Issuu on Google+


PRA VOCÊ

ISSN 1983760-7

conteúdo de primeira www.felizcidade.net

Quem Somos

Com distribuição semanal em todos os Campi e Igrejas da Cidade, nossa revista tem como objetivo trazer matérias que informem, sensibilizem e tragam satisfação ao leitor. Nosso foco é levar boas notícias da nossa região e da família PIB, qualidade editorial e excelência quanto a forma, linguagem e conteúdo.

Conselho Gestor

Carlito Paes - Erich Prates - Fabrício Correia José Luiz Ovando - Lázaro Carvalho – Marcos Madaleno

Editores

Erich Prates - Mariana Madaleno

Coordenação Executiva Erich Prates

Jornalista Responsável

Talyta Grandchamp – MTB 57.760

MAIOR Mariana Madaleno faz parte da equipe editorial da Revista Felizcidade, conecte-se com ela

Revisores

Aline Costa e Viviane Godoy

Direção de Arte Felipe Cavalcanti

facebook.com.br/mariceruks @mari_crks

Projeto Gráfico

Allan Marcel - Erich Prates

Designers

Lucas Anacleto - Júlio César Silva - Wagner Bonfim

Fotos

Acervo de fotografia Felizcidade

Anuncie (12) 3911-2228

anuncie@felizcidade.net

Informações

(12) 3941-4108 - contato@felizcidade.net Rua Euclides Miragaia, 548 - Centro – CEP: 12245-820 São José dos Campos - SP A Revista FelizCidade é uma publicação semanal da Editora Inspire em parceria com a PIB em São José dos Campos. As publicidades contidas nesta edição são de única e exclusiva responsabilidade dos anunciantes, não cabendo a Editora Inspire qualquer obrigação de responder sobre o conteúdo e veracidade de tais peças. Fica também a critério da Editora Inspire selecionar as propagandas que serão veiculadas. O conteúdo e informações contidos nas matérias e artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos articulistas.

Circulação

Caçapava, Caraguatatuba, Jacareí, Jambeiro, Paraibuna, São José dos Campos, Taubaté, São Paulo e Rio de Janeiro.

Impressão

Allcor Gráfica

Distribuição

4.200 exemplares Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia. Para solicitar autorização envie e-mail para revista@felizcidade.net

Auditagem __________________________________________________

Diretor Executivo João Carlos Pupio

Diretor Comercial Márcio Keske

Diretora de Redação

Mariana Ceruks Madaleno

Coordenação Editorial Viviane Godoy

Informações

(12) 3911 2228 contato@editorainspire.com.br www.editorainspire.com.br

O

que é família? São laços de sangue, de alma, que nos formam e nos alargam. Um presente vívido que nos lembra da verdade profunda que ninguém existe para si mesmo. Em nossa matéria de capa, falamos desse tema que toca a cada um, pois todos compartilhamos, queiramos ou não, da natureza coletiva da família. Como não ver a mão Daquele que nos presenteou com a vida nos moldando em amor, fazendo-nos nascer de uma união entre homem e mulher, totalmente dependentes, num ambiente onde, em seu projeto inicial, seríamos alimentados e formados em todas as nossas necessidades físicas, emocionais, espirituais e relacionais? Como não reconhecer Seu plano, quando um casal decide deixar a casa paterna para constituir juntos, apesar de todas as diferenças, um lar? Ou quando tudo se entrega, do suor ao sono, quando chega um bebê? Como não ver a natureza divina ao se sentir completo e, ao mesmo quebrantado, quando os filhos vão embora? Nossa matéria nos faz refletir que, a cada estação da vida familiar, plantamos de uma forma e colhemos de outra, sempre com o sabor da felicidade.  A alegria só é real quando compartilhada. A família da fé também cumpre num outro plano o mesmo objetivo de crescimento e caminhada juntos. Por isso, com tanta alegria a PIB em SJC celebrou o batismo de 379 pessoas na Festa das Águas: a família está aumentando. Confira os detalhes dessa celebração em nossa editoria Conteúdo.  E se filhos são flechas, conforme canta o salmista, é porque a família diz respeito a chegar a novos lugares. A família PIB tem experimentado tais voos. Nosso entrevistado da semana, pastor Jay Gomes, conta sobre os Ministérios Globais da PIB em SJC e como de diversas formas – do ensino de línguas às viagens transculturais e Igrejas da Cidade internacionais e online – essa missão de abençoar vidas têm cruzado as fronteiras nacionais. Diz-se que Madre Teresa, ao ser indagada sobre o que se poderia fazer para promover a paz mundial, respondeu: “Vá para casa e ame a sua família.” Que façamos isso hoje, para o bem de um país, de um mundo, para nós mesmos e para os que amamos. Grande ideia, de um Grande Doador: sermos maiores que nós mesmos.

felizcidade.net | 3


DIZ AÍ expressão e atitude

Capa - Autismo

“Muito boa a abordagem. Acredito que pecamos na maioria das vezes por ignorância. Até no trato com as pessoas. Quanto mais conhecermos sobre os males que afetam as pessoas, as compreenderemos melhor e evitaremos dores emocionais ou discriminações. Parabéns FelizCidade!” Ana Bourscheid 

revista@felizcidade.net facebook.com/revistafelizcidade

“Muito importante a conscientização da população em relação a este assunto. Parabéns!” Loraine Targa Polo 

Queremos sua participação no conteúdo da revista FelizCidade. Envie suas sugestões de matérias e faça parte da revista.Você pode estar na proxima edição.

Você também pode acessar as edições anteriores da revista FelizCidade pelo site www.felizcidade.net e conferir todo conteúdo.

NESTA EDIÇÃO

06 08 11 13 14 19 20

Pastoral Eles pedem muito dinheiro Quem? Jay Gomes: Ministérios Globais para novas parcerias Humm Queijos Eles Vestindo a camisa Imagine Campanha 2013 Família A dança para as crianças Conteúdo Maior batismo da PIB em um único dia

22 25 26 29 31 33 34

Conheça Livro vai ajudar nos desafios do GAAC Conheça Dinheíro fácil Radar Notícias da PIB Retratos da Vida Histórias reais de transformação

Família: A felicidade no sonho de deus

Solidariedade Trilhas da Profissão Tô de folga e Entre Aspas Comentários de filmes, livros e frases da semana Reflita X-Box

15

CAPA


PASTORAL juntos somos melhores

“ELES PEDEM MUITO DINHEIRO”

D

ias atrás, perguntei para um de nossos pastores sobre um casal de que senti falta. Embora não tenha sido muito próximo a eles, vieram de outra igreja e ficaram pouco tempo por aqui. Ele me respondeu: “Deixaram nossa igreja e foram para outra que não está em construção no momento. Tomaram essa atitude porque aqui, segundo eles, pedimos muito dinheiro para construir”. Fiquei pensando na situação e decidi escrever este artigo sobre o assunto. Naturalmente, respeito a decisão deles e de qualquer um que pense assim, mas me permita discordar e fazer uma reflexão sobre o fato. Até porque a igreja é um aprisco com portas sempre abertas para todos, sempre podemos entrar e sair. Sou apenas um pastor e a igreja pertence a Jesus, o Supremo Pastor! Por amar muito nossas ovelhas, queremos cuidar sempre das que estão sob nossa responsabilidade, mas sabemos que cada uma pertence a Jesus. De minha parte, não quero abrir mão de nenhuma ovelha, mas não somos donos, apenas cuidadores. Mas, voltemos ao tema. Quando pessoas deixam a nossa igreja, justificando que a questão está em pedirmos recursos financeiros e generalizam comparando-a com igrejas do tipo “supermercado da fé” que se encontram em qualquer lugar, preciso questionar: 1 - Eles chegaram quando não estávamos fazendo nenhum esforço para mudança ou construção? Nesse caso, a

