Page 1


ISSN 1983760-7

PRA VOCÊ conteúdo de primeira www.felizcidade.net

Quem somos

Única revista semanal da Região Metropolitana do Vale do Paraíba. Tem como objetivo veicular matérias das mais diversas que informe, sensibilize e traga satisfação aos leitores, especialmente os de nossa região. Nossa preocupação maior é a de levar boas notícias, qualidade editorial e excelência quanto a forma, linguagem e conteúdo.

Conselho Gestor

Carlito Paes - Erich Prates - José Luiz Ovando Lázaro Carvalho – Marcos Madaleno

Editores

Erich Prates - Mariana Madaleno

Prato do dia Mariana Madaleno faz parte da equipe editorial da Revista Felizcidade, conecte-se com ela

Coordenação Executiva Erich Prates

Jornalista responsável

Talyta Grandchamp – MTB 57.760

facebook.com.br/mariceruks @mari_crks

Revisores

Aline Costa e Viviane Godoy

Direção de Arte Felipe Cavalcanti

Projeto Gráfico

Allan Marcel - Erich Prates

Designers

Lucas Anacleto - Júlio César Silva - Wagner Bonfim

Fotos

Acervo de fotografia Felizcidade

Anuncie (12) 3911-2228

anuncie@felizcidade.net - Márcio Keske

Informações

(12) 3941-4108 contato@felizcidade.net Rua Euclides Miragaia, 548 - Centro – CEP: 12245-820 São José dos Campos - SP A Revista FelizCidade é uma publicação semanal da Editora Inspire em parceria com a PIB em São José dos Campos. As publicidades contidas nesta edição são de única e exclusiva responsabilidade dos anunciantes, não cabendo a Editora Inspire qualquer obrigação de responder sobre o conteúdo e veracidade de tais peças. Fica também a critério da Editora Inspire selecionar as propagandas que serão veiculadas. O conteúdo e informações contidos nas matérias e artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos articulistas.

Circulação

Caçapava, Jacareí, Jambeiro, Paraibuna, São José dos Campos e Taubaté

Impressão

Allcor Gráfica

Distribuição

3.500 exemplares Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia. Para solicitar autorização envie e-mail para revista@felizcidade.net

Auditagem __________________________________________________

Diretor Executivo Márcio Keske

Diretora de Redação

Mariana Ceruks Madaleno

Coordenação Editorial Viviane Godoy

Gerente Financeiro Natália Albuquerque

Informações

O

especialista em liderança John Maxwell certa vez afirmou algo como: “um homem deve ser grande o suficiente para admitir seus erros, inteligente o suficiente para ganhar com eles, e forte o suficiente para admiti-los”. Ainda mais quando tal erro diz respeito a si mesmo, e a plateia, a pessoa com quem você encontra no espelho - e na balança diariamente. Nossa matéria de capa trata da alarmante estatística do Ministério da Saúde de que praticamente metade dos brasileiros está acima do peso. A população obesa por aqui já beira os 16%. Que brasileiro gosta de comer bem, não é novidade. Entre nossos churrascos e feijoadas, o brasileiro tem optado no dia a dia por uma alimentação desbalanceada e uma vida sedentária. Há fatores estruturais, claro: uma população urbana, com pouco tempo e recursos, mas muito acesso a alimentos industrializados e calóricos. Contudo, temos que admitir: na hora de fazer o prato, a decisão é de cada um. Mas é possível mudar! Muitos já têm decidido adotar um estilo de vida mais saudável, cujo exemplo vale a pena seguir. Nossa matéria de conteúdo trata de uma parcela da população que também sofre de um mal físico: a dor crônica. Diferentemente de dores sintomáticas, essas dores não têm causa parente e têm se tornado companheiras não bem-vindas na vida de cerca de 30% da população mundial. Enxaquecas, dores musculares ou estomacais: a variedade é imensa. Mas será possível tratar ou ao menos conviver com a dor? Para refrescar a sua semana, não deixe de se deliciar com nossa entrevista. José Lopes, o Zé Rochinha, presidente da empresa de sorvetes homônima, conta como abriu um negócio de sucesso em nicho de mercado dominado por gigantes e aparentemente sem brechas para pequenos e novos players. Uma história de empreendedorismo, persistência e criatividade, e é claro, recheada de frutas naturais! E para quem é solteiro e mora sozinho, não se preocupe. Nosso chef Marco Antonio dá dicas para quem não tem tempo para a cozinha, mas ainda assim, quer se alimentar de maneira saudável e prática. Escolha bem o que vai no seu prato, e o que vai em sua mente. Por isso, desejo a você uma excelente leitura! Aproveite!

(12) 3911 2228 contato@editorainspire.com.br www.editorainspire.com.br

felizcidade.net | 3


DIZ AÍ expressão e atitude

Estar Bem

“Sou frequentador de academia há muitos anos. Pratico alguns esportes como: futebol, musculação, voleibol e spinning, mas confesso que ainda tinha dúvidas sobre alongamentos e exercícios aeróbicos. Quero parabenizá-los pela matéria sobre ‘Mitos e verdades sobre exercícios físicos’, pois ela me ajudou a esclarecer minhas dúvidas!” Celso Anacleto – por e-mail

Capa da semana

“Já consumi toda a revista, lendo-a inteirinha!!! Esse consumo só me faz bem!!! Regina Giupponi

Pra você

“Li toda revista... Vou sempre de cara no editorial, adoro o estilo da Marina Madaleno! E a revista toda é de primeira! Parabéns para esta equipe maravilhosa!” Lia Ortiz de Carvalho

Queremos sua participação no conteúdo da revista FelizCidade. Envie suas sugestões de matérias e faça parte da revista.Você pode estar na proxima edição.

revista@felizcidade.net facebook.com/revistafelizcidade

Você também pode acessar as edições anteriores da revista FelizCidade pelo site www.felizcidade.net e conferir todo conteúdo.

NESTA EDIÇÃO

06 09 11 13 14 15 22

Quem? “Zé Rochinha” o empresário dos servetes Humm Solteiro de barriga cheia Elas Uma mulher e sua rotina Reflita Sinta-se leve... Família Briga entre irmãos: como resolver? Estar bem Durma melhor! Cabide Referências esportivas

23 24 29 32 33 35 38

Onde Natureza e arte de Cunha Conteúdo 30% do população mundial sofre com a DOR Solidariedade Abap em parceria com Aisec Etc Notícias da região Radar Notícias da Comunidade PIB Trajetória A “solução” que aprisiona Pense Bem O valor da honra

17

CAPA

49% da população LUTA com a balança

felizcidade.net | 5


QUEM vida que faz a diferença

• Texto Talyta Grandchamp

Zé Rochinha sobe a Serra do Mar e conquista o gosto dos estrangeiros

U

m homem feliz! Com sorriso no rosto, acompanhado de um bronzeado que só caiçara tem, o empresário José Lopes Barros, que cursou até o 7º ano do Ensino Fundamental, nos fala sobre os sorvetes Rochinha. Lembrou? Pois é, do desejo de agradar os filhos com sorvetes todos os dias, o pedreiro de São Sebastião transformou uma fábrica de quintal em sucesso nas praias do Litoral Paulista. Hoje com 13 lojas e mil pontos de vendas, os planos para 2013 são de expansão pelo Brasil e pelo mundo. É convidado com frequência por famosos para cerimônias como casamentos, por exemplo. Tudo isso em menos de duas décadas. A família continua a participar do sonho, todos estão com a mão na massa na fábrica. Conheça o ex-pedreiro que virou empresário: uma pessoa simples, humilde e competente. Quando veio para São Sebastião? Na década de 70, meu pai veio trabalhar na Petrobrás, passados alguns meses, ele voltou a Boa Esperança-MG para buscar toda a família. O que fazia antes da Rochinha?   Tinha uma construtora. Construía casas no Litoral Norte. Sempre gostei do que fazia. Todos os anos era premiado como o melhor construtor da região, as casas saiam nas revistas conceituadas de arquitetura.

6 | felizcidade.net

Como começou o negócio? Começou como uma brincadeira com meus filhos. Todos os dias, ao chegar do trabalho, eu passava pelas sorveterias da região para levar sorvetes para os meus filhos, que, desde criança, sempre gostaram muito. Isso era uma tradição na família. Certo dia, um amigo me pediu um espaço em meu terreno para um sorveteiro do interior, que queria vender sorvete na praia. Eu cedi o espaço, mas ele não conseguiu prosperar por ter muitos concorrentes grandes, assim, ele resolveu voltar para a cidade dele. Deixou a máquina de fazer sorvetes e uma Kombi velha que ele tinha. Aí, disse para eu pagar quando pudesse. Pela insistência dele, resolvi ficar, com o intuito de fazer sorvetes para as crianças. Como virou um negócio? Os amigos de meus filhos começaram a tomar os sorvetes e fazer a propaganda, até que vieram propostas para revender nas praias. Eu não levei muito a sério, continuávamos a brincar de fazer sorvetes (risos), até que o negócio começou a crescer. Eu tinha que virar a noite produzindo sorvetes e, de dia, eu tinha que trabalhar nas construções. Foi quando Deus falou conosco que dessa porta pequena ele faria crescer. E assim Deus tem feito: crescemos, mas a glória é de Deus e sempre será – afinal, Ele é o dono dessa empresa. Eu sou apenas uma pessoa que ele escolheu para cuidar.


