Issuu on Google+


PRA VOCÊ

ISSN 1983760-7

conteúdo de primeira www.felizcidade.net

Quem Somos

Com distribuição semanal em todos os Campi e Igrejas da Cidade, nossa revista tem como objetivo trazer matérias que informem, sensibilizem e tragam satisfação ao leitor. Nosso foco é levar boas notícias da nossa região e da família PIB, qualidade editorial e excelência quanto a forma, linguagem e conteúdo.

Conselho Gestor

Carlito Paes - Erich Prates - Fabrício Correia José Luiz Ovando - Lázaro Carvalho – Marcos Madaleno

Editores

Erich Prates - Mariana Madaleno

Coordenação Executiva Erich Prates

Jornalista Responsável

Talyta Grandchamp – MTB 57.760

Revisores

Aline Costa e Viviane Godoy

Direção de Arte Felipe Cavalcanti

Projeto Gráfico

Contemporaneidades Mariana Madaleno faz parte da equipe editorial da Revista Felizcidade, conecte-se com ela facebook.com.br/mariceruks @mari_crks

Allan Marcel - Erich Prates

Designers

Lucas Anacleto - Júlio César Silva - Wagner Bonfim - Thamara Ranciaro

Fotos

Acervo de fotografia Felizcidade

Anuncie (12) 3911-2228

anuncie@felizcidade.net

Informações

(12) 3941-4108 - contato@felizcidade.net Rua Euclides Miragaia, 548 - Centro – CEP: 12245-820 São José dos Campos - SP A Revista FelizCidade é uma publicação semanal da Editora Inspire em parceria com a PIB em São José dos Campos. As publicidades contidas nesta edição são de única e exclusiva responsabilidade dos anunciantes, não cabendo a Editora Inspire qualquer obrigação de responder sobre o conteúdo e veracidade de tais peças. Fica também a critério da Editora Inspire selecionar as propagandas que serão veiculadas. O conteúdo e informações contidos nas matérias e artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos articulistas.

Circulação

Caçapava, Caraguatatuba, Jacareí, Jambeiro, Paraibuna, São José dos Campos, Taubaté, São Paulo e Rio de Janeiro.

Impressão

Allcor Gráfica

Distribuição

4.200 exemplares Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia. Para solicitar autorização envie e-mail para revista@felizcidade.net

Auditagem __________________________________________________

Diretor Executivo João Carlos Pupio

Diretor Comercial Márcio Keske

Diretora de Redação

Mariana Ceruks Madaleno

C.S.Lewis certa vez disse que Deus não habita no tempo. Ora, se Aquele que existe de eternidade em eternidade não se limita a momentos que se seguem, Ele mesmo decide intervir em nosso tempo para relacionar-se conosco. Afinal, para nós, o tempo nos dirige, impulsiona e nos desafia. E que tempos desafiadores vivemos! Nossa matéria de capa mostra como a família brasileira tem mudado o seu perfil na última década. Avanços ou retrocessos? Será toda mudança positiva? Entre tantas novas configurações e o enfraquecimento do modelo tradicional familiar, fica o pensamento de que, em essência, a família possui um valor intrínseco e atemporal, tão caro a nós, seres humanos e tão coerente com a própria natureza do seu Grande idealizador.  Mas estamos aqui, em Maio de 2013. Há batalhas e promessas diante de nós. Há respostas e reações a serem dadas. É neste compasso que a Conferência Inspire, que reuniu centenas de pastores e líderes do Brasil (e muitos outros no mundo, por meio da internet), reafirmou o poder de atitudes que fazem a diferença em qualquer realidade e que urgem em nossos dias. Nossa editoria Conteúdo conta como aconteceu este evento que, mais do que trazer ideias, relacionamentos e conteúdo, nos lembrou de que não há maior dádiva do que servir. Nossa entrevistada da semana nos faz refletir sobre decisões e caminhos, nesta nossa senda marcada pelo tempo e pela mão de Deus. Evely Ott, veterinária e empresária, deixa a companhia de sua família e o conforto do Brasil para viver na China, servindo uma comunidade local com seu tempo e doação. Servimos ao Deus que está acima do tempo. O contemporâneo, o passado e o futuro são, para Ele, todos iguais. Que ao ler as próximas páginas, você seja inspirado a entregar-Lhe seus dias, a remir o tempo, a viver para além de seus próprios limites.

Coordenação Editorial Viviane Godoy

Informações

(12) 3911 2228 contato@editorainspire.com.br www.editorainspire.com.br

felizcidade.net | 3


DIZ AÍ expressão e atitude

Igreja da Cidade no Rio de Janeiro

“Gosto muito do Rio de Janeiro, onde morei em 92 e 93. A cidade maravilhosa será de verdade quando se render a Jesus! E a Igreja da Cidade fará parte desta festa! Alguém duvida?” Clodimar Roberto Matesco

Queremos sua participação no conteúdo da revista FelizCidade. Envie suas sugestões de matérias e faça parte da revista.Você pode estar na proxima edição. Você também pode acessar as edições anteriores da revista FelizCidade pelo site www.felizcidade.net e conferir todo conteúdo.

revista@felizcidade.net facebook.com/revistafelizcidade

#EuLeioFelizcidade

06

Pastoral O que é mais precioso na sua vida?

NESTA EDIÇÃO

22

Radar Novos líderes para o Plano de Expansão PIB

08

Quem? Evely Ott a caminho da China

25

Reconquistas Perfeccionismo, você sofre disso?

10 13 15 20

Imagine Lançamento do carnê Imagine

26 27 33

Cabide Cinto se amarre nesse acessório!

34

Reflita O lado verde da esponja

Hummm Avestruz Elas Como permanecer em meio a dor Conteúdo 12ª Conferência Inspire com muita doação

PG Os e-Grupos da PIB em SJC Tô de folga e Entre Aspas Comentários de filmes, livros e frases da semana

17

CAPA

A essência da família diante das mudanças


6 | felizcidade.net


PASTORAL juntos somos melhores

O QUE É MAIS PRECIOSO PARA SUA VIDA?