6 | felizcidade.net

igreja foi atrativa e seus ministérios relevantes, e assim, por aqui permaneceram e gostaram tanto, que decidiram ficar. Na hora em que a igreja realizou a maior mudança da sua história e exigiu esforço de todos, eles simplesmente mudaram de igreja. Será isso justo? 2 - Foram para uma igreja que não está em expansão e construção; mas quando ela foi construída, através de outras pessoas antes deles, esses também não deram sua cota de contribuição? E se ela novamente voltar a crescer e necessitar de uma nova construção, eles mudarão novamente? É justo somente desfrutarmos de algo em cima do esforço dos outros? Isso é uma atitude cristã? 3 - Será que quando vejo pessoas doando de si e do seu, esses atos de amor e doação não acabam confrontando meu egoísmo e avareza? Se você tem problemas com a doação de recursos para a expansão da obra, você tem em essência um problema com Deus e com sua Palavra. Será que não está aí toda a essência da questão? 4 - Por que não conseguem ver e discernir o propósito dos desafios financeiros específicos da igreja? Nossa comunidade nunca pediu recursos para investir em projetos pessoais ou exposição midiática. Temos um projeto de expansão que envolve aquisição e construção de um Campus que é para o benefício de todos. Estamos plantando uma Rede de Igrejas que alcança milhares de

não cristãos. Temos uma rádio que está à serviço da cidade e dois programas de TV completamente diferenciados na realidade evangélica brasileira. Temos uma editora cujos escritores são pastores e doam seus direitos para abençoar o bem comum. Temos um acampamento que é para servir a todas as faixas etárias da membresia. Temos o maior projeto social evangélico da cidade, apoiamos mais de 20 missionários diretamente pela igreja e esses nem estão plantando diretamente nossas igrejas ou projetos sociais. Temos o maior número de pastores e ministros remunerados de uma igreja no Vale, uma rede de 130 igrejas pequenas na Rede Inspire sendo capacitadas e abençoadas por toda a nação. Pense em todo esforço e investimento que foi feito no Auto de Páscoa e suas 8 apresentações, além dos patrocínios só para evangelizar, nenhuma oferta foi levantada publicamente. Quem faz isso no meio evangélico? Temos locais alugados apenas para investir em retiros e treinamentos da membresia. Enfim, se doar é para algo de que o destino é evidente, só não doa quem realmente não entende o que é viver por uma causa. Por isso, precisa reter os recursos e gastar consigo mesmo e suas necessidades pessoais. Ignoram toda orientação bíblica sobre o privilégio de dar em boa mordomia, através dos dízimos e ofertas. Você não vê a diferença? Acredito que muitos crentes estão sendo “papagaios” da voz dos que não conhecem Jesus dentro de igrejas. Tudo que você investiu aí está e dando muitos frutos; o que você reteve, onde está?


5 - Na verdade, eles nunca entenderam igreja e a proposta de vida de doação que precisamos fazer para expansão do Reino de Deus. A PIB é pura doação de vida, de atitude, de comprometimento, de recursos. Quem não entender e praticar isso pode acabar com a mesma atitude. Jesus não deu dinheiro para expansão do Reino: Ele deu casa, família, amigos, Ele nos deu tudo. E existem cristãos que não querem dar nada, nem mesmo dinheiro. Existem crentes que só querem receber e dar quando querem, e nunca quando é pedido. Jesus não nos ensinou que melhor é dar do que receber? 6 - Na minha experiência como pastor, com 21 anos de ministério, sendo quase 16 anos nesta igreja, a questão financeira acaba sendo apenas uma justificativa pequena e medíocre que muitos usam para justificar sua insatisfação ou contrariedade com alguém ou alguma situação vivida. Infelizmente muitos não têm coragem de assumir: estou saindo por causa disso! Geralmente se refere a alguma expectativa não suprida, alguma vontade não satisfeita ou alguma exortação recebida. Como é mais difícil assumir o real motivo, fica mais fácil se tornar um novo adepto de um rol de insatisfeitos e justificar a saída usando este argumento, que naturalmente encontrará eco em outros insatisfeitos. Existem também pequenas igrejas que, por serem muito fracas em suas ações evangelísticas, crescem por causa da chegada de crentes insatisfeitos de outras

igrejas. Existem pastores que não gostam da PIB mas amam receber pessoas que a deixam (sem nem mesmo passar por nenhuma classe de integração, como é o caso da PIB há mais de 10 anos). Eles só esquecem que, se essas pessoas não mudarem de atitude, eles mesmos serão as próximas vítimas. Quando você ouvir comentários vazios e pequenos de pessoas que simplesmente projetam na área financeira suas insatisfações, pondere, pensando nessas questões. E tenha cuidado, pois pessoas feridas são tendenciosas e ferem. Ou mesmo se você, atraído pela sua razão ou carne, começar a questionar essa situação relembre esses questionamentos, porque nossa igreja vai continuar avançando. Ela não vai entesourar recursos espirituais dados por Deus com um propósito e nem vai incentivar que os seus membros o façam. Estamos todos aqui de passagem e precisamos aplicar a boa mordomia com o que entregamos e devolvemos ao Senhor por meio da igreja, sejam os dízimos com fidelidade ou ofertas designadas com generosidade. Infelizmente, existem igrejas e pastores que estão fazendo uma obra tão insignificante que não precisam pedir nada, porque nada estão fazendo; e por isto têm tanto tempo sobrando para criticar os que realizam. Falar da PIB em SJC é muito fácil, difícil é fazer o que ela faz. Quanto custa uma alma? Quanto custou para ganhar e batizar as novas 379 vidas que desceram as águas no último batismo? Esta é uma obra de visão, missão

Carlito Paes Pastor Sênior da Primeira Igreja Batista em São José dos Campos/SP facebook.com/carlitopaesoficial @carlitopaes

e alcance global; míopes espirituais realmente terão muita dificuldade de acompanhá-la. Ajuste seu coração e sua mente e vamos adiante, até porque você pode não controlar o que ouve, mas sim o que fala e repassa. Lembre-se o que Jesus nos ensinou: “Mas eu lhes digo que, no dia do juízo, os homens haverão de dar conta de toda palavra inútil que tiverem falado” (Mateus 12.36). Podemos julgar e falar o que quisermos, mas um dia prestaremos contas a Deus por nossas palavras e atitudes. Oro de todo meu coração para que esse texto pastoral abençoe, eduque e inspire sua vida, para que possamos passar para próxima linha de tijolos juntos, nesta mega construção de vidas para eternidade!

felizcidade.net | 7


QUEM vida que faz a diferença

• Texto Talyta Grandchamp

O Futuro das Parcerias Globais Pastor Jay Gomes assume a coordenação dos Ministérios Globais da PIB em SJC para abençoar pessoas de todo o mundo

A

pós morar 25 anos nos EUA, acompanhando os pais missionários, Jay Gomes voltou para o Brasil e se casou com Lucy em 1984. Aqui fundou a Igreja Filadélfia em Copacabana, em 1989 e lecionou em institutos teológicos em São Paulo e no Rio de Janeiro. Com a ampla bagagem de um verdadeiro cidadão global, há mais de 30 anos atua como intérprete, tradutor e conferencista internacional. Desde 2011 faz parte da equipe pastoral da PIB em SJC, onde hoje atua como Gestor do Propósito de Comunhão e Gestor de Ministérios Globais. É crescente a atuação da PIB em outros países: já são duas Igrejas da Cidade fora do país e, em julho, o Reação Global fará viagens missionárias internacionais simultâneas, mobilizando diversos jovens. Isso apenas mostra a relevância de ministérios que abençoam muito além de nossas fronteiras.

Como funcionam as parcerias globais na PIB? A PIB em SJC não minimiza esforços na globalização de sua parceria ministerial. Ministérios são grupos específicos de serviço e apoio à comunidade local e global, realizado por membros da PIB, na sua maioria voluntários. Entendendo a necessidade de definir não apenas nosso alvo de trabalho, mas a natureza e alcance de nossa parceria, a PIB valoriza sua parceria globalizada, atrelando os ministérios à necessidade da comunidade “glocal”, ou seja global e local. Como é a parceria com a comunidade global? Entendendo que a nossa responsabilidade como igreja vai além das fronteiras do Campus local. A PIB em SJC continua ampliando sua parceria com vistas a um futuro promissor. Essa parceria globalizada se remete contexto dos Ministérios Globais. A atuação global também tem a ver com a presença online. Como é feito o trabalho no Campus Web? O Campus Online tem duas frentes de ação: PIBTV e PG’s Online. No PIBTV, cerca de 4 mil pessoas assistem nossas transmissões de cultos online semanalmente, dentro e fora do país, e mais de 20 pessoas estão nos PGs Online. Em torno de 100 pessoas tomaram uma decisão por Jesus em 2012 no Campus Online. A maioria delas chega até nós por intermédio do portal PIBnet e por nossas redes sociais, que somam 20 idiomas diferentes. Como é trabalhar nessa dimensão? É gratificante e incomensuravelmente indescritível. A presença da PIB hoje, além de acontecer por meio das Igrejas da Cidade no Brasil, também está nas IC em Nova Iorque (EUA) e Cascais (Portugal). Nossos ministérios também atuam de forma global, com parcerias com vários missionários, dentre os quais no Haiti, Senegal, Guiné Bissau e Bolívia.


Ministérios Globais jaygomes@pibnet.com.br

mandarim e outros). Estamos realizando uma pesquisa sobre a implantação de curso de braile para incorporação e parceria ministerial dentro e fora da PIB. Vamos ampliar a equipe de voluntários servindo na equipe de tradutores e intérpretes da PIB para tradução de nossos recursos e interpretação ao vivo de conferências e celebrações para outros idiomas.