A família teve participação? Sim, em todo o tempo. Minha esposa sempre foi uma mulher de oração, sempre intercedendo por tudo o que eu fazia, meus filhos sempre me ajudando, tomavam mais sorvetes do que eu vendia...(risos), mas estão comigo até hoje, pois nossa empresa é familiar.

“Deus nos ajuda, mas temos que trabalhar, cuidar, saber administrar”.

De onde surgiu o nome Rochinha? Essa marca já existia desde 1981. Eu adquiri a marca de um amigo em 1992. Há 20 anos, mudei as receitas, investi em maquinários modernos, profissionalizei meus funcionários e me dediquei integralmente a fazer sorvetes. Como foram os primeiros anos? Bem difíceis. Por ser um ramo totalmente diferente do anterior, tivemos muito preconceito de amigos e pessoas próximas. Riam e diziam que eu não duraria um ano no novo negócio. Eu recorria a Deus, e ele me incentivava a continuar. Quantas lojas tem hoje? Para quantos e quais lugares distribui? São 13 lojas e oito distribuidores com 1.000 pontos de vendas espalhados nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Como é a fabricação dos sorvetes? Qual o diferencial?   Nossos produtos são diferenciados por usarmos matérias-primas de alta qualidade, frutas selecionadas. Nosso sistema de produção é totalmente artesanal, nossos picolés são 100% naturais, com frutas frescas. Buscamos na natureza o melhor de Deus e transformamos em um maravilhoso produto para ser consumido por todos os nossos clientes. Como é ter o sorvete no gosto de famosos? (risos) Bom, atendemos eventos em todo o Brasil, diversos casamentos, inclusive de artistas famosos, recentemente do ator Marcelo Godoy com a Bruna Frazão (filha da Solange Frazão). Hoje ter sorvetes Rochinha em um evento é algo diferente, pois traz lembranças da infância, traz momentos de felicidade. É isso que acontece quando se toma um sorvete Rochinha. Nossos clientes são bem exigentes quanto à qualidade, e isso é nosso diferencial. Por que seus picolés são mais caros que os da Kibon e da Nestlé?   Por selecionarmos os produtos, por ter uma produção artesanal. Nossos picolés são fonte de vitaminas e nutrientes, preservamos isso nos produtos, para que crianças e adultos consumam um alimento, não somente uma sobremesa como as outras empresas fazem. Quais os planos para o futuro?   Inauguramos nossa fábrica aqui em SJC no dia 21/09/12 e vamos continuar atendendo nossos atuais clientes. E, para 2013, já temos propostas para abrirmos distribuidoras nas principais capitais do Brasil e temos propostas para exportação para os Estados Unidos, Europa e Emirados Árabes. Se Deus aprovar, iremos! O que você tem a dizer para pessoas que sonham em chegar onde você está? Tenha fé, busque sempre a vontade de Deus, pois ela é boa, perfeita e agradável. Nada podemos fazer com a força de nosso braço, se temos um Deus que cuida de nós, por que não confiarmos? Deus nos ajuda, mas temos que trabalhar, cuidar, saber administrar. Precisamos ouvir a voz Dele e discernir, pois, se ele falar não, temos que obedecer, esperar e confiar. Ele tem sempre o melhor para seus filhos.

#CONECTE

sorvetesrochinha.com.br twitter.com/RochinhaOficial facebook.com/sorvetesrochinha

felizcidade.net | 7


Hummm bom apetite • Texto Chef Marco Antonio Pinheiro

SOLTEIROS DE BARRIGA CHEIA

S

er solteiro, morar sozinho, ou com os amigos, é uma fase da vida muito legal. Lembro-me de muitas histórias engraçadas, principalmente na hora das refeições. A minha alimentação não foi das melhores, comi muita feijoada enlatada, frango da padaria com arroz e farofa, miojo, salsichas, entre outras coisas. Relembrando esses momentos, gostaria de dar algumas dicas para que os solteiros do momento tenham uma alimentação melhor e mais saudável. • Na hora das compras, evite comprar todas as frutas maduras. Escolha apenas duas ou três unidades maduras que você possa consumir nos próximos dias, para evitar que todas estraguem antes que você tenha tempo de consumi-las. • Alguns alimentos como arroz e feijão podem ser feitos uma ou duas vezes por semana e guardados na geladeira. O feijão pode ser congelado em porções pequenas, sempre etiquetadas com a data do congelamento. • Embutidos em excesso não são aconselhados, porém, ao comprar, opte por porções pequenas. Ao chegar em casa, substitua as embalagens do supermercado por vasilha própria, higienizada e tampada, para aumentar o tempo de consumo. Verifique a data de validade dos produtos. Fique atento!

• À noite, o jantar pode ser substituído por sanduíches naturais com pão integral, folhas e carnes grelhadas. Também é possível aproveitar a carne do almoço para fazer um sanduíche natural ou uma sopa, que é mais leve. • Use o forno com frequência, alguns alimentos podem ser assados ao invés de fritos, como quibe, almôndegas, batatas e, até mesmo, linguiças. • É importante não sair de casa sem fazer a primeira refeição. No café da manhã, inclua frutas, leite, iogurtes, cereais, pães. Aveia, farelo de trigo, quinoa e amaranto são fibras que você pode ter em casa e que têm um bom valor nutricional e dão saciedade. Esses grãos podem ser consumidos com iogurte. Sempre tenha no congelador frutas congeladas, de preferência, já cortadas. Ao chegar em casa, é possível misturar leite, iogurte ou até mesmo, com menos frequência, sorvete. • Massas frescas são rápidas, tipo rondeli, capeleti e ravióli. Para enriquecer a receita, acrescente um molho com legumes e uma carne, de preferência grelhada, mais rápida de fazer. No dia que estiver com pressa, faça uma omelete, acompanhada de uma salada rápida de alface e tomate.

Sanduíche integral com pasta de cenoura e mussarela Ingredientes:

• 6 cenouras médias • 1/2 pimentão vermelho • 1/2 cebola  • 1 colher de sopa azeite • cebolinha • 1 xícara de chá de maionese light • 200 gramas queijo mussarela em fatias  • 2 fatias de pão de forma integral 

Preparo:

Cozinhe as cenouras, o pimentão e a cebola até a cenoura ficar macia. Junte, no liquidificador, a cenoura, o pimentão e a cebola cozidos com o azeite e a maionese light. Pique a cebolinha em pedaços pequenos e misture com essa pasta. Passe a pasta no pão e recheie com a mussarela.

#CONECTE

www.aboacozinha.com facebook.com/aboacozinha.gastronomia aboacozinha@hotmail.com

felizcidade.net | 9


Estoure a

BOCA DO BALÃO

na Dispemec!

TODO MUNDO GANHA: Comprando acima de 400 reais, você escolhe um balão e ganha um prêmio exclusivo! Venha estourar o seu!

Estoure a

BOCA DO Promoção válida para os clientes que comprarem na Dispemec nos sábados, durante os meses de agosto e setembro. Siga a Dispemec no Facebook: www.facebook.com/Dispemec

www.dispemec.com.br

Rua Paraibuna, 640 - Tel.: (12) 2139-5822


Elas um caminho de determinação • Texto Valéria dos Santos

UMA MULHER E SUA ROTINA

Q

uem nunca ouviu falar na Mulher Maravilha, aquela que usa short azul com estrelas brancas e um corpete vermelho? A heroína com “super poderes”, que faz parte de uma equipe chamada “Liga da Justiça” e veio de seu planeta até a Terra em uma missão para “trazer a paz”. Mas, saindo dos quadrinhos e indo direto para a realidade do universo feminino, chegamos a uma conclusão simples, mas que pode ser preocupante: não existem mulheres maravilhas. Pois é. A mulher com “super poderes” sai e dá lugar a gente como eu e você: mulher multitarefas, com uma rotina bem desgastante. Corremos para fazer todas as coisas e dar conta de todas as tarefas. Se você é solteira, mora sozinha, tem que dar conta de família, casa, emprego, estudos, trabalho voluntário. Se é casada, também do marido. Se tem filhos, além de todas as alternativas anteriores, ainda cuida dos pequenos e, de quebra, do papagaio e do cachorro. No final do dia, ainda tem que ter pique para estar de unhas, maquiagem e cabelos feitos, com energia para o lazer e muito bom humor. Se você não fez as unhas, é desleixada. Se não lavou, passou, varreu, não é boa dona de casa. Se não fez massagens naquele pé do seu marido que ficou de bota de segurança o dia inteiro, não é boa esposa. Se as crianças saem sem pentear o cabelo ou de chinelo arrebentado, é péssima mãe. A qualquer lugar que você vá, encontra olhares críticos e narizes torcidos. Imagine a cena: final do dia, depois de ter feito todas as obrigações e ainda ter lidado com imprevistos, aquela silhueta esquisita jogada no sofá, descabelada, fedida, cansada e desajeitada... é você? Levante a mão quem nunca passou por isso. Essa é a mulher moderna. Assim a sociedade impõe. Confesso, já estive dos dois lados: o de criticar e o de vivenciar a experiência. Criticar só me mostrou que sou mais parecida com as pessoas do que imaginava. Cedo ou tarde, você passa pelas mesmas coisas e se pega nas mesmas situações que antes eram alvo da sua crítica. Já vivenciar a experiência é, no mínimo, uma grande aventura. E isso é algo bom, mostra que você é forte, mas não é de ferro.

