Issuu on Google+


editorial

EXPEDIENTE QUEM SOMOS: Com distribuição semanal, na região metropolitana do Vale do Paraíba e Capital, nossa revista tem como objetivo trazer matérias que informem, sensibilizem e leve o leitor a refletir. Nosso foco é levar boas notícias da nossa região e da família Igreja da Cidade, qualidade editorial e excelência quanto a forma, linguagem e conteúdo. CONSELHO GESTOR: Carlito Paes - Julio César Silva - Lázaro Carvalho Marcos Madaleno - Queila da Rosa - Talita Araújo

INFORMAÇÃO

DIRETORA DE REDAÇÃO: Mariana Ceruks Madaleno JORNALISTA RESPONSÁVEL: Talita Araújo - MTB 72 400

Vivemos na era da informação e, hoje, quando algo acontece em uma parte do planeta, rapidamente os habitantes dos pontos mais extremos tomam ciência do fato. Um acontecimento do Oriente pode refletir em decisões no Ocidente. Informação é algo valioso. Nesta semana, você encontrará em nossas páginas matérias variadas sobre o Brasil e o mundo. Nossa matéria de capa aborda a crise pela qual o país passa e seus reflexos na região do Vale do Paraíba. Porém, mais do que isso também mostra que o momento de crise pode ser uma oportunidade de exercer a fé e buscar mudanças positivas. Outro assunto importante que verá tem relação com o que ocorre no Oriente Médio. Em Radar, o Dr. Jeferson Moraes explica como pensam os extremistas islâmicos. A jihad ou “esforço” pela islamização do mundo é algo de que ouvimos falar muito atualmente. Em nossas páginas você também vai se inteirar de um assunto que faz parte da rotina de muitos lares. O ronco e a apneia do sono causam incômodo em quem sofre do problema e nas pessoas próximas a ela. Há tratamentos para estes casos e quem fala sobre o assunto é a Dra. Lilian Giannasi. Com pesquisas sobre o assunto, a odontologista foi premiada pela American Academy of Dental Sleep Medicine (EUA). Peter Drucker disse: “O conhecimento e a informação são os recursos estratégicos para o desenvolvimento de qualquer país. Os portadores desses recursos são as pessoas”. Vamos buscar informação e desenvolver conhecimento. Boa leitura!

ASSISTENTE DE REDAÇÃO: Carol Paes ASSISTENTE EDITORIAL: Heliete Oliveira DIREÇÃO DE ARTE: Julio César Silva PROJETO GRÁFICO: Allan Marcel - Julio César Silva DESIGNERS: Carlos Fernandes - Douglas Lima - Jamille Almeida Thamara Ranciaro - Wagner Bonfim ATENDIMENTO: Amanda Lima - house@igrejadacidade.net FOTOS: Acervo FelizCidade e Ministério de Fotografia da Rede de Igrejas da Cidade ANUNCIE: anuncie@felizcidade.net A Revista FelizCidade é uma publicação semanal da Editora Inspire em parceria com a Igreja da Cidade em SJCampos. As publicidades contidas nesta edição são de única e exclusiva responsabilidade dos anunciantes, não cabendo à Editora Inspire qualquer obrigação de responder sobre o conteúdo e a veracidade de tais peças. Fica também a critério da Editora Inspire selecionar as propagandas que serão veiculadas. O conteúdo e informações contidos nas matérias e artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos articulistas. CIRCULAÇÃO: Caçapava, Guaratinguetá, Jacareí, Jambeiro, Paraibuna, Pindamonhangaba, São José dos Campos, Taubaté, São Paulo e São Bento do Sapucaí IMPRESSÃO: Allcor Gráfica DISTRIBUIÇÃO: 5.000 exemplares. Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia. Para solicitar autorização envie e-mail para contato@felizcidade.net DIRETORA EXECUTIVA: Sandra Traldi COLABORADORES DESTA EDIÇÃO Christiane Laino - Janaína Monteiro - Jeferson Chagas - Marcos Sanches - Moacir Giocondi - Monique Lazarini - Paula Talmelli Queila da Rosa - Rita Gonçalves Santiago - Sérgio Pavarini EDITORA: contato@editorainspire.com.br IGREJA DA CIDADE EM SJCAMPOS: (12) 4009-4300 EDIÇÃO AUDITADA POR:

MARIANA MADALENO

faz parte da equipe editorial da Revista Felizcidade, conecte-se com ela facebook.com/marimadaleno twitter.com/mari_crks instagram.com/marimadaleno

04

felizcidade.net


sumário

Capa |

22

FÉ EM DE CR TEMPOS ISE

07

08

11

Repense

Entrevista

Trabalho

Bem-estar

Refugiados, um assunto de todos

Saúde do sono

Armadilhas da Geração Y

Doce confeitaria

32

35

28

30

17

Radar

Vida tech

Esportes

Expressão

Os três estágios da jihad

Seis dicas para ser relevante nas redes sociais

Crossfit

É primavera, te amo!

felizcidade.net

05


repense

REFUGIADOS, UM ASSUNTO DE TODOS CARLITO PAES

Líder do Colegiado Pastoral da Rede de Igrejas da Cidade facebook.com/carlitopaesoficial twitter.com/carlitopaes instagram.com/carlitopaes

Migrar para uma vida melhor é um instinto natural. Os pássaros e os peixes migram todo ano do norte para o sul, buscando clima e águas mais quentes para alimentação e reprodução. Os seres humanos quando viviam em comunidades nômades também migravam para lugares com melhores condições de vida. Na verdade, imigração e emigração têm sido a base da história da humanidade por milênios. Do Oriente Médio, os primeiros seres humanos foram para África, Ásia e Europa. Na Idade Média, descobriram-se as Américas. Assim, foi formada a nossa nação: com a imigração europeia e africana, e mais tarde asiática e árabe. No século XX, com desenvolvimento da indústria no sudeste, os nordestinos vieram fazer sua vida aqui e construir os grandes edifícios da selva de pedra. Com o desenvolvimento da pecuária, os sulistas foram para o centro oeste. Enfim, cruzamos oceanos, mares e fronteiras, fugindo de guerras e conflitos em busca de liberdade, justiça, direitos, estudos, alimentação e um futuro melhor. Na perspectiva da fé cristã, tanto no Antigo Testamento como no Novo Testamento, uma pessoa de fé e temente a Deus, que deseja obedecer aos mandamentos de Jesus, deve orar e fazer sua parte para acolher e ajudar os imigrantes, independente de sua religião. Isto não é uma opção, mas um mandamento que requer amor e obedi-

ência. Existem inúmeras referências sobre o tema nas Escrituras, pois o povo de Israel foi escravo no Egito por 400 anos e na Assíria por 70 anos. Alguns dos versos bíblicos que orientam sobre a prática do acolhimento do imigrante dizem: “Ele defende a causa do órfão e da viúva e ama o estrangeiro, dando-lhe alimento e roupa. Amem os estrangeiros, pois vocês mesmos foram estrangeiros no Egito” (Deuteronômio 10.19-18) e “Quando um estrangeiro viver na terra de vocês, não o maltratem” (Levítico 19.33). A Bíblia é um livro que, de forma pioneira, defende os direitos humanos, o estado de direito e a justiça entre os homens e seus governantes. Todavia, a atual imigração em massa nos apresenta outra questão. O viés, político e comercial, não declarado. O êxodo da Síria e do Iraque é causado por fatores que as potências mundiais e a ONU, se realmente se importassem com as vidas, fariam disto uma prioridade. O primeiro fator é a guerra civil, em função do ditador transvertido de presidente Bashar Hafez al-Assad, e as atrocidades praticadas pelo Estado Islâmico (ISIS). O segundo fator é que há países que compram petróleo e que vendem armas a estes sanguinários e colecionadores que compram antiguidades arqueológicas destes terroristas. Mesmo que indiretamente, eles são responsáveis pela morte do

menino Aylan Kurdi, na praia da Turquia, e pelo caos e morte de milhares de civis que tentam escapar da guerra. Existe muita hipocrisia envolvendo vários países nesta história. Por exemplo, foi dado pouco destaque ao navio boliviano preso na Grécia com 14 containers de armas que seriam entregues ao ISIS. Outra questão é, porque os reinos árabes dos petrodólares no Oriente Médio também não recebem refugiados? Certamente, eles têm medo que os radicais tomem suas refinarias. O ISIS com a conivência de muitas potências árabes e ocidentais continua crescendo. Com os imigrantes de fato, o ISIS deve estar enviando terroristas disfarçados para Europa. Cristãos e outras minorias estão sendo dizimadas no Oriente Médio e as organizações de direitos humanos pouco se mobilizam. O avanço do islamismo extremista, segundo estudos, está entre 15 e 20%. Eles encontram um campo muito forte para seu crescimento na base da violência, imposição e terrorismo. Em ambas as realidades, a situação dos refugiados e dos imigrantes apresentam duas verdades sobre as quais não podemos nos calar. Uma exige ação, amor e acolhimento. A outra exige posicionamento, mobilização e denúncia.

