Issuu on Google+


PRA VOCÊ

ISSN 1983760-7

conteúdo de primeira www.felizcidade.net

Quem Somos

Com distribuição semanal em todos os Campi e Igrejas da Cidade, nossa revista tem como objetivo trazer matérias que informem, sensibilizem e tragam satisfação ao leitor. Nosso foco é levar boas notícias da nossa região e da família PIB, qualidade editorial e excelência quanto a forma, linguagem e conteúdo.

Conselho Gestor

Carlito Paes - Erich Prates - Fabrício Correia José Luiz Ovando - Lázaro Carvalho – Marcos Madaleno

Editores

Erich Prates - Mariana Madaleno

Paisagens

Coordenação Executiva Erich Prates

Mariana Madaleno faz parte da equipe editorial da Revista Felizcidade, conecte-se com ela

Jornalista Responsável

Fabrício Correia - MTB 33.499

Textos e apoio editorial Talita Araújo

facebook.com.br/mariceruks @mari_crks

Direção de Arte Felipe Cavalcanti

Projeto Gráfico

Allan Marcel - Erich Prates

Designers

Lucas Anacleto - Júlio César Silva - Wagner Bonfim Thamara Ranciaro - Aline Tajes

Fotos

Acervo de fotografia Felizcidade

Anuncie (12) 3911-2228

anuncie@felizcidade.net

Informações

(12) 3941-4108 - contato@felizcidade.net Rua Euclides Miragaia, 548 - Centro – CEP: 12245-820 São José dos Campos - SP A Revista FelizCidade é uma publicação semanal da Editora Inspire em parceria com a PIB em São José dos Campos. As publicidades contidas nesta edição são de única e exclusiva responsabilidade dos anunciantes, não cabendo a Editora Inspire qualquer obrigação de responder sobre o conteúdo e veracidade de tais peças. Fica também a critério da Editora Inspire selecionar as propagandas que serão veiculadas. O conteúdo e informações contidos nas matérias e artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos articulistas.

Circulação

Caçapava, Jacareí, Jambeiro, Paraibuna, São José dos Campos, Taubaté, São Paulo e São Bento do Sapucai.

Impressão

Allcor Gráfica

Distribuição

4.000 exemplares Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia. Para solicitar autorização envie e-mail para revista@felizcidade.net

Auditagem __________________________________________________

Diretor Executivo João Carlos Pupio

Departamento Comercial Jordache Murta

Diretora de Redação

Mariana Ceruks Madaleno

Coordenação Editorial

A

o andar pelas ruas de uma das cidades de nossa região, deslumbramos o novo e o antigo, o passado e o futuro, numa paisagem que, invariavelmente, não para de mudar. Nossa matéria de capa mostra essa que é uma das cidades que mais têm se desenvolvido em nossa região: Jacareí hoje é a terceira maior cidade do Vale, com índices crescentes de desenvolvimento humano, acompanhados pelo crescimento econômico. E como não poderia deixar de ser, a cidade merece uma igreja para acolher, amar e fazer a diferença na vida das famílias jacareienses. Conheça mais sobre a Igreja na Cidade de Jacareí, suas principais ações, seu novo espaço e como tem se tornado um lugar referência na cidade para a transformação definitiva de vidas. Em Conteúdo, falaremos de um assunto que envolve toda a família: a educação financeira. Assim como toda criança precisa dominar as operações matemáticas, precisa também aprender que o dinheiro não é infinito, tampouco o alvo maior da vida. Veja em nossa matéria que, como toda boa educação, a orientação sobre as finanças deve começar em casa e, é claro, com o bom exemplo dos pais. Nosso entrevistado vem de uma paisagem distante: das belas montanhas da longínqua província chinesa de Yunnan. Entre a paisagem exuberante, as plantações de arroz e um povo que é tolhido em sua liberdade de culto, o médico e pastor Rob Cheeley fala sobre a respeitadíssima organização Bless China International, que apoia projetos sociais e econômicos, capacita líderes chineses e apoia a pungente igreja local. Algumas cenas são realmente boas de se apreciar. Porém não se engane: como num jardim em que cada elemento é posicionado para formar enquadramentos merecedores de uma foto, muitas paisagens em nossa vida só serão contempladas depois de muito trabalho e investimento. Portanto, invista em sua cidade, em sua família e, porque não, ao redor do mundo! Aproveite!

Viviane Godoy

Informações

(12) 3911 2228 contato@editorainspire.com.br www.editorainspire.com.br felizcidade.net | 3


ministério ignição (de 0 à 8 anos) estará funcionando durante as celebrações


DIZ AÍ expressão e atitude

Queremos sua participação no conteúdo da revista FelizCidade. Envie suas sugestões de matérias e faça parte da revista.Você pode estar na proxima edição. Você também pode acessar as edições anteriores da revista FelizCidade pelo site www.felizcidade.net e conferir todo conteúdo.

#euamoaminhaigreja!

Fiquei muito feliz em saber da inauguração do nosso Hangar de Esportes. Estou ansiosa para compartilhar com as pessoas, também, aproveitar para me exercitar e ao mesmo tempo estar em um ambiente de paz, cheio da presença de Deus. Thânia Allan Ribeiro Professora

#EuLeioFelizcidade

revista@felizcidade.net

revistafelizcidade

NESTA EDIÇÃO

07

Pastoral Como você pode construir para eternidade?

22

Conteúdo Dinheiro em casa

08

Quem? Igreja chinesa em expansão

25

Conheça Monteiro Lobato realiza 4º Festival de Literatura

11

Colégio Inspire Mais uma conquista

27

Ide Líderes da nação haitiana no Brasil

13 15 21

Hummm Torresmo

29 31 34

Radar Três novos pastores para a PIB em SJC

Elas Caixas, fios e cores. Do que precisamos para ser feliz? Radar Esta é a hora dos bichos

ABAP Ajudar ao próximo pode ser fácil Reflita “Vamos deixar as mamadeiras”

17

CAPA

Uma cidade que avança


PASTORAL juntos somos melhores

COMO VOCÊ PODE CONSTRUIR PARA ETERNIDADE? “A obra é grande e extensa...” Neemias 4.19b

D

esde os tempos antigos, passando pelos belíssimos e imponentes edifícios neoclássicos gregos e romanos, a humanidade aprendeu a construir e desenvolveu muito sua arquitetura e engenharia ao longo dos anos. Hoje as grandes construções nas grandes metrópoles mundiais continuam revelando este prazer dos homens! Milhões de pessoas continuam construindo no Brasil e no mundo, desde mega-construções públicas e coorporativas, a milhões que estão construindo suas casas, grandes ou pequenas. Como igreja, também estamos construindo. Todavia, construímos estruturas como um meio; não simplesmente o belo e o funcional, mas sim para um propósito maior: salvar e edificar vidas e famílias. Construímos para Deus e para as pessoas. O grande diferencial da nossa construção é que estamos edificando para além de nós mesmos, com o propósito de transformar vidas. Construímos para a eternidade, porque tudo que fazemos visa mudar a vida das pessoas. Nossa construção não tem um fim em si, mas é um meio para que cada pessoa que passe por ela nunca mais seja a mesma. Como igrejas estamos dentro do Plano da Expansão (2009-2015), construindo com o intuito de ser um instrumento para alcançar e concretizar a visão que Deus nos tem dado.