Passei por uma experiência que marcou muito minha vida e me ensinou bastante. A rotina da mulher é algo de muito valor para ela e para as pessoas a quem tem o poder de influenciar. Por muito tempo, acreditei que deveria se mulher maravilha. Caí no erro mais básico de todos: “o que as pessoas vão pensar de mim?” A consequência foi óbvia e cara: depressão, síndrome do pânico, crises de ansiedade e por aí vai, pois não damos conta de tudo. Simples assim. Quando comecei a entender que essa tal mulher não existe e eu poderia ser feliz como uma pessoa comum, foi libertador! Assumir seu papel de filha, esposa, mãe, dona de casa, aluna, dando o seu melhor, mas também aceitando suas limitações faz de você uma pessoa feliz. Posso dar algumas dicas que foram essenciais para o começo de uma nova fase da minha vida. Mas elas só vão ter efeito se você realmente acreditar que podem te ajudar: • Uma coisa de cada vez. No dia seguinte, elas ainda estarão lá; • Quebre sua rotina de vez em quando, deixe uma louça na pia e seu trabalho no escritório. • Tenha por perto pessoas com olhar positivo; • Presenteie-se com uma recompensa. Assim como fazemos com as crianças, naquele dia que você se esforçou muito, dê-se uma recompensa: um passeio, um sorvete, um chocolatinho... • Não permita que a televisão tenha papel fundamental na sua rotina. Se gosta de curtir um filme, assista, mas respeite seus horários de dormir, comer e ficaar com sua família e amigos. • Separe um tempo só seu. Não deixe que a rotina te “engula”. • E o mais importante de todos: pessoas são mais importantes que coisas. Tenha tempo para investir em relacionamentos saudáveis nessa era virtual. Isso trará saúde. SEJA FELIZ!

felizcidade.net | 11


REFLITA valores para vida

SINTA-SE leve...

Christiane Laino Psicóloga Comportamental é membro da ABPMC - Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental e Associada ao CPPC - Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos @felicitasjc facebook.com/christiane.laino

E

m minha caminhada cristã, tenho aprendido o real significado de algumas palavras que são tão usadas no cotidiano, mas que muitos não tiveram a oportunidade de experimentar de fato. Posso citar algumas como: crer, alegria, prazer, amor e até a expressão “Deus te abençoe”. Porém, venho chamar a atenção para uma palavra em especial: perdão. Não venho pedir para que você seja educado e peça perdão quando pisar no pé de alguém ou quando causar outro acidente comum. Isso é pedir desculpas. Quero que desperte em você a imensa vontade de viver uma vida de perdão e, principalmente, que desfrute da grandiosa oportunidade de se sentir perdoado por quem você foi mais capaz de magoar. Sei que muitos podem se lembrar de pessoas para com as quais cometeram algum deslize, porém chamo você para se sentir perdoado por Jesus, aquele que mais ofereceu algo a você, que mais supriu suas necessidades e que, muitas vezes, foi o único a estar do seu lado. Acredite que, se você se entregou

a Ele, já está perdoado, já está tudo apagado, cancelado, lavado com Seu sangue. Aqui estão escritas palavras que talvez você já esteja cansado de ler ou de saber, mas a questão é outra, pois te pergunto se você é capaz de se lembrar do último dia em que se sentiu leve, sem manchas e aliviado por terem retirado de você alguma acusação ou culpa. Pois é dessa maneira que Deus quer que nossos sentimentos estejam todos os dias. Porém, insistimos em nos afundar no caos e desespero quando olhamos para os lados e vemos um mar de problemas. Isso acontece porque somos os primeiros a nos condenar e, depois de algumas pisadas em falso, sentimos vontade de voltar ao lugar seguro que é o colo de nosso Pai. Reflita bem sobre isso, mas não pense que toda a força de que precisa está em você mesmo. Porque, se esperarmos por nossos sentimentos, jamais alcançaremos o todo que Deus tem para nós. Faça a seguinte decisão: abra mão do seu controle e deixe que o próprio Espírito Santo seja a força que vai impulsionar e sustentar você nas alturas, porque “estou plenamente certo de aquele que começou a boa obra em vós há de completa-la até o Dia de Cristo Jesus”. (Filipenses 1.6)

“se esperarmos por nossos sentimentos, jamais alcançaremos o todo que Deus tem para nós”.

felizcidade.net | 13


FAmÍLIA as relações que importam • Texto Douglas Santos

Briga entre irmãos: como resolver?

T

em horas que a casa está uma verdadeira paz e, no segundo seguinte, gritarias, discussões, pontapés e tapas por todos os lados. Alguns gritam “Manhêêêê, olha o Pedrinho mexendo nos meus brinquedos e destruindo tudo!”, e outros simplesmente grudam nos cabelos do irmão até quando pode suportar, ou até a intervenção dos pais. Se sua família passa por este tipo de situação, não se descabele! VOCÊ É NORMAL! A discussão entre irmãos é um preparatório para a vida em comunidade. Em casa, onde convivemos com as pessoas que mais amamos, é natural que aconteçam divergências na forma de pensar e agir. O grande desafio é saber dar aos filhos limites para que essas discussões não ultrapassem os limites estipulados pelos próprios pais.

Uma dica para você que tem passado por isso é nunca tomar partido e sempre ouvir as duas partes. Se constantemente você separa as brigas aos berros, acaba por mostrar que da sua parte há descontrole, logo será difícil exigir o autocontrole de seus filhos. A sua interferência deve acontecer quando uma das partes passar dos limites. Gritos, choros incessantes e até mesmo agressão física são formas de perceber que a criança já não está mais raciocinando e está indo para o lado da ira descontrolada. As brigas acontecem por um motivo bem evidente: crianças são diferentes de crianças! Nós não fomos criados da mesma forma, logo o tratamento para cada filho deve ser personalizado e cabe aos pais perceberem como lidar com seus filhos de forma diferente.

Para que isso aconteça de forma intencional:

1- Valorize o tempo dedicado a sós com cada um. 2- Nunca compare! Elogie com frequência, repreenda quando necessário, mas jamais critique usando o irmão como referência! 3- Estimule as risadas entre irmãos! Ensine-os a se divertirem juntos! 4- Não force para que tenham tudo em comum! Ter amizades e gostos diferentes é normal! 5- Não crie um dedo duro. Evite ao máximo colocar um irmão em posição de dedo duro. Isso é muito negativo e reforça a desconfiança entre ambos.

#CONECTE

14 | felizcidade.net

@douglasjr5 facebook.com/douglassantos

Tenho percebido que uma das “escolas” mais desafiadoras de nossa vida é a chamada PATERNIDADE! Tenha sempre em mente que seu filho é um dos maiores bens dados por Deus enquanto você viver aqui na Terra. Trabalhe com zelo e dedicação para que as diferenças entre irmãos sejam um trampolim para viver a vida em comunidade!


ESTAR BEM vida em movimento • Texto Talyta Grandchamp

Durma melhor!

C

omo você dorme? Sabia que qualquer detalhe errado pode atrapalhar e muito seu sono? Se alguma região do corpo é pressionada durante a noite, além de causar cansaço, pode interromper a circulação, causar formigamento e desvio de coluna a longo prazo. A posição mais recomendada por ortopedistas é de lado, com um travesseiro um pouco mais alto para alinhar a cabeça com a coluna e outro entre as pernas. Até a pressão cardíaca pode ser alterada por uma noite mal dormida. Um estudo realizado pela American Hearth Association mostra que, quando viramos de barriga para baixo, nossa pressão sobe mais de 1,5. O travesseiro não pode ser muito alto para não deixar o pescoço torto, mas deve ser suficientemente alto para manter a coluna alinhada. Seu tempo de uso varia em função do quanto a pessoa transpira. Mas lembre-se: o travesseiro deve ser trocado, no máximo, a cada dois anos. O colchão pode ser usado por um período de cinco a dez anos e há vários tipos. A densidade é importante e deve ser de acordo com o peso. O colchão de molas, que podem ser entrelaçadas ou ensacadas, é uma opção.