D

eus criou a família como bem maior da sociedade. E estabeleceu a igreja para ser a base deste projeto para todas as família da terra, congregando seu povo. Deu para ambas uma missão na terra; encontrar seus filhos perdidos e estabelecer o Reino de Deus, através de valores e princípios de uma nova identidade! A sua família, mesmo cheia de problemas e diversidades atingida pelo pecado, é o bem mais poderoso da terra, seguido da igreja do Senhor Jesus. Essas duas instituições foram criadas por Deus e, é importante frisar: foram as duas únicas. Deus não criou países, organizações, empresas, partidos e entidades. Deus estabeleceu a família e a igreja, está Escrito: “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.” Gênesis 2.24. E também: “E eu lhe digo que você é Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do Hades não poderão vencê-la” Mateus 16.18. Ele estabeleceu essas duas instituições e entregou a elas autoridade e poder sobre a sociedade. Ele deu as chaves do mundo espiritual: “Eu lhe darei as chaves do Reino dos céus; o que você ligar na terra terá sido ligado nos céus, e o que você desligar na terra terá sido desligado nos céus”. Mateus: 16.19. Este é um poder atemporal e, que, não é conquistado com influência, recursos e poder humano, é algo espiritual e divino, que somente o grande Criador pode dar àqueles que pela fé recebem. Não basta ter família, precisamos ter família e igreja, estabelecidas nos valores,

princípios, mandamentos da Palavra de Deus. Existem pessoas que levantam a bandeira da família, o que é bom. Todavia, precisamos da família e da igreja juntas, como Deus estabeleceu. Você já percebeu que na sociedade pós-moderna, em nome do culto ao hedonismo, isto é, o prazer pelo prazer humano em primeiro lugar, estas são as duas instituições mais atacadas atualmente. Inclusive não só pelos seculares ateus, bem como também, por cristãos ateus, porque a única coisa que fazem é crer, mas não fazem nada para zelar e promover a família e a igreja do jeito de Deus. E devido suas paixões e traumas, querem moldar tanto a família quanto a igreja, de acordo com seus desejos, sentimentos e ideias. Hoje, cristãos progressistas estão jogando no time dos seculares sem Cristo e estão atirando contra a família e a igreja, devido as suas doenças mal curadas e mal resolvidas e, portanto, lutando contra Deus. Está Escrito: “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12.2. Em dias de terrorismo, violência, medo, solidão, para onde você corre quando tudo dá errado? Para as empresas, para as instituições? Para as Bibliotecas e Universidades? Não, as pessoas buscam pessoas, buscam família, buscam a igreja. Você já percebeu que nos momentos mais importantes de sua vida tais como nascimento, casa-

Carlito Paes e Leila Paes Pastores da PIB em SJC e da Rede de Igrejas da Cidade facebook.com/carlitopaesoficial @carlitopaes @leilapaes

mento, festa de aniversários e velórios, tanto a família como a igreja estão perto de você? Ora, se esses são seus esteios, suas âncoras de alma, não deixem para colocá-los ao seu lado apenas em alguns momentos da vida, mas sim, em todos os momentos da sua vida, bons e ruins. Viva ao lado da sua família e dentro da sua igreja aconteça o que acontecer! Tudo mais passará! Invista e proteja esses dois maiores presentes de Deus sobre sua vida, eles protegerão você e as pessoas que você ama. Satanás já declarou que tem a missão de destruir os dois, não seja um aliado dele. Para fortalecer essas duas colunas divinas sobre sua vida e abençoar seus dias, iniciamos hoje uma nova série de mensagem na igreja: “Família: bênção em todos os momentos!” Serão seis mensagens que fortalecerão sua família e nossa igreja de forma fantástica. Veja mais informações no banner de propaganda nesta revista! Venha e traga toda sua família! Seus pastores!

felizcidade.net | 7


QUEM vida que faz a diferença

• Texto Talyta Grandchamp

O chamado para missão Evely Ott conta como foi a decisão em seguir viagem para China para cumprir sua trajetória

J

oseense, Médica Veterinária, formada pela Universidade Federal de Viçosa (MG) e bolsista de junho de 1993 a dezembro de 1993 na Universidade de Gissen, na Alemanha. Experiência é o que não falta a Evely Ott, que já trabalhou em Fazendas de gado de Corte no Mato Grosso, Goiás; na fomentação de gado de leite e administração de incubatório no Paraná. Além de ser empresária, sócia do Convênio Odontológico Dental Card, hoje Ottimo Odonto, por três anos e por um ano proprietária da escola de idiomas Alps em Jacareí. Aos 45 anos, Evely Ott mostra que o tempo de Deus não é controlado por nós e quando deixamos nas mãos Dele tudo se faz. Conheça mais dessa mulher que segue o caminho traçado pelo Pai. Já realizou alguma missão? Sim. Em 2010 fui para o Senegal, onde fiquei por 30 dias. Como foi a decisão em partir? Bem essa decisão vem de longe. Em 2005 o pastor Carlito Paes fez uma viagem missionária para a China com um grupo de pastores, e, num culto de quarta-feira ele falou sobre a experiência lá. Ele relatou várias coisas, mas a minha atenção foi cativada no momento que mencionou a visita a uma fazenda que cultivava arroz e que na verdade era um centro missiológico. Na hora senti uma vontade muito grande de ir para lá e trabalhar como voluntária nessa fazenda. Pensei em meu coração: eu posso exercer a minha profissão num campo missionário, seria a concretização de um sonho de faculdade. A partir desse dia comecei a prestar a atenção na China e a tentar conhecer mais os trabalhos missionários de lá. À medida que o tempo passou, Deus foi colocando em meu coração um amor muito grande por este povo.

8 | felizcidade.net

Como é deixar tudo aqui? Apesar de saber que vou sentir muita falta de minha família, da minha igreja e principalmente dos ensaios do coro, estou muito tranquila e em paz, pois a convicção de que devo ir é muito forte. Como seus pais e familiares encaram essa decisão? Encaram com naturalidade e estão felizes com a minha ida. Há 8 anos minha família vem acompanhando esse meu desejo de partir em um projeto missionário. Você deixa seu emprego aqui para partir para missão? Sim. Estava com uma franquia de escola de Idiomas em Jacareí, há quase 2 anos, e, no dia 14 novembro de 2012, logo após o retorno da viagem de Israel, fui chamada para uma reunião com a Franqueadora em Campinas. Lá me informaram que por decisão do Grupo a franquia seria fechada. Como o grupo detêm outras marcas a opção para os franqueados seria a troca de bandeira. Praticamente todos trocaram menos eu, por conta de minha localização geográfica muito próxima das outras bandeiras. Saí de lá por incrível que pareça bem tranquila, essa reunião foi uma resposta de oração, em Israel, no monte Carmelo quando num momento de interseção coloquei diante de Deus a minha escola. Pedi uma definição para esse ano de 2013. A escola tinha sido consagrada a Deus e o objetivo principal era levantar recursos para mandar para a China e Deus honrou durante quase esses 2 anos. Hoje já não tenho a escola, mas estou muito feliz porque estou indo para o campo. Creio que esse é o kairós de Deus para a minha vida e creio também que “Nosso Pai Celestial nunca tira nada de seus filhos, a não ser que pretenda dar-lhes algo melhor.” George Muller


Evelyn no Senegal. A veterinária segue viagem para China no próximo mês.