Quais ministérios locais exercem influência global? Temos o Friends Connection (PIB em inglês) que realiza celebrações em inglês, todos os domingos às 10h, no Café Inspire do Campus Colina. O alvo é ter um ponto de contato, apoio e relacionamento para pessoas cujo o inglês é a língua nativa, de trabalho ou de interesse comum. Nosso alvo é integrar adolescentes e jovens na celebração, como voluntários participantes. Também temos a Global Escola de Idiomas. Essa é a escola de idiomas da PIB, aberta para qualquer pessoa, independente da crença religiosa. Uma escola com princípios cristãos, a Global Idiomas apresenta uma proposta de ensinar o idioma para ser usado como ferramenta de trabalho e de testemunho cristão, aprimorando as chances de parceria global do estudante com o mundo em geral. No momento, estão sendo oferecidos cursos de inglês (curso com dois anos de duração), libras, espanhol e italiano. Qual a visão dos Ministérios Globais? Relacionada com a expansão de nossas futuras parcerias, já estamos em andamento com a implantação da Global  Classe VIP (1 a 5 alunos); da Global Advanced Talks (classes de conversação customizadas, com temas sobre viagens, restaurantes, shopping, aeroportos, entrevista para trabalho, para integrantes de corporações internacionais, e até mesmo para evangelismo e missões urbanas). Temos também o Global Workshop (mensais e customizados) e Workshops Sazonais, como exemplo, a preparação para os eventos desportivos que virão ao Brasil. Também temos o português para estrangeiros. Existem trabalhos específicos para as línguas? Oferecemos serviços de tradução e intérprete para instituições parceiras da PIB; Curso de Treinamento para Tradutores e Intérpretes (há um número de pessoas já na PIB com fluência no inglês, espanhol, alemão, italiano, libras, francês, japonês,

Como fica a participação em eventos internacionais? Vamos patrocinar uma viagem do Reação Global em julho próximo. Vamos ampliar a parceria ministerial entre o Friends Connection, Global Idiomas, os Juniores (Conferência H2O) e o Eleve, no treinamento específico de idiomas relacionados com as viagens missionárias. Queremos consolidar a implantação de intercâmbio missionário com parceiros ministeriais, incluindo Igrejas da Cidade no exterior e o Global Kingdom Partnership Network. Com a ABAP, vamos solidificar a parceria para a hospedagem de estagiários do estrangeiro participando do intercambio sociocultural. Vamos também trabalhar na concretização da Global Network página online dos ministérios globais com link na pibnet.com. br. Outra novidade é a implantação de Pequenos Grupos em inglês e posteriormente nos idiomas relacionados com os frequentadores e membros da PIB, além de PGs online em outros idiomas. Além da gravação de vídeo institucional dos ministérios globais, apresentando realidades e visão da PIB para o futuro. A comunidade local com poucas condições financeiras também está inclusa? Sim, vamos implantar o projeto Adote um Aluno Global com o objetivo de começar novas turmas de idiomas com alunos menos privilegiados. A primeira turma para crianças e juniores será no Jardim Primavera, onde temos a Creche Primavera, subsidiado por empresários e profissionais liberais que participem do projeto, cuja meta é iniciar com 100 adoções neste primeiro ano. Quanto a Igreja tem ganho com esse trabalho global? Sabemos que ainda há muito trabalho a ser feito. Mas os Ministérios Globais da PIB têm aumentado o reconhecimento por parte da comunidade global; o site da PIB é hoje acessado por milhares de pessoas de diferentes países e idiomas, interessadas em conhecer mais nossos trabalhos e mensagem que pregamos. Essas estatísticas também nos ajudam a direcionar nossos esforços de forma mais pontual, para alcançar essas pessoas, integrá-las à nossa comunidade presencial e virtual. E onde necessário, plantar uma Igreja saudável e dedicada ao ministério maior de todos nós – a doação! felizcidade.net | 9


HUMMM bom apetite • Texto Chef Marco Antonio

A

arte da fabricação de queijos iniciou há milhares de anos e não se sabe a data exata. Os egípcios estão entre os primeiros povos que cuidaram do gado e tiveram, no leite e no queijo, fonte importante de sua alimentação. Isso foi possível porque o fértil vale do Nilo possuía pastagens cheias de gado. Queijos feitos de leite de vaca, de cabra e de ovelha também foram encontrados em muitas tumbas egípcias. Passagens bíblicas registram o queijo como um dos alimentos da época (Jó 10.10). Na Europa, os gregos foram os primeiros a adotá-lo em seus cardápios, feito exclusivamente com leite de cabras e de ovelhas, animais que criavam. Entretanto, os romanos foram os responsáveis pela maior divulgação dos queijos pelo mundo. Na expansão de seu Império eles levaram vários tipos à Roma. Elevaram o nível do queijo, transformando-o de simples alimento para uma iguaria indispensável nas refeições dos nobres e em grandes banquetes imperiais. Os romanos apreciavam o queijo, do qual fabricavam inúmeras variedades e cujas virtudes conheciam, pois utilizavam-no na alimentação dos soldados e atletas.

Na Idade Média os queijos atingiram um dos pontos mais altos no que se refere à higiene. Certas ordens religiosas ganharam reputação por causa da qualidade dos seus queijos, devido às rígidas regras de higiene em sua manufatura. Tanto que o nome queijo deriva do termo medieval formatium, ou “queijo colocado na forma”.O queijo primitivo era apenas o leite coagulado, desprovido de soro e salgado. A partir da Idade Média, a fabricação de queijos finos ficaria restrita aos mosteiros católicos, com novas receitas desenvolvidas por seus monges. Com o advento das feiras e mercados nos séculos XIV e XV, algumas queijarias de regiões remotas ficaram mais visadas. No século XIX aconteceu o grande “boom” no consumo do queijo, afinal, a sua produção que era artesanal passou para a ordem industrial. Paralelamente, um fato também encorpou essa virada: a pasteurização. Ao longo dos tempos, o queijo evoluiu até os que conhecemos hoje. Existem centenas de tipos de queijos. Variam de acordo com o tipo de leite utilizado, fermentação, coagulação e tempo de maturação. Enfim, existem queijos para todos os gostos e bolsos. Se permita conhecer novos tipos, você não vai se arrepender.

Queijo Brie com Coulis de Mirtilo 1 peça de queijo Brie 500 g de mirtilo congelado 200g de açúcar refinado Torradas e pães fatiados

Prepare o coulis misturando numa panela o mirtilo e o açúcar. Leve ao fogo por 30 minutos até atingir o ponto de uma geleia mole. Utilizando uma faca, retire a casca branca da parte de cima do Brie, deixando apenas 1 cm ao redor da borda. Na hora de servir, leve o queijo Brie ao forno por apenas 5 minutos e coloque por cima a geleia de mirtilo. Sirva com torradas e pães fatiados.

#CONECTE

www.aboacozinha.com facebook.com/aboacozinha.gastronomia aboacozinha@hotmail.com

felizcidade.net | 11

Imagem meramente ilustrativa

O QUEIJO


ELES uma jornada de conhecimento

• Texto Clementino Insfran Junior

VESTINDO A CAMISA

N

o universo masculino, vestir a camisa nos remete a uma identificação com uma ideia, um conceito ou posição social. Líderes usam essa expressão para cobrar dedicação de seus liderados. No Brasil, nos vestimos de verde e amarelo em época de Copa do Mundo para demonstrar nosso patriotismo. Se a seleção perde, logo achamos os culpados, retiramos a nossa camisa, recolhemos a bandeira. Assim também acontece em nossos relacionamentos familiares. Quando casamos, declaramos a toda sociedade que amamos a nossa esposa, fazemos juras de amor eternas e é fácil perceber a efervescência e a química entre o casal. Contudo, com o tempo e sem a direção correta, o relacionamento se esfria, cai na rotina, na mesmice, dando espaço a rejeição, rancor e até mesmo ao ódio que leva à separação ou mesmo à agressão física/moral. Quando nos tornamos pais, batemos no peito, vestimos a camisa e dizemos a todos: - eu sou pai! Como assim dizendo, eu sou o cara, eu consegui. Porém a paternidade é muito mais do que isso, ela nos traz uma série de responsabilidades e deveres. Desse modo, muitos homens não firmados nos conceitos corretos, abandonam o barco logo na primeira dificuldade, isso quando não abandonam o filho mesmo antes do seu nascimento. Incontáveis são os filhos sem a filiação, sem saber o nome do pai. Não se esqueça de que é seu dever prover o seu filho materialmente, afetivamente e espiritualmente, o seu papel de pai vai muito além de botar a comida dentro de casa ou de ter contribuído para a sua geração. Temos tanta vergonha de falar que amamos a nossa esposa e filhos, mas não temos a menor culpa em empunharmos bandeiras, vestir a camisa com amor pela nossa equipe de futebol ou determinada corrente política. O que te afasta de desfrutar plenamente o seu casamento e/ou a sua paternidade? Saiba que esse conceito preestabelecido de que o homem não tem sentimento é uma mentira que te afasta da vontade de Deus. Esse isolamento emocional, essa verdadeira sequidão espiritual, faz com que muitos homens busquem apoio nas drogas, bebidas e prostituição. Se liberte dessas prisões d’alma, o homem verdadeiro tem sentimentos, ama e chora, tem liberdade para se relacionar com as pessoas e com Deus. Quantos de nós fomos criados de maneira tão rude e violenta que a referência que temos é de um pai autoritário. Repreenda isso! Essa é uma mentira que não serve para a sua vida. Creia no Pai que é amoroso, bondoso, compassivo e te ama de uma maneira incondicional, apesar dos seus pecados e maus hábitos. Decida ser perdoado por Ele e a perdoar. Lembre-se que perdão não é um sentimento, perdão é uma decisão. Decida restaurar seus relacionamentos familiares. Reserve tempo de qualidade para estar com a família, orar com a esposa, tomar decisões embasadas na Palavra. E, embaixo de oração, ajudar nos afazeres domésticos, demonstrar amor com atitudes – surpreenda sua esposa com flores! E seus filhos com um passeio no parque! O casamento e a paternidade saudável não são tabus, e, sim, um privilégio, uma dádiva de Deus, que te levará a experimentar a plenitude do relacionamento familiar e a viver no centro da vontade de Deus.