felizcidade.net

07


entrevista redação

SAÚDE DO SONO Dra. Lilian Giannasi é dentista e PhD em tratamentos de ronco e apneia do sono. Ela foi premiada em junho pela American Academy of Dental Sleep Medicine (EUA) na categoria ‘Excelência em Pesquisa Clínica’. A apneia do sono, hoje, é uma doença que tem alta taxa de morbidade e mortalidade na população. Por isso, é muito estudada nos países desenvolvidos, sendo considerada um problema de saúde pública. É uma doença de caráter evolutivo, ou seja, não para de crescer se não for cuidada. Atuando a mais de 10 anos na área do sono, em São José dos Campos, ela fala sobre ronco e apneia do sono à FelizCidade. Roncar é normal? O ronco nunca é normal. O ronco aparecendo a partir de três vezes por semana, sendo uma 08

felizcidade.net

constante na vida daquela pessoa, é considerado uma patologia. Sabemos que existem também situações especiais. Quem normalmente não ronca pode roncar quando está muito cansado. O ronco sempre está associado à apneia do sono. O que é a apneia do sono? Ela é uma evolução do ronco. Inicialmente, é apenas um estreitamento da garganta durante o sono, que vai fazer com que o ar passe com dificuldade. Essa passagem do ar gera um atrito que vai fazer vibrar os tecidos da garganta, gerando o ruído que é o ronco, tão incômodo. Se o ruído não é tratado e continua, o próprio ronco vai se tornar um fator de alteração das fibras musculares, enfraquecendo ainda mais aquelas fibras que já estão flácidas. É por


isso que alguns roncam e outros não. Algumas pessoas nascem com essa tendência, esse traço genético do ronco. Se permitirmos que o ronco continue, ele vai alterar cada vez mais a qualidade da garganta, chegando uma hora em que essa musculatura não consegue mais permanecer aberta durante o sono. Então, ocorre o fechamento da via aérea, a apneia do sono, a falta de ar e as paradas respiratórias durante o sono. Sua gravidade vai depender de quantas vezes acontecem essas paradas respiratórias durante a noite de sono. Existe apneia leve, moderada e grave. E aumenta com a idade à medida que o paciente não trata. A apneia é uma doença multifatorial. Como funciona isso e quais são esses fatores? Existem vários fatores que vão contribuir para que essa doença apareça no indivíduo, entre eles a idade. Quanto mais velho for o paciente, maior a chance de ter apneia por conta de a musculatura estar mais flácida. Obesidade e sobrepeso estão muito ligados à apneia do sono. Além desses fatores, existem outros como: uso de fumo, bebida alcoólica, fatores crânio faciais (que é o que na minha área observamos em primeira instância), a alteração da mandíbula (tamanho e posição da mandíbula) e o aumento da circunferência do pescoço. Pessoas, por exemplo, que não têm sobrepeso, mas têm a circunferência do pescoço larga têm chance de desenvolver a apneia. É um conjunto de fatores que o paciente precisa estar ciente de que se apresentar precisa ser tratado, muitas vezes, com vários profissionais (médico, dentista, fisioterapeuta, fonoaudiólogo e terapeuta comportamental). O modo como se vê apneia hoje mudou? Hoje, temos visto no consultório muitos pacientes jovens, magros e esportistas com apneias altíssimas. Estamos falando aqui somente da apneia obstrutiva. Não podemos apenas julgar ou dizer por olhar para o paciente o que ele tem ou não. É preciso um diagnóstico bem específico e especializado para tratar essa doença.

Algumas pessoas dormem por oito horas, mas ainda acordam cansadas. Esse é um dos sintomas da apneia? A pessoa que tem apneia do sono vai roncar. Associado ao ronco à pessoa pode apresentar cansaço ao acordar. Começa também com o tempo a ter lapsos de memória. Fica com dificuldade de concentração, foco e aprendizado. Além desses, o outro sintoma é a alteração de humor. Quando a pessoa desperta abruptamente sem ar, isso também pode significar apneia? Isso pode significar um evento de apneia. Ou quando acorda assustada e relata que teve pesadelos. O que a falta de tratamento para apneia do sono pode acarretar? A pessoa com apneia do sono, principalmente se é grave, tem risco altíssimo de infarto, derrame e hipertensão (50% dos pacientes têm pressão alta). Além disso, o paciente tem quatro vezes mais chances de ter diabetes, e é mais favorável a ter acidentes de trabalho. Pesquisas mostram que tem sete vezes mais chances de sofrer ou provocar um acidente de trânsito ou no trabalho, pois não dorme direito. Um dos assuntos que tem sido muito mencionado nos últimos congressos que compareci é a relação entre apneia e impotência. Além disso, existem correlações entre a doença e problemas nos rins e fígado. Não existe uma área da saúde que a apneia não vá impactar se ela estiver presente e não for tratada.

dormir. Durante a noite, o paciente vai estar com a garganta aberta, porque o aparelho promove essa postura da mandíbula, e conseguirá dormir sem roncos e apneia. Nos casos de apneia grave, usa-se o CPAP (Contiunous Positive Airway Pressure) ou máscara de ar. Você teve um trabalho premiado pela American Academy of Dental Sleep Medicine (EUA). Como foi isso? Este é o segundo ano que ganho um prêmio pela academia. O primeiro foi em 2011, usando aparelhos intraorais em pacientes com apneia do sono. Provando, naquela época, que a função do sistema nervoso autonômico se equilibra quando o paciente deixa de ter apneia através do aparelho intraoral. Neste ano, o trabalho foi feito com um grupo de pacientes adultos com paralisia cerebral. Investigamos a função mastigatória desses pacientes e como poderíamos fazer para que eles pudessem mastigar de forma mais efetiva. Também quis investigar o que essa eletroestimulação faria com o sono dos pacientes. Descobrimos que os pacientes que sofriam de apneia do sono, após o tratamento a eletroestimulação, deixaram de ter a apneia do sono. Isso foi uma surpresa, pois esperávamos que fosse haver uma melhora na qualidade do sono. Melhorou o tempo de sono, a quantidade de oxigenação durante o sono, além da forma como os pacientes mastigavam. Os pacientes com paralisia cerebral babam muito, isso também foi reduzido durante o dia.

Quais são os tratamentos para apneia do sono? Hoje, temos dois tratamentos consagrados na literatura. O tratamento que o dentista, que tem especialidade nessa área, vai utilizar é o intraoral para apneia leve e moderada. Trata-se de um aparelho que vai dentro da boca e que ao colocar o paciente precisa projetar a mandíbula pra frente para que haja o encaixe. Ao fazer esse movimento de avanço da mandíbula, a garganta do paciente é aberta. Utiliza-se o aparelho somente para felizcidade.net

09


APRESENTA:

EXPO VALE CRISTÃ 2015

01 a 04 outubro 2015

eXPO VALE SUL SÃO JOSÉ DOS CAMPOS SP

A maior feira cristã do Vale do Paraíba!

01

02

quinta-feira

das12h as 22h

sexta-feira

das12h as 22h

shows com

shows com

pg - davi sacer - ton carfi - andrea fontes a partir das 19h

leonardo gonçalves - priscilla ancantara eli soares - a partir das 19h

Pontos de venda Yex Boliche - Vale Sul Shopping Rossi Instrumentos Musicais Inspire Bookstore - Colina

Spalla Instrumentos Musicais Jô Calçados - Centro SM Materiais - Vista Verde

Caçapava: Jô Calçados (Centro)

Taubaté: Jô Calçados (Centro)

Pindamonhangaba: Jô Calçados (Centro)

Jacareí: Jô Calçados (Centro)

Ou compre seu ingresso online pelo site: www.queroingresso.com

03

sábado

das10h as 22h

04

domingo

das10h as 17h

shows com

seminário com

Pedras vivas - pregador luo a partir das 19h

Nelson Junior - Eu escolhi esperar a partir das 10h

palestras com

fabio aposan e Bruno Oliveira dia 03/10 - a partir das 10h e 14h Presença confirmada das maiores gravadoras e editoras do cenário cristão:

Maiores informações INFORMAÇÕES E CONTATOS: (12) 3033.5662 (12) 98829.4169 (whatsapp) contato@expovalecrista.com.br

LOCAL:

Expo Vale Sul - Centro de exposições Avenida Andrômeda, 207 Jardim Satélite - São José dos Campos SP

m a i o r es i n f o r m aç õ e s: w w w. e x p ova l e c r i s ta .c o m . b r PATROCINADORES:

PARCEIROS:

APOIO: Conselho de Pastores de São José dos Campos e Taubaté

REALIZAÇÃO:


trabalho Redação

ARMADILHAS DA GERAÇÃO Y Se você nasceu entre 1981 e 1994, parabéns! Você faz parte da geração Y, a juventude mais bem instruída e informada que já existiu no planeta. Se preocupa com o ambiente, têm fortes valores morais e está pronta para mudar o mundo. Por outro lado, essa geração já foi acusada de ser distraída, superficial e egoísta. A maioria dos brasileiros pertencentes a esta geração tiveram a sorte de nascer num ambiente de relativa prosperidade econômica - o que lhes rendeu uma educação melhor e acesso precoce à tecnologia. No entanto, esses mesmos privilégios trazem desvantagens no ponto de vista comportamental. Acostumados à fartura de oportunidades - e de elogios - os jovens alimentam grandes expectativas sobre seu próprio futuro profissional. Impaciência, arrogância e fragilidade emocional já se tornaram clichês para descrever o grupo. Confira 6 armadilhas de carreira a que a geração Y está especialmente suscetível: 1) Abusar do método “tentativa e erro” Quando compra um produto eletrônico, você lê o manual de instruções ou sai experimentando os botões? Ninguém mais busca explicações prévias para nada. O aprendizado se dá quase exclusivamente de forma empírica. O preço desse hábito é desconsiderar a importância do embasamento teórico para a tomada de decisões. 2) Achar que empreender é simples Criar o “novo Google” ou o “novo Facebook” não depende apenas de uma “grande ideia”. A geração Y tende a subestimar a dificuldade de criar uma nova empresa. O resultado é que muitos se lançam no empreendedorismo sem contar com as competências técnicas e emocionais que essa escolha exige. 3) Colecionar experiências incompletas A impaciência e a ansiedade por mudanças levam muitos jovens a trocar de emprego constantemente. Estima-se que um representante da geração Y tenha, em média, 17 empregos diferentes ao longo da vida. A consequência disso é a ausência de realizações consistentes no currículo do jovem. 4) Trocar o contato presencial pela internet É como se os jovens da geração Y tivessem nascido ligados aos seus smartphones e computadores. O risco causado por essa proxi-

midade é o isolamento. Por mais difícil que isso pareça, abandonar a zona de conforto proporcionada pela tecnologia é essencial para evoluir profissionalmente. 5) Minimizar a importância da hierarquia Acostumado à comunicação horizontal proporcionada pelas redes sociais, o jovem tende a acreditar que diferenças entre os níveis de poder não contam mais. Embora essa distância esteja de fato encolhendo, a maioria dos empregadores ainda enxerga a equipe em camadas. Ainda mais em um contexto de crise, as pessoas se apegam a seus cargos. É um momento delicado para se questionar a hierarquia da empresa. 6) Não planejar os próximos passos Viver a carreira no modo “improviso” não é um pecado exclusivo dos jovens. Porém, a falta de visão de longo prazo costuma ser mais acentuada no caso deles. O resultado são mudanças constantes e pouco estratégicas - que desenham uma trajetória fragmentada e incompleta. felizcidade.net

11


agenciatres16.com.br

Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele. Pv 22:6

Rod. Pres. Dutra, Km. 145 São José dos Campos


bem-estar Rita Gonçalves Santiago

CLAREAMENTO DENTAL Ah, o sorriso... ilumina o rosto e revela muito sobre nós. Algo tão simples que quando oferecido a alguém se torna um presente muito precioso para quem o recebe, abre portas para os relacionamentos e otimiza oportunidades profissionais. Em nossa cultura, a beleza do sorriso torna-se algo de suma importância. Alterações na aparência do sorriso podem refletir negativamente no comportamento psicológico e social do ser humano, afetando até mesmo a autoestima e as relações interpessoais. Devido a essa grande exigência por dentes mais claros, a odontologia tem buscado cada vez mais inovações em materiais e técnicas seguras para se alcançar com eficiência o tão sonhado clareamento dental. Um clareamento dental efetivo em dentes vitalizados (que nunca sofreram tratamento de canal) pode ser alcançado de maneira conservadora e não invasiva através do uso de géis clareadores a base de peróxidos por meio de duas técnicas: clareamento caseiro supervisionado pelo dentista e clareamento de consultório.

No clareamento caseiro, o gel clareador (fornecido pelo dentista) é aplicado em moldeiras confeccionadas individualmente para cada paciente, as quais são posicionadas nos dentes pelo próprio paciente e usadas normalmente por algumas horas durante a noite por um período que pode variar de duas a três semanas, e assim, gradativamente, o clareamento dental vai sendo alcançado. No clareamento de consultório, o gel clareador utilizado possui uma concentração mais elevada do que na técnica caseira. Este é aplicado pelo cirurgião dentista diretamente sobre os dentes e, normalmente, utiliza-se o laser ou o LED para acelerar o processo de clareamento. Finalizada a sessão de clareamento já se obtém resultados satisfatórios. Ambas as técnicas, se bem indicadas, empregadas e monitoradas, são seguras, possuem elevado grau de eficiência e não danificam a estrutura dos dentes. Como efeito colateral, podem levar a uma sensibilidade dentária temporária a variação térmica. No caso de ocorrer sensibilidade, esta pode ser minimizada através da aplicação de flúor e agentes dessensibili-

zantes, e cessa após o término do tratamento. Na técnica caseira, o valor do tratamento é menor que a de consultório, o clareamento é alcançado de maneira mais lenta e gradativa e segundo alguns estudos pode gerar menor sensibilidade. A grande vantagem da técnica de consultório é a rapidez do tratamento, porém ambas possuem o mesmo grau de eficiência. Para o sucesso do tratamento, é de suma importância uma avaliação do cirurgião dentista habilitado para verificar se existem contraindicações ao tratamento, realizar os procedimentos prévios necessários e prescrever o tipo e concentração de gel clareador ideal e seguro para cada paciente. Por esses motivos deve-se evitar o uso indiscriminado de agentes clareadores a base de peróxidos disponíveis nas prateleiras das farmácias. Clareamento dental eficiente e seguro deve ser indicado e monitorado pelo dentista. É possível alcançar um sorriso com dentes mais claros, mas não há sorriso mais belo do que aquele que reflete a alegria e paz de um coração.

felizcidade.net

13


comportamento Christiane Laino

O QUE TEM PARA AMANHÃ? Ansiedade, temos falado muito disso ultimamente. Quando nos pegamos nervosos, angustiados, agitados ou até mesmo com altas expectativas, possivelmente estamos nutrindo a tal da ansiedade. É verdade que precisamos sonhar com o que vamos realizar, ou até mesmo ter certa preocupação com algo que pode não ser bom, mas a ansiedade é mais do que isso. Quando esses pensamentos ou preocupações passam a nos prejudicar, devemos ficar em alerta para não deixar que eles nos dominem. Alguns estudos falam em números de até 10 milhões de brasileiros que sofrem com a ansiedade. É muita gente querendo puxar problemas do futuro, que em maioria nem acontecerão de fato. É isso que a ansiedade faz, nos impede de olhar para o hoje. Ao invés de viver no presente real, vivenciamos as possibilidades

do amanhã como se fossem do presente, como se estivessem de fato acontecendo. Quanto sofrimento desnecessário... Algumas informações podem nos ajudar a identificar quando estas preocupações deixam de ser “normais” e se tornam pura ansiedade. Alguns dos sintomas a são: - Dificuldade de relaxar por preocupações e medos. - Diferentes tipos de medo (de desastres, doenças, perder dinheiro, vergonha excessiva ou outras situações). - Pensamentos acelerados e descontrolados. - Palpitação, nó na garganta, suor frio. - Medo de passar por uma situação em que vai sentir medo. Tomar consciência de que não deveríamos agir assim não causa a transformação, mas pode ser um primeiro passo. Há um livro que recomendo da autora Joyce Meyer

chamado “Campo de Batalha na Mente”. Neste livro, ela me ensinou a fazer a seguinte reflexão: “pense sobre o que você está pensando”. Isso mostra como existem pensamentos que ficam girando em nossa cabeça, mas jamais levam a alguma conclusão, pois são da origem da ansiedade, ou seja, só atrapalham. Por isso, precisamos saber onde depositar todos nossos pensamentos e preocupações. No Salmo 38.9, podemos aprender com seguinte súplica: “Senhor, diante de ti estão os meus anseios; o meu suspiro não te é oculto”. Também é importante buscar ajuda de outras pessoas que podem orientar quem está vivendo momentos de muita angústia e ansiedade. Assim, fica a recomendação de buscar aconselhamento, terapia, o Celebrando Recuperação e uma célula, onde você encontrará cuidado. felizcidade.net

15


gastronomia Monique Lazarini

DOCE CONFEITARIA

Sendo uma das áreas da gastronomia mais criativa, saborosa e doce, a confeitaria que possuímos, hoje, começou com influência dos imigrantes portugueses. Desde quando se iniciou o cultivo de canaviais, a planta de origem do valioso “ouro branco”, como era chamada, ajudou a transformar o Brasil na menina dos olhos do Império Português, e ainda movimenta a economia. Após a Segunda Guerra Mundial, iniciou-se no Brasil a comercialização de doces secos, servidos sempre nos balcões das padarias, como bolos de fubá, roscas doces, queijadinhas, sonhos, alguns petit fours, sequilhos, entre outros. A base dos doces era sempre a mesma, o que mudava era o acréscimo de coco ou queijo, e a quantidade de açúcar ou leite. Quando os mestres confeiteiros chegaram ao Brasil, por volta dos anos 50 e 60, vindos da Europa (principalmente, França, Itália e Alemanha) trazendo a técnica do manuseio da massa folhada, do chantilly, do creme paris, da baunilha, do fondant e outros, foram obrigados a trabalhar nas padarias, pois eram raras as confeitarias. Assim, foram surgindo as bombas de chocolate, de creme, de café, as tortas de morango, e muitos outros doces hoje populares. O açúcar também contribuiu para a definição do nosso paladar – o gosto acentuado para todo tipo de doce, o hábito de não recusar uma sobremesa, de esperar pelos docinhos de uma festa ou de beliscar um doce sempre que temos oportunidade. E que tal uma colherada de açúcar? Vamos adoçar.