Carlito Paes Pastor da PIB em SJC e da Rede de Igrejas da Cidade facebook.com/carlitopaesoficial @carlitopaes

Nossa construção e investimento são frutos de um mandado, de um comissionamento do qual só vê, entende e participa servos visionários que estão debaixo de uma comissão e uma visão maior. Portanto, a Colina não é um fim em si mesma, tampouco o ponto de chegada, mas o ponto de partida. Além de construir o nosso acampamento, as Igrejas da Cidade, o Centro Social Primavera e a nova sede da ABAP, estamos construindo o Campus Colina: esse lugar abençoado por Deus e inspirador, que hoje abriga a igreja e logo se tornará num grande complexo educacional e esportivo. Como igreja, estamos hoje cruzando a linha, numa travessia sem retorno, marchando pela fé, com total rendição e renúncia. Nosso negócio é de vida ou morte! Seja parte dessa construção também, construa com a sua vida para transformar vidas, envolva-se, apaixone-se e deixe-se usar, orando e contribuindo com seus recursos, tempo e influência. Como você pode ajudar diretamente esta construção para eternidade? 1. Ore diariamente pela construção da Igreja e da Escola; 2. Seja fiel dizimista, ofertante e entregue suas primícias nesta igreja; 3. Participe do Carnê Imagine. Você já tem o seu?

4. Prestigie os serviços de alimentação na Colina (lanchonete, quiosque das crianças, cafeteria e restaurante). Além de servir, todos geram receita para a construção; 5. Seja cliente do Imagine Beauty Studio (100% da renda arrecadada é revertida para a construção); 6. Escolha o Vale Sul Shopping como seu centro de compras na região, prestigiando e priorizando os serviços oferecidos sempre que possível, porque é por meio da doação deste empreendimento que está sendo construída a nossa escola; 7. Motive as pessoas da igreja e da comunidade em torno da construção; Anuncie nos veículos de comunicação da igreja: Rádio, Revista, Portal e Programas de TV. Vamos juntos transformar sonhos em realidade para esta e para as próximas gerações. Esta Colina é para inspirar as nações e transformar o mundo! Toda vez que você ora, oferta e prestigia, está contribuindo diretamente para a concretização deste sonho. Vidas agradecem! Isso é sobre Deus e pertence a todos nós.

felizcidade.net | 7


QUEM vida que faz a diferença

• Texto Mariana Madaleno e Talita Araújo

Igreja chinesa em expansão O discipulado aliado à ajuda integral tem mobilizado a igreja da China em prol de seu povo

R

ob Cheeley, médico bacteriologista, veio dos EUA para a China em 1992, juntamente com sua esposa Noelani, para trabalhar para o governo chinês na área da saúde. Mas ele já chegou certo de seu chamado missionário para abençoar a igreja no país e, em 1997, fundou a Bless China International (BCI), hoje umas das principais e mais respeitadas agências missionárias da China. A BCI, além de apoiar e promover diversos projetos na área de saúde, desenvolvimento econômico e educação, trabalha intensamente no desenvolvimento e capacitação de líderes chineses, ajudando a promover uma igreja madura e crescente no país. Como nasceu o ministério BCI e por que a nação chinesa foi o local escolhido para esse trabalho? Minha esposa e eu sabíamos que Deus havia nos escolhido para ir além-mar. Decidimos orar e jejuar até que Deus nos mostrasse o queria que fizéssemos e Ele falou conosco que deveríamos ir à China. Um dia, eu recebi uma ligação da China, oferecendo um emprego para trabalhar para o governo. Vi que era uma confirmação de Deus. Então fomos alguns meses depois e trabalhamos para o governo por muitos anos. Trabalhávamos com os pobres, treinando médicos para vilarejos. E vimos que havia muitos querendo fazer todo tipo de projeto, mas não havia ninguém para guiá-los e apoiá-los. Então fizemos a transição de trabalhar pelo governo, para sermos parceiros do governo como uma organização. Criamos uma organização que nos representaria frente ao governo e também apoiaria diferentes projetos que estavam tentando desenvolver seus trabalhos. Como funciona o trabalho da BCI na China? Quais são as estratégias para ganhar as comunidades para Jesus? Nosso real propósito é estabelecer uma igreja saudável na China e para os chineses. Isso significa que eles é que lideram

8 | felizcidade.net

“A igreja é realmente o meio de Deus para o evangelismo e a plantação de novas igrejas.”

a igreja, ao invés de nós sermos os proprietários e líderes dessas igrejas. Com o tempo, nós mudamos o foco, pois a igreja está amadurecendo. Nos últimos seis a sete anos, a igreja tem se tornado muito mais disposta e desejosa de fazer a obra de Deus de novas formas, e eles começaram a ver que Deus os está chamando para que se importem e cuidem da sua nação e revelem Jesus Cristo a seu povo. Nós acompanhamos essa mudança da igreja. Agora, nos últimos três ou quatro anos, levamos nossos projetos e os colocamos nas mãos da igreja chinesa. As pessoas que trabalham nesses projetos já são da igreja, são chineses cristãos. E nós oferecemos: treinamento, apoio e suporte de diferentes formas. Nossa tarefa tem se focado no discipulado e mentoria de líderes chineses que supervisionam todos esses projetos, que pertencem prioritariamente às igrejas chinesas. Em quantos locais o BCI está presente? Como funciona a atuação dessas bases e quais os principais desafios? Estamos presentes em uma única província, a província de Yunnan, onde temos oito bases funcionando. Em cada uma delas há uma combinação de diferentes tipos de projetos. Existem projetos de agricultura, em que ensinamos agricultores pobres a usarem tecnologias mais avançadas; trabalhamos com pessoas afetadas pela lepra, com pessoas com deficiências físicas; ajudamos órfãos a encontrarem lares; fazemos uma ampla variedade de projetos médicos, providenciando cuidado médico à população. Quanto aos desafios, o governo por vezes é um deles. Eles gostam de nossa ação, mas ficam incertos se aceitam a nossa influência cristã. Eles apreciam aquilo de bom que fazemos, mas nem tanto nossa abordagem cristã. Mas, provavelmente, o maior desafio é o de desenvolver líderes para os projetos que acontecem dentro das igrejas chinesas. Isso custa a vida de uma pessoa. A pessoa tem que investir a sua vida e doar a si mesma para a obra. Encontrar pessoas qualificadas e prontas a entregar a vida para aquilo que Deus tem feito naquela igreja e por meio daquela igreja, esse é o maior desafio.


Sabemos que, apesar das dificuldades do país, muitos chineses têm ouvido a Palavra de Deus. Em sua experiência, como é processo de evangelização do povo chinês? A realidade é que a igreja na China é muito evangelista. Ela é muito agressiva no evangelismo. E nós acreditamos que o melhor jeito de evangelizar é construir força e maturidade, é desenvolver uma dependência real em Deus e aprender a fazer a obra por meio do poder Dele, é construir isso dentro da igreja. A igreja é realmente o meio de Deus para o evangelismo e a plantação de novas igrejas. Apesar de fazermos muitos evangelismos individuais, porque as oportunidades sempre estão presentes, nossa busca primária é a de desenvolver a maturidade da igreja, porque assim, o evangelismo acontecerá naturalmente. Como você vê o futuro da igreja na China e demais países orientais? Se você olhar para os últimos vinte anos, a China multiplicou o tamanho da igreja em cerca de sete vezes. Vinte anos atrás, eles eram 15 milhões de cristãos, hoje eles são mais que 100 milhões. É uma igreja que se expande muito rapidamente, e não vejo nenhuma razão para crer que isso vai parar. A igreja está respondendo às necessidades das pessoas, e as pessoas estão vazias espiritualmente e estão procurando por algo. Esse é o tempo certo para que os cristãos apresentem Jesus às pessoas, pois elas respondem muito bem. Penso que isso vai continuar. E acho que, em uma extensão menor, isso é verdade em muitos países na

Ásia. Nas últimas duas décadas, houve um imenso aprofundamento e ampliação da igreja, na Indonésia, no Japão. Na Coreia, é claro, isso aconteceu 50 anos atrás. Muitas nações do Oriente estão se abrindo para o Evangelho. Como a igreja brasileira pode contribuir para ajudar os irmãos da igreja na China e o que ela pode fazer por esse país? O mais importante que qualquer pessoa pode fazer é realmente orar de forma intencional e séria para que Deus abençoe o povo chinês e que levante líderes maduros na igreja, líderes que irão transbordar do Espírito de uma grande forma naquela igreja. Isso é o mais importante. Mas, também o propósito da igreja é discipular líderes maduros, então, enviar obreiros que possam estar ali por muitos anos e dar suas vidas para o desenvolvimento de líderes chineses é a maior necessidade.

felizcidade.net | 9


DESDE 1980 CONSTRUINDO SOLUÇÕES PARA SUA OBRA. Tecnologia em produtos aliada à excelência em serviços faz da PISOVALE uma empresa de destaque em seu segmento no Vale do Paraíba.