De lado (ÓTIMA POSIÇÃO) A coluna fica alinhada e a respiração é tranquila. O único cuidado é com o tamanho do travesseiro. Ele deve ser ligeiramente mais alto do que o de quem dorme de barriga para cima. De barriga para cima, com travesseiro baixo  (BOA POSIÇÃO) Não é indicada para quem ronca. O travesseiro serve para alinhar a cervical com o restante da coluna. Os braços podem ser deixados ao lado do corpo ou sobre o abdome. De lado, com almofada entre as pernas (ÓTIMA POSIÇÃO) Além das vantagens de se dormir de lado, a almofada entre as pernas evita o contato entre os joelhos e, como diminui a torção da bacia, ajuda a relaxar a musculatura lateral da coxa. De barriga para cima, com travesseiro alto (POSIÇÃO RUIM) Apesar de boa parte da coluna ficar reta, o travesseiro muito alto provoca um desvio na cervical na região do pescoço. Para evitar dores, a cabeça não deve ficar mais alta que o restante do corpo. De barriga para baixo (PÉSSIMA POSIÇÃO) A coluna quase sempre fica torta porque a pessoa é obrigada a torcer o pescoço para poder rodar a cabeça e, assim, respirar. E a torção não é bem tolerada pela coluna vertebral.

felizcidade.net | 15


CAPA • Texto Talyta Grandchamp

A briga com a balança da geração moderna Nos últimos 30 anos, o número de pessoas acima do peso ou obesas cresceu assustadoramente no Brasil e no mundo. É preciso cuidar com urgência do corpo e da saúde

A

s revistas, a TV, a internet, tudo mostra o padrão de um corpo, teoricamente, perfeito. Infelizmente muitos vão nesse embalo e fazem até exageros pela vaidade. Mas, na contra mão disso, há o crescente número de pessoas acima do peso, que já atinge 49% da população. Os obesos chegam a 15,8%. Com essa rotina acelerada, que nos cobra mais tempo, fazemos tudo correndo, inclusive na alimentação que acaba sendo fast food, e os exercícios ficam sempre para depois. E é exatamente esse um dos motivos do acelerado crescimento da obesidade. Está na hora de virarmos o jogo! Veja a história de Matheus, que, desde pequeno, luta contra a balança, mas não se deu por vencido. Desde fevereiro, cortou a alimentação ruim e embalou nos exercícios. Se inspire nessa força de vontade e comece hoje mesmo.

felizcidade.net | 17


CAPA “Aos oito anos vim com meus pais para São José dos Campos e aí comecei a engordar. Apesar de fazer artes marciais três vezes por semana, sempre comia muito e a gordura foi tomando conta do meu corpo”, conta Matheus Henrique Ribeiro. Hoje Matheus tem apenas 19 anos e, no início do ano, pesava mais de 160 kg, “não sei exatamente o quanto estava pesando, porque a balança não conseguia marcar mais que isso”, conta ele. A luta contra a balança é compartilhada por 49% dos brasileiros que brigam contra o excesso de peso, de acordo com os dados da Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), divulgada recentemente pelo Ministério da Saúde. O número só cresce em relação aos resultados anteriores: em 2006, a proporção era de 42,7%. No mesmo período, o percentual de obesos também subiu de 11,4% para 15,8%. De acordo com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, precisamos agir agora para não chegarmos ao patamar dos Estados Unidos, que têm hoje 25% da população obesa. “Acredito que o acordo com a indústria de alimentos para redução de gordura, assim como o acordo recente feito com escolas para a promoção da alimentação saudável, são medidas que devem ter impacto na tendência de obesidade no futuro”, afirma ele.

Briga com a balança

Mas como saber se está acima do peso ou obeso? Se estiver com sobrepeso, seu IMC (Índice de Massa Corporal) estará entre 25 e 29,9 kg/m² (a definição não vale para crianças, idosos ou gestantes). Já são considerados obesos os que têm 30 kg/m² ou mais. Para saber seu IMC, basta dividir o peso pela altura ao quadrado. Matheus estava enquadrado na obesidade, “fiz vários exames, mas como não emagrecia, larguei mão, resolvi comer tudo que tinha direito e, quando percebi, estava muito, muito acima do peso. Cheguei a pensar em fazer a redução de estômago”, conta ele. “Atualmente já se reconhece que o combate à obesidade vai ter que ser em diversos níveis: físico (alimentação e atividade física), emocional (controle de estresse, ansiedade, depressão etc) e, inclusive, espiritual. É uma distorção do estado de saúde e a OMS (Organização Mundial da Saúde) já designa em suas prerrogativas que saúde envolve aspectos espirituais”, de acordo com a nutricionista Viviane Jallais.

Imagine: a média mundial do peso de um adulto é de 62 quilos. Se fizermos a soma, teremos 287 milhões de toneladas como peso de toda população. Assustador, não? Esse dado foi divulgado na revista científica BMC Public Health. A média do brasileiro adulto é de 66kg. O problema da geração moderna alcança dois pontos extremos. Um está relacionado à cobrança extrema da sociedade pelo corpo perfeito. Muitos correm contra o tempo, brigam com a balança o tempo todo, para ter as curvas e o peso das modelos que a mídia impõe como perfeitas. Muitos homens seguem o mesmo critério em busca dos músculos, da vaidade extrema. Mas há o ponto dos quilos a mais e esse preocupa muito, pois coloca em risco a saúde. No levantamento do Ministério, é possível ver uma crescente alimentação inadequada na população brasileira, que consome gordura saturada em excesso. Dados mostram que 34,6% não dispensam carne gordurosa, enquanto 56,9% das pessoas bebem leite integral regularmente. Outro fator preocupante é o consumo de refrigerante – 29,8% dos brasileiros tomam a bebida pelo menos cinco vezes por semana. A pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) aponta também que o consumo de frutas e hortaliças no país é baixo. Apenas 20,2% das pessoas ingerem cinco ou mais porções por dia, quantidade recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).


Ganho de peso com a idade

A cada ano que passa, nosso organismo se desgasta e vai perdendo a agilidade na produção das células. Por isso é tão importante cuidarmos da saúde e do corpo enquanto somos jovens. O envelhecimento, segundo os dados, tem forte influência na obesidade. Entre os homens, o problema do excesso de peso começa cedo e atinge quase 30% dos que têm entre 18 e 24 anos. Entre homens de 25 a 34 anos, o índice quase dobra, chegando a 55%. Dos 35 aos 45 anos, o percentual é de 63%. Já entre as mulheres, 25,4% entre 18 e 24 anos estão acima do peso. A proporção aumenta para 39,9% dos 25 aos 34 anos e chega a 55,9% dos 45 aos 54 anos. Após os 45 anos, a frequên cia da obesidade se mantém estável, atingindo cerca de um quarto da população feminina.

Alimentação

Os homens, especialmente os mais jovens, são os que se alimentam pior, de acordo com o Ministério. Eles não costumam tirar a pele do frango ou a gordura da carne vermelha antes de comer. A população masculina chega a consumir quase duas vezes mais carne com excesso de gordura do que as mulheres – 45,9% contra 24,9%. Entre homens de 18 a 24 anos, 51% consomem regularmente carne com gordura. Comer frutas e hortaliças também é algo incomum entre os homens, apenas 25,6% deles ingerem esses alimentos cinco ou mais vezes por semana. O percentual cai para 16,6% quando considerada a recomendação da OMS. Entre as mulheres, os índices são de 35,4% e 23,3%, respectivamente.

