentabilidade”, afirmou a professora.

Para saber mais sobre o assunto, confira o Curso Agenda 2030, os ODS e Nós, disponível gratuitamente e com certificação na plataforma eskadauema.com.

UEMAnet • Revista PoloUm | 35


CONHEÇA OS CURSOS DA PLATAFORMA ESKADA 670.815

100% online

curso gratuito com certificação

visite nosso espaço:

eskadauema.com


Novidade PLATAFORMA ESKADA AMPLIA OFERTA DE CURSOS ABERTOS GRATUITOS DURANTE PANDEMIA

E

m 2021, a plataforma de cursos

procura pelos cursos Eskada, o que nos

abertos da Universidade Estadual

incentivou a trabalhar ainda mais na criação

do Maranhão (UEMA), Eskada,

de novos cursos, em diferentes áreas de

chegou a quase 700 mil inscritos. A marca

conhecimento. A plataforma oferece um

tem um significado especial, tendo em vista

leque de oportunidades, onde as pessoas

que a plataforma foi desenvolvida com o

podem escolher cursos de acordo com as

objetivo de contribuir para a capacitação da

suas preferências, em diferentes áreas do

comunidade em geral nas mais diferentes

conhecimento, e continuar aprendendo, pois

áreas do conhecimento. Durante o período de

estamos sempre atentos e renovando o nosso

pandemia, os esforços foram redobrados para

catálogo em função das novas demandas que

desenvolver novos cursos e atualizar projetos

vão surgindo”, comentou a professora.

já existentes. Atualmente, a Eskada conta com aproximadamente 40 cursos livres, totalmente

Para a designer pedagógica Lidiane Lima, a

gratuitos e com certificação. O número de

UEMA pôde contribuir para a disseminação do

cursos representa um aumento de quase

conhecimento e o aperfeiçoamento profissional

100% em comparação ao catálogo no início da

dos usuários da plataforma. “Esse trabalho só

pandemia.

foi possível porque a Universidade, por meio do UEMAnet, conta com uma equipe composta

“Sabemos o quanto é importante as pessoas

por profissionais de diversas áreas de formação,

continuarem estudando, aprendendo, se

que prima pela qualidade das atividades que

capacitando, principalmente, num momento

desenvolve e tem consciência da relevância

que foi permeado por tantas incertezas,

e do poder da educação, sobretudo, neste

como ocorreu no momento mais intenso da

período atípico”, disse Lidiane. “Outro fator

pandemia”, comentou a professora Ilka Serra,

de grande importância nesse processo foi

coordenadora do Núcleo de Tecnologias

a consolidação de parcerias com outras

para Educação (UEMAnet). “No período

instituições e órgãos, como CAPES, SEMA/MA

de isolamento social, tivemos uma grande

e DPE/MA”, finalizou.

UEMAnet • Revista PoloUm | 37


Confira os cursos abertos lançados em 2021 Liderança Eclesiástica Conhecimento bíblico-teológico indispensável para exercer a liderança dentro da comunidade eclesiástic. Também orientações práticas, visando o trabalho no dia a dia com pessoas que fazem parte ou não d igreja local. Carga horária: 90h Assessores Populares em Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) Aborda com detalhes os mecanismos para contribuir de forma qualificada na disseminação da Agenda 2030 em escala local. Carga horária: 30h Biopatologia em Organismos Aquáticos Os casos mais comuns de patologias, coletas de amostras, identificação e outros temas voltados à sanidade de organismos aquáticos, possibilitando a ampliação do seu conhecimento enquanto pesquisador(a). Carga horária: 25h Gamificação Aplicada ao Ensino de Física Conhecimento da gamificação como metodologia ativa, demonstrando formas de aplicação no ensino de Física de maneira didática e interdisciplinar, tornando o aluno protagonista do seu processo de ensino e aprendizagem. Carga horária: 40h