QUINDIM

500g de açúcar granulado 300 ml de água 20g de manteiga sem sal 100g coco ralado seco 200 ml de água quente para hidratar o coco 15 gemas Açúcar refinado para polvilhar as forminhas

PREPARO

Ferva o açúcar granulado com a água até obter calda em ponto de fio grosso. Junte a manteiga e deixe esfriar. Acrescente o coco previamente hidratado e as gemas passadas na peneira, misturando bem. Deixe em repouso por até 3 horas, no mínimo. Divida a mistura entre as forminhas desejadas, untadas e polvilhadas com açúcar refinado. Leve ao forno preaquecido a 200°C, em banho-maria, por cerca de 40 a 50 minutos. Desenforme mornos e sirva-os frios ou gelados.

felizcidade.net

17


mulher Paula Talmelli

CRIE NOVOS LOOKS COM O QUE TEM NO GUARDA-ROUPA Você sabia que a maioria das mulheres que tem um guarda-roupa cheio, não usa tudo o que tem e por várias vezes diz: “Eu não tenho nada para vestir hoje?”. Acredite um guarda-roupa cheio não é sinal de felicidade. Isto acontece porque a maioria de nós compra sem planejamento, sem conhecer o que mais valoriza nossos pontos fortes e sem precisar também, pois está em época de promoção. Agora, um guarda-roupa que seja coerente com seu estilo de vida, de se vestir, com seu corpo e, principalmente, quando usa todas as roupas que tem nele, este sim mantém a autoestima. E como conseguir este guarda-roupa? O primeiro passo é uma etapa de autoconhecimento, onde você vai identificar seu estilo de vida e aprenderá como é importante amar a imagem que vê no espelho. Em seguida, você fará uma organização geral, com o foco no seu estilo e no seu corpo. Sempre tendo em mente o que lhe veste bem, e não o que está na moda. Depois que conquistar este guarda-roupa lotado de autoestima, preenchido somente com

roupas que a deixam ainda mais bonita, você será capaz de criar novos looks com o que já tem em casa, pois terá uma nova visão do seu armário e, principalmente, de si mesma.

EBOOK

No meu novo ebook “Renove Seu Guarda-Roupa Sem Gastar R$1,00” posso lhe guiar nesta jornada extraordinária de autoconhecimento, autoestima e organização. E você ainda terá novos looks sem que precise comprar roupas novas. Clique no link bit.ly/ebookdapaula e conheça.

felizcidade.net

19


finanças

Moacir Giocondi

EMPRESÁRIO E EMPREENDEDOR Parece a mesma coisa, mas não é. A diferença está no perfil do indivíduo. A palavra empresário remete meramente a uma profissão. Dono de uma ou várias empresas, alguém que empreende um negócio, que domina técnicas de administração, planejamento estratégico e finanças. O empreendedorismo, entretanto, é muito mais do que uma profissão. Está muito mais ligado à forma do indivíduo ver o mundo. Nos momentos de crise ou fora dela, o empreendedor sempre procura fazer algo novo e se reinventa a todo momento. Ele é alguém que está muito mais interessado em transformar o cenário à sua volta, independentemente de isso ser necessário ou não. Em outras palavras, o empreendedor nunca está satisfeito e seu mapa de planejamento é retrabalhado a todo o momento. Não trabalha com metas, mas, sim, com plataformas de lançamento para novos desafios. Empresários

atraem para perto de si profissionais altamente capacitados a realizar tarefas para as quais foram preparados, mas não fazem muito além disso. Sua capacidade de gerar sucessores ou grandes talentos é baixa ou quase nula. Empreendedores atraem para perto de si entusiastas que se inspiram na multiplicidade de visões, se sentem alimentados e desenvolvem capacidades de criação, têm liberdade para tomadas de decisão e convicções em assumirem responsabilidades. Em outras palavras, pessoas que podem voar mais alto que seus inspiradores. Em tempos de crise, decida ser empreendedor. Se reinvente diariamente. Existem diversos segmentos e dentro de cada segmento há empresários e empreendedores. Um empresário é formado por longo período de estudos, treinamentos e experiências. Um empreendedor é formado por atitudes diárias.

Decida, hoje, transformar a realidade à sua volta. Ser um empreendedor é buscar reinventar-se, olhar para dentro de si e para seu ambiente de trabalho com o desejo de transformação. Acredite no seu negócio, aposte nele, você é a melhor pessoa para isso. Olhe para ele diariamente como quem é de fora, procurando mudar as coisas que não estão boas. Acredite no potencial das pessoas. Todos os seus colaboradores têm potencial. Descubra o potencial de cada indivíduo e conduza-os nas potencialidades que tem. Se você não tem uma empresa, não importa. O empreendedor é aquele que transforma realidades. Qual realidade do ambiente onde você trabalha consegue transformar? Tenha atitude. A diferença entre um vencedor e um perdedor está em suas atitudes.

felizcidade.net

21


O PAPEL DA FÉ EM TEMPO DE CRISE

Em momentos difíceis a fé é sempre uma aliada. Esta é uma prática importante nos dias atuais em que as notícias que mais se ouvem são sobre crise, desemprego, alta do dólar, queda nas vendas e o rebaixamento da nota do Brasil. Por meio da fé é possível adquirir um novo ânimo e ter um posicionamento diferente diante destas e de tantas outras dificuldades. Como disse Martin Luther King: “Suba o primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo”.

22

felizcidade.net


capa Redação

Todos sabem que o Brasil tem passado por dificuldades. É perceptível que há uma crise econômica e política, que até o momento não parece ter fim. Um dos desdobramentos destas crises foi o rebaixamento da nota do Brasil. Está nota faz parte da classificação de crédito da agência Standard and Poor’s (S&P), e equivale a um selo de “bom pagador” para os investidores internacionais. Como consequência empresas brasileiras também tiveram um rebaixamento em sua nota (Grupo O Globo, Ambeb, Itaú, Citibank, Bradesco, entre outras). A situação fez com que a Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) e a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) se manifestassem por meio de seus presidentes. Paulo Skaf (Fiesp) e Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira (Firjan) por meio de um comunicado disseram: “A perda do grau de investimento por uma agência de rating internacional é o desfecho de uma série de hesitações, equívocos e incapacidade de lidar com os desafios de uma conjuntura econômica cujo esfacelamento é resultado de incontáveis erros cometidos ao longo dos últimos anos (...) O atual ambiente de incerteza penaliza corporações

brasileiras de todos os tamanhos. As pequenas e médias empresas estão sufocadas. Muitas lutam apenas para sobreviver. Outras fecham suas portas”. Outra consequência da crise pelo qual o país passa é a diminuição da oferta de emprego e do consumo. Situações que podem gerar ainda mais problemas. Somente em julho, foram fechados 157.905 postos de trabalho com carteira assinada no país, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e divulgados pelo Ministério do Trabalho. No Vale do Paraíba, por exemplo, os mais atingidos pela crise são os trabalhadores das indústrias automotivas. Mais de 2.500 postos de trabalho foram fechados, sendo que ocorreram 1.275 demissões em São José dos Campos e 903 em Taubaté. O levantamento comtemplou 31 cidades da região. De acordo com o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) em São José, a projeção é que o número de demissões aumente e que o cenário melhore somente a partir do ano que vem. Até o fim do ano, o centro estima que 2.500 a 3.00 trabalhadores sejam desligados somente das indústrias de São José.

“Suba o primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo.” Martin Luther King

felizcidade.net

23


capa Redação

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de São José, Felipe Cury, os economistas erraram quando disseram que a retração da economia brasileira e regional deveria ser revertida a partir do segundo semestre. Ele acredita que setembro será um mês ‘desastroso’. “Não contávamos com as últimas decisões da GM, que é empresa âncora em São José. Uma crise dessas reflete em todas as indústrias de autopeças e o desemprego se alastra. A situação é caótica, com perspectivas ainda piores. Setembro pode ser o mês mais grave do ano, é temeroso. Atinge em cheio o comércio, que tem tido registros ruins”, disse. O comércio é também um setor muito atingido, pois uma pesquisa do Sebrae-SP revelou que houve uma queda grande nas vendas da região e “as micro e pequenas empresas paulistas amargaram fortes perdas no primeiro semestre deste ano. O faturamento real (já descontada a inflação) recuou 11,9% frente a igual período de 2014, resultado pior do que o registrado no acumulado de janeiro a junho de 2009 (-10%), quando a economia sofria consequências

24

felizcidade.net

da crise financeira internacional. A queda atingiu todos os setores: serviços recuaram 13%; indústria, 8,6%, e o comércio, -12,2% frente a igual período de 2014”. Mais da metade do ano de 2015 se passou e as notícias sobre a economia brasileira continuam a preocupar todos os cidadãos. Até para os especialistas está sendo difícil desenhar um quadro mais próximo da real situação da política e economia do país e apresentar soluções.