Vale Sul Shopping: teto, sanca e revestimento de gesso acartonado Knauf; revestimento Cleaneo Acústico Knauf; revestimento Multipainel Woodgrain da Hunter Douglas.

• • • • • • •

Drywall (teto e parede) Forros Pisos Carpetes Divisórias Brises Revestimentos

Tel.: (12) 3941-5522 – www.pisovale.com.br


colégio inspire educação com propósitos • Texto Mariana Madaleno e Talita Araújo Pavimento da construção

Colégio Inspire tem estatuto aprovado e reúne força de educadores Encontro de candidatos a professores e profissionais reuniu 800 na Colina. Estatuto da Escola é aprovado

N

essa última quarta-feira, 4 de Setembro, a liderança e equipe pedagógica do futuro Colégio Inspire concluiu um importante passo. Em fase de contratação de professores e profissionais, o grupo reuniu-se ontem, no Campus Colina, onde estão as futuras instalações da escola, cerca de 800 profissionais que enviaram seus currículos para o processo seletivo da escola. Reunidos no Auditório Principal do Campus, os profissionais presentes puderam presenciar o rápido avanço das obras do Colégio, que deverão ser concluídas ainda esse ano. Na ocasião, os participantes ouviram o pastor Carlito Paes, que falou sobre a importância da criação da escola para a construção de uma nação melhor, bem como a parceria com os empreendedores do Vale Sul, lembrando o milagre da doação do prédio. Outra participação especial foi a de Mário Simões, pastor em Atibaia, que atualmente está à frente da escola Internacional Preparando Gerações, também regida por princípios e bilíngue. Mário inspirou os presentes a contar sobre sua experiência e como a escola tem se tornado um referencial de educação globalizada e por princípios. Por fim, Iolene Silva, diretora do Colégio Inspire, apresentou com mais detalhes a proposta pedagógica da escola e a metodologia do ensino por princípios, além de instruir os participantes sobre os próximos passos do processo seletivo. “O encontro foi importante para tranquilizar e orientar os participantes do processo e esclarecer a metodologia e filosofia do ensino do Colégio Inspire”, conta. A previsão é que até Outubro o processo seletivo já esteja finalizado para 2014.

Estrutura do Colégio

Estatuto

Uma grade novidade foi a aprovação, nessa semana, do Estatuto do Colégio Inspire no 1o Cartório de Registro de Imóveis, Títulos, Documentos e Civil de Pessoa Jurídica. Esse é um passo fundamental para o início das atividades da Escola no ano letivo de 2014. Segundo Iolene, a partir desta aprovação, será possível entrar com o pedido de CNPJ do Colégio na Receita Federal, e, então, a elaborar o contrato para iniciar a abertura de vagas. “O estatuto é a certidão de nascimento de uma empresa. Estamos muito felizes com essa conquista!”, conclui Iolene.

felizcidade.net | 11


HUMMM bom apetite • Texto Chef Marco Antonio

facebook.com/aboacozinha.gastronomia

Torresmo

C

Imagem meramente ilustrativa

rocante, salgadinho. É uma delícia! Quem gosta, gosta mesmo de um verdadeiro torresminho. Originário da culinária portuguesa, e com influências da culinária africana, o torresmo é feito de pedacinhos fritos de toucinho (barriga do porco). Antigamente a comida era feita e conservada na banha de porco. Para se obtê-la, era necessário fritar a barriga do porco, a gordura derretia e sobrava pedacinhos de toucinho, muito saboroso, que se transformou em tira gosto e coadjuvante em outras preparações culinárias. Muito associado à cozinha mineira, o torresmo também é essencial na feijoada, feijão tropeiro e virado à paulista. Só não vale abusar, uma porção de 100g de torresmo tem 540 calorias. Aproveite esta receita para preparar o seu próprio torresminho. Consuma com moderação. Bom apetite!

Ingredientes

1 kg de torresmo em cubos (panceta ou toucinho) Sal a gosto 1/2 copo de óleo

Preparo

1ª Etapa - Tempere os torresmos com o sal e deixe descansar por uns 15 minutos. Coloque um pouco de óleo numa panela e quando estiver quente, coloque os cubos do torresmo.Tampe a panela para não sujar toda sua cozinha. Com uma colher de pau vá mexendo de vez em quando para não grudar um torresmo no outro. Eles vão soltar mais gordura e quando estiverem opacos, com cara de que estão fritos, desligue o fogo, retire daquela gordura os torresmos e coloque-os na geladeira para esfriar. Reserve a gordura.

2ª Etapa - Quando os mesmos estiverem frios (não gelados), esquente a gordura novamente e quando estiver frigindo, coloque de volta os torresmos e vá mexendo até eles ficarem pururuca. Retire e coloque em um recipiente com papel toalha. A gordura que sobrou, guarde e prepare arroz com ela. Além de ficar saboroso, ele fica soltinho e brilhante. Agora é só saborear!

felizcidade.net | 13


ELAS um caminho de determinação

• Texto Polyana Gonçalves

facebook.com/polyana.pops

CAIXAS, FIOS E CORES. DO QUE PRECISAMOS PARA SER FELIZ?

A

busca pela felicidade está entre nossos desejos mais profundos. Quando crianças, sonhamos com os contos de fadas onde uma mulher em apuros ou solitária encontra um príncipe encantado que a salva dos problemas e da solidão para viverem felizes para sempre. Quando nos tornamos adultas, apesar de não percebermos ou reconhecermos, o sonho do “feliz para sempre” continua dentro de nós. Muitas vezes nos confrontando com a realidade e nos dizendo que nunca seremos felizes para sempre. Sempre aparece uma dor, uma dificuldade, uma frustração. Afinal, do que precisamos para ser felizes?