Muitas pessoas colocam em primeiro lugar a profissão, porque você resolveu colocar a missão à frente? Não sei se poderia dizer que coloquei a missão à frente, gosto muito do versículo em Colossenses 3.23 que diz: “Tudo quanto fizerdes fazei-o de todo o coração como para o Senhor e não para os homens.” Penso que no momento que estou vivendo, Deus está me chamando para a missão.

O que diria às pessoas que pensam em fazer uma viagem missionária. Eu diria para colocarem diante de Deus esse desejo e se dispusessem a ir sem medos de suas incapacidades ou capacidades. Afinal, sozinhos não podemos fazer nada, somos apenas ramos ligados na videira que é Jesus.

Por que escolheu a China como destino? O porquê da China, não sei. Mas creio que foi esse lugar que Deus escolheu para mim há 8 anos. Como é partir para um país com cultura tão diferente? Vejo como um grande desafio conhecer essa cultura que realmente é bem diferente da nossa. Mas ao mesmo tempo fico reconfortada, pois sei que se Deus está abrindo essa porta, Ele já vai estar lá comigo me capacitando na adaptação. Você se preocupa com a perseguição com os cristãos? Sim, com certeza me preocupo com a segurança dos cristãos de lá, pois sei que muitos estão presos ou fugindo. Minha oração é para que Deus me dê sabedoria no agir de forma que não comprometa os trabalhos lá. Como você acha que será seu trabalho por lá? Quanto tempo pretende ficar? Não sei ainda ao certo o que vou fazer, sei que estão precisando de voluntários em vários projetos, só quero levar o amor de Deus para esse povo através do meu serviço. Minha oração é Eis-me aqui Senhor. Quanto ao tempo ainda não está nada definido.

felizcidade.net | 9


HUMMM bom apetite • Texto Chef Marco Antonio

AVESTRUZ

A

carne de avestruz é saborosa e saudável. Apesar da cor, definida pelo alto teor de hemoglobina, esse alimento, que ainda é considerado exótico, possui as características das carnes brancas. A carne de avestruz possui 20% menos calorias, além de teor reduzido de gorduras, em relação às carnes de boi. A criação de avestruz no Brasil teve início em meados dos anos 90. A partir de 2001, a ave foi comercializada para abate. O

consumo no Brasil ainda é muito pequeno, mas diversos restaurantes possuem o avestruz em seus cardápios. Se do ponto de vista nutricional, a pouca gordura e o alto teor de ferro da carne de avestruz são vantagens, na cozinha, essas características exigem cuidados extras. A carne deve ser servida sempre ao ponto para mal passado, para não se tornar rija e o alto teor de ferro sobressair. Atualmente a carne de avestruz também pode ser encontrada em supermercados e açougues especializados em carnes exóticas. Imagem meramente ilustrativa

Avestruz ao molho de mostarda com cenouras ao alecrim Ingredientes 4 Filés de avestruz Pimenta-do-reino preta Sal 2 colheres (sobremesa) de margarina 2 colheres (sopa) de mostarda Molho inglês 1 xícara de leite 1 colher (sopa) de farinha de trigo 400 gr de cenoura cozida 2 colheres (sopa) de margarina Alecrim Preparo Tempere a carne com o sal e a pimenta. Aqueça a margarina na frigideira e frite os filés. Reserve. Na mesma frigideira, coloque a farinha de trigo e o leite, mexa até engrossar. Adicione a mostarda e o molho inglês. Deixe cozinhar por 5 minutos. Derreta a margarina e frite as cenouras. Salpique alecrim. Num refratário, arrume os filés de avestruz, regue o molho e sirva com cenouras.

#CONECTE

www.aboacozinha.com facebook.com/aboacozinha.gastronomia aboacozinha@hotmail.com

felizcidade.net | 13


ELAS uma jornada de conhecimento

• Texto Regina Godoy Insfran

COMO PERMANECER EM MEIO A DOR

P

ermanecer! Um verbo que, quer dizer, segundo Caldas Aulete: insistir com persistência, persistir ou perseverar. Significado forte para algo que mexe com nossos sentidos, com nosso coração, com a nossa alma. E ser persistente em meio a tantas pressões que são apresentadas a nós todos os dias, não é uma tarefa fácil. A impressão que tenho é que estamos vivendo numa panela de pressão e, que, por algum motivo, se algum mecanismo dessa panela der defeito, a panela vai explodir e tudo vai pelos ares. O que dizer para nós mulheres, que devemos permanecer em meio à dor? Parece algo difícil, utópico até, não é mesmo? Muitas vezes nos deparamos com aqueles dias em que não queremos nada a não ser a nossa cama, no quarto com as portas e janelas fechadas. Porém, creio que se tivermos a nossa mente e coração nos lugares certos, conseguimos perseverar em meio a dor – seja ela qual for. Certo judeu chamado Paulo, que aparece na História há uns 40 anos d.C., disse aos Romanos o seguinte: “Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações porque sabemos que a tribulação produz perseverança, a perseverança, um caráter aprovado, e o caráter aprovado, esperança.” Quando me deparo com essas palavras, sinto um conforto imenso em saber que posso aprender e crescer em meio a dor. Porque é nessa realidade que o nosso caráter é moldado e polido. O diamante só é brilhante depois de muitos processos de polimento e aí se torna uma das joias mais caras e cobiçadas. Comigo e com você é a mesma coisa. É no processo de dor que nos tornamos mais fortes! Isso não significa que você

não deve chorar, pois Deus não despreza nenhuma lágrima – Ele colhe todas as nossas lágrimas com muito carinho. O que não podemos, é tornamos refém dessa dor, tendo atitudes de autocomiseração e autopiedade. Não sei qual é sua dor hoje: pode ser a dor de um luto, dor física, dor de uma separação ou divórcio, dor do abandono, desprezo, dor de ser mal compreendida, são tantas as amostras de dor que não caberá aqui nesse papel. A minha é física – tenho procurado permanecer em meio a dor de um câncer recém-descoberto. Dor essa que suga as minhas forças, meus pensamentos, meu físico e me consome de tal forma, que se não mantiver a minha mente pura e o meu coração limpo, posso me perder e, assim, ficarei longe do que realmente importa e do que me dá esperança: que é estar firme e se alegrar em Deus, que é a nossa fonte de alegria e alegria completa! Para vencer dia a dia cada obstáculo que essa dor me impõe, tenho aprendido a meditar no que está escrito em Habacuque 3.17-19, “Mesmo que não haja figos na figueira, e as uvas nas videiras não amadureçam; Mesmo que não se colham azeitonas, e os campos de trigo não produzam; Mesmo que os apriscos estejam sem ovelhas e as estrebarias sem gado, desde já cantem louvor jubilante ao Eterno. Pulando de alegria diante de Deus, meu Salvador. Por saber que o governo do Eterno será vencedor, sinto-me fortalecido e encorajado. Corro como um cervo e me sinto o rei do mundo!”. E se deixe ser cuidada pela família e por bons amigos. Experimente essas duas coisas e você terá forças para perseverar em meio a qualquer dor.