OPORTUNIDADE DE CRESCIMENTO Em tempos de crise os ânimos de muitas pessoas ficam alterados. Outras entram em estado de apatia por acreditar que nada pode ser feito para que a ocorra uma virada. As crises podem ser pessoais, familiares e até mesmo políticas, econômicas e sociais. As guerras também são situações que geram crises humanitárias, éticas, entre outras. Crises existem desde os primórdios da humanidade. Jacó (Israel) buscou por alimento no Egito quando a fome se alastrou pela Terra. O povo de Israel também passou pelo deserto e guerras. A sua história é um exemplo para a

Uma pessoa com fé tem a sua esperança renovada e pode encarar de forma diferente os mais variados tipos de crise.” humanidade. Na Idade Média sofreu perseguição e na era moderna foram quase que dizimados pelos nazistas. Este é um povo que persistiu ao longo do tempo e um dos seus aspectos mais importantes é a fé. Abraão é o patriarca desta nação é conhecido como “pai da fé” por sua convicção nas promessas que tinha recebido de Deus. Nos momentos mais difíceis a fé uniu este povo. A ciência também vê a fé como um aspecto positivo para os momentos de “crise”. Jordan Grafman, chefe do departamento de neurociência cognitiva do Instituto Nacional de Distúrbios Neurológicos e Derrame, que conclui que a fé faz bem. Em seu estudo, Grafman analisou o cérebro de 40 pessoas – religiosas e não religiosas – enquanto liam


frases que confirmavam ou confrontavam a crença em Deus. Usando imagens de ressonância magnética funcional – que mede a oxigenação do cérebro–, o neurocientista descobriu que as partes ativadas durante a leitura de frases relacionadas à fé eram quase as mesmas usadas para entender as emoções e as intenções de outras pessoas. Isso quer dizer, segundo Grafman, que a capacidade de crer em um ser ou ordem superior possivelmente surgiu ao mesmo tempo que a habilidade de prever o comportamento de outra pessoa – fundamental para a sobrevivência da espécie e a formação da sociedade. E para estabelecer relações de causa e efeito. Uma pessoa com fé tem a sua esperança renovada e pode encarar de forma diferente os mais variados tipos de crise. E como afirmou Grafman, a crença é fundamental na sobrevivência e na formação da sociedade.

felizcidade.net

25


comunidade Janaína Monteiro

MÓVEIS SÃO A FONTE DE RECEITA PARA ABAP O negócio social “Rennova Móveis” da ABAP (Associação Beneficente de Ajuda ao Próximo) tem a proposta de gerar receita para todos os seus projetos sociais. São projetos que ocorrem no Jardim Primavera por meio da venda de móveis seminovos. A captação destes móveis é feita por meio de doação. Eles são doados pela população joseense e depois vendidos a preços acessíveis, aumentando seu tempo de vida útil. A loja de móveis tem o conceito de sustentabilidade, pois possibilita a renovação itens de uma casa pensando no próximo e no meio ambiente.

A Rennova Móveis vende mesas, cadeiras e sofás, artigos de decoração (lustres, luminárias e quadros), eletrodomésticos (geladeira, lava roupas e fogão) e eletroportáteis (multiprocessador, cafeteira e aspirador de pó). Artigos de boa qualidade e em ótimo estado de conservação. Estes artigos ficam expostos em uma loja física no centro comercial da ABAP, localizado na Avenida Engenheiro Francisco José Longo, 1626, na Vila Betânia. Os artigos a serem doados são retirados no local por meio de agendamento, que pode ser feito por meio telefone e e-mail.

Os interessados podem doar seus móveis, artigos de decoração, eletrodomésticos e eletroportáteis, contribuindo para uma causa beneficente e ainda com o meio ambiente. A doação é uma ótima opção para quem quer contribuir não apenas monetariamente.

SAIBA MAIS

www.abapsjc.org.br www.facebook.com/abapsjc (12) 3923-1544 contato@abapsjc.org.br

felizcidade.net

27


radar

Dr. Jeferson Chagas

OS TRÊS ESTÁGIOS DA JIHAD O islamismo é uma das religiões que mais cresce no mundo. De cada quatro pessoas uma já é muçulmana. Há alguns anos, falar do islamismo, do profeta Maomé e do Alcorão era algo “bacana”, mas trazia pouco interesse no Brasil. Porém, com a imigração de muçulmanos para o Brasil, e também com o êxodo de muçulmanos fugindo de seus países por causa da guerra, eles já são nossos vizinhos, amigos de trabalho e amigos de nossos filhos na escola. É comum ouvir que brasileiras se casaram com muçulmanos e por esta razão também se tornaram muçulmanas. O interesse em saber mais sobre os muçulmanos cresceu acentuadamente devido às atrocidades cometidas por grupos terroristas islâmicos como o Boko Haram, na Nigéria, e o temido ISIS ou Estado Islâmico, que invadiu partes do Iraque e Síria e que têm representantes em várias partes do mundo, inclusive em nosso país, segundo a revista Época (04/09/2015). O objetivo destes grupos é transformar o mundo em um lugar onde as pessoas pensem como Maomé, andem como ele e façam tudo como ele fazia, já que Maomé é conhecido como “Al-Insaan al-kaamil”, aquele que alcançou a perfeição. Falar de islamismo é falar de Maomé. Estudar a vida de Maomé é estudar o islamismo. Sem Maomé não há islamismo. Queimar o Alcorão é um ato que jamais aconselho alguém a fazer, mas confesso que desenhar ou fazer charges do profeta Maomé é muito mais ofensivo. O objetivo do presente artigo é apresentar três estágios da

28

felizcidade.net

expansão do islamismo, ou seja, o esforço (jihad) de Maomé, e hoje de seus seguidores, para islamizar o mundo. David Wood, um famoso especialista americano em Islamismo, chamou este assunto de “os três estágios da jihad”. ESTÁGIO UM. O islamismo nasce em Meca, na Arábia Saudita, em uma época que o povo adorava vários deuses. Neste ambiente, segundo as fontes islâmicas, Maomé começou a receber, do anjo Gabriel, as revelações dadas por Alá. Tais revelações foram dadas a ele num período de 23 anos. Maomé recebe uma mensagem que não existem outros deuses, mas somente Alá. Como ele seus primeiros seguidores eram uma minoria perseguida na região. Maomé trabalhou pacificamente no meio do povo pregando sobre um único Deus. Sua mensagem era mansa e tolerante: “Vocês tem a religião de vocês, e eu tenho a minha”. Ele pregava sobre um futuro de punição para os descrentes, mas não sobre uma punição mundial e severa. Não existia absolutamente nada de agressivo em sua mensagem. “Quando os muçulmanos estão em quantidades muito pequenas e não podem vencer uma confrontação física com os descrentes (kafir), eles vivem pacificamente com não muçulmanos e pregam uma mensagem de tolerância” (David Wood). ESTÁGIO DOIS. Quando o número de seguidores de Maomé e as parcerias com vários grupos fora de Meca já haviam aumentado, ele começou a conquistar a região com uma nova doutrina, lutando fisicamente contra alguns. Um dia Maomé recebeu a seguinte revelação: “Ele permitiu (o combate)

aos que foram atacados; em verdade, Deus é Poderoso para socorrê-los. São aqueles que foram expulsos injustamente dos seus lares, só porque disseram: Nosso Senhor é Deus! E se Deus não tivesse refreado os instintos malignos de uns em relação aos outros, teriam sido destruídos mosteiros, igrejas, sinagogas e mesquitas, onde o nome de Deus é frequentemente celebrado. Sabei que Deus secundará quem O secundar, em Sua causa, porque é Forte, Poderosíssimo” (Alcorão 22.39,40). Esta etapa é chamada de “Jihad Defensiva”. Muitos líderes islâmicos no Ocidente, como por exemplo, no Brasil, dizem que o islamismo é defensivo, é uma religião de paz, mas o estágio três indica algo diferente. É bom salientar que estamos falando do islamismo e não de seus seguidores, os muçulmanos. “Quando há uma quantidade suficiente de muçulmanos e pesquisa suficiente para defender a comunidade muçulmana, os muçulmanos são chamados a se engajar na jihad defensiva” (David Wood). ESTÁGIO TRÊS. “Quando os muçulmanos estabelecem uma maioria na região e encontram poderes políticos na área para apoiar seu avanço, eles são convocados a engajar uma Jihad ofensiva” (David Wood). Num certo momento da história, Maomé, que tinha sido expulso de Meca, retorna com uma grande quantidade de adeptos e retoma a cidade. Neste momento da história, segundo o islamismo, Maomé recebe uma revelação: “Combatei aqueles que não creem em Deus e no Dia do Juízo Final, nem abstêm do que Deus e Seu Mensageiro proibiram, e nem professam a


verdadeira religião daqueles que receberam o Livro, até que, submissos, paguem o Jizya” (Alcorão 9.29). Observe que neste verso não diz para lutar contra os opressores, mas sim lutar contra todos os que apenas não acreditarem no islamismo, incluindo as “pessoas do livro”, ou seja, cristãos e judeus. O hadith (compilado da vida de Maomé) número 6924 segundo Bukhari diz: “Muhammad diz: eu tenho ordenado lutar com as pessoas até que elas digam: la ilaha illallah, ou seja, não há deuses mas sim Alá. Aqueles que confessarem este credo salvarão suas propriedades e sua vida”. O hadith número 30, segundo Muslim diz: “Maomé disse: eu tenho ordenado a lutar contra os povos enquanto eles não declararem que não existam outros deuses mas somente Alá”. Aqui novamente, o critério para lutar com as pessoas é que lutem até elas acreditarem

na mensagem do islamismo. É claro que, quando muçulmanos avançam e conquistam o poder, os versos pacíficos do Alcorão são ab-rogados, ou seja, são substituídos por versos que ordenam aos muçulmanos lutarem até que as pessoas decidam seguir o islamismo. No início das revelações de Maomé, ele tinha amigos cristãos e judeus, mas as posições islâmicas mudaram quando ele foi expulso de Meca e migrou para uma cidade chamada Medina. A partir daí, as revelações enviadas por Alá foram substituídas por mensagens que diziam, por exemplo, que cristãos e judeus pertenciam a uma classe inferior e proibindo qualquer muçulmano de ter como amigo: cristão ou judeu. “Ó fiéis, não tomeis por confidentes os judeus nem os cristãos; que sejam confidentes entre si. Porém, quem dentre vós os tomar por confidentes, certamente será um

deles; e Deus não encaminha os iníquos” (Alcorão 5.51). “Em verdade, os incrédulos, entre os adeptos do Livro, bem como os idólatras, entrarão no fogo infernal, onde permanecerão eternamente. Estas são as piores das criaturas!” (Alcorão 98.6). Os países que outrora não eram de maioria muçulmana, foram conquistados em estágios semelhantes ao modelo empreendido por Maomé na conquista de Meca. Mais recentemente, temos como exemplo a grande Londres com cerca de 600 mil muçulmanos de maioria indiana, paquistanesa e bengali. Pode-se dizer, hoje, que a região oeste de Londres já está entre o estágio dois e três, onde o jihad ofensivo já começa a ultrapassar o jihad defensivo. Atualmente, existem leis islâmicas que regem grande parte da região oeste da capital inglesa.