Muitas vezes buscamos a felicidade através da realização profissional. Trabalhamos duro, acumulamos tarefas, nos entregamos à dupla ou tripla jornada e no final do dia ao invés da realização e da felicidade desejada, nos sentimos cansadas e culpadas. Culpadas por não passarmos mais tempo com nossa família, por não nos cuidarmos mais de nós e até mesmo por não conseguirmos ser felizes. Às vezes imaginamos que se tivéssemos muito dinheiro e não precisássemos trabalhar seríamos mais felizes. Viajaríamos o mundo, passaríamos horas na academia, no salão de beleza, no shopping e com a família. Porém, frequentemente nos deparamos com notícias de pessoas que tem tudo isso e se dizem infelizes. O que então pode nos trazer a tão desejada felicidade? Seria um príncipe encantado? Apesar de muitas de nós não admitir, lá no fundo sonhamos com alguém que nos salve e nos faça feliz para sempre. Mas depois de algumas decepções amorosas acabamos nos convencendo de que talvez nem príncipes nem essa tal felicidade existam. Será que os nossos desejos mais profundos nos enganaram e nos fizeram passar a vida buscando algo que nem sequer existe? Não, seus desejos não a enganaram. A felicidade existe e pode ser vivida por todas nós ao lado de alguém que entregou a própria vida para nos resgatar. Seu nome é Jesus. Ele nos amou tanto a ponto de morrer por nós. Porém Ele não está morto, ressuscitou e quer nos proporcionar uma vida plena (João 10.10). Com Ele podemos experimentar a verdadeira felicidade, aquela que não depende de pessoas, de situações ou de recursos financeiros. Pois mesmo em meio a muitas dificuldades, Ele está ao nosso lado, consolando, animando, ajudando e nos preenchendo com uma felicidade que vai além da nossa compreensão. E a Bíblia diz que chegará um dia em que Jesus enxugará dos nossos olhos toda lágrima e nos levará para um lugar onde não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor (Apocalipse 21.4). O sonho que nutrimos desde a infância na verdade é um desejo profundo de nossa alma por Jesus e pela eternidade. Qualquer coisa menor do que isso nunca irá nos satisfazer completamente.

felizcidade.net | 15


CAPA • Texto Fabrício Correia e Talita Araújo

Uma cidade que avança Jacareí é uma das cidades que mais cresce na região; Igreja da Cidade em Jacareí acompanha essa dinâmica

O

Brasil está passando por um período de intenso crescimento. Os munícipios que antes eram considerados interioranos estão se tornando grandes cidades com características de metrópoles. Este é o caso de uma cidade do Vale do Paraíba no Estado de São Paulo, Jacareí. Juntamente com a cidade, cresce também a vontade desta população por conhecer mais de Deus e viver uma vida plena. Por isto, a Igreja da Cidade em Jacareí avançou muito e em pouco tempo.

felizcidade.net | 17


CAPA

C

om Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 0,777, Jacareí é o sétimo município no ranking das cidades mais desenvolvidas da Região Metropolitana do Vale Paraíba, conforme levantamento divulgado no mês de julho pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) 2013, da Organização das Nações Unidas (ONU). Atualmente, a cidade é a terceira maior do Vale do Paraíba. Em seus 361 anos, Jacareí viveu momentos distintos em termos socioeconômicos, no desenvolvimento, na cultura e no esporte. A inauguração da Rodovia Presidente Dutra, em 1951, a instalação de indústrias às margens dessa Via e a valorização de terras na região central levaram à formação de bairros populares distantes do centro. O processo de crescimento urbano deu-se de forma acentuada até a década de 70, decorrente de um novo parque industrial e da migração, sendo constante até nos dias de hoje. De acordo com o último censo, a população de Jacareí apresentou crescimento de 5,6% em apenas três anos. Entre 2010 e 2013, o município saltou de pouco mais de 211 mil habitantes em 2010, para 223 mil, em 2013, de acordo com estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O município de Jacareí ocupa uma área de 463 Km2, sendo 80% rural, 13% urbanizada e 7% inundada, localizada na bacia do Rio Paraíba do Sul. A população jacareiense é predominantemente urbana, perfazendo 95% da população total. Nas

18 | felizcidade.net

décadas de 80 e 90, o parque industrial diversificou-se e cresceram os setores de serviços e comércio, ocupando respectivamente 36% e 60% da população economicamente ativa. Hoje a cidade conta com um Produto Interno Bruto (PIB) da ordem de R$ 4,6 bilhões e a Prefeitura Municipal dispõe de um orçamento de cerca de R$ 760 milhões. A cidade é administrada pela segunda vez pelo prefeito Hamilton Ribeiro Mota (PT) e conta com a participação de um deputado estadual na Assembleia Legislativa de São Paulo, Marco Aurélio (PT). Entre as principais empresas em atividade no município estão a AMBEV, Heineken, BASF, Votorantim Celulose e Papel, Cebrace e a gigante montadora chinesa Chery, que tem seu início de operações previsto para o fim de 2013, na cidade. Jacareí tem investido muito nos últimos anos em infraestrutura para o bem-estar do cidadão. Um ponto de lazer e esporte é o Parque da Cidade. Para quem não busca a prática de esportes, mas prefere atividades culturais, o município possui uma área cultural ativa na cidade, o Museu de Antropologia, a Biblioteca Municipal Macedo Soares e a Fundação Cultural de Jacarehy.


Uma igreja que não para de crescer

Em uma cidade que tem alcançado índices positivos em muitos setores, sociais e econômicos, está uma igreja que não para de crescer, que tem feito avançar o evangelho e transformado muitas vidas. Esta é a Igreja da Cidade de Jacareí. A história da IC em Jacareí começou no ano de 2012; com o crescimento de Pequenos Grupos no munícipio, o pastor Carlito Paes viu a necessidade e a oportunidade de plantar uma igreja na região. Desde sua fundação, a IC de Jacareí mostrou ser uma decisão inspirada por Deus e a cada dia tem crescido o número de membros. Esta igreja é mais um braço da PIB em São José dos Campos no Vale do Paraíba. Hoje, a IC em Jacareí já conta com 360 membros cadastrados no sistema Eklesia, o programa de gerenciamento de membresia da PIB em SJCampos; em janeiro de 2013, apenas 220 pessoas constavam como membros do local. Além disso, a igreja conta com uma média aproximada de frequência de 800 pessoas por culto semanalmente. Ao todo, a IC em Jacareí realiza sete celebrações semanais, sem contar os cultos do Ministério Infantil “Ignição”. O ministérios da igreja abençoam membros, frequentadores e a comunidade servindo por meio 36 diferentes áreas. Segundo o Huoliver Ferreira, pastor da IC em Jacareí, “estamos operando em todos os propósitos: adoração, comunhão, discipulado e serviço, gerando assim equilíbrio e saúde. Além disso, vivemos os propósitos por meio das estações de Deus em cerca 40 PGs de diversas faixas etárias de crianças à Terceira Idade. Temos como meta para o final deste ano e início do próximo alcançarmos pelo menos 50% dos bairros da cidade”. As ações sociais e evangelísticas têm sido realizadas principalmente por meio dos PGs, com uma média de 50 atos evangelísticos e de bondade que já alcançaram e abençoaram direta e indiretamente milhares de pessoas. Neste ano foi realizada a primeira Festa na Roça, com alcance aproximado de 1.000 pessoas e uma ótima receptividade pela comunidade jacareiense, se firmando como o maior evento ponte já realizado pela IC em Jacareí. Muitas pessoas encontram na IC em Jacareí um lugar onde podem receber conforto, ajuda e aconselhamento. “A minha vida nesta igreja mudou de forma extraordinária. Eu cheguei um dia no PG destruído, sem expectativas, sem ver chances, devido a um problema que tive com drogas. Por treze anos estive preso ao vício. Desde a primeira vez que eu fui ao PG eu nunca mais senti vontade de usar drogas, nem ingerir álcool ou fumar cigarros (isso porque eu fumava muito). No momento que entrei neste lugar, Deus fez muitas coisas em minha vida, ela mudou completamente,” relata Marcos Nascimento, membro da IC em Jacareí e atualmente Líder do Ministério de Skate. A comunidade tem recebido atenção por meio do Ministério Ruas, onde este ano já foram entregues refeições, abraços, roupas e o amor de Deus para centenas de moradores de ruas. O pastor Huoliver comenta que a igreja tem visto muitos frutos por meio deste ministério, “já temos testemunhos de pessoas que voltaram a viver completamente inseridos na sociedade, trabalhando e saindo das ruas para voltar para o ambiente de amor e aconchego da família». No ministério de Esportes, a IC em Jacareí trabalha com as modalidades do Skate e Futebol e semanalmente tem feito um trabalho de alcance da juventude na cidade. A IC em Jacareí tem cuidado de pessoas nas mais diversas necessidades e conquistado famílias como a de Paulo Henrique, membro e líder de PG: “Nesta igreja tenho exercitado a minha fé. Em algumas batalhas que tive na área material, Deus tem me ajudado com as ferramentas que tem colocado por meio desta igreja. É um lugar que não deixa ninguém de fora. Neste lugar meus sogros e cunhadas se renderam a Deus e aconteceu uma grande mudança em toda a minha família”, relata. É na mudança de vidas que o trabalho desta igreja tem focado. São pessoas e famílias inteiras que têm sido atraídas para o acolhimento que a Palavra de Deus, os ministérios e os membros da IC em Jacareí proporcionam para suas vidas.