#DICA

Mulheres que oram

Toda segunda-feira. 18h30 Local: Campus Betânia

felizcidade.net | 15


CAPA • Texto Talyta Grandchamp e Mariana Madaleno

Entre mudanças e a essência: o perfil da família brasileira O modelo da família tem se redesenhado nos últimos anos. O modelo pai, mãe e filhos têm perdido a força e representa 49,9% da população brasileira. Para mostrar esse projeto de vida de Deus para nós, a PIB em SJC realiza uma nova série: Campanha da família – bênção em todos os momentos!

A

febre dos adesivos chamados de “família feliz” passou, mas eles continuam nos carros. Aqueles bonequinhos tão felizes representam bem o modelo de família com o qual estamos acostumados há muitas gerações e que é citado no livro mais antigo e vendido do mundo, a Bíblia: o modelo pai, mãe e filhos. Apesar de tantas mudanças, é possível resgatar a essência bíblica do plano de Deus para a família.

felizcidade.net | 17


CAPA

M

elina e Paulo Pereira vivem há 8 anos como uma nova família. “Agradeço a Deus por esse marido que Ele me deu de presente. Ele é um pai maravilhoso e um marido exemplar. Com ele aprendi muita coisa, e sei que ensinei também, para falar a verdade, aprendemos dia após dia um com o outro. Tê-lo ao meu lado é um presente diário do Senhor. Sofremos, choramos, rimos, brincamos, prometemos, cumprimos, decepcionamos, aprendemos, divertimos, respeitamos e nos amamos muito! Deus está no controle de tudo, nos guiando e nos fortalecendo. Temos muitos defeitos, mas aprendemos a lidar com eles”, conta Melina. Novas famílias são formadas todos os dias, como fizeram Melina e Paulo. Mas d existem mudanças na estrutura dos grupos familiares, retratadas na comparação da família brasileira entre 2000 e 2010. As relações familiares podem até ser influenciadas por muitos fatores externos, mas mostram que a família não perdeu sua função como base da sociedade. Os desafios para relacionamentos entre esposo, esposa, pais e filhos podem ser diferentes e maiores, mas nunca a recompensa deixou de valer a pena.

Confira as mensagens da Campanha Família: bênção em todos os momentos!

Configurações Diversas

O modelo tradicional de família – pai, mães e filhos – tem diminuído frente a novas configurações, mostra o Censo. Um grupo que registrou grande crescimento nos últimos anos é o chamado bloco do “eu sozinho”, pessoas que optam por viver sozinhas em busca de privacidade. Já representam 12,2% dos lares, são 7 milhões de brasileiros morando sozinhos. Outro fator de impacto é o número de divorciados, que cresceu significativamente. A facilidade na legislação colaborou para esse aumento, com crescimento de 5% nos casos. “Há uma mudança grande, tanto judicialmente quanto nas relações. Em um mês é possível se divorciar. Se antes era complicado, agora é esse processo é tão rápido que torna mais descartáveis as uniões formais”, explica o advogado Sérgio Arthur Calmon, especializado em direito de família. Os desafios inerentes a todo casamento parecem ser cada vez menos enfrentados pelos casais. Enquanto muitos acabam por optar por esse caminho, está claro que o divórcio é um processo complicado para todos os envolvidos, inclusive, para os filhos. Com a separação ou divórcio, outro formato de família cresce: a

12/5 – Como restaurar a paz em seu lar 19/5 – Esperança para os pais feridos 26/5 – Família Plano de Deus para minha vida 2/6 – Criando filhos sem criar hipertensão 9/6 – Fazendo do meu lar um lugar seguro e de aceitação

18 | felizcidade.net


união conjugal consensual ou o chamado mosaico. São 34,8% dos brasileiros, tanto homens quanto mulheres, que, separados e com filhos, resolvem unir-se novamente e formar outra família. Daí também aumentam os casos de filhos que moram em duas casas, das mães e dos pais. Logicamente, essa divisão, acompanhada de sentimentos negativos que naturalmente vêm com a separação dos pais, constituem em grandes desafios na relação pais e filhos e na formação de adultos social e emocionalmente saudáveis. Casamentos, uniões e maternidadeEnquanto os divórcios têm mudado o perfil de famílias constituídas, a decisão por se casar ou não afeta a outra ponta desse fenômeno. Em geral, o índice de casamentos civis ou religiosos dos brasileiros caiu. Hoje o modelo de família, pai, mãe e filhos, já não é maioria no Brasil, representando 49,9% da população. Casais sem filhos, pessoas que moram sozinhas, três gerações que moram juntas, amigos que moram juntos, mães ou pais sozinhos com os filhos, netos com avós, irmãos que moram juntos e família mosaico, são a maioria da população. A pesquisa do Censo relacionou ainda essa diminuição à questão social. Muitos casais adiam ou optam por não se casar pelas condições financeiras. O índice é de 64,2% entre pessoas que ganham mais de cinco salários e, conforme a renda cai, cresce o número de uniões conjugais consensuais (não oficiais). Outras mudanças acontecem na decisão em ter filhos. Enquanto em 1940, a média era de seis filhos por mulher, hoje a média é de dois. A escolha das famílias também é por esperar um pouco mais para ter filhos; a média das brasileiras é de planejamento a partir dos 27 anos. Esta é uma opção diretamente relacionada à maior participação da mulher no mercado de trabalho, que hoje configura 43,6% da força trabalhista no país. A mulher profissional também trouxe um modelo de lar com responsabilidades divididas. Nesse novo formato, as despesas são partilhadas e tarefas domésticas também. Essa organização familiar já representa 29,6%, o que significa 16.967 milhões de lares brasileiros nesse formato. Com a mulher trabalhando fora, as atividades domésticas também passam a fazer parte do dia a dia do homem.