felizcidade.net | 13


CAPA

• Texto Talyta Grandchamp

Um lar sobre os olhos de Deus A família é o projeto traçado pelo nosso Pai para nós. Sentimentos, compromissos, novas experiências descobertas a cada dia

A

mor, companheirismo, amizade, relacionamento, carinho, perdão, proteção, responsabilidade, doação, compromisso, gratidão, respeito, entre tantos outros. Quando se vive no ambiente familiar, seja como filho, pai, mãe ou irmão, esses valores ganham destaque a cada situação. Em um único dia, somos capazes de sentir raiva e perdoar, nos sentirmos sozinhos e em seguida receber todo o apoio e amizade, enfrentar situações que exigem nosso posicionamento em favor de alguém da família. Nesse dia a dia permeado de sacrifícios e ganhos, gerações chegam e vão, e mostram que a família ainda permanece como um dos maiores presentes da vida. Cada fase da caminhada familiar traz novos desafios. É preciso se preparar para essas etapas e viver o melhor em cada uma delas.

felizcidade.net | 15


CAPA Recém-casados: amando nas diferenças

Embora alguns ditados populares digam que o romance acaba depois que vem o casamento, as histórias de vida mostram que essa sátira da realidade pode ser bem diferente. Casada há 34 anos, Sandra Ceruks se lembra com emoção do início do casamento. “O amor chegou rápido nos olhos verdes daquele moço diferente, que desde que entrou em minha vida me fez uma pessoa melhor (a começar que me fez conhecer Jesus). Ambos trabalhávamos em uma multinacional, com a vida muito corrida, mas éramos fiéis a Deus servindo em nossa igreja com muita disposição”, lembra. Todo esse romance salta aos olhos dos novos casais, que assim como Sandra um dia fez, sonham com a felicidade que a formação de uma família proporciona. “Iniciar uma nova família para mim significa realizar um sonho que nasceu primeiro no coração de Deus. Esse foi sempre um desejo do meu coração, encontrar um companheiro para viver ao meu lado e dividir os momentos bons e outros difíceis da vida. Sem dúvida, foi algo que vivenciei no meu lar, o que me ajudou a entender a importância em constituir uma família sólida, para a formação principalmente do caráter,” conta Wânia Santos, com casamento marcado para outubro desse ano. Mas a noiva sabe que desafios estão por vir: “A distinção de costumes e criações diferentes entre marido e mulher não são uma questão fácil, mas acredito que se ambos buscarem a sabedoria que vem do Senhor, essas diferenças não serão um obstáculo para a convivência a dois. Talvez o principal ponto positivo da família é a manutenção da sociedade sadia, uma vez que a família é a base da formação do ser humano. É nela que se constrói o caráter, se molda a personalidade e se aprende a viver em sociedade, mantendo seus parâmetros educacionais”. Muitos novos e mais experientes casais sempre falam das diferenças entre cada um, mas o que pode soar como uma “pedra no sapato” é exatamente o que dá o brilho e graça ao relacionamento. O poder da diversidade a dois leva-os a experimentar novas atitudes, novas formas de falar e ser para o bem comum. É nessa fase que algumas das descobertas mais profundas sobre si e sobre a vida acontecem. “Quando você se casa, descobre quem realmente você é. Até então, você não viveu tão intimamente com uma pessoa, nem mesmo com seus pais e irmãos. É o máximo da intimidade. Por isso, as aptidões aparecem e também os defeitos e falhas, lutas internas e áreas de crescimento. Todas elas fazem gerar um indivíduo melhor”, explica Viviam Ribeiro, pastora na PIB em SJC, casada e mãe de duas meninas. Entender que diferenças são comuns e sadias também passa por considerar influências negativas e positivas que todos trazem de seus próprios ambientes familiares. Mas apesar de marcas que podem ser destrutivas, é possível construir algo novo. “O casamento sempre significou algo destrutivo pra mim, até eu conhecer a Cristo e o verdadeiro significado de família. Vou me casar em poucos dias e ciente de que será para sempre. Decidi pelo casamento porque nos amamos e também porque

16 | felizcidade.net

sabemos que Jesus nos sustenta, nos ampara e nos ajuda na hora da dificuldade. Eu acredito na família, eu acredito no casamento!”, disse Yara Cristina de Souza. Para quem vive recentemente essa fase de novas experiências, encontra a cada dia novidades. A rotina acaba passando longe, já que a cada desafio, há oportunidades para um novo aprendizado e criatividade para superá-lo. “Em 4 meses de casado, sei que não existe nada melhor que o casamento. Sinto de forma mais intensa a presença de Deus na minha casa agora, quando casado. Aprendi esse contexto com orientação dos meus pais, mas também aprendi o que não quero fazer em um casamento. Vi muitos relacionamentos com os quais jamais quero parecer. O curso de noivos da PIB me ajudou nessa formação”, conta Miquéias Oliveira. É claro que a vida traz aprendizados em todo o tempo, inclusive quando por circunstâncias ou decisões, um indivíduo não se casa. Mas certamente o casamento traz consigo experiências enriquecedoras: “Da unidade familiar surge a potencialidade. A pessoa solteira vai ser feliz porque encontra amigos e pessoas diferentes para ajudar nesse desenvolvimento, mas no fundo, não vai despertar certos aspectos de seus instintos femininos e masculinos que só o casamento pode trazer. A família foi dada a nós por Deus para sermos felizes. A família fecha um nicho de realizações. Você se sente pleno. Todos os desafios trazem bons resultados”, explica a pastora.


Quando os filhos chegam

Um momento de novidade: não só para o bebê que chega, mas para os pais. Quando nascem os filhos, é tempo de uma redefinição e descoberta de papéis, tanto para o homem quanto para a mulher. É um novo tipo amor que surge. Nesse contexto familiar, o homem, por um lado conhece e entende novos sentimentos e compromissos e, muitas vezes mais emotivo, já faz planos do que fazer junto com o novo membro familiar. Outros logo se preocupam em oferecer aos filhos o melhor, seja na esfera financeira, emocional e até mesmo espiritual, num zelo por cuidar, prover e amar. A nova mamãe, por sua vez, mesmo trabalhando fora, descobre a beleza e força da maternidade: vê-se capaz de fazer várias coisas ao mesmo tempo, só para ter mais momentos especiais com a família. Nessa fase, cada dia é uma aventura carregada de aprendizado. Entre tantas situações inesperadas, – de repente, a criança não quer mais comer ou não dormir mais no horário – é preciso usar a criatividade e paciência. “É uma nova forma de viver. Tudo muda com a chegada desse ser. Mas mesmo com tanta coisa diferente no dia a dia, não chateia, tudo fica bem. A gente deixa de pensar em si, de ser egoísta. Pensamos primeiro no filho, no que ele precisa, para depois ver nossas necessidades. Até a personalidade muda, descobrimos paciência em coisas que não tínhamos, relevar as coisas”, conta Fernanda Ferreira, mãe de primeira viagem de Pedro, de 4 meses. O relacionamento de pais e filhos fazem com que os adultos aprendam mais sobre o olhar inocente e criativo das crianças sobre as coisas na vida. Cada um soma na vida do outro. Partindo dos princípios bíblicos, essa é a forma natural de um ser humano se desenvolver. “A decisão de ter ou não filhos vai muito da filosofia do casal, mas que não fica completo, não fica. Porque você não desenvolve um outro papel que tem o potencial para desenvolver. Cada fase se completa”, explica Viviam. É nessa fase da vida que vêm os grandes desafios da educação dos filhos. Sandra sabe bem como é difícil e desafiador, mas também muito gratificante. “Assumimos uma educação cristã baseada na Palavra de Deus e cuidar em viver um casamento que desse exemplo. Estávamos conscientes que eles nos veriam sempre e teriam em nós uma referência para situações que se apresentariam mais tarde em suas vidas. Em casa, viram um homem e uma mulher que alimentavam seu amor com cuidado, respeito, diversão, amigos e valores, muitos valores. Nossos filhos nunca tiveram dúvida de quem era quem, e que os dois eram um nas decisões. Aprenderam cedo a boa obediência não por autoritarismo, mas por amor de Deus sobre a vida deles. Tivemos erros e conflitos, mas ensinamos que é possível pedir perdão, dar perdão e prosseguir”, conta Sandra.