Um novo tempo, um novo templo

Os membros da Igreja da Cidade em Jacareí receberam há pouco tempo um presente, devido ao seu crescimento, um novo templo para a ministração da Palavra de Deus e realização dos trabalhos dos seus ministérios. O novo espaço, quase duas vezes maior que o anterior, comporta 300 pessoas sentadas confortavelmente. Conta também com um estacionamento para 30 carros, local apropriado para as crianças com um playground, várias salas, banheiros para deficientes e iniciará a celebração para juniores. Localizada em uma avenida estratégica, tem fácil acesso para a Rodovia Presidente Dutra e é próxima do centro da cidade. Com a mudança, pretende-se a implantar o ministério da carona. Constantemente orando pela cidade e seus governantes, a igreja foi acolhida pela população jacareiense e a cada dia mais e mais pessoas conhecem a Jesus por meio desta igreja. Sem parar, traçando novos objetivos e novas metas a IC em Jacareí é uma igreja que, juntamente com a cidade, não para de crescer. Trabalha para ser a resposta às necessidades dos moradores de Jacareí e busca colaborar na formação de uma sociedade mais justa, igualitária e onde cada vez mais pessoas possam ser transformadas por Deus.

felizcidade.net | 19


RADAR fique por dentro • Texto Talita Araújo

Esta é a hora dos bichos Feira de adoção de animais acontece todo segundo domingo do mês na PIB em SJC

S

e você quer adotar um cão ou gato, ou conhece alguém que está em busca de um animal de estimação esta é a hora. Agora, todo segundo domingo do mês, o Hora do Bicho – Ministério Pet da PIB em São José dos Campos, organiza uma feira de adoção de animais, no Campus Colina. A feira acontece das 9h às 13h e é montada no pátio principal da Colina, em frente à construção do prédio do Colégio Inspire. São expostos para adoção cães e gatos, filhotes e adultos que foram vítimas de abandono e maus tratos. Os animais adultos são entregues castrados e vermifugados. E os filhotes, com encaminhamento para castração posterior. Vale ressaltar que a castração tem como objetivo diminuir o número de animais soltos e abandonados pelas ruas, além de ser preventiva, no caso das fêmeas, para várias doenças. A feira é resultado de uma parceria do Hora do Bicho – Ministério Pet, com o CAV – Clube Amigo do Vira-Lata, ONG de proteção animal de São José dos Campos, e conta com o apoio da Prefeitura e da Câmara Municipal. Durante a feira, o Ministério Hora do Bicho também estará cadastrando voluntários (veterinários, empresários, adestradores, cadastro de famílias hospedeiras e pessoas que simplesmente gostam de animais) e recebendo doações de itens como guias, coleiras, cobertores, agasalhos, jornais, caminhas e casinhas, além de ração e medicamentos, que são repassados ao CAV. Mais informações entre em contato pelo e-mail: horadobicho@pibnet.com.br

Gratidão da Radio Cidade AM 1120 a Joaquim Bevilacqua O advogado Joaquim Bevilacqua encerrou nesta semana sua participação como comentarista político, social e econômico da rádio Cidade AM 1120. Bevilacqua esteve por duas temporadas na bancada do Jornal da Cidade ao lado do jornalista Alexandre Soledade desde o início do programa, em junho de 2010. Em três décadas de atuação política, exerceu os mandatos de vereador, prefeito de São José dos Campos, e por duas vezes deputado federal, inclusive atuando como deputado constituinte e secretário de estado do Trabalho e Promoção Social, no governo de Orestes Quércia. Orador com notória capacidade intelectual, contribuiu de forma efetiva na programação da Cidade AM com seus comentários sobre a cena cotidiana regional, nacional e internacional. Por decisão própria, termina sua brilhante colaboração com a emissora, a qual expressa sua pública gratidão. “Agradeço o entusiasmo, vigor e a colaboração que Joaquim Bevilacqua nos destinou nestes dois primeiros anos de nossa emissora. Desejo um tempo de bênçãos e cuidado do Senhor em sua vida pessoal, familiar e profissional”, registrou Pr. Carlito Paes, pastor sênior da PIB em SJC (Mantenedora da Radio Cidade AM 1120).

felizcidade.net | 21


CONTEúDO amplie seu conhecimento • Texto Talita Araújo

Dinheiro em casa Como seus filhos podem ter uma vida financeira saudável

C

om a nova era dos cartões de crédito muitas crianças acreditam que o dinheiro nunca acaba. Pensam que é só passar o cartão na máquina e os produtos que colocarem nos carrinhos de supermercado poderão ser levados. Não imaginam que o nome dos pais pode estar restrito nos órgãos financeiros ou simples que talvez não há dinheiro na conta e não haverá por um bom tempo. Quantas vezes não vimos pais vergonhados com as vontades de seus filhos e por não poder comprar. Onde começa o problema? Nos filhos sem limites ou nos pais que não estão preocupados em passar noções de finanças aos seus filhos? Esta é uma questão difícil de ser respondida. Primeiro, é preciso saber que a educação financeira começa em casa e não precisa ser apenas nome de uma disciplina de escola. E tudo isso pode ser mais simples do que se imagina, desde que as primeiras tarefas comecem no início da vida das crianças. O pastor Fabiano Ribeiro autor do livro Derrote Mamom explica que “dinheiro é um assunto também espiritual. Jesus ensina que não podemos servir a Ele (Deus) e ao dinheiro (Mamom). Não há nada de errado com o dinheiro, o problema é o lugar que ele ocupa em nossos corações. Conheço famílias que são abençoadoras – doadoras. O dinheiro é apenas um meio para elas”. Ele completa que “é perceptível o ambiente saudável em um lar assim. Também percebo a realidade onde o dinheiro é o eixo da família. O ambiente neste lar é pesado, cheio de competições e insatisfações. O dinheiro (Mamom) nunca cumpre o que promete”. A partir de qual idade deve-se conversar sobre finanças com os filhos? Esta dúvida é bastante comum para muitos pais. Os bebês, mesmo quando pequenos, conseguem assimilar muito sobre limites. Então tudo começa com o mínimo de desperdício. A educadora e socióloga Cássia de Aquino, responsável pelo programa de educação financeira de diversas