Quando se trata de refrigerante, eles também são os maiores consumidores: 34,3% dos homens tomam a bebida no mínimo cinco vezes por semana, enquanto o percentual entre as mulheres é 25,9%. Mas, quando entram na faixa acima de 65 anos, o consumo cai 27,6%. Só então começam a cuidar da saúde. Novamente a educação e os hábitos alimentares dentro de casa fazem a diferença. A pesquisa revela que o grau de instrução também influencia: quanto mais anos de escolaridade, mais saudável é a alimentação. Frutas e hortaliças, por exemplo, estão presentes no cardápio de 44,5% dos brasileiros com 12 anos de estudo ou mais. Esse percentual cai para 27,5% entre pessoas que estudaram no máximo oito anos.

felizcidade.net | 19


CAPA O retorno do ponteiro da balança

Basta força de vontade para dar a volta por cima. Matheus resolveu, no início deste ano, dar uma virada e decidiu participar do “Plano Daniel” da Primeira Igreja Batista em SJC, que visa cuidar do corpo e da saúde, com dicas e parcerias para uma vida mais saudável. Ele entrou nessa em fevereiro e, até julho, já tinha perdido 20kg. “Mudei minha alimentação radicalmente. Cortei refrigerante, doce, massa (agora uma vez por semana). Pão, só integral agora. Foi muito difícil, mas não é impossível, dá para se adaptar e estou conseguindo. Concilio com caminhada de duas horas, três vezes por semana. Agora só vou subir na balança de novo no fim do ano, para ver qual será o tamanho da minha vitória”, conta ele feliz com a conquista até o momento. E o objetivo do jovem é alto: quer chegar aos 110 kg. Perder 50kg em menos de um ano não é tarefa fácil, mas quando há força de vontade é possível. Outro exemplo é a redução de cerca de 10kg do pastor sênior da igreja, Carlito Paes, que, com algumas modificações alimentares preliminares e uma dedicação às caminhadas, mesmo com uma agenda bastante agitada, tem seguido em busca do seu objetivo. “Quando cheguei a 120 kg parece que a ficha caiu, estava realmente me sentindo obeso. E naturalmente fui percebendo os efeitos colaterais, foi aí que decidi iniciar um programa para reduzir peso, e já se foram 10 kg. Poderia estar ainda melhor, se eu estivesse dedicando mais tempo aos exercícios. Mas estou feliz em estar mudando meus hábitos alimentares. Cortei a zero o refrigerante e evito açúcar”, conta Carlito Paes. Apesar da preguiça, da vontade de ficar em casa deitado com uma vasilha de pipoca e assistindo a um filme, vença. Os exercícios representam 30% do gasto energético total em adultos. Mas é preciso associá-los à alimentação correta. Não adianta de nada fazer 20 minutos de esteira na academia, chegar em casa e atacar um big hambúrguer. Prefira o que é saudável, como frutas, legumes e verduras. Os especialistas orientam que, se você se exercita à noite, tome uma vitamina uma hora antes de ir para a academia. Quando voltar, coma salada e, no máximo, um grelhado. Equilíbrio: essa é a palavra. Nessa vida corrida em que os fast foods ganham cada vez mais nossas refeições, precisamos lutar pelo ponteiro na balança. Manter nossa saúde acima dos desejos. Tenha sempre à mão frutas para comer nos intervalos das refeições, pois não faz bem ficar muito tempo sem comer. Lembre-se de que se alimentar de três em três horas com os alimentos corretos é uma das fórmulas para o sucesso. Coloque em sua vida o objetivo de ser saudável e siga firme nele. Não se prenda a padrões de beleza, pois cada um tem a sua, mas prenda-se a estar bem com sua saúde e seja feliz. Precisamos reverter o rumo! Pegar o leme de nossa própria vida, corpo, mente, alma; ou melhor, precisamos entregar tudo Àquele que conhece todas as coisas e quer nos ver bem.

20 | felizcidade.net

DICAS • Programe as compras no supermercado, mantendo alimentos proibidos fora da lista de compras; • Estimule a atividade física, evitando os recursos tecnológicos como controle remoto e o uso do carro quando é possível caminhar; • Evite atividades previamente associadas ao comer em excesso, como, por exemplo, comer em frente da televisão ou comer no cinema. Mantenha a alimentação em um local específico e limite o acesso à comida durante a refeição; • Mude seu comportamento para ajudar na perda de peso e na manutenção dele; • Busque ajuda da família, de amigos, de clínicos, que podem auxiliar na prevenção e tratamento da obesidade e servir como suporte para a manutenção e perda de peso em longo prazo.


CABIDE do seu estilo • Texto Paula Talmelli

Inspire-se com as tendências do Verão 2013: Referências esportivas

I

ncorporar elementos esportivos no visual está em alta. E essa é uma ótima tendência para quem prima pelo conforto no dia a dia ou para criar um look diferenciado. E não é coincidência estarmos em ano de Olimpíadas. A moda não é um sistema isolado, ela reflete muito das mudanças e desejos de uma época. Então, vamos conhecer o estilo olímpico fashion! O estilo olímpico – fora da prática de esportes – foi repaginado, ganhou tecidos nobres e cores da moda, mas não perdeu o jeito casual e confortável. Alguns elementos esportivos, como o tênis sneaker (tênis com salto interno), o relógio colorido, as calças amplas e a lista lateral produzem looks bem modernos e práticos para você encarar um dia de muitas atividades. Mas cuidado para não confundir os elementos esportivos no visual com o visual totalmente esportivo. Não estamos falando de usar o trio legging + camiseta + tênis. Essa combinação fica somente para os exercícios físicos, ok? Também não vale adaptar a roupa da academia para uma reunião ou jantar!

Vejam algumas sugestões:

Sneaker + legging >>

Os sneakers são os novos queridinhos dos adeptos ao estilo esportivo. Combinam o conforto do tênis com o charme do salto. Use com uma legging ou calça skiny e complemente com uma camisa ou blusa ampla de tecido fino e delicado e um maxi colar.

Calça ampla >>

As calças amplas lembram as calças de moletom, mas, para acertar no estilo, o tecido deve ser leve como seda ou viscose (use sempre uma bermuda lingerie por baixo para não marcar). Combine com um salto e uma blusa básica.

Lista lateral >>

As listas são famosas nos agasalhos esportivos, mas aparecem com uma nova proposta. Uma lista preta larga na lateral de calças e saias, além de ser um detalhe, tem a função de afinar o quadril.

#CONECTE

22 | felizcidade.net

www.glammais.com.br facebook.com/paulatalmelli


ONDE roteiro de viagem

• Texto Luma David

Natureza e Arte perto de você Clima agradável, tranquilidade e muita natureza são os principais atrativos que Cunha tem para oferecer aos seus visitantes

L

ocalizada no Alto Paraíba e ocupando uma área de 1.410 km2 de colinas e montanhas entre as serras do Quebra-Cangalha, da Bocaina e do Mar, Cunha é um dos 15 municípios do estado de São Paulo a receber o título de estância climática. As temperaturas da cidade variam entre (-3°) no inverno e 25° no verão. Com população de aproximadamente 25 mil habitantes, o ritmo tranquilo da cidade proporciona aos seus visitantes descanso e contemplação da natureza, que é abundante em todas as partes da cidade. Serras, trilhas, cachoeiras de águas cristalinas, rios e um rico patrimônio cultural são os atrativos dessa estância climática que, além da natureza, oferece aos turistas um roteiro artístico e gastronômico pelo bairro Vila Rica, onde é possível visitar diversos ateliês de arte, restaurantes, cafés, pousadas e lojas.   Para quem gosta de contato com a natureza, a visita ao Parque Estadual da Serra do Mar é obrigatória, pois é possível contemplar remanescentes da Mata Atlântica. Existem três trilhas: - A trilha do Rio Paraibuna, que não necessita de guia e tem um grau de dificuldade fácil, - As trilhas do Rio Bonito e das Cachoeiras, que necessitam de guia do Parque e têm um grau de dificuldade médio. Para o passeio com guia, é necessário agendamento prévio no parque através dos telefones (12) 3111-1818 ou (12) 31112353 de 2ª a 6ª feira das 8h às 17h. Outro passeio recomendado para quem aprecia a natureza é a Cachoeira do Desterro e do Pimenta. O local tem trilha de fácil acesso, não precisa de guia e conta com passagens por pontos históricos, como a antiga Usina Hidrelétrica e o Museu de Energia. Vale apena conferir os roteiros que essa estância climática reserva para você. Boa viagem!

#CONECTE

www.cunha.sp.gov.br facebook.com/Prefeitura-de-Cunha

felizcidade.net | 23


CONTEÚDO amplie seu conhecimento

DOR CRÔNICA: como lidar com ela? Cerca de 30% da população mundial sofre com dores crônicas. Mas será possível viver com essa tal dor?

“A enfermidade é um conflito entre a personalidade e a alma. O resfriado escorre quando o corpo não chora. A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições. O estômago arde quando as raivas não conseguem sair. A dor de cabeça deprime quando as dúvidas aumentam. O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar...”

• Texto Talyta Grandchamp

Q

uando crianças, um tombo ou um arranhão parecem ser a maior dor do mundo. Mas também são as crianças que parecem suportar mais a dor, já que basta um beijo da mamãe e a dor passa. Seja adulto ou criança, se tem uma coisa que deixa qualquer um de mau humor é a dor! Afinal , quem se sente a vontade com aquela pontada, uma agonia pulsante ou mesmo uma queimação? Algumas dores são tão fortes que chegam a causar outros sintomas, como náuseas ou vômito. As pernas travam, o escuro é o melhor amigo, o corpo inteiro dói. Sentiu alguma afinidade com essas características? Então, fique alerta! Você pode ser um entre os mais de 40 milhões de brasileiros que sofrem com ela quase todos os dias. Existe uma forma de ficar longe dela? Existe vida com a dor?