#CONECTE

Ninho vazio : quando os filhos vão embora

Muitos sentimentos e capacidades que estão adormecidos em nós são despertados no ambiente familiar. Por isso, a importância em viver cada fase da vida da melhor forma possível. Cada momento precisa ser bem vivido, para que quando chegue o dia em que os filhos saem para formar suas próprias famílias, não fiquem buracos para trás. Novamente, é hora de se redescobrir e conhecer novas aptidões, enquanto casal e até mesmo como avós. Quando os netos chegam, um novo amor nasce. Os que um dia foram recém casados que e agora se tornam avós, sabem bem disso. “Depois de 34 anos de casados recebemos nossa coroa, nosso neto. Fruto de uma nova família abençoada, cheia trabalho, correria, fiel, serva e tudo se repete maravilhosamente. Que venham outras coroas. Os nossos braços agora já cansados encontrarão energia para receber com muito amor cada uma delas”, conta Sandra. “A Palavra de Deus fala do projeto da família. Duas vidas se transformam em uma só carne. Deus ama a diversidade, por isso Ele soma pessoas diferentes. O fato de ser uma só carne é a glória perfeita de Deus, porque você une as essências Dele. A família promove as melhores experiências, amadurecimentos, desafios, que somados, trazem a felicidade, por isso é um projeto de Deus”, conclui a pastora Viviam.

Ministério A3 +. Para casais. Líderes: Pr Geraldo e Patrícia Gontijo Geraldo@pibnet.com.br. Curso de Noivos: Paulo Soares e Ana Paula Andrade pauloeaninha7@hotmail.com Casados para Sempre: Cícero Telles Martins Lopes e Yara Lopes - cicero.yara@hotmail.com

felizcidade.net | 17


EC M OS

DISPE

DISPEMEC, UMA EMPRESA QUE VAI LONGE.

N

25 A Siga a Dispemec no Facebook: www.facebook.com/Dispemec

www.dispemec.com.br

A tradição reconhecida no mercado de autopeças já vem de longa data, mas está sempre de olho no futuro, preparada para atender as necessidades de seus clientes, com qualidade e eficiência.


CONTEÚDO amplie seu conhecimento • Texto Talyta Grandchamp

Uma grande festa nas águas Quase 400 pessoas desceram às águas para nascer para uma nova vida. O maior batismo realizado em um só dia pela PIB em SJC marcou a história de muita gente

O

ndas na piscina e fora dela. A “ôla” das centenas de pessoas presentes, no último sábado (6), no Clube Thermas do Vale, incentivada pelo pastor Carlito Paes, contrastava com as pequenas ondas formadas na piscina pela agitação das pessoas. Cartazes por todos os lados, de familiares, amigos, pequenos grupos. Foi nesse clima de celebração que 379 pessoas desceram às águas para um mergulho especial, um momento único na vida de cada um. Conduzidos pelas mãos dos quatorze pastores, cada um vivia ali um marco para sua nova vida. O maior batismo da história da Primeira Igreja Batista em SJC reuniu crianças, adolescentes, jovens, casais e famílias inteiras, além de muitos da melhor idade. E não poderia ser marcado de forma diferente. No Ano da Doação, o que mais se viu foram pessoas querendo responder à maior doação de Jesus, firmando um novo compromisso com Ele e Sua igreja. A filha de Milena e Leandro Félix, de 9 anos, Kaylane Félix, foi uma das crianças que decidiu pelo batismo. A preparação para o dia especial começou cedo. Arrumou os cabelos, as unhas e ficou na expectativa o dia todo, parecia que se preparava para uma festa! E é realmente isso que o batismo merece, tanto que, durante a celebração o pastor Carlito Paes disse várias vezes: “Hoje o céu está em festa”. Para Milena esse é um momento único na vida de uma mãe. “Fiquei muito emocionada. Um filme passou na minha frente. Primeiro com a imagem de quando juntos, eu, minha mãe e meu marido, nos entregamos por inteiro a Deus. Segundo foi quando meu irmão, hoje pastor Max Souza se entregou também. Então Deus me fez lembrar que Ele é fiel para cumprir tudo que prometeu. Eu e minha casa serviremos ao Senhor! Desejo para toda a igreja essa alegria que estou sentindo em ver minha família servindo ao Senhor”, disse. A pequena de 9 anos, falou sobre a alegria do momento e como será a partir de agora. “Fiquei feliz porque eu cumpri a Palavra de Deus. Vou me esforçar para não cometer os pecados que eu cometia antes do batismo porque a Kaylane antiga ficou e nasceu uma nova Kaylane”. O pai Leandro Félix era só sorrisos, “que benção na minha vida essa minha filha”. Gabrielle A. Nascimento, de 13 anos, tinha motivos em dobro para festejar o dia, já que o irmão de 9 anos também participou desse momento e juntos mergulharam para uma

20 | felizcidade.net

nova vida. “Pensei muito antes de me batizar, mais finalmente tomei essa decisão por Jesus. Não tenho nem palavras pra descrever a emoção que senti ao descer as águas, afinal de contas você morre para o mundo e nasce para Deus! Me senti privilegiada por poder me batizar na maior Festa das Águas. É um orgulho para mim participar de uma coisa tão linda. Agradeço a Deus por me dar essa chance”, conta Gabrielle. O irmão, Israel K. Nascimento, 9 anos, era só sorrisos e agradecimentos. “Eu me batizei para fazer parte da família de Cristo e ficar mais próximo Dele. A Festa foi uma benção, senti um pouco de calafrio, mas depois passou. Foi bom e Deus me abençoou. Muito obrigado por todos que me apoiaram e pelo pastor que me batizou. Eu os agradeço e também pelo curso foi ótimo, a tia explicou muito bem eu entendi tudo”.

Dia do amigo

Toda essa festa já estava em planejamento desde o início da Campanha dos 40 Dias de Doação, realizado pela PIB e em suas extensões e Igrejas da Cidade, durante a Quaresma. Boa parte dessa turma para o batismo chegaram por meio do Dia do Amigo, preparado especialmente pelos Pequenos Grupos, com carinho e entrega. Na última semana, todos os 470 Pequenos Grupos espalhados por toda São José dos Campos e pelas cidades da região realizaram esse dia especial. Nele, todos os membros foram incentivados a levar um convidado para conhecer mais da Palavra e desse momento de comunhão e amizade que os PG´s oferecem. Muito foi feito para agradecer a presença desses 1.200 novos convidados, alguns fizeram lembranças especiais, mensagens, bombons, doces e até músicas. Em Jacareí, um dos PG´s aconteceu em uma quadra de Futebol Society com direito a churrasco e tudo. Mais de 50 pessoas convidadas participaram e a resposta foi imediata, muitos sentiram o tocar de Deus. Um dos Pequenos Grupos de Juniores, liderado pela ministra Viviane Godoy, com meninas de 9 a 12 anos, teve o total de 16 convidadas e todas aceitaram Jesus. O Dia do Amigo somou 350 pessoas que aceitaram Jesus. Essa aproximação ajudou na decisão pelo batismo e fez muita diferença na vida de cada um que participou.


Batismo

A palavra batizar significa imergir na água. Mas o sentido vai mais a fundo do que a forma como o batismo é realizado. Quando nos batizamos, estamos representando, ao imergir, a morte de Cristo e, quando voltamos a superfície, a ressurreição com Ele, como uma nova criatura. Com o batismo, dizemos a nós mesmos, a outros, e, é claro, a Deus, que queremos Jesus definitivamente em nossa vida. É um símbolo externo de uma transformação que só Ele é capaz de fazer em nossa vida, uma demonstração de fé em Jesus. Assim como quando a criança nasce, é necessário que seja feito o Registro de Nascimento para ela seja considerada uma cidadã, assim o batismo é um registro de reconhecimento de uma nova vida como cidadão nos céus. Os direitos e deveres também seguem o mesmo fundamento, assim como aqui temos que cumprir deveres, temos que ser obedientes a Deus. A fé para batizar não precisa ser madura e perfeita, ela é o começo de uma caminhada. Quando bebês aprendemos a nos alimentar, andar, falar. Cada passo é comemorado pelos pais. Assim também é em nossa vida de fé, o Batismo é um passo a mais que damos em direção ao amadurecimento da fé, sabendo que, em Jesus, já temos tudo o que é necessário para a Sua vida, perfeita em nós.