Um plano para a felicidade

Novas circunstâncias, perfil econômico e cultural trazem impactos às famílias, tanto positivos quanto negativos. Porém, o desmantelamento crescente de valores essenciais tem trazido estragos emocionais profundos e que impactam as próximas gerações. É nesse contexto que muitos têm visto a importância do resgate do valor familiar e do casamento. Muito mais do que simplesmente se manter casado, ou se prender a modelos simplesmente por tradição, pessoas têm se lembrado de que, em essência, a família é o plano de Deus para o bem de quem faz parte dela. Isso diz respeito tanto ao casamento, quanto ao namoro e à criação de filhos. “Quando você se casa, descobre quem realmente é. Até então, você não viveu tão intimamente com uma pessoa, nem mesmo com seus pais. É o máximo da intimidade” explica Viviam Ribeiro, pastora da PIB em SJC, sobre a potencialidade por detrás do casamento e da família. “Por isso, as aptidões aparecem e também os defeitos e falhas, lutas internas e áreas de crescimento. Todas elas fazem gerar um indivíduo melhor”. E continua: “Da unidade familiar surge a potencialidade. A família foi dada a nós por Deus para sermos felizes. Ela fecha um nicho de realizações. Você se sente pleno. Todos os desafios trazem bons resultados”, explica Viviam Ribeiro. Com tantos desafios e informações que bombardeiam a base familiar, se faz necessário reforçar as raízes estabelecidas por Deus, através da Bíblia, para todos nós. Para isso, a PIB em SJC inicia uma série de seis mensagens, em todas suas extensões e Igrejas da Cidade, é a Campanha da família: bênção em todos os momentos! A série de mensagens dominicais busca mostrar a importância da base familiar, segundo o modelo proposto por Deus, para nossa vida e como lidar com todas as dores e dificuldades que enfrentamos nesse relacionamento, que traz tantos benefícios a todos nós. Entre o temas tratados, a série falará sobre quando sofremos perdas em família, como restaurar a paz em seu lar, a esperança para os pais feridos, a família como plano de Deus para sua vida, como criar os filhos sem criar hipertensão e como fazer do seu lar um lugar seguro e de aceitação.

felizcidade.net | 19


CONTEÚDO amplie seu conhecimento • Texto Talyta Grandchamp e Mariana Madaleno

Conferência Inspire impacta lideranças de todo o Brasil a viver a doação Centenas de pastores e líderes estiveram presentes no Campus Colina da PIB em SJC e outros milhares se conectaram pela internet para não perderem nada, mesmo estando longe

C

erca de 700 pastores e líderes de 14 estados brasileiros estiveram presentes nos três dias de Conferência Inspire, realizada na PIB em SJC. Chegaram entusiasmados e abertos para receber, aprender e compartilhar ideias: e de fato, muita coisa boa estava pela frente. Essa é a 12ª edição do evento, que sempre traz novidades e ferramentas importantes para que possam voltar para suas cidades inspirados a renovar suas igrejas. Esse ano os participantes encontraram um cenário novo para o evento, já que a Conferência aconteceu pela primeira no Campus Colina. Puderam ver pessoalmente a realização do sonho que nasceu em 2004. Apesar de a obra ainda não estar finalizada, já encheu os olhos de muitos que estiveram por lá.

Palavras para transformar

A Conferência Inspire contou com preleções entusiasmantes, confrontadoras e impactantes, trazidas por grandes homens que Deus e que ressaltaram, de uma forma ou de outra, o tema do ano da PIB em SJC, ao falarem de “Liderança Doadora”. Já no primeiro dia, o pastor Fabiano Ribeiro abriu as plenárias falando sobre Paternidade bem Resolvida, seguido por Neil Barreto, que relembrou as verdades da graça de Deus. À noite foi a vez do pastor Mario Rui Boto, que incendiou os conferencistas ao falar sobre a renovação da paixão. Na noite de terça, o pastor Odilon Vergara compartilhou as riquezas do discipulado um a um, seguido por Mario Rui Boto, que tratou da importância da visão de um líder. A manhã seguinte foi marcada pela adoração, com a plenária da pastora Leila Paes. Neil Barreto deu continuidade, pontuando sobre a igreja e sua verdadeira contextualização. Na tarde de quarta, o pastor Carlito Paes costurou toda a temática da doação, em uma impactante mensagem antecedida pela celebração da Ceia. “As plenárias me inspiraram a ver a atitude doadora e a minha liderança de uma nova forma. Sem dúvida, um dos pontos altos do evento”, conta uma das conferencistas.

Depósito Betânia Materiais para Construção

Tel: (12) 3907-6786 e-mail: depositobetania@gmail.com Estrada do Bairrinho, no 1.300 - Santa Hermínia - São José dos Campos-SP 20 | felizcidade.net

“Deus esquece nossas grandes falhas, mas faz questão de lembrar as pequenas boas obras.” @mariorui “Dê não apenas com as mãos abertas, mas com o coração cheio.” @CarlitoPaes “Abençoado não é o que recebe, mas quem compartilha o que recebe.” Pr. Neil Barreto “Adoração é obediência.” @LeilaPaes “Perdoar não é esquecer, mas permitir que alguém renasça em sua vida.” @FabianoSRibeiro “O discipulado ensina a ser amado, alguém cuida e se preocupa com você.” Pr. Odilon Vergara


Atos de Doação

A generosidade é contagiosa. Essa foi uma das máximas da conferência, que mostrou na prática o poder de um ato de doação. Na abertura do evento, conduzida pelo time de adoração da PIB em SJC e pela pastora Leila, cada um no auditório foi presenteada com um exemplar do livro devocional “O Grande Doador”, um ato que visou inspirar outros a também doar e compartilhar daquilo que recebeu de Deus. Na quarta-feira, a Rede Inspire também proporcionou outro momento de concretizar a doação. Quarenta pastores da Rede foram chamados à frente para que tivessem seus pés lavados por pastores e ministros da PIB em SJC, que também presentearam pessoalmente esses pastores com um novo par de sapatos. Sem dúvida, um momento que impactou a PIB em SJC, os pastores e seus liderados. O ato profético terminou em lágrimas, abraços e a certeza de que líderes cristãos são chamados para viver “com a bacia e a toalha”, como enfatizou o pastor Carlito.

Muitas conferências em uma

Conectados

Ainda que muitos pastores e líderes não puderam participar fisicamente da conferência, eles não perderam nenhuma das plenárias. A transmissão ao vivo pelo site pibnet.com.br possibilitou às pessoas de longe a acompanharem essa importante ferramenta. Cerca de 4.500 espectadores estiveram online, com conexões em 14 países, como Portugal, Estados Unidos, Chile, Senegal, Canadá e até mesmo Japão. Mas os brasileiros foram maioria, 95% deles de 185 cidades de todos os cantos do país, com maior audiência em São Paulo, com 285, e Rio de Janeiro, com 176.