CONTEÚDO amplie seu conhecimento

A

dor na lombar começou a latejar, depois passou a pulsar, o sentimento era de que o coração batia nas costas. Uma DOR que parecia fazer gritar. Com o tempo, o que apenas incomodava para dormir, se tornou algo constante, a perna formigava e adormecia. Não tinha como fazer as tarefas simples, ficar em pé para lavar uma louça: um sacrifício. Uma dor crônica se iniciava em mim. Essa tem sido uma situação enfrentada de diferentes formas por 30% da população mundial, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). No Brasil, cerca de 40 milhões de pessoas sofrem de alguma dor. Ela é reconhecida pelo organismo como um sintoma ou um sinal de que algo está errado. Mas, para uma parte desses brasileiros, a dor é a própria doença. Foi o que aconteceu comigo. O Pronto Socorro virou minha segunda casa, quase todos os dias eu estava lá, tomando todos os remédios possíveis para tirar a dor, mas ela não ia embora. Fiquei internada três vezes, cheguei a tomar morfina e nada da dor sumir. Depois de muitos exames descobri que não havia nada que causava a dor, ela era a causadora. Diagnóstico: fibromialgia. A Organização Mundial de Saúde considera a dor como o quinto sinal vital do ser humano, juntamente com a pressão arterial, a temperatura, o pulso e a respiração. “Por isso, a queixa deve sempre ser investigada com muito cuidado e atenção, pois muitas doenças importantes podem dar seu primeiro sinal por meio de uma dor forte”, alerta o presidente da Sociedade Brasileira de Estudo da Dor, Carlos Maurício de Castro Costa.

DOR crônica

As enxaquecas, dores na coluna ou musculares são consideradas dores crônicas. Podem ser sintomas de doenças existentes ou – o mais surpreendente – não ter qualquer causa. Então, por que o corpo grita aparentemente sem motivo? De acordo com o especialista Newton Barros, a explicação pode estar em uma “memória da dor”. O mecanismo de defesa cria um raciocínio que diz que aquele local não pode receber um mínimo toque ou estímulo, pois está mal e fica hipersensível. Apesar do avanço da medicina a cada dia, ainda não descobriram um remédio que informe ao cérebro que ele está “pensando errado”. Sandra Traldi tem enxaqueca desde os 11 anos e sabe o que é sofrer essa dor que vai e vem. “Lembro-me, como se fosse hoje, da minha mãe indo me buscar na escola para ir ao Pronto Socorro para tomar uma injeção pra dor”. Depois de sofrer 28 anos com a dor e passar por vários especialistas, descobriu que o leite e seus derivados,

“...O peito aperta quando o orgulho escraviza. A pressão sobe quando o medo aprisiona. Os joelhos doem quando o orgulho não se dobra. O câncer mata quando não se perdoa e/ou cansa de viver. E as dores caladas? Como falam em nosso corpo?...”

DOR sintoma

Quando levamos um tombo, batemos em algum lugar, torcemos o pé, e essa dor fica por algumas semanas, ela é um alerta ao organismo de que há algo a mais de errado. Juliana Assumpção Silva, 33 anos, é mãe de dois filhos. Nunca sofreu com dores até a primeira gravidez em 2010, quando descobriu que tinha hérnias de disco na coluna torácica. “Comecei a sentir dores muito fortes, que começavam na coluna e seguiam para barriga. Fiz vários exames, preocupada com o que poderia ser. Descobri o que tinha na gravidez porque houve uma compressão do nervo, a dor era muito, muito forte. Depois que meu filho nasceu, a dor diminuiu. Na gestação do segundo, a dor foi mais forte. Tive que me afastar do trabalho e deixei de ir a muitos lugares de que gostaria para ficar deitada na cama”, conta Juliana. Agora que Juliana sabe que a dor é reflexo de algo que está incomodando o organismo, faz os exames necessários para tentar resolver o problema.

26 | felizcidade.net

além da genética, colaboravam para as crises e foi diagnosticada com enxaqueca crônica. “Um dos médicos me disse: ‘Você não vai morrer disso, mas vai morrer com isso’. Quando tenho uma crise bem forte, qualquer barulho e iluminação incomodam demais. Fico sem produtividade e com o raciocínio mais lento. Graças a Deus essas crises fortes estão cada vez mais espaçadas. Antes tinha uma a cada quinze dias (dessa forte), e agora creio que uma vez por mês”, conta Sandra.


Tem como resolver?

Quando as dores começam, a maioria das pessoas se automedica para que a dor suma logo, mas esse não é o melhor caminho. Se a dor persistir, o melhor mesmo é sempre procurar ajuda médica. O especialista pode indicar o remédio correto com analgésico, mas sem anti-inflamatório, que em excesso pode fazer mal ao organismo. “Até o momento, sabe-se que a dor crônica é causada por múltiplos fatores e que seus sintomas afetam a qualidade de vida das pessoas, prejudicando suas atividades diárias e impedindo-as de executar as tarefas mais simples”, explica Carlos Maurício de Castro Costa, presidente da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED). E essa é uma realidade: as dores crônicas causam alteração no humor, no apetite, no sono, queda no sistema imunológico, levando ao estresse físico e psicológico. Atrapalham o dia a dia de tal forma, que a pessoa não consegue trabalhar. Muitos perdem o emprego por causa da dor. Nos Estados Unidos, a dor crônica já causou o desemprego de 36%, cerca de 550 milhões de dias de trabalho perdidos e o tratamento dela gera um custo anual superior a R$ 300 bilhões por ano. Existem medicamentos para conter as dores crônicas, mas infelizmente em muitos casos os mesmos ainda não podem acabar com ela.

“... A enfermidade não é má, ela avisa quando erramos a direção. O caminho para a felicidade não é reto, existem curvas chamadas Equívocos, existem semáforos chamados Amigos, luzes de precaução chamadas Família, e ajudará muito ter no caminho uma peça de reposição chamada Decisão, um potente motor chamado Amor, um bom seguro chamado FÉ, abundante combustível chamado Paciência. Mas principalmente um maravilhoso Condutor chamado DEUS, ou como O queiram chamar”. Poema de Luiz Mello

Alerta

Várias associações e especialistas se unem para discutir e trazer ao público questões sobre a dor crônica, para alertar a sociedade e o poder público. Cerca de 40% dos pacientes que sofrem de dores crônicas, têm a dor musculoesquelética que é relacionada ao distúrbio do tecido ósseo, articular e muscular, presente em doenças como osteoartrite, artrose, artrite reumatoide, fibromialgia, lombodorsalgia, LER/DORT, Síndrome Miofascial (dor no músculo com pontos de gatilhos), entre outras. Com queda na qualidade de vida, que repercute na capacidade de trabalho, levando a um prejuízo socioeconômico muito importante. “Queremos alertar e estimular mais as discussões sobre o tema em todo o país, chamando a atenção das autoridades sanitárias e, principalmente, de quem sofre em silêncio por desconhecer a doença”, afirma Carlos Maurício de Castro Costa, presidente da SBED. Hoje aprendi a conviver com a dor, que não é mais intensa como antes. Em alguns casos, é possível excluir definitivamente a dor, em outros não. Mas o importante é acreditar que é possível ser curado (pela fé em Deus) e ser feliz.

#CONECTE www.dor.org.br/profissionais/index.asp

felizcidade.net | 27


SOLIDARIEDADE o que vale é a ação • Texto Emília Burgomeister

ABAP faz parceria com Aiesec

A

ABAP fechou parceria com a AIESEC (Associação Internacional de Estudantes de Economia e Negócios) e será beneficiada com suporte para suas atividades e no desenvolvimento de seus projetos e atividades sociais. A AIESEC é a maior organização do mundo composta por jovens universitários e recém-formados focada em oferecer oportunidades para desenvolvimento de liderança através de atividades de intercâmbio e estágio em diversas áreas. Regularmente a ABAP vai receber intercambistas vindos de diversas partes do mundo, para atuar nas áreas de Comunicação, Marketing, Captação de Recursos Financeiros e Administração. Doando sua força de trabalho em seu período de férias da faculdade, eles desenvolvem na prática o que estudam, contribuem para que pessoas tenham uma vida melhor, impactando positivamente a sociedade. A ABAP vai recebê-los com um custo baixo, os estudantes desenvolvem um trabalho voluntário e para tornar esta oportunidade mais sustentável será preciso fornecer hospedagem para eles. A parceria veio para somar e dar resultados para os dois lados e você pode fazer parte abrindo sua casa para um deles durante o período que estiverem aqui, aproximadamente três meses. Desta forma a disponibilidade de uma hospedagem a um inexistente ou baixo custo alivia consideravelmente as despesas. Não é preciso fornecer refeições ou transporte. Além disso, vale lembrar que AIESEC vai visitá-lo para analisar o perfil de intercambista que melhor se adaptaria à realidade de

ABAP – Associação Beneficente de Ajuda ao Próximo Registro de Utilidade Pública Municipal: Lei n° 5.758 de 05 de outubro de 2000. Registro de Utilidade Pública Estadual: Lei nº 13.520 de 29 de abril de 2009. Avenida Deputado Benedito Matarazzo, 8333. Vila Betânia - São José dos Campos/SP. Contato: (12) 3923-1544

seu lar, as possibilidades que pode oferecer a ele e vai dar suporte à sua família durante toda a duração do programa. Agora a ABAP recebe duas colombianas e um peruano, mas a AIESEC interage com escritórios nos EUA, Polônia, Austrália, Portugal, Alemanha, Espanha, Nigéria, entre outros. Mas o que a sua família ganha com isso? Interage com hábitos, culturas e ideias diferentes, faz amigos pelo mundo todo. Será uma oportunidade de ter uma experiência internacional no seu lar sem sair de casa. Interessou-se em também fazer parte disso? Entre em contato com a ABAP.