Definições bíblicas

• Um sinal de identificação  (Atos 8.35-38) • Símbolo da morte e ressurreição  (Romanos 6:4) • Importante passo de obediência nas Escrituras  (Mateus 28:19-20 | 1 João 2:3)

Confira os batismos por igreja: IC Jacareí: 29     IC Taubaté: 09       IC Caçapava: 13          IC Jambeiro: 02       IC SP: 05 IC Paraibuna: 07 IC Cascais (Portugal): 06

PIB SJC

Juniores: 39 Adolescentes: 30 Jovens/Adultos: 239

Total de batizados: 379 pessoas

#CONECTE

aguasquemarcam@pibsjcampos.org.br ou ligue para 4009-4300

felizcidade.net | 21


CONHEçA fique por dentro • Texto Talyta Grandchamp

Mônica visita ao GACC em lançamento de livro infantil O Pequeno Grande Doador escrito por Fabrício Correia e ilustrado por Maurício de Sousa será lançado pela Editora Inspire e terá toda a renda arrecadada com suas vendas destinada ao hospital

O

dia foi inesquecível para crianças e jovens em tratamento contra o câncer internados no Hospital GACC (Grupo de Assistência a Criança com Câncer) em São José dos Campos. Com seu coelhinho de pelúcia em mãos a baixinha passou pelos quartos, pela UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), pela brinquedoteca e comprovou o amor das crianças e adultos, com fotos e flashes de todos os lados. Mônica é a personagem mais conhecida da criação de Maurício de Sousa, a baixinha, gorducha e dentuça, não deixa os apelidos tirar o brilho e simpatia. A visita tão bem recebida pelos pacientes e profissionais do hospital foi para divulgar o livro “O Pequeno Grande Doador”, escrito pelo professor e jornalista Fabrício Correia e ilustrado por Maurício de Sousa, que deve ser lançado em breve pela Editora Inspire da Primeira Igreja Batista em SJC. “Nosso objetivo é mobilizar, por meio da literatura, a sociedade e atrair a atenção dos órgãos governamentais para a situação financeira da entidade, que registra um déficit mensal de R$ 200 mil e corre o risco de fechar as portas”, afirmou o escritor Fabrício Correia.

Você pode ajudar! Faça sua parte!

Doações em depósito: Banco do Brasil 001 Ag 5702-9 - C/C: 3496-7 www.gaac.com.br | www.facebook.com/gaccsjcampos

22 | felizcidade.net

Como surgiu

O escritor é membro da PIB há 8 anos e se inspirou durante a Campanha dos 40 Dias de Doação. “Estava na redação da rádio Cidade AM 1120, quando li um twite do pastor Carlito pedindo que a igreja abraçasse o GACC. Pedi a Deus a direção de como poderia ajudar essa causa e nossas crianças. Ele me deu a ideia do livro, que narra a história de um bebê prematuro, que chega sem ser esperado e que muda o destino de sua família. Trata de câncer infantil e que somos parte do milagre de Deus na cura da doença. O nome “O Pequeno Grande Doador”, enfoca o personagem principal, mas é também uma homenagem a este grande homem de Deus que inspira nossa vida, o pastor Carlito”, relatou o escritor na coletiva de imprensa no hospital. A pedido de Fabrício, o desenhista Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica, aderiu à campanha. A ilustração está em processo de finalização. Toda arrecadação com as vendas será destinada à manutenção do hospital, que passa por sérias dificuldades financeiras, com dívida de mais de R$ 800 mil.  “Quando Deus me entregou a história, pensei na mesma hora, no Maurício de Sousa, primeiro porque há mais de cinco décadas ele tem impresso valores fundamentais as nossas crianças como respeito a família, amizade, fé e generosidade por meio de seus quadrinhos e histórias desta turma que é de todos os brasileiros, a Turma da Mônica. Segundo, por sua relação com nossa comunidade, já que nasceu em Santa Isabel e escolheu Caçapava para seu refúgio e ócio criativo. Liguei para ele, declamei o livro e na mesma hora ele se sentiu tocado a participar do projeto”, conta Fabrício.


Situação atual do GACC

Desde que tornou pública a dívida de R$ 800 mil o hospital tem recebido apoio com doações e incentivos da população. Os veículos de comunicação da região também tem prestado solidariedade e ajudando com divulgações. A PIB tem levado apoio de diversas formas. “Muitas pessoas que ficaram sabendo da situação financeira do GACC através da PIB, seja pelo culto, pela revista ou pelas pessoas que frequentam a igreja, têm ligado e contribuído. A PIB é uma parceira muito importante para o GACC”, disse Rosemary Sanz, presidente e fundadora da instituição. O déficit mensal continua em R$ 200 mil, isso porque o atendimento do hospital é de 500 crianças e adolescentes de toda RM do Vale e 80% deles são do SUS (Sistema Único de Saúde), que não vem repassando o valor acordado para a instituição. O gasto mensal para o tratamento é de R$ 900 mil, o SUS só repassa 30% desse total. Embora o apoio esteja chegando aos poucos, a situação financeira do GACC ainda é bastante delicada. “Continuamos contando com a ajuda da sociedade e também dos governantes para que o trabalho realizado pela instituição não termine”, afirma.

Problemas financeiros

As dificuldades financeiras começaram a se agravar em 2010, quando a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo (Gestora do SUS) parou de realizar os reajustes necessários. Em contrapartida, o GACC ampliou seu atendimento em 94,4% a pacientes do SUS, mas não teve o retorno do governo e ficou 10 meses sem receber qualquer complementação para pagamento das despesas. Para manter esse tipo de tratamento é necessário investimento. Os tratamentos de combate ao câncer são caros e prolongados. Não existe um tipo único de tratamento, cada paciente tem suas necessidades. A estimativa de gastos da administração é feita pelos custos por setor de assistência. O custo médio, por exemplo, do paciente na UTI, é em torno de R$ 1.600,00 por dia, sendo que o SUS deveria remunerar R$ 508,00 por dia, o que corresponde a apenas 30% do custo de cada paciente. Um valor baixo, mas que nem isso é reposto.

Depósito Betânia Materiais para Construção

Tel: (12) 3907-6786 e-mail: depositobetania@gmail.com Estrada do Bairrinho, no 1.300 - Santa Hermínia - São José dos Campos-SP felizcidade.net | 23


CONHEçA fique por dentro

• Texto Talyta Grandchamp

Dinheiro fácil? Empresas são investigadas por suspeita de pirâmide financeira. Esse tipo de “investimento” é caracterizado no Brasil como crime

A

s promessas de retorno rápido de investimentos feitos em dinheiro crescem a cada dia na internet, com garantias de lucros de até 248%. A maioria desses “novos negócios” traz a promessa de pouco trabalho e muito retorno, mas será que isso é prudente, legal ou mesmo ético? Uma das empresas que mais se destacou nos últimos meses na internet é a Telex Free. Que pede aplicação inicial entre R$ 678 e R$ 2.850, com lucros respectivos de R$ 1.242 a R$ 6.750 em um ano. Para conseguir todo esse lucro, basta postar 5 vezes ao dia em sites de anúncios gratuitos a propaganda da empresa, que faz a venda de Voips (ligações ilimitadas através da internet, com custo de R$ 100/mês). Dessa forma o lucro é contabilizado e depositado direto na conta no sétimo dia. Além disso, quando indica alguém a participar, a pessoa ganha uma comissão de 100 dólares, e quanto mais pessoas, mais dinheiro. O investimento inicial também pode ser ampliado. Fácil demais? Para o especialista em finanças Lázaro Carvalho, esse tipo de investimento é de alto risco, já que os ganhos rápidos e fáceis demais geram desconfiança e prejuízos no futuro. “Tenho acompanhado através do tempo outras situações análogas e quando confirmado o esquema de pirâmide, sempre há grandes perdas e para muitas pessoas. Haja visto que, quando se descobre que há golpes financeiros, em muitas situações disfarçadas de investimentos, o tempo já passou e são águas passadas, ficando o investidor a ver navios”, explica. A empresa instalada no Brasil, com sede no Espírito Santo, tem a razão social Ympactus Comercial Ltda e tem sido investigada por vários órgãos brasileiros. A suspeita é de golpes financeiros disfarçados de investimentos. A Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor (Senacon), vinculada ao Ministério da Justiça, a Polícia Federal e Ministérios Públicos de pelo menos sete estados do Brasil já investigam o caso, que pode ser enquadrado no sistema de Pirâmide Financeira, algo proibido pela legislação brasileira. De acordo com o advogado da empresa Telex Free, Horst Fuchs, em entrevista ao site g1.com.br, a sede brasileira faz apenas a parte administrativa. Ele alega que a empresa segue o padrão multinível, porque remunera até cinco para cima. “A empresa não realiza vendas premiadas, pois todos os que indicam consumidores, e também estes, realizam a compra de contas Voip, gerando bonificações aos que indicaram”, explica Fuchs. Enquanto isso, as reclamações chegam de todo país. Em alguns estados os processos investigativos foram arquiva-