22 | felizcidade.net

escolas no Brasil diz que “as bases da construção de relação entre o homem e o dinheiro acontecem ainda na infância, quando temos chances de fixar alicerces que nos tornará adulto com um bom relacionamento com o dinheiro e ser cuidadoso com as escolhas que se faz”. Uma pesquisa realizada a pedido do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), no ano de 2012, revelou que 41% dos consumidores no Brasil já foram impossibilitados de fazer compras por estarem com restrições no crédito. O estudo feito pela Universidade Federal de Minas Gerais apontou, também, que 47% dos brasileiros não fazem planejamento financeiro. A educação financeira para muitas pessoas não começou cedo e elas tiveram que aprender do jeito mais difícil e passar pelo SPC e Serasa, para saber sobre aquilo que já poderiam ter sido ensinado logo cedo. As crianças pequenas, entre três e cinco anos, são constantemente expostas tanto por meio da mídia, propaganda e mesmo nas escolas a diversos produtos e ideais de consumo. É difícil imaginar crianças pequenas aprendendo sobre economia e dinheiro, mas elas conseguem aprender lições que as levaram a ter no futuro uma vida financeira saudável. “O medo de começar muito cedo e provocar aversão nas crianças é frequente, mas alguns especialistas concordam que a partir dos três anos já existe compreensão, por mais simples que seja, de alguns conceitos relacionados a investimentos, e que seria esse o tempo ideal para começar”, afirma Samy Dana que possui Ph.D em Business, doutorado em Administração, mestrado e bacharelado em Economia. O ideal é explicar às crianças que dinheiro é gerado pelo trabalho de seus pais, e que nem sempre se pode comprar tudo o que quer. Mostrar que ela possui muitos brinquedos em casa, semelhantes aos novos que deseja, é uma prática saudável, assim como criar hábitos que evitem o desperdício,


Dicas para incentivar o aprendizado sobre finanças 3 a 5 anos

Envolva a criança no planejamento financeiro de algumas atividades. Explique sem rodeios ou excesso de negatividade a situação financeira da família no momento.

6 a 10 anos

Nesta idade, se possível, já pode ser iniciada a semanada (a mesada por semana). Ajude seu filho a planejar como será gasto o dinheiro.

11 a 17 anos

Permita que seu filho gradualmente planeje o que será feito com a semanada. Acompanhe com o que será feito com o dinheiro. Nesta fase, pode se passar de semanada para mesada. Existem diversos programas para menores aprendizes e estágios para esta idade.

18 anos

Nesta idade é importante que o jovem assuma a responsabilidade por algumas contas da família. como colocar no prato apenas o que for comer. “Quem diz que o momento chegou é a criança, quando pede que os pais comprem algo. Esse é o jeito de dizer que ela entendeu que existe dinheiro. Quem educa financeiramente são os pais. O papel da escola é menor. O que o educador pode fazer é construir um consistente, não sair costurando conceitos”, conta Cássia Aquino. Dinheiro é mesmo coisa de família. É importante que os pais se posicionem e decidam como será o rumo da educação financeira de seus filhos. Para o pastor Fabiano Ribeiro é bom que os pais: “decidam seguir com a sua família o padrão de Deus para suas finanças. Aprenda com a Bíblia e com pessoas maduras nesta área. Seja um lar doador e conte com as provisões de Deus. Ele (Deus) supre o pão (sustento físico) e a semente (capacidade de abençoar o Reino de Deus com seus recursos). Deste modo sua família será vencedora, Deus exaltado e Mamom derrotado”. Os filhos que crescem em um lar financeiramente saudável e que aprendem as consequências que uma má administração de seus recursos pode trazer, crescerá como um bom planejador e poderá ter uma vida mais tranquila e estável. Começar a administrar desde cedo é o melhor.

felizcidade.net | 23


CABIDE do seu estilo • Texto Paula Talmelli

GUARDA ROUPA NOVO, SEM GASTAR R$1,00 Tarefa 3

A

terceira etapa para se conquistar um guarda-roupa novo sem gastar, é reorganizar o que sobrou para que fique mais fácil montar os novos looks – que é o que tanto queremos, certo!

INVENTÁRIO DO QUE FICOU = ORGANIZAR PARA MULTIPLICAR

3. TERCEIRA LISTA

A lista final é separar o que vocês têm acima em cores neutras e coloridas. Fazemos isso porque uma peça de cor neutra tem muito mais possibilidades de combinação do que uma colorida, ou seja, uma peça de cor neutra gera mais looks.

Você pode fazer esta organização inicialmente sobre sua cama, e depois voltar para o guarda-roupa mantendo as separações que iremos aprender. Ou já podem fazer direto no guarda-roupa mesmo. Primeiro pegue um caderninho, mais caneta ou lápis, pois vamos fazer algumas listas.

1. PRIMEIRA LISTA

Separe as partes de baixo (saia, shorts, calça, cinto, legging, meia calça etc) das partes de cima (blusa, regata, top, camisa, blazer, colete, casaco, lenço etc). Mas sobraram os vestidos! Faça uma outra coluna na lista com as peças inteiras.

2. SEGUNDA LISTA

Agora você vai subdividir esta lista de cima em roupas de frio e calor. Esta etapa eu considero muito importante, porque vocês podem deixar as peças mais a vista de acordo com a estação do ano. Garanto que economiza um bom tempo na hora de escolher a roupa, não ficar olhando para seus casacos naqueles dias quentes de verão. Dica importante: as partes de baixo são mais neutras quanto a temperatura, a não ser que sejam feitas de materiais muito quentes como lã, ou muito leves como uma musseline, então só vai para a lista de frio estas peças que vocês usarão somente no frio. E o mesmo para o calor.

24 | felizcidade.net

Guardem esta lista final, pois na próxima matéria vamos dar 3 dicas para você transformar a lista em vários looks!

#CONECTE

www.glammais.com.br facebook.com/paulatalmelli


CONHEÇA fique por dentro • Texto Talita Araújo

Cidade de Monteiro Lobato realiza seu 4º Festival de Literatura Infantil Festival literário faz lançamento de obra inédita do escritor Fabrício Correia com ilustrações de Mauricio de Sousa, publicado pela Editora Inspire em solidariedade ao GACC

N

os dias 12 a 15 de setembro, o município de Monteiro Lobato promove o 4º Festival de Literatura Infantil. Foi na cidade que o escritor José Bento Monteiro Lobato criou suas principais obras literárias: Urupês, Jeca Tatu e Sítio do Picapau Amarelo. O festival inicia-se na quinta-feira (12), com atividades nas escolas municipais e na biblioteca pública da cidade. Entre as atrações: contação de histórias, oficinas literárias e apresentação do espetáculo musical infantil “Pinóquio”, da Cia. Paulista Cultura Mix. Em homenagem aos 100 anos do poeta Vinícius de Moraes , acontecerá também um sarau poético produzido por estudantes especialmente para a festa literária. Na Praça Deputado Cunha Bueno, a tenda principal será palco para bate-papo com escritores, música, rodas de leitura, circo, intervenção literária e apresentações artísticas, entre os quais o grupo Bola de Meia e os atores João Acaiabe e Orival Pessini, intérprete do personagem Fofão, sucesso nos anos 80 no programa “Balão Mágico”.