38 | UEMAnet • Revista PoloUm


Pagamento por Serviços Ambientais A importância de incentivos econômicos para

Construindo um Instrumento de Gestão Municipal de Educação Ambiental

a implantação de ações de preservação e/ou

Educação ambiental enquanto política

conservação da natureza, bem como a geração

pública. Conheça metodologias participativas,

de renda, contribuindo, assim, para a melhoria

a importância da cidadania ambiental e as

da qualidade socioambiental.

etapas de construção de um plano de ação de

Carga horária: 60h

educação ambiental. Carga horária: 60h

Agenda 2030, os ODS e Nós O contexto atual e as formas para se atingir o desenvolvimento sustentável até meados deste século, envolvendo você na temática proposta pela Agenda 2030. Carga horária: 20h

Psicologia da Educação (+Parceria CAPES) Estudo científico proporcionado pela Psicologia aplicada à educação e seu papel na formação do profissional, com foco nas correntes psicológicas básicas que abordam a evolução da Psicologia e da Educação.

Metodologias Ativas na Educação

Carga horária: 60h

O conceito e a funcionalidade das metodologias ativas identificando quais elementos no uso destas favorecem o aprendizado e estimulando a participação autônoma do estudante. Carga horária: 60h Atuação em Rede no Enfrentamento à Violência

Multimeios em Educação (+Parceria CAPES) Apresenta possibilidades que os multimeios oferecem na construção de estratégias de aprendizagem para diferentes contextos e públicos da educação. Carga horária: 60h

Sexual contra Crianças e Adolescentes Conhecimentos específicos para a identificação e enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes. Carga horária: 100h

Acesse: eskadauema.com

Ondas Mecânicas Conceito de ondas, suas classificações, propriedades físicas, seus fenômenos ondulatórios e, ainda, o estudo sobre ondas sonoras, relacionando a sua utilização em diferentes contextos. Carga horária: 40h

UEMAnet • Revista PoloUm | 39


40 | UEMAnet • Revista PoloUm


Por Dentro da EaD CONHEÇA O PROFISSIONAL - DESIGNER INSTRUCIONAL

D

a curadoria dos temas à roteirização

Entre as tarefas que pode desempenhar, busca

dos conteúdos, passando pelo

facilitar o processo de ensino e aprendizagem

desenvolvimento de projetos de

realizando a transposição didática do material

tecnologia e implantação de ambientes digitais de ensino e aprendizagem, os processos que envolvem as práticas pedagógicas presentes na Educação a Distância (EaD) dependem da atuação de profissionais altamente qualificados em diferentes áreas do conhecimento. Uma delas é a de Design Instrucional, indispensável para a condução de inúmeros processos e para o atendimento das demandas de estudantes, professores e tutores no contexto da EaD. O designer instrucional é, portanto, o profissional que auxilia na elaboração e desenvolvimento de projetos educacionais

desenvolvido, adequando a linguagem para a forma mais acessível e objetiva possível e propondo recursos e ferramentas mais apropriadas para cada tipo de público. Esse profissional também avalia as tecnologias e estratégias mais importantes para a aplicação de um determinado tema ou assunto. Por que o designer instrucional é tão importante para a EaD? A área de design instrucional propõe as estruturas conceituais necessárias para conduzir o processo educacional. Não

que incluem as experiências de aprendizagem

define o que ensinar, mas como ensinar de

características da Educação a Distância, ou

forma adequada a um grupo específico.

seja, é aquele que, com sua expertise, orienta e

Considerando que a EaD é especialmente

sugere a forma mais adequada de compartilhar

dinâmica e permite inúmeras possibilidades,

o conteúdo educativo. A autora Andrea Filatro

cabe a ela pensar e apresentar caminhos

(2007)1 define o design instrucional como o

apropriados a cada um deles. Sempre é

conjunto de atividades com vistas a identificar uma necessidade de aprendizagem e projetar, desenvolver e avaliar a solução para essa necessidade.