dos. Isso pode acontecer, porque segundo o site da empresa a sede é nos Estados Unidos, o que de acordo com o advogado Clementino Insfran Junior, dificulta a investigação. “Se a empresa realiza toda a sua operação comercial – prestação de serviço, através de uma subsidiária nos EUA, ela blinda o seu negócio das exigências da legislação nacional”. Clementino também ressalta que o ‘divulgador’ ao se associar a esta cadeia de negócio não está protegido pela Lei do Consumidor, uma vez que não existe, nesse caso, uma relação consumerista e sim uma relação de negócios. Se caracterizada pirâmide os prejuízos aos investidores devem começar a aparecer em breve. “Um ponto em comum das pirâmides são a sua curta duração, entre um ano a dois anos, assim aconteceu com outras empresas com as mesmas características, que já experimentaram o auge e hoje estão fadadas ao esquecimento. É comum também, os líderes destas empresas migrarem de uma empresa para outra, repetindo os mesmos procedimentos e discursos, atingindo aqueles que anseiam enriquecer a qualquer custo”, explica o advogado Clementino Insfran Jr. Para o autor do livro “Derrote Mamom” da Ed. Inspire, pastor da PIB em SJC, Fabiano Ribeiro, esse é um tipo de investimento que contradiz os princípios cristãos sobre finanças. “A Bíblia é clara em incentivar o trabalho, boa gestão das finanças, confiança irrestrita em Deus e proteção do coração em relação a Mamom. Acrescento a fidelidade nos dízimos e generosidade nas ofertas. Creio na provisão de Deus para os obedientes e gratos. A questão não é simplesmente se este tipo de marketing de rede é legalizado ou não, e sim, o que ele suscita nas pessoas - ganância, compulsão e exageros dos mais diversos e absurdos. Muitos não caem no extremos, mas um grupo significativo age com imaturidade com danos muitas vezes irreversíveis. Desaprovo o envolvimento de um cristão neste tipo de operação financeira. Tenho um valor pessoal sobre finanças: Deus não faz mágica, faz milagres! Desconfio e reprovo tudo que aparenta mágica quando o assunto é dinheiro”, ressaltou.

#DICA

Pirâmide Financeira

Cada novo membro compra um “pacote” que remunera os membros acima na cadeia. Esse novo membro, por sua vez, ganha dinheiro recrutando outras pessoas para o sistema.

felizcidade.net | 25


RADAR fique ligado • Texto Mônica Barbosa

Negócio Fechado, um aprendizado de fé!

Próxima 2ª feira, 15/04 às 20h, palestra com Min. Lázaro Carvalho. Tema: “Finanças Sem Segredos” Com momento de oração e unção para sua empresa.

A

cada segunda-feira o Café Inspire tem sido o ponto de encontro do Negócio Fechado. Com uma frequência média de 80 pessoas, os empresários têm sido desafiados a sair do controle das decisões e são encorajados a caminharem na contramão da independência. A palestra de encerramento da campanha “O processo do Grande Doador” aconteceu com uma ousada entrega da abundância de Deus com o pastor Júlio Florêncio. “Entendendo que nenhuma prosperidade sem obediência é formalizada no reino de Deus”, destaca. O empresário Ricardo Felipe, que desde criança se enxergava como o Super Homem, experimentou depender da ação do Senhor. “Eu era preocupado demais com o amanhã, mas Deus tem me ensinado a viver intensamente o hoje e a descansar, pois o amanhã Ele o sabe!”, disse.

Homenagens e agradecimentos pelo espetáculo Auto de Páscoa 2013 Na edição de 10 de abril, o Diário Oficial do Estado de SP, edição do Poder Legislativo, noticiou com destaque a encenação do Auto de Páscoa 2013 - Entrega, realizado pela PIB de São José dos Campos, no Expo Vale Sul de 27 a 30 de abril. De acordo com a matéria publicada pelo órgão oficial do estado, o espetáculo arrancou lágrimas e sorrisos dos expectadores.  O deputado Carlos Bezerra Jr, líder do PSDB na Assembleia, esteve presente ao evento, elogiou a atuação dos artistas e destacou a importância do espetáculo. “Foi uma experiência inesquecível. Um espetáculo grandioso, artisticamente impecável. A apresentação foi emocionante e criativa. Recebi a mensagem cristã da Páscoa e o impacto da Ressurreição de Jesus. Saí emocionado, espiritualmente revigorado e pedindo a Deus que esse exemplo seja seguido pela igrejas evangélicas em todo o país.” A Câmara Municipal de São José dos Campos, também parabenizou o evento através dos requerimentos dos vereadores: Carlos Alberto Macedo Bastos (DEM), Walter Hayashi (PSB) e Petiti da Farmácia (PSDB), aprovados por unanimidade em Sessão Ordinária. A Prefeitura Municipal de São José dos Campos apresentou por meio de requerimento e correspondência agradecimentos ao empenho de todos do espetáculo.


Consagração DE novos ministros Aconteceu na última quarta-feira (10), a consagração de 32 novos ministros na equipe da Primeira Igreja Batista em SJC. Motivo de alegria e muita responsabilidade para auxiliar no pastoreio de nossa igreja. Vivendo Lucas 10.1-2 “A seara é grande e os trabalhadores são poucos”, entendemos que os desafios são diários, mas dependemos de um Deus grande.

Perseguidos, mas não desanimados! Em um país de predominância islâmica, falar da verdade de Cristo é motivo de perseguição, mas também de oração por parte dos cristãos. É nesse campo, que a missionária Ivonete Reis relata o processo de libertação dos irmãos pr. José Dilson e a irmã Zeneide, após 5 meses detidos na cidade de Thiés. “Um grupo de intercessores que aguardavam em frente ao tribunal na cidade de Dakar a assinatura do documento de Liberação Provisória após audiência, pode contemplar a fidelidade do Senhor em meio à oração, gritos, cânticos, abraços, choro e muita alegria. Após muitas horas os irmãos foram soltos. O processo ainda continua e é motivo das nossas orações”, comenta a missionária.

felizcidade.net | 27


retratos da vida cada história com sua marca • Texto Talyta Grandchamp

O que a vida nos traz

D

esde que nascemos aprendemos com outras pessoas o que é certo e errado. Infelizmente, nem sempre esse aprendizado é direcionado para o Deus de amor, carinhoso, que cuida, protege e não nos abandona. Muitas vezes a imagem criada para aquela criança é de um Deus bravo e cruel. Somado a isso, muitos seguem caminhos diferentes, na busca de preencher um vazio e sofrem com as pedras do caminho. Nessa editoria, você vai conhecer histórias de vida, depoimentos de pessoas, que como você ou eu, têm uma história única, cheia de vitórias e derrotas. Mas que não desistiram de buscar o que realmente preenche todo vazio: Deus!

Tatiane (Gerente de Vendas) “Recebi um convite para vir na campanha do pastor Ivonildo e tudo estava dando errado na minha vida. Mas tinha fé de que Deus tinha o melhor pra mim e seria no tempo dele. Recebi uma promoção na loja em que trabalho e restaurei o meu casamento. Celebramos nosso batismo.”

Maria Gorete Cordeiro da Silva (Dona de casa) “Venho de uma família católica, mas não fui praticante. Tenho 54 anos e só há uns 3 anos que venho a PIB. Tenho um filho já pastor e mesmo assim minha decisão pela fé só veio depois de um AVC. Fui operada e fiquei com o mínimo de sequela, foi aí que descobri como Deus me ama. Minha sobrevivência foi obra de Deus, pois eu tinha problema no coração desde que nasci, mas o Pai só o apresentou a mim quando eu já tinha 50 anos. O Deus que eu conhecia era o Deus da cruz, que me repreendia dos meus pecados. Não era o Deus que eu conheço hoje, que é o Deus do perdão. Hoje eu sei que sou filha amada Dele. Obrigada Pai, porque sou sua filha, sua serva e meu amor cresce a cada dia por meu Deus!”