Dr. Jeferson Chagas: Há 15 anos na área de Consultoria em Comunicação Transcultural e Estudos Islâmicos

felizcidade.net

29


vida tech

Sérgio Paravini

PESCANDO COM REDES SEIS DICAS PARA SER RELEVANTE NAS REDES SOCIAIS

Pesquisa do Conecta divulgada no ano passado mostrou que os jovens brasileiros têm em média perfis em sete redes sociais. Cerca de 90% dos internautas entre 15 e 32 anos têm o hábito de acessar as redes. Só no Facebook, eles passam quase 30 minutos diariamente conectados, de acordo com dados da Hitwise. Uma rápida pesquisa com a palavra “evangélicos” nas redes revela um quadro bem preocupante. Ao mesmo tempo em que muitos afirmam que a internet deve ser usada como instrumento de evangelização, na prática parece ocorrer o contrário. Termos como “intolerância” e “preconceito” são cada vez mais associados ao Evangelho, numa distorção evidente da mensagem cristã. Antes que as boas-novas se convertam (ou seria “desconvertam”?) em más notícias, listei algumas sugestões para rever nossa atuação na internet. Afinal, desde o início o Mestre chamou para perto de si gente habilidosa com as redes. 1) SEJA VOCÊ MESMO O ambiente virtual é um reino editado. Da escolha das fotos às palavras cuidadosamente pensadas, há quem viva na internet uma personagem por vezes bem distante da

30

felizcidade.net

realidade. A vida dessas personas parece quase mágica. As imagens mostram sempre paisagens bonitas e a profusão de selfies sinaliza preocupação exagerada com o que é aparente. Não por acaso, o cristianismo ocupa-se da essência. Não nos esqueçamos também que a vida inclui momentos difíceis. A felicidade genuína transborda em palavras e atos e não necessita de artifícios. 2) NÃO CONSTRUA CERCAS Há poucos dias, a prefeitura de Paris removeu milhares de cadeados da Pont des Arts. A combinação “amor + cadeados” apresenta alguns riscos. Não é nada interessante reproduzir no mundo virtual os mesmos guetos da realidade. Um dos aspectos mais fascinantes da internet é a ausência de fronteiras, nos possibilitando conhecer pessoas diferentes que podem enriquecer nossa vida em vários aspectos. Obviamente, crianças e adolescentes precisam de orientação, porque a ausência de limites pode transformar-se em risco. 3) APRENDA A OUVIR “O que você faz fala tão alto que não consigo escutar o que você diz”. A frase conhecida de Ralph Waldo Emerson é um lembrete importante. Desperdiçamos boa parte das chances que a internet nos proporciona por não

sabermos ouvir. O tempo todo pessoas emitem sinais de que não estão bem, numa tentativa de obter ajuda. Em troca, oferecemos frases prontas e imagens de animais fofos. Não há coincidências no mundo espiritual. Se alguém se aproxima de nós, é possível que a solução esteja ao nosso alcance. 4) SAIA DA SUPERFÍCIE Certa vez, José Saramago disse que os 140 caracteres do Twitter refletem a tendência para o monossílabo como forma de comunicação. “De degrau em degrau, vamos descendo até o grunhido”, afirmou o escritor. A internet privilegia a superficialidade tanto na informação como nos relacionamentos. Um emoji nunca será capaz de transmitir com exatidão o que sentimos. Da mesma forma, ler três parágrafos não torna ninguém especialista em nenhum assunto. Navegar em águas profundas requer tempo e disposição. Para ampliar conhecimentos, o melhor barco que conheço são os livros. 5) TROQUE A ESPADA PELA BACIA E PELA TOALHA Há parentes que não se falam desde as últimas eleições, tal o (baixo) nível das agressões mútuas. Falta compreensão e sobra mau humor. Do ponto de vista terapêutico, despejar as neuroses nas redes não vai deixar ninguém melhor. Ao contrário, vai contaminar ainda mais o ambiente virtual com ódio e intolerância. O Deus que se apresenta nas Escrituras como “Amor” não precisa de vingadores em seu nome. Para o cristão, a vida uma constante oportunidade de serviço. Somos embaixadores do Príncipe da Paz. 6) DESCONECTE-SE Trinta minutos diários no Facebook significam uma semana inteira por ano somente nessa rede. Tempo suficiente para, entre outras atividades, ler a Bíblia toda.


A internet deve ser usada para ampliar os relacionamentos e não para nos distanciar de amigos e, principalmente, de Deus. Cada minuto que recebemos é uma dádiva que deve ser corretamente administrada. Não nos esqueçamos de que o ambiente virtual apenas reproduz (e amplifica) o que somos do lado de fora. A vida abundante prometida por Jesus jamais vai prescindir de abraços apertados. Troque alguns likes por demonstrações mais genuínas de afeto. Somos a resposta divina para esse mundo carente de amor e de significado. Nas palavras do apóstolo Paulo, “somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras”. Viralize (e viva) essa mensagem. E SE JESUS TIVESSE UM SMARTPHONE? Com mais de 30 milhões de usuários em 195 países, o Instapray é um aplicativo que vem para ser uma ferramenta positiva num mundo em que os comentários agressivos e o preconceito têm dominado as redes sociais. Nele, as pessoas podem postar seus pedidos de oração e orar pelos pedidos de outros. Seu criador, o polonês Fryderyk Ovcaric, conta que sua intenção era criar uma comunidade segura e livre da negatividade. “Na medida em que o bullying online vem crescendo e com o surgimento de mais apps que permitem ataques anônimos, acredito que o mundo pode se beneficiar muito do Instapray”, explica.

Texto publicado pela Revista Comuna

felizcidade.net

31


esportes Redação

CROSSFIT O CrossFit é uma modalidade de treino intensa. Um programa de treinamento de força e condicionamento físico geral baseado em movimentos funcionais, feitos em alta intensidade e constantemente variados. Normalmente, esses movimentos se enquadram em três modalidades: levantamento de peso olímpico, ginástica olímpica e condicionamento metabólico, ou cardio. O Crossfit é um método de treinamento que cresce atualmente no mundo por proporcionar uma completa adaptação fisiológica no seu praticante, independente da idade ou nível físico do mesmo. É um programa de treinamento de força e condicionamento geral, que mistura levantamento de peso, ginástica olímpica e exercícios aeróbicos em combinações que levam cada pessoa a empenhar-se ao

32

felizcidade.net

máximo para conseguir terminar o treino. O crossfit surgiu nos Estados Unidos, na década de 80, criado pelo treinador Greg Glassman, que resolveu unir o que cada modalidade tinha de melhor em um único programa: a força dos levantadores de peso olímpico, a resistência cardio-respiratória dos corredores, o aprendizado, a força e a flexibilidade dos ginastas e as habilidades de arremessos e saltos do atletismo, deste modo, proporcionando um condicionamento completo. O modelo de treinamento foi logo adotado pelas forças armadas americanas para melhor o condicionamento físico dos soldados. No entanto, a técnica só se popularizou mundialmente entre os civis a partir do ano 2000, quando Greg Glassman começou a compartilhar vídeos de exercícios de Crossfit na internet. Os treinamentos de Crossfit duram em média 1 hora, divididos em aquecimento e WOD (Work of Day), ou seja, o “treino do dia”. Os treinos do crossFit são orientados em três principais princípios: movimentos funcionais (que se assemelham bastante com todos os movimentos

diários); alta intensidade (para o desenvolvimento do melhor condicionamento físico); e variação constante (uma rotina de exercícios diferente todos os dias). Treinando CrossFit, buscamos desenvolver e melhorar todas as nossas capacidades físicas, são elas: resistência cardiovascular (respiratória), resistência muscular, força, flexibilidade, precisão, potência, agilidade, equilíbrio, coordenação e velocidade. O principal equipamento para a sua prática é o nosso próprio corpo. Mas, também utiliza técnicas e equipamentos específicos como barras e anilhas olímpicas, kettlebells, pesos livres, cordas, caixas, bolas, pneus, argolas, elásticos, correntes, entre outros. Por meio de um programa único de treinamento baseado em movimentos naturais, funcionais e sempre variados, o CrossFit proporciona um treino completo, diferenciado, desafiador e altamente eficiente, tanto mentalmente como esteticamente, e para toda nossa saúde em geral. Pode ser praticado por qualquer pessoa, inclusive amadores, desde que acompanhado por profissionais qualificados, que farão


uma avaliação prévia. A grande vantagem é que o programa de treinamento da CrossFit proporciona uma adaptação universal para qualquer tipo de pessoa, independente da sua idade, condicionamento ou experiência. Muitas pessoas confundem treino funcional com CrossFit. Um treino de CrossFit é funcional, mas nem todo treino funcional é CrossFit. Para ser considerado CrossFit, o treino, além de ser funcional, deve ser executado em alta intensidade e constantemente variado. O CrossFit vai além de um treino funcional e prepara o indivíduo para o desconhecido. Um treino funcional que não é CrossFit é um treino em que você tem uma rotina, ou que não trabalha em alta intensidade.