Um dos diferencias da Conferência Inspire são suas conferências internas, nas quais os participantes podem entrar em contato com realidades ministeriais desenvolvidas na PIB em SJC, tirar suas dúvidas e voltar cheios de ideias. Esse ano, foram 10 conferências ministeriais, que trataram desde ministérios em faixas etárias como Ministério Ignição e Juventude Eleve, à iniciativas como Celebrando a Recuperação e Pequenos Grupos. Adoração e Circuito Vida trataram destes importantes propósitos de Deus para a igreja, enquanto Evangelismo Urbano inspirou pessoas às missões. Mentoria de pastores e líderes ensinou a como multiplicar e gerir a liderança. Gestão de Ação Social e Gestão de Ministérios deram dicas valiosas a como organizar estas importantes faces da igreja.

felizcidade.net | 21


RADAR fique ligado • Texto Talyta Grandchamp

Mais líderes para grandes desafios

P

rimeira Igreja Batista em SJC comemora a ampliação de sua equipe ministerial. Com a apresentação no mês de abril de 31 novos ministros. Para a igreja foi motivo de muito alegria e responsabilidade para ajudar no pastoreio. Eles continuam os estudos, que devem seguir por algum tempo ainda. Afinal a caminhada para se tornar pastor não é curta. Vivendo Lucas 10.1-2, “A seara é grande e os trabalhadores são poucos”, entendemos que os desafios são diários, mas dependemos de um Deus grande. O Plano de Expansão da PIB em SJC (2009-2015) segue a todo vapor. Já são 10 Igrejas da Cidade, seis extensões joseenses e 143 igrejas de 24 estados brasileiros associados através da Rede Inspire de Igrejas. Além disso tudo, são muitos ministérios e cuidados específicos em cada faixa etária, cada fase de vida, cada situação vivida. Por isso, eles serão muito necessários para ajudar nessa grande obra e mais são bem-vindos para ajudar. Nesse ano 12 novos pastores serão ordenados para ajudar nesse Plano de Expansão. Com a visão de levar a Palavra para todos os cantos do mundo, a PIB continua a trabalhar e oferece o Curso de Teologia e em breve mais estudos serão oferecidos. Você também pode começar a trilhar seu caminho, buscando mais conhecimento, você tem todas as ferramentas disponíveis na PIB. O crescimento do rebanho precisa de mais pastores, por isso, ainda nesse ano, novos pastores serão ordenados para continuar a expandir esse ministério. Ore por essas pessoas e plante em seu coração mais aprendizado.

Ordenação dOS novos MINISTROS MAIO

Andrei Alves Eduardo Vivone

22 | felizcidade.net

AGOSTO

Max Souza Huoliver Ferreira Flávio Chaves

SETEMBRO

Carmen Rangel Yan Lima Ricardo Rezende Sergio Ivo

OUTUBRO

Murilo Dantas Ariadne Pereira Adam Furloni


Ordenação dOS novos MINISTROS Alan dos Santos de Andrade Alessandra Bittencourt Vieira Pinto Carina dos Santos Veiga Claudio Rodolfo Fonseca Lopes Erich Fernandes Prates Fabio Albuquerque Dos Santos Fabio Henrique Ferreira Barbosa Felipe Leal Rocha Filipe Santos Glaubert Augusto Da Silva Cantuaria Grace Igarashi Nakamura Gustavo Fernandes Naressi Machado João Carlos Pupio Kéola Sousa Silva Dantas Lauro Oliveira da Silva Junior Lázaro Aparecido de Carvalho Lucas Teixeira Pacheco Luiz Carlos de Araujo Filho Marcio Keske Mariana Ceruks Madaleno Paula Roscito Costa Araújo Polyana Alves Radi Gonçalves Queila Schmidt da Rosa Robson Nascimento Teles de Santana Sabrina Kasczeszen de Oliveira Sandra Regina Costa Oliveira Traldi Sandro Augusto de Oliveira Sarah Carolina de Carvalho Rosa Suelen Peixoto Migowski Pinto Viviane Godoy Wesley Moreira da Veiga

felizcidade.net | 23


RECONQUISTAS vidas restauradas • Texto Cláudio Lopes

Perfeccionismo, você sofre disso?

O

perfeccionismo é um problema emocional que atinge muitas pessoas. Ele deriva de frustrações e fracassos, que descompensam a pessoa que sofre desse mal. De acordo com David A. Seamands em seu livro: “Cura para os traumas emocionais”, o perfeccionismo é a constante sensação de que nunca se consegue atingir o padrão desejado, nunca fazer o que se propõe a realizar de uma forma que seja satisfatória; uma sensação que afeta todas as áreas de nossa vida. A pessoa perfeccionista impõe a si própria a tirania de que sempre deve alguma coisa, o que traz a ela uma enorme sensação de culpa e uma dose grande de menosprezo de si mesma. Por sempre achar que não conseguiu chegar ao padrão exigido por si mesma, a pessoa que sofre dessa síndrome emocional apresenta uma autoestima baixa, muita ansiedade, rigidez quanto as regras, preocupação em demasia com a opinião dos outros e um desespero contínuo por aprovação do que faz. O grande problema do perfeccionista é a dificuldade em seus relacionamentos pessoais, pois no trato com as pessoas, ele espera que todos ao redor sejam perfeitos e se incomoda quando não consegue aplicar aos outros suas regras de disciplina, o que o isola das pessoas. Além do isolamento para com as pessoas, o perfeccionista se afasta do relacionamento com Deus, para Seamands o “perfeccionismo produz uma imagem distorcida de Deus, com sensações de dúvida, rebeldia e raiva contra um Deus a quem nunca consegue agradar.” Mas saiba que existe cura para esse mal, através da graça de Deus. O primeiro passo é reconhecer-se como uma pessoa que sofre desse mal, entender que a cura se dá, por meio de um processo de renovação da sua forma de pensar. Compreender que a perfeição é um atributo de Deus e que na graça Dele podemos viver um dia de cada vez com metas realistas e equilibradas. Pode ser difícil admitir, mas até que você o faça, não poderá dar os passos no caminho da recuperação. Dê o primeiro passo – admita sua incapacidade de lidar com os problemas e venha fazer parte do Ministério Celebrando a Recuperação. Você não está sozinho nessa caminhada. Nós estaremos juntos nessa jornada! Busque ajuda. Participe do grupo de apoio do Celebrando a Recuperação. Toda sexta-feira, às 19h30 no Campus Colina.

O que precisa ser mudado em sua vida?