Contribua para a continuidade dos projetos. Banco Bradesco: Agência: 2858-4 Conta Corrente: 19780-7 CNPJ da ABAP 01.372.496/0001-97

#CONECTE-SE

www.abapsjc.org.br facebook.com.br/abapsjc

felizcidade.net | 29


PASSATEMPO cultura, lazer e afins

#LIVRARIA As crônicas de Aedyn - Os escolhidos (Alister McGrath & Voytek Nowakowski) A terra de Aedyn é uma região encantadora, um paraíso para além de toda imaginação. Espécie de universo paralelo à dimensão dos humanos, desconhecido por todos – exceto pelos jovens Pedro e Julia. Os dois irmãos, durante uma estada na casa dos avós em Oxford, no Reino Unido, jamais poderiam suspeitar que as férias tomariam um rumo totalmente inusitado. Essa é apenas parte do enredo de Escolhidos, da série “As Crônicas de Aedyn”, do renomado escritor cristão Alister McGrath.

Comece hoje a perder peso Thomas Nelson Em “Comece hoje a perder peso”, Carl Dreizler e Mary E. Ehemann oferecem sugestões práticas e simples para ajudar o leitor a fazer as pazes com a balança e viver de maneira mais saudável e divertida. São dezenas de ideias diferentes, e você poderá aplicar uma para cada semana do ano se preferir.

#NOVIDADES

FILME

Corações Sujos

FILME

Prometheus

O romance é fictício, mas as características dos personagens e o cenário são reais, pois foram extraídos de vários relatos publicados no livro-reportagem “Corações Sujos”, de Fernando de Morais. O livro conta em detalhes os fatos acontecidos nos anos 46 e 47 em várias cidades do interior e também na capital de São Paulo, onde existiam as comunidades de imigrantes japoneses. O filme traz o povo brasileiro como um todo na formação de sua identidade própria, pois mostra a importância da integração entre os diferentes para convivência pacífica e harmônica de um povo que ainda esboça a formação de uma nação forte e justa, a nação brasileira.

Um filme de ficção científica, que não é de fácil compreensão e deixa muitas dúvidas no ar. O filme traz uma história: através de sinais do passado entre incas, astecas, entre outros, os personagens interpretam os sinais e seguem a encontro do convite enviado para conhecer nossos criadores, conhecidos no filme como Engenheiros, que estão em outra galáxia. É um filme sem muitas explicações.

#nostALGIA Enquanto vivermos Dr. Gary Esse livro vai ajudar você e seu cônjuge a reconhecerem suas suposições não expressas, a entenderem as necessidades genuínas um do outro e a falarem abertamente sobre suas esperanças e desejos. À medida que utilizarem as ferramentas de cada capítulo, vocês construirão um casamento duradouro e amoroso — e sonharão com uma nova imagem de sua vida juntos!

30 | felizcidade.net

LIVRO

A moeda Joyce Meyer Jenny Blake não fazia ideia de como sua vida mudaria. Depois de pegar uma moeda presa no asfalto quente, a menina desencadeia uma série de acontecimentos que transformarão sua vida e a daqueles que a cercam. Jenny começa uma amizade inusitada, com Shaw. E, nesse processo, elas descobrem que grandes decisões não costumam resultar em muita coisa, mas pequenas decisões, às vezes, transformam tudo.

LIVRO


felizcidade.net | 31


ETC notícias de bolso

ANS suspende comércio de 301 planos de saúde Os planos de saúde tiveram a venda suspensa por três meses pelo governo, por não cumprirem prazos estabelecidos para consultas, exames e cirurgias. A punição atinge 38 operadoras que administram os serviços. “Que seja uma medida acima de tudo pedagógica para os planos para que eles possam reorganizar seus serviços, contratar mais redes e só serão autorizados a vender mais planos se prestarem um serviço adequado ao cidadão com quem já têm contrato”, diz o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Foram mais de 10 mil queixas, cerca de 75% acima da média da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Nesse ano mais de 200 planos já foram punidos por não atender as exigências.

Mudanças na lei trabalhista Já estão em prática 13 alterações e criou oito novas súmulas e orientações jurisprudenciais do Tribunal Superior do Trabalho. O TST alterou entendimentos em relação à lei trabalhista e estipulou novas interpretações para reduzir os impasses na Justiça entre trabalhadores e empregadores. Entre as novas regras: depois de seis horas de trabalho, o empregado tem direito ao intervalo mínimo de uma hora para descanso e alimentação, não usufruídos como extra. O direito ao aviso prévio, proporcional ao tempo de serviço, vale nas rescisões a partir de 13 de outubro de 2011. Quem trabalha em regime de plantão e fica de sobreaviso, usando o celular, também tem direito a um adicional.

#LIGEIRINHAS Ar mais limpo

Um acordo TAC (Termo de Ajuste de Conduta) foi assinado entre a Revap (Refinaria Henrique Lage), da Petrobras, com o Ministério Público do Estado se comprometendo a reduzir o impacto ambiental nos bairros Vila Industrial e Vista Verde, ambos na zona leste de São José dos Campos. As medidas devem ser adotadas até 31de julho de 2013. Os moradores sofrem com o mau cheiro e a poluição no ambiente que a refinaria gera. A Cetesb (Companhia Ambiental do Estado) multou a REVAP em R$ 92 mil após a emissão de uma fumaça preta no dia 10 de setembro.

32 | felizcidade.net

Embraer fecha novo contrato

A fabricante de helicópteros Helibras, sediada em Itajubá (MG), anunciou contrato com o consórcio formado pela Atech, empresa do grupo Embraer, Defesa e Segurança, de São José dos Campos, e a europeia Cassidian, do grupo EADS, para o fornecimento de sistemas tático de missão naval a oito helicópteros EC-725 comprados pela Marinha. A parte do contrato da Atech é de R$ 30 milhões. A escolha se deu por sua capacidade de desenvolvimento de sistemas para o Sivam (Sistema de Vigilância e Proteção da Amazônia), entre outros programas. O contrato, de 1,9 bilhão de euros, prevê entrega até 2017.

Tarifas entre operadoras de celular reduzidas

A Anatel (Agência que Regula o Setor de Telecomunicações) vai adotar uma medida que pode mudar o preço de ligações entre operadoras diferentes e visa aumentar a concorrência entre as empresas de telefonia celular. A agência quer acelerar a redução das taxas cobradas quando os clientes ligam para outras operadoras, chamadas de tarifas de interconexão, ou até mesmo eliminá-las. Atualmente, 80% das chamadas na telefonia móvel, em média, são feitas para clientes da mesma companhia, com custo mais baixo.


RADAR fique ligado

• Texto Talyta Granchamp

eleições 2012

C

onfira os compromissos firmados pelos candidatos durante participação no Fórum Cristão de Cidadania realizado no último dia 31 de agosto de 2012, pela Primeira Igreja Batista em São José dos Campos em parceria com outras igrejas da cidade. Esse é o compromisso como cidadão e candidato, que se eleito prefeito se comprometo:

candidatos que assinaram

1 - A promover a justiça social para com todos, em especial para com a população menos favorecida da cidade; cumprindo assim o mandamento cristão de zelar pelos interesses dos mais pobres. 2 - Administrar diligentemente as contas públicas do município, tendo o cuidado de deixar sempre as contas em dia, honrando todos os compromissos assumidos diante dos servidores e dos prestadores de serviços do município. 3 - Zelar pela ética, moral e transparência na gestão publica e procurar manter nos cargos comissionados colaboradores que tenham uma vida pública íntegra e ética. Assumo o compromisso de apurar qualquer denúncia de desvio e comportamento irregular de colaboradores do governo. 4 - Manter canal aberto de diálogo com lideranças e igrejas evangélicas da cidade para implementação de políticas públicas de saúde, educação, prevenção e combate às drogas, transporte, segurança, habitação, família, menor infrator, idosos, lazer, portadores de necessidades especiais e integração social. 5 - Receber os pastores da cidade, como em administrações anteriores, para um tempo de oração pela cidade e pela sua gestão, semanalmente. 6 - Continuar participando anualmente do culto em ações de graças por ocasião do aniversário da nossa cidade. 7 - Trabalhar para regulamentar e incentivar abertura de casas de apoio de reabilitação de dependentes químicos no município, com incentivos de recursos públicos. 8 - Expandir o atual programa de creches municipais sejam através de iniciativas diretas ou parcerias com entidades sociais e religiosas.