Benefícios do CrossFit - Aumento da força - Redução de medidas e percentual de gordura - Melhora na flexibilidade - Melhora na capacidade cardiovascular e respiratória - Aumento de explosão e velocidade - Aumento de resistência muscular - Melhora no equilíbrio - Redução de stress - Definição de tônus muscular - Treinamento altamente eficiente com resultados alcançados em menos tempo - Treinamento que fortalece o corpo por inteiro - Excelente treino preparatório para atletas - Espírito de equipe - Aumento da autoconfiança - Melhora no desempenho em corridas de longa e curta distância - Prevenção de lesões, quando praticado com o auxílio de profissionais qualificados - Aumento de energia

felizcidade.net

33


expressão Marcos Sanches

É PRIMAVERA, TE AMO! No próximo dia 23 de setembro entramos na estação da primavera. As estações do ano estão completamente atreladas à posição da Terra em relação ao sol, foram estabelecidas em países onde a natureza realmente muda por completo. O Brasil é um país tropical e, com certeza, muito abençoado por Deus. Temos na verdade duas grandes estações, a chuvosa entre outubro e abril e a seca de maio a setembro. De qualquer forma ela chegou e afirmo sem medo que “é primavera! Te amo”. Sim, amo muito, pois é quando as expectativas são renovadas com o aumento de número de horas de sol. Sabe-se que o sol é grande fonte de vitamina D, e sua deficiência prejudica a saúde física e mental. É por isso que os habitantes de países de clima frio quando chega à primavera, saem às ruas com roupas coloridas, sem camisa, enquanto, se deitam nos jardins e praças públicas, enquanto o termômetro marca incríveis e gélidos 10oC positivos. É na primavera que a atmosfera começa a borbulhar e extremos acontecem pelo fato de estarmos em transição de um clima seco para o úmido. Ocorrem picos de temperatura associado com umidade do ar extremamente baixa, bem como as tempestades muito severas devido a intensas frentes frias que passam pela região, como o ocorrido no início de setembro que trouxe ventos intensos, quedas de árvores e muitas horas com bairros às escuras. Este aumento da insolação estimula toda uma nova atividade na vegetação. O Plátano aquela árvore típica de Campos do Jordão, renasce completamente. A grama deixa o tom amarronzado e passa para verde bandeira. Os Ipês brindam nossos olhos com suas flores de tom branco, amarelo e róseo. Aliás, rosa é a cor da primavera que remete a ideia de leveza, feminilidade e doçura. Tudo tão harmonioso, me faz lembrar as palavras de Jesus: “... vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem... e nem Rei Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles”. Na continuação Jesus faz um desfecho esplêndido e diz: “Se Deus cuida assim o lírio do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, não cuidará muito mais de vocês que são a obra prima da criação?”. Seja bemvinda primavera, com todos os seus cheiros e cores!

felizcidade.net

35


cidades Redação

ILHABELA Ilhabela é um dos únicos municípios-arquipélagos marinhos brasileiros e está localizada no Litoral Norte do estado de São Paulo, microrregião de Caraguatatuba. A população é de aproximadamente 30 mil habitantes. A ilha possui 36 km de praias e, atualmente, 360 cachoeiras registradas. As quedas d´água que podem ser aproveitadas para banho somam cerca de 30. Conhecida nacional e internacionalmente como Capital da Vela, Ilhabela teve a chancela oficializada por meio da lei que confere a cidade o título de “Capital Nacional da Vela”. A Lei 12.457 foi sancionada pela presidenta Dilma Rousseff. Recebido como uma homenagem, o selo representa o reconhecimento do Brasil pelo significativo impulso que Ilhabela tem dado, continuamente, ao desenvolvimento dessa modalidade esportiva. Além de receber grandes eventos e competições náuticas, a prefeitura também incentiva o esporte,

36

felizcidade.net

oferecendo para crianças e jovens a oportunidade de aprender a velejar. O arquipélago de Ilhabela é formado pela Ilha de São Sebastião e outras 11 ilhas, 2 ilhotes e 2 lajes. O Parque Estadual de Ilhabela foi criado em 20 de janeiro de 1977 para proteger uma área de 27.025 hectares de Mata Atlântica, um dos biomas mais ameaçados e ricos em espécies de fauna e flora do planeta. A área da reserva de Mata Atlântica corresponde a aproximadamente 85% do território total do arquipélago. É na Ilha de São Sebastião, de aproximadamente 337 km2, onde estão a área urbana do município e também a maior parte do parque. Todas as outras ilhas, ilhotes e lajes são protegidos integralmente pela Unidade de Conservação. Com o aspecto geral de um conjunto montanhoso – formado pelo Maciço de São Sebastião e Maciço da Serraria, além da acidentada Península do Boi –, a Ilha de São Sebastião se destaca

como um dos acidentes geográficos mais elevados e salientes do litoral paulista. Opções de lazer não faltam em Ilhabela. É possível se divertir com esportes náuticos, birdwatching (modalidade de observação de pássaros), cachoeiras e trilhas, passeios em jipes, mergulhos em naufrágios, parques e museus, além das praias. A ilha está repleta de pousadas e hotéis para todos os gostos, assim como restaurantes, comércios e serviços. O principal acesso a Ilhabela, para quem vem de São Paulo ou do Vale do Paraíba, é feito pela Rodovia dos Tamoios que liga São José dos Campos a Caraguatatuba. Ao chegar a Caraguá, continua-se pela Rodovia Manuel Hipólito Rego, a SP-55, sentido Sul até São Sebastião. A ligação entre São Sebastião e Ilhabela é feita pela travessia São Sebastião -Ilhabela de balsas, operada pela Dersa. O percurso dura em média 15 minutos.


PROGRAMA QUALIFICA ABRE INSCRIÇÕES

O Programa Qualifica da Prefeitura de São José dos Campos está com inscrições abertas para os cursos de formação de pizzaiolo e instalador hidráulico, realizados em parceria com SENAI e SENAC. As oficinas de curta duração têm vagas para artesanato – móbile infantil, que ensina a produção de peças decorativas, artesanato e aplicação de tecido em camiseta. Ambas as atividades serão realizadas na Casa do Trabalhador (Praça Afonso Pena, 175), das 14h às 17h. As inscrições seguem até o próximo dia 27 e os interessados podem se inscrever pelo site (www.sjc.sp.gov.br/qualifica). Para participar dos cursos e oficinas é necessário ser morador de São José dos Campos, ter ensino fundamental completo e idade mínima de 18 anos. A inscrição não garante a efetivação da vaga. A seleção dos candidatos irá priorizar pessoas desempregadas e com maior grau de necessidade econômica, apurada com base nas informações fornecidas pelos candidatos.

O PROGRAMA

Criado em 2013 pela Secretaria de Relações do Trabalho, o Programa Qualifica São José objetiva qualificar profissionais e estudantes que buscam aumentar suas chances de inserção no mercado de trabalho. O programa oferece cursos gratuitos de capacitação e qualificação, palestras e oficinas, de acordo com a demanda regional e nacional. Aos empregadores, o Qualifica São José é uma referência para quem deseja contratar mão de obra qualificada. Desde o início do programa, o Qualifica já atendeu mais de 9 mil pessoas em 85 cursos nas áreas de serviços, turismo, comércio e indústria, realizados em parcerias com as instituições do Sistema S de ensino profissionalizante. Em 2015, já foram oferecidos 33 cursos. Ao todo, foram 1076 vagas disponibilizadas em parceria com SENAI, SENAC e INVAR.

MAIS INFORMAÇÕES

www.sjc.sp.gov.br/secretarias/relacoes_do_trabalho/qualifica.aspx

felizcidade.net

37


entre aspas Redação

“É melhor praticar a justiça do que sabiamente discorrer sobre ela”. ANTÔNIO CARLOS COSTA Pastor, teólogo e ativista

“Experiência não é o que acontece com um homem; é o que um homem faz com o que lhe acontece”. Aldous Huxley Escritor

“Migrar é um direito humano. Nossas fronteiras são imaginárias”. Carlos Bezerra Jr. Médico, deputado e pastor

“Busque ser uma pessoa de valor, não de sucesso. O verdadeiro sucesso é consequência de uma vida de valor”. Carlos Hilsdorf Economista, consultor e palestrante

ALGUÉM MANDOU BEM? ENVIE A FRASE E UMA FOTO PARA CONTATO@FELIZCIDADE.NET OU FACEBOOK.COM/REVISTAFELIZCIDADE


dicas Redação

O DIÁRIO DE ANNE FRANK EDITORA RECORD Edição definitiva por Otto H. Frank e Mirjam Pressler “O Diário de Anne Frank”, publicado originalmente em 1947, se tornou um dos relatos mais impressionantes das atrocidades e horrores cometidos contra os judeus durante a Segunda Guerra Mundial. A força da narrativa desta adolescente — que mesmo com sua pouca experiência de vida foi capaz de escrever um testemunho de humanidade e tolerância — a tornaria uma

das figuras mais conhecidas do século 20. É comovente descobrir que mesmo no contexto tenebroso do nazismo e guerra, ela viveu problemas e conflitos de uma adolescente de qualquer lugar e tempo. Seu diário está entre os documentos mais duradouros produzidos neste século, mas é também uma narrativa tenra e incomparável, que revela a força indestrutível do espírito humano.