É um hábito, uma ferida, uma tendência ou uma dificuldade? Se você se sente ferido? Deus diz em Isaías 57.18: “Eu vou curar você.”  Você está cansado de lutar? Disse Jesus: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.” – Mt 11.28 Celebrando Recuperação: Um lugar seguro, renovador e transformador! Um lugar pra você! Toda sexta-feira, no Campus Colina, às 19h30.

felizcidade.net | 25


CABIDE fique por dentro

#CONECTE

www.glammais.com.br facebook.com/paulatalmelli

• Texto Paula Talmelli

Cinto: se amarre neste acessório! O cinto é um acessório muito versátil e não é usado somente para segurar a calça não. Ele é um ótimo aliado para dar aquele toque especial no visual e pode mudar completamente o caimento de uma roupa!

CINTO LARGO OU FINO?

O cinto fino e também o médio são verdadeiros curingas e caem bem em todas as silhuetas, basta somente adaptar a posição em que será usado. Já o cinto largo deve ser evitado por quem tem o busto grande, pois como esconde uma parte do corpo, o cinto largo encurta a silhueta, o que faz você parecer mais larga do que realmente é.

NA CINTURA OU NO QUADRIL?

O cinto usado na cintura marca bem a silhueta. Isto é ótimo pra realçar a parte mais fina do seu corpo. Então se você tem a cintura fina, pode usar a vontade! Mas atenção ao tecido da blusa que deve ser fino e soltinho para ter um bom caimento e não aumentar sua silhueta. Evite usar cintos na cintura sobre blusas justas, pois sua silhueta já está marcada pela blusa. Se você tem a silhueta reta – sem muita cintura – também pode usar bastante o cinto na cintura, pois vai criar a cintura que você não tem. Mas se você tem a silhueta oval, vá de cinto no quadril! Você deve usar com uma blusa ou camisa de tecido bem fluído, deixe-a bem soltinha acima do cinto. Isto vai disfarçar

26 | felizcidade.net

a região do seu abdômen. Mas se sua silhueta faz o estilo plus size, o ideal é usar um cinto médio na parte mais estreita do corpo, que no seu caso é na região abaixo do busto. E quem tem o busto pequeno e o quadril grande também deve evitar o cinto no quadril, pois vai aumenta-lo ainda mais. Essas mesmas dicas valem para vestidos!

CINTOS DE ELÁSTICO

Os cintos de elástico são ainda mais versáteis, pois tanto na cintura quanto no quadril “vestem” melhor o corpo, porque se adaptam exatamente a sua silhueta. Aplique as mesmas regras anteriores.

DISCRETO OU CHAMATIVO?

Se o cinto for discreto de couro, sem texturas, com uma fivela básica e em tons neutros como preto, bege e marrom, você ainda tem espaço para caprichar em outros acessórios como pulseiras, colares ou um sapato bem diferente. Importante lembrar que se você está com um look totalmente preto e um cinto bege, o cinto vai ser o destaque, mesmo que fino, então combine com acessórios que chamem menos a atenção. Mas se os cintos forem de estampa animal, coloridos ou com fivelas lindas, tome cuidado para não exagerar e prefira acessórios mais simples, para que o cinto seja a grande estrela da sua produção!


PG as relações que importam • Texto Filipe Santos

Os E-Grupos da PIB em SJC

O

s primeiros passos de nossos Pequenos Grupos Online, chamados de eGrupos, começaram em agosto de 2012. Utilizamos uma ferramenta de videoconferência para grupos e então convidamos internautas que interagem com nossas redes sociais como facebook e twitter. Também convidamos os espectadores do nosso PIBTV que estão no Brasil e no mundo para participarem de um tempo rápido de comunhão, aprendizado e crescimento espiritual através desta ferramenta inovadora. Cada sala comporta simultaneamente seis internautas com câmera e microfone e mais quatro somente com microfone totalizando 10 participantes por eGrupo. Participantes de estados como Amazonas, Paraná, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais e até brasileiros que vivem nos EUA participam dos encontros pela internet. Muitos testemunhos foram compartilhados, desde pessoas que não frequentavam nenhuma igreja, até pessoas que gostariam de ficar mais próximas de uma igreja local, mas por motivo de mudança ou rotina itinerante encontraram nos eGrupos uma família espiritual. Em muitos casos, participantes testemunham que o eGrupo gerou uma reaproximação com Deus e em outros, pessoas que não tinham coragem de ir a uma igreja, venceram esta barreira. Esse ano vai ser de crescimento para estes grupos, visando sempre os sem-igreja, que embora sejam alcançados pela internet, são encorajados a buscar uma experiência presencial numa igreja saudável. Neste sentido, todas nossas iniciativas on-line visam um fim presencial de inclusão à família de Cristo. O eGrupo em conjunto com o PIBTV, compõe nosso Campus Online. No PIBTV através dos cultos on-line

tivemos 127 decisões por Jesus em 2012 e neste ano de 2013 já somamos 31 decisões. A missão é gerar através do eGrupo uma atmosfera onde as pessoas possam se decidir por Jesus também, aumentando cada vez mais o alcance e o impacto do nosso pastoreio na rede mundial de computadores. A internet é um grande campo missionário, para que todos conheçam o Grande Doador!

felizcidade.net | 27


EC M OS

DISPE

DISPEMEC, UMA EMPRESA QUE VAI LONGE.

N

25 A Siga a Dispemec no Facebook: www.facebook.com/Dispemec

www.dispemec.com.br

A tradição reconhecida no mercado de autopeças já vem de longa data, mas está sempre de olho no futuro, preparada para atender as necessidades de seus clientes, com qualidade e eficiência.