Lançamento em Monteiro Lobato

Na manhã de domingo, às 9h30, o jornalista e escritor Fabrício Correia fará o lançamento do livro “O Pequeno Grande Doador”, que foi ilustrado por Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica e contou com a orientação e nota técnica sobre leucemias de Drauzio Varella. A obra, publicada pela Editora Inspire em parceria com a Mauricio de Sousa Editora, conta a história de um bebê prematuro que vem ao mundo para ajudar sua irmãzinha a superar um grave problema de saúde, um câncer. Toda a renda da publicação será revertida ao GACC (Grupo de Apoio à Criança com Câncer) de São José dos Campos. O 4º Festival de Literatura Infantil é realizado pela Prefeitura Municipal e pelas Secretarias de Cultura, Turismo e Educação de Monteiro Lobato, com apoio da Secretaria do Estado da Cultura. Todas as atividades são gratuitas. Os horários de operação do transporte público e o mapa de localização estão disponíveis no site oficial da Prefeitura de Monteiro Lobato. Informações complementares podem ser obtidas pelo telefone: (12) 3979-1314.

felizcidade.net | 25


ide vida com propósitos • Texto Douglas Santos

Líderes da nação haitiana no Brasil

H

á duas semanas recebemos, juntamente com o pastor Silair Almeida (PIB da Flórida), a ilustre visita de cinco pastores haitianos que representaram quase 1.600 igrejas do Haiti. De uma ponta a outra daquela ilha, estes homens de Deus tem feito um trabalho de evangelização e discipulado extraordinário. Há alguns anos, a religião conhecida no Haiti era o Vodu. Por todo o país a prática do voduísmo era comum para seus habitantes. Com o acontecimento do terremoto em janeiro de 2010, muitos que praticavam e acreditavam no Vodu foram surpreendidos pela mensagem de Jesus Cristo. O abalo sísmico foi também um abalo espiritual. Milhares de haitianos se entregaram a Jesus e tiveram sua esperança de vida renovadas no autor e consumador de nossa fé: Jesus Cristo. E nesta perspectiva, nossa igreja teve o privilégio de receber estes irmãos em Cristo. Eles são pastores de pastores e alguns nunca haviam saído de seu país. O impacto desta viagem na vida desses líderes é apenas o início do que eles farão naquela nação. A intenção da viagem foi expandir a visão do reino de Deus e conhecer a realidade do que Deus tem feito aqui no Brasil. De tudo que viram e ouviram eles ficaram tremendamente impactados com o Campus Colina e com a ABAP. Saíram com ideias e sonhos renovados em Cristo. Relataram que o maior presente que eles ganharam foi uma nova perspectiva acerca do cristianismo e da influência da igreja. O que nossa igreja fez nestes dias faz parte de nossa visão de treinar e capacitar líderes

servos. A igreja é grata a cada um que dispôs do seu tempo e recurso para abençoá-los. Mesmo com todos os desafios que temos pela frente como igreja, nossa visão continua a ser local e global, pois Jesus disse: “Serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria e até os confins da terra”. Atos 1.8. E você? Já tirou seu passaporte? Ainda neste ano teremos viagens missionárias impactantes. Faça parte disso orando, contribuindo com seus recursos e com a sua presença! Se você tem milhas para doar, mande um e-mail para Sandra: sandra@pibnet.com.br

felizcidade.net | 27


RADAR fique por dentro • Texto Talita Araújo

Três novos pastores são ordenados na PIB em sjc

Concílio do Pr. Flávio Chaves

Líderes que foram aprovados em concílio: Max Souza, Huoliver Ferreira e Flávio Chaves

P

assaram pelo Concílio Pastoral no mês de agosto três líderes convocados pela PIB em SJCampos e foram aprovados com unanimidade pelo conselho pastoral presente. Após a entrega de um trabalho escrito com perguntas e uma avaliação do mesmo pelos pastores da igreja, eles responderam sobre Chamado, Deus, Igreja e Ética. De acordo com os avaliadores, é verificado citações e referências bíblicas sobre os assuntos, sua explanação e demonstração de excelência no manuseio das Escrituras Sagradas. O primeiro a passar pelo concílio no dia 16 de agosto foi Max Souza, casado com Carla Souza e pai de uma menina, estudou Teologia na Faculdade Teológica Sul Americana do Paraná, é pastor da Igreja da Cidade em São Paulo e já havia sido ordenado ao pastorado. Para o pastor Max, “o concílio foi um dos momentos mais marcantes da minha vida. Receber a transferência da unção que está sobre a vida do pastor Carlito sobre minha vida e o meu ministério é uma responsabilidade e ao mesmo tempo um privilégio sem igual. Sinto-me honrado demais por Deus e pela igreja por tal confiança em mim depositada”, afirma o pastor. No dia 23 de agosto foi a vez de Huoliver Ferreira, casado com Luciana Ferreira, formado em Teologia na Faculdade Teológica Sul Americana do Paraná, era o ministro que pastoreava a Igreja da Cidade em Jacareí. “Participar do concílio pastoral desta igreja foi uma experiência única, um presente de Deus. Foi um momento riquíssimo e que agregou um grande valor para a minha caminhada ministerial. Agradeço a Deus por esta igreja e pela visão derramada por Ele sobre nosso pastor”, relata o pastor Huoliver Por último, no dia 31 de agosto, passou pelo concílio Flávio

Concílio do Pr. Max Souza

Concílio do Pr. Huoliver Ferreira

Chaves, casado com Vanessa Chaves e pai de dois filhos, formado pela Faculdade Teológica Sul Americana do Paraná em Teologia, era o ministro de Libertação Espiritual. “Passar pelo processo do concílio foi excelente, pois percebi o quanto foi importante esse tempo de estudo e preparo. O concílio é bom para que o candidato não entre para o ministério pastoral sem nenhum preparo, infelizmente temos observado pastores pregando mensagens sem fundamentos bíblicos. No concílio Deus me trouxe muita tranquilidade e convicção nas minhas respostas”, conta o pastor Flávio Chaves. A ordenação dos ministros Huoliver Ferreira e Flávio Chaves aconteceu no dia 4 de setembro na PIB em SJCampos, Campus Colina

felizcidade.net | 29


SOLIDARIEDADE o que vale é a ação • Texto Sérgio Ivo

Ajudar Ao próximo pode ser fácil Doando créditos da Nota Fiscal Paulista você contribui para os projetos sociais da ABAP

S

aiba como e onde fazer essa doação e ajude crianças, jovens e famílias carentes a ter uma melhor qualidade de vida.

Doação pelo correio Envie as notas sem CNPJ e/ou CPF para AV. Dep. Benedito Matarazzo, 8.333 – Vila Betânia, CEP: 12.245-615. Doação de notas Entre no site www.nfp.fazenda.sp.gov.br e siga estes passos: • Clique em Acesso ao Sistema ou insira seu CPF e clique em Consultar. • O sistema gera uma página exclusiva para você colocar a sua senha de acesso. Se você não a tiver, siga as orientações para cadastrar seu CPF. Sem esse cadastro, a doação não acontece. • Clique em Entidades. • A opção “Cadastrar Notas” é utilizada para digitar as notas que a entidade recebeu como doação. Esta opção aparece apenas para as pessoas que foram inseridas como “usuários cadastradores” por uma entidade social. • A opção “Doação de Notas” é utilizada para que o usuário realize a doação das notas sem a identificação do seu CPF, podendo doá-las para entidades da sua escolha.