FILATRO, A. Design instrucional na prática. São Paulo: Person, 2007.

importante ressaltar que, na educação, não existem fórmulas ou soluções únicas capazes de atender a diferentes estudantes, cujas vivências e experiências são distintas. Desse

1

UEMAnet • Revista PoloUm | 41


modo, para desenvolver com eficiência todas

materiais e na roteirização dos conteúdos. É

as suas tarefas, é importante que o designer

necessário destacar, ainda, que, embora as

instrucional se mantenha atualizado sobre as

atividades rotineiras tenham maior visibilidade

abordagens modernas de ensino, as inovações

entre as tarefas desenvolvidas por um designer

e potencialidades sobrevindas das novas

instrucional, o seu trabalho vai muito além

tecnologias educacionais.

disso. No campo mais abrangente, o designer

Vale lembrar que o designer instrucional pode auxiliar, por exemplo, no planejamento do projeto pedagógico, na coordenação de equipes de trabalho, na formação de professores conteudistas, na revisão dos

42 | UEMAnet • Revista PoloUm

compreende todo o planejamento pedagógico e a gestão de projetos, sendo capaz de analisar questões relacionadas ao processo de ensino e aprendizagem, assim como a proposição de soluções para diferentes desafios e contextos.


Dicas EaD COMO ENCONTRAR FONTES CONFIÁVEIS PARA PESQUISA NA EaD

O

s trabalhos acadêmicos ou artigos

Para a realização de uma boa pesquisa, comece

científicos elaborados devem

verificando quais as palavras-chave que melhor

sempre ser embasados em fontes

traduzem o tema do estudo. Quanto mais

confiáveis e fundamentados para terem validade científica. Por isso, as pesquisas no ambiente virtual devem ter uma atenção redobrada por parte do pesquisador. Na internet, é possível encontrar uma infinidade de informações e conteúdos, mas nem todos são baseados em fontes de pesquisa verídicas. Dessa forma, saber identificá-las é um passo importante para o desenvolvimento de um trabalho bem avaliado.

refinada a busca for, melhor o resultado a ser obtido. Depois de encontrar as primeiras fontes, o passo seguinte é identificar quais autores têm mais relação com a temática selecionada. Outra forma de dar credibilidade ao trabalho é encontrar a fonte das fontes. No material pesquisado, há menção a outra obra ou autor? Então, vale a pena buscar referências para enriquecer o trabalho. Escolha sempre fontes com reputação, como, por exemplo, plataformas e repositórios de instituições de ensino, centros de pesquisa ou empresas bem conceituadas.

UEMAnet • Revista PoloUm | 43


Plataformas confiáveis para pesquisa acadêmica

scielo.br Uma das plataformas mais conhecidas

para usuários de mais de 400 instituições

e respeitadas para pesquisa acadêmica,

participantes acesso ao acervo que reúne

reúne publicações eletrônicas e periódicos

conteúdos nacionais e internacionais,

científicos em diversos idiomas e oriundos

sendo um dos portais maisz buscados por

de 10 países. Desenvolvida pela Fundação de

pesquisadores.

Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e pelo Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (Bireme), conta com o suporte do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

teses.usp.br Criada em 2001, disponibiliza conhecimento e conteúdos produzidos pelos trabalhos

scholar.google.com.br Ferramenta de pesquisa acadêmica do Google, que reúne trabalhos científicos, literatura escolar, jornais de universidades e artigos variados, cuja vantagem é sua interface simples, clara e objetiva. Os

defendidos na Universidade de São Paulo (USP), permitindo que comunidades nacionais e internacionais possam ter acesso a teses de qualquer programa de mestrado ou doutorado da referida universidade. Atualmente, é incorporada à Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica (Aguia).

resultados de busca remetem às funções já conhecidas pelo Google, o que torna a pesquisa mais prática.

lume.ufrgs.br Conhecido como Lume, o portal reúne coleções digitais, documentos acadêmicos,

periodicos.capes.gov.br Neste portal, estão anexadas as mais variadas e relevantes fontes de pesquisa do mundo. Atualmente, oferta de forma gratuita

44 | UEMAnet • Revista PoloUm

científicos e artísticos produzidos pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), assim como documentos relevantes de outros autores, mas de igual nível de relevância e importância.