30 | felizcidade.net


SOLIDARIEDADE o que vale é a ação • Texto Sergio Ivo

Doação gera doação

O

projeto mais antigo da ABAP é o Mercado Solidário, que tem como objetivo o fornecimento de alimentos para 200 famílias carentes cadastradas. Elas recebem o valor correspondente a uma cesta básica em moeda criada pela ABAP, denominada “Solidário”, com ela podem escolher e adquirir em nosso mercado produtos dos quais apresentam maior necessidade. É uma forma de atender famílias carentes de maneira digna e desenvolver a cidadania e o respeito mútuo. Este projeto é porta de entrada para os demais projetos da ABAP, como o “Trilhas da Profissão” que prepara e profissionaliza pessoas para o mercado de trabalho nas áreas da beleza, gastronomia, panificação e confeitaria, tratamento odontológico, jurídico, psicológico, entre outros. O Mercado Solidário é possível porque a ABAP recebe doações de alimentos, oriundos dos eventos realizados em parceria com a Primeira Igreja Batista em SJC, como Auto de Páscoa e Cantata de Natal, bem como doações de parceiros e contribuintes em geral. Entretanto muitos itens ainda faltam, pois não são contemplados por estes eventos. Nossas maiores necessidades atualmente são: molho de tomate, óleo, café e materiais de higiene e limpeza. Venha conhecer este projeto que se desenvolve toda sexta-feira pela manhã na sede da ABAP, quando recebemos as famílias para atendimento, venha ser um voluntário para ajudar no café da manhã oferecido para as famílias, nos ajudar a cuidar das crianças e no atendimento e organização do Mercado Solidário. Seja um mobilizador em seu Pequeno Grupo e contribua com este projeto que tem abençoado tantas famílias carentes e transformado vidas. Estamos solicitando aos PG’s que levem uma cesta básica completa para que não tenhamos mais falta de itens importantes para atender nossas famílias. Precisamos da sua ajuda. Você pode comprar produtos e fazer doações com seu cartão de débito no estande da ABAP no Campus Colina. ABAP – Associação Beneficente de Ajuda ao Próximo Registro de Utilidade Pública Municipal: Lei n° 5.758 de 05 de outubro de 2000. Registro de Utilidade Pública Estadual: Lei nº 13.520 de 29 de abril de 2009. Avenida Deputado Benedito Matarazzo, 8333. Vila Betânia - São José dos Campos/SP. Contato: (12) 3923-1544/3308-1354

Contribua para a continuidade dos projetos. Banco Bradesco: Agência: 2858-4 Conta Corrente: 19780-7 CNPJ da ABAP 01.372.496/0001-97

www.abapsjc.org.br facebook.com.br/abapsjc

felizcidade.net | 31


32 | felizcidade.net


TÔ DE FOLGA cultura, lazer e afins

• Texto Fabrício Correia

O Grande Milagre

blue-ray

Ken Kwapis Chega ao blue-ray, o filme O Grande Milagre, que passou despercebido em nossos cinemas. Inspirado na história real que emocionou corações em todo o mundo, narra o conto fantástico de um repórter de um pequeno jornal local (John Krasinski) e uma voluntária do Greenpeace (Drew Barrymore), que se unem para salvar uma família de majestosas baleias cinzentas presas pela rápida formação de gelo no Círculo Ártico. Juntos reúnem uma improvável coalizão de nativos, empresas petrolíferas, militares russos e americanos, que deixam de lado suas diferenças, para salvar as baleias. Sem nenhuma pretensão artística o filme é uma grata surpresa. O diretor Kwapis nos traz com leveza e belas imagens um drama ecológico memorável. O filme, datado, destaca também o contexto histórico, na política americana e cenário musical com direito a U2 e Guns N´Roses. Drew Barrymore é sempre simpática e a história chega sem dificuldades aos nossos corações. Entretenimento para toda a família.

Vovô Verde

Lane Smith O escritor já vendeu quase 350 mil livros no mercado brasileiro. Americano, fez faculdade de artes plásticas e trabalhou cinco anos como faxineiro na Disneylândia. Hoje, além de escrever e ilustrar livros para crianças, Lane faz desenhos para revistas e jornais importantes do seu país. Em “Vovô Verde”, de forma cândida, poética e delicada reflete sobre o envelhecimento, a memória e os laços que unem amor e família. O “Vovô Verde” nasceu muito antes dos computadores, videogames, celulares e até da televisão. Quando menino, ajudava na fazenda e lia histórias de jardins secretos, mágicos e marias-fumaças. Depois, já crescido, foi obrigado a ser soldado, e durante a guerra conheceu a sua esposa, com quem teve filhos, netos e bisnetos. Hoje, após uma linda trajetória, além de velhinho, é um jardineiro apaixonado. E, como anda um pouco esquecido, é nas plantas que guarda as suas histórias e memórias mais especiais. Leitura leve, deliciosa. Para pais, filhos, avós e até os bichinhos e plantinhas de estimação.

felizcidade.net | 33


REFLITA valores para vida

O LADO VERDE DA ESPONJA

A

noite era especial: lançamento da Casa de Artes. Expectativa alta durante toda aula inaugural. Ao final da festa tivemos que arrumar todas as coisas. Uns guardaram a comida, outros o material e uma amiga, a Mariana, ficou responsável por lavar a louça. Confesso que nem tinha tanta louça pra lavar; talvez umas três jarras e alguns potes. O detalhe é que era tudo novinho. Foi a primeira vez que usamos aquela louça. Antes de começar a limpeza a Mariana deu uma dica interessante: “Pessoal, as jarras são novas, por isso, cuidado na hora de limpar. A esponja tem dois lados, usem o lado amarelo por que o lado verde arranha.” Parecia uma dica simples. Um comentário bobo. Para falar a verdade, aposto que ela achou que eu nem tinha dado bola. Mas eu dei! Aquelas palavras ecoaram na minha cabeça. Na mesma hora pensei: “É isso! É isso que acontece com a gente!” Muitas vezes estamos como aquelas jarras: novas, porém sujas. Nos sujamos e somos sujados de diversas formas: através de palavras, escolhas, erros ou frustrações. Na tentativa de nos limpar procuramos por ajuda. Alguém capaz de nos ajudar a limpar, mas para nossa surpresa, usam lado “verde” da esponja!

34 | felizcidade.net

O lado “verde” limpa, mas também arranha. Na intenção de limpar ele machuca. Irônico, não é mesmo? Talvez ao ler este texto, você esteja refletindo sobre a última vez em que foi ferido, machucado ou arranhado. De repente foi um conselho, um gesto ou um olhar de reprovação. Na expectativa de ser consolado você foi ferido. Usaram o lado “verde” da esponja. Mas posso te dar um conselho? “Não desista! Ainda há esperança.” Aprendi ao longo dos meus dias uma verdade: Se a vida machuca, Deus cura! E como Ele faz isso? Usando o lado amarelo da esponja. Tudo o que você precisa fazer é se dispor. Mantenha-se na pia e tente outra vez. Talvez você ainda esteja carregando alguns arranhões da última lavagem. Um amigo, parente, ou chefe tentou te ajudar, mas acabou te ferindo com o lado “verde” da esponja, agora chegou a vez de usar o outro lado, o “amarelo”. O lado “amarelo” é o lado do amor, do perdão, da graça e da unidade. É o lado que Deus usa para limpar sem machucar. Se você perdeu, é tempo de encontrar. Se você se feriu, é tempo de restaurar. Deixe as mágoas e ressentimentos de lado. Tente outra vez! Deixe Deus usar o lado amarelo da esponja em você.

Robson Santana Diretor de Artes e Celebrações na PIB em SJC facebook.com/robson.santana.5203 @santana_rob

“Se você perdeu, é tempo de encontrar. Se você se feriu, é tempo de restaurar. Deixe as mágoas e ressentimentos de lado. Tente outra vez!”



Revista FelizCidade #18