9 - Incentivar e incluir a cultura da música cristã evangélica gospel nas ações de cultura popular. 10 - Promover a regularização, infraestrutura e integração dos loteamentos irregulares da cidade. 11 - Ampliar as parcerias com igrejas evangélicas da cidade através de programas nas áreas de educação, ação social, cultura, esporte e prevenção às drogas.

felizcidade.net | 33


TRAJETÓRIA histórias de vida • Texto Luma David

A solução que pode te aprisionar Número elevado de vendas de medicamentos de tarja preta já pode ser considerado um problema grave na sociedade brasileira

A

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou dados que revelam um problema em nossa sociedade. No período de 2007 a 2010, os ansiolíticos foram a substância controlada mais consumida no Brasil. Os antidepressivos não ficam atrás. Em 2007, o número de vendas desse tipo de medicamento era de 29,46 mil caixas, já em 2010 o número saltou para 10,59 milhões de caixas vendidas. O ansiolítico é uma substância que age no controle da ansiedade e geralmente é indicado para tratamento de irritabilidade, insônia e também atua como relaxante muscular. Já o antidepressivo é um remédio usado para tratar casos de depressão. Os principais sintomas clínicos de uma pessoa deprimida são tristeza constante, angústia, dificuldade de concentração, desinteresse por atividades que antes eram atrativas e desejo de suicídio. Esses medicamentos interferem no funcionamento natural da química biológica do nosso organismo e isso pode levar à dependência. Sem a droga, o dependente pode sentir insônia,

irritabilidade, dor por todo o corpo e, em casos extremos, pode vir a convulsionar. Foi o caso de Antônio, que há um ano foi hospitalizado com fortes dores na região lombar e na perna esquerda. Durante as duas semanas em que esteve hospitalizado, Antônio fez uso de remédios para dor e de relaxante muscular. Quando saiu do hospital, ficou três meses de repouso absoluto, fazendo uso de ansiolíticos e acabou desenvolvendo dependência ao medicamento. A virada aconteceu quando, no mês de agosto, Antônio decidiu realizar a campanha da Alvorada da Vitória. “Hoje estou totalmente liberto desse remédio. O Espírito Santo do Senhor me encorajou, me sustentou e ainda me sustenta para não precisar mais de remédios para dormir”, afirma Antônio. O Culto da Vitória acontece toda quinta-feira às 19h, no Campus Centro da Primeira Igreja Batista em São José dos Campos. Participe e coloque diante de Deus a sua causa. Também é possível participar da Campanha da Alvorada da Vitória, toda terça-feira às 6h30 em todos os Campi da PIB.

#CONECTE

Informações (12) 4009 4300 www.pibnet.com.br Campus Colina – Rod. Dutra – km 145 sentido RJ Campus Betânia – Av. José Longo, 1195 – Vila Betânia Campus Centro – Rua Euclides Miragaia, 548 – Centro Campus Primavera – Av. Nelson Tavares, 1861 – Jd. Primavera

felizcidade.net | 35


ANUNCIANTES

Depósito Betânia Materiais para Construção

Tel: (12) 3907-6786 e-mail: depositobetania@gmail.com Estrada do Bairrinho, no 1.300 - Santa Hermínia - São José dos Campos-SP

36 | felizcidade.net


Podostet

Zilene de Oliveira Podóloga

Clín ica d e Po d o logia

Av. Andrômeda, 693 - sala 4 1º andar - Espaço Andrômeda Jd. Satélite - SJCampos - SP

Tel.:(12)3021.3050 Cel.:(12)8174.6057

felizcidade.net | 37


Pense bem pra viver melhor

O VALOR DA HONRA “Dêem a cada um o que lhe é devido... se honra, honra.” – Rm 13.7 O que vem à sua mente quando você ouve a palavra HONRA? Farei algumas perguntas para fomentar a sua reflexão: você sabe o que é honra? A quem devo honrar? Pergunte a si mesmo: eu gostaria de ser tratado com honra? Você sabe o que isto significa no mundo espiritual, sua prática para a sociedade e nossos relacionamentos sociais? Você sabe o que isso atrai para sua vida e espírito? Você tem exercitado este princípio? Agora que você lê sobre este assunto, antes de prosseguir, considere isso em seu coração e fale com Deus. Infelizmente esse princípio tem sido esquecido em nossa sociedade pós-moderna e parece que quem deseja mantê-lo vivo se torna uma pessoa antiquada e alienada. Os mais antigos se lembram da honra que era dada em especial aos pais, professores, autoridades espirituais e patrões. A palavra honra está caindo em desuso; contudo o preço que estamos pagando como sociedade organizada é muito caro. Vivemos em uma sociedade imperfeita, onde existe muito abuso de poder, desmando de líderes, opressão e corrupção de governantes, pais monstros e líderes cristãos que se afastam da prática dos bons valores. Infelizmente tudo isto é fato desde os tempos da antiguidade, muitas pessoas usando mal sua liderança constituída por Deus apenas para egoísmo e benefício pessoal. Todavia, isto nos dá o direito de sermos negligentes com a orientação bíblica da Palavra? Talvez você nunca honrou porque nunca foi honrado, ao invés de

38 | felizcidade.net

ser amado e abençoado você foi abusado e humilhado. Você precisa rever isso em seu coração, porque ao honrar você obedece a Deus e atrai bênçãos sobre sua vida. Mesmo Deus sabendo que existem maus pais, Jesus ordenou: “honra teu pai e tua mãe”. (Lc 18.20) Jesus não ensinou a honrar o bom pai e a boa mãe, não é mesmo? Seu dever é amar e honrar! A mesma regra se aplica aos líderes, pastores e mestres, cada um tem a missão de zelar pela família de Deus, mas se não o fizerem, prestarão contas a Deus. E se você não honrar, quem prestará contas a Deus? Você ou Ele? Se você não está gostando do que está colhendo, mude suas sementes e forma de semear! As Escrituras também registram que devemos honrar duplamente. O original do texto trata a honra financeira de forma especial aos que presidem, pregam e ensinam a Palavra do Senhor para nossa vida. Por que dar duas vezes? Porque eles são especiais na sua vida! “Os presbíteros que lideram bem a igreja são dignos de dupla honra, especialmente aqueles cujo trabalho é a pregação e o ensino”. (I Tm 5.17) Outra questão também muito importante sobre a honra é que ela está diretamente associada à frutificação espiritual. Jesus falou que a desonra aos profetas de Deus está associada à falta espiritual - Jesus lhes disse: “Só em sua própria terra e em sua própria casa é que um profeta não tem honra. E não realizou muitos milagres ali, por causa da incredulidade deles”. (Mt 13.57-58) A Bíblica diz que devemos honrar a todos, tratando com dignidade: “Prefiram dar honra aos outros mais do que a si próprios”.(Rm 12.10) Mas em especial,

Carlito Paes Pastor Sênior da Primeira Igreja Batista em São José dos Campos/SP facebook.com/carlitopaesoficial @carlitopaes

você deve honrar as pessoas que exercem autoridade em sua vida por obediência e por desejo de vida espiritual frutífera! Vamos cuidar do coração, para que quando alguém for honrado em nosso meio, nosso coração seja de alegria e gratidão e nunca de inveja, pois está escrito: “Quando um membro sofre, todos os outros sofrem com ele; quando um membro é honrado, todos os outros se alegram com ele”. (I Co 12.26) A inveja nos empobrece e nos faz pequenos, é fácil observar quando a inveja entra em nossa vida e estraga o nosso coração. Não façamos como o homem que não teme ao Senhor e Sua Palavra. Vamos resgatar o princípio bíblico da honra em casa e na sociedade em geral. Se você nunca teve, busque em Deus porque Ele é a fonte. Assim você recebe sobre a sua vida aquilo que honra e abençoa. Ainda é possível resgatar o valor e a prática da honra. É uma virtude divina que honra os céus e abençoa a vida das pessoas. Certamente as próximas gerações vão agradecer! Pense bem nisto!


Revista FelizCidade #40  

FelizCidade, revista semanal da Primeira Igreja Batista em São José dos Campos.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you