Você pode comprar produtos e fazer doações com seu cartão de débito no estande da ABAP no Campus Colina. ABAP – Associação Beneficente de Ajuda ao Próximo Registro de Utilidade Pública Municipal: Lei n° 5.758 de 05 de outubro de 2000. Registro de Utilidade Pública Estadual: Lei nº 13.520 de 29 de abril de 2009. Avenida Deputado Benedito Matarazzo, 8333. Vila Betânia - São José dos Campos/SP. Contato: (12) 3923-1544/3308-1354

• Clique em Doação de Notas e, em seguida em Nova Doação. • Na tela vão aparecer os campos para você digitar os dados que estão contidos no documento fiscal (CNPJ, seleção do tipo da nota – cupom ou nota fiscal, data de emissão, número do cupom fiscal COO ou da nota fiscal, valor da nota). • Na área de Entidades Filantrópicas, no campo Razão Social, digite Associação Beneficente André Plusplatais como a entidade que deseja ajudar. •Clique em Buscar. Você tem a opção de selecionar a Associação Beneficente André Plusplatais como sua entidade favorita. • Para encerrar, clique em Salvar Nota. Sua doação será concluída. Seja um voluntário - Além de doar sua Nota Fiscal cadastrando-a no site ou enviando-a pelo correio para a ABAP, você também pode doar algumas horas para cadastrar notas recebidas pela instituição. Temos uma sala com computadores disponíveis na ABAP para cadastro, Transferência de créditos - Você pode ser também transferir os seus créditos para a ABAP. Acesse o sistema Nota Fiscal Paulista e faça a transferência do seu saldo diretamente para ABAP: Associação Beneficente André Plusplatais CNPJ: 01.372.496/0001-97

Contribua para a continuidade dos projetos. Banco Bradesco: Agência: 2858-4 Conta Corrente: 19780-7 CNPJ da ABAP 01.372.496/0001-97

www.abapsjc.org.br facebook.com.br/abapsjc

felizcidade.net | 31


TÔ DE FOLGA cultura, lazer e afins

• Texto Fabrício Correia

blue-ray

Meu Pé de Laranja Lima, de Marcos Bernstein

Zezé (João Guilherme de Ávila) é um garoto de oito anos que, apesar de muito arteiro, tem um bom coração. Ele leva uma vida bem modesta, devido ao fato de que seu pai está desempregado há bastante tempo, e tem o costume de ter longas conversas com um pé de laranja lima que fica no quintal de sua casa. Até que, um dia, conhece Portuga (José de Abreu), um senhor que passa a ajudá-lo e logo se torna seu melhor amigo. Publicado em 1968, o livro “O Meu Pé de Laranja Lima”, de José Mauro de Vasconcelos, está completando 45 anos no ano de 2013 e é até hoje um dos livros mais vendidos na história do Brasil. Foi traduzido para 12 línguas e publicado em 19 países. Do livro foram feitos um filme em 1970 que levou aos cinemas mais de 7 milhões de espectadores, além de três novelas de grande sucesso: nas décadas de 70, 80 e 90. Meu Pé de Laranja Lima é o segundo filme de ficção de Marcos Bernstein, o primeiro foi o premiado “O Outro Lado da Rua” (2004) com Fernanda Montenegro e Raúl Cortez. Roteirista consagrado, Marcos é conhecido por sua parceria com o cineasta Walter Salles, com quem trabalhou em “Central do Brasil” (1998) e “Terra Estrangeira” (1996). Além de uma interpretação bem sucedida do jovem João Guilherme Ávila, que é filho do cantor Leonardo, o filme, traz uma trilha sonora doce, nostálgica e com uma beleza melancólica. Filme de rara delicadeza é para ser visto em família.

As Cinco Linguagens do Amor, de Gary Chapman

livro

As diferenças gritantes no jeito de ser e de agir de homens e mulheres já não são novidade há tempos. O que continua sendo um dilema é como fazer dar certo uma relação entre duas pessoas que às vezes parecem ter vindo de planetas distintos. Compreender essas diferenças é parte da solução e é nisso que Gary Chapman vai ajudar você com esta obra. Chapman tem mais de 30 anos de experiência no aconselhamento de casais, nesse tempo, percebeu que cada um de nós adota uma linguagem pela qual exercemos e recebemos amor. Quando o casal não entende corretamente a linguagem predominante de cada um, a comunicação é afetada, impedindo que se sintam amados, aceitos e valorizados. Nesta terceira edição de sua clássica obra sobre relacionamentos, que já vendeu mais de 8 milhões de exemplares, o autor não só explica as cinco linguagens como apresenta um questionário para os maridos e outro para as esposas descobrirem a sua própria linguagem de amor. Além disso, uma seção especial de perguntas e respostas vai esclarecer todas as suas dúvidas e lhe dar o direcionamento sobre como expressar melhor seu amor a seu cônjuge e ajudará você a compreender a forma dele manifestar o amor. Aprendam, você e seu cônjuge, a se comunicar por meio dessas linguagens e experimentarão um novo tempo em seu relacionamento conjugal. felizcidade.net | 33


REFLITA valores para vida

Vamos deixar as mamadeiras!

E

m minha trajetória, se existe alguma matéria em que eu possa dizer que sou pós-doutor, esse tema é mamadeira. Certa vez, em um momento de filosofia cotidiana, pensei em calcular quanto tempo de minha vida dediquei ao preparo desse alimento. Vamos lá! Tenho sete filhos em idades que variam de 21 anos a 1 ano. Geralmente, eles mamam até os sete anos, aqui em casa. Uma média de quatro mamadeiras por dia. Gasto no preparo de cada uma cerca de três minutos, afinal, faço com carinho e procuro higienizar os bicos e cilindros, antes de entregá-las para o consumo. Cheguei por amostragem a cerca de 3.900 horas até os dias de hoje, cerca de 160 dias, quase seis meses de um ano inteiro, sem parar, preparando mamadeiras para meus filhos. Faço esta metáfora para refletir com vocês, sobre o tipo de refeição que estamos fazendo em nossa caminhada de fé. O leite é o primeiro alimento que entra em nosso organismo após nascermos. Nesta fase inicial da vida, ele é o que precisamos para crescermos e ficarmos protegidos de doenças, mas se apenas nos alimentarmos de leite não seremos saudáveis e dificilmente chegaremos a maturidade. No decorrer da vida, há a necessidade da inserirmos em nossa dieta, alimentos sólidos, que nos proporcionem saúde e crescimento, por meio de vitaminas, proteínas, sais minerais, fibras, carboidratos, gorduras. Quando

34 | felizcidade.net

aceitamos Cristo como Nosso Salvador e nascemos de novo, o leite é o nosso primeiro alimento. Ele nos dá a primeira força espiritual que nos impulsionará em direção ao vigor e a saúde plena, mas não pode ser o único alimento de nossa dieta espiritual. O apóstolo Paulo demonstra tristeza ao ver irmãos com anos de conversão, só se alimentavam de leite: “Dei-lhes leite, e não alimento sólido, pois vocês não estavam em condições de recebê-lo. De fato, vocês ainda não estão em condições.” 1 Coríntios 3.2. Os cristãos, aos quais o apóstolo Paulo se referia, estavam sofrendo de anemia, de nanismo, pois se alimentavam mal, e sendo assim, a doença do pecado tomava conta de suas vidas. Não queriam provar outro alimento, por conta disso ocorreram muitos danos à sua vida espiritual. Esta não é a vontade de Deus para nossa vida. Ele não quer que sejamos como os coríntios, crianças adultas, bebendo seu leitinho de todo dia, sem vontade e iniciativa de provar alimentos mais vitaminados e completos. Devemos crescer, deixar as coisas de criança, mantendo apenas nosso coração como o delas e avançar para a maturidade. Se você continua apenas tomando seu leite quentinho e nada a mais, mesmo frente a um ministério em ordenada e célere expansão como o que temos a honra de participar, é hora de abandonar as mamadeiras e passar a prepará-las para nossos novos irmãos que estão chegando a Cristo, diariamente em nossa igreja e na Rede de Igrejas da Cidade.

Fabrício Correia Josnalista e apresentador do Jornal da Cidade na Rádio Cidade Am 1120

“Devemos crescer, deixar as coisas de criança, mantendo apenas nosso coração como o delas e avançar para a maturidade.”



FelizCidade #36