Ana Paula (Estudante) “Já era da PIB há um ano, mas tinha me afastado por influência de familiares que frequentam outra religião. Me sentia perdida e desamparada. Até receber um convite para ir no PG de meninas, onde fui muito bem recebida. Vi como Deus é Maravilhoso e estava sempre ao meu lado. Então, decidi realmente aceitar a Jesus e me batizar. Deus é bom demais!”

felizcidade.net || 29 29 felizcidade.net


30 | felizcidade.net


SOLIDARIEDADE o que vale é a ação • Texto Sergio Ivo

TRILHAS DA PROFISSÃO

N

esta última segunda-feira dia 08 de abril tivemos a aula inaugural dos cursos do Projeto “Trilhas da Profissão” Campus Betânia, onde os alunos receberam as instruções sobre o andamento dos cursos e também um panorama geral de como será o andamento de cada um deles explanado pelos instrutores. Tivemos a presença de 50 alunos que em seguida se dirigiram até a sede da ABAP para conhecer as instalações onde os cursos serão ministrados. Se você tem interesse ou conhece alguém que possa se interessar ainda dá tempo, temos as últimas vagas para o curso de gastronomia que oferece uma formação e capacitação para trabalhar em cozinhas de restaurantes e hotéis, sendo uma excelente área com grandes possibilidades de crescimento profissional e os primeiros passos para quem deseja se tornar um Chef de Cozinha como nossos instrutores. O Projeto “Trilhas da Profissão” atua na área de educação para qualificação profissional e consiste em capacitar profissionalmente a cada ano, 180 jovens com idade entre 18 e 29 anos, das comunidades carentes de São José dos Campos - SP, nos seguintes cursos: • Auxiliar de cozinha • Auxiliar de panificação e confeitaria • Auxiliar de Cabeleireiro

Você pode comprar produtos e fazer doações com seu cartão de débito no estande da ABAP no Campus Colina. ABAP – Associação Beneficente de Ajuda ao Próximo Registro de Utilidade Pública Municipal: Lei n° 5.758 de 05 de outubro de 2000. Registro de Utilidade Pública Estadual: Lei nº 13.520 de 29 de abril de 2009. Avenida Deputado Benedito Matarazzo, 8333. Vila Betânia - São José dos Campos/SP. Contato: (12) 3923-1544/3308-1354

Cada curso conta com formação específica, os alunos serão capacitados também em noções de cuidados com a apresentação pessoal, higiene, manipulação de alimentos e postura profissional, habilidades para lidar com as pessoas, com ética, senso analítico e crítico. Ao final de cada curso, os alunos estarão preparados para o mercado de trabalho com possibilidades grandes de empregabilidade. Se você quer fazer parte deste projeto, a ABAP já está selecionando os alunos para o segundo semestre que iniciará em agosto de 2012, não perca esta oportunidade e faça já sua inscrição. Os alunos serão selecionados por meio de uma triagem, onde deverão comprovar que se enquadram nos critérios socioeconômicos do público abrangido pelo projeto. Novas turmas serão formadas, os cursos são gratuitos e patrocinados pela Petrobras dentro do Programa Desenvolvimento & Cidadania e irá oferecer todo material didático, uniforme e passagem de ônibus para os alunos, que receberão certificado de conclusão emitido em conjunto com a Escola Methodo, certificada pelo MEC. Os interessados deverão comparecer pessoalmente para agendar entrevista com Assistente Social da ABAP ou pelos telefones 3923-1544/3923-1363. Comece 2013 entrando por uma nova Trilha, a Trilha da profissão.

Contribua para a continuidade dos projetos. Banco Bradesco: Agência: 2858-4 Conta Corrente: 19780-7 CNPJ da ABAP 01.372.496/0001-97

www.abapsjc.org.br facebook.com.br/abapsjc

felizcidade.net | 31


32 | felizcidade.net


TÔ DE FOLGA cultura, lazer e afins • Texto Fabrício Correia

Leões e Cordeiros

blue-ray

Robert Redford Assisti, com certo atraso, este interessante filme debate sobre consciência política, idealizado pelo competente Robert Redford, em 2007, ápice do governo bélico de George W. Bush. A produção acabou sendo ignorada nas bilheterias e também pelas premiações internacionais.  Trata-se basicamente de um drama de gabinete, com longas conversas sobre o mesmo assunto, mas com abordagens diferentes. Um jovem e ambicioso senador em Washington (Tom Cruise) dá uma entrevista exclusiva para uma repórter veterana de TV (Meryl Streep) e um orientador educacional (Robert Redford) que tenta entender porque um bom aluno caiu em rendimento nas aulas. A trama é costurada por uma ação de guerra no Afeganistão que só mais tarde entendemos sua função na história. É uma produção sobre os conflitos em que estão envolvidos os Estados Unidos no Oriente Médio.  O filme tem bons momentos, além de um elenco espetacular, com Tom Cruise cínico, meio abobalhado, mas com presença e Meryl Streep, sempre impecável. No duelo entre os dois, a empáfia do político e o ceticismo da jornalista são transmitidos com intensidade pela dupla. Bem realizado, o filme tem a missão de pontuar um pouco melhor a consciência política ao povo americano, talvez seja por isso, que naufragou nas bilheterias.

Extraordinário Amor de Deus

Aline Barros Em apenas um dia o álbum conquistou o disco de ouro em 2011, marcando o número de 50 mil cópias vendidas. Ganhou também destaque na mídia nacional e levou a canção, Ressucita-me, a rádios em todo o País, muitas que nunca antes haviam deixado o gospel povoar seu play list. Ouvi, novamente esta semana, e recomendo como trilha sonora nos céleres dias que estamos vivendo. Apesar de não ser informado no cd, este trabalho de Aline Barros, foi gravado ao vivo, na Comunidade Evangélica Internacional da Zona Sul, do Rio de Janeiro, e uma outra parte em estúdio. Todas as canções merecem atenção, são 14 músicas, com esmerada produção musical, de dois ícones da cena musical, Ricardo Feghali e Cleberson Horsth, do grupo Roupa Nova. Algumas das composições ficam por conta de Luciano Lima, Davi Fernandes, Anderson Freire e a própria Aline. Inspirador, se não bastasse a voz abençoada da cantora, os arranjos estão perfeitos. Excelente sonoridade, que vai agradar os mais variados gostos.

ENTRE ASPAS

felizcidade.net | 33


REFLITA valores para vida

X-Box

P

ara quem não sabe X-Box é um videogame. Um dia desses eu separei o meu para jogar. Não tinha muito segredo. Alguns fios pra lá, outros pra cá e pronto! X-Box ligado. Quer dizer, quase ligado. A tela da televisão estava escura dando um sinal de que algo parecia estar errado, e estava. Eu só não sabia o que. Então fui verificar a fonte do video game. Ela estava normal, sem nenhum sinal de fumaça, ou seja, dessa vez, não queimei mais um aparelho! (Ufa!) O interessante era que o video game continuava desligado. Então tentei os cabos. Nada! Tentei os plugs e continuei na mesma. Depois de muitas tentativas comecei a pensar: “O que tem de errado com meu X-Box?” De repente o meu quarto escureceu, uma nuvem dominou o espaço e uma voz metálica surgiu: olha a tomada! Tudo bem. A parte do quarto escuro e da nuvem foi minha imaginação, mas a voz foi verdade: era a minha consciência tentando me alertar. Foi certeiro! Quando troquei a tomada o video game ligou. Agora sim. Meu X-Box funciona. Durante a minha saga em ligar o videogame fiquei pensando o quanto a nossa vida se parece com o meu X-Box.

34 | felizcidade.net

Às vezes algumas coisas não acontecem e não sabemos a razão. Então saímos para todos os lados procurando respostas. Se o X-Box não funciona a culpa é do cabo, da fonte, do patrão, dos amigos, dos nossos pais, alguém está errado! Já parou para pensar que às vezes o problema está num simples detalhe chamado: tomada? Algumas coisas simplesmente não acontecem por que estão ligados no lugar errado. Eu mesmo já queimei muitos aparelhos por ligar na tomada errada. O nosso coração é como o X-Box. Talvez ele não esteja funcionando hoje por que não está ligado na tomada certa. Se você já pensou em desistir pelo simples fato de não ver as coisas funcionarem com você, que tal parar um pouco e rever onde você está conectado? A Bíblia ensina que tudo que ligarmos na terra será ligado no céu e o mesmo acontece quando desligamos. Então se liga! Conecte o seu X-Box na tomada certa que é Jesus. Fonte de energia capaz de ligar todas as coisas. Reflita nisso: existe uma tomada ideal para você conectar o seu coração. Deus é essa tomada.

Robson Santana Diretor de Artes e Celebrações na PIB em SJC facebook.com/robson.santana.5203 @santana_rob

“Se você já pensou em desistir pelo simples fato de não ver as coisas funcionarem com você, que tal parar um pouco e rever onde você está conectado?”



Revista FelizCidade #15