A ESCOLHA PERFEITA2 UNIVERSAL FILMES Sequência da comédia musical, de 2012, sobre um grupo de estudantes que forma um coral à capela e decidia desafiar o famoso coral de garotos do mesmo colégio. Após conquistarem o sucesso, as Barden Bellas ganham a oportunidade de se apresentar para ninguém menos que o presidente dos Estados Unidos. Só que o show é um grande fiasco, o que as torna uma vergonha nacional. Diante do ocorrido, as Bellas são proibidas de participar de uma competições no meio acadêmico e até mesmo de aceitar novas integrantes. A única saída é vencer o campeonato mundial de canto à capela, o que apagaria as punições aplicadas ao grupo. Mas há um problema, nunca uma equipe americana venceu o torneio.

felizcidade.net

39


OFERTAS IMPERDIVEIS • Seminovos periciados e revisados. • Melhor avaliação do seu usado.

• Refinanciamos seu carro • Taxa de juros acessíveis

Cinto de segurança salva vidas.

Mais de 150 seminovos. Melhor negociação. Entrada para dezembro/2015 ou 10x no cartão*

(12) 3902-2800

www.pointcarmotors.com.br

Valores não incluem TC de R$ 960,00. Cadastro sujeito a aprovação. Ofertas válida até 26/09/2015, condicionadas aos veículos c/ estoque na loja, podendo ser suspensas a qualquer momento s/ aviso prévio. Nos reservamos o direito de corrigir possíveis erros de digitação. ´´A entrada para dezembro de 2015 não pode ultrapassar o limite de R$2.000,00, esta promoção pode ser suspensa ou alterada a qualquer momento, s/ aviso prévio.

facebook.com/pointcarmotors

Av. Pedro Friggi, 545 - Vista Verde - São José dos Campos / SP


acontece Redação

QUER DIVULGAR SEU EVENTO AQUI? ENVIE UM E-MAIL PARA EVENTOS@IGREJADACIDADE.NET

Confira aqui eventos, shows, congressos e programações para abençoar seus próximos dias. Programe-se!

CONGRESSO UNIVERSITÁRIO 2015 SET

24

Data: 24 a 27/9 Local: Igreja Batista da Lagoinha / Belo Horizonte Informações: www.lagoinha.com Conciliar a fé cristã com determinados ensinamentos e conceitos apresentados no ambiente acadêmico é um desafio. Por esse motivo, a Liga Universitária, da Mocidade Lagoinha, realiza anualmente o Congresso Universitário. O cantor Marcos Almeida e os pastores Lucinho Barreto, Richarde Guerra, Davi Lago e Gilberto Araújo, do Ministério Fire Universitário, são alguns dos convidados. Desta vez, a pauta do congresso é “Universidade: Missão Possível”. A programação é variada, em diferentes ambientes da Igreja Batista da Lagoinha e conta inclusive com um tour pela capital mineira. O cronograma pode ser visto no website da igreja, com informações detalhadas do que irá acontecer.

3ª Pet Fair SET

25

OUT

24

Data: 25 e 27/9 Horário: 14h às 22h Local: Expo Vale Sul / Avenida Andrômeda, 200 São José dos Campos Ingressos: R$10,00 ou R$5,00 + 1kg de ração Informações: (12) 3942-1604 Em sua terceira edição, a feira Pet Fair traz concursos, exposições e produtos para os bichinhos de estimação. A programação promete animar os donos e os bichanos, que podem circular juntamente no local da feira. No evento, provas de agility, de concurso de cães e gatos, adoção de animais, congresso veterinário, mini fazendinha, banho e tosa, especialidades veterinárias, expositores diversos e encontro de groomers são algumas das atrações. Se você tem um animalzinho, saquinho de dejetos em uma mão, coleira na outra e pode aproveitar. Se não tem, essa é uma boa oportunidade de adotar um cachorro ou gatinho que precisa de um lar.

Workshop Nacional de Artes Data: 24 de Outubro Local: Rua Clélia, 1517 São Paulo Informações: www.boladeneve.com/artes

A Igreja Bola de Neve abre inscrições para o workshop de artes, com abordagem específica em dança, teatro, música, maquiagem, cenografia e figurinos. Na programação, se inicia às 8h30 e segue até às 18h, diversas oficinas serão ministradas. No quadro de convidados estão Verônica Nobili (atriz, dubladora, escritora, diretora e coreógrafa, formada pela Escola de Arte Dramática EAD/USP); Franciely Comunello (coreógrafa, atriz, apresentadora e diretora teatral, formada em Interpretação para Teatro, Cinema e Televisão pela CNT, e em Dança pela Royal Academy of Dance); Liliane Zimermann (atriz e produtora, formada em Artes Cênicas pelo Indac e Escola de Atores Wolf Maya); Dani Almeida (bailarina, pós-graduada em Dança e Consciência Corporal pela UniFMU); Fernando Araújo (ator e maquiador) e Allan Ferc (figurinista, maquiador e aderecista da Cia de Artes Jeová Nissi). Neste ano, toda renda do Workshop Nacional de Artes será destinada a Missão Haiti, que tem proporcionado a restauração de muitas vidas na sociedade haitiana. Atualmente, mais de 40 crianças são atendidas pelo orfanato da missão. *A publicação do conteúdo enviado por e-mail passará por avaliação prévia. Todas as informações dessa página são de responsabilidade dos organizadores, não comprometendo a Revista FelizCidade por quaisquer alterações.

felizcidade.net

43


AREZZO SHOPPING CENTER VALE

AREZZO SHOPPING COLINAS

AREZZO SHOPPING VALE SUL


última página

NÃO CURTI, ME ABRAÇA? São mais de 100 milhões de brasileiros conectados à internet, de acordo a última pesquisa do IBGE. Adolescentes e jovens, adultos e até terceira idade têm cerca de seis horas de seus dias gastas nas redes sociais. A principal função? Curtir! Bem, isso até a notícia da última semana, em que Marck Zuckerberg, presidente-executivo do Facebook, afirmou que a rede social está desenvolvendo um botão “não curti”. Curtiu? Eu curti o “não curti” (em inglês, “dislike”). Nunca foi tão propício e necessário expressarmos nossa opinião a respeito das coisas, de modo enfático. O fundador da rede, Zuckerberg, citou situações em que o sentimento de reprovação ou tristeza faz-se necessário no ambiente digital, pois “muitas vezes as pessoas compartilham coisas no Facebook que são momentos tristes de suas vidas; os usuários não se sentem confortáveis apertando ‘curtir’, porque ‘curtir’ não é o sentimento apropriado para quando alguém perde uma pessoa ou está falando sobre um assunto difícil”, explicou. É um avanço, mas nesse caso continuará sendo uma concordância com a postagem (curto quando é alegre; não curto quando é triste). Pergunto-me porque reprovamos, tantas vezes, a contracultura do pensar e a possibilidade de discordar. No Brasil, há uma péssima mania de não concordar e, ainda assim, de não opinar. Funciona assim: se eu não gosto do que a pessoa faz ou da forma como se posiciona em relação a alguma coisa (especialmente se for alguém mais próximo), não me manifesto. Duvida? A máxima “futebol, religião e política não 46

felizcidade.net

se discutem” vem da incapacidade de se conversar assuntos polêmicos e manter o bom relacionamento. Quando foi que perdemos a habilidade de conversar e discordar sem deixar de amar? Terá sido no Éden? Infelizmente não conseguimos separar ideias de pessoas. “Sua ideia não faz sentido para mim, mas isso não afeta nosso relacionamento” – deveria ser a nossa máxima. “Eu não curti o que você postou – sobre os refugiados, sobre a Dilma, sobre o governo, sobre funk, sobre dieta Dukan, sobre a assistência técnica do moço que arruma celular ao lado da sorveteria do tio Zé, mas eu ainda amo você”. Quando Adão e Eva discordaram das orientações de Deus, o que eles fizeram? “Vamos nos esconder. Comemos do fruto – e isso não se discute”. Enquanto isso, o Criador os procurava para conversar e não limitou Seu amor. Jesus não fez o mesmo? Sim! Sentado com fariseus, o Senhor não concordava com a maneira de pensar deles, com a forma como cuidavam das coisas de Deus ou com o jeito ríspido como tratavam as mulheres. Mas o que Ele fez? Amou. Independente das atualizações do Facebook, eu e você enfrentamos situações dignas de “dislikes” o tempo todo. Somos livres para expressar opinião, para não curtir uma atitude, para rejeitar uma posição. Estamos suscetíveis a, inclusive, recebermos “não curtidas” em relação a nossas opiniões, atitudes e posições. Mas que todos nós, juntos, cresçamos em amor. Que não nos falte a maneira doce, coerente, firme e confortante que Jesus nos ensinou sobre amar o próximo. As curtidas podem passar, mas o amor permanecerá. “Não curti, mas vem cá e me dá um abraço?”.

QUEILA DA ROSA

Diretora da Rádio Cidade e Relações Públicas facebook.com/queiladarosa twitter.com/queiladarosa instagram.com/queiladarosa

Quando foi que perdemos a habilidade de conversar e discordar sem deixar de amar? Terá sido no Éden?”



Revista FelizCidade #37